políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Caso Alston: complica situação de Robson Marinho

Posted by Pax em 07/04/2014

Segundo notícia do Estadão, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Robson Marinho, “é suspeito de ter “favorecido” um grupo francês não-identificado a obter contratos públicos em troca de subornos depositados em contas bancárias no país europeu”.

Tucanato em polvorosa. A cada dia são mais notícias que recheiam o propinoduto nos trens e metrô de SP.

Marinho ‘favoreceu’ empresa no Brasil, diz Suíça – Estadão

Decisão do Tribunal Penal autoriza envio de detalhes das contas do conselheiro do TCE a investigadores brasileiros, que apuram ligação com Alstom

Jamil Chade, Correspondente / GENEBRA – O Estado de S.Paulo

O Tribunal Penal da Suíça diz que o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Robson Marinho é suspeito de ter “favorecido” um grupo francês não-identificado a obter contratos públicos em troca de subornos depositados em contas bancárias no país europeu. A constatação faz parte de uma decisão da Justiça de 24 de março de 2014 e que autoriza todos os detalhes de suas contas a serem cedidas para investigadores brasileiros.

No Brasil, a investigação aponta para a ação da multinacional francesa Alstom no esforço de conquistar contratos de licitação pública em São Paulo. Marinho é suspeito de ter favorecido a empresa ao relatar no TCE julgamento sobre extensão da garantia de equipamentos no âmbito do projeto Gisel, da antiga Eletropaulo. No fim do mês passado, o presidente do TCE, Edgard Camargo Rodrigues, pediu a abertura de um processo interno para investigar se o conselheiro cometeu desvio funcional. Marinho foi chefe da Casa Civil do governo Mário Covas (PSDB), entre 1995 e 1997, antes de ocupar a atual posição.

O Estado teve acesso exclusivo à decisão da Justiça do país europeu. “A conta na Suíça (de Robson Marinho) teria recebido diversos montantes da parte de sociedades implicadas no pagamento de subornos”, indica o documento da decisão do juiz federal suíço Jean Fonjallaz.

Corrupção. Os detalhes das contas de Marinho se referem ao período entre 1998 e 2006. Mas a decisão não cita os nomes das empresas envolvidas em corrupção. Segundo a Justiça suíça, a transmissão de dados ao Brasil ocorre em razão de “atos de corrupção cometidos por um grupo francês em relação à conclusão de um contrato público no Brasil”.

Além de Marinho, uma segunda pessoa também estaria implicada no recebimento do dinheiro. Mas seu nome não foi revelado. “A era um próximo do magistrado no Tribunal de Contas suspeito de ter favorizado a conclusão do contrato”, apontou o documento. A letra “A” é usada para esconder a identificação da pessoa envolvida. (continua no Estadão…)

About these ads

53 Respostas to “Caso Alston: complica situação de Robson Marinho”

  1. Patriarca da Paciência said

    E o homem foi indicado, pelo PSDB, para ser ministro do TCU !

    Ou seja, um cargo permanente, um prêmio pelos bons serviços prestados e pelos futuros bons serviços que prestaria !

  2. Patriarca da Paciência said

    Correção: o Robson (que não é Crusoé) é conselheiro do TCE. Claro, especialmente para aprovar as contas dos governos paulistas do PSDB ! E o Ah é sim ( ninguém sabe nada como ficou o caso do helicóptero carregado com meia tonelada de cocaína) falando em “mar de lama” .

    É a “nova polítca” do dito cujo !

  3. Patriarca da Paciência said

    …A soma dos porcentuais pagos a Neves, Splendor e Cláudio Mendes chega a 16,5% do valor total do aditivo em questão, algo em torno de R$ 100 milhões. E, num segundo bilhete, de 21 de outubro de 1997, entre Andre Botto e Bernard Metz, outro executivo da Cegelec, discute-se a remuneração que seria destinada às finanças do partido no poder na época, o PSDB, ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e também à Secretaria de Estado de Energia do Estado de São Paulo 20

    Os investigadores acreditam ter identificado três dos códigos: “RM” seria Robson Marinho, ex-secretário da Casa Civil do governo Covas e atual conselheiro do TCE. “CM” seria o sociólogo e empresário Claudio Luiz Petrechen Mendes. que atuou como lobista desde 1980 até 2004, e “Splendor” é uma das seis offshore (empresas de fachada instaladas em paraísos fiscais no exterior) por onde teriam sido feitos os pagamentos de propina pela Alstom. A corrupção estaria relacionada a um contrato de R$ 101 milhões da Eletropaulo, a antiga estatal de energia, privatizada em 1998. Os investigadores acreditam que “Neves” era a pessoa encarregada de transformar o suborno da Alstom em “caixa de campanha do PSDB”. Os investigadores acreditam que elucidarão o código “Neves” quando destrincharem o envolvimento do vereador paulistano Tião Farias (PSDB) com o episódio. Farias foi um dos assessores mais próximos de Mário Covas, e foi secretário-adjunto de Robson Marinho 21 na Casa Civil 22

    Um ex-funcionário do setor de finanças da Alstom no Brasil disse ao jornal O Estado de S. Paulo que a “remuneração” (suborno) a “consultores” e “intermediários” nos contratos como o Governo do Estado de São Paulo podia chegar a 30% do valor total de uma obra. Essa pessoa – que não quis se identificar publicamente – disse que o suborno era repassado pelas empresas subcontratadas 20 .”

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Esc%C3%A2ndalo_do_caso_Alstom

  4. Patriarca da Paciência said

    Se eu for convidado para dar uma palestra para alunos de primeiro grau, procurarei desenvolver esse tema:

    “O PSDB é a origem de todo o mal… desde os tempos de Mário Covas”

  5. Otto said

    Voltando ao assunto Petrobas, que alguns andaram discutindo em posts anteriores:

    Alckmin diz que ações da Petrobras “viraram pó”. O senhor também está “doidão”, governador?

    “Afora as maledicências que a expressão vai provocar, o Governador Geraldo Alckmin resolveu colocar seu nariz na situação da Petrobras.
    E, a pretexto de defender os acionistas da empresa, fala, para variar, tolices.
    “Muita gente comprou ações da Petrobras querendo fazer sua poupança e ajudar o Brasil a crescer. Mas isso virou pó. A ação que valia mais de R$ 80 baixou para só R$ 20″, diz ele à Folha.

    Talvez o governador, em matéria de pó, devesse cuidar mais do que está se formando nos reservatórios secos que vão deixar – já não é uma possibilidade, mas uma certeza – São Paulo sem água.
    Vamos ajudar, porém Sua Excelência.

    O maior valor já atingido pelas ações da Petrobras foi de R$ 59,95, não de R$ 80, no dia 19 de maio de 2008.
    Hoje, em torno de R$ 15, as ações teriam perdido ou ganhado para quem, no Governo Fernando Henrique, que vendeu as ações que pertenciam à União, a maioria para os investidores da Bolsa de Nova York e, de fato, uma parcela para quem quis usar nelas seu FGTS?
    No último dia do Governo FHC, a ação ordinária da Petrobras (PETR3) valia R$ 3,30.

    E isso porque havia dado uma bela “recuperada” com a eleição de Lula, que todos sabiam ia fortalecer a empresa. Porque em outubro, quando ficou claro que a vaca serrista ia pro brejo, ela chegou a valer R$ 2,37
    Este valor, corrigido pela inflação acumulada daquela data até hoje (100,49%) dá exatos R$ 6,61.
    Como esta ação vale hoje R$15, tem-se um ganho de 129%.

    Ou seja, este capital mais que dobrou em valor real.
    Para o investidor de longo prazo, o que guarda suas economias num ativo sólido, que além do mais ajuda, sim, o Brasil a crescer, estes são os números importantes.

    E, pode crer, governador, os que compram e vendem ao sabor da especulação ganharam mais dinheiro ainda.
    Acho que o senhor anda lendo mais sobre previsão do tempo do que sobre economia, ultimamente.
    Porque, em matéria de petróleo o senhor parece estar tão capacitado quanto em relação ao abastecimento de água.
    Que, aliás, ameaça fazer sua candidatura virar pó.”

    http://tijolaco.com.br/blog/?p=16428

  6. Patriarca da Paciência said

    Conforme a própria Globo, vejam a “difícil” situação da Petrobrás !

    http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2014/04/petrobras-atinge-recorde-de-producao-de-combustiveis-em-marco-2.html

  7. Patriarca da Paciência said

    Muito boa essa, caro Otto,

    “O maior valor já atingido pelas ações da Petrobras foi de R$ 59,95, não de R$ 80, no dia 19 de maio de 2008.
    Hoje, em torno de R$ 15, as ações teriam perdido ou ganhado para quem, no Governo Fernando Henrique, que vendeu as ações que pertenciam à União, a maioria para os investidores da Bolsa de Nova York e, de fato, uma parcela para quem quis usar nelas seu FGTS?
    No último dia do Governo FHC, a ação ordinária da Petrobras (PETR3) valia R$ 3,30.”

    Ou seja, em relação ao preço de hoje, as ações da Petrobrás estão apenas sendo ajustadas à realidade, depois de uma avalanche de especulações que houve em 2008, coisa muito comum. As ações de companhias norte-americanas sobem e descem bem mais que isso!

    É só acompanhar a tal de Nasdaq !

    Em relação à realidade, aos preços em que os investidores do FGTS fizeram suas aplicações, os ganhos são mais que animadores. E t em tudo para melhorar daqui para a frente !

    Aos poucos as papagaiadas da oposição vão sendo explicadas !

    Será muito bom que criem a tal CPI, “coisa” que nunca resolve nada e tem cunha essencialmente político, para fazer barulho!

  8. Elias said

    Do boletim da Empiricus, hoje:

    =============================================
    Segundo a Fipe, a Copa das Confederações gerou R$ 9,7 bilhões à economia brasileira até a véspera do torneio, com cerca de 60% do impacto sentido pelas cidades-sede.

    O Ministério do Turismo, por sua vez, utilizou esse resultado como base para projetar, de forma conservadora, uma contribuição da ordem de R$ 30 bilhões do Mundial para a economia brasileira este ano.

    Caso confirmadas, a projeções representariam um impacto positivo da ordem de 0,5% para o PIB brazuca.

    Imagina na Copa?

    Imagina sem a Copa…
    ==============================================

    Será que a Empiricus e a Fipe aderiram ao Foro São Paulo?

  9. Elias said

    É de ensurdecer o silêncio de certos comentaristas, quando o assunto é roubalheira tucana ou da direita, de modo geral.

  10. Elias said

    Otto/Patriarca,

    Nos últimos 30/40 anos, poucos ativos valorizaram tanto quanto as ações da Petrobras, do Banco do Brasil e da Vale. Neste momento, não lembro de nenhuma outra opção que tenha valorizado tanto quanto essas três.

    Agora, as ações do petrossauro estão subindo, novamente. Mas ninguém espere nenhum espetáculo. É possível que elas encerrem 2014 num nível abaixo do vigente no início do ano.

    A razão pra isso é mais do que pública e notória: 2014 é ano eleitoral, e por isto, não haverá reajuste de combustível. Teria impacto eleitoral negativo e, ainda por cima, aumentaria a inflação (que já está sendo estimada em acima de 6%).

    Quem tem ações do petrossauro como bem de raiz, tá andando e andando… Mesmo quando a Petrobras lucra menos, ela dá mais lucro que a média das empresas brasileiras. Os rendimentos de 2014 continuarão acima da média, como em 2013, 2012, 2011, 2010, 2009… Além do mais, sabe-se que o realinhamento de preços virá, seja quem for o eleito em outubro próximo.

    Já quem negocia ações da Petro no mercado de capitais não quer nem ouvir falar nisso. Esse pessoal quer o reajuste dos combustíveis já, porque isso impactará imediatamente no valor de mercado das ações.

    É o que eles precisam e querem, e, por isso, estão pressionando como podem (e eles podem muito…).

    Claro que Dilma vai continuar resistindo. E claro que isso só aumentará a pressão em cima dela.

    Os meses de abril e maio serão do cacete!

    A partir de junho, a turminha da área política vai começar a jogar a toalha, de olho na própria sobrevivência. De 4 em 4 anos essa turma some de Brasília… Vão para as bases, brigar pela reeleição, a totalidade dos deputados federais e um terço dos senadores (para estes últimos, a eleição é ainda mais braba, pois é apenas uma vaga…).

    Ah, sim: uma ação ordinária da Petrobras a R$ 50 é especulação da braba! Acima de R$ 20 já é irreal. O lucro por ação que a companhia proporciona não compensa pagar isso tudo por uma ação.

  11. Elias said

    Pax,

    Fora do tópico, lá e cá.

    Fala mais desse negócio sexista do Plano Nacional de Educação.

    Daquele jeito não dá, né neném?

  12. Zbigniew said

    Tive uma discussão acalorada com alguns amigos (mas mantendo o respeito, sempre) sobre a questão do governo petista.

    O que observo é que há uma confusão danada que é muito comum no cidadão médio brasileiro, dito e reconhecido (por si mesmo) como instruído e educado (formalmente falando).

    Caimos na esparrela do jogo político que, no nosso caso, busca sempre fulanizar os problemas da nação. Essa técnica é muito eficaz nas mentes, em especial da classe média mais conservadora, porque esta já não tem muito a ganhar com governos mais populares, daí o terreno fértil para os apelos eleitorais travestidos de intenções sobre ética e moral.

    Está errado?! Não no princípio, mas, em especial, pela causa. Um desses colegas afirmou que é melhor mudar para um governo pior do que deixar um que já está há muito tempo no poder: “qualquer coisa a gente muda” – afirmou ele. Ora! Isso é válido para quem não tem muito a ganhar com os governos, mas apenas a perder (como no caso dos impostos). Essa não é a minha impressão, até porque todos têm a ganhar ou perder com algum governo, pouco ou muito.

    Mas, voltando à fulanização, obviamente que o jogo eleitoral envolve e seduz as mentes, principalmente quando há uma potencialização dos aspectos negativos (que não são poucos) de um grupo que há muito se instalou no poder central. Porém, para a resolução dos problemas reais é inócuo, como bem demonstrou a afirmação do meu colega aí acima.

    As pessoas ficam cegas e surdas para qualquer aspecto positivo e posicionam-se exclusivamente como se a eleições fosse especificamente uma “vendeta” contra este ou aquele grupo político. Ainda que mudemos para nada mudar.

    Essa forma de fazer política (sim, nós também fazemos parte do jogo político, ainda que muito lateralmente) é típico de sociedades limitadas e politicamente imaturas.

  13. Pax said

    Caro Zbigbiew

    Problema que tal fulanização acaba caindo na seguinte outra esparrela: mas o partido é formado por quem? Fulano 1 – bandido, Fulano 2 – pior, Fulano 3 – ainda mais venal etc. Como fica o todo?

    Mesmo porque se falarmos de partidos que deveriam representar ideologias, programas de governo e daí pra frente, a coisa fica ainda mais complicada.

    O que temos hoje, infelizmente, são quadrilhas disfarçadas de partidos.

    Basta ver os dois principais partidos do poder, são exemplos notórios da afirmação acima.

    E aí a fulanização acaba confirmando a visão.

    Ou então teríamos que achar que um Eduardo Azeredo, tem uma ideologia, um projeto para o bem comum. Só não sabemos exatamente qual. Idem ibidem para um André Vargas. Qual a ideologia de um cara destes? Qual projeto, além de andar de jatinho e montar patota com mafioso, um cara desses tem?

  14. Zbigniew said

    Caro Pax,
    O que digo é que usamos a técnica das tentativas com ênfase exclusivamente na figura de um político, em especial a do que ocupa o cargo executivo (Presidente, Governadores e Prefeitos). Do mesmo modo aplicamos essa técnica para nos insurgirmos contra o sistema político.
    Presos a essa ênfase acabamos por fulanizar a política (e aqui não estou falando só do Parlamento, mas de todas as instituições republicanas que exprimem centros de poder), como se retirando a figura em evidência resolvêssemos o problema, em especial na questão da corrupção.
    A figura deve sim ser extirpada, mas o problema vai permanecer enquanto o sistema não for reformado. Mas a reforma só poderá ocorrer quando a própria sociedade for capaz de influenciar a superestrutura a ponto de quebrar o paradigma sem se deixar intrumentalizar por elementos dessa mesma superestrutura, numa manifestação da perpetuação do vício que retroalimentação o sistema. Nisso o Elias tem suas razões: a sociedade é o moto inicial.
    O que deveríamos fazer é sopesar os prós e contras de um grupo no poder e fazer o seguinte questionamento: o Brasil, enquanto nação (dos brasileiros e não apenas de alguns brasileiros), está melhor para, senão todos mas, a maioria dos brasileiros? Se sim (ou não) o grupo que se apresenta como alternativa é (ou será melhor) do que este que aí está? E aí a pergunta primordial: qual seu projeto e se ele comporta a reforma do sistema.
    Não deveríamos avaliar as coisas com o fígado, mas com o cérebro, para que não caiamos nos mesmos erros que se repetem a cada eleição.

  15. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Não sei se concordo com teu bom texto acima, em todas as partes, senão vejamos minha contra-argumentação:

    1 – Não é ênfase na figura do político, é ênfase em seu entorno. Dou dois exemplos. Quando um PSDB mantém em seus quadros um Eduardo Azeredo, mais que isso, o promove a presidente do partido, com tudo que há de evidência e provas nos autos de um processo que se arrasta estranhamente na Justiça, o que devemos pensar da entidade do PSDB? Ora, me parece que o PSDB assina embaixo que é formado de gente que inventa formas de desviar dinheiro público, cria pseudo-empresas de marketing e dutos por onde escoam verbas públicas. E isso se repete, não fica circunscrito em MG, basta olhar o caso do post em questão. A não ser que tenhamos alguma crença que o tucanato paulista nunca tenha se envolvido nos desvios dessa roubalheira nos trens e metrô do estado. Outro exemplo é esse do post passado, esse tal André Vargas do PT. De tudo que já apareceu, provas, gravações, jatinho, enfim, uma miríade de dados e fatos que o figura é o que é. E como devemos ver o PT ao não só manter o cidadão em seus quadros como ouvir de líderes do partido defendendo uma história tão escambrosa como essa que esse cidadão nos proporciona?

    Para mim isso é significado que as entidades (não as pessoas) estão de acordo com os meliantes que mantém sob sua guarda.

    2 – A sociedade e as necessárias mudanças. De novo esse tema recorrente. Vamos por um lado, pra começar. Ano passado, quando a sociedade foi em peso às ruas (sem considerar que extremistas tenham sido a sociedade às ruas, tire esses extremistas e lembre das pessoas mais normais do mundo que foram às ruas), o que aconteceu? Em primeiro lugar uma comoção dos habitantes dos palácios do poder. Depois porrada e mais porrada, tiro na cara de jornalista e outros absurdos, depois declarações de amor ao povo, promessas de mudanças, reformas etc e termina tudo com uma lei antiterrorismo abraçada por gregos e troianos para que o povo se intimide a reclamar novamente. Foi ou não foi bem assim? De outro lado, essa mesma sociedade votou nestes larápios que hoje habitam o congresso (em minúscula mesmo). E quase todos prometeram reformas. Hoje eu não consigo montar uma lista de 12 nomes, uma simples dúzia, de deputados e senadores que eu diria: este eu confio, este me representa. Então, como esperar que alguma reforma aconteça se de um lado você pode ser preso por 30 anos por participar de uma passeata e de outro você é criticado por criticar essa ladroagem generalizada que rola na nossa política?

    3 – O ponto que você faz sobre “melhorou”. Está melhor ou pior que com outro grupo no poder é bom, sim. Mas não consigo fugir de uma pergunta subsequente: poderia melhorar mais? Basta ver o que pagamos de imposto, a quantidade de roubalheira somada a ineficiência e imediatamente podemos responder com a maior tranquilidade: poderia ter melhorado muito mais, um oceano mais.

    Enfim, voltando, não concordo muito com essa visão mais amenizada, uma análise mais cerebral. Os idos estão visceralmente complicados. O cérebro já joga na sociedade uma quantidade tão grande de bilis raivosa que o momento me parece cada vez mais explosivo.

    Ninguém aguenta mais tanta robalheira. Generalizada. Afora o dia a dia perigoso, custoso, sem proteção ao indivíduo, somos brindados todo santo dia com mais e mais escândalos de levantar os cabelos e os partidos do poder com suas desculpas esfarrapadas e discursos desconexos tentando provar que nariz de porco é tomada.

    Esta reforma deveria sair do Congresso que abriga partidos que deveriam representar projetos. Só que estes partidos, na verdade, mais parecem quadrilhas políticas que partidos.

    Como sair dessa sinuca de bico? Não sei. Só sei que não me entusiasmo muito com essa de culpar os brasileiros por esta classe política tão degenerada. Se os partidos quisessem eles mesmo impediriam que bandidos frequentassem suas agremiações. Como disse no item 1 acima, só pegando o caso do PSDB e do PT, não parece ser o que acontece.

    Agora o Eduardo Cunha, o canalha do PMDB que tem apresentado maior índice de gol nas chantagens com o governo, nos brinda com uma alteração legislativa que alivia as multas das operadoras de planos de saúde. Acabei de ver no JN. E nós, que já pagamos duas vezes para ter alguma coisa na Saúde, e somos completamente desamparados por mais essa agência reguladora – cabide de emprego pra bandidinhos de toda sorte – ficaremos ainda piores que já estamos. E nem pense em sair às ruas para reclamar. Podes pegar 30 anos de cana dura.

  16. Pax said

    Caro Elias, em #11

    Se não me engano coloquei o link da matéria, não? Procure saber.

  17. Patriarca da Paciência said

    Fora do tema:
    Marco Feliciano revela que já usou cocaína e diz que alguns homens têm tara por sexo anal.

    http://extra.globo.com/noticias/brasil/marco-feliciano-revela-que-ja-usou-cocaina-diz-que-alguns-homens-tem-tara-por-sexo-anal-12116505.html

    Pelo jeito o homem gostou dos holofotes. Pelo jeito logo ele coloca um espanador no rabo e pendura uma melancia no pescoço !

  18. Zbigniew said

    Pax,
    Os idos são realmente tenebrosos.
    Chamou-me a atenção dois pontos do teu texto: as manifestações e os partidos (entorno).

    Nas manifestações podemos identificar os bons e os maus elementos (infiltrados ou não). Acho que assim também é no sistema político. E nos partidos. E no governo.

    Os partidos não são empresas. São instituições privadas com objetivos de conquista de poder. Transitam por um sistema viciado e dele se alimentam. Perpetuam o sistema. Como mudar?

    A sociedade mudando. O problema é que, além da imaturidade política existem os sistema de dominação e controle. A mídia e o congresso são as pontas de lança desse sistema porque atores principais do exercício do poder político e econômico. Por isso só a educação para a cidadania e a informação serão capazes de romper com esse paradigma.

    Acho que já temos elementos de pressão capazes de exigir tais mudanças e o teu raciocínio não está incorreto. Entretanto considero que, para além de nomes, devemos exigir mudanças mais profundas, e agora de forma incessante. Óbvio que precisamos nomear os atores sob evidência e exigirmos providências dos partidos. Mas não podemos parar por aqui. E esse é o nosso erro. Não podemos ficar apenas na fulanização, em exigir a cabeça do indivíduo e pronto. Isto é inócuo.

    O principal é exigir e pressionar pela mudança de paradigma. As manifestações são o elemento mais poderoso nas mãos da sociedade que não pode se intimidar com as iniciativas repressoras do sistema de dominação e controle.

    Isso requer inteligência, atitudes cerebrinas e não emotivas e figadais. Precisamos ter em mente que os ativos de Estado que deram certo com um partido devem ser preservados e aperfeiçoados, de maneira alguma a sociedade deve permitir a destruição ou o descarte dessas conquistas sob a justificativa de algo que mais parece com uma “vendeta” baseada no princípio da terra arrasada.

    É nesse ponto que entendo pela ponderação, pelo afastamento do mudar apenas por mudar, para castigar os infiéis da moral e da ética (como se a sociedade não incorresse tos os dias nesses pecadilhos), e nos fixemos nos avanços e nas, aí sim, propostas efetivas de reformas, inclusive com a observância dos ditames da ética e da moral.

    Porque, com todo o respeito, orientarmos o voto apenas em face da CPI da Petrobrás, ou da Alstom, ou SUAPE, ou das APs julgadas ou não pelo STF, é nos deixarmos levar pelo jogo dos abutres que infestam o nosso sistema político, e, acredite, vamos continuar a vê-los no poder fazendo as mesmas coisas. Pode mudar? Bem, tudo é possível, mas vai demorar muito mais.

    Por isso, vamos às ruas!!!

  19. Pax said

    Caramba, a Justiça fazendo das suas… neste caso do post

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1437369-justica-rejeita-mais-uma-denuncia-contra-executivos-por-cartel-dos-trens.shtml

    Caro Zbigniew,

    Já te respondo.

  20. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Você diz: …“Acho que já temos elementos de pressão capazes de exigir tais mudanças e o teu raciocínio não está incorreto. Entretanto considero que, para além de nomes, devemos exigir mudanças mais profundas, e agora de forma incessante. Óbvio que precisamos nomear os atores sob evidência e exigirmos providências dos partidos. Mas não podemos parar por aqui. E esse é o nosso erro. Não podemos ficar apenas na fulanização, em exigir a cabeça do indivíduo e pronto. Isto é inócuo.”

    Não entendo que seja um erro fulanizar os bandoleiros de plantão. Quanto maior for o número de notícias sobre um nome em questão, mais fácil fica identidicá-lo como tal, como um criminoso, assim como o partido que o abriga. Uma coisa leva, sim, a outra. Não sei se é tão inócuo assim. Confesso que coloco em dúvida tua afirmação.

    Mais adiante você fala que a força da sociedade é o artifício das manifestações. No que concordo plenamente. Só que você reduz o poder das medidas repressivas em andamento. Quando uma lei absurda te ameaça de 30 anos de cadeia, quando essa lei é aprovada pelos governos federal e estaduais, quando aplaudida e apoiada por situação e oposição, quando sabemos que provas forjadas são colocadas à disposição do poder, o desistímulo às manifestações é de tal ordem que acabamos jogados em mangueiras de gado, confinados ao papel de vítimas sem direito às reclamações.

    Aqui mesmo já vimos tremendos bombardeios quando afirmei que pretendo ir a todas manifestações que houver à frente que façam sentido para mim, como por exemplo cobrar Educação, Saúde e Segurança e acho muito apropriado que estas manifestações sejam durante a Copa. Pego a carona no exemplo da greve dos garis no Rio durante o carnaval. Foi um momento perfeito para provar que, quando bem feito, o governo em questão fica exposto e algumas verdades surgem como deveria, se descortinam. (neste caso, o salário de fome e as condições absurdas que os garis viviam).

    Aqui alguns acham que esta minha decisão é idiotizada e sei lá mais o que falaram.

    As atuais CPI propostas estão fadadas em dar em nada. São movimentos políticos dos canalhas envolvidos na manutenção do poder pelo poder, não do poder pelo projeto.

    Sinceramente acho mais eficiente explorar um André Vargas até o fim, expor suas vísceras em público, o apoio que o partido lhe dá. Com certeza já chegou no pagamento que o doleiro fez aos parlamentares da base de apoio e vejo por aí alguma luz para que estas porcalhadas sejam expostas.

    De outra forma acho o mesmo com relação a bandalheira nos trens e metrô de SP e, idem ibidem esse novo escândalo que o Eduardo Cunha nos brinda com o crime de aliviar as multas das operadoras dos planos de saúde (acabei de fazer novo post).

    Nós da sociedade civil estamos cada vez mais privados dos nossos direitos, de exigir que sejam atendidos. As agências reguladoras viraram um lixo interminável de crimes em suas atuações em proteção das operadoras ao invés de cumprirem seu papel institucional de proteger os usuários.

    Isso só mudará se todos ficarem cientes desta bandalheira, os nomes envolvidos expostos no noticiário, as investigações confirmando os crimes e assim por diante.

    De novo, não consegui concordar com tua discordância neste processo de fulanização dos criminosos de plantão.

  21. Mona said

    O silêncio ensurdecedor quando o alvo é um tucano, ou cria de um governo tucano, para mim tem uma explicação: ninguém vai ficar defendendo ninguém que foi flagrado em uma mal feito. Que se lasque! Que se defenda, caso haja defesa. Eu não vou dar aval para nenhum filho da puta corruto. Não vou relativizar conduta de ninguém, comparando-o com as hostes do outro lado, ou amenizando seu comportamento, porque “todos assim fazem”, porque todo Governador busca aparelhar os órgãos de controle, para não ter qualquer problema quando da aprovação de suas contas ou quando da análise dos números de suas obras, a maioria superfaturadas e com trouxentos aditivos.

  22. Mona said

    Agora,
    sem desdizer o que disse na postagem anterior, vejam só o risco que estamos correndo: (a fonte é o blog do coronel, com viés of course, mas os processos listados podem ser pesquisados em qualquer site da justiça federal)

    “O Tribunal de Contas da União (TCU) é um órgão auxiliar do Congresso Nacional. Entre as suas competências, destacam-se a apreciação anual das contas da Presidência da República, fiscalizar a aplicação dos recursos públicos e apurar denúncias apresentadas por qualquer cidadão, partido político, associação ou sindicato sobre irregularidades ou ilegalidades na aplicação de recursos federais.

    O Congresso Nacional começa a analisar a indicação, feita pela Presidente Dilma Rousseff, do senador Gim Argello para o TCU. É uma indicação descabida, fruto de uma negociata em que o PTB cedeu os seus segundos no horário eleitoral em troca, entre outras coisas, desta vaga no tribunal.

    Vejam, abaixo, a ficha de Gim Argello, o indicado de Dilma, publicada pelo Transparência Brasil. O Congresso Nacional não pode descer tão baixo. Ontem os funcionários do TCU e de diversos órgãos públicos fizeram um protesto contra a nomeação. Será que o povo terá que invadir o Congresso de novo?

    TJ-DFT Vara do Distrito Federal – Ação Popular nº 2002.01.1.034497-2 – Foi responsabilizado pela criação irregular de cargos comissionados na Câmara Legislativa do Distrito Federal, configurando desvio de finalidade e violação aos princípios da isonomia e da moralidade administrativa. A Justiça decretou a nulidade do ato do então presidente e determinou ressarcimento ao erário. Na segunda instância, foi mantida sua responsabilização por ato lesivo ao erário, mas foi isentado do ressarcimento por se tratar de verba alimentar: TJ-DFT Apelação Cível nº 0034497-03.2002.807.0001. O parlamentar ainda recorre ao STJ: REsp 1352498/2012.

    STF – Inquérito nº 3746/2013 – É alvo de inquérito que apura lavagem de dinheiro por movimentações financeiras atípicas.

    STF – Inquérito nº 3723/2013 – É alvo de inquérito que apura peculato e corrupção ativa.

    STF – Inquérito nº 3592/ 2013 – É alvo de inquérito que apura peculato.

    STF – Inquérito nº 3570/ 2012 – É alvo de inquérito que apura crime eleitoral.

    STF – Inquérito nº 3059/ 2010 – É alvo de inquérito que apura crime da Lei de Licitações.

    STF – Inquérito nº 2724/ 2008 – É alvo de inquérito que apura apropriação indébita, peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.”

  23. Pax said

    Cara Mona,

    Neste caso o tal do Coronel aponta para um problema concreto e sério.

    Esse Gim Argello no TCU seria o absurdo dos absurdos. Vejamos o que o Congresso encabrestado decidirá.

    É caso, sim, pra ir às ruas com pedras e paus.

  24. Eric said

    E agora uma pausa para o bom humor: Dilma discursando…

    Volta lula !

  25. Elias said

    “Caro Elias, em #11 — Se não me engano coloquei o link da matéria, não? Procure saber.” (Pax)

    Não há link, Pax. Não que eu tenha visto.

    Há um texto teu, de uma linha ou duas, falando de um ex-BBB ou coisa assim, que estaria “pondo o dedo” no que eu suponho seja um dispositivo homofóbico ou coisa parecida, no Plano Nacional de Educação 2011-2020.

    Mona,
    O “silêncio ensurdecedor” a que me refiro, não diz respeito a palavras de apoio aos ladrões tucanos.

    Eu estranho não ver aqui expressões de indignação moral, quando o ladrão é tucano.

    Para certos comentaristas deste blog, a corrupção só causa indignação se for cometida por petistas…

    Foi esse o sentido do meu comentário.

    Quanto ao mais, se tu lês o que eu escrevo nas caixas de comentários deste blog, jamais terás visto qualquer manifestação de apoio a ladrões petistas.

    Ao contrário, sempre disse que o PT se vendeu e se desnaturou. E que eu só voto no PT porque os demais partidos conseguem ser piores do que ele.

    Tenho meus princípios e meus valores. Não me vendi até esta altura da vida — e não me faltou oportunidades para isso… Não vou fazê-lo agora, quando sei que o que tenho pela frente — o que quer que seja — é muito menos do que já vivi.

    Pela mesmíssima razão, não vou aplaudir a decisão de um tribunal superior que condena sem prova, só porque eu acho que o réu é culpado.

    Desde o ano passado venho dizendo que um “tribunal que condena sem prova, é capaz de absolver apesar das provas”. Pra mim, isso não é justiça. É baderna, avacalhação, calhordice e desrespeito ao cidadão.

    Quem viveu, viu, né?

  26. Elias said

    “O silêncio ensurdecedor quando o alvo é um tucano, ou cria de um governo tucano, para mim tem uma explicação: ninguém vai ficar defendendo ninguém que foi flagrado em uma mal feito.” (Mona)

    Como já passei da idade de exagerar na ingenuidade, acho que a explicação é bem outra…

  27. Mona said

    Elias,
    fale por vc, meu caro. Pois o que mais se vê, por aqui, é petista defendendo tudo o quanto é de marginal do PT. E vc e Pax têm um vasto material onde um defende a postura do STF e o outro acusa, sob o angelical argumento que alguns dos bandidos presos foram condenados sem provas. Só rindo. Esperava o quê, caro Elias? Que o Zé passasse recibo, gravasse a ordem, filmasse a entrevista?
    Vc, meu caro Elias, pelas suas palavras, pela sua história, pela sua coerência, pela sua sapiência – mais do que atestada por tudo o que vc escreve – joga à terra a sua coerência. Entendo, entretanto, que nessa altura da vida, a gente se deparar com certas verdades a partir das quais houve toda uma construção filosófica, moral e ética a sustentar uma trajetória, é de pirar.

    Ainda com relação aos tucanos, uma das minhas mais singelas explicaçoes sobre o porque de a indignação ser tão menor, quando comparada com situaçoes semelhantes onde petistas estão implicados, é de que nenhum deles construiu sua carreira arrotando arrogância ética, a exemplo dos petistas. É quase como se a gente esperasse isso mesmo desses seres…

    Mas, para mim, tenho um único princípio: escreveu não leu, pau comeu, seja em Chico ou seja em Francisco. E se tem de fazer um mal feito, que se inspire na minha velha avó, que já dizia: o feio não é roubar; é roubar e não levar.

    Assim, se é para ser ladrão, que o seja de maneira eficiente, para que eu nunca descubra. Porque, em descubrindo, não tenho o menor escrúpulo de tacar o pau no bandido (metaforicamente falando, ó linchadores de Raquéis Scherazades).

  28. Patriarca da Paciência said

    ” Esperava o quê, caro Elias? Que o Zé passasse recibo, gravasse a ordem, filmasse a entrevista?”

    É um argumento fantástico ! Parece até os argumentos do Chesterton. Então, porque eu sou um juiz, posso simplesmente dizer, “fulano é culpado, embora não haja qualquer prova contra ele”.

    O juiz aplica as leis ou é a própria lei ?

    Por que será que existe investigação, perícia, testemunhas, contestação, debates, etc.etc.etc. se o juiz pode simplesmente decidir, “fulano é culpando, porque assim eu decido”.?

    Então a incompetência do Ministério Público, dos investigadores e tudo mais servem de provas contra José Dirceu ?

    Como venho repetindo desde o início dessa famigerada ação 470, “Kafka foi um grande profeta”.

  29. Zbigniew said

    Pax,
    infelizmente vamos discordar neste ponto da fulanização.

    Se fosse realmente eficaz teríamos uma diminuição da corrupção no país. E, infelizmente, não temos. Pelo contrário.

    Observe: a Mona citou o caso dos Tribunais de Contas. Eu vou mais além. Junte esses tribunais, os Tribunais Judiciários, os diversos Ministérios Públicos e você vai ver qual a real dimensão desse sistema. E tudo isso por quê? Porque o sistema, com a licença “poética” do Capitão Nascimento, é phoda.

    Não é por isso que não vamos colocar um fdp desses atrás das grades (o que, convenhamos, está bem difícil, exceto… se você for petista… e não sou eu que digo isso, é o próprio STF). Tem que ser processado e, se condenado, perder mandato, liberdade, patrimônio, tudo que tiver “direito”. Mas o sistema vai estar lá, fogoso e faceiro dizendo assim: “Esse zé mané foi pego porque é um otário”.

    Cá com meus botões andei pensando nessa das manifestações e da reação do sistema (governo e oposições juntos, de mãos dadas) e, realmente só enxergo esses caminhos: a desistência (vamos ficar em casa rezando e torcendo para que um dia as coisas mudem); a radicalização (com o risco de uma escalada de violência) ou a desobediência pacífica. Neste último caso precisaríamos de um líder carismático ou de uma sociedade bastante evoluída (política e moralmente).

    Pax, tô achando que tu venceste. Vamos ficar na fulanização que é o melhor que fazemos…

  30. Pax said

    Divirta-se, caro Elias,

    E não me venha com homofobias que lhe tacarei todas as varas que estiverem ao alcance do meu teclado.

  31. Pax said

    Pois é, caríssimo Zbigniew,

    Se a gente não coloca a boca no trombone, seja de Azeredos, tucanos paulistas nesta farra de desvios e subornos, André Vargas e esta farra com dinheiro de doleiro etc, Renan Calheiros implantando “pentelhos” na cabeça às custas das asas da FAB etc etc, não nos resta quase nada.

    Se fulanizamos acabamos batendo, também, nos partidos que abrigam a corja. Faço questão de mostrar bandido e quadrilha.

    Vou te falar de outra forma. Suponha que eu tivesse algum poder num destes partidos, seja PSDB ou PT. Tenha certeza absoluta que chamaria os pares e mostraria claramente que não despejar esses fulanos onde merecem, no esgoto do ostracismo, o partido é que paga a conta.

    É exatamente isso e assim que vejo.

    Ontem chegou a ser patético ver o Vicentinho defendendo o André Vargas. No meu entender só acavalha cada vez mais a imagem já super desgastada do PT. Outro é o tal Vaccarezza. Hoje, por incrível que possa parecer, procure no noticiário, tem muito petista querendo despachar o Vaccarezza, não sou só eu a reclamar, não.

    Aí você pode me perguntar: e a imagem do PSDB, a mídia que não cobre da mesma forma, a Justiça que não julga com a mesma vara etc etc?

    E eu vou te responder que só respondo pelo que sou responsável. Neste caso em específico sou responsável por editar este nosso blog, o que falo nas redes sociais etc. E assino embaixo, sim. Ainda me permitindo ir um pouco mais longe, o mesmo compromisso que assumi aqui, de bater em chicos e franciscos com a mesma vara, faço alhures, nas redes sociais. Bato em todos e ainda chamo o povo conhecido para não fugirem da política. Me tornei o chato de galocha das redes sociais por essa conta.

    De vez em quando coloco uma fotos minhas e uns vídeos de estudos de pandeiro, algumas das ações em comunidades e muita coisa de meio ambiente, pra não ser expulso por todos, mas o que mais falo é política nas redes sociais.

    Dando porrada em todos que entendo merecerem, sejam pessoas como partidos, instituições (ex: agências reguladoras) etc etc.

    Você não faz ideia de onde já cheguei. Vou te dizer, aqui entre nós, cheguei bem alto. Na ANATEL cheguei lá no topo do topo, sim. Na Vivo cheguei quase lá.

    É o que me resta. E se tiver manifestação (não, não vou promover, vou ficar esperando porque tem gente pra fazer isso, gente mais nova, com sangue nos olhos que já não me restam) vou apoiar e, se der, vou comparecer e fotografar.

    Confesso pra você, assim como foram as manifestações dos garis no carnaval do Rio, espero que muitas aconteçam durante a copa. Torço por isso sem o menor pudor.

  32. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    o “cabra” é bom e corajoso . É um verdadeiro parlamentar democrático . Já vi outras atuações dele e sempre procura argumentar com lógica e coerência .

  33. Patriarca da Paciência said

    “Ontem chegou a ser patético ver o Vicentinho defendendo o André Vargas.”

    Caro Pax, discordo totalmente. Assisti a entrevista do Vicentinho e ele foi bem claro, “queremos que o André Vargas se defenda e que a verdade venha à tona. Vai ser muito bom para todos”

    Ou seja, “não vamos jogar pedra e bosta na Geni”. Que ele tenha direito de contar a sua versão, mas que a verdade venha à tona.

    É isso um dos grandes males do Brasil. Como diz o Bisol, ” o brasileiro não quer simplesmente vencer o adversário, parte sempre para eliminá-lo”.

    Acho que ouvir atentamente a defesa do adversário é a própria essência da democracia.

    Não acreditar em salvadores da pátria é outra.

    Somente o consenso está com a razão, eis a Democracia .

  34. Pax said

    Caro Patriarca,

    o André Vargas já deu sua versão. Aliás, deu várias versões.

    E os fatos estão aí…. “esse negócio vai fazer nossa independência financeira…” e o doleiro “Kkkkk”.

    Uma hora pagou o avião do mafioso, outra hora tentou mas não conseguiu, uma horas as passagens em voos comerciais estavam caras, outra hora o dinheirinho era pra comprar sei lá o quê.

    Mas os fatos, as gravações, as mensagens de telefonem teimam em aparecer.

    O PT quer esperar que seja julgado e condenado, trânsito em julgado para tomar uma atitude?

    Que espere. E que pague o preço por isso. Já está pagando, afinal.

  35. Eric said

    Vargas vai renunciar ou não ?

    Lula diz que Vargas não pode deixar ‘o PT pagar o pato’

    http://oglobo.globo.com/pais/lula-diz-que-vargas-nao-pode-deixar-pt-pagar-pato-12125710

    ou

    ‘Eu não vou renunciar’, desabafa André Vargas para amigos

    http://g1.globo.com/politica/blog/blog-do-camarotti/post/eu-nao-vou-renunciar-desabafa-andre-vargas-para-amigos.html

    Manda quem pode e obedece quem tem juízo
    Volta lula!

  36. Chesterton said

    Neurônio inominável

    “Eu quero, então, voltar aonde eu comecei. Eu vou falar agora que aqui tem 37 municípios. Eu vou ler os nomes dos municípios, porque eu acho importante que cada um de vocês possam (sic) se identificar aqui dentro e, por isso… Eu ia ler os nomes, não vou mais. Por que não vou mais? Eu não estou achando os nomes. Logo, não posso lê-los”.

    Dilma Rousseff, na cerimônia de formatura do Pronatec em Belo Horizonte, internada por Celso Arnaldo ao dar mais uma mostra de que aquilo que faz com o Brasil não tem nome.

  37. Pax said

    Caro Elias… mais notícias sobre o PNE, fresquinhas… peguei no Facebook

    “Reiniciamos agora a votação do Plano Nacional de Educação (PNE) e o presidente da sessão comunicou que o deputado André Moura (PSC-SE) cedeu seu lugar na comissão a Feliciano e o PSB designou o deputado pastor Eurico para membro da comissão do PNE, em vez de Luiza Erundina ou Glauber Braga; Eurico é um fundamentalista religioso famoso por se colocar contra uma educação que inclua e proteja as minorias e pra cidadania.

    A questão é: como o PSB faz essa indicação? Qual a coerência dessa indicação com a imagem que Eduardo Campos quer passar publicamente? Que coerência pode ter o PSB, que se quer “socialista”, ao abrigar (e indicar para a comissão do PNE) alguém com a mentalidade de Eurico?

    A sessão está mais uma vez tomada de fundamentalistas cristãos (católicos e neopentecostais) em trajes de uma ordem que a gente não sabe se é da Opus Dei ou da TFP; só sabemos que são contra o relatório; os movimentos de minorias são minoria aqui.

    Comenta-se que o PMDB fez acordo com a bancada de fundamentalistas para derrotar o relatório do deputado Vanhoni. Um horror!

    Eu confesso para vocês: o fascismo saiu do armário!

    Acompanhe ao vivo aqui a continuação das discussões e votação: http://bit.ly/PZ4FRT

  38. Chesterton said

  39. Elias said

    “Vc, meu caro Elias, pelas suas palavras…. joga à terra a sua coerência.” (Mona)

    Engano teu, Mona.

    Nas democracias, os tribunais existem para aplicar as leis. Tribunal não pode fazer lei, nem inovar à lei. Ele apenas aplica as leis existentes.

    No Brasil, a pátria que me pariu, embora seja uma autêntica Casa de Mãe Joana, a lei diz que as pessoas são inocentes até prova em contrário. E, no Direito Penal, o ônus da prova cabe a quem acusa.

    Numa conversa de bar, podes dizer “escreveu, não leu, pau comeu”. Eu digo isso, também. Numa conversa de bar.

    Num tribunal de um país democrático não pode ser assim. Num tribunal, deve prevalecer o império da lei.

    Se achas que um determinado indivíduo cometeu um crime, é teu dever denunciá-lo, e acusa-lo no tribunal. Mas tua denúncia só terá algum valor se apresentares provas da tua acusação.

    No caso da AP 470, falou-se em “indício”. Indício não é prova (se fosse prova não se chamaria “indício”, e sim prova). A prova condena. O indício permite, no máximo, o indiciamento, que é procedimento preparatório para a apuração, e não elemento conclusivo de condenação.

    Falou-se, também, em “livre convicção do juiz”, quando o que a lei estabelece é a “livre apreciação das PROVAS pelo juiz”. Nenhuma lei brasileira autoriza que a “convicção do juiz” substitua a prova nos autos.

    E por aí afora…

    No meu debate com o Pax, eu o desafiei a que ele mencionasse — apenas mencionasse — uma única prova contra o Dirceu, que houvesse sido citada no voto de qualquer dos ministros do STF. Ele não conseguiu. Sabes por quê? Porque, em nenhum dos votos dos ministros do STF, acha-se citada uma única prova.

    Dizer que um cara é culpado porque ele não pode ser inocente pode ser qualquer coisa, menos justiça.

    A meu pensar, o Procurador Geral da República deveria responder Processo Administrativo Disciplinar por desídia. Ele teve vários anos para apurar os delitos, e, ao fim, encaminhou ao STF um processo cheio de falhas e lacunas.

    O STF, por seu turno, deveria ter devolvido o processo ao PGR, a fim de que este o instruísse adequadamente.

    Como relator de PADs e de TCEs, muitas vezes desagradei amigos meus, por ter inocentado pessoas de quem a gente não gostava (e não gosto até hoje). Acontece que, no exercício de minhas funções, era meu dever me pronunciar com base no que os autos continham. E os autos contêm ou não contêm provas. Se os autos contêm provas, declare-se a culpa e aplique-se ao respondente as penas da lei. Se os autos não contêm provas, proclame-se a inocência do respondente.

    Agi assim durante quase 10 anos de minha vida, em que atuei em auditorias especiais, TCEs e PADs.

    Minha opinião aqui, portanto, está sendo absolutamente coerente com aquilo em que acredito e, com muito orgulho, sempre pratiquei (do que tenho farto material comprobatório, boa parte dele publicada, na forma da lei).

  40. Elias said

    Pax,

    O que quer que aconteça no Congresso, com o Plano Nacional de Educação, não me surpreenderá.

    Sabes quando esse plano foi enviado ao Congresso? Em 2010.

    Sabes qual seria a vigência desse plano? 2011 a 2020.

    Estamos em 2014, e o PNE continua em debate no Congresso… A esta altura do campeonato, ele já deveria ter sido executado em quase 50%… Mas ainda está em debate no Congresso…

    O que eu te perguntei foi outra coisa.

    Gostaria que fosses mais específico quanto ao suposto componente ou dispositivo homofóbico que esse plano contém.

    Estou dizendo isso porque eu li esse projeto de lei várias vezes, e jamais detectei qualquer dispositivo ou componente homofóbico nele.

    Daí a minha curiosidade…

    Nota bem: estou me referindo ao PNE elaborado sob a coordenação do Ministério da Educação, e que foi encaminhado ao Congresso em 2010.

    Nada a ver, portanto, com emendas propostas por deputados da Igreja Assembleiana Evangelhical e Universalista do Triângulo Retangular.

  41. Elias said

    Estou acompanhando a tramitação do PNE.

    Já se sabia da tendência à deformação, nas temáticas.

    Vamos ver o que acontece no plenário.

    Qualquer matéria que o Congresso aprecie, até junho ou julho, vai estar contaminada pela disputa eleitoral.

    Claro que os deputados da oposição vão abrir as pernas para a bancada evangélica, de olho nos votos de curral que os pastores dizem ter (e alguns têm, mesmo…).

    Então, o que vai ter de dispositivo reacionário e preconceituoso sendo enxertado em projetos de lei… Não está no almanaque.

    Paciência… São armas que a oposição tem, e ela vai usá-las tanto quanto puder…

    De qualquer modo, o PNE está definitivamente prejudicado. Boa parte dele esteja sendo executada pelo governo federal, meio que na marra. O que mais vai se perder é a parte que envolve Estados e Municípios.

    Poucos Estados e Municípios têm compromisso com o PNE. Alguns Entes da Federação estão processando o governo federal, por causa da questão do piso salarial para professores. Vários Estados e Municípios não querem cumprir esse piso.

    Sabe-se que a remuneração do docente é elemento chave para se enfrentar o problema da educação no Brasil. Enquanto o docente não tiver uma remuneração decente, qualquer plano de educação que se faça para o país, por melhor que seja, estará fadado ao fracasso.

    Então, quem é contra uma remuneração decente para o professorado brasileiro, na verdade é contra a melhoria da educação no país.

  42. Joana said

    Padilha é da quadrilha?

  43. Pax said

    Conforme o caro Eric acima, em #35, Lula diz que André Vargas tem que se explicar ou a merd$%$%# sobra para o PT. É o que venho dizendo desde o início…

    Caro Eric, seja bem-vindo ao blog.

    Conforme a Joana acima, em #42, acredito que Padilha tem que se explicar direitinho sobre sua relação com André Vargas, os tais desvios de R$ 10 bilhões, boa parte deles do sistema de Saúde. Caso contrário…

    Cara Joana, seja bem-vinda ao blog.

    Caro Elias,

    Estou falando do que estão fazendo no PNE. Um plano de 2010 é um plano de 2010. Estamos em 2014 e os evangélicos estão tomando posse do plano, se inteire.

  44. Chesterton said

    Todo eleitor do PT que nega as evidências só pode ser cúmplice.

  45. Joana said

    O kilo do pato anda muito caro, companheiro!

    Para o vice-líder do governo do PT, Vargas tem de renunciar à cargo de direção na Câmara

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,para-vice-lider-do-governo-vargas-tem-de-renunciar-a-cargo-de-direcao-na-camara,1150955,0.htm

    …………..

    Obrigada pela recepção Pax :

    Acho que Vargas vai renunciar ainda hoje ou no mais tardar amanhã cedinho.

    Gleise (a candidata) pediu. Dilma aconselhada por J. Santana, exigiu aos berros.

    Mas foi Lula quem mandou Vargas sair de fininho…JÁ!

  46. Joana said

    Paulo Bernardo é da quadrilha? E Gleise?

    Agora entenda o porquê da pergunta:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1437645-vargas-e-doleiro-sao-reus-no-mesmo-caso-de-corrupcao-no-pr.shtml

  47. Chesterton said

    http://ucho.info/andre-vargas-manda-duros-recados-ao-pt-e-ameaca-contar-o-que-sabe-sobre-gleisi-e-paulo-bernardo

  48. Chesterton said

    O causo é mais embaixo

    http://ucho.info/guerra-entre-petistas-com-lula-e-dilma-em-lados-opostos-esta-apenas-comecando-mas-promete

  49. Pax said

    O link que a cara Joana traz em #46 é de colocar pulga atrás da orelha. E aí chegamos no Paulo Bernardo que jogava, segundo a notícia, bolita com o André Vargas que coordenava campanha do ministro das Comunicações.

    Já os links que o velho, bom e rabugento Chesterton traz, sei não, melhor esperar.

    Mas se o André Vargas for mesmo espremido pelas circunstâncias e expelido pelos fatos, e se resolver colocar a boca no trombone, a coisa por piorar muito.

    Vejamos, nada como um dia atrás do outro.

    A dupla Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann nunca me convenceu e vocês têm isso em comentários vários de quiprocós anteriores.

  50. Joana said

    Seria incompetência? Ou incompetência + corrupção?

    Entenda porquê:

    Corinthians diz que vai entregar arena inacabada à Fifa no próximo dia 15 (Abril de 2014)

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/04/corinthians-diz-que-vai-entregar-arena-inacabada-fifa-no-proximo-dia-15.html


    E a copa do mundo no Brasil foi decidida em 2007 – há 7 anos, com um carnaval de ufanismo pela atuação do ex-presidente quando da eleição na Fifa.

    Depois, O Itaquerão foi escolhido como o estádio de abertura do torneio internacional.Lula é Corinthians.

    Dilma não foi informada. Ou foi?
    O resumo executivo do projeto Copa teria deixado de apresentar cláusulas importantes como a responsabilidade de dilma com prazos depois que lula saisse do governo e “comprometimento” de empreiteiras companheiras na parada. Aditivos contratuais generosos e cronogramas físico-financeiros defasados.

    Amanhã ela até poderia dizer que se soubesse destas cláusulas, não teria aprovado o investimento na Copa.
    Vamos ter que aguardar aguardar mais uns 7 anos para ouvir suas revelações (como no caso Pasadena).

    Pax: Sou brasileira corintiana e moro em Chicago e torço pra que dê tudo certo na Copa aí no no Brasil. Deus queira!

    Mas…cá entre nós…

    foi incompetência? Ou incompetência + corrupção?

  51. Chesterton said

    sim, pax, como sempre você espera até ver que tenho razão.

  52. Chesterton said

    http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/os-coveiros-da-cpi-sao-duas-provas-de-que-a-petrobras-corre-o-risco-de-entrar-na-lista-dos-grupos-criminosos-vigiados-pela-interpol/

  53. Olá!

    Este comentário é uma resposta à questão levantada pelo Elias de que certos comentaristas desaparecem deste blog quando um post relata corrupção tucana.

    É bom deixar bem claro o seguinte: Que os corruptos, independentemente de partido, sejam punidos com o máximo rigor existente nas leis. Não serei eu que vou defender bandido tucano. Não devo nada a político nenhum, nunca estive no rol de pagamentos dessa gente e nunca ganhei cargos em governos.

    Vale, também, observar o seguinte fenômeno interessante que acontece neste blog: Quando há maracutaias tucanas, não aparece uma vivalma sequer para defender os bandidos que as perpetraram. Agora, vejam quando o assunto é bandidagem petista. Há uma inundação de defesas dos ladrões do PT. Os caras são tão sem noção que não se importam de buscar nos cafundós da Internet os mais esdrúxulos “argumentos” para defender a canalha petista. Nunca vi isso ocorrer quando a falcatrua é cometida por alguém do PSDB.

    O ponto mais baixo da ala esquerdo-comissionada deste blog foi na época do julgamento do Mensalão. Era um chororô interminável. Diariamente, os caras vinham aqui mostrar “indignação” e “insatisfação” pela prisão dos mensaleiros.

    Na época do julgamento do Mensalão a coisa ficou tão ridícula que os caras choramingavam pelo fato de bandidos do dinheiro público e sabotadores da democracia estarem sendo enviados para o o xilindró. O negócio ficou tão tosco que só faltava esses caras dizerem algo mais ou menos assim: “Ele [o bandido petista] roubou sim! E é ladrão mesmo, e daí?! É ladrão mas é o MEU ladrão!“. Nunca vi, neste blog, alguém fazer em relação aos bandidos tucanos uma defesa tão apaixonada e furiosa que nem essa que fizeram para os mensaleiros.

    Confesso que o momento mais divertido deste site foi a época do julgamento do Mensalão. Até cunhei as expressões “Viúvas Mensaleiras” e “Dirceuzettes” para designar a galera que vivia (ainda vive?) chorando por causa da prisão dos mensaleiros.

    E outra coisa: Nessa época em que os mensaleiros estavam sendo enjaulados e as viúvas mensaleiras choravam tsunamis de lágrimas, ninguém da ala esquerdo-comissionada teve a sensatez de pelo menos chamar a atenção para o quão ridículo era defender bandidos do dinheiro público. Vai ver que era útil não chamar a atenção para isso.

    Até!

    Marcelo

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 36 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: