políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Mensalão do PT nas consciências dos 11 ministros do STF

Posted by Pax em 29/07/2012

Na próxima quinta, dia 02 de agosto de 2012, começa o julgamento do mensalão do PT. Ninguém sabe o que vai dar, somente as consciências dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal poderão dirimir esta dúvida nacional.

A justiça que impera em estados democráticos de direito apregoa que todos os acusados tenham amplo direito de defesa.

Os indícios do relatório do delegado da Polícia Federal, Luís Flávio Zampronha, são fortes. Tudo indica que houve movimentações ilegais de dinheiro público que chegou às mãos de políticos e partidos.

E temos um jogo de torcidas organizadas. Os simpatizantes e militância do PT enchem a internet afirmando que não há qualquer prova de nada. De outro lado simpatizantes e militância da oposição já julgaram e condenaram os réus antes mesmo que os ministros do STF.

Independente das torcidas, temos um momento ímpar na história política brasileira pós ditadura militar de 64: o STF obrigado a julgar importantes forças políticas. Não é a primeira vez, mas talvez seja o mais importante julgamento envolvendo a política nacional. Dos últimos tempos, com certeza.

A grande imprensa tem emitido noticiário um tanto precipitado. Ao mesmo tempo que parece esquecer onde o esquema do valerioduto teve sua gênesis, com o mensalão do PSDB em MG.

O melhor para o país é que este julgamento seja feito sem emoções, dentro dos autos, com acusação e defesa com amplos direitos de estabelecerem suas teses e os 11 ministros livres para suas decisões, como teoricamente são e devem ser.

Caixa 2 de campanhas políticas é uma das principais fontes da corrupção política brasileira. Se este for o caso, que o STF coloque uma pedra sobre a questão e puna devidamente os envolvidos. Quem sabe desta forma o país se veja obrigado a encarar esta realidade que muitos consideram normal, mas que no fundo é desvio de dinheiro público e deve ser devidamente julgado e condenado. Seja de que lado for, tanto para gregos como para troianos.

Alea jacta est.

Anúncios

28 Respostas to “Mensalão do PT nas consciências dos 11 ministros do STF”

  1. Otto said

    FOLHA E MERVAL ADMITEM A FARSA DO MENSALÃO

    Na hora da verdade, o jornal “Folha de São Paulo” e o colunista do jornal “O Globo” Merval Pereira já começam a pipocar diante do julgamento do mensalão.

    Em editorial, a Folha admite que mentiu nos últimos 7 anos de investigações, pois não foi possível provar as acusações centrais: nem compra de votos, nem a origem pública do dinheiro.

    Essa é a grande farsa do mensalão. Se a denúncia fosse de caixa-2 de campanha, coisa admitida por todos, e que todas as provas apontam para isso, seria um processo honesto. Mas quiseram carregar nas tintas para forjar uma crise política, e inventaram a estória da compra de votos e de que doações de campanha por caixa-2 de empresas privadas seria dinheiro público.

    Agora, tudo indica, não haverá como condenar a maioria dos acusados.

    O que pede a Folha, então? Com outras palavras, pede ao STF que aplique os critérios de um monstrengo criado pela ditadura, o AI-5. Aquele dispositivo na mão do ditador para cassar algum adversário político que incomodava, inventando alguma acusação sobre ele como desculpa, dizendo para o distinto público que era “moralização” da política e “combate à corrupção”.

    Merval Pereira faz a mesma coisa. Admite que o julgamento é político. Dissimula em texto burilado o pedido para o STF também aplique o AI-5 em nome da “moralidade pública”.

    Se a Folha e Globo ainda fossem apenas fascistas, mas pelo menos tivessem honestidade de propósitos, seria questão de divergência política. O problema é que a preocupação com moralidade e combate à corrupção passam longe nestes veículos de comunicação, pois tem uma enorme má vontade em aprofundar no mensalão tucano, na privataria tucana e na CPI do Cachoeira, quando aponta para José Serra (PSDB-SP).

    Esses órgãos de imprensa querem apenas expurgar trabalhistas e socialistas da política brasileira, para recolocar no Planalto os demotucanos velhos de guerra, governos dóceis aos interesses econômicos dos barões da mídia.

    A mentira de Merval

    O colunista do Globo contou uma mentira ao argumentar que Eduardo Azeredo (PSDB-MG) responde a processo por responsabilidade e Lula não, devido a decisão política do Procurador-Geral.

    A verdade é que Azeredo foi incluído no processo do mensalão tucano porque há cheques para ele e recibos, que são provas materiais. Contra Lula, vasculharam à vontade e não acharam nada.

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2012/07/folha-e-merval-admitem-farsa-do.html

  2. Jose Mario HRP said

    Mensalão?
    Merval e Folha já falam que na total falta de provas que se faça julgamento politico?
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKK…………Nem Robespierre faria melhor!

    E a Marina?
    Que esporte a Marina pratica para estar em Olimpiada?
    Ah!
    Adesismo!
    Pratica que consiste em se entregar a direita nas eleições e aos norte americanos e europeus que querem tomar a Amazonia!
    Ela é medalha de ouro!

  3. Pedro said

    Sei não. Obedecer a justiça é preciso, mas acreditar nela é difícil.

    Um exemplo, o único país onde Maluf pode andar solto é justamente o país do qual ele desviou a dinheirama toda.
    Outro exemplo é o Collor, foi “impichado” pelo congresso num processo legítimo e com apoio da grande maioria da sociedade. No entanto foi inocentado pela nossa justiça.
    ………..
    Ué, qual o problema se a Marina das Selvas foi convidada pelo COI?
    Eu nem concordo muito com as idéias dela, mas convenhamos, ela é uma personalidade internacional muito mais respeitada fora do Brasil do que aqui dentro.
    Só porque foi candidata, não pode participar da olimpíada?
    Ciuminho tolo.

  4. Patriarca da Paciência said

    O cerco está se fechando sobre a “óia”.

    Desta vez não há escapatória.

    O Policarpo Foda (Foda conforme eo Reinaldinho Cabeção), dessa vez, está literalmente fudido:

    31 de Julho de 2012 às 08:47

    “247 – A tentativa de chantagem feita por Andressa Mendonça, esposa de Carlos Cachoeira, contra o juiz Alderico Rocha Santos, deverá provocar a convocação do jornalista Policarpo Júnior, diretor de Veja em Brasília, pela CPMI do caso Cachoeira. Segundo o magistrado, Andressa disse a ele que Cachoeira encomendou um dossiê sobre sua vida ao jornalista Policarpo Júnior. “Se você soltar o Carlos, não soltamos o dossiê”, teria dito.

    De acordo com o deputado Paulo Teixeira, vice-presidente da Comissão, o fato prova a relação entre o jornalista e o grupo de Cachoeira. “Com os acontecimentos, está colocada a relação do jornalista com a organização criminosa”, afirmou. “Já iremos discutir a convocação na primeira reunião da CPMI”.

    Na edição desta segunda-feira, o Jornal Nacional noticiou a chantagem feita por Andressa, bem como seu objeto (o dossiê que seria publicado em Veja), mas omitiu o nome da revista e do jornalista.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/72544/Caso-Andressa-fará-CPI-convocar-chefe-da-Veja-Relator-PT-blinda-Veja-CPI-Cachoeira.htm

  5. Pax said

    Também não vejo porque Marina não pode participar das Olimpíadas.

    Ela, como Lula, como FHC, como diversos outros nomes, fizeram história e são chamados para eventos mundiais. Seria o mesmo que criticar o Lula por ganhar dinheiro ministrando palestras por aí, ou FHC.

    Ora bolas, esses caras fizeram – e fazem – bem aos brasileiros. São santos ou algo assim? Não, claro que não, mas são brasileiros reconhecidos mundialmente.

    Depois que Marina saiu do PT a militância mais aguerrida passou a atacá-la de forma até desleal. Enfim, ossos do ofício político.

    Quem dera o PT não tivesse perdido Marina. Ou, outra forma de ver, quem dera Marina pudesse ter imposto mais embalo ambiental nos governos petistas. Estariam melhor na foto, com certeza.

    Melhor que, por exemplo, essa da imagem de Dilma descendo a rampa com a Kátia Abreu. Ora bolas, Kátia sempre sentou o pau no Lula de forma até nojenta. Marina, que eu saiba, nunca falou mal de Lula.

    Tem cada petista que vou te contar…

    —-

    Caramba, se essa história do dossiê foi realmente com envolvimento do Policarpo está mais que na hora de expor com letras garrafais esta parte podre da imprensa. Simples assim.

  6. Pedro said

    Ta estranha esta historia ou estoria, sei lá.
    Cadê o Otto, pra perguntar pro juiz, porque ele não deu voz de prisão pra vagaba metida a esperta?

    Agora o Thomas deu um Basta no banho de Cachoeira.
    Será que já recebeu as 15 milhas?
    Diz aí Thomas, como foram pagos seus honorários?
    Parece que ele aderiu ao jeito Ricupero: O que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde.
    Enfim, cada país tem o ministro da justiça que merece.
    ………
    Enquanto isto, vamos levando esta vidinha mais ou menos.
    Antes eu corria pra dar conta da demanda, agora corro atrás de clientes.
    Tá devagar nossa economia.
    Conclusão: a gente corre quando o mercado está aquecido, e corre também quando ele está parado.

  7. Pedro said

    Pax, mais uma vez um ofitopic
    Estava eu viajando pela net, e me deparei com esta entrevista

    Penso eu, a melhor entrevista que o Biba Camargo já fez.
    Se tem alguem que os ditos esquerdistas atuais deviam admirar é este cara.
    Eu que nem me enquadro como esquerdista,e sou fã dele.

    Tem também o post deste blog

    http://wp.clicrbs.com.br/cacaumenezes/2012/04/02/o-melhor-de-todos/

    E nos comentarios encontrei a explicação, prefiro me enquadrar como humanista.
    Esquerda e direita perdem um pouco o sentido, diante do humanismo.

    Vou por aí.

    PS: Assisti o show dele em Porto Alegre e concordo em genero, número e grau com o Cacau. Levei minha filha de 15 anos, e até hoje ela me agradece pelo melhor show da vida dela, e da minha também, thank you Roger.

  8. Jose Mario HRP said

    Sobre a “Santa” Marininha, já que houve tanta indignação com as criticas a eco santa aqui um texto de um sujeito sempre acima de suspeitas e de reconhecido equilibrio psicologico:
    http://blogdeumsem-mdia.blogspot.com.br/2012/08/olimpiadas-marina-silva.html

  9. Jose Mario HRP said

    Uma cabeça inovadora, aberta e brilhante que se vai para o outro plano!
    Morreu Gore Vidal!

  10. Jose Mario HRP said

    Para o Patriarca dar umas risadas.
    http://mariafro.com/2012/07/31/autografa-serra/

  11. Patriarca da Paciência said

    É, meu caro HRP,

    O Serra não leva o menor jeito para político. Não entendo porque o homem insiste! Um político hábil encontraria um modo de transformar limão em limonada. O Serra apela sempre para a grosseria ( já destratou vários jornalistas e apresentadores de televisão) ou simplesmente “sai de fininho”.

    No caso da tentativa de chantagem pela beldade, Sra. Cachoeira, o juiz não poderia ser mais correto. Somente um alienado, como Reinaldinho Cabeção, para encontrar falhas na postura do juiz.

  12. Edu said

    Feio mesmo vai ser o Serra, com toda essa inaptidão política vencer as eleições…

  13. Edu said

    Manipulação de fatos, meus amigos, já não é privilégio de ninguém:

    http://9gag.com/gag/4911950

    hehehe

  14. Otto said

    Pedro:

    sou fã desse cara desde os tempos do Pink Floyd!

    Mas infelizmente não vi o seu show…

  15. Patriarca da Paciência said

    Edu,

    Sinceramente, não acho que o Serra seja favorito absoluto. O cara começou com 31% de aprovação e 20% de rejeição. Agora, em plena campanha, está com 30% de aprovação e 37% de rejeição. O Russomano está empatado tecnicamente.
    Qual é o favoritismo do Serra?

    Ou seja, o cara não cresceu nada, até diminuíu e a rejeição aumentou bastante.

    A coisa ainda está totalmente indefinida em São Paulo.

  16. Jose Mario HRP said

    O Emir Sader faz esse belo alerta e nos relembra o que está por trás desse espetaculoso show midiático que a nossa direita tenta criar:
    http://www.viomundo.com.br/politica/emir-sader-e-se-o-golpe-de-2005-contra-lula-tivesse-dado-certo.html

  17. Jose Mario HRP said

    Isto aqui é só um “comercial” mas será que os bons são mesmo a maioria?

  18. Edu said

    Com todo o respeito aos que não gostam e não lêem, o texto do RA sobre os defensores públicos foi bom pra caramba.

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/defensores-publicos-resolvem-dar-resposta-a-atravessada-a-este-blog-e-chutar-o-traseiro-do-povo-que-paga-o-seu-salario-e-eu-lhes-envio-uma-resposta-aberta/

  19. Patriarca da Paciência said

    Com todo o respeito, só mesmo um alienado como o Reinaldo Azevedo para não ver que a polícia de São Paulo está extrapolando todas as normas de convivência civilizada e praticando barbárie em grande escala.

    O telejornal da Globo colocou no ar hoje uma reportagem sobre um pai que teve o filho friamente assassinado, juntamente com outro colega que vinha de carona na moto, por cinco policiais. A Corregedoria Policial simplesmente não fez nada e o pai resolveu investigar por conta própria. Denunciou o caso ao Ministério Público e cinco policiais estão presos.

    Só mesmo o Reinaldo Fascista Azevedo para defender o feudalismo paraguaio e a truculência da polícia de São Paulo.

  20. Jose Mario HRP said

    Patriarca , do “blofg” do Reinaldinho a coisa boa é ler os comentários dos dementes que o dono do blog permite comentar por lá!
    Rendem muitas e boas risadas!
    Só bobagem e ciumeira contra o PT!
    A palavra mais usada é de longe “apedeuta”!
    Metade dos caras não sabe o que significa!
    Um circo!

  21. Edu said

    Não precisam se indignar.

    Basta que vcs se decidam:

    Ou param de fazer juízo político de algo que é jurídico.

    Ou param de tentar separar as coisas no mensalão.

    Sejam coerentes pelo menos uma vez na vida!

    hahahah

  22. Zbigniew said

    O Jânio é um gênio…

    Da Folha

    As vozes

    JANIO DE FREITAS

    No momento, não se sabe o que a voz silenciosa da opinião pública pede aos seus magistrados mais altos

    É INCERTO que os julgadores do mensalão ouçam a opinião pública, como lhes recomenda Fernando Henrique Cardoso. Com tantas pressões dirigidas aos leitores, espectadores e ouvintes, em linha direta e como reflexo das pressões sobre o Supremo Tribunal Federal, no momento não se sabe o que a voz silenciosa da opinião pública pede aos seus magistrados mais altos. Mas tal incerteza está acompanhada de ao menos duas certezas.

    O rendado de palavras que enfeita, em torno, a recomendação de Fernando Henrique evidencia que a opinião pública referida é a opinião do público peessedebista.

    A recomendação é um apelo velado no sentido de que o Supremo Tribunal Federal não negue o seu socorro ao catatônico PSDB, nesta hora difícil dos confrontos eleitorais. Tudo por um punhado de condenações de petistas.

    Outra certeza é o que diz a voz verdadeira da opinião pública. A voz quando não desafinada pelas pressões, a respeito do que deseja dos seus magistrados, ou, como prefere, da Justiça.

    É a imparcialidade nos julgamentos todos. É a equanimidade entre as decisões voltadas para os desprovidos e aquelas que se dirigem aos possuidores de riqueza ou de força política. É o direito à justiça também quanto ao tempo, porque, mesmo se favorável, a decisão que tarda dez, 20, 30 anos nunca fará justiça. É o julgamento limpo do mensalão, para condenar sem maldade ou absolver com grandeza.
    (…)

  23. Otto said

    De um jornalista que não pode ser classificado como “blogueiro sujo”:

    CONSTRANGIMENTO NO MENSALÃO

    Sabemos que os esquemas financeiros da política brasileira são condenáveis por várias razões, a começar pela principal: permitem ao poder econômico alugar o poder político para que possa atender a seus interesses. Os empresários que contribuem com campanhas financeiras passam a ter deputados, senadores e até governos inteiros a seu serviço, o que é lamentável. O cidadão comum vota uma vez a cada quatro anos. Sua força é de 1 em 100 milhões. Já o voto de quem sustenta os políticos é de 100 milhões contra 1.

    Por isso sou favorável a uma mudança nas regras de campanha, que proíba ou pelo menos controle essa interferência da economia sobre a política. Ela é, essencialmente, um instrumento da desigualdade. Contraria o princípio democrático de que 1 homem equivale a 1 voto.

    Pela mesma razão, eu acho que todos os fatos relativos ao mensalão petista precisam ser esclarecidos e examinados com serenidade. Casos comprovados de desvios de recursos públicos devem ser punidos. Outras irregularidades também não devem passar em branco.

    Não vale à pena, contudo, fingir que vivemos entre cidadãos de laboratório. Desde a vassoura da UDN janista os brasileiros têm uma longa experiência com campanhas moralizantes para entender um pouco mais sobre elas. Sem ir ao fundo dos problemas o único saldo é um pouco mais de pirotecnia.

    No tempo em que Fernando Henrique Cardoso era sociólogo, ele ensinava que a opinião pública não existe. O que existe, explicava, é a “opinião publicada.” Esta é aquela que você lê.

    O julgamento do mensalão começa em ambiente de opinião publicada. O pressuposto é que os réus são culpados e toda deliberação no sentido contrário só pode ser vista como falta de escrúpulo e cumplicidade com a corrupção.

    Num país que já julgou até um presidente da República, é estranho falar que estamos diante do “maior julgamento da história.” É mais uma opinião publicada. Lembro dos protestos caras-pintadas pelo impeachment de Collor. Alguém se lembra daquela da turma do “Cansei”?

    Também acho estranho quando leio que o mensalão foi “revelado” em junho de 2005. Naquela data, o deputado Roberto Jefferson deu a entrevista à Folha onde denunciou a existência do “mensalão” e disse que o governo pagava os deputados para ter votos no Congresso. Falou até que eles estavam fazendo corpo mole porque queriam ganhar mais.

    Anos mais tarde, o próprio deputado diria – falando “a Justiça, onde faltar com a verdade pode ter mais complicações – que o mensalão foi uma “criação mental”. Não é puro acaso que um número respeitável de observadores considera que a existência do mensalão não está provada.

    A realidade é que o julgamento do mensalão começa com um conjunto de fatos estranhos e constrangedores. Alguns:

    1. Roberto Jefferson continua sendo apresentado com a principal testemunha do caso. Mas isso é o que se viu na opinião publicada. Na opinião não publicada, basta consultar seus depoimentos à Justiça, longe dos jornais e da TV, para se ouvir outra coisa. Negou que tivesse votado em projetos do governo por dinheiro. Jurou que o esquema de Delúbio Soares era financiamento da campanha eleitoral de 2004. Lembrou que o PTB, seu partido, tem origens no trabalhismo e defende os trabalhadores, mesmo com moderação. Está tudo lá, na opinião não publicada. Ele também diz que o mensalão não era federal. Era municipal. Sabe por que? Porque as eleições de 2004 eram municipais e o dinheiro de Delúbio e Marcos Valério destinava-se a essa campanha.

    2. Embora a opinião publicada do procurador geral da República continue afirmando que José Dirceu é o “chefe da quadrilha” ainda é justo esperar por fatos além de interpretações. Deixando de lado a psicologia de botequim e as análises impressionistas sobre a personalidade de Dirceu é preciso encontrar a descrição desse comportamento nos autos. Vamos falar sério: nas centenas de páginas do inquérito da Polícia Federal – afinal, foi ela quem investigou o mensalão – não há menção a Dirceu como chefe de nada. Nenhuma testemunha o acusa de ter montado qualquer esquema clandestino para desviar qualquer coisa. Nada. Repito essa versão não publicada: nada. São milhares de páginas. Nada entre Dirceu e o esquema financeiro de Delúbio.

    3. O inquérito da Polícia Federal ouviu 337 testemunhas. Deputados e não deputados. Todas repetiram o que Jefferson disse na segunda vez. Nenhuma falou em compra de votos para garantir votos para o governo. Ou seja: não há diferença entre testemunhas. Há concordância e unanimidade, contra a opinião publicada.

    4. A opinião publicada também não se comoveu com uma diferença de tratamento entre petistas e tucanos que foram agrupados pelo mesmo Marcos Valério. Como Márcio Thomaz Bastos deve lembrar no julgamento, hoje, os tucanos tiveram direito a julgamento em separado. Aqueles com direito a serem julgados pelo STF e aqueles que irão para a Justiça comum. De ministros a secretárias, os acusados do mensalão petista ficarão todos no mesmo julgamento. A pouca atenção da opinião publicada ao mensalão mineiro dá a falsa impressão de que se tratava de um caso menor, com pouco significado. Na verdade, por conta da campanha tucana de 1998 as agências de Marcos Valério recebiam verbas do mesmo Banco do Brasil que mais tarde também abriria seus cofres para o PT. Também receberam aqueles empréstimos que muitos analistas consideram duvidosos, embora a Polícia Federal tenha concluído que eram para valer. De acordo com o Tribunal de Contas da União, entre 2000 e 2005, quando coletava para tucanos e petistas, o esquema de Marcos Valério recebeu R$ 106 milhões. Até por uma questão de antiguidade, pois entrou em atividade com quatro anos de antecedência, o mensalão tucano poderia ter preferência na hora de julgamento. Mas não. Não tem data para começar. Não vai afetar o resultado eleitoral.

    É engraçada essa opinião publicada, concorda?

    http://colunas.revistaepoca.globo.com/paulomoreiraleite/

  24. Edu said

    Otto,

    Do mesmo jornalista:

    http://colunas.revistaepoca.globo.com/paulomoreiraleite/2012/07/26/faltou-muita-coisa-no-mensalao/

    A verdade, meu caro é que, antes de julgar com isenção, deve-se investigar sem influência… e isso podemos dizer que foi o que menos aconteceu.

    O PT realmente fez um trabalho muito bom em atrapalhar toda a investigação, como pode ser lido nessa reportagem, por isso agora eu estou em dúvida qual será a maior pizza do século:

    Se a CPI do Cachoeira

    ou

    Se o julgamento do mensalão

    Talvez essa seja a maior pizza do PT: meia Cachoeira, meia Mensaleira…

  25. Pedro said

    Bem, eu ia até pedir desculpas pelo comentario #7, não tem nada a ver com o post.
    Só citei o Roger porque tive um dia difícil, fui no jogo do meu time, que ganhou e continua líder, então extravasei, e abusei das dorgas :-)

    Mas, aí vejo o HRP postando comercial da coca cola, o suprassumo do capitalismo…… Só posso concluir, a dele é melhor que a minha :-)
    (HRP não me leve a mal, só acho vc exagerado, as vezes penso que vc nem é assim, só ta fazendo um tipo)
    ………..
    Otto #14, então vc tem salvação.
    Entre para a Igreja Digital do Sétimo Byte, e garanta as suas 77 virgens totalmente photoshopadas, após a morte.

    No show, quando ele está criticando o capitalismo ultradireitista aparece a palavra “capitalismo” escrita com aquela grafia da coca cola.
    E pra vc pensar um pouco: Na música mother, quando ele canta: Mãe devo acreditar nos governantes? aparece naquele muro enorme, um grandioso, NEM FUDENDO.
    ………………
    Quanto aos diversos mensalões, eu diria que, o do PT só é mais falado porque é nacional. Os outros são regionais o que não repercute em blogs nacionais.
    …………………..

    Eu como um reles pagador de impostos, sem negocios com qualquer tipo de poder público, vou ser sempre crítico.
    O prefeito é do PSDB, o governador era do DEM, agora PSD. Meto bala neles, em blogs regionais e estaduais.
    Só que aqui não faz sentido falar de temas que não sejam nacionais.

    Era isso.
    Tigreeee
    Te cuida Barcelona :-)

  26. Otto said

    Edu #24:

    você não acha que a maior pizza foi a alteração da Constituição, pra favorecer a reeleição do FHC, com confissões de mais de um deputado de que recebeu 200 paus pra votar a favor?
    E foi pizza das grandes porque nem foi julgada…

    E ainda tem a lista de furnas, mas a indignação da “opinião publicada” é bem seletiva…

  27. Olá!

    O Otto escreveu:

    “[V]ocê não acha que a maior pizza foi a alteração da Constituição, pra favorecer a reeleição do FHC, com confissões de mais de um deputado de que recebeu 200 paus pra votar a favor?
    E foi pizza das grandes porque nem foi julgada…”

    Existe essa atitude dos petistas/esquerdistas de utilizar táticas diversionistas quando confrontados com a realidade dos fatos. Uma dessas táticas mais utilizadas consiste em comparar a Emenda da Reeleição ao Mensalão para dar a entender que, no final do dia, todos são corruptos e todos são iguais, e que, portanto, as coisas são assim mesmo.

    Comparar a Emenda da Reeleição ao Mensalão é fazer um paralelo sem nenhuma conexão com a realidade, pois, no caso da Emenda, não houve uma investigação tão séria e profunda como aquela que foi feita no caso do Mensalão.

    No mais, se alguém ainda insistir em fazer tal comparação, seria interessante que dissessem quem seria o José Dirceu da Emenda da Reeleição; quem seria o Marco Valério da Emenda da Reeleição; quem seria o Delúbio Soares da Emenda da Reeleição; quem seria o José Genoíno da Emenda da Reeleição; quem seria o Silvinho Land Rover da Emenda da Reeleição; quais foram os bancos públicos da Emenda da Reeleição. . .

    E o mais importante de tudo: Quem foi o Lula da Emenda da Reeleição?

    Respondam aí, pessoal!

    Até!

    Marcelo

  28. Mensalão, condenação? Eu duvido! Tu duvidas? Eles duvidam!

    Nunca na história deste país um político condenado cumpriu pena por crimes contra a administração pública. Se há algum caso, é tão raro que a literatura não registrou, ou foi num desses cantos do Brasil aonde a imprensa livre não chega. No caso mensalão, os acontecimentos apontam para a regra. Ninguém será preso, possivelmente nem haverá condenação. Desculpem o pessimismo, mas, quem tem o mínimo de conhecimento de direito sabe que muita gente neste processo do ponto de vista legal e/ou ético é suspeita e deveria se declarar impedida de participar do julgamento. Por exemplo: o Ministro Tofolli foi assessor do réu José Dirceu, apontado como chefe do mensalão, é namorado de Roberta Rangel com quem dividiu escritório de advocacia no período em que ela atuou como defensora de vários réus no caso mensalão, incluindo o ex-chefe do namorado. Tofolli até escreveu parte da peça de defesa. A namorada frequenta a área reservada para cônjuges de magistrados no STF. Sem contar que Tofolli foi indicado por Lula que deveria figurar como réu no processo, mas, foi excluído pelo Procurador Geral da República e pelo próprio STF. Frisa-se que os motivos da exclusão não convencem. O advogado Marcio Thomaz Bastos é ex-colega de ministério de Dirceu no período em que a quadrilha estava em pleno funcionamento. Marcio até dava declarações na imprensa dizendo não existir o que já era provado. Lewandowski, Ministro revisor do relatório enrolou tanto que deixou claro que não queria que o processo entrasse em julgamento ainda este ano, o que daria em prescrição de alguns crimes em função do lapso temporal ou da idade dos réus que encurta o prazo prescricional. Além disso, tem dado declarações suspeitas que nos levam a crer que inocentará os réus, ou pelo menos os mais destacados. O Ministro Celso de Mello que atuando como assistente da defesa lembrou pela imprensa aos defensores, onde eles encontrarão as brechas e saídas com base no regimento da suprema coorte, assim, na remota possibilidade de condenação, se atrasa o cumprimento da pena. Tudo isso, todos eles e muito mais. Dizem que o caso mensalão é o maior julgamento da história do STF. A julgar pela demora, pela má vontade dos Ministros do STF, além de vários deles dizerem que não cedem à pressão da sociedade, ou seja, nos ignoram enquanto o tempo passa, bem como expressarem comportamentos que nos levam a crer numa absolvição em massa, diria que na verdade estamos diante da maior peça teatral que a humanidade já viu. A mais longa, e possivelmente a mais tragicômica. Trágico pelo assalto praticado contra o Brasil, e cômico para os atores que ao final rirão da nossa cara. Vamos mostrar ao mundo mais uma vez que até a nossa justiça é de faz de conta. Processo do mensalão, resultando em condenação e punição: Eu duvido! Tu acreditas? Ele duvida! Nós duvidamos! Vós acreditais? Eles – os réus – duvidam!

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: