políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Marcha contra a marcha que marcha à ré

Posted by Pax em 22/09/2010

O PT divulgou convocação das principais centrais, alguns sindicatos, partidos governistas e movimentos sociais realizam na quinta-feira, 23, em São Paulo um ato público contra o “golpismo midiático”.

Em contraposição, juristas, ex-ministros, intelectuais e políticos da oposição lançaram no início da tarde desta quarta-feira, 22, em frente à Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, no centro de São Paulo, o “Manifesto em Defesa da Democracia”.

Veja as notícias no Estadão:

PT convoca ato contra ‘golpismo da mídia’; Força Sindical nega participação

Juristas lançam ‘manifesto em defesa da democracia’ no Largo de São Francisco

Este blog lamenta a agenda negativa instaurada. E defende toda liberdade de opinião, expressão e imprensa. Sejam boas ou ruins. A sociedade não é incapaz, não precisa de tutoriamento e sabe separar o que é uma boa imprensa e uma imprensa de má qualidade.

A histeria de um lado parece ter contaminado o outro.

Anúncios

21 Respostas to “Marcha contra a marcha que marcha à ré”

  1. Chesterton said

    Histeria? Contra os histéricos Martins e Dirceu qualquer reação não é histérica. É defesa das instituições democráticas.

    WEDNESDAY, SEPTEMBER 22, 2010

    O Partidão: Último Reduto da Democracia na Selva
    A selva é uma selva da selva. É um país tão absolutamente merda que o Partidão, o antigo PCB, é o único partido a se preocupar e lutar pela preservação da democracia. Isso pelo menos redime alguns dos seus erros monumentais do passado e mostra a profunda miséria da oposição no Brasil.
    O manifesto também critica a ação de grupos que atuam contra a imprensa: “É aviltante que o governo estimule e financie a ação de grupos que pedem abertamente restrições à liberdade de imprensa, propondo mecanismos autoritários de submissão de jornalistas e de empresas de comunicação às determinações de um partido político e de seus interesses”.

    Selva Brasilis

  2. Chesterton said

    Este blog lamenta a agenda negativa instaurada.

    chest- então tá

    E defende toda liberdade de opinião, expressão e imprensa. Sejam boas ou ruins.

    chest- então tá….

    A sociedade não é incapaz, não precisa de tutoriamento e sabe separar o que é uma boa imprensa e uma imprensa de má qualidade.

    chest- então tá, é só ver quem vende jornal e tem audiência? Nesse quesito a sociedade decidiu que a VEJA é ótima. Um milhão de exemplares por semana é catzo para cacete.

  3. William said

    O desespero dos golpistas da midia é evidente. VCS PERDERAM!!!! Com a internet a verdadeira democracia vive. Todos podem analisar e discutir. O monopolio da informação acabou. Veja , Globo , Folha e Estadao , aproveitem seus ultimos momentos.

  4. William said

    Entao a sociedade decidiu que o Conversa Afiada é otimo pq sao milhoes de visitas.

    hahahaha, Como esse Chest é cretino.

  5. Iconoclastas said

    “E defende toda liberdade de opinião, expressão e imprensa. Sejam boas ou ruins. A sociedade não é incapaz, não precisa de tutoriamento e sabe separar o que é uma boa imprensa e uma imprensa de má qualidade.”

    opa, gostei dsso.

    discordo só em ralação a qualidade, afinal tem muita coisa ruim que se populariza, perdura até, como essa porr@ desse teclado QWERT, pagode, música baiana, bbb e político pilantra, entre outras. mas é assim mesmo que tem que ser, ao gosto do freguês.

    ;^/

  6. Carlão said

    O fato marcante nessa história é o primeiro signatário do “Manifesto em Defesa da Democracia”
    Hélio Bicudo – petista histórico que se mandou do PT no Mensalão.

    Como primeiro signatário do manifesto, Bicudo foi o escolhido para ler o texto.
    “Em uma democracia, nenhum dos Poderes é soberano. Soberana é a Constituição, pois é ela quem dá corpo e alma à soberania do povo. Acima dos políticos estão as instituições, pilares do regime democrático. Hoje, no Brasil, os inconformados com a democracia representativa se organizam no governo para solapar o regime democrático”, leu Bicudo. O jurista, de 88 anos, foi muito aplaudido ao pular a mureta do púlpito em frente à São Francisco para ler o manifesto.
    Vamos ver o ato público contra o “golpismo midiático”(SIC). O tiro no pé.
    aposto que numa demonstração de respeito à liberdade de imprensa alguns “aloprados” queimarão revistas (a Veja) e os jornais do PIG.

    O outro lado:
    O blogueiro Miro (Altamiro Borges) não é aquele que queimou a língua ao saudar a Lina Vieira como nova Secretária da Receita Federal, na ocasião de sua nomeação?
    O site vermelho noticiou o documento (que Pax chama de “marcha”…)o “Manifesto em Defesa da Democracia”
    http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=1&id_noticia=137619
    mas esqueceu de citar o primeiro signatário e D. Paulo Evaristo Arns, conhecidos intelectuais da Direita.

  7. Carlão said

    O fato marcante nessa história é o primeiro signatário do “Manifesto em Defesa da Democracia”
    Hélio Bicudo – petista histórico que se mandou do PT no Mensalão.

    Como primeiro signatário do manifesto, Bicudo foi o escolhido para ler o texto.
    “Em uma democracia, nenhum dos Poderes é soberano. Soberana é a Constituição, pois é ela quem dá corpo e alma à soberania do povo. Acima dos políticos estão as instituições, pilares do regime democrático. Hoje, no Brasil, os inconformados com a democracia representativa se organizam no governo para solapar o regime democrático”, leu Bicudo. O jurista, de 88 anos, foi muito aplaudido ao pular a mureta do púlpito em frente à São Francisco para ler o manifesto.
    Vamos ver o ato público contra o “golpismo midiático”(SIC). O tiro no pé.
    aposto que numa demonstração de respeito à liberdade de imprensa alguns “aloprados” queimarão revistas (a Veja) e os jornais do PIG.

    O outro lado:
    O blogueiro Miro (Altamiro Borges) não é aquele que queimou a língua ao saudar a Lina Vieira como nova Secretária da Receita Federal, na ocasião de sua nomeação?
    O site vermelho noticiou o documento (que Pax chama de “marcha”…)o “Manifesto em Defesa da Democracia”
    http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=1&id_noticia=137619
    mas esqueceu de citar o primeiro signatário Helio Bicudo e D. Paulo Evaristo Arns, conhecidos intelectuais da Direita.

  8. Pax said

    Caro Iconoclasta (em #5)

    Mesmo asssim, a sociedade não precisa de tutoriamento, para definir qualidade. Senão vejamos com um bom exemplo, também musical.

    – Pega Asa Branca de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, composta em 1947 (segundo a Wiki). Uma música relativamente simples, e uma letra idem (“quando olhei a Terra ardendo/ qual fogueira de São João…”).

    O que aconteceu? Está aí, todo mundo sabe cantar, até mesmo a molecada que hoje dança essas músicas bate estaca (crédito para Hermeto Pascoal). Porque? Qualidade.

    – Agora pega um contraponto, uma música que fez enorme sucesso recentemente, a tal Dança da Garrafa ou algo do gênero. Explodiu, não? E hoje? Quem lembra de sua letra? E daqui 60 anos? Aponto um chope que ninguém lembrará. Daqui 60 anos pago a aposta.

    Ou seja, a sociedade não precisa de tutoriamento.

    A sociedade precisa é de Escola.

  9. Chesterton said

    Willi, meu anjo, Veja é privada, as pessoas vão de livre e espontanea vontade comprar a revista, o Amorim recebe rios de dinheiro, fortunas, para se manter em pé, dinheiro dos impostos dos contribuintes, que não aparecem por lá, nem querem saber do pelegão.

  10. Chesterton said

    Ou seja, a sociedade não precisa de tutoriamento.

    A sociedade precisa é de Escola.

    chest- Pax, parece que você acordou, está acordando, da letargia anti-democrática. Ainda falta um pouco (por exemplo, não é qualquer escola, tem que ser escola livre, arejada, imune a petismo, que forme empreendedores livres, que ensine que o fruto do trabalho de uma pessoa pertence a ela mesma, e não à “humanidade”, conceito que não quer dizer nada).

  11. Iconoclastas said

    Paxman,

    vc naão entendeu. cara, a minha queixa aqui contra o tutelamento é recorrente, será q vc nunca notou?

    mas é como a zoação do Chesterton – q nego tb nao entendeu. ainda que eu creia que ele, da mesma maneira que eu, goste de Veja. no entanto, sucesso e popularidade não conferem qualidade, por isso os exemplos.

    ;^/

  12. Chesterton said

    Nada se parece mais com uma aristocracia à moda antiga do que o modelo petista de gestão. Os filhos e “sobrinhos” dos figurões do PT logo abiscoitam um cargo público, tornam-se especialistas, autoridades mesmo. Quem não está lotado em alguma divisão do estado atua numa empresa privada que mantêm negócios com o governo.

    O que diria o companheiro Lula ao companheiro Franklin, por exemplo, sobre a licitação “de emergência” promovida pelo companheiro ministro, vencida pela empresa em que trabalha o filhote?

    — Não liga, não, Franklin! Quando a Telemar meteu aqueles R$ 10 milhões na empresa do Lulinha, o meu Ronaldinho, essa imprensa golpista ficou enchendo o saco! Meu filho não tem culpa se telefonia é um serviço que depende de concessão pública e se o BNDES, na prática, é sócio da empresa que quis investir nele. Seu filho não tem culpa de trabalhar na empresa que você contratou numa licitação feita na correria.

    O outro agradece a solidariedade e o apoio moral, já pensando no futuro:
    — É por isso, presidente, que precisamos do controle social dos meios de comunicação. Para preservar os valores da família! Da sua família, da minha família, da família da Erenice, da família do presidente dos Correios… Essa imprensa não conhece limites, mistura tudo. Estão se metendo na nossa vida privada.

    — São todos invejosos! É que a gente vive uma crise de valores! A direita ainda não descobriu que família é coisa sagrada, é a nossa maior riqueza.

    — Riqueza, presidente?

    Por Reinaldo Azevedo

  13. Chesterton said

    Alguem aqui já notou que todos que querem censurar empresas de comunicação recebem grana do governo? Que coincidência!

  14. Carlão said

    Pax

    A Oposição não está para brincadeira:

    aproveite…

  15. Carlão said

    Pax

    Conforme previsto:

    Terceira Lei de Newton – para toda força aplicada, uma outra força igual e oposta sempre aparecerá

    Esse é apenas o primeiro tube para açular a “tchurma do golpe midiático”.

    POLITICAMENTE INCORRETO?

  16. iconoclastas said

    #14, Carlão e os demais,

    acho que o vídeo ignora o fato do PMDB partilhar o comando. se o PT tem um histórico pouco virtuoso, o PMDB é páreo duro, a diferença é de métodos.

    ;^/

  17. Carlão said

    OS FORMADORES DE OPINIÃO E O SEGUNDO TURNO: MARINA X SERRA
    Se a eleição fosse hoje (de 14 a 16 de setembro) , a elite universaitária brasileira (da USP) seria decidoda num o segundo turno seria entre Marina e Serra.
    Marina e Serra lideram votação na USP, aponta Datafolha Marina Silva (PV) aparece na frente entre os alunos da USP (Universidade de São Paulo), José Serra (PSDB) é o preferido dos professores e Dilma Rousseff (PT), dos funcionários, aponta pesquisa Datafolha em parceria com a ECA/USP (Escola de Comunicação e Artes).
    No total, Marina tem 30% das intenções de voto na maior universidade pública do país, empatada tecnicamente com Serra (27%). Dilma obteve 21%, e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), 7%.
    O levantamento foi realizado de 14 a 16 de setembro em 29 faculdades ou institutos da USP na cidade de São Paulo. Foram ouvidos 1.014 entrevistados: 698 alunos de graduação ou pós, 154 professores e 162 funcionários.
    A margem de erro máxima é de três pontos, para mais ou para menos. A pesquisa de campo foi conduzida por alunos de jornalismo da ECA e processada pelo Datafolha.
    Entre os estudantes, Marina tem 31%, Serra 28% (empate técnico) e Dilma, 20%. No corpo docente, Serra registra 38%, seguido por Dilma (25%) e Marina (22%). Os funcionários preferem a petista (37%, contra 28% da verde e 14% do tucano).
    Na divisão pelas principais faculdades, Serra lidera na FEA (Economia e Administração), na Poli (Engenharia) e em Medicina e Direito.
    Marina ganha na FAU (Arquitetura), no IME (Matemática) e na EACH (Artes, Ciências e Humanidades), no campus da Zona Leste.
    Dilma e Marina empatam na liderança na FFLCH (Filosofia, Letras e Ciências Humanas) e na ECA.
    Comparada à última pesquisa nacional Datafolha, a da USP mostra que Plínio e Marina têm as maiores evoluções. Ele não alcança nem 1% no país, e ela tem 11%. Dilma lidera com 51%. Serra tem 27% em ambas.
    Se na pesquisa nacional a soma de nulos, brancos e “nenhum candidato” é de 4%, na da USP atinge 10%.
    Eleição Estadual
    Com 39%, o tucano Geraldo Alckmin é o preferido da USP ao governo paulista.
    Aloizio Mercadante (PT) tem 25%, e Paulo Skaf (PSB) pontua 6%.
    A popularidade do presidente Lula –que na última pesquisa nacional atingiu 79%– é de 53% na da USP.
    Esta pesquisa está registrada no TSE com o número 31.582/2010.

    O PT vai conseguir perder a eleição “mais ganha por pesquisas eleirorais” de todos os tempos?

    acompanhe os eletrizantes capítulos finais…até 3 de Outubro, todo dia na Imprensa um novo escandalo revelado.

  18. Carlão said

    Pax
    desculpe erros de digitação…meu teclado é velho e fala inglês…e nem tem cedilha…hehe
    Ico
    o PMDB está só esperando o vencedor…
    Se for serra eleito, o PMDB rapidamente será serra desde criancinha …contemporizando e mastigando um Congresso mercantilista e venal. Como tem sido quase sempre.Sarney, Renan, Jucá. etc
    E o povo? Povo gosta de pão e circo infelizmente.
    Lula tem sido o “tiririca” desta reta final. O circo cobrando o pão.
    Assessores palacianos têm revelado em off que o homi tá com a macaca!
    A macaca da mosca azul…a ilusão de poder que vicia mais que heroína nos “canos”…
    Sem limites…DOA EM QUEM DOER!

  19. Carlão said

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/803165-dilma-defende-saida-de-indicados-por-erenice-se-obtiveram-cargo-por-amizade.shtml

    Pax nem vou falar nada. Tite suas próprias conclusões isentas…

    “EXAGERO PESADO”

    Dilma não quis dizer se apoia ou não o ato que o PT e entidades de militância pró-governo marcaram para amanhã contra a imprensa, sob o título “Ato Contra o Golpismo da Mídia”.

    Apesar de se dizer totalmente tolerante e defensora da liberdade de imprensa, Dilma reclamou que jornais estariam “exagerando pesado” contra ela.

    “Tem hora que o pessoal anda exagerando comigo. Não vou falar que tenha golpe midiático, só vou falar que exageram um pouco. É só vocês lerem os jornais, tem hora que exageram pesado. Mas o fato de exagerar pesado, a mim não incomoda”, afirmou, acrescentando que o máximo que fará quando se achar injustiçada por reportagens será “protestar, dizendo: ‘Está errado por isso, por isso e por isso'”.

    Ela usou como exemplo o ataque que fez à Folha na segunda-feira, quando acusou o jornal de ser “parcial” devido a reportagem que relatava irregularidades apontadas em atividades suas no Rio Grande do Sul por auditorias do Tribunal de Contas do Estado.

    Na ocasião, ela reclamava que o jornal não havia informado que suas contas foram aprovadas, apesar das ressalvas apontadas nas auditorias. A informação, entretanto, constava na reportagem.”

    A égua está doente!

  20. iconoclastas said

    impecável!

    “Ato insensato

    Dora Kramer – O Estado de S.Paulo

    O PT quer constranger os veículos de comunicação. É nítida a intenção de fazer com que a imprensa pegue mais “leve” em relação aos fatos novos de cada dia sobre corrupção, nepotismo, empreguismo e o uso partidário do espaço público no governo Luiz Inácio da Silva.
    O presidente fala alto e fala grosso na tentativa de levar jornais, revistas e emissoras a acharem “melhor” deixar esses assuntos para depois da eleição a fim de não serem acusados de favorecer candidaturas de oposição.
    Como se fosse aceitável suspender os fatos para não atrapalhar os atos de interesse oficial.
    A ofensiva é tão agressiva que leva a pensar se não se trata de medida preventiva contra algo que seja do conhecimento do presidente e os demais brasileiros ainda ignoram.

    De outro modo não se pode explicar com argumentos minimamente razoáveis a fúria e o desassombro que tomam conta de Lula e companhia.

    Zangado poderia estar José Serra, cuja candidatura é dada como morta e enterrada todos os dias nos meios de comunicação, nunca o presidente Lula, cujo plano de eleger Dilma Rousseff se materializa com pleno êxito.

    A imprensa, no caso de Serra, lida com informações transmitidas pelas pesquisas e estas mostram uma dianteira mais do que significativa de Dilma. É o que registram os jornais, as rádios e as televisões: se as eleições fossem hoje, ela estaria eleita em primeiro turno.

    Da mesma forma acompanham o desenrolar dos demais acontecimentos: quebras de sigilo fiscal, confecção de dossiês, violação da legalidade por parte do governo em geral e do presidente em particular e mais recentemente a descoberta da central de negócios montada na Casa Civil sob a gerência de Erenice Guerra, a segunda na hierarquia durante a gestão de Dilma e sua substituta depois da saída para a campanha eleitoral.

    Disso temos as seguintes consequências: dois inquéritos na Polícia Federal, sindicância na Receita Federal, dois indiciamentos na PF por causa das quebras de sigilo, demissão do primeiro (Luiz Lanzetta) encarregado da comunicação no comitê de Dilma Rousseff, sete multas da Justiça Federal ao presidente da República e cinco demissões de funcionários em função do escândalo Erenice.

    Pois diante de tantas informações concretas, Lula afirma e dá fé pública que a imprensa “mente” e “inventa”. Ora, se mesmo vitorioso o presidente acha que é preciso valer-se de sua popularidade para ele sim maquiar a realidade é porque vê razões para isso.

    Ou teme o que ainda poderia vir por aí e por isso tenta desqualificar a imprensa ou não tem tanta certeza de que o resultado das urnas seja esse mesmo que indicam as pesquisas e por isso se arrisca a um fim de mandato melancólico jogando seu prestígio num lance de pura, e injustificável, histeria.

    Até agora o presidente não condenou. Lícito, portanto, presumir que avalize a decisão do PT de organizar um ato público contra a imprensa. Na verdade, convocado sob inspiração presidencial.

    O ato seria apenas uma manifestação normal de um grupo que defende determinada posição, não fosse pelo envolvimento do governo na questão. Sendo, é caso de abuso de poder, improbidade e ataque à Constituição.

    De acordo com que argumentam os organizadores da manifestação, é preciso reagir “à tentativa da velha mídia de forçar um segundo turno”.

    Alto lá, a eleição ainda não aconteceu. Como, forçar? Segundo a lei o processo eleitoral em colégios de mais de 200 mil habitantes é composto de dois turnos e o primeiro ainda não aconteceu. Se for necessário ocorrer o segundo, onde está a ilegalidade, o golpismo?

    Se alguém está querendo forçar alguém é o governo que usa a sua força – monumental, no presidencialismo imperial brasileiro – para sufocar o contraditório.

    Volver. Se Lula olhar bem a lista de signatários do manifesto em defesa da democracia – Hélio Bicudo, d. Paulo Evaristo Arns, Ferreira Gullar, Paulo Brossard -, notará que há 30 anos era gente que sustentava o início de sua trajetória.”

  21. Elias said

    Como bem lembrou o Patriarca, Ferreira Gullar jamais sustentou o início da carreira do Lula.

    Gullar era do PCB, que era totalmente contrário ao surgimento do PT. O PCB queria toda a oposição dentro do PMDB.

    Gullar polemizou com o Henfil por causa disso, n´O Pasquim. Henfil a favor do surgimento do PT; Gullar contra.

    E, se Gullar se dissesse a favor do surgimento do PT, ele simplesmente seria expulso do PCB, porque estaria desrespeitando o “centralismo democrático” do partido (que tinha tudo de centralismo e nada de democrático).

    Nos anos seguintes, o PCB jamais deixou de criticar o “anti-comunismo” das correntes majoritárias do PT (na verdade essas correntes apenas eram — e são — “não comunistas”, algo bem diferente de ser “anti-comunistas”).

    Gullar mentiu no artigo que escreveu e que tem sido repercutido na web.

    Por motivações absolutamente distintas de Gullar/PCB — até antagônicas, aliás –, Brossard também era contra o surgimento do PT. Tal como Gullar e os pecebas, embora por outras razões, Brossard queria a oposição ao regime militar unida dentro do PMDB.

    Numa eleição como essa, o que pinta de vigarice política e intelectual não é brincadeira…

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: