políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

O maior desafio de Beltrame

Posted by Pax em 03/12/2010

Duas notícias no site Carta Capital nos mostram o verdadeiro desafio do secretário de segurança do Rio de Janeiro. E ele não está nos morros, mas sim travestido de autoridade.

O mesmo desafio do elogiado José Mariano Beltrame é o da sociedade brasileira. Quando as estruturas oficiais se corrompem o Estado deixa de ser Estado para ser assaltante do povo. As partes podres dos nossos três poderes nos permitem afirmar esta triste realidade.

Hora de comemorar a retomada do complexo do Alemão? Claro que sim. Mas hora, também, de procurar entender as causas que nos levaram a tamanha degradação. Talvez a principal delas seja mesmo a corrupção do próprio Estado, no sentido amplo.

Enquanto compactuarmos com os desvios somente poderemos comemorar uma vitória aqui e outra acolá, numa batalha e noutra. Mas a guerra estará sempre perdida. Ou não sabemos que há agora, neste exato momento, algumas quadrilhas preparando uma reposição de estoques de armas e drogas para os traficantes? E que estas quadrilhas incluem em seus quadros policiais corruptos?

Moradores acusam policiais de abuso no Alemão – Rede Brasil Atual – Carta Capital

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, promete punição para eventuais desvios de conduta de policiais durante a ocupação das favelas de Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão na semana passada. A declaração foi feita em entrevista via Twitcam na tarde desta terça-feira (30).

“Estamos fechando quatro anos (de gestão). Beiramos mil policiais colocados na rua (demitidos). Punir não é problema, a gente fez e vem fazendo há muito tempo”, indicou Beltrame. “Mas o mais importante é a libertação dessas pessoas. Tem de combater o policial que desviou, mas o ganho para as quase 4 mil pessoas existe e é muito grande. A gente não pode começar a valorizar outras coisas e deixar para trás a conquista que a população teve”, ponderou.

Desde a segunda-feira (30), moradores acusam prejuízos provocados por policiais nas operações. Eletrodomésticos destruídos, desaparecimento de bens e de dinheiro, invasão de domicílios e outras condutas consideradas ilegais ou abusivas pelos moradores foram noticiadas pela mídia.

Beltrame destacou ainda a decisão de instalar caminhões da Defensoria Pública para que a população prejudicada por ações abusivas faça denúncias. A posição da Secretaria é de separar acusações levianas dos casos de excessos ou erros efetivos para garantir a punição. (continua na Carta Capital…)

Quando a ação policial perde a legitimidade – Ricardo Carvalho – Carta Capital

Coordenador da Associação Juízes para a Democracia afirma que as denúncias de abuso de policiais nas operações dos morros cariocas representam uma crise de legalidade existente no Brasil

Desde o início da semana passada, o Rio de Janeiro vive uma situação de guerra contra o tráfico. A ação policial, que contou com o suporte das Forças Armadas, resultou na invasão da comunidade Vila Cruzeiro e, posteriormente, do Complexo do Alemão. Nos últimos dias, entretanto, surgiu na mídia uma série de denúncias por parte de moradores de abusos realizados pelas forças policiais. Entre as reclamações, destruição de eletrodomésticos, desaparecimento de dinheiro e outros bens e invasão de domicílios (leia Moradores acusam policias de abuso no Alemão).

O Conselheiro e Coordenador do Núcleo do Rio de Janeiro da Associação Juízes para a Democracia (AJD), Rubens Casara, vê as reclamações de abuso policial com preocupação e afirma que demonstram uma crise de legalidade. Casara defende que a violação de preceitos da constituição pela polícia é incompatível com o regime democrático. “Agir dessa maneira significa duas opções:ou rasgamos a Constituição, ou acabamos com a hipocrisia e admitimos que a democracia não é para todos”. (leia a entrevista na Carta Capital…)

Anúncios

74 Respostas to “O maior desafio de Beltrame”

  1. iconoclastas said

    é isso ai paxman, a grande caca é essa sujeira no lado da lei.
    hj saiu uma notícia no globo sobre o fato do exército nao estar disposto a ficar no alemão durante o tempo solicitado pelo cabral. motivo: medo que seus soldadinhos sejam cooptados pela facção infecta da polícia…

    de qq forma esse beltrame tá fazendo um trabalho satisfatório, inclusive na administração de expectativas.

    ;^/

  2. Chesterton said

    a corrupçaõ polical é secundário ao relacionamento consumidor x produtor.

    os grandes culpados: 1. consumidores – elite de esquerda que transformou o consumo de drogas de vicio marginal em habito de “glamour”.

    2. produtores – guerrilheiros marxistas que comn seus sócios do Foro de São Paulo dominam a produção , refino e distribuição do narcótico.

    obs; camise do Adriano, com numero 105 nas costas

    transformem para algarismo romanos.

  3. Pax said

    Mas, caro Chesterton,

    Apesar de concordar que o grande problema é haver demanda, diga-me: como atacá-la? O mundo consome drogas lícitas e ilícitas desde sempre. Pegue um exemplo, os EUA, o maior consumidor de drogas do mundo. O que eles conseguem no combate ao consumo? Pergunto porque não sei mesmo.

    Produtor? Bem, havendo consumo de produto com alto valor, haverá sempre quem produza.

    Este é um enxugar de gelo e não vejo como alterar esta situação. A questão colocada no post é que existe uma corrupção das nossas instituições que torna este comércio ainda mais incontrolável na medida que agentes do Estado fazem parte da cadeia. Aqui sabemos que a coisa desandou geral e é isso que provoco no post, ou seja, tomar o complexo do Alemão, a vila Cruzeiro, a hora que quiserem tomam também a Rocinha e o Vidigal etc etc. Esta me parece uma parte relativamente fácil se considerarmos o problema da corrupção policial.

    Você mora no Rio. Eu morei no Rio por mais de 2 décadas. Tanto você quanto eu sabemos muito bem que este assunto é complicado pacas.

    Em São Paulo o problema existe, claro que sim. E é grave também. Mas longe, muito longe de onde chegou a situação carioca.

    (Interessante esta apologia do Adriano com a camisa 105. Se for fato, se conseguir provar que é realmente apologia ao crime, no meu entender deveria sofrer o rigor da lei, simples assim, independente do cara ser ídolo de futebol ou qualquer coisa)

  4. Pax said

    Caro Iconoclastas,

    Não tenho menor dúvida que esta questão da sujeira do lado da lei é fundamental. Tanto não tenho que faço um blog exatamente sobre este assunto. Enquanto ficarmos nesta complacência com corrupção, seja ela de onde for, nada vai se resolver de forma estrutural.

    (é faz nos lembrarmos nos nossos R$ 200 bilhões por ano em desvios)

  5. iconoclastas said

    “os grandes culpados: 1. consumidores”

    Chesterton, diz para gente pq, apesar do consumo existir no mundo td, inclusive em lugares relativamente tranquilos, os consumidores daqui (esquerdistas segundo vc) são os grandes culpados pela violência?

    ;^/

  6. Chesterton said

    O mundo consome drogas lícitas e ilícitas desde sempre.

    chest- sem dúvida, mas o fenômeno ganhou essa dimensão extraordinaria por ação dolosa de grupos revolucionarios que almejam o poder.

    os consumidores daqui (esquerdistas segundo vc) são os grandes culpados pela violência?

    chest- porque legitimam com seu esquerdismo (florido, festivo, hedonista) a droga na cabeça da garotada. Em tempos de politicamente correto artistas da TV, musicos populares, atletas de destaque, todas essas “pessoas maravilhosas” que frequentam festas, a noite, o flash dos fotógrafos, as revistas Caras da vida, estimulam ativamente um estilo de vida irresponsável. Não há festa importante no Brasil sem um grande estoque de pó para animar.
    Já os esquerdopatas revolucionários apoiam as FARC, o EVO e dominam o circuito atacadista.

  7. iconoclastas said

    “Este é um enxugar de gelo e não vejo como alterar esta situação”

    paxman, nem vc nem ninguem. a não ser os paranoicos que creem em uma conspiração global.

    é questão de desejo, ou carência, das pessoas… nego bebe, fuma, come, se droga, gasta dinheiro e etc.

    a definição de enxugar gelo é perfeita, a alternativa é redução de danos.

    o próprio beltrame já deu declarações nesse sentido, ao dizer que o objetivo dele não é acabar com as drogas (ou tráfico não sei ao certo) mas reduzir a violência.

    ;^/

  8. Pax said

    Fora do tema, mas chama a atenção:

    Gilmar Mendes deu uma liminar para um acusado de furto.

    De R$ 10,00. Dois vales-transporte.

    Será que o STF não tem coisa mais urgente para tratar? Será que um assunto como este tem que subir até o STF?

    Sei não, me parece uma tremenda anomalia. Mas, vai, melhor confessar que não entendo nada de Justiça mesmo.

    Só me permito a opinião.

    http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=167509

  9. iconoclastas said

    “porque legitimam com seu esquerdismo (florido, festivo, hedonista) a droga na cabeça da garotada. Em tempos de politicamente correto artistas da TV, musicos populares, atletas de destaque, todas essas “pessoas maravilhosas” que frequentam festas, a noite, o flash dos fotógrafos, as revistas Caras da vida, estimulam ativamente um estilo de vida irresponsável.”

    caro, isso ocorre no mundo td, há décadas, da escandinávia a oceania, e nem por isso estes lugares são violentos.

    ;^/

  10. Pax said

    Caro Chesterton,

    Aterrize. Este papo de achar que violência e drogas são culpa dos esquerdistas me parece um pouco à além de qualquer realidade.

    É o que dá você ficar lendo esta turma poluída. Vais acabar como eles, sem credibilidade. Da mesma forma como há do outro lado. Tal e qual.

  11. Chesterton said

    Meus caros, a civilização foi feita por uma espécie de gente que já está extinta.
    Acabar com a violência? Porra, é muito mais fácil curar o câncer, ou a AIDS, ou sei lá. O único lugar sem violência é o cemitério.

  12. Chesterton said

    caro, isso ocorre no mundo td, há décadas, da escandinávia a oceania, e nem por isso estes lugares são violentos.

    chest- bem, você deve ter visto o filme Diamantes de Sangue, não? Não há casamento com violência na hora de colocar aliança de brilhantes….Vou fazer o filme ” Pó de Sangue”.

  13. Chesterton said

    iconoclasta, olhae como o consumo de cocaína na Europa é violento

  14. iconoclastas said

    #12,

    ótima idéia, aproveita e sugere uma lei que proíba a comercialização de diamantes…os politicamente corretos, mia farrow inclusa, vão adorar…

    a propósito: vc é a favor dos atuais termos da lei de controle de armas?

    ;^>

  15. Chesterton said

    Outra maneira da esquerda estimuklar o estado atual das coisas é a defesa do bandido como vítima da sociedade capitalista malvada. Não sei se por culpa psicológica ou por cumplicidade (os bandidos vão iniciar uma revolução, alguns pensaram- (Presidio Ilha Grande, pesquise a história da tentativa de ideologizar o criminoso), mas a verdade que o PT e as esquerdas em geral são contra prender bandido, acham que medidas sociais vão resolver a questão de criminalidade.

    Lei de controle de armas? Que lei? Aquela que criminaliza o sujeito que tem espingarda para matar passarinho e deixa as fronteiras abertas a armamentos de guerra? Você tá de brincadeira?
    Mas é óbvio que andar armado no Alemão de 3 meses para cá e não ser criminoso era pedir para morrer. No Rio de Janeiro deveríamos estar em estado de sítio até eliminar a bandidagem.

    O que Beltrame faz é espalhar bandido, exportar violência. O interior do estado todo está cheio de vagabundos que fugiram do Alemão. Tem que prender por 30 anos o sujeito sem direito a trepadinha quinzenal. Tirar o dinheiro, tirar a familia, tirar o poder. Bandido tem que ficar preso, ou, se resistir, 7 palmos de terra por cima da cabeça.

  16. Patriarca da Paciência said

    Hilário! Hilário mesmo!

    Então os mauricinhos cheiradores e fumadores da zona sul são todos de esquerda?

    Quá, quá, quás…

  17. iconoclastas said

    “Bandido tem que ficar preso, ou, se resistir, 7 palmos de terra por cima da cabeça.”

    acho q, tirando os ptistas (até pq agem em causa própria), pouca gente discorda disso. acontece que caçar bandido armado (lotes) dentro de favela não é tão simples qt pregar, e os danos “colaterais” podem ser consideráveis. ai já viu, bala “perdida” criança morta, e volta td a estaca zero…

    soa juvenil falar em solução imediata. a estratégia de enfraquecer aos poucos, prendendo alguns, apreendendo estoques de drogas e armas, elevando o moral da população, e substituindo a tropa, mostra uma tendência plausível.

    ;^/

  18. Chesterton said

    basta vontade política (rss– lembra desse papo?).

    Cabral tem um mérito, mas está tremendo de medo de perder votos. Danos colaterais maiores são pagos todo e cada dia que atrasa a eliminação do terrorismo traficante.
    Já andou lendo sobre o México?
    Moro há 3 quadras do Pavão, e daí, vou viver com medo de sair na rua?
    Viramos uma sociedade emasculada, covarde, pusilanime, de veadinhos pacifistas abatidos um a um de acordo com a vontade do chefete. Nem armas nos permitem portar.

  19. Zbigniew said

    Pax, um texto muito interessante do Dines sobre essa questão, lá do Observatório da Imprensa.

    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=618JDB018

    Pontos não discutidos na mídia, que até agora preferiu a espetacularização (embora as ações tenham o seu lado positivo):

    -Corrupção policial.
    -Identificação do dinheiro das operações de narcotráfico e rastreamento pela Receita Federal.
    -Prisão de traficantes (porque tão poucos e só os menos importantes).

    Operações de ocupação são importantes para devolver ao Estado o controle territorial, mas sem instrumentos eficazes de manutenção deste controle, o mais importante, que é o combate sério ao narcotráfico, ficará inevitavelmente prejudicado.

  20. Pax said

    Caro Zbigniew,

    Muito bom o post do Dines. Esta questão da lavagem de dinheiro é um caminho para chegar no âmago do problema. E que pode enfraquecer ainda mais estes modelos de crimes.

    Por quê não temos mais notícias sobre isto?

    E, como alerta o Dines, por quê a imprensa se cala? Aqui mora realmente um problema. Sabemos que a pauta dos políticos vira a pauta da sociedade quando a sociedade fala alto, quando o assunto está corrente no povo. Sim ou não? Claro que sim. Basta lembrar do recente exemplo da aprovação do Ficha Limpa.

    A imprensa tem o papel de colocar estas pautas, também. Não é uma exclusividade, mas entendo como uma obrigação, sim.

  21. Patriarca da Paciência said

    A cada dia ganho mais certeza de que a ação policial foi correta e eficaz.

    Se vão aparecer reclamações, se vão aparecer imperícias, se alguém vai sair machucado etc. é claro que tudo isto vai acontecer.

    Atirar balas para todo lado, no meio de uma favela, é que não poderia acontecer!

    Imagine-se as consequências disso!

    Os bandidos serão apanhados aos poucos mas com segurança.

    “Vox Populi: 81% dos brasileiros acham que o país está no caminho certo
    03/12/10
    Oitenta e um por cento dos brasileiros acham que o país caminha hoje na direção certa. Somente oito por cento dizem o inverso. No Nordeste, o índice de aprovação é ainda mais expressivo: 88%.

    É o que mostra pesquisa Vox Populi divulgada nesta quinta-feira (2). Para a maior parte dos 2.200 entrevistados em 161 municípios entre os dias 19 e 23 de novembro, a presidenta eleita Dilma Rousseff terá condições de manter as conquistas do atual governo.

    Além disso, ela disporá ainda de um quadro econômico favorável e será capaz de dar ao Brasil uma projeção internacional maior do que a dos últimos oito ano. Mas os entrevistados associam essa expectativa à influência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima gestão. Cinquenta e sete por cento entendem que o atual mandatário terá forte influência sobre a administração que assumirá no dia 1º. de janeiro de 2011. Para outros 38%, Lula apenas apoiará Dilma caso ela necessite.

    Otimismo do Nordeste

    Porém, para a maioria, mesmo sem liderança de Lula, o Brasil vai continuar aumentando sua importância no cenário internacional. É o que afirmam 61% das pessoas, ao passo que 28% não acreditam nessa evolução. Neste item, novamente é o Nordeste que concentra a maior parte dos eleitores otimistas (67%).

    A presença do PMDB no governo federal como aliado do PT é percebida positivamente para 43% dos entrevistados. Outros 25% acham que ela é “regular”, enquanto apenas nove por cento avaliam a parceria como negativa.

    Capacidade de comando

    Ao analisarem a figura de Dilma, os entrevistados atribuíram à futura presidente algumas qualidades, entre elas: liderança e capacidade de comando (mencionada por 67% dos participantes), preparo para administrar o país (65%), preocupação com os pobres (65%), melhores propostas (67%) e sinceridade (59%).

    Brasília Confidencial”

  22. Zbigniew said

    Há uma série de fotos do Presidente Lula no link a seguir. Abstraindo todo e qualquer preconceito (sei que para alguns aqui isto é impossível), temos que dar o braço a torcer. Pelo ângulo mostrado, o Presidente Lula foi único e histórico na sua relação com a população, principalmente os mais humildes. A do filho nos ombros do pai é particularmente ilustrativa desta relação, mas a primeira também é demais.

    http://especiais.ig.com.br/zoom/lula-e-o-povo/

  23. Olá!

    “[. . .] Quando as estruturas oficiais se corrompem o Estado deixa de ser Estado para ser assaltante do povo. As partes podres dos nossos três poderes nos permitem afirmar esta triste realidade.”

    Esse é um detalhe interessante. O problema, basicamente, não tem muito a ver com decisões tomadas levando em consideração bases morais, mas, sim, bases bastante racionais. Essas estruturas que você, Pax, cita estão corrompidas não pelo fato de que as pessoas que estão lá sejam maldosas, malvadas ou coisa do gênero, mas, sim, pelo fato de que, uma vez que haja estruturas de poder que concentram muita força e um cenário no qual a corrupção é trivializada, é exatamente esse tipo de resultado final que a sociedade obterá das suas instituições e estruturas de poder.

    Se essas instituições e estruturas de poder estão putrefatas da raiz ao topo, não é por causa de supostas pessoas maldosas trabalhando nelas, mas, sim, porque há pessoas (muito financeiramente) racionais agindo no sentido de avançar os seus próprios interesses, reagindo de acordo com os estímulos disponíveis nessas estruturas para fazer corrupção e verificando se a corrupção compensa em termos materiais.

    Colocar ainda mais poder (sobretudo econômico) nas mãos do Estado é intensificar exponencialmente essa situação, pois, para as pessoas que habitam as estruturas estatais de poder e outras estruturas que possuem relação com estas, isso significaria mais recursos disponíveis para tais pessoas se aproveitarem, o que resultará, inexoravelmente, em corrupção, falcatruas e esquemas afins.

    “Hora de comemorar a retomada do complexo do Alemão? Claro que sim. Mas hora, também, de procurar entender as causas que nos levaram a tamanha degradação. Talvez a principal delas seja mesmo a corrupção do próprio Estado, no sentido amplo.

    Quando um governo representa o Estado mínimo em serviços básicos como educação, saúde e segurança pública, situações como essa acabam sendo a regra e não a exceção. Aliás, o Estado brasileiro se parece com aquela madrasta rabugenta: Coloca o brasileiro em uma escola ruim de periferia; deixa ele com fome, desempregado, doente e semi-alfabetizado; arranca dele boa parte do pouco dinheirinho que ele consegue ganhar fazendo bico na informalidade, além de expô-lo a todo tipo de violência.

    A corrupção do Estado brasileiro não é bem uma causa, mas um efeito de uma realidade na qual esse mesmo Estado concentra muito poder político e, principalmente, econômico. Esses poderes, sobretudo o econômico, deveriam estar diluídos ao longo da sociedade, isso ajudaria significativamente a reduzir a corrupção. Reformas de livre mercado contribuiriam para isso.

    Estado grande, Estado forte resulta em corrupção grande, corrupção forte. Os países desenvolvidos que possuem Estado grande e não são corruptos, assim o são pelo fato de que a ausência de corrupção permite que o Estado cresça. Não é Estado grande que acaba com a corrupção, mas, sim, a ausência de corrupção que permite que o Estado tenha essa dimensão.

    Enfim. . .

    Até!

    Marcelo

  24. Olá!

    Pax, caso lhe interesse, aqui há alguns posts sobre corrupção e suas relações estatísticas com outras variáveis (liberdade econômica, renda per capita e IDH).

    Um resumo dos resultados: Os países mais economicamente livres, com as maiores rendas per capita e os melhores IDH também são aqueles com níveis humanamente aceitáveis de corrupção.

    Até!

    Marcelo

  25. Olá!

    Pax, caso lhe interesse, aqui há alguns posts sobre corrupção e suas relações estatísticas com outras variáveis (liberdade econômica, renda per capita e IDH).

    Um resumo dos resultados: Os países mais economicamente livres, com as maiores rendas per capita e os melhores IDH também são aqueles com níveis humanamente aceitáveis de corrupção.

    Adendo: Correlação não é causalidade.

    Até!

    Marcelo

  26. iconoclastas said

    a mim surpreendeu, e nem contabilizaram o lança-morteiro (ou bazuca?), as metralhadoras e as munições ( tinha até .50!). além dos carros e motos…

    agora precisa ver qt q foi compartilhado entre a galera do arrego…

    ” o globo

    RIO – A Polícia Civil divulgou, na tarde desta sexta-feira, o balanço das prisões e apreensões realizadas na primeira semana das operações na Vila Cruzeiro e no Complexo do Alemão. De acordo com o relatório, até a quinta-feira foram recolhidos 136 fuzis, 169 pistolas, 38 granadas, 313 kg de cocaína e 33 toneladas de maconha, entre outros.”

    ;^/

  27. Chesterton said

    Mas ninguem se importa com o fato de as FARC serem AS produtoras e protegidas das esquerdas latino-americanas. O Óbvio é tão difícil de ver, ou estão virando a cara para não terem que reconhecer a verdade?

  28. Chesterton said

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Comando_Vermelho

    historia comando vermelho

  29. Chesterton said

    Lula: “a carga tributária é justa, pois assim o estado pode ajudar os necessitados.”

    chest- desse jeito, daqui a pouco até eu serei “necessitado” e vou virar pensionista.

    Alguem compreende que é impossível fazer uma nação baseado na “necessidade dos necessitados”? Alguem compreende os danos morais aplicados aos indivíduos que caem nesse conto-do-vigário?

  30. Elias said

    Aí também discordo do Lula.

    Não só a carga tributária é injusta, como também é pessimamente distribuída.

  31. Chesterton said

    virou neo-liberal, elias?

  32. Spit Fire (Carlão) said

    A verdadeira herança maldita é a que inclui
    o naufrágio do sistema de segurança pública

    http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/a-verdadeira-heranca-maldita-e-a-que-inclui-o-naufragio-do-sistema-de-seguranca-publica/

    NUNCA ANTES NESTE PAÍS NADA FOI FEITO.
    nada mais a acrescentar…

  33. Chesterton said

    Fora do futuro ministério, o ex-jornalista e ministro Franklin Martins (Propaganda) diz que não que não quer mais atuar no governo. Amigos afirmam que ele vai cuidar do latifúndio da família no Espírito Santo. Para ser coerente, deveria implantar, lá, um assentamento do MST
    ch

  34. JM HRP RELOADED! said

    Por alguns comentarios aqui nesse post perceve-se que a direita virou bastião da democracia, dos direitos humanos e casa do combate a corrupção…..conveniencias da situação atual dela direita.
    Ser só uma mera coadjuvante.
    Se eu fosse permear meus sentidos só com essa baboseira racional dqueles que ,convenientemente abraçam as boas causas nos maus momentos, para faze-los de bandeira, dava um tiro na cabeça.
    Sorete que ainda sei o que é mentira e o que é verdade.
    Tem paladino demais nessa história de procurar chefões e de sanear a policia.
    Escada se sobe os desce degrau por degrau, de outro modo arrisca-se a tomar tombo.
    Bom dia!
    Fala Patriarca!

  35. JM HRP RELOADED! said

    Muitos dos traficantes que se insinua foram liberados pela policia já foram presos em belfort Roxo e Nova Iguaçu, é só acompanhar o noticiário ao invés de se lamuriar.
    Aqui mais dois:
    http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4827690-EI17320,00-Policia+prende+um+dos+chefes+fugitivos+do+Alemao+em+Angra.html

  36. Chesterton said

    Por alguns comentarios aqui nesse post perceve-se que a direita virou bastião da democracia, dos direitos humanos e casa do combate a corrupção…

    chest- não é bem assim, é que a esquerda se revelou pior.

  37. Elias said

    Chesterton,

    Há pelo menos uns 40 anos que vivo reclamando da carga tributária brasileira, injusta e mal distribuída.

    Só aqui no PolíticAética, devo ter escrito uns 50 comentários contra o fato de que o dono da panificadora da esquina paga mais impostos — em termos absolutos, inclusive! — que a Rede Globo, a FSP e o Estadão, SOMADOS.

    É que esses 3 têm IMUNIDADE tributária. Não é nem redução fiscal. É IMUNIDADE, mesmo!

    Também aqui no PolíticAética, devo ter escrito uns 40 comentários ou mais, reclamando contra o fato de que a participação da União no bolo tributário é várias vezes maior que a dos mais de 5,5 mil municípios brasileiros.

    Mas, quem asfalta a rua, ilumina a rua, coloca rede de esgoto, cuida do trânsito, da maior parte da oferta de educação e serviços de saúde, são os municípios.

    Há uma pá de tempo vivo dizendo que a reforma tributária e fiscal deve não só proceder a uma distribuição mais justa da carga tributária, como também tornar mais justa a distribuição do bolo tributário, procedendo ao equilíbrio entre meios e encargos para os entes da Federação.

    Só agora percebeste isso?

    E pensas que isso é neo-liberalismo?

    A exposição excessiva aos escritos do Reinaldo Azevedo e do Coturno pode causar sérios danos ao cérebro, Chesterton.

    Te cuida!

  38. Chesterton said

    ocê não consegue levar uma gozação sem ficar zangadinho?

  39. Pax said

    Fora da pauta:

    Um dos elogiáveis rapazes que tem por hobby agredir homossexuais em São Paulo até quase matá-los diz que quer uma nova chande na vida.

    Bem, claro que acho que ele deve ter uma nova chance. Ainda mais considerando que, segundo vi no noticiário, as famílias das quadrilhas são super, hiper, responsáveis e alegaram que era somente molecagem, que nem deveria ser aberto Boletim de Ocorrência. Claro que estas famílias vão reeducar seus filhos com os mais altos valores etc etc.

    Como disse, claro que eu acho que devem dar uma nova chance aos moleques, bem como ao maior de idade que faz parte deste bando.

    Depois de cumprirem todas as penas, em jaula. Aliás, um bom motivo para rever esse nosso código. Que papo é esse que os “garotos” de 16, 17 anos que saem por aí agredindo e matando não podem responder por seus crimes?

    Esses, deste caso, como um exemplo, claro que merecem uma nova chance, depois de uns 30 anos em alguma presidenciária eu acredito que poderiam voltar às ruas, sim, claro que sim.

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/12/quero-uma-nova-chance-diz-garoto-que-agrediu-jovem-com-lampadas.html

  40. Elias said

    Pax,

    Alguns psicólogos dizem que a homofobia é, na realidade, uma manifestação de homossexualidade não assumida e não aceita.

    Segundo esses terceiros, o sujeito que manifesta sua rejeição ao homossexualismo de forma patologicamente exaltada, está, na realidade, rejeitando a si mesmo; aquilo que ele é e, ao mesmo tempo, tem medo de ser.

    Talvez esse rapaz nem necessite sair da cadeia pra ter sua segunda chance. Talvez essa chance esteja esperando por ele na própria cadeia…

  41. Elias said

    Pax,

    E aí, também, está outra questão superimportante para o país: a reforma do Código Penal Brasileiro, o que envolve, dentre outras coisas, o debate sobre a inimputabilidade do menor.

    Aos 16 anos, o sujeito pode votar pra eleger o Presidente da República. Se ele é maduro o bastante para se manifestar sobre isso, por que não será maduro o suficiente para responder por um crime que ele eventualmente venha a cometer?

    Só que a revisão da inimputabilidade do menor implicaria, necessariamente, a reestruturação do sistema carcerário, né?

    E, aí, barata vôa…

  42. Chesterton said

    O fato de não serem pobres não pode servir de agravante. São babacas e todos babacas, de qualquer nivel socio-economico devem pagar pelos seus (mal) feitos de modo igual. Concordo que 16 anos já é idade suficiente para responder por crimes, e que 12 anos, tal qual muitos países desenvolvidos, é um exagero.
    Mas a verdade é que no Brasil em vez de responsabilizar oa meliantes mais bem-nascidos a tendência da justiça é absolver os meliantes de menos posses.

    Pelo que vi no video divulgado, não tinha como saber se os 3 garotos agredidos eram homossexuais ou não, o que levou um corte no rosto afirmou que não é homossexual. Esses retardados batem em qualquer um mais frágil xingando de “veado”. Isso é homofobia ou estão como diz o Elias querendo entrar para a turma?
    Como diz o Elias, me parece caso de homofilia.

  43. Chesterton said

    Fui vizinho de um colega que por acaso era homossexual. Não era mole não, o sujeito tinha 2 metros de altura, parecia um atleta e quando arrumava briga com um namorado eu, que era síndico, já mandava comprar produtos para limpar o sangue do corredor….mas já faz muito tempo.

  44. Elias said

    Chesterton,

    Também considero 12 anos exagero.

    A imputabilidade penal, a meu ver, deveria se iniciar aos 16.

    Mas o sistema carcerário teria que ser reestruturado.

    Do jeito que tá, simplesmente não dá.

  45. Chesterton said

    se não dá para 16, não dá para 18.
    mas olha isso

  46. Pax said

    Vereadorzinho democrático este, não?

    Vejam, caros Elias e Chesterton,

    Que seja homofilia mal resolvida, que seja filhinho de papai mal criado, o que quer que seja, o cara tem mais é que pagar com cana braba. Se a gente começa a ser tolerante aqui e acolá acaba dando no que vemos Brasil afora, a impunidade em todos os escalões do poder, em todas as classes sociais, indiscriminadamente. Aí, depois que a rédea fica solta, quero ver quem segura o pangaré em disparada.

    Reforma no código penal, sim, concordando com os dois, 16 anos pra cima é maior, algo por aí, reforma prisional e penitenciária etc etc, mas que seja feito, o quanto antes.

    O tal do maior de idade do grupo criminoso da paulista nem está com prisão preventiva pedida, segundo o noticiário o juiz ainda está decidindo se é realmente necessário.

    O que será que há na cabeça deste juiz? E se o agredido fosse seu filho?

  47. Chesterton said

    tá bom, Pax. Mas tráfico, assassinato e outras cositas mais são mais graves que agressões, a gays ou não, graves ou superficiais.
    Pode ser revoltante, mas há que se hierarquizar a punição.

  48. Elias said

    Pax,

    Concordo com você.

    Quanto à hierarquia de que fala o Chesterton, ela já existe no CPB. As penalidades para assassinato, lesões corporais graves, lesões corporais leves, etc, são diferentes entre si.

    Se um sujeito agride fisicamente outro só porque esse outro é negro, ou judeu, ou homossexual ou Testemunha de Jeová, etc, na realidade o agressor está cometendo 2 crimes: um, a agressão física; outro, a discriminação, que deu causa ao primeiro, e o agravou.

    Tem que pegar pesado com esse tipo de gente, senão a coisa fica ainda pior.

  49. vilarnovo said

    Para mim não deveria existir uma idade pré-estabelecida. E sim uma análise do crime e da capacidade da pessoa de entender o que fez ou não feita por um especialista. Em vários países do mundo já acontece isso, por mais que exista uma idade, uma criança pode ser julgada como adulto.

  50. vilarnovo said

    Aliás, uma coisa que não entendo no Brasil é: se um analfabeto pode votar, porque não pode ser eleito?

  51. Chesterton said

    Se um sujeito agride fisicamente outro só porque esse outro é negro, ou judeu, ou homossexual ou Testemunha de Jeová, etc, na realidade o agressor está cometendo 2 crimes: um, a agressão física; outro, a discriminação, que deu causa ao primeiro, e o agravou.

    chest- essa porra não está no código penal (ainda).

  52. Chesterton said

    Olhem uma coisa, estive pensando, pensando e cheguei a uma conclusão: bater em gay é coisa de viado.

  53. Chesterton said

    Contarei uma coisa para vocês. Certo dia lá pelos anos de 70 peguei uma carona para voltar para casa pela 10 da noite em POA. Aí, o motorista, que não regula bem até hoje pelo que eu sei, disse:
    – vamos passar pelo parque da caixadágua. (pAx deve saber onde é)
    Aí nem me liguei, quando vi ele e o amigo dele que estava no banco da frente apareceram com dezenas de bexiguinhas de água…sim, para jogar nos travestis que faziam ponto por ali.
    Porém eles não copntavam com a astúcia desses elementos-de-roupa-estranha. Quando o carro virou , os caraas já estavam esperando esse meu amigo.
    Resultado, não jogou nenhuma bexiguinha e um travesti jogou uma pedra com tanata força que bateu na coluna do vidro dianteiro (aquela que separava o vidro do pequeno vidro triangular de ventilação) e voltou no braço do motorista que sofreu fratura do úmero.
    quase que eu entro de gaiato (epa, será que gaiato tem origem na palavra gay?)

  54. Spit Fire (Carlão) said

    # vilarnovo disse
    Aliás, uma coisa que não entendo no Brasil é: se um analfabeto pode votar, porque não pode ser eleito?

    meu caro vilarnovo …se vc não entende nem adianta explicar…
    sem gozação. É sério.

  55. Spit Fire (Carlão) said

    de novo # 50 vilarnovo disse
    Aliás, uma coisa que não entendo no Brasil é: se um analfabeto pode votar, porque não pode ser eleito?
    aliás Pablo o problema em questão no caso do Tiririca nem é analfabetismo.
    É falsidade ideológica.
    É afirmar oficialmete que tem diploma e não ter.
    Caso da dilma e do mercadante que também “falsearam” no quesito e foram pegos na mentira, publicamente.
    Herança maldita de lula que se orgulha de não ter diploma.

  56. Spit Fire (Carlão) said

    #55

    Não é o fim da linha porque Tiririca está errado, e
    pior sempre pode ficar.
    infelizmente.

  57. Spit Fire (Carlão) said

    ei esse assunto já era…
    wikileaks é o assunto.
    acorda companheiro…
    honduras, chaves, jobim e garcia…
    rio já se sabe …o mercado compra, os traficantes vendem e a polícia leva grana.
    O Cabral finge q não vê…o gov federal colabora por incompetência e lula se julga o melhor
    presidente do mundo.
    Nenhuma novidade.
    Algo muito mais importante anda acontecendo…
    eia…prenda minha!
    o mundo gira e a luzitana roda!

  58. Patriarca da Paciência said

    Tanta polêmica boba sobre assuntos estéreis!

    Tirica é muito mais inteligente e capaz de muitos encanudados por aí.

    Vejam o que diz a “Sua pesquisa.com. sobre Carlos Magno, um dos maiores governantes, imperador de um grande impérios.

    “Consolidação do Império Franco

    Após ser coroado imperador do Sacro Império Romano Germânico, passou a ter tanta autoridade quanto o papa. Desta forma, conseguiu consolidar o império franco, do qual fazia parte a França, além de grande faixa da Catalunha, Navarra e Aragão (atual Espanha), os Países Baixos, a Alemanha e a Itália Central e Setentrional.

    Apesar de ter somente o conhecimento da leitura e não o da escrita, incentivou às artes e às ciências, investiu na reforma da grafia das letras, fundou escolas e incentivou o ensino.

    Este grande imperador morreu no ano 814, deixando seu grandioso império para seu filho Luís; contudo, este, ao contrário do pai, não foi capaz de continuá-lo.”

  59. Chesterton said

    que comparação idiota, hein, Patriarca? Você perdeu a noção?
    Tiririca x Carlos Magno, tsc, tsc, tsc.

  60. Patriarca da Paciência said

    É mesmo, não é Chesterton!

    Um era germânico, o outro é brasileiro! Que comparação mais esdrúxula.

    É a mesma coisa que comparar Lincoln com Lula.

    Um era norte-americano, o outro é brasileiro!

    Não dar para comparar mesmo!

    Por falar nisso, o pai de Carlos Magno era um copeiro que terminou por se tornar imperador!

  61. Patriarca da Paciência said

    Aliás, por falar em “após ser coroado imperador do Sacro Império Romano Germânico, passou a ter tanta autoridade quanto o papa.”

    Pois é, outro analfabeto muito famoso foi o fandador da Igreja Católica, o primeiro papa, São Pedro.

    Consta na história que São Pedro era analfabeto!

  62. Elias said

    Mas, Chesterton,

    O Brasil está cheio de exemplos de pessoas com pouca — e, às vezes — nenhuma instrução formal, que tiveram êxito em atividades empresariais, na política, etc.

    Aqui no Pará houve um sujeito — um cearense — que praticamente não sabia ler. Chegou aqui pobre de marré… mas criou um império, chamado Jari (vendido, posteriormente, a um grupo de empresários portugueses, que, por sua vez, o venderia ao americano Daniel Ludwig).

    Esse cearense de vez em quando fazia viagens à Europa. Certo dia, na França, ele foi destratado pelo garçon de um restaurante. Ele comprou o restaurante só pra ter o prazer de demitir o garçon. Depois, vendeu de novo.

    Poderia citar outro cara que, também tendo pouca instrução formal, se deu muitíssimo bem na política, talvez a atividade mais competitiva que existe.

    Mas falar dele pra ti seria falar de corda em casa de enforcado e, hoje, não tô a fim…

  63. Pax said

    Se não me engano o Amador Aguiar, fundador do Bradesco, cursou até o quarto ano primário e o pai o tirou da escola e trocou o lápis e a borracha por uma enxada.

    Acho que sim.

  64. vilarnovo said

    Elias – De certa forma eu concordo contigo. O problema do Tiririca não é nem tanto ele ser analfabeto ou não. O MEU problema com ele é ele se candidatar a um cargo que ele não faz a menor idéia do que seja.

    Há muitas pessoas que não possuem instrução mas são inteligentes, tem conhecimento, adquiriram com o passar do tempo ou simplesmente se interessaram por um assunto. Como há outras que possuem conhecimento e não conseguem traduzir isso em produtividade.

    Tiririca pode demonstrar isso? Pode, mas infelizmente acho que a Câmara dos Deputados não seria o melhor local.

    Mas, como falei, para mim é uma tremenda hipocrisia um país onde um analfabeto pode votar e um não pode ser eleito.

  65. Chesterton said

    Então minha gente vamos comparar Carlos Magno a um Assis Chateaubriand, a um Amador Aguiar, mas ao retardado do Tiririca?
    Vocês todos compraram o coitadismo crônico do Pstriarca? PQP, assim essa merda não vai para frente.

  66. Spit Fire (Carlão) said

    Pablo

    “Nada é mais terrível de se ver do que a ignorância em ação.” (Johann Wolfgang von Goethe)

    1.Então para acabar com a “hipocrisia” vamos através de modificação na Lei, através da Câmara dos Deputados, proibir o voto dos “não letrados” ou os “analfabetos funcionais”.
    Resolveríamos muitos problemas. A começar aqui pelo blog…hehehe
    Afirmar que Carlos Magno só sabia ler e era filho de copeiro como argumento a favor da ignorância, por exemplo, é coisa de quem não entende o que lê. Coisa de Apedeuta.
    Não adianta saber ler. Precisa entender e interpretar o que lê, também..

    2.Analfabeto não pode também tirar carteira de motorista.
    Requisitos
    O candidato à obtenção da CNH deve preencher os seguintes requisitos:
    * I – ser penalmente imputável;
    * II – saber ler e escrever;
    * III – possuir carteira de identidade ou equivalente.

    Presumo que você também acha que é “hipocrisia”…
    Se o pedestre pode ser analfabeto por que o motorista precisa saber ler e escrever?
    Responda quem for capaz!

  67. Chesterton said

    07/12/2010 | 00:00
    Jobim critica Médici…
    Nelson Jobim (Defesa) provocou mal-estar sábado, na Academia Militar das Agulhas Negras, durante a formatura da “Turma General Emílio Garrastazu Médici”, ao criticar indiretamente o patrono – elogiado antes pelo comandante do Exército pela “honradez, dignidade e patriotismo”.

    07/12/2010 | 00:00
    …e o filho se retira
    No discurso, que aliás não estava previsto, Jobim deixou claro que não aprovou a escolha do patrono, dizendo que o Exército “deve esquecer o passado”. Os generais nem o aplaudiram. E o convidado Roberto Médici, filho do ex-presidente, desceu do palanque e foi embora.

    do CH…

    chest- ainda há esperanças

  68. Chesterton said

    66, esse negócio de distribuir direitos a torto e a direito dá nisso, samba do afro-descendente doido.

  69. iconoclastas said

    “O problema do Tiririca não é nem tanto ele ser analfabeto ou não.”

    krai, o caboclo é responsável por, além de ele próprio propor leis, aprova-las e/ou rejeita-las, mas é incapaz de ler as mesmas e isso não é um pobrema?!?!

    pablo, com esse tipo de provocação não dá nem para se queixar das comparações de raro brilho das “mentes” do espaço…

    até pq foram modestos, nem falaram em Jesus Cristo…

    ;^/

  70. Chesterton said

    eu até imagino um analfabeto que compreenda as leis, mas Tiririca é um retardado mental.

  71. Spit Fire (Carlão) said

    chest
    quando vejo gente aqui elogiando a ignorância ou em dúvida
    sobre as vantagens da Educação x Ignorância,
    fico cada vez mais preocupado sobre o futuro.
    Lula desenvolveu o Brasil em direção ao “Homo Sapiens”
    e os homo sapiens do blog aplaudem o reconhecimento presidencial.
    Eles adoram ser homo sapiens …como seu espontâneo ídolo.
    hehehe
    chest o buraco é mais em baixo e ficar distribuindo direitos é apenas sintoma da doença maior.
    Estamos regredindo como Comunidade Inteligente…uma Nação onde a própria elite apesar de letrada
    não analisa e entende o processo de aviltamento de valores universais.
    Prefere comprar.
    desde “fusquetas” em 72 meses a ferraris à vista.
    Tamos maus!

  72. Elias said

    Chest,

    “Ainda há esperanças” de quê? De um novo golpe militar?

    Agora, acho que Jobim foi indelicado. Não é assim que um ministro deve se comportar.

    Não gostou da escolha do patrono? Não comparece à cerimônia, caceta! Manda o sub do sub e o recado estará dado…

    É certo que Médici será sempre associado ao período mais brabo da ditadura, tortura e assassinato de presos políticos, etc.

    E ainda tem aquela jogada feita no final do mandato, de expurgar o impacto da alta do petróleo no cálculo da inflação: de mais ou menos 22% ela passou para 14%, por aí…

    Um montão de dinheiro saiu do Tesouro pra cobrir o rombo na Petrobrás.

    Quanto à inflação, bastou uma dura sugesta da dita e a FGV (que era quem calculava a inflação pro governo) rapidinho ajustou tudo. Só muitos anos depois, por pressão do Banco Mundial, a FGV admitiu a sacanagem e refez os cálculos.

    Delfin Netto, décadas depois, daria os detalhes de seu papo com Shigeaki Ueki (é assim que se escreve?), então diretor da Petrobrás, mas já escolhido para Ministro das Minas e Energia do governo Geisel.

    Disse Delfin: “Mandei-os tomar no rabo!” Esse recado foi pro próprio Ueki e pro Geisel, então presidente da Petrobrás. Meses depois, Geisel daria o troco, “exilando” o gordo na embaixada da França.

    Mas, fora isso tudo — que não é pouco –, creio que, ao articular sua sucessão por Geisel, Médici sabia o que estava fazendo. Ele conhecia Geisel, sabia o Geisel pensava e, a meu ver, sabia exatamente o que Geisel tentaria fazer (e fez, né?).

    Foi um lance muitíssimo bem costurado, que tirou muito peso-pesado da jogada e não admitiu nem mesmo excesso de puxação de saco, como a tentativa feita pelo Estadão (que, depois, retocaria própria biografia, transformado dedada no rabo em medalha no peito…).

  73. Elias said

    Onde está escrito: “embaixada da França”,

    leia-se: “embaixada do Brasil na França” (que, a partir então, passaria a ser chamada pelos franceses de “embaixada 10%).

  74. 07/12/2010 | 00:00 Jobim critica Médici… Nelson Jobim (Defesa) provocou mal-estar sábado, na Academia Militar das Agulhas Negras, durante a formatura da “Turma General Emílio Garrastazu Médici”, ao criticar indiretamente o patrono – elogiado antes pelo comandante do Exército pela “honradez, dignidade e patriotismo”. 07/12/2010 | 00:00 …e o filho se retira No discurso, que aliás não estava previsto, Jobim deixou claro que não aprovou a escolha do patrono, dizendo que o Exército “deve esquecer o passado”. Os generais nem o aplaudiram. E o convidado Roberto Médici, filho do ex-presidente, desceu do palanque e foi embora. do CH… chest- ainda há esperanças

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: