políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

  • Anúncios

Operação Blackout

Posted by Pax em 16/10/2009

Diário de Sorocaba

ZEPELIM E BLACKOUT
Operações da PF desmontam quadrilhas no INSS e CPFL

Uma grande ação policial promovida ontem durante todo o dia, pela Polícia Federal de Sorocaba, desmantelou duas quadrilhas que agiam dentro do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, e fraudava o fornecimento de energia elétrica da empresa CPFL. Uma Força-tarefa Previdenciária, composta por servidores da Previdência Social, PF e Ministério Público Federal, trabalhou na operação, desencadeada após uma investigação que teve como base uma denúncia anônima endereçada à Gerência Executiva do INSS em Sorocaba, em junho de 2008.

Na “Operação Zepelim” foram presas dezenas de pessoas envolvidas em obtenção de benefícios ilícitos para aposentadoria por meio de fraude e corrupção. A organização criminosa envolvia funcionários de nível até executivo do INSS, advogados e facilitadores. Um dos detidos no esquema tinha um escritório de eletricista, e as investigações apontaram que ele também chefiava um esquema criminoso que fraudava energia elétrica em medidores de grandes empresas comerciais da cidade. Este desdobramento teve uma ação policial em separado, denominada “Operação Blackout”. As cidades alvos da Polícia Federal para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão foram Sorocaba, Itu, Salto de Pirapora, Araçoiaba da Serra, Porto Feliz, Ibiúna, Votorantim, Mairinque e Capela do Alto.

Continua no Diário de Sorocaba, clique aqui…

“Operação Blackout”; investigações descobrem “mensalão”

Por meio da “Operação Blackout”, duas pessoas foram presas ontem em Sorocaba. Elas são responsáveis por uma quadrilha acusada de alterar medidores de energia elétrica em estabelecimentos comerciais e empresas de grande porte da cidade. Alguma delas chegavam a economizar cerca de R$ 8 mil por mês no esquema criminoso. Tudo foi descoberto no andamento das investigações e desdobramentos da “Operação Zepelim”. Um dos criminosos participantes do esquema do INSS possuía um escritório de eletricista, em Sorocaba, que montava todas as fraudes. O prejuízo para a CPFL Piratininga chega a R$ 2 milhões. Uma espécie de “mensalão” foi descoberto no esquema, que consistia em pagar todo mês uma quantia de dinheiro para o criminoso que fraudava os medidores.

A operação foi desencadeada em Sorocaba, Votorantim, Mairinque, Itu, Araçoiaba da Serra, Capela do Alto e Ibiúna. Quarenta e dois mandados de busca e apreensão em 41 estabelecimentos comerciais distintos e em um endereço residencial, foram expedidos pela 1ª Vara da Justiça Federal de Sorocaba.

Continua…

Anúncios

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: