políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Cravo e Ferradura

Posted by Pax em 05/02/2010

Aécio não assina, mas pode ser vice de Serra. E o PT prepara o programa de governo para Dilma: A Grande Transformação.

OBS.: Este é um post temporário, vai ser modificado quando voltar da estrada.

Duas notícias que merecem discussão:

A primeira é que Aécio, segundo o noticiário, parece ceder a vontade do PSDB e pode se candidatar à vice-presidência com José Serra. Dará um impulso na campanha dos tucanos.

A segunda é que o PT prepara o programa de governo para Dilma. Se chama A Grande Transformação. “prega maior presença do Estado na economia, com fortalecimento das empresas estatais e das políticas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal para o setor produtivo.”

Anúncios

21 Respostas to “Cravo e Ferradura”

  1. José Antonio Lahud Neto said

    Pax,
    A grande transformação só vai ocorrer quando nosso povo exigir, de verdade, educação pública de qualidade.Outro dia vi uma entrevista de Mauro Magalhães, ex-presidente da Phillips do Brasil, que faz um belo trabalho educacional no Recife, e ele diz que um dos maiores problemas é a falta de cobrança da população por um ensino melhor. Segundo ele 75% dos pais de dizem satisfeitos com o ensino público, pois as escolas dão comida e uniforme a seus filhos.

    Critica ainda a divisão do ensino feita entre o governo federal, estadual e municipal. No final fica aquele jogo de empurra, que tão bem conhecemos, e ninguém é responsável por nada.

    Esperava mais, muito mais, de um governo de esquerda, na melhoria de nossa educação.Infelizmente não ocorreu.

    É o que digo sempre, não temos Estado demais, nem de menos. Temos é Estado demais onde não se precisa, e de menos onde ele é mais necessário. Ou mudamos a equação, ou ficaremos batendo palmas para os ladrões dançarem. Com nosso dinheiro!

  2. vilarnovo said

    “É o que digo sempre, não temos Estado demais, nem de menos. Temos é Estado demais onde não se precisa, e de menos onde ele é mais necessário. Ou mudamos a equação, ou ficaremos batendo palmas para os ladrões dançarem. Com nosso dinheiro!”

    Bom, não preciso mais escrever aquele texto de como os liberais pensam o Estado. Está pronto, acabado e resumido em brilhantes quatro linhas.

  3. Jorge said

    é muito bom saber que a Dilma irá para a presidência com um diretrizes consistentes e necessárias – papel ativo do Estado na economia brasileira, papel ativo do Estado no combate desigualdade e miséria. É disso que precisamos, pois a crise do ano passado demonstrou como os grandes capitalistas, por si sós, deixam o país e o mundo se afundarem – lembremos a vergonhosa atitude da Vale, Embraer e bancos privados durante a crise, não fosse o Banco do Brasil, Petrobrás e governo federal, estaríamos afundados no desemprego até agora.

    Quanto ao Aécio, se não queria ser vice quando serra tinha 40% e Dilma 12% agora que não vai querer mesmo. Por mim, alias, acho que em março Serra desiste da candidatura. Por isso Ciro Gomes quer ficar no páreo – quer ser o plano B da oposição.

  4. Pax said

    Ciro Gomes plano B da oposição, Jorge?

    Ciro não estaria mais para a situação que para a oposição?

  5. vilarnovo said

    Pax – É que narciso acha feio o que não é espelho…

  6. José Antonio Lahud Neto said

    Vilarnovo,
    Obrigado pelo exagero no elogio. Mas vamos a algumas questões sobre o papel do Estado no Brasil:

    1- Jorge, não sou contra a presença do Estado, mas temos de ver onde e como, queremos que o Estado esteja, alguns exemplos:

    A- Cargos de confiança, verdadeiro sorvedouro de dinheiro público, meu, seu, nosso; são bilhões de reais gastos para dar emprego a apaniguados de politícos, de todos os matizes ideológicos.

    b- Excesso de municípios que não se sustentam e sorvem outros bilhões aos cofres da nação, dinheiro seu, meu ,nosso; dinheiro que poderia ser melhor empregado em educação, saúde, saneamento, etc…

    c- O déficit da Previdência é causado, em grande parte, pelas aposentadorias do setor público. Dados do IBGE:

    1- Média das aposentadorias do setor público R$ 5.200.00

    2- Média do setor privado R$ 707.00

    Bom são só alguns exemplos e se ser de esquerda é ter de defender absurdos como estes, estou fora!
    Temos de ter um Estado que dê educação de qualidade à população para nunca mais precisarmos criar programas assistencialistas. Um Estado em que os homens sejam livres para escolher seus caminhos.O Estado que sonho é o que acabe com a indignidade de um pai de família precisar se inscrever num programa que,se hoje é necessário para que não morra de fome,não se perpetue em seus filhos e netos.

    Quanto aos banqueiros, Jorge, olhe os lucros de Bradesco e Itaú nos últimos cinco anos. Você, provalvemente, vai cair de costas. Indignado!!!

  7. Jorge said

    Pax, o Ciro é tucano de nascença, se afastou do partido por desavenças pessoais. Lembre que ele se aproximou de Aécio recentemente.

    José Antonio, voce tem razão, é preciso acabar com os cargos de confiança e instaurar carreiras de Estado, que atuem independentemente do governante de plantão. Concurso público e carreira darão fim ao empreguismo. Mas quem criou o empreguismo é a direita, não a esquerda, que chegou ao poder dia desses. Todos deveriam lutar para que isso mudasse. Por outro lado, a terceirização de atividades de estado, gasta tanto dinheiro público quanto o funcionalismo, até mais, talvez, e geralmente, acaba nas mãos de amigos de políticos.

    Os bancos ganharm muito, mas quando o Brasil precisou deles ano passado, foi o Banco do Brasil e a Caixa que salvaram o crédito e a Pátria – literalmente.

  8. vilarnovo said

    José Antônio – E por falar em municípios não é que os gênios já estão discutindo um novo estado que se chamaria Carajás?? Tem até site http://www.estadodocarajas.com.br/

  9. José Antonio Lahud Neto said

    Jorge,
    a direita criou e a esquerda adotou. Você não acha que um governo de esquerda deveria taxar o lucro exorbitante dos bancos.Não espere boas ações de banqueiros; as únicas ações que lhes interessam são outras.
    A Dilma é pedetista de nascença, não petista. No resto concordo com você.

  10. José Antonio Lahud Neto said

    Vilarnovo,
    Socorro!!!

  11. Pax said

    Jorge,

    Na verdade o Ciro Gomes começou no PDS, antiga Arena, que apoiava os militares.

    O cara dá mais volta que bolacha seca em boca de velho desdentado.

  12. vilarnovo said

    Empreguismo existe neste país desde que Dom João precisando colocar a corte para fazer algo criou vários cargos públicos para barões, condes, marqueses e etc…

    Dizer que a direita (que direita????) criou isso é apenas um escapismo.

    No mais o programa da Dilma parece ter saído da cabeça de Delfim Netto. Preciso dizer para quem ele trabalhou?

  13. José Antonio Lahud Neto said

    Vilarnovo,

    Dom joão criou os cargos, agora, a”tchurma” continuou a fazer o que sempre fizera: Nada!!!!

    Delfim é conselheiro do Lula.

  14. vilarnovo said

    Aliás a coisa toda chega a um nível tal de simplismo intelectual que a mesma esquerda que acusa a direita (que direita???) de empreguismo a acusa de querer um Estado Mínimo, um Estado fraco.

    Essa falta de coerência abunda no debate político brasileiro. É apenas o exercício de acusações sem o mínimo embasamento.

    O pensamento básico simplista é assim: empreguismo? Empreguismo é coisa ruim. Se é coisa ruim, é coisa da direita. Porque direita é ruim. Então se empreguismo é coisa ruim e a direita é ruim então quem criou o empreguismo foi a direita.

  15. vilarnovo said

    Jose Antônio – É exatamente isso. Essa característica vem desde Dom João. Já falei aqui, esse país fui “descoberto” por um funcionário público a mando da coroa portuguesa.

    Esse plano para o governo Dilma tem um monte de digitais de Delfim. E ainda tem gente que fala que a ditadura militar foi de direita…

    O único fato que pode colocar a ditadura militar como sendo de direita foi porque combateu uma esquerda extremada. De todo o resto, principalmente no quesito economia, a ditadura militar seguiu os mesmos preceitos da esquerda de hoje.

  16. José Antonio Lahud Neto said

    Vilarnovo,
    Lamento mas tenho de sair, e seus 2 últimos posts tocam no x da questão.Rapidamente, a coisa é tão simplista, no Brasil, que tudo que é ruim é de direita e tudo que é bom de esquerda. Inclusive o empreguismo; o de direita é ruim o de esquerda é para reaparelhar o Estado. Tenham piedade de meus parcos neurônios. Já me basta o Botafogo, que não os deixa em paz.
    Volto mais tarde.

  17. Pax said

    Bem, vamos devagar, a gente não precisa esquentar muito a cabeça porque, senão, as caspas viram mandiopan. (ou mandiopã?)

    Empreguismo: Não é de hoje, vem realmente de longe. E não é um privilégio brasileiro. Acontece que aqui extrapola. Está forte demais e custa demais.

    E, tendo a concordar com a oposição quando ela acusa o governo atual de incremento.

    Direita: Quem representa a direita hoje no Brasil? Desconheço.

    Antigamente eram representados pela UDN, depois pelos generais-presidentes e toda a turma que apoiou o golpe, depois Sarney, vejam só, na reforma do antigo MDB que se inclinou para a direita com o apoio do centrão mais que fisiológico. Logo após chega Collor que traz a ideologia neoliberal que cresce no governo do FHC e o tal Consenso de Whashington e que culmina com a aliança do PSDB com o DEM.

    Mas… sempre há um mas…

    O Lula ao assumir deu uma bela guinada na mesma direção. Não exatamente com a filosofia neoliberal, mas também se rendeu ao conservadorismo econômico e político, que acaba culminando na aliança do PT com o PMDB.

    Então, melhor não jogar titica no ventilador que ela respinga para todo lado. E nem esquentar muito a cabeça, que aí, de novo, caspa vira mandiopã.

  18. José Antonio Lahud Neto said

    Discordo de algumas observações sobre a ditadura. Depois discutimos.

  19. H.Walker said

    Concordo com quase tudo o que José Antonio Lahud Neto disse, exceto no que no que se refere ao trabalho do Governo Petista no tema da educação.

    Lembre-se: Antes de correr deve-se aprender a andar… Ou seja, o governo do PT proporcionou condições básicas à milhões de famílias, de forma que pudessem manter seus filhos na escola. A importância desse fato está no próprio comentário do José, qdo afirma que 75% dos pais brasileiros se declaram satisfeitos com o ‘ensino’ brasileiro, qdo na verdade se referem ao fato de que os filhos estariam sendo bem alimentados qdo vão à escola, o que em princípio não é o papel da escola. Porém, é fácil de entender essa situação, pois para muitos brasileiros alimentação é prioridade. Ler e escrever, digamos, vem quase como um bônus…

    Sendo assim, agora que o acesso à instrução já está mais garantido, seja através dos programas de distribuição de renda, seja pelo próprio aumento da renda do trabalhador, o próximo passo do governo deve ser melhorar a qualidade do ensino de modo sistemático e ter uma meta séria de alcance de excelencia dessa qualidade.

    Meu último pitaco seria o seguinte, que o PT não tente se prender somente ao discurso do Estado mais forte e presente. Isso cai bem com muitos mas não todos. A Grande Transformação deve incluir alguns pontos muito básicos, como segurança pública, esse sim bastante negligenciado no governo do presidente Lula. Ainda, como arquiteta, gostaria de ver um programa SÉRISSIMO de planejamento sustentável das nossas grandes cidades, tanto no aspecto habitacional – quem sabe um dia nos veremos livres das subhabitações e das favelas, como direito do cidadão – mas ainda no que se refere, por exemplo, ao manejo do uso do solo sob o ponto de vista ambiental. Não precisa falar que São Paulo torna-se um caos cada vez que chove, por falta de politica de planejamento, e não apenas chuva em excesso…

    Denovo, saliento, Roma não foi feita em um dia!

  20. José Antonio Lahud Neto said

    Vilarnovo e H.Walker,

    Vocês colocaram questões importantes e interesantes. Vilarnovo, primeiro vou responder à H.Walker, você há de concordar que mulher bonita tem preferência, não é ? Concordou! Ótimo, então vamos lá:

    Não nego, ao contrário, aimportância extraordinária dos programas sociais do governo; devemos aprofundá-los e resgatar a enorme dívida social que o país tem com sua população carente, durante séculos tratada como cidadãos de segunda,terceira, categoria. Esse resgate passa necessáriamente por um profundo compromisso político e social do Estado. Sonho o dia em que programas socias como Bolsa-Família não mais existam por desnecessários. Em que cada cidadão seja capaz de prover a si e aos seus sem precisar de esmolas de quem quer que seja. Só aí teremos um povo livre e senhor de seu destino!

    É preciso cuidar para que tais programas não virem moeda de troca entre políticos inescrupolosos e a população carente. E político canalha é o que mais temos, de todos os espectros ideológicos.

    Quanto à educação, achei muito interessante as colocações do Mauro Magalhães, pois toca em pontos importantes. Vejamos:

    Parece-me correto o raciocínio dele quanto crítica a divisão do ensino em compartimentos estanques; ou seja, primário, municipal; secundário, estadual; universitário federal. Não sou especialista em educação, mas um estado rico como SP pode, teoricamente, investir muito mais que um pobre como o Maranhão, por exemplo. O mesmo vale pra os municípios. Portanto, podemos antever uma grave distorção no ensino público. Se colocarmos no caldeirão o ensino particular; quase sempre de melhor qualidade, o caldeirão ferve.

    No resto, H.Walker, principalmente na questão habitacional, você está coberta de razão.

    Dei uma olhada no seu Blog. Gostei, vou voltar, Parabéns!!1

  21. José Antonio Lahud Neto said

    Vilarnovo,
    “O único fato que pode colocar a ditadura militar como sendo de direita foi porque combateu uma esquerda extremada.”Desculpe, mas você caiu no mesmo simplismo de análise que criticou antes.
    João Goulart não era esquerda extremada, era apenas um reformista, herdeiro do eepólio politico de Getúlio Vargas. Sem o carisma e a argúcia deste. Na verdade o golpe era contra Getúlio, que o abortou 10 anos antes com o sacrifício da própria vida.

    A tal esquerda extremada só surgiu após a edição do Ai-5, quando a ditadura se assumiu enquanto tal. É sempre bom lembrar que o PCB, principal partido de esquerda à época, foi contra a luta armada, naqule momento. Não é verdade, como quer fazer crer, hoje, uma certa direita hidrófoba e histérica, que a ditadura só perseguiu grupos marxistas. Perseguiu a todos que se opuseram a ela. Inclusive liberais, como você.

    Outra coisa, rótulos são maneiras tacanhas de ver o mundo e embaçar a verdade e no Brasil somos mestres em fazer isso. Exemplo: A necessidade, quase que congênita, de boa parte do PT em rotular o PSDB como direita. Direita como adjetivo desqualificativo. Isto não é verdade!
    Discordei, e discordo de muita coisa feita por FHC. Mas daí a qualificá-lo quase como facista, vai uma distância abissal. O mesmo vale pro Serra.

    Queria que você e o Pax, levassem adiante a excelente ideia de fazerem uam explanação sobre Liberalismo(S) e Esqueridismo(S). Aí poderiamos debater melhor, inclusive desfazendo alguns embustes ideológicoa que nos rondam. Tanto à direita, quanto à esquerda.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: