políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Dilma vai a 54%, Serra tem 22%

Posted by Pax em 14/09/2010

Dilma sobe 1%, Serra desce 1% na pesquisa Tracking Vox Populi/Band/iG. Marina também desce 1%.

Os colegas que torcem por Serra reclamam a trazem análises e pré-julgamentos sobre o noticiário da Erenice Guerra, ministra-chefe da Casa Civil e ex-assessora braço direito da candidata Dilma. E têm razão em suas cobranças, há que se explicar o envolvimento de filhos e irmãos atuando em contratos com o governo. Lula se reuniu com sua ministra e a manteve, mas pediu para que reagisse rapidamente sobre o caso. Uma pré-fritura?

Os colegas que torcem por Dilma reclamam onde sobre a discussão do programa de governo do Serra. E têm, também, razão. A campanha tucana não apresenta nada a não ser denúncias e as pesquisas parecem mostrar que este caminho não está funcionando. Nem mesmo a cúpula tucana está gostando do desempenho do candidado.

Lula convoca os brasileiros, do alto de seus 80% de aprovação, para extirpar o partido Democrata: “São pessoas que alimentam o ódio. Nós precisamos extirpar o DEM (Democratas) da política brasileira”. Um prato frio de vingança pela afirmação em 2005, durante a fogueira do mensalão, quando Jorge Bornhausen afirmou: “A gente vai se ver livre desta raça por, pelo menos, 30 anos”.

Lula também afirmou que o governo não tolera a corrupção: “Quando tem roubo a gente pega, vocês viram o que aconteceu agora no Amapá. Só tem um jeito de bandido não ser preso nesse país, é ele não ser bandido, porque se for bandido e a gente descobrir, a gente pega”. Neste caso específico comentava o caso do Amapá onde o Governador e o ex-Governador tiram uma temporada na cadeia por desvio de verbas da União para Educação.

Entre mortos e feridos nesta batalha campal de escândalos de todos os lados, quem sai ferido é o coitado do eleitor ao perder a chance de discutir com os candidatos compromissos para o próximo governo.

Tracking Vox Populi/Band/iG: Dilma vai a 54%; Serra tem 22%
Dentro da margem de erro, candidata petista subiu um ponto percentual com relação à última medição; Serra foi de 23% para 22%

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, oscilou um ponto percentual no tracking Vox Populi/Band/iG desta segunda-feira (13) e passou de 53% para 54% das intenções de voto. Já o tucano José Serra foi de 23% para 22% na preferência do eleitorado.

A presidenciável Marina Silva (PV) caiu um ponto e foi de 9% para 8%. Os outros candidatos somaram 1%, mesmo número da última pesquisa. Brancos e nulos passaram de 5% para 4%, enquanto o número de indecisos oscilou de 10% para 11%.

Dilma Rousseff aparece à frente do tucano em todas as regiões do País, sendo que o melhor desempenho da petista é no Nordeste, com 74% da preferência do eleitorado, contra 14% de Serra.

Na pesquisa espontânea, Dilma aparece 27 pontos percentuais à frente do tucano, com 44% das intenções de voto, enquanto Serra tem 17%.

A oscilação dos candidatos na pesquisa de hoje está dentro da margem de erro, que é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Continua no iG

Atualização: Nova pesquisa CNT/Sensus acaba de ser divulgada pelo Estadão.

Dilma segue na frente com 50,5% das intenções de voto, indica CNT/Sensus
Petista mantém liderança, enquanto Serra aparece em 2º, com 26,4%, e Marina tem 8,9%

Anúncios

82 Respostas to “Dilma vai a 54%, Serra tem 22%”

  1. Patriarca da Paciência said

    Ou seja,

    está mais que provado que baixaria não rende votos, tampouco oportunismo, como no caso da Marina.

    Mas esse pessoal é mesmo cabeça dura!

  2. Elias said

    Pax,

    Como a gente vem dizendo há uma pá de tempo, o negócio é que, surpreendentemente, o PSDB errou feio em suas avaliações políticas.

    1 – Apostou que Serra seria capaz de costurar um mínimo de unidade no PSDB.

    2 – Apostou que o Lula não seria capaz de transferir mais do que 15% das intenções de voto (em contrariedade à opinião de FHC, que esperneou, foi aos jornais e acabou se isolando dentro do PSDB).

    3 – Apostou que, uma vez fora do ministério, Dilma estagnaria.

    4 – Apostou que Marina roeria votos do PT, à esquerda.

    5 – Apostou na agenda negativa, sem atentar para a fragilidade dessa estratégia, diante de um índice de aprovação do governo sempre próximo de 80% (é como estar vendo uma partida de futebol, com um time ganhando de 8 x 0 e, quase ao final do 2º tempo, ficar berrando que o time vencedor não presta, que não sabe jogar, que o treinador é burro, que vai perder a partida, etc.).

    6 – Apostou que Aécio acabaria concordando em aceitar a vice, o que proporcionaria densidade eleitoral a Serra.

    7 – Apostou que a linha “hidrófoba”, característica de alguns jornalistas e blogueiros histéricos, amalucados e politicamente primários, poderia impulsionar a campanha.

    8 – Apostou que poderia chegar ao 2º turno pendurando a campanha em escândalos fomentados por jornais e revistas de grande circulação.

    Este último foi, talvez, o mais grosseiro (em mais de um sentido) de todos os erros.

    Em vez de fazer política, Serra e o PSDB se penduraram de vez
    nesses jornais e revistas, sem aparentemente perceber que a capacidade dos ditos cujos de formar opinião já havia batido com a cabeça no teto há muito tempo.

    Durante 8 anos, esses jornais, revistas, jornalistas e blogueiros, não fizeram outra coisa senão anunciar o iminente desastre que seria a gestão Lula, sempre apresentado como alguém incapaz, de reduzida capacidade intelectual, etc. A partir de um determinado momento, até começaram a dizer que, de fato, nem era o Lula que governava o país…

    Pior do que dizer tanta bobagem, foi que os tucanos, aparentemente, passaram a acreditar nas bobagens que eles mesmos inventaram.

    A insistência monocórdica, quase maníaca — monomaníaca, aliás –, com que essas bobagens foram repetidas, acabou por banalizá-las. E descredenciá-las.

    Ainda pior: as mesmas bobagens funcionaram no sentido inverso ao que esperavam seus autores, porque acabaram fixando pra eles a imagem elitista, preconceituosa e pernóstica. Antipática ao extremo.

    Mais que ainda pior: os fatos se encarregaram de desmentir, sistematicamente, as avaliações dos geniais analistas tucanos & adjacências. Os desastres que eles anunciaram não só não vieram, como o Brasil cresceu economicamente, se tornou um pouco menos injusto e Lula acabou se tornando o presidente brasileiro de maior prestígio internacional da história (tudo o que FHC adoraria ser…).

    Ou seja: os tais jornais, revistas, jornalistas e blogueiros, chegaram a 2010 totalmente desmoralizados.

    Suas previsões se mostraram sistematicamente incorretas e, de suas perorações, sobrou apenas o que nelas havia de mais antipático: as expressões depreciativas com que eles, de forma quase que doentia, se referiam (e ainda se referem) ao Presidente Lula.

    Como pretender que esse pessoal servisse pra alguma coisa, no esforço conquista de votos?

    Pelo contrário: certo como 2 + 2, que essa turma somou negativamente. Prejudicou mais que ajudou a campanha de Serra.

    Depois da derrota, é possível que o PSDB se reestruture. Talvez em torno do próprio FHC, agora marginalizado, Aécio e outros (Mário Covas, que falta ele faz…).

    Se isso acontecer, Serra provavelmente irá para o limbo. Vai pro descarte. Caso o PSDB resolva voltar a fazer política, como no passado, possivelmente também descartará sua ala histérica.

    Enfim, haverá aplicações em massa de vacina anti-rábica nos arraiais tucanos.

    O PSDB provavelmente ficará menor, porém mais maduro, mais moderno, mais capaz e substancialmente menos doido.

    Se não fizer isso, provavelmente o PSDB vai se esfacelar, o que será um prejuízo incalculável para o país.

  3. Pax said

    Caro Elias,

    Você disse: “5 – Apostou na agenda negativa, sem atentar para a fragilidade dessa estratégia, diante de um índice de aprovação do governo sempre próximo de 80% (é como estar vendo uma partida de futebol, com um time ganhando de 8 x 0 e, quase ao final do 2º tempo, ficar berrando que o time vencedor não presta, que não sabe jogar, que o treinador é burro, que vai perder a partida, etc.).”

    Eu digo: pois é, impressiona é como gente competente do lado tucano não teve capacidade de desenhar uma campanha positiva. Até ensaiaram, sim, com a questão da Segurança (o tal novo ministério) e Saúde (outro ponto importante). Mas acabaram se perdendo. Nem mesmo estes assuntos foram bem conduzidos e caíram em esquecimento ou descrédito quando adotaram a agenda das flechadas bumerangues.

    Você disse: “7 – – Apostou que a linha “hidrófoba”, característica de alguns jornalistas e blogueiros histéricos, amalucados e politicamente primários, poderia impulsionar a campanha.”

    E eu digo: Não disse? Não só disse como vou repetir: Quem acompanha morcego, morre queimado.

    Quando você diz que “provávelmente o PSDB vai se esfacelar” e que isto trará um enorme prejuízo, eu concordo em todos os graus. Se uma nova oposição acabar surgindo de uma já aventada união do PMDB com o DEM (Kassab já está costurando, segundo notícias vinculadas ontem ou antes de ontem), teremos uma oposição grande. E péssima. Péssima não, perigosa.

    Onde eu discordo de você, caro Elias, de tantos anos de bom debate… quando você afirma:

    “Durante 8 anos, esses jornais, revistas, jornalistas e blogueiros, não fizeram outra coisa senão anunciar o iminente desastre que seria a gestão Lula, sempre apresentado como alguém incapaz, de reduzida capacidade intelectual, etc. A partir de um determinado momento, até começaram a dizer que, de fato, nem era o Lula que governava o país…”

    Aqui eu me “incluo fora” dos mitos de um tal de PIG, das eternas teorias conspiratórias etc. A mim basta saber que existe imprensa boa e imprensa péssima. A mim basta saber, também, que certos veículos não tem coragem de assumir um lado, o que me parece uma tremenda falta de coragem pública. Afinal claro que é permitido que veículos de comunicação tenham um lado, ora bolas. O governo mesmo não tem? Claro que tem. Tem institucionalizado, inclusive.

    E aqui, para não perder o bonde, vai uma enorme reclamação. Detonaram a Agência Brasil. Está uma bela porcaria. Já foi muito melhor.

    Enfim, Serra provavelmente vai perder. Mais por culpa dele e do PSDB que pelos méritos da Dilma. O PT vai ganhar porque Lula fez um bom governo para o povo e a campanha está muito bem feita. Desde as alianças (argh) até o marketing.

    A brigaiada interna do PSDB (Serra, Alckmin e Aécio), para mim, somado aos histéricos jornalistas que fazem um tremendo desserviço ao se tornarem pândegos sem graça (sic), detonaram qualquer possibilidade para José Serra, somado à sua incapacidade de conduzir a campanha ao querer centralizar tudo e não demonstrar capacidade política para tal.

    Porque acho que esses “pândegos sem graça (sic 2)” fazem um desserviço ao país? Porque um dos pilares da Democracia é a imprensa. E ela tem como uma de suas missões alertar e denunciar o que está errado, sim. Quando os bocós ficam nessas de “fascistóides”, “petralhas”, “antas” e quetais, acabam perdendo toda capacidade de denúncia e ficam falando para uma meia dúzia de 4% da população. E aí as denúncias que deveriam aflorar, que serviriam para melhorar, para limpar o governo, se perdem no vazio.

    E aí ficamos com o perigo do lado de lá: tudo pode.

    Não. Não pode. Democracia é muito difícil, o melhor que existe, mas muito difícil, complexo e perigoso. Sem uma boa imprensa se torna um caminho torto que pode até ameaçar. Cá fico de orelha em pé. E me permito trazer para o blog tudo que acho que precisa ser investigado.

    O caso Berenice é um deles. Pouco me importa se coloco uma notícia dessas e leitores saem, seguidores do twitter diminuem. Tô nem aí. Nunca entrei nesta história de blog para ganhar público barato.

  4. Elias said

    Mas, Pax,

    Eu estava me referindo a revistas tipo Veja, assim como a jornalistas e blogueiros que, ao longo desses 8 anos, jamais conseguiram identificar um único ponto positivo na gestão Lula.

    Um amigo meu fez uma extensa amostragem. Para esses jornalistas e blogueiros, é como se Lula nunca, em nenhuma hipótese, em nenhum momento, fez alguma coisa digna de elogio.

    No máximo, “concederam” que ele “manteve a mesma política econômica de FHC” (convenientemente “esquecendo” que Lula mudou a política monetária, cambial, creditícia, etc.). Mais à frente, diziam que quem “manteve a mesma política econômica de FHC” não foi nem o Lula, mas o Meirelles, que era quem realmente governava o país.

    Do ponto de vista político, mais burrice que isso impossível.

    O mais grave erro que se comete na luta política é, exatamente, o de subestimar o adversário.

    O PSDB cometeu esse erro continuadamente.

    Não estou falando de teoria da conspiração. Estou falando de burrice política, praticada publica e continuadamente pelos tucanos & fauna acompanhante (antas, muares, baiacus…).

  5. Elias said

    Também acho que Serra vai perder (já perdeu, aliás), porque:

    a – Lula fez um bom governo;

    b – o PT está fazendo uma boa campanha (o que não é novidade: sempre fez);

    c – Dilma aprendeu rápido e se deu bem no contato direto com o eleitor;

    d – Dilma tem a única proposta de governo (continuidade de uma linha política que está sendo posta em prática, com êxito, há 8 anos), já que o PSDB não apresentou nenhuma proposta.

    e – o PSDB cometeu muito mais erros do que poderia, numa campanha presidencial (não conseguiu nem mesmo alinhavar uma estratégia política minimamente eficaz e não conseguiu redirecionar, ao ficar evidente que a estratégia adotada não estava produzindo os resultados esperados);

    f – Serra não desenvolveu competência política que o qualifique para uma disputa presidencial (não soube costurar internamente seus aliados, não soube conduzir sua própria campanha e foi desastroso no contato direto com o eleitor).

    Não tendo desenvolvido competência política para uma campanha presidencial, Serra demonstrou que não tem competência política para o exercício da presidência (que é uma ocupação política, e não técnica).

    Ao contrário do que ele e os seus chegaram a pensar, quando o que se tem em conta é a Presidência da República, pode-se dizer, sem sombra de dúvida, que Serra é um despreparado.

    Pode ser que ele seja um excelente verador, ou deputado, ou senador, prefeito ou governador.

    Pode ser. Mas, decididamente, a Presidência da República não é para o bico desse tucano.

  6. Paulo Roberto Silva said

    A elevação do tom hidrófobo, que se aproxima de um certo lacerdismo, nos últimos dias é sinal do desespero de uma oposição sem projeto. Estão tentando segurar os poucos eleitores que restam e criar um clima de medo no Brasil. Vão dar com os burros n’água.

    A direita brasileira está perdida. Desde 1945 ela se aproveita do lacerdismo e da tática do medo para se fortalecer. Foi assim que ela construiu o golpe de 1964, foi assim que endureceu o golpe em 1968, foi assim que fortaleceu a opção Collor, foi assim que sustentaram a opção FHC. Todo este tempo, poucas vezes a direita teve um projeto positivo – o Real, talvez. Na maior das vezes, ela se apoiou em um projeto negativo, baseado no medo – medo da revolução, do terrorismo, dos sindicatos, da instabilidade.

    O problema é que o sucesso econômico do governo Lula anulou a estratégia do medo. Agora, ou a direita constrói um projeto positivo, ou sua eventual ascensão futura resultará em retrocesso político. Lula levou ao poder o único partido de massas com organização de base e disciplina militante do país. Se a direita construir um modelo parecido, de direita, estará dando um passo a frente, fortalecendo a democracia de partidos. Se fizer como Serra na cidade de SP, e retornar ao poder sem organização política, enfraquecerá a democracia de partidos.

    A hidrofobia atual só mostra que a direita brasileira está comprometida até o último fio de cabelo com o retrocesso.

  7. Mona said

    Gostei, Paulo:

    “A hidrofobia atual só mostra que a direita brasileira está comprometida até o último fio de cabelo com o retrocesso.”

    Quando o PT ganhou a eleição de 2002 julgou-se que haveria um avanço na maneira de se fazer política neste país.

    Depois de 8 anos com o PT no poder, os representantes das oligarquias de priscas eras continuam firmes, fortes e tão poderosos quanto antes.

    Aqueles que lograram sumir da vida pública, fizeram-no por questões supervenientes (morte, lei da ficha limpa); nunca por uma ação política ou institucional capitaneada por esse partido “progressista”.

    Depois de 8 anos com o PT de poder, temos os mesmos escândalos envolvendo tráfico de influência, nepotismo, corrupção, sempre acontecendo próximo ao núcleo do poder (Casa Civil. O primeiro escândalo envolvia um tal de Valdomiro Diniz e um tal de Zé Dirceu, então ministro de lá…)

    Aí, pergunto: onde foi que houve avanço, mesmo? Ahhhhh, sim. Lembrei… bolsa família… aumento do salário mínimo… crédito consignado… em suma: o PT fez do país o palco do consumismo (ei, eu acho isso ótimo, não me entenda mal…!) e está deixando… o quê mesmo, em termos estruturais?

    Aí, pergunto mais uma vez: a que retrocesso você faz menção?

  8. Iconoclasta said

    PRS, rapaz, vc ja me enganou…

    “Estão tentando segurar os poucos eleitores que restam e criar um clima de medo no Brasil.”

    o q o lullopetismo tentou em 94? o q diziam do Real e do FH? analogamente deram “com os burros n’água”, mas inédito não é. por outro lado, pode até ser que nego esteja com esta estratégia (eu não acompanho propaganda eleitoral, mas os números dizem que, qualquer que seja, a do serrote não está funcionando) do medo q vc diz, porém não se pode negar que há crimes, e que a mentira, independente de funcionar ou não, tem partido rotineiramente do governo.

    “A direita brasileira está perdida. Desde 1945 ela se aproveita… da tática do medo para se fortalecer. … foi assim que fortaleceu a opção Collor, foi assim que sustentaram a opção FHC. Todo este tempo, poucas vezes a direita teve um projeto positivo – o Real, talvez.”

    caro, pelo jeito vc esteve ausente do país (ou do planeta?) por um tempo. quem é que dizia que ia dar calote? quem é q dizia q o Real ia p/ saco? quem é que foi contra a constituição? quem foi contra a LRF? quem foi contra, pasme, o bolsa escola atribuindo ao mesmo um carater clientelista?

    se vc tem dúvidas de que o Real foi, e é, positivo, bem, a essa altura só te cabe reclamar com a situação, e da situação.

    outra coisa: que direita é essa? defina, pf, quem seriam o expoentes políticos de tal ideologia.

    q vergonha!

    ;^/

  9. Iconoclasta said

    faltou um complemento:

    “quem é que dizia que ia dar calote? quem é q dizia q o Real ia p/ saco? quem é que foi contra a constituição? quem foi contra a LRF? quem foi contra, pasme, o bolsa escola atribuindo ao mesmo um carater clientelista?” a situação da época precisava de tática do medo tendo uma oposição desse naipe?

    BU, acorda!

    ;^/

  10. Chesterton said

    Esse pessoal é imune à verdade e aos fatos da realidade.

  11. Carlão said

    PF vai investigar filho de Ereni6% por tráfico de influência; ministra é poupada

    e se o Israel não fosse filho de quem é? Ele não tem nenhuma influência pra vender.
    Quem tem é ela.Está no poder. Se ela não fosse ministra ele seria apenas mais um lobista desconhecido em Brasilia

    Mesmo que, por absurdo, ela não tivesse tentado ajudar o filho nesta ocasião…por que receber em casa um “companheiro de negócios” do filho e “aberto um vinho” …como mãe/ministra ?
    Para um desconhecido parceiro de negócios e muito interessado em mais negócios com o governo, apresentado por seu filho negociante de assuntos relacionados ao governo. Por que?
    Está sendo “usada” eleitoralmente pela Oposição, diz ela.
    O FILHO SE APROVEITAVA DA INFLUÊNCIA DA MÃE(CU E CUECA COM O LULA) E ELA NADA SABIA.
    (SEU FILHO QUERIDO NÃO CONTOU PRA ELA?).

    Tadinha… da ingênua mãe e dona de casa anfitriã …fiquei sensibilizado por tamanha finesse doméstica, após o expediente, é claro.

    Nesse caso deveria ser demitida por ser idiota…por burrice!
    Aqui algum burro acredita que ERENI6% é inocente…apesar de ser “macaca velha” no funcionamento da engrenagem estatal? Conhece a fundo.Sabe de como as “coisas acontecem”, mas o Governo quer separar o cú da cueca…e investigar o caso em separado. Vejamos: 2 pessoas são suspeitas de um crime de corrupção envolvendo tráfico de influência em Brasilia:

    Um é um jovem “lobista” de Brasilia e a outra
    é a sua mãe que não por acaso é Ministra Chefe da Casa Civil.
    O jovem nega que fechava negócios usando o “poder” de sua mãe.
    Ele se diz idiota pra me xingar de idiota caso eu acredite no que ele diz…
    até e-mails mamãe lê, antes de serem enviados (FSP)
    Algum idiota aqui vai defendê-lo ou culpá-lo?
    tic-tac… tic-tac…tic-tac…
    15 minutos para uma resposta inteligente.
    PS. Pat e Betty desta vez não precisamos ouvir as suas palavras de sabedoria.
    Poupem-nos de suas manifestações de regozijo com a mentira deslavada.
    Deixem esta assunto para os adultos.Por favor, sim?

  12. Chesterton said

    Chefe dos mensaleiros ataca liberdade de imprensa
    José Dirceu, o lobista que teve cassado seu mandato de deputado por chefiar a “quadrilha” dos mensaleiros (palavras da Procuradoria Geral da União), reaparece para identificar o grande inimigo do lulopetismo: a liberdade de imprensa.

    Vale lembrar que o mensaleiro assessora a campanha de Dilma nos bastidores.

    Bene, que a imprensa e os brasileiros se preparem para o que virá num eventual governo da bolivariana.(tambosi)

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,na-ba–jose-dirceu-critica-excesso-de-liberdade-da-imprensa,609787,0.htm

  13. Carlão said

    O Ministro da Fazenda acaba de declarar que a Constituição não vale para rodos os cidadãos brasileiros:

    “Como Guido Mantega não consegue assegurar que todos os brasileiros tenham seus direitos garantidos pelo Estado — direitos constitucionalmente protegidos —, então ele vai criar uma categoria especial de cidadãos. Não é que eles vão ter mais direitos do que os outros. Os outros é que terão menos do que eles, entenderam.

    Perguntinha para esse gênio da raça: se os políticos têm de ser protegidos, por que não os jornalistas, que fazem reportagens sobre os políticos? E os juízes? E os policiais? E os empresários, que financiam campanhas? E os artistas, sempre alvos da curiosidade de bisbilhoteiros?

    Já sei. Vamos criar as categorias de fidalgos que serão protegidos por aquilo que a Constituição já nos garante. O resto que se dane. Eu sempre soube que o PT faria uma verdadeira revolução institucional no Brasil!
    (Tiririca – pior do que está não pode ficar…)

  14. Zbigniew said

    E essa aqui, gente boa?

    Notícias STF

    Terça-feira, 14 de setembro de 2010

    Mantida decisão da Justiça Eleitoral sobre compra de dossiê nas eleições de 2006

    Nesta terça-feira (14), a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu manter arquivado o recurso apresentado pela coligação que patrocinou a candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência da República nas eleições de 2006, contra decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que negou pedido de investigação de petistas no caso de suposta compra de um dossiê que vincularia políticos do PSDB à chamada “máfia dos sanguessugas”. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva era um dos acusados na representação arquivada no TSE.

    O recurso da coligação “Por um Brasil decente” (PSDB/PFL) – um Agravo de Instrumento (AI) 706513 – chegou ao Supremo em março de 2008. Em março de 2010, o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, arquivou o pedido. O objetivo da coligação era obter a reabertura das investigações sobre o caso. Contra a decisão individual do ministro Barbosa foi apresentado um agravo regimental, para levar o processo para análise da Turma.

    Nesta tarde, em decisão unânime, os ministros acompanharam o entendimento de Barbosa.
    (…)

    Nesta tarde, o ministro Barbosa ressaltou que a decisão colegiada da Corte Eleitoral está devidamente fundamentada. “Houve descrição pormenorizada dos fatos alegados. Todas as condutas imputadas foram devidamente apreciadas à luz do conjunto probatório fornecido”. Segundo ele, “nenhum dos argumentos utilizados pela agravante [a coligação] permite falar-se em ofensa aos princípios constitucionais do devido processo legal e do contraditório”.

    (…)

    Em outro trecho lido pelo ministro Barbosa, Asfor Rocha afirma que as alegações da coligação adversária do PT de que o dinheiro apreendido seria oriundo do chamado “caixa dois do PT” resultam de “sua elaboração abstrata, descalçada de qualquer elemento material que possa servir de suporte a essa conclusão”.”

    E o Barbosa, hein? Que já foi capa do panfleto… hoje deve estar na berlinda lá pelas bandas de Pinheiros.

    Fonte: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=161446

  15. Chesterton said

    A fazenda São Gabriel, em Corumbá (MS), pela qual o Incra teria pago R$ 7,5 milhões a mais do que o valor de mercado, pertencia à família Bumlai, cujo patriarca, José Carlos Bumlai, é amigo pessoal do presidente Lula e integra o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social criado pelo governo federal. A informação é do site Campo Grande News. Na ação na Justiça Federal em que o Ministério Público Federal questiona a venda da fazenda, e obteve a suspensão do pagamento pelo Incra, aparecem como beneficiários da transação quatro filhos de José Carlos Bumlai, Maurício de Barros Bumlai, Fernando de Barros Bumlai, Cristiane de Barros Marques Bumlai Pagnoceli e Guilherme de Barros Costa Marques Bumlai. A denúncia feita pelo MPF à Justiça é de que a área foi comprada por R$ 7,5 milhões acima do valor de mercado. A fazenda, de 4,6 mil hectares, foi avaliada, em 2005, época da aquisição pelo Incra, em R$ 20 milhões. Desse total, R$ 4 milhões eram referentes às benfeitorias, que são pagos à vista, e R$ 16 milhões para a terra nua.
    ch

  16. Patriarca da Paciência said

    Anunciando a quem passasse: “Sou a mulher do Serra e vim pedir seu voto”, Mônica Serra, passou a tarde de hoje em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, acompanhada do candidato a vice na chapa encabeçada por José Serra (PSDB), Indio da Costa (DEM). Na cidade que foi governada pelo candidato ao senado Lindbergh Farias, do PT, nos últimos cinco anos, a mulher de Serra partiu para o ataque à adversária do marido, a petista Dilma Rousseff.
    A um eleitor evangélico, que citava Jesus Cristo como o “único homem que prestou no mundo” e que declarou voto em Dilma, a professora afirmou que a petista é a favor do aborto. “Ela é a favor de matar as criancinhas”, disse a mulher de Serra ao vendedor ambulante Edgar da Silva, de 73 anos.

    E ainda tem gente que tem dó da mal-amada…

    (Esquerdopata 14/09/2010).

    É isso aí, gente,

    A Dilma mata criancinhas, executa amigos nos intervalos das representações teatrais, atirou o pau no gato, contaminou o Mar Morto (quanto ela mergulhou lá, o mar não estava nem doente!)instruiu Judas a trair Jesus, elegeu Hitler e (e Bush também) invadiu o Iraque, etc. A Dilma pinta o sete. Vcoês não sabem do que ela é capaz!

  17. Chesterton said

    Dora Kramer, no Estadão:

    A alternância está fora dos planos de poder do cidadão Luiz Inácio da Silva, atual e em breve ex-presidente da República Federativa do Brasil.

    Há muito isso é uma suspeita, mas a partir desta campanha eleitoral tornou-se mera constatação. Inebriado pelo sucesso, Lula deixa à mostra sua grande fera: a obsessão pela unanimidade que se traduz em vocação para o totalitarismo.

    Quem diz isso é o próprio Lula. Quando prega a destruição de um partido de oposição, como fez em relação ao DEM em cima de um palanque em Santa Catarina, e quando manda sua tropa investir forças na eleição de um Senado “mais amigo” para a possível sucessora, Dilma Rousseff.

    Lula pretende que o eleitorado “extirpe” o DEM da política brasileira porque o partido fez oposição cerrada a ele. Note-se que não fala em derrota eleitoral nem política, mas em extinção, destruição, aniquilamento.

    Quer dizer, assim como imprensa boa é imprensa inerte, na visão dele oposição boa é oposição morta.

    Quanto ao Senado, note-se que o presidente não deseja para o País um Parlamento de melhor qualidade, mas um Poder Legislativo mais dócil ao Poder Executivo. A falta de preocupação com a qualificação de cada um ficou patente quando da prisão do candidato ao Senado pelo Amapá, Waldez de Góes, no dia seguinte ao presidente ter aparecido no horário eleitoral pedindo votos para ele.

  18. Zbigniew said

    Essa da Mônica Serra foi de lascar. Pensei que a última trincheira de dignidade da campanha das oposições estivesse justamente na figura da mulher do Serra.

    Assim como a D. Ruth Cardoso foi a útlima trincheira de sensatez do governo FHC.

    O Serra cavou seu próprio poço e não sai mais de lá.

  19. Patriarca da Paciência said

    Bom,

    o tal do Jorge Bornhausen falou com todas as letras que iria acabar coma o PT, que nunca mais queria essa “raça” de gente na política etc.

    Agora o dito cujo se diz polido e bonzinho, democrata etc. Tal como o Reinaldo Azevedo que, há muito anos, simplesmente prega a negação do direito do Lula de existir.

    As declarações ficaram entaladas na garganta do Lula por muito tempo e um dia tinham que sair. Foi uma escorregada, sem dúvida, mas justificável.

    O Chesterton “não tem pobrema” nenhum, ele apenas pensa que sua visão torta do mundo seja a verdade.

  20. Zbigniew said

    Patriarca, não acho que foi uma escorregada. Tá, aí eu vou ser um pouco “radical”. O Presidente apanha feito mulher de malandro, todos os 8 anos de sua gestão; leva chute na bunda do panfleto; é ameaçado de agressão por um senador da República; tachado de apedeuta, ignorante, anti-democracia e ditador; inclusive, neste caso dos Bornhausen, com o agravante do racismo; tudo isto dentro da normalidade institucional e do desenvolvimento que o país conseguiu, e aprovação de mais de 90%.
    Tinha que ir lá e dar o recado. Não agrediu ninguém pessoalmente. Não disse que os Bornhausen eram racistas ou nazistas, mas criou um fato político que, certamente, terá seu preço.

  21. Pax said

    Caro Chesterton,

    Obrigado por trazer o artigo da Dora Kremer do Estadão, reproduzo aqui os primeiro parágrafos para comentar a seguir:

    A alternância está fora dos planos de poder do cidadão Luiz Inácio da Silva, atual e em breve ex-presidente da República Federativa do Brasil.

    Há muito isso é uma suspeita, mas a partir desta campanha eleitoral tornou-se mera constatação. Inebriado pelo sucesso, Lula deixa à mostra sua grande fera: a obsessão pela unanimidade que se traduz em vocação para o totalitarismo.

    Meu comentário: O que a Dora esquece de falar é que para haver alternância há que haver oposição competente. Há?

    Não adianta espernear pelo quadro atual da campanha, a culpa de Serra ter perdido tanta intenção de votos não mora exclusivamente no fato de Lula ser o melhor cabo eleitoral que qualquer candidato poderia querer. Mora, também, na falência da oposição. Lembre disso, caro Chesterton.

    Este blog advoga que há que se formar uma oposição competente no Brasil. Mais que isso, urge.

    Fará um bem danado ao Brasil. Impedirá qualquer sentimento que “tudo pode”. Este sentimento é venal demais para os brasileiros. Este blog é uma prova cabal do que afirmo. Com oposição forte, com instituições normalizadas e operando dentro da constituição, a democracia tem muito mais chances de prosperar.

  22. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Neste ponto tendo a concordar com o caro Patriarca. Acho que poderia ter evitado. Há uma certa liturgia no cargo que entendo, opinião minha, ser bom preservar.

    O Bornhausem ter dito o que disse é um problema dele, ficou em sua biografia. Tanto que todos lembram do fato 5 anos depois. Porque o presidente vai se rebaixar para criar um fato correlato, em nível baixo como foi o do Bornhausem?

    Esta afirmação do Lula será lembrada. E poderia, de novo, em minha opinião, ter sido evitada.

  23. Patriarca da Paciência said

    Essa também é boa
    “Para entender o horror do crime de alguém ligado a Dilma ter trabalhado no governo eu recomendo a leitura de Celso de Barros.

    Como texto dele é longo eu farei um breve resumo:

    Bom, rapaz, agora eu vou revelar em primeira mão pra você como é que esses caras ganharam esse poder todo: ELES GANHARAM A PORRA DA ELEIÇÃO, CARALHO. Todo mundo que ganha a porra da eleição, caralho, adquire controle sobre o Estado (dã), e, se o Estado controlar 25% do PIB, é essa a porcentagem que eles vão controlar.

    Aí eu pensava que o cara ia enveredar pelo caminho de dizer que os quadros petistas são menos competentes que os tucanos. Eu, pessoalmente, não estranharia se fossem. Quando um grupo novo chega ao poder, ainda não sabe governar, e só governando aprende.

    Mas não é disso que fala a reportagem da Veja. Ó só:

    (…) os funcionários públicos guindados pelo PT têm, em média, boa formação escolar e seriam pessoas certas no lugar certo não fosse sua devoção a uma causa partidária.

    Ou seja: o problema dos petistas que o PT alçou a cargos melhores não é eles terem sido alçados a cargos melhores, é que eles são petistas. Bom, aí não tem jeito, né, rapaz. Se o problema do petista é que ele é petista, não é difícil provar que ser petista é um problema. Assim, até eu.”
    (Esquerdopata 14/09/10).

    Caro Zbigniew,

    eu digo escorregada, exatamente no sentido que você colococou: “mas criou um fato político que, certamente, terá seu preço.”

    Eu diria até que foi uma cochilada, talvez provocada pelo cansaço.

    Porque, como diz o Celso de Barros, basta ser PT para eles ficarem totalmente cegos.

  24. Pax said

    Caro Patriarca,

    Este texto do Celso, NPTO, é primoroso. Este é um blogueiro que, merecidamente, está se tornando um dos mais respeitados por aí.

    E concordo, de novo, contigo, discordando do caríssimo Zbigniew, como disse acima. Lula poderia ter evitado. Nem necessário era. Acho eu.

  25. Pax said

    Alguém tem o link da declaração desastrosa da mulher do Serra ontem, que Dilma quer matar crianças?

    Estou procurando por aqui. Coloquei um post do Zé Dirceu, uma no cravo, e agora quero dar uma na ferradura. Duas aparições na campanha que me pareceram muito ruins. Tiros nos pés, ou “flechadas nas costas”.

  26. Patriarca da Paciência said

    a notícia está no estadão, Pax,

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,mulher-de-serra-faz-campanha-no-rio-e-ataca-dilma,609885,0.htm

  27. Pax said

    Obrigado, caro Patriarca, só vi teu comentário depois. Achei antes no site da Veja. Já fiz o post.

    Esta me parece uma bela flechada nas costas do marido.

    A campanha está numa fase de nervosismos à flor da pele.

    Quem for esperto fica mais quieto. Dilma e parceiros podem. Serra não. Então…

  28. Zbigniew said

    Caríssimo Pax.

    Com todo respeito à sua opinião, entendo que o Presidente está em campanha. Pode ou não pode? Não há proibição. O que não pode é fazer propaganda institucional atrelada à campanha da Candidata.

    Neste ponto o Presidente é cabo eleitoral, está representando com seu peso político a institucionalidade que é o Partido e sua ideologia. Não a Presidência da República.

    É óbvio que as fronteiras se confundem, para o bem e para o mal. Não fosse assim o Serra e o PSDB não esconderiam o FHC da sua campanha. Mas no que se refere à institucionalidade Presidência da República, a lei eleitoral tem todas as ferramentas para coibir eventuais abusos que desequilibrem as eleições. Até porque o fator está na presidência pode ser positivo ou negativo. Se é positivo, paciência, faz parte da democracia. É por isso que é tão difívil para direita entender este jogo quando está perdendo.

    Enfim, no meu humilde entender, pedindo todas as “vênias” aos que pensam em contrário, o Presidente fez o seu papel. Se pegou pesado nas críticas, há que se relevar (ou não) em face do que se conhece por jogo democrático. Não há nada, pelo menos fora das regras, fora da lei, fora dos princípios democráticos que possa manchar sua biografia.

  29. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Do meu lado entendo que Lula pode estar em campanha, sim. Só discordo de você, sem nenhum problema a mais por conta disso, no ponto em que achamos, o caro Patriarca e eu, que a frase que ele disse em SC é ou não boa para sua biografia. Insisto no meu ponto. O DEM já está em situação complicada. Esta não é uma análise minha. Eu concordo com vários analistas políticos, jornalistas profissionais que falam ad nauseam disso. Seria mesmo preciso que Lula entrasse nesta de, segundo estão achando, dar o troco a tal frase do Bornhausem de 2005? Acho que não.

  30. Chesterton said

    UnB: A Universidade do MST e do Ronaldinho da Erenice Meia Dúzia %
    A universidade oficial do MST e da ralé petista, a UnB, também foi infestada pelos parasitas da família de Erenice Guerra, a criada de Dilma Rousseff. O irmão da ministra Erenice Guerra, da Casa Civil, José Euricélio Alves de Carvalho é apontado por auditoria do governo como responsável pelo desvio de R$ 5,8 milhões da editora da UnB em contratos fantasmas, o que incluiu pagamentos a ele próprio e a Israel Guerra, filho da ministra que atua como lobista.
    POSTED BY SELVA BRASILI

  31. Paulo Roberto Silva said

    O tom do debate neste ambiente mostra como a eleição causa cegueira em alguns

  32. Chesterton said

    Compadre de Lula indicou diretor dos Correios

    O Ministério Público e a Polícia Federal devem investigar o papel do advogado Ricardo Teixeira, compadre de Lula, no escândalo de tráfico de influência na Casa Civil do Planalto, revelado pela revista Veja. Atribui-se a Teixeira – cujo nome foi ligado a vários escândalos no setor aéreo – a indicação do coronel-aviador Arthur Rodrigues da Silva para a diretoria de Operações dos Correios e personagem do caso.

    Faz de conta
    A diretoria de Operações “pertence” ao senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO), a quem coube apenas referendar a escolha de Teixeira.

    Coincidência, claro
    Arthur Rodrigues deixou a MTA com a filha e chegou aos Correios dias antes do contrato de R$ 59,8 milhões com empresa aérea de cargas.

    Ops, esquece
    A repercussão do escândalo cancelou a ida de Stevan Knezevic, amigo do filho de Erenice Guerra, para a área de Operações dos Correios.

    Muito estranho
    Na estatal, a pergunta que não cala: o que o suposto laranja de Israel Guerra faria na diretoria dos Correios que contrata empresas aéreas?

    do claudio humberto

  33. Zbigniew said

    Seguiremos divergindo, Pax. Mas dentro do espírito de respeito que você muito bem aplica aqui.

    Essa é do Cláudio Lembo, uma das poucas cabeças penssantes da oposição:

    “Dramático será o dia 4 de outubro, porque não teremos mais partidos políticos, só um movimento social coordenado pelo hoje presidente Lula(…) A mídia está engajada e tem um candidato, o Serra, com isso se perdeu o equilíbrio e é desse embate que nasce a intranquilidade, mas ela é transitória”.

    http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/noticias/0,,OI4679143-EI15315,00-Lembo+nao+temos+partidos+so+um+movimento+coordenado+por+Lula.html

  34. Elias said

    Pra mim, esse é o problema, que o Lembo triscou, porém com otimismo a meu ver injustificado.

    Em 1994, o PT fez uma imensa besteira, ao considerar o Plano Real mais um plano eleitoreiro.

    Se ferrou.

    Mas o partido não se desarticulou. Continuou existindo e se fortalecendo. Tanto que, 2 anos depois, em 1996, aumentou significativamente o número de prefeituras. Essa quantidade acabaria se elevando ainda mais em 2000, mesmo depois de nova derrota na presidencial de 1998.

    O problema, agora, é que os principais partidos de oposição PSDB e DEM estão em vias de espatifarem.

    O DEM não fará falta. Já o PSDB, sim. Ele é tão importante para o país, agora, quanto o PT foi, logo após a 1ª vitória do FHC.

  35. Pax said

    Concordo enormemente com a afirmação que o PSDB precisa existir e ser um bom partido. E que o DEM só atrapalha neste caminho.

    O Brasil precisa de uma oposição competente.

    Tudo indica que a disputa pelo poder interno no PSDB passe a ser entre o Alckmin e o Aécio. Tomara que o mineiro, desta vez, convença seus correligionários que seu nome é a grande opção.

    Se colocarem Alckmin em 2014 será como Serra em 2010. Aécio, ao que tudo indica, não. Tem muito mais estofo político que o paulista.

    Ano passado Serra bateu o pé. Tinha 40% as intenções de voto mas Aécio alertou o partido: “Acho que tenho mais condições que Serra na campanha à presidência”. O PSDB preferiu optar por Serra. O que deu? Alckmin não engole Serra. Aécio saiu da disputa interna e não quis, inteligentemente, participar da campanha, sendo candidato à vice de Serra. Claro que não, para ele o melhor é se fortalecer em sua base que se enfraquecer em âmbito nacional. É jovem e pode esperar pelas próximas eleições.

  36. Zbigniew said

    Também sinto muito, Elias. Não é bom nenhum governo, por melhor que seja, sozinho na situação, sem uma oposição construtiva e propositiva.

    Ocorre que, a se confirmar este fato, a culpa é exclusiva do rumo que os líderes oposicionistas permitiram ser tomado, associados à velha mídia. Apostaram e apostam ainda na escandalização da política, e na imposição de medos como o da República Sindicalista e o da Volta do Dirceu. Patético e triste fim daquela que, ainda que perdesse esta eleição, poderia sair fortalecida e organizada para outros pleitos.

  37. Pax said

    Falando em oposição, vejam só, neste momento nem Arthur Virgílio se reelege para o Senado pelo AM.

    http://congressoemfoco.uol.com.br/noticia.asp?cod_canal=21&cod_publicacao=34361

  38. Elias said

    Pax,

    A queda do Arthur Virgílio não me surpreende.

    Se o cara quer aparecer na foto como virgem do templo, que seja.

    Mas, veja bem: virgem do templo não pode sair trepando por aí!

    Ou bem é virgem do templo, ou bem trepa. As duas coisas juntas, não dá. Simplesmente não dá.

    Se alguém houvesse convencido o Arthur Virgílio disso, provavelmente ele estaria com seu himen intacto ou íntegro, como se diz, o que, no caso, tem tudo a ver (o “integro”, não o himen, evidentemente). E — quem sabe? — com o himen preservado, ele também preservaria sua poltrona naquela cumbuca inútil, cara e desonesta.

    Zbigniew

    Pois é, cara. O problema do PSDB é que está sendo um suicídio.

    Lento e doloroso.

    Vá gostar de sofrer assim na baixa da égua!

    Acho que FHC voltará a ter influência no PSDB. Acredito que ele e Aécio, juntos, poderão ser a cola que juntará os cacos de tucanos.

    Se eles falharem, ou se não se entenderem… deu-se a merda!

    Como sonhar não custa caro, fico aqui torcendo pro PT e o PSDB também voltarem a se entender, como no passado.

    Acho que, com a derrota do Serra, o ambiente pode — embora não necessariamente — favorecer um desenho assim.

    O Pax vibraria com isso. Eu também.

  39. Pax said

    Ôpa,

    O caro Elias afinou seu violão 7 cordas com meu cavaquinho. Vai dar um chorinho. Chorinho não, um “alegrinho”.

    Se o PT e o PSDB se entenderem o Brasil sai ganhando.

    Mas aí ficamos com uma situação engraçada: quem monta a tal da oposição que entendemos ser necessária?

  40. Pax said

    Ah, sim, o Arthur Virgílio… bem, ele pode procurar ajuda espiritual, política e filosófica com grandes mestres disponíveis por aí, como por exemplo o tio, o Olavo e o Diogo.

    Quem sabe acha um rumo.

    =)

  41. Chesterton said

    Enrolador Geral da República.
    O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirmou nesta quarta-feira que são “graves” as denúncias de prática de lobby pelo filho de Erenice Guerra (Casa Civil), Israel Guerra. Ele falou, no entanto, que ainda é “prematuro” ligar diretamente a ministra ao esquema. Gurgel pedirá ainda nesta quarta-feira para que a Polícia Federal envie tudo o que já reuniu de elementos no inquérito aberto para investigar o caso. “As notícias apontam para fatos graves, mas não temos elementos nenhum ainda que aponte a responsabilidade se envolve ou não envolve a ministra”, disse Roberto Gurgel.
    ……………………………………………………………………….
    Sabe por que o PGR não tem? Porque não pediu, porque está enrolando. Ainda vai pedir informações à Polícia Federal, quando o escandalo estourou na sexta à noite. Será que não serve a declaração gravada de um empresário que esteve várias vezes com a ministra, inclusive na sua casa, para considerar que esteja envolvida? Não serve a comprovação de que o empresário pagou o que ela estava pedindo para o seu filho? Não serve documentação falsa para abertura de empresa? No Brasil, petista pode roubar o cofre à vontade. Só vai ser pego se deixar o cofre cair no pé, ficar berrando e preso embaixo do mesmo. Mesmo assim o flagrante será relaxado, pois o petista ainda vai acusar um tucano de ter derrubado o cofre em cima dele. É um absurdo.

    do blog do coronel

    chest- mas nã é verdade?

  42. Chesterton said

    Pax, seu problema com o Olavo e o Reinaldo é edipiano.

  43. Pax said

    Caro Chesterton,

    Você dá ouvidos para um tal de blog do Coronel, que tenho a satisfação de não conhecer, e que afirma que o Procurador Geral da República deve ser esquecido, que o contraditório é coisa de democrata afrescalhado, que esse negócio de provar antes de condenar é pura besteira.

    Muito parecido, aliás, o tal Coronel que você ouve como um cara sério, com os teus ídolos que chamo a atenção para teu bem. São pessoas que se dizem democratas e não, não são, em minha avaliação nem um pouco. Adoram julgar, adoram rotular, adoram desmerecer, à revelia. Isso, pelo que entendo, não faz parte do modelo que almejo para o Brasil.

    Para mim, quem assim faz, não merece respeito. Tão simples quanto isso.

  44. Carlão said

    Pax
    da série vá com calma Matilde…

    O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ophir Cavalcante, defendeu nesta quarta-feira o afastamento imediato da ministra Erenice Guerra (Casa Civil), Erenice Guerra, cujo filho, Israel Guerra, é apontado como lobista no governo federal. Para a entidade, ela pode influenciar nas investigações.
    Para a OAB, o filho de Erenice, Israel, pratica crime ao “intermediar” conversar com a ministra. “Quanto às intermediações feitas pelo filho da ministra Erenice, são inclusive criminosas, porque ele está exercendo, ou pelo menos disse exercer, a advocacia – algo que não pode por ele ser exercido, na medida em que ele não é advogado. Ele estaria aí cometendo um ilícito penal, a falsidade ideológica, e isso tem que ser apurado pelo Ministério Público”, afirmou Ophir.

    Rememorando:
    1 – VEJA procurou Israel Guerra para que ele falasse sobre seu trabalho de “intermediação”. Ele não se lembrava de nada.

    2 – A reportagem aponta a Israel as evidências de que dispõe, e ele, então, recobra a memória em e-mail enviado à revista (aquele que saiu de um computador da Casa Civil!!!) na sexta-feira. Lembrou que havia trabalhado para regularizar a situação da MTA e que tinha recebido por isso. Certo!

    3 – Na segunda-feira, em entrevista à Folha, Israel disse ter sido enganado por Fábio Baracat — aquele mesmo que ele, assumidamente, apresentou à Mamãe Gansa como seu “amigo” — e negou ter recebido dinheiro da MTA. O mesmo dinheiro que afirmou ter recebido naquele e-mail lido previamente por mamãe.

    4 – Na terça, ontem, Erenice admitiu que sim, o filho recebera pouco mais de R$ 100 mil da MTA. Até agora, temos:
    1 – Israel antes de sexta – “Não recebi”;
    2 – Israel na sexta: “Recebi”;
    3 – Israel na segunda: “Não recebi”;
    4 – a mãe de Israel na terça: “Recebeu”.
    5 – A mãe publica nota oficial como ministra chefe da Casa Civil atacando José Serra
    6 -A empresa MTA (Máster Top Linhas Aéreas) afirmou nesta quarta-feira que nunca teve relações “comerciais” com a ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, e seu filho Israel Guerra, apontado como lobista que atua no governo federal.}”Não paguei”

    Conclusão:

    “Erenice está desmentindo oficialmente duas pregações que o núcleo da campanha de Dilma Roussef vem fazendo. Primeiro, associa o escândalo na Casa Civil à campanha eleitoral e, segundo, sobe no salto adotando o discurso de já ganhou”.

    ONTEM PRG ABRE INQUERITO APENAS CONTRA O FILHO
    HOJE A OAB PEDIU A CABEÇA DELA E DO FILHO

    Ereni6% já está enrolada e Lula vai afastá-la sem esperar pelas provas…
    o PGT sabe e está apenas fazendo cena

    A pergunta que fica no ar é se será ANTES OU DEPOIS
    da Veja da proxima sexta O POLVO NO PODER 2 – NOVAS REVELAÇÕES …

    Pax
    eu acompanho o trabalho do Coronel há tempos e tirando o lado ideológico exacerbado…ele prestou excelentes serviços à luta contra a corrupção e a falta de ética do governo : cartões corporativos e outras mumunhas parecidas. Nunca falou mentiras e no auge da empolgação pode falar algumas abobrinhas…mas o resultado da equação é positivo.
    Ele não deturpa a realidade.
    Outra coisa …ele é sincero e tem lado.
    Recomendo a leitura regular como um exercício de Política e Ética…Ou de dialética se preferir.
    Se oriente rapaz…já disse Gil …essa história de “não li e não gostei” apenas revela um lado medroso de ter que admitir que a oposição está alertando sobre algo sério.Lula está usando o poder de forma maléfica e arrogante. Bem diferente do operário humilde que seu mito encarna.
    Dilma é uma incógnita. Verdade ou mentira?
    Pax Aponte alguma qualidade marcante dessa senhora.
    …responda antes de sexta-feira ou depois

  45. Carlão said

    Pax
    Advinha qual vai ser a manchete de amanhã…
    aposto uma tapioca de cartão corporativo que será OAB topas?
    hehe

  46. Pax said

    Caro Carlão,

    Dá para escrever um tratado sobre a (in?)coerência do que você escreve, senão vejamos:

    acompanho o trabalho do Coronel há tempos e tirando o lado ideológico exacerbado…

    e, logo depois

    Ele não deturpa a realidade

    Então tá. Entendi a “lógica da coerência”. Mas, valeu, caro Carlão, consegui dar uma boa gargalhada por aqui.

    =)

  47. Pax said

    A aposta para as manchetes de amanhã?

    Não duvido que a Erenice “peça demissão”. Aguardemos. Mas o futuro é para os futurólogos ou para os que “tem lado ideológico exacerbado e não deturpam a realidade”. Essa entra para os anais do blog.

  48. Zbigniew said

    O Candidato “mais preparado” (sic). Da pra se ter uma pequena nocao do que esse senhor seria capaz de fazer se fosse Presidente da Republica.

  49. Zbigniew said

  50. Chesterton said

    O coronel fala hoje o que dará nos jornais amanhã ou depois. Suas opiniões podem ser exacerbadas (nada como Lula), mas os fatos são registrados fielmente.
    (sei, pax, voc~e não acredita em fatos, apenas nas “verdades” de cada um).

    OAB pede demissão imediata da Ereni6%.

  51. Chesterton said

    pelo menos ele age e reage (não, não gosto dele), a Dilma é uma boneca de ventriloquo que só funciona com ponto eletronico.

  52. Carlão said

    Da serie cala boca Matilde…
    Leia agora
    Palocci, o coordenador da campanha da Dilma, deve R$ 500 mil ao povo brasileiro.
    Antônio Palocci(PT) caiu do Ministério da Fazenda porque mandou violar o sigilo do caseiro Francenildo.
    A Caixa Federal obedeceu ordens. Agora a Caixa foi condenada a pagar R$ 500 mil de indenização ao caseiro. Justa indenização. Injusto é que o povo brasileiro pague esta conta. Quem deve pagar é o Palocci. O culpado é ele, não a Caixa Federal. Que Justiça é esta que pune quem obedece ordens criminosas e não condena quem as dá?
    Leia aqui:
    http://coturnonoturno.blogspot.com/2010/09/palocci-o-coordenador-da-campanha-da.html
    ELE TEM UM LADO IDEOLÓGICO EXACERBADO MAS NÃO DETURPA A REALIDADE
    Você como contribuinte está pagando por um crime que não cometeu.
    Verdade ou mentira ?
    Quem era o Ministro responsável pela CEF e que permitiu ao Presidente da CEF violar a privacidade do caseiro.O único beneficiado seria ele Palocci e mais ninguém. Porra o cara já foi até demitido.
    Põe junto lá nos seus anais…hehe Junte seu post e o meu para pelo menos “parecer” equânime.( Pax/Pat vide o significado da palavra no Yahoo respostas:
    http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20061030090816AAjO32n

    Chest hehehe medeus o cara tem ANAIS….pra mostrar…em público? quá hehe duvido quá quá quá

    ah Pax vc cita VBC como exemplo… mas se cala diante do Pat, do Roberto Ribeiro, do William ( Betty} e outras “personalidades” atacando selvagemente quem pensa diferente…no site do VBC…já viu?
    Se oriente rapaz…já disse Gil (não o G1)
    Compre um carretel de linha e vá desenrolando pouco a pouco quando fala…para não perder o fio da meada em dúvida puxe a linha do carretel pra trás…E você voltará a algum lugar de onde nunca saiu…é mais seguro.
    (Pat isto vc vai aprender só no segundo ano do primário…fique calmo. Enquanto isso estude bastante).

  53. Patriarca da Paciência said

    O Serra não é nem nunca foi político.

    Não atem a mínima condição de exercer uma Presidência da República.

    Destrambelhado, instável e arrogante.

  54. Patriarca da Paciência said

    Carlão,

    eu considero uma verdadeira glória que o único “crime” do Palocci, reconhecido pela justiça, até hoje, seja a “quebra de sigilo” de um caseiro!

    Um cara que “trocou” o reconhecimento de sua paternidade por alguns trocados!

    E que agora quer enriquercer às custas disso!

    Nos Estados Unidos há o caso de um ladrão que processou o dono da casa que estava roubando, porque esse o “constrangeu”.!

    Ganhou um bom dinheiro.

    Caramba! O Palocci é quase santo!

    E o Francenildo pode se preparar para esperar por muito tempo.

    Não vai receber tão cedo, se receber!

    A Caixa vai recorrer!

  55. Patriarca da Paciência said

    Onde que o Francenildo foi prejudicado nessa história toda?

    Muito pelo contrário!

    Até parece que ele tirou a sorte grande!

    O cara está até falando em se candidatar a deputado!

  56. Elias said

    Pax,

    Retomando o tema de mais acima.

    Suponha:

    1 – Serra perde feio.

    2 – O PSDB idem, na maioria dos estados.

    3 – O PSDB se esfacela.

    4 – Como em política não existe espaço vazio, o papel até aqui exercido pelo PSDB passaria a ser desempenhado pela direita.

    5 – A direita estaria espalhada em vários partidos, incluindo o próprio PSDB e aqueles que, formalmente, integram a base aliada do governo petista.

    Dilma e o PT teriam 2 alternativas de estratégia:

    I – Operar com a camisa de força da fidelidade partidária, que já existe, embaralhar as pedras e moer a oposição. Isto facilitaria as coisas nos 2 primeiros anos, agravaria nos 2 seguntes e, de quebra, apontaria pra crises institucionais (o que é tudo o que a direita quer).

    II – Rearrumar o tabuleiro, isolando politicamente a direita. Pegar o limão e fazer uma limonada. Em outras palavras, pode ser que, pela primeira vez em muitos anos, o cenário seja favorável a uma senhora reforma política.

    A depender de como as coisas se conduzam, o PSDB pode voltar a ser o aliado preferencial do PT. E vice-versa. Como no passado.

    Como todos sabemos, a direita brasileira mostra-se incapaz de se atualizar minimamente, do ponto de vista político.

    Ela usa, hoje, o mesmo discurso de há 50 anos, como se o mundo ainda estivesse em plena guerra fria (“Os comunistas estão chegando!”; “Os comunistas vão tomar o poder!”; “o Brasil está à beira de um abismo!”; “O Foro São Paulo…”; e por aí afora).

    Pois é esse pessoal que vai capitanear a oposição à Dilma.

    Dificilmente a ala mais ideológica e inteligente do PSDB continuará a se deixar conduzir por esse tipo de troglodita hidrófobo. Essa ala quer um Brasil civilizado e próspero, não uma republiqueta de bananas.

    Por outro lado, há, dentro do próprio PSDB, uma parcela de gente que em nada difere dos histéricos de direita.

    Acresce, ainda, que a direita se desespera fácil.

    Cada vez mais ignorada pela população, sistematicamente derrotada nas urnas, ela rapidinho se convence que o único modo de chegar ao poder é pelo golpe. Por mim, golpista deve ser tratado à porrada. Porrada mesmo! O problema é que, ao baixar a porrada nos golpistas, você periga tornar-se um deles, com sinal trocado.

    Ou seja: crise institucional.

    Daí as duas opções: embaralhar ainda mais o tabuleiro ou rearrumar as pedras. Acho que a 2ª opção ajudaria imensamente a consolidar a democracia brasileira.

    Creio que a Dilma terá pela frente a tarefa de formular uma estratégia política com precisão de ourives.

    Pela mesma razão, acredito que, no futuro próximo, Lula e FHC poderão desempenhar um papel politicamente tão ou mais importante que o desempenhado quando eles estavam na presidência.

    Lá por volta de fevereiro ou março de 2011, acho, já deverão estar no ar os sinais apontando pra que lado os ventos vão soprar.

  57. Patriarca da Paciência said

    Entrando na conversa do Caro Elias e Pax, desde o início do governo Lula, eu sempre achei que seria mais vantagem ter feito aliança com o PSDB que com o PMDB.

    Parece que o problema foi mesmo a fogueira de vaidades – o FHC se julgando o próprio farol da cultura brasileira e o Serra (autista por natureza) se julgando o mais competente dos competentes!

    Sinceramente penso que a coisa não foi tanto assim pelo lado do PT, emmbora tenha a sua parcela de culpa também.

    Mas como disse o Elias, no governo do FHC, o PT se manteve coerente, unido e não se desesperou, bem ao contrário do que ocorre com o PSDB.

    Será que o PSDB aprendeu alguma coisa?

    Carlão,

    quebra de sigilo mesmo é o que a filha do Serra praticou.

    http://www.cartacapital.com.br/politica/sinais-trocados

  58. Chesterton said

    Porrada mesmo!

    chest- que meigo.

  59. Elias said

    Patriarca,

    Essa fogueira de vaidades que você apontou, vista por cima, parece coisa pequena. Mas a verdade é que não é. Influi pra caramba!

    A questão que fica pro PT é se ele vai se submeter a isso. Se for por aí, o resultado prático que vai jogar aliados em potencial no colo do pior dos adversários. De grátis!

    O ambiente externo se forma independentemente da vontade individual de quem quer que seja.

    O negócio é como a gente se situa dentro dele. Como se deve agir para tirar dele o melhor proveito. No caso, tendo em vista propósitos mais altos.

    Em duas palavras: propósitos republicanos.

  60. Pax said

    Prezados,

    Acabo de fazer um novo post sobre a questão da sociedade virar as costas para a oposição e o perigo que isto representa, no meu entender, para a Democracia.

    Claro, fraquinho, eu mais aprendo aqui que qualquer outra coisa. Mas é minha opinião. De uma coisa posso ser acusado todos os dias, sim: eu gosto de política e gosto de democracia.

    Enfim, não tinha visto estes novos comentários do Caro Elias e do caro Patriarca. E entendo que vão ao encontro, ao menos em alguns pontos, do que falo acima.

    Temos algumas questões importantes, no meu entender, que devem ser debatidas sim:

    1 – a oposição, neste 8 anos de governo PT, não soube ser oposição, se perdeu. E onde mais se afundou foi quando adotou esse discurso que o Elias chama de hidrófobo, capitaneado, como sabemos, por anacrônicos e improdutivos simpatizantes da guerra fria. Isto já passou faz uns 20 anos e parece que não caiu a ficha nesta turma. Resultado: o tal abandono da sociedade para este discurso histérico.

    2 – temos um problema sim, em democracia o jogo é complexo pra caramba, tem que agradar grego, troiano, fulanos e cicranos, mas, entre nós, por favor, dentro de um mínimo de regramento. Esse papo de que tudo pode acaba chegando em “deixa eu colocar meu filho lá pra fazer um pé de meia”. Ah, camaradas, assim não. Dessa forma eu me “incluo fora”.

    Este blog fala de corrupção. E este blog aplaude quando a sociedade vive melhor. Claro que sim. Política que não é voltada para o bem comum não é política. É jogo de poder para poderosos. Política boa é política que ajuda a galera. Claro que sim. Estas eleições provam isso de maneira cabal.

    Mas, dentro das regras. Nada de parentada enchendo o bolso de dinheiro. Este rico dinheirinho não é de quem ocupa cadeira pública ou de seus familiares. Este rico dinheirinho é pra ser colocado na escola, no hospital e no bom salário do policial da esquina.

    Acho que ninguém seja capaz de me demover desta minha verdade.

  61. Chesterton said

    16/09/2010
    às 6:25
    A mãe de todos os escândalos 1 – Empresa acusa filho de Erenice de cobrar comissão de R$ 450 milhões para liberar crédito no BNDES — além de R$ 5 milhões para a campanha de Dilma
    Por Rubens Valente, Fernanda Odilla e Andreza Matais, na Folha:
    Uma empresa de Campinas confirma que um lobby opera dentro da Casa Civil da Presidência da República e acusa filho da ministra Erenice Guerra de cobrar dinheiro para obter liberação de empréstimo no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Interessada em instalar uma central de energia solar no Nordeste, a EDRB do Brasil Ltda. diz que o projeto estava parado desde 2002 na burocracia federal até que, no ano passado, seus donos foram orientados por um servidor da Casa Civil a procurar a Capital Consultoria

    do reinaldão ( o sub do sub do sub, segundo o Pax)

  62. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    eu também acho que, se existe a lei, todos tem que obedecer, principalmente os juízes e os governantes.

    Mas que também a gente pode não gostar de uma lei e tentar mudá-la, mas enquanto a lei existir, há que se obedecê-la.

    Creio também que não existe honestidade genética – se alguém não pratica certos atos errados é porque sabe das consequências.

    Por isso é que deve existir uma boa oposição, honesta e consciente.

    O problema do Serra e seus marquteiros é isso que você e o Elias apontam, tentar ganhar eleição apenas em cima do mesmo terror que usavam 50 anos atrás – “os comunistas estão chegando!” “O Brasil está caminhando para o abismo” “Mar de lama” etc.

    “Repetição, como farsa, do Carlos Lacerda”.

    Caro Elias,

    Eu também acho muito importante a fogueira de vaidades, acho mesmo que é a grande arte de um bom político, qual seja, administrar a vaidade alheia.

    É aí que o Serra é totalmente nulo – ele só adminite a própria vaidade!

  63. Chesterton said

    Cada vez mais ignorada pela população, sistematicamente derrotada nas urnas, ela rapidinho se convence que o único modo de chegar ao poder é pelo golpe. Por mim, golpista deve ser tratado à porrada. Porrada mesmo! O problema é que, ao baixar a porrada nos golpistas, você periga tornar-se um deles, com sinal trocado.

    Ou seja: crise institucional.

    chest- isso daqui é um primora da boçalidade.

  64. Pax said

    Caro Chesterton,

    Argumente, por favor.

    Você realmente entendeu o que o caro Elias escreveu?

    Tá parecendo que não. Estude, caro Chesterton. Interpretação de texto não é exatamente manipulação de texto como alguns tios gostam.

  65. Chesterton said

    Ora, Pax, temer golpe preventivamente é caso de hospício. O que Elias e sua trupe querem é poder roubar a vontade e ter uma imprensa que não denuncie.

    Mais uma , da FSP

    “O empresário Rubnei Quícoli disse que ficou “horrorizado” e se sentiu “lesado” ao receber a proposta de contrato da Capital Consultoria, empresa que pertence a um filho da ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. A seguir, trechos de uma das entrevistas que o consultor deu à Folha.

    Folha – Quando e como você foi apresentado à empresa Capital?
    Rubnei Quícoli – Me foi apresentado o Marco Antonio [ex-diretor dos Correios]. Ele ficou durante um tempo como diretor dos Correios e me trouxe o [sobrinho dele, que trabalhava na Casa Civil] Vinícius, onde foram viabilizados esses e-mails para poder ir para a Casa Civil para demonstrar esse projeto.
    (…)
    Estive na Casa Civil junto com a Erenice, que era a secretária-executiva da Casa Civil. A Dilma não pôde me receber, estava com outros afazeres. Ela sabe do projeto, recebeu em 2005, se não me engano. O documento foi encaminhado para o MME [Ministério de Minas e Energia].
    (…)
    Eu fiquei horrorizado de ter que pagar R$ 40 mil por mês para eles terem um favorecimento de acesso. Para que eu vou pagar se não vai sair [o crédito]? Eles diziam que iria sair, para dar sustentação e eu pagar os R$ 40 mil. E eu decidi com [os sócios] o Aldo e o Marcelo não pagar nada e esperar ver.
    (…)
    Erenice prometeu fazer algo?
    Ela se colocou num patamar assim: “Vou ver onde eu coloco isso”. Ela colocou que a Chesf seria a empresa recomendada porque está no Nordeste. Nessa condição ela agiu corretamente. […] Até então eu nem sabia da existência da Capital, para mim o negócio estava sendo direcionado ao governo. Eu não sabia que existia propina no meio, contrato, que eu teria que pagar. Não dá para entender a pessoa deixar um filho [Israel Guerra] tomar conta de um ministério. É um projeto que foi investido muito dinheiro para parar por conta de propina.

    O senhor recebeu e-mail com cobrança. O que queriam?
    A ideia principal era amarrar o aporte e a manutenção de R$ 40 mil para eles porque era final de ano. A gente sabe como funciona Brasília. Eles [a Capital] queriam receber antecipadamente uma mensalidade para poder se manter. Quem está fazendo uma intermediação de R$ 9 bilhões e vai se preocupar com R$ 40 mil por mês? Não dá para entender.

    Como você reagiu quando pediram dinheiro?
    Eu mandei, desculpe a expressão, para a puta que o pariu. Falei: “Vocês estão de brincadeira?” [Disse] que não assinava nada.

    Em que momento o Israel apareceu?
    O que aconteceu depois? Isso foi informação do Marco Antônio. Ele falou que precisava de R$ 5 milhões para poder pagar a dívida lá que a mulher de ferro tinha. Que tinha que ser uma coisa por fora para apagar um incêndio.

    Quem era a mulher de ferro?
    A mulher de ferro é a Dilma e a Erenice, as duas. Não sei quanto é a dívida de uma e de outra. Eu sei que a Erenice precisava de dinheiro para cobrir essa dívida. O Marco Antônio é que pediu
    tenho conversa com bandido”. Isso aconteceu há três meses. Foi o último contato com eles.

    Você esteve com o Israel?
    O encontro foi no escritório do Brasília Shopping. O Israel nunca pediu nada porque eu não dei chance. Eu não sabia que ele era filho da Erenice. Soube pelo Marco Antônio. Quanto à atitude dele, barrar um negócio desse por conta do dinheiro me deixou totalmente nervoso, com atitude até agressiva.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po1609201009.htm

  66. Chesterton said

    Dilma montou um balcão de negócios no palácio.

  67. Mona said

    Pax,
    acho muito esquisito quando alguns clamam por uma oposição “responsável”, “progressista”, que “queira o bem do país acima de tudo”.
    Acho também muito esquisito quando alguns clamam por uma aproximação PT-PSDB. No meu entender, dificilmente uma aproximação dessas se daria, pois se o PT, no campo econômico se travestiu de social-democrata, no campo político está mais distante do que nunca do PSDB. Assim, essa “aproximação” só se daria às custas do aniquilamento da vontade de um dos dois de ocupar o poder.
    Então, eu, que sou muito burrinha e sem a menor noção de estratégia, percebo uma rejeição entre um e outro (como o que acontece entre dois polos iguais de um imã), como um desses partidos sobreviveria se praticasse uma ação conjunta com o outro?
    Assim, para mim, esse discurso de aproximação tem o seguinte significado: venha para o meu lado, mas abdique de qualquer desejo de se tornar poder algum dia. Seja o meu PMDB, usufrua dos cargos que eu possa dar para você, mas me deixe quieto em meu reinado. Para mim, esse é um discursinho bosta, que só serve ou para um partido fisiologista ou para um partido de aluguel. Convenhamos que o PSDB não é exatamente isso, ainda mais se sair com o Governo dos maiores colégios eleitorais do País.

  68. Chesterton said

    Empresa acusa filho de Erenice de cobrar comissão para liberar crédito no BNDES
    FIRMA DE LOBBY DE FILHOS DA MINISTRA FOI PROCURADA PARA VIABILIZAR PROJETO DE ENERGIA SOLAR NEGOCIAÇÃO CUSTARIA 5% DO EMPRÉSTIMO E R$ 240 MIL EM 6 VEZES, DIZEM EMPRESÁRIOS

    RUBENS VALENTE
    FERNANDA ODILLA
    ANDREZA MATAIS
    DE BRASÍLIA

    Uma empresa de Campinas confirma que um lobby opera dentro da Casa Civil da Presidência da República e acusa filho da ministra Erenice Guerra de cobrar dinheiro para obter liberação de empréstimo no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Interessada em instalar uma central de energia solar no Nordeste, a EDRB do Brasil Ltda. diz que o projeto estava parado desde 2002 na burocracia federal até que, no ano passado, seus donos foram orientados por um servidor da Casa Civil a procurar a Capital Consultoria.
    Trata-se da firma aberta em nome de um dos filhos de Erenice, Saulo, e que foi usada por outro, Israel, para ajudar uma empresado setor aéreo a fechar contrato com os Correios – primeiro negócio a lançar suspeitas de tráfico de influências no ministério. Graças à mediação da Capital, representantes da EDRB disseram em entrevistas gravadas à Folha ter sido recebidos em audiência oficial por Erenice na Casa Civil, em novembro, quando ela exercia o cargo de secretária-executiva e a titular do ministério era a hoje candidata à Presidência Dilma Rousseff (PT).

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po1609201008.htm

    chest- Pax et caterva. Dá para negar que a pelegada está jantando o Brasil de garfo e faca?
    Dilma vai dizer que não sabia?
    Erenice vai dizer que o filho não é dela?

  69. Pax said

    Cara Mona,

    Porque você afirma que o PSDB está mais distante do que nunca do PT?

    Aliás, de qual PSDB você fala? O PSDB do Aécio, ou o do Serra, ou o do Alckmin? A mim parece que são três distintos.

    O PSDB do Aécio me parece mais aproximado ao tal que esta tese de aproximação se pauta.

  70. Chesterton said

    Pax, eu quero, aliás, EU EXIJO um post exclusivo sobre essas denuncias de CORRUPÇÂO no governo LULA envolvendo diretamente a candidata governamental a Presidencia de República.

  71. Pax said

    Caro Chesterton,

    Você pode, por favor, apontar onde este blog assumiu uma posição de defesa no caso da ministra-chefe da Casa Civil?

    Nem defesa, nem julgamento sumário. As notícias estão sendo colocadas nos posts, meu caro.

    Você adora julgamentos sumários, ao se excitar com os feitos pelos teus mentores espirituais. Eu não.

  72. Pax said

    Caro Chesterton,

    Você exige que eu julgue sumariamente o que mesmo?

    Este blog coleciona notícias de alguns veículos relevantes. Vou listar alguns para vocês verem:

    Globo, Estadão e Folha.
    Correio Brasiliense, JB, Terra e Magazine, R7, RBS, iG
    Veja, Carta Capital
    Congresso em Foco, Band, Estado de MG, Época
    etc… mas nesta linha.

    E acompanha alguns blogs de jornalistas também, eis a lista básica:

    Alon, Noblat, Fernando Rodrigues, Josias, Nassif, Kotscho, Ancelmo, João Bosco, Villas-Bôas, Paulo Moreira Leite, Cristiana Lobo, Leandro Fortes, Sergio Leo, tio histérico de um lado e PHA do outro lado.

    Me mostre, caro Chesterton, onde essas fontes fizerem posts ou notícias neste sentido que “você exige” deste humildíssimo blog.

    Pode ser que camelos com asa estejam passando à minha frente e eu não esteja vendo. Neste caso vou te agradecer imensamente pelo alerta. Caso contrário sugiro tomar um suco de maracujá.

  73. Pax said

    Aliás, o Sergio Leo anda fazendo um excelente trabalho de contra ponto aos blogs mais pendidos para a situação. Admirável contra-ponto. Sugiro segui-lo no twitter e no blog.

    Aqui tem os links

    http://twitter.com/sergioleo
    http://verbeatblogs.org/sergioleo/

  74. Pax said

    Sergio Leo, inclusive, deu alguns puxões de orelha no Diogo Escosteguy sobre a matéria da Veja da semana passada.

    Ou seja, Sergio Leo tem batido tanto no cravo, quanto na ferradura. E ganhado mais e mais pontos de minha audiência.

  75. Pax said

    Ainda nesta linha de raciocínio menos histérico, sugiro também acompanhar o blog do Fernando Rodrigues, que escreve na Folha e no Uol.

    O cara é bom. Não é pouco não. O tio histérico deveria pedir aulas particulares.

    Aqui

    http://uolpolitica.blog.uol.com.br/

  76. Zbigniew said

    Pelo que leio do comentário da Mona, sinceramente, vejo que a contaminação com o discurso do aniquilamento tomou dimensões em alguns corações.
    Por que a aproximação descaracterizaria um ou outro? E se assim ocorresse, acredito que não uma descaracterização, mas uma, digamos, evolução – se todos tiverem como objetivo o bem da nação, sem necessariamente abdicar de seus anseios de poder – por que não? Será que só há espaços para aniquilamentos ou a destruição do outro?
    É este tipo de posição política que resultou da estratégia da “escandalização” a qualquer custo, da desqualificação do diferente, e da imposição do pensamento único.
    Mas isto está mudando.

  77. Chesterton said

    Pax, ainda bem que você seguiu minhas instruções, já estava achando que voc~e se uniria aos pelegões que por aqui habitam.

  78. Pax said

    Caro Chesterton,

    Uáti?

    =)

  79. Chesterton said

    você demonstrou um pouco de bom senso e cumpriu com minha proposta do 70 (rs)

  80. Mona said

    Zbigniew,
    refaço a questão: você acha que o PT, se estivesse no lugar do PSDB, abdicaria de seu projeto de poder pelo bem do País? Ele, o PT, na oposição se comportou mesmo como? Em que momento ele tomou as atitudes que tomou pensando a longo prazo, em desenvolvimento com fundamentos sólidos, etc, etc?
    Suponha que haja um revertério em todo o quadro eleitoral e o PSDB vença (e não importa qual PSDB – se do Serra, do Alkimim ou do Aécio), você crê que o PT, na oposição, não se comportaria da mesmíssima forma como no Governo do FHC?

  81. Zbigniew said

    Mona, depende. A política não é estática. Hoje, aqueles que estão em campos distintos podem se aliar futuramente. Por que não?
    É claro que há extremismos de ambos os lados.

    Depende da vontade e da maturidade política. O que temos hoje? Um jogo de futricas e escândalos, justificado pelos extremistas. E onde fica o interesse da nação e do seu povo? A idéia é a junção dos bons quadros, dos mais moderados, daqueles que se dizem sociais-democratas. Claro, se um dia isto fosse possível.

    O que digo é que não se pode, nem se deve descartar esta hipótese. O que não anularia os objetivos de poder de cada partido ou coligação, como ocorre hoje em dia.

    Quanto à questão de como se comportaria o PT na oposição, após uma experiência de poder, acredito que seria bem diferente do que naquela época. E tenho certeza que eles seriam mais inteligentes do que esta oposição que aí está. Porque pior não tem como ser.

  82. I’m not particular the best place you happen to be getting the data, nonetheless terrific topic. We needs to devote more time to figuring out a lot more and also training far more. Appreciate your wonderful info I used to be seeking this review for my vision.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: