políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Dilma fala sobre caso Erenice

Posted by Pax em 21/09/2010

Dilma Rousseff se pronunciou sobre o caso Erenice hoje, no programa Bom Dia Brasil da TV Globo. O trecho sobre o caso está abaixo. A notícia completa disponível no site G1: Dilma é entrevistada pelo Bom Dia Brasil

Renato – A senhora trabalhou durante mais de sete anos com a ex-ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. Ela foi seu braço direito. A senhora nunca notou nenhuma irregularidade?

Dilma – Eu, até hoje, nunca vi nenhuma prova e nenhuma ação inidônea da ex-ministra Erenice. Isso não significa que, em havendo denúncias, elas não tenham que ser apuradas. E eu acredito que ninguém está acima das suspeitas. Acho que tudo tem que ser apurado. Agora, eu não tenho, até hoje, nenhum conhecimento de um ato inidôneo da Erenice.

Renata – Mas, candidata, houve demissão de, pelo menos, quatro pessoas, e o filho de Erenice Guerra trabalhava em órgãos da área de influência da Casa Civil. Parentes da ex-ministra ganharam cargos públicos. A senhora nunca reparou nada?

Dilma – Olha, eu não, eu posso dizer, sim, com absoluta franqueza, eu nunca aceitei nem nomeação de parentes nem nomeação por critérios de amizade. Quem me conhece, eu tenho 25 anos de vida pública…

Renata – Por que aconteceu, então?

Dilma – Eu não tenho como responder por ela. Agora, acho que, até onde eu a conheci, ela era uma pessoa bastante idônea. E acho também que isso não significa que eu esteja defendendo a não apuração de responsabilidades. Eu acho que a maior interessada que se apure tudo sou eu. Eu quero que se apure qual é o nível de responsabilidade da ex-ministra Erenice em relação a esses fatos. Porque também resta ser provado que ela tem responsabilidades. É muito perigoso a gente ficar condenando as pessoas sem ter provas. Eu e a minha campanha, para vocês terem uma ideia, eu fiquei três meses sendo acusada, a minha campanha sendo acusada de ser responsável pela quebra de sigilo fiscal em um momento em que eu não era candidata, não era pré-candidata. Não tinha campanha, nem pré-campanha. A partir de agora, vocês até noticiaram, apareceu o responsável. Então, eu acho que merece apuração. Eu não vou fazer pré-julgamento em relação a quem quer que seja. Acho que tudo tem que ser rigorosamente investigado. Doa a quem doer.

Míriam – Ainda ficando nesse caso, a senhora inicialmente disse que era um caso, um factóide de um filho de uma ex-funcionária. Mas, depois o tempo foi passando e outras informações surgiram, e agora sabe-se que o caso envolve dois filhos, marido, irmão, sócio do filho. Assessores da Casa Civil, quatro foram demitidos até o momento. Eu queria saber o seguinte: é um factóide ou um caso que leva a quatro demissões, portanto um caso importante que envolve indícios claríssimos de nepotismo e outras coisas assim?

Dilma – Sabe, Miriam, eu tenho a seguinte posição. A primeira denúncia dizia respeito ao filho da pessoa. Então, eu não posso ser responsabilizada pelo que faz o filho ou o parente de alguém. As respectivas pessoas envolvidas, elas vão ser objeto de uma investigação que inclusive foi pedida por nós, pela Polícia Federal. É fundamental que a gente tenha clareza antes de condenar. Faz parte da civilização a gente provar primeiro e julgar depois.

Míriam – Ele já admitiu que recebeu R$ 120 mil.

Dilma – Mas ele recebeu. Ele é culpado. Se ele admitiu que recebeu e se acha que aquilo é indevido, ele é culpado. Então, ele vai pagar por isso. Agora, daí a fazer qualquer relação com a minha campanha é que são outras… Quer dizer, são outros quinhentos. Porque a minha campanha não está envolvida com essa história.

Esta semana teremos a divulgação de novas pesquisas. Até sexta, provavelmente e como dito em post anterior, teremos as novas pesquisas Datafolha, Vox Populi e Ibope, quando poderemos avaliar com um pouco mais de informações se a bala de prata da campanha da oposição terá resultado. Ou não.

A entrevista está na pauta de alguns veículos:

iG: “Eu não posso responder por ela”, diz Dilma sobre Erenice

Congresso em Foco: Dilma diz que não pode falar por filho de Erenice

Estadão: Dilma volta a defender investigações na Casa Civil

E a opinião do Roberto Jefferson, em seu twitter: Dilma esta segura, relaxada e simpática. Resistindo bem as pressões dos jornalistas.

Anúncios

43 Respostas to “Dilma fala sobre caso Erenice”

  1. vilarnovo said

    Dilma está dando um show. Está mesmo. Está pautando toda a imprensa. Ela afirma e reafirma que “não pode responder pelo filho de Erenice”. Está completamente certa.

    Ela deve responder pela Casa Civil. Até porque as falcatruas aconteciam enquanto ela ainda era Ministra. Ninguém, até onde pude ver, fez esse contraponto.

    Pax – O que mais me impressiona é a falta de Controle Interno, Compliance nos órgãos públicos. É um balaio de gato, qualquer um faz qualquer coisa, não há fiscalização independente. O TCU virou alvo por fazer o seu trabalho. Mas é lento, demora muito.

    Há de existir uma reforma total nos códigos do funcionalismo público, uma análise dos processos para identificar riscos e controles chaves.

    Cansamos de ver autorizações politicas suplantares relatórios técnicos. Os funcionários deveriam ser protegidos para realizarem seus trabalhos.

  2. iconoclastas said

    “A partir de agora, vocês até noticiaram, apareceu o responsável.”

    quem é afinal? eu não vi, onde foi que apareceu?

    ;^/

  3. William said

    Só na mente pertubada da Miriam que alguma coisa foi provada.

    Agora, eu me divirto com a cara de tacho dos que acreditaram que a Dilma era despreparada e fantoche do Lula.Nao a toa estao na situaçao lamentavel de agora.

  4. Jorge said

    Willian, a Dilma demostrou ser uma pessoas bastante preparada para a presidência. Durante meses suportou todos os ataques da mídia e soube seguir adiante com seu projeto não se perdendo em confrontos inúteis. Na hora certa, soube cobrar as idiotices noticiadas.
    Acho que isso desesperou a mídia e seus aliados demotucanos. Provocada pelos jornalistas e empresas, ela tirou de letra.

    Fico tranquilo em saber que o Brasil estará nos próximos oito anos em mãos responsáveis e equilibradas.
    É muito bom olhar o futuro e ver o Brasil brilhar! Viva o povo brasileiro?

    PS: cidade de São Paulo, Dilma 44/ Serra 30

  5. Carlão said


    Míriam – Ele já admitiu que recebeu R$ 120 mil.

    Dilma – Mas ele recebeu. Ele é culpado. Se ele admitiu que recebeu e se acha que aquilo é indevido, ele é culpado. Então, ele vai pagar por isso (SIC).
    Agora, daí a fazer qualquer relação com a minha campanha é que são outras… Quer dizer, são outros quinhentos. Porque a minha campanha não está envolvida com essa história.

    Em resumo:
    Durante 7 anos nada soube, não foi informada e nem teve a curiosidade de perguntar.
    Quem já trabalhou em grandes empresas ou órgãos públicos politicamente importantes sabe que a “rádio corredor” sempre sabe de tudo. A fofoca interna funciona como um controle social “informal”. Ainda mais na Casa Civil da Presidência que dispõe até de funções secretas de inteligência para prevenir, proteger e informar ameaças desse tipo ao Ministro.

    Concluo:“Pra mau fudedor até o saco atrapalha!

  6. Iconoclastas said

    “Durante 7 anos nada soube,”

    Carlão, se ela nada soube como é que ela pode ser a executiva onisciente e onipresente que tocava todo (15% do orçamento total)o PAC?

    que gerentona é essa que disconhece o que sua principal assessora faz? que ignora que seu braço direito pos família toda em cargos comissionados?

    caros, não fosse a tutela paralizadora que vive a sociedade, a moça estaria em um corner. se não sabe é incompetente, se sabe é conivente. em qq caso, é inapelável q não serve para o cargo

    ;^/

  7. William said

    Ela não disconhece nada.hahahaha

  8. vilarnovo said

    Ico – É a velha desculpa de sempre: não saber de nada.

    Deveriam tirar o crime de responsabilidade dos códigos brasileiros. Não serve para nada. Nenhum dirigente afirma que tem responsabilidade sobre coisa alguma.

  9. Iconoclastas said

    “William disse
    21/09/2010 às 14:48

    Ela não disconhece nada.hahahaha”

    pronto, ganhou a atenção do tio.

    agora vamos ver se mantem:

    na tua empresa vc promoveria um diretor a presidente se ele desconhece até o q o gerente dele faz?

    ;^/

  10. Carlão said

    Quando Dilma se mudará para o Interior?

    Esta entrevista fez me lembrar um “causo” verídico ocorrido num condomínio onde morei anos atrás. De uma certa senhora que ganhou de presente de “um amigo” um piano de cauda e instalou na sala de estar de seu apartamento.
    O marido de nada desconfiou durante anos até que um dia a “rádio corredor” do condomínio – a saborosa “fofoca do piano de cauda” chegou aos ouvidos mansos do citado senhor.
    Aos amigos próximos, ao se divorciar, o “valente” se defendeu dizendo que nunca tinha percebido que sua mulher “costurava para fora”. Afinal, ele não tinha provas concretas de infidelidade conjugal.
    Teve gente que “acreditou”.
    Mesmo assim ele envergonhado teve que se mudar para o Interior.

    :) :)

  11. William said

    Se a Diretora é responsavel direta pelo total sucesso da empresa nos ultimos oito anos é claro que eu coloco.

    Ainda mais se a outra opção é um diretor que foi da gestão fracassada anterior cujo presidente super estudado teve a bunda chutada pra fora pelos acionistas.

    hahahahahahahahahahahahahaha.

  12. William said

    Carlao,

    clap clap clap. Otima piada. hahahahahahaahaha . Como são fracos esses opositores. Não a toa tomam surra nas urnas.

  13. Iconoclastas said

    “Se a Diretora é responsavel direta pelo total sucesso da empresa nos ultimos oito anos é claro que eu coloco.”

    hummm, perdeste a empresa, pois é evidente q se sucesso houve tuas métricas não foram capazes de identificar o responsável. escolheste um incauto, na melhor das hipóteses, ou cúmplice, deixando a empresa totalmente vulnerável…

    q surpresa…

    ;^/

  14. William said

    A maioria dos 180 milhoes de acionistas da empresa Brasil decidiu em 2002 dar um pé na bunda na turma que fez a gestão desastrada da empresa no periodo 95-2002. Em nova assembleia os acionistas decidiram pela continuidade da gestão vitoriosa de 2003-2006. Assim será agora de novo mesmo com os panfletos mentirosos produzidos pelos minoritários cada vez mais isolados e desconectados da realidade da empresa.

  15. Mona said

    Mas vejam só que bonitinho… Senti um cheiro de Chavez no ar:

    (Do blog do Josias de Souza)

    “Iniciada por José ‘Abuso do Direito de Informar’ Dirceu e ecoada por Lula ‘Mídia Partidária’ da Silva, a rusga do PT com a imprensa ganhou ares de guerra.
    O partido de Dilma Rousseff levou à sua página na web a convocação de um ato de protesto contra o que chamou de “golpismo midiático”.
    Será nesta quinta (23), às 19 horas, num palco inusitado: o auditório do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, filiado à CUT.
    A convocatória informa que a pajelança foi organizada “em defesa da democracia” e contra “a baixaria nas eleições”. Anuncia-se a presença de:
    1. Dirigentes de quatro centrais sindicais: além da CUT, Força Sindical, CTB e CGTB.

    2. Representantes da União Nacional dos Estudantes.

    3. Lideranças de quatro partidos políticos: PT, PCdoB, PSB e PDT.

    4. Blogueiros progressistas.

    O evento é apresentado como reação à “ofensiva dos setores da direita e da mídia conservadora”, marcada por “uma onda de baixarias, de denúncias sem provas […].”
    O texto não menciona as logomarcas “golpistas” nem esmiúça as notícias infundadas. Não há de ser o “Erenicegate”.
    Qualificado de “factóide” no nascedouro, o caso já levou ao olho da rua quatro autoridades, incluindo a chefe da Casa Civil, ex-braço direito de Dilma Rousseff.
    Diz o documento que a “velha mídia” tornou-se “autêntico partido político conservador” e desenvolve uma “ofensiva antidemocrática”.
    Acrescenta: “A onda de baixarias, que visa forçar a ida de José Serra ao segundo turno, tende a crescer nos últimos dias da campanha”.
    Como assim? “Os boatos que circulam nas redações e nos bastidores das campanhas são preocupantes. E indicam que o jogo sujo vai ganhar ainda mais peso”.
    Daí o “ato em defesa da democracia”. Beleza. Decerto os organizadores do movimento farão discursos veementes em fovor do democrático direito à liberdade de imprensa.
    Dilma haverá de brandir da tribuna provas irrefutáveis contra as aleivosias inventadas pela “velha mídia” pró-Serra. Restará provado que a Casa Civil foi varrida por um tsunami de probidade.
    A coisa promete!”

    E aí, você vai estar lá, querido Pax, na condição de “blogueiro progressista”?
    (Zangue, não, meu nêgo. Não resisti à brincadeira)

  16. William said

    Reproduzir post de quem tem intereese pé super legal.hahaha.

    Essas porcarias de jornais brasileiros sempre se saem com essa de liberdade de imoprensa para fazerem as barbaridades que fazem todos os dias.

    E por um acaso é proibido protestar contra esse esgoto que é a nossa imprensa???

    Vão chorar na caminha pq a internet acabou com esses bandidos da nossa imprensa.

    Repito , ACABOU A EPOCA QUE FAZIAM QUALQUER COISA.

    ACABOU!!!! Agorta só com mensalão do governo paulista pra se manterem mesmo.

  17. Pax said

    Cara Mona,

    Não estarei lá. Não sou considerado um “blogueiro progressista”. Alguns, inclusive, já declararam que ficam muito contrariados quando coloco notícias contra o governo.

    Mas o blog coloca notícias da corrupção da situação, da oposição, da transição, de quem quer que seja.

    Sinceramente acho que tapar sol com peneira não funciona muito.

  18. Carlão said

    Pax …”Alguns (blogs), inclusive, já declararam que ficam muito contrariados quando coloco notícias contra o governo”.

    PAX acusado de ser do PIG ?
    Priceless
    ;)

  19. Zbigniew said

    Pax, com todo respeito, as denúncias da Veja, aqui, alcançaram uma cobertura idêntica à da velha mídia (falo cobertura e não qualidade de cobertura, no sentido de que vc sempre tenta separar suposições de certezas).

    Quando a Carta Capital falou da filha do Serra, você citou o fato, mas não mereceu um post teu.

    Repito: com todo respeito – até porque o blog é teu, você tem todo direito de conduzí-lo da forma que lhe aprouver – a impressão que tenho é que a desproporção que ocorre na velha mídia é repetida aqui. Talvez porque estes assuntos sobre corrupção (e o blog se propõe a trata deles mais especificamente) estejam exaustivamente sob os holofotes. Mas há notícias de corrupção de uma lado e do outro.

    Evidente que a tua principal fonte são estes jornais e revistas, mas há blogs muito bons e de boa credibilidade que, apesar de terem um viés pró-governo, não recebem, digamos, a mesma “cobertura”. Considero o Nassif, o Bob Fernandes, entre outros, muito bons sob este aspecto.

    Entenda isto como uma crítica no sentido construtivo e se estou me equivocando, vá desculpando a impressão.

  20. Carlão said

    Aproveito a deixa do Zbi e pergunto ao Pax afinal por que você deixou de postar sobre a Carta Capital falando sobre a filha de Serra ???

    Zbi você já deu a resposta. O Pax “sempre tenta(SIC) separar suposições de certezas”.
    A reportagem da Carta Capital misturou suposições e mentiras de forma esdrúxula.
    Como o Nassif, se fosse sério e não tivesse contratos com o LulaNews, chamaria aquilo de “requentado de cozidão”. Até “asa de morcego” usaram na xêpa. E nada.
    Se o que ali estava descrito tivesse algum fundamento, o PT que “é tão bonzinho” já teria usado contra o Serra nas 2 eleições paulistas que Serra disputou contra o PT.
    Ou não? Mas não usou. Era material de 2a. desde 2003.
    Diante da falha de lógica e credibilidade do conteúdo, o velho Mino Carta deve ter se remexido no túmulo de vergonha.
    Né não? companheiro?
    O Pax tenta separar as matérias pela qualidade do conteúdo…e não rejeita opiniões contrárias.
    Ele simplesmente as ignora e segue adiante. Como sinceramente afirmou à Mona em resposta sobre ter sido criticado por colegas blogueiros no passado.
    Somos testemunhas.
    hehe

  21. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Vou te dar dois exemplos que não fiz post:

    1 – aquela manchete da Folha, no domingo de 7 de setembro, que acusava Dilma de ter causado prejuízo de bilhões aos consumidores de energia elétrica.

    2 – esta notícia do tal empresa da Verônica Serra com Verônica Dantas.

    A primeira me pareceu à além de tendenciosa, a ponto de eu não considerá-la. A segunda uma reação com requentamento de uma notícia que citei, sim, que levanta uma suspeita, sim, mas que está no contexto do caso das quebras de sigilo da Receita atuais, e não antigas.

    Mas aceito tua crítica, sim. Claro que aceito. E agradeço.

    A única questão que talvez te faça é que o blog tenta, de todas as formas, equilibrar o noticiário que aparece. O blog não cria notícias, coleciona. E tenda fazer desta coleção uma fotografia do momento do noticiário da corrupção no Brasil, nos principais veículos.

    Terra Magazine é usado aqui, com certa frequência. Blog do Bob Fernandes eu não conheço. Existe? Ele é o editor-chefe do Terra Magazine mas desconheço seu blog.

    Nassif faz um blog que leio com certa frequência, mas se passar a usar terei que usar o blog do tio também, um de um lado, outro de outro. Vale a pena? A mim parece que foge do mote do blog.

    Já disse e repito que não advogo a tese de um PIG. Mas falo abertamente que vários veículos não tem a hombridade de declarerem voto, coisa que me incomoda um bocado. Agora, dentro deste quadro, como um exemplo, omitir o farto noticiário iniciado pela Veja, mas presente em todos os grandes veículos, da parentada da Erenice não entra no conceito do blog, de forma alguma.

  22. Pax said

    Caro Carlão,

    Enquanto escrevia minha resposta ao caro Zbigniew, você escrevia teu comentário acima. Ou seja, fiz o meu sem ler o teu.

    Da mesma forma que você critica o Nassif eu critico o titio et cia. Não dá para ser pautado por gente que tem lado. Este é meu ponto.

  23. Zbigniew said

    Ok, Pax.

    Mas estar no contexto não é o mesmo de ser título. Pra mim há aí uma grande diferença. De fato há assuntos que merecem ou não a nossa consideração, levando-se em conta o objetivo de bem informar. Este das Verônicas mereciam destaque.

    Não vejo problema em usar manchetes de blogs, desde que elas tenham fundamento e não caiam nas ilações irresponsáveis – mas isto é uma opção sua.

    O que, sinceramente não entendo é se colocar o Nassif no mesmo balaio do tio. Será que realmente trata-se de um critério de qualidade (pra você os dois se equivalem) ou apenas de uma questão de “dois prá lá e dois prá cá”?

  24. Pax said

    Não acho, caro Zbigniew. Nunca disse que o Nassif é histérico e que ajuda a oposição. E acho isso do tio, sim. Vá lá agora e veja que ele quer ligar o Lula ao Hitler. Isso ajuda quem?

    De outro forma, vamos lá, sobre o caso da Verônica. Então eu teria que voltar a levantar o caso da Alston, o caso dos sobrepreços e superfaturamentos do Rodoanel etc etc. Se fizesse isso, eu teria que equilibrar fazendo o que? Falar do Renan, do Sarney, do Collor etc?

    Não acho que valha a pena.

    Lembre-se, o blog tenta, faz dois anos, tirar fotos do momento.

  25. Chesterton said

    Pax é do PIG do B

    recebido da internet

    “Uma mãe mandou para a filha um e-mail sobre o passado negro da Dilma.
    A filha repassou o email para seus amigos, que por sua vez o
    repassaram para amigos.
    Aí, uma petista chamada Ligia, se achou no direito de dar uma lição de
    moral na mãe.

    Vale a pena ver as mensagens trocadas.

    Da Lígia Petista para a mãe:

    “Mamãe que feio!!!!… ensinando a sua filhinha a acreditar nos absurdos que
    escrevem na internet?
    Acho melhor incentivá-la a estudar a história do
    Brasil e deixar que ela mesma tire as suas próprias conclusões,
    afinal quem estudar a história do Brasil, entenderá que nunca o nosso
    país esteve tão
    bem como hoje, tão forte na economia mundial, tão evidente, tão em
    crescimento e desenvolvimento quanto esteve nesses 8 anos de governo
    Lula!!!! E agora o que acontece? Acontece que a oposição está desesperada,
    porque está vendo o quanto o POVO está satisfeito ( governo Lula tem 88% de
    aprovação da população, aprovação que nenhum governo nunca tinha tido antes
    na história e aí vem me dizer que é porque o povo é ignorante?
    Não não meus queridos, o povo está satisfeito porque nunca teve tanta
    oportunidade, nunca teve tanta comida na mesa , nunca teve tanto
    emprego, isso sim) o quanto o
    Brasil cresceu e aí a única alternativa que resta é APELAR…. Apelar para a
    ignorância, para a mentira e para a ingenuidade de pessoas inocentes e que
    acreditam em todos os absurdos que circulam por aí…….então fica a minha
    dica: pesquisem!!!! Vejam o que realmente é verdade!!!

    Ligia Rodrigues”

    Ao que a mãe respondeu:

    “Cara Ligia”:

    Da educação da minha filha cuido eu e decididamente não preciso da sua
    ajuda, embora agradeça seu interesse. Se você imagina que eu seja alguma
    semi-alfabetizada, desconhecedora da história e que me socorra apenas da
    Internet, para compor a minha (in) formação, como lamentável e
    invariavelmente procede a maciça maioria dos jovens da sua geração, saiba
    que sou do tempo em que se liam livros e se redigia em bom português.

    Tenho 58 anos, sou mestre e doutora em Direito Ambiental pela PUC –São
    Paulo, professora universitária e brasileira que lê.
    Porque leio, tenho a nítida compreensão
    do embuste que representam os tais 80% de popularidade disto que você
    chama de presidente e que eu prefiro chamar de populista barato, parte
    de uma corja que tomou de assalto este país, no maior estelionato
    eleitoral já
    visto na história brasileira.

    Estelionato, porque esta malta petista se elegeu sob as vestes
    imaculadas da correção, da ética e da transparência na
    política. Vendeu produto podre, cara Lígia.

    E você, consumidora desavisada, está comprando.
    Todos que fomos formados na hostes da esquerda brasileira,
    da década de 60 e 70, os que lutaram contra a ditadura (você seguramente
    não viveu o período sinistro da ditadura), dando a cara para a polícia
    militar bater, não raro comprometendo vidas profissionais em razão de
    envolvimentos políticos, em nome da restauração da democracia neste
    país, sentem-se ludibriados, enganados e feitos de palhaços pelo PT de hoje.
    Eu, que já fui eleitora de José Dirceu, sou obrigada a assistir cenas
    explícitas de sua “competente” coordenação na montagem do mensalão, um
    deslavado programa de compra de apoio de parlamentares, cuja tarefa,
    em contrapartida ao dinheiro (seu e meu) que receberam mensalmente do
    PT, era invariavelmente votar a favor DE TUDO que se lhes fosse
    requisitado.

    Saiba que aí começam os 80% da “popularidade” do seu presidente.
    E Lula, que sempre dormiu dentro do
    pijama de José Dirceu, nunca soube de nada… Eleitora de José
    Genoíno que também já fui, igualmente, sou também obrigada a assistir
    cenas explícitas
    de suas atividades como gerente do mensalão, como chefe dessa
    organização criminosa que se instalou no poder, sob a batuta
    beneplácito e
    complacência de Lula, PARA QUEM TUDO SE PASSA, COMO SE NADA SE PASSASSE
    (até porque LULA já resolveu a situação econômica até da quinta
    geração de seus descendentes, através da fortuna amealhada por seu
    filho, um ex- vigia de um zoológico no interior São Paulo e hoje
    trilhardário,- dificilmente em razão de seu trabalho e sua
    competência….).
    Dólares na cueca , Waldomiros… a lista é infindável.
    Mas, o mais monumental e ousado estelionato perpetrado
    contra a população deste país pela malta petista, está no “golpe de mestre”
    engendrado para viabilizar a reeleição de Lula: tomar dinheiro público, do
    erário, portanto, seu e meu, e distribuí-lo aos borbotões para a sofrida
    população carente do norte e nordeste, literalmente comprando o voto
    desses coitados (cada bolsa-alguma-coisa rende, por baixo, 6 votos,
    que é o
    tamanho de uma família média do norte e nordeste).

    Então, faça as contas e veja de onde vem a popularidade de seu
    presidente: maciçamente oriunda da adesão incondicional desses
    coitados, que não têm a menor idéia e nem sabem do que há embutido no
    dinheiro que recebem.
    Se eu fosse eles, tampouco quereria saber.

    Como não sou, sei: o PT copiou o projeto original de
    redistribuição de renda, concebido e operacionalizado inicialmente em
    Brasília, mudou o nome do programa como se cria sua fosse e, em mais
    um de seus estelionatos, assumiu a paternidade do programa, sem nunca
    ter tido a
    decência de dar CRÉDITO AO GOVERNO ANTERIOR – FHC e Dona Ruth Cardoso
    (primeira DAMA de verdade ! ) QUE O CONCEBEU E IMPLANTOU.
    Com a abissal diferença, porém. O projeto original era vinculado a
    contrapartidas, como pré-requisito para a concessão da bolsa. Isto se chama
    investimento público e não aleluia com dinheiro público, distribuído
    obedecendo ao único e exclusivo critério de que cada bolsa-alguma-coisa,
    rende, como rendeu na reeleição de Lula, no mínimo, 6 votos. Então, Lígia,
    saiba que a popularidade desse presidente que lhe representa (a você, porque
    a mim não representa) tem o MESMÍSSIMO LASTRO, ORIGEM , NATUREZA,
    PERFIL E FORMATAÇÃO DO APOIO INCONDICIONAL
    que Lula recebeu dos parlamentares da
    Câmara Federal, durante o mensalão. E o dinheiro usado nessa mera
    transação comercial, aferível através de matemática simples, é seu,
    viu?

    Lula passou sua vida fazendo bravatas, como ele próprio admitiu. Como
    parlamentar, teve atuação pífia. Nunca se ouviu falar de um projeto
    de lei de sua autoria. Claro, pouco afeito à leitura, como ele próprio
    afirma, dele não se
    esperaria nada diferente.

    Como presidente, sem a menor afinidade com a
    rotina e a disciplina inerentes ao expediente, gastou seu tempo – à guisa
    de entabular “negócios” com outros países- literalmente rodando mundo,
    fazendo propaganda de si próprio, como o “coitado” (!) que deu duro e
    venceu. Saiba que Europeu e americano amam o “exotismo” dos países
    periféricos (candomblé, mulher pelada no carnaval, favela etc.). Digo isto
    porque morei um ano nos E.U. em intercâmbio quando jovem, estudei Direito
    Internacional Público na Universidade de Edimburgo na Escócia, durante
    minha época de graduação em Direito e lecionei, por 7 verões consecutivos
    Direito Ambiental Brasileiro na graduação e no Mestrado da Universidade de
    Louvain, na Bélgica.
    Portanto, manjo bem o espírito com que europeus e
    americanos vêm o Brasil e a figura “exótica” de seu presidente. Pergunte
    se eles elegem populistas e políticos que mal sabem ler e escrever… Seu
    presidente, semi-alfabetizado que é (e isto é uma vergonha sim senhora! ,
    para uma criatura que se dispôs a representar os brasileiros. Não obstante,
    ele carrega sua falta de estudo como um troféu). Nós merecíamos, no
    mínimo, que ele tivesse se dado ao trabalho de dominar as regras básicas da
    língua portuguesa, porque teve sim chance, teve sim, tempo e teve sim,
    condições de estudar, se tivesse MENOS PREGUIÇA e aptidão que não tem
    , para a disciplina inerente a qualquer atividade de aprendizado.

    Marina, por exemplo, alfabetizou-se aos 16 anos. Teve vida
    incomensuravelmente mais sofrida do que a de Lula e não envergonhou a
    ninguém como parlamentar e ministra que foi, e jamais vociferou
    discursos na base do “menas gente” e “entendo de que….” .

    Palanqueiro, demagogo, populista admirador das pataquadas de Chaves,
    de Ahmadinejad et caterva, seu presidente semi-alfabetizado confunde
    “prisioneiro político” com “prisioneiro comum”, como o fez, para a
    imprensa internacional, no episódio de Cuba (você se lembra, do
    prisioneiro político
    cubano que morreu em greve de fome exatamente no dia em que Lula chegou a
    Cuba, episódio sobre o qual seu presidente, no melhor estilo Odorico
    Paraguaçu, declarou: “se a moda pega, as cadeias brasileiras ficariam
    vazias!!!!?). Sem comentários.

    Enquanto o mundo se empenha para banir a
    ameaça nuclear, seu presidente cruza o planeta com sua troupe , às custas
    de dinheiro público, para passar a mão na cabeça de um ditador sanguinário
    (vide dados recentes acerca das eleições e repressão à oposição no Irã) e
    negociar, sem ter mandato da comunidade internacional para isto, exatamente
    no papel de “bobo da corte” (foi assim que a comunidade internacional
    interpretou sua atuação no episódio) em torno do enriquecimento do urânio no
    Irã. No dia seguinte ao tal “acordo”, que Lula festejou para a imprensa
    internacional como um feito monumental, o ditador do Irã confirma para essa
    mesma imprensa, que “vai continuar enriquecendo urânio sim!!! como se Lula
    sequer lá tivesse estado. Bem feito!

    É isto que acontece quando se tem para conselheiro em política
    internacional “especialista” do calibre de um Marco Aurélio “top top”
    Garcia (lembra-se da comemoração furtivamente filmada no interior do
    Palácio do Planalto, assim que o jornal da Globo noticiou que o
    acidente da TAM se dera em razão de falha humana e não em razão das
    condições da pista de Congonhas?).

    Melhor teria sido até que as famílias das vítimas não tivessem
    testemunhado essa cena no Palácio, por parte de um assessor tão
    próximo do presidente). Escárnio, em nome de ganho político a
    qualquer preço. Esta é a política do PT atual, eleito com as vestais
    imaculadas da correção e da ética que vendeu e você comprou.

    Não satisfeito, obtuso por desconhecimento da história, seu presidente se
    arvora de “vírus da paz”, no conflito do Oriente Médio que é BIBLICO
    (sabe o que significa isto?). O mundo e a ONU se empenham HÁ DÉCADAS
    tentando compor este conflito de interesses que já produziu um número
    incalculável de mortes. Lula achou que ele era o cara!! É ter-se em
    alta conta demais, para quem seguramente sequer se debruçou sobre um
    manual de história geral do segundo grau.
    Diz o ditado: dá-se mala para andante, já pensa que é
    viajante… Alguém precisa dizer-lhe, “se manca Lula!!! .
    Seu presidente tem muitas qualidades, Lígia, mas levar a sério a
    expressão do Obama “that´s the guy” (que, SEM A MENOR DÚVIDA, foi
    proferida em razão das graças e piadas que são a forma através da qual
    Lula se afirma, nesses reuniões políticas, nas quais depende
    inteiramente de alguém para traduzir o que se passa….), é muita
    pretensão.

    Não acho que presidente brasileiro tenha por obrigação falar inglês,
    não. Mas, convenhamos, é uma vergonha um sujeito que sempre quiz ser
    presidente, não ter se dado ao trabalho de estudar uma língua
    estrangeira, em deferência aos brasileiros, para bem representar seu
    país. Mas não, dá-lhe pinga, piada e futebol. É assim a metáfora que
    faz, de nós brasileiros no exterior.

    A mim, me ofende como cidadã e me envergonha como brasileira. Ah, mas
    ele é super popular no exterior! É a admiração de que não precisamos.
    Americanos e europeus gostariam , tenha certeza, ainda muito mais, se
    nosso presidente fosse o Raoni (com todo o respeito e reverência que
    devemos aos sobreviventes das nossas comunidades indígenas, estes sim,
    vítimas de uma política indigenista de
    extermínio perpetrada por nós brancos, ao longo de todos os governos
    anteriores,
    inclusive por este, do PT).

    Eleito pela primeira vez porque significava a mudança e a ética, fez um
    primeiro mandato durante o qual NÃO TEVE PEITO para implementar nada
    do que apregoou durante a campanha.

    Literalmente DEU CONTINUIDADE às iniciativas do governo Fernando
    Henrique, pelando-se de medo da inflação voltar e não ter a
    envergadura que teve Fernando Henrique, como estadista que foi, de
    aniquilar uma inflação que já estava no DNA dos brasileiros, de tão
    endêmica e embutida na psiquê do brasileiro.
    Descobriu, depois da posse, que os rumos do governo não poderiam nem
    deveriam ser diferentes daqueles adotados no governo anterior.

    Mas achou forma de “faturar” em cima do mérito alheiro. Até os
    índices positivos de safras de grãos recordes, oviamente fruto de
    políticas agrícolas do período anterior, foram colhidos e computados
    pela máquina publicitária do governo petista como se fossem fruto do
    governo que mal iniciara….

    Saiba que o que a máquina de propaganda deste governo apelidou de “herança
    maldita”, foram os acertos dos governos anteriores que caíram no colo de
    Lula, ou alguém tem a ilusão de que implantação de políticas , de
    infra-estrutura etc… rendem respostas no dia seguinte em que são
    implantadas..

    A crise internacional, que se festeja não ter chegado no
    Brasil, realmente não faz grandes marolas em um país que tem uma monumental
    parte da sua economia no plano informal, longe dos números oficiais. Este
    país anda, Lígia, com Lula, sem Lula ou com cover de Lula.

    Não é ele o artífice de nenhuma proeza política. É, sim, o artífice
    de uma monumental máquina de propaganda governamental, isto sim, “sem
    precedentes na história deste país”.

    Aliás, nem acredito que o mérito seja dele, porque ele é apenas a
    marionete à frente da cortina nesse teatro, por ser palanqueiro e
    empolgar a massa como Goebels fez no Alemanha nazista e menos votados
    como Jânio Quadros e Collor fizeram no Brasil.

    Deu no que deu., se você conhece história. Na era da televisão,
    usando dinheiro público na manutenção do circo, vende o produto Lula
    deslavadamente na embalagem que quer (vide esse
    programa virtual, que é mera versão e não fato, chamada PAC) para uma
    população infelizmente consumidora de novelas na telinha.

    A maciça maioria da nossa população não lê jornais. Ou você acha que
    é mera coincidência que ele não se elegeu nos estados de sul e
    sudeste, onde os índices de analfabetismo são muito menos drásticos.

    Lula é produto da desinformação e do analfabetismo de um lado e, de
    outro, do oportunismo de segmentos que viram no governo Lula a chance
    de se candidatar a uma das tetas dentre as inumeráveis (vide o número
    de ministérios que criou, para manter com o seu dinheiro) para, na
    base do clientelismo, perpetuar-se nas benesses do poder e usufruir
    das mamatas que sobejamente conhecemos. A próxima mamata para os
    petistas é a nova estatal criada para cuidar do pré-sal. Aguarde para
    ver o número de cabides de emprego para acomodar petistas que serão
    criados. Ah, sempre foi assim? Ah bom, pensei que o PT durante 20
    anos pregando o contrário, fosse o partido da ética e de políticos
    honestos, porque foi isto que venderam a mim e à população
    brasileira… !!? Era bravata? Ah bom. Então tá.

    Em tempo: assine um jornal.
    Se há alguém mal informado aqui, talvez não seja exatamente a minha pessoa.

    Maria Luisa Faro”

  26. Chesterton said

    Dilma – Mas ele recebeu. Ele é culpado. Se ele admitiu que recebeu e se acha que aquilo é indevido, ele é culpado. Então, ele vai pagar por isso. Agora, daí a fazer qualquer relação com a minha campanha é que são outras… Quer dizer, são outros quinhentos. Porque a minha campanha não está envolvida com essa história.

    chest- kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakaka

  27. Zbigniew said

    Perdoe-me a insistência, caro Pax. Mas não é preciso ir tão longe. Falar da Alston ou de qualquer outro escândalo que tenha as digitais da oposição para contrabalaçar a pauta. Para o momento, bastaria o caso das duas Verônicas. Mas, como te disse, é uma opção sua.

  28. Chesterton said

    Fui ele (22)

    “Naquele momento de mudança de ministros por conta de que alguns ministros iriam concorrer à eleição, o presidente Lula decidiu que os substitutos seriam os secretários-executivos”.

    Dilma Rousseff, começando a culpar o padrinho pela nomeação da melhor amiga e braço-direito Erenice Guerra para a chefia da Casa Civil.

    Tags: Dilma Rousseff, Erenice Guerra, Lula

    Augusto Nunes

  29. Patriarca da Paciência said

    Serra na Globo,

    para o dito cujo, não só o povo é bobo como os jornalistas também.

    Palavras suas:

    “A impresa gosta de duas coisas, pesquisas e bastidores.”

    Ouviram, jornalistas, vocês são apenas fofoqueiros!

    E o dito cujo tem a coragem de terminar seu discurso dizendo que a imprensa corre perigo.

    Talvez sim.

    No caso, muito remoto, de uma vitória do Serra.

  30. Patriarca da Paciência said

    meu caro Zbigniew,

    eu concordo totalmente.

    Desde que as principais indicações apontaram para a filha do Serra, o caso “sigilo fiscal” sumiu totalmente da grande imprensa.

    É uma questão atualíssima!

    Muito mais recente que a quebra do sigilo fiscal da filha e do genro do Serra, que ocupavam 10 minutos diários dos jornais da globo.

  31. Zbigniew said

    Pois é, Patriarca. Num futuro próximo alguém que queira destrinchar o comportamento da imprensa neste tempo terá um rico material para defender teses das mais interessantes, principalmente, acredito eu, sobre a partidarização explícita da imprensa brasileira, mais precisamente da velha mídia.

    Abaixo o vídeo do discurso do Lula, quando referiu-se ao panfleto e o ódio destilado nas suas páginas de política. Como disse o Lula: agora é com ele. Quem acha que o Presidente vai sair do governo e ficar no canto, calado, vai quebrar a cara.

  32. Pax said

    Prezados Zbigniew e Patriarca,

    Vou me permitir um contraponto. Não concordo por algumas razões.

    – A primeira por uma questão de coerência. Afirmei aqui durante todo este tempo que a agenda negativa não era uma boa estratégia para o Serra. Na minha opinião acho que eu estava certo neste pensar. É só vermos os resultados. O candidato que saiu de 40% das intenções de votos caiu para 25%. Em números aproximados é mais ou menos isso. E a tal da coerência? Bem, porque vou achar que a agenda negativa para Dilma será boa se acho que é ruim para o outro lado?

    – Vocês me questionaram sobre a cobertura do caso Erenice aqui. Vamos lá. Esta notícia se iniciou com uma reportagem da Veja, do Diogo Escosteguy e pautou a imprensa geral. E pautou porque? Porque, até agora, tudo indica, pelo farto noticiário, que o filhote da ex-ministra se fartou quando mamãe assumiu o cargo. E mesmo antes disso. Uma pergunta simples: este rapaz é do PT? Estava fazendo trabalhos para o partido? Os indícios que as notícias apontam favorecem o Lula, o PT ou a campanha da Dilma? Creio que não. Se eu fosse do PT estaria é muito puto com o rebento da ex-ministra.

    – Estes indícios são uma furada? Bem, tudo indica que não. Já caiu a mãe do menino esperto, já caíram os amiguinhos que ele levou para a Casa Civil, já caiu diretor dos Correios etc. Daí a achar que tudo é uma campanha da mídia, que a Veja é quem manda na imprensa hoje, quem faz a pauta nacional, já acho uma viagem à além do pé no chão que aponto ser necessário neste momento, em minha humilde opinião. A mídia foi pautada porque as notícias tinham fundamento. Ponto.

    – Veja e Folha: bem, inúmeras vezes já disse e vou repetir. Seria muito mais elegante que estes veículos dissessem: Sim, nós não apoiamos o governo petista e temos simpatia pela candidatura do Serra. Em várias ocasiões suas manchetes e notícias demonstram isso, assim como seus analistas políticos. Mas também há gente dentro destes veículos que fazem um excelente jornalismo. Um dos exemplos que dou é o do Fernando Rodrigues, a quem admiro um bocado até o momento. E um péssimo, que tenta pautar a imprensa, pauta a “indiarada” da oposição e só dá flexadas bumerangues, o tal do titio que faz palestras para as viúvas da ditadura nos chás das cinco no Clube Militar.

    – Uma questão importante para o próprio PT. A sociedade uma hora vai cobrar do partido duas questões importantes, na minha, de novo, humilde opinião: – As questões éticas e morais. Caramba, é só ver que uma parte das alianças e uma parte do elenco do próprio partido acredita no tal do “tudo pode”. E não pode. Isto não tende a terminar bem. Não se pode dizer quando, se no curto, no médio ou no longo prazo, mas não termina bem. E aqui é só ir pela lógica. As oligarquias se afundam cada vez mais exatamente por esta questão. De tanto “tudo pode” uma hora a sociedade enche o saco e diz: não, não pode, chega. A segunda questão é sobre a liberdade de opinião e expressão que chega à liberdade de imprensa. Minha opinião, sendo simplista ao extremo – por mais que haja uma péssima imprensa, uma imprensa tendenciosa etc etc, é melhor que seja livre que se tente controlá-la. Isto não acaba bem. Nunca acabou.

    – Por fim, a questão da sociedade da Verônica Serra com a Verônica Dantas. Bem, senhores, o Leandro Fortes fez a matéria. Se ela fosse quentíssima, vocês acham que os outros veículos deixariam a pauta sem abordá-la? Claro que não. Assim como eram quentes as notícias do filhote de Erenice e todos os veículos foram atrás, o requentamento da tal sociedade tem cheiro que não se sustenta. Sei lá. Posso estar errado, nesta briga de tubarões com certeza não chego a aprendiz de lambari, as acho que não iria muito longe e até os próprios caciques do PT, ao que me consta, não entraram nessa.

    – Um último ponto. Vocês vão ficar super chateados comigo, mas acho que esta manifestação que estão promovendo para amanhã, com centrais sindicais, partido e vários, contra a imprensa, será um tremendo tiro no pé. Nem acho que um tiro no pé maior que o tal emprego do Israel Guerra na Casa Civil, mas a longo prazo pode ser, sim. De novo, na minha humilde opinião. Precisa? Basta ver o vídeo acima e afirmar: é bem melhor deixar isto para o Lula que para meia dúzia que não chega ao chulé do cara em competência em comunicação. (não tem igual, Silvio Santos perde fácil)

  33. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    Eu acho que o presidente Lula está absolutamente correto, há alguns indícios de nepotismo, por isso algumas pessoas tem que ser afastadas.

    Agora, se fôssemos fazer uma limpeza geral de nepotismo no Brasil, seja no Executivo, Legislativo, Judiciário ou Rede Globo, Folha de São Paulo, Estadão, Revista Veja, indústrias em geral, comércio em geral, bancos em geral etc. provocaríasmo uma verdadeira crise de desemprego no Brasil.

    Mas eu concordo que a Erenice errou, errou e deve pagar.

    Como disse o Lula, nós não podemos errar!

    A cruz do PT é bem mais pesada que a cruz da maioria das pessoas. Todos os membros do PT tem que se conscientizar disso o quanto antes!

  34. Zbigniew said

    Pax, entendi o teu ponto e concordo com você. A imprensa tem que ser livre (até para mentir), mas, como pensamos, precisa e deve ser criticada.

    O material trazido pela Veja tinha sim valor jornalístico (impressionante!!!). Entretanto, muita coisa é trazida apressadamente por jornais e revistas (o caso do prejuízo de um bilhão provocado pela Dilma foi emblemático, merecendo um puxão de orelhas da “ombudsman” da FSP). Embora o que vou dizer não anule o valor jornalístico, sabemos que os interesses são partidários, com objetivos econômicos e políticos e sim, buscam sempre fazer uma ligação com a campanha da candidata Dilma. Por este ângulo a reportagem da Veja, que agora passa à condição de panfleto, perde a credibilidade, ao usar de ilações irresponsáveis que, do ponto de vista ético, deveriam estar nos editoriais ou nas suas colunas de opinião.

    É neste ponto, também, que a imprensa ou velha mídia perde credibilidade. E é neste ponto que, embora soe como um termo pejorativo, acredito que o PIG tem uma razão de ser aplicado. Na realidade o PIG é um fenômeno que vai merecer alguma tese mais aprofundada dos cientista políticos e dos estudiosos de jornalismo. O Nassif tem um extenso material sobre a Veja que, abstraindo-se qualquer problema de ordem pessoal porventura existente, tem muita plausabilidade. Diria mais, é até óbvio. E olhe que ele utilizou de matérias da própria revista pra montar sua tese.

    Pax, vivemos um momento histórico, onde o rearranjo político está em pleno andamento. A imprensa, queiramos ou não, faz parte deste jogo, e, historicamente no nosso país, sempre teve papel preponderante nos destinos do poder. Isto está mudando porque novos atores estão se somando ao jogo, e agora novas formas de mídia e comunicação.

    O Lula tem muito a ver com isto. Democraticamente nunca, sequer levemente, tentou censurar os órgão de imprensa, mesmo quando, de forma deselegante e desrespeitosa, foi mal-tratado pelo filho de um dos barões ou levou um chute na bunda na capa do panfleto. Ou mesmo quando teve o nome da esposa associada à palavra prostituta ou vagabunda por um dos colunistas da FSP. Nunca!

    Manteve (como deveria) os patrocínios das estatais. Alguns dirão que não poderia tirar porque trata-se de contratos específicos. Mas então ele respeitou tais contratos, afastando de si a figura do chavismo que muitos, desonestamente, queriam (e ainda querem) atribuir-lhe.

    Agora, tá no direito dele chutar o pau da barraca. Mas nada que lembre, de leve, qualquer atitude autoritária ou anti-democrática. É um direito democrático, que lhe assiste. Assim como quem quiser se reunir para protestar contra a cobertura da velha mídia, que, todas as eleições, coloca seus brios éticos em favor de uma determinada candidatura.

  35. Patriarca da Paciência said

    E não só o pessoal do PT, deve se conscientizar que sua cruz é mais pesada, todos os seus familiares também.

    Agora, que essa redundância em cima da Erenice é eleitoreira, não resta a menor dúvida.

  36. Patriarca da Paciência said

    Só acrescentaria ao ótimo comentário do Zbigniew, que a tal da “grande imprensa” está se colocando como se fosse uma entidade sagrada.

    Qualquer criticazinha, para ela, soa como profanação.

    Se a “grande imprensa” tem o direito de atacar o presidente da maneira mais rasteira possível, (como no caso da folha, se associando a receptador de carga roubada e passador de dinheiro falso), o presidente não tem direito sequer de reclamar?

    Como chega a dizer o respeitável Villas, “é o caminho para a ditadura?”.

    Olha, a coisa não está muto cheirosa não.

  37. Pax said

    Caros Zbigniew e Patriarca,

    Eu tiraria a imprensa da pauta do PT. Caso estivesse nos sapatos da direção do partido.

    Porque:

    – Porque o PT tem pauda de sobra para se preocupar:

    1 – eleger a Dilma, em cima de um fato: governou bem, fez a sociedade viver um momento muito melhor que antes, passou por uma crise com competência etc etc. Aqui há pauta a dar com pau, pauta positiva, pauta vencedora. Simples demais da conta.

    2 – pauta de futuro: se há problemas, e há, o noticiário indica que há, como solucioná-lo? Como mostrar para a sociedade que está agindo corretamente neste sentido? É outra pauta positiva, sim, uma resposta a pauta negativa com elegância, criando uma pauta melhor ainda. Aqui faz sentido, acho, a opinião que emiti no post anterior: que esta comissão instalada na Casa Civil mostre serviço para a sociedade. Por mais que doa, será como limpar ferida com escova, no final a cura é melhor que a dor do momento.

    Caso o PT perca a calma, vai cair no jogo da pauta negativa. Me parece desfavorável neste momento eleitoral. Esta briga, neste momento, com a crise criada pela notícia do Israel Guerra, não me parece boa não. E, depois deste momento, o futuro: se o PT cuidar de si, cuidar de sua imagem, cuidar de suas alianças, mostrar para todos que prefere o jogo limpo que o “tudo pode” que está se tornando pauta, só vai melhorar, só ganhará com isso, só, em minha opinião, garantirá um futuro melhor e maior, mais longevo.

  38. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    A Dilma falou sempre que não iria baixar o nível e não se nivelou em qualquer momento.

    Acho que o PT está tranquilo e não irá cair no jogo rasteiro.

    Agora, o presidente tem todo o direito de se indignar e a “grande imprensa” não é nada sagrada.

    O problema é que muitos jornalistas estão levando a coisa para esse lado!

    É só isso, concordo totalmente que o PT não deve baixar o nível da campanha.

  39. Zbigniew said

    Olha, Pax. Nâo digo a questão do comportamento da mídia. Isto já discutimos aqui e chegamos – assim como o Presidente, no vídeo – à conclusão de que leitores, ouvintes, telespectadores e internautas saberão como fazer suas próprias escolhas. Não é este o assunto que deve entrar na pauta do PT ou de um eventual governo do partido.

    Mas acho que a sociedade tem o direito de discutir a sua imprensa, como se organizam os grupos de comunicação e decidir se deve haver monopólios ou grupos tão consolidados ou poderosos. Digo, é democrático ou desejável que um mesmo grupo tenha poder sobre internet, televisão, rádio, tv por assinatura, revista, editoras, etc., etc., ainda que se utilize de associados, numa mesma jurisdição ou espaço territorial? Não é muito poder nas mãos de poucos?

    Assim como fizeram com o conteúdo da tv a cabo, e como o governo convocou a CONFECOM para, juntamente com a sociedade e os grupos de mídia (que foram convidados mas preferiram se abster, uma vez que para eles só o Instituto Millenium se configura como foro adequado aos seus interesses), a imprensa é uma das pautas do governo, porque trata-se de assunto de interesse público. É um assunto discutido natguralmente em outros países, como os próprios EUA, e nem por isso ninguém é tachado de autoritário ou ditador. E nem por isso deixam de ter grupos bem sucedidos e poderosos também.

    A sociedade brasileira tem que amadurecer e superar alguns medos “convenientes”, e discutir democraticamente assuntos espinhosos como esse da mídia. É legítimo e necessário.

  40. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Respeito tua opinião, mas não compartilho.

    Governo que é bom, que faz a sociedade viver melhor, tem pauta suficiente para não precisar colocar na imprensa a pauta da própria imprensa.

    Obama agora entra em briga com a Foznews (acho que é isso, nem estou acompanhando direito). Porque? Porque seu governo prometeu muito na política interna e o muito ficou difícil de resolver no curto prazo. Normal, até acho que ele vem bem e mais pra frente vai dar certo. Mas o momento é de eleições e a tendência é ele perder a maioria no Congresso. Direito do Obama? Sim. Vai resolver a questão? Acho que não.

    Olha que estou olhando para os EUA, nem estou falando na Venezuela e na Argentina.

    Estas histórias, em todos os cantos, não produzem grandes resultados que eu possa identificar como positivos.

    Muito menos para o PT, Lula e Dilma neste momento. Muito direfente dos EUA, aqui o governo navega em cima de 80% de aprovação por conta de resultados objetivos. Precisa mesmo colocar a imprensa como pauta? Minha opinião é que não.

    Lula disse que vai “derrotar a imprensa” em outubro. Só nesta afirmação ele já comete um enorme erro. Qual? Generaliza. O mesmo erro do bobalhão histérico do titio que diz que quem não baba seu ovo é stalinista, hitlerista e o escambau, uma tremenda insanidade que perde credibilidade direto e reto.

    Lula, Dilma, o PT e uma turma estão, segundo minha opinião, entrando numa errada.

    Ficassem exibindo resultados e corrigindo seus problemas, teriam, a meu ver, pauta suficiente para não só ganhar de lavada como garantir um futuro brilhante. Bater de frente com a mídia, da forma que estão parecendo querer, não só me parece desnecessário como não promete um futuro bom.

    Bem, agora compraram a briga. Resolveram adotar a pauta negativa. Amanhã é uma confirmação desta minha visão, distoando da massa. Veremos o resultado mais à frente. Meu chute é que nada de bom virá.

  41. vilarnovo said

    ” a imprensa é uma das pautas do governo, porque trata-se de assunto de interesse público. É um assunto discutido natguralmente em outros países, como os próprios EUA,”

    Não não é. A única pauta de governo com imprensa é não se meter na imprensa. Quando imprensa é discutida nos EUA é quando a Suprema Corte se mete quando alguém tenta se meter na liberdade de expressão.

    Ataques do atual governo à imprensa se fossem feitos nos EUA seriam respondidos com tamanha grandeza que dificilmente o presidente se manteria no cargo.

    A diferença básica onde a imprensa nasceu em um país onde pessoas diziam com Thomas Jefferson “Nossa liberdade depende da liberdade de imprensa, e ela não pode ser limitada sem ser perdida” ou quando ele disse: “Se me fosse dado o direito de decidir se deveríamos ter um governo sem jornais, ou jornais sem um governo, eu não hesitaria um segundo em escolher a segunda opção”.

    Então, caríssimos, não confundam a defesa incondicional e irracional dos crimes de um partido com “problemas” na imprensa.

    Isso não passa de tentativa de censura, pura e simples.

    Ou

  42. Zbigniew said

    Obama e Lula têm o mesmo comportamento indgnado com setores da mídia. É legítimo. Senão daqui a pouco teremos um verdadeiro poder que não pode ser contestado em face da liberdade de expressão.

    A FoxNews é a cara da Veja. A relação dela com a ideologia do Tea Party e o histerismo da extrema direita americana desqualificou qualquer tipo de discussão ou debate sério das propostas do governo. Desqualificar por desqualificar não permite que se pratique jornalismo. Mas aí eu pergunto: Quanto jornais, editoras ou revistas a Fox News tem como sua propriedade?

    Até no mundo jurídico existem abrandamentos hierárquicos dos chamados princípios absolutos, inclusive o relativo à própria vida quando em confronto com outra vida. Não pode ser diferente quanto à liberdade de expressão.

    Você tomou o tom do Presidente por generalização quando ele mesmo disse que não eram os jornalistas, mas os donos de jornais que lhes afrontaram com ódio (e ele falava de jornais bem específicos). Esta imprensa sairá, sim, derrotada, porque se fez como um partido político, e pior, escondeu-se atrás de princípios que deveriam dar suporte às boas práticas. Apostaram num candidato e estão bem próximos de perder. Sairão ou não derrotados?

    Não enxergo que a pauta da campanha, agora, será apenas referente à imprensa. Não, não será.

    Quanto aos aforismos trazidos pelo Vilarnovo, repito, aqui não se está trantando de cercear o direito de expressão, censura ou fechamento de órgãos de imprensa. Aqui se está tratando de discutí-la, entendê-la, observando-se que os extremos de ambos os lados devem ser evitados.

  43. Joana said

    Não posso me calar diante de tamanha ignorância daqueles que são eleitores do PT.

    * Vivemos num país em que o jornalista que critica a “política” adotada pelo governo sofre represálias – veja o que aconteceu com Arnaldo Jabor;

    * Dizem que pagamos a dívida externa – e a interna? Sabem quanto pagamos só de juro por ano? R$ 2.000.000.000,oo – só de juro.

    * Nunca tivemos tantos escândalos de roubo, sonegação, gente pobre como o filho do Lula – que de porteiro de zoológico se tornou, da noite para o dia, em milhonário.

    * Agência reguladora, que deveria ser uma agência séria, hoje é uma hospedagem de “companheiros” com a única e exclusiva finalidade de “angariar fundos para o partido.

    * Informações comprometedoras apagadas de backup de computadores…

    Infelizmente, falta muita informação para a companheirada. Típico deles – votam sem saber de nada. Isso é lamentável.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: