políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Nós e o ranking de corrupção

Posted by Pax em 18/11/2009

Melhoramos. Passamos de 80º para 75º. Nossa nota de 0 a 10 é 3,7. Significa estarmos longe da aprovação no ranking da ONG Transparência Internacional.

O lado bom é que há fortes indícios da sociedade estar cansada de alimentar tanto corrupto no Brasil, em seu limite de paciência. Dessa forma passa a acompanhar, cobrar e denunciar. Nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, em todos âmbitos, Federal, Estadual e Municipal, há enormes oportunidades de melhorias.

O prêmio é grande. São R$ 200 bilhões por ano, incluindo aqui a corrupção fora dos governos, na iniciativa privada. Como exemplo temos a operação de ontem do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC) que, numa única operação, apurou sonegação de R$ 4 bilhões por 10 empresas. O total representa aproximadamente 20 vezes tudo que o governo federal gasta com o programa Bolsa Família, por exemplo.

O ministro Jorge Hage, controlador-geral da União, não gostou da nota que recebemos da ONG Transparência Internacional. Claudio Weber Abramo, diretor-executivo da ONG Transparência Brasil, que também reclamou da classificação brasileira pela Transparência Internacional, disse que qualquer tentativa de melhorar os eventos de corrupção passa por uma melhora do sistema jurídico, das instituições, da imprensa e da sociedade de maneira geral. “Uma mudança da Constituição e dos mecanismos gerenciais seria fundamental” (segundo notícia no site Terra).

Não dá para esquecer que o Congresso Nacional é o campeão da percepção nacional de corrupção. Este ano fomos brindados com os escândalos das passagens aéreas, das verbas indenizatórias, das contratações da parentada e apaniguados políticos e as eternas complacências do corporativismo de quase todos e com toda sorte de crimes.

Leia nos links abaixo
Agência Brasil

Hage critica posição do Brasil em ranking de corrupção

Operação identifica sonegação de R$ 4 bilhões

Site Terra

Transparência Brasil critica ranking mundial de corrupção

Site da Transparência Brasil

Criminalidade no Congresso Nacional configura crise das instituições

Anúncios

24 Respostas to “Nós e o ranking de corrupção”

  1. Patriarca da Paciência said

    Se estamos em 75, há pelo menos uns 300 à nossa frente. E esses 75, melhores que nós, são países que já passaram por nossa fase, não que sempre foram assim, geneticamente. A Coréia do Sul, faz pouco tempo, estava numa fase bem parecida com a nossa.

    É isso aí mesmo, pior é se tivéssemos piorado.

  2. Patriarca da Paciência said

    Vou dar uma de Globo e corrigir a informção.

    Segundo a ONU existe atualmente apenas 191 países.

    Então, há apenas 116 países mais corruptos que o Brasil.

  3. Chesterton said

    que bom, que bom, né patriarca?

  4. Chesterton said

    O Impagável Palhaço Comunista
    Mais uma do bozo venezuelano. Hugo Chávez elege a obesidade como novo inimigo. O motivo é simples e inevitável numa economia socialista: No ano passado, a inflação deixou a comida quase 50% mais cara. O esforço para controlar o preço dos produtos preferidos da população gerou protestos e congelamentos entre os produtores agropecuários, fazendo as importações aumentarem.

  5. Zbigniew said

    Processo lento e complexo este de combate e diminuicao da corrupcao. A percepcao de que nossos politicos sao, em sua maioria, corruptos, nao deve nos deixar esquecer que quem se corrompe e corrompido por alguem. Dai a necessidade de instituicoes maduras, capazes de fiscalizar, criminalizar e penalizar todos os envolvidos.
    Ja temos prefeitos, deputados, senadores, governadores, cassados, com seus direitos politicos suspensos. Temos tambem Tribunais de Contas, Ministerio Publico e Judiciario em constante processo de transformacao, no que se refere a melhoras gerenciais (vejam a atuacao dos Conselhos Nacionais destes orgaos), para dar uma resposta mais efetiva a sociedade.
    Outro dia ouvi de uma usuaria como foi bem atendida num posto do INSS, com rapidez e cordialidade, tendo dado entrada no processo de recebimento de pensao por morte de um parente, e comecado a receber os beneficios em menos de trinta dias.
    A nossa Justica Eleitoral que e exemplo para o resto do mundo, sendo considerada uma das instituicoes mais confiaveis pela sociedade. E mais outros exemplos, desde o pequeno municipio de um interior qualquer, ate os maiores orgaos publicos.
    Claro que por tantos anos de desmandos e pela cultura da vantagem ha ainda muita coisa encalacrada. Nossos hospitais publicos que o digam, nossa policia e o sistema prisional, o Judiciario ainda moroso (em muitos casos, muito alem do que devia), tudo reflexo do descuido no trato com a coisa publica. Mas esta mudando, e, agora, com certeza absoluta, independentemente de quem estiver no poder (embora estes possam atrapalhar). O Brasil, definitivamente, decolou!

  6. Pax said

    Chesterton,

    Este texto não é teu. Favor dar o devido crédito.

  7. Elias said

    “O motivo é simples e inevitável numa economia socialista: No ano passado, a inflação deixou a comida quase 50% mais cara.”

    Ah, que bom que essas coisas só existem em “economias socialistas” (o que quer que isso signifique).

    O Brasil já teve inflação de 50% AO MÊS. Vai ver, éramos uma economia socialista.

    Haiti, Colômbia, Uganda, e mais um porrilhão de países, são exemplos da punjante prosperidade que só o capitalismo é capaz de proporcionar.

    Se, um dia, alguém ouvir dizer que um desses países está enfrentando um probleminha econômico qualquer, não precisa nem pensar: é que esse tal país se tornou socialista.

    Porque, como todos sabem, o capitalismo não gera problemas econômicos, nem sociais. Só riqueza, prosperidade, felicidade, mulheres lindas e loucas pra dar, crianças brincando na grama com um chafariz jorrando água e passarinhos nas árvores fazendo piu-piu…

    É bem verdade que os EUA, recentemente, entraram em crise e espalharam m… pelo mundo inteiro.

    Mas isso foi porque o Bush, já com o cérebro em adiantado estado de decomposição, resolveu fazer da economia americana uma economia socialista.

    Vai ver, é o tal do “socialismo cristão”.

    Aí não deu outra: a economia americana entrou em parafuso.

    Tanto é inevitável a derrocada econômica de uma economia socialista, como inevitável é que toda derrocada econômica tenha como causa o socialismo (palavras do eminente economista holandês Franz Van S. Rossaren).

    Saco!

  8. Chesterton said

    Elias, você é melhor que essa bobagem que você escreveu.

  9. Chesterton said

    http://antoniocicero.blogspot.com/2009/11/ferreira-gullar-retrocesso-vista.html

  10. fk said

    Esse texto do Gullar é realmente muito bom e vai direto ao ponto, bem longe das bobalhagens que “colunistas” oposicionistas andam escrevendo por aí…

  11. Chesterton said

    É a coisa mais engraçada e mais comum ver as cismas intra-esquerda. Agora repudiam o outrora ídolo eleito.
    Óbvio que o lula é tudo o que dizem, óbvio que eles sabem disso desde o começo, óbvio que Gullar sabe disso há 20 anos. Mas não, é chegada a hora de outro projeto pois esse caducou.

  12. fk said

    chest – Discordo de vc. Não sabiam disso desde o “começo”, há 20 anos.
    Talvez fosse previsível que o governo não seguirira o ortodoxismo petista -vide a “Carta aos brasileiros”-, mas daí a chegar onde chegou, existe uma longa estrada.
    E não é vergonha nenhuma criticar aquilo que um dia se apoio. Só os imbecis são incapazes de mudar.

  13. Chesterton said

    FK, você sabe que foi “o boi”?

  14. Pax said

    Chesterton,

    Você indicou o post do Antonio Cicero que também acompanho. E lá, em resposta a um comentarista, ele mesmo lembrou de outro post que fez em setembro de 2008 e que ratifica agora, sem fugir da aprovação a crítica do Ferreira Gullar de agora.

    Merece ser lido

    http://antoniocicero.blogspot.com/2008/09/sobre-popularidade-de-lula.html

  15. Chesterton said

    Cícero parece uma bobina nesse artigo…todo enrolado.

  16. Cuecas XL said

    Significa que estamos consumindo mais produtos XL.
    Houve um aumento significativo de pessoas que através de cargos e novos poderes trocou suas cuecas GG por XL.

    O que explicaria tal demanda por bens corruptíveis?

    Não seria tão somente os apadrinhados e pelegos já mais ambientados ao processo clepto-político demonstrando maior capacidade e porque não dizer, voracidade sobre o bem público.

    Mas também pelo ‘princípio do fim’ através de futuras eleições que contribuiria muito para a locupletação acelerada, seria o medo das benesses ‘justas’ serem extintas com uma eventual mudança do poder executivo.

    O paradigma do poder…

  17. Cuecas XL said

    O enfraquecimento Institucional colabora tão somente à esta roubança pública.

    Os tres poderes dividem de forma desigual a capacidade de controle sobre si mesmos e sobre o Estado.

    Um Judiciário submisso, um Executivo maniqueísta e um Legislativo corrompido

    Juntos são capazes de contemplar as piores figuras humanas possíveis dentro de um país. Onde o mais ético e moral é capaz de utilizar-se dos bens do Estado para benefício de amigos e parentes quando não para si próprio.

  18. Clever Mendes de Oliveira said

    Pax,
    Nunca entendi a facilidade que nós brasileiros temos de ficar de olhos vidrados nos ditames alienígenas. Aparecem eles com o termo globalização e aqui todos põem a repetir. Estabelecem eles um conjunto de regras que ninguém segue a nós o tomamos como o “ultra plus ultra”. Mandam emissários nos informar que o capitalismo só funciona bem no Direito Consuetudinário e nós os tomamos como os enviados, sabedores das últimas profecias.
    Não é de se estranhar que todo ano aparece um novo índice na praça. Salvo o PIB, calculado em valor nominal e não em Paridade de Poder de Compra, com metodologia universal e sempre aperfeiçoada e atualmente sujeita as criticas consistentes de eminentes autoridades, mas com a consciência de que deverá perdurar por pelo menos mais cerca de 50 anos, a maioria desses índices são a mais pura fantasia. Índice de competitividade mundial, índice de globalização, índice de corrupção e outros mais não podem ser levados a sério por ninguém.
    O índice da percepção de corrupção é um arroubo de falta de bom senso. Pega-se uma sociedade em que todos salvo uma meia dúzia sejam corruptos. Faz-se a avaliação de corrupção nessa sociedade e compara-se com outra em que só uns três ou quatros são corruptos. Fatalmente se obterá o oposto do que ocorre na realidade.
    Quanto à corrupção em si, pode-se ficar seguro que, conhecendo o mecanismo da execução orçamentária no Brasil, a existência de uma legislação (Lei 4.320 de 17 de março de 1964, antes, portanto, da ditadura militar) que desde 1964 é seguida com rigor com atuação de muitos agentes de fiscalização tanto interna (as auditorias de cada poder) como externa (Os Tribunais de Conta), é inferior a 2% do PIB ou a 5 pontos percentuais dos gastos totais de União, estados (Distrito Federal) e municípios.
    Clever Mendes de Oliveira
    BH, 23/11/2009

  19. 2% de 3 trilhões said

    É quanto o sr. Clever de Oliveira calcula que seja nossa corrupção, uma verdadeira ninharia.

    Talvez mais uma fantasia vestida por aqueles que gostam das coisas inconsistentes com cálculos ainda mais, afinal 3 ou 4 roubando 60 bilhões…

    Acho injustificável analisarmos a corrupção neste país, sobretudo com o atual desgoverno.

    Uma fiscalização sobre os gastos públicos provida de lei tão magnífica (Lei 4.320 de 17 de março de 1964) nos assegura da grande responsabilidade de nossos governantes.

    A pior coisa que pode acontecer é falta de senso crítico…terra chamando…

  20. Clever Mendes de Oliveira said

    2% de 3 trilhões (24/11/2009 às 13:14),
    É cáculo que se obtém com facilidade e que por segurança o limite foi dobrado.
    Do gasto de aproximadamente 40% do PIB (Gasto de todos os entes da federação) cerca de 16 pontos percentuais, ou seja, 40$ (40% x 40% = 16) do total dos gastos é com pagamento de pessoal. Pode até ter corrupção ai, mas bons sistemas de auditoria permitem afiançar que o nível de corrupção nesse setor é de ordem de grandeza desprezível. Com juro de 8% e dívida pública de 50% do PIB há mais 4 pontos percentuais na rolagem da dívida. Aqui a corrupção é também imperceptível. O gasto com aposentados deve dar algo em torno de 10% do PIB, ou 10 pontos percentuais dos 40 pontos como despesas totais do Estado.
    Há ainda mais 5 pontos percentuais com gastos de energia elétrica, telecomunicações, água, aluguéis. Aqui já pode haver margem para a o corrupção, mas é situação fácil de acompanhar. Sobram 5 pontos percentuais. Desses 5 pontos percentuais que restam muitos são gastos em construções de vulto no país. Itaipu, Ponte Rio Niterói. Se eles não existissem, poder-se-ia falar em 100% de corrupção. Essas grandes obras: portos, aeroportos estradas etc. existem e, portanto, é de se imaginar que a corrupção ocorra em menos de 20% destes gastos o que correspondera a 1 ponto percentual dos gastos totais de União, estado e municípios.
    Por segurança os gastos foram supostos dobrados dos valores que provavelmente eles são.
    Clever Mendes de Oliveira
    BH, 24/11/2009

  21. Clever Mendes de Oliveira said

    2% de 3 trilhões (24/11/2009 às 13:14),
    Admirou-me o número de 3 ou 4 roubando 60 Bilhões (faltou você também falar de quem). Eis a precisão de quem vaga pelo espaço.
    Clever Mendes de Oliveira
    BH, 24/11/2009

  22. 2% de 3 trilhões said

    Precisamente intrigante ver quantos dos 3 ou 4 estão na cadeia por corrupção.

    Precisamos é por ordem nesse país em que um filho de presidente ex-monitor de zoológico se torna um abastado empresário da noite para o dia através de venda de supostos games para um empresa de telefonia por valores tremendamente inflacionados.
    Nada é vago, está tudo muito sólido e claro, infelizmente a Lei 4.320 de 17 de março de 1964 não coloca ninguém na cadeia e raramente vemos algum dinheiro voltando aos cofres públicos.

  23. Clever Mendes de Oliveira said

    2% de 3 trilhões (22) (26/11/2009 às 15:14),
    Eu fico com pena quando vejo nas sociedades mais evoluídas aquelas pessoas que fazem um esforço e tanto para acompanhar a ação da justiça sobre um outro que tenha feito algo de ruim. Não vejo de outro modo aqueles que querem ver na cadeia e conhecer com detalhe todos que a justiça já condenou por corrupção. É claro que eu entenderia de modo diverso se se trata de um historiador ou um repórter com um trabalho a fazer – um Truman Capote, por exemplo.
    Ordem é preciso em todo lugar do mundo e não só no Brasil. E ela há tanto aqui como alhures. Evidentemente que não se pode deixar que aqueles que acham que há ordem de menos e se foram minoria tentem impor para a maioria a ordem de mais deles.
    E esperar que os que sabem de alguma irregularidade tenha o bom senso e a sobriedade de ir a uma auditoria interna ou externa, uma delegacia de polícia ou até ao Ministério Público e fazer a queixa ou a representação. E se por temor de retaliações não se quiser envolver o nome pessoal pode-se ir até um dos inúmeros meios de comunicação existentes e repassar para um repórter qualquer a informação sobre a irregularidade que só ele conhece. Com certeza o repórter protegido pelo sigilo da fonte saberá como fazer com que a informação tenha o prosseguimento jornalístico ou processual mais adequado.
    E torcer para que, com o tempo, o brasileiro (embora eu não acho que seja só aqui no Brasil que haja este tipo de comportamento) deixe esta mania infantil de sair acusando todos e tudo sem provas ou sem conhecimento do assunto. E o pior é que muitas vezes uma possibilidade muito maior de irregularidade possa estar ocorrendo a olhos vistos. Recentemente, por exemplo, uma grande mineradora contratou os serviços de uma grande marqueteiro político. Pagou uma fortuna pelos serviços prestados. Pode muito bem relacionar as pessoas do interesse da mineradora que poderão usufruir dos serviços de marketing do grande marqueteiro político por um preço mais módico.
    Clever Mendes de Oliveira
    BH, 27/11/2009

  24. 2% De 3 trilhões said

    Clever, você é um ser humano especial, condescendente e otimista.
    Espero que não perca isso nunca, aliás, já ganhou seu panetone do Arruda neste Natal?
    Este ano todos nós ganhamos, ponha seu nariz de palhaço e venha comemorar o Ano Novo conosco.
    Porque o brasileiro antes de tudo ACREDITA!

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: