políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Datafolha versus Vox Populi

Posted by Pax em 24/07/2010

Menos de 12 horas após a divulgação da pesquisa Vox Populi que apontou Dilma com 8 pontos de vantagem sobre Serra, a Datafolha divulga sua pesquisa com Serra 1 ponto acima de Dilma.

Vox Populi: Dilma 41% – Serra 33% – Marina 8%
Datafolha: Serra 37% – Dilma 36% – Marina 10%

A tese que a oposição perde pontos ao partir para o ataque sem medir consequências não se confirma pela pesquisa Datafolha e confirmaria que os ataques ao governo são benéficos para a campanha de José Serra e as flechadas de Indio da Costa funcionam.

A semana terá como foco a discussão sobre qual instituto de pesquisa tem mais acuracidade.

Anúncios

82 Respostas to “Datafolha versus Vox Populi”

  1. Mona said

    Detesto isso, mas:

    EU NÃO DISSE, PATRIARCA, QUE A SITUAÇÃO CONTINUAVA INALTERADA????????????????????????

    E a leitura dos números, o freguês faz da maneira que melhor atende os seus anseios.

    E quanto à acuracidade dos números, tirem suas conclusões:
    Vox populi – 3.000 eleitores/ período: 17 a 20/7
    Data – 10.800 eleitores/período: 20 a 23/7

    Uma tese que está sendo construída é a de que ambos os institutos estão corretos (como diria Tio Rei, brigar com os números, jamais!)… se assim for, os meus anseio fazem-me ter a seguinte leitura: tudo, mas tudo mesmo, continua indefinido. Portanto, vamos lá, meu zarabatanador, continue a lançar suas flechinhas…

  2. Pax said

    Como podem os dois institutos estarem certos, cara Mona? Me explica, por favor, um pouco mais esta tese que “está sendo construída”. Aliás, por quem?

    Alguns pontos:

    a – Não sabia que o espaço amostral da Datafolha era tão maior que o da Vox Populi, não tinha atentado para isto. É mais de três vezes. Isto me parece significativo.

    b – Há uma diferença de alguns dias, com a pesquisa da Data Folha nos dias subsequentes às tais flechadas do Indio. Como disse anteriomente e desmontanto minha tese que os ataques ao governo fazem mal à campanha do Serra, se o baixo nível ajuda, aí sim que teremos um show de horrores daqui pra frente. O que, no meu entender, será bem ruim.

    c – Aviso de antemão que não sou adepto às teorias conspiratórias, prefiro me ater aos fatos, quer dizer, neste caso, aos números e métodos dos institutos.

  3. Pax said

    Ah, sim, concordo que a situação ainda é indefinida. E vou mais além, nos casos de Dilma e Serra, acredito que o jogo será o de errar menos e segurar os aliados mais afoitos. No caso de Marina já acho que seja de torcer que Dilma e Serra errem, assim como os afoitos de seus lados cometam mais burrices.

    Interessante perceber também que os nanicos começam a pontuar. Tanto dos mais à esquerda quanto dos mais à direita.

  4. Mona said

    lembram da campanha do Alkimim e de como o terrorismo eleitoral foi usado pelo PT (“O Alkimim vai privatizar a Petrobrás, o BB, a Caixa e o que mais restar do patrimômio brasileiro…”)?
    Pois vejam só a fartura de material que pode ser usado por um bom marqueteiro contra as ligações perigosas do PT?

    “VERMELHOS DE ÓDIO

    Vou com foice
    E com martelo!
    Bagunçar o teu coreto!
    Invadir a tua terra!
    Devastar tua plantação!

    Vou entrar na tua casa!
    Derrubar as tuas cercas!
    Vou comer o teu novilho!
    Acabar com os pés de milho!
    Roubar tua criação!

    Na terra,
    Farei um buraco!
    Jogarei tua mobília!
    Acenderei uma fogueira!
    Assarei o teu leitão!

    Vou comer tua farinha!
    Jantar tua galinha!
    Tomar do teu vinhão!
    Arrotar minha infração!

    Sou treinado pela FARC!
    Na floresta tropical!
    Sou um braço da campesina!
    Sou internacional!

    Tenho apoio do planalto!
    Cumpro ordens do PT!
    Sou o movimento,
    Dos sem terra!
    Sou o MST!”

    Bonitinho, o jingle, né? E, bem, hum, ere, digamos que o Stédile não ajudou nadica de nada quando disse que, com a Dilma, as invasões de terra tenderiam a aumentar, por conta da maior “sensibilidade” do Planalto à causa. Não tenho o link aqui, mas é só dar uma pesquisadazinha básica no Google que vocês obtém a entrevisata do ômi.

  5. Patriarca da Paciência said

    Data Falha pertence àquele grupo que publicou a ficha criminal da Dilma e no outro dia pediu desculpas mas ainda hoje se encontra gente usando dos tais argumentos.

    Data Folha e Veja são os campeões do boatos e das denúncias vazias.

  6. Patriarca da Paciência said

    Mona,

    ao final do governo FHC, foi publicado um “estudo”, encomendado pelo próprio FHC, onde foi constatado que, no Brasil, existem terras equivalentes a dois estados de São Paulo, que simplesmente foram griladas. A Cutrale, por exemplo, é uma grande grileira. Que a legalidade prevaleça, mas não o coronelismo. o MST é um movimento social mais que necessário.

  7. Mona said

    Patriarca, meu caro
    Você pode achar o que quiser do MST, assim como eu. Cada um tem o direito a sua opinião, bem como o direito de expressá-la, graças ao sangue a à voz daqueles que lutaram por esse regime tão imperfeito, mas superior a todos os outros, que é a democracia.
    O ponto que levantei é que bons marqueteiros poderão ter uma fonte farta de temas a serem explorados, tendo como referência o discursos do medo, expediente usado com bastante competência na eleição passada pelo PT, ao usar a questão das privatizações.
    O jinglezinho safado, de autoria de um certo “órfão nuclear” e retirado da caixa de comentários do Tio Rei, é o exemplo cabal de como você pode pegar um tema, e sem dizer uma única mentira (ou os versos tão bem rimados dizem retratam alguma fato não acontecido nas recentes invasões mstistas?), passar uma mensagem, digamos, bastante negativa das ligações do Pt com setores que, a pretexto de uma causa justa, desvirtuaram suas ações ao ponto da marginalidade.
    Junte isso com pontos do 3º PNDH e da 1ª versão do programa do PT, referentes às mediações das invasões, e poderá ser montado um excelente discurso pela oposição.

  8. Olá!

    Não sou de brigar com números e muito menos com pesquisas de opinião.

    O primeiro comentário da Mona me levou a fazer alguns cálculos aqui.

    Primeiro, seria interessante verificar em quantas vezes o espaço amostral do Data Folha é maior do que aquele utilizado pelo Vox Populi:

    Vox Populi. . . . .3000

    Data Folha. . . . .10800

    10800/3000 = 3.6

    Ou seja, o espaço amostral do Data Folha é mais de três vezes e meia maior do que o utilizado pelo Vox Populi.

    Vejam a diferença absoluta entre ambos:

    10800 — 3000 = 7800

    Vejam, agora, quantas vezes tal diferença é maior do que o espaço amostral do Vox Populi:

    7800/3000 = 2.6

    A diferença absoluta entre ambos é mais de duas vezes e meia maior do que todo o espaço amostral utilizado pelo Vox Populi.

    Com essas diferenças em questão, há boas possibilidades de variações na quantidade de votos entre os candidatos.

    Na pesquisa Vox Populis, a diferença de votos entre o José Serra (33%) e a Dilma Rousseff (41%) é de 240 votos (1230 — 990 = 240).

    Já na pesquisa Data Folha, a diferença de votos entre o José Serra (37%) e a Dilma Rousseff (36%) é de 108 votos (3996 — 3888 = 108).

    Supondo que foram apurados 3000 votos e verificou-se que a diferença de votos entre o primeiro colocado e o segundo colocado era de 240 votos, seria plausível considerar que tal diferença poderia ser reduzida a 108 votos, mas favoráveis ao candidato que estava anteriormente em segundo lugar, sendo que ainda faltam 7800 votos para serem apurados?

    Para que isso acontecesse, o segundo colocado teria que reduzir a zero a diferença de 240 e, em seguida, ganhar mais 108 votos, o que resulta em um ganho total de 348. Isto é apenas plausível dentro de um cenário: O candidato que anteriormente estava em segundo lugar começa a receber votos à uma taxa/velocidade maior do que a taxa/velocidade do candidato que, antes, era o primeiro colocado.

    É uma suposição plausível.

    A partir dos dados do Vox Populi, vejamos como são as funções que definem retas para cada um dos candidatos no intervalo de 0 até 3000:

    Serra..: Y = 0.33X

    Dilma..: Y = 0.41X

    Marina.: Y = 0.08X

    Outros.: Y = 0.18X

    Onde X é a quantidade de entrevistados e Y é a quantidade de votos recebidos. X pertence ao intervalo de 0 até 3000.

    Fazendo o mesmo, mas com os dados do DataFolha:

    Serra..: Y = 0.385X – 166.15

    Dilma..: Y = 0.340X + 207.69

    Marina.: Y = 0.107X – 83.07

    Outros.: Y = 0.166X + 41.53

    Neste caso, X pertence ao intervalo que vai de 3001 até 10800.

    E eis o gráfico final mostrando a mescla dos dados de ambos os institutos de pesquisa.

    Conclusão: Se até os 3000 votos iniciais havia uma liderança da Dilma Rousseff de 240 votos em relação ao José Serra (Vox Populi), é plausível a reversão de tal cenário nos 7800 votos seguintes, bem como o estabelecimento de um cenário como aquele delineado pelos dados do DataFolha, no qual o candidato tucano lidera por uma diferença de 108 votos.

    Até!

    Marcelo

  9. Patriarca da Paciência said

    Caro Marcelo,

    agradeceria se você fizesse uma análise deste tópico aqui:

    Folha de São Paulo 24/07/2010.

    “A petista também tem potencialmente a seu favor as respostas dos 4% que declaram querer votar no presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Outros 3% respondem ter intenção de escolher o “candidato do Lula” e 1% quer um “candidato do PT”. ”

    4+3+1, ou seja, 8%

    A Folha (falha) também reconhece que a Dilma tem 8% de vantagem, apenas diz de modo diferente.

  10. william said

    hahahahahahahahaah, sinceramente, essa pesquisa do Datafalha foi a coisa mais patetica da Folha no ano. E olha que ela tá fazendo barbaridades. Eita desespero.

  11. emerson57 said

    saudações, pax.
    na minha “ilustre” opinião,
    a pesquisa e as opiniões dessa “foia” pertencem à série:
    Ripley’s Believe It or Not! – Wikipédia, a enciclopédia livre (Acredite se Quiser) era originalmente uma coluna publicada em centenas de jornais em todo o mundo, apresentados fatos inusitados e inacreditáveis apontados …
    (wikipedia)
    pesquisa muito mais confiavel pode ser encontrada aqui: http://hariprado.wordpress.com/2010/07/24/pesquisa-dataprado-tambem-confirma-a-lideranca-de-serra/
    e tem mais: mercadante deve ganhar em são paulo.
    e.t. a letra da marchinha acima é boa para ser cantada na festa de 4 de outubro.
    abraço.

  12. Zbigniew said

    Vai chegar no ponto que a Dilma vai ganhar as eleições com o Serra em “empate técnico” com um ponto a mais. Coisas do Data.

  13. Clovis Campos said

    A metologia Datafolha previlegiou os estados onde Serra é mais forte.
    Em seis estados do sul/sudeste foram realizadas quase 9.000 entrevistas.
    Isso explica o diferença favorável a Serra quando comparado com Vox Populi. Eles dizem que ponderaram os resultados…
    Se foi ponderado e atuaram na malandragem não sei, maS “si non e vero e bene trovatto…”

  14. Carlão said

    Pax e Mona
    Essas pesquisas já são coisa do passado.
    Discutir DataFolha ou Vox Populi é pura perda de tempo, na minha opinião.
    O mais importante continua sendo a constatação que dos 77 % (Datafolha)que aprovam Lula, menos da metade se declaram eleitores da frágil Dilma (*), a menos de 70 dias da eleição.E mais da metade preferem Serra ou Marina, levando a eleição para o segundo turno mais uma vez.Pra desespero de lula
    Nesta semana, para desassossego do companheiro Patriarca vai continuar a “grelha” do PT em 2 assuntos;
    – PT ligado às FARC e ninguém do PT desmente categoricamente.Com Chaves mantendo o assunto Farc nas manchetes de jornais.
    – Violação de sigilo na Receita Federal e “quejandos”.
    Índio Mad Dog, tem outras flechas guardadas na aljava.Vai piorar e muito.
    Ainda tem o caso da Bancoop, Lina Vieira e “otras cositas mas”.
    Paciência, Patriarca.
    (*) Dilma não tem como explicar o “causo” do dirigente narco-terrorista colombiano por ela beneficiado com a contratação de sua (dele) companheira para um cobiçado cargo de confiança em Brasilia, para o qual “La Mona” não tinha a menor competência.Prevaricação.
    Em um debate, ela fugiria do assunto e tentará dizer que só assinou porque…tchan,tchan,tchan…era só 1 página e não havia como rubricar, como no caso do programa do PT entregue ao TSE, onde “rubricou, mas não tragou”.
    tsk,tsk,tsk (3 muxôxos)

  15. Chesterton said

    Não esqueçam das pesquisas das eleições colombianas. O candidato das esquerdas teve metade dos votos previstos por elas.

  16. Carlão said

    E la nave vá!

    TSE suspende direito de resposta do PT no site do PSDB

    sem comentários. O calor do Caribe, onde moro é intenso no verão.
    Comentarei mais tarde o “Efeito Indio!”

  17. moair said

    No Data folha, Ibope, Serra ta sempre na frente, eles acham q o povo é idiota….Se um governo tem 97% de aprovação(Rasoavel a ótimo) 78% aprovado, conta a turma(FHC) q qdo melhor esteve nas pesquisas alcançou 46%(o pior de de LULA em 2005)vai estar na frente da candidata do governo…

  18. Patriarca da Paciência said

    Como disse de maneira irretocável a Dilma.

    “É simplesmente lamentável que um candidato que tem uma biografia para zelar dê guarida a uma campanha calcada nas piores baixarias.”

    Quem perde é apenas o Serra.

    A vã filosofia do Serra em achar que o povo é burro, é apenas vã filosofia mesmo.

  19. Jorge said

    o datafolha não tem credibilidade alguma, é como os blogueiros do esgoto da veja, as pessoas apenas fingem acreditar neles porque é conveniente. então, tudo mundo já sabia que o serra iria bombar no datafolha. nem o serra acredita no datafolha, tanto que liberou o indio para a baixaria, no desespero de quem está perdido. o que vale é o dia da eleição. Eu não vou lembrar os erros históricos do datafolha, são inúmeros, recomendo que leiam o livro do José Arbex.

    Mona, voce que se interessa tanto pelo MST, poderia comentar o resultado da CPI do Mst, cujo relatório final foi divulgado recentemente? Voce podia comentar o que os inimigos do mst diziam antes dela e o que foi comprovado? Carlão, o que voce achou dessa Cpi, qual tua opinião?

  20. Chesterton said

    não adianta espernear, não foi a primeira vez que o vox populi mente descaradamente.

  21. Patriarca da Paciência said

    Chest,

    você viu o meu comentário nº 09?

    A Folha reconhece os mesmos 8% de vantagem da Dilma.

    Apenas diz de uma maneira dissimulada.

  22. Chesterton said

    só para você, patriarca
    http://coturnonoturno.blogspot.com/2010/07/coturno-noturno-mata-vox-populi-e.html

  23. Patriarca da Paciência said

    O blog do coronelismo?

    O blog dos saudosistas da ditadura militar?

    Não, muito obrigado, que as meias dúzias de saudosistas da ditadura militar tirem bom proveito.

  24. Chesterton said

    só estou querendo que na hora GH você não fique decepcionado com os institutos de pesquisa, como aconteceu na eleição presidencial da Colombia.

    Reinaldão para você:

    2 – Os petistas sabem, claro, que o resultado por eles alardeado é falso. Contam, na imprensa, com a boa-vontade dos ingênuos e com a má fé dos petralhas para espalhar a mentira. Pra quê? Para lançar uma sombra de suspeição sobre os números do Datafolha. Para eles, é útil a falácia de que cada partido tem o “seu” instituto. É como se dissessem: “Ora, se o Vox Populi é nosso porque traz números positivos para nós, então o Datafolha, que é bom para eles, é deles”. Pois é… Ocorre que não é o número a que se chega que torna um instituto mais independente ou menos, mas seus métodos…

    Objetivo estratégico. Ou: “Tirem as Farc dos jornais”
    3 – O terceiro objetivo já é de natureza estratégica. O PT, na verdade, teme alguns temas mais políticos da campanha – e um deles é sua vinculação com grupos de extrema esquerda dentro e fora do país. Volta e meia, Dilma Rousseff faz, por exemplo, sua profissão de fé contra as invasões de terra, e isso ganha espaço nobre na imprensa, ainda que, no dia seguinte, possa meter na cabeça o boné do MST e acusar o adversário de satanizar os movimentos sociais. Fala, a cada hora, para uma platéia. Mas a tentativa de se mostrar descolada dos sem-terra existe. Afinal, trata-se do mais impopular “movimento social” do país.

  25. Zbigniew said

    Que tal esta aqui:

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia182/2010/02/21/politica,i=174887/PESQUISAS+ELEITORAIS+EM+XEQUE.shtml

    Para se forjar resultados acaba-se por se descuidar da acuidade científica. Daí porque se é mais fácil manipular.Qual foi mesmo o método utilizado pelo “Data”?

  26. Chesterton said

    O deputado licenciado Indio da Costa (DEM-RJ), vice na chapa presidencial do tucano José Serra, parece não ter se intimidado com a grande repercussão de seus comentários sobre as relações entre PT e Farc, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia. Neste sábado, ele voltou a fazer críticas ao PT.

    Mais uma vez pelo Twitter (ele já tem mais de 70 mil seguidores), o vice de Serra afirmou que a vitória da petista Dilma Rousseff significará o retorno de José Dirceu ao Palácio do Planalto. ”Dirceu, chefe do mensalão, entra em cena para defender Dilma. Se Dilma vencer, Zé Dirceu volta ao poder”, escreveu o democrata.

    Ex-braço direito de Lula, Dirceu foi ministro da Casa Civil e deixou o cargo em 2005. Ele é apontado pela Procuradoria Geral da República como “chefe da quadrilha” do mensalão. Em artigo recente, Dirceu condenou os paralelos feitos por Indio entre PT e a guerrilha colombiana. “É preciso que a oposição dê início a um freio de arrumação em sua campanha, para elevar o debate e deixar de lado o discurso do medo, do terror e das ofensas. É assim que se constrói uma eleição limpa, pois não deixaremos sem resposta as calúnias que nos tem sido dirigidas”, escreveu Dirceu.

    Indio também citou a entrada de Lula na campanha e aproveitou para ironizar Dilma. “PT se assusta e traz seu melhor jogador para o debate. Mas, se o PT vence, quem manda é Dilma -que foge dos debates- não o Lula!”

    Depois de iniciar o debate entre as relações PT-Farc, Indio saiu de cena durante alguns dias, enquanto tucanos, democratas e o próprio Serra defenderam suas posições. O Tribunal Superior Eleitoral concedeu direito de resposta ao PT no site tucano em que Indio fez as declarações. No direito de resposta, porém, a coligação não vai poder fazer propaganda de Dilma, atendo-se apenas a rebater a fala do vice de Serra. O PSDB vai recorrer da decisão.

  27. Chesterton said

    previsões são coisas muito difíceis, principalmente sobre o futuro.

  28. emerson57 said

    dilma, pt, farc, pcc, cv, ficha falsa…..
    dilma, fique tranquila.
    além de ter o meu voto,
    não precisa perder tempo com essas provocações.
    gente, eu tenho a prova,
    dilma não, dilma repito, não matou joana darc,
    está aqui a prova:

  29. Zbigniew said

    Há uma discussão muito interessante sobre a questão da discrepância destas duas pesquisas no blog do Nassif. O fator “telefone” parece estar sendo levantado.
    Será que o descarte daqueles que não têm telefone ou não confirmam pelo meio o voto colhido através de questionários por abordagem na rua (caso do Data-Folha) faz a diferença, ou não? Se sim, este método não estaria viciado?
    Interessante para dismistificarmos a “intocabilidade” dos métodos de pesquisa.

  30. Zbigniew said

    O Nassif enviou para o Data-Folha o seguinte questionamento:

    Em síntese, chegou-se à seguinte conclusão:

    1. A amostragem do Vox Populi abrangeria o perfil definido pelo PNAD, através do sorteio de regiões e de casas. A entrevista é feita na residência do entrevistado. Já o Datafolha se basearia em questionários colhidos na rua.
    2. Como toda pesquisa exige uma auditoria posterior, da próxima empresa, visando auferir a consistência dos questionários, no caso do Datafolha só entrariam pesquisados que tivessem telefone – fixo em casa, no trabalho ou celular.
    3. Segundo o Marcos Coimbra, nas pesquisas do Vox Populi esse contingente representa 30% do universo pesquisado. E, aí, há uma votação maciça pró-Dilma. Segundo Coimbra, um corte nas pesquisas do Vox Populi, considerando apenas a população com telefone, o resultado seria semelhante ao da Datafolha. Confirmado esse dado, estaria aí a explicação para a discrepância nos resultados dos dois institutos.

    Para tentar esclarecer os fatos, indago então:

    Qual o tratamento dado pelo Datafolha aos pesquisados que não têm telefone?

    As pesquisas são descartadas ou não?Poderia fazer um corte nas pesquisas e apresentar os resultados para presidente em dois cenários: apenas com os entrevistados com telefone; e os entrevistados sem telefone.

    No caso dos entrevistados sem telefone, caso suas entrevistas sejam utilizadas, como é feito para avaliar a consistência das respostas e se o trabalho do pesquisador foi de fato realizado?Qual o número de pesquisadores utilizados na última pesquisa Datafolha?

  31. Zbigniew said

    E aí, no JB On Line, o Data-Folha se sai com esta: “Datafolha: 41% apostam em vitória de Dilma e 30% na de Serra”.

    http://jbonline.terra.com.br/pextra/2010/07/25/e250719747.asp#

  32. Jorge said

    essa é a melhor análise que li até agora sobre as pesquisas.

    http://hariprado.wordpress.com/

    Professor Hariovaldo Almeida Prado
    24 julho 2010

    Pesquisa Dataprado também confirma a liderança de Serra

    Tags: datafolha, dataprado, Pesquisa, eleições, liderança

    A nova pesquisa Dataprado mais uma vez confirma a liderança folgada de José Serra, o qual vence em todos os cenários, demonstrando mais uma vez que sua eleição está garantida e é irrevogável, sendo a votação em 3 de outubro mera formalidade – podendo ser até cancelada pelo TSE, uma vez que dada a realidade apresentada pela Dataprado, é totalmente desnecessária -. O fato novo dessa pesquisa é o surpreendente aumento da candidata terrorista em 1 ponto percentual (dentro da margem de erro), o que pode ser explicado pela nova metodologia do Instituto, que ouviu mais de dez mil entrevistados e teve que incluir na amostragem as regiões amazônicas fronteiriças, onde a presença dos guerrilheiros das FARCs, eleitores de Dilma, fez subir seu índice. No mais, a nova pesquisa Dataprado mostra que os institutos sérios, comprometidos com a causa dos homens de bem são os únicos que merecem crédito e confiança por parte dos eleitores, os quais devem ignorar por completo as pesquisas fraudadas e compradas pelo imprensalão do PT que apresentem resultados divergentes.

  33. Chesterton said

    voces tem que tomar cuidado com isso. importam as tendencias.

    http://www.tribunadaimprensa.com.br/?p=8778

  34. Elias said

    Pax,

    I
    Dificilmente as 2 pesquisas estarão corretas. Isto implicaria uma queda de 5 pontos percentuais para Dilma; e um ganho de 4 pontos para Serra e 2 pontos para Marina… em apenas 3 dias!

    Se realmente ocorreu essa reviravolta toda, terá acontecido uma brutal mudança de padrão nas eleições 2010. Num período de tempo tão pequeno, é extremamnente difícil uma variação tão acentuada.

    É possível? Claro que sim. Mas, a meu pensar, absolutamente improvável.

    Minha conclusão: uma das 2 pesquisas tá furada. Qual delas, não sei. Mas que tá… lá isso tá!

    II
    Quem já olhou as qualitativas, sabe que as declarações do índio doido não são capazes de produzir resultados substanciais nas intenções de voto.

    A maior parte dos eleitores brasileiros não tem a menor idéia do que sejam as FARC e o Foro São Paulo.

    Acusar o PT de ter ligações com essas 2 criaturas pra conquista de mais votos é malhar em ferro frio.

    Excita pouquinho mais a turminha direitosa, que, chovendo ou fazendo sol, vai votar seja em quem for, desde que seja contra o PT. Mas não vai atrair o voto de quem ainda não tem — e, quase que certamente, não faz questão de ter — opinião já formada sobre os indigitados Foro São Paulo e FARC.

    Pra essa estratégia dar certo, a tucanada e os extremamente direitosos teriam que, primeiro, fixar uma sólida e generalizada reputação negativa para as FARC e o Foro São Paulo.

    Aí sim: devidamente anatemizadas as criaturas, qualquer um que se ligasse a ela teria seu conceito abalado.

    Como essa imagem negativa não existe — prevalecendo, aliás, o desconhecimento sobre as FARC e o Foro São Paulo — as acusações caem no vazio.

    Só servem pra excitar o gado que já está no curral…

    III
    Tem a questão do narcotráfico, claro.

    Só que, do ponto de vista da propaganda, essa aí é história velha.

    A oposição teve tempo de sobra pra apresentar provas dessa acusação e encaminhar as providências que lhe caberiam, no âmbito judicial.

    Nunca fez isso. Nem tentou, aliás. Segue-se que essa acusação, além de velha e desgastada, parece não se apoiar em nenhum elemento de convicção digno desse nome.

    Tanto que ninguém sério e respeitável a assume.

    Resultado: virou molecagem de campanha. E já foi usada tantas vezes que duvido que ainda produza qualquer resultado.

    IV
    Supondo que a estratégia do índio maluco dê algum resultado, este se fará sentir — positiva ou negativamente para a campanha tucxana — dentro de 10 a 15 dias depois do feito.

    As variações que ocorrerem antes desse prazo, terão como causa fatos políticos anteriores ao grito de guerra do índio doido.

    Por agora, essas repercussões apenas se insinuam nas sondagens que o PSDB e o PT fazem diariamente.

    Se elas forem neutras ou positivas, o PSDB vai encorajar o índio a que continue fazendo o jogo sujo. Se, como acredito que terá sido, forem negativas, vão tacar a mordaça no índio e ele vai parar de fazer m… (ou vai arranjar outra m… pra fazer).

    Assim é que, caso as repercussões sejam negativas para o Serra, a mordaça no índio impedirá que essa repercussão se consolide. Passados os 15 dias, nada significativo terá restado dela.

    Ou seja, a coisa vira balão de ensaio. Algo que você faz pra testar: se der certo, você continua; se não, pára.

    De quebra, o PSDB não precisará mais cruzar cabra com binóculo pra tirar bode expiatório. O índio doido estará definitivamente entronizado nesse papel. E por vontade própria!

    É como dizia a minha vó: “A maior parte das pessoas gosta dos olhos… mas sempre há quem prefira a remela.”

  35. emerson57 said

    pax, me permita:
    parabens jorge.
    por acompanhar o professor “tio hari”
    este é isento.
    o dataprado é o melhor instituto de pesquisa eleitoral do universo.
    saudações serapiônicas.

  36. emerson57 said

    elias, concordo.
    se o psdb continuar por esse caminho “periga” perder para a marina….

  37. Paulo said

    Funcionaram as flechadas se você esquecer o Vox e considerar apenas o Data .
    Pelo Vox o Serra continua onde sempre esteve.
    Parece que ele vai repetir 2002 quando ficou com seus trinta e poucos e perdeu por mais de vinte pontos.

  38. Pax said

    Caro Elias,

    Vamos por partes, as Jack, The ripper

    1 – como desde o início afirmei e afirmo, acredito que a campanha do Serra ainda não achou um grande rumo. Senão vejamos: dificuldade inicial no final de dezembro do ano passado de definir que era candidato, começou o ano elogiando o governo e passou a dar porrada, dificuldade de achar o vice, uma novela na verdade que foi ruim, e agora soltaram os cachorros, parecendo de certa forma um desespero, em minha opinião.

    2 – o Indio chegou batendo, como que chamassem para a festa de adultos um adolescente porra louca. Também acho que essas pancadarias agradam mais o público do tio, enfim, números pouco expressivos no espaço amostral.

    3 – mas de gente antenada, ligada, plugada… se a onda pega, a onda cresce.

    4 – muita gente da aliança da oposição não apoiou esse caminho, houve críticas brabas por este comportamento, de gente de dentro.

    5 – o jovem destemperado pulou a linha do correto, ao meu entender e de várias pessoas, ao acusar o governo de traficante, em última instância.

    6 – tomou processo nas costas e vai ter que responder por isso, dentro da lei.

    7 – o noticiário diz que Indio volta sua mira para Zé Dirceu…

    8 – aí, meu caro, como disse abaixo, o alvo me parece melhor…

    9 – se Indio et Cia mirarem neste alvo, provável que a situação rebata. E aí tem alvo, também, pra todo lado, por ex no RS, em MG etc etc

    10 – como nos 10 mandamentos da baixaria, aí a campanha vira um esgoto geral.

    Mesmo que nada disso influencie a grande massa.

  39. Elias said

    Para que as acusações do índio produzissem resultados significativos, elas teriam que dispor de pelo menos um desses 2 atributos:

    1 – Teriam que se referir a assunto novo e bombástico (seria a cocozada feita pelo próprio PT, da qual a oposição se aproveitaria pra turbinar sua campanha).

    2 – O índio teria que ser pessoa conhecida e cuja opinião fosse altamente respeitável.

    Não se pode dizer que algum desses atributos exista.

    A vinculação do PT com o narcotráfico é muleta — e mutreta! –velha da direita brasileira. Quando ela fica sem ter o que dizer, levanta essa lebre.

    Como nunca provou nem tentou provar nada, a história acabou entrando para o longo inventário da fofoca política.

    Pelo tempo em que essa lixarada vem sendo chafurdada, já produziu o mau cheiro que poderia produzir.

    Já o índio, em termos nacionais, até há alguns dias era o famoso “Quem?”. Não fosse entrar como vice na chapa do Serra, sua popularidade continuaria circunscrita à sua aldeia.

    Não é, também, alguém cuja opinião se destaque pela credibilidade.

    Dificilmente suas arengas terão força suficiente pra requentar um treco desses e tirar dele algum proveito eleitoral.

    É mais fácil tirar minhoca do asfalto…

    Quando o índio foi anunciado como vice do Serra cheguei a pensar que o PSDB tinha marcado um ponto.

    Parece que ele teve uma atuação positiva na tramitação do “Ficha Limpa”. Pensei que ele iria capitalizar politicamente essa atuação e aproveitar a exposição na mídia pra fixar, em termos nacionais, a imagem de um político respeitável, com algum valor de futuro.

    As evidências indicam que ele preferiu jogar o seu (lá dele…) marquês de rabicó no pisão.

    Ele que se dane…

  40. Elias said

    Pois é, Pax…

    É disso que eu falo: defunto velho.

    O Dirceu & Cia foi o alvo preferencial da campanha de 2006, lembra? De lá pra cá, surgiu alguma coisa nova que potencializasse o uso desse alvo?

    Não!

    Por que razão as aves bicudas acham que, não tendo sido útil em 2006, esse negócio vai dar jogo em 2010?

    Se a estratégia é partir pra baixaria, a tucanada precisa ser mais inteligente.

    Afinal — não devemos esquecer — apedeuta e burro é o Lula. Os tucanos, como todos sabemos, são geniais! Muitíssimo bem preparados e infinitamente mais competentes politicamente que um PT qualquer desses que a gente vê por aí…

  41. Chesterton said

    hummm, esse bla bla bla todo mostra que a “frexada” deu certo.

  42. emerson57 said

    6 – tomou processo nas costas e vai ter que responder por isso, dentro da lei.
    pax, essa do indio da COSTA tomar processo nas costas, ficou ótima.

    “adolescente porra louca”
    pax, esta é a melhor definição que li sobre o sr. indio da costa

    ‘a campanha do Serra ainda não achou um grande rumo’
    aqui discordo.
    achou.
    o rumo atual é ladeira abaixo.

    Os tucanos, como todos sabemos, são geniais!
    sr. elias,
    concordo.
    só que estão em extinção.

  43. Carlão said

    7, Emerson
    Na ausência de respostas do querido Patriarca…tenha paciência mas farei a mesma pergunta agora a você meu caro:
    O PT ESTÁ OU NÃO LIGADO ÀS FARC ?
    Pergunta clara e que não precisa de explicações.
    Pega ou larga.Sem “enrolation”, please.

  44. Zbigniew said

    O PT está ligado às FARCs porque quer mediar o conflito na Colômbia. O PT está ligado ao Ahmadinejad porque quer mediar o conflito com o Irã. E o Serra está ligado à extrema-direita americana chancelando todos os atos criminosos de guerra no Afeganistão, vazados na internet para todo o mundo, porque apóia os EUA.

  45. Jorge said

    Carlão, voce não comentou os resultados do cpi do Mst.

  46. Pax said

    Sinceramente? Então vamos lá:

    – O que realmente interessa o que o Indio, ou o Serra ou quem quer que seja, querem que os outros pensem de Lula ou Dilma ou o PT?
    — minha resposta: nada, ou quase nada

    – O que o Zé Dirceu, o Genoino ou quem quer que seja, querem que os outros pensem de FHC, Serra ou o PSDB?
    — minha resposta: nada, ou quase nada

    Nem Dilma, nem Serra, vão destruir o país, nem PT nem PSDB são partidos, hoje, que destruiriam o que já foi construído, o Plano Real, a evolução social, a macroeconomia etc etc.

    O que podem, sim, é alterar a velocidade no caminho e, quando muito, tentar mudar um pouco o rumo, mas sem sair muito do qual já estamos andando.

    No fundo o PT e o PSDB, como já cansamos de falar, são muito mais parecidos que o PT do PMDB e o PSDB do DEM.

    O PMDB envergonha o PT. E o DEM envergonha o PSDB. Sarney envergonha Lula, ACM envergonha FHC.

    O melhor seria PT, PSDB e até o PV se unirem e tirarem de lado este rumo que a mim parece anacrônico, que é o desses partidos mamões, como esses das principais alianças dos dois realmente em disputa. Seria, no meu entender, o mais lógico. E, cá entre nós, com umas boas limpezas em seus quadros.

    O que interessa, em minha humilde opinião, é onde Dilma, ou Serra, ou Marina, vão colocar prioridade a partir de janeiro de 2010, onde vão tentar deixar suas marcas ao estarem na presidência.

    E aqui é onde perdemos quando entramos neste caminho da baixaria. Essas discussões se perdem. Hoje mesmo não sabemos esses focos. Não temos a menor ideia do que cada um poderá fazer ao assumir essa cadeira que já foi de nomes bons que lá sentaram, como Itamar, FHC, Lula. Podemos criticar todos eles, mas que o país andou pra frente é inegável.

    Quando vejo estas discussões, que são naturais, claro, se sobrepujarem às discussões sobre o que vamos fazer para Educação, para Segurança Pública, para Saúde, para desenvolvimento, para infraestrutura do país, fico pensando em quanta perda de tempo isso tudo gera.

  47. Pax said

    A mim interessa saber, também, o que vamos fazer para reduzir o nível da corrupção no país. Isso sim seria um excelente ponto.

    – um dos itens, nesta questão, é fazer uma reforma política que possibilite uma reforma tributária e fiscal e um acompanhamento efetivo da sociedade sobre os gastos públicos.

    Outro ponto pra mim que interessa saber, para alegrar os amigos liberais do pedaço, é quanto cada candidato está preocupado em estimular a livre iniciativa, muito mais que ficar discutindo a criação de mais estatais. Sim, pra mim é fato. Prefiro que olhemos e reformulemos as agências regulatórias, com uma bela implosão e expulsão dos canalhas que habitam estes postos, e favorecer a livre iniciativa e proteger o interesse do povo com menores preços e maior qualidade dos serviços. (pensem em telefonia e links, pensem em eletricidade, pensem em aviação etc).

    A priori não vejo com bons olhos a criação da Adubobras, da Segurobras… daqui a pouco estaremos falando da Chaveirobras, da Bicicletobras, da Geladeirobras, do Supermercadobras etc.. Isso é coisa pra iniciativa privada, com facilidade para operar, facilidade de abrir empresa, criar emprego, pagar imposto de forma simples, tirar fiscal corrupto da porta da empresa etc etc.

    E nossa segurança pública? Qual candidato tem um plano melhor? Como reformular as polícias? Como ter uma integração da Polícia Federal com as estaduais? Vamos ou não discutir um projeto nacional para unificar polícias civis e militares? Até quando vamos aceitar as corrupções policiais? Quero e muito andar nas ruas e me sentir protegido, pô, direito meu. Antes eu não tinha direito de ter opinião e de expressar estas opiniões, hoje eu não tenho praticamente o direito de andar na rua! Que saco isso.

    E, por fim o mais importante de tudo. EDUCAÇÃO: o que vamos fazer para preparar nossa sociedade para o lugar que vamos ter entre as maiores potências do planeta? Com este nível educacional não chegaremos lá, não há menor dúvida. O modelo que temos hoje não está funcionando. O que precisamos fazer para que todo o país compre a idéia que o capital humano é o foco?

  48. Jorge said

    Carlão, o Psdb tem relações com a Opus Dei? E com a Cia?

  49. Patriarca da Paciência said

    Carlão,

    postei a resposta reclamada por você lá no post do índio amalucado.

  50. Mona said

    Qual o crime de se ter relações com a Opus Dei? Ela é alguma organização terrorista que sequestra, mata, trafica? Está querendo derrubar algum Estado soberano visando implantar uma doutrina fundamentalista católica? Forma guerrilheiros do Senhor para doutrinar todos segundo sua visão particular do mundo e quem não a aceitar será julgado segundo os ditames da Santa Inquisição?
    Se é para seguir nesse rumo, então vamos lá: o PT apóia o apedrejamento de mulheres, de adúlteros e de gays, dadas as suas relações com Ahmadinejad.
    O PT apoia os terroristas da Chechênia (lembra do massacre de Beslam?), a Al Quaeda, o Hamas, o ETA, o genocídio de Darfur, o líder Mugabe.
    O PT apoiava a KGB.
    Agora, vamos bater tudo em um liquidificador e dessa loucura toda vai sobrar o quê mesmo?
    PT – Farcs;
    PT – MST;
    PT – simpatias por projetos totalitários.

  51. Jorge said

    Mona, voce não sabe o que está dizendo. Prefiro pensar isso ao pensar que voce age de má fé.

    Voce sabia que o atual governador de São Paulo, Goldman, do Psdb era do PCdoB? E que há muitos excomunistas no Psdb? Voce sabia que os partidos comunistas sempre combateram o PT pois o PT nasceu criticando o regime soviético?

    Mona, voce precisa se informar melhor. É patético voce dizer que o PT apoia governo totalitários. Patético. Entre no site do PT e consulte os documentos do partido dos anos 1980.

    Voce sabia que os EUA apoiam a Arábia Saudita, que faz o Irã parecer a Disneylândia? Mona, porque voce nunca se perguntou sobre a situação da mulher na Arábia Saudita? E sobre os gays, comunistas, etc?

    Aliás, voce não comentou a cpi do Mst.

    Mona, voces precisam trabalhar com a verdade, isso sim constrói a democracia. A mentira, não. Quem faz política com base na mentira é verdadeiramente totalitário, e aqui no Brasil, quem vem mentindo sem parar é o Serra e a turma dele.

  52. Jorge said

    Sobre a Opus Dei. Eu não quero isso para os jovens do Brasil. Mona, voce não vê mal algum na Opus Dei? Eu não quero isso para o Brasil.

    http://super.abril.com.br/religiao/opus-dei-exercito-papa-447854.shtml

    Uma vez por semana, você terá também de golpear suas nádegas ou suas costas com um chicote. E ainda passará pelo que é chamado de “sinceridade selvagem”: contar aos seus superiores cada pensamento que passa pela sua cabeça, principalmente aqueles segredos mais íntimos, sobre os quais não se comenta nem no banheiro, de porta fechada e luz apagada. Se você não revelar tudo, mas tudinho mesmo, estará mantendo um “segredo com Satanás”.
    As situações descritas acima não ocorrem nos porões de uma ditadura ou no ritual de alguma seita satânica, muito pelo contrário. Elas são rotina nas residências do Opus Dei, onde vivem os chamados numerários – membros da organização religiosa que fazem voto de castidade e estão ali por opção, para “santificar” o mundo. A maioria tem profissão e trabalha normalmente, como outra pessoa qualquer. Mas seus salários vão direto para o Opus. Muitos foram recrutados ainda bem jovens.

  53. emerson57 said

    “No fundo o PT e o PSDB, como já cansamos de falar, são muito mais parecidos que o PT do PMDB e o PSDB do DEM.”

    pax, aqui não concordo.
    psdb no governo foi entreguista e governou mais para as elites.
    o pt no poder distribuiu melhor as riquezas.
    a privatização da siderbras, das estradas, da telefonia e principalmente a da vale do rio doce foi crime de lesa pátria.
    apesar de a direita taxar o lula de ignorante, nunca fomos tão bem representados.

    cada candidato representa uma coisa:
    serra: ele próprio e as elites de sempre.
    marina: representa ela própria, somente.
    dilma: lula.

    das tres opções, dilma me parece a melhor. o povo apoia lula.

    pax, a meu ver a corrupção é privilégio das classes médias para cima.
    o povão não tem acesso.

    educação: acima de todos as outras medidas que deverão ser tomadas, eu gostaria que dilma privilegiasse o acesso da totalidade do povo brasileiro à internet.
    hoje a educação é em grande medida exercida pela rede globo de televisão. e dai não dá para esperar nada construtivo.
    a internet em futuro próximo vai substituir os outros meios de comunicação e aproximar as pessoas. sem a interferência de quem quer que seja.

    carlão, não respondo porque Zbigniew ja respondeu melhor do que eu poderia faze-lo.

    abraço a todos.

    e.t.
    carlão, no brasil muitos candidatos são ligados à sociedades secretas ou nem tanto. essa ligação determina o comportamento e as ações do cidadão. só que eles não declaram isso nos seus currículos.
    será que eles não se orgulham das suas atividades?

  54. Pax said

    Caro Emerson57,

    Desculpe-me lembrá-lo que o PT “deu” muitos ministérios para o PMDB, principalmente para a turma do Sarney, em nome da governabilidade, assim como o PSDB “deu” muitos ministérios para o DEM com o mesmo sentido.

    Vale lembrar também que há corrupção no PT sim. Que o diga o Gilberto Carvalho, secretário particular do Lula, o cara que acorda e dorme ao lado do presidente, num rompante de lucidez e amor ao partido. Merece meu aplauso e o assunto deveria estar na cabeça de todos os petistas, sim.

    Releia a entrevista que o Gilberto deu sobre a comemoração dos 30 anos do partido:

    E a grande perda?

    CARVALHO: O PT nasceu questionando as instituições tradicionais, mas foi adquirindo vícios. Até o vício da corrupção, que infelizmente entrou em nosso partido. Então, de certa forma, houve um assemelhamento, neste sentido, com os outros partidos.

    Este cara, Emerson57, merece muito respeito. Não só pela coragem mas pela visão. Sabe que se o partido não consertar certos rumos tomados, uma hora vai pagar caro por isto. Da mesma forma que o PSDB.

    Diga-me, no fundo da tua consciência: o Sarney não envergonha Lula como o ACM envergonhou FHC?

    Se estou dizendo com isto que um é mais que o outro, no quesito corrupção? Não, um sonoríssimo não. O que estou dizendo é que neste campo há muito que andar e não adianta os simpatizantes caírem nas ladainhas dos líderes que acreditam que “os fins justificam os meios” que a coisa vai melhorar. Tem que reclamar.

    Aceitar tudo não faz bem para ninguém no final da trilha.

  55. Pax said

    O link do que disse acima:

    http://oglobo.globo.com/pais/mat/2010/02/09/gilberto-carvalho-sobre-pt-vicio-da-corrupcao-entrou-em-nosso-partido-915829296.asp

  56. Olá!

    Ao Pax:

    “- O que o Zé Dirceu, o Genoino ou quem quer que seja, querem que os outros pensem de FHC, Serra ou o PSDB?
    — minha resposta: nada, ou quase nada”

    O PT, desde que chegou ao poder, tem feito sistematicamente uma desconstrução factualmente desonesta do governo FHC. Até hoje, é raro ver um petista reconhecer publicamente o tremendo erro que foi defender aquelas maluquices que tal partido pregava quando oposição. Ou vocês se esqueceram do calote da dívida externa, da expulsão do capital estrangeiro e do “Fora FHC e o FMI!!” dos anos de 1990?

    O próprio Lula, sempre que tem a chance de um palanquezinho, dedica as piores brutalidades retórico-falaciosas sobre o governo do seu antecessor e jamais reconheceu que as reformas estruturais feitas pelo FHC é que proporcionaram as condições favoráveis para que o Brasil desfrutasse hoje de uma situação econômica melhor.

    “Nem Dilma, nem Serra, vão destruir o país, nem PT nem PSDB são partidos, hoje, que destruiriam o que já foi construído, o Plano Real, a evolução social, a macroeconomia etc etc.”

    Uma pergunta apenas: Quantas reformas estruturais o governo Lula fez? Por exemplo, quantas das seguintes reformas foram feitas:

    01. Reforma Educacional
    02. Reforma da Saúde
    03. Reforma Tributária
    04. Reforma Fiscal
    05. Reforma Trabalhista
    06. Reforma da Infra-Estrutura
    07; Reforma da Segurança Pública
    08. Reforma Burocrática

    No começo do seu governo, o Lula prometeu que entregaria, mais ou menos, cinco dessas reformas. Após oito anos no governo quantas, de fato, foram entregues? Resposta: Nenhuma.

    Em termos de reformas estruturais, foram oito anos jogados na lata do lixo. E olhem que o atual governo contou com uma conjuntura interna e externa bem mais favorável do que aquela do governo anterior.

    É vergonhoso para um governo que adora números e dados inflados não ter conseguido entregar sequer uma dessas reformas.

    “No fundo o PT e o PSDB, como já cansamos de falar, são muito mais parecidos que o PT do PMDB e o PSDB do DEM.”

    É uma afirmação um tanto estranha. O principal diferencial que há entre PT e PSDB é que este último aceita a idéia de que é o setor privado que deve ficar com a maior parte da tarefa para a geração de riquezas. De todos os partidos que estão aí, o que mais conseguiu modernizar o capitalismo brasileiro foi o PSDB. É um fato histórico.

    Fora que o PT é um partido essencialmente autoritário, basta ver que no programa da Dilma Rousseff entregue ao TSE havia cláusulas que defendiam doidices totalitárias, como o tal do “controle social da mídia”. Esse tal controle não passa, no fundo, de uma busca pelo controle da liberdade de expressão. Não há coisas desse tipo no PSDB.

    Há também a ligação do PT com organizações que pregam a derrubada de governos estabelecidos em um determinado país, basta ver as conexões do partido com as FARC. Isso é um fato.

    Até!

    Marcelo

  57. Pax said

    Caro Marcelo Augusto,

    Você achar que tirar dezenas de milhões da linha da pobreza não é uma reforma estrutural num país, com todo respeito à sua inteligência, é um demérito danado para a visão liberal.

    Esta é uma tremenda reforma estrutural, meu caro. Você teima em esquecer o foco em aumento sistemático do salário mínimo, aumento de crédito etc. E aí, ao menos para mim, tua visão fica tão turva que não consegue ver um país muito melhor, que começou com o Plano Real, lá dos tempos do Itamar…

  58. Olá!

    “A mim interessa saber, também, o que vamos fazer para reduzir o nível da corrupção no país. Isso sim seria um excelente ponto.

    Uma das maneiras de reduzir consideravelmente a corrupção e em tempo recorde seria dar maior liberdade econômica ao setor privado e desconcentrar o poder econômico que atualmente está nas mãos do governo, buscando a diluir tal poder ao longo de toda a sociedade. É bem melhor que haja uma população de investidores do que apenas um “investidor” gigantesco que consome boa parte dos recursos com corrupção.

    Há uma forte correlação entre liberdade econômica e níveis baixos de corrupção. São dois eventos que ocorrem com frequência.

    “- um dos itens, nesta questão, é fazer uma reforma política que possibilite uma reforma tributária e fiscal e um acompanhamento efetivo da sociedade sobre os gastos públicos.”

    Afinal de contas, por quais razões o governo Lula não implementou tais reformas? Pelo menos a política deveria ter sido feita.

    “Outro ponto pra mim que interessa saber, para alegrar os amigos liberais do pedaço, é quanto cada candidato está preocupado em estimular a livre iniciativa, muito mais que ficar discutindo a criação de mais estatais. […]”

    Muito bom o questionamento, Pax. Aqui vai um gráfico mostrando a evolução do índice de liberdade econômica de alguns países semelhantes ao Brasil em certos termos.

    Notem que de 2003 em diante, o índice de liberdade econômica do Brasil vem apenas despencando. Isso significa que o tamanho do governo aumentou e ficou mais difícil para, por exemplo, abrir um negócio. Sinceramente, um governo que se coloca como obstáculo diante do cidadão que quer empreender, gerar riquezas e empregos não é um governo que preza pelo empreendedorismo.

    A Dilma Rousseff já disse que defende um Estado forte e não seria de se esperar dela algo de muito diferente do que está aí no atual governo. Aquela idéia dela de fazer o Ministério do Empreendedorismo em um país com uma das mais elevadas cargas tributárias do mundo faz tanto sentido quanto falar sobre o Ministério dos Direitos Humanos em Cuba.

    Aqui vai a séria histórica do índice de liberdade econômica do Brasil:

    1995. . .51.4
    1996. . .48.1
    1997. . .52.6
    1998. . .52.3
    1999. . .61.3
    2000. . .61.1
    2001. . .61.9
    2002. . .61.5
    2003. . .63.4
    2004. . .62.0
    2005. . .61.7
    2006. . .60.9
    2007. . .56.2
    2008. . .56.2
    2009. . .56.7
    2010. . .55.6

    “[…] Sim, pra mim é fato. Prefiro que olhemos e reformulemos as agências regulatórias, com uma bela implosão e expulsão dos canalhas que habitam estes postos, e favorecer a livre iniciativa e proteger o interesse do povo com menores preços e maior qualidade dos serviços. (pensem em telefonia e links, pensem em eletricidade, pensem em aviação etc).”

    Concordo em 35000%, Pax. As agências reguladoras precisam ser fortalecidas e enxugadas, mas não ao ponto de se tornarem uma espécie de comissáriado soviético. Regulação racional, sem o estrangulamento do setor privado através de medidas esdrúxulas e burocracia estratosférica, dando prioridade e ênfase na criação de mecanismos que garantam a competição e a qualidade dos serviços prestados.

    Na área de telecomunicações, o governo poderia abrir mais espaço para as empresas estrangeiras, dando incentivos fiscais para aquelas (nacionais e estrangeiras) que prestassem serviços nas regiões mais isoladas do país, principalmente para aquelas que fornecessem serviços de acesso à Internet.

    No setor de energia/eletricidade, permitir maior entrada de investimentos estrangeiros nesse setor. Retirar boa parte dos obstáculos que impedem os investidores estrangeiros de atuarem no setor de energia nuclear e outras fontes de energia.

    No setor de aviação/aeroespacial, seria interessante a criação de uma graduação de engenharia de infra-estrutura aeronáutica/aeroespacial em local próximo à Base de Lançamento de Alcântara. Não precisaria ser necessariamente no Maranhão, mas, se fosse, ótimo.

    Ainda nesse setor, firmar uma política de incentivos para a atração de empresas que tivessem interesse em formar parcerias com a EMBRAER para o desenvolvimento conjunto de tecnologias, softwares e etc.

    “A priori não vejo com bons olhos a criação da Adubobras, da Segurobras… daqui a pouco estaremos falando da Chaveirobras, da Bicicletobras, da Geladeirobras, do Supermercadobras etc.. Isso é coisa pra iniciativa privada, com facilidade para operar, facilidade de abrir empresa, criar emprego, pagar imposto de forma simples, tirar fiscal corrupto da porta da empresa etc etc.”

    Concordo, Pax. Adubo, seguros e plano de Internet banda larga são atividades que devem ficar na iniciativa privada. Se essas empresas-bras da vida fossem criadas, seriam, no final das contas, cabides de empregos para os chegados políticos.

    “E, por fim o mais importante de tudo. EDUCAÇÃO: o que vamos fazer para preparar nossa sociedade para o lugar que vamos ter entre as maiores potências do planeta? Com este nível educacional não chegaremos lá, não há menor dúvida. O modelo que temos hoje não está funcionando. O que precisamos fazer para que todo o país compre a idéia que o capital humano é o foco?”

    Nesse ponto, o Estado tem que ser, sim, forte. É uma pena que o atual governo não se gabe tanto da educação quanto se gaba, por exemplo, da Petrobras. Investimentos maciços do governo. É uma das poucas saídas.

    Até!

    Marcelo

  59. Olá!

    Mais uma amostra de como o PT tem conexões com partidos retrógrados e que submetem as pessoas às piores brutalidades:

    O Centro Simon Wiesenthal Critica o Partido dos Trabalhadores (PT) Por Assinar um Acordo com o Partido Baath da Síria — O Centro Simon Wiesenthal Clama ao PT que Denuncie a Cooperação do Regime Sírio com o Terrorismo e com a Proteção de Nazistas Criminosos de Guerra (em inglês e espanhol).

    Claro, os comentaristas mais fanáticos dirão que isso não passa de uma armação do MOSSAD, da CIA, do FBI, com claras ligações à estratégia sionista de dominação mundial através da conspiração UFO-NASA-NutraSweet e etc. . .

    Até!

    Marcelo

  60. emerson57 said

    pax,
    a corrupção é inerente ao homem.
    tenho a eswperança que um dia isso acabe.
    o pt é feito pelo homem…..
    o que digo acima é que o lado conceitual da visão de lula do pt, é a opção pelos menos aquinhoados, é a igualdeade entre a casa grande e a senzala
    é o que diferencia esse governo dos outros.

    houve falhas? respondo várias e de todo tipo.
    ainda assim foi muitissimo melhor que o antecessor.
    a meu ver, quem fez as privatizações da maneira com que foram feitas, deveria estar preso.

    uma provocação:
    quem bateu o martelo na privatização da vale?
    abraço

  61. Jorge said

    Pax, voce esqueceu das universidades federais e escolas técnicas. Até hoje, nenhum país do mundo conheceu uma expansão tão intensa com a que tivemos na era Lula – talvez a Malásia.

    Abaixo, a crise da USP-Leste, universidade criada por Geraldo Alckim em 2006, para fazer frente às universidades federais de Lula. Um fiasco completo.

    http://www.movimentonn.org/jornal/noticia/territoriolivre/2237

    USP LESTE
    Crise na USP Leste põe em xeque o modelo do ensino fragmentário
    Conselho de Redação
    11/07/2010

    A imprensa noticiou essa semana que dois cursos da EACH (Escola de Artes, Ciências e Humanidades), campus da USP na zona leste de São Paulo, estão em crise e sofrendo mudanças apressadas no currículo. Como fica evidente em matéria publicada no Estadão, no último sábado (10/07), a perspectiva desses cursos é tão excessivamente estreita que eles acabam não servindo nem mesmo para inserir profissionais no mercado de trabalho a curto prazo.

    Desde os primeiros anúncios da construção do campus da USP na zona leste, o projeto de uma USP de “segunda linha”, com cursos de caráter mais restrito e especializado que os cursos tradicionais, foi atacado por muitos estudantes da universidade.

    Um dos primeiros projetos para a USP Leste revoltou os estudantes da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo por propor cursos de “arquitetura paisagística” e “arquitetura de interiores”. Ao contrário da formação ampla do arquiteto-urbanista, como no projeto original da FAUUSP, e que se alinha à tradição da arquitetura moderna e da Bauhaus, a proposta para a USP Leste era de cursos profissionalizantes fragmentados.

    No mesmo sentido, no projeto pedagógico final, realizado para a abertura da EACH, ao invés de um curso de Medicina, ou mesmo de Enfermagem, foram criados cursos de Obstetrícia e Gerontologia.

    Além do caráter estritamente mercadológico, um dos argumentos contra a fragmentação e o caráter técnico desses novos cursos era que os currículos certamente se tornariam defasados pouquíssimo tempo após a formação dos estudantes.

    Agora, depois de dois anos da formação da primeira turma de Obstetrícia, os formados não conseguem emprego nem registro na entidade de classe, e a USP foi obrigada a sair correndo para fazer alterações no currículo. O curso terá a duração ampliada e o currículo amplamente alterado para que os formados sejam aceitos profissionalmente como enfermeiros. A situação é tão absurda que mesmo os já formados terão que cursar mais um ano para “revalidar” seus diplomas e tentarem uma sorte melhor no mercado.

    Segundo o Estadão, a Comissão de Graduação da EACH já fala em mudanças semelhantes também no curso de Gerontologia.

    Quanto tempo demorará até que crises como essa atinjam outros cursos, na USP e em todas as universidades que “inovam” com essas faculdades de “formação superior em calçados”, “tecnologia sucro-alcooeira”, “gestão ambiental e agronegócio” ou “tecnologia têxtil e da indumentária”?

  62. Olá!

    Pax:

    “Você achar que tirar dezenas de milhões da linha da pobreza não é uma reforma estrutural num país, com todo respeito à sua inteligência, é um demérito danado para a visão liberal.

    Esta é uma tremenda reforma estrutural, meu caro. Você teima em esquecer o foco em aumento sistemático do salário mínimo, aumento de crédito etc. E aí, ao menos para mim, tua visão fica tão turva que não consegue ver um país muito melhor, que começou com o Plano Real, lá dos tempos do Itamar…”

    Pax, correlação não é causalidade.

    Por exemplo: Nos meses de verão há um aumento na quantidade de sorvete consumida e também na quantidade de afogamentos. Porém, isso não quer dizer que tomar sorvete cause afogamento e/ou que a pessoa se afoga e depois vai tomar um sorvetinho.

    Há um terceiro fator por trás disso que explica o aumento nesses dois fenômenos e tal fator é o verão: Nos meses de verão faz mais calor e é natural que as pessoas consumam mais sorvete. Assim como nos meses de verão as pessoas têm mais contato com a água, pois é a época do ano em que as praias, os balneários, os clubes e etc. são mais frequentados, daí ser natural que haja mais pessoas se afogando.

    O mesmo vale para essa situação que você descreveu: A retirada de milhões da linha da pobreza, o aumento do salário mínimo, o aumento do crédito e o governo Lula são eventos que ocorreram simultaneamente, mas não possuem uma relação de causalidade entre si, já que isso ocorreria fosse quem fosse que estivesse na presidência.

    Há um terceiro fator por trás disso que explica a retirada desses milhões da linha da pobreza, o aumento do salário mínimo e do crédito: As reformas estruturais feitas no governo anterior, bem como a melhoria das conjunturas internas e externas. O governo Lula não tomou nenhuma medida para que essas coisas acontecessem, apenas teve a sorte de estar no poder quando isso ocorreu.

    Até!

    Marcelo

  63. Mona said

    Caramba, Jorge, eu creio que nem a própria Opus Dei sabia que estava com essa bola toda junto à juventude brasileira… pelo que li do seu link, a tática é bem gramsciana: vai comendo as instituições – e/ou todas as esferas em que seu membros conseguem penetrar – por dentro. Um verdadeiro terror!
    A meu ver, você pode ficar bem descansado, porque, para ser da Opus Dei, primeiro você tem que ser católico. E, se existe um ser que está em extinção, é o católico. Acho que a última convertida é a Dilma…

  64. Elias said

    Pax,

    Ófitopique (mas não muito).

    Li há pouco isso aqui.

    ============================

    Educação freia avanço do Brasil

    Deficiências em infraestrutura e educação estão entre os principais “desafios” que o país precisa enfrentar para crescer de maneira sustentável, avalia um relatório da consultoria britânica Economist Intelligence Unit (EIU) divulgado nesta segunda-feira

    ===============================

    Por nada, não. Mas é que te “conheci” dizendo exatamente a mesma coisa, sem relatório de consultoria britânica.

    Aliás, consegui uma cópia do tal relatório. Vou ver se descolo um tempo pra dar uma lida.

    Chesterton,

    Agora posso falar com segurança.

    Parece que a canoa do índio fez água.

    Tudo faz crer que o Serra empacou mesmo e foi ultrapassado.

    Pelo que sei, o próprio Data Folha já vai reconhecer isso.

    Só espero que a torcida oposicionista não passe a dizer que o Data Folha lulou, que ele não é confiável, que suas pesquisas são tendenciosas, etc, etc.

  65. Pax said

    Caro Jorge,

    Você tem toda razão, o Alckimin é realmente um fracasso em Educação. E São Paulo vai elegê-lo de novo, talvez em primeiro turno. Bem provável.

    Bem que o Brizola dizia que São Paulo é um estado malufista.

  66. Pax said

    Caro Marcelo Augusto,

    Você deu mais volta que bolacha em boca de velho e anda variando de opinião como o vento. Já concordou que o país está melhor e agora volta atrás?

    A Democracia, esta morena gostosa de seios fartos, coxas grossas, calores intensos, é custosa mesmo. Estamos num processo demorado e ele acontece, sim.

    As torcidas organizadas têm lá suas opiniões mais calorentas, e tem mais é que ter, ou, em outras palavras, têm todo direito de ter opiniões com calor, enfim, faz parte do jogo. Eu prefiro olhar criticamente para tudo, seja para um lado ou outro, qualquer lado.

    Não acho que os governos do Itamar e do FHC tenham sido lá ruins não. Erraram? Claro que sim. Acertaram? Claro que sim. E o governo Lula acertou também muito mais que errou. Aqui eu concordo com o Gilberto de Carvalho em todos os níveis. O grande erro foi ter permitido que o vírus da corrupção adentrasse. E adentrou mesmo.

    Hoje o comando do PT não é o comando que eu gostaria que fosse, digo isso a quem quiser ouvir, falo e repito diuturnamente. Mas nem por isso tapo os olhos para a realidade que vivemos num país muito melhor que antes. Mas põe muito melhor nisso. Desacreditar que Lula colocou foco nas parcelas mais carentes da população e que isto deu um tremendo resultado é tapar o Sol com peneira. Aliás, aqui é um dos erros crassos quando Serra resolve dar uma de infanto-juvenil e seguir o destrambulhento Indio. Volto minha tese, neste caminho só se ferra. Vai explicar que focinho de porco não é tomada para um cara que passava fome e hoje compra saco de cimento pra bater uma laje nova do barraco? É dar murro em ponta de faca.

    Um cunhado meu, nada politizado mas um cara inteligente, arquiteto etc, enfim, esteve (nem sei se já voltou) no NE. Disse que estava num show e que anunciaram que o Lula estaria chegando sei lá onde. O show popular simplesmente esvaziou, todo mundo foi ver o Lula. Isso não acontece de graça, isso acontece porque o cara acertou com essa turma, além do fato de ser um comunicador impressionante (coisa que nem DIlma, nem Serra e nem mesmo Marina são).

    Mas não é por isso que deixo de sentar o pau onde acho que devo sentar o pau. Até tiro tomei na rua Uruguaiana brigando pelo meu direito à opinião e expressão nos tempos da ditadura. E não será um governo muitíssimo popular que vai me impedir de dizer que o partido precisa fazer um dever de casa, uma faxina, e retomar seus princípios. Se precisa fazer uma reforma política para isso, que faça. Enfim, assunto pra mais de metro.

  67. Logan said

    A Datafolha pra mim perdeu prestígio em 2006 quando dava Paulo Souto vencendo em primeiro turno pra governador aqui na Bahia e o resultado foi Jacques Wagner em primeiro turno.
    Sem teoria da conspiração mas isso é um erro muito esdrúxulo pra qualquer instituto de pesquisa minimamente competente.

  68. Jorge said

    Mona, eu sou católico. Mas não sou pela Opus Dei, não. Também não me agrada a idéia de ter um governador que dá chibatadas na bunda e prestas contas de tudo que faz a um poder que não tem nada de democrático, muito pelo contrário. Entre o povo de São Paulo e a Opus Dei, será que o governador escolheria quem?

    Vou acreditar que voce é uma pessoa de boa-fé e agora irá prestar mais atenção na Arábia Saudita e outros aliados dos EUA que não respeitam nem um pouco a democracia e os direitos humanos. Inclusive, se voce colocar no google, Irã, contras, Reagan, verá quem manteve relações nada edificantes com o Irã. É preciso ser muito ingênuo para acreditar que o Brasil deva fazer tudo o que EUA querem na política externa. Ou então, ter relações muito próximas com os EUA.

    Pax, acho que o Alckmim é favorito, mas não deve levar no primeiro turno, não. A turma da Força Sindical já criou o voto Dilmim, mas acho que o Mercadante deve ter a mesma votação que Dilma, e ela já tem 31% em SP. Acho que Dilma chega aos 40% e o Mercadante, uns 35%. Mas isso não importa.

    São Paulo não é malufista, não, inclusive, derrotou Maluf várias vezes – em 1998 o Mario Covas ganhou do Maluf com apoio do PT, inclusive. Em 2000 Marta Suplicy ganhou do Maluf também. Agora há muitos malufistas por aqui, sem dúvida.

    Violência e corrupção: não sei quais são as propostas dos candidatos sobre esses pontos.

  69. Olá!

    “[…] Já concordou que o país está melhor e agora volta atrás?”

    Pax, o grande mérito do atual governo foi ter abandonado aquelas maluquices que o PT tanto defendeu quanto oposição durante o governo FHC. Reconheço que houve melhoria na qualidade de vida geral da população, mas isso aconteceu apesar do governo Lula e não por causa de tal governo. É o lance que comentei mais acima sobre correlação e causalidade. São coisas diferentes e correlação não implica em causalidade.

    “Não acho que os governos do Itamar e do FHC tenham sido lá ruins não. Erraram? Claro que sim. Acertaram? Claro que sim. E o governo Lula acertou também muito mais que errou. […]”

    Seria interessante pegar o contexto em que esses três governos ocorreram.

    Os governos Itamar (um prólogo do que seria o governo FHC) e FHC tiveram que debelar uma inflação crônica que assolou todos os governos desde a redemocratização. O governo FHC sofreu com as intermitentes crises nos mercados externos, o que ocasionou fuga de dólares justamente em um momento em que o país precisava deles para ajudar na consolidação do Plano Real e alta inflacionária era sempre uma ameaça no horizonte. Foi uma época em que o mundo todo cresceu pouco.

    O governo Lula é o primeiro governo desde a redemocratização que não teve que lidar com o fenômeno hiperinflacionário como fizeram os seus antecessores. A conjuntura externa era outra e favorável ao crescimento econômico, sem contar que nesse período houve uma maior demanda por commodities nos mercados externos e o Brasil pôde aproveitar esse embalo. Não houve tantas crises como na década anterior e a crise de 2008/2009 teve seu impacto amenizado exatamente por causa das reformas implementadas no governo anterior, que permitiram ao Brasil uma maior robustez diante desses cenários adversos. Nenhuma dessas reformas foram originadas no governo Lula, tanto isso é verdade que as bases econômicas atuais são as mesmas lançadas no período FHC. Isso é um fato.

    “[…] Aqui eu concordo com o Gilberto de Carvalho em todos os níveis. O grande erro foi ter permitido que o vírus da corrupção adentrasse. E adentrou mesmo.”

    Aqui é demonstração gratuita de ingenuidade sua, Pax. Vale lembrar que o maior escândalo de corrupção que assolou o PT, o Mensalão, tem bem mais a ver com a natureza autoritária e totalitária do PT do que com supostos erros que permitiram que a corrupção tomasse conta do alto escalão do partido.

    O Mensalão foi, na real, uma tentativa do poder executivo de anular o poder legislativo, Pax. Isso é coisa de pessoas que não respeitam os valores democráticos e republicanos que dizem que os poderes devem ficar diluídos ao longo da sociedade e separados para que o sistema de pesos e contrapesos funcione. Quando um partido monta um esquema de corrupção para avacalhar com esse sistema dá sinais claros de que não respeita esses valores e procura deturpá-los, algo típico de movimentos políticos que se utilizaram do totalitarismo e do autoritarismo para se perpetuarem no poder.

    O Mensalão foi, acima de tudo, a coisa mais próxima a um golpe desde aquele dado pelos militares em 1964.

    Pax, você citou o caso das pessoas pobres que hoje podem comprar um saco de cimento para dar uma melhorada na casa e do show que esvaziou por causa de um comício do Lula. Uma pergunta: Qual a reforma que o atual governo fez para que isso fosse possível?

    Se os governos anteriores não fizeram algo com a mesma profundidade não foi por desamor aos pobres ou por maldade. Simplesmente, não havia recursos disponíveis para implementar programas de auxílio de renda com o mesmo alcance que o atual governo faz.

    Outra: Você, Pax, afirmou que o Lula acertou com o pessoal mais carente e etc., porém, se você for ver como andam a educação e os serviços de saúde que essas pessoas têm acesso, você concluirá que, nesses outros quesitos, o desempenho do atual governo é pífio. Afinal de contas, é mais fácil dar Bolsa Família e se gabar da Petrobras do que atender as necessidades reais da camada mais pobre da população.

    Saúde e educação, eis duas reformas estruturais que o atual governo poderia ter feito, pelo menos uma delas, mas não fez.

    No geral, o saldo final do governo Lula é esse: Acertou onde não mexeu, tanto na economia quanto nos programas sociais. Não foi capaz de entregar à posteridade nenhuma reforma estrutural, pois reformas desse tipo custam, inevitavelmente, popularidade e o atual presidente não teria coragem de fazer reformas em detrimento da perda de popularidade que isso ocasionaria. Colheu frutos que não plantou e nem ajudou a plantar, ao contrário, os combateu furiosamente quando oposição, chegando ao ponto de apelar para a sabotagem política para que as reformas não fossem feitas.

    Até!

    Marcelo

  70. Olá!

    Faltou completar um parágrafo do meu comentário anterior:

    Pax, você citou o caso das pessoas pobres que hoje podem comprar um saco de cimento para dar uma melhorada na casa e do show que esvaziou por causa de um comício do Lula e do prestígio que ele tem nos segmentos mais populares por ter dado atenção às camadas mais carentes. Uma pergunta: Qual a reforma que o atual governo fez para que isso fosse possível?”

    Até!

    Marcelo

  71. Carlão said

    49 Paciência, Patriarca
    “O PT vai responder de maneira oficial e formal, mas essas coisas demoram um pouco”.
    Enquanto isso nenhum próspero dirigente do PT vem a público desmentir ou confirmar a ligação do PT com as FARC.
    Não vão se pronunciar NUNCA como até as iguanas de Cuba, minhas vizinhas, já sabem.
    Sabe por que meu caro Patriarca?
    Porque não podem confirmar nem desmentir:

    Se confirmar,o PT deixa claro sua cumplicidade com o narco-terrorismo e fica mal na foto. Junto com Chaves.

    Se negar terá problemas com Chaves e terá que explicar porque uma Ministra Chefe da Casa Civil do governo, praticou PREVARICAÇÃO ao favorecer indiretamente um narco-terrorista das Farc “asilado” no Brasil, fato comprovado.Dilma será processada.
    Vão enrolar e enrolar “essas coisas demoram um pouco”…LOL

    Breaking News: Agora o PT quer censurar a Folha.
    “Liderada pelo PT, a coligação partidária de Dilma Rousseff enviou à Folha uma “notificação extrajudicial”.No documento, advogado do consórcio pede que seja retirado do portal Folha.com um vídeo com declarações incômodas feitas pelo vice de José Serra.
    Melhor faria o PT se escalasse um de seus quadros para responder, de forma convincente, às acusações de Índio. Diria, a plenos pulmões, algo assim:
    O partido já cultivou laços ideológicos com as Farc. Hoje, renega a guerrilha, rendida à prática de crimes hediondos e financiada pelo comércio de cocaína.
    Curiosamente, o PT prefere censurar notícia velha a produzir uma página nova” (Josias de Souza)
    .

    Agora você já sabe porque.
    O Josias diz que ainda não sabe e “nem quer saber”. Continua curioso.
    LOL

  72. Chesterton said

    Pensando bem…

    …Lula negociando conflito com as Farc é o mesmo que o PCC mediar os confrontos nas favelas do Rio.

    chest- do Claudio Humberto, outro além do Gaspari a ligar o PT às drogas (que drogas…)

  73. Jorge said

    Carlão,
    Voces são totalitários, querem fazer política com base na mentira.

    Carlão, voce não comentou nada sobre a Cpi do Mst, lembra dela? Lembra o que diziam e o que foi apurado? Somente mentiras e mentiras sobre o governo e os movimentos sociais.

    Logan, ninguém consegue apontar um erro do Datafolha favorável ao PT, é curioso, não é?

    Patriarca, os totalitários pretendem manter a campanha no plano da mentira e da farsa. Repetem o que diziam em 1989, 1994, 1998, 2002, e imaginam que o povo não tem discernimento. É nosso dever, como democratas, combater a mentira e a falsidade.

  74. Mona said

    Jorge,
    no que se refere ao MST, tenho algumas questões a fazer, independentemente de CPI, uma vez que esse instrumento legislativo não tem o condão de legitimar ou não aquilo que é investigado, considerando tratar-se de forum principalmente político, sujeito a conveniências de ocasião:
    – as invasões, as depredações que nelas acontecem, a destruição de áreas plantadas e o morticínio dos animais são legais? Você pode até achar que elas se justificam sob um pretexto ou outro, mas elas são legítimas?
    – as ocupações e depredações que ocorrem prédios públicos, a exemplo do Congresso, sedes e/ou representações do INCRA, sede do MDA, etc, etc, são legais? De novo, você pode até achar que elas se justificam sob um pretexto ou outro, mas elas são legítimas?
    – tais atos são financiados com dinheiro repassados ao governo para ONGs que dão apoio ao movimento. Esse dinheiro é produto de tributos pagos por toda a sociedade; esse dinheiro está financiando atividades ilegais. Você acha isso correto?

    Note que não se trata de “criminalização dos movimentos sociais”, mas de reconhecer que alguns movimentos sociais, em seu ativismo, cometem crimes e que devem responder por isso. Se eles não têm existência jurídica, as pessoas físicas que o compõem têm, e elas devem, sim, responder por todo e qualquer ato que traga prejuízo a terceiros, por todo e qualquer ato que se configure um crime.
    Ou só valem os direitos dos engajados a alguma causa? Que raios de democracia é essa?

  75. Elias said

    De qualquer modo, daqui por diante a ligação do PT com o narcotráfico deixará de ser motivo para polêmicas.

    Afinal, agora Índio, o Doido, terá oportunidade de provar essa vinculação em juízo.

    Aliás, ele nem deveria esperar que fosse processado para apresentar essa prova. Como bom cidadão que ele pretende — e agora precisa — demonstrar que é, Índio, o Doido, já deveria ter formalizado sua denúncia à Justiça.

    Sem problemas. Pelo claudicar de sua canoa, parece que esse Índio, o Doido, mesmo quando tarda, falha…

  76. Elias said

    Jorge,

    Tem outra coisa que você precisa levar em conta.

    Por exemplo:

    1 – Quantas pessoas o MST já assassinou?

    2 – Quantos militantes do MST já foram assassinados?

    3 – Quantos assassinos de militantes do MST já foram punidos?

    Pois é, né?

    É preciso entender que assassinar — ou mandar assassinar — essoas é crime.

    Não se pode matar ou mandar matar pessoas assim, sem mais nem menos, e continuar impune.

    Ficar reclamando das invasões sem mencionar os assassinatos não parece lá coisa muito decente. Nem justo.

    Ou como disse um certo juiz federal daqui do Pará: “Um sujeito que rouba uma lata de sardinha num supermercado, porque sua família não tem o que comer, está cometendo um crime. Um indivíduo que sonega alguns milhões de reais de impostos, também está cometendo um crime. Já um juiz que não percebe a diferença entre os dois crimes é imbecil ou desonesto, indigno da função que ocupa.”

    Ou, como dizia um professor de Iniciação à Ciência do Direito, em minha remota juventude: “Lei é uma coisa; Justiça, outra.”

  77. Mona said

    Elias,
    existem assassinatos cometidos por pessoas do MST, sim. Pesquise no google um fato ocorrido em Pernambuco.
    Agora, faço uma outra pergunta, lógico que aberto a todos: a única infração que pode ser alçada à categoria de crime é o homicídio? Invasão, depredação e destruição de patrimônio privado e/ou público não contam? Portar armas ilegalmente(de fogo, viu? Vide Zé Rainha) não conta? Ou, na lógica de alguns, o crime só existe quando é praticado contra “um dos nossos”?

  78. Chesterton said

    Mona, Mona, Elias é um funcionário público de repartição que fica o tempo inteiro do expediente a surfar pela internet as custas do contribuinte. Você não vão conseguir extrair dele um diálogo racional.

  79. Patriarca da Paciência said

    “Elias é um funcionário público de repartição que fica o tempo inteiro do expediente a surfar pela internet as custas do contribuinte.”

    o Chesterton demonstra claramente que não entende nada de realidade brasileira.

    Eu conheço os dois lados e, posso dizer de cadeira, que os profisionais mais dedicados e mais produtivos do Brasil estão no serviço público e nas estatais.

    Esse preconceito bronco só desmerece quem o carrega. Nunca vi tanto apadrinhamento, tanto jeitinho, tantos medíocres ocupando altos cargos, apenas porque eram protegidos dos “grandões”, como nas empresas privadas. Tenho longos anos de empresas privadas.

    Afora as camuflagens, subfaturamentos, sonegações etc.

    É claro que há boas empresas privadas e bons funcionários, mas boa parte dos funcionários das empresas privadas trabalham apenas para o chefe ver.

  80. Jorge said

    Mona, fico satisfeito que voce apresente a discussão sobre o Mst de forma racional, sem tentativas de demonização. O Mst perdeu força no governo Lula, pois vivemos uma fase de pleno emprego, o que diminui o número de pessoas que, desesperadas, somente tinham na invasão uma saída para a miséria. Agora espero que voce siga a sua premissa e também declare como criminosos fazendeiros que grilam terra, que usam armas, etc.

  81. Olá!

    Eita! MST é uma dessas forças retrógradas que as esquerdas e o PT abrigam em seu íntimo. Aliás, se tem uma reforma estrutural tão alardeada pelas esquerdas e utilizada como bandeira política é, exatamente, a reforma agrária. Pergunta: Por quais motivos mais essa reforma não foi feita e/ou iniciada no atual governo?

    O MST é um “movimento” que não quer saber de reforma agrária e coisas tais, muito menos fazer com que seus militantes se tornem pessoas produtivas e geradoras de riqueza. O que o MST quer, de fato, é manter essa gente escravizada para sempre. Para o MST, manter sua base de militantes é muito mais importante do que atingir as causas que eles defendem, já que o “movimento” não pode acabar. Daí que o objetivo desse movimento esteja, eternamente, no futuro do pretérito e jamais será alcançado, pois alcançá-lo seria tirar o instrumento através do qual seus mentores intelectuais expressam o ódio àquelas pessoas que possuem méritos e qualidades pessoais que eles próprios não têm.

    Não raro, os tais “movimentos” “sociais” possuem em seus quadros de liderança pessoas de origem privilegiada. Vejam, por exemplo, o caso do João Pedro Stédile. É uma pessoa que estudou em uma das mais caras universidades privadas do Brasil (PUC-RS), tem acesso fácil às estruturas de poder (coisa geralmente reservada aos economicamente poderosos, como o Abílio Diniz), tem um padrão de vida muito acima daquilo que, geralmente, é visto nos acampamentos de lona do MST e etc. Sem contar os milhões que foram repassados ao MST nos últimos anos.

    Essa alta cúpula desses “movimentos” “sociais” não hesita em utilizar os militantes como massa de manobra em suas ações. Quem não se lembra da invasão e depredação dos laboratórios da Aracruz em 2006? E qual foi a reação do Stédile:

    ” — As companheiras, mulheres, estão de parabéns porque tiveram coragem de fazer um ato para chamar a atenção da sociedade […]”

    E da destruição dos pés de laranja da Cutrale, lembram?

    A destruição do laboratório da Aracruz e a destruição dos laranjais da Cutrale têm pouco a ver com a causa defendida pelo MST, sem contar que pouco ou nada ajudam nesse sentido. Talvez, esse movimento esteja sob uma crise de identidade.

    Apesar disso tudo, o problema continuará, pois haverá, novamente, ações desse tipo vindas do MST.

    Aliás, alguém aqui saberia onde há dados com informações sobre a quantidade de invasões do MST ao longo dos anos? Seria interessante se alguém pudesse arrumar esses dados dispostos em uma séria histórica ou dissesse onde tais dados podem ser encontrados.

    Até!

    Marcelo

  82. Mona said

    Jorge,
    não tenho opendão de declarar quem age como criminoso. Quem faz isso é a justiça. Isso é que os simpatizantes do MST têm dificuldade em compreender. O fato de a fazenda Santa Bárbara ser do Grupo Opportunity não legitima a sua invasão, nem sua depredação; a suspeita de a Cutrale ter sido erigida em terras griladas não legitima sua invasão, nem a destruição de hectares de cítricos plantados; o fato de a Monsanto ser uma multinacional, que faz pesquisa com bioteconologia para aumentar a produtividade das lavouras, não legitima a destruição de mudas objeto de projetos de pesquisa; o fato de a Aracruz Celular plantar eucalipto para a fabricação de papéis não legitima a invasão de suas áreas e a destruição de hectares de eucaliptos.
    No que se refere às terras griladas existem instâncias na justiça que definirão se o processo de sua aquisição tem ou não vícios; no que se refere à fazenda do grupo Opportunity, o princípio contábil da entidade (cada um é cada um e as pessoas jurídicas e físicas não se confundem) tem que ser preservado e o Daniel Dantas deve responder por suas ações, após ser julgado por elas na esfera competente. No que se refere à Monsato e à Aracruz, a única explicação à ações mstistas e da Via Campesina contra elas se encontra no plano puramente ideológico – nem o “direito achado na rua” pode ser aqui avocado.
    No mais, assino abaixo do que o Marcelo Augusto escreveu acima. O MST é um movimento que se alimenta daquilo que ele afirma combater, porque se o motivo faltar, ele desaparece; como a sua cúpula vive economicamente desse paradoxo, alimentada por verbas públicas, não lhe é interessante que o conflito que o motiva desapareça. E assim vai fazendo seus “abris vermelhos”, vai fazendo suas ocupações de prédios públicos, vai tentando se tornar mais importante do que é via ações espetaculosas e via imposição de idéias em instâncias político-partidárias que integram o governo, tal como aconteceu no 3º PNDH.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: