políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Camargo Corrêa, empresa do Brasil

Posted by Pax em 01/12/2009

A Camargo Corrêa está no noticiário da corrupção quase ininterruptamente desde a Operação Castelo de Areia. O Ministério Público fez nova denúncia contra os principais diretores da área de construção.

Vale ressaltar que é uma das financiadoras do filme “Lula, filho do Brasil”. Também participa do consórcio que administra as maiores concessões de rodovias e caros pedágios de São Paulo, além da construção de parte do Rodoanel.

Pois é. O vale tudo não cessará enquanto depender dos governos ou desse Congresso. Nem mesmo dessa Justiça.

A única solução possível virá de uma enorme pressão da sociedade civil que, ainda apática, nem começou. Os últimos acontecimentos em Brasília ajudam para que um dia esse movimento se realize.

Independente de torcidas ou ideologias.

MPF denuncia três diretores da Camargo Corrêa por lavagem de dinheiro

Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O Ministério Público Federal em São Paulo fez uma nova denúncia contra três diretores da empresa Camargo Corrêa, alvo de investigações na Operação Castelo de Areia, da Polícia Federal. Segundo nota do Ministério Público, os denunciados são Pietro Francesco Giavina Bianchi, Darcio Brunato e Fernando Dias Gomes.

Os três foram denunciados pela procuradora Karen Louise Jeanette Kahn por lavagem de dinheiro oriunda de corrupção passiva e ativa e evasão de divisas. Além dos diretores da construtora, o Ministério Público também denunciou o doleiro Kurt Paul Pickel pela prática de câmbio ilegal e evasão de divisas.

Segundo as investigações, os diretores da empresa que foram denunciados teriam pago propina a partidos políticos, agentes públicos e pessoas com funções relevantes para que a Camargo Corrêa saísse vencedora no processo de licitação de três obras públicas: na construção de 23 embarcações petrolíferas para a renovação das frotas da Petrobras Transporte (Transpetro) no Rio de Janeiro; na construção de hospitais no Pará e na aquisição de um terreno para realizar uma obra para a prefeitura de Caieiras (SP). Para pagar essas supostas propinas, que podem ter chegado ao valor de R$ 4 milhões, a empresa transferia o dinheiro para contas bancárias em nome de offshores (quando o verdadeiro dono da conta não aparece) por meio do doleiro Kurt Pickel.

Além da denúncia, o Ministério Público também pediu à Justiça Federal a abertura de outros inquéritos para investigar os crimes de corrupção ativa e passiva que precederam o crime de lavagem de dinheiro. A intenção é identificar quais políticos e partidos políticos teriam sido beneficiados no suposto esquema.

A Operação Castelo de Areia foi deflagrada pela Polícia Federal em março deste ano.

A Agência Brasil tentou contato com a assessoria de imprensa e com o advogado de defesa da Camargo Corrêa, mas até o momento não obteve resposta.

Atualização em 02/12/2009: Camargo deu propina a 200 políticos, diz PF

Anúncios

Uma resposta to “Camargo Corrêa, empresa do Brasil”

  1. ERNESTO said

    Que investiguem a conta pessoal desses larápios que, certamente, além de terem roubado os cofres públicos para a quadrilha da Camargo Corrêa, eles podem também ter se beneficiado pessoalmente do caso.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: