políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

A Privataria Tucana: silêncio sepulcral

Posted by Pax em 13/12/2011

A imprensa tem exercido um papel fundamental na depuração do ministério da presidente Dilma Rousseff. Em alguns casos o noticiário se inicia com fontes pouco confiáveis mas é complementado com reportagens que acabam por definir quadros complicados para os ministros envolvidos.

Pegando um só exemplo da afirmação acima temos o caso da saída de Orlando Silva, ex-ministro do Esporte. A notícia que disparou as manchetes de toda a imprensa se originou na denúncia do policial militar João Dias Ferreira que haveria recebimento de propinas no Ministério do Esporte. As matérias veiculadas foram mais longe, apontando que Célio Soares Pereira, um faz tudo do esquema corrupto, teria entregado diretamente ao ex-ministro uma parcela desta arrecadação ilegal, na garagem do ministério. Até hoje não há comprovação desta denúncia. Mas o esquema das ONGs suspeitas foi levantado e os indícios se tornaram fortes demais. Orlando Silva saiu por não conseguir demonstrar a inexistência do tal esquema das ONGs e Agnelo Queiroz, ex-ministro da pasta, hoje governador do DF, tem sobre si uma série de suspeitas no mesmo caso. Neste link “Militante do PCdoB acusa Orlando Silva de montar esquema de corrupção” podemos rever a notícia da revista Veja que sustenta o parágrafo.

Na sexta feita passada o jornalista Amaury Jr lançou seu livro “Privataria tucana”. Segundo algumas parcas notícias veiculadas fora da grande imprensa o livro aponta esquemas ilegais no processo de privatização de empresas estatais brasileiras durante o governo tucano de FHC. Aponta, também, esquemas de lavagem de dinheiro envolvendo o alto tucanato e seus familiares. Ao menos é o que diz o jornalista Bob Fernandes, editor do Terra Magazine, em seu comentário no Jornal da Gazeta, apontado no post de Luiz Nassif de hoje “O silêncio da mídia, por Bob Fernandes“.

Ricardo Kotscho, o mais equilibrado jornalista que tem a coragem de afirmar seu lado, também escreve sobre este silêncio geral da mídia em seu post atual Liberdade de imprensa: para quê, para quem?

Este blog nunca comungou a tese da existência do Partido da Imprensa Golpista. Basta verificar o histórico registrado em todos os posts e comentários para confirmar.

Mas o silêncio sepulcral que a grande imprensa faz sobre o lançamento deste livro nos leva a crer que o partidarismo está à acima do que seria saudável para a imprensa brasileira.

A corrupção é uma chaga de enormes proporções no Brasil. Esta epidemia não é propriedade nem do PT nem do PSDB, é generalizada. Ambos partidos sustentaram e sustentam um coronelato venal sem qualquer vínculo ou compromisso com o bem do país. Os dois principais e melhores partidos brasileiros precisam do apoio do que há de pior na política nacional. Não bastasse isso precisam montar seus caixas dois para as campanhas eleitorais caríssimas e dependem, segundo fartas denúncias, de esquemas que vão à além deste coronelato indigesto. Em todas as áreas de responsabilidade governamental, da Saúde à Educação, em todos os âmbitos, do municipal ao federal, desvios são praticados em nome da política e, como corolário, sustentam bandidos de toda natureza.

À grande imprensa cabe o dever de apontar estes esquemas caso queiramos chamá-la de boa. Não é culpa da mídia a sucessiva queda de ministros da presidente Dilma Rousseff. A culpa é dos próprios ministros que não conseguem provar que não estão envolvidos, seja diretamente ou por falta de competência em suas pastas.

Neste caso do livro “Privataria tucana” nossa grande imprensa está, digamos, “atrasada” em sua pauta. É o mínimo que podemos afirmar.

Atualização: entrevista da Record News com o autor de A Privataria Tucana, Amaury Ribeiro Jr. Dica do comentarista Zbigniew, a quem agradeço.

Anúncios

97 Respostas to “A Privataria Tucana: silêncio sepulcral”

  1. Zbigniew said

    Na Record News.

  2. iconoclastas said

    reprodução:

    “O curioso é o tal “Estrondoso silêncio” que Bob Fernandes do Terra Magazine e Ricardo Kotscho apontam. É isso mesmo. A grande imprensa simplesmente está omitindo o lançamento do livro. Acusam o Amaury Jr de ser um mau profissional.”

    bem, o cara já trabalhou para eles (globo), então há conhecimento de causa quando se trata do “profissional”. Fora isso, por qual motivo vão lhe oferecer publicidade gratuita? Para que a Veja, por exemplo, que vendeu muito bem com as denúncias sobre o Pimentel, iria replicar uma matéria de uma nanica?

    assim como o Pax, o pessoal tem coisas mais importantes para fazer, mais urgentes até, afinal, mesmo na hipótese de Serra e FH estarem implicados, hj nenhum dos dois tem cargo público. Já Pimenta, Dilmão e cia…

    mas sem dúvida que alguns vão ler, e se algo factual for constatado vai começar a aparecer nos meios que são tão caros a vcs…

    mas o Zigb, vc que já leu e postou um link q eu não consegui abrir, adianta pra gente o que há nos tais documentos. vc não quer divulgação?

    ;^/

  3. Zbigniew said

    Compra o livro, Icon. E melhor.

    Bom, trinta mil exemplares ja foram vendidos. E mais virao por ai. Verdade que a obra tera sua discussao e divulgacao restrita as redes sociais e internet, mas de forma alguma isto quer dizer que nao tera uma boa abrangencia. Ja se foi a epoca que a Grande(?)/Velha midia tinha a exclusividade da informacao.
    Com este livro e as ultimas pesquisas de opiniao sobre a prefeitura de Sao Paulo, os tucanos devem comecar a se preocupar. Ficar no silencio nao vai adiantar muita coisa. Alias, vai. Se eles tiverem o rabo preso. A midia amiga da cobertura.

  4. Pax said

    Caro Iconoclastas,

    O tucanato está, sim, no poder. Em vários estados e municípios. Tem uma parcela muito significativa de prefeituras e governos estaduais.

    Acredito que seria de muito bom tom a grande imprensa atentar para o lançamento deste livro. O que podemos depreender caso se calem completamente? Ora, simples: que seu partidarismo está sobrepujando sua qualidade. É o mínimo que podemos afirmar.

    Caso não haja nada de valor no livro do Amaury, a pauta cai de madura. Mas omitir não me parece a melhor estratégia. E o tucanato se calar também não me parece a melhor coisa que poderiam fazer.

    O que não concordo, também, é que petistas tenham por base tais acusações para justificar os problemas do PT nos governos de todos os ämbitos.

    Como disse o caro Edu num comentário abaixo: que pegue fogo no circo inteiro, se for o caso.

    Acabaremos, nós, sociedade que não nos locupletamos, percebendo que a tal “governabilidade” é, como disse anteriormente, ingovernável.

    Seja para gregos como para troianos.

  5. iconoclastas said

    “Compra o livro, Icon. E melhor.”

    tá esgotado, e segundo o tal do Azenha, houve compras maciças, com suspeitas d que tenha sido por ordem de algum incomodado…

    mas o Zigb, para alguém q está tão interessado em ver a divulgação na “grande mídia” vc não demonstra a mesma postura quanto ao conteúdo do calhamaço. qual o motivo?

    me dá uma provinha ( não é ilaçãozinha…) para eu me animar a encomendar um exemplar da próxima edição…

    ;^)))

  6. Pax said

    Caro Iconoclastas,

    Estou passando um perrengue para carregar o vídeo que o caro Zbigniew colocou em seu comentário #1. Já assisti até o minuto 17 dos 27 que tem na notícia da Record News, canal que não disponho na minha casa, mesmo num pacote bastante completo da Sky.

    Vale a pena dar uma olhada. É com o Heródoto Barbeiro, um jornalista que merece respeito, sim. Jornalista que saiu agora faz pouco da CBN, rádio da própria Globo, assim como da TV cultura, de SP. Não dá para desacreditar Heródoto, Bob Fernandes e tantos outros bons jornalistas assim, de imediato. Ao menos se quisermos tentar análises equilibradas do quadro político nacional.

    As acusações do Amaury Ribeiro Jr são importantes. Ou são provadas suas falsidades ou tem tucano que vai acabar depenado.

    E, de novo, cá neste blog não lembro de ter omitido nenhum escândalo dos governos do PT desde que me propus a acompanhar a pauta da corrupção no noticiário. Se escapou alguma coisa gostaria que me apontassem. Está no “Sobre o blog” o compromisso que assumi em agosto de 2008.

    Não daria para passar em branco hipóteses de escândalos do PSDB. Está na mídia, mesmo que fora da tal chamada grande, Folha, Estadão, O Globo, Veja etc.

    Vou até mais longe.

    Acredito que o país será melhor se houver partidos fortes, bons. E alternância entre eles. Já discutimos bastante esta questão aqui. O PSDB é um partido que tem uma briga interna entre seus caciques que gera uma indefinição e indecisão atávicas. Enquanto Serra briga com Alckmin e Aécio o partido patina e não forma um nome capaz de se colocar como opção para a tal alternância. Parece mesmo que o PSDB chegou ao ponto que o PT chegou, de esgotar seus nomes históricos e ter que procurar outro nome, de outra origem, para a sucessão de Lula. Foi o caso de Dilma.

    Onde quero chegar? Ora, se há algo de verdade neste livro, que o PSDB se depure e parta para um novo caminho. Será muito bom para o Brasil que surja um tucano que seja capaz de juntar o partido e sinergizar a campanha de 2014. (Aliás, aqui cabe o mesmo para o próprio PT, não consigo imaginar que um José Dirceu, um Genoíno ou alguém histórico como eles tenha capital político para querer disputar uma presidência, sobrou Lula e agora aparece a presidente como opção de reeleição).

    Não acho, de novo, que a atitude avestruz do tucanato seja a melhor opção neste momento.

  7. Zbigniew said

    Icon,
    a grande/velha mídia pode publicar ou não. Mas temos o dever de apontar as incongruências, o partidarismo mal disfarçado e a hipocrisia.
    Estão lá os documentos. Se não tiverem consistência o autor vai pagar pelas acusações sem fundamento. Mas se tiverem?
    Doze anos de pesquisas, acusações contra um partido protegido pela mídia e ainda muito poderoso. Acusações contra o próprio PT. Será q não merece atenção?
    Qto ao livro, seja paciente. Sexta-feira estará nas livrarias numa segunda edição. Pode ser q dependendo da livraria fique escondidinho. Mas seja insistente q vc acha.

  8. Pax said

    Atualizei o post com o vídeo da entrevista na Record News.

    Obrigado, caro Zbigniew. O crédito está, também, no post.

  9. Zbigniew said

    É sempre um prazer, Pax. É o mínimo que podemos fazer pelo espaço democrático que vc nos disponibiliza.

  10. iconoclastas said

    “a grande/velha mídia pode publicar ou não.”

    ora Zigb, já publicou boa parte disso há muito tempo:

    http://www.tijolaco.com/se-midia-nao-cre-no-amaury-acredite-na-veja/

    eu quero é novidade…

    ;^)))

  11. Zbigniew said

    Muito bem, Icon.
    Você mostrou uma incongruência da mídia. Que bom!
    Se a própria Veja já havia mostrado uma parte do problema (ainda que por interesses inconfessáveis), porque o silêncio sepulcral agora?

  12. Chesterton said

    Homofobia não é crime – João Pereira Coutinho
    | author: Gusta
    É perfeitamente legítimo que um heterossexual não goste de homossexuais, como é legítimo o inverso

    É um erro comum: alguém escreve sobre o julgamento de Oscar Wilde em 1895 e o apresenta como o momento infame em que a sociedade vitoriana resolveu reprimir “o amor que não ousa dizer seu nome”.
    Admito que essa versão faça as delícias das patrulhas, para quem Wilde virou mártir, ou santo. Mas, ironicamente, a perdição de Wilde não começou com a intolerância da sociedade vitoriana.

    Começou quando o próprio decidiu limpar o seu nome das acusações “homofóbicas” do marquês de Queensberry, pai do seu amante Lord Alfred “Bosie” Douglas.

    Se Wilde tivesse ignorado um mero cartão pessoal do marquês, onde este tratava o escritor por “sodomita”, jamais teria ido parar na prisão de Reading Gaol.

    Mas Wilde, em gesto inusitado para seu temperamento irônico, não gostou que se dirigissem a ele como homossexual. Partiu para a Justiça, processando o marquês.

    Foi no decurso do julgamento que o jogo virou e Wilde, de alegada vítima, passou a réu. Sobretudo quando a defesa do marquês resolveu arrolar como testemunhas alguns rapazes que tinham sido, digamos, íntimos de Wilde.

    A Justiça não gostou e condenou o escritor. Não porque ele era homossexual, entenda-se -a “buggery”, mais do que um desporto, era até uma forma de iniciação entre “gentlemen” nos colégios de Eton ou na Universidade Oxford. Mas porque agitara as águas de forma demasiado ruidosa numa sociedade que gostava de manter os seus vícios em privado.

    Hoje, a condenação de Wilde pode parecer-nos de uma hipocrisia sem limites. Não nego. Mas existe uma outra moral na história: valerá a pena criminalizar a homofobia, como Wilde tentou fazer ignorando os conselhos dos seus amigos próximos, quando se despertam no processo outros abusos inesperados?
    Marta Suplicy entende que sim e, em artigo nesta Folha, defende lei para criminalizar o “delito”.

    Infelizmente, a sra. Suplicy confunde tudo na discussão do seu projeto: homofobia; crime homofóbico e medicalização da homossexualidade. Como diria um contemporâneo de Wilde, Jack, o Estripador, vamos por partes.

    Começando pelo fim, ninguém de bom senso defende que a homossexualidade é uma doença mental. Não é preciso consultar a Organização Mundial da Saúde para o efeito. Basta olhar para a história da espécie humana -e, mais ainda, para a diversidade do mundo natural- para concluir que, se a homossexualidade é loucura, então boa parte da criação deveria estar no manicômio.

    De igual forma, ninguém de bom senso negará que persistem crimes medonhos contra homossexuais, seja no Brasil ou na Europa, porque os agressores, normalmente homossexuais reprimidos, não gostam de se ver no espelho.

    O problema está em saber distinguir o momento em que uma aversão se converte em crime público. Porque a mera aversão não constitui, por si só, um crime.

    Por mais que isso ofenda o espírito civilizado de Marta Suplicy, é perfeitamente legítimo que um heterossexual não goste de homossexuais. Como é perfeitamente legítimo o seu inverso.

    Vou mais longe: no vasto mundo da estupidez humana, é perfeitamente legítimo não gostar de brancos; de negros; de asiáticos; de portugueses; de brasileiros; de judeus; de cristãos; de muçulmanos; de ateus; de gordos ou de magros. A diferença entre um adulto e uma criança é que o adulto entende que o mundo não tem necessariamente de gostar dele.

    O que não é legítimo é transformar uma aversão em instrumento de discriminação ou violência. Não porque isso seja um crime homofóbico. Mas porque isso é simplesmente um crime.

    E os crimes não têm sexo, nem cor, nem religião. Se Suplicy olhar para a estátua da Justiça, entenderá que os olhos da figura estão vendados por uma boa razão.

    Pretender criminalizar a homofobia porque não se gosta de ideias homofóbicas é querer limpar o lixo que há na cabeça dos seres humanos. Essa ambição é compreensível em regimes autoritários, que faziam da lavagem cerebral um método de uniformização. Não deveria ser levado a sério por um Estado democrático.

    FOLHA DE SP – 13/12/11

  13. Edu said

    Se há um benefício desse livro para as pessoas, espero que seja o seguinte: o problema não é o PSDB ou o PT!

    É que a mentalidade de quem entra numa dicussão política como se entrasse numa igreja para discutir a fé em Deus! Essa é a verdadeira culpa da educação e da imprensa brasileira, transformar política e futebol em religião.

    Quanto antes as pessoas perceberem isso, mais cedo a face produtiva da democracia aparecerá.

  14. Zbigniew said

    Caro Edu,
    acredito que o que precisamos é discutir política, religião, futebol, o que quer que for, em cima de bases civilizadas, produtivas e honestas.
    Enquanto não fizermos isto e optarmos pela hermeticidade dos assuntos, pelo dogmatismo e pelos extremismos, não exercitaremos a dialética tão necessária para o aprimoramento das idéias.
    Por isso espaços como esses – do caro Pax, e tantos outros na internet que, com sua visão de mundo, sua postura política, mas com honestidade e respeito, nos proporcionam bons debates -, são, no meu sentir, tão importantes para o exercício do diálogo democrático. Diferentemente das grandes corporações e portais que, muitas vezes, não admitem o contrário, a opinião diferente ou divergente. E ainda de tantos outros que simplesmente censuram a divergência, além de desconstruírem o que é diverso ou diferente.
    Por fim, não se assuste com a acidez ou a ironia de alguns comentários. Quando não descambam pro desrespeito são até interessantes para estimular a discussão.

  15. Chesterton said

    O PT é a fonte de todo mal.

  16. Pax said

    Caro Chesterton,

    Você pode, por favor, defender sua tese“O PT é a fonte de todo mal.” com alguns argumentos? Não seria, por acaso, o processo de nossa colonização ou, tentando chegar mais perto, o estabelecimento de Capitanias Hereditárias doadas ao coronelato ainda atuante no país? Sei lá. Tentando te ajudar, quem sabe o financiamento privado de campanhas? Impunidade para políticos corruptos? Vai, caro Chesterton, velho e bom Chesterton, desenvolve um pouco mais esta tua ideia, por favor.

    Caro Edu,

    Não consigo discordar da sua opinião.

    Caro Zbigniew,

    Quem quer que impeça opinião contrária à sua pode, realmente, ser chamado de democrático? FIca a dica. Para pais, irmãos e titios…

    —-

    Mais uma vez dei uma olhada geral e nada vi na grande imprensa qualquer linha sobre este livro e sua coletânia de acusações.

    Mais uma vez minha curiosidade fica aguçada sobre os porquês deste “silêncio sepulcral”.

    Ou o tal Amaury Jr é realmente um zero à esquerda e jornalistas como Bob Fernandes, RIcardo Kotscho e Heródoto Barbeiro não sabem de nada, ou a tal grande imprensa está comendo uma enorme mosca e comprometendo sua credibilidade.

    Juro que não sei. Ou (a) ou (b). Existe um (c) ou um (d)?

    Como que acusações tão graves simplesmente desaparecem da mídia? Se eu fosse editor chefe de qualquer veículo de imprensa cairia de pau em cima como abutre em carniça. Notícia a dar com pau, manchetes fáceis ao dispor e pauta para toda obra.

    E olha que eu só acho que exista imprensa ruim e imprensa boa. Continuo não comungando com a tese da existência de um tal de PIG.

    O que sei é que realmente a grande imprensa é propriedade privada de meia dúzia de famílias. E continuo achando que não há nada a ser mudado neste assunto. Da mesma forma há meia dúzia de bons venderores de pneus e eu me permito escolher os fornecedores que me dão melhores produtos e menores preços.

    Quando um fornecedor de pneu falta com a palavra, me vende x e me entrega y (menor que x), eu posso, claro, mudar de fornecedor.

  17. iconoclastas said

    aqui ó:

    http://www.megaupload.com/?d=F2Y31SMK

    li 1/3, o gordinho escreve ok, flui, sério. um pouco afetado, juvenil até, mas menos do q nas entrevistas.

    até a parte q cheguei é um requentado só. o capítulo q trata das privatizações vai desapontar qq um com mais de 35 (e q não tenha alzheimer…) . acho q até o hélio ferraz era mais sofisticado nas críticas…

    comentarei mais conforme avançar.

    ;^/

  18. Pax said

    Boa, caro Iconoclastas… obrigado.

    Será que passarei as festas lendo este livro?

    Cá entre nós, hoje tive uma reunião com um amigo que cito aqui, volta e meia. É esquerdista, sim. Perguntei para ele se estava sabendo do livro. Me disse que não sabia do que se tratava.

    Ainda não conversei com o meu amigo tucano. Não sei se ele sabe ou não do livro.

    Mas já dá pra ver o tamanho do esconde-esconde que a imprensa é capaz de fazer, basta o depoimento do meu amigo com quem já falei.

  19. Pax said

    Uma outra opinião

    Segundo Marcos Guterman, é tudo uma jogada de marketing…

    http://blogs.estadao.com.br/marcos-guterman/“a-privataria-tucana”-nao-existe-mais-bobo-no-marketing/

    Mas o que interessa, muito à além dessa colocação do Guterman: já tem notícia na grande imprensa. Guterman é blogueiro conhecido do Estaão, o jornal que declarou apoio ao Serra nas eleições passadas.

    Acabo de dar uma olhada no twitter e parece que o Noblat também já fala do assunto.

    Bom que seja assim.

    Agora é deixar a água rolar embaixo da ponte. E cobrar, sim. Direito do povo que lê.

  20. iconoclastas said

    “acho q até o hélio ferraz era mais sofisticado nas críticas…”

    fernandes…

    ;^{

  21. iconoclastas said

    “acho q até o hélio ferraz era mais sofisticado nas críticas…”

    fernandes…

    ;^{

  22. iconoclastas said

    http://oglobo.globo.com/pais/pimentel-nao-precisa-se-explicar-ao-congresso-defende-dilma-3439071

    é um escárnio…

    ;^/

  23. Chesterton said

    A QUADRILHA EM DOIS TEMPOS: À MARGEM DO ESTADO E DENTRO DELE
    Só um recadinho aos tolos: se e quando eu quiser, comento atos praticados por criminosos que, em países com uma Polícia Federal e um Judiciário um pouquinho mais ágeis, já estariam curtindo uma temporada na cadeia. Não costumo dar bola para o subjornalismo pendurado nas tetas do governo federal e das estatais. Conheço bem os métodos da canalha. Tirem deles o dinheiro oficial para ver se conseguem se sustentar…

    Essa escória é um tipo relativamente novo, que surge junto com a chegada do petismo ao poder. De modo mais agressivo e organizado, passou a atuar depois do mensalão. Inventou-se a tese do “golpe da mídia”. Era a senha para justificar a formação de um eixo criminoso, composto por ex-jornalistas convertidos em lobistas, negociantes e esbirros de políticos enrolados com a Justiça. O dinheiro que os sustenta, reitero, é público.

    Quem viu a imprensa séria dar bola para o Dossiê Cayman, uma fraude fabulosa, viu coisa pior do que isso que está em curso agora. Com a Inernet ainda nos seus primórdios, a calúnia se espalhava mais lentamente. Também naquele caso, o material criminoso estava recheado de supostos “documentos”. Essa gente conta com a militância dos bucéfalos, como sempre, e com a ignorância dos crédulos.

    Qual é o jogo da canalha? Amontoar uma batelada de acusações sem fundamento e depois sair cacarejando: “Por que não responde? Por que não responde?” Quem cai na sua conversa acaba refém de seus métodos. É como se Marcola ou Fernandinho Beira-Mar resolvessem fazer um dossiê contra as ações da polícia.

    ATENÇÃO!
    – AS PRIVATIZAÇÕES FORAM VIRADAS DO AVESSO, INCLUSIVE PELOS PETISTAS!
    – SE HAVIA IRREGULARIDADES, POR QUE O SENHOR LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA NÃO ACIONOU A POLÍCIA FEDERAL? POR QUE NÃO TORNOU PÚBLICAS AS SUPOSTAS FRAUDES?
    – SE HAVIA, COMO DIZEM, EVIDÊNCIAS CONTRA TUCANOS, POR QUE NÃO AS TROUXERAM A PÚBLICO OFICIALMENTE?

    A resposta é simples: porque não havia nada!

    Não por acaso, as campanhas eleitorais do PT nunca se concentraram nas supostas fraudes. Preferiram o embate ideológico. As estatais, passaram a dizer, foram vendidas “a preço de banana”, outra estupidez. Segundo o TCU, “preço de banana” era o das concessões de aeroportos definidos pelos petistas. Foi necessário elevar o preço mínimo, em um dos casos, em quase MIL POR CENTO!!!

    Sai, canalha!
    Essa gente acha que caio no truque. Há vagabundos que, num comentário, falam a linguagem de sempre dos jumentos. No seguinte, com o mesmo IP, chegam mansinhos: “Pô, Rei, você deveria comentar tal coisa; afinal, os petralhas estão…” Vão pastar!

    Acompanhei no detalhe o massacre a que foi submetido o então secretário-geral da Presidência do governo FHC, Eduardo Jorge Caldas Pereira. No caso, os petistas ainda estavam na oposição e contavam com o auxílio da facção petista do Ministério Público. Passados alguns anos, constatou-se que não havia uma só prova contra ele, um só indício, nada! Tudo era apenas parte de um projeto de poder. Tratava-se apenas de uma “conspiração dos éticos”, como aqueles que estão na capa da VEJA desta semana, tramando, por telefone, recibos falsos para incriminar inocentes. A canalha petralha chamaria àquilo tudo “prova”.

    Se e quando quiser, falo do que eu quiser, ficou claro? Eu não preciso recorrer ao mundo do crime para “bombar” o meu blog. Os meus leitores decentes me bastam. Os indecentes que passam por aqui o fazem porque querem e contra a minha vontade. E o favor que sempre podem me fazer é ficar longe. Falta de chute no traseiro é que não é. Houvesse um mata-burros eletrônico, eu o adotaria.

    Havendo algum leitor eventualmente desconfiado, que não tem muita certeza se aquela gente é criminosa ou não, se está a serviço do poder de turno ou não, uma dica prática: vejam quem lhes paga o salário, verifiquem se conseguiriam manter suas revistinhas ridículas e seus blogs e sites bisonhos SEM O DINHEIRO DAS ESTATAIS. Se a resposta for “não”, vocês terão chegado a uma conclusão.
    – já houve a escuta que resultou nas acusações fantasiosas sobre as privatizações;
    – já houve o Dossiê Cayman;
    – já houve o falso dossiê contra Eduardo Jorge;
    – já houve o caso dos aloprados:
    – já houve o dossiê contra FHC e Ruth Cardoso (calculem!), feito na Casa Civil;
    – já houve o arapongagem da pré-campanha de 2010 por aquela turma chefiada, então, pelo “consultor” Fernando Pimentel;
    – já houve a invasão do sigilo fiscal de tucanos e de familiares do candidato do PSDB à Presidência;
    – há agora a retomada das acusações sobre as privatizações, tão falsas e estúpidas quanto aquelas feitas há mais de 10 anos.

    Antes, tratava-se de uma quadrilha que operava à margem do estado. Hoje, trata-se de uma quadrilha que se aproveita das benesses do estado. Quando FHC estava no poder, o governo se esforçava para vencer a oposição. Os lugares se inverteram, e o PT se organiza para eliminar a oposição. Não por acaso, há eleições no ano que vem.

    Nomes de quadrilheiros e das obras saídas de suas entranhas continuam vetados. Se e quando eu decidir citá-los, então cito. Quanto à imprensa, é bom lembrar que, não faz tempo, uma súcia tentou meter jornalistas na cadeia simplesmente porque faziam o seu trabalho.

    Por Reinaldo Azevedo

    chest- o PT é a fonte de todo mal.

  24. Chesterton said

    Do Portal G1:
    O deputado federal Fernando Francischini (PSDB-PR) protocolou nesta terça-feira (13) um pedido de prisão do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e do irmão dele Ailton Carvalho de Queiroz na Procuradoria-Geral da República (PGR). O documento, que também foi encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), lista uma série de denúncias contra o governador do DF, como o suposto enriquecimento ilícito de irmãos de Agnelo.

    Em nota, o GDF afirmou que o pedido “trata-se de oportunismo da oposição vindo de um partido que, este sim, esteve envolvido em um dos maiores escândalos políticos ocorrido recentemente no Distrito Federal, desvendados pela operação Caixa de Pandora.” O pedido será analisado pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que vai decidir se encaminha a denúncia para o STJ.

    De acordo com o deputado federal, a suposta tentativa de suborno do policial João Dias na semana passada justifica a prisão cautelar de Agnelo. Dias foi o autor das denúncias que levaram à saída de Orlando Silva do Ministério do Esporte.

    Na quinta (7) ele foi preso após se envolver em uma confusão na sede do governo do DF, acusado de agredir um policial e duas servidoras públicas. Dias afirmou que foi ao Buriti devolver R$ 200 mil que teriam sido levados em sua casa na noite anterior por um “emissário do governo”.

    A prisão do irmão de Agnelo seria justificada pela suposta ameaça a um jornalista. “A ameaça desferida ao repórter Claudio Dantas Sequeira evidencia que Ailton Carvalho de Queiroz demonstra ser pessoa perigosa, cuja prática sugere tendência em obstar a instrução criminal, a aplicação da lei penal e possivelmente praticar crime de coação no curso do processo”, diz o deputado no documento.

    No sábado, Agnelo jpa havia saído em defesa do irmão. “Passou dos limites o que o crime organizado no Distrito Federal está fazendo. São ataques bárbaros à minha pessoa, agora à minha família. Só faltam me abater fisicamente. Vou processar o meio de comunicação que se presta a uma patifaria dessas, inclusive seu escriba. Vou tomar todas as medidas legais”, disse o governador.

    Por Reinaldo Azevedo

  25. Pax said

    Caro Chesterton,

    O titio nervoso fica o melhor bobo da corte nacional. Juro que fico imaginando aqueles castelos medievais, as festanças e a hora que aparece o bobo, com seu chapeu com sininhos e vem fazer as palhaçadas para a corte dar suas fartas risadas. Não é a cara do cidadão? Ele tá ganhando disparado dos seus pares em trincheiras opostas. E olha que do outro lado tem uma turma boa também. E público? Inacreditável como tem público para os bobos das cortes do jornalismo, dos dois lados. Impressionante.

    Porque será que ele não escreve uma linha sobre nossa curiosidade em cima dessa empresa das Verônicas? Ele diz que não há nada a ser investigado, tudo já foi esmiuçado. Bem, cá do meu cantinho me reservo o direito de entender diferente.

    Melhor um pouco, pergunto para você – que tenho certeza que tem opiniões à além das do titio: não fica curioso com essa empresa? Confesso que gostaria muito de entender melhor a que ela se propunha, como foi montada, como operou etc. Porque cargas d’água Verônica Serra foi exatamente fazer uma sociedade com Verônica Dantas? Coincidência? Será que olhou na lista telefônica e achou uma homônima e resolveu: é essa minha futura sócia?

    Ora, caro Chesterton, aparteando o bobo da corte, vamos dar uma chance para que essa história seja apurada? A gente não discute, aqui, tudo que sai do PT? Então, bora equilibrar um pouco. Achar que o PSDB é totalmente puro, virgem e imaculado não me parece muito sábio. É o mesmo que achar que o PT nunca cometeu nenhum deslize moral e ético.

    Tenho certeza absoluta que você não cai nessa. Certo? Então bora lá, deixa o barco andar …

  26. Zbigniew said

    Especificamente sobre a Verônica Serra, a questão do JP Morgan:

    “História N°1:

    No dia 1° de fevereiro deste ano, a edição digital do jornal Monitor Mercantil publicou:

    “A One Equity Partners (OEP), braço de investimentos do banco J.P.Morgan, acertou a aquisição de 50% do Portal de Documentos, empresa brasileira que fornece soluções de gestão integrada nos serviços de cobrança de crédito”“

    Cinco dias antes, a Portal de Documentos, até então uma empresa limitada, com capital social de R$ 200 mil, transformara-se em Sociedade.

    Naquele 1° de fevereiro, a Portal de Documentos realiza uma assembléia, mas não há transferência de cotas para a OEP ou para o JP Morgan. Há, porém a eleição de dois cidadãos americanos como conselheiros administrativos: Bradley J.Coppens e Christian (que está grafado como Christina na Junta Comercial) Patrick Raymond Ahrens, ambos diretores da empresa de investimentos ligada ao JP . Amos fornecem CPF errado e indicam como residência Strawinskylaan 1135, NL-1077, a sede do JP Morgan na Holanda, embora o banco possua uma aqui, e muitos negócios no Brasil, como a compra, em outubro de 2010, da Gávea Investimentos, de Armírio Fraga, ex-presidente do BC no Governo FHC.

    Na mesma assembléia, Bradley e Arhens nomeiam sua procuradora com plenos poderes.

    A Sra. Verônica Allende Serra.

    História N°2:

    Era uma vez três empresas modestas.

    A Dernamo Participações Limitada, a mais rica de todas, com capital social de R$ 1.000,00 e duas outras, bem modestas, a Gurham Participações Ltda. e a Hemath Participações Ltda, cada das duas com R$ 100 (cem reais, não cem mil) de capital registrado.

    Todas foram criadas por um escritório de despachantes, o Serpac – Serviços Paralegais e Contábeis – atualmente chamada TMF – que, criado em 2007 com capital de R$ 100 mil, pulou para mais de R$ 820 mil em em 2009.
    Mas voltemos às três empresinhas.

    Em junho de 2009, o J.P. Morgan Trustee and Depositary Company , de Londres, compra 99% da Dermano, por R$999. Em março de 2010, faz o mesmo com a Gurham e com a Hemath, pagando 99 reais por cada uma.

    E aí, quem é nomeado administrador da empresa, que passa a chamar-se Select Brazil Investimentos Imobiliários?

    Sim, ele, o multihomem, José Tavares de Lucena, que é o representante brasileiro da Citco do Caribe e gestor das empresas de Paulo Henrique Cardoso, o PHC: a Radio Holdings e a Rádio Itapema, a famosa Rádio Disney, em sociedade com a Walt Disney Corporation, sob o nome de ABC Venture Corp.

    Com ele, o outro administrador da rádio PHC, Jobiniano Vitoriano Locateli.

    E aí a empresa é capitalizada em mais de R$ 18,9 milhões!

    A mesma coisa aconteceu com a Ghuram e a Hemat, mas em escala ainda maior. Dos R$ 100 de capital social que cada uma tinha, passou-se, de uma só tacada, para R$ 57.134.999,00 na Ghuram e para R$ 54.977.782,00 na Hemath.

    Que destino será que tomaram estes mais de R$ 130 milhões vindos de fora,justo em 2010?

    As três empresas são renomeadas, neste processo, como Select Brazil Investimentos Investimentos Imobiliários – I, II e III – e cada uma tem um real (isto mesmo, R$ 1) de participação da Select Brazil Nominee Limited, com sede em Londres, mais precisamente no escritório de advocacia Addleshaw Goddard & Co ., se estiver correto o endereço fornecido.

    Dois contadores, diga-se, que vivem em casas modestas, considerando que o primeiro é administrador, diretor ou conselheiro de 66 empresas e o segundo de 204 empresas, a grande maioria com participação de capital estrangeiro.”

    Tem caroço nesse angu.
    Fonte: http://www.tijolaco.com/os-bons-negocios-do-jp-morgan-com-veronica-serra-e-com-o-homem-da-citco-a-empresa-do-caribe/

  27. Chesterton said

    Hoje de manhã, até o Boechat, (o último marxista) reclamou da patrulha petista que encheu a caixa de mensagens dele reclamando que ele não deu a atenção desejada ao livro do tal jornalista.

    Mandou todos aquele devido lugar – mesmo porque ele sempre foi crítico da privatização, ainda que afirme seus benefícios, – e não admite ser pautado por gente sustentada por máfias de partidos políticos.

  28. Chesterton said

    PENAS DO MENSALÃO IRÃO PRESCREVER, O QUE POR SI SÓ JÁ É UM NOVO ESCÂNDALO! UMA COISA VERGONHOSA! UM DEBOCHE!
    Réus do mensalão terão as penas prescritas antes que o julgamento esteja concluído. O escândalo é de 2005 e não há ainda prazo para finalizar o processo no Supremo Tribunal Federal, diz o ministro Ricardo Lewandowski.

    chest- o PT é a origem de todo mal.

  29. iconoclastas said

    jodo de [pelo menos] 3 erros…

    “E a Previ realizou um negócio
    fabuloso, digno de constar em um manual da estupidez negocial.
    Na composição do consórcio, a Previ entrou com 49% do seu capital,
    cabendo à Iberdrola, 39%; e ao BB, 12%. Na hora do desembolso,
    A privataria tuca na tocou à Iberdrola participar com R$ 1,6 bilhão; e o banco público,
    com R$ 500 milhões. E a Previ? Bem, a Previ depositou R$ 2 bilhões,
    de forma que entrou com a maior de todas as somas e, mesmo
    assim, não detinha o controle acionário do empreendimento.

    Pagou para o sócio comandar! Um case emblemático de como o
    dinheiro público pode servir de alavanca para alienar patrimônio
    público em favor de interesses privados.”

    pág 170.

    uma dica: as faculdades de comunicação tem alguma cadeira que trate de lógica e matemática?

    ;^?

  30. Zbigniew said

    O titio em convulsão é um caso de “saúde pública”(rsrsrsrsrsrs). Essa aqui é uma pérola da coerência:

    “(…)Antes, tratava-se de uma quadrilha que operava à margem do estado. Hoje, trata-se de uma quadrilha que se aproveita das benesses do estado. Quando FHC estava no poder, o governo se esforçava para vencer a oposição. Os lugares se inverteram, e o PT se organiza para eliminar a oposição. Não por acaso, há eleições no ano que vem.(…)”.

    Quer dizer que o PT quer eliminar a oposição… através… de eleições?!!!. Se o FHC ganhou uma eleição, foi porque venceu. Se o PT ganha, é porque elimina a oposição. Tá mais parecendo um caso patológico de auto-piedade.

  31. Edu said

    Iconoclastas, se é o que eu estou pensando, esse cara realmente está falando besteira.

    Eu não sei se é um problema de matemática, mas até onde eu entendo, ainda que ela não possua 51% das ações, ela tem (49%) a maior participação, significa, pela lei das S.A., que a Previ irá indicar o maior número de conselheiros para compor o Conselho de Administração do consórcio (seja qual for). Ou seja, em termos de administração, ela em tese tem o controle. Para que ela perdesse os votos do conselho de administração os conselheiros do BB e da Iberdrola teriam que votar conjuntamente sempre. Mas o BB é outra estatal… será mesmo que os conselheiros do BB iriam votar em conjunto com os conselheiros da Iberdrola?

    Se olharmos somente esse trecho parece q esse jornalista não entende nada de Governança Corporativa e nem de administração…. talvez com mais detalhes do que ele diz ele fale outras coisas mais interessantes.

  32. Edu said

    Como funciona isso aqui no Brasil, partindo do princípio de só há ações ordinárias com direito a voto na empresa.

    1 – Controle absoluto da empresa: 2/3 do capital social. Com esses 2/3 o acionista pode inclusive alterar o estatuto social da empresa.

    2 – Com 50% + 1 das ações um acinoista faz o que?

    a) Ele controla os votos, porém não pode alterar o estatuto social da empresa.
    b) Ele necessariamente indica a maior parte do conselho de administração da empresa.

    3 – Com menos de 50% de ações um acionista pode controlar uma empresa?

    Sim, administrativamente (conseguindo a maioria do conselho de administração) Quando? Quando ele for o acionista com a maior porcentagem de ações. Por que? Porque ele poderá escolher a maior parte ou pelo menos parte significativa do conselho de administração da empresa.

    Quando que ele não controla? Por exemplo, uma empresa com 3 acionistas, um com 40% do capital e outros 2 com 30% cada. Se esses 2 com 30% se unirem, tanto nos votos de assembléia, quanto nomearem os conselheiros e obrigarem os conselheiros a votarem juntos, eles irão conseguir controlar a empresa.

    Em tese, um acionista que tenha mais de 15% de ações pode controlar uma empresa, desde que o restante do capital da empresa seja bastante pulverizado.

    Além disso, há outros tipos de ações, como por exemplo as ações com direito a veto. Às vezes um acionista tem 1 ação, no entanto essa ação tem direito a veto. Com essa ação o acionista não controla a empresa, mas as decisões que vão contra o gosto dele nunca serão realizadas.

    Será que o jornalista, que é tão detalhista assim, parou para analisar como foi elaborado o contrato social do consórcio, as ações, as travas, tudo mais?

  33. Edu said

    Sabem pq eu digo isso?

    Por conta do seguinte: eu vejo muita gente descendo o pau no RA por conta da forma com que ele escreve os textos dele, sempre com ar de piti, com ar de nervosinho.

    Até aí eu concordo plenamente, chega a ser irritante. E concordo com o Pax, fica mais risível do que crível.

    Mas uma coisa é inegável: ao escrever, ele aponta linha a linha sobre o que ele está falando, faz o famigerado vermelho e azul, quando necessário, e guarda as informações (como se fosse a memória de cálculo) sobre o que disse. Ele escrutiniza no detalhe sobre o que está falando e apresenta os argumentos didaticamente, argumento contra argumento (ainda que com floreios irritantes). Observem num mesmo tópico ele nunca traz informações novas, ele debate o tópico abordado à exaustão.

    Eu nunca vi uma pessoa da esquerda fazer o mesmo: escrutinizar um argumento para oferecer um contra-argumento. Mas eles têm sim um comportamento padrão:

    1 – Trazerem dados diferentes dos primeiros que apresentaram
    2 – Desqualificarem o oponente
    3 – Apelarem para o povo

    Por isso repito: vamos parar de discutir ideologia. Vamos analisar as coisas com o máximo de objetividade que conseguirmos. Só assim conseguiremos evoluir no debate político.

  34. Edu said

    Falando em pessoal da esquerda.

    Muito bom o post do Kotscho! Pelo jeito agora ele quer que Lula seja o próximo técnico de futebol da seleção brasileira…

    http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2011/12/13/lula-agora-so-se-preocupa-com-a-selecao/

    Como é ridículo.

  35. Michelle de Souza Malone said

    Bom dia a todos.
    Concordo com o que o Edu escreveu.
    Estava curiosa e baixei o pdf na internet.
    Já passei da metade do tal livro, me arrastando.
    O livro é confuso e mal escrito em várias passagens.
    O autor não entende do assunto e apresenta uma quantidade enorme de documentos para tentar provar sua tese. E aí o leitor que se vire para entender um raciocínio meio tortuoso e cheio de suposições pessoais assumidas como verdade absoluta.
    Parte de premissas erradas pra chegar a conclusões absurdas.
    A montanha pariu um rato.

  36. Pax said

    Cara Michelle De Souza Malone,

    Bem-vinda ao blog. O livro é confuso, é? Você pode contar um pouco mais. Confesso que não li uma linha nem baixei o pdf, por enquanto.

    Caro Edu,

    Não concordo muito com o que você diz em #33. Em boa parte dos posts do titio os textos começam assim: “A canalha pensa assim… Essa escória… Essa gente acha que… Aquela gente é criminosa”.. etc etc. Ele desqualifica todos. Quer dizer, todos que não dizem amém aos seus textos. Isso é lá forma de debater? Concorda que não? Então, supondo que você concorde, me aponta como pode-se criar uma discussão democrática onde mais de um lado tenha opinião?

    Em política a lógica nem sempre é reta, direta. O jogo de poder dá voltas e mais voltas. Quando você poderia imaginar que Fernando Henrique abraçaria José Sarney e Antônio Carlos Magalhães para governar? Mais longe ainda, quando você imaginaria que Lula se ajoelhasse à Sarney, abraçasse Collor etc para governar? Você lembra do PT antes de ser governo? Pois bem, olhe agora e veja se era possível admitir as mudanças que passaram FHC e Lula. Isto não é prova suficiente que a tal lógica política não é necessariamente direta?

    Ora bolas, generalização é uma idiotice sem tamanho. Para ele, segundo o que depreendo, ou se pensa exatamente como ele quer ou passa-se para este lado da “canalha”, “escória”, “esse tipo de gente”… quase chegando no “essa raça…”.

    Para Reinaldo só há um lado, o dele. Não há qualquer possibilidade de argumentação. Para Reinaldo todos os petistas são desonestos e venais e todos os tucanos são puros e honestos. Isso é lá alguém a ser considerado? Me desculpe, mas eu não acho.

    Saca só uma lógica absolutamente tortuosa, na qual titio é useiro e vezeiro:

    Havendo algum leitor eventualmente desconfiado, que não tem muita certeza se aquela gente é criminosa ou não, se está a serviço do poder de turno ou não, uma dica prática: vejam quem lhes paga o salário, verifiquem se conseguiriam manter suas revistinhas ridículas e seus blogs e sites bisonhos SEM O DINHEIRO DAS ESTATAIS.

    Ele já julgou e condenou genericamente. “aquela gente criminosa”. Um pouco à além, a Veja que paga o salário deste cidadão não tem nenhuma propaganda de estatais? Hum…

    E desde quando titio é juiz? Ele está acima das leis? Tem o direito de julgar todos os que não comungam de suas histerias sumariamente?

    Perdoe-me, de novo, caro Edu, mas comportamentos desta natureza, retórica rebuscada, rococó pra tudo que é lado, para estabelecimento de lógicas tortuosas, não faz o meu gênero e muito menos define minhas posições.

    Tem gente suspeita, sim, no PT, no PSDB, no PMDB, no DEM, no PSB, no PSD etc etc. E tem gente honesta nos mesmos partidos. O fato de você escolher, optar, por alguma simpatia política não determina que você está se alinhando com os crimes que eventualmente alguns membros destes partidos possam cometer. Já para o titio não, escolheu o lado que não é o dele, e que ele não tem coragem de afirmar, então não presta. Um democrata de quinta categoria. Talvez nem mesmo de democrata podemos chamá-lo.

  37. iconoclastas said

    # 31 e 32,

    Edu é por aí mesmo, pois admita-se como verdade os números q ele relatou, 2bi/4.1bi ~49%, a previ não tinha o controle pq não pagou para isso.

    o que ele chama de controle da ibérdrola é o fato desta ser a responsável pelo operacional da empresa, pois era quem detinha o know how no setor elétrico.

    fora isso, apesar da previ ser patrocinada pelo BB – empresa da capital misto – seu patrimônio não é público.

    logo logo mais cacas…

    ;^/

  38. iconoclastas said

    ah, sim, o sujeito cita a Veja inúmeras vezes como fonte…

    aí ela presta, né?

    ;^?

  39. Edu said

    Pax,

    Eu acho que cabe a nós, leitores, selecionar o que vale e o que não vale a pena no que cada um diz ou escreve.

    Concordo com vc: ele realmente desqualifica e generaliza quando trata de esquerda, progressistas, ambientalistas. E, sinceramente, eu acho que ele tem todo o direito de fazê-lo. Assim como tantos outros blogs de esquerda generalizam e chamam os adversários de “PIG”, “capitalistas”, “entreguistas”, etc. É aquela história de confundir política com religião.

    Mas, se tiver paciência, convido vc a dar uma olhada nesse post dele: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/os-numeros-da-violencia-e-a-farsa-da-campanha-do-desarmamento/

    É sobre um tema mais “neutro” digamos assim: a campanha do desarmamento. Eu nunca fui a favor de armas e acho ótimo minimizar o armamento da população. Mas olhando o texto dele o que eu acho que é interessante:

    1 – Sim, ele começa mal, desqualificando.
    2 – Ele reproduz o que a figura pública disse que ele discorda e cita a fonte de onde tirou a reprodução.
    3 – Ele apresenta dados de uma fonte oficial para provar o ponto dele, com o link. Isso nenhum outro blogueiro faz.
    5 – Ele analisa os dados para provar o ponto dele. Isso também nenhum outro blogueiro faz.
    6 – Ele fala sobre a política dos estados de SP e do RJ cujas políticas são muito diferentes da idéia de desarmamento. Em minha opinião é uma besteira.
    7 – Ele completa falando sobre quem ele acredita que irá entregar a arma numa campanha de desermamento: se o cidadão comum ou o criminoso. Em minha opinião há controvérsia, principalmente àquele cidadão que é comum, porém, dado um estado de ânimo específico pode ter comportamento criminoso.

    O que eu acho que temos que filtrar:

    Nenhum dos 2 está certo. Deveria haver uma correlação estatística entre o número de homicídios e a presença de armas, que, até onde eu vi, nenhum dos 2 prova, embora pelo bom-senso, a coisa faça sentido. Antes disso, o que parece ser mais verdade é o número do efetivo militar por habitante versus o número de homicídios a cada 100.000 habitantes. Mas também não são apresentados dados sobre isso.

    Inclusive, como eu venho dizendo sempre: o Estado carece de inteligência administrativa para analisar informações que tem e tomar decisões sobre estas análises.

    No entanto, ele aponta uma besteira dita por uma figura pública. E nisso ele tem razão.

    Agora, discordar dele é possível sim, não fiz isso, mas acredito que se levar esses argumentos sobre as correlações estatísticas a ele, ou ele responderá ou ele aceitará o questionamento em seu site. Trata-se de uma contra-argumentação clara e baseada em fatos. E não sobre uma ideologia apaixonadamente defendida.

    Outros blogueiros nem sequer se dão o trabalho.

  40. Chesterton said

    Edu, qualquer pessoa de esquerda que fizer o que v. propões deixa de ser de esquerda num passe de mágica.

  41. iconoclastas said

    pronto Paxcioso,

    taí o q vc queria:

    “http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2011/12/14/psdb-defendera-serra-processara-autor-de-livro-contra-ele-421525.asp

    ;^)))

  42. Chesterton said

    O PT é a origem de todo mal.

  43. Pax said

    Bem, caro Iconoclastas,

    Era o mínimo que se esperava. E agora a pergunta: porque demoraram tanto a se pronunciar? No mínimo fica a curiosidade.

    E a grande imprensa? Devagar, não?

    Caro Edu,

    Tentei ler o post do cara, parei no meio. Não consegui a tal paciência que você me pediu. Desculpe-me.

    Caro Chesterton,

    Você vai ficar neste mantra por quanto tempo?

    Continuo curioso com a empresa das Verônicas. Alguém já chegou neste capítulo?

  44. Chesterton said

    O PT é a origem de todo MAL!

  45. Chesterton said

    O PT é uma máfia que se organizou para tomar o poder, sempre foi o partido do “quanto pior , melhor”. Ao chegar lá roubou o programa político e econômico do antecessor e invadiu o estado ocupando todos os nichos onde podia mamar nas tetas.
    Fabrica dossiês fajutos, contrata estelionatários conhecidos, atenta contra a Constituição do país e suborna a tudo e todos para continuar MAMANDO,
    Na minha opinião os petistas tem a estatura moral de uma barata.

  46. Edu said

    O Serra tá nervosinho, o Aécio, como bom mineiro está agindo mineiramente, o Protógenes tá pedindo abertura de CPI e eu to dando risada!

    Agora me parece que o Serra explicitou sua inabilidade política (pra não dizer burrice). Imaginem se fosse o Paulo Maluf! Esse sim, com todos os defeitos do mundo arrumaria uma resposta prontinha e afiada a quem quer que perguntasse a ele!

    Essa oposição brasileira não serve nem pra adolescente sem causa.

    E, sobre o Protógenes, Deus sabe o que passa naquela cabecinha… mas, tomara que a CPI seja instaurada. Em minha opinião, quanto mais cedo e mais rápido melhor!

    Tá na hora desse baile de mascaras acabar!

    Ps: sabem de 2 coisas que eu acho muito estranho?

    1 – Pq a esquerda não mostra, além do livro, o número de denúncias feitas à época e o número de pedidos de investigação ao ministério público que fez? (espero que esse seja um dado do livro, afinal, trata-se de um dado importante)

    2 – Se o PSDB é santo (e todos sabemos que não é), Serra não deveria ter ficado nervosinho, e diante desse truco, deveria ter pedido seis! Mas… pq não faz?

  47. Pax said

    Mudou o cenário. Agora já há notícia na grande imprensa.

    Na Folha:

    Em livro, jornalista acusa tucanos de receber propina
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/1021526-em-livro-jornalista-acusa-tucanos-de-receber-propina.shtml

    Serra diz que livro é ‘coleção de calúnias’; outros não comentam
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/1021525-serra-diz-que-livro-e-colecao-de-calunias-outros-nao-comentam.shtml

    O Noblat também se pronunciou. Fez, que eu tenha visto, dois posts. Um o caro Iconoclastas colocou acima, no comentário #41 , que repito aqui.
    http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2011/12/14/psdb-defendera-serra-processara-autor-de-livro-contra-ele-421525.asp

    O outro, que perdi o link, diz que, na atávica indecisão do partido, o PSDB não fez nada. Tá lá, no Noblat.

    O Estadão também deu a crítica que já mencionei acima, do Marcos Guterman, em seu blog:
    http://blogs.estadao.com.br/marcos-guterman/“a-privataria-tucana”-nao-existe-mais-bobo-no-marketing/

    Serra, incomodado, disse que o livro é “lixo”. Apareceu vídeo na tv Record. Aécio diz que não é leitura que lhe interesse mas acha que quem quiser, que leia.

    Protógenes Queiróz, como diz o caro Edu e o twitter do atual deputado, anda exaltado com o caso. O livro traz informações pelas quais, supostamente, ele teria apurado na Operação Satiagraha. Já conseguiu 140 assinaturas para instauração de uma CPI.

    Por enquanto, de mais relevante, acho que é o que rola por aí. Ao menos que eu tenha acompanhado.

  48. Edu said

    E o baile está ficando cada vez melhor:

    Pelo que eu estou entendendo (sobre o que li da Folha) quando o “jornalista” fica sem argumentos, ele apela para um paraíso fiscal.

    _ Onde está, então, o dinheiro?
    _ Ah… foi para um paraíso fiscal! E paraíso fiscal, vcs sabem, né? Não há jornalista investigativo que consiga investigar… Mas é verdade!

    E o Marcos Gunterman dá mais uma pedrada.

    Vamos separar as coisas: o conteúdo do livro e o marketing esquerdista em cima do livro.

    1 – O conteúdo do livro deveria servir para o MP para instaurar investigações! A justiça está aí para isso! Se mexe com a coisa pública, se trata de cargo público relevante (ou não), alguém deveria no mínimo se interessar e investigar.

    2 – Realmente o marketing esquerdista está a todo vapor. Marcos Gunterman apresenta bons argumentos para provar que o PIG não passa de mais uma teoria da conspiração.

  49. Pax said

    Tem uma notícia no JB que põe em dúvida a colocação do Guterman

    Aqui
    “A privataria tucana” foi enviado para os grandes jornais, confirma assessoria

    http://www.jb.com.br/informe-jb/noticias/2011/12/13/a-privataria-tucana-foi-enviado-para-os-grandes-jornais-confirma-assessoria/

    Vai saber quem tem a melhor informação. Será que a assessoria de imprensa da Geração Editorial, editora do livro, diz a verdade? Confesso que não sei. Desconfio, mas deveríamos, ao menos, dar o direito do contraditório, pedir para a editora provar que sim, que mandou exemplares para todos, e pedir para os grandes jornais provarem que não, apesar que não são eles (editora e grande imprensa) os objetos que parecem merecer investigações policiais. O que estamos discutindo aqui é o comportamento da mídia.

    No fundo acho que acertei no texto do post, logo de início, quando escrevi:

    “Neste caso do livro “Privataria tucana” nossa grande imprensa está, digamos, “atrasada” em sua pauta. É o mínimo que podemos afirmar.”

    Independente de terem recebido ou não o livro. Se receberam, pior, se não receberam, hoje, uma semana depois, ainda estariam, digamos, “atrasados”. Me repetindo.

    Difícil dizer que não há/houve um “silêncio sepulcral” sobre esta notícia. A grande imprensa, neste exato momento, cai de pau em cima do Pimentel. E deve cair mesmo. Quem quer que esteja em posição política tem a obrigação de se defender. E a mídia tem, caso queira, o direito de cair de pau em cima. É o que fazem agora com o Pimentel e não reclamo de forma alguma. Que vá a saraivada e que Pimentel se defenda.

    Mas não dá para deixarmos de anotar que, neste caso do A Privataria Tucana, há uma montanha de motivos para que Serra e o PSDB, e muitos outros, pelo que vi, fossem questionado como Pimentel, neste momento, é.

    É a tal questão: a mídia não tem obrigação de questionar, de falar do livro, mas se eu fosse dono de jornal, questionaria, sim, o Serra, o PSDB, procuraria a filha do Serra etc etc. Até para vender jornal, ora bolas.

    Continuo querendo saber sobre esta empresa da Verônica Serra com a Verônica Dantas. Aqui é onde fico mais curioso. Assim como quero saber sobre as tais palestras fantasmas que acusam o Pimentel de ter ganho sem trabalhar.

    Só pra equilibrar o jogo.

  50. Patriarca da Paciência said

    “O PT é a origem de todo MAL!”

    Como é que é aquela história de “repetir uma mentira até que ela se torne “verdade”?

    Quem é mesmo que falava e seguia tais preceitos?

    Isto se parece com quê?

  51. Elias said

    Patriarca,
    Isso é déficit de atenção. Freud há de ter explicado (Se não explicou, deveria…).

    Ignore…

  52. Elias said

    Pax,
    De qualquer modo, esse negócio vai acabar se tornando o silêncio mais barulhento da história recente.

    Ainda não li o livro. Aliás, tô com problema pra encontrá-lo em Belém, Vou ver se compro em SP, amanhã ou depois.

    Ele fala na privatização da Vale? Tem aquela história do Bradesco, que fez o leilão e acabou ficando com o leiloado… Tem a história daquele rapaz que serviu de testa de ferro e, logo em seguida, foi descartado… Pouca gente foi fundo nesse negócio.

    Também gostaria de ver uma análise sobre a privatização da Celpa. O ágio ficou em torno de 0,1%, salvo engano. O mais baixo de todas as privatizações brasileiras.

    Na época, falou-se que os próceres tucanos teriam levado uma baba, tipo R$ 100 milhões. A grana teria sido dividida em partes desiguais (tão desiguais que acabaram gerando um quebra-pau nos arraiais tucanos, agravando a pancadaria que já vinha se dando na partilha do jabaculê da Vale, tudo isso culminando no racha entre Almir Gabriel e Simão Jatene). Somando todo o butim, seria um negócio de aproximadamente R$ 200 milhões (claro que isso soa exagerado pra caramba!).

    Será que o livro analisa esse treco?

    Se fala, o pessoal da PRÓ-PINGA deve estar pau da vida…

  53. Pax said

    O que tem de jornalista reclamando de patrulhamento…

    Ué, jornalista não pode ser cobrado?

  54. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    parece que o Freud andou explicando esse negócio de déficit de atenção. Dizia que é nesses momentos que a pessoa mostra o seu verdadeiro caráter.

    Quanto ao livro, pelo único comentário do Serra, de jornalistas da “grande mídia” e dos comentaristas de blogs, a tentativa vai ser de desqualificar o autor.

    Tentaram isso com o Lula e nunca funcionou, mas eles não aprendem!

  55. iconoclastas said

    o livro tem um monte de bobagem e tal, mas vamos ao q é mais urgente…

    “Enviado por Ricardo Noblat –
    15.12.2011
    | 8h01m
    Comentário
    E aí, dona Dilma? Palestrante-fantasma não faz diferença?

    É no que dá falar sem pensar antes. Falar sem estar suficientente informada. Ou sair em defesa de um amigo querido esquecida de que o amigo não é mais uma pessoa qualquer – é um ministro de Estado, obrigado a dar o bom exemplo.

    E esquecida de que ela também não é mais uma pessoa qualquer – é simplesmente a presidente da República, a servidora pública número um, de quem se espera um compromisso rígido com o bom senso e a decência. Porque se ela não se incomoda em afrouxar tal compromisso quem mais haverá de se incomodar?

    Dilma disse há dois dias que Fernando Pimentel, ministro do Desenvolvimento, não deveria comparecer ao Congresso para dar satisfações sobre seu passado como consultor de empresas. Tratava-se de sua vida privada quando ele não exercia mandato. E a vida privada de Pimentel somente a ele pertencia.

    Mancada, dona Dilma. E das feias.

    Pimentel é um homem público há muito tempo. Exerceu a função de consultor quando havia deixado a prefeitura de Belo Horizonte e se preparava para disputar o governo do Estado ou uma vaga no Senado. Sabia-se que ele estava destinado a ser ministro caso a senhora fosse eleita. E foi o que aconteceu.

    Sem essa de que entre a prefeitura e um novo emprego ele estava livre para fazer o que bem entendesse. Estaria livre, como qualquer pessoa está, para agir conforme manda a lei.

    Pimentel diz que deu consultoria para três empresas e a Federação das Indústrias de Minas Gerais. Com as três empresas firmou contratos de boca. A Federação informa que ele fez palestras em suas unidades regionais. O Globo procurou as unidades regionais e elas não se lembram de Pimentel como palestrante.

    Dedução mais do que óbvia: Pimentel ganhou por palestras fantasmas.

    Dona Dilma continua achando que ninguém tem nada a ver com isso simplesmente porque ele não exercia mandato? Para ela não faz diferença que um ministro do seu governo tenha cometido malfeitos antes de assumir o cargo? Que lógica é essa? Que princípios são esses?”

    pois é…

    ;^/

  56. Edu said

    Pax,

    Se é verdade que a editora enviou cópias do livro para os principais periódicos, estes realmente estão atrasados.

    Podem usar a desculpa que for: “precisamos avaliar”; “precisamos verificar as fontes”; “precisamos ler”… oras bolas. Ridículos.

    Não custa nada escrever pelo menos uma nota falando sobre o livro. É limpar uma vidraça do tamanho do mundo e armar a todos com estilingues e pedras. Nesse ponto concordo com vc.

    E acho que concordamos que se há motivos para investigação, que o Serra seja investigado e ponto.

    Mas não abro mão da posição de que o marketing esquerdista está a pleno vapor. É um direito deles, mas novamente: pessoas estão seguindo de olhos fechados no estilo mais “fé em Deus” possível.

  57. iconoclastas said

    daqui a 10 anos alguém bancado pelos tucanos vai escrever um livro sobre isso e a claque vai bater pé p/ a GRANDE MÍDIA divulgar A notícia…

    ;^)))

  58. Pax said

    Caro Edu,

    Claro que o “marketing esquerdista” (como você cunhou) está a plano vapor. E claro que estão no direito deles. E claro que tem gente acreditanto em tudo do livro sem muito pestanejar. Tudo isso concordo.

    O que não dá para passar em branco, e este é o ponto, é que parece que a tal da grande imprensa faz parte, então, do “marketing direitista”. Vá ler os principais jornalistas, os principais analistas políticos destes grandes veículos de comunicação e veja quanto espaço estão dedicando neste caso. Um quase zero é a melhor resposta.

    Insisto mais uma vez que não comungo a existência de um movimento articulado da grande mídia para derrubar o governo. Isto, para mim, não existe.

    Mas se você olhar este caso em si, a tal grande imprensa deixa um monte a desejar. Ora bolas, o que é isso? Tem assunto a dar com pau. Se o livro traz inverdades já é uma pauta para mais de metro. Se o livro traz qualquer verdade no meio de muitas inverdades, é pauta para metro e meio. Se o livro traz metade de inverdades e metade de verdades, é pauta para semanas e semanas, se o livro traz mais verdades que inverdades aí seria pauta para anos a fio.

    Tem o caso da CPI do Banestado, tem o caso das Verônicas, tem os modelos de lavagem de dinheiro, tem o Opportunity, tem casos e mais casos que vejo nas parcas notícias que deveriam, sim, ser pauta.

    Vai lá e olha a grande imprensa.

    Veja aqui, por exemplo:

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/

    Estão lá, Globo, Estadão, Correio Braziliense, Valor Econômico. Procure sobre esta pauta. O que achou? Eu te digo:

    Jader Barbalho, Mensalão do PT, Pimentel, Pimentel, Pimentel e Pimentel.

    De novo, neste caso quem sai chamuscada é a credibilidade da imprensa. Essa tal que chamamos de grande.

    Ora bolas, que o Pimentel vá para o escambau. Tô nem aí. Fez palestra fantasma, fez tráfico de influência, o que seja provado, que vá para os quintos dos infernos se não conseguir se defender. Por mim a tal imprensa faz um favor ao depurar este ministério de Dilma que é muito ruim mesmo. Boa parte trocada por nada sai até caro.

    Agora…

    E o outro lado?

    Uma coisa é você identificar jornalistas como o titio que tem partido, não tem coragem de assumir etc e deixar solto mesmo, que fale o que quiser, da forma que quiser etc. Sabemos o que o cara é. Quem quiser leia. Quem quiser goste. Quem quiser não goste.

    Mas quando TODOs os principais jornalistas de TODOs os principais jornais passam batido numa pauta como essa é de se ficar esperto.

  59. iconoclastas said

    Vou ver se compro em SP, amanhã ou depois.

    ih, vai passear de avião e conhecer a cidade grande…

    ;^)))

  60. Pax said

    Bem, assisti 10 min e 29 seg desta entrevista, do outro lado da moeda do titio, ou, se quiserem, o titio do outro lado

    tem pano pra manga à bessa.

    Mas deixo uma provocação: parece que os esquemas supostamente levantados, offshores acolá, doleiros, remessas, etc, foram os mesmos adotados por, anos depois, gente que andou se perdendo do bom juízo.

    Procurem o nome Dario Messer. O Google já vai mostrar. Aparece o PT na foto do tucanato.

  61. Pax said

  62. iconoclastas said

    “Bem, assisti 10 min e 29 seg desta entrevista, do outro lado da moeda do titio, ou, se quiserem, o titio do outro lado”

    é sério? vc acha RA e PHa equivalentes?

    ;^?

  63. Pax said

    Claro que são. Até achava o PHA mais avacalhado. E é mesmo, seu blog é ilegível. Mas olha esta entrevista.

    O cara segue uma linha, vai ponto a ponto, não se perde.

    Igualzinho o titio. Sem tirar nem por.

    Blog por blog o titio ganha. Mas nesta entrevista acima o PHA demonstra que é exatamente 1/RA.

  64. Chesterton said

    Pax, isso é que se pode chamar de um erro de avaliação crucial.
    Um sabe pensar, o outro……

  65. Edu said

    Tem sempre o dia em que a casa cai… ehehehe

    Eu só fico com pena por conta de 1 coisa: com o natal e com o ano novo, talvez a repercussão e o debate não será tão grande e tão produtivo, respectivamente, quanto seriam se ocorresse após um carnaval por exemplo…

  66. Pax said

    Caro Chesterton,

    Não. O titio já faz um tempo que colocou seu fígado à acima de seu cérebro. Perdeu a capacidade de pensar direito.

    Caro Edu,

    Não sei se concordo. Acaba que este abafa abafa está saindo pela culatra.

    Momento de humor

    http://charges.uol.com.br/2011/12/15/cotidiano-entrando-pelo-tucano/

    =)

  67. Michelle de Souza Malone said

    Caro Pax

    Boa tarde/noite.

    Na minha opinião, esse romance documentário, usando o pretexto de
    reportagem investigativa sobre lavagem de dinheiro supostamente cometidas por tucanos, trata no fundo de uma
    guerra virtual entre jornalistas situacionistas x jornalistas de oposição.
    Mostra dezenas de documentos indicando transferências de dinheiro entre empresas
    para tentar comprovar “lavagem de dinheiro” de pessoas ligadas ao José Serra que foram ali retratadas. Mas nada comprova indiscutivelmente, apenas apresenta indícios circunstanciais na base do “todo mundo sabe”.
    Lembro que se essas operações fossem ilegais, à época ou depois já no governo petista, já teriam, se conclusivas, levado à abertura de dezenas de investigações e CPIs mil contra os “malfeitores” tucanos. Indiciamentos e processos criminais.
    Nada aconteceu.Lula não tomou sequer uma medida para reverter os casos considerados prejudiciais ao pais. Mas nada foi feito.
    Em 200x a Veja publicou uma matéria de capa sobre o senhor Ricardo Sérgio mas nada foi feito pelos petistas no governo…Grande parte do “corpo de provas” foram obtidas na própria imprensa e na Veja, principalmente.
    Então a resposta sobre a inação continuada do ex-presidente se transforma na culpa da imprensa (jornais e revistas de grande porte) e de determinados jornalistas que não se interessaram pelo assunto. Com razão, porque tudo não passa de uma ação de marketing, como bem analisou o Guterman, acima citado.
    Parei de ler o livro. O romance é barato e os documentos são áridos demais para meu gosto.
    As pessoas mais inteligentes nem se deram ao trabalho. Nem você leu. Eu burrinha me interessei e agora me arrependi. O livro não merece.

    É coisa de menor valor e por isso ninguém fará nada.
    A CPI do Protógenes (?) não vai sair porque Dario Messer envolve também figurões do PT….estou apostando.

    Quanto ao Reinaldo Azevedo eu sou 90% admiradora e nem vou comentar.
    Cada um lê ou não lê o que quer.
    Mas a Veja e o Ricardo Setti fazem uma análise interessante sobre o governo Dilma Roussef no primeiro ano.
    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/execucao-pifia-de-recursos-em-investimentos-coloca-seriamente-em-duvida-capacidade-de-dilma-como-gerente/

    eu recomendo.

  68. Pax said

    Cara Michelle De Souza Malone,

    É sempre um prazer interagir com gente educada e inteligente.

    Também acho que não vai dar em nada. Vou até mais longe. Parece mesmo que há um contra-ataque ao PSDB que resolveu trabalhar e está caindo de pau em cima do governo Dilma, em cima de seu ministério. Mas aí entro em teoria da conspiração e prefiro ficar somente na coleção de notícias e em algumas análises amadoras sobre o silêncio da mídia.

    Todo caso se você juntar a CPI do Mensalão com estes escândalos apontados neste livro, sem fazer julgamento de valor ainda, não sobra pedra sobre pedra da atual República, ou, pelo menos, dos dois principais e melhores partidos. Imagine, então, o resto… Claro que tem um ou outro partido, um ou outro nome que podemos preservar, mas são insignificativos se falarmos de volume e abrangência política.

    Li o artigo do Setti. Bom, sim. Só acho um pouco precipitado.Nos primeiros anos de governo é até saudável que se segurem um pouco as pontas de gastos. Não vi no artigo nada mais profundo falando dos custos recorrentes. Ele só diz “e torra dinheiro público na engorda da já pesadíssima máquina administrativa.”. Onde estão os números?

    Ele aponta os números de investimentos e aí sim, merece uma análise das razões e do futuro.

    Quanto ao Reinaldo Azevedo, você tem todo o direito de admirar 90% ou mais, é um direito seu. Que eu respeito, sim. Como respeito os outros colegas daqui que o admiram. Todos temos, ainda bem, este direito. Mas eu continuo achando que ele mais faz mal à oposição que bem. Acho que mais tira votos que agrega, acho que ele, com sua forma mais histérica de desenvolver suas teses, mais desvia atenção da grande maioria que contribui para o estabelecimento de uma pauta que se torne nacional. E olha que acho que em vários temas que ele pega há motivos para este desenvolvimento.

    Acho, pra terminar, que ele mais atrapalha o PSDB que ajuda o PT, em síntese.

    Não gosto dele, não gosto do PHA, não gosto destes extremos. Prefiro ler os menos afetados.

    Mais uma vez, cara Michelle, é um prazer vê-la por aqui.

  69. Chesterton said

    o contrario, está afiadíssimo:

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/ranking-dos-homicidios-sao-paulo-em-25%C2%BA-lugar-em-16-estados-mata-se-mais-do-que-no-rio/

  70. Pax said

    Engraçado, caro Chesterton, é, por uma enorme coincidência, a mesma pauta do site do José Serra.

    Mas é coincidência. Claro.

  71. Chesterton said

    É mentira ou é verdade? Mania que você tem de duvidar de fatos quando expostos por quem você não gosta.

    Mas deixa para lá\, Pax, você é um caso incurável de defeito lógico.

    Dá uma olhada nisso, brasileiro dá vexame em todas as instâncias, um complexo de vira-latas sem tamanho.

    http://joesharkeyat.blogspot.com/2011/11/brazil-reverses-itself-finds-me-guilty.html

  72. elias said

    Pax,
    A Dilma teve mais de uma razão pra segurar a execução do orçamento em 2011. Lembre que no 3º tri, o consumo parou. Isto significa menos impostos.

    Se ela soltasse as amarras… Os mesmos críticos diriam que ela não estava conseguindo controlar o gasto público.

    E, Pax, na maior parte dos casos, a contenção do gasto público ocorre nos investimentos, mesmo. O gasto em custeio — pessoal incluso — é uma camisa de força…

    Por fim, também é bom lembrar que boa parte do PAC é financiado pelo governo federal, porém executado pelos governos estaduais e municipais.

    Duvido que o Ricardo Setti vá fundo no PAC, checar a quantas anda a execução de projetos do PAC por governos estaduais e municipais tucanos & adjacentes.

    Duvido! Vai falar de corda em casa de enforcado…

    Sei de governador tucano que, em 2011, não conseguiu tocar uma única obra do PAC. Simão Jatene, aqui no Pará, por exemplo. Os maiores projetos estaduais financiados com recursos do PAC estão paradíssimos desde dezembro de 2010…

    Inté… Vou pro aeroporto. Daqui a pouquinho vou passear de avião pra “conhecer” SP. Amanhã, pretendo jantar na Famiglia Mancini (no Jeremias, pra ser mais exato).

  73. Chesterton said

    O gasto em custeio — pessoal incluso — é uma camisa de força…

    chest- finalmente a razão chegou.

  74. Chesterton said

    15/12/2011 | 19:00
    Mapa da Violência: Brasil registra
    mais homicídios que o Iraque
    O Brasil registrou mais homicídios e armas de fogo que o Iraque entre 2004 e 2007. Foi o que revelou e estudo feito pelo Instituto Sangari, nomeado de Mapa da Violência 2014. No Brasil, 192,8 mil pessoas morreram, enquanto no Iraque, o número foi de 76,2 mil. “Nos 12 maiores conflitos, que representam 81,4% do total de mortes diretas, nos 4 anos foram vitimadas 169.574 pessoas. No Brasil, país sem disputas territoriais, movimentos emancipatórios, guerras civis, enfrentamentos religiosos, raciais ou étnicos, morreram mais pessoas vítimas de homicídio”, diz o documento. Informações da revista Exame.

  75. Chesterton said

    O PSDB repudia veementemente a mais recente e leviana tentativa de atribuir irregularidades aos processos de privatização no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso e acusar o Partido e os seus líderes de participar de ações criminosas.

    As privatizações viabilizaram a modernização da economia brasileira, com centenas de bilhões de investimentos em serviços essenciais e a geração de milhares de empregos.

    Todo o processo foi exaustivamente auditado pelo Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal e outros órgãos de controle, e nenhuma irregularidade foi constatada.

    O livro agora publicado tem as mesmas características de farsas anteriores, desmascaradas pela polícia, como a “Lista de Furnas”, o “Dossiê Cayman” e o caso dos “Aloprados”. Seu autor é um indiciado pela Polícia Federal por quatro crimes, incluindo corrupção ativa e uso de documentos falsos.

    Uma constante dessa fabricação de falsos dossiês tem sido a participação de membros e agentes do Partido dos Trabalhadores. Os que não se envolvem diretamente nas falsificações não têm pudor de endossá-las publicamente, protegidos, alguns deles, pela imunidade parlamentar.

    A nova investida ocorre num momento em que o PT está atolado em denúncias de corrupção que já derrubaram seis ministros, e aguarda ansiosamente o julgamento do Mensalão, maior escândalo de corrupção de que se tem notícia na história do Brasil.

    Serão tomadas medidas judiciais cabíveis contra o autor e os associados às calúnias desse livro.

    Brasília, 15 de dezembro de 2011
    Deputado SÉRGIO GUERRA

  76. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    Minha opinião:

    “Blog por blog o titio ganha. Mas nesta entrevista acima o PHA demonstra que é exatamente 1/RA.”

    Paulo Henrique Amorim é muito mais saudável, sociável, em suma, é uma pessoa normal, bem humorada e agradável.

    Reinaldo Azevedo é um cara enrustido, empolado, megalomaníaco, é suma, no mínimo, é um cara bem estranho.

  77. Zbigniew said

    Embora exagere ou force a barra em algumas notícias o PHA se diferencia do RA por usar uma linguagem mais pro humor do que pra ofensa pura e simples. Tampouco pode-se falar em censura no blog dele. Talvez na combatividade ideológica, mas iguala-los e equivocado. Nunca vi o PHA ofender nenhum comentarista ou se colocar acima de ninguém. Exceto por utilizar alguns apelidos como “padim pade cerra”, “farol da Alexandria”, “urubologa” – todos direcionados para personagens públicos – e utilizar uma linguagem irônica e acida nos seus escritos, não há nada parecido com o fascismo q o RA propaga no blog dele.

  78. Patriarca da Paciência said

    E mais uma coisa, meu caro Zbigniew,

    o Paulo Henrique Amorim não é hipócrita. O Reinaldo Azevedo fica se fingindo de “imparcial” quando na verdade é tendencioso até a raiz do cabelo. O sujeito pensa, respira e transpira parcialidade. É um verdadeiro fariseu.

    O Paulo Henrique Amorim nunca nega de que lado está. Sempre falou e fala abertamente que está ao lado do Lula e da Dilma. Expõe suas idéias de maneira clara, aberta e com bom humor.

    Eu considero o Paulo Henrique Amorim um ótimo jornalista, mesmo sendo claramente um aliado do governo. Ele tem todo o direito de escolher um lado.

  79. Pax said

    Caros Patriarca e Zbigniew,

    Desculpe-me, mas não consigo ler o blog do PHA. Acabei de tentar, mais uma vez.

    Continuo achando que ele é 1/RA com textos mais ilegíveis. Ambos escrevem com o fígado à frente do cérebro.

    Quem é o Farol de Alexandria para ele?

    O Boechat está, finalmente, dando atenção ao livro. Neste exatamente momento. Falando com Mônica Bergamo. O que estão dizendo:

    – A CPI do Protógenes não dá em nada.
    – A nota de FHC, de tanto querer dizer que não houve nenhum problema nas privatizações, que foi tudo auditado etc, indica que o livro deve ter conteúdo importante. Todos sabem que houve inúmeras irregularidades.

    (algo assim, basta ver os arquivos do programa matinal).

    — Caro Elias,

    São Paulo, é? Jeremias e Famiglia Mancini são muito turísticos para meu gosto. E acho as comidas um pouco pesadas. Não deixam de ser locais muito indicados, ambientes interessantes. Se quiser outras dicas sobre italianices eu tenho várias. Boa viagem.

    — Caro Chesterton,

    Passei uma vista d’olhos no artigo do cara processado. E?

  80. Zbigniew said

    Patriarca,
    a linha do RA e a mesma da Veja e do PIG. Democracia não e levada a serio. E um valor pra ser dito da boca pra fora.
    Estão frustrados porque a publicação do livro tirou muito da exclusividade das denuncias contra os ministros do governo. E ainda q se calem não podem desdenhar da forca das redes sociais. O Serra virou um cadáver político insepulto. Mas a velha mídia com a ajuda de blogueiros como o RA vai transforma-lo em zumbi.

  81. Zbigniew said

    Caro Pax,
    O PHA refere-se ao FHC como o Farol da Alexandria, aquele q iluminou a Antigüidade e foi destruído por um terremoto. E mais uma das suas ironias pra realçar o a ele entende como comportamento pedante do ex-Presidente.

  82. Chesterton said

    As coisas estão aparecendo, esse jornalista é o maior “71” da paróquia, vocês estão muito bem acompanhados. Aliás, Pax, você só entra em fria.

  83. Pax said

    Continuo não conseguindo ler o PHA. Seus posts parecem enigmas.

    Caro Chesterton,

    Como fui ler o PHA, foi ler, também, o titio. Nem sabia que o tal Amaury, de quem não sou avalista, tinha citado o titio. O bicho subiu nas cadeiras, diz que já contratou advogado e o escambau para processar o Amaury. Vamos ver.

    Mas pesquei uma de suas pérolas, saca só:

    titio: Um dos métodos de Chávez para liquidar seus inimigos é acusá-los de cometer ilegalidades.

    Mas, caro Chesterton, será que ele não está provando de seu próprio veneno? O cara acusa indiscriminadamente, generaliza, diz que todos que não são do seu time são canalhas etc etc. Quero mais é ver este circo pegar fogo. Já disse e repito, este tipo de jornalismo, de um lado e de outro, não me fazem a cabeça e nem acho que sejam lá muito contributivos para o processo democrático.

    Bem, agora já fiz o que me propus, de dar a noticia que saiu o livro. Todos sabemos que nem tudo que aconteceu nas privatizações foi 100% legal e nem tudo que acusam de irregularidades é 100% verdadeiro. Mas que tem pano para manga e motivo para investigações eu creio que tem, sim.

    Não dá para ficarem posando de vestais com histórias mal esclarecidas. Então que sejam trazidas à tona e devidamente colocadas.

  84. Pax said

    Na RBS, no meu estado natal

  85. Chesterton said

    Já disse e repito, este tipo de jornalismo, de um lado e de outro, não me fazem a cabeça e nem acho que sejam lá muito contributivos para o processo democrático.

    chest- Pax, nem você nem eu somos juizes de bom jornalismo. Mas podemos julgar carater, alías, apenas lendo textos se pode julgar isso. Quanto ao processo democrático, a verdade é o contrário do que você pensa, quanto mais lixo no ventilador, melhor. Quanto mais tudo às claras, melhor.

    O tal jornalista é indiciado por vários crimes, um bandidão segundo o MP. Ataca reputações enquanto RA demonstra FATOS.
    Escolha seu lado , FATOS ou DIFAMAÇÂO.

  86. Chesterton said

    Só não faça com certos políticos que ao serem pergos com a boca na botija gritam:
    – estão me difamando, que até riso demais me faz mal.

  87. Pax said

    Ôpa, caro Chesterton,

    Aqui você se engana e muito: Pax, nem você nem eu somos juizes de bom jornalismo. —> EU sou juiz do que leio, sim, do que acho bom, sim. E o titio não é bom, é histérico, generaliza suas ofensas, omite seu lado. Para mim, seu jornalismo partidário presta tanto quanto os do outro lado.

    Aqui você não erra tanto: Mas podemos julgar carater, alías, apenas lendo textos se pode julgar isso. –> e eu julgo que este jornalista, por exemplo, na minha casa não entra. Prefiro gente mais equilibrada e menos enrustida.

  88. Zbigniew said

    “O PT e a origem de todo o mal”.

    A classe C cruza a fronteira
    Programas de intercâmbio entram no radar de jovens das classes médias da população, às custas de algum sacrifício e muita ambição
    13 de dezembro de 2011 | 2h 23

    O garoto sorridente em Times Square na foto ao lado não é mais um brasileiro que aproveitou as férias de fim de ano para fazer compras em Nova York. Filho de taxista com dona de casa, Caio Allan dos Santos, de 17 anos, economizou o salário de auxiliar administrativo e, com ajuda do pai, chegou aos EUA há dez dias para estudar inglês. Foi o primeiro da casa a viajar de avião, o que, por si só, já é motivo de orgulho para uma típica família da classe C.

    http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,a-classe-c-cruza-a-fronteira,810143,0.htm

  89. Chesterton said

    Para mim, seu jornalismo partidário presta tanto quanto os do outro lado.

    chest- Pax, se você quer ser juiz de jornal seria melhor aprender a fazer julgamentos mais específicos. A verdade contra a mentira. Ficar chamando o cara de histérico, enrustido (não se opõem essas 2 categorias?), desequilibrado (amazing, o cara é um cirurgião preciso da lógica e do texto) só demonstra que vocxê não tem argumentos contra ele.
    Eu o admiro justamente porque ele toma lado, não como um tucano em cima do muro, mas defende seus pontos de vista, suas posições bem claramente. O “outroladismo” é uma maneira de aceitar o status quo.

    ZBn&6%4- eu nunca pensei que para os petistas fazer compras em NY ero o “BEM”. hilário. Não me canso de me divertir por aqui. Fazer compras em NY, na minha opinião , sempre foi ruim

    obs: avise seu amigo de não esquecer de reservar algum para a alfândega. E outra coisa, se a moeda é forte só pode ser herança maldita de FHC.

  90. Chesterton said

    http://aluizioamorim.blogspot.com/2011/12/povo-argentino-da-o-seu-apoio-ao-ato.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+BlogDoAluizioAmorim+%28BLOG+DO+ALUIZIO+AMORIM%29

  91. Zbigniew said

    Bom e velho Chesteerton, se vc ler com um pouco mais de atencao vai ver que ele nao foi, exatamente, fazer compras em NY…

  92. Edu said

    Elias,

    Pô! Se a Dilma é responsável somente pela liberação da verba e não é responsável pela execução, ela tem o que de gerente?

    1 – Se ela não tem responsabilidade nenhuma sobre a implementação do PAC, ela não deveria ter sido “propagandeada” como “mãe do PAC”, e nem merecia ter sido eleita.

    2 – Quer dizer então que se o PAC for implementado com sucesso o mérito não vai ser do governo federal, e do PT, vai ser dos governos estaduais?

    Desculpe cara, ou ela é responsável ou ela não é responsável, esse negócio de quando dá certo o mérito é meu e quando dá errado a culpa é dos outros não dá pra admitir.

    Além disso, o texto, mto bom, diga-se de passagem separa muito bem o que é investimento do que é aumento de gastos com pessoal.

    Por definição, investimento exige retorno. Observe que ninguém é contra o PAC, na verdade, caso o PAC seja bem executado, o Brasil inteiro se beneficiará. Assim como eu já disse aqui, a preocupação é: onde está o retorno desse investimento? Onde está a preocupação da “gerentona” de apontar a direção certa, para que o retorno aconteça?

    E o mais incrível é que, de uma hora para outra, a esquerda brasileira, que nunca esteve nem aí para o déficit fiscal, do nada, resolve não gastar mais só porque o consumo parou em 1 trimestre? Com medo do que? Da opinião pública? Do que os outros vão pensar? Ué… eles não tinham um plano? Pq simplesmente não executam esse plano? É mais uma prova de que o governo não faz a menor idéia de onde quer chegar.

    Já gastos com pessoal significa meramente inchaço da máquina pública. Estes sim, aparentemente, não houve hesitação. Qual é a justificativa? Governabilidade? Chega, né?

  93. Pax said

    Caro Chesterton, em #89,

    Claro que tenho argumentos contra o titio.

    Quem quer que comece um raciocício mais ou menos assim: “partindo do princípio que todos eles são canalhas, então temos com certeza que…”

    Esse tipo de lógica só agrada a torcidas organizadas. Não é bem o meu caso.

  94. Chesterton said

    A dura realidade é que são canalhas. Fato comprovado.

    ——————

    Há alguns anos, Ivo Patarra escreveu uma obra denominada “O Chefe”, que trata do Mensalão e tem como personagem-título o ex-presidente Lula. A grande imprensa ignorou o livro. Nenhum “blogprog” reclamou desse silêncio, muito menos eles próprios trataram da obra.

    Recentemente, foi a vez de José Nêumanne Pinto, que escreveu “O Que eu Sei Sobre Lula”, também nada abonador acerca da carreira do ex-presidente. Não houve repercussão na tal grande mídia e, como acontece nesse tipo de livro, nenhum progressista 2.0 mencionou nada.

    Censura? Não sei. Antes de tudo, cada um fala do que quer, mas é claro que é estranho quando esses que agora apontam “indignação seletiva” sobre o livro do tal Amaury foram os mesmos que ignoram – e não ficam indignados – quando escrevem contra Lula ou o PT. Eles são os seletivos, seja por convicção ideológica, partidária ou obrigação contratual.

    E vale ressaltar, ainda, o óbvio do óbvio: nenhum dos dois que escreveram sobre o PT é réu em ação penal nem respondem a inquérito na Polícia Federal por crimes de quebra de sigilo e atividades afins.

    Assim, cá estou, “tucano e reaça”, tendo que falar do “Livro do Amaury”. Não li os livros de Ivo e Nêumanne, mas lerei o do indiciado pela PF. O motivo é ao mesmo tempo engraçado e lamentável: a cobrança é pesada.

    SEM MESMO LER OU EFETIVAMENTE CHECAR OS FATOS, teve subjornalista de serviços e pago pelo governo dizendo que é a obra do século ou coisa assim. Vindo de quem é tão afeito aos livros quanto eu à Física Quântica, resta patente a intenção única de atacar inimigo.

    Na verdade, praticamente ninguém leu e definitivamente nem uma única pessoa checou a veracidade dos fatos e acusações. Mas aí entra aquilo de “é adversário, tratemos a fofoca como verdade”.

    Muito a contragosto, portanto, lerei a “obra”.

    E é sempre divertido ver que alguns endossadores de Amaury e (hoje) contrários às privatizações mantém anúncios de empresas como a Vale em seus blogs. Isso diz muito sobre eles e suas circunstâncias.

    Ao terminar de ler – e apenas aí, obviamente – terei uma opinião sobre o livro, que farei questão de compartilhar com vocês. Ao mesmo tempo, convido os amigos progressistas a lerem “O Chefe”, de Ivo Patarra – ao menos esse, poxa. Vejam aí a capa (censurado pelo pig! absurdo!):

    Voltamos depois, com mais informações sobre o tema etc. e tal. Obrigado.
    http://www.implicante.org/pig/o-livro-do-amaury/

  95. Chesterton said

    Zbgn=- ninguem precisa ir a NY para estudar ingles….

  96. Chesterton said

    Mas o silêncio sepulcral que a grande imprensa faz sobre o lançamento deste livro nos leva a crer que o partidarismo está à acima do que seria saudável para a imprensa brasileira.

    http://www.implicante.org/pig/o-livro-do-amaury/

  97. Edu said

    Chest,

    Mto bom. A sensação que dá é essa mesmo, virou obrigação engolir o progressismo, mas a direita (que, convenhamos, nem é tão direita assim), não merece ser ouvida, afinal, não é “povo”.

    Quero que as mascaras caiam! O quanto antes!

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: