políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Aldo Rebelo vs Marina Silva

Posted by Pax em 12/05/2011

Aldo Rebelo confessa que age à margem da lei e é ovacionado pelos pares ruralistas no Congresso. Daqui tiram-se duas conclusões:

1 – A inteligência de Aldo Rebelo não é lá das maiores. O deputado declara em público as falcatruas nas quais participa.

2 – A turma que apóia as alterações do Código Florestal promovidas pela bancada ruralista é avessa a questões como coerência, decência etc.

Assista o vídeo onde o Aldo Rebelo confessa sua participação no abafamento do suposto caso de fraude no IBAMA pelo marido de Marina Silva, aqui.

Bate-boca marca tentativa de votação do Código Florestal – site G1

Marina Silva criticou texto do relator, que, depois, acusou o marido dela. Ex-coordenador da campanha de Marina revidou: ‘Canalha, traidor!’

Uma suspeita de suposta fraude no texto final do novo Código Florestal, apresentado pelo relator Aldo Rebelo (PC do B-SP), provocou uma troca de insultos durante a sessão desta quarta-feira (11) que tentava votar a mudança na legislação ambiental – a votação acabou adiada.

A confusão começou quando o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Teixeira (SP), disse na tribuna que o texto final apresentado por Aldo Rebelo havia sido alterado com relação ao que foi acordado em reunião de líderes às 21h.

Em seguida, a ex-senadora do PV Marina Silva postou no microblog Twitter: “Estou no plenário da Câmara. Aldo Rebelo apresentou um novo texto, com novas pegadinhas, minutos antes da votação. Como pode ser votado?!”

Aldo Rebelo, então, pediu a palavra e disse: “A fala infeliz do deputado Paulo Teixeira (de que Aldo havia alterado o texto em relação ao acordo) deu razão para a ex-senadora Marina Silva, que postou em seu Twitter que eu fraudei o texto. Quem fraudou, quem contrabandeou madeira, foi o marido da senadora.”

Rebelo se referia a reportagens publicadas no ano passado sobre o suposto envolvimento do marido de Marina, Fábio Lima, em fraudes no Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama).

O deputado Alfredo Sirkis (PV-RJ) então, gritou para Aldo Rebelo: “Canalha, traidor!” Sirkis coordenou a campanha à Presidência de Marina Silva em 2010. (continua no G1 …)

Anúncios

70 Respostas to “Aldo Rebelo vs Marina Silva”

  1. Chesterton said

    eu não sei se esquerdismo é doença ou apenas insanidade intelectual…..

  2. Carlão said

    Pax
    Pra mim não ficou claro o sentido de sua frase: Aldo Rebelo confessa que age à margem da lei no vídeo em questão.
    Seria quando ele fala: “Quem fraudou contrabando de madeira foi o marido de Marina Silva!”?
    Estaria o marido da Marina Silva – Fábio Vaz de Lima realmente fraudando o contrabando de madeira e Rebelo sabia da verdade e se calou… foi isto que vc quis dizer?
    Se foi, eu concordo que houve algo à margem da Lei na questão da madeira e Marina ficou muito mal na foto ao acusar o Rebelo de fraudador. Ele apenas foi conivente com a corrupção da base governista que queria abafar o caso, protegendo a ministra, à época.
    Por isso Marina Silva tomou um calaboca gigantesco!
    Vamos ver se alguém vai entrar com processo.
    Marina hoje não estava ameaçando ninguém.Vamos aguardar o maridão se pronunciar
    hehehe

    Leia com calma antes de responder…

  3. Pax said

    Acho isso mesmo. Pelo que foi exposto pelo pouco inteligente deputado. Salvo engano tivemos:

    1 – houve uma denúncia contra o marido da Marina Silva

    2 – Aldo Rebelo, o deficiente, aceitou se calar, quando como líder na Câmara, deveria, no meu entender, levar a denúncia onde quer que chegasse

    3 – ontem ele disse: “quem fraudou contrabando de madeira foi o marido da Marina Silva”

    4 – ou seja, ele sabendo que houve – supostamente – uma fraude e foi conivente

    concluindo, o cara é deficiente intelectual mesmo.

    (cá entre nós, só o titio histérico (ou louco de vivo?) pra elogiar um cidadão como esse… pois é, tô achando que o titio é pra lá de espertalhão vendendo drogas (notícias histéricas) para meninos bobos por aí).

  4. Carlão said


    concluindo, o cara é deficiente intelectual mesmo. Pax

    1.E Marina Silva é inocente de acusar Aldo Rebelo de fraudador sem fundamento?
    Ela afirmou isso em seu tweet. Que catzo são as tais pegadinhas a que ela se refere?
    Ficou comprovado que ela estava errada. Queria tumultuar o processo, chamando rebelo de fraudador.
    2. O Governo não estava por trás da conduta de seu lider `a época?
    Corrupção da qual temos até agora pelo menos 3 culpados assumidos: Rebelo, Marina e Ivan além de dezenas de deputados que barraram a apuração do assunto para proteger o governo de um desgaste desse tipo. Era verdade e Marina e seu marido se enrolaram e o Governo mandou abafar.

    Putz acho que entendi porque você Pax odeia tanto o Reinaldo Azevedo…você não consegue entender nada corretamente a curto prazo.
    Sua conexão é lenta e quando você aprende as respostas já mudaram as perguntas.
    É de ficar com raiva mesmo. Faz parte da paixão. Que é sofrimento.
    hehehe

  5. Chesterton said

    Pax, não porque cometeu um crime que está errado em outras questões. Essa é a falácia de várias modalidades
    -apelo ao preconceito
    -ad hominem
    -Cum hoc ergo propter hoc
    -e mais uma que esqueci agora (rs)

    boa aquela cantora.
    —————-

    Carlão:
    Putz acho que entendi porque você Pax odeia tanto o Reinaldo Azevedo…você não consegue entender nada corretamente a curto prazo.

    chest- o Pax não aprendeu a pensar com lógica. Só intuição politicamente correta.

  6. Chesterton said

    We might ask ourselves how we would be reacting if Iraqi commandos landed at George W. Bush’s compound, assassinated him, and dumped his body in the Atlantic.

    http://www.guernicamag.com/blog/2652/noam_chomsky_my_reaction_to_os/

    chest- me lembrou do Pax. A resposta: exatamente a mesma reação que ocorreu após a destruição das torres gêmeas. Inimigos são destruídos, não compreendidos nem carregados no colo.

  7. Patriarca da Paciência said

    “Inimigos são destruídos, não compreendidos nem carregados no colo.”

    Isto é exatamento o que pensam os terroristas islâmicos!

    E eles também tem absoluta certeza que estão certos e… mais ainda, que estão do lado de Deus e que estão fazendo a vontade de Deus.

    Chega a ser impressionante!

    Pax,

    realmente divergimos em alguns pontos.

    Eu considero o Aldo Rebelo um deputado muito inteligente e ponderado, um verdadeiro abnegado.

    Não há maior problema maior no Brasil que a divisão de terras.

    Lembro-me que, ao final do governo FHC, foi anunciado que há no Brasil terras griladas em área igual a dois estados de São Paulo. Terras suficientes para assentar todos os sem-terras brasileiros e ainda sobrar.

    Falaram também que tais terras estariam em processo de desapropriação, justamente para fins de reforma agrária.

    Pois muito bem, o caso foi tão abafado que hoje em dia é difícil até encontrar matéria sobre o assunto na internet. Tenho procurado e nada encontro.

    Mas voltando ao Aldo Rebelo.

    Um dos lugares mais belo, produtivo e evoluído do Brasil, por desejo dos ecologistas, simplesmente poderia desaparecer.

    Estou falando da Serra Gaúcha.

    Caxias, Gramado, Bento Gonçalves e tantas outras boas e evoluídas, cidades estão em topo de montanhas.

    Grandes plantações de frutas, todas em topo e encostas de montanhas.

    Prósperos empresários do agro-negócio, muitos já em terceira ou quarta geração.

    Vamos desalojar todas essas pessoas?

    É simplesmente inviável, incabível e indesejável.

    E é uma situação que se repete por todo o Brasil: Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais etc.

    Seria simplesmente o caos.

    Felizmente, não tem a menor chance de acontercer.

  8. Pax said

    Caro Patriarca,

    Vou na abertura do http://www.avistarbrasil.com.br/

    Na volta te respondo com muito prazer. Não vejo nenhum problema em discutirmos pontos de vista divergentes que eventualmente tenhamos. E temos, sim.

  9. Elias said

    Pax,

    Qual é, exatamente, a posição do PV em relação à proposta de Código?

    Pelo que percebi até aqui, a Marina e o Sirkis estão em minoria no PV, também nessa questão.

    Se for assim, mais uma vez parecem ter razão as pessoas do grupo de Marina, que, no ano passado, diziam em relação à “banda podre” do PV: “pra esquerda, nós perdemos; pra direita, eles ganham…”.

  10. Chesterton said

    Isto é exatamento o que pensam os terroristas islâmicos!

    chest- exatamente, por isso que a reação deve ser proporcional.

  11. Patriarca da Paciência said

    Ou seja, Chesterton,

    teu negócio é o Antigo Testamento – “olho por olho, dente por dente”.

    Fundamentalista convicto!

    Comandado e orientado pelo adversário!

    E ainda se diz defensor de idéias modernas!

    Ou de alguma racionalidade!

  12. Francisco Silva said

    A questão central é: o marido de Marina é fraudador? O resto é secundário. PolíticAética devia investir neste tema.

  13. Elias said

    Pax,

    O que você, pessoalmente, acha do novo código?

    Dei uma olhada, agora, e acho que os tais 4 módulos fiscais estão muito confusos. Aparentemente, é quase impossível colocar em prática os critérios de recuperação.

    Conversei ontem à noite com alguns técnicos do Ibama.

    Vários deles concordam com a opinião da Procuradora Federal Adriana Rocha (MS), segundo a qual a proposta em tramitação no Congresso é “…reacionária, predatória e impossível de ser remendada”, e que, se o Congresso aprová-la, “…estará produzindo a pior lei florestal da história do Brasil.”

    Nos quase 8 anos em que foi ministra, bem que a Marina poderia ter tomado a iniciativa de elaborar uma proposta de Código Florestal.

    Simplesmente perdeu o trem…

  14. Chesterton said

    “olho por olho, dente por dente”.

    chest- olho por unha ….muito mais severo que o antigo testamento, muito mais radical, muito mais belicista, muito mais malvado.

  15. Chesterton said

    eu não tenho a menor ideia sobre esse enrrosco do codigo florestal…

  16. Elias said

    Análise do Márcio Santilli:

    “…uma propriedade com 100 hectares, e que não dispõe de reserva legal, não precisará recuperá-la se estiver em Conchas, mas precisará recuperar ou compensar 20 hectares se estiver em São Manuel, na mesma sub-região de SP.”

    “Se a propriedade tiver 500 hectares e não dispuser de reserva legal, terá que recuperar ou compensar 76 hectares se estiver em Conchas, mas que seriam 86,5 hectares se ela estivesse localizada em São Manuel.”

    “Anomalias do gênero ocorreriam Brasil afora. Uma propriedade de 300 ha em Crateús (CE), desprovida de reserva legal, não teria nada a recuperar, mas a propriedade com igual extensão e também sem reserva, em Eusébio (CE), estaria obrigada a recuperar 52 ha (embora as terras em Eusébio, na grande Fortaleza, sejam supostamente mais necessárias à ocupação).”

    E por aí afora.

    Um caos!

    Vou dar uma lida na íntegra, neste final de semana.

  17. Chesterton said

    o bomde ter destruido Osama é que de vingança seus asseclas matam 80…muçulmanos….

  18. Pax said

    Prezados,

    Por partes:

    1 – Caro Patriarca, em #7 (e responde, em parte, o caro Elias, em #13: uma das grandes falhas deste projeto do famigerado Aldo Rebelo é que ele é feito para os grandes e não para os pequenos. Mentira é o que não faltou nesta história toda. A questão da diferenciação entre os pequenos produtores e os grandes produtores, os de larguíssima escala, foi muito apressadamente alterada agora nesta reta final, para que Aldo e sua malta conseguissem a aprovação na Câmara. Em outras palavras, caro Patriarca, se bem feito, é lógico que todas essas culturas da Serra Gaúcha não seriam prejudicadas, desde que obedecessem o mínimo. Esta é uma conversa fiada, ou um “trololó” ruralista.

    Aliás, caro Patriarca, lembre-se que a assessora do Aldo Rebelo neste projeto foi a mesma que afirmou que as decisões de Lula em 2008 (de punir os desmatadores) eram inconsequentes e incumpríveis. Será que por um acaso Lula queria, em 2008, punir os pequenos produtores? Pode até ser, se olharmos com os olhos do titio histérico que tem enorme habilidade em distorcer verdades.

    2 – Caro Francisco Silva, em #12 – Sim, acho uma boa que a acusação do Aldo Rebelo seja levada à cabo, que todas as apurações necessárias se realizem. Se o Marido de Marina é fraudador ou não eu não tenho a menor ideia. Posso ter algum feeling, mas nenhuma certeza. A única que tenho é a confissão do Aldo Rebelo que ele, à margem do que é normal, ético etc, abafou a denúncia.

    Ora, se houve uma denúncia, que ela fosse apurada. Se foi uma denúncia que pudesse ser classificada como injúria, calúnia ou difamação que o marido da Marina entrasse com uma ação. Caso contrário, que o mesmo respondesse por algum eventual crime. Qualquer coisa, menos o Aldo Rebelo abafar o caso por estar nesta ou naquela posição.

    Caro Elias em #13

    Entre outras coisas, meu enorme questionamento é que o novo Código Florestal proposto pode simplesmente permitir o desmatamento de uns 80 milhões de hectares. Precisa de mais alguma coisa?

  19. Elias said

    Pax,

    Ainda não li a íntegra. Vou começar daqui a pouco mais.

    Por ora, dei uma olhada só na tramitação. Veja o absurdo:

    1 – A iniciativa do projeto foi do deputado Sérgio Carvalho (PSDB/RO). É dele a Proposição Legislativa nº 1876, que ingressou na Câmara dos Deputados no dia 19-10-1999.

    2 – Ou seja, esse troço está tramitando há mais de 11 anos!

    3 – Com tanto tempo pra fazer o serviço, Suas Excelência nos brindam com esse Quasímodo.

    4 – Agora, em 2011, foram registradas 186 Emendas de Plenário!

    Pra quem não sabe, a “Emenda de Plenário” é a maior praga do processo legislativo.

    Nas emendas introduzidas nas Comissões, a coisa é feita mais cuidadosamente. Verifica-se o impacto que cada emenda produzirá na lei como um todo e, a cada emenda incorporada, compatibiliza-se a redação total da lei, o que garante que o documento tenha coerência interna.

    Nada disso acontece com as “Emendas de Plenário”. A aprovação dessas emendas refletem as “maiorias dinâmicas” que se estabelecem ao longo de uma votação. Nessas circunstâncias, fica difícil avaliar, em poucos minutos, quais as repercussões de cada emenda sobre o conjunto das disposições de uma determinada lei.

    Se a lei é extensa, então…

    As “Emendas de Plenário” acabam criando aquele treco muito comum nas leis brasileira: o artigo “X” diz; o artigo “Y” desdiz. Depois, tome de emendas e mais emendas — novos artigos, parágrafos, incisos e alíneas, novas redações, etc, etc — pra corrigir as inconsistências do texto originalmente aprovado.

    Em termos ideais, as “Emendas de Plenário” deveriam se concentrar em aspectos formais da lei, evitando-se as mudanças de conteúdo. Estas, deveriam ser, preferencialmente, discutidas e negociadas nas comissões técnicas.

    No caso, esse projeto passou por 3 Comissões Técnicas Permanentes: (1) Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; (2) Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; (3) Justiça e Cidadania.

    Além dessas 3, o projeto passou, ainda, por uma Comissão Técnica Temporária ou Especial: a Comissão Especial constituída para dar parecer sobre o dito projeto.

    Conclusão: depois de tramitar por mais de 11 anos, passar por 3 comissões técnicas permanentes e uma comissão especial, o projeto de novo Código Florestal ainda recebe 186 emendas de plenário e formula uma estrutura de módulo fiscal que nem os deputados conseguem explicar direito como funciona.

    Durma-se com esse som…

  20. Chesterton said

    4/05/2011 às 4:15
    Justiça à moda iraniana – Homem que cegou mulher com ácido será punido com a perda da visão no sábado, também com ácido
    No Globo Online:
    Depois de alguns anos tentando uma “vingança legal” contra o homem que a cegou com ácido, Ameneh Bahrami teve o direito concedido pela Justiça do Irã de fazer o mesmo contra os olhos de seu agressor, Majid Movahedi, de acordo com o jornal britânico “The Guardian”. Neste sábado, Movahedi será sedado no hospital judicial de Teerã enquanto Ameneh, enfim, promoverá a sua vingança.É a primeira vez que um preso será penalizado com cegueira proveniente de ácido no Irã, um país que está acostumado a sentenciar seus detentos a partir da interpretação literal da Sharia, a lei muçulmana.

    A iraniana Ameneh, que pediu pelo direito de vingança no tribunal em 2008, teve o rosto desfigurado e ficou cega, em 2004, depois que Movahedi jogou um pote de ácido em sua face, enquanto ela voltava do trabalho para casa a pé. A atitude criminosa foi uma resposta à recusa de Ameneh em se casar com Movahedi. “Ele estava segurando um recipiente com um líquido vermelho. Olhou para dentro dos meus olhos por um segundo e jogou o ácido no meu rosto”, contou a vítima durante o julgamento.

    chest- esse pessoal não entende outra linguagem.

  21. Chesterton said

    Houve uma revolta na internet contra a “gente diferenciada” de Higienópolis, em São Paulo, cuja associação de moradores mobilizou-se contra uma estação de metrô em determinado local do bairro. Também habitado por membros da comunidade judaica, o bairro foi alvo, inclusive, de ataques neonazistas na internet. Hoje, os “agitadores sociais”, possivelmente com ônibus pagos pelo PT, prometem fazer um churrasco na Vilaboim, um dos recantos mais aconchegantes do bairro, em protesto contra o direito de um bairro querer ou não uma estação de metrô. Gente que nunca botaria os pés naquele local vai estar lá em troca de umas geladas e de umas lascas de maminha. Obviamente, como FHC mora no bairro, assim como vários membros do tucanato, o protesto tem uma forte conotação política. Os canalhas querem marcar a velha e boa luta de classes, fazendo uma analogia entre o povão de Lula e elite de FHC.

    Ao mesmo tempo, no Rio de Janeiro, segundo a Folha de São Paulo, aconteceu um arrastão no metrô, pouco depois das 21h de quinta-feira, quando sete homens entraram na estação Central, subiram em um dos vagões e anunciaram o assalto entre as estações Praça Onze e Estácio. Assustada, uma passageira acionou o alarme. O trem parou, com as portas fechadas, e o grupo continuou assaltando os passageiros, até que o veículo voltou a andar. Quando parou na estação Estácio, o bando fugiu. Passageiros em pânico chegaram a pular para os trilhos para se esconder. O fato não teve muito destaque, pois afinal de contas, bandidos são uma “gente diferenciada” no Rio de Janeiro. Recebem proteção da polícia, do governo e até mesmo da imprensa. Ou alguém viu matéria sobre o fato no Jornal Nacional? O PT e os “agitadores sociais” não se manifestaram na Estação Central e nem fizeram churrascos para exigir mais segurança. Vivemos num paiseco, onde moradores de um bairro pacato viram bandidos e bandidos não são incomodados.

    chest- do coronel

  22. Chesterton said

    num país “favelizante”, aqueles que ousam defender seus bairros são criminalizados, aqueles que ousam produzir, penalizados, aqueles que ousam trabalhar, tributados e aqueles que agridem, celebrados.
    Que país, que povo de mierda.

  23. Pax said

    Caro Chesterton,

    Quer dizer, então, que você e o tal coronel soturno acham que a culpa é do povo. Quer dizer, mais especificamente do povo mais pobre?

    Tá, entendi.

    Depois reclamam que apearam do poder e, pelo andar da carruagem, ficarão assim por muito tempo.

    A não ser que a gente veja uma enorme transformação do Serra e do Alckmin virando líderes. Pode até ser, vou até ali procurar uma sombra pra esperar sentado tomando uma breja e comendo churrasquinho de asa de frango.

  24. Patriarca da Paciência said

    Pax,

    de minha parte, continuo achando que os ecologistas brasieiros são absurdos e obtusos. Insistem num “método geométrico”, ou seja, tem que ser tantos e tantos metros, tais e tais porcentagens etc.

    O método deve ser científico: Como melhor proteger as nascentes?

    Como melhor proteger as margens dos rios?

    Como melhor proteger os topos das montanhas?

    Como melhor proteger as encostas das montanhas?

    Etc. etc. etc.

    Mas não, os ecologistas insistem num tal de “tem que ser tantos e tantos metros, tais e tais porcentagens”.

    Ninguém pode utilizar as encostas das montanhas para nada.

    Ninguém pode utilizar as matas para nada.

    Ninguém pode utilizar os topos das montanhas para nada.

    etc.etc.etc.

    Lembro-me que o comentarista Darwinista (no tempo de Pedro Doria), defendia simplesmente a extinção da espécie humana.

    Que o mundo seria bem melhor sem as pessoas etc.etc.etc.

    Bom, cada um tem todo o direito de defender suas idéias.

    Mas as leis que brotam do bom senso e da vontade da maioria são as únicas que são legítimas!

  25. Zbigniew said

    O que esta em jogo:

    As movimentações no Congresso para mudar o Código começaram no segundo semestre de 2008, depois de o então ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, dois meses após substituir Marina Silva, ter convencido o ex-presidente Lula a assinar decreto multando em até R$ 50 milhões donos de terra que desmatassem além do permitido. O decreto, que entrará em vigor em junho, fazia o Código, que é de 1965, funcionar para valer. E botava na ilegalidade a maioria dos agricultores. Grandes e pequenos, comerciais ou de subsistência.

    Para evitar as multas milionárias e sem ser incomodado pelo governo, o setor rural conseguiu construir, de 2009 em diante, uma proposta em parceria com o deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), para mexer no Código. Esteve a um passo de votá-la em abril deste ano, quando Patriota alertou Dilma de que o projeto, como estava, teria repercussão internacional negativa para o Brasil, a um ano da Rio 20. A presidenta decidiu, então, escalar seu ministro mais forte, Antonio Palocci, chefe da Casa Civil, para buscar uma saída que minimizasse ao máximo o potencial de danos à reputação brasileira.

    Do sítio do Carta Maior.

  26. Chesterton said

    não, pax, o povo pacato é conservador e não adepto do relativismo moral, a culpa, segundo ele, é do PT .

  27. Chesterton said

    Depois reclamam que apearam do poder e, pelo andar da carruagem, ficarão assim por muito tempo.

    chest- apeamos desde que o Sarney virou presidente.

  28. Chesterton said

    Mas as leis que brotam do bom senso e da vontade da maioria são as únicas que são legítimas!

    chest- finalmente, patriarca, um post seu que faz algum sentido. mas e quando a maioria decide pelo mau senso?

  29. Elias said

    “…bandidos são uma ´gente diferenciada´ no Rio de Janeiro. Recebem proteção da polícia, do governo e até mesmo da imprensa.” (Coronel soturno, citado por… ora, precisa dizer?)

    Doido!

    A oposição brasileira é isso: um problema psiquiátrico…

  30. Chesterton said

    é a pura verdade, bandido no Rio é rei.

  31. Chesterton said

    ssa é a situação

  32. Chesterton said

    Pallocii enriuqueceu rápido…esses petistas são muito “inteligentes”.

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/milagre-1-palocci-multiplicou-por-20-patrimonio-em-quatro-anos/

  33. Patriarca da Paciência said

    Fora do tema:

    “A dívida norte-americana alcança, nesta segunda-feira, o limite autorizado pelo Congresso, mas os parlamentares se negam a ampliar o valor. O Tesouro dos EUA alerta desde abril que 16 de maio é a data para a dívida alcançar o teto de US$ 14,294 trilhões. O Estado não pode aumentar o endividamento além deste valor. O governo insiste para que o Congresso aumente o teto, mas o tema divide os parlamentares: os republicanos exigem antes uma economia de bilhões, nas palavras do presidente da Câmara de Representantes, John Boehner, algo que os democratas consideram perigoso.”

    http://correiodobrasil.com.br/divida-dos-eua-deve-chegar-ao-limite-nesta-segunda/239897/

  34. Patriarca da Paciência said

    chest- esse pessoal não entende outra linguagem.

    É isso aí Chesterton.

    E como esse pessoal não entende outra linguagem, eu me tornarei exatamente igual a eles!

  35. Elias said

    Pax,

    Li a íntegra do projeto. Realmente, é uma tragédia!

    Dificilmente ele passará sem produzir uma repercusão externa muito negativa.

    Além disso, a estrutura de módulos fiscais parece obra de um doido varrido.

    Não admira que o projeto esteja com 186 emendas de plenário penduradas sobre sua cabeça.

    O pior é que pode ser que as emendas sejam piores que o soneto… se é que é possível piorar esse aleijão…

  36. Chesterton said

    E como esse pessoal não entende outra linguagem, eu me tornarei exatamente igual a eles!

    chest- I will prevail.

  37. Chesterton said

    quem tem uma ideia equilibrada sobre um projeto e que não seja um radical ambientalista?

  38. Pax said

    Caro Elias, #35,

    Você só agora tomou conhecimento, mas a coisa já rola faz muito tempo. É mais que óbvio que Aldo Rebelo tem uma intenção muito esquisita neste projeto.

    Intenção que, por acaso, agrada um bocado os grandes proprietários que mais tem que recompor suas reservas.

    Por acaso… saca? Basta ver como o Tonaldo Caiado, Blairo Maggi, Katia Abreu (a musa do Chesterton, velho e bom Chesterton, e do titio histérico (ou louco de vivo?)) e essa turma.

  39. Chesterton said

    Dora Kramer – O Estado de S.Paulo
    O governo já conseguiu fazer com que o valor do salário mínimo seja estabelecido anualmente por decreto, pondo fim ao debate de todos os anos no Congresso.

    Agora, na proposta do novo Código Florestal, quer estabelecer que as permissões de plantio em área de preservação permanente nas margens dos rios sejam também decididas por decreto.

    Para as obras necessárias à realização da Copa o Mundo de 2014, tenta aprovar uma legislação específica para fugir dos rigores da Lei de Licitações, alegando urgência depois de ter tido quatro anos desde a indicação do Brasil para dar início aos trabalhos pelo processo normal.

    O controle dito “social” dos meios de comunicação só poderá ser considerado fora da agenda, como prometeu a presidente Dilma Rousseff, depois de divulgado o texto do projeto de regulação em exame no Ministério das Comunicações.

    Já cooptou os movimentos sociais, desmontou a autonomia das agências reguladoras, manda na maioria dos partidos (cuidadosamente desmoralizados), influencia na redistribuição de forças dissidentes do campo adversário, estimula as lideranças que lhe parecem mais convenientes na oposição, trabalha para adaptar a reforma política aos seus interesses (por que Lula cuidaria pessoalmente do assunto?) e por aí vão os exemplos.

    São fatos, não visões de fantasmas ao meio-dia.

    O governo caminha, devagar e no uso dos instrumentos disponíveis na democracia, para conquistar o controle das instituições construindo uma hegemonia político, social, legislativa, cultural e mais o que puder açambarcar até consolidar-se na posição de suprema instância de decisão.

    Faz isso nas barbas de uma sociedade inerte e de uma oposição cúmplice que parecem ter dificuldades para decodificar sinais e ligar os pontos.

    O avanço do Executivo sobre as instituições é esperto, pois não se dá a partir de um projeto explícita e assumidamente autoritário: acontece de maneira sub-reptícia, por meio de movimentos isolados que, no entanto, têm sempre como pano de fundo o objetivo da dominação, da prevalência absoluta de uma força política sobre as demais.

    A aparência é democrática, mas a intenção é francamente impositiva, considerando-se que não se vê um só gesto plural, que aceite o contraditório como algo natural. Só o pensamento alinhado ao governismo é tido como democrático e a divergência, tachada de antipatriótica, “perdedora”, indigna de atenção.

    O raciocínio segundo o qual quem ganhou as eleições é quem tem razão está disseminado em todos os setores: na política, no mundo dos negócios, na sociedade e, um pouco menos, também na imprensa.

    A discussão e as tentativas de votação do novo Código Florestal encerram demonstrações de sobra a respeito do acima exposto: o governo não tem maioria para aprovar o ponto que para ele é crucial – o poder de mando discricionário sobre as áreas de proteção – e, no lugar de compor, procura impor. É a lógica de sua atuação.

    Não há crise na base. O que existe são interesses conflitantes que permeiam todas as bancadas no tema específico do uso produtivo da terra e da preservação ambiental.

    O impasse se dá justamente porque o governo não administra divergências. Simplesmente quer vê-las extintas.

    Mal parado. Em um ambiente que se pretendesse decente, a acusação do deputado Aldo Rebelo ao marido da ex-senadora Marina Silva – “contrabandista de madeira” -, seguida da confissão de que como líder do governo ajudou a abafar o caso, não poderia terminar com o dito pelo não dito.

    Mas, como a conjuntura não se pretende decente, prevalecerá o deixa-disso.

    Resumo da ópera. Em entrevista ao jornal Valor, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, resumiu no que consiste o poder de atração do PSD: “O conjunto de forças que sempre esteve no governo, ao cabo de oito anos fora dele, resolveu mudar para ser o que sempre foi: base de governo”.

  40. Chesterton said

    Pax “ad hominem” Ajax, aquele que ataca pessoas para não ter que discutir idéias.

  41. Carlão said

    E o “painho” Palocci, hein?
    Diante de um excepcional aumento de patrimônio o “painho” Palocci se defendeu e afirmou que foi dinheiro ganho por sua empresa de consultoria.
    Pagou impostos e tudo mais.

    Tudo bem, “painho” Palocci
    o senhor, mesmo sendo deputado federal pago pra ser representante full time dos cidadãos que o elegeram , vendeu ao mesmo tempo, serviços de consultoria
    (nem sei se isto é legal, mas moral e eticamente não seriam…ou estou errado?).

    É claro que sendo ex- ministro da Fazenda de lula, muita experiência e especialização em medicina e prefeitura (do ponto de vista econômico-financeiro), podem ser justificativas pelo aumento excepcional de patrimônio do “painho” Palocci, através da exploração comercial destes atributos únicos.
    hehehe

    Tudo bem até agora?
    Vamos ver:
    O senhor “painho” Palocci vendeu serviços muito caros.
    Alguém comprou e pagou caro.
    É claro.
    Mas cabe a pergunta:
    O que o senhor“painho” Palocci vendeu que foi valioso o suficientes para comprar 2 imóveis de 7 milhões de reais em menos de 4 anos? E ainda sobrar algum pra viver num ap de 1 andar com 500 metros quadrados em Sampa, Jardins. Enquanto pago pela República pra morar em Brasília.

    Alguém comprou e não pagou barato.
    O dinheiro entrou a rodo na conta da empresa de consultoria.
    O “painho” Palocci recebeu o dinheiro a rodo.Gastou 7 milhões de reais, que ganhou enquanto representava o povo, como deputado.
    \
    Empresário não rasga dinheiro – portanto devem ter valido o preço pago.

    Fica a pergunta ao “painho” Palocci:
    O que vale tanto dinheiro assim?
    Teria sido tráfico de influência e/ou corrupção ou o que?
    PoliticAética…por enquanto nem se manifestou,anda preocupado com Aldo Rebelo e quejandos.

    Alguém aqui abusado pelo “painho” Palocci tem a resposta?
    Elias, Betty da Matilde ou Pax arriscam algum um palpite?
    O que foi vendido?
    O que valia tanto?.
    Nem todo mundo tem um “painho” pra chamar de seu. Né, não?
    Vamos aguardar os desdobramentos…
    desde já hehehe
    Incluam me fora desta paixão por “painhoS” pedófilos!

  42. Chesterton said

    money loundry

  43. Patriarca da Paciência said

    “Já cooptou os movimentos sociais, desmontou a autonomia das agências reguladoras, manda na maioria dos partidos (cuidadosamente desmoralizados)”

    É simplesmente aterrador o abismo de competência (no sentido de saber planejar e realizar as coisas), entre o governo e os adversários.

    Será que o governo do PT tem esse poder todo?

    Como que o PSDB, como toda a “grande imprensa” do seu lado, nada consegue?

    Faz décadas que tentam desmoralizar o Lula e o Lula só cresce cada vez mais no bom conceito dos brasileiros.

    Não só a oposição, como também a imprensa brasileira, são de uma incompetência inacreditável!

  44. Pax said

    PHA e titio histérico acusando o Palocci? Enlouqueceram o mundo dos loucos de vivos?

    PHA e Titio agora andam juntos?

  45. Patriarca da Paciência said

    “Intenção que, por acaso, agrada um bocado os grandes proprietários que mais tem que recompor suas reservas.”

    Pax,

    para cada grande priprietário que simplesmente teria que “recompor suas reservas”, pelo menos mil pequenos proprietários seriam simplesmnente INVIABILIZADOS em suas atividades.

    Sem contar que muitos desses grandes proprietários estavam totalmente “dentro da lei” quando praticaram o desmatamento.

    Acho sim, que há muito de interesses escusos dentro da boa intenção da ecologia.

    Trabalho em duas frentes: subsídios escandolosos aos agricultores de lá e criar problemas para os agricultores brasileiros.

    Os empresários do agro-negócio norte-americano e europeu, estão em guerra total contra o agro-negócio brasileiro, o qual vem se revelando o mais próspero entre todos.

    E ainda há o problema das cidades construídas em topos e encostas.

    Cidades inteiras teriam que ser demolidas ou removidas.

    Realmente coisa de louco!

  46. Pax said

    Patriarca,

    Procure que já há uma diferenciação para propriedades de poucos módulos. Esta é a desculpa do Aldo e dos grandes proprietários, mas não cola.

  47. Elias said

    Carlão,

    Recomendações àquela senhora a quem eu tanto estimo.

    Quanto ao Palocci, mais uma vez erraste a direção. Não vou com a cara desse sujeito, de jeito nenhum.

    Aliás, eu e um porrilhão de gente dentro do PT.

    Sempre disse aqui, que a ausência dele preencheu uma lacuna na equipe do Lula.

    Se quiseres ferrar com ele, fica sabendo que minha torcida vai toda pro teu partido…

  48. Chesterton said

    PHA e titio histérico acusando o Palocci? Enlouqueceram o mundo dos loucos de vivos?

    PHA e Titio agora andam juntos?

    chest- ninguem do PT defendeu Pallhoçsi, dizem que foi fogo amigo, que o9 pessoal do mensalão é inimigo carnal dele, enfim, sem oposição, toda comprada, com jornaliostas abafando as denuncias (gravissimas) só resta esperar a briga pelo butim,

  49. Chesterton said

    Parece que o Patriarca está do lado do Aldi, e o Pax do lado do Pallocci…
    POax, pallocii é corrupto, você duvida?

  50. Chesterton said

    Folha de São Paulo.

    A Ordem dos Advogados do Brasil e os três maiores partidos de oposição cobraram ontem esclarecimentos ao ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, sobre a evolução de seu patrimônio, 20 vezes maior que o total declarado em 2006. Ontem, a Folha revelou que o ministro adquiriu dois imóveis em área nobre de São Paulo: um apartamento de R$ 6,6 milhões e um escritório de R$ 882 mil. Em 2006, quando foi candidato a deputado federal, Palocci declarou à Justiça Eleitoral possuir um total de R$ 375 mil em bens -em números corrigidos.

    Nos quatro anos de mandato, quando se destacou na bancada do PT em debates importantes da Câmara, como o da reforma tributária, Palocci recebeu em salários R$ 974 mil, brutos. “A notícia preocupa, e muito. Para um aumento de patrimônio em tão pouco tempo, de um homem público, exige-se explicação”, declarou Ophir Cavalcante, presidente da OAB. O DEM instou a Receita Federal a apurar o caso. “Impõe-se uma manifestação sobre o assunto. Se as justificativas não forem suficientes, tomaremos providências”, disse o presidente do partido, senador Agripino Maia (RN). “Não vamos fazer prejulgamento. Mas é melhor o ministro esclarecer qual a renda da empresa, quais os serviços prestados e qual o lucro que obteve. Como homem público, não tem razão para não dar explicações”, disse o presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE).

    O PPS prometeu acionar o Conselho de Ética da Câmara. “Dinheiro não nasce no chão. Muito me estranha esses enriquecimentos tão rápidos”, afirmou Roberto Freire (SP), deputado e presidente nacional da legenda.O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), defendeu ontem o ministro. “Confio no Palocci. Ele deu uma explicação e, para mim, isso é página virada”, declarou. Os dois imóveis foram comprados por Palocci por meio da empresa Projeto, da qual ele é sócio principal, com 99,9% do capital. Segundo o ministro, as transações, feitas diretamente com as construtoras, foram bancadas com recursos próprios da empresa.

    A Projeto foi criada em 2006 como consultoria e foi transformada em administradora de imóveis em 2010. A Folha foi duas vezes à sede da empresa -o escritório de 183 m2, comprado em 2009 por R$ 882 mil- e encontrou a sala fechada, sem placa na porta nem identificação na recepção do prédio. A única pessoa que atendeu os telefonemas diz não saber a atividade da Projeto. O apartamento fica perto dali. Ocupa um andar inteiro do edifício e tem 502 m2 de área útil (quatro suítes e cinco vagas na garagem). Palocci deixou o cargo de ministro da Fazenda em março de 2006, depois de se envolver no escândalo da quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa.

  51. Elias said

    Pax,

    Há, sim uma diferenciação de módulos, segundo a região do país.

    E há, também, uma diferenciação quanto ao percentual a ser mantido como reserva. Aqui na Amazônia, p.ex., onde o módulo é maior, na maior parte das localizações a reserva é de 80%.

    O descumprimento da legislação em vigor sempre gerou multas pouco mais que simbólicas. Daí que o cara desmata (derrubando ou queimando), é autuado, paga a multa e sai rindo.

    Pelo que sei, o decreto do Lula tornou a multa muito alta. Se o cara brincar de ser autuado, tá ferrado.

    Tava meio mundo assustado com a vigência das novas penalidades que, se não me engano, inicia em junho deste ano.

    Quem se ajustou, tudo bem. Quem não fez isso, tá com o fiofó na mão.

    Claro que é necessário um novo Código.

    Só que a proposta do Aldo não é nada disso. Ela simplesmente institucionaliza o caos.

    As pessoas que estão apoiando essa proposta, sem motivações inconfessáveis, não sabem o que estão fazendo.

    É simplesmente impossível colocar esse código em funcionamento. O país levaria anos corrigindo suas falhas e tornando-o minimamente operacional.

    As disposições sobre módulos fiscais, p.ex., provocariam dezenas de milhares de ações judiciais conta a União, já que, numa mesma meso-região, áreas de tamanho igual receberiam tratamentos absolutamente diferentes. Aquele que fosse penalizado, evidentemente que recorreria à Justiça, pra anular a penalização.

    Essa situação caótica, impedindo que o código funcionasse, só beneficiaria às pessoas que hoje vivem à margem da lei. Quanto mais tempo ela perdurasse, mais aumentaria os imensos prejuízos ao país.

    A partir de algum tempo, provavelmente, começariam a ser adotadas, no exterior, medidas restritivas à importação de produtos brasileiros, sobre os quais pesasse a suspeita de que sua produção estaria ocorrendo em prejuízo ao meio ambiente.

    Mais prejuízos.

    Sei não, mas… acho que esse projeto do Aldo, do jeito que está, não tem muito futuro…

    …ou, então, o país pode preparar o lombo, porque a porrada vai ser grande.

  52. Chesterton said

    você diz a porrada externa? Sim, pois o lobby externo é enorme, por motivos politicos e economicos, não por uma questão ambiental, mero pretexto. Você vê alguem rec lamando da verdadeira devastação que os chinses fazem na Chino e onde pisam? Não, fica todo mundo quietinho.

    Agora inventaram o maior fator de exclusão social do mundo:
    http://www.implicante.org/noticias/livro-distribuido-pelo-mec-defende-errar-concordancia/

  53. Pax said

    Alguém tem dúvidas que a proposta do Aldo é feita com a intenção de aliviar os grandes devedores, os grandes proprietários desmatadores?

    Basta ver com quem o bicho anda.

    Onde foram parar os maoistas. Pelas barbas de Lao Tsé…

  54. Chesterton said

    eu tenho dúvidas, depois que o patriarca ficou do lado do Aldo, não entendo mais nada…
    Os grandes proprietários não estão nem aí para 30 metros. Já os pequenos e médios, acabarão absorvidos.

  55. Chesterton said

    maoístas?

  56. Patriarca da Paciência said

    Santa Catarina é uma economia forte, em muito pontos, graças ao agro-negócio.

    E é muito raro encontrar uma grande propriedade em Santa Cataina.

    Para cada empresa como, Perdigão, Sadia, Aurora etc. há milhares de pequenos proprietários associados.

    A tal de reserva florestal simplesmente inviabilizaria a grande maioria das propriedades de Santa Catarina.

    Isto é fato puro e simples.

  57. Pax said

    Caro Patriarca,

    Você tem acompanhado a atuação parlamentar dos que não estão vendidos ao modelão Ronaldo Caiado?

    Creio que não.

    Olhe esta notícia aqui (há várias).

    http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2011/05/11/interna_politica,226734/codigo-florestal-deve-ser-votado-com-alteracoes-propostas-pelo-governo.shtml

    Aqui um trecho, e onde eu assinalo em negrito o ponto principal

    Apesar do acerto sobre áreas consolidadas em APPs, a proposta da nova legislação ambiental vai à votação sem acordo sobre a exigência de reserva legal em propriedades com menos de quatro módulos fiscais. A questão deve ser decidida no voto. O tema é tão controverso que até lideranças envolvidas nas negociações desafinaram o discurso. Para o líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP), a posição da Casa Civil continuava sendo a de dispensar a reserva apenas para a agricultura familiar e para cooperativas agrícolas. Já o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), afirmou que o governo concordou com a proposta do relator, de isentar de recomposição da reserva legal todas as propriedades de até quatro módulos. O que muda, segundo o presidente, é a definição de reserva nas grandes propriedades. A exclusão de quatro módulos desse cálculo, como quer Aldo, não seria mais permitida.

    Estes tais quatro módulos, salvo engano, são 150 hectares.

    Entendo que todos os pequenos proprietários de SC que você se refere, os que atendem a Perdigão, Sadia etc etc, uma massa de pequenos proprietários, trabalhadores, estão protegidos com esta proposta.

    O que o Aldo quer, também salvo engano, é que esta liberação dos pequenos passe para os grandes, o que seria a tal da cagada que os que reclamam (eu incluso) apontam.

    O Aldo, caro Patriarca, está a serviço dos grandes. Não dos pequenos. Esta é a conversa para boi dormir.

  58. Patriarca da Paciência said

    Ainda na minha juventude, eu li um livro de Luigi Pirandello, O Falecido Mattia Pascal, do qual tirei uma lição que levo para o resto da minha vida.

    Lá pelas tantas o protagonista matuta (como dizia o nosso Guimarães Rosa), ” a verdade mais pura, mais cristalina, pode brotar da boca (ou da pena) de quem menos a merece”.

    Beethoven também, em sua Nona Sinfonia, diz algo que pode passar desapercebido por muita gente, “bons e maus estão à procura da mesma coisa – a alegria”.

    Spinoza diz que classificar algo como bom ou mau, muitas vezes, não passa de interpretação de palavras, ou mesmo de ponto de vista.

    Se o Reinaldinho Cabeção diz algo que considero correto, não tenho o menor pudor em concordar.

    Parece que ele é contra a invasão da Líbia pela Europa, coisa que concordo 100%.

    Se ele é a favor do Aldo Rebelo, considero que o Reinaldinho Cabeção também está certo nesto ponto.

  59. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    o Aldo vai colocar a proposta em votação.

    Lá estão mais de quinhentos deputados, todos com direito a voto.

    Os ecologistas simplesmente se negam a discutir fatos totalmente consolidados, como o agro-negócio da Serra Gaúcha, Serra Catarinense, Serra do Espírito Santo, Minas Gerais, Ceará etc.

    São milhares, talvez milhões de propriedades e pessoas que trabalham e vivem nos topos e encostas de montanhas.

    Parece que a Suiça é totalmente em topos e encostas de montanhas.

    Vamos cuidar das nascentes, animais e plantas, mas tenhamos também um pouco de cuidado com a espécie humana.

  60. Pax said

    Caro Patriarca,

    De novo, estamos falando de propriedades de menos de 150 ha ou mais?

    O que, afinal, você está defendendo? (com todo direito, claro)

    Obs.: também não tenho nada contra quando o titio histérico (ou louco de vivo?) fala coisas acertadas. Só tenho contra sua, digamos, credibilidade. É aquela questão que sempre falo: “é o lobo, é o lobo…” . Quando é realmente o lobo a gente nem acredita mais. Simples isso.

  61. Elias said

    Pax,

    Completamente ófitópique.

    Recebi há pouco, pela ADVFN News Letter:

    “Petrobras: Lucro bilionário e recorde no primeiro trimestre.”

    Na sexta-feira passada, após o fechamento do mercado, a Petrobras divulgou seu balanço referente ao primeiro trimestre de 2011. A Petrobras registrou R$ 11 bilhões em lucros líquidos no período, alta de 40% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. O valor representa um novo recorde trimestral para a empresa.”

    “A receita líquida totalizou R$ 54 bilhões, alta de 9% na comparação anual. A petrolífera creditou a melhora nos resultados ao aumento dos preços médios nas exportações de petróleo e ao crescimento das vendas no mercado nacional. As vendas de gasolina subiram 6% em detrimento das vendas do etanol, o álcool combustível. Cresceram também as reservas estimadas da empresa que se aproximaram de 16 bilhões de barris de petróleo, alta de mais de 7%. A produção aumentou em cerca de 3% no período, registrando uma média diária de 2,6 milhões de barris de óleo equivalente no primeiro trimestre.”

    “José Sergio Gabrielli, presidente da Petrobras, afirmou que a empresa passou por grandes desafios no último trimestre, mas também por importantes realizações tanto no campo operacional quanto no corporativo. O novo plano de negócios da companhia até o ano de 2015, que deveria ser publicado junto do relatório de resultados, está em revisão e será anunciado posteriormente.”

    Nada, não…

    Só pra lembrar um pouco aquele rapaz culto, inteligente, educado e ligeiramente alegre, economista-chefe de um grande banco, que, com grande estardalhaço na grande imprensa, declarou que os lucros da Petrobrás eram só promessa… sendo delirantemente aplaudido por uma platéia que tava lá pra concordar com o que quer que ele dissesse.

    As declarações desse moço se inserem no amplo conjunto de projeções cientificamente elaboradas, por profissionais não menos isentos, segundo as quais o PIB brasileiro vai despencar, a inflação vai aumentar, o endividamento externo vai expodir, o orçamento fiscal da União vai pro vermelho… e assim por diante.

    Num quadro como esse, a Petrobrás só poderia dar prejuízo, como bem previu o brilhante economista.

    Evidentemente que, aqui no PolíticAética muita gente concordou com ele.

    Pergunto:

    (a) dos que concordaram com o péssimo, quantos eram proprietários de ações da Petrobrás?

    (b) dos que eram, quantos continuam sendo e quantos — coerentemente — torraram seus títulos, na expectativa de que, com a péssima gestão da empresa, eles se desvalorizassem rapidamente?

  62. Chesterton said

    Se o Reinaldinho Cabeção diz algo que considero correto, não tenho o menor pudor em concordar.

    chest- eu estou absolutamente pasmo!!!!!!

  63. Chesterton said

    e um post sobre pallocciii, pax?

  64. Pax said

    Caro Chesterton, velho e bom Chesterton,

    Um post sobre o Palocci agradaria gregos e troianos, pelo visto (aliás, adoraria que o caro Elias nos contasse porque não gosta do cara, e sem nos poupar dos detalhes, como se fosse explicando para minha bistataravó, aquela safada).

    Mas, entre nós, a Folha deu uma notícia que o patrimônio dele tinha quadruplicado, ou algo que o valha. Aí o cara diz que o apto e a loja comercial foram comprados pelo escritório etc.

    Onde mesmo está o grande assunto? O escritório do Palocci roubou?

    Posso até colocar um post, mas confesso que até agora não vi onde está o grande problema.

    Não quer dizer que esteja passando um camelo com asa sem que eu veja, o que não deixa de ser comum, na medida que não consigo acompanhar tudo. Há? Ajudem-me, aceito de bom grado. (assim como a tal explicação do caro Elias, caso ele tenha a paciência de nos atender)

  65. Chesterton said

    você está de brincadeira?

  66. iconoclastas said

    #39 – Doc,

    essa coluna da DK está excelente.

  67. amilton said

    D Marina Silva tvz de nada saiba,mas seu marido Fabio Vaz de Lima sofre tbm acusações no caso Usimar(só digitar no Google).Embora toda a questão seja estranhíssima,o sr Fabio deve ser inocente,já que está acompanhado de pessoas como Roseana Sarney e Jader Barbalho,muito perseguidos pela imprensa.

  68. Chesterton said

    hilário.

  69. Carlão said

    O que interessa é o ‘presente’, diz ministro sobre Palocci
    Para Gilberto Carvalho, não cabe ao governo investigar passado de ministros.
    Segundo apuração do jornal FSP, não refutada pelo próprio ministro, o patrimônio de Palocci cresceu 20 vezes em 4 anos.
    ***
    O Gilberto poderia ter ficar calado limitando-se ao famoso jargão futebolístico:
    “Palocci está prestigiado”.
    Praticamente admitiu que o ministro pode ter cometido ilicitudes no “passado”, uma vez que não faz parte da postura do governo investigar o passado da sua equipe ministerial.Só o presente. Uma puta bobagem.
    E Dilma admitiu que já sabia que Palocci tinha uma empresa.Lula nunca soube de nada e Dilma sabia de tudo. Tudo para o governo da Dilma quer dizer o presente.
    TUDO MENOS O PASSADO.

    A pergunta que fica é: quem caguetou o ministro painho `a imprensa?
    Zé Dirceu?
    O PT que não gosta do painho Palocci aquele que comeu o rabo do caseiro da República de Ribeirão Preto.
    Com a palavra os petralhas do blog.
    hehehe

  70. Chesterton said

    EGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2011

    Revelações sobre o milionário patrimônio de Palocci partem do PT para desestabilizar Dilma
    Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
    Leia mais artigos no site Fique Alerta – http://www.fiquealerta.net
    Por Jorge Serrão

    A autofagia petralha está apenas se agravando. São para desestatilizar a Presidenta Dilma Rousseff os violentos ataques midiáticos e políticos ao poderoso ministro-chefe da Casa Civil Antônio Palocci, que terá de usar toda a capacidade inventiva dos petistas para justificar um crescimento de 20 vezes do próprio patrimônio nos últimos quatro anos. Palocci fará um malabarismo para justificar como sua empresa Projeto Consultoria, Planejamento e Eventos Ltda arrecadou R$ 7,4 milhões, desde 2006. Cinco anos atrás, Palocci tinha bens no valor de R$ 375 mil.

    Palocci é vítima do fogo amigo dentro do PT. O núcleo paulista do partido, comandado por José Dirceu, resolveu transformar a Presidenta Dilma em refém. As revelações sobre a evolução patrimonial dele podem ter partido de lá. A fonte de intrigas pode ter uma origem também “comercial” – e não apenas política. Ultimamente, Palocci tem contrariado interesses de quem deseja faturar alto com a “privatização” dos aeroportos. Desde quando era deputado federal, ainda no governo Extalinácio, Palocci já pilotava uma eventual privatização da Infraero (ideia da qual o governo já desistiu há muito tempo) e a hipótese de concessão de áreas lucrativas nos aeroportos para os “aliados” empresariais. O fogo amigo pode vir dos contrariados.

    Agora, no jogo de cena de sempre, a oposição quer saber como Palocci conseguiu comprar, no fim do ano passado, um apartamento nos Jardins, em São Paulo, de R$ 6,6 milhões. A empresa de Palocci comprou o imóvel em duas parcelas: R$ 3,6 milhões e R$ 3 milhões. Palocci alega que o dinheiro veio dos serviços de consultoria que prestou quando deputado, atividade permitida por lei, e que tudo foi declarado à Receita. Palocci também afirma que todos os dados sobre a empresa foram prestados à Comissão de Ética Pública da Presidência, antes de ele assumir o posto de ministro.

    Nome capitalista

    Em dezembro, Palocci mudou o nome de sua empresa para Projeto Administração de Imóveis.

    Não teria sido mais correto ter mudado o nome para Projeto Administração de Fortuna?

    Palocci possui 99,9% do capital da empresa, e sua mulher Margareth o restinho das ações…

    Tudo explicadinho

    Ontem, Palocci telefonou ao ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage, para dar explicações.

    Palocci garantiu que forneceu todos os dados solicitados pelos órgãos competentes – a Comissão de Ética Pública e o Departamento de Pessoal da Casa Civil – sobre a empresa.

    Como de costume, para o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (SP), as explicações de Palocci são “amplamente satisfatórias”…

    Bem lembrado…

    O deputado ACM Neto (DEM-BA) copiou ontem o melhor estilo malvadeza de seu avô, nos bons tempos de Senador, para detonar Palocci:

    “O ministro precisa justificar a evolução patrimonial. É assunto sério. Muitos petistas tiveram enriquecimento evidente, como o ex-ministro José Dirceu e o ex-presidente Lula dando palestras milionárias”.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: