políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Marina será decisiva no segundo turno

Posted by Pax em 17/05/2010

O PV fez o pré-lançamento de sua campanha com Marina Silva e Guilherme Leal para presidente e vice. E o PV será decisivo na eventualidade de um segundo turno nas eleições.

A campanha da ex-ministra do Meio Ambiente, nome reconhecido nacional e internacionalmente, até agora patinou nas pesquisas mantendo suas intenções de votos em aproximadamente 8%. É o nome mais desconhecido da massa do eleitorado e terá o menor tempo de TV dos três candidatos. Uma luta difícil. Uma vitória, olhando este momento, praticamente impossível.

Mas as bandeiras que o PV quer para si são passíveis de cairem no gosto popular através de uma parcela da população que forma opiniões. Se houver uma adesão às propostas o caminho do crescimento nas intenções de voto aumentarão.

Guilherme Leal é um dos principais acionistas da Natura Cosméticos, empresa brasileira que atua na venda direta, porta a porta, sem lojas no varejo. E uma empresa limpa, não só pela inexistência de caixa 2 como por ter adotado há alguns anos a visão de usar ativos dos biomas brasileiros de forma sustentável, em sua linha de produtos Ekos. Além de ser uma das empresas mais admiradas do Brasil mantém uma situação de sucesso empresarial fortalecida durante seus mais de 40 anos de existência. Uma empresa que começou do zero, com uma pequena loja na Oscar Freire em São Paulo aberta por seu fundador e principal acionista, Luiz Seabra, que ao se associar posteriormente ao Guilherme Leal e ao engenheiro Pedro Passos montou um time empresarial brilhante que desde sempre adotou as trilhas da honestidade não só com as leis do país mas com seus clientes e sua rede de revendedoras. Uma história que merece ser conhecida.

Guilherme Leal deu o tom de sua visão com relação à política, área que inicia depois de ter se envolvido com a fundação do Instituto Ethos e da Fundação Abrinq. Algumas de suas frases no evento no Rio de Janeiro:

“Não podemos deixar de lutar para construir um Brasil mais justo, mais sensato, mais feliz”

“Não se constrói uma empresa saudável em uma sociedade doente”

“Escolhi Marina para presidente antes de ela me escolher como vice”

Na hipótese de Marina Silva crescer nas pesquisas e supondo a existência de um segundo turno, o PV será o fiel da balança destas eleições. Para onde Marina pender, a massa de votos que conquistar pode decidir a presidência do Brasil. Nesta hipótese é de se esperar que o papel que o PV e Marina venham a ocupar no próximo governo seja maior que o que teve no governo Lula quando ministra do Meio Ambiente.

Para que esta hipótese se torne mais real alguns acertos precisam ser encaminhados em sua campanha:

– Um discurso mais popular, mais acessível, sem expressões como “tranversalidades” e outras filosofias ainda inalcançáveis da massa do eleitorado.

– Emissão de sinais concretos que a promessa do PV de se depurar de seus próprios tumores corruptos venha realmente a ser cumprida, para que a turma de ex-petistas que se sente traída consiga adotar o PV com real devoção.

– Emissão de sinais concretos que o conceito laico de estado será preponderante no governo, para atrair parte do eleitorado insatisfeito com os rumos do PSDB (e também do PT) e suas alianças.

Marina elogiou a estabilidade econômica promovida por FHC e a visão social implementada pelo governo Lula. Parece antever seu papel na decisão das eleições no segundo turno não fechando nenhuma das eventuais portas que pode adotar.

Quem tem a perder neste momento são os militantes com visão mais curta, sejam eles do PT ou do PSDB, que atacarão a candidatura de Marina. Depois do primeiro turno os cipós lançados agora poderão retornar como força para seus opositores.

Anúncios

35 Respostas to “Marina será decisiva no segundo turno”

  1. Jorge said

    De minha parte creio que se o Psdb deixasse a candidatura de Serra e apoiasse Marina dentro de um grande acordo, ela seria favorita. Ou seja, se o Psdb fizesse dela o antiLula. Seria o golpe de mestre dos tucanos. Mas não terão estofo para um gesto tão ousado, mesmo diante da derrota certa. Depois, Marina poderia agregar o PT em seu governo. Creio que na atual conjuntura, não haverá segundo turno, Dilma leva em outubro.

  2. Pax said

    Jorge,

    Acho até mais fácil Marina e o PV fecharem com o PT que com o PSDB do DEM e seus ruralistas tacanhos (nem todo ruralista é tacanho, só os que andam aparecendo do lado do PSDB, para infelicidade deste).

    A questão é que gente do PT decidiu bater tanto em Marina que este caminho pode ficar inviabilizado. Um exemplo disso, que me parece uma visão bastante tacanha, são as declarações que vi inúmeras vezes do Zé Dirceu em seu blog. É só pesquisar por lá e ver como ele incita a militância do PT a fechar esta porta.

  3. Jorge said

    Pax, não dê muita importância ao Zé Dirceu.
    A imprensa enche a bola dele para prejudicar o governo, ele adora isso pois assim fica em evidência. É, digamos, uma parceria. Na real, hoje, ele é uma liderança menor, sem qualquer horizonte eleitoral, e, portanto, sem qualquer horizonte no PT. Vai ficar zanzando por aí, cada vez menor diante das lideranças políticas que surgem das urnas. Além do Dirceu, quais petistas voce viu criticar a Marina? Eu não lembro de nenhum.

    Sim, a Marina deve apoiar Dilma, caso haja segundo turno. Mas o que digo é, ela não deixaria de aceitar no primeiro turno, o apoio tucano. Ai sim, o jogo seria completamente outro – o voto anti-Lula é cerca de 30% no Brasil, ela teria que agregar mais 20%.

  4. Pax said

    Jorge, meu caro,

    O dia em que eu acreditar que o Zé Dirceu realmente é uma liderança menor no PT, talvez seja o dia em que acreditarei que o PT resolveu voltar a ser o que era quando se iniciou.

    Infelizmente não chegou tal dia. Espero que esteja errado e você certo.

    Em outras palavras, me permito uma total discordância desse caminho do PT, o que o Zé Dirceu afirma diuturnamente em seu blog, apesar de alguns posts pertinentes. Poucos, cada vez menos, por sinal.

    Misturando bastante as bolas, é o mesmo que um dia eu ver o Serra e o FHC dizendo para o Reinaldo Azevedo parar de falar em nome do PSDB.

  5. emerson57 said

    pax,
    sabe o que vai dar no dia do segundo turno?

    praia.

    eu moro em santos, sp e voce sabe como é….

    praia porque a eleição se decide no primeiro turno.

    para o brasil o melhor seria

    que dessem uma ficha de psdb para o zé dirceu,

    e que ele levasse o temer junto.

    daria uma grande dupla no psdb:

    temer & dirceu.

    abraço.

  6. Pax said

    Emerson57,

    Não tenho essa certeza, que a eleição se decida no primeiro turno. Mas tenho que aceitar o teu palpite, sim. Ainda mais vendo a tendência das curvas e a não correção de rumos do PSDB.

  7. Pax said

    Já não sou tão maldoso assim de torcer que o Dirceu e o Temer bandeiem para o PSDB. Já para o DEM…

  8. Pax said

    Essa seria boa, um timão de meio de campo, Dirceu, Temer, Efraim, Kátia Abreu… bolão mesmo.

  9. fk said

    O Dirceu pode não ter mais poder eleitoral, mas o cara é uma eminência parda muito poderosa nos bastidores petistas.

    Uma pena, pois o sujeito é uma víbora!

  10. Elias said

    “Emissão de sinais concretos que a promessa do PV de se depurar de seus próprios tumores corruptos venha realmente a ser cumprida, para que a turma de ex-petistas que se sente traída consiga adotar o PV com real devoção.”

    Pax,

    Nem Marina nem ninguém no entorno dela pelo menos sonha em fazer isso num ano eleitoral.

    Não duvido que isso venha a acontecer, mas não é pra já.

    Agora, ela terá que jogar com o time que tem. A depender do resultado da eleição, ela poderá se fortalecer dentro do PV e, aí sim, fazer a tal depuração.

    Eu diria que, em 2010, o PV é um partido em disputa. As eleições de 2010 dirão pra que lado ele vai pender.

  11. Pax said

    Talvez, Elias,

    Mas esta não é a cara, por exemplo, do Guilherme.

    Há alguns mitos sobre este cara que são fortes:

    1 – em uma reunião no Congresso que um lobby de gente vendida queria aprovar leis para trazer cosméticos estrangeiros sem pagar impostos no Brasil, diz a tal lenda que ele afirmou que rasgaria o passaporte brasileiro se a canalhice fosse implementada.

    2 – em outra situação numa reunião de megaempresários que tinha como mote a preocupação com o tamanho da corrupção no país ele perguntou se todos tinham seus cavalos de raça, obras de arte e outros quetais declarados no imposto de renda, e que, se sim, ele entraria com todos em qualque movimento que eles quisessem… segundo esta lenda, a reunião terminou ali.

    Se essas coisas forem verdade e se o Guilherme não foi para o PV para fazer número e aparecer na TV, pode ser que haja uma chance da carroça passar os bois.

    Se sim, no meu entender as chances de Marina crescer nas eleições e numa eventual negociação no segundo turno, aumentam um bocado.

    Se não, aí meu amigo, joga tudo fora que fica o tal do PV mais que desacreditado desde que se rendeu aos prazeres da carne (poder) putrefata.

  12. Pax said

    Elias,

    Como disse no comentário #11, há duas chances para a candidatura Marina.

    Uma é ficar onde está, patinando e patinando. E, quem sabe, até perdendo espaço, que seria o pior dos mundos tanto para a carreira dela como para o PV.

    A outra é sacudir o coreto mesmo. E, supondo que isto aconteça, a candidatura também saia do lugar.

    Como você bem diz, não existe amadorismo completo neste jogo, as pessoas merecem algum crédito a priori. É em cima desta visão que digo que talvez haja surpresas no PV. Mesmo em ano eleitoral, mesmo não tendo mais tempo etc etc, como você afirma com sapiência.

    E repito, caso realmente você tenha razão, que nada de diferente desse caminho apareça, tanto Marina quanto o PV só têm a perder.

    Entendeu meu raciocínio?

    Vou te passar um relato real. Ontem estivem em São Paulo numa feira. Infelizmente perdi a oportunidade de ver qualquer coisa da virada cultural por este compromisso. E lá encontrei com um jornalista que conheci recentemente, mas que tem uma história de luta, de vida, de admirar.

    Nos encontramos por acaso e foi muito legal, pois nos conhecemos por conta de uma luta antiga que tínhamos lutado juntos sem nunca nos conhecermos.

    E entramos na conversa sobre política.

    O cara se declarou como um dos que se sentem traídos pelo PT, era um militante. E declarou que vota em Marina incondicionalmente. Perguntei o que ele fará no segundo turno. Afirmou que vai para onde Marina for.

    Questionei sobre os rumos da campanha da Marina, da promessa de mudanças no PV etc. A mesma conversa que estamos tendo aqui.

    Segundo este jornalista, a sua enorme esperança e algumas informações que não quis aprofundar comigo, é isto que ele espera que aconteça.

    Ou seja, Elias, há uma fila de gente pensando assim.

    Será que esta fila de gente não influenciará as decisões para a campanha e rumos que Marina, Guilherme e mesmo este jornalista querem? Que é, em última instância, realmente chutar o pau da barraca.

    Segundo o que entendo, é o único caminho para Marina. Que é árduo pacas. Se ela vai encarar ou não, não tenho a menor ideia. Mas se encarar, afirmo pra você que vai ganhar adesão.

  13. emerson57 said

    pax,
    o problema com a marina é que ela é candidata de si própria.
    de aonde ela tirou que a idéia que teria cacife para ser presidente do brasil?
    me parece que de um pote de vaidade.
    ou ainda da hipótese de, com seus 8%, conquistar a vaga de vice da dilma.
    acredito que os 8% dela são dados pelos petistas dissidentes, que apesar de discordantes são petistas. (sempre tem alguem que discorda).
    e tambem pelos anti-petistas que não querem o serra de jeito nenhum.
    na hora que perceberem que ela não tem a menor chance, no serra é que eles não vão votar.
    e o lula, como dizem “matando um leão por dia” e acertando todas,
    mesmo sem ser canditato, tem mais intenção de voto que a marina,
    e vai carrear os seus votos para dilma.
    então é dilma no primeiro turno.
    a única chance disto não acontecer depende da “bala de prata”.
    veremos.
    abraço.

  14. Carlão said

    Pax
    Concordo totalmente.
    Leia as declarações de Marina sobre o acordo do Irã, Turquia e Brasil, recém noticiado:
    A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, adotou nesta segunda-feira um discurso duro em relação ao Irã. Além do tom cético em relação ao sucesso do acordo firmado por Brasil, Turquia e Irã, ela afirmou que o país governado por Mahmoud Ahmadinejad “tem uma estratégia de ganhar tempo”.
    A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, adotou nesta segunda-feira um discurso duro em relação ao Irã. Além do tom cético em relação ao sucesso do acordo firmado por Brasil, Turquia e Irã, ela afirmou que o país governado por Mahmoud Ahmadinejad “tem uma estratégia de ganhar tempo”.

    Marina disse que, numa “perspectiva histórica”, o Irã vem “perseguindo mesmo é poder construir artefato nuclear, poder investir na bomba atômica”.
    “Em relação ao resultado [do acordo], temos que ficar na expectativa. Daqui a algumas semanas isso vai se revelar nos seus contornos mais nítidos. Se de fato prosperar, é bom, é positivo. Agora, o Irã tem uma estratégia de ganhar tempo. Aliás, esse esforço que foi feito agora pelo Brasil e pela Turquia não é novo. É só lembrar que no ano passado a França e a Rússia tentaram a mesma coisa.”
    Segundo ela, os países se comprometeram, e não cumpriram. “Foi uma estratégia de ganhar tempo. É bom que a gente não perca a perspectiva histórica de que eles vêm perseguindo mesmo é poder construir artefato nuclear, poder investir na bomba atômica.”
    http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u736419.shtml

    Marina e o Conselho de Segurança da ONU parecem estar de acordo.
    Sugiro ler também comentários e entrevista de Gustavo Chacra sobre o assunto,corroborando
    as dúvidas de Marina.
    Será que lula entrou de gaiato no navio?
    http://blogs.estadao.com.br/gustavo-chacra/
    Aguardo a verdade que será atestada por lula ao retornar ao Brasil.
    O presidente não mente, como sabemos.
    Estou ansioso por suas sábias palavras de esclarecimento:
    MISSION ACCOMPLISHED
    “apud” Bush no porta-aviões…sobre a guerra no Iraque.
    Deus nos salve!
    Estou rezando pela paz!
    Amém!

  15. Pax said

    Carlão,

    Entendi que seu “concordo totalmente” se refere ao post ou aos meus comentários aqui inseridos.

    Porque com relação às questões do acordo com o Irã, na boa, sou mais pelo otimismo que pelo “deconfiancismo” de torcida.

    Com certeza acredito que a causa de manter as negociações em aberto são mais nobres que as causas anacrônicas das velhas e fracassadas cruzadas.

  16. […] sobe 5 e Serra cai …Marcelo Augusto on Dilma sobe 5 e Serra cai …Pax on Marina será decisiva no segund…Carlão on Marina será decisiva no segund…Pax on Excrescência no DFZbigniew on Dilma […]

  17. Chesterton said

    uma pessoa com 8% de intenções de votos não é candidata de si própria. É de milhões.

  18. Pax said

    E o que você, Chesterton, quer dizer com esta afirmação?

  19. Chesterton said

    exatamente o que está escrito, respondendo ao 13.

  20. Chesterton said

    No Brasil da Era Lula, o errado repreende o certo, os honestos são condenados à danação eterna por pecadores juramentados e muitos já desistiram da apresentação de recursos à Divina Providência: pelo que anda dizendo e fazendo, Lula virou conselheiro de Deus. Nada tem de espantoso o orgulho que Marta sente dos parceiros que, se a Justiça brasileira funcionasse, só conseguiria ver de perto em visitas dominicais à cadeia.

    A granfina arrogante namora há alguns meses o presidente do Jockey Club de São Paulo. Já há alguns anos está pronta para o posto de primeira-dama das cavalariças.

    —Augusto Nunes, defendendo gabeira da acusação de Marta que seria ele o carrasco do consul americano.

  21. Pax said

    Pelo visto o Sirkis está mais para a opção de um novo PV que o Gabeira.

    E, nesta, sou mais o Sirkis.

    Disputa interna no Rio ameaça crescimento do PV
    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,disputa-interna-no-rio-ameaca-crescimento-do-pv,552877,0.htm

    A posição do Gabeira é a tal que comento que destrói a possibilidade de crença num PV decente e atuante, segundo o que entendo de tudo que coloquei no post e nos comentários.

  22. Pax said

    Já nesta aí, da besteirada da Marta que o Chesterton aponta no comentário #20, sou mais o Gabeira.

  23. Elias said

    Pax,

    Insisto: em 2010, o PV é um partido em disputa; um partido “partido”.

    Haverá uma disputa interna. A corrente mais bem sucedida eleitoralmente dará o tom.

    A divergência entre Sirkis e Gabeira, que você mesmo citou, é uma evidência disso.

    Suponha o Gabeira indo pro 2º turno. Ele dobrará com o PSDB, certo?

    Já no Acre o PV estará com o PT, desde o 1º turno.

    Vamos, agora, ver o que fará Marina. Ela irá pro palanque do Serra no Rio e pro palanque da Dilma no Acre?

    Certamente que não. Seria a desmoralização total. Ela terá que fazer uma escolha.

    Se escolher Serra ou Dilma, o PV estará rachado.

    Se escolher não escolher, ou seja, não apoiar ninguém, o PV ficará aos cacos, cada pedaço tomando o rumo que lhe der na telha.

    É a isso que me refiro, quando falo em “despotencializar a influência do PV” e no preço que Marina terá que pagar em 2010.

    Citei RJ e AC como exemplos, mas você sabe que não é só isso.

    É um problema de bom tamanho. Maior que Marina, Sirkis e Guilherme, isoladamente ou em conjunto.

    Não há voluntarismo que dê conta disso.

  24. Pax said

    Elias,

    É mais provável que você tenha razão e eu não. Muito mais provável.

    Sim, será difícil ter um PV inteiro, mobilizado para uma nova proposta. E esta nova proposta seria a prometida, ao menos pela Marina e alguns do partido, que seria a ida dela para lá para promover tais mudanças. Que não são fáceis e não se implementam de uma hora para outra, ainda mais com as dificuldades do ano eleitoral.

    Até aqui aceito teus argumentos, mesmo porque dar murro em ponta de faca é uma atividade dolorosa e machucante.

    Mas, como sou teimoso como burro empacado em porteira, me permito ainda ter a expectativa de ver o impossível acontecer.

    Veja, não só o PV entra partido nas eleições. O próprio PT também está cheio de rachas. O caso do Maranhão é típico, a militância brigando pela candidatura do PCdoB contra Roseana e a direção do partido batendo na militância. São as tais “cosas del bandonion”.

    E se algum movimento do PV, ou do prometido novo PV, acontecer, repito, ele sai maior que é hoje em dia, mais acreditado. Caso contrário, repito também, definha.

    Minha torcida é que não só o PV saia mais fortalecido como também o PSDB. Isto porque torço pela democracia pluripartidarizada. Há que haver algumas forças e que sejam competentes.

    Claro, você é do PT e sabe o quanto respeito tanto tua posição e torço para o PT voltar a ser mais PT e menos “PMDB”. Isto posto você há de me permitir torcer pelo fortalecimento da democracia brasileira.

    Em outras palavras, quem namorar melhor o PV agora, vai casar mais bonito em 2011.

    Exatamente o contrário que o Zé Dirceu, por exemplo, fala em seu blog de ontem para hoje.

  25. Pax said

    Voltei, antes de pegar a estrada,

    Eu aposto o pescoço do Chesterton que você, Elias, prefere um PT associado com um PV mais forte e atuante que com um PMDB desses que a gente reclama tanto…

    Pode até estar pragmático e olhando para outubro, mas, diga lá, prefere não?

  26. Elias said

    Pax,

    Claro que prefiro!

    E estou disposto a derramar até a última gota do sangue do Chesterton, pra que isso aconteça.

  27. emerson57 said

    Chesterton,
    o vesgo do pânico(royalties pha) também teria um monte de votos….
    não se esqueça do “cacareco”
    Rinoceronte Cacareco – Wikipédia, a enciclopédia livre Cacareco foi um rinoceronte do Zoológico de São Paulo que, nas eleições de outubro de 1958 para vereador da cidade, ganhou cerca de 100 mil votos. …
    pt.wikipedia.org/wiki/Rinoceronte_Cacareco

    a briga é entre dilma e o resto,
    e, penso eu, o lula não vai deixar a dilma ir para o segundo turno,
    ganha no primeiro.

    tem outra coisa:
    se o meu palpite fosse bom eu já teria ganhado na megasena.

    mas, eu estou melhorando…….

  28. Chesterton said

    Brasil ameaça EUA: ” vão se dar mal se aplicarem sanções ao Irã.”
    Marco Aurélio Porquito Garcia deve estar bebendo a água do Lula. Acaba de ameaçar oficialmente os Estados Unidos da América para defender o tirano sanguinário Ahmadinejad. “Se os EUA optarem pela sanção, eles vão se dar mal. Vão sofrer uma sanção moral e política”, afirmou. É o cúmulo. Uma autoridade brasileira ameaçando um país democrático para defender uma ditadura fundamentalista.
    Do Coronel Coturno

  29. Chesterton said

    Miriam Leitão – A grande dúvida a respeito da senhora é que nunca demonstrou, durante o período em que estava mais exposta na vida pública, apoiar políticas que garantiram a estabilidade da moeda, por exemplo, controle de gastos. Quando os seus colegas de partido, Antonio Palocci e Paulo Bernardo propuseram reduzir e zerar o déficit público, a senhora considerou a ideia rudimentar. E eles estavam certo. Tanto estavam certo que, de lá para cá, a dívida pública bruta subiu de R$ 1,2 trilhão para R$ 2,2 trilhões. Agora, a senhora tem defendido estabilidade da moeda, tem defendido políticas restritivas fiscais e monetárias. Quando é que a senhora mudou de ideia, que eu perdi essa parte?
    Dilma Rousseff – Ô, Miriam, deixa eu te falar uma coisa. A nossa visão naquela época, de ajuste de longo prazo, ela ainda não estava completa. Por que ela não estava completa? A questão do ajuste fiscal de longo prazo é algo que você constrói, porque implica, inclusive, relações complexas intertemporais. Exemplo: nós mantivemos sempre a trajetória e perseguimos isso. Aliás, eu queria te esclarecer, eu sou integrante, fui aliás, desculpe, da junta orçamentária. Todos os cortes de gastos aprovados por esse governo, em 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009, e início de 2010, foram aprovados com meu acordo. Todos os superávits primários e as metas de superávit primário foram aprovadas com o meu acordo. Aliás, o Programa de Aceleração do Crescimento mostra, da nossa parte, uma maturidade maior, porque eu não posso prever um plano de ajuste fiscal de longo prazo em que o PIB começa mais alto e acaba mais baixo. É o inverso, eu tenho de prever um plano de ajuste fiscal de longo prazo em que o PIB começa mais baixo e passa para um patamar mais alto. O próprio plano de ajuste fiscal é um fator de elevação do nível de crescimento da economia.
    ML – Ministra, deixa eu interromper, porque a minha pergunta não está sendo respondida.
    DR – Eu estou tentando, viu, Miriam, estou fazendo o melhor dos meus esforços para te responder. Então, no caso do PAC, por exemplo, nós trabalhamos com metas de superávit primário, de queda do déficit nominal e de taxa de juro. Tanto é assim que foi só porque o valor do PAC, vamos supor, o primeiro valor, R$ 500 bilhões e pouco, era consistente com essa trajetória que a gente queria de queda do endividamento, e você a de convir comigo, o único governo nos últimos anos que perseguiu queda sistemática do endividamento foi o governo do presidente Lula.
    ML – Ministra, os números mostram o contrário. A dívida pública cresceu, ministra.
    DR – Você está falando a bruta, né, Miriam?

  30. emerson57 said

    a respeito de dona marina,
    tem mais,
    saiu do pt porque?
    wikpedia:
    Em dezembro de 2006, enfraquecida por uma disputa com a Casa Civil, que a acusava de atrasar licenças ambientais para a realização de obras de infra-estrutura, a ministra avisara que não estaria disposta a flexibilizar a gestão da pasta para permanecer no governo.

    Ultimamente agravaram-se as divergências com a ministra Dilma Rousseff da Casa Civil pela demora da liberação das licenças ambientais pelo Ibama para as obras no rio Madeira, em Rondônia. Essa demora e o rigor na liberação das licenças foram considerados como um bloqueio ao crescimento econômico

    ai o lula escolheu a outra,
    e a marina saiu para tentar o voo próprio,
    achou o saco de gatos do pv
    e é candidata de si própria.

    tenho a maior simpatia pela proposta do pv

    e pela dilma.

  31. Elias said

    Chesterton,

    Procura saber a diferença entre dívida bruta e dívida líquida.

    O que interessa, guri, é a dívida líquida. Melhor: o que interessa é a proporção da dívida líquida em relação ao PIB.

    A dívida bruta brasileira, em dólares, é muito maior do que a do Haiti. Mas isso não quer dizer que a economia do Haiti vai melhor do que a brasileira.

    Entendeu, Chesterton? Não?

    Não importa. Continua tentando. Mais dia, menos dia, hás de chegar lá…

  32. Pax said

    Este é o ponto, Elias.

    Veja, quem disputa as eleições para presidência são o PT, o PSDB e o PV.

    O PMDB e o DEM estão de fora. Diria, como opinião pessoal: ainda bem.

    Mas sabemos que tanto o PMDB quanto o DEM têm força política suficiente para alterar as essências do PT e do PSDB. Diria até que desconfigurá-los numa análise um pouco mais exigente. E essas alterações advêm dos “preços” políticos pelos apoios, pelas alianças. Até aí (estabelecimento de alianças políticas) não vejo nenhuma anormalidade maior, pelo contrário, me parece natural dentro do processo democrático pluripartidarizado.

    Mas… sempre há um más, um porém, um contudo e um todavia…

    Sabemos que os “preços” políticos no Brasil passaram do limite do aceitável. Vão-se ministérios inteiros, áreas estratégicas inteiras, e não pela competência, mas por interesses que acabam não só prejudicado o país por falta de competência mas mais ainda os cofres da viúva que, tadinha, sua para abastecê-lo. Suor este, claro, do povo. Que uma hora cansa de carregar tanta pedra.

    Quem diz isto não sou eu, quem diz é a sociedade. Esta mobilização popular do projeto Ficha Limpa é uma das confirmações da voz da sociedade que diz: “chega, tá demais, não dá para aguentar assim”. E, veja, independente dos problemas que o projeto eventualmente tenha, de sua aplicabilidade, da fragilidade e também desconfiança que temos de boa parte do judiciário etc. Podemos fazer todas as críticas ao projeto e há vários blogueiros e formadores de opinião que escrevem sobre isso que leio e respeito.

    Mas não podemos deixar de ouvir a sociedade, aí mora um erro crasso. E esta está sendo muito clara: “chega”! De novo, aposto o pescoço do Chesterton que este movimento só vai ganhar volume e força. Foi onde a sociedade conseguiu se reunir para afirmar uníssona esse tremendo desconforto.

    Bem, onde isso chega na questão do PV nas eleições 2010?

    Você sabe, como eu, que a essência do PV, a essência do PT e a essência do PSDB não são o pior que pode existir para o país. É evidente que não.

    Isto posto, se você torce para alguma alteração política no país para melhor, o melhor que pode acontecer é que estes partidos se fortaleçam ao ponto de conseguirem, mais dia menos dia, dispensar os partidos cujas contribuições hoje não passam de nada à além dos interesses escusos no poder. Interesses que não sáo públicos e sim privados, para poucos, indivíduos ou os velhos oligopólios que não querem largar do ubre farto.

    Vou até um pouco à além, arriscando meu pescoço, diria que o liberalismo deveria, sim, ter uma representação para equilibrar melhor a discussão. E essa parcela da sociedade hoje não encontra quem os represente. Deveria. Faz parte.

    Agora, então, imagine um PT daqueles que os militantes tenham orgulho, um PSDB indem, um PV idem e um novo partido liberal idem.

    E você poderá antever uma política mais apropriada, com alianças entre estes partidos, alternância, enfim, tudo que imaginamos e entendemos como mais saudável para a Democracia, esse morena gostosa, de seios fartos e coxas suculentas, mas difícil pacas de ser conquistada. Dá um suador essa tal morena… mas vale a pena.

    E, se isto tudo que o pobre amador aqui escreveu faz algum sentido para você, então você será capaz de entender a minha torcida para que o PV encontre seu caminho o quanto antes, mesmo num ano eleitoral, mesmo numa situação impossível de acontecer.

    E aí a teimosia de achar que o impossível somente demora um pouco mais, desde que se mire nele.

    (Não só torço pelo PV não, torço, como disse, para um PT melhor, um PSDB melhor e pelo nascimento de um bom partido liberal)

    ** agora vou me entrincheirar aqui e manter a cabeça baixa, que lá vem pedra **

  33. Elias said

    Pax,

    Em tese, não discordo de você.

    Mais que isto: estou disposto a dar a vida do Chesterton para que essas melhorias aconteçam!

    Mas, se vamos falar em “desconfiguração”, então é bom lembrar que o PV está tão ou mais “desconfigurado” que o PT ou o PSDB.

    A Marina tem todo o direito de passar ao PT (e ao PSDB) a fatura de uma pureza perdida. Só que o PV não é o melhor lugar pra emitir essa fatura, porque o equipamento “verde” tá bichado. É o sujo falando do mal lavado, né?

    Se ela já tivesse feito a tal “depuração do PV” o papo seria outro.

    Só que, por ora — e acho que você reconhece — a “depuração do PV” é menos que um discurso. Sempre que podem, Marina, Guilherme e Sirkis nem tocam no assunto. E, quando tocam, só tocam. Tangenciam. Beliscam. Sussurram. Abordam o assunto em termos abstratos. Nenhum direcionamento prático, nenhuma medida concreta à vista.

    Se for esse o terreno, Marina e o PV vão acabar levando uma descarga de chumbo grosso pra cada disparo de estilingue que derem. Daí porque ela tem mantido seu estilingue no fundo da bolsa.

    O que resta, então? Propostas concretas para um governo futuro: reformas política, tributária e reforma fiscal, segurança pública, saúde…

    E, aí, as condições não são boas pra oposição. Parece que, no primeiro tri de 2010, a economia brasileira cresceu mais de 9%. Tem gente falando em 9,8%, quase 10%.

    Se foi isso mesmo, é o tipo do desempenho que cria um cenário terrível pra quem está na oposição. Em qualquer país e em qualquer época, a base do discurso oposicionista é, sempre, a crítica ao presente e a promessa de um amanhã melhor do que hoje.

    Quando, no último ano de mandato, o governo começa a acumular resultados satisfatórios, o solo sob os pés da oposição começa a ceder e ela cambaleia.

    Nessas circunstâncias, o comportamento oposicionista recorrente, tende a duas linhas, alternativa ou concomitantemente:

    a – minimizar a importância dos resultados satisfatórios que o governo está obtendo, afirmando que esses resultados são falsos ou não se manterão no futuro próximo;

    b – entrar com tudo no terreno das promessas estapafúrdias (é aquele negócio do carinha que promete curar até barriga d´água e espinhela caída…)

    Tipo uns e outros que estão por aí…

    E, veja: não estou depreciando ninguém. Acontece, mesmo. O PT já passou por isso. Nas eleições presidenciais de 1994, o PT acabou caindo na besteira de dizer que o Plano Real era só mais um plano eleitoreiro (em vez de ir fundo no debate da estratégia econômica).

    Deu no que deu…

  34. Chesterton said

    31, o saber é lindo….

  35. Pax said

    Mas, caríssimo Elias,

    Não é o que venho dizendo desde o início?

    Sim, é, exatamente isto: ou o PV que hoje está tão ou mais desconfigurado que o PT e o PSDB se conserta, ou tende a murchar ainda mais.

    E duvido que Marina, Sirkis, Guilherme, etc não estejam vendo esta realidade. Qual o caminho que vão tomar? Sei lá. Mas me sinto no direito de torcer e cobrar. Como cobro do PT, como cobro do PSDB.

    Entendo o que você afirma, que é ano eleitoral e será muito difícil que venham a promover alguma coisa que reduza ainda mais seu tamanho.

    Mas teimo como burro empacado: É reduzir para crescer, ou permanecer para reduzir.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: