políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Censura no TO

Posted by Pax em 27/09/2010

Policiais esperando o avião que trazia a Revista Veja, decisão de censurar o Estadão, o que mais teremos neste caminho?

”O que vai impedir que amanhã toda a imprensa seja censurada?” (Eugênio Bucci)

Polícia Militar tenta impedir circulação da revista ‘Veja’
Armados de fuzis, os PMs ficaram de prontidão no Aeroporto de Palmas à espera do voo que levava a revista

Fausto Macedo e Bruno Tavares, de O Estado de S.Paulo
SÃO PAULO – A Polícia Federal teve de ser acionada na madrugada de ontem para garantir a distribuição dos 8 mil exemplares da revista Veja no Tocantins. Para tentar impedir que a publicação chegasse às bancas, o governo do Estado mobilizou efetivo de 30 policiais militares. Armados de fuzis, os PMs ficaram de prontidão no Aeroporto de Palmas à espera do voo que levava a revista.

Continua no Estadão

Juiz do TO censura ‘Estado’ em caso de corrupção que cita governador
Decisão proíbe divulgação de qualquer dado sobre investigação a respeito de participação de Carlos Gaguim em grupo criminoso

Fausto Macedo e Bruno Tavares, de O Estado de S.Paulo
SÃO PAULO – O desembargador Liberato Póvoa, do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), decretou censura ao Estado e a outros 83 veículos de imprensa, proibindo-os liminarmente de divulgar qualquer informação a respeito de investigação do Ministério Público de São Paulo que cita o governador Carlos Gaguim (PMDB) como integrante de organização criminosa para fraudes em licitações.

Continua no Estadão

Atualização: Governador do TO pede extinção de decisão que proibia imprensa de veicular denúncias

Dica do twitter do Fernando Rodrigues.

Anúncios

36 Respostas to “Censura no TO”

  1. Chesterton said

    Se não fosse a “histeria” da imprensa, quem saberia desses fatos?

    CENSURA DO JUDICIARIO!

  2. Jorge said

    Serra pede a cabeça de jornalistas, diz Marina. Isso sim é censura e assédio moral.

    Marina critica comportamento de Serra junto à imprensa

    27 de setembro de 2010 • 00h34 • atualizado às 00h46

    FILIPPO CECILIO

    Direto do Rio de Janeiro

    Após o debate da Rede Record, a presidenciável Marina Silva (PV) disse que não se incomodou com a postura adotada pelo jornal O Estado de S. Paulo, que neste domingo (26) declarou apoio à candidatura de José Serra, e aproveitou para criticar o comportamento do tucano junto à imprensa.

    Para Marina, a atitude do Estadão ou de qualquer outro veículo de imprensa que venha a fazer o mesmo, não prejudica sua candidatura desde que seja feita uma cobertura isenta do processo eleitoral e “de que se tenha uma relação respeitosa com a imprensa porque, muitas vezes, não se faz a crítica aberta, mas nos bastidores existem aqueles que ameaçam, tratam de forma deselegante, que ficam ligando para as redações, pedindo cabeça de jornalistas”.

    A senadora disse ainda que a defesa da liberdade de imprensa não pode ser apenas um discurso de conveniência. “Existe aquele que não gosta que se faça perguntas que ele considera que lhe são desfavoráveis”. Questionada se estava se referindo a Serra, Marina disse: “isso são vocês que, às vezes, reclamam”. Os jornalistas insistiram: “Você está falando do Serra?”. Marina responde: “do Serra”.

    Durante o debate, como parte de sua estratégia para alcançar o segundo turno, a candidata do PV aproveitou todas as oportunidades que teve para fazer perguntas para Dilma Rousseff (PT), adotando um tom firme em suas colocações.

    “O Brasil está preparado para ir para o segundo turno e se tem uma Rousseff que pode ir para o segundo turno, tem também uma Silva e que seja dada a oportunidade para a Silva apresentar com tempo igual suas propostas”.

    http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/noticias/0,,OI4701677-EI15315,00-Marina+critica+comportamento+de+Serra+junto+a+imprensa.html

  3. Elias said

    Mas, voltando no assunto do post.

    No Tocantins, o desembargador do TRE afirma:

    a – que houve o arrombamento da sala do promotor;

    b – que dessa sala foi roubada somente uma CPU;

    c – que nesta CPU estavam os arquivos referentes a um processo que tramitava sob sigilo de Justiça;

    d – que o conteúdo desses arquivos é o que aparece nas matérias de Veja e do Estadão.

    Parece que tem alguém achando que a Constituição garante o direito de arrombar salas de promotores e de roubar CPUs.

    Aqui no Pará, em 2006, o ex-governador Almir Gabriel foi candidato a governador, pelo PSDB.

    O filho dele, Marcelo, estava com a prisão decretada, como parte da “Operação Rêmora”, da Polícia Federal.

    Com o objetivo de evitar que a prisão de Marcelo Gabriel repercutisse na votação, a PF adiou a prisão para depois da eleição.

    Aí, com Almir Gabriel já derrotado, Marcelo foi preso.

    Espero que, com esses antecedentes, o PSDB e seus partidos aliados — entenda-se, a Veja, a FSP e o Estadão — não passem a dizer que “sigilo de Justiça” é um instituto anti-democrático.

    Afinal, trata-se de um instituto cuja existência foi sancionada pelo próprio PSDB (e seus partidos aliados). E, por mais de uma vez, políticos do PSDB se beneficiaram desse instituto.

    Também espero que os mesmos PSDB e seus partidos aliados — leia-se, Veja, FSP e Estadão — não digam que, tendo agora declarado o sigilo de Justiça um instituto anti-democrático — se é que se darão ao trabalho de declará-lo –, possa ser ele desrespeitado ao bel prazer de quem quer que seja, por meio de arrombamentos e roubos em salas de promotores, e independentemente de alterações no sistema legal.

  4. Jorge said

    Elias, para o Psdb democracia é quando eles ganham a eleição, ditadura quando perdem. Para a mídia empresarial também.

  5. Chesterton said

    Negativo, FHC passou a faixa presidencial ao Lula na maior paz.

  6. William said

    Passou na paz pq achou que seria um fracasso. Mas como foi um enorme sucesso estão tentando dar um golpe de estado em 2010.

  7. Chesterton said

    sei, FHC é golpista. ora, bolas….

  8. Carlão said

    Pax

    A Veja abriu o material censurado.
    leia aqui:
    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/o-triangulo-da-corrupcao

  9. William said

    Não, o FHC não concordou com o golpe e foi despachado pra Europa.

  10. Chesterton said

    Lula já arrumou emprego na ONU

    http://www.telegraph.co.uk/science/space/8025832/UN-to-appoint-space-ambassador-to-greet-alien-visitors.html

  11. Chesterton said

    29/06/2010 – Tatuí-SP, 25 de março de 2010
    > “Eu quero dizer, aqui, a vocês: quem quer que seja,
    > quem quer que seja que seja
    > presidente da República depois de mim, vai ter que
    > discutir mais dinheiro para
    > a Saúde. Não tem alternativa, não tem alternativa. Não
    > é possível fazer Saúde
    > neste país sem dinheiro, custa caro, custa caro.
    E os prefeitos do interior sabem: para levar um médico
    > para uma cidade do
    > interior, às vezes eles querem cobrar o dobro do salário
    > que eles ganham na
    > cidade. Às > vezes…
    > Não sei você sabe, Temporão, tem prefeito que está
    > querendo contratar médico,
    > eles estão pedindo [R$] 30 mil, [R$] 20 mil por mês. Ora,
    > o prefeito não pode
    > levar. Então, nós vamos ter que formar uma geração de
    > médicos mais à esquerda,
    > para poderem cobrar um pouco menos de salário, para
    > poderem trabalhar nas
    > prefeituras do interior deste país.
    > E tem gente que reclama quando algumas cidades resolvem
    > trazer médicos cubanos.
    > E depois, os coitados dos nossos meninos que vão estudar
    > em Cuba, eles voltam
    > formados em Medicina, querem trabalhar aqui no Brasil, não
    > deixam. Você sabe
    > disso, a briga que a gente tem porque o Conselho Nacional
    > de Medicina não
    > reconhece. Agora algumas universidades estão reconhecendo
    > e essa meninada está
    > prestando serviço, sobretudo nas regiões onde não tem
    > médico. É muito fácil ser
    > médico na Avenida Paulista, ser lá na Marechal Deodoro,
    > em São Bernardo, ser na
    > Avenida Copacabana. Eu quero ver é no meio do brejo, onde
    > mora o povo
    > brasileiro, nos rincões do sertão deste país, na grande
    > periferia das cidades
    > brasileiras.”
    >
    > Luiz Inácio Lula da Silva – Presidente da República
    > Federativa do Brasil

    Carta da Sociedade Brasileira de Cardiologia

    > Porto Alegre, 02 de abril de 2010

    > Ao
    >
    > Excelentíssimo Senhor

    > Presidente da República
    > Luiz Inácio Lula da Silva

    > Prezado presidente,
    >
    > A Sociedade Brasileira de Cardiologia vem externar sua
    > decepção pelas palavras
    > divulgadas pela imprensa e atribuídas a V. Excia. durante
    > a solenidade de
    > entrega de ambulâncias em Tatuí, quando teria criticado a
    > classe médica em
    > geral. A SBC também se solidariza com o presidente
    > da Associação Médica Brasileira
    > que, em nome de 350 mil médicos brasileiros,
    > fez um desagravo aos profissionais atingidos em sua
    > dignidade e honradez pelas
    > referidas declarações, tão estranhas, que temos dúvida
    > se a imprensa reproduziu
    > fielmente suas palavras.
    Em nome dos 12 mil cardiologistas brasileiros, grande parte
    > dos quais exercendo
    > a profissão em cidades pequenas, mesmo em povoados às
    > margens dos rios
    > amazônicos, distantes dos grandes centros, com poucos e
    > antiquados equipamentos
    > e, mesmo assim, salvando vidas, a SBC vem
    > lembrar que o esforço de seus associados está levando o
    > País em anos recentes a
    > reduzir o número de mortes por causas cardiovasculares
    > que, até há pouco,
    > roubavam 315 mil vidas de brasileiros a cada ano.
    >
    > Esses cardiologistas que trabalham em todos os rincões
    > brasileiros, senhor
    > presidente, é que garantem o eficiente e rápido
    > tratamento de uma crise de
    > hipertensão, como a que afetou o presidente da República
    > no Nordeste brasileiro
    > e são eles que, em campanhas como a que se desenvolve
    > neste
    > momento, difundem
    > informação sobre fatores de risco como a hipertensão, o
    > tabagismo, a obesidade,
    > para que no futuro os brasileiros não passem por crises
    > semelhantes à que
    > atingiu V. Excia. São esses médicos que, recebendo pouco
    > do SUS, muitas vezes
    > não tem recursos para acompanhar os congressos
    > internacionais onde são
    > apresentados os avanços da Medicina. Esse é o motivo que
    > os leva a se valerem
    > da Internet para a “Educação Continuada”
    > oferecida por essa Sociedade, para que
    > no Brasil inteiro os pacientes sejam atendidos por uma
    > Cardiologia de ponta,
    > por médicos tão capacitados como os dos países
    > desenvolvidos.
    E é por causa do intenso
    > esforço, dos seis anos de estudo, somados aos de
    > residência médica, aos quais se acrescenta toda uma vida
    > de atualização,
    > frequentemente de pesquisa, que os cardiologistas exigem
    > que médicos formados
    > em cursos como os de Cuba passem por exames que demonstrem
    > serem tão capazes
    > como os profissionais formados no território brasileiro.
    > Não estamos defendendo
    > nossa categoria com essa exigência, presidente, mas sim
    > buscando a garantia de
    > que os pacientes brasileiros sejam atendidos por
    > profissionais efetivamente
    > capacitados.

    > Pedimos vênia para lembrar mais que, se hoje milhares de
    > cardiologistas
    > trabalham em cidades onde não se conta com recursos de
    > tomografia computorizada, de ressonância magnética, laboratórios nem salas cirúrgicas
    > adequadas, senhor presidente, não é culpa dos médicos e
    > nem da falta da CPMF,
    > imposto que, tendo vigorado por vários anos, não foi
    > empregado para sanar as
    > mais evidentes lacunas da Saúde nas cidades pequenas, ao
    > contrário do que
    > desejava quem o propôs, justamente um cardiologista.
    > Os “médicos da Avenida Paulista”, criticados
    > por V. Excia, são os mesmos que, a
    > cada dia, atendem milhares de pacientes pobres, vindos de
    > cidades distantes em
    > incontáveis ambulâncias das Prefeituras, que chegam a
    > formar fila nas estradas,
    > de madrugada, trazendo pacientes em busca da ajuda médica
    > que a cidade grande
    > oferece e com a qual não contam em suas cidades de origem,
    > e não por culpa dos
    > profissionais da Saúde.
    > Num País em desenvolvimento como o nosso, em que são
    > limitados os recursos para
    > a Saúde e escassas as verbas para comprar o
    > aparelhamento mais moderno, é
    > simplesmente natural que se formem umas poucas
    > instituições de excelência,
    > altamente equipadas, para onde migram os pacientes das
    > regiões próximas.
    > Esse fenômeno é conhecido e foi vivido por V. Excia.
    > quando, para seus exames e
    > testes, que necessariamente tem que ser os mais completos
    > possíveis, pela
    > importância de sua pessoa, os médicos que o atendem fazem
    > com que o presidente
    > da República deixe Brasília e frequente dois hospitais, o
    > Incor e o Sírio
    > Libanês, situados, justamente, no entorno da avenida
    > Paulista, citada
    > jocosamente por V. Excia como o local “onde é fácil
    > ser médico”.
    Garantimos, ao contrário, que jamais foi fácil ser
    > médico no nosso País, onde a
    > Medicina continua tendo conotação de sacerdócio,
    > principalmente para o
    > crescente número de profissionais que depende para sua
    > sobrevivência, dos
    > seguros-saúde. Ainda agora as Sociedades médicas lutam e
    > sozinhas, para
    > conseguir que essas empresas que ganham importância diante
    > da falha da Saúde
    > Pública, sejam levadas a pagar uma contrapartida pelo
    > menos digna a quem
    > dedicou sua vida ao exercício da Medicina.

    > Atenciosamente,

    > Jorge Ilha Guimarães

    >
    > Presidente da SBC

    chest- e-mail apócrifo recebido.

  12. Carlão said

    Enquanto isso…o Alexandre Schwartsman capta mais uma asneira do governo
    A palavra do IPEA sobre o Índice de Expectativa das Famílias (IEF)
    http://maovisivel.blogspot.com/

    Depois querem que a gente leva a sério

    11:00 IPEA: DESEMPREGADOS ESTÃO MAIS OTIMISTAS DO QUE OS EMPREGADOS
    São Paulo, 27 – As pessoas sem emprego estão mais otimistas com a situação financeira da família do que as pessoas empregadas. A informação consta da segunda edição do Índice de Expectativa das Famílias (IEF), que será divulgado hoje, às 11 horas, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em São Paulo. Os dados do IEF que serão anunciados refletem a expectativa de todos os não empregados, grupo que inclui os aposentados. Outro item da pesquisa que deverá ser apresentada pelo presidente do instituto, Márcio Pochmann, é a segurança de que o chefe do domicílio se manterá no emprego. Mais um dado incluído na segunda edição do indicador é a expectativa da situação financeira da família, segundo a percepção do grau de endividamento.
    (Francisco Carlos de Assis)

    Comentário
    Faz todo sentido: quem está desempregado pode se empregar; quem está empregado só pode perder o emprego. O pessoal do Ipea sempre acha coisas interessantes…

    P.S. Sugestão do Pai Alex: deveríamos iniciar uma política de incentivo ao desemprego, para melhorar ainda mais o otimismo com o país.

    ;)

  13. Eduardo said

    O momento atual é espelho de gangues que tomaram os governos a começar pela República das Bananas.

  14. Carlão said

    ATENÇÃO:NOVO FACTÓIDE NO AR!

    Quem pagou o casamento da filha?
    Esta é a grande pergunta que paira no ar e que assume contornos de um escândalo sem proporções. Quem pagou a festa de casamento da filha? Teria sido a mesma empresa que foi favorecida pelos contratos arrumados pelo seu braço direito? O dinheiro veio de avião fretado? A festa teria sido mesmo paga em dinheiro vivo? Será que vai dizer que guardava a dinheirama em casa? Vamos aguardar…

    O escândalo da Casa Civil também começou como factóide.
    Lula se sentiu enganado e demonizou as denúncias da Imprensa. Demitiu Erenice. Ficou tão horrorizado com o desempenho da “Dilmadame” enquanto gerente, e criou um novo factóide manipulador o “Delenda media!” ( e para chamar a atenção para si para abafar o dano colateral, a queda de dilma.
    Lula usa sempre “le prestige” – ou seja usa um ato (ação ou palavra) diversionista para enganar o distinto publico.

    NOVIDADES EM BREVE…

  15. Jorge said

    willian, para o Psdb democracia é quando eles ganham a eleição, ditadura quando perdem. Para a mídia empresarial também. Por isso, vá se preparando que, em breve, dirão que o Brasil está mergulhado em uma ditadura… é cômico.

  16. William said

    hahahahahahahahahahahahahahaha, o fio de esperança dos pateticos psdbistas é o casamento da filha. hahahaha.

  17. William said

    factoide receita fail
    factoide erenice fail
    proximo factoide fail tb.

  18. Chesterton said

    O Brasileiro Merece… – Arnaldo Jabor

    Brasileiro é um povo solidário. Mentira. Brasileiro é babaca. Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida; pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza; aceitar que ONG´s de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade; não protestar cada vez que o governo compra um colchão para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária. É coisa de gente otária.

    Brasileiro é um povo alegre. Mentira. Brasileiro é bobalhão. Fazer piadinha com as imundícies que acompanhamos todo dia é o mesmo que tomar bofetada na cara e dar risada. Depois de um massacre que durou quatro dias em São Paulo, ouvir o José Simão fazer piadinha a respeito e achar graça, é o mesmo que contar piada no enterro do pai. Brasileiro tem um sério problema. Quando surge um escândalo, ao invés de protestar e tomar providências como cidadão, ri feito bobo.

    Brasileiro é um povo trabalhador. Mentira. Brasileiro é vagabundo por excelência.

    O brasileiro tenta se enganar, fingindo que os políticos que ocupam cargos públicos no país, surgiram de Marte e pousaram em seus cargos, quando na verdade, são oriundos do povo. O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado ao ver um deputado receber 20 mil por mês, para trabalhar 3 dias e coçar o saco o resto da semana, também sente inveja e sabe – lá no fundo – que se estivesse no lugar dele faria o mesmo. Um povo que se conforma em receber uma esmola do governo de 90 reais mensais para não fazer nada e não aproveita isso para alavancar sua vida (realidade da brutal maioria dos beneficiários do bolsa família) não pode ser adjetivado de outra coisa que não de vagabundo.

    Brasileiro é um povo honesto. Mentira. Já foi, hoje é uma qualidade em baixa. Se você oferecer 50 Euros a um policial europeu para ele não te autuar, provavelmente você irá preso. Não por medo de ser pego, mas porque ele sabe ser errado aceitar propinas. O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado com o mensalão, pensa intimamente o que faria se arrumasse uma boquinha dessas, quando na realidade isso sequer deveria passar por sua cabeça.

    O Brasil é um pais democrático. Mentira. Num país democrático a vontade da maioria é Lei. A maioria do povo acha que bandido bom é bandido morto, mas sucumbe a uma minoria barulhenta que se apressa em dizer que um bandido que foi morto numa troca de tiros, foi executado friamente. Num país onde todos tem direitos, mas ninguém tem obrigações, não existe democracia e sim, anarquia. Num país em que a maioria sucumbe bovinamente ante uma minoria barulhenta, não existe democracia, mas um simulacro hipócrita. Se tirarmos o pano do politicamente correto, veremos que vivemos numa sociedade feudal: um rei que detém o poder central (presidente e suas MPs), seguido de duques, condes, arquiduques e senhores feudais (ministros, senadores, deputados, prefeitos, vereadores). Todos sustentados pelo povo que paga tributos que tem como único fim, o pagamento dos privilégios do poder. E ainda somos obrigados a votar. Democracia isso? Pense nisso!!!

    O famoso jeitinho brasileiro. Na minha opinião um dos maiores responsáveis pelo caos que se tornou a política brasileira. Brasileiro se acha malandro, muito esperto. Faz um “gato” puxando a TV a cabo do vizinho e acha que está botando pra quebrar. No outro dia o caixa da padaria erra no troco e devolve 6 reais a mais, caramba, silenciosamente ele sai de lá com a felicidade de ter ganhado na loto…malandrões, esquecem que pagam a maior taxa de juros do planeta e o retorno é zero. Zero saúde, zero emprego, zero educação, mas e daí? Afinal somos penta campeões do mundo né? Grande coisa…

    O Brasil é o país do futuro. Caramba, meu avô dizia isso em 1950. Muitas vezes cheguei a imaginar em como seria a indignação e revolta dos meus avôs se ainda estivessem vivos. Dessa vergonha eles se safaram… Brasil, o país do futuro. Hoje o futuro chegou e tivemos uma das piores taxas de crescimento do mundo.

    Deus é brasileiro. Puxa, essa eu não vou nem comentar… O que me deixa mais triste e inconformado é ver todos os dias nos jornais a manchete da vitória no primeiro turno do governo mais sujo já visto em toda a história brasileira.

    Para finalizar tiro minha conclusão:

    O brasileiro merece! Como diz o ditado popular, é igual mulher de malandro, gosta de apanhar. Se você não é como o exemplo de brasileiro citado nesse comentário, meus sentimentos amigo, continuemos fazendo nossa parte, e que um dia pessoas de bem assumam o controle do país novamente, aí sim teremos todas as chances de ser a maior potência do planeta. Afinal aqui não tem terremoto, tsunami nem furacão. Temos petróleo, álcool, bio-diesel, e sem dúvida nenhuma o mais importante: água doce!

    Só falta boa vontade. Será que é tão difícil assim?

  19. Chesterton said

    27/09/2010 às 21:10
    Até que enfim! Colômbia cassa senadora “filonarcoterrorista”

    No Estadão Online. O título é meu, claro! Volto em seguida:
    A Procuradoria Geral da Colômbia cassou a senadora Piedad Córdoba, do Partido Liberal, por colaboração com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informaram nesta segunda-feira, 27, as autoridades em comunicado. Ela está impedida de ocupar cargos públicos por 18 anos.

    Piedad é acusada de promover as Farc e colaborar com a guerrilha. “A investigação teve origem nos achados dos aparelhos eletrônicos confiscados na Operação Fênix, quando foi abatido Raul Reyes”, então líder das Farc, informou a Procuradoria.

    Os investigadores cruzaram documentos dos rebeldes e da senadora, que se identificava como Teodora, Teodora de Bolívar, Negra ou Negrita. Segundo a Procuradoria, “a parlamentar se excedeu em suas funções assim como na autorização dada pelo governo para gerenciar o intercâmbio humanitário”, de acordo com informações do diário El Tiempo.

  20. William said

    Essas amebas ficam só no COntrolc controlv do tio azedo.hahahahahahahahahahahah

    Sao muito ridiculos.

  21. Chesterton said

    pelo jeito v. não sai de lá.

  22. Carlão said

    SE BEBER NÃO FAÇA DISCURSO!

    Em Sampa, entre outras bobagens de palanque lula elege Temer o “vice” da Marta hehe

    ;)

    Betty e Matilde estão de ressaca por outro motivos
    O tracking do vox e o datafolha apontam queda da criatura…
    LOL :) :)

  23. Zbigniew said

    Da série: Jornais viram partidos políticos – pelo direito de mentir.

    Folha enxerta Lula na crítica da Marina

    Por M. Iack

    Marina critica Serra; Folha dá jeitinho para incluir Lula

    A alegação da Folha de S.Paulo em seu hipócrita editorial de ontem de que “procura manter uma orientação de independência, pluralismo e apartidarismo editoriais” é escandalosamente desmentida hoje pelo próprio jornal com o título que criou para as críticas que Marina fez ao relacionamento- se é que se pode chamar assim – de Serra com a imprensa.
    uanto O Globo escreveu “Em Guarulhos, Marina diz que Serra intimida jornalistas”, e o IG usou “Marina critica Serra por ‘intimidar a imprensa’”, a Folha encontrou um jeito de incluir Lula na história e titulou assim a sua matéria: “Marina acusa Lula e Serra de tentarem intimidar imprensa”.

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/folha-enxerta-lula-na-critica-da-marina#more

  24. Carlão said

    Dilma perde votos em todas as regiões e grupos, e vantagem cai de 14 para 2 pontos em duas semanas; cresce chance de 2º turno; rejeição a petista vai a 27%
    Informa a Folha:
    “Uma das maiores baixas [de Dilma] (queda de 5 pontos nas intenções de voto) se deu entre os que ganham de 2 a 5 salários mínimos (entre R$ 1.021,00 e R$ 2.550,00). Cerca de 33% da população brasileira se encaixa nessa faixa de renda. Dilma vem perdendo votos desde a segunda semana de setembro. Foi quando o escândalo envolvendo tráfico de influência na Casa Civil levou ao pedido de demissão de sua ex-principal assessora, Erenice Guerra.
    De lá para cá, o total das intenções de voto em Dilma caiu de 51% para 46%. Já a soma de seus adversários subiu de 39% para 44%. (…) A pesquisa mostra também que houve forte “desembarque” da candidatura Dilma entre as mulheres (queda de 47% para 42%) e entre os eleitores mais escolarizados, com curso superior. (…) A queda foi de sete pontos, de 35% para 28%. (…).
    Nessa faixa de escolaridade, Dilma já é a terceira colocada na disputa presidencial (tem 28%), atrás de Serra (34%) e Marina (30%).”

    bye bye Dilma!

  25. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Esta história está realmente estranha. Ontem estava travado no trânsito de São Paulo e ouvindo a CBN. E ouvi, com estes ouvidos que a terra há de comer, a Marina acusando o Serra, sim. Não lembro de citar o Lula.

    Agora fui procurar no noticiário e está para todo lado ”

    Um minuto que vou procurar.

  26. Pax said

    Realmente está esquisita esta história.

    Aqui o que tem disponível na CBN
    http://cbn.globoradio.globo.com/editorias/politica/2010/09/27/MARINA-ACUSA-SERRA-DE-INTIMIDAR-JORNALISTAS.htm

    E aqui a notícia na Folha

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/805352-marina-acusa-lula-e-serra-de-tentarem-intimidar-imprensa.shtml

  27. Zbigniew said

    Pax, ontem estava assistindo o CQC, programa que, entendo, pratique um humor inteligente e sagaz. Pra surpresa minha (na realidade já esperava, tendo em vista a linha do Marcelo Tass), em alguns blocos a cobertura jornalístico-humorística apelava para um viés explicitamente pró-Serra.

    Num deles houve um destaque desproporcional em relação à proposta do candidato para um salário mínimo de R$ 600,00, enquanto que os outros candidatos, como o Plínio e a Marina (não me lembro de ter ouvido algo sobre a Dilma), tinham suas propostas destacadas pelo seu lado menos favorável.

    Ao que parece, nesta última semana, vale tudo para resguardar São Paulo de um segundo turno.

  28. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Não vi o CQC. Este semestre assumi um compromisso às segundas que me impede. Gosto do programa.

    Mas, entre nós, gosto muito da ideia de um segundo turno em São Paulo. Em prol da Educação, que me parece ser a principal responsabilidade de qualquer político.

    Sabemos que este não é um grande ponto positivo do candidato tucano no estado. Muito ao contrário.

  29. Chesterton said

    Liberto de adversários substantivos e elevado ao posto supremo da nação pelos bons serviços da mídia, esse homem se acostumou de tal modo à subserviência da classe jornalística que já não suporta da parte dela a menor desobediência, o menor deslize. E de nada adianta apelar à “opinião pública”. Ele, e só ele, é a opinião pública.

    Mas, afinal, quem criou as condições para isso foi a própria mídia. Invertendo o senso moral normal, que desprezava os medalhões de cabeça oca e louvava os pobres estudiosos, ela convenceu o país inteiro de que a coisa mais linda, mais louvável, mais meritória, é subir na vida permanecendo analfabeto. Se você cria um monstrengo desses, não tem muito direito de reclamar quando ele, inflado dos aplausos imerecidos com que você mesmo o alimentou, manda você calar a boca e proclama que quem manda é ele.

    chest- do Olavão. Pois é, quando se cria corvos, cuidado que eles te picam os olhos.

  30. Pax said

    Para confirmar, o tal Olavo presta um desserviço ao pensamento, caro Chesterton.

    Ao forçar os fatos, ao distorcer os acontecimentos, ele leva suas ovelhas ao abismo do pensamento. Exatamente o que ele mesmo quer acusar.

    Triste este cidadão.

  31. Zbigniew said

    Quanto ao Data-folha, penso que é mais prudente, em virtude do recrudescimento do discurso do grupo e ainda, da desonestidade com que estão se comportando neste final de campanha, esperarmos por outros institutos.

    De fato é possível (diria até: óbvio) que eles venham a puxar os números para baixo, no limite da irresponsabilidade (como disse certa vez um diplomata). Mas não acredito que venham a colocar a credibilidade das suas pesquisas no lixo (se bem que isto parece não ser problema para eles).

  32. Chesterton said

    O jornalismo alçou Lula onde ele se encontra, isso não é opinião, é fato.

    Olha isso

    http://www.midiaamais.com.br/politica/4130-o-coice-de-burro-da-ilustrada-a-favor-de-dilma

  33. Chesterton said

    então, isso é censura, arte, apologia?

  34. Pax said

    Caro Chesterton,

    Define este “isso” para poder estabelecer uma discussão.

  35. Chesterton said

    isso

    se não abrir, é isso mais um monte disso.

  36. Chesterton said

    Acabei de ser “pesquisado” sobre as eleições por telefone.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: