políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

“Nunca houve mensalão mineiro”

Posted by Pax em 04/11/2009

Eduardo Azeredo afirma que nunca houve mensalão mineiro.

A gente deve acreditar?

Bem, como também nunca houve mensalão do PT, então nunca houve mensalão de lado algum e o Congresso funciona com a maior lisura que o povo brasileiro possa almejar.

E papai Noel vai chegar esse ano. Sim, ele vem. Em carne e osso com trenó puxado por bem tratadas renas. A única diferença é que nosso papai Noel é careca e publicitário.

Veja a entrevista que Eduardo Azeredo deu para Marcela Rocha, do Terra Magazine. Dica no twitter do Bob Fernandes.

“Nunca houve mensalão em Minas Gerais”, afirma ex-governador

Roosewelt Pinheiro/Agência Brasil

Senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG)

Marcela Rocha

Nesta quarta-feira, 4, o Supremo Tribunal Federal (STF) analisa se acolhe ou não a denúncia de “peculato e lavagem de dinheiro” contra o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) referente ao caso conhecido como mensalão mineiro. O tucano, que é um dos fundadores e ex-presidente de seu partido, diz não ter expectativas sobre o que pode ser decidido pelos magistrados, mas se defende: “Nunca houve mensalão em Minas Gerais”.

Veja também:
» STF deve julgar mensalão mineiro nesta quarta-feira

» Siga Bob Fernandes no twitter

A denúncia foi apresentada à Corte pelo ex-procurador geral da República (PGR) Antonio Fernando Souza. Nela, o senador e outros investigados, como o publicitário Marcos Valério, são acusados de criar e administrar um suposto esquema de “caixa dois” durante a campanha para a reeleição de Azeredo ao governo mineiro em 1998. Ou seja, dinheiro público teria financiado a campanha do então candidato.

– O termo “mensalão” era empregado incorretamente para se referir ao caso envolvendo o meu governo em Minas Gerais. É incorreto – justifica o senador.

O caso ficou conhecido como mensalão tucano, ou mensalão mineiro, ou ainda valerioduto tucano, em mensão ao esquema de pagamento ilegal a parlamentares administrado por Marcos Valério. Segundo o inquérito que instrui a denúncia, Azeredo é acusado de ser “um dos principais mentores e principal beneficiário do esquema implantado”.

Em entrevista a Terra Magazine, Azeredo, que é presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, fala também sobre o ingresso da Venezuela no Mercosul. Ele é contrário e avalia que ainda faltam “garantias mais sólidas” para que a Venezuela não seja um elemento “desagregador” no bloco.

Azeredo não está otimista e diz achar que a base governista vai “acabar aprovando isso em plenário”, onde também são maioria, como na comissão.

Leia abaixo a entrevista com o senador Eduardo Azeredo:

Terra Magazine – O senhor acredita que a base governista consegue aprovar a entrada da Venezuela no MERCOSUL, mesmo diante dos novos conflitos com a Colômbia?
Eduardo Azeredo – Olha, não tenho grandes expectativas com relação a isto. Acredito que sim, a base governista obterá sucesso e aprovará a entrada do país vizinho no bloco. Mas agora teremos mais votos contra. Senadores que não estavam na comissão agora votarão e endossarão nosso posicionamento. Eu sempre disse que precisamos de garantias mais sólidas para permitir o ingresso da Venezuela no Mercosul. Ele não pode ser um elemento desagregador no bloco.

Como Collor, por exemplo?
Sim, Collor era um dos que tinham um posicionamento bastante crítico à entrada da Venezuela. Ele não pôde comparecer à Comissão de Relações exteriores no Senado e veio o seu suplente Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR). Ele não mudou de posicionamento. Teve que fazer uma viagem e não veio ao Senado ao logo de toda a semana. Acredito que agora ele virá.

Senador, mudando um pouco de assunto, amanhã o Supremo Tribunal Federal analisa se aceita ou não a denúncia contra o senhor sobre o “mensalão Mineiro”. Quais as expectativas do senhor em relação a esta decisão?
Não espero nada. A única coisa que posso fazer neste momento é aguardar a decisão do STF.

Entendo, mas…
Olhe, nunca houve mensalão em Minas Gerais.

Continua no Terra Magazine, clique aqui

Atualização: Leia também, no clipping da ANPR, a notícia do Estadão

Tucano nega arrecadação ilegal para campanha

Anúncios

Uma resposta to ““Nunca houve mensalão mineiro””

  1. felipe said

    hahah..boa essa piada do tucano.
    realmente o PSDB NUNCA roubou um centavo de dinheiro publiico né? nem em sao apulo, nem em minas muito menos no riogrando do sul.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: