políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Rodrigo Maia e o mensalão do DEM

Posted by Pax em 28/05/2010

Parece não ter fim o calvário do partido Democratas com o mensalão que José Roberto Arruda protagonizou. O noticiário de hoje, tanto no Estadão quanto em O Globo , Último Segundo e R7, traz notícia que Rodrigo Maia, presidente do partido, era um dos beneficiários do esquema, segundo acusação de Durval Barbosa, o ex secretário que filmou a bandalheira patrocinada pelo Governo do Distrito Federal.

Um dia após a propaganda partidária do DEM onde José Serra ocupou praticamente todo o espaço, numa pré-campanha tão ilegal quanto a última propaganda do PT, ou, olhando de outro prisma, que demostra quão irreal é a atual legislação eleitoral.

José Serra, por outro lado, parece ter entrado em caminho tortuoso ao acusar o governo da Bolívia de ser cúmplice do tráfico de cocaína que assola o território brasileiro.

Soma-se às questões acima a afirmação de Aécio Neves, pela enésima vez, que não será vice do candidato do PSDB e entenda porque a campanha da oposição não está num bom momento da disputa presidencial de 2010, confirmado pelas últimas pesquisas de intenção de votos.

Anúncios

9 Respostas to “Rodrigo Maia e o mensalão do DEM”

  1. O Mensalão do PSDB

    A imprensa colou mensalões em todos os partidos, menos no PSDB. Por que inventar uma expressão como “Valerioduto” para a sigla? Porque é bem menos caricata, popular e marcante, desprovida do mesmo sentido de periodicidade. Emana perfume “técnico”, aproveita um nome já identificado com o PT e personaliza as responsabilidades.
    O mais curioso disso tudo é que, originalmente, os esquemas criados por Marcos Valério de Souza não apresentavam diferenças quando envolviam campanhas petistas ou tucanas. Era mais ou menos a mesma fraude contábil, os mesmos personagens, as mesmas empresas.
    A SMPB, agência de Valério, desfrutou bons momentos comandando a conta publicitária da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, dominada pelo tucanato. Dois deputados federais, cinco deputados estaduais e três prefeitos do PSDB, além de seis integrantes do governo Aécio Neves (ohh!) apareceram na relação de supostos beneficiários dos cofres de Valério na campanha eleitoral de 1998.
    Diversos suspeitos de intermediar as artimanhas do “mensalão do PT” participaram da campanha de reeleição de Eduardo Azeredo e depois trabalharam para Valério. Por falar em Azeredo, o caixa dois utilizado por seus homens de confiança passou tanto pelos cofres de Valério quanto pelos de Duda Mendonça, o elo petista preferido pelo noticiário.
    Até a campanha de FHC recebeu doações da SMPB. Outros recursos não contabilizados, de maior vulto, geraram pedidos de investigação na época, mas o então engavet, digo, procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, não lhes deu prosseguimento.

  2. Nicolau Ginefra said

    De qual autoridade, credibilidade, provas dispõe esse indivíduo delator, cuja aparência, jeito e posturas aparentam ser de um bandido de alta periculosidade, para lançar acusações contra Rodrigo Maia, deputado federal e Presidente Nacional do DEM, se ao mesmo tempo declara que parte do processo a que responde corre em segredo de justiça? A atitude desse indivíduo deixa transparecer um golpe sujo com finalidades eleitoreiras da situação contra os Democratas.

  3. Patriarca da Paciência said

    O Serra acusa não só o governo da Bolívia como o país Bolívia, ou seja, toda a sua população. Ele arrumou briga com todo um povo. Não leva o menor jeito para estadista. Serra parece mesmo ser um “jênio” tipo aquele personagem Pacheco, do Eça de Queiroz. Todos o consideraram gênio, porque tinha uma enorme testa e não dizia nada. No dia em que passou a dizer alguma coisa…

  4. Patriarca da Paciência said

    Registre-se que o Pacheco foi bem mais inteligente que o Serra, visto que nunca falou nada a vida inteira e morreu com fama de “jênio”, somente porque possuia uma majestosa testa.

  5. Chesterton said

    Pax, já que você me bloqueou, faça um post sobre o vexame dos institutos de pesquisa na eleição na Colombia.

  6. Pax said

    O que aconteceu na Colômbia com os institutos de pesquisa? Não estou sabendo, Chesterton.

    Tá bloqueado em Pandorama, onde você resolveu quebrar as regras. Aqui não.

  7. Chesterton said

    que regras? Aquelas que você tira do bolso quando lê algo que não agrada? Oras…
    Claro que você sabe que na Colombia os institutos de pesquisa davam empate quando o candidato da esquerda teve menos da metade dos votos do candidato do Uribe. Aliás, graaande Uribe.

  8. Pax said

    Pois é Chesterton, as regras foram definidas pela própria comunidade, que você com ares de sinhozinho não gosta de respeitar.

    Não vi nenhuma notícia sobre a Colômbia.

  9. Chesterton said

    que falta de interesse….

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: