políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Vox Populi: Dilma 51%, Serra 24%, Marina 10%

Posted by Pax em 23/09/2010

Dilma venceria no 1º turno com 51%, diz nova pesquisa Vox Populi/Band/IG
Via Jornal da Band

Nova pesquisa Vox Populi/Band/IG divulgada nesta quinta-feira confirma que a candidata do PT, Dilma Rousseff, venceria no primeiro turno com 51% das intenções de voto se o pleito fosse hoje. O presidenciável tucano José Serra aparece em segundo lugar no levantamento, com 24%, e Marina Silva, candidata à Presidência pelo PV, tem 10%.

Em agosto, Dilma tinha 45% das intenções de voto. A candidata passou para 51% no dia 17 de setembro, resultado mantido na atual pesquisa. Serra tinha 29% em agosto, caiu para 24% na semana passada e continua com o mesmo índice. Marina, por sua vez, teve 8% nas duas pesquisas anteriores e agora subiu dois pontos.

Continua no site da Band Jornalismo

Observação: A pesquisa Vox Populi divulgada hoje contradiz a pesquisa Datafolha divulgada ontem. Pela de hoje o efeito Erenice não aparece. Agora resta esperar a pesquisa Ibope a ser ainda divulgada.

Anúncios

25 Respostas to “Vox Populi: Dilma 51%, Serra 24%, Marina 10%”

  1. Zbigniew said

    A Data-Folha foi a última a admitir o “x” e “abrir a boca do jacaré”. A Data-Folha apresentou números bem díspares dos outros institutos, inclusive da co-irmã IBOPE, principalmente em momentos específicos da construção definitiva da candidatura Serra. Foi assim quando ele se lançou candidato e quando anunciou o vice. A Data-Folha está sendo a primeira a indicar um percentual na inferior da margem de erro, o que, em relação a números, não fica tão distante dos indicados na Vox Populi.
    Até poderíamos dizer que a Vox indicou um percentual na superior da margem de erro e que, no fim, ambas podem apresentar uma mesma leitura. Mas é como disse o H.C. Paes lá no Nassif:

    “(…)
    Então, vamos ao feijão com arroz:

    – Vantagem de Dilma sobre a soma dos demais: 16 pontos.

    – Número de eleitores que deve virar de Dilma para os rivais diariamente até a eleição para forçar o segundo turno: 980 mil votos.

    O impacto do tom mais duro de Dilma e Lula, e da propaganda oposicionista mais agressiva, já foi absorvido em boa medida.

    A esta altura em 2006, a vantagem de Lula sobre Alckmin era 14 pontos. A de Dilma sobre Serra é de 27 pontos. (Vale lembrar que Marina tem hoje mais votos do que a soma de Cristovam e Heloísa então.)

    Próximos marcos da campanha: a segunda 27 e a quarta 29.

    Hoje ainda não se registraram ainda pesquisas nacionais. Ou seja, após o IBOPE, a Vox reinará até terça-feira, possivelmente quarta.”

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/tracking-vox-populi-dilma-51-serra-24#comments

  2. Carlão said

    tio Pax

    vamos atualizar Empresário confirma à PF pagamento por lobby de filhos de Erenice
    Baracat reafirmou teor de entrevista à ‘Veja’
    e mostrou recibos para provar contrato com Israel Guerra.

    Carlão disse
    23/09/2010 às 21:39

    O Pablo Vilarnovo tem razão:

    “Aqui no Brasil política virou uma espécie de partida de futebol misturado com concurso de popularidade.
    Quantas vezes você já não viu, aqui mesmo no blog do Pax, ao comentar sobre a corrupção do Lula e seu governo alguém lhe vomitar a última pesquisa de popularidade? Quantas vezes agora você já não viu alguém mostrar a última pesquisa para eleição ao comentar sobre os crimes na Casa Civil?
    Eu tenho pena dessas pessoas. Sério mesmo. Dá dó.”

    Pimba na gorduchinha…
    O tio Pax não deixa ninguém se contradizer…é um cavalheiro!

    ;) hehehe

  3. Zbigniew said

    Cara! Vamos combinar: ironia do destino, não? Além de correr o risco de ganhar o Nobel, ganhar o oscar, certamente fazer a sucessora e esfacelar as oposições, acontece um negócio desses:

    “(…) …meus queridos, vejam o que vai acontecer amanhã, sexta-feira; a Bovespa, que tinha ódio de mim, e quando tinha medo de mim ela tinha apenas 11 mil pontos, hoje já chegou a 72 (mil pontos), já chegou a 68 (mil pontos). Ou seja, acima dos 60 mil pontos. E vai exatamente um presidente da República, que tanta gente tinha medo, fazer a maior capitalização da história da humanidade. Ouso dizer: nunca antes na história do planeta Terra houve uma capitalização da magnitude do que vai acontecer na sexta-feira, sabe, com a minha presença.(…)”

    Esse cara só pode ser abençoado.

    http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4693207-EI7896,00-Lula+diz+que+tiveram+medo+de+tentar+derrubalo+em.html

  4. Carlão said

    Zbi
    Há muito tempo a civilização parou de adorar “bezerros de ouro”…caso vc não saiba.
    Para o Brasil ainda dá tempo…até 3 de Out.
    Até lá acho que vc ficará cada vez mais ansioso.
    Eu também.Bezerros de ouro são apenas ilusões criadas pelos sacerdotes.
    Adorar “bezerros de ouro” enriquece apenas os “sacerdotes”.
    Os “não sacerdotes” tiveram que se contentar com a eterna promessa de um futuro melhor, a um preço indefinido.No próximo governo.
    Desta vez com prazo de 48 meses para pagar (sem juros aparentes, é claro).
    Depois de dilma o “bezerro de ouro”…voltará!
    A menos que dilma seja exatamente o que aparenta ser:
    Uma tia chata metida a tecnocrata que cai de esteiras por estar ao mesmo tempo, mascando chicletes.
    Mas temendo um enfarte é aconselhada a consultar o cardiologista de confiança do presidente.
    Resultado dai usando uma botinha para limitar ainda mais seus graciosos movimentos.
    E vc está disposto a comprar essa ilusão.Essa mulher sem personalidade própria que tem sempre um “papagaio de pirata” sobre os ombros para fazê-la sentir-se “mais segura”.
    Preste atenção meu caro.A égua do lula está doente.
    E lula será traído pelo PMDB.O escorpião da fábula.
    Eu digo não violão. Inclua-me fora dessa.

    Mais:
    Até o sacerdote Kostcho começa a hesitar e, para se proteger dos “trolls” hehe
    e reafirma que acha que “os números das pesquisas não mentem jamais”, sem dúvida.
    Mas permanece a porra da dúvida e ele escreve, ao final:
    Teremos segundo turno? Gostaria de saber a opinião dos caros leitores.

    Balaio do Kotscho – Balaio do Kotscho
    23/09/2010 – 12:08
    Eleição agora pode ir para o 2º turno?
    Se depender da maioria dos analistas que li nesta quinta-feira, a resposta ao título é “sim”. Pela primeira vez, desde que a candidata Dilma Rousseff disparou nas pesquisas, o mais recente Datafolha divulgado na véspera registra uma queda na diferença de votos que ela abriu sobre os demais concorrentes. “Com escândalos, cai vantagem de Dilma, mostra o Datafolha”, comemora o jornal em manchete.

    blá, blá

    tio Pax e aí? Teremos segundo turno? Gostaria de saber a opinião dos caros leitores.

  5. Chesterton said

    NOTA PÚBLICA – Liberdade de Imprensa

    A ASSOCIAÇÃO DOS JUÍZES FEDERAIS DOS ESTADOS DO RIO DE JANEIRO E DO ESPÍRITO SANTO, vem a público em vista das recentes manifestações amplamente divulgadas por órgãos de imprensa, atribuindo ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República declarações manifestamente incompatíveis com o respeito esperado de um Chefe de Estado às cláusulas constitucionais garantidoras da liberdade dos cidadãos e órgãos de imprensa. Do supremo mandatário da nação, é esperada postura de absoluto equilíbrio e intransigente respeito aos ditames da Constituição, independentemente do contexto e das circunstâncias em que esteja envolvido. A responsabilidade da função presidencial exige de seu exercedor profunda sobriedade, que deve traduzir-se no respeito às instituições estatais e da sociedade civil, e sua respectiva contribuição na preservação da ordem legal e democrática. Nesse contexto, trata-se de um desserviço aos valores republicanos que sua Excelência tenha emitido declarações de cunho absolutamente genérico em desfavor da imprensa livre, conquista maior do Estado de Direito e da própria civilização. A construção de um Governo efetivamente moderado passa pela superação das históricas tentações de hipertrofia do Poder Executivo e da idéia de que a popularidade dos governantes possa autorizá-los a restringir ou revogar os direitos constitucionalmente atribuídos de modo incondicional aos indivíduos e às minorias. Num regime de liberdades, é fundamental o entendimento de que nem tudo é controlável ou passível de vedação pelos órgãos governamentais. Os excessos eventualmente cometidos por setores da imprensa, desde que não compreendidos na ampla esfera de sua livre atuação, podem ser reparados pela via judicial, foro adequado que permite a discussão casuística sem maior risco para as liberdades envolvidas. No mais, a AJUFERJES reafirma seu compromisso com a preservação da liberdade de expressão e da liberdade de imprensa, e que as divergências manifestadas no âmbito do debate político, embora freqüentemente possa assumir tons agudos, não devem jamais resvalar para a pura e simples desqualificação de instituições essenciais à sociedade democrática.

    Rio de Janeiro, 22 de agosto de 2010.
    Fabrício Fernandes de Castro
    Presidente da AJUFERJES

  6. Carlão said

    tio Pax
    “A pedido de Dilma, PF faz varredura antibomba em local de debate
    Polícia confirma a solicitação, mas pondera que o serviço foi feito em prol da segurança de todos os candidatos”

    Medeus. Era mentira e ela chamou a PF.
    E nem advertiram a denunciante por “falso alarme” (publicitário?)

  7. Carlão said

    Mentira?

    reparem a varredura detalhada do local do debate…nem a PF leva a sério.
    medeus tio pax

  8. Carlão said

    Carlão também é cultura…

    Elegia do Rei de Sião – Carlos Drummond de Andrade

    Pobre rei de Sião que morreu de desgosto
    por não ter um filho varão.
    Pobre rei de Bangkok educado em Oxford,
    pequenino, bonito, decorativo,
    que morreu especialmente para nos comover.
    O filho que desejava, a Ásia não deu,
    e seu desejo de um filho era maior do que a Ásia.
    Pobre rei de Sião, que Camões não cantou.
    Amou três mulheres em vez de mil
    e nenhuma lhe deu um filho varão.
    De sua costela real nasceu uma pequenina siamesa.
    Ao vê-la, o rei caiu para trás como um europeu,
    adoeceu, bebeu um veneno terrível e morreu.

    Seu coração enegreceu de repente,
    o corpo ficou todo fofo.

    Depois queimaram o corpo fofo e o coração preto numa fogueira esplêndida
    e a alma do rei de Sião fugiu entre os canais.

    Pobre reizinho de Sião.

    (do noblat fazendo a média diária …)

    Sem comentários

  9. Jorge said

    Pax, abaixo texto de alguém que sempre vale a pena ser lido.

    http://www.viomundo.com.br

    Leonardo Boff: A mídia comercial em guerra contra Lula e Dilma

    23 de Setembro de 2010 – 22h26

    Leonardo Boff: A mídia comete sim abusos ao atacar Lula e Dilma

    O que está ocorrendo já não é um enfrentamento de ideias e de interpretações e o uso legítimo da liberdade da imprensa. Está havendo um abuso da liberdade de imprensa que, na previsão de uma derrota eleitoral, decidiu mover uma guerra acirrada contra o Presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff. Nessa guerra vale tudo: o factóide, a ocultação de fatos, a distorção e a mentira direta.

    Sou profundamente pela liberdade de expressão em nome da qual fui punido com o “silêncio obsequioso” pelas autoridades do Vaticano. Sob risco de ser preso e torturado, ajudei a editora Vozes a publicar corajosamente o “Brasil Nunca Mais”, onde se denunciavam as torturas, usando exclusivamente fontes militares, o que acelerou a queda do regime autoritário.

    Esta história de vida me avalisa fazer as críticas que ora faço ao atual enfrentamento entre o Presidente Lula e a midia comercial que reclama ser tolhida em sua liberdade. O que está ocorrendo já não é um enfrentamento de ideias e de interpretações e o uso legítimo da liberdade da imprensa. Está havendo um abuso da liberdade de imprensa que, na previsão de uma derrota eleitoral, decidiu mover uma guerra acirrada contra o Presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff. Nessa guerra vale tudo: o factóide, a ocultação de fatos, a distorção e a mentira direta.

    Precisamos dar o nome a esta mídia comercial. São famílias que, quando veem seus interesses comerciais e ideológicos contrariados, se comportam como “famiglia” mafiosa. São donos privados que pretendem falar para todo Brasil e manter sob tutela a assim chamada opinião pública. São os donos de O Estado de São Paulo, de A Folha de São Paulo, de O Globo, da revista Veja, na qual se instalou a razão cínica e o que há de mais falso e chulo da imprensa brasileira. Estes estão a serviço de um bloco histórico assentado sobre o capital que sempre explorou o povo e que não aceita um Presidente que vem desse povo. Mais que informar e fornecer material para a discusão pública, pois essa é a missão da imprensa, esta mídia empresarial se comporta como um feroz partido de oposição.

    Na sua fúria, quais desesperados e inapelavelmente derrotados, seus donos, editorialistas e analistas não têm o mínimo respeito devido a mais alta autoridade do país, ao Presidente Lula. Nele veem apenas um peão a ser tratado com o chicote da palavra que humilha.

    Mas há um fato que eles não conseguem digerir em seu estômago elitista. Custa-lhes aceitar que um operário, nordestino, sobrevivente da grande tribulação dos filhos da pobreza, chegasse a ser Presidente. Este lugar, a Presidência, assim pensam, cabe a eles, os ilustrados, os articulados com o mundo, embora não consigam se livrar do complexo de vira-latas, pois se sentem meramente menores e associados ao grande jogo mundial. Para eles, o lugar do peão é na fábrica produzindo.

    Como o mostrou o grande historiador José Honório Rodrigues (Conciliação e Reforma), “a maioria dominante, conservadora ou liberal, foi sempre alienada, antiprogresssita, antinacional e não contemporânea. A liderança nunca se reconciliou com o povo. Nunca viu nele uma criatura de Deus, nunca o reconheceu, pois gostaria que ele fosse o que não é. Nunca viu suas virtudes, nem admirou seus serviços ao país, chamou-o de tudo -Jeca Tatu-; negou seus direitos; arrasou sua vida e logo que o viu crescer ela lhe negou, pouco a pouco, sua aprovação; conspirou para colocá-lo de novo na periferia, no lugar que contiua achando que lhe pertence (p.16)”.

    Pois esse é o sentido da guerra que movem contra Lula. É uma guerra contra os pobres que estão se libertando. Eles não temem o pobre submisso. Eles têm pavor do pobre que pensa, que fala, que progride e que faz uma trajetória ascedente como Lula. Trata-se, como se depreende, de uma questão de classe. Os de baixo devem ficar em baixo. Ocorre que alguém de baixo chegou lá em cima. Tornou-se o Presidente de todos os brasileiros. Isso para eles é simplesmente intolerável.

    Os donos e seus aliados ideológicos perderam o pulso da história. Não se deram conta de que o Brasil mudou. Surgiram redes de movimentos sociais organizados, de onde vem Lula, e tantas outras lideranças. Não há mais lugar para coroneis e para “fazedores de cabeça” do povo. Quando Lula afirmou que “a opinião pública somos nós”, frase tão distorcida por essa midia raivosa, quis enfatizar que o povo organizado e consciente arrebatou a pretensão da midia comercial de ser a formadora e a porta-voz exclusiva da opinião pública. Ela tem que renunciar à ditadura da palabra escrita, falada e televisionada e disputar com outras fontes de informação e de opinião.

    O povo cansado de ser governado pelas classes dominantes resolveu votar em si mesmo. Votou em Lula como o seu representante. Uma vez no Governo, operou uma revolução conceptual, inaceitável para elas. O Estado não se fez inimigo do povo, mas o indutor de mudanças profundas que beneficiaram mais de 30 milhões de brasileiros. De miseráveis se fizeram pobres laboriosos, de pobres laboriosos se fizeram classe média baixa e de classe média baixa de fizeram classe média. Começaram a comer, a ter luz em casa, a poder mandar seus filhos para a escola, a ganhar mais salário, em fim, a melhorar de vida.

    Outro conceito inovador foi o desenvolvimento com inclusão soicial e distribuição de renda. Antes havia apenas desenvolvimento/crescimento que beneficiava aos já beneficiados à custa das massas destituidas e com salários de fome. Agora ocorreu visível mobilização de classes, gerando satisfação das grandes maiorias e a esperança que tudo ainda pode ficar melhor. Concedemos que no Governo atual há um déficit de consciência e de práticas ecológicas. Mas, importa reconhecer que Lula foi fiel à sua promessa de fazer amplas políticas públicas na direção dos mais marginalizados.

    O que a grande maioria almeja é manter a continuidade deste processo de melhora e de mudança. Ora, esta continuidade é perigosa para a mídia comercial que assiste, assustada, ao fortalecimento da soberania popular que se torna crítica, não mais manipulável e com vontade de ser ator dessa nova história democrática do Brasil. Vai ser uma democracia cada vez mais participativa e não apenas delegatícia. Esta abria amplo espaço à corrupção das elites e dava preponderância aos interesses das classes opulentas e ao seu braço ideológico que é a mídia comercial. A democracia participativa escuta os movimentos sociais, faz do Movimento dos Sem Terra (MST), odiado especialmente pela VEJA, que faz questão de não ver; protagonista de mudanças sociais não somente com referência à terra, mas também ao modelo econômico e às formas cooperativas de produção.

    O que está em jogo neste enfrentamento entre a midia comercial e Lula/Dilma é a questão: que Brasil queremos? Aquele injusto, neocoloncial, neoglobalizado e, no fundo, retrógrado e velhista; ou o Brasil novo com sujeitos históricos novos, antes sempre mantidos à margem e agora despontando com energias novas para construir um Brasil que ainda nunca tínhamos visto antes?

    Esse Brasil é combatido na pessoa do Presidente Lula e da candidata Dilma. Mas estes representam o que deve ser. E o que deve ser tem força. Irão triunfar a despeito das más vontades deste setor endurecido da midia comercial e empresarial. A vitória de Dilma dará solidez a este caminho novo ansiado e construido com suor e sangue por tantas gerações de brasileiros.

    Fonte: Adital [1]

    Article printed from Viomundo – O que você não vê na mídia: http://www.viomundo.com.br

    URL to article: http://www.viomundo.com.br/politica/leonardo-boff-os-abusos-da-midia-contra-lula-e-dilma.html

    URLs in this post:

    [1] Adital: http://www.adital.org.br/site/noticia.asp?lang=PT&cod=51181
    [2] Vermelho: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=6&id_noticia=137756

  10. Zbigniew said

    Quem é Lula? Capitalista? Socialista? Estadista? Uma fraude? Que mistério é este que envolve a figura do Presidente mais popular da história do Brasil? Como pôde um operário ter sacadas tão geniais a ponto de ter dado ao capitalismo brasileiro mais de 30 milhões de consumidores e ter tirado outros tantos da linha da miséria? Capitalismo e socialismo podem conviver bem numa mesma base territorial e ideológica?!!! Quem decifrará este mistério?

    Lembrando o passado socialista, Lula participa amanhã da maior operação do capitalismo mundial

    Yara Aquino
    Repórter da Agência Brasil

    Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou hoje (23) que a capitalização da Petrobras será a maior operação do tipo na história do capitalismo mundial. Amanhã (24), Lula irá à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) acompanhar a abertura das operações de venda de ações da estatal.

    “Eu poderia dizer que nunca antes na história da humanidade, nunca antes na história do capitalismo aconteceu o que vai acontecer na Bolsa de Valores de São Paulo [amanhã]. Vamos capitalizar a Petrobras por conta do pré-sal e vai ser a maior capitalização já feita na história da humanidade. A maior até agora foi feita na China e valeu 27 bilhões de dólares, a nossa não será menos do que 70 bilhões de dólares”, disse o presidente em discurso em Maringá (PR).

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/home/-/journal_content/56/19523/1048710

    Há! Só um aviso. Se a velha mídia der a notícia vai ser naquele tom que vocês já sabem. Até porque a velha mídia é partido político e não imprensa.

  11. Zbigniew said

    Se não sai aqui, sai por lá:

    “Spiegel On Line – Wirtschaft

    Brasilien
    Ölkonzern startet weltgrößte Kapitalerhöhung

    Es sieht alles nach einem Rekord aus: Brasiliens Öl-Multi Petrobras will mit einer gigantischen Kapitalerhöhung 70 Milliarden Dollar einsammeln. An diesem Freitag beginnt der Handel an der Börse – mit dem Geld sollen neue Erdölquellen im Atlantik erschlossen werden.

    http://www.spiegel.de/wirtschaft/unternehmen/0,1518,719257,00.html

    Entenderam?

  12. Zbigniew said

    Excelente o artigo do Leonardo Boff que o Jorge trouxe. Síntese deste embate de forças que nós estamos tendo o privilégio de assistir. Mudanças profundas, verdadeira revolução, só que sem dar um tiro, sem derramar uma só gota de sangue, tudo dentro do espírito democrático, ainda que subversões existam e o “jus sperniandi” seja exercido de forma tão pouco democrática por aqueles que outrora se consideravam bastiões da ética e da democracia.

  13. Pax said

    Prezados,

    Como o assunto está em pauta, a imprensa e Lula, me permito fazer um post trazendo, então, três opiniões. A do Boff, a do Dines e a do Bucci.

    Em breve.

  14. Pax said

    E o Ficha Limpa? Também merece um post, claro. Já há inúmeras notícias veiculadas e bons posts por aí. Mas merece o registro.

    Segundo turno, caro Carlão? Não sei. É minha firme opinião. Acho que não, é uma não firme opinião. Acho que sim, uma menos ainda firma opinião.

    O boxe está naquele momento em que ambos estão cansados, um esperando alguma fraqueza do outro, um tentando levar às cordas e se cansando, o outro se segurando mas tendo ainda energia para desferir golpes fortes.

    Segundo estas últimas duas pesquisas o que indica é que não. Se daqui até ali (3 out) a coisa muda? Bem, aí entra a história do tal do boxe e todas as minhas opiniões vocês já tiveram. Se eu estivesse com 51% das intenções, chamaria a luta para o centro do ringue e garantiria a vitória sem mais o round do segundo turno.

  15. Mona said

    O fim de semana se aproxima, para o horror dos lulo-dilmistas… (ao fundo, aquele som lúgubre das cenas em cemitérios cheios de zumbis – uuuuuuu…)
    O que será que nos aguarda?

  16. Chesterton said

    Mas há um fato que eles não conseguem digerir em seu estômago elitista. Custa-lhes aceitar que um operário, nordestino, sobrevivente da grande tribulação dos filhos da pobreza, chegasse a ser Presidente. Este lugar, a Presidência, assim pensam, cabe a eles, os ilustrados, os articulados com o mundo, embora não consigam se livrar do complexo de vira-latas, pois se sentem meramente menores e associados ao grande jogo mundial. Para eles, o lugar do peão é na fábrica produzindo. (Boff, li aí em cima)

    chest- isso é de uma burrice sem tamanho. A única coisa que se teme são as interferências nos negócios. Um governo que impede uma empresa jornalistica de fazer seu trabalho nunca terá críticas desfavoraveis. Dominará o jornal com verbas publicitárias.
    Lula fez um governo economicamente bem sucedido porque não causou nenhuma ruptura em relação aos governos anteriores e o ministro que ele escolheu é competente.
    O sucesso de Lula tem nome: business legal. Seu fracasso tem nome: Negócios escusos a margem da lei.

  17. Chesterton said

    Segundo turno, caro Carlão? Não sei. É minha firme opinião. Acho que não, é uma não firme opinião. Acho que sim, uma menos ainda firma opinião.

    chest- hein?

  18. Chesterton said

    Por Fausto Macedo e Bruno Tavares, no Estadão:
    Documento reservado mostra em 428 páginas e 300 interceptações telefônicas os bastidores de suposto esquema bilionário de fraudes em licitações e aponta o governador do Tocantins, Carlos Amorim Gaguim (PMDB), e o procurador-geral do Estado, Haroldo Rastoldo, como integrantes de organização criminosa.

    A partir do monitoramento de empresários e lobistas, Gaguim e seu procurador caíram involuntariamente na escuta autorizada pela Justiça. O governador nega enfaticamente a prática de irregularidades em sua gestão e atribui as denúncias a “adversários políticos”.

    Em busca da reeleição ao Palácio Araguaia, pela coligação Força do Povo, Gaguim conta com apoio declarado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da candidata à Presidência pelo PT, Dilma Rousseff. Ambos têm participado em Palmas de agendas de campanha ao lado do peemedebista que espalhou banners por quase todo o Tocantins em que aparece com Lula e Dilma. O presidente e a ex-ministra são citados por alvos da investigação em diálogos gravados pela Polícia Federal em atuação conjunta com o Ministério Público Estadual de São Paulo.

  19. Chesterton said

    foto censurada no brasil mas que corre pelo exterior

    This is the often drunk Brazilian president making some goofy gestures and pissing in his own pants. (in the circle).
    The lady seating next to him is his candidate for this year election, she seems embarrassed.
    This is the man who wants to be the UN’ secretary-general and broker nuclear agreement and other deals with Iran…
    And some complain about Obama !!!!!!!!!!?

  20. Elias said

    Pax,

    Lamento que Leonardo Boff tenha recorrido a expressões como “abuso de liberdade de imprensa”, referindo-se à conduta de determinados órgãos da imprensa.

    “Abuso de liberdade de imprensa”? Sinceramente, não sei o que é isso.

    Se órgãos da imprensa, como a Veja e a Folha de São Paulo, escolhem se tornar órgãos de imprensa partidária, estão exercendo um direito que lhes cabe.

    Ninguém tem nada com isso.

    Se, tendo escolhido esse caminho, continuam tentando posar de apartidários, que apenas cumprem com o dever de bem informar e analisar, doa a quem doer, estão sendo hipócritas e desonestos.

    Neste caso, que sejam denunciados e combatidos como hipócritas e desonestos. Que sejam ridicularizados, porque ficam bancando as virgens de puteiro.

    Mas, entre fazer isso e dizer que estão cometendo “abuso de liberdade de imprensa”, há um abismo.

    Acho que revistas como a Veja, e jornais como a Folha de São Paulo, praticam jornalismo de merda.

    Essa é uma questão.

    Mas, quem tem o direito de dizer que eles não têm o direito de ser os merdas que são?

    Eu é que não!

    Tem gente que gosta desse tipo de jornalismo de merda, e até paga para tê-lo em mãos (pra ficar com as mãos cheias de merda).

    O que é que eu tenho com isso? Nada!

    Há quem goste dos olhos. Outros, preferem a remela… Que se fartem, caramba!

    Eu mesmo, por vezes, compro a Veja e a Folha de São Paulo, só pra ter o que falar mal delas… o que equivale a pagar pra ficar com as mãos cheias de merda, só pra depois dizer que essa merda fede…

    É a democracia, pessoal, que, como todos sabem, é o pior regime do mundo, só tendo a seu favor o fato de que nunca se inventou nada melhor.

    Se, ao praticarem o jornalismo de merda que praticam, esses órgãos de imprensa cometerem injúria, calúnia ou difamação, estarão cometendo crime. Devem ser processados por quem se sentir injuriado, caluniado ou difamado. Se condenados, que cumpram a pena prevista em lei.

    Mas o crime será injúria, calúnia ou difamação, nunca “abuso de liberdade de imprensa”. Isto não existe!

    O Brasil necessita moralizar a imprensa? Necessita.

    Mas isto nada tem a ver com “abuso de liberdade de imprensa”.

    A meu ver, a moralização da imprensa começa com o enfrentamento de um problema fiscal, que, de fato, é um problema moral.

    Não é justo que a Veja e a Folha de São Paulo lucrem milhões todos os anos e nada paguem de impostos, enquanto que o dono de uma lojinha de bairro, sem lucrar nem a milésima parte que lucram os barões da imprensa, tenha que pagar Cofins, Imposto de Renda, CSSLL, etc.

    Aí, os trocados que esse pequeno lojista, a duras penas, consegue lucrar, acabam sendo supertributados, pra compensar a imunidade tributária que beneficia os barões da imprensa e seus milhões.

    Já a diferença entre o Data Folha e o Vox é facil de explicar: é que o Vox não mediu o diferencial delta tendendo pra lâmbida, em declividade negativa, quando Saturno se alinha com Júpiter.

    Isso tem uma influência brutal sobre a “expectativa de tendência futura”, outro fator de extrema importância na metodologia do Data Folha.

    E todos sabemos que a metodologia do Data Folha, além de tecnicamente irretocável, é absolutamente honesta.

    Eu mesmo tenho declarações gravadas do Papai Noel, do Saci Pererê, do Curupira e da Mãe d´Água, atestando isso…

  21. Chesterton said

    Elias, concordo, o que é de gosto não se discute.

    É o que eu acho do Carta Capital, uma merda, mas tem quem goste. Defendo o direito dessas pessoas de comer merda até o fim.
    Mas tem uma pequena diferença: Carta Capital só vive porque recebe dinheiro via publicidade estatal e governamental, o que deveria ser terminantemente proibido.
    Mas , já que não é, paciência. Um dia, jacaré, a lagoa há de secar.

  22. Pax said

    Caro Chesterton,

    A fonte do seu comentário #19, por favor?

    Se isto não é desespero, não sei bem como chamar a situação. Vamos um pouco devagar nas pedras e nas informações trazidas. O blog tem uma linha. Está escrita em sua declaração.

    Aqui, ó: https://politicaetica.com/sobre-o-blog/

    E esta declaração não mudou desde o nascimento deste espaço, em agosto de 2008.

  23. Pax said

    Caro Elias,

    Minha opinião sempre foi parecida com uma parte do teu comentário acima. Ou seja:

    “Abuso da Liberdade de Imprensa”?

    Uáti?

    Deixa livre, quanto mais, melhor. E coloco uma única questão, neste momento, para reflexão dos mais exaltados à situação: Se tais ditos “abusos da liberdade de imprensa” fossem assim, tão poderosos, se houvesse uma ameaça real, concreta, tão iminente, as pesquisas estariam mostrando os resultados que estão?

    Ora, pois, como não diria algum antecedende português dos meus genes. (tenho um amigo portuga, um escritor e letrista, que afirma que este “ora pois” inexiste por lá).

  24. Chesterton said

    19 recebi da internet

  25. Chesterton said

    é apócrifo, não tem remetente.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: