políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Dirceu, Genoino e Delúbio: falência da oposição

Posted by Pax em 09/05/2011

A oposição ruiu. Acabou. Faliu. Colapsou. De tão ruim que é. Não há qualquer proposta ou propósito em suas trincheiras. Muito ao contrário, o que vê é um caminho cada vez maior em direção ao suicídio coletivo.

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) acredita que há uma possibilidade do partido representar o eleitorado liberal, de perfil conservador. Difícil situação deste eleitorado com este partido que mais parece com as torres gêmeas em seus momentos finais, desmoronando sobre as ruas de Manhattan.

O PDSB gastou suas lideranças. Serra, Alckmin e, o agora desabilitado, Aécio não parecem ter mínimas condições de unificar o partido e muito menos dar um rumo ideológico que agrade o eleitorado que Demóstenes do DEM quer.

O resultado? Delúbio volta aos holofotes sob aplausos, Genoino é condecorado com medalhas e Dirceu não sai do noticiário, agora com nova denúncia de tráfico de influência. Segundo notícia da Veja, José Augusto Quintella Freire e Romênio Marcelino Machado disseram à revista, na edição desta semana, que Dirceu foi contratado para aproximar o presidente do Conselho de Administração da empresa Delta Construções, Fernando Cavendish, de pessoas influentes do PT.

A frase que se destaca nesta notícia, supostamente dita por Dirceu, é:

“Com alguns milhões, seria possível comprar um senador”

José Dirceu, segundo notícia de O Globo, promete ir à Justiça. É bom mesmo que vá com muita gana. Em nome do próprio PT e das instituições democráticas. Este blog acompanhará amiúde a reação do grão-duque petista.

A oposição (PSDB, DEM e PPS) deverá chamar o empresário Fernando Cavendish para depor no Senado. Precisa passar por cima de José Sarney, o todo poderoso presidente da casa à serviço da proteção do Executivo, sabe-se lá a que custo.

ps.: Ana de Hollanda poderia devolver as tais diárias para não aumentar o problema de Dilma com a credibilidade de sua equipe.

Anúncios

64 Respostas to “Dirceu, Genoino e Delúbio: falência da oposição”

  1. Patriarca da Paciência said

    “A frase que se destaca nesta notícia, supostamente dita por Dirceu é:

    “Com alguns milhões, seria possível comprar um senador”

    Pois é, Pax, Você deve estar lembrado quando toda a “grande imprensa” publicou, em letras garrafais que: “José Dirceu diz que no Brasil há excesso de liberdade de expressão”.

    Veja, Folha, Estadão, Globo etc, fizeram o maior carnaval, quando na verdade o Dirceu nem de longe falou tal coisa. Muito pelo contrário.

    Reveja o vídeo da palestra do José Dirceu.

    José Dirceu, nem de longe, falou que existe “excesso de liberdade de expressão no Brasil”

    Falou sim: o que existeno Brasil é abuso do poder econômico, monopólio.

    Alguém nega isso.

    Talvez uma dezena, ou pouco mais, de famílias “controlando” tudo que deve e o que não deve ser publicado na imprensa brasileira.

    A Veja tem algum vídeo do José Dirceu falando sobre a “compra” de senadores?

    Ou é apenas mais uma “ficha falsa” da Dilma – no outro dia pede desculpas e acha que tudo se resolveu.

    Acho sim, que há um imenso abuso e falta de responsabilidade por parte da “grande imprensa” em suas acusações.

  2. Pax said

    Exatamente por isto, caro Patriarca, que seria de muito bom tom o José Dirceu cair de pau na Veja.

    Processo pouco é bobagem. Uma notícia dessas, se Dirceu ganha uma causa, dá para passar o resto da vida sem fazer nada, acredito eu.

    Go, Zé Dirceu, go!!!

    Como disse no post, o blog acompanhará amiúde o processo que Dirceu prometeu abrir contra a revista, segundo as notícias.

  3. Carlão said

    Pax
    Definição do Congresso Brasileiro, segundo “José Simão”:

    “Se gradear vira zoológico, se murar vira presídio, se cobrir com lona vira circo, se botar lanterna vermelha vira puteiro e se der a descarga não sobra ninguém”.
    ***
    Quanto ao Zé Dirceu…vamos aguardar os acontecimentos hehehe
    fogo amigo? PMDB? revolução intestina? dilma x zé dirceu ?
    vamos esperar o zé dirceu entrar com o tal processo.
    Com o “consultor” José Dirceu, empreiteira salta de R$ 104 milhões para R$ 758 milhões de receita no governo Lula.
    Isso é que é o empreendedorismo lulopetista.

    Como para alguns não ficou claro o que Pax escreveu, eu repito
    “PSDB, DEM e PPS deverão tentar convidar o empresário Fernando Cavendish para depor no Senado. Segundo matéria da revista Veja, o empresário teria dito que “com alguns milhões, seria possível até comprar um senador para conseguir um bom contrato com o governo”.
    Não foi Dirceu quem disse, foi o Cavendish (nome de pirata do Caribe…hehehe!)
    Uma das propostas da oposição é tentar interpelar judicialmente Fernando Cavendish. A medida depende, no entanto, do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).
    ***
    Falta falar ainda dos passaportes dos lulinhas filhos e netos e o caso do Juiz Asfor Rocha publicado semanas atrás, envolvendo o cumpadre Roberto Teixeira.
    Enquanto isso
    – Matem o mensageiro!

  4. Carlão said

    Pax
    A frase que se destaca nesta notícia, supostamente dita por Dirceu, é:
    “Com alguns milhões, seria possível comprar um senador”

    ***
    Dirceu supostamente não disse nada, ao contrário do que vc disse acima.
    Dirceu disse que vai processar os empresários falastrões e não a revista
    Pax não adianta tentar enrolar.
    A gente também lê jornal, pô!

  5. iconoclastas said

    “Como disse no post, o blog acompanhará amiúde o processo que Dirceu prometeu abrir contra a revista, segundo as notícias.”

    ele prometeu isso? onde saiu tal declaração?

    do blog do dito cujo:

    “Pela leviandade das acusações infundadas, vou acionar na Justiça os dois entrevistados que figuram como fontes únicas da VEJA.
”

    ;^/

  6. Elias said

    “A oposição (PSDB, DEM e PPS) deverá chamar o empresário Fernando Cavendish para depor no Senado…”

    Será que vai, mesmo?

    E se ele realmente comprou algum senador? E se o senador comprado é senador da oposição (pra votar a favor do que a oposição é contra)?

    E se ele fosse realmente apertado e resolvesse falar?

    E se ele também divulgar as contribuições eleitorais que ele, pessoalmente, e a Delta têm feito?

    E se, entre os principais beneficiários, figurar gente do PSDB, DEM e PPS?

    E se alguém resolver pesquisar as prestações de contas eleitorais e resolver que nem se deve esperar por alguma iniciativa do Cavendish e sair logo divulgando as doações dele pro PSDB, DEM e PPS?

    Sei não…

    Isso tá me cheirando mais a tiro no pé.

    Ou não. Talvez o PSDB, o DEM e o PPS não estejam a fim de cuspir no prato em que comem, ou de matar a galinha…

  7. Carlão said

    Elias
    E se mamãe fosse papai?

  8. Pax said

    Caro Carlão, em #4,

    Leia a notícia de O Globo – via clipping do Min do Planejamento – que eu linkei. E acalme-se.

    Repito o último trecho para você nem ter o trabalho de tomar um chá de erva cidreira enquanto procura pela internet:

    Procurada ontem pelo GLOBO, a assessoria de imprensa da Delta não retornou a ligação. Dirceu também foi procurado por meio de sua assessoria, que também não respondeu. Em seu blog, o ex-ministro negou que o crescimento da Delta tenha relação com o trabalho de consultoria que prestou para a empresa. “Meu contrato com a Delta, de R$20 mil, durou quatro meses e foi como os demais do mercado, firmados por qualquer consultoria com seus clientes. Prestei um serviço profissional. Portanto, é pura má-fé atribuir a alta no faturamento da Delta ao meu trabalho de quatro meses, quando o setor em que ela atua se expandiu muito nos últimos anos”, escreveu o ex-ministro.

    Dirceu promete ir à Justiça.

    Reparou no negrito que destaquei acima. Pois, então, como disse, acalme-se.

    Ou reclame da turma da Lopes Quintas & arredores.

  9. Pax said

    Aliás, caro Iconoclastas, você também deveria se acalmar e ler a notícia do Estadão, também vinculada no post. Destaco seu trecho final:

    Na contramão. Mais poderoso petista depois do presidente Lula, nos idos de 2005, e tido como “chefe da quadrilha” do mensalão, José Dirceu teve um fim de semana menos brilhante. Em reportagem, a revista Veja traz uma acusação contra ele feita pelo empresário Fernando Cavendish. Este atribui a Dirceu a frase: “Com alguns milhões seria possível até comprar um senador para conseguir um bom contrato com o governo”. Dirceu negou e avisou, ontem, que vai processar os autores da acusação. PSDB e DEM querem convidar o denunciante a depor no Senado.

  10. iconoclastas said

    caríssimo anfitrião, vc ainda não mostrou a notícia do ZD afirmando que vai à justiça contra a Veja. para que tanta calma? melhor agilizar e postar, ou se corrigir…

    aliás, de onde vc tirou que:

    “A frase que se destaca nesta notícia, supostamente dita por Dirceu, é:

    “Com alguns milhões, seria possível comprar um senador””

    enquanto que:

    “A reportagem afirma ainda que Cavendish teria dito que, “com alguns milhões, seria possível comprar um senador” para conseguir um bom contrato com o governo. ”

    vê lá hem?! essa calma aí…

    ;^))

  11. Cara Patriarca – A nota em que o Zé Dirceu, lider de quadrilha segundo o MP, foi emitida pelo PT da Bahia. Dizia isso: “O primeiro ano do governo da Dilma certamente será marcado pela política. Todos os articulistas na Globo batem na mesma tecla. O problema do Brasil é o monopólio das grandes mídias, excesso de liberdade e do direito de expressão e da imprensa. A imprensa já disputa até a constituição do governo”.

    Repito: a nota foi divulgada pelo PT da Bahia. Depois disseram que não foi nada disso, corrigiram, falaram que foi erro. Se você quiser acreditar, tudo bem. Agora dizer que a culpa de terem divulgado uma nota que foi emitida pelo própiro PT é da imprensa é sacanagem. É querer matar o mensageiro.

    “O presidente do PT baiano, Jonas Paulo, atribuiu a frase a um “equívoco da assessoria de imprensa do partido” e disse que o ministro recriminou o erro no texto. ”

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/798903-pt-ba-nega-que-ze-dirceu-tenha-criticado-excesso-de-liberdade-e-direito-de-expressao.shtml

    Aliás, como se vê, o “PIG” divulgou a informação do PT que havia sido um “mal entendido” (leia-se deixaram a verdade escapar).

    Espero que eu tenha esclarecido seu erro (mais uma vez).

    ===================

    Falta saber qual é o “serviço profissional” que um alto cacique do PT consegue fornecer a empresários…

    E não é só ele… Gilberto Carvalho, Greenhalgh… vários deles se especializaram nesse tipo de negócio.

    ======================

    Alguém tem que avisar ao pessoal do DEM: LIBERAL É DIFERENTE DE CONSERVADOR.

  12. Pax said

    Creio, caro Iconoclastas, em #10, que estamos numa conversa de ébrios. De novo, com muita calma:

    Este atribui a Dirceu a frase: “Com alguns milhões seria possível até comprar um senador para conseguir um bom contrato com o governo”.

    Atribuir a Dirceu, no português que eu aprendi, significa que é de Dirceu, ou seja, supostamente, como eu disse no post, Dirceu teria dito esta frase.

    Ou não? Se não, também, zuzu bem. Soluços…

  13. Chesterton said

    Fato consumado.
    A Azaléia, empresa gaúcha de calçados, está fechando a sua última fábrica no Rio Grande do Sul, no dia de hoje. Está demitindo os últimos 840 funcionários, dos 5.000 que empregava antes de ser comprada. A empresa foi comprada pela Vulcabrás, de Pedro Grendene, que pagou a conta com um daqueles empréstimos famosos do BNDES: R$ 314 milhões. A empresa vai produzir os calçados na China. Com dinheiro do BNDES, que sustenta este tipo de operação fraudulenta, imoral e indecente, típica deste governo podre do PT. Apenas como registro: na campanha de 2006, Pedro Grendene doou, como pessoa física, R$ 1 milhão para a campanha de Lula.
    do coronel noturno

  14. Pax said

    Caro Vilarnovo, em #11

    Concordo com você, a ideia que esta turma do DEM tem, a priori, é que liberal é sinônimo de conservador. Se for assim aí mesmo que qualquer ideário liberal vai para o brejo antes mesmo de sair do cabeçalho.

    Se a turma liberal quiser espaço, no meu entender, tem que amarrar o burro em outra sombra que não essa do DEM que desmonta como as torres gêmeas depois da “visita” do Osama.

    Aliás, tá uma barafunda danada, é um tal de coronelzinho da Bahia falar mal de alemãozinho de Santa Catarina que se eu não tivesse acompanhando acharia que o mundo tinha virado de cabeça para baixo.

    Do DEM só sobrarão escombros que nem para desmanche servirão. Belo serviço do Rodrigo Maia. O menino foi campeão de fazer antipolítica em primeiro grau.

  15. Pax said

    O caro Chesterton, velho e bom Chesterton, trazendo notícias de um tal coronel soturno.

    MAis ou menos como se eu adotasse como fonte o Brizola Neto, ou o Paulo Henrique Amorim, e desejasse que o blog tivesse alguma credibilidade em seu equilíbrio.

    Ou, de outro lado, o tio, o cabo eleitoral mais tiro no pé que conheço.

  16. Carlão said

    Pax
    pare de enrolar.
    Em nenhum momento Dirceu afirmou que iria processar a veja (confira no seu próprio link: http://zedirceu.com.br/index.php?option=com_content&task=view&&id=11991&Itemid=2)
    Mas você continua insistindo que isso aconteceu:

    #2 Exatamente por isto, caro Patriarca, que seria de muito bom tom o José Dirceu cair de pau na Veja.
    Processo pouco é bobagem. Uma notícia dessas, se Dirceu ganha uma causa, dá para passar o resto da vida sem fazer nada, acredito eu.
    Go, Zé Dirceu, go!!!
    Como disse no post, o blog acompanhará amiúde o processo que Dirceu prometeu abrir contra a revista, segundo as notícias.

    Dai a betty como sempre confundiu tudo e foi buscar um vídeo #1 que o Pablo já desmentiu e agora vc aproveita mais uma vez pra menosprezar PHA ou Brizola Neto e meter o pau no seu tio (Freud explicaria essa sua fixação obsessiva?).
    Aliás cada vez que vc prestigia o seu tio, eu me lembro de ir lá conferir o que ele anda escrevendo.

    Enquanto isso você Pax fica aqui DESCARADAMENTE torcendo para que o Dirceu além de criticar a revista, resolva processar a veja.

    ***
    O tema do blog ainda é corrupção ou terá mudado para “delenda a veja” (e o PIG)?

    Que vergonha meu amigo.O fracasso subiu-lhe à cabeça?
    Disfarça e suma por mais alguns dias pra refrescar a cabeça.
    Esse governo incompetente e corrupto está te deixando nervoso ? .
    Calma. Tome Xarope São João –
    Tudo será apurado hehehehe se o governo não obstruir a apuração da verdade.
    AH! antes que me esqueça como você Pax já cansou de afirmar
    A CULPA É DA OPOSIÇÃO! hehehe

  17. Chesterton said

    mas é fato.

  18. Chesterton said

    Marina suspeita
    por apoiar
    lobby estrangeiro
    Parlamentares no Congresso ameaçam denunciar a senadora Marina Silva (PV-AC) ao Conselho de Ética, por sua associação ao lobby de ONGs estrangeiras contrárias ao novo Código Florestal. Grande parte dessas ONG é financiada sobretudo por produtores agrícolas dos Estados Unidos, que temem uma maior competitividade do Brasil no bilionário negócio de produção e exportação de alimentos.[

    claudio humberto pode, pax?

  19. Chesterton said

    Procurador gaúcho responsabiliza Lula por mensalão
    Rudolfo Lago
    Do Congresso em Foco

    No último dia 17 de abril, o procurador da República Manoel Pastana encaminhou ao procurador geral da República representação em que responsabiliza o ex-presidente pela existência do mensalão
    Ao fazer a investigação e elaborar a peça acusatória que baseia a ação penal sobre o mensalão, que tramita no Supremo Tribunal Federal, a Procuradoria Geral da República livrou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de responsabilidade sobre os fatos que marcaram o seu primeiro mandato. O procurador da República no Rio Grande do Sul Manoel Pastana, no entanto, agora quer modificar essa situação. No dia 17 de abril, ele encaminhou ao procurador geral da República, Roberto Gurgel, uma representação em que pede a responsabilização criminal de Lula pela existência do mensalão. O Congresso em Foco teve acesso exclusivo à representação.

    chest- uol pode, pax?

  20. Carlão said

    Fato é a reportagem da Veja….que pode ser lida aqui:
    http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2011/5/9/o-segredo-do-sucesso
    Quem acusou Dirceu foram os 2 empresários e não a Veja.
    Interpretação é com o Pax, velho de guerra!
    O Demóstenes quer apurar se houve ou não corrupção ou se os empresários estão mentindo e a discussão aqui descamba pro suposto processo que Zé Dirceu supostamente abriria contra a veja, para se ganhar (ou perder) para não fazer mais nada na vida.
    Conversa de buteco!

  21. Pax said

    Caro Chesterton, em #19

    Essa eu já tinha posto, ou vi seu comentário depois de ter dado enter no novo post.

    Sim, Uol pode.

  22. Pax said

    Caro Carlão, em #20, que envolve também a questão do caro Iconoclastas,

    Sim, pelo visto eu transferi para a Veja o processo que Dirceu diz que abrirá contra os tais executivos/empresários.

  23. Pax said

    Caro Chesterton, em #18,

    Claudio Humberto? Pior que o tio. Consulte qualquer jornalista de respeito que lhe dirá sobre esta fonte mais furada que peneira grossa.

  24. Pax said

    Hum… se a Veja, ou, em muitos casos, a “Olhe bem que pode ser que seja”, publica algo que supostamente dois caras afirmam, sem checar as fontes, ela não pode ser processada?

    Acho que sim.

    Uma revista que tem um tio como articulista não merece lá muito crédito. Vamos combinar de falar verdades?

  25. Pax said

  26. Carlão said

    ERA DA MERDIOCRIDADE 1
    O pessoal do PT quer a cabeça dela rapidinho, mesmo!

    ERA DA MERDIOCRIDADE 2
    E os passaportes dos lulinhas e lulões …?
    A briga esquentou: O Itamaraty disse que tudo foi legal ( reafirmando subliminarmente que quando a família for a Nova York fazer compras, estará representando interesses nacionais, que é a condição onde poderia ser encaixada a intempestiva -final do governo lula- concessão de passaportes especiais).
    PUTA QUE PARIU!
    Inauguramos a monarquia no Brasil!
    A familia real viaja a serviço do país!

  27. Chesterton said

    jornalista de respeito….

    chest- me apresente alguns.

  28. Chesterton said

    ma revista que tem um tio como articulista não merece lá muito crédito.

    chest – me apresente uma

  29. Chesterton said

    ele não ia tirar as tropas e fechar guitmo?

  30. Pax said

    Jornalista tem alguns, sim, claro que sim.

    De conhecidos teus: PD, Ryff, Villas-Bôas, Marcos Sá Corrêa etc etc.

    Revista, bem, aí tenho que concordar, acho que não sobrou nada de bom.

  31. Chesterton said

    pd é jornalista onde? os demais escrevem onde?

  32. Chesterton said

    alias, a veja está comIOchpe e Rosenfield essa semana, muito bom.

  33. Chesterton said

    e o Fiuza, pode?

  34. Chesterton said

    Lula é o chefe do mensalão, segundo nova denúncia.
    Do Portal Uol:

    No último dia 17 de abril, o procurador da República Manoel Pastana encaminhou ao procurador geral da República representação em que responsabiliza o ex-presidente pela existência do mensalão

    Ao fazer a investigação e elaborar a peça acusatória que baseia a ação penal sobre o mensalão, que tramita no Supremo Tribunal Federal, a Procuradoria Geral da República livrou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de responsabilidade sobre os fatos que marcaram o seu primeiro mandato. O procurador da República no Rio Grande do Sul Manoel Pastana, no entanto, agora quer modificar essa situação. No dia 17 de abril, ele encaminhou ao procurador geral da República, Roberto Gurgel, uma representação em que pede a responsabilização criminal de Lula pela existência do mensalão. O Congresso em Foco teve acesso exclusivo à representação.

    chest- me agora, Pax, o coturno comentou o UOL, aí pode?

  35. Chesterton said

    MONDAY, MAY 9, 2011

    BNDES Destrói Empregos no Brasil e Cria Empregos na China
    A nova política industrial campineira seguida pelo BNDES é realmente um caso de estudo e, sem dúvida, vai para o rol das políticas mais estúpidas jamais criadas. O BNDES escolhe “vencedores”, i.e., empresas que supostamente serão líderes mundiais em suas áreas e ajuda com seus empréstimos subsidiados essas empresas a se agigantarem e consolidar seus monopólios domésticos. Entre elas está a Vulcabrás que recebeu empréstimo do BNDES para comprar a Azaléia. Como toda política gera consequências indesejadas, essa do BNDES não poderia ser diferente. Hoje a Azaléia fechou sua ultima fabrica no Brasil e ao todo destruiu 5 mil empregos. A vulcabrás vai produzir os calcados na China.
    POSTED BY SELVA BRASILIS

    chest- e se o selva brasilis dá amesma notici que o coronel coturno, pode?

  36. Pax said

    Caro Chesterton,

    PD no O Globo, Ryff no iG, Villas no JB e em seu blog, Marcos Sá Corrêa no o Eco e na Piauí… fora o que estou desatualizado.

    Esses não perderam credibilidade.

    Você fica chateado mas eu insisto na fábula dos porquinhos e o lobo. Pode ser até que um tio fale de coisas certas, mas de tanto falar “é o Lobo, é o Lobo … ” quando ele fala sobre algo correto, e fala, sim, algumas vezes, ninguém mais dá bola, não dá atenção. Os caras acabam perdendo o respeito.

    E você busca fontes piores ainda.

    Veja pelo outro lado. Imagine se eu somente lesse PHA, Brizola Neto etc etc. Você entenderia que eu teria opiniões equilibradas baseadas em boas fontes? Claro que não.

    É a mesmíssima coisa para os dois lados. Simples assim.

  37. Elias said

    “A oposição (PSDB, DEM e PPS) deverá chamar o empresário Fernando Cavendish para depor no Senado.”

    Uma vez que pai não é mãe e vice-versa, pergunto: já chamou?

  38. Pax said

    Não chamou nem vai chamar, caro Elias, por dois motivos bastante simples:

    1 – no Senado se você achar alguém que tenha rabo limpo, mande empalhar imediatamente como “aves raras”.

    2 – tem um porteiro no Senado, muito bem pago, a custo de ministérios, áreas inteiras do governo, nacos inteiros do Brasil, que tem um bigodão, que fez de um estado um dos maiores atrasos que uma população pode viver, que …. e que não deixa nada que ameace o governo passar para a pauta.

    Como sinto falta de uma boa oposição. Ah, se sinto.

    Os governistas que estão adorando este jogo de ausência de oposição vão acabar caindo do cavalo. Pode escrever. Anota aí. E me cobra daqui uns 34 anos, mais ou menos.

  39. Elias said

    Pax,

    É exatamente o que eu acho.

    Se chamar o cara, vai virar um circo.

    Alguns senadores farão rasgados elogios à capacidade empreendedora da Delta. Depois, terá início à sessão abobrinha…

    Ao mérito da questão:

    Dirceu teria dito que, com alguns milhões pode-se comprar um senador, certo?

    HIPÓTESE 1:

    A oposição ficou p. da vida porque isso é uma calúnia absurda e nojenta. Todo mundo sabe que os senadores brasileiros são as pessoas mais honestas do mundo. Incorruptíveis!

    HIPÓTESE 2:

    A oposição ficou p. da vida porque Dirceu inflacionou e isso pode desestimular compradores em potencial. Que história é essa de “alguns milhões”, quando basta um? (ou até menos que um, quem sabe?)

  40. Pax said

    Hum…. mau sinal, e a fonte me parece bem razoável:

    Fogo amigo contra ministra parte do PT
    Autor(es): agencia o globo: Gerson Camarotti
    O Globo – 11/05/2011

    BRASÍLIA. O Palácio do Planalto já identificou de onde parte, dentro do PT, o forte tiroteio para desestabilizar a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e está agindo para tentar neutralizar o ataque. No núcleo do governo, há o reconhecimento de que a situação é delicada, que a ministra apresenta um desempenho fraco e que não sai da agenda negativa. Ainda assim, a disposição da presidente Dilma Rousseff é mantê-la no cargo e evitar o sucesso do fogo amigo.

    A presidente considera que os fatos levantados até agora não justificam a demissão. A saída de Ana seria uma sinalização que Dilma errou na escolha do substituto do ex-ministro Juca Ferreira. Por isso, a tendência seria tirar Ana em uma reforma ministerial ampla, o que deverá acontecer no fim do ano.

    – É preciso ter postura mais firme da área política do governo para identificar quem está fazendo o fogo amigo e parar com isso – alertou o líder do PT, senador Humberto Costa (PE).

    O tiroteio virtual contra Ana de tem irritado o Planalto. No Twitter, petistas promovem ataques públicos, entre eles Marcelo Branco, ex-integrante da coordenação de campanha de Dilma, o ator José de Abreu e o deputado André Vargas (PR), secretário de Comunicação do PT.

    O governo também identificou uma forte mobilização do grupo do ex-ministro Juca Ferreira, além do sociólogo Emir Sader, que chamou a ministra de “meio autista” e teve sua nomeação para o comando da Casa de Rui Barbosa cancelada.

    – Está na hora de a ministra fazer mais política e mostrar sintonia com o governo. Esse é um governo de continuísmo. A ministra não pode desmobilizar completamente tudo o que foi feito no governo Lula. Não queremos o cargo. Queremos uma política coerente de continuidade – disse André Vargas.

    – A Ana de Hollanda colocou essa crise do Ecad no colo do governo Dilma. O que há na Cultura é um retrocesso. A ministra negou a política cultural do ex-presidente Lula. É uma traição à militância petista e ao eleitorado – criticou José de Abreu, militante petista.

    Já vi o caso do Rui Falcão versus Humberto Costa, onde Lula e Dilma não tiveram pulso e a presidência do partido foi para o lado da turma do barulho, digamos assim. Agora esta.

    Alguém tem que colocar o tilico na mesa. E rápido.

  41. Pax said

    Seguindo o mote do post, dado em seu primeiro parágrafo:

    “A oposição ruiu. Acabou. Faliu. Colapsou. De tão ruim que é. Não há qualquer proposta ou propósito em suas trincheiras. Muito ao contrário, o que vê é um caminho cada vez maior em direção ao suicídio coletivo”.

    Foi sim, basta conferir acima.

    Pois, então, vejamos:

    Kassab põe PSD na órbita de Sarney no Maranhão (acordinho básico do prefeito de Sampa com o dono do Maranhão, do Amapá, do Senado, do Ministério das Minas e Energia e otras cosistas mas)

    Só lembrando que para o PSD migraram tucanos, demos etc. Um saco de gatos de gente que quer mamar um pouco, cansaram de ficar de fora das boquinhas gerais e agora prometem aplausos a tudo que vier pela frente, ainda que em algumas vezes de forma disfarçada, para fazer numero na arquibancada.

    Este Kassab não engana nem minha bistataravó, aquela velha safada.

  42. Pax said

    Ainda seguindo o raciocínio, desta vez tendo a concordar com o alemão, que saiu da guerra chutando o pau da barraca:

    Bornhausen sai da cena política e diz que oposição está sem líder – Estadão
    Para o ex-presidente nacional do DEM, nem Aécio e nem Serra preencheram vácuo deixado por Fernando Henrique Cardoso

  43. Pax said

    Só para terminar provocando meus amigos governistas e meus amigos oposicionistas:

    – Com uma oposição dessas a gente poderia propor o Silvinho Land Rover para a presidência do STF e o Delúbio para o Ministério da Fazenda. Alguém sabe de uma boa ideia para onde acomodar o Genoino? Um novo ministério de lavanderia de cuecas?

    Claro que sim, tá tudo dominado, liberou geral.

    Kátia Abreu no PSD vira miss Brasil em dois tempos, é esperar pra ver.

  44. Elias said

    Pax,

    I
    Bem que a Ana Hollanda merece umas críticas, mesmo.

    Mas, cá pra nós, o Emir Sader só deixa de ser ridículo pra se tornar lamentável. Em ambas as situações, é a mesma antipatia de sempre.

    Agradável como um vômito de rato…

    Já o André Vargas necessita, urgentemente, encontrar alguém que lhe explique a diferença entre continuidade e continuísmo…

    II
    Tanto quanto você — ou, talvez, até mais — estou preocupado com o que acontece na oposição. Mas estou esperançoso quanto ao fortalecimento da OPOSIÇÃO, da qual eu faço parte.

    O projeto político imediato da OPOSIÇÃO, é fazer com que a oposição se livre dos agentes contratados pelo PT pra se infiltarem na oposição, desmoralizá-la e, assim, enfraquecerem-na politicamente.

    Estou me referindo aos notórios agentes petistas, os quinta-colunas Reinaldo Azevedo, Coronel Coturno, José Serra, Yeda Crusius, Pestana e tantos outros.

    Desde que a oposição se livre dessa gentalha, as portas da OPOSIÇÃO estarão abertas para ela.

  45. Elias said

    Quer dizer que, desde que FHC se retirou, Bornhausen sente, assim, um enorme vazio, que ele não consegue explicar, e que não foi preenchido nem por Serra nem por Aécio?

    Caraca!

    Ou, num enfoque mais sério: ele está publicamente admitindo a consciência de rebanho?

    Se for assim, do que esse rebanho estaria realmente necessitando: de um bom vaqueiro ou de um boi de cabeceira?

  46. Pax said

    A tal da oposição (minúscula, segundo o caro Elias)

  47. Carlão said

    O Pax a cada postagem revela mais e mais uma paixão intensa pelo Reinaldo Azevedo.
    Nem o tweet do cara ele para de vigiar.
    Paixão é sofrimento.
    Freud (Sigmund) já explicou isso no século passado!

  48. Pax said

    Não custa repetir o mote do post:

    A oposição ruiu. Acabou. Faliu. Colapsou. De tão ruim que é. Não há qualquer proposta ou propósito em suas trincheiras. Muito ao contrário, o que vê é um caminho cada vez maior em direção ao suicídio coletivo.

    Vou copiar e colar o post do Alon que fala, também, disso.

    Os próximos capítulos
    Nas Entrelinhas – Alon Feuerwerker
    Correio Braziliense – 12/05/2011

    Espaço para a política sempre há, como mostra o debate sobre o Código Florestal. Aliás, com a anemia da oposição, a polarização tende a procurar caminhos na base do governo. Se não há uma ameaça externa tão ameaçadora assim, não há tampouco a razão maior para uma coesão absoluta no governismo

    O governo Dilma Rousseff largou com maiorias confortáveis na Câmara dos Deputados e no Senado, e a situação melhorou quando o PSD desgarrou do Democratas rumo à independência. Era a senha para a liquidação da resistência à hegemonia absoluta do Planalto.

    E pareceu melhorar mais quando as dificuldades internas do PSDB evidenciaram o potencial de paralisia no maior partido de oposição, às voltas ele próprio com dificuldades nas composições regionais para a renovação das direções partidárias. E, principalmente, na composição nacional.

    Escrevi outro dia que a oposição não nasce nos Legislativos, mas na sociedade. E que se o político cruza a fronteira não carrega automaticamente com ele os eleitores. Há certa tendência a considerar que o eleitor pertence ao eleito, mas é um equívoco. É mais o contrário.

    É razoável considerar que a divisão social e política expressa nas urnas continua existindo. Há as pesquisas, mas seria pouco inteligente olhá-las como religião. Ano passado mesmo, a candidata de um presidente com 85% de bom e ótimo teve que amargar um segundo turno e nele viu a oposição levar 44% do eleitorado.

    Espaço para a política sempre há, como mostra o debate sobre o Código Florestal. Aliás, com a anemia da oposição, a polaridade tende a procurar caminhos na base do governo. Se não há ameaça externa tão ameaçadora assim, não há tampouco razão maior para coesão absoluta no governismo.

    ]Um sintoma viu-se na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, onde governistas e oposicionistas convergiram para limitar a ação do governo nas medidas provisórias (MPs).

    O pedaço mais drástico da proposta do senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi removido, será mantida a vigência automática das MPs, mas abriu-se um espaço de contenção dos movimentos discricionários do Executivo. Uma boa medida foi propor vetar que MPs tratem cada uma de mais de um assunto.

    E assim segue o comboio. E seguirá. O governo pode desejar a paz dos cemitérios no Congresso Nacional, mas a vida segue. E costuma ser mais forte.

    Aguardam-se os próximos capítulos.

    Pois, então, gentinha como o tio, o dioguito, o olavinho do caral, digo, carvalho, fazem a cabeça da oposição, tudo assim, minúsculo.

    E isto se torna um problemão maiúsculo. Totalitarismo é muito ruim. Põe ruim nisso.

  49. chesterton said

    e eu, continuo achando o Lula um grande fdp, canalha, que se aliou ao que pior existe no mundo para se exibir,

    Olavão? Tinha toda RAZÃO!

  50. Pax said

    Você diria o mesmo do FHC, caro Chesterton?

    Só lembrando que seu maior aliado foi o ACM, aquele coroné safado lá da Bahia.

    Se você disser o mesmo de FHC pode ser que eu te dê um bom argumento para começarmos uma boa discussão.

    Caso contrário, teu olavinho é do caral… carvalho mesmo. Um nada.

  51. Pax said

    Boa essa do José Simão (pena que meu parmêra esteja no meio, mas, fazer o quê?)

  52. Pax said

    Falando nisso…

    Aécio articula para alijar Serra de postos de comando

    Raquel Ulhôa | De Brasília – Valor Econômico – 20/05/2011

    A pouco mais de uma semana da convenção nacional do PSDB que vai eleger a nova direção partidária, está clara a disposição da corrente ligada ao senador Aécio Neves (MG) de evitar que o ex-governador de São Paulo e candidato derrotado à Presidência José Serra ocupe cargo de projeção no comando da sigla. Junto com o presidente do partido, deputado Sérgio Guerra (PE), Aécio está à frente das articulações. Estratégias de ação estão sendo definidas para 2012, visando fortalecer a candidatura presidencial da legenda em 2014. Um dos objetivos é evitar que o partido fique a serviço do projeto pessoal de Serra.

    Ontem, as divergências entre os grupos paulista e mineiro se agravaram por causa de dois episódios. Primeiro, a decisão da bancada do PSDB do Senado de reiterar o convite ao ex-senador Tasso Jereissati para presidir o Instituto Teotonio Vilela (ITV), órgão de estudos e formação política do partido. O gesto foi interpretado como veto a Serra. A reunião dos senadores foi na quarta-feira, no gabinete de Aécio. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, tinha dado início à articulação para que Serra fosse indicado ao cargo.

    Outro fato que azedou o clima interno no partido foi a notícia da existência de um parecer jurídico considerando que a reeleição de Guerra na presidência do partido contraria o estatuto do PSDB, que restringe a quatro anos consecutivos o mandato do dirigente. Guerra foi eleito em 2007, mas seu mandato foi prorrogado por duas vezes, totalizando quatro anos no cargo.

    Na leitura de aliados de Guerra, trata-se de ameaça de pessoas ligadas a Serra, de contestar a recondução do pernambucano, caso não haja acordo em torno da composição da executiva. O parecer estaria nas mãos do deputado Jutahy Júnior (BA), ligado ao ex-governador. “É irrelevante [o parecer]. Estou tranquilo”, disse Guerra, que discutiu o assunto ontem com lideranças do partido.

    Com relação à indicação de Tasso para o ITV, a primeira manifestação de apoio da bancada do Senado foi no ano passado, depois que Tasso foi derrotado na tentativa de se reeleger ao Senado. O senador Aloysio Nunes Ferreira (SP), aliado de Serra e único ausente na reunião da quarta-feira, criticou a decisão e negou que se trate de decisão da bancada. “Foi um encontro cordial, em torno de uma pessoa muito querida. Um homem como Tasso tem que estar na executiva. Mas sou contra o método de lista para nomeação. Tem que ser precedida por debate”, disse.

    Segundo Aloysio, “é um absurdo um partido querer sepultar uma pessoa só porque quer ser candidato a presidente”. Ele defende que a composição da executiva não pode ser decidida “pedaço por pedaço, igual salame”. Disse ser necessário o entendimento entre as correntes partidárias, sob pena de haver confronto na convenção e Guerra presidir um partido “dividido e ferido”. O presidente do PSDB afirma que vai trabalhar até o dia da convenção para “compor” as alas do partido.

    O grupo de Aécio, que hoje está à frente das negociações, parece disposto a contrariar interesses do grupo paulista. O argumento é o seguinte: ainda que a disputa agora deixe alguma sequela, se a solução garantir um funcionamento adequado do partido, é preferível que haja reações a um entendimento “de fachada”, que imobilize o PSDB nos próximos anos.

    Mesmo fora dos cargos de mais importantes da direção nacional do PSDB, o grupo ligado ao governador Alckmin prefere apoiar nomes aecistas, na tentativa de enfraquecer a influência de Serra das decisões da legenda. Alckmin já conseguiu o comando dos diretórios municipal e estadual do PSDB em São Paulo, deixando quase nenhum espaço a seu antecessor. “É inevitável a recondução de Sérgio Guerra e de Rodrigo de Castro”, disse um político da ala de Alckmin.

    Deputado federal aliado a Aécio, Castro deve reassumir a secretaria-geral nacional do partido. Serra havia tentado emplacar o nome do ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman, que evitou comentar o assunto. “Não participo das conversas. Elas se dão em Brasília, Em São Paulo, só quem participa é Alckmin e Serra, mas estou à disposição do partido”, afirmou.

    As negociações estão encaminhadas para manter a maioria do diretório e da executiva. A novidade é a criação do conselho político, do qual Serra teria participação como ex-candidato a presidente e Aécio, como representante do Congresso. O ex-governador paulista, no entanto, avalia que o órgão não tem importância e rejeita a ideia.

    A ida de Tasso para o ITV é considerada importante para o grupo de Aécio, porque os dois são aliados e o ex-senador mostra muita disposição para o projeto de “atualizar o programa do partido”. O receio da corrente de Aécio é que Serra, à frente do ITV, coloque o órgão a serviço de um projeto pessoal. Serra nunca admitiu publicamente a intenção de assumir o ITV, mas Alckmin reafirmou ontem o apoio a ele.

    O projeto do grupo de Aécio é estruturar o partido no país todo, criar uma comunicação institucional interna eficiente – que alimente as bases de informação -, identificar e potencializar os erros e fragilidades do governo federal, aproximar o partido da sociedade e criar marcas que identifiquem o PSDB, diferenciado-o do PT.

    Para 2012, a intenção é organizar um comando de alianças nas eleições municipais, apoiando candidatos que tenham mais condições de vencer o PT, ainda que sejam de partidos hoje aliados ao governo de Dilma Rousseff. A lógica é que, como o adversário de 2014 será o PT, o objetivo é dividir a base governista e atrair o maior número de aliados para o candidato do PSDB a presidente. (Colaboraram Ana Paula Grabois e Cristiane Agostine, de São Paulo)

    Tô dizendo, mato sem cachorro é pouco. Serra não só se enterrou como está, também, enterrando o partido.

  53. Elias said

    Pax,

    Conversamos um bocado sobre esse assunto no ano passado, não foi?

    Com Serra e Aécio, o PSDB se torna um animal com 2 cabeças: não tem como sobreviver.

    São 2 corpos tentando ocupar o mesmo lugar no espaço. Simplesmente não dá…

    No ano passado, Aécio solapou como pôde a candidatura do Serra. É que, se o Serra fosse eleito, certamente se candidataria à reeleição em 2014, adiando o sonho de Aécio pra 2018.

    Tempo demais. Até lá, barata vôa…

    Claro que Serra sabe que foi sabotado. Quem é suficientemente trouxa pra supor que Serra não sabe quem armou aquela história da filha dele?

    A impressão digital na cena do crime tem o inconfundível sotaque mineiro, uai!

    Claro que Serra quer dar o trôco. Se ele conseguir ocupar uma posição de destaque no PSDB vai torpedear toda e qualquer pretensão do Aécio.

    Que, por isto mesmo, precisa e quer travar cada passo de Serra.

  54. Chesterton said

    Durante anos, Olavo de Carvalho bateu nesta tecla: o movimento bolivariano está envolvido até a raiz dos cabelos com o tráfico internacional de drogas. Um financia o outro, a depender do momento. Chacotas, piadinhas, Olavo é maluco, paranóico. Eis então que o exército colombiano destrói um acampamento da guerrilha sanguinária, captura computadores e a verdade está ali para quem tiver olhos para ver: Chávez e Farc, tudo a ver. O Demente de Caracas pede até para o grupo eliminar adversários políticos. “Ah, mas isto não aconteceu!” Não importa. O fato é que o pedido está ali. Chávez emprestou dinheiro pras Farc, a maior fornecedora de drogas do Comando Vermelho, comprar armas. Este imbecil beiçudo deveria ser persona non grata no país, mas o governo, totalmente ligado à Chávez e à guerrilha, via Foro de São Paulo, bajula o tirano.

    O jornalismo brasileiro está mesmo na UTI. Até hoje não se animou muito, salvo raras exceções, a investigar a grana que as Farc mandaram pro PT nas eleições de 2002. Pistas, o PT deixa por todo o lado. Ou será que foi apenas por questão de humanismo que dona Dilma Rousseff acoitou a mulher do representante das Farc no Brasil, no escondido Ministério da Pesca? Tá lá a nomeação, com a assinatura do Primeiro Poste da Nação.

  55. Chesterton said

    O que mais impressiona na fala deste senhor é que ele, com todas as letras, justifica a violência que era cometida, naquele período, pelo estado, que prendeu e matou pessoas ao arrepio das leis do próprio regime militar. Carlos Eugênio deixa claro que ele próprio fazia o mesmo. Leiam este outro trecho:
    “Um Tribunal Revolucionário da Ação Libertadora Nacional do qual eu fiz parte, um grupo de dez ou 12 pessoas decidiu que, se a pessoa faz parte da guerra e está do outro lado, ele merece ser executado”.

    ra

  56. Elias said

    Chatofix = Chatotorix + Idéiafix

  57. Chesterton said

    rsrsrsrs

    Chastofix

  58. Pax said

    Caro Elias,

    Você está se referindo ao suposto dossiê que revelou o suposto financiamento da Ambev no curso em Harvard para a filha do Serra?

    (Chatofix é muito bom… )

    Caro Chesterton, o #54 é do titio histérico (ou louco de vivo?) também?

  59. Chesterton said

    54, Leite de Pato

  60. Elias said

    Pax,

    Essa da Ambev/filha do Serra eu nem sabia.

    Eu estava me referindo àquela “investigação jornalística” feita por um jornalista que trabalhava num jornal mineiro, etc e tal. A lebre da quebra do sigilo bancário…

    Durante a presidencial de 2010, o PSDB ensaiou de acusar o PT.

    O problema é que começaram a aparecer impressões palmares, marcas de bicadas e resquícios de pena de tucano pra tudo que é lado, por onde o tal jornalista passara.

    Submetidas a severos interrogatórios por especialistas tucanos, as peninhas, pobrezinhas, começaram a gemer: “Foi nóis não, uai! Nóis num têm nada com esse trem aí, não…”

    Aí o PSDB guardou a lebre no viveiro e deixou tudo pra lá…

    Parece que a filha do Serra é bem danadinha mesmo.

    Eu li umas entrevistas dela, sobre aquela empresa da qual ela era sócia. A empresa era “brasileira”, porém registrada somente numa dessas lavanderias do Caribe — tipo Caymam, Aruba, por aí — e a diretoria só se reunia em Buenos Aires.

    O mais interessante é que a filha do Serra disse, na entrevista, que ela não conhecia a sócia dela nessa empresa. Nunca a tinha visto pessoalmente e jamais havia falado com ela, nem por telefone (parece que o currículo da sócia era mais sujo que pau de galinheiro…).

    Como diabos uma pessoa abre uma empresa em sociedade com alguém a quem ela não conhece, nunca viu, nem nunca falou?

    A filha do Serra pode ser danadinha, mas é bandeirosa que dói, né?

    Já que o assunto é sacanagem muita, parece que o Palocci ganhou um defensor de muito peso e experiência: Maluf!

    Segundo terceiros, o velho, manjado e experiente corruptão paulista deu uma série de declarações públicas, dizendo acreditar na inocência do Palocci.

    Taí! Eu não levava fé no Palocci, mas, agora, depois que o Maluf o defendeu, eu também passei a acreditar na inocência palocciana… (Chester, modo ironia “on”, certo?).

    Considerando-se que Maluf não bate prego sem estopa…

  61. Chesterton said

    Petista Honesto?! Se Existe Está Condenado à Morte!
    Ex-petista, Danevita Ferreira de Magalhães era gerente do Núcleo de Mídia do Banco do Brasil quando, ainda em 2004, foi instada a participar de uma fraude para justificar a remessa de nada menos que 60 milhões de reais às arcas do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, o caixa-forte do mensalão. Ela não se curvou à ordem. Por isso, foi demitida e viu sua vida virar de cabeça para baixo. Ameaçada de morte e vivendo de favor na casa de amigos, Danevita é agora uma testemunha-chave do Ministério Público Federal para provar que o mensalão foi abastecido, sim, com dinheiro publico. Entre 1997 e 2004, Dane, como é carinhosamente chamada pelos poucos amigos que lhe restaram, coordenou o núcleo do Banco do Brasil que administrava os pagamentos às agências de publicidade contratadas para fazer a propaganda da instituição e de seus produtos. Por esse núcleo, formado por representantes das agências, passava todo o papelório necessário para liberar os mais de 180 milhões de reais gastos a cada ano nas campanhas publicitárias do banco.
    POSTED BY SELVA BRASILIS

  62. Pax said

    Tô dizendo… vou repetir o que disse no início do post:

    A oposição ruiu. Acabou. Faliu. Colapsou. De tão ruim que é. Não há qualquer proposta ou propósito em suas trincheiras. Muito ao contrário, o que vê é um caminho cada vez maior em direção ao suicídio coletivo.

    A cada dia uma nova notícia dizendo a mesmíssima coisa.

    Desarmonia tucana
    Autor(es): Ivan Iunes
    Correio Braziliense – 24/05/2011

    Às vésperas da convenção nacional, PSDB está polarizado. Crise prejudica articulações para os pleitos de 2012 e de 2014

    O PSDB caminha a passos largos para repetir na convenção nacional do partido o racha que dividiu o diretório paulista da legenda no início do mês. Marcada para o próximo sábado, a reunião elegerá os postos-chave de comando da sigla pelos próximos dois anos. Mas, a contar pelo nível de acirramento entre os grupos internos, o encontro para selar a unidade tucana pode parar na Justiça. A fissura tem como pano de fundo as eleições nacionais de 2014, muito embora o PSDB ainda discuta apenas timidamente o pleito municipal do ano que vem.

    Desde a derrota nas eleições presidenciais do ano passado, os tucanos viram o novelo da crise interna se desenrolar de uma intriga inicial para uma convulsão que opõe os principais nomes do partido. A disputa entre os grupos do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do senador Aécio Neves (MG) contra o candidato derrotado à Presidência da República no ano passado José Serra teve a temperatura elevada ao pico nos últimos dias. A recondução ao cargo do atual presidente do PSDB, Sérgio Guerra, tida como certa pelos grupos de Aécio e de Alckmin, ainda encontra resistências entre os serristas. A bancada ligada ao ex-governador paulista ameaça contestar na Justiça a legalidade de uma terceira reeleição de Guerra, deputado federal por Pernambuco.

    Outro agravante da crise ocorre porque os serristas exigem ocupar a Secretaria-Geral — segundo posto hierárquico da legenda— para acomodar o aliado Alberto Goldman. As alas de Alckmin e de Aécio trabalham para emplacar a reeleição do deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG). No início de abril, a disputa pela Secretaria do diretório paulista provocou a ruptura de seis vereadores tucanos em São Paulo, que decidiram se desfiliar do partido. O impasse gerou tanto desconforto que a convenção estadual teve de ser adiada, pois não havia chance de acordo entre Alckmin e Serra. No fim, o candidato do atual governador ao posto estadual, César Gontijo, ficou com o cargo.

    No plano nacional, os grupos de Alckmin e de Aécio trabalham para emplacar Guerra e Castro nos dois postos-chave e o ex-senador Tasso Jereissatti (CE) no Instituto Teotônio Villela (ITV). Os serristas chegaram a pedir a eleição do ex-governador paulista para o posto no ITV — indicação que o próprio Serra não vê com bons olhos.

    Rodízio
    Para os tucanos alheios à disputa entre paulistas e mineiros, a hora é de pressionar por maior espaço na legenda. Na semana passada, 37 deputados federais estiveram reunidos com Sérgio Guerra para cobrar a fatura pelo apoio na convenção do próximo sábado.

    Reunidos na casa do deputado Reinaldo Azambuja (PSDB-MS), os parlamentares pediram um rodízio nos cargos de liderança do partido e da minoria na Câmara, que invariavelmente ficam com Minas ou São Paulo. Ainda querem um novo modelo de divisão do Fundo Partidário da legenda, privilegiando os estados em que os tucanos não são governo. Os deputados também cobram que a sigla foque as eleições de 2012 e inverta a agenda atual, que tem privilegiado o pleito de 2014. “A Executiva deve se pautar por 2012, e não inverter a agenda, como tem feito. Não dá para discutir 2014 sem ganhar terreno em 2012. Chegaremos enfraquecidos desse jeito”, reclama Azambuja.

  63. Elias said

    Pax,

    Aparentemente Aécio terá que ser descartado como candidato a Presidente da República em 2014.

    Ou isso, ou Serra terá que ser esmagado.

    Serra vai fazer o possível pra ocupar uma posição privilegiada, que lhe permita devolver ao Aécio as gentilezas que dele recebeu em 2010. Alckmin e Jereissatti estão no pacote.

    Com esses dois, o PSDB se converterá numa espécie de Prometeu amalucado, que dispensará abutres e se encarregará de esfrangalhar o próprio fígado, no melhor estilo tupinambá.

    Cheguei a pensar que Jereissatti ficaria fora da briga, exatamente pra ser a alternativa tucana ao descarte de Aécio.

    Ele é um político experiente e um gestor competente e poderia ser uma boa carta na manga tucana.

    Particularmente, eu aprecio o trabalho que Jereissatti fez na companhia de saneamento do Ceará.

    Na maior parte dos estados, esse tipo de estrutura está falindo ou já faliu. Onde foi privatizada, as falências se sucedem e as companhias vão passando de mão em mão. Entra ano, sai ano, e o que é ruim só faz piorar.

    Nesse particular, o Ceará é uma ilha de eficiência num mar de incompetência e desmazelo.

    Lá, a companhia de saneamento foi saneada. Ampliou substancialmente o universo de domicílios atendidos, a micromedição, o atendimento a clientes de grande porte, etc., e passou a dar lucro.

    Hoje, a companhia de saneamento do Ceará não só NÃO recebe subsídios do Estado, como ainda paga a este pela extração da água bruta que, depois de tratada, será vendida à população. Paga salários decentes, fornece água de boa qualidade e dá lucro.

    Uma senhora realização de Jereissatti, que deveria servir de modelo pra maioria dos Estados brasileiros.

  64. Pax said

    Não sei se Jereissatti ou Aécio, mas algo melhor que Serra e Alckmin deveria assumir a cabeça do PSDB antes que ele acabe como o DEM.

    Serristas elevam tom e ameaçam boicotar convenção
    Autor(es): Julia Duailibi
    O Estado de S. Paulo – 24/05/2011

    PSDB paulista avalia que, do jeito que a cúpula está sendo moldada, fica pavimentada indicação de Aécio como candidato a presidente em 2014

    Diante da falta de acordo para a composição da Executiva Nacional do PSDB, aliados do ex-governador José Serra ameaçam boicotar a convenção do partido, no sábado, em Brasília. A disputa pelo controle da direção partidária evidencia o clima já acirrado entre os tucanos na tentativa de influenciar os rumos da sigla na eleição presidencial de 2014.

    Ontem, o presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), encontrou o governador Geraldo Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes, para discutir a composição da nova cúpula partidária. Depois, esteve com representantes da bancada paulista, na sede do PSDB na capital.

    Tanto o governador quanto os parlamentares insistiram na indicação de Serra para a presidência do Instituto Teotônio Vilela (ITV). Num discurso uníssono, também pediram que o novo secretário-geral seja uma indicação da bancada paulista.

    A presidência do ITV, no entanto, foi prometida ao ex-senador Tasso Jereissati (CE), apoiado pela maioria dos senadores e, em especial, por Aécio Neves (MG), que defende a reeleição do deputado Rodrigo de Castro (MG) para a secretaria-geral.

    Guerra, que encontraria ontem o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, não se comprometeu com as demandas e sinalizou só a necessidade de composição. Sem entrar em detalhes, elogiou o ex-governador Aberto Goldman, um dos cotados pelos paulistas para a secretaria-geral. “São os pleitos sobre os quais eu já tinha conhecimento”, disse Guerra, ao sair da reunião. “O que o governador Geraldo pedir o partido dará atenção.”

    Questionado se a indicação de Tasso já estava consolidada, ironizou: “Nem a minha está”. Tucanos ameaçam questionar na Justiça a recondução de Guerra, caso seus pleitos não sejam acatados.

    A despeito da disputa pelo controle do PSDB em São Paulo, Alckmin tem defendido a indicação de Serra ao ITV para mostrar empenho pela unidade da sigla e por considerar importante dar ao ex-governador uma representação institucional no PSDB.

    Ao lado do coordenador da bancada paulista do PSDB, Luiz Fernando Machado, o líder da sigla na Assembleia, Orlando Morando, insistiu nos dois pedidos na reunião de ontem. “É o maior Estado da federação”, afirmou Morando, segundo quem os paulistas farão “pressão total” para ficar com as duas vagas.

    Acordo. Parlamentares ligados a Serra dizem que não vão participar da convenção se não houver acordo. Ontem, lideranças do Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo e Bahia, entraram em contato com os paulistas para dizer que também defendem Serra no ITV e maior participação dos Estados na Executiva.

    Para os serristas, Guerra tem apoio de Aécio para ser reeleito. A avaliação é que, do jeito que a cúpula está sendo moldada, já fica pavimentada a indicação do mineiro como candidato a presidente, e eles não querem isso mais de três anos antes da disputa.

    A convenção reunirá cerca de 600 delegados. Eles vão eleger 213 membros do diretório nacional, que votam na chapa da Executiva.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: