políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Complexo do Alemão tomado: 40 ton de drogas, 50 fuzis

Posted by Pax em 29/11/2010

A ocupação do Morro do Alemão produziu a apreensão de 40 toneladas de drogas e 50 fuzis até o momento. Vários traficantes presos e o desafio de manter a posição. Segundo o noticiário este compromisso está garantido. A sociedade comemora.

Secretaria de Segurança estima que 40 toneladas de drogas já foram apreendidas

Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Um balanço parcial divulgado nesse domingo (28) pela assessoria da Secretaria de Segurança do Estado do Rio estimou em cerca de 40 toneladas a quantidade de drogas apreendidas no primeiro dia de ocupação do Complexo do Alemão, na zona norte da cidade.

Pelo menos 50 fuzis foram encontrados, sendo nove deles de calibre ponto 30, capazes de abater aeronaves ou até de perfurar carros blindados. Dez mil munições de vários calibres também foram apreendidas.

Do total de drogas localizadas, a Polícia Civil contabilizou 13 toneladas de maconha, 200 quilos (kg) de cocaína e 10 kg de crack. O restante seria por conta das apreensões feitas pela Polícia Militar.

Durante todo o dia, grandes carregamentos de drogas foram localizados dentro de casas, escondidos nas lajes ou enterrados em quintais. Em uma única residência, a Polícia Civil encontrou 7 toneladas de maconha em tabletes, o suficiente para lotar um caminhão.

A ocupação do Complexo do Alemão começou por volta das 8h desse domingo, mas os cerca de 2.700 policiais envolvidos na operação encontraram menos resistência do que imaginavam. Tiros de fuzil e rajadas de metralhadora podiam ser ouvidos ao longe, mas a presença maciça das tropas amedrontou os traficantes, que preferiram fugir, se esconder ou se entregar em vez de partir para o confronto direto.

No início da noite, em entrevista, o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, disse que a operação atingiu o coração do tráfico e que depois do Alemão, a polícia poderá ir às favelas da Rocinha e do Vidigal, ambas na zona sul.

“O Alemão era o coração do mal. É um local emblemático para todo o Rio de Janeiro, onde tínhamos a convergência de marginais, que lá se homiziavam [escondiam]. E se chegamos ao Alemão, nós vamos chegar na Rocinha, vamos chegar ao Vidigal.”

Beltrame afirmou que as operações no Complexo do Alemão não têm prazo para terminar e que o governo do Rio espera manter um efetivo fixo na região, que será pacificada com ocupação permanente das forças de segurança.

Anúncios

76 Respostas to “Complexo do Alemão tomado: 40 ton de drogas, 50 fuzis”

  1. Elias said

    Pax,

    A apreensão de 40 toneladas de drogas é uma marca e tanto!

    E sem o banho se sangue que muitos estavam esperando, e que alguns, por motivações políticas, até torciam para que acontecesse.

    Parece que o tráfico de drogas no RJ movimenta 100 toneladas ao ano. Então, tirar, de uma só cacetada, 40% do movimento anual, não é coisa pra se desprezar.

    Mas é bom lembrar que isso foi uma ação emergencial.

    As condições estruturais que deram causa à situação emergencial continuam intocadas.

    A apreensão de 40 toneladas de drogas é um golpe duro nas quadrilhas cariocas. Abre um vazio. Mas que ninguém se espante se esse vazio for rapidamente preenchido por quadrilhas de outros Estados ou de outros países.

    Tráfico de drogas é um negócio. Um negócio criminoso, mas, ainda assim, um negócio.

    E nos negócios, como na política, não existe espaço vazio.

    A briga mal começou. É bom que tenha começado, mas está longe de ter sido vencida pela banda boa.

    Tem muito chão pela frente. E a coisa vai muito além da ação policial.

  2. Eduardo said

    O problema é que a propensão ao consumo da droga não se modifica com a sua apreensão.

    Temos ainda os consumidores de 90 toneladas ano de cannabis e 8,8 ton de cocaina ao ano no Rio (cálculos colocados pelo Chest no post anterior # 33).

    Sem dúvida o prejuízo do tráfico foi muito grande. Só para repor 50 fuzis teriam de gastar um valor próximo a 3 milhões. São apreensões como essas que tornam o tráfico menos compensadores levando-se em conta o seu maior risco e custo organizacional.

    Se houver um abandono dessas áreas pelo poder público este mercado teria de ser atendido e redes de tráfico de armas serão beneficiadas e ganharão muito poder futuro, assim como os produtores de drogas.

  3. Eduardo said

    Havendo continuidade na ocupação do alemão e cruzeiro, teremos um fortalecimento de traficantes e áreas de tráfico não dominados pelo poder público.

    Aqueles que hoje possuem estoque de drogas nessas áreas terão uma lucratividade maior devido a menor oferta. Haverá um sobre preço sobretudo na cannabis, posto que quase 50% de seu consumo anual foi apreendido até ontem.

  4. Elias said

    Eduardo,

    É isso aí.

    Dizem que a polícia turca é a mais eficiente do mundo no combate às drogas.

    Vi, na tevê, uma entrevista com um dos dirigentes dessa área.

    Perguntaram quanto de droga eles apreendem por ano. Ele deu lá um número enorme de toneladas.

    Perguntaram o que isso significava, em relação à quantidade total movimentada pelo tráfico. Ele disse: “Aproximadamente 10%”.

    A maior lucratividade a que você se refere no comentário # 3 poderá atrair novos “investidores”. É assim que qualquer mercado funciona.

    A questão é: como romper com isso?

  5. Eduardo said

    Como romper? Legalizando como o álcool?

    http://www.publistorm.com/propagandas-antigas-de-drogas-proibidas/

    O consumo parece não diminuir com o aumento de apreensões, este seria o foco do problema.

  6. Elias said

    Acho que há 2 questões aí: uma, o tráfico de drogas; outra, a violência urbana.

    Quase sempre, as autoridades e os especialistas se referem a essas 2 questões como se fossem uma só.

    Na Colômbia e na Turquia, parece que eles separam as coisas.

    Aquele conjunto de morros de Medelin — cujo nome não lembro agora — por exemplo, foi pacificado com uma ação policial firme e investimentos na área social.

    A violência em Medelin foi substancialmente reduzida. Continua violenta, como a maioria das grandes cidades latino-americanas. Mas não é nem a sombra do inferno que era há alguns anos.

    Isso não significa que a produção e o tráfico de cocaína na Colômbia tenha sido afetado na mesma proporção.

    Significa, apenas, que aquele país avançou bastante no combate à violência urbana.

    Será que algo parecido não daria certo no Brasil?

  7. Chesterton said

    E sem o banho se sangue que muitos estavam esperando, e que alguns, por motivações políticas, até torciam para que acontecesse.

    chest- eu aceito prisão. Desde que saiam das ruas, e percam a liberdade, tudo bem. Agora, fazer acordo tipó entregar a droga x deixar fugir, negativo.

  8. Iconoclastas said

    #7

    Chesterton, aceita?

    caro, qts vidas foram poupadas nesse “acordo”? e eu não falo de vida de meliante…

    a polícia, tanto quanto a população, ficou tão aliviada qt surpresa com o desfecho. mas de fato tinha muito nego querendo um bloodbath…

    ;^/

  9. Iconoclastas said

    o que rola agora com relação ao pessoal que jogava dos dois lados?

    de acordo com o cap. nascimento (;^)) é lote. nego vai perder essa boquinha sem reagir?

  10. Chesterton said

    Agora tem um negócio que ninguem fala. O consumo de drogas não é algo natural, cultural, ou até uma necessidade do ser humano, pela genética, ou pelos costumes, ou pela educação ou qualquer outra coisa. É uma coisa forçada por alguem ou um grupo. Assim como no sec 19 o ocidentais usaram o ópio para desestabilizar a China, no sec 20, em parte como vingança e em parte como estratégia de dominação, a juventude ocidental foi viciada inicialmente através dos soldados americanos na Indochina.
    Hoje aqui vivemos situação análoga, pois as FARC vivem disso e a economia agrária boliviana idem. Não é por coincidência que os governos brasileiros desde uns bons anos tem afinidades ideológicas e por isso tardam a agir.
    Lula, em final de governo, deve estar bem constrangido perante seus coleguinhas em face da obrigação moral (e legal!) que tem em apoiar o desmantelamento da oferta de narcóticos no principal mercado consumidor das Farc e de EVO-Co-conha.

  11. Chesterton said

    A cena de traficante apontando e atirando contra PM só merece uma coisa: Cadeira Elétrica.

  12. Iconoclastas said

    # 10,

    falso. tem lote de nego q fala, mas não convence. claro, nao tem base alguma. olha para o q nego apela:

    “a juventude ocidental foi viciada inicialmente através dos soldados americanos na Indochina.”

    só para ficar no século 20, na era do jazz – de fitzgerald e cia – cocaina, heroina e alcool (muito) já regavam as festinhas…

    ;^/

  13. Chesterton said

    Coisa marginal, a parte da sociedade, de musicos do bas-fond e de prostitutas talentosas que animavam as festas. Coisa d velho.
    Assim como no Brasil, quando na década de 50 maconha era coisa de maloqueiro.
    Nos anos 60 houve a glamourização da droga , musica , ácido, eu até me lembro disso em POA. Era garoto, mas vi irmãos e irmãs de amigos entrando na onda. DEpois, alguns deles. Foi duro me manter “de cara” e ser músico amador.
    Mas como você quer saber um pouco mais, Freud achava que a cocaina poderia ser útil no tratamento de viciados em morfina ainda no séulo 19, na Europa.

  14. Patriarca da Paciência said

    Nenhum carro incendiado.

    Pessoas circulando livremente e falando livremente pelas ruas das favelas.

    Comércio funcionando. ônibus circulando.

    Crianças brincando livremente pelas ruas e até tomando banho em piscinas que antes pertenciam a “chefões”.

    Só um cego para não enxergar a diferença!

  15. Patriarca da Paciência said

    O que importa é que os bandidos perderam toda a empáfia.

    O povo confia no Estado e está ao lado do Estado.

    O resto vem com o tempo.

    Bandido estão totalmente de rabo murcho.

  16. Patriarca da Paciência said

    Bandidos estão totalmente de rabo murcho!

  17. Chesterton said

    Empáfia? Perderam algo mais, olha só

    Traficante morre em troca de tiros no Alemão
    De acordo com os policiais, ele usava colete a prova de balas e carregava uma pistola 9mm
    Policiais Militares que atuam no Complexo do Alemão, na Penha (zona norte), confirmaram a morte de um homem identificado como Durval, que trocou tiros com PMs do 14º BPM (Bangu).

    Os agentes foram checar denúncia de que um traficante estava escondido em uma casa na favela Nova Brasília, uma das 14 que integram o complexo. Ao chegarem no local, os policiais teriam sido recebidos a tiros disparados por Durval.

    O traficante tentou fugir pulando o muro da casa, mas foi atingido. PMs disseram que ele usava um colete balístico e carregava uma pistola 9mm.

    Apesar disso, Durval foi ferido e chegou a ser levado para o Hospital Getúlio Vargas, também na Penha, mas não resistiu e morreu.

    chest- coitadinho.

  18. Jose Mario HRP said

    Clinicas de reabilitação do RIO estão esfregando as mãos!
    A falta de maconha, coca e crack levará a um surto gigantesco de sindrome de abstinencia!
    KKKKKKKKKKKK!!!!!!

  19. Patriarca da Paciência said

    Os mauricinhos da zona sul encontrarão um jeito de comprar sua cocaína “de qualidade”.

    Ainda há um bom “mercado comprador”.

    Mas agora o tráfico se deslocará para o meio dos colarinhos brancos.

    Para os verdadeiros culpados.

  20. Chesterton said

    A “geopolítica” do narcotráfico no Brasil pode sofrer profundas mudanças no curto e médio prazos. A facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital já costura um acordo com seus parceiros das FARC no Brasil para assumir a hegemonia dos negócios de distribuição de drogas e aluguel de armas no Rio de Janeiro. Tudo depende do estrago estrutural sofrido pelo Comando Vermelho na guerra de enxugamento de gelo contra o narcotráfico no Complexo do Alemão – que era o principal centro logístico do CV. Também depende do futuro da principal rival da facção criminosa carioca, a Amigo dos Amigos, que pode se enfraquecer se eventualmente ocorrer uma mega-operação contra o narcovarejo na Rocinha – área dominada pela ADA.

    O cenário é desenhado pela área de inteligência militar – que monitora a ação das FARC na parceria com as facções criminosas (PCC, CV e ADA) no Brasil. As FARC são os maiores fornecedores das drogas para o eixo RJ e SP. Em troca, recebem dinheiro e material (principalmente carros e peças de veículos roubados) que garantem a sobrevida da guerrilha colombiana, apesar do permanente ataque imposto pelo governo de lá, em parceria com a indústria bélica norte-americana. Agora, dirigentes das FARC já pensam em usar seus laranjas e simpatizantes no Brasil para tomar o negócio do narcovarejo no RJ, caso o sistema policial desmonte a estrutura do CV (principal parceiro, via Fernandinho Beira-Mar) e da ADA.

    Analistas de inteligência avaliam que uma das opções táticas das FARC seria fortalecer seus laços com o PCC. A facção paulista tem uma estrutura logístico-administrativa muito mais profissional que as quadrilhas cariocas. O PCC opera como uma holding, que comanda vários negócios invisíveis, inclusive no setor financeiro informal. O PCC esquenta dinheiro emprestando dinheiro em comunidades carentes de São Paulo. Além de prestar “serviços de segurança”, os empresários-laranjas mantidos pelo PCC se transformam em lideranças comunitárias, Assim, o PCC vai ganhando força política e econômica para crescer.

    Só em três dias de operação, o CV teve um prejuízo aproximado de R$ 68 milhões, com apreensão de drogas e armas – o que pode afetar a sustentabilidade de seus esquemas mafiosos. O prejuízo do Comando Vermelho pode ser ainda maior, já que não foram contabilizados nas perdas, os revólveres, pistolas e granadas apreendidas. O CV pode demorar a se recuperar do baque sofrido no Alemão, com seus membros se reorganizando nas favelas do Complexo de Manguinhos e a Mangueira, ambas na zona Norte do Rio de Janeiro. As FARC e parceiros político-econômicos contam com tal demora.

    Por isso, os mesmos analistas de inteligência interpretam o que estaria por trás dos ataques profundos, por enquanto, apenas contra o Comando Vermelho: a intenção de desestruturar o CV, para que outra facção (seja a ADA e, mais adiante, o PCC) tomem conta dos negócios gerenciados, atrás das grades, pela turma de Fernandinho Beira-Mar (vulgo Luiz Fernando da Costa) e Marcinho VP (vulgo Márcio dos Santos Nepomuceno) – marginais que têm gente muito maior por trás deles, no campo político e empresarial.
    J.S.

  21. iconoclastas said

    olha ai sobre as boquinhas famintas…

    “O Globo

    Policiais poderão ser expulsos por saques em casas no Alemão e Vila Cruzeiro

    RIO -A Polícia Militar criou uma ouvidoria para registrar as queixas de moradores que acusam policiais das Polícias Civil e Militar de saquearem as casas durante as operações no Complexo do Alemão, em Ramos; e na Vila Cruzeiro, na Penha. A questão foi discutida entre o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame; o comandante-geral da PM, Mário Sérgio Duarte; e o chefe de Polícia Civil, Allan Turnowsky, antes mesmo da operação. O coronel Mário Sérgio, inclusive, anunciou que irá expulsar os PMs que tenham participado dos saques, caso seja comprovado.

    A medida foi tomada depois de Mario Sérgio ouvir inúmeros relatos de moradores de furtos de objetos pessoais em todo o Complexo. Na Rua Joaquim de Queiroz, por exemplo, ele ouviu a reclamação de Carlos Lopes da Silva, de 53 anos, de que sumiram de sua casa após uma revista da polícia, uma TV de 42 polegadas, R$ 200 e todos os seus documentos.

    Muitos moradores também queixaram-se de que, depois da manhã da invasão policial, encontraram suas casas com as portas arrombadas e tudo revirado. Uma moradora reclamou, também, do abalo nas estruturas das casas com a trepidação provocada pelos helicópteros da polícia. Em uma das casas, o deslocamento de ar levantou o telhado e derrubou uma parede, destruindo dois cômodos e quase atingindo sete crianças. Ninguém ficou ferido.

    Em entrevista ao G1, Alan Brum, coordenador da instituição social Raízes em Movimento, uma das mais atuantes do Alemão, disse que o histórico de entrada da polícia coloca os moradores em alerta.

    – Pelo cuidado que tiveram até agora, não acreditamos que isso vá acontecer, mas essas ocorrências iniciais nos deixaram em estado de atenção. Não podemos admitir abusos e excessos contra os moradores – disse.”

    ;^/

  22. Chesterton said

    Isso é coisa pequena, até vizinhos se aproveitam. O quente é isso:

    Serviços de inteligência daqui e do exterior têm informações seguras de que a onda de violência no Rio de Janeiro resultou de um impasse nas negociações financeiras entre policiais corruptos e representantes de chefes de quadrilha.

    Os bandidos teriam quebrado o pacto de não-agressão porque se recusaram a reajustar a tabela de propinas pagas às autoridades.

    Não passa de mero ilusionismo a versão do governo Serginho Cabral de que a onda de violência foi provocada pelo Comando Vermelho por causa da implantação de Unidades de Polícia Pacificadora, as famosas UPPs.

    idem

  23. Pax said

    Caro Chesterton,

    Quem é J S que você cita?

    Que serviços de inteligência são estes? Se este cara tem fontes, que as cite, ora bolas. Senão fica aquela velha história de desinformação, de gente que quer emitir opinião e inventa dados e fontes.

    Eu continuo apreensivo. Acho que houve uma vitória, sim. Acho que quebraram uma parte do esquema do tráfico de drogas. Porém acho que não quebraram o grande modelo corrupto da banda podre da polícia, seu envolvimento com as milícias etc.

    E não vamos esquecer que há mais de 1.000 favelas no Rio. Claro que o Alemão tinha se tornado um centro, um quartel general de uma parte do todo, mas há muitas outras favelas.

    Não nos esqueçamos da Rocinha, do Vidigal etc. Comemorar? Claro que sim. Cair na euforia não me parece bom. Há uma dura realidade a ser combatida. Uma delas está aí para ser resolvida no Congresso, a PEC 300 e a PEC 308, esta segunda que cria a polícia penitenciária.

    Esta luta não se encontra somente no local da batalha. É uma luta do país inteiro, da sociedade como um todo. Sem muita euforia e olhando o problema de uma forma mais abrangente para não correr o risco de cair em descrédito.

  24. Jose Mario HRP said

    Sumiu uma tv de 32 polegadas?
    Bom tá viajando na maionese mesmo!
    Aí não dá para se levar a sério!

  25. Olá!

    Enquanto este pobre e miserável país chamado Brasil não passar por sérias e profundas reformas estruturais, a realidade brasileira mudará pouco.

    Até!

    Marcelo

  26. iconoclastas said

    “Quem é J S que você cita?”

    po paxman, vc nao conhece o Jorge Serrão? se liga caro, vc ta muito por fora. o cara é o mó insider…

    ;^))

  27. Chesterton said

    25, culpa tem os cheiradores…..

  28. Anrafel said

    O secretário Beltrame acertou na mosca: “isso é apenas o começo, a repressão não resolve tudo”, foi mais ou menos o que ele disse.

    Resta saber se essa clareza de percepção é acompanhada pela disposição dos governantes em investir mais no policiamento e nos gastos sociais permanentes, que é o que a população, nos morros ou em qualquer lugar, precisa.

    O Rio tem a oportunidade de servir de exemplo e símbolo. Se ali, onde o poder do tráfico é tão visível, os governantes costuram um acordo entre as polícias e as Forças Armadas para um combate repressivo e preventivo, ainda que necessariamente demorado, os outros estados e capitais teriam um parâmetro e uma lição a aprender.

    E a população e a sociedade organizada teriam como exigir baseadas em fatos conhecidos.

  29. iconoclastas said

    tá ficando bonito…

    “O Globo
    Polícia encontra bunker do tráfico no Complexo do Alemão e casamata usada por bandidos na Vila Cruzeiro

    Policiais do Bope encontram casamata na Vila Cruzeiro – Foto: Pablo Jacob – Extra

    RIO – Policiais da 9ª DP (Catete) encontraram, na tarde desta terça-feira, um bunker do tráfico com pelo menos 300 quilos maconha, dezenas de fuzis e metralhadoras .30 e .50, capazes de derrubar helicópteros . Segundo o titular da delegacia, Alan Luxardo, o material estava dentro de sacos plásticos em toneis de plástico, a dois metros de profundidade, no local conhecido como Fazendinha, no Complexo do Alemão.

    Essa é uma prática usada pelas Farc (mera coincidência…), na Colômbia: esconder o material em buracos profundos. O material estava enterrado no chão de um barraco de madeira, em um dos lados mais altos do morro – explicou o delegado.

    Já na Vila Cruzeiro, soldados do Batalhão de Operações Especiais (Bope) pretendem explodir nesta quarta-feira, às 10h30m, uma casamata usada por traficantes que fica em uma localidade conhecida como Quatro Bicas. A construção, que há alguns anos serviu de comércio, foi tomada por bandidos que construíram na parede buracos semelhantes as seteiras empregadas nos castelos erguidos no passado para proteger as edificações das invasões. Nesse caso, os buracos eram revestidos de cano pvc por onde os bandidos poderiam atirar contra a polícia com relativa proteção.

    Nesse local, eles tinham uma visão privilegiada do principal acesso à Vila Cruzeiro. Mais cedo, os policiais do Bope destruíram parte da construção a marretadas. Mas como havia risco de desabamento caso algum veículo fosse empregado, eles optaram por explodí-lo. ”

    ;^/

  30. Chesterton said

    por falar nisso 27 , quem estava junto ao cabral no jornal nacional?

  31. Jose Mario HRP said

    Wikileaks:
    Por conta de sua luta para denunciar o mau comportamento dos EUA o fundador do Wikileaks
    agora é acusado de estuprar duas mulheres suecas.
    Coisas da CIA…..coisa montada como de costume pelo serviço de inteligencia americano para calar a boca de um bom cidadão!

  32. Chesterton said

    esse cara tem sorte de não levar um tiro, só um processo. De qualquer modo, é muito divertido ver o que os diplomatas realmente pensam. E o melhor, eu concordo com o que eles pensam.

  33. Spit Fire (Carlão) said

    Roda Viva 11/29/2010 – Augusto Nunes

    Segundo o antropólogo Luiz Eduardo Soares, especialista em segurança pública, não existe uma política nacional de segurança pública. “Tentamos fazer isso em 2003, mas o núcleo duro do Planalto convenceu o presidente Lula de que, se assumisse a administração desse setor, teria problemas com os índices de popularidade”. Das várias idéias que apresentou, uma das poucas encampadas pelo governo foi a Força Nacional de Segurança Pública. Que acabou deformada por interesses políticos e virou um exército fantasma.

    Luiz Eduardo descarta a hipótese segundo a qual os ataques do narcotráfico ocorreram em resposta à implantação das Unidades de Polícia Pacificadora, as UPPs.
    Ele se limita a informar que a verdade surgirá ao fim de investigações que correm em segredo de Justiça.
    Uma fonte da coluna revelou que uma das versões investigadas atribui a onda de violência a um impasse nas negociações entre policiais e bandidos que tentavam atualizar a tabela de propinas.

    Alguém duvida?

  34. Spit Fire (Carlão) said

    off-topic

    COMPLEXO DE VIRA-LATA
    Escala em avião presidencial é ‘humilhante’, diz Lula
    Sérgio Lima/Folha
    Há dois dias, o repórter Igor Gielow informou que o governo planeja comprar um novo avião presidencial, o Aerodilma.
    Há sobre a mesa duas opções de aeronaves. A brincadeira pode custar à Viúva algo como R$ 500 milhões.
    A cifra corresponde a cinco vezes o custo do Aerolula, levado ao hangar no alvorecer da era petista.
    Coisa incompatível com a austeridade prometida por Dilma.
    Nesta terça (30), de passagem pelo Maranhão, Lula fez uma defesa do negócio. Recolhidas pelo repórter Breno Costa, as frases foram às páginas da Folha:
    “Não tem por que não comprar. Acabou aquela bobagem do Aerolula. Acho que o Brasil precisa de um avião com mais autonomia para o presidente”.
    “[…] O Brasil não pode ser um país grande do jeito que é, e ter um comportamento humilhante muitas vezes lá fora”.
    Para Lula, “o Brasil passa humilhação” porque a autonomia do Aerolula é limitada. Em vôos mais longos, é preciso fazer escalas.
    Para se deslocar de Brasília até a Ásia, por exemplo, o Aerolula faz duas paradas. Com o Aerodilma, o vôo seria direto.
    Beleza. Para livrar a pupila da “humilhação” do reabastecimento, Lula deseja aviltar o bolso da bugrada, desabastecendo-os.
    É de perguntar: por que diabos comprou, em 2003, o avião que chama agora de obsoleto?

    lula é o maior embusteiro da República!

  35. Chesterton said

    Esse sujeito nocivo e desagregador do ramo dos moluscos vai deixar sequelas permanentes no caráter do povo brasileiro.

  36. Elias said

    “Segundo o titular da delegacia, Alan Luxardo, o material estava dentro de sacos plásticos em toneis de plástico, a dois metros de profundidade, no local conhecido como Fazendinha, no Complexo do Alemão.”

    “Essa é uma prática usada pelas Farc (mera coincidência…), na Colômbia: esconder o material em buracos profundos.” (O Globo, citado pelo Chesterton)

    Caceta! Lampião e seu bando já faziam isso, décadas antes das Farc existirem.

    Lampião e seu bando costumavam se deslocar em grupos separados. De tempos em tempo, se reuniam na propriedade de algum coiteiro.

    Quando eram obrigados a fugir às pressas, largavam pelo caminho o que quer que atrapalhasse seu deslocamento: armas, roupas, alimentos, etc.

    Depois da escapada, se reuniam nos locais onde estavam guardadas armas, dinheiro, roupas e até alimentos, exatamente para essas emergências.

    Esses locais de encontro eram chamados “ponto”. “Cobrir um ponto” significava se dirigir a esses locais para se encontrar com alguém. O objetivo era trocar informações e, eventualmente, retirar material para abastecer o bando.

    Por vezes, o “ponto” era o local onde os materiais estavam enterrados. Pra evitar delações, era muito comum que o primeiro “ponto” servisse apenas para informar alguém sobre o local onde os mantimentos haviam sido enterrados. Primeiro se certificava que o cabra não havia “caído” e, agora, estava fornecendo à polícia o mapa do tesouro (para o pessoal das volantes, era a sorte grande: eles saqueavam os “pontos”).

    Esse jargão — “ponto”, “cobrir um ponto”, “queda” (pra quem foi morto ou preso), etc — foi, décadas mais tarde, adotado pela esquerda armada brasileira.

    Mas — atenção Chesterton! — Lampião e seu bando NÃO ERAM comunistas, certo?

    Só pra constar…

  37. Chesterton said

    Elias, enquanto os eleitores progressistas que consomem cocaina e maconha não pararem de consumir o tráfico vai existir.
    O problema é que o PT tem relação tanto com a parte consumidora – os progresistas que votam nos partidos “pogrecistas” – quanto na parte fornecedora EVO + FARC.

    Essa equação é óbvia. O PT se associa ao fornecedor a ao consumidor eleitor, aí estamos realmente fudidos.

  38. Chesterton said

    quantos eleitores que consomem cocaína votam no PT e quantos eleitores que consomem cocaina votam do DEM? Aí uma boa pesquisa…..

  39. Chesterton said

    Cangaço x marxismo…é realmente é assunto controverso, não entendo nada de cangaço.

  40. Chesterton said

    advogada Beatriz da Silva Costa de Souza recebeu em março passado, dentro da penitenciária federal de Catanduvas (487 km de Curitiba), ordem do CV (Comando Vermelho) para comprar 13 fuzis no Paraguai, segundo o setor de inteligência do presídio.

    A penitenciária de Catanduvas tem autorização judicial para gravar imagens e as conversas entre presos e seus advogados.

    O “relatório de áudio vigilância” aponta que no dia 30 de março um líder do CV, então preso em Catanduvas, pediu para Beatriz comprar “13 perfumes, devagar, não precisando ser todos de uma vez”.

    Por conta disso, a direção da penitenciária chegou a proibir visitas dela a presos, mas revogou a medida, no fim de outubro, por exigência do interno para qual advogava e com quem tratou da compra de armas, o traficante Marco Antonio Firmino, o My Thor.

    Além de tratar dos fuzis, o traficante disse à advogada que autorizava “dar uma surra” em um “moleque folgado” que devia dinheiro.

    André Penner/AP

    Militares patrulham o Complexo do Alemão, no Rio, após ocupação; veja outras imagens
    A diretoria do Sistema Penitenciário Federal afirma que não havia como impedir o preso ter acesso ao advogado, pois é um direito constitucional, e por isso Beatriz acabou autorizada a voltar à penitenciária. “A suspensão foi mantida até chegar a uma situação em que o advogado tem a prerrogativa. Não poderíamos segurar ad eternum. Ela [a advogada] não tinha condenação”, disse a diretoria.

    Conforme a Justiça do Rio, a advogada trouxe de Catanduvas as ordens para os ataques no Rio iniciados no dia 20. Foi uma determinação dos traficantes Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, e Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, também à frente do CV e então presos em Catanduvas.

    “Existem indícios de que Beatriz mantinha relacionamento amoroso com Marcinho”, afirmou a Justiça do Rio ao decretar a prisão da advogada na sexta-feira passada. A Folha não conseguiu localizar advogados de Beatriz.

    Os ataques no Rio levaram a um debate sobre o acesso de advogados aos presos que, mesmo nos presídios, se mantiveram líderes do crime organizado.

    Três advogados de traficantes foram presos no Rio na sexta-feira acusados de transmitir ordens de internos da penitenciária federal de Catanduvas (PR) para ações criminosas.

    Na penitenciária, conversas entre advogados e presos são gravadas e filmadas.

    “A OAB já adotou medidas no CNJ [Conselho Nacional de Justiça] contra a medida [filmagens das entrevistas] em Catanduvas. Aguardamos o julgamento”, afirma o presidente da OAB-RJ, Wadih Damous.

    “A lei assegura ao preso entrevista com seu advogado de forma reservada. O Supremo Tribunal Federal já disse que isso é fundamental; diz respeito a privacidade e liberdade individual dos cidadãos”, acrescentou.

    Delegado da Polícia Federal e diretor do Sistema Penitenciário Federal, Sandro Torres Avelar, defende mudança na legislação para que conversas com advogados e familiares sejam gravadas sempre.

    “O que se busca nos presídios não é produzir provas contra os presos, mas a segurança do sistema. Quando fazemos um monitoramento, estamos procurando evitar fugas, rebeliões e que continuem comandando o crime organizado, apesar de estarem dentro dos presídios”, afirmou o diretor.

    O juiz federal Nilvado Brunoni, de Curitiba, avalia que é preciso amadurecer a discussão. “Podemos chegar à conclusão que um presídio de segurança máxima tem que tirar todos os direitos, inclusive a visitas íntimas, para evitar contato com o mundo externo”, disse.

    chest- da Folha…mas que ideia genial e original, né?

  41. Pax said

    Off Topic:

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,candidato-a-ministro-maggi-doou-a-campanha-de-dilma,648393,0.htm

    Maggi ministro de Dilma?

    Há momentos que realmente causam dor. Esse tal de PR já é “dono” do Ministério dos Transportes. Alguém tem alguma dúvida que Maggi na Agricultura será a “crônica de uma morte anunciada”?

    Morte de quem? Daquele objeto da viúva onde ela guarda seu rico dinheirinho para dar educação para os netinhos.

    Tem hora que dói.

  42. Spit Fire (Carlão) said

    Cotado para Agricultura, Maggi doa R$ 1 milhão para campanha de Dilma após eleição

  43. Patriarca da Paciência said

    O Brasil já tem uma linha de atuação traçada para os próximos dez ou vinte anos.

    Então, pessoas que ocuparão esta ou aquela pasta podem até afetar em alguns pontos… mas o todo permanecerá na mesma linha do presidente Lula.

  44. Elias said

    Caramba, Patriarca!

    É melhor que você esteja errado…

  45. Pax said

    Eu também espero que o caro Patriarca não esteja com toda razão em seu comentário #43, caro Elias.

    Se olharmos para o país podemos ver muitas coisas melhores nos últimos anos. A economia rodando, muita gente melhorando de vida, mas ainda há um enorme abismo entre o que considero bom e o estado atual.

    Vou me ater a somente alguns pontos que vi nestes últimos dias, na discussão da formação do novo gabinete, na distribuição de cargos e no noticiário. Claro que vou pular, esquecer, inúmeros pontos, somente vou levantar alguns onde vejo enormes oportunidades para que desejemos mudar muita coisa:

    1 – Ministério dos Transportes nas mãos do PR como já é faz um tempo. Preciso ir mais longe? Acho que não. Aquilo virou um antro e temos problemas para todos os lados.

    2 – Educação – se continuarmos na toada, teremos um atraso de décadas para que venhamos a ocupar qualquer espaço. Melhorou? Pode ser, nem sei se sim ou se não, mas afirmo que há uma enormidade de coisas a serem feitas na área. Todo mundo tem que ter escola até o segundo grau e ter uma profissão. Estamos muito longe disso.

    3 – Segurança – bem, já falamos um bocado disso, sabemos que nossa segurança pública é um caos e estes eventos no Rio somente mostram quanto deixamos a peteca cair e agora tentamos retomar num único complexo de favelas numa única cidade. Imaginem o resto do país. Imaginem quantas quadrilhas recheadas de policiais corruptos estão neste exato momento planejando carregamentos de drogar, armas, furtos de cargas valiosas etc etc.

    4 – Saúde – o que existe é bom? Acho que não.

    5 – Mudando para o varejão: estes dias vimos o problema da TAM. Ele indica o problema das agências regulatórias e a corrupção das estatais, neste caso da ANAC, Infraero etc etc. Vimos também o problema da telefonia e a desgraça que se tornou a ANATEL que hoje só serve para um bando cuidar dos interesses das teles com objetivo de encher o bolso e engordar contas pra lá de suspeitas.

    enfim, são pequeníssimos exemplos que, apesar de antender que o governo Lula, no cômputo geral, foi mais para bom que para ruim, ainda deixou as rédeas soltas em várias áreas, empurrou com a barriga outras várias e sequer tangenciou o que destroi o país de forma geral: a corrupção.

    Tomara que Dilma seja bastante diferente de Lula.

    E tomara que ela consiga atuar politicamente para conseguir ser diferente de Lula.

    Aplaudo Lula, sim. Mas que o governo deixou muita coisa a desejar não tenho menor dúvida. Qualquer dúvida.

  46. Spit Fire (Carlão) said

    Complementando o # 45 acima:

    e o pior é que as falhas acima apontadas prejudicam e maltratam justamente aqueles a quem lula diz proteger
    – a parcela da população mais pobre e menos educada.
    lula é um vira-lata popularesco e sem limites na sua ambição pelo poder.
    Dilma nem isso, como veremos daqui por diante.
    Infelizmente.

  47. Elias said

    Pax,

    Concordo com tudo o que você disse no # 45.

    Um monte de coisas no Brasil precisa ser reorientada: educação, saúde, segurança pública, previdência e assistência social, seguro de acidentes do trabalho, reestruturação e modernização das Forças Armadas e o escambal.

    O país ainda nem começou a debater seriamente esses assuntos.

    E há, ainda, a questão da alternância no poder, fundamental para a consolidação da ainda frágil democracia brasileira.

    Sempre é possível dizer que o Partido Socialista governou a Suécia por 40 anos consecutivos e, nem por isto, a democracia sueca foi afetada, a não ser para melhor.

    Verdade. Mas há algumas diferenças entre Brasil e Suécia, não?

    Espero que a Dilma faça um bom governo. Acho que fará. Ao longo dos próximos 4 anos, vamos ver se vale a pena continuar ou não.

    Em princípio, sou contra a reeleição. Acho que o mandato para cargos executivos deveria durar 6 anos, vedada a reeleição.

    De preferência, os ex-Presidentes da República deveriam ficar impedidos de concorrer a cargos eletivos por um período pelo menos igual ao mandato que cumpriram (o ideal seria se essas figuras se mancassem e tirassem o time: nunca mais se candidatassem a coisa nenhuma).

    E aí está outra coisa para a qual necessitamos de um novo rumo: nossa estrutura político-partidária, eleitoral, etc.

    Enfim, não falta casa pra arrumar…

  48. Spit Fire (Carlão) said

    O povo sou eu EDITORIAL O Estado de S. Paulo
    http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101202/not_imp648302,0.php

    O mesmo presidente Lula que aconselhou um repórter deste jornal a fazer psicanálise para se tratar da “doença do preconceito”, revelou ter dito de si certa vez algo que deveria levá-lo ao divã do terapeuta mais próximo. Não fosse a inconfidência, a sua grosseria com o jornalista Leonencio Nossa, baseado no Palácio do Planalto, mereceria ser largada no aterro onde se amontoam os incontáveis rompantes, bravatas e despautérios do mais prolixo dos governantes brasileiros. Mas o encadeamento das coisas obriga a revolver as palavras do presidente, em consideração ao interesse público.

    lula é um presidente patético!
    Um embusteiro com mania (no sentido clínico) de grandeza.
    Um psicótico que “mora nos castelos que constrói no ar”.
    faltam 29 dias pra “desencarnar”.
    Se ele estiver falando a verdade…já vai tarde.

  49. Spit Fire (Carlão) said

    Lula agradece a conselheiros por apoio durante ‘tentativa de golpe’ do mensalão

    “Eu quero agradecer àqueles companheiros que eram do Conselho, que no auge da crise de 2005, eu nunca disse isso, mas naquela tentativa de golpe que tentou se dar no Brasil, vocês permaneceram no conselho. Vocês não desistiram do conselho. Vocês não misturaram o trabalho que vocês estavam fazendo para o Brasil com a vinculação com o governo”, disse.

    agora a verdade:
    Em 2005, a oposição não conspirava para “dar um passo além da institucionalidade” nem o País estava convulsionado por um confronto ideológico que se resolveria pela força. Os brasileiros, isso sim, estavam aturdidos com as evidências de que o lulismo usava dinheiro que transitava pelos desvãos da política e do governo para comprar votos na Câmara dos Deputados – o mensalão. Lula não estava nem um pouco preocupado com as instituições. Queria dar dimensão histórica ao que não passava de um caso de polícia.
    Encarnou uma mistificação.
    lula é um presidente patético!
    Um embusteiro com mania (no sentido clínico) de grandeza.
    Um psicótico que “mora nos castelos que constrói no ar”.
    faltam 29 dias pra “desencarnar”.

    lula é teratológico!

  50. Pax said

    Então, caro Elias, se não houver uma vontade política para mudar, a tal da mãe de todas as reformas não sai. Insisto que aplaudo o governo Lula, que houve um avanço substancial em algumas áreas, principalmente na social. Fico feliz de ver hoje as pessoas comprando suas coisas, fico ainda mais feliz vendo que pessoas que passavam fome hoje não passam mais, fico feliz de ver o Brasil como um enorme canteiro de obras, fico ainda mais feliz de perceber que hoje a gente não tem tanta dependência etc etc.

    É claro que melhorou. É claro que uma boa parte desse aplauso se deve, também, aos dois governos de FHC. Diria que ao primeiro governo de FHC principalmente, mas que merece aplauso, merece também.

    Mas algumas reformas precisam ser feitas. A Política – Eleitoral como você aponta, a Tributária – Fiscal para fazer este país melhor para quem empreende e gera riquezas, e, pra variar, sempre batemos nesta tecla, a Educação de qualidade que é uma dívida de todos os governos com o povo que os elege. Só para tocar em alguns dos pontos que sabemos ser de enorme importância e que, sinceramente, neste momento não vejo um embalo que nos leve para tais mudanças.

    Vejo muita conversa, mas não vejo o tal embalo.

    Sim, tomara que Dilma faça um bom governo. Talvez ela não venha a ser tão aceita como Lula. Talvez não, mais provável que não seja. Mas pode ser que isto seja até imperativo para que seu governo deixe uma boa marca.

  51. Chesterton said

    Pronto, agora o pax diz que Lula acabou com a fome no Brasil, eu sabia. Esqueceu que no inicio do Fome Zero não se descobriu faminto algum?

  52. Chesterton said

    Lula acusa a tentativa de golpe que não existiu e esconde a que existiu. Como sempre, há a verdade de um lado e o que ele diz de outro

    “Eu quero agradecer àqueles companheiros que eram do Conselho, que no auge da crise de 2005, eu nunca disse isso, mas naquela tentativa de golpe que tentou se dar no Brasil, vocês permaneceram no conselho. Vocês não desistiram do conselho. Vocês não misturaram o trabalho que vocês estavam fazendo para o Brasil com a vinculação com o governo”.

    É Lula durante a última reunião do ano do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, a sua derradeira como presidente ao menos, exercitando a tese vigarista de que, ao apontar os crimes cometidos pelo PT durante e depois das eleições de 2002, oposições, imprensa e as pessoas decentes de modo geral tentavam dar um golpe de estado.

    Falou mais, aí sobre o conselho, fraudando a história de novo:
    “Houve uma certa ciumeira do Congresso Nacional que achava que a criação do conselho seria a criação de uma instância paralela para diminuir seu poder.”

    A idéia inicial era justamente esta: criar uma instância paralela. É que ficou claro que o expediente não seria aceito. Inicialmente, Lula queria que o debate de uma emenda constitucional no conselho valesse por uma sessão no Congresso.

    ERA UMA TENTATIVA DE GOLPE!

    Por Reinaldo Azevedo

  53. Chesterton said

    Resolver como a violencia no Brasil se os drogadictos estão na moda, na crista e os chefões do tráfico são preservados, associados ao PT no Foro de São paulo?

  54. Chesterton said

    O mundo está carecendo de valores morais sólidos, aqueles que nos eram passados de geração em geração e, mais do que carecendo, está se afastando deles a olhos vistos, pelas tentativas sistemáticas de desmoralizar – com a contribuição da mídia – a Igreja, a família e outras instituições que sempre zelaram (mesmo com os seus defeitos humanos) por esses valores.

    Quem recebe boa formação moral dificilmente, mesmo morando em zona dominada por bandidos, seguirá o caminho do crime. Isto não depende de riqueza e nem de pobreza, mas de princípios sólidos que devem ser ensinados desde a mais tenra infância, em casa, na escola e na Igreja. Infelizmente, não vi até agora ninguém mencionar a importância desses elementos na recuperação das áreas que as forças de segurança tomaram: vejo falarem em “políticas públicas” (uma expressão mágica), mas não em fortalecimento da família, vejo falarem na construção de quadras esportivas (não tenho nada contra), mas não em uma educação de boa qualidade, vejo, ainda, falarem até na distribuição de preservativos em escolas públicas, mas não no ensino religioso.

    Por isso, as cenas que mais me impressionaram nos recentes episódios foram a daquela mãe e a daquele pai que entregaram, levando-os pelas mãos e certamente com os seus corações partidos, os seus filhos – a quem certamente tentaram ensinar o que é certo e o que é errado, mas que foram cooptados pelos bandidos – para que os policiais os prendessem. Se os filhos não seguiram os conselhos dos pais, se preferiram o que o livre arbítrio tem de pior, agora terão que arcar com as consequencias.

    Aquela mãe e aquele pai, apesar de perderem os seus filhos para o mundo do crime, são, moralmente, vencedores.

  55. Chesterton said

    Ubiratan Iorio

  56. iconoclastas said

    “Resolver como a violencia no Brasil se os drogadictos estão na moda…”

    o…tanto qt nas violentas londres, sidney, ny, zurique…

    ;^)

    agora um pouquinho mais sério.

    nego ai se acha o guardião da moral, mas preferia ver sanque morro abaixo do que a ocupação negociada…

  57. iconoclastas said

    Chesterton na pele de missionário aparece para colar pregações:

    “vejo falarem em “políticas públicas” (uma expressão mágica)- ELE ESPERAVA QUE AS AUTORIDADES GOVERNAMENTAIS TRATASSEM DE QUE, POLÍTICAS PRIVADAS?!?!, mas não em fortalecimento da família – PIOR É QUE É !!! o Iório quer ensinar as pessoas a brincar de casinha , vejo falarem na construção de quadras esportivas (não tenho nada contra), mas não em uma educação de boa qualidade, vejo, ainda, falarem até na distribuição de preservativos em escolas públicas, mas não no ensino religioso HEM, COMO É QUE É ?.”

    o Doc, vc pegou esse texto do Iório no site da PUC?

    ;^)

  58. Spit Fire (Carlão) said

    ONOFFRE O sonho de Consumo da Dilma

    não adianta lula vai continuar pentelhando todo mundo.
    um terceiro turno disfarçado para alegria dos “Doutores Pancrácios” do blog.
    (Voltaire diria Dr. Pangloss)

  59. Chesterton said

    nego ai se acha o guardião da moral, mas preferia ver sanque morro abaixo do que a ocupação negociada…

    chest- e moral por acaso exime alguem de tomar as providências necessárias. A civilização foi feita a ferro e fogo, não com esse povinho mole que tem por aí hoje. Mais de uma civilização desapareceu porque seus habitantes desistiram de conservá-la.

    o Doc, vc pegou esse texto do Iório no site da PUC?

    chest – realmente parece que nossa civilização foi construída por uma espécie hoje em extinção.

  60. Chesterton said

    FRIDAY, DECEMBER 3, 2010

    O País de Paulo Freire
    Dados do Todos pela Educação mostram que alunos concluem o ensino médio sem saber matemática e português.
    POSTED BY SELVA BRASILIS AT 1:27 AM

  61. Chesterton said

    THURSDAY, DECEMBER 2, 2010

    A Inenarrável Selvageria Africana
    África é África. Vejam estas imagens do anúncio do resultado das eleições na Costa do Marfim. Depois vagabundo fica de sacanagem dizendo que é racismo.
    POSTED BY SELVA BRASILIS

  62. Chesterton said

    chest- nós involuimos assim

    http://cienciabrasil.blogspot.com/2010/12/unb-news-e-o-beijodromo-vem-ai-la-ra-la.html

  63. Chesterton said

    IPEA GASTA DINHEIRO PÚBLICO PARA PESQUISAR VIOLÊNCIA, QUANDO NA VERDADE O QUE PRECISA É DESCER O SARRAFO NOS BOTOCUDOS

    http://aluizioamorim.blogspot.com/2010/12/ipea-gasta-dinheiro-publico-para.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+BlogDoAluizioAmorim+(BLOG+DO+ALUIZIO+AMORIM)

  64. Chesterton said

    Escolha um nome para a turma: “comando vermelho” ou “amigos dos amigos”?

    Ao que tudo indica, as FARC tiravam urânio do Brasil e entregavam para os hermanos bolivarianos que, por sua vez, enviavam o material para o iraniano. Faz sentido. Que Unasul que nada. Que tal Comando Vermelho ou Amigos dos Amigos? Clique na imagem para ampliar e ler matéria do Estadão. E clique aqui para ler post publicado na madrugada, aqui no Blog.
    POSTADO POR O coronel

  65. Chesterton said

    Bofetada na cara do país.
    Do Painel da Folha:

    Medalha no peito Não obstante a crise do banco PanAmericano, Lula resolveu agraciar o empresário Silvio Santos com a Ordem do Mérito do Trabalho Getúlio Vargas no grau de grã-cruz. O vice José Alencar e o maestro Isaac Karabtchevsky receberam a mesma distinção.
    ……………………………………………………………………..
    Como é bondosa a Renata, a Lo Prete, editora da coluna. Crise do banco Panamericano? Crise? O Tesouro coloca R$ 3,2 bilhões em um banco falido e o dono ainda ganha medalha do Presidente da República? Isso é uma “crise”? Deveriam ganhar um par de algemas. Os dois.
    POSTADO POR O Coronel

    http://coturnonoturno.blogspot.com/2010/12/bofetada-na-cara-do-pais.html

  66. Pax said

    Caro Chesterton,

    Foi o governo que colocou o dinheiro para salvar o Panamericano?

    De outro lado, o que você faria, neste caso, se tivesse nos sapatos de quem tomaria as decisões?

    Pergunto porque realmente não acompanhei o caso mais amiúde. E faço a mesma pergunta para todos.

  67. Chesterton said

    A Caixa Economica é do governo e comprou um micão. Dinheiro do contribuinte usado pela CEF para comprar participação em banco falido. Altamente suspeito.
    Copmo é que a Caixa toma um preju desses e o SS ganha medalha?

  68. Elias said

    “Ao que tudo indica, as FARC tiravam urânio do Brasil e entregavam para os hermanos bolivarianos que, por sua vez, enviavam o material para o iraniano.” (Chesterton)

    Chesterton, o Coronel que faz tua cabeça tá pior que Napoleão de hospício.

    E tu estás pirando junto com ele.

    Na matéria do Estadão cuja vocês recomendam, nada se diz sobre as FARC. Menos, ainda, de roubo de urânio brasileiro.

    A matéria diz que a Venezuela estaria fornecendo urânio ao Irã, em troca de armas.

    Diz, também, que Washington considera o Brasil um aliado na questão nuclear.

    Chesterton, pra Venezuela exportar urânio, ela não precisa tirar nada do Brasil. Aquele país tem urânio e não é de hoje que se sabe disso.

    De qualquer modo, pro Brasil, deve sempre ser motivo de preocupação quando um vizinho politicamente instável começa a ser armar.

    Não que a Venezuela, ou qualquer outro país sul-americano tenha condições de se tornar séria ameaça ao Brasil, agora ou no futuro próximo.

    Mas que deve preocupar, lá isso deve. De uma hora pra outra no meio de uma reviravolta ou crise política num vizinho desse tipo (politicamente instável, porém armado até os dentes), alguém pode ceder à tentação de criar uma crise externa, pra desviar as atenções dos problemas internos.

    E, aí, quem não tem nada com nada acaba pagando o pato, gastando dinheiro com um problema que não teria razão de existir.

    Pior é que esse tipo de problema costuma cobrar seu preço não só em dinheiro, mas também em vidas humanas.

    Daí porque uma Venezuela armada deve ser preocupante para o Brasil.

    Nada a ver com as FARC.

    Esse teu Coronel parece que não fazia o dever de casa…

  69. Chesterton said

    http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2&section=Mundo&newsID=a3129302.htm

  70. Chesterton said

    O Globo

    As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) exploraram de forma ilegal vários minerais, inclusive urânio, no norte do Brasil, como relatam documentos secretos da diplomacia americana filtrados pelo site WikiLeaks e reproduzidos nesta quarta-feira pelo jornal espanhol “El País”.

    A conclusão está em um de uma série de relatórios enviados a Washington pelos diplomatas americanos, que monitoram a presença de urânio em qualquer estado, seja natural ou processado, na América Latina.

    Segundo o diário espanhol, as informações corroboram as afirmações recentes do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, que nas últimas semanas teria expressado em reuniões privadas sua preocupação com as minas ilegais existentes na região de fronteira com o Brasil.

    Os mesmo informes relatam inclusive a descoberta, em local não especificado, de um depósito das Farc com munição com urânio de baixo enriquecimento.

    Essas investigações apontam também, como relatam as correspondências americanas, que pelo menos desde 2006 o Irã pesquisa na América Latina as possibilidades de obter urânio, especialmente na Venezuela e na Bolívia, onde tem boa receptividade.

    Os diplomatas alertam o Departamento de Estado que o interesse seria acompanhado de uma ofensiva diplomática do regime de Teerã na região que despertou suspeitas até de Israel.

    Os relatórios, incisivos e minuciosos sobre a presença da indústria nuclear iraniana em alguns países da América Latina, contrastam com o tom mais ameno adotado quando se trata de países mais receptivos a Washington, como o Brasil.

    Assim, um extenso boletim explica, por exemplo, como o Brasil começou a instalar centrífugas para enriquecer urânio, mas sempre de forma transparente e buscando a cooperação de Washington para melhorar a segurança das instalações.

    http://comentandoanoticia.blogspot.com/2010/12/wikileaks-farc-exploraria-uranio-no.html

  71. Chesterton said

    http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=farc+uranio+brasil&aq=f&aqi=&aql=&oq=&gs_rfai=

  72. Chesterton said

    só no google tem 184.000 resultados.

  73. Spit Fire (Carlão) said

    O preconceito e ignorância trazem consigo este efeito colateral:
    o ridículo

  74. Elias said

    Chester,

    Eu disse que:

    a – no artigo do Estadão cuja leitura tu e o doido do Coturno recomendaram, não há alusão às FARC, e sim à Venezuela;

    b – pra Venezuela vender urânio, ela não precisa tirar de ninguém; o que não falta na Venezuela é urânio.

    Verdade que no Google tem 187 mil resultados pra busca sobre retirada ilegal de urânio no Brasil.

    Agora, se tirar as repetições do Wikileaks, entretanto, esse resultado ficará bem menor.

    Estão tirando urânio empobrecido do Brasil.

    E daí, tonto?

    Dá uma olhada nas exportações de minérios do Uruguai, ouro inclusive, e — aí, sim! — terás uma pálida idéia do que se rouba do Brasil.

    A quadrilha das FARC é fichinha, Chester…

    Pro Irã comprar urânio empobrecido, pra qualquer país comprar urânio empobrecido, não é preciso articular bandeirosas articulações com os ultrabandeirosos Chavez e Morales.

    Basta ter dinheiro e pagar no cacau. Compra-se com a maior facilidade e na mutuca. Sem dar na vista.

  75. Chesterton said

    As farc estão entrando em território nacional e roubando uranio. ponto.

  76. O preconceito e ignorância trazem consigo este efeito colateral: o ridículo

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: