políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

A baixaria instalada

Posted by Pax em 21/01/2010

De onde menos se espera, daí que não sai nada mesmo. A baixaria se instalou definitivamente nesse pré-início de campanha para as eleições de 2010. Não bastassem as denúncias generalizadas envolvendo todas as forças partidárias que efetivamente disputam o poder, seus presidentes porta-vozes resolvem mostrar a que servem: diminuir ainda mais seus partidos.

Parece que a frase em itálico é do Barão de Itararé, acho que sim, e não poderia representar melhor o atual comportamento desses senhores que deveriam discutir propostas de governo, as personalidades e bandeiras de seus partidos.

Uma única que todos falam – e pouco fazem – bem se aplicaria neste momento: Educação no Brasil.

Essa do ensino básico, fundamental, superior. Ok, segundo dá para perceber, não chegaremos na educação superior com essa classe política dominante, mas ao menos Educação Básica daria para entrar no discurso? Em todos os sentidos que a ideia possa compreender?

Será que caberiam expressões como mentirosa, jagunço e quetais?

Triste sociedade representada por estes de tão baixa qualidade pessoal, quem dirá política.

Leia abaixo, essa é do Estadão, mas há diversas fontes sobre a baixaria disponível na internet. Infelizmente.

PT chama Guerra de ‘jagunço’ e Serra de ‘hipócrita’
ANNE WARTH – Agencia Estado

SÃO PAULO – O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), e o presidente eleito do partido, José Eduardo Dutra, em nota divulgada hoje, chamaram o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), de “jagunço” e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), de “hipócrita”. O texto é uma resposta à nota divulgada ontem por Guerra, que acusou a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, de “mentir, omitir, esconder-se, dissimular e transferir responsabilidades”.

“Além de mentir, Dilma Rousseff omite. Esconde que, em 32 meses, apenas 10% das obras listadas no PAC foram concluídas – a maioria tocada por Estados e municípios. Cerca de 62% dessa lista fantasiosa do PAC – 7.715 projetos – ainda não saíram do papel”, afirmou o senador.

“O que mais salta aos olhos é a hipocrisia do candidato de PSDB, José Serra, que ao mesmo tempo em que afirma estar ”concentrado no trabalho” e que ”não vai entrar nenhum bate-boca eleitoral de baixaria”, usa o presidente do seu partido como um verdadeiro jagunço da política para divulgar uma nota daquele teor”, diz a nota petista.

Continua no Estadão…

Anúncios

40 Respostas to “A baixaria instalada”

  1. José Antonio lahud Neto said

    Pax,
    E é só o começo, imagine quando o pleito estiver mais próximo. vai sobrar lama…

  2. Pax said

    Cara,

    Te digo, essa semana está nojenta por conta dessa antevisão que entendo concordarmos.

    E lá se vão as discussões e compromissos…

  3. Carlão said

    Pax e José Antonio.
    Faltou acrescentar o “babaca” do lula nesta sua conversa de comadres à porta da igreja.
    Mas Guerra, agora, evitou responder no mesmo nível ao presidente por respeito ao cargo. Lula poderá falar merda à vontade que nem o Guerra nem o Serra responderão.Lula é inimputável.
    Mas se Dilma for pega mentindo de novo vai levar chumbo do Guerra e do Serra a partir de Março/Abril, gostem ou não as comadres aqui do blog

  4. Pax said

    Prezados,

    Mais uma vez. Vamos nos ater aos combates de ideias e não aos argumentos e adjetivos pessoais.

    Carlão,

    Não fiz um post sobre o “babaca” do Lula, mas acho que merece. De uma certa forma está, parece, chamando a briga para si. Quer levar a briga eleitoral entre Dilma e Serra para o passado de Lula e FHC pois sabe que nessa arena tem mais espaço para briga. Mas acho bem ruim, apesar de tentar entender.

    O que se perde é a disputa por compromissos, sejam eles os nomes que tiverem, Pac, Bolsa Família, Educação, Saúde, Segurança, Reformas (eleitoral, tributária), a ideia de uma nova constituinte etc etc.

    Juro que é o que gostaria de estar teclando sobre.

  5. Pax said

    Só para não ficar ambíguo: estamos falando do lance do Lula chamar o Sergio Guerra de “babaca”.

    Que fique claro.

  6. fk said

    Nessa o Serra, dentro da lama total, mandou bem.

    O debate sujo está sendo entre PT/Lula/Dilma e cacicagem do PSDB. Ou seja, apesar de, obviamente o Serra estar por trás dessa lama, ele não se suja.

    Xingar o Serra é tentar trazê-lo pro “debate”, mas ele certamente não vai cair nessa armadilha.

    De qualquer forma, isso é um prenúncio de que o couro vai comer nessas eleições.

  7. Chesterton said

    Chamar a Dilma de mentirosa não é baixaria, ela mentiu que tinha mestrado e doutorado e não tinha “xongas” alguma.

  8. iconoclasta said

    #7, boa Chesterton, mas dizer que o Serra é hipócrita é?

    ó, é uma pergunta, não tem ofensa…

    ;^/

  9. fk said

    Chest, lembrei de vc: http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2010/01/22/nasa+2009+foi+ano+mais+quente+ja+registrado+no+hemisferio+sul+9372671.html

  10. Carlão said

    Pax

    Para que fique bem claro, como o Villas Boas e a Cristiana já observaram em seus respectivos espaços. Reproduzo a Cristiana:
    Ao mesmo tempo em que sugeriu aos ministros candidatos que façam uma “campanha de alto nível e não entrem no debate rasteiro”, o presidente Lula chamou o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, de “babaca” , no discurso de encerramento da reunião ministerial nesta tarde. Ele respondia às críticas feitas por Guerra a programas do governo, como o PAC que ele diz ser eleitoreiro, e depois de ter divulgado nota na qual chama a ministra Dilma Roussef de mentirosa e dissimulada.
    – Sérgio Guerra é um babaca; e não sabe do que está falando; não conhece nem as obras do PAC em seu Estado – disse Lula, segundo o relato de um ministro.

    Dilma mente e lula se desmente.Isto é Lula.

  11. vilarnovo said

    Fk – Não dá acreditar nos dados da NASA. São do mesmo grupinho do Climategate. A NASA tem a ótima ideia de colocar sensores de temperatura colados a saidas de aparelhos de ar condicionado. Uma forma bem científica…

    Primary United States Climate Center Now Caught in Data Manipulation

    It has been revealed that a “sleight of hand” was used in the computer program that rated 2005 as “THE WARMEST YEAR ON RECORD.” Skeptical climate researchers have discovered extensive manipulation of the data within the U.S. Government’s two primary climate centers: the National Climate Data Center (NCDC) in Asheville, North Carolina and the NASA Goddard Institute for Space Studies (GISS) at Columbia University in New York City. These centers are being accused of creating a strong bias toward warmer temperatures through a system that dramatically trimmed the number and cherry-picked the locations of weather observation stations they use to produce the data set on which temperature record reports are based. The two investigators say the system has been distorted in other ways as well. They have documented their findings in great detail in a scientific report that has been posted online. These findings are presented as a part of my television special report “Global Warming: The Other Side” telecast which aired Thursday night, January 14th at 9 PM here on KUSI TV.

  12. Chesterton said

    cara, alguem me explica a hipocrisia do Serra (que por ele não tenho o menor interesse)?
    Questões climáticas já são assunto vencido. Fraude.

  13. Elias said

    Não sei se, fugindo ao debate, Serra está fazendo um bem a si mesmo.

    Enfim, ele e lá o pessoal dele que sabem, mas…

    …mas as evidências parecem demonstrar que não. Até aqui, ele só tem caído nas pesquisas de intenção de voto. E Dilma só tem subido.

    Muitas vezes, certas manifestações expressam mais desejos do que constatações.

    1ª tese do PSDB: “Lula não transfere votos”.

    FHC bem que alertou que essa tese era furada. Disse ele: “Como não transfere? Dilma era um traço e já está com 15%. E vai continuar subindo!”.

    E subiu! Já está em 24%.

    2ª tese do PSDB: “Quanto menos o Serra se expor, melhor”

    Acontece que o Serra não está se expondo, e não para de cair.

    O que estão em jogo são 20% a 25% do eleitorado. O pessoal que ainda não escolheu porque quer pensar mais e, assim, escolher melhor (ou pensar que escolheu melhor). Pra isso, tem que conhecer mais. Quem se esconde não se dá a conhecer.

    A menos que Serra tenha uma poderosa arma secreta que ninguém sabe qual é.

    Não sei como foi o desempenho dele nos debates para as eleições paulistas. Sei o que vi nas eleições presidenciais de 2002. Naquela oportunidade, Serra decepcionou.

    Lula era o “apedeuta” e, Serra, o “letrado”. Nos debates, Serra tinha tudo pra arrasar com o Lula. Tudo pra ganhar os debates de goleada.

    Não ganhou… e ainda perdeu as eleições. De goleada!

    E olha que Serra tinha o apoio da máquina federal e da maior parte das máquinas estaduais…

    Agora, sem esse apoio, e fugindo da raia… vai acabar entrando pra história como o melhor adversário que todo candidato pede a Deus que o tenha.

    (E ao diabo que o carregue…)

  14. iconoclasta said

    ora, hipocrisia = fingimento, falsidade e etc., portanto, alguem q, diz-se por ai, se compromete (até em cartório, muito legítimo…) que levará até o fim um compromisso de campanha, e não o cumpre, não se encaixa? alguém q diz-se pr ai, faz campanha, inclusive corpo a corpo, no exercício de um cargo executivo público e se queixa de outros q fazem o mesmo, não se encaixa?

    a dúvida persiste…

    ;^/

  15. Pax said

    Questões climáticas são fraude para você, Chesterton. Digamos que há uma maioria não só da comunidade científica como também da população bastante preocupada com o andar da carruagem.

    O que, felizmente, começou a bater no bolso do empresariado que já começa a mudar algumas direções no bom sentido.

    ——-

    Ainda temos alguns movimentos pela frente que merecerão atenção:

    1 – o nível do debate, esse que andou caindo para o esgoto esses dias. Quem ganha e quem perde com esse caminho? Não sei.

    2 – a decisão do joguete do PSB/Ciro. Não sabemos a divisão dos seus eleitores quando da sua eventual/provável saída da disputa.

    3 – o que vínhamos falando, a questão da campanha do PV com Marina, o quanto pode pegar ou não

    4 – por incrível que pareça, ainda as discussões programáticas. Como um simples exemplo, imagino que se algum candidato conseguir pegar a bandeira da Segurança Pública, vai ter uma turma da massa indecisa que vai para este lado. Maior ainda que se pegar a bandeira da Educação. Na Saúde é outro ponto que influencia pacas.

    E mais o que esqueci …

  16. Chesterton said

    eu sei o que é hipocrisia, o que eu não sei é onde o Sera estaria sendo hipócrita.
    Exatamente, especificamente, onde?

  17. Chesterton said

    Pax, Climategate, falsificações, já ouviu falar?

  18. O que me parece é que PT e PSDB estão desesperados pelo poder. Por isso estão ambos jogando tão pesado. Se fazem isso agora, a dez meses da eleição, imagino o que farão quando a campanha estiver liberada. Preparem-se para e-mails apócrifos e blogs sujos contando supostos podres de um ou outro lado.

    Eu gostaria de acreditar que, neste cenário, alguém que faça o debate programático de alto nível tenda a ganhar espaço. Mas não acredito. Há toda uma camada consolidada pró-PSDB e toda uma outra pró-Lula, e estes não vão migrar para uma terceira via.

  19. Chesterton said

    No link sobre a Nasa, tinha esse outro link

    http://opiniaoenoticia.com.br/vida/meio-ambiente/onde-foi-parar-o-aquecimento-global/?ga=ad_&gclid=CKia5YXduJ8CFVFM5QodaD-63g

  20. Chesterton said

    http://opiniaoenoticia.com.br/vida/meio-ambiente/onde-foi-parar-o-aquecimento-global/?ga=ad_&gclid=CKia5YXduJ8CFVFM5QodaD-63g

    dentro do link da Nasa

  21. Chesterton said

    Porra, não consigo colocar um link

  22. Chesterton said

    Clima
    Onde foi parar o aquecimento global?
    | 13/10/2009 | Enviar | Imprimir | Comentários: 99 |
    Indicações: +52 , 169 votos

    O ano em que foi registrado o recorde de altas temperaturas na Terra não foi 2007 ou 2008, mas 1998. Nos últimos 11 anos não se observou um aumento das temperaturas do planeta. Ninguém previu isso, mesmo com o aumento das emissões de dióxido de carbono, gás que se pensa ser o responsável pelo aquecimento global.

    Aqueles que não acreditam na mudança do clima da Terra argumentam que há ciclos naturais, dos quais não se tem controle, que determinam a temperatura do planeta. Mas qual a evidência disso?

    A abordagem das pesquisas foi simples: verificar o comportamento do sol e a intensidade dos raios cósmicos nos últimos 30-40 anos e compará-los com a tendência de aumento da temperatura. Os resultados foram claros: “o aquecimento nas duas últimas décadas dos 40 anos pesquisados não pode ter sido causado pela atividade solar”, declara Dr. Piers Forster, da Universidade de Leads. Mas outro cientista, Piers Corbyn, da Weatheraction, discorda. Ele acredita que as partículas com energia do sol que chegam à Terra nos provocam um grande impacto.

    De acordo com a pesquisa desenvolvida pelo professor Don Easterbrrk, da Western Washington University, os oceanos e a temperatura são correlatos. Os oceanos, segundo o professor, têm um ciclo de aquecimento e resfriamento natural. Nos anos 1980 e 1990, estávamos num ciclo positivo, isto é, de temperaturas mais altas que a média. As observações revelaram que, nesta época, a temperatura global era quente também.

    Estes ciclos, no passado, duravam cerca de 30 anos.
    Fontes: BBC News – What happened to global warming?

  23. iconoclasta said

    # 16, por situações como as descritas no #14, não serve?

    tem o lance do himalaia tb, cj derretimento total da camada nao seria em 2035, mas de repente em 2350, ou quem sabe 3250, ou até 5320…

    ;^/

  24. Pax said

    Paulo Roberto,

    Infelizmente já anunciei faz um tempo que acabará em:

    – meu mensalão foi menor que o teu
    – meu corrupto é melhor que o teu

    Duro, mas continuo também com essa sensação. E com as torcidas fazendo o papel de propagadores das diretrizes de dois ou três de cada lado que preparam as mensagens para os bobos de seus cortes repetirem ad nauseam.

  25. Pax said

    No fundo, no fundo, neste ponto e sendo pouco otimista, a escola do Maluf é a adotada.

  26. O Maluf, na eleição de 1998 – perdeu para o Covas – ele se defendia dos ataques dizendo que queria discutir programa de governo. E mostrava uma brochura grossa, cheia de folhas em branco.

  27. Pax said

    E, depois, vocês acham que o Lula não é inteligente (aliás, coisa de jornalista que adoraria o lugar do Paulo Francis e não consegue chegar nem perto)…

    Saca só:

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,lula-e-serra-riem-juntos-apos-bate-boca-de-psdb-e-pt,499965,0.htm

  28. Pax said

    E a coluna do Ilimar Franco de hoje está boa. Sugiro a leitura.

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2010/1/22/o-pmdb-cobra

  29. Para quem tem saudades do texto de Paulo Francis, veja http://www.paulofrancis.com. Coisas ótimas.

  30. Uma palhinha do Paulo Francis de 1974:

    O lógico seria uma ditadura militar de Direita, que eliminasse Squeaky. Não é não, meus amigos. A ditadura militar não poderia comentar todos os grupos de interesse que dominam o país e mantêm o imperialismo. Imaginem entregar as complicadas negociações no Colfo da Pérsia a um general. Isso aqui, definitivamente, não é América Latina. A classe dirigente sabe que a democracia, controlada, dividida irmamente entre os diversos centros de poder, é melhor negócio. O diabo é manter a ralé quieta. A ralé está cada dia mais atrevida. Não tem uma força que a coordene em movimento político, ou seja que a organize revolucionariamente (quando, então, a alternativa da ditadura militar seria considerada), mas causa um estrago constante, interno e externo. Até o velho criminoso de guerra, Hirohito, mandou perguntar se ele, aqui, não será baleado. Os deuses também morrem. Não vai acontecer nada de politicamente definitivo. Vai ser só o agravamento da guerra civil, que está no mundo e cujo centro é os EUA, que Time chamaria o clima de violência da nação, omitindo qualquer análise dos motivos da violência. Este país nasceu do genocídio. Talvez termine no suicídio. Seria justiça poética. Ao menos.

  31. Chesterton said

    http://reason.com/archives/2009/12/18/friday-funnies

  32. Chesterton said

    O Estatuto da Criança e a Justiça na Civilização
    Enquanto a justiça inglesa prende e condena dois moleques de 10 e 11 anos por torturarem outras crianças, na selva todo bandido “dimenor” é protegido pelo sistema judiciário segundo o famigerado Estatuto da Criança e está livre para praticar seu esporte predileto: Matar, roubar, estuprar a la vonté.
    Posted by SELVA BRASILIS

  33. Chesterton said

    Lula dá US$ 611 milhões por
    cadeira na ONU

    Só os reinados dos Luíses de França foram tão extravagantes: em busca de uma cadeira permanente do conselho de Segurança da ONU, o presidente Luiz Inácio já perdoou cerca de US$ 611,1 milhões em dívidas de países do chamado Terceiro Mundo – fazendo bonito com o chapéu público ao longo de seus dois mandatos: o arco da bondade vai de Moçambique, na África, aos “companheiros” de Cuba e Bolívia.

    22/01/2010 | 00:00
    Pai dos pobres

    Foram também anistiados Cabo Verde, Gabão e a endinheirada Nigéria (África) e a Nicarágua. A dívida nigeriana rolava há mais de 20 anos.

    22/01/2010 | 00:00
    ‘Cher ami’

    O “preço” da cadeira também inclui os US$ 10 bilhões por 36 caças franceses Rafale. A Índia comprará 126 caças pelo mesmo preço.

    ch

  34. Carlão said

    Pax
    voltando ao assunto do post: A baixaria instalada
    Recomendo ler o Blog do Alon
    Vísceras expostas (23/01)
    Se o jogo da política é selvagem, por que sonegar o espetáculo ao eleitor? Não seria mais democrático a coisa correr à luz do dia?
    http://www.blogdoalon.com.br/2010/01/visceras-expostas-2301.html
    Começa assim:
    Qual a melhor definição para “baixaria” na campanha eleitoral? Eu vou sugerir uma. Baixaria é toda afirmação para a qual o candidato não tem resposta convincente. Em situações assim, a saída normal é fazer-se de ofendido e evocar a necessidade imperiosa de voltar ao “alto nível”. Ou seja, retornar aos assuntos mais confortáveis.
    e continua…

  35. Pax said

    Carlão,

    Bom post do Alon. Ele realmente tem um ponto. Sugiro aos outros do debate darem uma passada por lá, também.

    Mas tenho minhas dúvidas. Pensando sobre o que ele diz, de pronto, fico com algumas questões:

    1 – Nem tudo que a oposição fala do PAC é a realidade. O Elias coloca acima (ou em outro post) bons contrapontos aos ataques mais insubstanciados.

    2 – De outro lado, com certeza, nem tudo que o governo fala do PAC é a realidade. A principal é que o nível de investimentos governamentais é muito abaixo do necessário, ao contrário da venda do peixe que “nunca antes na história etc”, principalmente por conta de:

    2.1 – ineficiência do Estado
    2.2 – inchaço do Estado – a relação entre investimentos versus custos não é a melhor
    2.3 – projetos mal feitos – boa parte dos projetos que foram parados, principalmente pelas questões ambientais, poderiam ter sido melhor feitos evitando seus sucessivos travamentos (aqui temos um ponto importante que impactou na saída da Marina em confronto com a Dilma, segundo me consta/parece).
    2.4 – corrupção – ainda não degluti completamente a questão entre o TCU e o governo, como um exemplo, acho que há um meio do caminho que não trave qualquer processo a qualquer pretexto, mas, de outro lado, não estimule um “liberou geral”.

    3 – No jogo do vale tudo, segundo o Alon (excelente jornalista, por sinal, aplaudido por gente de todo lado), “Se o debate puder ser feito de maneira educadinha, ótimo. Mas se precisarem recorrer à baixaria para desentocá-lo, paciência”.

    Aqui que não sei se concordo completamente. E meu contraponto é que já tivemos eleições onde essa baixaria bem aplicada – em essência e momento – mudou o rumo final de eleições e acabamos nos dando mal.

  36. Carlão said

    Pax

    Vou aguardar os outros do debate antes de acrescentar alguma coisa, mas fiquei curioso sobre em quais eleições,em sua opinião,”onde essa baixaria bem aplicada – em essência e momento – mudou o rumo final de eleições e acabamos nos dando mal”?
    Collor x Lula? Essa eu não concordo. Houve baixaria sem dúvida mas o Collor naquela eleição, seria vitorioso de qualquer maneira, embora com vantagem mais apertada.

  37. Pax said

    A prioria pensei nessa da eleição do Collor, sim.

    Me lembrei de outro ponto, concordando com um comentário que li rapidamente no blog do Alon, que é a questão da Justiça.

    Lá, nos EUA, segundo parece, uma baixaria ilegal é punida. E aqui?
    (estou falando de assunto que não conheço, mas algo no sentido de injúria, calúnia e difamação).

    Enfim, este é um bom debate, dentro do post e com um belíssimo contraponto do Alon, para reforçar meu respeito por este jornalista.

  38. Clever Mendes de Oliveira said

    Pax,
    Não creio que o termo baixaria seja apropriado para afirmações lançadas por partidários de um candidato contra os candidatos de outro partido ou contra o próprio partido.
    Baixaria são acusações tipificadas no Código Penal como calúnia, injúria ou difamação. Se não se trata disso, o máximo que se pode dizer do acusador é que ele é mentiroso. Em relação a isso é torcer para que venha o dia em alguém que for pego na mentira seja execrado para o resto da vida.
    Padre é que tem mania de acusar os políticos de praticarem política de baixo nível. É coisa de padre acreditar que a política é uma atividade de congregação e confraternização de pessoas voltadas para atender o interesse coletivo. Ora a política é a composição de interesses conflitantes, composição realizada por representantes desses interesses e que não podem renunciar aos interesses que eles representam. A composição de interesses conflitantes é uma batalha vencida pelo mais forte. O bem comum, o interesse geral da nação, o interesse coletivo são conceitos indeterminados que só são mensuráveis pelos homens de fé. Na arena política eles praticamente não são considerados, salvo no discurso. Em casos extremos, como uma guerra, uma grande catástrofe, esses conceitos indeterminados podem ser mensurados se não por todos pelo menos pela maioria.
    Clever Mendes de Oliveira
    BH, 23/01/2010

  39. Chesterton said

    Será que os bispos vermelhos acordaram ou tb é baixaria?

    Em panfleto, CNBB chama Lula de “novo Herodes” por plano de direitos humanos
    Rosanne D’Agostino
    Do UOL Notícias
    Em São Paulo
    Herodes, aquele que, segundo a Bíblia, ordenou a “matança dos inocentes”, é como a Igreja Católica agora denomina o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em panfleto distribuído em São Paulo contra pontos dos quais discorda no 3º Programa Nacional de Direitos Humanos, lançado em O que você achou do panfleto? E do programa de direitos humanos?
    No livro de São Mateus, Herodes ordena o extermínio de todas as crianças menores de dois anos em Belém, na Judeia, para não perder seu trono àquele anunciado como o recém-nascido rei dos judeus, Jesus Cristo. Para a igreja, o “novo Herodes” autorizará o mesmo extermínio anunciando-se a favor da descriminalização do aborto.

    No panfleto, intitulado “Presente de Natal do presidente Lula”, a Comissão Regional em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), contesta este e outros pontos do já polêmico plano. “Herodes mandou matar algumas dezenas de recém-nascidos (Mt 2,16). Com esse decreto, Lula permitirá o massacre de centenas de milhares ou até de milhões de crianças no seio da mãe!”, incita o documento.

  40. Chesterton said

    No panfleto, intitulado “Presente de Natal do presidente Lula”, a Comissão Regional em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), contesta este e outros pontos do já polêmico plano. “Herodes mandou matar algumas dezenas de recém-nascidos (Mt 2,16). Com esse decreto, Lula permitirá o massacre de centenas de milhares ou até de milhões de crianças no seio da mãe!”, incita o documento.

    Segundo Dom José Benedito Simão, presidente da comissão e bispo auxiliar da arquidiocese de São Paulo, a igreja não é contra o plano em sua totalidade, mas considera que quatro deles “agridem” os direitos humanos. Além da questão do aborto, são eles: união civil entre pessoas do mesmo sexo, direito de adoção por casais homoafetivos e a proibição da ostentação de símbolos religiosos em estabelecimentos públicos da União.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: