políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Quadrilhagens

Posted by Pax em 24/08/2010

Há quem não goste do Ficha Limpa. Direito deles. Há quem entenda que somente os condenados em última instância devem ter os direitos políticos cassados. Entendimento deles.

O meu e de mais uma enorma parcela da sociedade civil é que o Ficha Limpa deve ser aperfeiçoado, mas preservado. Não acredito que políticos condenados por um colegiado devam ter o direito de se candidatar. Lembro que todos os barrados pelo Ficha Limpa podem recorrer, existe instância superior. Então que provem no STF que focinho de porco não é tomada. Até lá o bom senso diz que é melhor mantê-los afastados dos processos eleitorais.

Nos dois exemplos abaixo tipificam-se muito bem os motivos da turma que torce para que políticos Ficha Suja sejam mantidos à uma enorme distância de cofres públicos.

Estadão: Relatório da PF classifica Arruda e aliados de quadrilha

Documento diz que ex-governador encabeçou organização criminosa para desvio de verba pública e inclui deputados que buscam reeleição

Um ano depois do início da investigação sobre o esquema de corrupção no Distrito Federal, a Polícia Federal concluiu o relatório final que aponta o ex-governador José Roberto Arruda como o chefe de uma “organização criminosa” para desviar recursos públicos por meio de empresas contratadas pelo seu governo.

A conclusão da PF, obtida pelo Estado, inclui deputados que disputam a reeleição dia 3 de outubro e afirma que Arruda e seus aliados se enquadram em “formação de quadrilha” e “corrupção passiva” para obter “vantagens espúrias”. “José Roberto Arruda encabeçava uma organização criminosa voltada à captação de dinheiro bancado por empresas contratadas”, diz a PF.

Continua no Estadão…

Folha: Garotinho é condenado a dois anos e meio de prisão por formação de quadrilha

HUDSON CORRÊA

A Justiça Federal do Rio condenou o ex-governador Anthony Garotinho (1999 a 2002) a dois anos e seis meses de reclusão por formação de quadrilha.

A Procuradoria da República havia denunciado o ex-governador em maio de 2008 por “garantir politicamente a manutenção” de um grupo na chefia da Polícia Civil que não reprimia jogos de caça-níqueis no Rio, além de promover corrupção e lavagem de dinheiro.

Continua na Folha…

Anúncios

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: