políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Datafolha: Cai vantagem de Dilma. Erenice?

Posted by Pax em 22/09/2010

Pesquisa Datafolha divulgada neste momento no Jornal Nacional aponta que Dilma Rousseff caiu 2%, Serra subiu 1% e Marina subiu 2%.

Tudo indica que nesta pesquisa estejam embutidos efeitos dos problemas causados pela família da ex-monistra da Casa Civil, Erenice Guerra. Estes fatos estão sendo veiculados ad nauseam pela imprensa geral. Com toda razão. O resultado nas pesquisas não é culpa da imprensa, e sim dos escândalos que já provocaram uma meia dúzia de demissões promovidas pelo governo.

Dilma segue na frente, mas vantagem sobre adversários cai 5 pontos, diz Datafolha

ALEC DUARTE – EDITOR-ADJUNTO DE PODER – Folha.com

Nova pesquisa presidencial Datafolha divulgada nesta quarta mostra que a diferença entre a candidata do PT, Dilma Rousseff, para os demais adversários somados caiu cinco pontos percentuais (de 12 para 7 pontos) com relação ao levantamento anterior, realizado nos dias 13, 14 e 15.

A petista agora aparece com 49% (tinha 51% há uma semana), contra 42% de todos os outros postulantes (que apareciam com 39%). José Serra (PSDB) está em segundo, com 28% (tinha 27% na semana passada), enquanto Marina Silva oscilou positivamente dois pontos percentuais e passou de 11% para 13%.

É o primeiro levantamento do instituto após as revelações de tráfico de influência e a consequente crise que culminou com a demissão da sucessora de Dilma na Casa Civil, Erenice Guerra –52% dos entrevistados disseram ter tomado conhecimento do caso, mas apenas 13% julgam-se bem informados sobre o episódio.

Continua na Folha.com

Anúncios

51 Respostas to “Datafolha: Cai vantagem de Dilma. Erenice?”

  1. Carlão said

    Pax
    conforme antecipado há 2 dias a égua do lula está doente!

  2. Chesterton said

    Erenice? Não, sem-vergonhice (dos institutos).

  3. Jorge said

    Pax, desculpe, mas voce está quase bancando o “inocente útil”. o datafolha não tem credibilidade alguma, voce já esqueceu o que eles fizeram dois meses atrás? Voce mesmo escreveu aqui no blog sobre o fiasco (malandragem para mim). Então, creio que não é o caso de repercutir um veículo sem credibilidade e que procura manipular a opinião pública, afrontando a democracia.

  4. Pax said

    Caro Jorge,

    Como assim? Agora não posso divulgar a pesquisa Datafolha que sou um inocente útil?

    Ora, caro, desculpe-me, mas o blog continuará sua linha. Se você se refere às questões de notícias absurdas como a tal manchete que Dilma teria causado um enorme prejuízo em milhões de brasileiros ou outras que fizeram “indícios” se tornarem provas, você tem todo o direito de reclamar, como eu mesmo reclamei.

    Mas não divulgar a pesquisa Datafolha? Esta, confesso, não entendi.

  5. Jorge said

    Pax, divulgar a pesquisa datafolha, sem fazer a ressalva de que o instituto manipulou pesquisas eleitorais recentemente me parece algo bastante inadequado quando se defende a ética na política.

    ou seja, ao invés de fator erenice, talvez seja, apenas, fator manipulação datafolha, como foi desmascarado tempo atrás.

    então, a chamada melhor seria, fator erenice ou manipulação tradicional da folha?

  6. Pax said

    Caro Jorge,

    Como podemos afirmar isto se não esperarmos as pesquisas Ibope e Vox Populi?

    Sugiro um pouco de calma. É notícia, sim. Este blog está acompanhando as eleições e não faz parte do modelo não divulgar pesquisas.

    Uma opinião sincera: Dilma ainda tem tudo para vencer no primeiro turno, mas acho que se sua campanha entrar na histeria só vai favorecer a oposição. Ela que entrou com uma campanha pior e está sugerindo este jogo, ou esta luta, nas cordas. E eu já acho que deveria chamar o boxe para o centro do ringue. E o que acontece no centro do ringue? Lula com 80% de aprovação, um país melhor etc etc. Tem uma turma que está perdendo a estribeira, exatamente o que a oposição quer. Oposição, claro, que tem também direito de jogar.

    É minha opinião sincera, por exemplo, que a tal reunião amanhã contra a imprensa é um tremendo tiro no pé. É ir para as cordas. Eu que não entraria neste jogo se estivesse nos sapatos da campanha da Dilma. Minha impressão é que vai piorar a situação, vai valorizar o que a oposição quer valorizar.

    Afinal eu também tenho direito à opinião e expressão.

  7. Patriarca da Paciência said

    Bom,

    Tracking Vox Pupuli, 22/09/10

    Dilma 51%

    Serra 24%

    Marina 10%

    Me parece mais confiável, vez que a Folha já várias vezes tentou manipulações e termina por reconhecer o Vox Pupuli.

    É claro que há um eleitorado flutante que se deixa levar pela onda, mas o grosso dos eleitores da Dilma continuam firmes.

    E o final no final da campanha o PT sempre se supera.

    Vamos aguardar.

    Serra hoje voltou a cair um ponto. O cara fica empacado duas semanas, dá um passinho minúsculo e depois engata marcha à ré de novo.

    Estou mais que tranquilo, mas continuo achando que o presidente Lula tem todo o direito de ficar indignado, que a “grande imprensa” não é nada sagrada e não é nenhuma “profanação” criticá-la.

    Temos mesmo a obrigação de exigir que a imprensa brasileira seja uma pouco mais digna.

    Não faria mal um pouco de dignadade para a dita cuja “grande imprensa”.

  8. Patriarca da Paciência said

    Honestidade tucana:

  9. Jorge said

    Caro Pax, para a campanha de Dilma, provalvelmente, uma leve queda é positiva. Alguns eleitores que conheço dizem que votarão em Marina caso a vitória do PT esteja garantida no primeiro turno. Pode animar militantes demotucanos, mas também fará com que os dilmistas não fiquem de salto alto.

    O que questiono aqui é a reprodução sem questionamento de dados de um veículo de desinformação, algo que o próprio blog já indicou. Não podemos esquecer a ficha corrida da folha, mesmo que ela esteja com números confiáveis agora. Somente isso, certo?

    Abração.

  10. Zbigniew said

    Pax, vamos aguardar os próximos institutos. O Datafolha incluiu no seu questionário a questão da Erenice Guerra, fazendo também a sua “antecipação de tendências”.

    No tracking não houve mudanças significativas, mas lá não se está perguntando sobre o caso Erenice. Na boca da urna não haverá a pergunta, será só o eleitor e a máquina.

    Fui pesquisado pela d’fatto (que presta serviços para o datafolha) por telefone, e eles aplicaram o questionário com perguntas sobre o caso Erenice.

    Bom, faltam pouco mais de dez dias para sabermos o resultado. Até lá vai ser tiro pra todo lado.

  11. Patriarca da Paciência said

    É isso aí, caro Zbigniew, Jorge e Pax,

    Liberdade de imprensa é uma coisa, reservar 10 minutos diários, em cada um dos telejornais, para simples suposições é outra.

  12. Pax said

    Caros Jorge e Zbigniew,

    Há uma notícia. Se entre hoje e amanhã, segundo consta, forem divulgadas pesquisas muito diferentes da Vox Populi e Ibope, teremos, então, uma notícia em cima de uma notícia. Como já aconteceu, vale ressaltar.

    Continuo insistindo que o boxe, para o lado do PT, interessa no meio do ringue. Para a oposição interessa levar a luta para as cordas.

    O centro do ringue é o resultado do governo, a aprovação de Lula e a estratégia “Dilma é Lula” que vinha dando certo. A oposição tem direito de bater. O PT quando era oposição batia também, fazia o papel dele à época. Ou achamos que isto é anormal ou só existe no Brasil? Que me consta é assim em todo lugar do mundo.

    O que acho? É que a oposição está conseguindo tirar o PT do centro do ringue.

  13. Elias said

    Pax,

    Claro que você só faz bem em divulgar a pesquisa do Data Folha!

    Mas, diante do desempenho desse instituto em 2010, tenho que por as barbas de molho.

    Lembre que, por longo tempo, o Data Folha sustentou resultado totalmente diferente do Ibope, do Vox, etc. Aí, da noite pro dia, os resultados do Data Folha se tornaram iguais aos dos demais.

    Algo assim como se, na contagem do Data Folha, Dilma houvesse ganho aproximadamente 2 milhões de votos por dia, exatamente no momento em que as oscilações tendem a ser mínimas, por causa da redução do número de indecisos.

    Agora, o Data diz que Dilma caiu 2 pontos e os adversários subiram 3.

    É… pode ser. Não descarto isso. Mas, dito pelo Data Folha, acho que tenho todo o direito de duvidar.

    Não acredito nem um pouco em diferencial delta convergindo pra lâmbida em declividade negativa, quando Saturno se alinha com Mercúrio… ou Júpiter, sei lá…

    Quem entende dessas coisas é o Data Folha e o astrólogo dos Civita.

  14. Elias said

    E, Pax.

    É isso aí. Vamos esperar Ibope e os demais.

    Mas creio também que você tem razão quando diz que a oposição está conseguindo tirar o PT do centro do ringue.

    Uma das coisas que tenho criticado no PT é elevar essa historinha de “paz e amor” a sério demais.

    Caramba! Os adversários têm verdadeiros hangares de vidro, e não vai uma pedrinha neles!

    As eleições de 2010 são uma pequena amostra do tipo de oposição que Dilma e o PT terão, nos próximos 4 anos.

    Acho que tá na hora de se combater fogo com fogo…

  15. Elias said

    Patriarca,

    Em pesquisa eleitoral “antecipação de tendências” também pode ser chamada de “tentativa de induzir posicionamento futuro”.

    Algo do tipo “diferencial delta convergindo pra lâmbida em declividade negativa, quando Saturno se alinha com Mercúrio… ou Júpiter, sei lá… entende?”.

  16. Patriarca da Paciência said

    Caro Elias,

    Eu também corcordo com seu ponto de vista.

    A maioria do povo brasileiro é bem esclarecido, mas há uma parte flutuante, que tende a pender, ora para um lado, ora para o outro, como acontece em qualquer lugar do planeta.

    E há também alguns que tendem a confundir boa educação com ingenuidade.

    O equilíbrio, o equilíbrio antes de tudo.

    Confundir o direito de criticar a “grande imprensa”, naquilo que ela tem de pior, com “profanação” é o cúmulo dos cúmulos.

    Todo brasileiro tem o direito de criticar a sua imprensa.

  17. Pax said

    Caros,

    De novo. O jogo virou uma luta. Então vou me apegar a essa comparação com a mais maluca luta que vi pela televisão, acho até que nos tempos que nem tínhamos colorida em casa. (sim, já disse que sou passado nos anos, gray como dizem os gringos).

    Foi uma luta do Cassius Clay (Muhammad Ali) versus George Foremam que fizeram no Zaire, em 1974. Vou falar de memória mas tem até vídeo, que vou postar.

    Foremam era quase 2 vezes mais forte que CC. E sempre quis leva-lo para as cordas. O estilo de CC era de um boxe técnico, um balé. Gostava de deixar o oponente no centro do ringue e bailar, esperar a hora certa de desferir seus golpes bem dados. Mas Foremam não topou esse jogo e colocou CC nas cordas. Bateu até não poder mais. Bateu até cansar. Todos esperavam CC ir a nocaute. E ele se fechou, apanhou tudo que teve direito, mais que boi que entra em horta. Mas aguentou. Ninguém achava que ele aguentaria, tamanha a força do Foremam. Mas ele aguentou.

    De tanto bater o fortão cansou e CC viu, naquele momento, tudo que esperava. Duas ou três desatenções do oponente e pau. Foram golpes bem dados, certeiros e o fortão foi para o chão. Nem os orixás acreditaram no que viram.

    Onde acho que Lula e a campanha de Dilma estão errando, usando esta metáfora. Não estão sabendo se defender nas cordas. É minha forte opinião. Estão aceitando o jogo das cordas e querendo bater. Toma pau mesmo. E vai tomar mais. Abriu a defesa no caso Erenice. Paciência. Agora é se fechar e esperar a hora de aplicar bons golpes, a hora de chamar a luta para o centro do ringue.

    Esta história de Lula querer brigar com a imprensa me parece algo como se CC estivesse tomando uma sequência no fígado e na cabeça e, ao invés de agarrar os braços, interromper a sequência de pancadas, (como chama mesmo em boxe? ‘Klinch’, algo assim) abre a guarda e quer sair no tapa, como em briga de rua de bobalhão.

    É o que eu acho dessa tal manifestação contra a imprensa. Sinto dizer, mas vejo exatamente isso. Se fizer pode se dar muito mal, na minha opinião. Eu mesmo confesso, desde já e desde sempre, que nunca terá meu apoio. Qualquer tentativa de questionar as liberdades de opinião, expressão e imprensa, podem contar que estarei do outro lado. E vou colocar no blog, sim. Tudo que me vier na cabeça. Não tomei tiro na rua Uruguaiana contra a falta de liberdades para agora mudar de opinião. Nem vem que não tem.

    Neste caso, a oposição está fazendo o jogo dela. Dizer que isto é não democrático é uma barbaridade. O PT jogou da mesmíssima forma quando estava na oposição.

    Se quisermos questionar qualidade da imprensa, peço logo uma cadeira e um copo que quero sentar nesta mesa, sim, claro que quero, faço isso direto e reto. Se quisermos questionar as liberdades, me incluam fora. Fora não, me incluam no outro lado que lá estarei.

  18. Pax said

    Só para complementar o comentário acima.

    Erenice foi uma cagada espetacular, sim. Melhor colocando, Israel Guerra e outros parentes da ex-ministra foram. Há um noticiário que Erenice omitiu o tal relatório confidencial de sei lá o quê. Se isso se confirmar e Erenice omitiu porque estava sabendo das coisas, então Erenice passa a ser a tal cagada. Em bom português, amigos, é isso mesmo.

    Então, cá pra nós e já disse isso também. A melhor defesa para o PT, no meu entender, é a tal comissão da Casa Civil agir rápido. Rápido não, rapidíssimo, limpar a área, vir a público e dizer: ok, realmente aqui a coisa não ficou certa e estamos fazendo tudo para acertar.

    Se ao invés de fazer isto querer culpar a imprensa sobre a cagada do caso Erenice, hum…

    (mesmo que seja essa imprensa de tios histéricos, por mais que isso exija uma fleuma acima do que conseguem os mais tranquilos dos homens)

  19. Pax said

    Divirtam-se.

  20. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    só que eu acho que o PT não está nas cordas, muito pelo contrário.

    O PT tem munição grossa!

    Na verdade estava era sendo educado demais.

    Mas tudo tem o seu limite.

    Reservar, 10 minutos diários, em cada um dos telejornais, para divulgar manchetes mentirosas, não é liberdade de imprensa.

    Todos tem ou não tem o direito de criticar a “grande imprensa?

    É “profanação” criticar a “grande imprensa”?

    Não vejo o PT apelando para o linguajar chulo, como os comandados pelo guru do Serra na Internet.

    Os vídeos divulgados são de domínio público e não armações como o fazem os comandados pelo guru do Serra.

    Está circulando mais um vídeo.

  21. Jorge said

    Pax, agora eu fiquei preocupado. Voce começou a acreditar nas mentiras da grande imprensa. O ato contra o golpismo midiático não é contra a liberdade de imprensa, é a favor da informação de qualidade, o que exige liberdade para informar aquilo que os donos da mídia não querem. Tanto que foi organizado com a ajuda do sindicato dos jornalistas, que tem todo interesse na liberdade de expressão – inclusive, liberdade de discordar do dono da empresa que vende notícias.

    Acho que os dilmistas do blog devem atentar para isso, uma pessoa esclarecida como o Pax introjetou um dos ardis da mídia. Então, é preciso desmontar esses boatos com nossos vizinhos, colegas de trabalho etc.

  22. William said

    GOLPISMO EM MARCAHA. Datafolha com suas pesquisas furadas.

  23. Zbigniew said

    Bem, Pax. É possível que esta estratégia de bater em parte da mídia seja refratada por uma parcela da população. Mas não acredito que vá influenciar no resultado final das eleições.

    Porque não depende apenas deste assunto. Há outros valores em jogo e no final é isto que vai valer. A rejeição do Serra é muito grande e, desde o início, tornou sua candidatura com poucas chances de vencer. A popularidade do Lula é muito alta e a economia vai indo muito bem. Para a maioria da população, principalmente as classes que ascenderam com as política do governo e que representam mais de 50% do eleitorado, acredito que este assunto não tem muito valor. Como se comentou aqui, só se houver algo muito escandaloso é que será, talvez, possível virar o jogo, assim mesmo apenas para levar para o segundo turno.

    Aguardemos os próximos institutos de pesquisa e, mesmo assim, se se confirmará a tendência de queda significativa.

    Tenho pra mim que a idéia de uma guinada autoritária com o PT no poder ficará restrita a alguns círculos da classe média que, sim, poderão ser significativos para até levar o pleito para o segundo turno, mas não o suficiente para virar o jogo para as oposições.

  24. Chesterton said

    23/09/2010
    às 4:39
    TCU vai investigar contrato da TV de Lula com empresa em que trabalha filho de Franklin Martins
    Por Leandro Colon, no Estadão:

    O Tribunal de Contas da União (TCU) vai investigar o contrato de R$ 6,2 milhões que a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) fechou com a Tecnet Comércio e Serviços Ltda., que emprega Cláudio Martins, filho do ministro da Comunicação Social e presidente do Conselho de Administração da estatal, Franklin Martins.

    chest= iso é que os dilmistas querem esconder. NEPOTISMO, prática tão condenada pelo PT no passado, agora é praxe em suas fileiras.

    obs: cuidado, Pax, você foi “introjetado”.

    Basta o pax ficar alerta contra os evidentes ataques a libertdade de expressão, que a malta bolivaro-dilmistas cai de pau em cima, querendo tutelar o pensamento do nobre amigo.

  25. iconoclastas said

    link de utilidade pública:

    http://manifestoemdefesadademocracia.wordpress.com/

    ;^)

  26. Chesterton said

    Paulada na imprensa

    Por Eliane Cantanhêde em 22/9/2010

    Reproduzido da Folha de S.Paulo, 21/9/2010; intertítulos do OI

    De Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente com 80% de popularidade: “Nós não precisamos de formadores de opinião. Nós somos a opinião pública!”.

    Vale tratados de sociologia, história, política, comunicação e psicologia, mas o espaço aqui só é suficiente para reconhecer que ele tem razão, depois da política desenfreada de ocupação da informação e da mídia exercida pelo governo.

    O Planalto usa a TV pública ilegalmente na campanha de Dilma, tem blog sem autoria para disseminar o que quer e planta em rádios e jornais do interior peças de propaganda travestidas de noticiário.

    chest- Catanhede pulou do barco.

  27. Patriarca da Paciência said

    Eliane Cantanhede só entende de massa cheirosa.

  28. Jorge said

    Chesterton, voce, aqui no blog reproduziu matéria falsa, mensagem inventada de Cesar Cielo atacando Lula. Desmascarado, voce não pediu desculpas, não se explicou. Essa é a qualidade da informação de direita no Brasil. Voce agiu igualzinho a mídia que voce lê. Então, não seja cômico em falar de liberdade de expressão. Voce quer é liberdade para mentir e manipular. Nós, democratas, não iremos permitir isso. É nosso dever.

  29. Anrafel said

    Não há nada de mal em divulgar os números do Datafolha, visto a proposta do blog. Como também não há nada demais em achar que essa pesquisa e esses números fazem parte do processo de tentativa de reverter o quase irreversível.

    Mas, esperemos as amostragens dos outros institutos e, sobretudo, esperemos o dia 03 de outubro.

    (Um portento a atuação do Datafolha nesta campanha. Conseguiu conferir credibilidade ao Ibope).

  30. Elias said

    Pax,

    A imprensa tem o direito de publicar o que ela quiser publicar, do jeito que ela quiser.

    E qualquer pessoa tem o direito de dizer que o jornal tal ou qual ou a revista tal ou qual é uma merda. E fazer comício e passeata, e o que mais quiser, pra dizer que o jornal e a revista tais ou quais são uma merda.

    Principalmente se essa qualquer pessoa dispuser de elementos pra demonstrar que o jornal e a revista tais e quais são uma grande merda.

    A revista Zóia, que é uma grande merda, pode dizer que o partido petelho é contra a liberdade de imprensa. E o partido petelho, pode dizer que, além de uma grande merda, a revista Zóia é golpista.

    É só uma opinião da Zóia. E só outra opinião do petelho.

    Não dá é pra concordar com o bundinha que acha que a Zóia pode dizer o que quiser do petelho, mas o petelho nada pode dizer da Zóia.

    Acho que a Zóia, os Frias e o Estadão estão certos. Eles sabem quem são os seus inimigos e não estão deixando barato.

    Só está faltando o outro lado nunca esquecer isso.

    Não esquecer isso, significa:

    a) agora, dar a eles o melhor combate que se puder dar (não faltam elementos pra isso);

    b) nos próximos 4 anos, dar aos Civita, aos Frias, similares & adjacentes, a oportunidade de viver e de se manter de acordo com as convicções que eles hoje dizem ter.

    Como eles são, todos, pessoas ilustres, trabalhadoras, honestas e competentes, estou certo de que eles não desperdiçarão essa oportunidade.

  31. vilarnovo said

    Pax – hahahahaha. Coitado de você… Já estão querendo te pautar!!! hahahaha

    Boa sorte!!!!

  32. Pax said

    Caro Elias,

    Sabemos que o PT é um complexo ajuntamento de pessoas e grupos. Como é o PSDB, o DEM, o PV etc etc. Certo?

    E sabemos que há no PT alguns que vieram de alas mais radicais da esquerda. Alas que você já declarou nunca ter participado. Certo?

    Sabemos que em momentos eleitorais como este, em reta final, onde o boxe está solto, tem gente perdendo e dando golpe acima, no meio e abaixo da cintura existe, certo?

    O que reclamo, caro Elias, é que nestes momentos se perca o prumo, a calma. É isto que venho falando dia sim, outro também e algumas vezes às noites também. Certo?

    Acabo de ver noticiário onde o José Eduardo, presidente do PT, e mesmo Dilma, candidata do PT, pedem calma aos mais inquietos. Certo?

    Este blog vai continuar sua linha. Bate em Chico e com a mesma vara bate em Francisco, como você gosta de falar.

    Este blog vai colecionar notícia da Veja, do Estadão, da Folha, do O Globo, da Carta Capital, da Agência Brasil, do iG, do R7, da Terra, etc etc, de tudo que é canto que este blog entende merecer coleção do noticiário. Este blog, dia sim, outro também, aponta para as histerias, para as manipulações de notícias, tudo que acha interessante falar. Este blog não é o excelente Observatório da Imprensa. Sabe porque? Porque não tenho competência para fazer isto. Mas leio, dia sim, outro também, este veículo. Não me sinto, cá entre nós, com grande vocação para inocente útil não.

    Este blog lê outros blogs, lê blogs que considera e blogs que se enoja, blogs que generalizam, que chamam todos de hitleristas, stalinistas etc etc. Este blog acha que isto é uma péssima imprensa. Mas acompanha como acha que deve acompanhar, um olho no peixe, outro no gato.

    Ao mesmo tempo acompanho o outro lado.

    Mas prefiro acompanhar blogs mais tranquilos, de um lado leio Josias, de outro leio Kotscho, por aí. Gente mais profissional, como esses, como o Alon, como o Fernando Rodrigues etc etc, Tem muita gente boa por aí. E muita porcaria também.

    Cabe a cada um julgar o que é porcaria, o que é bom, isso, na minha cabeça, é um direito e também um dever. Direito pelo lado que se há qualquer maluco por aí, descontrolado, que ele escreva e eu diga: é histérico, não vale a pena ser considerado. Talvez você se lembre que eu já tenha feito isso aqui, algumas inúmeras vezes, incansáveis vezes.

    Minha opinião sou eu quem faço. Não preciso de tutoriamento de ninguém. Acho que isto, talvez, seja transparente aqui. Quem bate em Chico e em Francisco, se bate certo, e este certo significando o que escrevi quando o blog nasceu, então me dou a liberdade pela qual lutei, a de opinião e expressão. O que escrevi no nascimento do blog não mudou, e é isto aqui, ó (e é este escrito que me obriga a responder para chicos e franciscos, todos os santos dias do meu ateismo):

    Este blog não cria notícias. Este blog coleciona notícias vinculadas com a corrupção, desvios ou anomalias no tratamento da coisa pública. Tece alguns comentários sobre algumas das notícias colocadas. Sobre os comentários sou responsável. Sobre as notícias colecionadas aqui não. A responsabilidade é dos jornais que as publicaram. Em todos os posts há os links de onde a matéria selecionada foi colhida.

    Este blog procura, de toda forma, não privilegiar nenhum partido político, ou seja, as notícias que são dadas pela mídia, no tempo que disponho de olhá-las pela internet, são colecionadas sem isentar qualquer entidade ou cidadão. Aqui admito reclamações ou alertas pertinentes que porventura possam surgir. Mais que isso, sinceramente ficarei agradecido sobre qualquer observação que venha a contribuir para que o blog se mantenha nessa posição de isenção.

    Também são evitadas notícias de sites e blogs extremados, pelos mesmos motivos acima. As preferências são para notícias vinculadas nos grandes jornais e entidades respeitadas pela sociedade brasileira.

    Sabe o que isto significa? Que este blog dia sim e outro também, é questionado por todos os lados. Acho que vou ser mumificado vivo, de tanto apanhar. O couro que se cria a cada dia me tornará uma múmia viva.

    Paciência.

    Fechando o desabafo: burrice uma ala mais esquentadinha da esquerda fazer movimento contra mídia ou coisa do gênero. Burrice deixar carinha das alas mais à esquerda do PT falarem em público neste momento. Burrice querer tapar os problemas da Erenice acusando a mídia.

    Melhor o boxe no centro do ringue. Chamem o povo para as ruas para dizer se está ou não vivendo melhor. Ponto. E levem a Justiça qualquer injustiça ou crime da imprensa. Ponto. Simples.

    Se mexerem, mesmo que num cheirinho, num mal entendido, em liberdade de opinião e expressão, este blog estará do outro lado. Simples assim.

  33. vilarnovo said

    Pax – O PT dá um show. É ilusório achar que o que o PT faz não é orquestrado. É ilusão achar que uma manifestação contra a liberdade de imprensa não tenha sido autorizada pelo comando do partido. Por Lula. Pelo Zé Dirceu. Pela Dilma.

    Não é novidade isso que eles fazem com maestria. Pode buscar em seus arquivos que muitas vezes que o PT tomava uma atitude que “contrariava” a “esquerda” havia sempre alguém do próprio PT que se levantava contra. Foi assim com o apoio a Sarney quando o Mercadante fingiu estar contrariado, ameaçando a sair do partido coisa e tal.

    Tudo jogo de cena. Tudo mentirinha.

    Da mesma forma que uma parte do partido vai para o ataque (sindicatos, “ONGs”, “movimento sociais”) a outra, para fingir descontentamento pede “calma”. Calma com o que? Aliás, em momento nenhum disseram que estavam errados ao atacar a imprensa. Apenas pediam “calma”.

    Não existe “ala mais esquentadinha”. São os mesmos. É um movimento ensaiado. Só cai nisso quem quer.

  34. vilarnovo said

    Agora toma esses caras tentanto de pautar… Está hilário!!

  35. Pax said

    Caro Vilarnovo,

    Então, pela mesma lógica, devo entender que o PSDB é este da Yeda Crusius?

    Estas lógicas é que me parecem furadas.

    Eu ainda acredito que existe um PSDB de um Gustavo Fruet, por exemplo, que é muito distante deste da Yeda Crusius, como contra-exemplo de uma lógica que não me parece boa.

    Não gosto de lógicas diferentes das cartesianas que apregoa, em seu primeiro capítulo: não se baseie em axiomas.

    Sacou?

    Aí é onde os histéricos perdem toda a razão e deixam de ser qualquer coisa a não ser histéricos.

  36. vilarnovo said

    Pax – Mas não tenha dúvidas. Sempre afirmei aqui que o PSDB = PT. Não faço diferenças entre esses partidos. Os métodos mudam um pouco. O PT é mais virulento, mais violento, usa e abusa da corrupção, do dinheiro público para seus fins. Mas a intenção é a mesmíssima. O PSDB é prepotente, sem comando, sem carismo, incapaz de suplantar o projeto que tinha 10 anos atrás. Parou no tempo.

    Talvez a outra diferença é que o PT entende mais o brasileiro que o PSDB. O brasileiro é a cara do PT e eles têm razão. Corrupto, preguiçoso, prepotente, mal educado.

    Por isso tenho certeza que essas denûncias não irão mudar em nada o quadro eleitoral. Fosse em outro país mais desenvolvido sim. No Brasil não.

    Em um país que necessita de uma lei para impedir que pessoas votem em políticos corruptos, meu amigo, essa briga já foi perdida. Diferentes de muitos não considero a Ficha Limpa um avanço, considero uma demonstração da real faceta do brasileiro em relação a corrupção na política. Fôssemos um país desenvolvido não haveria a necessidade de uma lei dessa. Não concordas comigo?

    Também gosto do Fruet, assim como gosto de um Hélio Bicudo por exemplo (que está assinando o manifesto contra a tentativa de censura do Lula e do PT).

    Acontece que o individuo na política no Brasil inexiste. Isso foi sacramentado na brincadeira de mau gosto que é a Constituição de 88.

    O que é um indivíduo em um partido? Nada. Faz o que o partido manda. Se não fizer, perde o cargo. Isso acontece pelo esquema eleitoral brasileiro onde o cargo é do partido e não do político. É ridículo.

    Porque preciso ser de um partido político para pleitiar um cargo público? Pra que? Alguém tem alguma resposta com argumentos para isso?

    Quantos partidos falam sobre isso? Nennhum. Quantos partidos falam sobre reforma eleitoral? Nenhum. Quantos políticos advogam para que as eleições sejam decididas pelos votos e não pelas coligações? Nenhum. Quantos querem que o legislativo seja eleito pelos votos REAIS. Ninguém fala disso.

    Sobre os paladinos da justiça jornalística aí em cima eu vos pergunto: quantos dos progressistas em seus diversos projetos para “democratização da mídia” propuseram acabar com o controle POLÍTICO das concessões de rádio e tv?

    Quantos??

  37. vilarnovo said

    Outra coisa. Histeria. Tirando o RA, que sinceramente disconsidero, não estou vendo histeria na imprensa em lugar nenhum. É mais um daqueles motes inventados para solapar o que está sendo apurado.

    Pegue qualquer notícia dos escândalos. Tudos o que elas trazem são indícios. E fortíssimos. Indícios que devem ser sim apurados pela polícia.

    O PT já recorreu a tese do “golpismo” outras vezes. Desde o suborno do legislativo (mensalão) que está no STF. Lembra? Lembra o que o Lula falava? É exatamente o que fala hoje.

    Isso tudo é historinha Pax. É manipulação dos idiotas úteis de plantão. É política, recurso para se safar da lei utilizando a “popularidade” e as urnas como se fossem salvo conduto para o crime.

    E ISSO sim é uma ameaça à democracia.

  38. Pax said

    Vilarnovo,

    Calma, também, senão vejamos: Você diz não estou vendo histeria na imprensa em lugar nenhum.

    Hum…

    E a tal notícia da Folha que Dilma teria causado prejuízo de bilhões para milhões de brasileiros da Folha?

    Porque certos veículos não tem hombridade de assumir um lado? Neste pondo não deixo de dar razão às reclamações. Pelo contrário.

    O que não aceito é controle, tutoriamento, restrição de liberdades de opinião, expressão e imprensa. Devem ser livres, totalmente, quanto mais livres melhor.

    A sociedade não é corrupta, prepotente, preguiçosa e mal educada. Discordo frontalmente de você aqui. Generalização perigosa que você faz, não só perigosa como errada.

    Brasileiro prefere ter emprego e escola que roubar e matar. Disso não tenho a menor dúvida.

  39. vilarnovo said

    Pax – Ora, porque não precisam, porque não querem. Não sou eu que vou dizer a donos de jornais o que eles devem fazer com a empresa deles. E tem mais, não vejo mesmo isso não. Os mesmos jornais que hoje os petistas afirma que são tucanos, ontem abraçavam os petitas como sendo a solução de ética no Brasil.

    Não vi essa notícia da Folha. Se puder mandar o link…

    Respeito sua opinião Pax, mas infelizmente é só ver nas ruas. Não estou dizendo que a população é corrupta ao nível dos partidos, das grandes negociatas, dos pacotes de dinheiro em cuecas e caixas de wisky.

    Mas é corrupta para dar a caixinha ao policial, não respeita às mais básicas leis de trânsito.
    Não é preguiçosa para o trabalho. Mas tem preguiça para pesquisar em quem está votando. Preguiça para saber que aquilo que o cara está dizendo para ele é verdade ou não.
    Em dois segundos no Google eu demonstrei ao Elias que Lula aumentou imposto. Dois segundos. E olha que ele é uma cara que possui acesso a informação. Imagina um pobre coitado no sertão do Ceará.

    Desculpa Pax, mas esse é o quadro sim da população brasileira. Pode ser mudado? Pode sim.
    Nossos representantes não são nada mais nada menos que a cara da população.

    Não dá para culpar só os políticos corruptos. Nós os colocamos lá. A responsabilidade é nossa.

  40. Mona said

    Ai, Pablo
    Essa sua racionalidade tira o tesão de qualquer militante, hehe.
    A propósito da lógica da imprensa e assuntos congêneres, talvez valha a pena dar uma lidinha no post do Ronald de Carvalho (tá no blog do Noblat. Lá vai…):

    “A liberdade de imprensa se aprimora pela liberdade de errar. Jornalista não é policial, alcagüete, meganha de quartel nem delator. Sua função na sociedade é a de vigilante dos princípios éticos que sustentam as instituições.

    É possível que algumas vezes, do alto da gávea, se possa bradar um “terra à vista” sem que haja terra ou se a vista estiver embaçada. Entretanto, com certeza há gaivotas no céu.

    Em 40 anos de profissão, já cometi muitos erros e vi muitas imprecisões serem cometidas por jornalistas da minha geração. Apesar disso, jamais se cometeu uma infâmia. A imprensa pode ser imprecisa, mas jamais, cega, surda ou idiota. Quando comete um erro, corra, porque atrás da meia verdade dorme a verdade inteira.

    O jornalismo é um vigilante de seu tempo. Cabe a ele escarafunchar o ilícito para que a Polícia, o Ministério Público e a Justiça cheguem à verdade da transgressão. Não exijam que uma reportagem seja perfeita. Ela foi feita para cometer erros.

    Aos poderes públicos, pertence a função de corretor de ortografia da verdade. Todos os grandes escândalos comprovados nos últimos tempos, quando denunciados, continham erros que quase desmereciam a denúncia.

    Entretanto, a partir da imprecisão, a Justiça lavou a roupa e encontrou as nódoas que envergonhavam a sociedade. Assim foi com Collor: a cascata da Casa da Dinda era uma cascatinha de jardim e, portanto, a capa da revista era cascata. Desse erro chegou-se à quadrilha de extorsão.

    Da mesma forma foram as denúncias de Carlos Lacerda contra o bando liderado por Getúlio. O fato inicial não era verdade, mas chegou-se a Gregório Fortunato e a história mudou de rumo.

    Aparentemente, os aloprados de São Paulo que pretendiam comprar um dossiê que incriminava seus adversários, era uma malvada invenção da imprensa. Entretanto, uma foto retratando um morrote de dinheiro ilustrou a primeira página dos jornais e jogou uma eleição presidencial para o segundo turno.

    Assim é a imprensa: se nutre do erro, para cevar a verdade. Aos tiranos ocorre o pavor à liberdade de errar para que, pelo silêncio, manipulem a verdade. Nesta penúltima semana de setembro, a revista Veja publica um artigo do sociólogo Demétrio Magnoli que é aula a quem pretende exercer, eleger, entender ou criticar o poder.

    O título A Liberdade Enriquece mostra a conservadores, revolucionários, mentes lúcidas ou idiotas em particular que a liberdade de expressão transita por qualquer regime que realmente procure a justiça das sociedades.

    Rosa de Luxemburgo, a Passionária polonesa que tanto inspirou as esquerdas do século vinte, é citada para reproduzir um mantra que define a liberdade. ” Liberdade somente para os partidários do governo não é liberdade. Liberdade é sempre a liberdade daquele que pensa de modo diferente”.

    Como se não bastasse tamanho soco que nos faz acordar para a responsabilidade social, o artigo nos premia com a pérola de uma frase, que se bem pensada, nos leva à emoção: “Liberdade não é um artigo de luxo, um bem etéreo, desconectado da economia. Liberdade funciona, pois a criatividade é filha da crítica”.

    Enquanto isso, nos porões da estupidez e na catacumba da inteligência há quem continue a afirmar que há excesso de liberdade de expressão no Brasil e que aqueles que estão no poder são a opinião pública.

    Leiam, estudem, pois ainda há tempo.

    A liberdade também foi feita para os estúpidos.”

  41. Chesterton said

    “Nem mesmo Cristo querendo, me tira esta vitória” – Dilma Rousseff

    chest- ai, ai, ai….

  42. Chesterton said

    Hoje corrompi um funcionario de umc artório. Custava 14 reais o que eu pedia, dei vinte e ele me deu 6 de troco, dizendo que terça-feira estaria tudo pronto. Aí perguntei se não dava para entregar antes, pois necessitava do documento.
    -aí vai depender do cafezinho para o pessoal..
    – quanto é, perguntei
    -quanto você quiser dar.
    Eu, com 6 reais na mão , disse
    – então tá aqui…
    Dei 6 reais……e, m eia hora o documento estava pronto.

    Agora estou esperando o processo de corrupção ativa para me defender alegando que fui extorquido.

    No final, ainda perguntei se eles eram petistas (pois ser subornado com 6 reais é coisa de petista pé-de-chienelo, ,não é mesmo?)

  43. Iconoclastas said

    # 40 – muito bom, Mona.

    “A imprensa pode ser imprecisa, mas jamais, cega, surda ou idiota. Quando comete um erro, corra, porque atrás da meia verdade dorme a verdade inteira.

    O jornalismo é um vigilante de seu tempo. Cabe a ele escarafunchar o ilícito para que a Polícia, o Ministério Público e a Justiça cheguem à verdade da transgressão. Não exijam que uma reportagem seja perfeita. Ela foi feita para cometer erros.”

    outro dia comentei exatamente isso (com mais concisão ;^)) lá no blog do afetadinho de cambridge (ou é oxford?).

    ;^/

  44. Chesterton said

    Mona, que coisa linda esse texto….

  45. Iconoclastas said

    # 42, brilhou!

    ;^)

  46. vilarnovo said

    # Mona – Se há uma palavra dentro da política que me causa nojo é “militante”. Juntamente com “quadro”. Principalmente no Brasil. Na cabeça de um liberal uma pessoa que aceita ser caracterizada como “militante” abre mão de sua individualidade, do seu livre arbítrio.

    Aqui no Brasil política virou uma espécie de partida de futebol misturado com concurdo de popularidade.
    Quantas vezes você já não viu, aqui mesmo no blog do Pax, ao comentar sobre a corrupção do Lula e seu governo alguém lhe vomitar a última pesquisa de popularidade? Quantas vezes agora você já não viu alguém mostrar a última pesquisa para eleição ao comentar sobre os crimes na Casa Civil? Eu tenho pena dessas pessoas. Sério mesmo. Dá dó.

    Os eleitores, os contribuintes, as pessoas que pagam com o seu suor ao Estado simplesmente abrem mão de qualquer lógica, algumas de decência, de ética e de moral (impressionante como a esquerda brasileira conseguiu colocar moral como algo pejorativo).

    São capazes de “perdoar” deslizes, crimes, falta de ética, mentiras, manipulações, corrupção em nome da vitória do seu candidato (time) preferido.

    Por isso falei para o Pax que o povo brasileiro é corrupto por natureza. Porque só um povo corrupto aceita a corrupção da maneira que nós aceitamos.

    Porque como vamos cobrar ética de políticos se damos o suborno de 20 pilas ao policial para não nos multar? Como vamos cobrar ética se estacionamos nas calçadas.

    Como vamos cobrar moral dessa gente se reclamamos quando somos flagrados pelo radar acima da velociadade permitida?

    Quer coisa mais ridícula que a obrigatoriedade de se colocar um aviso sobre radar metros antes do mesmo?

    Quer dizer que só cumprimos a lei quando estão nos observando? Quando há o risco de sermos pegos?

    E é exatamente isso que o PT e seus “militantes” querem. Querem a imprensa fora da jogada, pois a imprensa equivale ao radar. Sem ela, eles podem tudo.

  47. Mona said

    Pablo,
    concordo com um montão de coisa que você falou. Para mim, que me tornei atéia depois de véia, o espírito que anima a militância é a mesma que anima os adeptos carolas de uma religião: pura fé, sem crítica, dogmática, encegueiradora.
    Lembro-me que uma das coisas que me causaram espanto algumas eras atrás foi conhecedor um cara que estava fazendo doutorado em Viçosa e era frequentador assíduo de um templo da Assembleia de Deus. Àquela época, eu era católica, adepta da Teoria da Libertação, e estava repleta de uma crítica raivosa da realidade, com pronunciado viés à esquerda; então, eu cria que havia uma incompatibilidade basilar entre a busca pela verdade – representada pela ciência – e aceitação da realidade sem questionamentos maiores – representada pela adesão ao uma religião sem engajamento político e quase fundamentalista, que nem a A.D. Lógico que depois percebi que eu estava tão cega pela Teologia da Libertação e sua apresentação de um Jesus Cristo relido como o protótipo de Marx, quanto o rapaz doutorando frequentador da A.D.
    Sem querer ser politicamente correta (coisa que detesto), esclareço que respeito e aceito a religiosidade de todos, be como a militânicia, procurado entedê-las, no entanto, como um processo mental ou um recurso psicológico que tem seu papel.Mas a “graça divina”, definitivamente, deixou de me sensibilizar. Às vezes, tenho saudade do tempo em que eu acreditava nessas coisas; parece que o mundo é mais fácil de ser entendido quando você credita a algum deus/político a fortuna, sua e da humanidade, aos caprichos dele.
    Mas, na maioria das vezes, sinto-me bastante livre, nessa minha ausência de fé.
    Caramba! Que divagada, não? Viajei legal.
    Antes, Pablo, eu tinha falado que concordava com um montão de coisa que você tinha falado, ficando subentendido que com outras não. Essas outras são detalhes ligados a um certo comportamento anárquico que ainda tenho: estaciono em cima de calçadas, ultrapasso sinal vermelho, ultrapasso com faixa contínua, e por aí vai. A diferença é que assumo a responsabilidade derivada de tal comportamento, pagando sem reclamar as multas que por ventura apareçam. Embora uma das minhas qualidade inequívocas seja a ausência de modéstia (quem me conhece, sabe…), reconheço que ainda não atingi a perfeição. Mas, aviso: tou no caminho…

  48. Chesterton said

    Mona, tira o pé da jaca, você misturou um monte de coisa. Primeiro, esse paop de teoria da libertação não é bem catolicismo……
    Depois, certos ateus são mais fanáticos que os monges mais fanáticos, crêem que Ele não existe e lutam para provar Sua inexistência. O ateismo militante é uma praga pior que a igreja de Edir Macedo (não a acuso disso). Se voc~e não tem fé, você não é atéia, é outra coisa.

    Sinais de trânsito…..bem , eles se transformaram numa “fine money making machine”. Na sanha arrecadatória do estado, essas pragas arrecadam mais que casinos. Substituem guardas de trânsito e não é preciso pagar salário. São uma armadilha contra o contribuinte que quer andar certo. Tem sinais que disparam assim que o amarelo vira vermelho e tornam a frada brusca absolutamente inexequível. Multa na certa.
    Outros pardais mudam de velocidade máxima de um dia para outro, com avisos diminutos, outra armadilha.

  49. Chesterton said

    O chefão das FARC, Mono Jojoy ou Jorge Briceño, foi morto pelas forças de segurança da Colômbia. Menos um assassino. Menos um narcotraficante. Menos um aliado do PT da Dilma no Foro de São Paulo. Será que farão um minuto de silêncio no horário eleitoral?
    coronel

  50. Mona – Muitos dos problemas que temos no Brasil vem desde a nossa colonização. Esse país não foi “descoberto”. Foi tomado posse em nome da Coroa Portuguesa. Desde a nossa fundação a figura do Estado sobrepõe a do indivíduo. Diferente dos EUA e do Canadá por exemplo. Nesse tipo de colonização (com raras excessões como a Austrália) sempre houve a ascendência do Estado sobre o indivíduo. Nos EUA o Estado existe pois seus habitantes PERMITEM que ele exista. É o tal famoso Contrato Social (que a esquerda também disvituou completamente) de Hobbes (o famoso Leviatã) e de Lock e até mesmo a noção de Rousseau.

    Aqui no Brasil é diferente. Existimos porque o Estado permite e não o contrário. E essa noção (de que há de haver alguém acima do indivíduo) é perpetuado por essas pessoas.

    Engraçado vc falar sobre religião. Não me considero católico, mas tenho a minha fé. Encaro Jesus mais como uma pessoa sábia, o profeta dos islâmicos, do que como um santo. Digamos que esteja mais para o agnosticismo de Hume e Kant do que para o ateísmo.

    E se há algo em que acredito que Jesus ensinou foi algo chamado de livre arbítrio. E a responsabilidade que o livre arbítrio nos trás.
    Por isso acho um absurdo abrir mão do meu livre arbítrio para ser um “militante” ou um “quadro”. Sinceramente, isso não me entra na cabeça.

    Chest – Não tenho dúvidas que isso acontece. Eu mesmo já tomei duas multas no mesmo sinal para depois ver em uma reportagem no O Dia que o pardal estava desrregulado. Mas não é a maioria das vezes. A grande maioria sabemos que estamos fazendo coisas erradas.

  51. Carlão said

    O Pablo Vilarnovo tem razão:

    “Aqui no Brasil política virou uma espécie de partida de futebol misturado com concurso de popularidade.
    Quantas vezes você já não viu, aqui mesmo no blog do Pax, ao comentar sobre a corrupção do Lula e seu governo alguém lhe vomitar a última pesquisa de popularidade? Quantas vezes agora você já não viu alguém mostrar a última pesquisa para eleição ao comentar sobre os crimes na Casa Civil?
    Eu tenho pena dessas pessoas. Sério mesmo. Dá dó.”

    Pimba na gorduchinha…
    O tio Pax não deixa ninguém se contradizer…é um cavalheiro!

    ;)

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: