políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

André Vargas (PT), vice-presidente da Câmara, e sua carona

Posted by Pax em 01/04/2014

Tem uma turma do PT que parece pouco se importar com o todo. André Vargas (PT-PR), vice-presidente da Câmara, merece toda investigação que se puder realizar. Que relação tão próxima tem com o doleiro envolvido na lavagem de R$ 10 bilhões, segundo a Operação Lava a Jato da Polícia Federal?

Vice da Câmara viajou em avião emprestado por doleiro preso

ANDRÉIA SADI – DE BRASÍLIA – Folha de São Paulo

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT-PR), pegou emprestado um avião com o doleiro Alberto Youssef, pivô da Operação Lava a Jato, da Polícia Federal, que apura esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado R$ 10 bilhões em operações suspeitas.

A viagem a João Pessoa, na Paraíba, foi discutida em uma conversa entre os dois por um serviço de mensagem de texto, no dia 2 de janeiro, segundo documentos da investigação da PF aos quais a Folha teve acesso.

De acordo com a troca de mensagens de um aplicativo chamado “BBM”, Youssef agendou voo em jato particular para Vargas às 6h30 em avião de prefixo PR-BFM.

“Tudo certo para amanhã”, diz mensagem originada pelo celular do doleiro. Não fica claro se o avião pertence a ele.

“Boa viagem se (sic) boas férias”, acrescenta. Procurado pela Folha, Vargas disse que conhece o doleiro há mais de 20 anos e que pediu o avião porque voos comerciais estavam muito caros no período, mas que pagou o combustível.

“Não sei se o avião é dele, ele foi dono de hangar e eu perguntei se ele conhecia alguém com avião”, disse o petista. Apesar disso, Vargas diz ter cometido uma “imprudência”. “Eu não sabia com quem eu estava me relacionando. Não tenho nenhuma relação com os crimes que ele eventualmente cometeu.”

O petista integra a ala do partido mais ligada ao ex-presidente Lula e se destacou nos últimos meses pela defesa dos colegas condenados no processo do mensalão. (continua na Folha…)

About these ads

98 Respostas to “André Vargas (PT), vice-presidente da Câmara, e sua carona”

  1. Chesterton said

    “eu não sabia”……

  2. Patriarca da Paciência said

    Não nos esqueçamos que o Barbosão pousou para fotos, todo sorridente, ao lado de um trambiqueiro, foragido da Justiça brasileira !
    O caso é diferente ?
    É, é diferente !

    Mas não nos esqueçamos também que o trambiqueiro se declarou fã do Barbosão, a quem disse depositar suas esperanças e o denominou de “justiceiro” !

    Qual deveria ser a atitude correta do Barbosão ? Acho que, no mínimo, dar voz de prisão ao trambiqueiro, se considerarmos como verdadeira a suposição de que ele tem toda a obrigação de saber com quem deve tirar fotos !

    O caso da Petrobrás já está sendo esclarecido e hoje a papagaiada da “grande” mídia já foi bem menor !

    Vamos devagar com esse andor aí e não fazermos julgamentos precipitados, como vem sendo a norma da “grande” mídia !

    Aliás o telejornal da Globo hoje foi bem razoável, mostrando maus exemplos, mas também bons exemplos !

    É por aí que devemos andar.

    Acho que todo mundo já está cheio desse complexo indecoroso de vira-lata !

  3. Pax said

    o roteiro é esse, caro Chesterton

    1 – não sabia
    2 – fui enganado, peço desculpas
    3 – é uma campanha política de difamação
    4 – como é que o partido permite que seja tão injustiçado pela imprensa golpista
    5 – a Polícia Federal atua políticamente perseguindo o partido
    etc

  4. Patriarca da Paciência said

    É caro Pax,

    acho que você descambou mesmo para a história de matar o mensageiro da má notícia !

    Acho que um dos maiores ícones da astúcia em toda a história da humanidade, Júlio César, tinha toda a obrigação de saber que sua morte estava sendo tramada dentro da sua própria casa, por um filho adotivo !

  5. Patriarca da Paciência said

    Lula cunhou outra frase que ficará célebre; “Na dúvida, fique ao lado do companheiro “”

    Enquanto eu tiver dúvidas, eu não condeno ninguém !

  6. Pax said

    Como assim, caro Patriarca, que eu tenha “descambado” para matar mensageiro de má notícia. Confesso que não entendi.

    Mas, vamos lá.

    – o tal André Vargas confessou ou não que pegou o jatinho do malaco do dólar? tá na notícia, tá na gravação da PF…

    – o tal André Vargas é ou não é do PT?

    – pegar jatinho de doleiro lavanderia é ou não é uma notícia que deva ser colecionada em um blog que se proprõe a colecionar notícias de corrupção, desvios e anomalias no trato da coisa pública?

    – o tal fulano, André, é ou não é vice-presidente de nada mais nada menos que a Câmara de Deputados do Congresso Nacional?

    Me parece, por uma série de razões muito claras, que a notícia importa, sim.

  7. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    acho apenas que não devemos fazer julgamentos precipitados. Pode ser que o Vargas seja culpado, mas também pode ser que não.

    Nesse tempos eleitorais, os escândalos surgem aos borbotões !

    Pessoas que viram as “notícias” mais infames sobre o Lula, o filho do Lula, a Dilma etc.etc.etc. já ficaram vacinadas !

    A história da Petrobrás já está tomando um rumo bem diferente. Como suspeitei, a história da “grande” mídia estava muito mal contada. Não há a mínima suspeita de propina, a Petrobrás foi obrigada a cumprir determinações de Justiça norte-americana e compra de estoque e serviços foram “vendidas” como embutidos no preço da refinaria.

    Muita calma nessa hora !

  8. Pax said

    Pode ser que ele não seja culpado, mesmo tendo confessado que pegou o avião do doleiro emprestado?

    É, pode ser.

    Assim como pode ser que o Maluf também não seja culpado de terem, segundo informações, depositado umas graninhas em suas contas na Suíça.

    Assim como pode ser que os governos tucanos não sejam culpados dos desvios de toda roubalheira dos trens e metrô paulistas.

    Assim como aquelas filmagens do José Roberto Arruda recebendo uns pacotinhos de dinheiro podem ser uma armação.

    Assim como pode ser que o Vladmir Herzog tenha se enforcado por livre e espontânea vontade.

    Tudo pode ser, sim, caro Patriarca.

    Chegamos no ponto que qualquer coisa que acusem dos ladrões do nosso time a gente arruma uma forma de colocar dúvida.

    Escolha um time dos acima e passe a defendê-lo. O modelo é este mesmo.

  9. Chesterton said

    para\quem tem dúvidas

  10. Chesterton said

  11. Chesterton said

    se me mandassem executar, executaria…a lógica de Nuremberg, “estava cumprindo ordens superiores”.

  12. Elias said

    Fora do tema (mas não muito)…

    I – Da Newsletters da ADVFN

    INVESTIGAÇÃO INTERNA DA PETROBRAS
    A PETROBRAS (PETR4) encerrou ontem às investigações internas para apurar as denúncias de supostos pagamentos de suborno a empregados da companhia pela holandesa SBM OFFSHORE (EU:SBMO). Sua conclusão? A Comissão Interna de Apuração não encontrou fatos ou documentos que evidenciem pagamento de propina a funcionários da companhia. O relatório final da comissão será encaminhado à Controladoria-Geral da União, ao Tribunal de Contas da União e ao Ministério Público Federal.

    II – Do JusBrasil

    EXAME DA OAB
    Ninguém percebeu, ou não ganhou muita relevância, o fato da proposta de conversão da Medida Provisória 627 em lei, que tramitou na Comissão Mista criada no Congresso para apreciá-la, e que inclui o fim da taxa do Exame de Ordem, ter sido aprovada sem que essa questão da taxa tenha sido suprimida do texto da própria MP.

    Ou seja, na prática, a definição da questão foi para o plenário da Câmara dos Deputados.

    E daí?

    Pois é… no ano passado, o Exame de Ordem passou por uma situação semelhante, quando o deputado Eduardo Cunha tentou mais uma vez acabar com a prova mas, como ele tinha inserido essa questão na forma de “jabuti”, ou seja, um tema sem a devida pertinência temática com o que estava sendo votado, sua proposta foi derrotada.

    Mas agora a coisa está feia, bem feia mesmo.

    E por um simples motivo: o PT está politicamente acuado, nas cordas, e o PMDB de Eduardo Cunha está fazendo e acontecendo no Congresso.

    E aqui surge o problema: o clima na Câmara está muito favorável ao (PMDB de) Eduardo Cunha.

    E não é só isso!

    A aprovação da MP na comissão mista não teria acontecido, da forma como aconteceu, sem a anuência do Planalto. O Planalto deu de ombro para o contrabando legislativo do fim da taxa do Exame de Ordem. Via de regra, o Governo controla a mão de ferro tudo o que acontece com as Medidas Provisórias – hoje, sem exagero, o único instrumento viável para se legislar no País. As MPs são, por assim dizer, a menina dos olhos do Poder Executivo. E, de tabela, o objeto mais cobiçado dos parlamentares, que querem, a todo custo, seja através de “jabutis”, seja por meio de afinidade temática, emplacar emendas de interesses de suas bases ou de grupos que os apoiam.

    Vejam a MP 627… Foram apresentadas 513 emendas de deputados e senadores. São 513 pleitos, 513 cartas na mesa de negociação. Fora o sem-número de emendas que o relator da Comissão Mista pode propor através do chamado “projeto de lei de conversão”. Aqui, o céu é o limite!

    Então… por isso mesmo, o Governo desloca seu exército de técnicos, assessores e parlamentares para monitorar, com lupa, tudo o que acontece nas Comissões Mistas. Ora, se o Planalto deu de ombros, quem amanhã vai se insurgir contra a emenda do fim da taxa do Exame de Ordem e, principalmente, quem vai ter força para derrubar a emenda?

    Sim…tem mais um complicador.

    A MP tem até o dia 21 de abril para ser convertida em lei, do contrário perderá sua validade. Bem, vamos fazer um rápido cálculo aqui com o calendário nas mãos: dia 21 cai numa segunda-feira. Subtraindo-se o domingo (20) e o sábado (19), temos ainda a sexta-feira (18), feriado nacional da Paixão de Cristo! Pessoal, na prática, o Congresso tem até o dia 17 (!) para aprovar a MP tanto no Plenário da Câmara como no

    Senado! São menos de três semanas!

    Bem, caso a emenda seja aprovada junto com o resto da MP, o Senado, muito provavelmente, não irá suprimi-la, pois isso implicaria devolver o novo texto para a Câmara, estrangulando o prazo para a aprovação da MP. E há coisas grandes, questões bilionárias, voltadas ao setor empresarial multinacional, tratadas nessa matéria.

    Provavelmente a questão vai ser decidida nesta semana na Câmara, sem margem para alterações posteriores no Senado. Ou seja… Se passar na Câmara, passou! Já era!

    Sobraria então o veto da presidente (escreve-se presidente mesmo, e não presidenta), e tal veto teria um custo político X para a Ordem, se é que ele será efetivamente implementado.

    O contexto desta vez é muito favorável ao deputado Cunha, e pela primeira vez ele pode colher uma vitória contra sua inimiga OAB.
    Descrevi a consequência disto na semana passada:

    A possibilidade da OAB reduzir o número de edições de 3 para 1 ao ano é bem real. Nesta hipótese, eventual reprovação custaria altíssimo em termos de tempo e planejamento da carreira pessoal. Se o padrão da prova for mantido, muitos candidatos levariam com apenas duas ou três reprovações dois ou três anos só para entrar no mercado.

    Nada, nada, nada agradável!

    Ou a OAB mobiliza sua base parlamentar ou vai amargar uma derrota.

    Só que, desta vez, perdem todos!

  13. Elias said

    Fora do tema (mas não muito…).

    Da Newsletter da Empiricus

    AS 20 MAIORES MENTIRAS DO MERCADO
    1 – A meta de inflação de 4,5%
    2 – O regime de câmbio brasileiro é flutuante
    3 – Os 5 milhões de CPFs da Bolsa
    4 – As 40 empresas que estão na fila para o IPO
    5 – Os Bancos Centrais são independentes
    6 – O IPO da mina Casa de Pedra, da CSN
    7 – O reajuste do preço da gasolina em 2014
    8 – O aumento de capital de R$ 3 bi via oferta de ações da ALL
    9 – A cobertura das empresas por partes relacionadas após o IPO
    10 – A put da OGX contra o Eike
    11 – Tag along
    12 – O Novo Mercado com melhores práticas de governança corporativa
    13 – Não há risco de racionamento de energia
    14 – Há espaço para uma concorrente da BM&F Bovespa no Brasil
    15 – O chinese wall
    16 – O petróleo da Namíbia
    17 – O petróleo do Solimões
    18 – A compra da Positivo pela Lenovo
    19 – Um resultado ruim de AmBev
    20 – Nunca compre estatais
    ===========================================

    I
    A mentira “1” é recorrente em ano eleitoral…

    O Lula assumiu com inflação de 12%, e com o “mercado” dizendo, a cada ano, que o PT faria a inflação “explodir”, porque o partido não tinha o “software do PSDB” & outras babaquices do gênero.

    Por isso mesmo, agora o governo tem espaço político para uma inflação de até 5,5%, numa boa. Em outras palavras: não há por que segurar a despesa pública, por causa de 1 ponto percentual de inflação.

    O “alarmismo inflacionário” da oposição acabou favorecendo politicamente o PT.

    Os oráculos da oposição (as “Cassandras” na razão inversa…), criaram, a cada ano, e artificialmente, uma expectativa de inflação altíssima. Quando a inflação de fato se revelou menos que a metade da inflação do final da “era PSDB” (ainda que acima das metas governamentais), a sensação que acabou ficando foi que, afinal, a situação não estava tão ruim quanto alardeava a oposição… Que, há 12 anos, amarga uma persistente perda de credibilidade, por conta de “projeções” e “vaticínios” não confirmados pela realidade.

    No fim, as pessoas minimizam o fato da inflação “petista” se revelar acima da expectativa governamental, dando mais importância ao fato de que a inflação petista é menos que a metade da inflação do final da “era PSDB”.

    Esperteza demais é burrice…

    II
    As mentiras “2” e “5” são boas para aquelas mentalidades infantis que nunca administraram uma mercearia, mas ensinam economia, administração financeira, etc., nas universidades, sob a ótica da teoria liberal (que é ótima pra quem tem preguiça de pensar…).

    Só um louco há de imaginar que um governo, qualquer governo, de qualquer lugar, e em qualquer época, deixaria sua política econômica virar farelo, por causa de uma flutuação do câmbio flutuante, que flutua no mar de bobagens que existe dentro das cabecinhas infantis que nunca administraram uma mercearia, mas ensinam economia, administração financeira, etc., nas universidades, sob a ótica da teoria liberal (que é ótima pra quem tem preguiça de pensar…).

    Em cada 10 governos, 150 intervirão no mercado, comprando ou vendendo, à mais leve sombra de “flutuação” indesejada…

    O que também significa dizer que a independência dos Bancos Centrais é algo tão crível quanto o Saci Pererê, a Matinta Perêra ou a “mãozinha invisível e sumamente poderosa” da teoria liberal (que só libera, mesmo, a idiotice em larga escala…).

    III
    Já a mentira “20”… Serve pra gente rir dos babacas de sempre…

  14. Chesterton said

    Nas conversas interceptadas pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef e o vice-presidente da Câmara, André Vargas, demonstram ter muito mais do que uma relação de amizade. Em quase cinquenta mensagens registradas pela PF, Vargas recebe orientações do doleiro, combina reuniões com Youssef e chega a passar informações das conversas que ele, como parlamentar do PT, mantinha com integrantes do governo. Como é natural nesses diálogos nem sempre edificantes flagrados pela polícia, Vargas e Youssef adotam a precaução de conversar em códigos. Para Polícia Federal, no entanto, os registros colhidos na operação mostram que Vargas faz parte de projetos de Youssef e usa sua influência no governo em benefício do parceiro. FSP

    chest- é constrangedor assistir petistas defendendo e até apoiando a quadrilha instalada no Planalto. Ninguem se salva.

  15. Chesterton said

    O Brasil decepcionou mais uma vez no Pisa, avaliação internacional que mede competências de alunos em diferentes nações. A educação brasileira amargou o 38.º lugar em uma lista de 44 países, de acordo com o resultado divulgado nesta terça-feira, 1.º, pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

    Tradicionalmente voltado para Leitura, Matemática e Ciências, pela primeira vez o Pisa mediu a capacidade de estudantes de 15 anos em resolver problemas mais complexos de lógica e raciocínio. No topo do ranking ficaram países asiáticos como Cingapura, Coreia do Sul e Japão. Já entre os últimos colocados, estão Uruguai, Bulgária e Colômbia.

  16. Chesterton said

    Estadáo aí em cima

  17. Elias said

    “…estava cumprindo ordens superiores”.

    Os torturadores podem dizer o mesmo.

    A diferença? Ora, a diferença é que pessoal que disse que executaria, não executou.

    O ex-embaixador americano, Lincoln Gordon, escreveu um livro no qual fez referências simpaticíssimas aos seu sequestradores.

    O mesmo fez o ex-embaixador suíço, Bucher (o livro de Bucher foi proibido no Brasil).

    O Sirkis, que participou diretamente do sequestro desse embaixador, e ficou confinado com ele no “aparelho” em que o suíço foi mantido durante o sequestro, narra o esforço que os sequestradores fizeram para que o embaixador não fosse morto. É que a ditadura queria matar o embaixador, numa suposta “operação de resgate”, e, depois, colocar a culpa nos sequestradores.

    Em seu livro, o diplomata suíço, Bucher, manifesta exatamente a mesma opinião do Sirkis. Por isso, a ditadura proibiu o livro e o retirou das livrarias (comprei no mercado negro, e ainda o tenho em algum ponto incerto e não sabido de minha bagunçadíssima minibiblioteca).

    Enfim, o pessoal que disse que executaria, não executou, salvo raras exceções, como foi o caso do Yoshitami Fujimori (do grupo do Lamarca), no Vale da Ribeira, que assassinou um tenente da PM a coronhadas, ou aquele pessoal que assassinou um militar americano, achando que estava matando o Dan Mitrioni (ou coisa parecida… não lembro direito do nome do péssimo), que dava aulas de tortura a los macaquitos de la ditadura brasileña.

    Já os torturadores… Cumpriram suas ordens com a mais absoluta e serena diligência…

    Pra mim, matar em combate é uma coisa… Faz parte… Quem não quiser passar por isso, que fique em casa, sentado, peidando na poltrona, lendo jornal ou vendo tv.

    Agora, matar o inimigo depois de rendido, é outro papo. É assassinato. A meu pensar, quem fez isso tem que ser punido. Seja de que lado for…

    Não acho que o militar brasileiro de nossos dias deva manchar sua consciência e reputação fazendo declarações de apoio a quem torturou e, principalmente, a quem matou na tortura.

    Quem fez isso é criminoso, e não merece a condescendência de quem não é…

  18. Elias said

    Bem, pelo visto, a OCDE deixou de ser uma organização política a serviço do Foro São Paulo…

  19. Pax said

    esse resultado do Brasil no tal exame internacional nos remete a duas conclusões excludentes entre si:

    – ou o teste, a notícia e todo o entorno são articuladores golpistas anti PT

    – ou essa balela que nestes 12 anos do governo revolucionaram o tema no caminho de uma melhora que se possa considerar uma – ou qualquer – vitória ou sucesso

    Escolha a opção que melhor lhe prouver.

    Enviada do meu iPhone

    >

  20. Pax said

    a desculpa do André Vargas é o máximo do escárnio não? Diz o nobre que as passagens estavam tão caras nos vôos comerciais que teve que pedir o jatinho do doleiro mafioso, investigado e acusado, segundo noticiário, por lavar dinheiro para traficantes, políticos que mamam nas verbas da Saúde Pública e diretores da Petrobras.

    E a gente tem que ouvir isso, ver o partido manter o nobre em seus quadros e, pior, na vice-presidência da Câmara.

    A que ponto chegou a coisa.

    Enviada do meu iPhone

    >

  21. Chesterton said

    Ja ouviu falar em sindrome de Estocolmo?

  22. Pax said

    Sim, claro, Chesterton, velho e bom Chesterton, e?

    Seja mais claro em suas rabujices.

    =)

    Enviada do meu iPhone

    >

  23. Chesterton said

    O ex-embaixador americano, Lincoln Gordon, escreveu um livro no qual fez referências simpaticíssimas aos seu sequestradores.

    O mesmo fez o ex-embaixador suíço, Bucher (o livro de Bucher foi proibido no Brasil).

    chest- sindrome de Estocolmo

    A diferença? Ora, a diferença é que pessoal que disse que executaria, não executou.

    chest- porque cederam à chantagem, nada muda, o sequestro é um crime hediondo, matando ou não o sequestrado. (Elias deve estar nervoso com tanta “petifaria”). Que argumentozinho ruim, hein?

  24. Chesterton said

    http://i.imgur.com/1rAWzyh.jpg

  25. Chesterton said

    e agora Elias?

  26. Chesterton said

    http://i.imgur.com/aAhmucC.jpg

  27. Chesterton said

    PT ABANDONA ANDRÉ VARGAS QUE PROMETE SE EXPLICAR NO PLENÁRIO DA CÂMARA SOBRE SUAS LIGAÇÕES COM O DOLEIRO ALBERTO YOUSSEF.

    Abandonado pelos ‘companheiros': deputado André Vargas (PT-PR) diz que irá se explicar no plenário da Câmara
    Temendo que o caso do vice-presidente da Câmara André Vargas (PT-PR) seja similar ao de Demóstenes Torres, o senador cassado sob acusação de defender os interesses do bicheiro Carlinhos Cachoeira, petistas avaliam que cabe ao próprio deputado dar explicações sobre seu grau de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Mesmo sendo um dos próceres da sigla – e um dos mais virulentos críticos do julgamento do mensalão –, a cúpula petista hesita em sair em defesa do deputado que, em relatório da Polícia Federal, é tratado como sócio oculto de Youssef.

    http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2014/04/pt-abandona-andre-vargas-que-promete-se.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+BlogDoAluizioAmorim+(BLOG+DO+ALUIZIO+AMORIM)

  28. Chesterton said

  29. Chesterton said

    terça-feira, abril 01, 2014

    MEU 1° de ABRIL *

    Quando um acontecimento histórico faz aniversário em números redondos, ocorre o que os jornalistas chamam de efeméride. Foi o aconteceu no início deste mês, quando a dita Revolução de 1964 completou seus 40 anos. O leitor já deve ter notado que sempre busco fugir ao lugar comum. Assim sendo, me abstive de contar o que estava fazendo no dia 1° de abril de 1964. Mas já recebi alguns mails exigindo o relatório e, já que estamos mais distantes da data – e do lugar comum – vou contar. Aliás, já devo ter contado em crônicas passadas.

    No dia 1° de abril, com a arrogância de um estudante de 17 anos – eu os completaria no dia seguinte – eu defendia bravamente as instituições democráticas, na sede do Sindicato dos Ferroviários, em Santa Maria, do ataque brutal dos militares. Trepado em uma mesa, eu deitava o verbo contra Lacerda, contra as Forças Armadas e contra os reacionários e golpistas em geral. Conclamava os operários à resistência contra o golpe e a eles oferecia o importante apoio da classe estudantil santa-mariense. Na época, se algum leitor está lembrado, a fórmula mágica para resistir a ditadura era a aliança estudantil-operário-camponesa. Verdade que a maioria dos estudantes jamais havia visto um camponês de perto, mas isto pouco importava. Havia também aquele outro slogan, povo unido jamais será vencido, refrões que repetíamos como mantras para exorcizar o mal.

    Esperávamos, no sindicato, a tomada de posição do general Pope de Figueiredo, comandante da guarnição local. Confiávamos que, se a base aérea de Camobi, sediada em Santa Maria, tomasse o partido do povo, a ditadura estaria conjurada. Pois justo na hora em que eu discursava, com o ardor de meus 17 anos, chegou a tomada de posição do general Pope: trezentos homens armados, com baionetas caladas, cercaram o prédio, chamado pomposamente de Casa Rosada. Enquanto eu falava, o salão ia se esvaziando. Eu, que não sabia do que acontecia lá fora, desci da mesa muito sem graça, achando que meu discurso não estava convencendo ninguém.

    Não era bem o caso. Mais convincente era a tomada de posição do general. Fiquei no prédio, com mais dez operários, um deles bêbado e armado com um facão. Queria enfrentar sozinho as baionetas. Tive de puxá-lo para dentro e fiquei me perguntando o que fazia ali. Ninguém foi preso, nem o seria, desde que abandonasse o prédio. Acabei indo embora, com a terrível sensação de herói ignorado, sem aplausos e nem mesmo vaias.

    De atitudes como esta – ou semelhantes – se gabaram na semana passada escritores e cronistas de não poucos jornais. Eu, se por algum tempo me orgulhei de minha modesta participação nos acontecimentos daquele dia, hoje a deploro profundamente. Como todos os jovens, eu era um perfeito idiota. Seguia atrás de palavras de ordem, em geral oriundas de Pequim, Moscou ou Havana, e as defendia como quem defende uma verdade sagrada. Não sabia, na época, que guerrilheiros vinham sendo preparados em Cuba para, sob o comando de Julião, tomar o poder no país e transformá-lo em mais uma republiqueta atrelada a URSS. Era a segunda tentativa do Kremlin de tomar o poder no país. A primeira, fora a de 35, liderada por Luís Carlos Prestes e mais três ou quatro aventureiros internacionais.

    Hoje, está mais que visto: não fossem os militares, estaríamos vivendo sob regime comunista. Com a queda do Brasil, não seria fácil de imaginar o Chile e Argentina, que já vinham sendo infiltrados pelos comunistas, sob o jugo de Moscou. Não seria também de duvidar que, com o continente latino-americano subjugado, o regime soviético tivesse mais alento e inclusive sobrevivesse mais algumas décadas. Não é demais afirmar que, sem a atitude dos militares em 64, o horror talvez tivesse dobrado a esquina do século.

    Mas a vitória das Forças Armadas foi ilusória. Venceram a primeira batalha, é verdade. Mas perderam o combate. Hoje, transcorridas apenas quatro décadas, metade de uma vida de homem, menos que a ditadura de Fidel Castro, os militares foram jogados na famosa lata de lixo da História, com a pecha de vilões Os vilões da história não só tomaram o poder como posam de heróis e recebem régias aposentadorias, pelos (des)serviços prestados à Pátria. Os grandes vencedores de 64, costumo dizer, foram as esquerdas que, na época, pretendiam instalar no Brasil um regime soviético. Mas os tempos mudaram, o Muro caiu, a URSS afundou. Hoje, no poder, as esquerdas não têm mais moral para empunhar bandeiras socialistas.

    Há quem creia, é verdade, que o Brasil de hoje se encaminha ao comunismo. Não acredito. Não há mais clima. Se o PT tivesse ganho em 1980, quando o mundo ainda tremia ante qualquer arroto da URSS, talvez. Agora é tarde, camaradas.

    Naquele distante primeiro de abril, eu, idiota atroz, sem ser marxista nem membro do Partido Comunista, fazia o jogo dos marxistas e comunistas. Se alguém hoje ostenta tais bravatas com orgulho, eu as exibo com vergonha. Mas a vida é isso mesmo. Bom senso não é o quinhão dos jovens.

    * 12/04/2004

    – Enviado por Janer Cristaldo

  30. Pax said

    o PT vai manter o André Vargas no partido? na vice-presidência da Câmara?

    (é só o que falta pra se enterrar de vez, estão batendo tanto em sua imagem que parecem torcer para um segundo turno, nunca vi igual, torcer por gol contra)

    a oposição dá pulos de alegria

    mesmo sendo uma oposição turbinada no pó das estradas mineiras, pão de queijo com orégano estragado, mesmo assim

    um André Vargas vale um bocado de alegria, claro que sim

    é um acepipe, cada dia aparece com uma versão nova do seu passeio nas asas en(dolar)atradas

    eita fulano complicadinho

    mas é herói da militância mantrista, sim, afinal cerrou o punho em defesa dos colegas mensaleiros, numa atitude de extrema “coragem” institucional.

  31. Chesterton said

    O mais engraçado é imaginar Dilma e seu marido assaltando caminhões de carne.

  32. Elias said

    “o sequestro é um crime hediondo”

    Nénão, bobão!

    O sequestro de Adolf Eichmann foi um “crime hediondo”? Não! Hediondos foram os crimes que ele cometeu!

    Ações como essa têm que ser contextualizadas, bobinho.

    É por isso que a “lei antiterrorismo da Copa” é um monstrengo. Um Quasímodo legal.

    O que qualifica uma ação violenta como crime, ou como crime hediondo, ou como ato terrorista, é o contexto (o que inclui as consequências).

    Os sequestros de diplomatas estrangeiros no Brasil, nos anos 1970, foram usados pra tirar da cadeia algumas pessoas que, se continuassem presas, certamente que seriam mortas na tortura.

    Nesse contexto, o sequestro foi um ato de coragem e de humanidade.

    É algo muito diferente do sujeito que sequestra pra extorquir dinheiro de suas vítimas…

    Só um completo idiota, imbecilizado por monturos de lixo ideológico contaminando o próprio cérebro, não percebe isso.

    Em 1947, a Haganah e a Irgum decidiram, de comum acordo, explodir o Hotel Rei David, usado pelos militares ingleses, que estavam fazendo o diabo com os judeus, na Palestina e na Europa. Várias instalações inglesas já haviam sido explodidas, em represália pela conduta do governo inglês. O procedimento era sempre o mesmo: avisava-se por telefone e pelas estações de rádio, alguns minutos antes dos explosivos serem acionados, para que as pessoas se retirassem. Os prejuízos eram sempre materiais, sem perda de vidas. No caso do Hotel Rei David, não foi dado o aviso, e um monte de pessoas morreu. Inclusive civis e religiosos, que não tinham nada com o peixe…

    Com o aviso, a explosão de instalações inglesas eram atos guerrilheiros, absolutamente legítimos, porque, na prática, a Inglaterra declarara guerra aos judeus: passara a perseguir os judeus sobreviventes do Holocausto, opondo-se à criação do Estado de Israel e impedindo que os sobreviventes da matança europeia emigrassem para a Palestina (a Inglaterra temia que a criação do Estado de Israel prejudicasse suas relações com os países árabes).

    Sem o aviso, a explosão do hotel se converteu num ato terrorista. Assassinato puro e simples. Por causa disso, a Haganah encerrou sua colaboração com a Irgum, e passou a capturar e entregar aos ingleses os autores de atos terroristas.

    É preciso contextualizar, pra não bestializar…

    (Agora, também é preciso dizer que a escolha do embaixador suíço, Giovanni Bucher foi uma grande burrada. Os caras escolheram exatamente o principal crítico da ditadura militar brasileira, na área diplomática! E o pior é que, se não fosse pelo Sirkis e o Lamarca, Bucher teria sido assassinado… A porra do lixo ideológico não só imbeciliza como embrutece! Mesmo assim, depois de libertado, Bucher se recusou a fazer declarações contra seus sequestradores. Assim como se recusou a fazer qualquer elogio ao regime militar brasileiro. Personalidade e caráter soberbos!).

  33. Chesterton said

    A tortura contra agentes nazistas ocorridas na segunda guerra é crime hediondo? Você apenas relativiza a questão do sequestro crendo que alguns sequestros são hediondos e outros não. Na sua ideia se os guerrilheiros sequestrassem todos os generais, todos os banqueiros estariam praticando um ato heróico.

    Contextualize da sua maneira, que eu contextualizo da minha, morre o mais fraco.

  34. Chesterton said

    Ana Paula disse que a colega de profissão é “imatura, bem-intencionada, ou seja, um perigo”.

    Ao iG, Rachel falou sobre o assunto pela primeira vez e rebateu a crítica: “Imaturidade não é perigo. Perigo é a desonestidade, a ausência de valores, de ideais, a subserviência cega ao poder… Imaturidade, o tempo resolve! Mas, o caráter, nem sempre”, alfinetou Rachel…

    chest- Ana Paula Patrão poderia ter ficado calada…

  35. Elias said

    “Na sua ideia se os guerrilheiros sequestrassem todos os generais, todos os banqueiros estariam praticando um ato heróico.”

    Não, Joaquim Manoel.

    Essa idiotice que escreveste não tem nada a ver com o que eu estive a dizeire.

    Além do mais, CONTEXTUALIZAIRE e RELATIVIZAIRE são duas coisas completamente diferentes.

    Contextualizar é outra coisa, Manoel João.

    Dar um tiro numa pessoa é um ato cruel? E se a pessoa que foi baleada estivesse tentando matar quem atirou nela?

    Isso é CONTEXTUALIZAR (e não relativizar). É o conceito de CONTEXTUALIZAÇÃO que dá origem a coisas como “legítima defesa”.

    Legítima defesa é “relativização”?

    É a tal coisa, Joaquim Manoel. Tu não sabes pensar. Tu só sabes repetir o que outras pessoas pensam e escrevem. Quando tu tentas produzir alguma coisa com teu próprio raciocínio, só fazes besteiras.

    E o diagnóstico da “Síndrome de Estocolmo” só pode ser aplicado a um comportamento que se manifesta DEPOIS do sequestro.

    Acontece que Giovanni Bucher já criticava a ditadura militar brasileira ANTES de ser sequestrado. Daí a antipatia que o governo militar tinha por ele.

    (Só se ele estivesse a advinhaire que seria sequestrado e por antecipação, passou a exibire uma incontida simpatia por aqueles que, anos depois, o sequestrariam. Não sei como ele não se apaixonou, também pelos militares que estavam empenhadíssimos em despachá-lo para outra instância…).

  36. Elias said

    “e agora Elias?” (Joaquim Manoel em # 25)

    Já respondi em # 17.

    “Numa coisa, ao menos, ele (o `Clemente` nada clemente) está certo, não é? Se a pessoa integrou um bando armado, que matava, traz sangue nas mãos, ainda que não tenha dado um tiro…” (Reinaldo Azevedo)

    Então o Reinaldo Azevedo tem sangue nas mãos.

    (RA nunca foi homem pra dar tiro… Só faz babar feito um hidrófobo e destilar ódio…).

  37. Elias said

    Uma erratona:

    Mais acima, eu escrevi “Lincoln Gordon”, quando deveria ter escrito Charles Elbrick (enquanto escrevia o comentário, eu estava assistindo um vídeo com uma entrevista do Lincoln Gordon, sobre a participação dele no golpe militar de 1964).

    Elbrick foi o sequestrado a quem eu me referia… Gente fina.

    Gordon foi o cara que injetou grana do governo americano nos candidatos da direita, em 1962 (e, mesmo com dinheiro da matriz, a direita se ferrou eleitoralmente, e o PTB continuou crescendo…).

    Mais adiante, em 1964, ele garantiu que o governo americano reconheceria o golpe de 1964, tão logo ele acontecesse. E foi, de fato, o que ocorreu: o governo americano reconheceu Mazzilli como interino, com Jango ainda em território brasileiro (para que não pairassem dúvidas quanto a quem os EUA apoiariam, caso Jango resistisse ao golpe…).

    O golpe militar de 1964 foi, acima de tudo, uma articulação política muito bem feita. Foram corrigidas todas as falhas cometidas nos 10 anos antecedentes.

    A cúpula militar brasileira vinha conspirando desde meados da década anterior. Houve tentativa de golpe militar pra impedir as eleições que levaram Juscelino ao poder (o golpe foi abortado pelo marechal Lott, Ministro da Guerra). Houve duas tentativas de golpe militar para derrubar Juscelino (Jacareacanga e Aragarças). Houve tentativa de golpe militar para impedir a posse de Jango, etc.

    Em 1961, os desastrados chefes militares quase levaram o país à guerra civil. Duas obras-primas do deslocamento de tropas, executadas por dois mestres no assunto — Cordeiro de Farias, do lado golpista, e Machado Lopes, do lado legalista — estabeleceram um impasse militar que levou todos a uma reflexão mais serena da situação (que era o que Cordeiro de Farias queria), e o golpe acabou abortado (que era o que Cordeiro de Farias também queria).

    Da boca de um general, à época, soube-se que, em 1961, o Pentágono deu luz verde para os golpistas, enquanto que a Casa Branca vetou: se houvesse o golpe, o governo americano cortaria toda e qualquer ajuda financeira ao Brasil.

    Coisa igual provavelmente teria ocorrido se, em 1961, o golpe houvesse sido desfechado pelo próprio Jânio (que estava doido pra fazer isso, segundo Lacerda denunciou).

    Kennedy tinha Jânio entalado na garganta, porque, logo após a posse, Jânio teria passado a Fidel Castro informações confidenciais sobre a iminente invasão da Baía dos Porcos. Logo em seguida, Jânio apoiaria Cuba na OEA (contra os EUA, que ganharam a parada, expulsando da organização o presídio da família Castro). Em retribuição, e atendendo pedido de Jânio, Fidel libertou os padres que mantinha presos, declarando que, “…para Cuba, um pedido do Brasil é uma ordem!”. Jânio ficou bem na foto junto ao Vaticano, que pedira a interferência do Brasil no assunto dos padres, porque o Vaticano não conseguira nada, e estava às turras com Castro (no início do ano seguinte, João XXIII excomungou Fidel).

    Com o Vaticano Jânio se deu bem, mas, o governo americano passou a detestar o Homem da Vassoura. Dificilmente os EUA apoiariam um golpe de Jânio…

    (Jânio tinha Fidel e Nasser em altíssima conta… Dois ídolos. Inclusive os imitava na tática da renúncia: Fidel encenou uma “renúncia” pra se livrar de Osvaldo Dorticós; Nasser costumava recorrer a encenação de “renúncias”, sempre que a situação ficava ruim pra ele, e Jânio, copiando os ídolos, encenou uma “renúncia” quando candidato, pra se livrar de um candidato a vice que mais atrapalharia eleitoralmente do que ajudaria. Em 1961 ele aumentou a aposta e… Perdeu!)

    Em 1961, todas as rodas eram quadradas…

    Em 1964, não. Tudo rolou direitinho. Redondinho. O primeiro prêmio caiu no colo dos militares sem que fosse necessário disparar um só tiro (o que demonstra o quanto era falacioso o discurso da FSP e do Estadão).

    Tudo foi muitíssimo bem preparado na cúpula. Teve oficial subalterno (2º e 1º tenente), e até mesmo oficial intermediário (capitão), que participou da coisa, montou casamata e posição de tiro, sem saber direito o que estava acontecendo… Teve oficial intermediário que mudou de lado, sem saber que estava mudando de lado: o patrono desses beiçudos é o comandante de tanque que, no dia 1º de abril de 1964, no turno da manhã, deu segurança pro Jango (um lado) no Rio de Janeiro. Ao meio dia, tendo Jango viajado pra Brasília, o comandante do mesmo tanque, recebendo ordem, atravessou a rua e passou a dar segurança pro Lacerda (outro lado). Pra ele, foi só atravessar a rua…

    1964 foi uma articulação política tecida com mão de ourives…

  38. Chesterton said

    Elias, você defende a luta armada, só isso. O resto é papo furado.

  39. Chesterton said

    Então o Reinaldo Azevedo tem sangue nas mãos.

    chest- hein? Ele estava em grupos que pegaram em armas contra os militares?

    (RA nunca foi homem pra dar tiro… Só faz babar feito um hidrófobo e destilar ódio…).

    chest- sei, e você pegou em armas no período militar…

  40. Chesterton said

    E o diagnóstico da “Síndrome de Estocolmo” só pode ser aplicado a um comportamento que se manifesta DEPOIS do sequestro.

    Acontece que Giovanni Bucher já criticava a ditadura militar brasileira ANTES de ser sequestrado. Daí a antipatia que o governo militar tinha por ele.

    chest- ai que tédio, a S de Estocolmo não tratadas antipatias politicas da vítima, mas da simpatia por seus captores. Elias, o “jênio”, não percebe isto. Começa DURANTE o sequestro.

  41. Jose Mario HRP said

    CPI da Alstom/Siemens/Mitsui JÁ!!!!!
    Periodo 1995/2014!!!!!!!

  42. Elias said

    “chest- ai que tédio, a S de Estocolmo não trata das antipatias politicas da vítima, mas da simpatia por seus captores. Elias, o “jênio”, não percebe isto. Começa DURANTE o sequestro.”

    Então, sua besta!

    O Bucher já esculhambava com a ditadura brasileira MUITO ANTES de ser sequestrado. E já manifestava sua simpatia pelos que lutavam contra a ditadura MUITO ANTES de ser sequestrado.

    Logo, essa simpatia não era pelos seus captores, já que ela se manifestava ANTES do cara ser capturado. Ela já se manifestava ANTES de existir captores. Ela não começou DURANTE o sequestro, porque já existia ANTES dele.

    Entendeu, Mané Joaquim? Não?

    Não tem importância… Tu és assim mesmo. Não consegues articular duas linhas de pensamento inteligente, ainda que direitopata!

    Tu só serves pra rebanho…

    Volta a copiar textos do RA, do Coronel, do Adolpho (Heil!)… Melhor pra ti…

    E melhor pra gente… Assim, a gente tem o que rebater e esculhambar, sem ter que ficar explicando… Explicando… Explicando… Explicando… Explicando…

    Entendeu, Joaquim Antônio? Não?

    Putz!

  43. Elias said

    “Então o Reinaldo Azevedo tem sangue nas mãos.” (Elias)

    “chest- hein? Ele estava em grupos que pegaram em armas contra os militares?”

    Estava Chester. Ele mesmo disse isso…

    E, ENTENDE, JOAQUIM: antes de dizer que RA tem sangue nas mãos, eu escrevi “Então”.

    Ou seja, eu condicionei a veracidade da minha afirmação à validade da afirmação dele.

    Entendeste, Joaquim Manoel? Não, João Antônio?

    É o seguinte, José Manoel: pede pro porteiro do teu prédio te explicar…

    Hoje eu tô sem saco pra denotativos lusitanos (pleonasmo…).

  44. Chesterton said

    Ta vendo, você é tão confuso da cabeça que até tenho que arrumar os argumentos que usa.
    Mas você não respondeu. Foi a favor da luta armada?

  45. Chesterton said

    Falta explicar a premissa (antes do então, jumento).

  46. Elias said

    “Elias, você defende a luta armada, só isso. O resto é papo furado.” (Chester)

    Aí é que está, Chester.

    Eu não defendi a luta armada contra a ditadura, no Brasil. Nos anos 1970, eu sempre me posicionei contra a luta armada.

    Não porque eu fosse contra a luta armada, em si. Considero a luta armada, no âmbito de uma insurreição popular, um meio legítimo de se derrubar uma ditadura, em certas circunstâncias.

    Mas sempre achei, também, que não era o caso do Brasil. Os grupos que partiram para a luta armada no Brasil não tinham organização, nem recursos, nem armas, nem apoio popular, nem fronteira de apoio… Não tinham nada! Tinham fantasias foquistas.

    Todos os grupos que pegaram em armas contra a ditadura militar brasileira — todos, sem nenhuma exceção — tentaram colocar em prática a “teoria do foco”. Eram grupos foquistas. E incluo nisso o PC do B, que, embora supostamente se norteando pela doutrina da “Guerra Popular” — ou seja, demarcando divergência com grupos assumidamente foquistas — na verdade colocou em prática um “foco guerrilheiro”.

    Acontece que eu sempre considerei a “teoria do foco” uma vigarice inventada por Fidel Castro & seus capangas, pra maximizar o papel do grupo dele, Fidel (o “26 de Julho”), na derrubada da ditadura de Fulgêncio Batista.

    Em nenhum lugar do mundo o foquismo levou à conquista do poder. O foquismo resultou em retumbante fracasso, onde e quando ele foi posto em prática — Brasil, Bolívia, Argentina, Guatemala, e uma porrada de outros lugares. A única exceção é Cuba, onde o sucesso da “teoria do foco” se tornou versão de Estado (mas que não resiste a uma verificação minimamente rigorosa).

    No Brasil dos anos 1970, o correto seria — como de fato foi — trabalhar politicamente pelo retorno à democracia. Quem estava a favor da história era gente como Ulysses Guimarães, Pedro Simon, Jarbas Vasconcelos, os grandes mestres Sobral Pinto e Justo Rangel (este último, bisavô do Pedro Dória), e tantos outros.

    Por falar nisso, hoje, o método desenvolvido pelo Gene Sharp demonstra que mesmo a insurreição popular pode prescindir da luta armada. A aplicação desse método da Sérvia é bem um exemplo disso.

    Sei que agora é que tu não vais entender nada, mesmo, do que escrevi acima, Joaquim Manoel Antônio João Maria.

    Mas não foi pra ti que eu escrevi.

    Eu só peguei a deixa que me deste, pra provocar um pouco o pessoal de esquerda que comenta neste blog.

    Pois…!

  47. Chesterton said

    Off topic. Não sei se vocês estão acompanhando um caso acontecido na cidade de Torres, RS, onde uma médica denunciou uma mãe com 42 semanas de gestação que tinha tido 2 cesáreas prévias e procurou o hospital para fazer parto normal (junto com uma parteira). A médica recusou a idéia, indicou a cezariana quando a paciente resolveu ir para casa. Após a denúncia a juiza mandou a policia trazer a mãe grávida e foi feita a cezariana e todos passam bem.

    Bom, tem um movimento de “humanização” do parto que pretende desmedicalizar a gravidez pelo ideal do parto natural (normal e fora de hospital).

    Hoje leio a reportagem da FSP onde uma médica de nome Melania Amorim reforça o direito da mulher decidir o que quer fazer da sua vida, etc. Até aí tudo bem, por mim que tenha seus filhos no mato, dentro d´água, em rituais de magia negra, pouco me imposto. Agora o que surpreende é o argumento da Dra. Melânia: ” Os médicos deve expor aos pacientes quais são os riscos de cada uma das escolhas e deixar a paciente decidir. O que foi feito é a mesma coisa que retirar um apêndice de um paciente sem o seu desconhecimento”

    É sinal dos tempos insanos que vivemos comparar um bebê dentro da barriga da mãe com um apêndice. Brave New World, disse Aldous, mas eu diria Coward New World.

  48. Chesterton said

    Elias, 46, bastava dizer não. Pronto, resolvido. Só falta dizer porque Reinaldão tem as mãos sujas de sangue. Onde ele afirma ter participado de grupos que se meteram na luta armada. Duas linhas por favor.

  49. Elias said

    “Falta explicar a premissa (antes do então, jumento).” (Chester, a fêmea do muar)

    Está lá, acima, no comentário 36, imbecil!

    “Numa coisa, ao menos, ele (o `Clemente` nada clemente) está certo, não é? Se a pessoa integrou um bando armado, que matava, traz sangue nas mãos, ainda que não tenha dado um tiro…” (Reinaldo Azevedo)

    “Então o Reinaldo Azevedo tem sangue nas mãos.” (Elias)

    Ou seja: SE a afirmação do RA é verdadeira, ENTÃO o próprio RA tem sangue nas mãos.

    E acrescento: SE a afirmação do RA é verdadeira, ENTÃO o próprio RA tem não apenas sangue nas mãos. Tem, também, dinheiro de assaltos, aliás perpetrados quando o Brasil já estava em franco processo de democratização.

    PRESTA ATENÇÃO, MANOEL ANTÔNIO MARIA JOÃO: não estou dizendo que RA participou diretamente de assassinatos ou assaltos…

    Ainda não entendeste, Joaquim Antônio?

    Pede pro mendigo da esquina te explicar…

    …Mas, DEIXA DE SER PÃO DURO, e dá ao gajo um pagamento digno pelos serviços.

    Ora, pois…!

  50. Elias said

    “Elias, 46, bastava dizer não. Pronto, resolvido.” (Joaquim Antônio)

    Eu já disse que não escrevi aquele comentário pra ti, Manoel Maria.

    Eu escrevi para as pessoas inteligentes, de esquerda, que comentam neste blog.

    Não é pra tua cabeça, Joaquim Silvério…

    Pra ti, são coisas mais rasteiras.

    Estás a entendeire, ó José Joaquim?

  51. Chesterton said

    Não enrrola, diz onde o Reinaldo afirma ter participado de grupos armados que lutaram contra ditadura.

  52. Pax said

    esse André Vargas é uma alegria, imensa

    para a oposição

    tá quase como um Vaccarezza, disputando cabeça a cabeça

    (e olha que tem uma turma grande dentro do PT que quer, sim, a cabeça do Vaccarezza)

    mas as asas douradas do André Vargas estão na ribalta

    eita fulaninho que parece valer nada.

    data maxima venia aos mantristas.

  53. Chesterton said

    Mais PT (são uns “jênius”

    Nada é claro e transparente na Petrobras. Agora explode mais um escândalo: a venda de uma refinaria em San Lorenzo, na Argentina, por uma pechincha, se comparado com a compra da Refinaria Pasadena, nos Estados Unidos. Os número comprovam de forma cabal que a Petrobras compra por preços superfaturados e vende por preços subfaturados. Quem está ganhando com isso? Quem está lucrando com isso? Para onde está indo o dinheiro?

    Podem ficar revoltados. A Petrobras pagou U$ 412 milhões por 50% da refinaria Pasadena, que possuía capacidade para processar 100.000 barris de petróleo por dia. A Petrobras vendeu 100% da refinaria de San Lorenzo, com capacidade para processar 50.000 barris de petróleo por dia, por apenas U$ 36 milhões. Leiam, abaixo, o que a Petrobras informou ao mercado, em 6 de maio de 2010:

    http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2014/04/caixa-preta-da-petrobras-escandalo-de.html

    A Petrobras está quebrando porque comprou por preços superfaturados e está vendendo os seus ativos, em negócios suspeitíssimos, por preços subfaturados. Tem gente ganhando muito dinheiro com isso. E todos nós, brasileiros, estamos perdendo, a cada dia, um pedaço deste grande patrimônio brasileiro que é a Petrobras.

    chest- não estão privatizando, estão vendendo e sumindo com o patrimonio.

  54. Zbigniew said

    Todo ano eleitoral é assim: as oposições ressaltando os erros do governo, a imprensa erigindo-os à categoria de escândalos e a manada indo atrás.

    Pobre oposição. Pobre estratégia. Repetem-se. Não conseguem renovar-se. São a prova mais cabal de que se quer mudar para nada mudar. Triste sina de uma país que traz uma herança “gene-política” das mais perversas em relação ao trato da coisa pública.

    Hoje discute-se Pasadena. É pau no lombo do governo. E a oposição vai agarrar-se com unhas e dentes a uma CPI exclusivamente para ser utilizada eleitoralmente.

    O governo, por sua vez, atravessa com dois assuntos: Suape e os trens paulistas ou “propinoduto do PSDB” que, lógico, a imprensa amiga toma todo o cuidado para não incorrer em “julgamentos apressados”. É um contraponto à CPI da Petrobrás, hoje em situação pré-falimentar na cabeça

    Propostas? Tomar medidas impopulares, doa em quem doer. Sério?!

    Não é possível que um candidato desses venha a ser presidente de uma país da complexidade do Brasil. Seria o fim da picada.

  55. Chesterton said

    erros do governo? Isto é um assalto!

  56. Chesterton said

    http://gustibusgustibus.wordpress.com/2014/04/03/quer-menos-jornalistas-assassinados-entao-aumente-a-liberdade-de-imprensa-economica-politica-etc/

  57. Guatambu said

    Nós discutíamos sobre a eficiência dos impostos no Brasil, se deveríamos ser mais liberais ou mais conservadores em relação à participação do Estado na economia.

    Eis um índice interessante:

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/04/1434959-brasil-e-o-pior-em-retorno-de-imposto-a-populacao-aponta-estudo.shtml

    Estranho não aparecerem os famigerados países nórdicos, social-democratas, com suas taxas altíssimas de impostos…

    O fato é que o Brasil tem que melhorar seu índice, qualquer que seja o objetivo a ser seguido e mesmo seja diferente dos modelos existentes.

  58. Chesterton said

    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/psol-pede-abertura-de-investigacao-contra-andre-vargas

    chest- não sei se rio ou caio na gargalhada.

  59. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Qual oposição? Onde? Quando? Não vi ainda.

    Independente dessa realidade, não acho que casos como esse da caroninha do vice-presidente da Câmara devam ser relegados.

    É um senhor escândalo. O cara me apronta uma dessas, envolvido com mafioso, e fica por isso mesmo?

    Pro PT pode ser. Mas para o interesse público me parece que não.

  60. Pax said

    mas não é o máximo, o dep. André Vargas diz que foi “imprudente” ao usar o jatinho do doleiro envolvido nos desvios de R$ 10 bilhões.

    E agora deu no Jornal da Band que mantinha o doleiro informado de passos que dava no trato político no Congresso.

    Provável que o doleiro tivesse outro emprego, de conselheiro político.

    Tem uma cachoeira de cheiro ruim essa história. Demóstenes vai cobrar direito autoral?

    Enviada do meu iPhone

    >

  61. Censurado said

    Estou censurado …mas aí vai o discurso do Demóstenes do PT

  62. Olá!

    “Os sequestros de diplomatas estrangeiros no Brasil, nos anos 1970, foram usados pra tirar da cadeia algumas pessoas que, se continuassem presas, certamente que seriam mortas na tortura.

    Nesse contexto, o sequestro foi um ato de coragem e de humanidade.

    É algo muito diferente do sujeito que sequestra pra extorquir dinheiro de suas vítimas…

    Só um completo idiota, imbecilizado por monturos de lixo ideológico contaminando o próprio cérebro, não percebe isso.”

    Mas, aí, os caras do outro lado poderiam usar essa mesma estrutura de discurso para justificar as ações deles:

    “A repressão à esquerda armada no Brasil, nos anos 1970, foi usada pra tirar de circulação algumas pessoas que, se continuassem soltas, certamente que teriam assassinado mais civis inocentes.

    Nesse contexto, a repressão foi um ato de coragem e de humanidade.

    É algo muito diferente do sujeito que reprime por razões esdrúxulas.

    Só um completo idiota, imbecilizado por monturos de lixo ideológico contaminando o próprio cérebro, não percebe isso.”

    Admiráveis mesmo são países como Itália e Alemanha que combateram os seus radicais de esquerda pela via democrática. Os seus respectivos terroristas sentiram o peso das leis democraticamente estabelecidas, nos tribunais e afins. Não houve a necessidade de exterminá-los em estádios e nos porões da tortura.

    Mesmo os ganhos econômicos que o Brasil obteve ao longo do Governo Médici poderiam também ter sido obtidos pela via da democracia.

    Até!

    Marcelo

  63. Olá!

    Guatambu, há um tempo atrás fiz uma correlação entre dois dados interessantes: O Índice de Liberdade Econômica no Mundo (ILEM), calculado pelo Fraser Institute, e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), calculado pela ONU. Acho que a galera da área esquerdo-comissionada do site vai chiar, mas este gráfico dá um resumo de como essas duas variáveis estão relacionadas.

    Os dados são para os anos de 1980, 1985, 1990, 1995, 2000, 2005 e 2010. Apenas uma informação: O ILEM de 2010, na realidade, corresponde ao ano de 2008, pois os dados para 2010 (e 2009) ainda não estavam disponíveis na época.

    Ah, sim: As setas representam as médias de cada uma dessas variáveis.

    A seta vertical é a média do ILEM, ou seja, amostras à esquerda dessa seta estão abaixo da média e amostras à direita estão acima da média.

    A seta horizontal é a média do IDH, isto é, amostras abaixo dessa seta estão abaixo da média e amostras acima estão acima da média.

    Uma conclusão interessante que dá para tirar a partir desse gráfico é que as amostras com os IDHs mais elevados também possuem um ILEM maior ou igual a 7. E é interessante também como vão ficando cada vez mais escassas amostras com IDH baixo à medida que o ILEM aumenta.

    Notem também que os piores IDHs estão majoritariamente concentrados abaixo da média do ILEM e que os melhores IDHs estão concentrados acima dessa média.

    Uma outra conclusão inescapável é que as amostras com os melhores IDHs também são aquelas com os melhores ILEMs.

    Um último lembrete: Correlação não é causalidade.

    Até!

    Marcelo

  64. Olá!

    E outra, Guatambu: Esse reportagem que você linkou apenas mostra cabalmente como a esquerda brasileira conseguiu a “grande proeza” de construir o Estado Mínimo mais caro do mundo. É um Estado Mínimo, basicamente, em três coisas: Mínimo em educação; mínimo em saúde; e mínimo em segurança pública.

    Interessante como entre as dez primeiras colocações desse ranking estejam os países mais economicamente liberais.

    Até!

    Marcelo

  65. Elias said

    NOTÍCIAS DA PETTROBRAS QUEBRADA.

    Da Newsletter da ADVFN:

    “Em reunião do conselho de administração realizada ontem, a PETROBRAS aprovou a distribuição de R$ 9,3 bilhões aos seus acionistas, equivalentes a R$ 0,5217 por ação ordinária (PETR3) e R$ 0,9672 por ação preferencial (PETR4), ambos na forma de juros sobre capital próprio. Os valores serão pagos em até 60 dias, atualizados monetariamente, a partir de 31 de dezembro de 2013 até a data do pagamento, de acordo com a variação da taxa Selic. ”

    Também estava no meu e-mail desde ontem à tarde…

  66. Elias said

    É…

    E antes da esquerda assumir, era o Estado máximo: máximo em inflação, máximo em dívida externa, máximo em desigualdade social… E máximo em burrice!

  67. Elias said

    “Não enrrola, diz onde o Reinaldo afirma ter participado de grupos armados que lutaram contra ditadura.” (Chester)

    Pergunta pra ele, pomba!

    Ele é quem disse, num texto que tu linkaste aqui, que ele fazia parte da Convergência Socialista, que ele lutou contra a ditadura, etc e tal, e que, inclusive, participou da fundação do PT (imagino que, na sessão pública de fundação PT, RA ficou babando, espumando e falando coisas desconexas, na Kombi que levou todo o ativo da CS pro ato público…).

    Pela época que ele citou em que ele fazia parte da CS, foi a mesma dos atentados no RS.

    Mais à frente, com a CS já no PT, logo após a fundação do partido (ou seja, com o RA na CS e no PT), houve aquele assalto a banco… Por causa dele, o PT expulsou um monte de convergentes do partido…

    Mas não sei se o RA estava entre os expulsos. Também não faço a menor ideia de qual a “fração” trotskista em que o maluco da Veja militava nessa época, até porque ele não disse. Nem quero saber! Ele que se dane, com esse passado obscuro e marginalesco, do qual ele próprio se envergonha, segundo ele próprio diz.

    Mas, já que estás tão interessado, pergunta pra ele, caceta!

  68. Chesterton said

    Claro que não sabe, porque está mentindo. . Me diz onde foi que eles praticaram atentados.

  69. Patriarca da Paciência said

    Elias, o que esse pessoal da direita gosta mesmo é de um “um general montado em cima dele, com cabresto e rebenque, dando ordens”, como você escreveu no post anterior.

    Nunca vi uma definição tão apropriada !

  70. Patriarca da Paciência said

    reinaldo rola-bosta deve gemer de prazer com seus coronéis e generais durões, os quais sequer tiram as botas e os paramentos para praticarem uma boa montada !

  71. Guatambu said

    Marcelo,

    Obrigado pelo gráfico, acho que juntos, os gráficos dizem muita coisa.

    Depois procurei o estudo desse link que eu postei e vi que a Dinamarca e a Noruega estão bastante mal posicionadas… para mim é meio frustrante, porque sabemos que a qualidade de vida nesses países é boa.

    Sabe o que seria interessante?

    Fazer uma análise histórica de alguns países no gráfico que você construiu, especialmente por países que tenham sofrido reformas econômicas ou políticas significativas.

    Para o Brasil, não quero prescrever nada, mas é não há como esconder a ineficiência do Estado.

  72. Jose Mario HRP said

    Fazendo as contas dos meus dividendos!
    Bela noticia Elias.

  73. Chesterton said

    A comunista Jandira Fegali , que se formou em medicina mas não entende porra nenhuma de porra nenhuma, resolveu abrir um restaurante com fins lucrativos. É alvo de gozação por todos os lados.

  74. Pax said

    Eduardo Azeredo continua no PSDB. É a cara do PSDB mesmo.

    André Vargas continua no PT. É a …

    Desculpem-me a sinceridade.

    E aí todas as pulgas pulam atrás da orelha. Salvo engano o João Rezende, presidente da ANATEL, maravilhosa Agencia Reguladora que funciona nos trinques (resta saber pra quem), parece ser de lá também. Algum “link”?

    Deve ser loucura da minha cachola.

    Afinal Eduardo Azeredo é da mesma cidade do empoeirado candidato que não é nem habilitado para dirigir automóvel (ou isso já expirou? seria “aspirou”?)

    Caramba, quanto mais penso, mais minha cabeça parece um chiqueiro geral.

    E o tal porto de SUAPE? Ah, claro que gostaria de saber “tudim”. A tal Neca vai ser coordenadora da campanha, mas qual foi o lucro do Itaú nos últimos anos? Será que a empresa fez algum “sacrifício” para melhorar a vida dos brasileiros? Sei lá, não sei.

    A merdalhança está na mão, o ventilador está ligado e a mão se lança em direção a ele.

    Não sou gay, mas esse tal Jean Wyllys manda bem, não? Que ironia, alavancou-se num BBB e me vai ao Congresso enfiar o dedo no tal Plano Nacional de Educação, tão bem-falado por aqui, que planta fundamentalismo religioso e apartheid sexual.

    Peraí que vou voltar ali pra estudar meu pandeiro. Acho que o compasso de samba e choro é 2/4 e estou no ritmo do tango, que é em 3.

    volto já

    (o tal Censurado acima, ou é o Carlão, ou é a Michele, ou é sei lá quem, mas vem tudo do mesmo IP, e gostei do link, do vídeo que nos brindou, a emocionante explicação do André Vargas sobre sua caroninha as asas dos dólares perdidos)

  75. Chesterton said

    Dilma, a Intelectual…

    Frase da Dilma registrada na Folha de 09-03-2014, pelo jornalista Élio Gaspari:

    “Tem uma infraestrutura muito importante para o Brasil, que é também a infraestrutura relacionada ao fato de que nosso país precisa ter um padrão de banda larga compatível com a nossa, e uma infraestrutura de banda larga, tanto backbone como backroll, compatível com a necessidade, que nós teremos para entrarmos na economia do conhecimento, de termos uma infraestrutura, porque no que se refere a outra condição, que é a educação, eu acho importantíssima a decisão do Congresso Nacional do Brasil em relação aos royalties.” (84 palavras em busca de um sentido.)

    Ganha uma viagem de ida para Cuba quem conseguir traduzir.

  76. Jose Mario HRP said

    Um grande homem e seu saber:

  77. Pax said

    Essa aqui é pra nos lembrar da inutilidade que é nosso Senado. Agora querem colocar o Gim Argello como ministro do TCU.

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2014/04/05/senado-quer-colocar-no-tcu-um-senador-denunciado-no-stf-por-desvio-de-verba-2/

  78. Jose Mario HRP said

    Até quando o DITADOR Barbosa vai negar o semi aberto a Zé Dirceu?

  79. Elias said

    Chester,
    No RS, os convergentes trotskistas meteram bala num norte-americano, que eles diziam ser agente da CIA (parece que o cara era, mesmo). Mas o cara não morreu. Apenas sangrou pra caramba… E parte desse sangue deve ter ido parar nas mãos do RA, não me pergunta como. Ele, como autor da teoria, é que deve saber como ela funciona…

    O atentado aconteceu numa cidade chamada Porto Alegre… Foi amplamente noticiado no Globo, na Veja, na IstoÉ/Senhor, na FSP, no Estadão…

    Já o assalto a banco foi em SP, lá por volta de 1980. A revista Veja deu ampla cobertura ao evento, e culpou o PT como um todo, por ele, já que os convergentes faziam parte do partido. A polícia prendeu os caras diretamente envolvidos no assalto e eles foram expulsos do PT.

    Aqui em Belém, eu ajudei a montar uma campanha onde a gente dizia que a diferença entre o PT e os outros partidos, era que, quando o PT descobria um ladrão em suas fileiras, ele o expulsava… Já os demais partidos, quando encontravam um ladrão entre eles, lançavam a candidatura do péssimo a governador, a prefeito, a deputado… (Hoje não daria pra falar assim, né?)

    Os trotskistas costumam se fracionar numa porrada de “organizações”. Eu não sou, nem jamais fui trotskista. Não sei que “organizações” são essas. O Reinaldo Azevedo, segundo ELE mesmo disse num texto que TU linkaste aqui, era trotskista. Segundo ELE disse, num texto que TU linkaste aqui, ele fazia parte da Convergência Socialista. Nesse texto que TU linkaste aqui, o RA disse que lutou contra a ditadura militar e que participou da fundação do PT.

    Ele não disse em qual “organização convergente” ele militou, nem disse como ele “lutou contra a ditadura”, nem disse qual a participação dele na fundação do PT.

    Eu é que acho que, no dia da fundação do PT, o Reinaldo Azevedo deveria estar vociferante, babando de ódio, querendo morder todo mundo e rosnando coisas desconexas. Por isso, os convergentes o deixaram trancado na Kombi que levou todo o ativo convergencional para o ato público. E o Reinaldo Azevedo acabou não mordendo ninguém… Levantei essa tese no mesmo dia em que tu linkaste o texto do maluco da Veja…

    Mas isso é só o que eu acho. Eu não quero saber desse bosta. O passado nebuloso e marginalesco dele, é todo dele. Não tô nem aí pra isso…

    Queres saber mais a respeito dessa tua fixação erótica? Pergunta pra ele porra!

    E não enche meu saco, Joaquim Manoel!

    Ora pois…!

  80. Chesterton said

    Googlelias, a ignorância verborrágica.

  81. Pedro said

    Segundo o IPEA,a possibilidade de André Vargas não ter nenhum rolo com o tal doleiro, é de 128%.
    Outra pesquisa mostra que o povo brasileiro teve um lucro de 436%, com a aquisição da refinaria de Passagrana,
    Tudo nos conformes……………… afinal o petróleo é nosso.

    Eu acredito.

  82. Chesterton said

    Tudo nos coliformes.
    O PT é uma colônica de cupins que corroi a estrutura de tudo em volta.
    O PT é a origem de todo mal.

  83. Chesterton said

    O Zeppelin Estatal: Mais Uma Aventura do BNDES para Roubar o Contribuinte
    A impressionante sanha petista para roubar o dinheiro do contribuinte não tem limites. O principal batedor de carteiras do esquema de pilhagem petista é o banco nacional da bandidagem, conhecido oficialmente como BNDES. Seu papel é arrumar laranjas no estilo Eike Batista com empresas de fachada para receber dinheiro público para produzir bens e serviços que não existem. O PT vende isso na mídia como se fosse desenvolvimento. Uma das idéias mais ridículas que os comissários do PT inventaram para assaltar o contribuinte é esta: Projeto inédito de dirigíveis para transporte recebe R$ 100 milhões do BNDES. Proposta é criar uma frota inicial de até 20 dirigíveis, que poderão transportar até 30 toneladas cada
    POSTED BY SELVA BRASILIS AT

    http://selvabrasilis.blogspot.com.br/

  84. Patriarca da Paciência said

    Pelo que tenho acompanhado pelo noticiários e, da sua “defesa”, esse André Vargas não tem tudo para ser mesmo culpado.

    O que me espanta é que, até hoje, nem oposição nem jornalistas tenham encontrado quaisquer “problemas” com o parlamentar. Foi necessário uma investigação da Polícia Federal, a qual é subordinada do Ministério da Justiça, para que tudo viesse à tona.

  85. Patriarca da Paciência said

    Correção: Pelo que tenho acompanhado pelos noticiários e, da sua “defesa”, esse André Vargas tem tudo para ser mesmo culpado.

  86. Patriarca da Paciência said

    “Tudo nos coliformes.
    O PT é uma colônica de cupins que corroi a estrutura de tudo em volta.
    O PT é a origem de todo mal.”

    O Chesterton dá toda a impressão de que faz palestras paras jardins de infância !

    Chegam a ser impressionantes os “argumentos” do homem !

  87. Pax said

    Resta saber, caro Patriarca, o que o PT fará.

    A situação deste deputado é complicada pacas.

    Aliás, por detrás deste doleiro parece haver um caminhão de complicações. Que inclui questões na BR, na Saúde e não sabemos mais onde.

    Enviada do meu iPhone

    >

  88. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    Já li, em jornais, que a investigação tem a assinatura do ministro da justiça. Então a coisa não está muito boa para o lado do Vargas (André) mesmo !

    Quanto ao problema da Petrobrás, até agora, acho que a coisa é eleitoreira mesmo ! Há um monte de histórias mal contadas, como compra de estoques e serviços como se fossem acréscimos ao preço da refinaria etc.etc.etc. Sem contar que a compra da outra metade foi uma imposição de Justiça Norte-Americana.

    Seria bom que fizessem a tal CPI, que nunca resolveu nada, apenas faz barulho, para que, pelo menos, algumas coisas fossem esclarecidas. A presidente não tem nada a temer. Sua decisão foi respaldada por todo o conselho, o qual é formado por pessoas de grande prestígio na área empresarial .

    Seriam melhor ainda que a tal CPI “investigasse” o metrô de São Paulo e o porto de Pernambuco ! Acreditar que a oposição seja formada por santos é demais ! Nem brasileiro acredita !

    Empreender, significa, correr riscos ! Pode ser que o negócio não foi tão bom! Mas o tal prejuízo de um bilhão e duzentos milhões de dólares é fantasia ! A refinaria tem dado lucro e tem um bom valor de mercado !

    Até hoje o co-editor da “òia”, Carlinhos Cachoeira, o outros co-editor, Policarpo e o Daniel Dantas, continuam livres, leves e soltos, por simples questões burocráticas ! Já o “Poderoso Chefão” José Dirceu, continua preso em regime fechado, embora tenha sido condenado a regime semiaberto.

    A tal CPI criada para investigar tais casos terminou de maneira mais melancólica !

    CPI, em essência, é apenas para fazer barulho !

    Quando querem repercutir uma ameaça por um bom tempo, saem com essa, VAMOS CRIAR UM CPI !

    Ora, pois, pois !

  89. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    dizem por aí que, pior que um ex-comunista, só um ex-petista !

    O reinaldo rola-bosta é as duas coisas ?

    então o estrume é muito ordinário mesmo !

  90. Pax said

    Caro Patriarca,

    Vamos por partes.

    1 – a cada dia que André Vargas fica na vice-presidência da Câmara, o Brasil perde um bocado. Não param de aparecer, segundo noticiário, com gravações de telefonemas, documentos etc as notícias da bandalheira que este, permite-se dizer, bandido faz por lá.

    2 – a cada dia que André Vargas fica no PT a oposição faz e fará festa. O mote será: esta é a cara do PT. É? Me parece que não, mas é o que a oposição fará e é o que o PT faria se estivesse nos outros sapatos desta história triste.

    3 – a cada dia que o noticiário se debruça sobre a Petrobrás fica claro que há inúmeras irregularidades na sua gestão. Agora mesmo tem notícia que gastaram US$ 90 bilhões sem licitação. Caramba. 1/3 do orçamento gasto sem licitação a título de emergência ou sei lá o quê. O link da manchete de capa da Folha está aqui:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1436864-petrobras-fecha-r-90-bi-em-contratos-sem-licitacao.shtml

    Muito difícil não haver um caminhão de problemas numa gestão que gasta dessa forma.

    Problema que CPI em ano eleitoral não é para descobrir problemas de desvios de conduta na gestão da BR. É para bombardear o PT mesmo. Exatamente o que o PT faria se estivesse em outros sapatos.

    O que é duro é perceber que, somando todo o noticiário, a nossa Petrobras acabou assim. Triste.

  91. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    o problema do André Vargas é com toda a Câmara dos Deputados e, parece, já está sendo resolvido:

    “Globo: Vargas vai se afastar da vice da Câmara ”

    Quanto à Petrobrás está se recuperando rapidamente, conforme todos os noticiários. Suas ações se valorizam a cada dia e tem tudo para voltar aos antigos patamares !

  92. Pax said

    E o cara vai ficar no PT?

  93. Elias said

    Patriarca,

    É isso aí! O RA é ex-comunista e ex-petista! (Pior do que isso, só ex-mulher de corrupto que foi trocada por uma gatinha que era secretária do ex-marido…).

    Foi ele quem disse isso, num texto que o Chester fez o favor de postar aqui…

    Pra mim, o pessoal da Convergência Socialista é, mesmo, fascista.

    Parece que a militância na CS é só uma espécie de Jardim da Infância…

    É impressionante a quantidade de ex-militantes da CS que se tornam direitopatas extremados.

    E, na extrema direita, eles continuam mantendo o mesmo estilo que cultivavam na extrema esquerda: vociferantes, ofensivos, destilando ódio por todos os poros. Hidrófobos!

    No mais, é aquele velho cacoete da extrema direita: um incontrolável fascínio erótico por líderes fortes e centralizadores, seja do lado deles (o certo seria dizer “em cima deles, num movimento sincopado…”), seja contra eles.

    Uma necessidade patológica de fulanizar…

    Há de existir, em alguma parte do planeta, um estudo psiquiátrico sobre esses doentes…

    Chester,

    Afinal, vais ou não vais perguntar pro RA em que grupo da CS ele militava?

    Ou tu já perguntaste e não gostaste da resposta?

  94. Pax said

    ora, que novidade,

    a canalhada resolveu arquivar tudo

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2014-04/camara-arquiva-pedido-de-investigacao-sobre-andre-vargas

  95. Elias said

    “Há de existir, em alguma parte do planeta, um estudo psiquiátrico sobre esses doentes…”

    E parece que existe, mesmo!

    Um leitor do blog me passou um e-mail, dizendo que vai me encaminhar.

    Vou aguardar.

  96. Pax said

    Puxa um André Vargas do balaio, sai uma Jaraguá e aparece uma doação de R$ 4,5 milhões ao …. PT.

    Nada como um doleiro pra nos contar como as coisas funcionam.

    Alguém acredita que André Vargas será expulso do PT? Eu não, infelizmente não.

    Se puxar mais pelo pé do doleiro Youssef a coisa vai chegar onde?

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1437334-empresa-investigada-pela-policia-doou-r-45-milhoes-ao-pt.shtml

  97. Pax said

    Idelber Avelar, certeiro…. do Facebook

    Idelber Avelar
    há ± 1 hora · Editado
    A cada escândalo de corrupção, ou de suspeita de corrupção, reitera-se com tediosa previsibilidade o mesmo espetáculo macabro: se o corrupto é do partido X, os membros do partido Y baterão bumbo e o execrarão. Os membros do partido X culparão a mídia. Até que os lugares se invertam e o mesmo circo se repita.

    A bola da vez é o Deputado André Vargas, do PT-PR. Sobre o tema, Jean Wyllys escreveu um ótimo artigo (http://bit.ly/1e6emZW), enfatizando o que deve ser enfatizado: que a corrupção da estrutura política brasileira é sistêmica e tem suas raízes no modelo de financiamento de campanha eleitoral. Se não se entendeu isso, não se entendeu nada.

    Então quero fazer outra coisa. Vamos aproveitar o momento para entender os rumos, ou os não rumos, das pauta feminista neste governo. Por que os direitos reprodutivos não avançaram um milímetro sequer no governo Dilma? Sim, olhando a trajetória de André Vargas, você entende um pouco e isso não tem nada a ver com o doleiro. Quem é o deputado que o governo Dilma e o PT indicaram para a Vicê-Presidência da Câmara?

    Deixemos que ele fale com suas próprias palavras. Quais tipos de tuítes enviava André Vargas durante a campanha eleitoral?

    Não se lembra, não? Pois é, eu me lembro. Clique e delicie-se.

    1- http://bit.ly/1jZNeM5 2- http://bit.ly/1gIyXhG 3- http://bit.ly/1hY4EIn 4- http://bit.ly/OywfED 5- http://bit.ly/1itEFGA

    Estes são tuítes de um membro da cúpula da campanha da primeira mulher eleita presidente do Brasil e deputado depois indicado por esse governo e por seu partido para a Vice-Presidência da Câmara.

  98. Pax said

    Se seguirem direitinho os rastros do Alberto Youssef, a boiada a cair é grande pacas, tudo indica que sim…

    André Vargas e alguns diretores da BR já caíram.

    Tem mais, muito mais…

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/05/1449923-doleiro-pagou-gado-a-deputado-indica-pf.shtml

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 36 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: