políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Nos Correios

Posted by Pax em 19/09/2010

Reportagem de Leandro Colon, no Estadão deste domingo, sugere que a reformulação dos Correios, produzida na gestão de Erenice Guerra à frente da Casa Civil, proporcionou um esquema suspeito com emprego de laranjas e uso de capital estrangeiro não permitido pela legislação.

Segundo o Estadão, haveria um projeto de criação de uma nova estatal brasileira que compraria aviões da MTA, empresa que ligou Israel Guerra, filho da ex-ministra, aos escândalos que a derrubaram.

A notícia sugere que há mais a ser investigado no caso Erenice. E, de novo, a sede de usar os Correios em negócios envolvendo corrupção na gestão pública.

Diretor dos Correios e argentino se unem para controlar transporte aéreo

Documentos mostram que eles montaram empresas de fachada para operar MTA, pivô de lobby que derrubou ministra Erenice Guerra

Leandro Colon – O Estado de S.Paulo
O diretor de Operações dos Correios, coronel Eduardo Artur Rodrigues, que assumiu o cargo em 2 de agosto numa “reformulação administrativa” comandada pela ex-ministra-chefe da Casa Civil Erenice Guerra, é testa de ferro do empresário argentino Alfonso Conrado Rey.

Veja também:
Diretor afirma que vai pedir demissão
Governo discute criar nova empresa de cargas

Morador de Miami, Rey é o verdadeiro dono da empresa Master Top Linhas Aéreas (MTA), que ganhou as manchetes nas últimas semanas por causa do tráfico de influência de Israel Guerra, filho de Erenice, a seu favor. Ex-coronel da Aeronáutica, Artur faz parte de um grupo de executivos e advogados que tem uma rede de empresas de fachada espalhadas pelo Uruguai, EUA e Brasil. Eles movimentam dinheiro para um casal de laranjas brasileiros, como provam documentos do Banco Central, e trabalham para fazer da MTA o embrião da empresa de logística e carga aérea que o governo Lula promete criar após as eleições. O negócio atiça os empresários porque os Correios pretendem comprar dessas empresas aéreas os aviões da nova estatal.

Até pouco antes de assumir o cargo nos Correios, o coronel Artur dirigia a MTA no País. O Estado teve acesso a documentos da Justiça, do Banco Central e da própria MTA que revelam o papel duplo dele e ajudam a entender como a empresa já abocanhou R$ 60 milhões em contratos públicos. A MTA foi o pivô da queda de Erenice da Casa Civil, na quinta-feira. Ela deixou o governo depois de a revista Veja ter revelado que seu filho Israel intermediou junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a devolução da certificação de voo da MTA, que fora suspensa.

Os documentos mostram que o coronel Artur se envolveu pessoalmente no esquema montado para viabilizar a MTA no Brasil com recursos externos e driblar a legislação, que é clara: o capital estrangeiro não pode superar 20% em empresas aéreas. Por isso, foi criada, de 2005 para cá, a rede com pelo menos seis empresas de fachada com sede em apenas dois endereços: em Campinas e em Montevidéu, no Uruguai. Em outra ponta, sustentam o esquema empresas com sede nos EUA, ligadas a Rey. O empresário, que foi a Brasília para prestigiar a posse do coronel Artur nos Correios, é dono do grupo americano Centurion Cargo, que movimenta o dinheiro e fornece os aviões da MTA.

Resumindo: é tudo a mesma coisa, e bancado com dinheiro externo. Quem aluga o avião para a MTA é o dono da MTA e quem “empresta” dólares do exterior é a própria empresa.

Continua no Estadão

Atualização: Presidente dos Correios anuncia demissão do diretor de operações – No Estadão

Anúncios

57 Respostas to “Nos Correios”

  1. Carlão said

    Pax

    pode atualizar …o cara foi demitido.
    mais um “inocente” derrubado por tráfico de influências.
    Amanhã tem mais.E depois muito mais.

    hehe

  2. Pax said

    Atualizado, obrigado pela dica, caro Carlão.

    Do lado de cá, meu sentimento? Alegria. Que caiam todos que estiverem metidos em acusações e não consigam se sustentar.

    E que todas as acusações que sejam infundadas sejam punidas com o rigor das leis que já existem sobre injúria, calúnia e difamação.

    Tão simples quanto isso.

  3. Chesterton said

    melhorou, Pax, e muito.

  4. Iconoclasta said

    “Convite do senador Alvaro Dias, eu não aceito, nem para cafezinho – afirmou.

    ta aí, gostei. sem juízo de valor sobre o senador, mas se ela vê nele um sujeito que nda vale, não há mesmo pq se misturar. cada um na sua.

    mas claro que desperta uma certa curiosidade, afinal essa senhora esta para assumir o comando do governo e dos estado, sobre que princípios são esses que se apiedam de sirney e dinastiae, entre outras coisinhas, se comadriam (licença poética, ha!)com ereni6.

    ;^/

  5. Pax said

    Melhorou o quê, caro Chesterton?

  6. Iconoclasta said

    epa, até o gagaspari…

    Companheira Dilma, comissária Rousseff

    Elio Gaspari

    Segundo a superstição petista, Dilma Rousseff é uma executiva altamente qualificada. Que seja. Ela teve um loja de cacarecos panamenhos chamada “Pão e Circo”, no centro comercial Olaria, em Porto Alegre, mas a aventura durou 17 meses.

    Fora daí, seu currículo ficou na barra da saia da viúva. Nele, embutiu um doutorado pela Unicamp que nunca foi concluído, mas deixou de mencionar sua única, banal e pitoresca passagem pela atividade privada.

    Nomeada ministra de Minas e Energia, por Nosso Guia, assistiu ao loteamento de sua pasta e à ida do engenheiro Silas Rondeau para a presidência da Eletronorte.

    Qualificava-se com títulos da Universidade Sarney, onde teve como orientador o eletrizante empresário Fernando, filho do ex-presidente.

    Em 2004, a ministra fritou o presidente da Eletrobras, Luiz Pinguelli Rosa, engenheiro nuclear, doutor pela UFRJ, com passagens por sete universidades estrangeiras.

    Para o seu lugar, turbinou Rondeau, que acabou substituindo-a no ministério. Em maio de 2007, um assistente do doutor foi preso pela Operação Navalha. Acusado pela Polícia Federal de ter recebido R$ 100 mil de uma empreiteira, Rondeau deixou o cargo. Denunciado por gestão fraudulenta e corrupção passiva, ele se tornou o sétimo ministro de Nosso Guia apanhado pelo Ministério Público.

    Rondeau subiu na vida por conta da aliança política com José Sarney, Erenice foi para a Casa Civil com credenciais típicas do comissariado: a fidelidade ao aparelho petista e à comissária Rousseff. Juntas, deixaram as impressões digitais no episódio da montagem de um dossiê com as despesas de Fernando Henrique Cardoso no Alvorada.

    (Há dias, um cálculo da Rede Guerra de Trabalho e Emprego informava que, em 15 anos, Erenice, seus três irmãos e dois filhos passaram por pelo menos 14 cargos. Há mais: foram pelo menos 17, distribuídos pelos setores de urbanismo, educação, saúde, transportes, segurança, energia, planejamento e pela burocracia legislativa. Israel, filho da doutora, tinha uma boquinha na Terracap e José Euricélio, irmão dela, bicou na editora da Universidade de Brasília e estava na teta da Novacap.)

  7. Chesterton said

    Daqui a muitos anos, os interessados em compreender estes tristes tempos não perderão tempo com improvisos eleitoreiros, versões cafajestes, álibis mambembes ou hinos ao cinismo. Vão procurar a verdade que estará nos textos publicados por jornais e revistas que não se sujeitaram à Era da Mediocridade. A releitura das três últimas edições de VEJA, por exemplo, será suficiente para atestar que a Casa Civil foi rebaixada a covil da família da ministra Erenice Guerra — infâmia que reafirmou a lição antiga como o mundo: a cabeça e a alma de um governante se traduzem nas escolhas que faz.

    Como registrou a coluna do ótimo Ricardo Setti, a chefia do ministério mais importante da República foi quase sempre confiada a juristas notáveis, articuladores sagazes ou administradores públicos brilhantes. Lula escolheu, sucessivamente, um farsante, uma nulidade e uma delinquente. Por ter escolhido três afrontas, deve-se debitar na conta do presidente a gangrena que surgiu com José Dirceu, expandiu-se com Dilma Rousseff e, depois de Erenice, tornou inadiável a amputação de uma sílaba da Casa Civil. Três ministros e cinco escândalos depois, hoje só existe a Casa Vil.

    chesto Augusto Antunes

  8. Carlão said

    Pax
    aproveito o espaço para solicitar que vc atualize suas tags para incluir o nome de Roberto Teixeira, o cumpadre do lula…(hoje estranhamente sem citações).
    Esta semana que entra ele também vai virar notícia. Anac e Varig.
    faxina geral

  9. Iconoclasta said

    “Deu na Folha de S. Paulo
    Governo Lula esvazia as agências reguladoras

    Orçamentos sofrem cortes de 80% e diretorias ficam vazias durante meses

    Estatais ocupam espaço de entes independentes, que abrigam indicados de políticos; agências descartam problemas

    Fernando Canzian

    As agências reguladoras sofreram um “esvaziamento” sistemático nos últimos anos sob o governo Lula.

    O processo inclui o contingenciamento de mais de 80% das verbas que deveriam receber do Orçamento federal e diretorias vazias durante meses por falta de indicações de titulares pela Presidência.

    Quando ocorrem, muitas das indicações são claramente políticas, de pessoas sem experiência técnica ou prévia nas áreas.

    Na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), há dois casos emblemáticos: dos diretores Ivo Borges de Lima, ex-tesoureiro no Distrito Federal e ex-assessor da liderança do PTB; e Jorge Luiz Macedo Bastos, ex-assessor do ex-senador Wellington Salgado (PMDB-MG).

    Bastos era dirigente de um time de basquete de Salgado. Ele admite não ter qualificação em transporte, mas diz que a agência conta com técnicos de “elevada formação”. Borges não se manifestou.

    O salário do diretor-geral da ANTT é de R$ 11.500,82. Dos outros quatro diretores, de R$ 10.925,78.

    Outra agência, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) foi quem empregou os quatro membros do “grupo do lobby” comandado por Israel Guerra, filho de Erenice Guerra, que se demitiu da Casa Civil na quinta.

  10. Pax said

    Caro Carlão,

    Em qual notícia que eu coloquei aqui cita o tal Roberto Teixeira?

    Juro, não lembro.

  11. Pax said

    Essa ANTT tem cobras, lagartos e corruptos para todos os lados. Sim, é fato, caro Iconoclasta.

    (tem horas que é Iconoclasta, e horas que é Iconoclastas – qual que é, então?)

  12. Iconoclasta said

    este post sobre os correios(!) é bem oportuno.

    além da esculhambação q tem sido a gestao da petrobras, do BB (visanet) ter tido seu nome envolvido na bonificação de políticos colaboradores, da mesma instituição ter optado por dar uma forcinha ( e que forcinha) ao banco de um dos (se não O) maiores industriais do país, além do fato de seu presidente não ter confiança para deixar suas economias lá depositadas, do BNDES ser um dos maiores fatores de concentração de renda do país, o q será suficiente para mostrar a inépcia da administração pública em tocar empresas?

    e vem mais por aí. há quem diga que a vale será dirigida pelo atual presidente da petro. afinal,já que vem detonando uma, tem q recuperar terreno e judiar da outra…

    ;^/

  13. Iconoclastas said

    (tem horas que é Iconoclasta, e horas que é Iconoclastas – qual que é, então?)

    eu prefiro no plural, mas eu entro de lugares diferentes (3), deve ter ficado gravado errado. mas sou sempre eus.

    ;^/

  14. Carlão said

    Em nenhuma…o que é estranho…por osso avisei.

    E que tal comentarmos lula o “dono do povo”

    Depois de aparelhar o estado por oito anos, numa versão petista de “o estado sou eu”, Lula bradou ontem num comício em Campinas que “a opinião pública somos nós”. Do alto de sua popularidade, nosso Luis XIV tropical acha definitivamente que tomou posse do povo brasileiro.
    Por Lauro Jardim

    é um exagero a falta de limites do chefe do executivo. Virou chefe de facção e macula sua biografia atacando a apuração de sujeiras do próprio governo.
    E se a candidatura hoje vencedora da dilma for impugnada por envolvimento comprovado em negociatas…como fica?
    Não sabia? Foi traído?
    Lula vai convocar o povo às ruas? Ditadura?
    como fica?

  15. Carlão said

    continuo…
    e acrescento
    E se a candidatura hoje vencedora da dilma for impugnada pela Justiça por envolvimento comprovado em negociatas… como fica? (hipótese improvável mas mão impossível)
    Note que as denuncias (e respostas) estão colocando em dúvida a capacidade gerencial da candidata e de suas escolhas. Lula queria Miriam Belchior…dilma bateu pé firme e “elegeu” sua sucessora, informam “insiders” palacianos.
    Lembro que no caso do Maranhão, o governador eleito Jackson Lago foi destituído por crime eleiroral e assumiu Roseana Sarney, a segunda colocada num caso flagrante de desrespeito ao povo eleitor … o certo talvez fosse convocar novas eleições, penso eu.
    Como lula se comportaria diante da hipótese do poder judiciário impugnar a eleição?

    Lula vai convocar o povo às ruas? Tapetão?
    Censura aos jornais e revistas? Paralisação do país por movimentos sociais.Castração do Congresso?
    Ditadura?
    como fica?
    Lula entrou num caminho sem volta.
    Concorda?

  16. Iconoclastas said

    #15, eu concordo, sério.

    o pior é q ela já vai começar como uma presidente sem força, apesar de provavelmente levar ainda no 1º turno. a moça tem padrinho demais. não tem brilho intelectual nem político e, isso talvez seja até bom, não vai ter liberdade alguma para escolher seus ministros.

    os ministros deste governo foram figuras fraquissimas, e de forma geral muito comprometidas. havia, como o ZD e o Palocci, quem não fosse fraco, e deu no que deu. acontece que além do moluscao ser – eu considero – um genio da comunicação, o ciclo foi muito favorável, e, como eu disse outro dia, em país no estagio do nosso isso fez a diferença. agora nos resta torcer que os ventos externos contiuem a soprar a favor. se virarem, fude@…

    o animador de auditorio vai ficar como o mais irresponsavel dos ocupantes do planalto.

    ;^/

  17. Pax said

    Caro Carlão,

    Impugnação de Dilma Rousseff?

    Não acha que está longe disso? Longe não, nem chegou a ser aventada esta hipótese, em canto qualquer.

    Lula entrou num caminho sem volta? Acho que sim, aí eu concordo com você. O caminho de fazer sua sucessora.

  18. Zbigniew said

    Em época de escandalização a qualquer custo, uma entrevista do Prêmio Nobel de Economia 2009, Paul Krugman, ao Valor, em 17/09/2010 (coisa que não sairá no panfleto até depois da surra em 03/10):

    “Câmbio e déficit ainda não devem preocupar o Brasil, diz Krugman

    (…)

    O prêmio Nobel de Economia elogiou o modelo de desenvolvimento econômico brasileiro. “A era Lula, que acaba agora, não foi um paraíso, mas a economia cresceu muito bem, houve grande investimento na redução da pobreza, a inflação e a situação fiscal estão controladas e o mercado doméstico se fortaleceu”, elencou Krugman, que perguntou em seguida: “O que mais se deve esperar de um país?”

    Para o economista, o Brasil “encontrou” uma terceira via, que não está presa ao modelo do Consenso de Washington, praticado em larga escala na América Latina nos anos 1990, mas também não segue os padrões de países como China ou Venezuela, onde o Estado é o protagonista. “O país está dando certo e deixa como lição o fato de que não se deve seguir consensos”, disse.
    (…)”

    http://valoronline.com.br/impresso/ibm/2334/310258/cambio-e-deficit-ainda-nao-devem-preocupar-o-brasil-diz-krugman (só para assinantes)

  19. Carlão said

    Pax

    para ler e refletir: Boris Fausto sobre Ética na Política
    (e nem tinha lido quando escrevi acima)

    Previsões em aberto :: Boris Fausto

    O público dá, sim, importância à ética. Mas as transgressões governamentais terão incidência significativa até as eleições?
    As campanhas à Presidência da República quase sempre trazem surpresas, maiores ou menores. Na campanha atual, a grande maioria dos analistas políticos dizia que, pela primeira vez, a política externa seria um tema central dos debates. Mas ao longo dos meses o tema acabou tendo pouca relevância. Ficaram para trás as simpatia do presidente Lula pelo “companheiro” Ahmadinejad, ou as barbaridades ditas no caso dos prisioneiros políticos cubanos em greve de fome.

    Até as últimas semanas, as transgressões praticadas pelos detentores do poder, desde o caso Waldomiro Diniz, envolvendo o então chefe da Casa Civil, José Dirceu, não tinham maior repercussão na campanha eleitoral. Nem mesmo a quebra do sigilo fiscal da filha de José Serra teve efeitos na opinião popular, restringindo-se aos minoritários setores mais escolarizados. Agora, outro caso cheio de sombras, com acusações de nepotismo e tráfico de influência, veio à luz, a partir de uma reportagem da revista Veja tendo como foco a então chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, braço direito de Dilma Rousseff.

    Lula saiu a campo para apagar o fogo, usando a tática de sempre: expelir o que é necessário em seu entorno, impondo a demissão de Erenice, na tentativa de preservar sua imagem e a de sua candidata. No plano imediato, há uma pergunta que não quer calar: as graves denúncias terão consequências significativas na opinião popular, a ponto de tornar viável um segundo turno? A resposta positiva é improvável, mas não pode ser descartada.

    A improbabilidade tem muito a ver com o feel good factor, ou seja, com o fato inegável de que ponderáveis parcelas da população ascenderam socialmente, pela via dos programas governamentais de transferência de renda, da elevação real do salário mínimo, da expansão do crédito e também de seu esforço pessoal. Ao mesmo tempo, a elite empresarial, com algumas exceções, se embala nos lucros advindos da associação entre o Estado, a grande empresa e os fundos de pensão.

    Poderíamos, assim, chegar à conclusão de que esse quadro revela uma característica da cultura política brasileira, em que a ética na política, quando muito, tem significado secundário?

    A resposta não é simples. O tema da probidade administrativa entrou em cena, a partir de 1945, no âmbito do regime democrático, instituído após a queda do Estado Novo. Entre as formações partidárias, a UDN encarnou a defesa da moralidade dos costumes políticos, ou, no dizer de seus inimigos, o tema do moralismo, até hoje lembrado para desqualificar quem denuncia práticas escusas. O problema básico da UDN não era, entretanto, a defesa da ética na política, e sim sua incapacidade de ligar-se às massas, acrescida de um liberalismo capenga, que a levou a apoiar o golpe de 1964.

    No campo oposto, Getúlio Vargas e o PTB caracterizaram-se pela capacidade de criar laços com os trabalhadores, unindo a lógica material à lógica simbólica, na feliz expressão da historiadora Ângela de Castro Gomes. Transgressões praticadas no curso do governo Vargas foram desqualificadas como manobras da elite, inimiga do povo.

    Esse quadro mudou, a partir das campanhas eleitorais de Jânio Quadros, culminando com sua ascensão à presidência da República, em janeiro de 1961. A essa altura, Getúlio se suicidara, sob a acusação de que um “mar de lama” se instalara no Palácio do Catete, e Jânio encontrara um campo aberto para encarnar o herói a um tempo moralizador e populista que, com sua vassoura, iria varrer, inexoravelmente, a sujeira incrustada na política do País. Embora Jânio explorasse também outros temas, sua cruzada desempenhou um papel importante na sua escalada, sensibilizando a classe média e as massas populares.

    Em outro contexto – o da ditadura militar iniciada em 1964 -, o alegado objetivo de “purificação” da democracia, associado ao temor do comunismo, deu lastro social ao golpe, pela via do apoio da classe média. Quando a democracia ressurgiu, em meio ao esforço de se estabilizar o regime, construir instituições, garantir tanto quanto possível a transparência dos atos de governo, o ataque às transgressões acabou tendo também rendimento eleitoral. O signo da vassoura deu lugar ao caçador de marajás – Fernando Collor -, que, vitorioso na campanha eleitoral de 1989, comprometeu-se a investir contra os vencimentos dos funcionários públicos dos escalões mais altos.

    Esses exemplos indicam que, em certas conjunturas, o grande público dá importância à ética na política, e vota levando em conta esse fator. Nos dias de hoje, se a vitória da onda vermelha, que nada tem de vermelha, se confirmar, será preciso levar a sério e combater as ameaças a frio à democracia, pela via da contenção da imprensa, da censura, da extirpação de partidos e outros expedientes.

    * Boris Fausto é historiador, professor aposentado do Departamento de Ciência Política da USP e autor, entre outros livros, de A Revolução de 30 – Historiografia e História (Companhia das Letras)

  20. Zbigniew said

    Ihhh! Só faltava esta:

    “Lula é indicado ao Nobel da Paz.

    Por Adriano S. Ribeiro

    O presidente Luis Inácio Lula da Silva está entre os candidatos ao Prêmio Nobel da Paz, de acordo com a agência EFE. O norueguês Stein Tonnesson, diretor do Instituto Internacional para a Investigação da Paz, teria confirmado a indicação de Lula. A divulgação dos premiados será em outubro.

    Em fevereiro, o jornal francês ‘Le Monde’ já havia antecipado a indicação de Lula, mas o Instituto Nobel, por tradição não divulga a lista oficial dos candidatos.

    Nesta sexta-feira, o diretor do Instituto Nobel, Geir Lundestad, informou que há 165 personalidades e instituições propostas para o prêmio.

    Stein Tonnesson afirmou ao ‘Le Monde’ em fevereiro que a vitória de um político sul-americano que luta contra as desigualdades sociais é muito provável. Principalmente se esse político for o presidente Luiz Inácio Lula da Silva..

    A EFE informou que Tonnesson disse que Berge Furre, membro do Comitê Nobel da Paz, é um grande admirador do presidente brasileiro.”

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/lula-e-indicado-ao-nobel-da-paz

  21. Carlão said

    Tem gente pensando…comentário de Anonimo num blog que frequento (e nem tinha lido quando escrevi acima) para ler e refletir:

    Dilma ainda quer “provas”.

    Em todas as manifestações de Dilma Rousseff(PT) sobre as acusações feitas contra a Casa Civil, de que um balcão de negócios foi montado lá dentro pela sua amiga, braço direito e secretária-executiva, é de que não existem “provas”. Para Dilma, não serve o fato da ministra-chefe, sua sucessora, ter sido demitida por Lula, em função da sua situação ter ficado insustentável. Filho, marido, amigos do filhos instalados ao lado da sala da Dilma não são provas suficientes. Também não servem fitas gravadas por testemunhas. Dinheiro vivo em envelopes também não é o bastante para a ex-guerrilheira e ex-terrorista. Matilde Ribeiro, a corrupta número 1 dos cartões corporativos, caiu por causa de uma notinha de “quatrocentas pilas” no Duty Free. Outros 8 Ministros idem.
    Dilma Rousseff corre um risco enorme ao peitar a verdade e exigir “provas”, confiando que a sua turma é especialista em apagar rastros e impressões digitais ou alguém esqueceu o caso Lina Vieira e o caso Dona Ruth Cardoso?
    Se aparecer uma “prova”, por menor que seja, é a situação de Dilma que ficará por um fio.
    A candidata, com este discurso, pode ter ela mesmo produzido a tão falada “bala de prata”.
    Ainda faltam duas semanas para as eleições.
    Longos 14 dias…

  22. Patriarca da Paciência said

    Investigação não é hamburguer,

    Justiça não é padaria.

    Ambas tem o seu tempo e não podem ser atropeladas.

    É disto que a direita raivosa está se valendo.

    Jogam infâmia para tudo que é lado há apenas poucos dias da eleição.

    Lembram dos tais dossiês que o Serra, veja, folha, estadão, globo etc. fizeram o maior estardalhaço.

    Apenas agora está sendo esclarecido.

    Vale a pena repetir o post do Esquerdopata de 19/09/2010

    Em primeira mão

    Notícia quente de fonte mais quente ainda. A coisa está prestes a feder para um jornalista da Veja.

    Segundo a fonte, o delegado aposentado da Polícia Federal Onésimo de Souza, deu depoimento à Polícia Federal que desdiz a alegação que teria sido convidado a participar de um grupo de inteligência da campanha de Dilma Rousseff. Quando perguntado sobre afirmações anteriores respondeu que “ouviu errado”.

    Segundo Onésimo, quem inventou toda a história de grupo de espionagem da campanha de Dilma foi o jornalista Policarpo Junior, da revista Veja. Onésimo acusa o jornalista ainda de estar de posse de documentos que foram roubados no comitê de Dilma, o tornando responsável no mínimo de receptação de produto de furto. Policarpo poderá ser processado segundo o agente da Polícia Federal que informou a nossa fonte.

    Onésimo, que depois de aposentado se tornou da membro da equipe de espionagem chefiada pelo Marcelo Itagiba que José Serra montou no Ministério da Saúde, revelou que depois brigou com o grupo, porém ainda possui as gravações ilegais que fez a mando do grupo de espionagem montado por Serra. Segundo Onésimo, o grupo investigou a vida de todo mundo, desde adversários até aliados.

    O depoimento de Onésimo à Polícia Federal corre em segredo de justiça, portanto não temos link para apontar para o depoimento, mas podemos afirmar que a fonte é quente e depois que vazar essa informação, a PF não vai mais conseguir segurar a informação.

    Em breve, muito em breve, essa bomba vai estourar no colo do Serra e do jornalismo criminoso da revista Veja. O jantar entre Policarpo e Onésimo noticiado pelo Conversa Afiada na semana passada era um acerto de contas entre os dois. Policarpo está tremendo na base e querendo saber do teor do depoimento de Onésimo.

    Se nós conseguirmos a cópia do documento nós publicamos aqui.

    Leia mais em: O esquerdopata

  23. Carlão said

    É nais fácil pegar um mentiroso que um coxo…
    Premio Nobel
    Leiam em ingles como ocorre a nominação:http://en.wikipedia.org/wiki/Nobel_Prize#Nominations
    Nominations

    Nomination forms are sent by the Nobel Committee to about 3000 individuals, usually in September the year before the prizes are awarded. These individuals are often academics working in a relevant area. For the Peace Prize, inquiries are sent to governments, members of international courts, professors and rectors, former Peace Prize laureates and current or former members of the Norwegian Nobel Committee. The deadline for the return of the nomination forms is 31 January of the year of the award.[64][65] The Nobel Committee nominates about 300 potential laureates from these forms and additional names.[66]
    The nominees are not publicly named, nor are they told that they are being considered for the prize. All nomination records for a prize are sealed for 50 years from the awarding of the prize.[67][68]

    quanta deformação da informação da Época…Esse PIG !!!

  24. Zbigniew said

    Já que se falou em ética, esta é muito interessante, principalmente quando se faz a diferenciação entre a ética democrática e a ética retórica. O bom texto está no Terra Magazine, do Francisco Vianna, que tem alguns trechos bem interessantes:

    “Os fatos da razão e a razão dos fatos.
    (…)

    Agora vamos às questões comuns às crises com foco no case Erenice. O que podemos saber? Primeiro, é preciso desvendar as razões das denúncias chegarem a público justamente agora, quando as pesquisas mostram o candidato José Serra em queda livre e a candidata Dilma Rousseff se encontra em franca ascensão. Como a ex-ministra Erenice foi o braço direito de Dilma Rousseff na Casa Civil, é óbvio que o alvo não era Erenice, mas a candidata à presidência. E o noticiário está ai para mostrar. Com essa simples constatação, pode-se questionar porque, de repente, a grande imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro foi tomada de autêntico furor ético, transmitindo a sensação de que o atual governo é a encarnação do mal na gestão dos recursos públicos. Examinemos mais de perto o problema.

    (…)

    No passado, os conservadores esgrimiam a bandeira do anticomunismo, trincheira de onde iludiram parte da sociedade por meio século; agora, a bandeira é o combate à corrupção. A UDN recorreu à essa retórica por décadas, mas não passava de cortina de fumaça para chegar ao poder. Separar o que é fato, o que é manipulação política, em nada isenta a apuração do que realmente ocorreu ou vem acorrendo. O que seria um equívoco é confundir a razão dos fatos com os fatos da razão. A razão dos fatos é o jogo político, os fatos da razão é a apuração objetiva dos fatos reais, quer dizer, concretos.

    (…)

    Mas há ainda uma quarta questão recorrente nas situações de crise. Quais as lições a serem assimiladas? A primeira, e mais essencial, é que o governante, o político, precisa ter conduta inatacável, pois o exercício da ética não é normativo, mas um confronto com o real. Nenhum ocupante do alto escalão de governo, seja qual for o governo, pode ter um familiar lobista. E se isto acontecer, o fato deve ser tornando público e deixado claro que a autoridade não tem qualquer vínculo com o familiar nos seus negócios. A segunda é que se tornou imperativo distinguir o que é uma ética verdadeiramente democrática e a ética retórica que joga de lado os projetos de efetiva dimensão social. O eleitor deve tomar cuidado para não se deixar iludir pela ética retórica.
    (…)”

    http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI4685031-EI6783,00-Os+fatos+da+razao+e+a+razao+dos+fatos.html

  25. Patriarca da Paciência said

    Por que será que a “grande imprensa” “esqueceu” totalmente o caso da “quebra de sigilo da Receita Federal?

    Simples assim.

    Todas as provas indicam a filha do Serra como a principal implicada!

  26. Carlão said

    17.Pax
    “Não acha que está longe disso? Longe não, nem chegou a ser aventada esta hipótese, em canto qualquer.”
    Em qual planeta você mora…a palavra “tapetão” foi usada até por dilma.

    “Lula entrou num caminho sem volta? Acho que sim, aí eu concordo com você. O caminho de fazer sua sucessora.”

    Resposta esperta e sabonete…;)

  27. Patriarca da Paciência said

    O Carlão não nega sua ideologia.

    De quatro, sempre que vê um norte-americano.

  28. Patriarca da Paciência said

    Carlão,

    no Brasil, falamos português, com muito orgulho.

  29. Patriarca da Paciência said

    O Carlão não seria o guru do Serra?

    Olha que há possibilidades!

  30. Chesterton said

    Pax vai dizer que Boris Fausto é o sub do sub….

  31. Chesterton said

    no Brasil, falamos português, com muito orgulho.

    chest- tem mestrado e não lê em inglês…hum, muito suspeito.

  32. Carlão said

    Pat/Matilde

    eu falo outras línguas por mérito próprio e por que moro e trabalho desde 2003 no Exterior…
    simples assim.
    Experiência e saber não ocupam espaço.E nem dói.Eu garanto.
    Ganho muito bem e pago impostos ao IRS e recolho Social Security.
    Desenho?

    Ah para sua informação: fui “achacado” (taxa de sucesso)em verbas de patrocínio da Petrobras JÁ em junho de 2003 por uma empresa de Campinas, a G-4 e o link abaixo dá uma idéia de quem se trata.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Gamecorp

    A empresa para o qual trabalho até hoje é a Discovery Channel Int’l(e o projeto tinha a ver com a educação preservação da água doce, inclusive da Amazônia…citada no post do Pax)

    É claro que não topamos pagar 500 mil por um projeto de 2.3 milhões de Reais…custos de tradução/adaptação de material de qualidade mundial da network e nossa contrapartida seria a divulgação do nome DC nos vários materiais/vódeos educacionais de promoção.
    Por isso resolvi me mandar do Brasil e dirigir a Divisão America Latina e Caribe da network.

    Kalil Bittar é o nome do sócio/negociador.
    Mas não gravei a proposta. Agradeci educadamente e prometi estudar a proposta…um dia.
    esse governo mal tinha assumido já estava traficando influência.
    Dilma e Erenice ( Ministério de Minas e Energia- Eletrobrás,EletroNorte, Chesf e Petrobrás) já estavam sendo vendidas a preço barato no mercado de patrocínios…em 2003.

    O Brasil está sendo prejudicado. O povo brasileiro está sendo prejudicado e…infelizmente Pat, tenho a certeza que lula, apesar de sua alta popularidade é muito mais corrupto do que você um dia poderia imaginar.
    Serra pra mim representa apenas o meio de afastar essa “raça” do poder.
    Simples assim. Prego chinês!
    E você insinua bobagens…? Matilde…tsk,tsk,tsk

    ;) ;)

  33. Patriarca da Paciência said

    Carlão,

    quem provavelmente terá sua candidatura impugnada é o Serra, por ter se associado a um receptador de cargas roubadas e passador de dinheiro falso para fazer campanha política.

  34. Carlão said

    Matilde

    eu falo outras línguas por mérito próprio e por que moro e trabalho desde 2003 no Exterior…
    simples assim.
    Experiência e saber não ocupam espaço.E nem dói.Eu garanto.
    Ganho muito bem e pago impostos ao IRS e recolho todo mes o Social Security.
    Desenho?

    Ah para sua informação: fui “achacado” (taxa de sucesso)em verbas de patrocínio da Petrobras JÁ em junho de 2003 por uma empresa de Campinas, a G-4 e o link abaixo dá uma idéia de quem se trata.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Gamecorp

    A empresa para o qual trabalho até hoje é a Discovery Channel Int’l (e o projeto tinha a ver com a educação preservação da água doce, inclusive da Amazônia…citada no recente post do Pax)

    É claro que depois de vátias reuniões em Paulínia (Petrobrás) não topamos pagar 500 mil de propinapor um projeto de 2.3 milhões de Reais…- custos de tradução/adaptação de material de qualidade mundial da network e nossa contrapartida seria a divulgação do nome DC nos vários materiais/vídeos educacionais e de promoção.
    Por isso resolvi me mandar do Brasil e dirigir a Divisão America Latina e Caribe da network.

    Kalil Bittar é o nome do sócio/negociador.Praticando trafico descarado de influência
    Mas não gravei a proposta. Agradeci educadamente e prometi estudar a proposta…um dia.
    esse governo mal tinha assumido já estava traficando influência.
    Dilma e Erenice ( Ministério de Minas e Energia- Eletrobrás,EletroNorte, Chesf e Petrobrás) já estavam sendo vendidas a preço barato no mercado de patrocínios…em 2003.

    O Brasil está sendo prejudicado. O povo brasileiro está sendo prejudicado e…infelizmente Pat, tenho a certeza que lula, apesar de sua alta popularidade é muito mais corrupto do que você um dia poderia imaginar.
    Serra pra mim representa apenas o meio de afastar essa “raça” do poder.
    Simples assim. Prego chinês!
    E você insinua bobagens…? Matilde…tsk,tsk,tsk

    ;) ;)

  35. Carlão said

    27. Matilde
    tá no período? querida

    Minha mãe como a sua e a do lula nasceram analfabetas.
    Eu, você e lula nascemos analfabetos.
    Eu escolhi aprender a ler e falar fluentemente várias línguas.
    Principalmente o português.
    Lula escolheu ser um presidente corrupto com alta popularidade.
    Voce parece ter escolhido continuar primitiva e repetir bobagens lidas
    em outros lugares sem pensar no que está dizendo.
    Eu não ganho uns trocos pra atacar o Serra.
    Escolhas pessoais…não me culpe.
    Simples assim.
    Triste assim.

    ah…eu falo outras línguas por esforço próprio e…
    também por que moro e trabalho nos Estados Unidos…
    desde 2003.

    ;)

  36. Patriarca da Paciência said

    Simples assim,

    eu acho, na minha opinião,

    Carlãozinha, você é uma assalariada do Serra!

  37. Patriarca da Paciência said

    Carlãozinha,

    pode acreditar,

    Eu não tenho nada contra você gostar de ficar de quatro para os norte-americanos!

  38. Carlão said

    32.Ah Matilde
    “quem provavelmente terá sua candidatura impugnada é o Serra, por ter se associado a um receptador de cargas roubadas e passador de dinheiro falso para fazer campanha política”.
    mas quem roma cafezinho com o “bandido” é a inepta criatura gerente da Casa Civil.

    PS. tinha esquecido eu sou sim o gurú do Serra! Nossa menina. Como vc descobriu?
    hehe

  39. Pax said

    Senhores,

    Será que vale a pena manter certos comentários. Este blog é de um zé ninguém e só ficau um pouquinho interessante porque aparecem comentários interessantes.

  40. Iconoclastas said

    Paxman,

    saca só:

    # 4 @ 19/09/2010 às 15:32

    e

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/com-quem-dilma-toma-cafezinho-ou-eles-aprenderam-que-o-petismo-compensa/

    é como eu tenho dito, teu site tá pautando a turma.

    ;^)

  41. Patriarca da Paciência said

    Pode deixar Pax, estou tranquilo e não cairei na baixaria.

    Deixo isto para os partidários e assalariados do Serra.

    Carlãozinha,

    a verdade que você tem vários canudos e fala várias línguas?

    Pois eu, assim como o Lula, temos apenas cérebro, coisa que você não tem.

    Sabe quem disse isto, Carlãozinha?

    Beethoven.

    Explico:

    Certa vez um “nobre” escreveu uma carta ao grande compositor e terminou enchendo toda uma página com títulos e condecorações, assinando por último.

    Beethoven respondeu polidamente a correspondência e assinou simplesmente.

    Ludwig van Beethoven
    Proprietário de um cérebro.

    Entendeu Carlãozinha?

    Ou quer que eu desenhe?

  42. Chesterton said

    Patriarca, você está me plagiando.

    Pax, um presentinho para você, o Carlão e outros anti-lulistas (falacia minha tentando incluí-lo nos anti-lulistas, tá vendo como eu tb. sei?) Só o Patriarca porque não sabe inglês não poderá curtit.

    http://vcfz.blogspot.com/

  43. Patriarca da Paciência said

    É mesmo, Chesterton?

    Você é Beethoven?

    Pensei que você era Napoleão!

  44. Patriarca da Paciência said

    A Dilma fez muito bem em não aceitar o “convite” do Álvaro Dias.

    Eu também faria tudo para me manter distante do dito cujo.

    O Reinaldo, como sempre, já “interpreta” vesgamente, como é do seu costume, tentando criar intriga com o Senado.

    Dilma foi muito clara – não aceita convites do Álvaro Dias, o que, na minha opinião, é uma decisão muito sábia.

  45. Chesterton said

    Escândalo Erenice é o maior da República
    O petismo, de fato, oficializou a corrupção no Brasil. Perto dele, Maluf parece ladrão de galinha. Tem razão o historiador Marco Villa ao dizer que nunca houve caso parecido, na história republicana, com o que aconteceu dentro do Palácio do Planalto com Erenice Guerra (e Famiglia), lá aboletada pela candidata Dilma Rousseff.

    O caso envolvendo Erenice Guerra é exemplar. A negociação dos favores governamentais ocorreu dentro do Palácio do Planalto. Não conheço nenhum caso parecido na história republicana. O esquema PC-Collor não teve esta desfaçatez. Getúlio foi levado ao suicídio por fatos infinitamente menores. O “mar de lama” denunciado por Afonso Arinos, comparado com o que assistimos, não passa de brincadeira de criança. Mas nada de desespero: 2011 vai ser pior (aguardem a turma do “repartir o pão”).

    Tambosi

  46. Patriarca da Paciência said

    Chesterton,

    é verdade que eu não sei falar inglês, mas sei falar javanês muito bem, coisa que você não sabe.

    Mas prefiro mesmo é o meu bom português, principalmente aquele falado no Brasil.

  47. Carlão said

    Ah Matilde

    “O HOMEM QUE SABIA JAVANÊS E OUTROS CONTOS DO VIGÁRIO”
    Lima Barreto

    É a irreverência estúpida a esse saber exótico, cifrado que Lima Barreto satiriza no conto.
    Um tema caro ao autor, quase uma causa que ele discute em várias de suas obras.
    A ascensão e glória de Castelo, porém, servem para a discussão de outros temas:
    a artificialidade de alguns intelectuais, a política dos favores,tráfico de influência a eficiência dos títulos num país de doutores.

    No conjunto, esses assuntos formam um retrato de uma faceta do Brasil e do brasileiro. O retrato ressalta a nossa melancólica vocação para o improviso, para o oportunismo dos muitos “Castelos” da vida nacional. No país das trapalhadas, a desordem é legítima por uma ordem feita apenas de aparências e falsidades.

    Matilde: Escolheu exatamente um conto que reflete a sua personalidade.Uau!
    A ignorância da esperteza. Freud explica…? sei lá.

    ;)

  48. Chesterton said

    é falta de noção de tempo e espaço.

  49. Carlão said

    42. Dilma foi muito clara – não aceita convites do Álvaro Dias, o que, na minha opinião, é uma decisão muito sábia.

    eu continuo preocupado é com os convites que ela aceita.
    Se for eleita o que lula e o pmdb “light” (enquanto isso o preço) cobrarão dela …além do rabo.
    E ela nem poderá alegar herança maldita.
    enquanto isso Matilde fala javanês.

    hehe

  50. Mona said

    Caramba, Big Charles:
    Xeque-mate!
    (Tá legal, o ping-pong, viu meninos? Só não me meto, porque em briga de menino grande, menininha tem que ficar quietinha, se não sobra pra ela…)

  51. Chesterton said

    MOSCOW (AP) — A Russian state-owned company said Friday it will pay $3.7 billion for 50 new Boeing 737 Next Generation airliners that will then be leased to the national carrier Aeroflot.
    Russian Technologies, which manages the government’s stakes in a dozen regional airlines, said in a statement that the deal includes an option to buy a further 35 jetliners.

    The company’s director general, Sergei Chemezov, said in the statement that the purchase “will help take a step forward in making the Russian airline industry and Russian airlines more competitive on the global market”.

    chest- e as tranqueiras que eles produzem?

  52. Patriarca da Paciência said

    Carlãozinha,

    Dilma não aceita companhia de receptadores de cargas roubadas e passadores de dinheiro falso na sua campanha.

    Façam bom proveito da companhia que vocês escolhem, assalariados e assalariadas da campanha Serra.

    Eu, a exemplo da Dilma, quero me manter distante de receptadores de cargas roubadas e passadores de dinheiro falso!

  53. Pax said

    Cá entre nós, prezados,

    Suponha que você estivesse nos sapatos de Dilma Rousseff e fosse a candidata do governo, com mais de 50% das intenções de votos a 2 semanas das eleições etc etc.

    Sem fazer juízo de valor algum.

    Seria caso de aceitar o convite do Álvaro Dias? Me parece óbvio que não.

    Em cima desta evidente provocação do senador, criaram toda uma história. É claro que ela não vai aceitar. Aliás, quanto menos falar, quanto mais segurar os aloprados para não falarem também (viu Zé?), melhor para ela.

    E é lógico que todos da oposição vão espernear até o fim, tentando provar por a + b que focinho de porco é tomada.

    Este é o jogo, mas não vejo como tema algum de pauta.

  54. Patriarca da Paciência said

    Falando seriamente,

    é isso aí, caro Pax, concordo totalmente,

    mas voltando ao aloprado do Serra, o Carlãozinha, gostaria de falar mais uma coisinha para ela.

    Eu sei falar javanês, porque meu avô era javanês e me ensinou a língua quando eu ainda era pequeno.

    A propósito, Carlãozinha e Chesterton,

    Vocês sabiam que na Grécia, qualquer criança sabe falar grego!

  55. Zbigniew said

    Caraca! É impressionante! A Folha se utiliza de um receptador de cargas roubadas para confirmar suas ilações. A campanha do Serra “confisca” fitas de um programa de tv e a ANJ nem uma notinha (fosse com a Dilma tava nos 10 minutos de campanha do Serra no JN). Tampouco a OAB. A Sandra Cureau tá toda prosa pra cima da Carta-Capital, e aí a Folha (o panfleto em forma de jornal) se sai com esta (o excerto é lá do Brizola Neto):

    “Lobby Privado banca 7 de Setembro em Embaixadas”
    (…)
    A Folha de S. Paulo considera absurdo e suspeito que a TAM tenha patrocinado uma exibição da Orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo e Buenos Aires, no Sete de Setembro.

    E que a Natura (de onde é o vice de Marina). a Odebrecht, a Petrobras, o Banco do Brasil e outras empresas tenham patrocinado uma festa, com “uma boliviana vestida de beiana oferecendo acarajés” em La Paz, na data nacional brasileira.
    (…)

    Se houvesse indícios de que algum diplomata tivesse se beneficiado, está certo. Mas a matéria nem sequer insinua nada disso.

    As empresas brasileiras, privadas ou públicas, têm mais é que promover o Brasil no exterior e ganharem bons negócios por lá. E o Governo deve colaborar com isso, porque significa bons negócios para o país.

    Ou a Folha acha que o Sete de Setembro devesse ter eventos patrocinados pela Air France, pela Shell, pela British Petroleum?
    (…)”

    http://www.tijolaco.com/26773

  56. Patriarca da Paciência said

    Pois é, Carlãozinha e Chesterton,

    Em Java, qualquer criancinha sabe falar javanês, na Inglaterra, África do Sul, Estados Unidos, Austrálias etc. qualquer criancinha sabe salar inglês e por aí vai.

    Dizem que na Nova Zelândia as criancinhas falam inglês melhor que as criancinhas da Inglaterra!

  57. Patriarca da Paciência said

    Grande Brizola,

    Sempre é bom ouvi-lo!

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: