políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Saudades de Alencar é maior mérito de Temer

Posted by Pax em 31/05/2011

Antonio Palocci deve explicações ao Brasil. Ou sai ou se explica convincentemente o mais rápido possível. E Dilma precisa tomar as rédeas do governo ou tende a comprometer todo o percurso de seu mandato.

O PMDB torce para o enfraquecimento de Dilma. Quer cobrar o apoio para a falta de força política da presidente com as chaves de ministérios e outros cargos que detenham fartos orçamentos. A eventual saída de Palocci provocará uma reforma ministerial que aguça a fome. E nenhum destes desejos peemedebistas está no bojo de um projeto de país que se tenha notícia.

Michel Temer se vangloria de ter colocado Palocci “em seu devido lugar” numa tal conversa em tom mais alto que o normal no episódio de votação (e derrota para o governo) do novo Código Florestal. O maior mérito do atual vice-presidente, até o momento deste governo, é fazer o sentimento de saudades de José Alencar aumentar significativamente.

Se compararmos o mandato de presidente com uma competição de salto de obstáculos do hipismo podemos imaginar que Dilma está com enorme dificuldade no primeiro obstáculo. E não será Lula que a fará terminar bem a pista à frente. Muito ao contrário, quanto mais o ex-presidente aparece mais a sensação que a cavaleira perdeu as rédeas de sua montaria e o mal causado aumentam exponencialmente.

Anúncios

43 Respostas to “Saudades de Alencar é maior mérito de Temer”

  1. Pax said

    Villas-Bôas Corrêa, diz o mesmo do post, mas com muito mais maestria.

    http://www.vbcorrea.com.br/?p=3496

    Um trecho:

    Para os curiosos ou interessados, recomendo que prestem atenção, com os bugalhos abertos nas cambalhotas do vice-presidente Michel Temer. Um mestre em esperar a hora certa para entrar em campo, chutando a bola que quica diante do gol, com o goleiro batido.

    Trocando em miúdos: ninguém ouviu um murmúrio de queixa do vice Michel Temer durante a temporada em que foi esnobado pela ala petista, que se considera a dona da presidente Dilma Rousseff.

    Mas, o vice Temer, na maciota está ordenhando o governo e faturando as vantagens da crise criada por Palocci e a da votação do Código Florestal.

    Temer atraiu a bancada ruralista para um jantar no Jaburu, para agradar a bancada independente do partido, que morre de amores pelas teses ruralistas.

    À noite conversou sobre o futuro com o futuro governador Eduardo Campos (PSB-PE), no que se pode classificar de conversa fiada.

    O senador Walter Pinheiro, do PT baiano, pulou da arquibancada para uma declaração que bate no dois lados: “ a crise é da inteira responsabilidade do Palocci, que “já deveria ter fornecido informações sobre o seu rápido enriquecimento….”

    Pois é, repito o que disse no post: o maior mérito de Michel Temer até o momento é o de aumentar em mim as saudades de José Alencar.

  2. Elias said

    Pax,

    Vejo mais demérito no Palocci do que mérito no Temer.

    Quanto mais tempo ele permanecer no governo, pior pra Dilma.

    A própria Dilma, aliás, já deveria ter pedido pro Palocci ver se ela está numa pescaria no Alasca… e, não a encontrando lá, esperar por ela…

    Esse negócio de “esclarecimento” agora é conversa fiada.

    Só teria sentido se, no primeiro minuto, Palocci desse ampla publicidade às fontes de renda de sua empresa, aos balanços, etc. Sem mais delongas, mandaria cópias dos documentos ao Ministério Público, à CGU, ao TCU, etc. Mandaria uma cópia ao Presidente da Câmara e outra ao Presidente do Senado.

    Depois, partiria pra cima dos acusadores, na imprensa, no Congresso, etc. Pediria pra ser inquirido no Congresso, e tudo o mais. Tomaria a iniciativa do processo.

    Agora é tarde. Barata voou…

    Aí, dá no que tá dando: a coordenação política do governo tá paralisada, porque seu principal articulador não tá articulando nada. Mal consegue se mexer. Jogando tão mal assim, faz com que seus oponentes pareçam muito mais hábeis do que realmente são.

    Qualquer “bicuda” chutada canhestramente pelo Michel Temer acaba sendo apresentada por ele mesmo como se fosse uma belíssima e sutil “folha seca”, de fazer inveja ao próprio Didi…

    Por outro lado, Michel Temer pode estar disparando seguidamente contra o próprio pé. Estamos nos 10 minutos do primeiro tempo. Tem muito jogo pela frente.

    Macaco que muito pula, quer chumbo…!

  3. Pax said

    Já eu não compartilho de toda essa tua ojeriza pelo nome Palocci, caro Elias.

    Acredito que nos quadros do PT que ainda tem alguma independência do STF, digamos assim, Palocci é um dos nomes que teria uma enorme contribuição para dar.

    Não estou livrando-o do caso Francenildo (e tudo correlato), nem muito menos das necessárias explicações de agora, somente digo que é alguém com menos ideologia bolchevique (para carregar nas tinhas minha opinião) e mais trânsito com uma necessária modernidade de um estado mais ágil e muito menos pesado que outros parecem não aceitar.

    Ao menos é o sentimento que tenho e sei que não estou sozinho neste pensar.

    Já Michel Temer, desculpe-me dizer, mas quem bem o conhece e o descreve é o Villas-Bôas. Não passa de um agradador de baixos cleros. Não consigo ver neste cidadão nada a não ser interesses que não estão muito ligados a projetos para o país que eu gostaria que plantássemos.

    O PT ainda vai se arrepender de ter cedido a vice-presidência para Temer. Lula sabia muito bem disso quando relutou (e lutou) para que isso acontecesse na montagem da chapa do PT ano passado. Sabemos dessa verdade. E saberemos desta outra, agora já dentro do meu achismo.

  4. Elias said

    É… Pax. Pode ser.

    Mas uma coisa é certa: o “problema Palocci” está paralisando politicamente o governo.

    O que é péssimo!

    Outra coisa: mesmo com o Palocci fora de combate, o governo está se saindo bem em algumas áreas. Fechou abril com um bom superávit primário, novamente (mandando pras cucuias as Cassandras da oposição que, em março, viam uma “tendência descendente” no resultado primário).

    O que é ótimo!

    Continuo achando que Palocci não fará falta à Dilma, como não fez ao Lula.

    E, enrolado do jeito que está, Palocci mais atrapalha do que ajuda.

  5. Olá!

    O Palocci é a segunda pessoa mais inteligente do PT. É um dos poucos ali dentro que não fica agarrado a um maço de alfafa ideológica — o anacrônico “bolchevismo”, como o Pax muito bem lembrou — e reconhece que alguns mecanismos da economica de livre mercado, pelo menos até o presente momento, são as maneiras menos danosas de lidar com certos problemas econômicos e que possam levar à construção de uma ordem social minimamente civilizada. Excerto:

    “Agindo com base na vasta experiência e competência do País em automação bancária e no que há de melhor nos ensinamentos econômicos, podemos chegar a uma regulação equilibrada. E parece que, ao longo do tempo, nada apareceu no sistema econômico que substitua a velha e boa concorrência para a defesa efetiva do consumidor e do próprio lojista — que, no caso, também é consumidor do produto.”

    Isso é capitalismo e liberalismo. Tentem encontrar palavras semelhantes emitidas por algum outro petista. . .

    Concordo com o Pax, acho que o Palocci tem uma concepção de Estado bem diferente daquela que os seus jurássicos colegas de partido têm.

    Contrastem o excerto acima com a visão dinossáurica de dois petistas. Transcrição:

    Entrevistador: Quando se fala em gestão, a mídia costuma sempre pensar numa política liberal. Eu pergunto para vocês dois, que conhecem bem a China, como é que é a gestão, como é que é o papel do Estado numa economia de quase 1.5 bilhões de habitantes?

    Wladimir Pomar: Eles partem do princípio, que é o princípio geral correto, de que o mercado é caótico. O mercado não leva em conta às vezes a necessidade do país ou do povo, leva [em conta] as necessidades dos agentes do mercado unica e exclusivamente. O Estado, então, ele entra como um orientador do processo pra evitar os famosos causos de desvio do mercado. Então essa combinação, que é uma combinação relativamente complexa, é isso o que eles aprenderam a fazer nesses últimos 30 anos. E vêm fazendo de uma forma muito concreta.

    Entrevistador: Você quer complementar?

    Iole Ilíada: É, com relação a isso acho que é importante dizer é que se há um campo em que é muito importante aprender com eles é essa capacidade de planejamento de longo prazo, né? Que é um planejamento que só pode ser feito pelo Estado, né? Com essa visão estratégica, né? E. . . e . . . ah. . . e global, né?, integrada à realidade e à sociedade chinesa. Taí algo que partido, governo, povo brasileiro têm muito o que aprender, porque eu acho que esse foi o grande aprendizado deles e essa é uma ferramente fundamental. Se eles têm conseguido todos esses prodígios, né?, que eles têm realizado recentemente em grande medida ,e não é só opinião pessoal, mas em grande medida se deve a essa capacidade de planejar no longo prazo de forma centralizada, mas sem sufocar essa liberdade no campo micro, microeconômico, micro-social.

    Claro, claro. . . O Brasil deveria aprender com a China como é que se constrói uma ordem social civilizada.

    O que parece passar despercebido pelos dois petistas da entrevista é o fato de que a concentração de tanto poder econômico nas mãos do Estado chinês permite que uma parcela considerável da elite chinesa, os políticos e burocratas do governo, submeta a população local às piores brutalidades que este pobre mundo já conheceu, sem contar que os chineses não têm determinadas liberdades fundamentais.

    Vejam como é o histórico chinês quanto ao respeito aos direitos humanos, liberdade de expressão, liberdade de informação, liberdade econômica, corrupção e coisas tais e vocês poderão ter uma boa idéia do que acontece quando há tanto poder concentrado no Estado.

    Havendo tantos países com os quais os petistas poderiam aprender alguma coisa, é de deixar surpreso que eles escolham exatamente entre os piores.

    E é interessante observar que os dois entrevistados defendem posicionamentos que colocariam ainda mais poder econômico sob o jugo dos políticos. Se colocassem ainda mais dinheiro nas mãos dos políticos brasileiros, a corrupção aumentaria para níveis inimagináveis.

    Não faço defesa do Palocci e acho que se ele cometeu tudo isso que está sendo dito, então que ele responda pelo o que fez.

    Mas esse é o PT: O partido que abriga pessoas que defendem a livre concorrência, pessoas que acham a China uma maravilha e pessoas que acham que a Apple e o Google só existem pelo fato de os americanos terem conquistado belicamente a Califórnia dos mexicanos.

    É isso aí!

    Até!

    Marcelo

  6. Chesterton said

    á eu não compartilho de toda essa tua ojeriza pelo nome Palocci, caro Elias.
    chest- hummmmmmmm, que suspeito. Tem gato na tuba.

    CADÊ AS FEMINISTAS?
    Não estou entendendo o silêncio das feministas agora que Lula reapareceu. Quando da eleição de Dilma, não faltou quem dissesse que era motivo de orgulho para o país eleger uma mulher para a presidência, numa glorificacação de gênero nunca vista na história deste país. Como é que fica agora depois que explode a primeira crise do governo de Dilma e um homem é chamado pra arrumar a casa? E o que é pior: como é que fica a situação diante da passividade com a qual a presidente assistiu a tudo, como se ela não fosse a mandatária da nação? Ainda é motivo de orgulho ter uma presidência uma mulher só porque ela é mulher? Uma mulher que não apita nada? Que se recolhe a um silêncio que é tido como estratégia mas, no fundo, é só nulidade mesmo?

    Pensei que as mulheres fossem chiar diante da intromissão de um ex-presidente que deveria estar assando seus coelhinhos em São Bernardo. Afinal de contas, Dilma foi eleita exatamente para comandar a nação. Ou não? Pelo visto, Lula botou Dilma “em seu devido lugar”.

    Detonado por Felipe Flex

  7. Olá!

    Um adendo ao que afirmou o petista Wladimir Pomar:

    Entrevistador: Quando se fala em gestão, a mídia costuma sempre pensar numa política liberal. Eu pergunto para vocês dois, que conhecem bem a China, como é que é a gestão, como é que é o papel do Estado numa economia de quase 1.5 bilhões de habitantes?

    Wladimir Pomar: Eles partem do princípio, que é o princípio geral correto, de que o mercado é caótico. O mercado não leva em conta às vezes a necessidade do país ou do povo, leva [em conta] as necessidades dos agentes do mercado unica e exclusivamente. O Estado, então, ele entra como um orientador do processo pra evitar os famosos causos de desvio do mercado. Então essa combinação, que é uma combinação relativamente complexa, é isso o que eles aprenderam a fazer nesses últimos 30 anos. E vêm fazendo de uma forma muito concreta.

    [. . .]

    Ora, ora. . . Eis aí a contradição que o próprio Wladimir Pomar se colocou: Se o mercado é essencialmente caótico, então, como é que uma pequena parcela de funcionários do governo conseguiriam dar algum sentido de orientação a uma coisa cuja a natureza é o próprio caos?

    É de uma arrogância astronômica achar que um punhado de burocratas do governo seriam capazes de mais eficientemente captar e processar informações do que toda a miríade de pessoas que compõem o mercado e que tais burocratas poderiam se adaptar melhor às variações da economia do que as pessoas no mercado. Excerto:

    Fabiana Pereira, a dona do quiosque, encontrou uma alternativa para evitar um novo aumento da salada de frutas, que já subiu de R$ 4 para R$ 5. “A gente desistiu de algumas coisas que ficaram muito caras. E aproveitamos para trazer aquelas frutas que são da época e têm um preço melhor“, diz enquanto reclama também da alta na conta de luz, impostos etc.

    Como diria o poeta:

    O sistema de preços tem como verdadeiro papel transmitir informação. É maravilhoso como, em um caso de escassez de um determinado bem, sem que ninguém tenha que dar uma ordem, e talvez com apenas um punhado de indivíduos conhecendo as causas, dezenas de milhares de pessoas cuja identidade não se poderia determinar em meses de pesquisa, começam a utilizar esse material com mais cuidado, ou seja, se movem na direção correta.

    Mas para os dois petistas entrevistados, eles defendem a visão de que uma elite de burocratas do governo sabe mais e melhor do que a moça que trabalha na banca de frutas, que nada mais é do que uma pessoa que está no mercado e faz parte dele.

    Tanta arrogância para nada.

    Até!

    Marcelo

  8. Chesterton said

    ” Com o devido respeito, mas nessa era petista, quando misturamos o pior do mercado com o mais desonesto estatismo , o caso Palloci ultrapassa a trivial suspeita de enriquecimento indébito. Ele contempla aspectos típicos do lulo-petismo bem com o o passado do suspeito..”

    Roberto da Matta

  9. Pax said

    Villas-Bôas Corrêa, com seus 86 ou 87 anos, não sei bem, está mais que em forma. Melhor que isto, é independente e senta o sarrafo em quem for, seja ele tucano, seja petista, seja serrista ou aecista (esta última linha vencedora da última convenção do partido avícola que tende a desaparecer se não definir um bom rumo e posição de oposição).

    E o Villas pegou o extrato do que está a situação atual do governo Dilma: acuado, chantageado, maneteado como diriam nos rincões de onde nasci.

    Aqui um artigo que merece ser lido, da última do Garotinho, o cara que não está na cadeia porque no Brasil não existe cadeia para quem está numa casta superior.

    Vale a leitura

    Conversa De Chantagistas

    Villas-Bôas Corrêa

    O momento político é este. Temos uma pedra preciosa, um diamante de R$ 20 milhões que se chama Antonio Palocci” – gaba-se o notório deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) em mais um lance que justifica a sua fama, ao ameaçar o governo com a convocação do ministro na instalação da frente parlamentar que defende a emenda, cujo impacto seria não de 25 milhões, mas de 25 bilhões nas contas dos estados.

    Ninguém no Congresso estranhou ou protestou contra esta ameaça de escancarada chantagem política.

    O deputado Garotinho para calar a boca, exige que o governo aprove a emenda que eleva o piso de policiais e bombeiros. E impõe a sua cobrança com argumentos marotos: “A bancada evangélica pressionou e o governo retirou o kit gay. Vamos ver agora quem é da bancada da polícia. Ou vota ou o Palocci vem aqui.”

    No ano passado, os deputados aprovaram a PEC no primeiro turno, sem fixar o valor para o piso. De acordo com o projeto o governo terá que enviar o projeto de lei propondo o valor e como funcionará o fundo que arcará com as despesas com a criação do piso.

    A votação ainda não entrou na pauta, mesmo com o lobby dos bombeiros e da PM.

    Mas, a coceira eleitoreira de Garotinho está irritando os companheiros da bancada. O líder do PR, deputado Lincoln Portela (MG) não quis bater boca com o liderado, mas advertiu que discorda da pressão.

    E passou um pito no liderado: “Pedi a demissão do Haddad, mas fui contra a convocação do Palocci. Não tinha que misturar os assuntos”.

    O presidente da Comissão criada por Marco Maia para tratar da PEC 300, deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) ensina que “pressionar demais prejudica qualquer negociação. Pressão exacerbada não soma resultado. Aqui não é palanque.”

    É o que se pode chamar de um debate de alto nível.

    Pois então, por mais que gostemos ou não do que significa o Palocci, uma aragem menos estatizante, um ponto mais evoluído que o getulismo anacrônico de um sindicalismo canalha (não é, Paulinho da Força?), o melhor que pode acontecer é que Dilma e o PT aceitem a velha máxima que ninguém é insubstituível.

    Quem criou o diabo que o embale para fora.

    Melhor jogar a água da bacia com o bebê dentro, sim.

  10. Chesterton said

    Dilma é uma incompetente usada de fantoche.

  11. iconoclastas said

    que a Dilma é fraca, política e intelectualmente, nunca houve dúvida, o que tem surpreendido é a falta de personalidade. Nego faz e diz o que quer, e a senhora pouco aparece, e quando o faz não passa nenhuma autoridade.

    se antes ela demonstrava um temperamento pouco afável, agora transmite uma falta de vigor desalentadora.

    ;^/

  12. Chesterton said

    Até ontem, a presidente Dilma Rousseff mantinha no Ministério da Educação um ministro incompetente o bastante para desmoralizar o Enem; irresponsável o bastante para tentar entregar a alunos de 11 anos material que faz proselitismo sobre sexualidade; negligente o bastante para permitir que o MEC distribua a escolas livros didáticos que ou fazem a apologia do erro ou distorcem a história a favor de um partido; mistificador o bastante para maquiar dados referentes à sua pasta. A partir de hoje, se Dilma mantiver Fernando Haddad à frente da educação, não estará mantendo apenas o incompetente, o irresponsável, o negligente e o mistificador.

    Aquele que deveria ser o executivo mais importante da Esplanada dos Ministérios revela-se também um esteta da morte; um teórico do homicídio em massa; um justificador da barbárie supostamente instruída. Haddad desmoraliza o decoro republicano, o humanismo, a ética, o escrúpulo e o bom senso. Revelou-se um monstro moral. Ao afirmar o que afirmou ontem numa comissão do Senado, o que lhe falta para justificar o assassínio em massa não é disposição subjetiva e coragem; faltam-lhe apenas as circunstâncias que fariam aflorar o ogro, mesmo com aquela sua aparência de janota inofensivo de pizzaria.
    Reinaldão

    terça-feira, 31 de maio de 2011
    INTERROMPEMOS ESTE BLOG PARA O PRONUNCIAMENTO DO MINISTRO DO QUE ANTIGAMENTE CHAMÁVAMOS DE EDUCAÇÃO, FERNANDO HADDAD
    “Há uma diferença entre o Hitler e o Stálin que precisa ser devidamente registrada. Ambos fuzilavam seus inimigos, mas o Stálin lia os livros antes de fuzilá-los. Essa é a grande diferença. Estamos vivendo, portanto, uma pequena involução, estamos saindo de uma situação stalinista e agora adotando uma postura mais de viés fascista, que é criticar um livro sem ler”.

    Peraí, deixa eu ver se entendi.

    Hitler não lia e mandou 6 milhões para a vala. Stálin lia e matou 30 milhões. É impressão minha ou o ministro quer dizer que a leitura nos torna muito mais perigosos?

    Detonado por Felipe Flexa

  13. Chesterton said

    O nome de monografia, do Haddad de 1990, é “O caráter sócio-econômico do sistema soviético”. Ele estudou aquilo e achou bom pra chuchu. Menos de dois anos depois, a URSS tinha desmoronado. Isso é que é analista! Em 2004, ele ainda não tinha se conformado com o fim dos camaradas e escreveu um livro intitulado Trabalho e Linguagem – Para a Renovação do Socialismo. Ali se encontra a seguinte afirmação: “O sistema soviético nada tinha de reacionário. Trata-se de uma manifestação absolutamente moderna frente à expansão do império do capital”. Uma pena que o povo soviético e todo o Leste Europeu pensassem o contrário, né? Como se vê, o apreço por Stálin é antigo.

    Este mímico de intelectual, é capaz de escrever bobagens estupendas como esta:
    “Sob o capital, os vermes do passado, por vezes prenhes de falsas promessas, e os germes de um futuro que não vinga concorrem para convalidar o presente, enredado numa eterna reprodução ampliada de si mesmo, e que, ao se tornar finalmente onipresente, pretende arrogantemente anular a própria história. Esse é o desafio que se põe aos socialistas. A tarefa, 150 anos atrás, parecia bem mais fácil” .

    do Reinaldão…e depois diz o Elias que o marxismo (aqui na variante stalinista) desapareceu….

  14. vilarnovo said

    Ico – O desespero da Dilma é não poder dizer que tudo o que está acontecendo é cula de herança maldita.

    Porque é.

    Dilma não enfrenta os seguintes problemas que Lula enfrentou:

    a) Acalmar a ala petista – O PT sabe que sem o carisma de Lula nunca se elegeria, ou melhor, seria muito difícil se eleger. Lula sempre controlou o partido.

    b) Não tem dinheiro para comprar deputados – Como o governo Lula foi muito mal economicamente, deixou a bomba armada para Dilma. Não teve jeito, teve que cortar gastos. E com isso secou a fonte de muito deputado por aí. Junte ao fato da voracidade do PT aos cargos (Dirceu deu o recado desde cedo que o governo Dilma seria do PT, para o PT em favor do PT) não conseguiu agradar a todos.

    c) O fogo amigo não tem mais o “bombeiro” Lula e o “apaziguador” números da economia mesmo que falsificados – Palocci é vítima do fogo amigo petista. Nunca foi unanimidade no partido. O que ele fez, muitos antes dele já faziam. Não é de hoje que o PT se especializou em tráfico de influência. Até mudar leis do país para beneficiar empresas com ligações com a família de Lula já fizeram! Só que antes havia um inimputável no Governo. Dilma não têm o Teflon de Lula.

    d) A validade da propaganda Bolsa Família está acabando – Da mesma forma que a propaganda “Plano Real” chegou a um fim (certamente prematuro pela falta de vontade do PSDB em desmentir as mentiras que o PT falava), o Bolsa Família – nome fantasia criado pelo PT para os programas de FHC (vide lei 10.836) – a propaganda do Bolsa Família também já está se esvaindo.

    Conclusão

    Dilma passará por um bom aperto. Mas sinceramente, nada a se preocupar muito. O PT tem cooptado toda a oposição do país. Por exemplo, alguém viu alguma manifestação da UNE e da UBES sobre o caso do MEC?

    Se o PT continuar a bancar os “movimentos sociais” com dinheiro do Tesouro, nada vai acontecer. Podem ficar tranquilos.

    O Brasil continuará a não ter chance de dar errado. Também não tem chance nenhuma de dar certo.

    =======================

    Prova?

    Lembram-se do crime de lesa pátria (crime contra o interesse ou patrimônio público para atender a interesses particulares) que foi a revisão do acordo de Itaipú?

    Alguém deu alguma bola para a “justificativa” da senadora Gleisi Hoffmann do PT-PR? A ilustre senadora disse: “Não vai impactar tarifa porque o Tesouro brasileiro vai pagar.”

    Hoje eu durmo mais tranquilo, pois aprendi com a Senadora que o dinheiro do Tesouro nasce em árvores.

  15. Carlão said

    RA

    Ainda sobram a Dilma três anos e meio de mandato. É impressionante que esteja pendurada num único ministro, que não consegue se explicar. O resto do governo não existe. Como Lula deixou claro, a própria Dilma não existe.

    O dado politicamente escandaloso é que a eventual queda de Palocci é tratada como se fosse o fim do governo. Pior: talvez fosse mesmo…


    Petralhas tremei!
    Serão 3 anos e meio de puro terror.
    Paloccci ficará calado?
    Quantos petralhas de alto coturno estarão enrolados nesta lista de Palocci???
    Lula não sabia?
    hehehe

  16. Elias said

    Pax,

    Parece que o próprio Palocci está preferindo perder gás até sumir.

    Se o jogo é o que eu penso que é, Dilma vai deixar rolar. Fechou o mês de abril com superávit primário novamente, e dá pra segurar o tranco pelo menos por mais uns 60 dias.

    Até lá, se o Palocci virar o jogo, ficará tudo muito bem pra Dilma. Se não virar, ficará melhor, ainda. Ela se livrará do bode na sala. Ao que parece, já estão mais ou menos articuladas e negociadas pelo menos duas boas opções pra chefia da Casa Civil.

    O Garotinho está gozando com o pinto alheio. Ele não joga essa bola toda. Claro que a chantagem é o prato do dia, mas Garotinho é só uma engrenagem, das pequenas. Não é a máquina.

    Claro que o Garotinho falou besteira, quando deu a entender que ELE, Garotinho, vai manter Dilma no córner até o fim do mandato. Vai nada! Ele foi só uma das manchetes da semana, à falta de coisa melhor…

    E Garotinho ainda perdeu a oportunidade de sair bem na foto. Dava pra ter passado o recado sem se comprometer tão ostensivamente com a chantagem.

    Garotinho parece estar fazendo, mais ou menos, a mesma aposta que fez o PSDB em 2005. O PSDB, como se sabe, acabou tomando onde las patas tomam em 2006. E em 2010, pra não perder o hábito.

    A esta altura, também mais ou menos já se sabe que o Michel Temer queimou o filme cedo demais. Vai encarar 4 anos de esvaziamento. Em 2014, provavelmente, estará por sua própria conta e risco.

  17. iconoclastas said

    que grotesco…

    Oposição consegue driblar governo e aprova convocação de Palocci em comissão da Câmara

    nego trapaceia na cara dura…

    mas por outro lado, pq tanta resistência em permitir a convocação de um ministro de estado para depor no parlamento?

    se nego não foi capaz de espremer o manteiga no assunto que ele é mais tosco do que a zélia, vão conseguir algo com o quebrador de sigilo?

    puff…

  18. Chesterton said

    Se é Para Roubar, Convoquem um Craque
    Ingleses queriam Lula no lugar de Blatter, diz jornal.
    POSTED BY SELVA BRASILIS

  19. Carlão said

    Palocci fica.
    E la nave va…

  20. Pax said

    A “sorte” do governo é que não existe oposição.

    http://200.189.161.92/pt/247/poder/3354/Onde-está-Geraldo.htm

  21. Ico – Infelizmente isso é característica do presidencialismo brasileiro. É extremamente comum, tanto nos EUA quanto na Inglaterra, por exemplo, a ida de um ministro ou secretário (EUA) e do Primeiro Ministro (Inglaterra) dar explicações ao Poder Legislativo.

  22. iconoclastas said

    pois é Pablo, membros do executivo prestarem esclarecimentos ao congresso deveria ser algo rotineiro, pois é o forum adequado para a interlocução com o pagador de impostos (na verdade seria…).

    mas aqui é tudo provocação, presidentes que ameaçam o parlamento, congressistas que se apequenam diante de mimos, outros que partem para a chantagem escancarada e humilham o executivo, além de um judiciário que frequentemente se pretende legislador…

    em um sistema com essa concepção, um chefe do executivo sem expressão, como a atual, vira um “lame duck” ainda no início do mandato.

    ;^/

  23. Chesterton said

    QUARTA-FEIRA, 1 DE JUNHO DE 2011

    A Questão Indígena
    Um dos grandes desastres sociais de nosso país, também é o de mais fácil solução. A questão indígena só é um problema devido ao enorme número de indigenistas, isto é, pessoas que vivem basicamente da desgraça do povo indígena. Estes “especilistas” acreditam, sinceramente, que sabem o que é melhor ao povo indígena do que o próprio índio.

    O povo indígena no Brasil é miserável (abaixo de pobre), vive em condições horrorosas pelos padrões de nossa sociedade: passam fome, frio, tem baixo nível educacional, péssimas perspectivas de crescimento futuro, e são assolados por doenças. Não bastasse isso, as taxas de homicídio entre os indígenas também é alta. Exatamente por que os indigenistas querem manter o status quo do povo indígena? Para que alguém quer manter o povo indígena em tal estado de miséria?

    A maneira mais simples de resolver a questão indígena é permitir que os índios vendam suas terras. Vejam o caso da Reserva Raposa do Sol, os indigenistas geraram miséria. Como mudar isso? Simples, basta permitir que os índios vendam parte de sua propriedade. Com direitos de propriedade bem estabelecidos, o próprio mercado se encarregaria de trazer as oportunidades de volta a região. Os agricultores e pecuaristas poderiam comprar ou arrendar a terra dos índios, e se beneficiariam com a renda da terra (o que simplesmente não ocorre hoje).

    Outro exemplo é o setor Noroeste em Brasília. Essa região é super nobre, os imóveis (ainda por construir) estão avaliados em valores superiores a R$ 10 mil o metro quadrado. Nessa região havia um grupo indígena. Qual era a solução óbvia? Simples, permitir que eles mesmos vendessem sua parte no terreno, e ganhassem alguns milhões. Mas a solução encontrada foi outra: realocaram os índios para outra região, mantendo-os na mesma miséria.

    Propriedade privada implica no direito de venda. Qual o problema de permitir que os índios vendam suas propriedades e usem seu dinheiro em benefício próprio? Aliás, 500 anos de convivência com o homem branco já se passaram, não está na hora de permitir que os índios se beneficiem das vantagens da civilização? Que tal, ao invés de perguntarmos a “especialistas”, perguntarmos diretamente aos índios o que eles querem? Será que os índios querem mesmo viver isolados da civilização?
    POSTADO POR BLOG DO ADOLFO

    chest- ´staí uma idéia…

  24. Ico – É verdade. E o pior que a oposição não quer saber realmente de apurar o que aconteceu. O enriquecimento de Palocci é indício suficiente para a abertura de um inquérito pela PF. Mas isso não é cobrado e nem será. Não querem matar a galinha dos ovos de ouro. Apenas causar desconforto.

    Apesar de que nesse campo a oposição é ajudada por correntes dentro do PT que nunca gostaram de Palocci. Ele toma tiro de tudo quanto é lado…

  25. Pax said

    Acho que é pior que isso, caro Vilarnovo.

    A oposição, de tão fraca que é, de tanta falta de bandeira para empunhar, acabou por se dar conta que está trabalhando para uma corrente do PT que não gosta do Palocci.

    Achismo por achismo fico com o meu.

  26. Chesterton said

    e a corrente do PT que não gosta do pallocii está trabalhando para a oposição…

  27. Elias said

    “e a corrente do PT que não gosta do pallocii está trabalhando para a oposição…” (Chesterton)

    Definitivamente, Chester, não tens a menor idéia do jogo que está sendo jogado.

  28. mona said

    A explicação seria essa, insider Elias?

    Ilimar Franco, O Globo

    Uma ala do PT, a que elegeu o deputado Marco Maia (RS) presidente da Câmara e fez de Paulo Teixeira (SP) o líder da bancada, está pregando o rompimento do acordo com o PMDB.

    Este grupo quer eleger outro petista presidente da Câmara. O comportamento dos petistas na votação do Código Florestal na Câmara e o suposto cochilo que resultou na convocação de Palocci, para depor na Comissão de Agricultura, são fruto deste embate.

    Esta ala, que não ficou satisfeita com seu quinhão no governo Dilma, também aposta no enfraquecimento do ministro Luiz Sérgio (Relações Institucionais) e do líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP).

    Este movimento tem a batuta de integrantes das tendências Mensagem (Democracia Socialista), Movimento PT e PT de Luta e de Massas.

    Por isso, os petistas da maior tendência, a Construindo um Novo Brasil, pretendem retomar a liderança da bancada e reagir aos movimentos para desestabilizar seus quadros no governo.

    Esta autofagia explica tanto a paralisia na defesa de Palocci quanto seu abandono.

  29. Chesterton said

    Esquerda é coisa de imbecil. Live with that.

    por Flavio Morgenstern*

    O Lobão (o músico, não o ministro) afirmou que esquerda é coisa de imbecil, tendo sido vaiado imediatamente por tal acinte. Fosse o Lobão ministro, e não o músico, já teria sido ejetado de seu cargo sem possibilidade de retratação pública por ir contra a causa. Ejetado bem mais facilmente do que Palocci, que pelo visto corre mais risco de ser canonizado no cargo pelo milagre da multiplicação de seu patrimônio. Isso, é claro, porque o governo é de esquerda.

    É um tanto quanto imbecil pechar um indivíduo por ser de esquerda ou de direita. Sabemos que as pessoas não se dividem tão bem em duas únicas categorias. Os EUA são um país até mesmo bipartidário, e os pensamentos no grande império não se dividem em dois. A esquerda e a direita foram divisões mais funcionais do que ideológicas em sua origem. Não se define um homem por ser de esquerda. Para piorar, é ainda mais imbecil considerar que “esquerda” e “direita” são pontos extremos de uma linha reta – o que gera a imbecilidade de se pensar que qualquer pensamento que vá fora do padrão ideológico que unifica cada lado imediatamente está abrindo concessão para o outro lado.

    http://www.implicante.org/artigos/esquerda-e-coisa-de-imbecil-live-with-that/

  30. Elias said

    Mona,

    Há de ter isso, também, mas não é só.

    Veja lá:

    1 – É medíocre o desempenho de Luiz Sérgio e Vaccarezza. Melhor substituí-los já do que esperar um dano maior.

    2 – O próprio Palocci parece ter escolhido não se defender. A esta altura do campeonato, Palocci já deveria ter abastecido Deus e todo mundo com elementos de convicção para dar base à sua defesa. Ele fez isso? Que eu saiba, não. Então…

    3 – “Autofagia petista”? Esse papo tem pelo menos 30 anos, e expressa mais um desejo do que uma convicção. Quando um conceituado analista político não consegue encaixar o PT num dos 2 ou 3 esqueminhas analíticos com que ele defende o leitinho das crianças, ele parte pra essas fantasias.

  31. Pax said

    Realmente o Luiz Sérgio como ministro de Relações Institucionais e o Vaccarezza como Líder do PT na Câmara são dois enormes tirambaços no pé.

    Afora o Romero Jucá como líder do governo no Senado.

    A coisa está mais triste que “bater em mãe” como diz o nosso amigo MBSantiago, ex-JamesBond, blogueiro amigo.

    Como disse, a “sorte” do governo – e azar da sociedade – é que não existe oposição. Nem o ninho tucano sabe bem pra que lado bater asas. E o maior aliado, o DEM, cresce a olhos vistos, como rabos de cavalos, para baixo, numa velocidade espantosa.

    Dilma, independente de um juízo ou de outro, todos possíveis neste momento em que ela está na berlinda ao ter que contornar sua primeira crise, tem a fraqueza na articulação política.

    Seja ela mesmo por falta de experiência de campo, seja pela equipe. Palocci, se tivesse condições, poderia fazer um bom papel, mas nunca tão concentrado como ficou nestes primeiros meses. A coisa não ficou bem parada, não agradou nem o PT, ou o que podemos chamar de uma unanimidade do PT, nem o maior aliado, o PMDB (argh) etc.

    Como diziam nos meus tempos de moleque, o cavalo disparou, o ginete perdeu as rédeas e os estribos e as porteiras estão abertas.

  32. Pax said

    Tão dizendo por aí que o Palocci vai dar entrevista ao Jornal Nacional hoje.

    É esperar para ver. Pena que não sei se estarei com uma TV por perto.

  33. Elias said

    Mona,

    Observe, que também a Executiva Nacional do PT também se recusou a defender Palocci.

    Dá pra se ver o quanto era e é furado aquele papo de que a recusa em defender Palocci era coisa de petista descontente com a própria participação no governo.

    Esse papo é recorrente, tanto quanto o da “autofagia”. Sempre que os movimentos se tornam um pouco mais complexos, não se encaixam nos modelitos de sempre, uns e outros tiram do balaio a garrafada de sempre.

    O rompimento com o PMDB é outro papo fosco. Ninguém rompe com o PMDB.

    O PMDB é um conjunto de currais. Ninguém negocia com a boiada. Negocia-se com o dono do curral, que controla tudo o que tem dentro do dito cujo.

    Ninguém rompe com a boiada. Se houver rompimento, será com um dos donos de boiada. Esta, simplesmente obedecerá o dono ou o boi de cabeceira, preposto do dono da boiada. Eventualmente, uma ou outra cabeça passará pra outro curral.

    Quando se trata de PMDB, brigar com um dono de curral não significa brigar com TODOS os donos de currais.

    E tem curralzão, curral, curralito…

  34. Pax said

    Caro Elias,

    Esta tua afirmação acima:

    A esta altura, também mais ou menos já se sabe que o Michel Temer queimou o filme cedo demais. Vai encarar 4 anos de esvaziamento. Em 2014, provavelmente, estará por sua própria conta e risco.

    Se for quente, me agrada um bocado.

    Só que…

    Sabemos que o Temer é campeão nesta política de baixos cleros, de baixaria generalizada, de agrados para todos os lados. E sabemos, também, que nosso Congresso é movido somente a agrados, sem que haja, ao menos a olhos nus, qualquer ideologia ou projeto de país. A coisa funciona no toma lá, dá cá, ou, se preferir, “o que é meu é meu, o que é teu é nosso”.

    E o vice-presidente do Brasil sabe jogar este jogo. Tanto sabe que era de fato e de direito o presidente do PMDB. Agora é só de fato.

    Mas como você acerta muito mais que erra, e ainda muitíssimo mais que eu, fico na torcida que você tenha razão, mais uma vez.

  35. Carlão said

    Saída à galega moda:
    Eu tenho a impressão que o Palocci irá usar o JN para dizer que é inocente, que tudo foi feito de acordo com a lei, os contratos a sua consultoria tem cláusula de confidencialidade…o blá ,blá,blá de sempre.
    MAS QUE
    para o bem do Brasil, solicitou e a presidenta doenta, docemente constrangida, aceitou o seu pedido de afastamento temporário
    enquanto pairarem dúvidas sobre sua conduta pública/privada.
    Lula mandou.
    Vamos aguardar os acontecimentos de hoje à noite.

  36. Pax said

    Segundo o Kotscho, Palocci escolheu a guilhotina.

    Deu a notícia em seu blog às 17h02. Li agora, às 19h18. Vejam abaixo.

    http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2011/06/03/palocci-fala-anatomia-de-uma-queda-anunciada/

    Acho a fonte quente, de dentro, aliado ao governo, porém mais equilibrado que gente histérica, seja de que lado for.

  37. Carlão said

    sorry periferia…
    como o meu fuso-horário é de 2 horas antes do horário do Brasil, eu furei o Kotscho.
    Minha “impressão” Saída à galega moda:
    foi escrita às 16:41 e sem acesso ao Planalto…
    hehehe Pax
    a conferir

  38. Chesterton said

    Big Charles é o cara.

  39. Chesterton said

    o pt é um saco de gatos noturnos.

  40. Carlão said

    êpa…parem a novela!
    peraí…
    o cara não pediu afastamento temporário???
    Como todo petralha ele acredita em suas próprias mentiras..hehehe
    E responde eficientemente ao que NÃO FOI PERGUNTADO.
    Já sabemos que ele recolheu impostos federais e municipais através de NFs de serviços prestados.
    Mas se nega a dizer o nome dos contratantes.hehehe
    A vida malvada segue.

    E a Veja publica que o ministro mora num ap de 4,5 milhas na Vila Nova Conceição, q pertence a um pobre laranja que não possui renda suficiente pra ser dono nem de uma quitinete e que estranhamente “escapou” da Receita Federal.
    Apesar da confrontação de CPFs dos respectivos recebedor e pagador (cruzamento de informações prestadas.Operação básica da Receita Federal.
    A situação ficou mais complicada ainda.
    Surge uma terceira entidade – noturna, como quer o chest, que arranja mutretas paralegais na Receita e que o ministro alegremente usufrui, traficando influência.
    Ainda tenho a impressão que palocci irá pedir afastamento neste fim de semana…
    ou então a coisa é muito mais complicada do que parece.
    vamos aguardar novas revelações. hehehe

    Vou perguntar ao Kotscho que é a fonte quente, de dentro, aliado ao governo, porém mais equilibrado que gente histérica, seja de que lado for.
    Pax …tenha a paciência do patriarca e analise as informações de cocheira do “filho sem pai”, antes de comentar alguma bobagem, como de costume.
    Palocci deve ter vários petralhas de alto nível com o rabo fedorento preso em sua mão. Dirceu?
    Palocci fica. A presidenta doenta permite.
    Hímen complacente?
    Lula mandou.
    Vamos ver.
    hehehe

  41. Chesterton said

    Pax, Palloccci é um canalha, mora em ap de propriedade de laranjas. Pessoas não-canalhas não fazem isso. O PT transformou o Brasil numa cleptocracia.

  42. Chesterton said

    O ministro Alexandre Padilha (Saúde) afirmou ontem, em encontro com dirigentes petistas em Salvador, que o principal partido de oposição do país é a “grande imprensa”. No discurso, ele não citou diretamente a crise política que envolve o ministro Antonio Palocci. Para Padilha, a imprensa deveria fazer reportagens sobre assuntos “positivos”, como o plano do governo federal de erradicação da pobreza extrema, em vez de tratar apenas de “problemas”. Padilha é figurinha carimbada nos encontros de blogueiros progressistas, mais conhecidos como esgotosfera.(coturno)

    chest- aí, Pax, os cleptocratas querem uma imprensa chapa branca, que não faça denúncia dos poderosos de plantão. Tem mais corrupção que isso?

  43. Pax said

    Há post novo, caro Chesterton, um de opinião pessoal.

    (e, antes que me esqueça, não curto muito tribunais de exceção)

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: