políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

PGR pede prisão imediata

Posted by Pax em 19/12/2012

Roberto Gurgel pediu ao STF a prisão imediata dos condenados na Ação Penal 470. Joaquim Barbosa pode decidir na próxima sexta, depois de amanhã.

Melhor será a razão lógica e legal sobrepor argumentos a qualquer outra possibilidade.

Gurgel pede ao STF prisão imediata de condenados do mensalão

Débora Zampier – Repórter da Agência Brasil

Brasília – O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, acionou hoje (19) o Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a prisão imediata dos condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão. O pedido já está no gabinete do presidente do STF e relator do processo, Joaquim Barbosa, que só deve decidir o caso na próxima sexta-feira (21).

Gurgel havia pedido a execução imediata das sentenças do mensalão na defesa oral apresentada no início do julgamento, em agosto. Ele argumentou que o cumprimento de decisões proclamadas pela Suprema Corte deve ocorrer em seguida porque elas não podem mais ser alvo de recurso em outras instâncias.

Na última segunda-feira (17), quando o pedido estava pronto para ser julgado em plenário, o procurador recuou e disse que apresentaria nova petição reforçando os argumentos para as prisões imediatas. Isso abriu brecha para que a decisão seja proferida individualmente por Barbosa, que ficará responsável pelo plantão do STF durante o recesso de fim de ano, que começa amanhã (20) e vai até o dia 1º de fevereiro.

Ontem (18), vários advogados do caso acionaram o STF pedindo que Barbosa não decida individualmente a questão e leve o caso ao plenário, pois não há o requisito da urgência. Eles também alegaram que a Corte não pode antecipar a execução da sentença antes do fim do processo, pois ainda cabem recursos e as decisões podem ser alteradas.

Hoje, Gurgel disse que a questão das prisões merece urgência porque é necessário dar efetividade à decisão do Supremo, que condenou 25 réus, 22 deles a regime fechado ou semiaberto. “Não podemos ficar aguardando a sucessão de embargos declaratórios [tipo de recurso], haverá certamente a tentativa dos incabíveis embargos infringentes [outra forma de recurso]. E o certo é que o tempo irá passando sem que a decisão tenha a necessária efetividade”.

Como ministro plantonista, Barbosa pode decidir de várias formas: rejeitando o pedido do procurador-geral, adiando para análise do plenário em fevereiro caso entenda que a questão não é urgente, acatando parcialmente ou totalmente. O conteúdo do documento não foi divulgado nem pelo STF nem pela Procuradoria-Geral da República.

Anúncios

273 Respostas to “PGR pede prisão imediata”

  1. Otto said

    Paulo Nogueira, como sempre, na veia:

    Quanto o Diário capta a voz rouca das ruas?

    É possível que uma pista para a resposta esteja na enquete que promovemos ao longo de uma semana para ver qual era a Personalidade do Ano na avaliação de nossos leitores.

    Tivemos o cuidado de abrir as escolhas com Joaquim Barbosa, pelo desempenho no Mensalão. O Supremo, como um todo, foi também apareceu como uma opção.

    Mas o resultado final foi o mesmo que a recente pesquisa do Datafolha apontou: Lula e Dilma estão, pelo menos até aqui, sobrando.

    Lula ficou na ponta, com 40% dos votos. Dilma veio em segundo, com 25%. Joaquim Barbosa terminou em terceiro, com 22% das preferências, à frente do técnico Tite, campeão mundial, e do próprio Supremo.

    Estão abertas as especulações.

    Lula candidato a governador de São Paulo em 2014? JB tentando a presidência? Dilma para mais um mandato, ou Lula em seu lugar?

    Abro aqui meu palpite. A lógica sugere que Dilma seja a candidata do PT. Lula só entraria em ação, a meu ver, caso houvesse uma candidatura perigosa na oposição. Não parece ser o caso: nem Aécio e nem Eduardo Campos parecem ser ameaçadores.

    E Joaquim Barbosa?

    Imagino que será tentado a concorrer. E pensará com carinho. Mas minha intuição diz que ele não vai correr o risco de se expor a um provável vexame que o transformaria de Batman em Recruta Zero.

    Como Serra, Barbosa tem o defeito da antipatia, cujos estragos num político são multiplicados. Sua fala é pedante e, em muitos momentos, incompreensível. Se quiser falar a linguagem do povo, vai parecer tão artificial quanto Serra comendo pastel na feira ao lado de populares. Os eleitores que vêem nele um heroi têm perdido as eleições presidenciais, e ele sabe disso.

    E principalmente: quem se projetou condenando sempre vai refletir muito antes de se expor, publicamente, à retaliação dos que se sentiram injustiçados.

    Barbosa não parece um homem dado a riscos. Melhor a realidade limitada da presidência do Supremo do que o sonho virtualmente impossível da presidência do Brasil. Barbosa não parece tolo o suficiente para acreditar que seus principais cabos eleitorais – a mídia – sejam capazes de elegê-lo.

    A não ser que haja uma grande surpresa, Dilma ruma para um segundo mandato. E, no terreno das probabilidades, não parecem pequenas as chances de Lula mirar no Palácio dos Bandeirantes.

    Tudo bem: ele já foi duas vezes presidente, e o governo de São Paulo poderia parecer um retrocesso. Mas, do ponto de vista de seu partido, faria todo o sentido. Se Lula joga para o time, é uma missão que, teoricamente, não deveria ser recusada.

    A oposição real ao PT só surgirá, é a convicção do Diário, quando aparecer um grupo que convença a voz rouca das ruas de que tem um projeto melhor para combater a maior calamidade nacional: a desigualdade social.

    Enquanto a oposição defender o Brasil do 1%, enquanto estiver mais interessada no bem estar da família Marinho e amigos do que no bem estar dos 99%, a vida do PT tende a ficar fácil.

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/?p=19339

  2. Zbigniew said

    Boa essa aqui. Ao que parece a “Gerentona” tem conquistado admiradores:

    “(…)
    Valor: Que avaliação o senhor faz do governo da presidente Dilma nestes dois anos. E quais são as perspectivas para os dois últimos?

    Ermírio de Moraes: É muito do que falamos aqui e que é positivo. Foco na competitividade, aumento de investimento, gestão pública, qualidade de ensino. A presidente Dilma tem se mostrado uma grande sábia, atuando em interesses do país em detrimento de interesses particulares. Tem se mostrado uma surpresa como gestora, atacando problemas que vinham se acumulando. No governo FHC, a questão da inflação e ordem econômica; o governo Lula fez um trabalho excepcional no lado social, com a inclusão das classes menos privilegiadas ao consumo; e agora a Dilma, com esse foco na competitividade para aumento do investimento e crescimento do país. A direção é muito positiva e nos deixa bastante otimistas com o futuro do Brasil. Gostaríamos de ter mais. O empresário é eterno insatisfeito e questionador, pois vivemos em um ambiente competitivo diário.

    Valor: A renovação das concessões elétricas: o senhor é a favor da forma como o governo fez?

    Ermírio de Moraes: Para o país, as medidas são corretas. Vai afetar interesses específicos? Sempre. Mas temos de atuar no custo-Brasil: redução de juros, custos de energia e do gás natural… O governo está atuando de maneira bem pragmática. Vai afetar interesses, mas temos de pensar no Brasil. E se é assim tem de ter nosso apoio. Como pode o país ter a energia mais cara do mundo? É preciso atuar na carga do ICMS, a que mais pesa. Os Estados têm de abrir mão dessa receita. É um segundo round, mais complexo e que terá ser atacado.”

    http://www.valor.com.br/brasil/2945086/resultado-deve-ser-melhor-que-em-2012

  3. Michelle 2 said

    Ermírio de Moraes:”Tem de acelerar as minirreformas, para criar um ambiente de negócios mais atrativo no Brasil, ampliar a eficiência da gestão pública e elevar a qualidade da educação em nosso país”.

    Leia mais em:
    http://www.valor.com.br/brasil/2945086/resultado-deve-ser-melhor-que-em-2012#ixzz2FbMVgwzz

  4. Michelle 2 said

    11:32 \ Judiciário
    Joaquim Barbosa bem que avisou…

    Interlocutores de Joaquim Barbosa estão impressionados com os ataques que os mensaleiros condenados têm desferido contra o STF.

    Nesta semana, além das risíveis criticas dando conta de que o julgamento teria sido político e de exceção, figuras como João Paulo Cunha e José Dirceu repetem que os ministros agiram por pressão da mídia.

    Não satisfeitos, chegaram a pedir para a militância sair às ruas e, como eles, achincalhar o Supremo.

    Pois bem, pelo jeito, parece que o aviso que Barbosa deu quando mandou apreender os passaportes dos mensaleiros entrou por um ouvido e saiu pelo outro.

    Veja trecho da decisão de novembro:

    – Considero, por outro lado, que alguns dos acusados vêm adotando comportamento incompatível com a condição de réus condenados e com o respeito que deveriam demonstrar para com o órgão jurisdicional perante o qual respondem por acusações de rara gravidade. Uns, por terem realizado viagens ao exterior nesta fase final do julgamento. Outros, por darem a impressão de serem pessoas fora do alcance da lei, a ponto de, em atitude de manifesta afronta a este Supremo Tribunal Federal, qualificar como “política” a árdua, séria, imparcial e transparente atividade jurisdicional a que vem se dedicando esta Corte.

    De lá para cá, os ataques só pioraram.

    Depois, quando o pedido de Roberto Gurgel para a prisão imediata for avaliado, não vai dar para dizer que Barbosa não avisou…
    Por Lauro Jardim

  5. Pax said

    Na Zero Hora, acaba de dar no twitter

    Zero Hora ‏@zerohora
    Mensalão: para especialista, Joaquim Barbosa se julga “o Batman” e busca visibilidade na mídia. http://zhora.co/Uftvfs Você concorda?

    http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/politica/noticia/2012/12/mensalao-para-especialista-joaquim-barbosa-se-julga-o-batman-e-busca-visibilidade-na-midia-3988202.html

    Mensalão: para especialista, Joaquim Barbosa se julga “o Batman” e busca visibilidade na mídia
    Segundo Davi Tangerino, professor de Direito Penal da UERJ, o presidente do STF quer as prisões dos condenados antes do Natal porque “dá capa de jornal”

  6. Michelle 2 said

    Negócios internos
    20 de dezembro de 2012 | 2h 05
    Dora Kramer – O Estado de S.Paulo

    O antropólogo Roberto Da Matta faz uma indagação precisa no fecho de seu artigo ontem no Estado: É o jornal que forma a quadrilha ou é a quadrilha que faz a notícia do jornal?

    Desde Roberto Jefferson e seu revide que virou processo e resultou em condenações, todas as agruras vividas pelo governo foram produzidas no departamento de negócios internos e em si já desmoralizam o velho truque de culpar o mensageiro pelo desagradável conteúdo da mensagem.

    Desnecessário repetir a lista longa e sobejamente conhecida de exemplos. À imprensa como culpada por tudo que de ruim envolve o nome do PT e adjacências, juntou-se agora o Supremo Tribunal Federal a compor o que genericamente é denominado de “elites” movidas pelo ódio.

    Ontem Lula se pronunciou mais longamente na posse do novo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC desde os últimos acontecimentos envolvendo o nome dele.

    Como sempre, não tocou no essencial, preferindo atacar um sujeito oculto desta vez chamado de “vagabundo”, e anunciar que volta com força total à política em 2013.

    Refugiou-se no palanque, sua zona de conforto. O “vagabundo” supõe-se que seja Marcos Valério, que não é jornalista nem ministro do Supremo, mas facilitador dos empréstimos fraudulentos ao PT e guia da antiga cúpula do partido pelas veredas da corrupção na administração federal.

    A outra personagem “da hora”, Rosemary Noronha, não foi posta na chefia da representação da Presidência da República por iniciativa de algum chefe de redação ou magistrado mal intencionado.

    Foi de Lula a indicação e a responsabilidade sobre a manutenção da moça hoje indiciada por corrupção, tráfico de influência, peculato e formação de quadrilha. Dessa e de outras que fizeram notícia e por isso foram parar nos jornais.

    Aos veículos de comunicação se atribui culpa por fazer jus à função de comunicar os acontecimentos. Ao STF imputam-se acusações de arbitrariedade por cumprir seu papel de árbitro maior da lei.

    Tudo dentro dos conformes, mas o PT se revolta e agora propõe duas reformas: uma que enquadre a imprensa à concepção propagandística que partido e governo têm do jornalismo – já explicitada na proposta da criação do tal de “controle social da mídia” – e outra que “pegue” o Judiciário tido como “conservador” – sugestão ainda não detalhada por seus autores.

    Nenhuma das duas propostas tem chance de prosperar, por contrárias à ordem democrática. Resta, então, uma única e definitiva saída para que se amenizem as críticas: a redução substancial na produção de escândalos.

    Se no lugar de reclamar do alheio o PT, Lula, governo e companhia juntassem esforços numa chamada geral em prol da legalidade e da boa conduta, as “elites” não teriam matéria-prima. E ainda cairiam no ridículo se caçassem fantasmas ao meio-dia como fazem o PT, Lula governo e companhia.

    Coisa feita. Advogados dos condenados não têm apenas como certo que o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, decretará a prisão imediata de seus clientes no período de recesso da Corte.

    Suspeitam fortemente de que já esteja tudo combinado entre Barbosa e o procurador-geral, Roberto Gurgel, porque ele não apresentou o pedido ao plenário alegando a necessidade de fundamentar melhor a solicitação.
    ____________________________

    #5 Pax entrou na onda do “Barbosofobia” ?

  7. Zbigniew said

    Pra mim foi a grande decepção do ano. Açodado, nervoso, desrespeitoso com os que pensavam diferente, pedante com os advogados de defesa. Fez tudo o que a mídia partidarizada quis. A antítese de um juiz. Apavonou-se com as luzes (e os tipos) da ribalta. Um fraco! E foi indicado pelo Lula com o beneplácito do frei. Isoo é que é amadorismo.

  8. Otto said

    Pax & Galera, não deixem de assistir este vídeo:

    .http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=rSKtgvSvuA8

  9. Patriarca da Paciência said

    Do link postado pelo Pax,

    “ZH — Esse episódio pode manchar a história do Supremo?

    Tangerino — Não ficarei surpreso se Barbosa determinar a prisão e, ao fazer isso, ele estará tomando uma medida ilegal. Essa decisão não foi expressamente tomada pelo STF. Como o STF não mandou prender, ele não pode fazer isso. Joaquim Barbosa não tem competência legal, nem constitucional nem regimental para isso. Além disso, não há necessidade de tanta urgência.”

    É bem isso aí, meu caro Pax, “Joaquim Barbosa não tem competência legal, nem constitucional nem regimental para isso. Além disso, não há necessidade de tanta urgência.”

    Talvez tenha apenas a competência “inquisidorial”, visto que o ministro Barbosa, desde que começou o julgamento, tem agido como um verdadeiro inquisidor, detentor e defensor das mais puras e imaculadas virtudes, que só ele acredita que tenha.

    Se por acaso o parlamento tomar contra o STF as inúmeras medidas legais possíveis, inclusive o Senado pode decretar o impedimento de ministros do STF, vão dizer que os parlamentares estão “retaliando”.

  10. Patriarca da Paciência said

    “Suspeitam fortemente de que já esteja tudo combinado entre Barbosa e o procurador-geral, Roberto Gurgel, porque ele não apresentou o pedido ao plenário alegando a necessidade de fundamentar melhor a solicitação.”

    Ou seja, a coisa é mesmo totalmente ilegal, resulta apenas de um “arranjo jurídico” , como a própria “grande” mídia já estampou a respeito do julgamento da ação 470.

  11. Patriarca da Paciência said

    Qualque estudante de direito sabe que “tudo combinado entre Barbosa e o procurador-geral, Roberto Gurgel”, é uma tremenda ILEGALIDADE

  12. Patriarca da Paciência said

    “Foi de Lula a indicação e a responsabilidade sobre a manutenção da moça hoje indiciada por corrupção, tráfico de influência, peculato e formação de quadrilha. Dessa e de outras que fizeram notícia e por isso foram parar nos jornais.”

    Segundo investigação da Polícia Federal, tal indicação decorreu de requerimento assinado pelo senador “Coutão” do PSDB do Pará.

    O pessoal da direitona anda variando mais que caco cuia, como sempre!

  13. Patriarca da Paciência said

    – De maneira nenhuma. Quando resolvemos tomar essa atitude foi justamente para prosseguirmos com o trabalho e respeitarmos a decisão do Supremo. Não há como ter represália. O Supremo está cumprindo sua função e sua missão de julgar e nós estamos cumprindo a nossa missão respeitando a decisão do Supremo – disse o presidente da Casa.

    (Sarney)

    Basta ler uma declaração desta para perceber os anos-luzes que separam a experiência de um tarimbado político e a inexperiência de um ministro de Joaquim Barbosa, com suas falas ególatras.

  14. Patriarca da Paciência said

    O link da declaração do Sarney.

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/88595/Apesar-de-desencontros-com-STF-Sarney-descarta-crise-Sarney-descarta-crise-entre-Poderes.htm

  15. Patriarca da Paciência said

    A augusto boçal, incapaz de entender qualquer atitude inteligente, pois sequer possui neurônios, xingou Sarney de “octogenário moleque”.

    E o que fez o Sarney?

    Mostrou para todo mundo o despreparo e total inexperiência do ministro Fux. Como se sabe, o senado tem a rerrogativa de impedir ministros do STF.

  16. Patriarca da Paciência said

    Correção:

    Mostrou para todo mundo o despreparo e total inexperiência do ministro Fux. Como se sabe, o senado tem a prerrogativa de impedir ministros do STF.

  17. Chesterton said

    Voltou o cajazeiras….

  18. Michelle 2 said

    Chesterton

    É que eles, as Cajazeiras tinham tido um apagão.
    Cheirar “fezes alucinógenas” dá nisso!
    Até elogiam o Sarney …hehehe

  19. Patriarca da Paciência said

    Vídeo muito bom, caro Otto.

    Vê-se que a turma já começou a reagir.

  20. Patriarca da Paciência said

    Estou preocupadíssimo com a claque do rola-bosta 100% idiota e com a claque do augusto boçal, que aliás são os mesmos, apenas repetem os comentários 100% idiotas em um e no outro.

  21. Chesterton said

    MAIS DENÚNCIAS DO HOMEM-BOMBA DO MENSALÃO

    Marcos Valério, o homem-bomba do mensalão e as denúncias estarrecedoras
    O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, condenado a mais de 40 anos de prisão por operar o mensalão, afirmou em seu depoimento à Procuradoria-Geral da República em 24 de setembro que dinheiro do esquema também foi usado para pagar a dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano, além do publicitário Nizan Guanaes.

    As operações teriam ocorrido em 2005. Além de terem sido garotos-propaganda de Luiz Inácio Lula da Silva na campanha presidencial de 2002, os músicos também trabalharam em campanhas petistas em 2004. Nesse mesmo ano Nizan comandou a campanha derrotada de Jorge Bittar (PT) à prefeitura do Rio – dois anos antes, tinha sido o marqueteiro de José Serra na derrota pela disputa ao Planalto.

    O Estado teve acesso com exclusividade ao conteúdo do depoimento no início da semana passada. Nele, o operador do mensalão acusa Lula de ter sido beneficiado pelo esquema e diz que o ex-presidente deu “ok” para os empréstimos que irrigariam o esquema, entre diversas outras denúncias.
    Nesta semana, o Estado confirmou com fontes ligadas ao processo que Valério entregou, naquele mesmo dia 24 de setembro, o número de três contas bancárias no exterior que afirma terem como beneficiários Nizan, a dupla sertaneja e também Duda Mendonça. Não seria a mesma conta nos EUA na qual o marqueteiro de Lula em 2002 admitiu receber quase R$ 11 milhões – o publicitário foi absolvido pelo Supremo no julgamento do mensalão após ser acusado de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Duda trabalhou com petistas também no ano de 2004.

    Os publicitários e a dupla sertaneja negam ter recebido qualquer pagamento de forma ilegal.

    Papéis. Nesta quarta-feira, 19, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, confirmou o recebimento de documentos e depósitos entregues por Valério, mas não especificou sobre o que eles tratavam.

    Segundo a versão de Valério, o dinheiro que ele diz ter ido parar nas contas dos publicitários e dos músicos saiu de um suposto acerto que, conforme afirmou ao Ministério Público, teria ocorrido em 2003 no gabinete presidencial, numa reunião entre Lula, o então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, e o então presidente da Portugal Telecom, Miguel Horta.

    O empresário afirmou no depoimento de 24 de setembro que uma fornecedora da Portugal Telecom em Macau, na China, arrumaria cerca de R$ 7 milhões para o PT pagar dívidas de campanha suas e de aliados. Esse dinheiro seria usado, segundo as acusações de Valério, dois anos depois para pagar Nizan, Duda e Zezé Di Camargo e Luciano. Naquele mesmo 2005, Valério chegou a viajar para Portugal acompanhado de Rogério Tolentino, seu ex-advogado e sócio, e do dirigente do PTB Emerson Palmieri – a viagem, afirmou o deputado cassado Roberto Jefferson ainda em 2005, serviu para “liberar” o dinheiro da Portugal Telecom.

    Lula afirmou na semana passada, durante viagem ao exterior, que não responderia às acusações de Valério por se tratar de “mentira”. O criminalista José Roberto Batochio, advogado de Palocci, também negou que seu cliente tenha participado das reuniões no Planalto citadas pelo empresário à Procuradoria-Geral da República. Do site do jornal O Estado de S. Paulo

    Aloisio Amorim

    Chest- esse palerma global é um incapaz de pai e mãe, tive no FB uma discussão com ele, que se mostrou mais ignorante que o patriarca. É um lamentável oligofrênico.

  22. Patriarca da Paciência said

    “Marcos Valério, o homem-bomba do mensalão e as denúncias estarrecedoras
    O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, condenado a mais de 40 anos de prisão por operar o mensalão, afirmou em seu depoimento à Procuradoria-Geral da República em 24 de setembro que dinheiro do esquema também foi usado para pagar a dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano, além do publicitário Nizan Guanaes. ”

    Como de costume, a “grande” mídia costuma chamar picaretas e receptadores de cargas roubadas, que façam declarações contra o PT, de “empresários”.

    Acho que os verdadeiros empresários tem que começar a reagir a essa grande falta de respeito.

    Só mesmo um catatônico como o Chesterton para acreditar numa coisa dessa.

    Além do mais a “bomba” Marcos Valério, em suas declarações contra o Lula, vai provocar sim, a reação de uma verdadeira bomba-atômica.

  23. Patriarca da Paciência said

    “O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, encaminhou ofício ao ministro de Estado das Relações Exteriores, Antonio Patriota, solicitando informações sobre a destituição, na madrugada do dia 12 de dezembro, de quatro juízes da Suprema Corte de Honduras pelo Congresso daquele país. O ministro relata que a destituição teria ocorrido em razão de votos recentes proferidos pelos magistrados, no exercício de suas funções jurisdicionais.”
    (PHA)

    Acho que já está começando a cair a ficha do ministro Barbosa!

  24. Michelle 2 said

    Acabo de passar por uma experiência de “quase-morte”> Foi incrível…

    Com muito tempo neste final de ano, resolvi perder tempo pra assistir o tal video elogiadíssimo acima.

    Fiquei impressionada pelo nível do “debate” onde só havia debatedores comprometidos ideologicamente com o PT e ZD,ZG e lula. O PT adora realizar debates entre si.Não há ninguém que discorde. O povo estava ausente na plateia – recheada e ocupada por dirigentes de entidades quase fictícias no cenário político brasileiro…uma sopa de letrinhas de centros, uniões sindicalistas e estudantis, etc. Nada de pessoas físicas..só ongs querendo aparecer

    Mas confesso que morri de rir com o Zé de Abreu….aos 37 minutos ao descrever a capa do livro do Marco Antonio Villa – Mensalão ─ O julgamento do maior caso de corrupção da história política brasileira.
    e resolve confundir uma mulher sensual de costas da capa, uma “insinuada devassa” – a política brasileira – e chamá-la de “a virgem da República” sendo deflorada pelo lula e seus sequazes.Com ares de inteligência irônica
    Foi aí que morri… de rir, mas,
    de repente, surgiu uma luz clara e muito forte…que “falou”: O cara tá mentindo, a capa não é essa que ele descreve. Ele está mentindo.

    Voltei após quase um minuto de morte. Resolvi voltar a viver e buscar a real capa do livro e para que não sobrem dúvidas a publico abaixo:

    Destaco também as atuações de PauMoLe – “nosso chefe de quadrilha ZD” e de Fernando (Moraes)”Babaca”, apelido do dito no Jornal da Tarde/SP (de Murilo Felisberto). – A história do jacaré mineiro como exemplo da “Teoria do Domínio de Fato” é imperdível.
    ___________________

    Comento:

    ZD que ao que parece estava no tal debate (o vídeo foi editado pro Zé sumir ???) e medroso esperto que é, deve ter pensado:

    -Se depender desses caras estou ferrado.Vou é pra cadeia antes do Natal.O BBC ( Big Black Cock) Barbosão vai me “estrupar”

    hehehe…recomendo – assistam e se divirtam (?) …numa madrugada insone de uma segunda feira de chuva …um remédio pra curar qualquer depressão e asia das caipirinhas do domingo, após novos escândalos serem revelados.

  25. Chesterton said

    http://noticias.terra.com.br/brasil/dilma-diz-querer-cultura-de-aeroportos-privatizados-no-brasil,92be2ddbe88bb310VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html

    chest- cadê a petelhada gritando: NEOLIBERAAAALLLL!!!!!

  26. Jose Mario HRP said

    http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=227150&utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

    Muito legal!
    Um dia depois do outro!
    Se cuida JB!

  27. Jose Mario HRP said

    Alguns blogueiros sujos estão formando corrente para expandir pela net essa possibilidade.
    Veja se voce gosta:
    http://saraiva13.blogspot.com.br/2012/12/se-barbosa-mandar-prender-mensaleiros_20.html

  28. Pax said

    O mundo não acabou…

    Minha aposta é que Joaquim Barbosa vai impor medidas restritivas – sei lá quais – mas não vai decretar prisão imediata.

    Mas o dia em que o mundo não acabou está só começando.

  29. Pax said

    Porque acho que não deveriam prender antes de transitar o tal do julgado… (de um absoluto leigo no assunto)

    1 – Não gosto das brechas das nossas leis. Hoje quem pode pagar uma banca caríssima de advogados fica anos e mais anos (Pimenta – Jornal Estadão – é um exemplo) entrando com recursos e mais recursos e não vai preso por um tempo inacreditavelmente grande. Temos que mudar alguma coisa por aí, acho eu. Mas é o que existe. É a lei. E lei é lei. Então… ou muda-se ou cumpra-se.

    2 – Tem jornalista que não é profissional. Uma série deles. De um lado e de outro. Tem jornalista e jornalismo que merecem mesmo é investigação policial. O pior dos mundos é este tipo de jornalista (de ambos os lados) que agem como líderes de torcidas organizadas. O que rola? É que gente desqualificada, desequilibrada – quicá desonesta – acaba criando clima. E, infelizmente verdade, vimos várias vezes o plenário do STF fazendo referências à imprensa nacional. Conclusão: sinceramente não gostaria de estar no lugar de qualquer réu de um julgamento influenciado por jornalistas. O que gostaria, sim, é que meus direitos fossem respeitados. E estes direitos estão expressos e definidos na Constituição e nos códigos penais existentes. Não na cabeça de jornalista. Ainda mais observando várias bostas que rolam por aí. Incluindo gente que mente, descaradamente.

    3 – Não convidaria nenhum dos condenados na AP470 para frequentar minha casa. Nenhum. Mas não vejo risco destes condenados fugirem, ou serem grandes ameaças. Se ainda estiverem com poder de atuar perto de cofres públicos, basta tirar-lhes. Já estão ferrados mesmo, condenados pelos crimes que cometeram. Ponto. Então, para quê mesmo esta heterodoxia de pedido de prisão especial do PGR? Que grandes motivos seriam estes que moveriam o presidente do STF, sem compartilhar com o plenário, decidir sozinho e prisão imediata destes condenados?

    4 – Não existem outras medidas que podem ser tomadas ao invés desta ação – me perdoem, peço vênia, mas tenho cá minhas opiniões – midiática que parecem querer como se fosse um troféu de uma grande conquista? Na boa, me incluam fora dessa torcida.

    5 – Vale ressaltar, não me convidem para nenhum movimento às ruas para reagir contra as condenações. Não estarei lá. Errou tem que pagar. Mas vamos devagar nas pedras, sem influência externa nas decisões da Justiça. Não, não acho que Justiça tenha que atender clamor popular algum. O povo tem lá suas formas de agir também, votando, criando leis (Ficha Limpa) etc. Mas não deve decidir julgamento nem ordem de prisão, acho eu.

    .
    .
    .
    .

    Xi, deu 09h11, será que vai…
    a

  30. Patriarca da Paciência said

    É isso aí, meu caro Pax,

    e conservo também a minha opinião de que o Lula é, no mínimo, dez vezes mais preparado, sábio e ponderado do que os ministros Fux ou Barbosa.

  31. Edu said

    A Dilma conseguiu mais um apelido: neoliberal.

    Doravante Dilma será: Dilma-mão-pesada-incompetenta-neoliberal.

    É um verdadeiro ornitorrinco da república! É uma pena que o Lula só se aproximou da África… deveria ter se aproximado da Austrália. Lá que se preserva esse tipo de animal.

  32. Patriarca da Paciência said

    O ministro Joaquim Barbosa aconselhou ontem que “se quiserem saber qual a decisão sobre as prisões, acordem cedo”

    Hoje a revista Veja anunciou que o ministro Barbosa publicará sua decisão entre 13:30 e 14:30 horas.

    É isso aí, quando o ministro Barbosa diz “acordem cedo”, quer dizer, cedo da tarde.

  33. Patriarca da Paciência said

    Edu,

    você já ouviu falar em Udo Döhler, um rico empresário, eleito para ser prefeito de Joinville, a maior cidade de Santa Catarina, responsável por 15% do PIB do estado e que exercerá o mandato sem receber qualquer remuneração?

    E que o mesmo Udo Döhler já exerce o cargo de diretor do maior hospital da cidade. faz 40 anos, também sem receber qualquer remuneração?

    O prefeito eleito já declarou que o seu salário de prefeito irá direto para entidades assistenciais.

    Pelo seu raciocínio, podemos deduzir que o Udo Döhler é que é comunista!

  34. Edu said

    Agora eu entendo pq o Patriarca defende tanto o Lula.

    Sabe aquele cara que é ruim de pelada, fala pra caramba, não faz nada e quando pega a bola, dá 5 passos e perde?

    Lembro que a galera falava assim: deixa fulano! Deixa que a natureza marca!

    O Lula é assim, se deixar ele fazer as coisas sozinho, ele tropeça na própria barriga… daí a necessidade da galera defender tanto ele.

    Mas o Lula é passado gente. Vamos pensar no futuro, vamos nos concentrar na Gerentona: a Dilma-mão-pesada-incompetenta-neoliberal.

    Agora ela fala em pibão! E com esse pibão que ela almeja, eu quero só ver como é que vão ficar as contas públicas, a inflação, os bolsos dos empresários da construção civil.

    Nesse ponto ela está mandando bem: os Odebrecht, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Ermírio de Moraes amam a sua funcionária número 1!

  35. Edu said

    Patriarca,

    E esse cara se sustenta com o que? Ele é daqueles que entraram naquela seita que o pessoal vive de luz?

    Como nós vivemos em um capitalismo, se ele exerce uma atividade profissional sem ser remunerado para isso, ele é um tremendo de um idiota.

    Se nós vivêssemos num comunismo, ele seria só mais um, nem mais, nem menos que ninguém; ele seria uma pessoa comum.

    Sobre o salário dele, sendo prefeito, ir para entidades assistenciais, é essa a beleza do capitalismo, não é mesmo? É (1) a liberdade individual de exercer atividade remunerada e (2) a liberdade individual de decidir o que fazer com a remuneração. É de heróis capitalistas assim que o mundo precisa, não é mesmo Patriarca?

    Tente outra vez Patriarca.

  36. Chesterton said

    Petistas condenados já estão sob vigilância da PF. Não haverá fugas.
    Equipes da Polícia Federal estão a postos para cumprir a ordem de prisão dos condenados no mensalão, diante da possibilidade de o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, acatar o pedido da Procuradoria-Geral da República em executar a pena imediatamente. A Folha apurou que agentes do setor de inteligência da PF já estão mapeando a localização dos réus.

    A medida é necessária porque muitos podem estar viajando. Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, por exemplo, estaria em uma praia no Nordeste, segundo pessoas próximas. Também houve determinação para que equipes de plantão em São Paulo, Brasília e Rio fossem reforçadas caso a ordem seja dada. A expectativa na PF é de que a maioria se entregue espontaneamente. Entre petistas, contudo, há comentários de que os condenados filiados ao partido possam querer ser fotografados sendo presos antes do Natal para propagandear o que consideram ser uma injustiça.

    Condenado como chefe da quadrilha do mensalão, o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu se reuniria com sua equipe ontem à noite. Delegados ouvidos pela Folha ontem demonstraram preocupação com a possibilidade não negada pelo presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), de abrigar réus na Casa. O setor operacional da PF afirma que ordem judicial se cumpre e que se houver determinação neste sentido terá que entrar no Congresso.

    Como no caso de Rosemary Noronha, ex-chefe de gabinete da presidência da República, a preocupação é deixar tudo esquematizado para evitar qualquer problema. No caso de Rosemary, a PF fez um reconhecimento no gabinete da Presidência antes da busca e apreensão. Os momentos pré-prisão são sempre tensos. Normalmente, os agentes seguem os alvos dias antes para saber onde estão.

    Recentemente, a PF perdeu um alvo que estava sendo monitorado pela possibilidade de a prisão ser decretada. Geovani Pereira, contador da quadrilha de Carlos Cachoeira, driblou os investigadores horas antes do estouro da operação Monte Carlo.(Folha de São Paulo)

  37. Chesterton said

    Udo Döhler, um rico empresário,

    chest- empresario não é dono de empresa privada? Rico como resultado de sua atividade empresarial?

  38. Chesterton said

    Presidente e diretor do Conselho de Administração da Döhler S.A, empresa importante nos setores de cama, mesa, banho e decoração. Além de conduzir desde 1971 a trajetória da companhia, o empresário dedica parte de seu tempo, há mais de duas décadas, para administrar o Hospital Dona Helena, de Joinville

    chest- é do setor têxtil, como José de Alencar, outro biliardário.

    Chegou ao hospital – hoje referência em tecnologia e qualidade em toda a região Sul do país – por intermédio da Associação Beneficente Evangélica, entidade mantenedora da instituição.

    chest- é evangélico, logo protestante e capitalista.

    É também Cônsul Honorário da Alemanha na cidade e presidiu cinco vezes a Associação Comercial e Industrial de Joinville (Acij). Esteve durante vários anos à frente do Corpo de Bombeiros Voluntários, do qual ainda hoje faz parte do Conselho Deliberativo. Foi também integrante do Conselho de Política Industrial da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), conselheiro master da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e diretor da Associação Brasileira da Indústria Têxtil. Presidiu o Instituto Joinville [2] 150 Anos, na coordenação das comemorações do sesquicentenário da cidade, em 2001, e foi também conselheiro do Desenville – Conselho de Desenvolvimento de Joinville.
    É eleito prefeito de Joinville em 2012 pelo PMDB, com 54,65% dos votos válidos.

    chest- Associação Brasileira da Industria Têxtil….

    http://www.dohler.com.br/site/

    Emprega o sobrinho Carlos que é diretor comercial…nepotismo.

    História
    Com um rústico tear de madeira feito com as próprias mãos no ano de 1881, o imigrante alemão Carl Göttlieb Döhler começou a produzir tecidos artesanalmente no município de Joinville. As primeiras peças de brim e xadrez eram comercializadas por ele mesmo, de casa em casa, e, já naquela época, foram muito bem recebidas pela população.

    A atividade industrial brasileira começava a dar seus primeiros passos, e Joinville, com apenas 30 anos de fundação, sequer imaginava que viria a se tornar um dos maiores polos industriais do país. Mas Carl confiou no potencial brasileiro. Empreendedor corajoso e com visão de futuro, fez a empresa crescer, trazendo os primeiros teares mecânicos.

    A partir do início do século XX, o crescimento e a evolução tecnológica não pararam mais. Com uma administração focada na aquisição de equipamentos automáticos,

    chest- sei, não precisa pagar encargos salariais, as máquinas devem ser alemãs, não brasileiras, nítido explorador dos brasileiros (rsrsrsrsr)

    contratação de funcionários, verticalização da produção e intensa exportação, a Döhler prosperou.

    Com posição de destaque, a empresa ofereceu valiosa contribuição ao país no início da década de 1980, adotando ações pioneiras de cuidado ambiental e responsabilidade social.

    Hoje, a Döhler S/A destaca-se entre as principais empresas têxteis brasileiras e, também, por ser uma das mais tradicionais do País. Sua longa trajetória, porém, só dá sinais de vitalidade. Nos últimos anos, a empresa tem demonstrado visão de futuro e agilidade ao adequar seu perfil exportador para atender o mercado nacional em mais de 90% da produção.

    chest- Sei, não consegue mais competir com A China e vai vender seus trapinhos para os trouxas brasileiros…herdou a industria da familia que fez tudo para ele….(hilário se comportar como os socialistas)

  39. Patriarca da Paciência said

    Edu,

    creio que a renda do Udo Döhler deve ser bem mais do que 100 mil reais por mes. A remuneração do atual prefeito de Joinville é de 20 mil reais. Para quem ganha mais de 100 mil reais por mes, faz falta 20 mil reais?

    Chesterton,

    O Udo já nasceu rico, é herdeiro de uma grande empresa, mas tem o mérito de não só mantê-la como em aumentá-la muitas vezes.

  40. Michelle 2 said

    NELSON MOTTA
    O grande circo místico

    No Brasil, golpistas tentam derrubar ex-presidente. A piada é boa, mas a coisa está feia.

    O ministro Gilberto Carvalho já avisou que o bicho vai pegar e Zé Dirceu quer a militância nas ruas para defender Lula e o PT. De Paris, Lula já rosnou que vai voltar a percorrer o Brasil com suas Caravanas da Cidadania, como fez nos anos 90, para falar direto com o povo sobre o país maravilhoso que construiu e a herança maldita que recebeu, para satanizar as elites, a direita, a mídia e a Justiça. Ou para desmentir que protegeu Rose Noronha e os irmãos Vieira ?

    Qual será a motivação da caravana, seu apelo ao público, seus slogans e palavras de ordem? Com alguma ironia, talvez possa se chamar Caravana da Verdade, e sirva para dizer que são mentiras todas as acusações. O mais difícil é imaginar multidões lotando as praças, sem um show de graça de um artista popular ou sorteio de um carro, só para ver Lula falar bem dele mesmo e mal de seus adversários.

    Lula ama o palanque, é seu habitat natural, seu altar, onde se sente melhor do que nos gabinetes, nos palácios ou nos parlamentos, porque só tem que falar, esbravejar e gritar — o que ele mais sabe e mais gosta de fazer. Para um ser mitológico metade homem-metade palanque, diante da multidão amestrada, não há compromisso com a lógica e a verdade, todas as bravatas são bem-vindas, todas as demagogias são aplaudidas, sem responsabilidades nem consequências.

    Sem estar em campanha por algum cargo, ou causa, a não ser ele mesmo, Lula vai precisar da “mídia golpista” para dar dimensão nacional à sua luta contra… a “mídia golpista”. Porque, se depender só da TV Brasil e dos blogueiros estatizados, só a militância vai ficar sabendo.

    As velhas elites já estão acostumadas a apanhar de Lula, a doar para suas campanhas, e a se dar bem nos seus governos, mas as novas elites sindicais e partidárias não estão preocupadas com as velhas, são progressistas, estão ocupadas com seu próprio progresso.

    A direita, como se sabe, ou não existe no Brasil, ou então é tudo que contraria qualquer opinião do Zé Dirceu. O maior perigo da caravana é virar circo.

    Publicado no Globo de hoje.
    _____________

    Guerra do PSDB: “Lula não pode fugir disso. Mesmo que tente fugir para as ruas”, declarou o tucano, em referência a investigações contra o ex-presidente.

  41. Patriarca da Paciência said

    “Guerra do PSDB: “Lula não pode fugir disso. Mesmo que tente fugir para as ruas”, declarou o tucano, em referência a investigações contra o ex-presidente.”

    Aí quando a gente diz que esse pessoal é surrealista, tem gente que fica ofendida.

    Mas tem coisa mais surrealista do que “fugir para as ruas?”

    Só mesmo a cabeça de um anão moral pode conceber tamanha “escalafobetez”.

  42. Zbigniew said

    E o Barbozão (ouvindo os clamores dos conservadores via PIG) negou o pedido de prisão do Prevaricador (segundo o Collor) e só vai “acoxar” em 2013 (após o fim do mundo).

  43. Chesterton said

    O Udo já nasceu rico, é herdeiro de uma grande empresa, mas tem o mérito de não só mantê-la como em aumentá-la muitas vezes.

    chest- isso é capitalismo, não sei como você pode gostar dele…

  44. Patriarca da Paciência said

    “A manobra de Gurgel, avalizada por Joaquim Barbosa, revoltou o ministro Marco Aurélio Mello, que já não faz a menor questão de esconder sua insatisfação com o presidente da corte – na segunda, ele se retirou da sessão, em protesto contra Joaquim Barbosa, quando o ministro começou a ler agradecimentos. Assessores do STF compararam a conduta de Barbosa a de alguém que lia os créditos finais de uma novela. “É sintomático, para dizer o mínimo”, afirmou Marco Aurélio Mello, quando foi questionado sobre a manobra de Gurgel, que impediu que os pedidos de prisão fossem analisados pelo pleno do STF.”

    http://esquerdopata.blogspot.com.br/2012/12/prevaricador-gurgel-e-psicopata.html

    Eu tenho a impressão que essa história de combinação entre Barbosa e Gurgel não acaba por aqui e vai render muitas dores de cabeça para os dois, senão coisa pior.

    É uma coisa absolutamente “estranha” essa história de juiz combinado com promotor.

    Chesterton, do link que você mesmo postou:

    “Com posição de destaque, a empresa ofereceu valiosa contribuição ao país no início da década de 1980, adotando ações pioneiras de cuidado ambiental e responsabilidade social.”

    Um empresário que oferece valiosa contribuição ao país, que adota ações pioneiras de cunha ambiental e tem responsabildade social é tudo que o Brasil precisa.

    O que o país não quer mesmo são empresários gananciosos, insensíveis, sem responsabilidade social, apenas em busca de lucro, como “doutrinava” o Friedman.

    Como sempre falei, imitemos a Escandinávia, não o criminoso império inglês ou belga, sendo que este último é o “inventor” dos “campos de cancentração” onde foram dizimados milhões de africanos. E só na Índia, o Império Britânico foi responsável pela morte de 30 milhões de pessoas. Os ingleses simplesmente desorganizaram toda a economia indiana e a voltaram para a monocultura exportadora, o que causou a morte, pela fome, de 30 milhões de indianos. O modelo britânico é que tanto “encantava” o famigerado Friedman, o qual era o assessor principal de Reagan e que resultou no renascimento dos capitalista “cuja única obrigação é obter lucro.”

    O Udo Döhler está bem distante do empresário que se sente na obrigação de apenas obter lucro.

  45. Edu said

    Chest,

    O Patriarca eh daqueles q acham filantropia bonitinho.

    Patriarca,

    Que bom q vc gosta desse capitalista. Continue gostando. Eu tbm acho q o mundo precisa de mais capitalistas como ele. Herois como ele.

    Eu estou afim de ajudar: vou criar uma fundacao “Salvem a Dilma-mao-pesada-neoliberal-ornitorrinco da extincao.” Se vc puder me passar o contato dele, gostaria de contar com o dinheiro benevolente dele para salvar esse animal que os capitalistas deixam tao estressados. Toda a verba sera revertida para um blog de esquerda e coloracao vermelha para que o mundo veja o tanto que esse animal merece ser respeitado nacional e internacionalmente.

    Quem ta dentro? Quem quer ser editor do blog da minha futura fundacao?

  46. Patriarca da Paciência said

    Edu,

    Acho que você é daqueles acreditam em comunistas debaixo da cama, ou que toda pessoa que tenha responsabilidade social é santo.

    Boa sorte com seu blog.

    Se você acha que o rola-bosta 100% idiota e o augusto boçal estão certos, problema seu. Realmente não tenho nada com isso. Como diz o Pax, “me inclua fora dessa”

  47. Pax said

    Jornalista canalha é canalha até o fim. Passou o tempo inteiro torcendo pela prisão imediata e depois diz que Joaquim Barbosa faz a coisa certa.

    Quem nasce para ser cretino sem vergonha nunca sai disso.

  48. Michelle 2 said

    Parece que o Pax não sabe bem do que está falando.
    Foi lá olhar …conferiu?
    Claro que não. Perderia seu argumento.
    Pax não é bobo.É enrustido…

    Mas, a afirmação não procede. É mentira.
    É orelha emprenhada? Muito provável.
    Usando o próprio espaço pra ofender jornalista que discorda de sua “ignorância” compulsiva. Ignora tudo o que não é espelho e ao ofender o tal jornalista mostra o outro lado. O subjacente real.
    _________________
    Comento:
    Na minha opinião de leiga deduzo pela “teoria do domínio dos fatos” que:
    Pax ama este jornalista, ao contrário.
    Ele odeia amar o jornalista, secretamente.
    Sem sair do armário.É claro.
    hehehe

    Freud Godoy explica?

    Duvido.
    Desconfio que ele, Pax, tem medo de ser patrulhado por suas fontes/amigos sabichões…

    A verdade vos libertará! irmão Pax

  49. Michelle 2 said

    Fonte do Pax:

    Caro Reinaldo, creio que você deve estar se moendo por dentro devido ao fato de que o ministro não mandou prender os bandidos imediatamente. Não sei o que se passa na sua cabeça, deve haver um muro chamado MURO DA PARCIALIDADE: neste caso parcial para o Joaquim Barbosa, ministro o qual vocês devem chupar o coco pois é um dos nossos únicos representates (de direita) no âmbito nacional. Você botou uma idéia na cabeça: “ELE TA CERTO, ELE TA CERTO, AGORA DEVO COLHER OS ARGUMENTOS”. Esse é teu infeliz modus operandi. Amigo, aproveite bem esses teus últimos 10 anos de vida, pois você vai morrer de câncer, de tanto ódio que você tem por dentro. Um termo americano que te define: HATER.

    Teu trabalho é odiar amigo. Gostaria de ver você escrevendo quando a direita entrar no poder, pena que teu câncer te consumirá antes que isso aconteça. Tenho pena dos teus filhos. Tenho pena da criatura que tu és. E tenho pena dos internautas, que infelizmente não poderão ver meu comentário, pois você só publica os positivos ou os revoltados com o PT. Lembra do PODER MODERADOR? Que com certeza tu já criticou? Pois é amigo, você está exercendo-o.

    Prove que você defende a liberdade de imprenssa, e publique meu comentário, que não tem por que ser moderado, visto que não se trata de ofença gratuita.

    _________________

    Não se preocupem…este comentário não foi do Pax

  50. Michelle 2 said

    Corrigindo:
    Onde escrevi : Fonte do Pax:
    Leia-se : Fonte do Pax?

  51. Patriarca da Paciência said

    Quer dizer então que o rola-bosta 100% idiota vai começar a publicar os comentários que são contra ele?

    Realmente, realmente, eu acredito, eu acredito!

    O rola-bosta 100% idiota é tão bonzinho! Tão meigo!

    O que eu acho mesmo é que o ministro Barbosa acrescentou mais um adjetivo às suas qualidades. Além de vaidoso, arrogante, intolerante, defensor de imacularidades, todo mundo viu que ele é também sádico!

    E o rola-bosta 100% idiota continua o mesmo rola-bosta 100% idiota de sempre.

  52. Chesterton said

    Edu, 45, O Patriarca não eprcebe que filantropia só existe em países capitalistas.

    Pax, 47, você não lendo o que ele escreve….

    48, na mosca, é que rejeição entre namorados pode ficar violenta. (rs)

  53. Chesterton said

    Quer dizer então que o rola-bosta 100% idiota vai começar a publicar os comentários que são contra ele?

    chest- será que ele não tem coisa mais importante para fazer? Certamente seu comentário mais estúpido será publicado para virar chacota.

  54. Patriarca da Paciência said

    “Não pense que Joaquim Barbosa negou o pedido de prisão dos réus do mensalão porque é bonzinho, porque desprezou a teoria do domínio do fato e a prova do ato de ofício.Joaquim negou o pedido porque tentou minimizar o viés totalmente político do julgamento do mensalão, além do que sofreu oposição de setores que até então apoiava sua sanha acusatória, como a Folha de São Paulo, sofreu oposição até mesmo da direita, que via na prisão dos réus uma verdadeira caça às bruxas.Hoje mesmo conversei com amigos que torciam ferozmente para que o pedido do Prevaricador Geral da República fosse negado.Segundo esses amigos, o deferimento do pedido seria a prova cabal que o STF condenou parte dos réus por interesses não republicano, por pressão da midia comercial.É por essa e outras que seu quinca cagou nas calças.”

    CARLOS ALBERTO SARAIVA
    Juiz de Direito Aposentado pelo TJ/RJ.
    Novamente inscrito na OAB/RJ, mas não está advogando.
    Em 2008 fez Curso de Extensão de JORNALISMO DE POLÍTICAS PÚBLICAS SOCIAIS – NETCCON.ECO – UFRJ.

    http://saraiva13.blogspot.com.br/2012/12/seu-quinca-cagou-nas-calcas.html

    Chesterton,

    Então o rola-bosta 100% idiota já está conscientizado de que é mesmo um rola-bosta 100% idiota?

    E a claque do rola-bosta 100% idiota, já está consciêntizada também que é 100% idiota?

    Já é um bom sintoma.

  55. Patriarca da Paciência said

    Do blog do Saraiva:

    Joseph Pulitzer ( 1847 – 1911 ) e Millôr Fernandes ( 1925 – 2012 )
    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”.

    Millôr Fernandes em 2006:
    ““A imprensa brasileira sempre foi canalha. Eu acredito que se a imprensa brasileira fosse um pouco melhor poderia ter uma influência realmente maravilhosa sobre o País. Acho que uma das grandes culpadas das condições do País, mais do que as forças que o dominam politicamente, é nossa imprensa. Repito, apesar de toda a evolução, nossa imprensa é lamentavelmente ruim. E não quero falar da televisão, que já nasceu pusilânime”.

  56. Jose Mario HRP said

    TIRADO DE TEXTO SOBRE A POSSÍVEL PRISÃO DE RÉUS DA 470 NO PORTAL IG.

    Mensalão: Veja a cronologia do maior escândalo do governo Lula

    Além disso, havia a possibilidade de o ministro Ricardo Lewandowski revogar as prisões em meados de janeiro, quando ficará à frente do plantão no Supremo. “Tenho certeza que ele (Barbosa) fez isso pensando na própria sobrevivência e na governabilidade do Supremo durante sua gestão na presidência do tribunal”, disse Marco Aurélio Carvalho, chefe da assessoria jurídica do PT.

    Pelo menos três ministros viam com reservas esse pedido de prisão imediata: o revisor, Ricardo Lewandowski, e os ministros Dias Toffoli e Marco Aurélio Mello. Outros, como Celso de Mello, decano da Corte, também já haviam dado sinais contrários à prisão imediata por respeito à jurisprudência da Corte. Uma decretação de prisão era vista nos bastidores do Supremo como uma “manobra” do procurador-geral e do presidente do STF e uma afronta ao que já foi determinado pelo STF em julgamentos anteriores.

  57. Chesterton said

    SÁBADO, 22 DE DEZEMBRO DE 2012
    Rose do Lula é a mulher do ano.
    “Nesses tempos de devoção às minorias, não é justo deixar de destacar a contribuição de Rosemary Noronha para a causa feminina. O Brasil progressista explode de orgulho por ser governado por uma mulher — que aliás deu a Rosemary sua chance de brilhar — e não pode agora se esquecer de reverenciar mais uma expoente do gênero. Assim como Dilma, Rose chegou lá. O fato de estar enrolada com a polícia é um detalhe.

    Rose e Dilma escreveram seus nomes na história do Brasil por serem, ambas, utensílios de Lula. A finalidade de cada uma para o ex-presidente não vem ao caso. O que importa é que ambas funcionaram muito bem. Como se nota pelo ufanismo nacional em torno de Dilma, não se espera mais da mulher moderna opinião própria, autonomia e iniciativa. Basta botar um tailleur vermelho, um colar de pérolas e decorar suas falas. E muito importante: falar o mínimo, para errar pouco. Até outro dia isso era piada entre Miguel Falabella e Marisa Orth (“cala a boca, Magda!”). Hoje é sinal de poder.

    O grande símbolo feminino brasileiro da atualidade, que desperta a admiração de Jane Fonda — que tempos! — não tinha feito nada de extraordinário na vida até ser levada pela mão do padrinho ao topo. O feminismo realmente mudou muito.

    Lá chegando, seu maior mérito foi usar vestido e não ser o Lula (para os que não suportavam mais o ogro bravateiro), ou ser o Lula de vestido (para os que seguem venerando o filho do Brasil). Sem nenhum plano de governo, com um ministério fisiológico de cabo a rabo, sem um mísero ato de estadista em dois anos de mandato, Dilma se destaca por ser ou não ser Lula, dependendo do ponto de vista. É a apoteose da nulidade, que o Brasil progressista e feminista consagra com aprovação recorde.

    Diante desses novos valores, seria injusto não consagrar Rosemary também. A representante da Presidência da República em São Paulo fez exatamente o que Dilma fez em Brasília: cacifada por Lula, passou a reger o parasitismo do PT, cuidando da nomeação de companheiros e dando blindagem política às suas peripécias para sucção do Estado.

    No caso de Dilma, a grande orquestra fisiológica foi desmoronando ao vivo, com nada menos que sete ministros nomeados (e protegidos até o fim) por ela caindo de podres, graças à ação da imprensa. A mulher-modelo de Jane Fonda ainda havia parido uma Erenice, a quem preparava para ser a dama de ferro de seu governo (Jane não pode imaginar o que seria isso) — derrubada por fazer na Casa Civil algo muito parecido com as operações fantásticas de Rosemary. Até o uso da Anac como balcão de negócios se repetiu. Por que só Dilma é ícone feminino, se Rosemary mostrou ser um prodígio da mesma escola?

    Por algum mistério insondável, a Polícia Federal não fez escutas nos telefones de Rose, ou diz que não fez. As conversas da mulher que regia uma quadrilha grudada em Lula, se apresentando como sua namorada, e que tramou até sabotagem ao julgamento do mensalão — o mesmo que Lula tentara com Gilmar Mendes — não interessou aos investigadores. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que não havia motivos para grampear Rosemary — uma suspeita que está impedida pela Justiça de sair de sua cidade. Esses ministros farsescos do PT podiam ao menos ser mais criativos. Mas não precisa, porque o Brasil engole qualquer coisa.

    Marcos Valério disse que Lula teve despesas pagas pelo esquema do mensalão e autorizou operações bancárias do valerioduto. É comovente a desimportância atual dessas declarações. Lula é o líder de um projeto político montado para a permanência no poder a qualquer custo — e essa fraude está exaustivamente demonstrada pelo mensalão, por Dirceu, Erenice, Palocci, Pimentel, aloprados, Rosemary e praticamente todo o estado-maior petista, tanto de Lula quanto de Dilma, flagrados em tráfico de influência para se aferrar ao poder na marra. O que mais é preciso denunciar?

    O eleitor brasileiro está brincando com fogo. Enquanto o desemprego estiver baixo, vai continuar afiançando a fraude que finge não ver. O país vai sendo empurrado com a barriga pelos fisiológicos — e essa conta vai chegar. O governo desistiu de controlar a inflação, que vai se afastando da meta (apesar da mudança de cálculo que reduziu o índice). A gastança pública é disfarçada com truques contábeis para esconder o déficit. A arrecadação brutal banca a farra dos companheiros, sem sobra para investimentos decentes — e tome literatura de trem-bala e tarifas mentirosas de energia, que já multiplicam os apagões por manutenção precária.

    Como se viu na funesta CPI do Cachoeira, a mafiosa Delta comandava o planejamento da infraestrutura terrestre. Mas está tudo bem, e oito governadores podem ir de cara limpa prestigiar Lula e sua democracia de aluguel. Se este é o país que queremos, Rosemary é a mulher do ano.”

    Artigo “Rosemary, a mulher do ano”, de Guilherme Fiúza, publicado hoje, em O Globo.

  58. Chesterton said

    Caro Reinaldo, creio que você deve estar se moendo por dentro devido ao fato de que o ministro não mandou prender os bandidos imediatamente. Não sei o que se passa na sua cabeça, deve haver um muro chamado MURO DA PARCIALIDADE: neste caso parcial para o Joaquim Barbosa, ministro o qual vocês devem chupar o coco pois é um dos nossos únicos representates (de direita) no âmbito nacional. Você botou uma idéia na cabeça: “ELE TA CERTO, ELE TA CERTO, AGORA DEVO COLHER OS ARGUMENTOS”. Esse é teu infeliz modus operandi. Amigo, aproveite bem esses teus últimos 10 anos de vida, pois você vai morrer de câncer, de tanto ódio que você tem por dentro. Um termo americano que te define: HATER.

    Teu trabalho é odiar amigo. Gostaria de ver você escrevendo quando a direita entrar no poder, pena que teu câncer te consumirá antes que isso aconteça. Tenho pena dos teus filhos. Tenho pena da criatura que tu és. E tenho pena dos internautas, que infelizmente não poderão ver meu comentário, pois você só publica os positivos ou os revoltados com o PT. Lembra do PODER MODERADOR? Que com certeza tu já criticou? Pois é amigo, você está exercendo-o.

    Prove que você defende a liberdade de imprenssa, e publique meu comentário, que não tem por que ser moderado, visto que não se trata de ofença gratuita.

    chest- caracas, e eu só vi isso agora! Quem escreveu isso, pax ou patriarca?

  59. Zbigniew said

    Enquanto isso a “Gerentona” confirma o Brasil como um país de pleno emprego. Sei não… Essa “Gerentona” é mesmo uma incompetente….

    “Taxa de desemprego cai para 4,9% em novembro, mostra IBGE

    Índice é o menor para novembro desde o início da série histórica, em 2002.

    Salário médio real, que ficou em R$ 1.809,60, é o mais alto da série.”

    http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/12/desemprego-no-brasil-fica-em-49-no-mes-de-novembro.html

  60. Zbigniew said

    Há uma mudança de paradigma em andamento que tem mexido com muitos interesses acostumados ao ganho fácil da financeirização da economia. Não é à toa que a Economist pediu a cabeça do Mantega à Dilma ainda que a economia na terra da rainha tenha sofrido retração. Mas a Economist é a Economist, não é papagaiada? Pois é. E a “Gerentona” junto com o desafeto dos rentistas continuam com essa mania de querer afundar o país. Ô povinho ignorante, rapaz! Será o Benedito?!

    “(…)
    O Brasil vive um momento de mudança estrutural em sua economia. Depois da estabilização de preços promovida pelo Plano Real, da revolução inclusiva e distributiva a partir de 2003 e da mudança de patamar de crescimento econômico a partir de 2006, o país agora passa por nova mudança fundamental: a colocação das taxas de juros em níveis normais para uma economia sólida e com baixo risco.
    (…)
    O governo Dilma Rousseff elegeu como um dos seus principais desafios dar um salto de competitividade na economia brasileira, sem abrir mão de se manter na rota da inclusão social e da redução da desigualdade trilhada nos anos precedentes. Nesse sentido, colocava-se como absolutamente estratégico remover, ou pelo menos minimizar, a distorção que havia nos dois principais preços do país: juros e câmbio.

    A redução da carga tributária já começou e apenas em 2012 haverá uma desoneração de R$ 45 bilhões
    (…)”

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2012/12/19/o-primeiro-ano-da-nova-matriz-economica

  61. Chesterton said

    http://motls.blogspot.com.au/2012/12/taxes-depardieu-delon-escape-hollande.html

    para quando vocês crescerem….

  62. Chesterton said

    a colocação das taxas de juros em níveis normais para uma economia sólida e com baixo risco.

    chest- wich we are not.

  63. Zbigniew said

    A quantas anda o PNBL?

    Por marcelosoaressouza
    Do Convergência Digital

    PNBL amplia a conexão à RNP no interior do país

    Em janeiro, as primeiras instituições de ensino e pesquisa do país vão usufruir do acordo entre a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e a Telebras. A parceria prevê a conexão à infraestrutura de internet avançada da RNP (rede acadêmica planejada e operada pela RNP) à medida que a rede da empresa se expande pelo país através do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL).

    No início de dezembro, a Telebras divulgou que sua rede chegou a mais de 600 municípios do Brasil, o que lhe permitirá oferecer banda larga no atacado a operadoras de telecomunicações locais, que por sua vez oferecerão internet a preços populares aos usuários.

    Aproveitando a capilarização da rede da estatal, a RNP – que tem metas audaciosas de conexão de instituições de ensino e pesquisa do interior do país até 2014 – poderá estender sua infraestrutura de serviços avançados para educação e pesquisa às instituições estabelecidas naquelas localidades por onde passará a rede da Telebras.

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-ampliacao-da-conexao-a-rede-nacional-de-pesquisa

  64. Pax said

    Como é que é? Desistiu desde já do Aécio?

    Juro que não entendi os últimos movimentos, nem mesmo li a notícia, somente o twitter…

    Congresso em Foco ‏@congemfoco
    Nas revistas: Eduardo Campos: “Estarei com Dilma em 2014″ http://bit.ly/UQL4Q9

    Pelo que tinha entendido o PSB já estava cambando ou para uma condidatura própria ou mesmo para coligar com o PSDB.

  65. Zbigniew said

    O problema do Eduardo são os irmãos Gomes no Ceará. Estes jogam para se aproximar cada vez mais da Dilma, fazendo um contraponto ao Eduardo dentro do partido. Pra ele, hoje, se tentar uma via independente, corre o risco de ver ocorrer consigo o mesmo fenômeno que ocorreu com o Jarbas Vasconcelos, com a diferença que o PSB não é o PMDB. E se a economia melhorar próximo ano, com esse mesmo nível de desemprego e copa do mundo na veia, mantida a popularidade da Presidenta, afastar-se seria suicídio político, a não ser que o Eduardo queira ir para a oposição, o que, ainda, não parece ser o caso.

  66. Otto said

    Pax, eu já te disse: o PIG vive numa mundo virtual, produzido por desejo, imaginação e forçação de barra.

    O Eduardo Campos seria um insensato se já saísse candidato em 2014 e completamente louco se embarcasse na canoa naufragada do PSDB-DEM-PPS.

    Quem se alia a essa tribo se afunda. Todo mundo sabe disso, menos o PIG.

  67. Zbigniew said

    Esse é um dos poucos que tem colhões neste congresso de fracos e acovardados. Disse tudo:

    “(…)
    247 – Como o senhor avaliou o julgamento do mensalão?

    Requião – Sou irmão do José Dirceu, mas ele fez besteira. O Lula, com o prestígio que tinha, podia muito bem ter enquadrado o Congresso no começo do seu mandato. Quiseram repetir a fórmula do Sérgio Motta, que comprou o Congresso com a emenda da reeleição. Acharam que era mais fácil, mais simples e deu nisso. Agora é evidente que o julgamento tem um caráter ideológico. Isso ficou claro nas declarações do Celso de Mello e do meu amigo Marco Aurélio, que andou até elogiando a ditadura militar.

    247 – Há hoje uma supremocracia no País?

    Requião – Está se desenhando. Até porque não existe vácuo de poder. Como o Congresso não exerce o seu papel, o Judiciário avança. Veja o caso do Fux, que decidiu que o Senado não pode inverter a ordem dos vetos. Se essa lógica valesse para o STF, não poderiam inverter os mensalões. Teriam que começar com o mensalão mineiro, dos tucanos. E se a Justiça funcionasse no Brasil, nem teria havido o mensalão petista. Os operadores teriam sido presos antes. O mensalão tucano era de 1998. O Lula chegou ao poder em 2002 e o escândalo é de 2005. E o que o Fux fez foi travar o Congresso inteiro. Hoje, o Judiciário tutela o Legislativo.
    (…)”

    Do Brasil 247 – http://www.brasil247.com/pt/247/parana247/88740/Ao-247-Requião-abre-sua-metralhadora-giratória-Requião-diz-que-vai-STF-contra-criação-estatal.htm

  68. Chesterton said

    Planalto só teme
    a derrubada de 28
    dos 3 mil vetos
    O Planalto listou 28 dos 3 mil vetos cuja possibilidade de serem derrubados no Congresso tira o sono da presidenta Dilma. Dessa lista, mantida a sete chaves, preocupam mais o governo a lei que acaba o fator previdenciário, para o cálculo de aposentadorias superiores a um salário mínimo, a lei do Código Florestal, em razão de acordos com ambientalistas, e redistribuição de royalties da exploração de petróleo.

    22/12/2012 | 00:00
    Fim do mundo
    Para Dilma, “fim do mundo” seria derrubar vetos do fator previdenciário, que provocaria suposto rombo de R$ 40 bilhões no Tesouro Nacional.

    ch – agora ´promovodo a aliado do PT

    chest- mas que neoliberal, todo esquerdista sabe que é só aumentar os impostos que a grana aparece. Falta vontade política!!!

  69. Chesterton said

    Esse Requião é phoda:

    47 – O governador do Paraná, Beto Richa, acaba de chamá-lo de traidor do Paraná por ter levantado empecilhos a um empréstimo. O senhor não deveria ter ajudado seu estado?

    Roberto Requião – Foi exatamente o que eu fiz. Em 2002, quando quando eu assumi o governo, o Paraná estava quebrado pelo excesso de endividamento, deixado pelo governo do Jaime Lerner, que tinha como grande operador o Cássio Taniguchi – o mesmo que atua hoje no governo do Beto. Foi essa situação que causou a privatização do Banestado e a quase privatização da Copel, bem como a venda de parte do controle da Sanepar, o que eu consegui evitar. Além disso, venderam a folha de pagamentos dos funcionários para o Itaú e continuaram devendo ao banco. Um trambicaço. O modelo deles é muito simples. Quebram o estado e depois privatizam.

    247 – Esse empréstimo não era importante?

    Requião – Não. Se fosse um projeto estruturante, que gerasse investimento e crescimento futuro para o Paraná seria uma coisa. Mas aumentar gastos correntes e fazer agrados para alguns prefeitos para ajudar o Beto a se reeleger não faz o menor sentido.

    247 – Ele terá dificuldades para se reeleger?

    Requião – A meu ver, está perdido. Não tem criatividade, não governa e gosta de dirigir Ferrari vestido com o macacão do Ayrton Senna, quando vai a Londrina. O Paraná, infelizmente, tem um playboy no governo. Um hedonista.

    247 – Ele afirma que recebeu uma herança maldita.

    Requião – É verdade. Ele recebeu uma herança maldita, mas foi genética.

  70. Patriarca da Paciência said

    Triste e lamentável. Eis o que Europa e Estados Unidos foram os principais “articuladores”, ou seja, o pesadelo árabe:

    ‘Não foi por isso que fizemos a revolução'”Foi um choque para nós. Não foi por isso que fizemos a revolução – não para que homens pudessem se casar com quatro mulheres”, diz Magdulien. “Queríamos mais direitos, e não a destruição dos direitos de metade da sociedade.”

    Em meados deste ano, em visita à cidade líbia de Benghazi, um dos principais focos do levante contra Khadafi, Magdulien foi detida duas vezes por integrantes de uma poderosa milícia formada para combater o coronel líbio mas que, mesmo após a morte deste, se manteve ativa e com um forte viés islâmico.

    Magdulien estava em Benghazi para participar de uma conferência de mulheres, que foi interrompida por homens armados. Mais tarde, milicianos a prenderam em seu quarto de hotel. Ela foi solta, mas detida novamente no dia seguinte e mantida presa em uma base da milícia.

    “Um homem chegou e começou a me chutar e me bater com sua arma”, relembra. “Ele dizia: ‘Vou te matar e te enterrar aqui, e ninguém vai saber’. Ele me chamava de espiã para Israel, de prostituta e vadia. Pensei que fosse morrer.”

    Liberdade das milícias tornou país ‘terra sem lei’ e desencadeou protestos como o acima
    Depois de ferida, ela acabou sendo solta, mas seguiu sendo acusada de espionar para Israel, algo que nega veementemente. Temendo ser morta caso fosse detida novamente, Magdulien decidiu fugir para a Grã-Bretanha em setembro.

    País sem leiA Anistia Internacional, que ajudou Magdulien em seu pedido de asilo ao governo britânico, acredita que o caso coloca em evidência que a nova Líbia virou um país sem lei.

    “O caso é emblemático do comportamento que observamos desde a queda do regime (de Khadafi)”, conta Diana el-Tahawy, pesquisadora da Anistia no norte da África. “Milícias armadas estão totalmente fora de controle. Há centenas deles pelo país, prendendo pessoas sem mandados e mantendo-as em isolamento, torturando-as.”

    Segundo ela, há relatos de pessoas morrendo sob tortura. “Na última vez que estive na Líbia, em setembro, em apenas um dia conversei com três famílias cujos membros morreram em um centro de detenção após serem torturados.”

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/12/121203_revolucionaria_libia_pai.shtml

  71. Chesterton said

    e eu concordando com o patriarca…mas é culpa do Buxi?

  72. Pax said

    O Beto Richa é ótimo. Para o governo.

    O cara é tão ruim, mas tão ruim, que até o Álvaro Dias desistiu do PSDB do PR.

    (na ausência do Elias, o velho e bom Chesterton já arruma onde se aconchegar… cada coisa que vejo por aqui.)

  73. Chesterton said

    Quem lançou a politica paranaense aqui não fui eu, foi o Zig.
    Estou preocupado com o Elias.

    —————————

    Mexeu com a igualdade, mexeu com todo mundo’, por Fernando Gabeira

    PUBLICADO NO ESTADÃO DESTA SEXTA-FEIRA

    FERNANDO GABEIRA

    O sucesso do filme Lincoln, de Steve Spielberg, inspirou uma série de artigos nos Estados Unidos ressaltando a importância da política, quando é realizada por pessoas generosas com o objetivo de melhorar a vida de milhões.

    Os articulistas esperam que a exibição do filme leve os espectadores a lamentar a mediocridade da atmosfera política de hoje e que desperte o desejo de elevar seu nível por meio da própria participação.

    Não vi o filme, apenas as entrevistas de Spielberg e de Daniel Day-Lewis, que interpreta Lincoln. Consegui, entretanto, o livro que, de certa forma, inspirou o filme: Team of Rivals, The Political Genius of Abraham Lincoln, de Doris Kearns Goodwin. A autora se estende também na biografia dos três candidatos que disputaram com Lincoln no Partido Republicano. Todos jovens ambiciosos e capazes, admirados pelos seus eleitores.

    Não posso prever que efeito o filme terá nos Estados Unidos. Noto apenas que a época empurrava para a grandeza: todos saíram de casa e cruzaram os Estados Unidos para construir sua carreira. E havia um grande tema esperando por eles: a escravidão.

    Os grandes temas ajudam, quando os políticos são capazes. Joaquim Nabuco, no Brasil, enriqueceu sua trajetória na luta contra a escravidão. Lincoln é produto de outra cultura e se insere de modo especial no momento político americano. Mas, como a reflexão sobre a política trata de variáveis universais, pode ser que desperte algum interesse no Brasil.

    Vivemos um momento estranho. Dois presidentes, José Sarney e Lula, defendem-se reciprocamente com o argumento de que estão acima de suspeitas ou investigações. Sarney conferiu a Lula a condição de inalcançável e este, por sua vez, no auge do escândalo no Senado, afirmou que Sarney não deveria ser tratado como uma pessoa qualquer. Criaram uma irmandade dos intocáveis. Sarney já tem um museu dedicado à sua vida; Lula está a caminho de construir o seu.

    Além de intocável e com um museu ainda em vida, Sarney também é imortal. Essa condição ainda falta a Lula, mas não me surpreenderia se o amigo conseguisse para ele uma cadeira na Academia de Letras.

    Na década de 1960, escrevi um artigo ironizando as pessoas que se achavam especiais porque moravam em Ipanema. Até hoje rola pela internet. Jovem existencialista, mostrava a futilidade de se julgar especial por pertencer a algum lugar ou grupo ou mesmo por alguma condição nata. Era a forma de negar a importância das opções cotidianas, a construção de nossa realidade por meio das escolhas mais intrincadas. Sarney e Lula não reivindicam uma vantagem nata, muitos menos a que decorre do pertencimento a um grupo ou lugar. Eles se reclamam intocáveis pelos serviços prestados ao país. E nisso reside seu erro monumental. Não existem serviços prestados ao País que possam garantir uma condição acima de qualquer suspeita. E, se foram prestados com essa expectativa, corrompem as suas próprias intenções generosas.

    Sarney e Lula fizeram nesse aspecto particular um pacto pelo atraso. Com o domínio do Congresso que o primeiro exerce e a popularidade do segundo, continuam com potencial de mobilizar a maioria. Mas sempre existirá uma minoria, resistindo com a frase tantas vezes subversiva: somos todos iguais perante a lei.

    Compreendo que há uma luta política. Os governistas precisam proteger a imagem de Lula, pois ela é a garantia de futuras vitórias eleitorais. O desgaste de Lula enfraquece um projeto de poder.

    Não compreendo, entretanto, o argumento que nos faz retroceder ao período anterior à Revolução Francesa. Esse desejo de poder estendido ao controle da biografia, da inevitabilidade da morte, do alcance da lei, é um desejo patético.

    Mesmo aqueles que acham que o mundo começou com o nascimento de Lula, em Garanhuns (PE), ou com o nascimento de José Ribamar, em Pinheiro (MA), deveriam ser sensíveis à bandeira da igualdade.

    A fraternidade dos intocáveis é uma construção mental que rebaixa as conquistas do movimento pela democratização no Brasil e nos divide entre semideuses e seres humanos.

    Na verdade, o argumento dos dois presidentes aprofunda a desconfiança na política e nos políticos. Por isso a chegada de Lincoln, o filme, apesar de uma cultura e uma época diferentes, pode ser um pequeno sopro de ar fresco na sufocante atmosfera política brasileira.

    Nem nos Estados Unidos nem aqui é possível repetir a grandeza política de Lincoln. Já no segundo capítulo do livro de Doris Goodwin é possível imaginar como Lincoln brigaria feio com os marqueteiros modernos: ele se recusava a dramatizar ou sentimentalizar sua infância na pobreza.

    Ainda assim, com todas as ressalvas, precisamos de outras épocas, outros líderes, para ao menos desejar algo melhor do que o que estamos vivendo. Não me refiro, aqui, à satisfação majoritária com as condições materiais de vida. Muito menos quero dar à trajetória democrática no século 21 a dramaticidade de um tempo de guerra e escravidão.

    Quando um presidente do Brasil diz uma barbaridade, sentimos muito. Quando dois presidentes dizem a mesma barbaridade, isso nos obriga a apelar para tudo, até para um bom cinema.

    Depois do cha cha cha della secretaria, Lula se vê em apuros com as denúncias de Marcos Valério. Concordo com os petistas de que não se deva confiar nele, embora tenham confiado tão profundamente em 2003. Mas a melhor maneira de desconfiar é analisar as acusações, apurando-as com cuidado. É assim que se descobre o que é verdade e o que é mentira.

    Fora disso, só construindo uma redoma onde Lula e Sarney possam estar a salvo dos percalços que ameaçam os simples mortais. E criar essa visão religiosa de uma santíssima dualidade. E ninguém se ajoelha e reza diante dela, porque a ferramenta hoje não é oração do passado. Basta um #tag.

    Se Sarney e Lula se contentassem com um museu e a condição de imortais, tudo estaria bem. Mas, mexeu com a igualdade, mexeu com todos nós.

  74. Michelle 2 said

    Putz

    Gabeira desta vez foi definitivo sobre o assunto, leia acima e critique se for capaz.

    PS>Só serão aceitas e respondidas críticas inteligentes e não ofensivas à honra do articulista. Lembrem-se das regras do Pax. Xingar só o Reinaldo Azevedo e o Augusto Nunes. E com frequência diária pra marcar posição.
    _____________________
    Gabeira abusou ! Um dos melhores artigos sobre a política brasileira dos últimos tempos!

    Mas, mexeu com a igualdade, mexeu com todos nós.

  75. Patriarca da Paciência said

    Gabeira mostrou o seu verdadeiro caráter quando candidato a prefeito do Rio de Janeiro. O gajo foi criticado e, em lugar de oferecer respostas políticas adequadas, como faz o Lula, (iguais a esta, “de poste em poste iluminaremos o país”) saiu-se com esta “vocês são apenas suburbanos”. Resultado, o sujeito estava bem à frentes nas pesquisas de intenção de voto, começou a cair, cair, cair e perdeu vergonhosamente a eleição. Se ele tivesse a humildade de aprender alguma coisa com o Lula, quem sabe hoje teria algum mandato ou alguma evidência. Gabeira é um triste exemplo do que se tornam as pessoas que passam da esquerda para a direita.

    Lula mostrou sua imensa capacidade política ao eleger Haddad, e Sarney, aos oitenta anos, mostrou sua imensa sagacidade ao escancarar, para o país inteiro a incapacidade do Fux. E o augusto boçal exercitou sua imensa “inteligência” xingando o Sarney de “moleque octogenário”.

    Faz muitos anos fiz um comentário relatando sobre uma bacharela que espumava de ódio ao ouvir o nome do Lula e sempre começava a falar dizendo “ora não se ver que um quase analfabeto”. Lembrei a ela, alguma vezes, que Lincoln, o maior estadista norte-americano, tinha ainda menos educação formal que o Lula. Aí ela espumava de ódio mais ainda e saía com esse agumento, “você acha que pode comparar os Estados Unidos com o Brasil?”. É isso aí, a triste direita brasileira pensa como o Gabeira. Querem cometer a heresia de comparar os Estados Unidos com o Brasil? Estaremos muito felizes em sermos um xerox de má qualidade.

    Não tenho a mínima preocupação se as claques do rola-bosta 100% idiota acham meus comentários inteligentes.

    Se houver uma coisa que não tenha a mínima intenção é de ser tão “inteligente” quanto as claques do rola-bosta 100% idiota e do augusto boçal, que aliás são as mesmas, apenas comentam ora em um oura em outro.

  76. Patriarca da Paciência said

    Não Chesterton, a culpa não é do Buxi, mas também não é do Obama.

    Como já é quase um consenso, o governo dos Estados Unidos é exercido pelas grandes corporações e, o modo delas operarem, é esse mesmo, ou seja, ganham ao destruir um país, vendendo armamentos, veículos, e tudo e mais e depois ganham “reconstruindo” o país, através das construtoras, petrolíferas e todas as demais empresas.

    A coisa ficou bem escancarada no Iraque e na Líbia.

    A plutocracia dos Estados Unidos funciona assim.

    O presidente tem a sua margem de manobra, mas é bem limitada.

  77. Pax said

    Pois bem…

    Não tenho qualquer reparo neste texto do Gabeira.

    Muito bem escrito e muito acertado para a situação atual.

    Se a militância insistir nesta besteira de “mexeu com Lula, mexeu comigo” vão nao só dar com os burros n’água como o PT vai perder um bocado de simpatizantes/eleitores.

    Lula é uma pessoa qualquer perante as leis e deve responder sobre qualquer coisa que tenha feito, eventualmente, de errado. Assim como Sarney.

    Aliás, cá entre nós, a liderança que inventou esse movimento de agora deveria ser promovida. Ao DEM ou ao PMDB.

    Mostra quanto o PT precisa de renovação.

    Enviado via iPhone

  78. Jose Mario HRP said

    Eles tentam há muitos anos , mas não se sairam bem .
    Pois é, agora só se chega ao poder pelo voto:


    E o JB afinou!

  79. Patriarca da Paciência said

    Tudo bem, caro Pax,

    respeito a sua opinião.

    Mas eu gostaria também de saber a sua opinião sobre o fato do José Dirceu ser condenado a 10 e 10 meses de prisão com fundamento unicamente em “não poderia ser diferente” e nas declarações do Bob Jeff. Sim, porque em sete anos de processo, estas foram as únicas argumentações apresentadas contra o José Dirceu.

    Sendo que o Bob Jeff já negou suas afirmações várias vezes!

    A condenação do José Genoino eu acho simplesmente algo grotesco.

    Conservo também a minha opinião que o Lula nunca cometeu a hipocrisia de se julgar imaculado, o que é bem característico do ministro Joaquim Barbosa.

    Se o Lula tem defeitos?

    Não acredito que exista uma só pessoa no PT que defenda que o Lula seja imaculado.

    Isso só existe mesmo na cabeça do rola-bosta 100% idiota e na cabeça do augusto boçal, este último que tem o costume de argumentar xingando as pessoas, como por exemplo, xingar o Sarney de “octogenário moleque”.

    Agora o Gabeira passa a fazer parte da claque dos xingadores do Lula – apedeuta, bebum, corrupto, sem-dedos etc.etc.etc.

    Então, meu caro Pax,

    reconhecer o erro, tudo bem.

    Agora, ser bode expiatório? Tenho certeza que não é a vocação do PT!

    Nem do Sarney!

  80. Chesterton said

    Não Chesterton, a culpa não é do Buxi, mas também não é do Obama.

    chest- ah é do Obama sim, ele não é Lula que pode cagar e nãos e responsnbilizar por isso.

  81. Chesterton said

    A reportagem-bomba da revista Veja desta semana mostra como desmoronou a farsa do PT com a CPI do Cachoeira, depois que os fatos ligavam um estarrecedor esquema de corrupção que teria o PT como epicentro e o governo de Lula com o início do esquema. Aqui um resumo da reportagem da revista que está nas bancas. Vale a pena conferir:

    A maneira como foi idealizada, a CPI do Cachoeira não poderia mesmo ter um epílogo menos indecente. Criada pelos radicais do PT para atacar desafetos do ex-presidente Lula na oposição e na imprensa e desqualificar o trabalho do Ministério Público e do Supremo Tribunal Federal, a comissão encerrou seus trabalhos na semana passada exatamente como começou: resumida a uma farsa cujas conclusões não chegaram a preencher duas páginas de papel.

    No início do ano, Lula mandou o PT criar a CPI com o pretexto de investigar as relações do contraventor Carlinhos Cachoeira com políticos e empresas públicas e privadas. As nobres intenções ocultavam uma ousada conspirata. Em vez de esquadrinharem os tentáculos da organização criminosa desbaratada pela Polícia Federal, os petistas usariam a comissão para tumultuar o julgamento dos mensaleiros. Durante oito meses, os tarefeiros do partido tentaram constranger ministros do Supremo, distribuíram ataques infundados ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e miraram jornalistas e órgãos de imprensa responsáveis pela revelação do maior escândalo de corrupção da história.

    O plano de ataque do PT, porém, começou a desmoronar já nas primeiras semanas de funcionamento da CPI, quando surgiram documentos que revelaram a ponta do que prometia ser um novo escândalo envolvendo política e corrupção. Descobriu-se que a construtora Delta operava um milionário caixa clandestino através de um rol de empresas-fantasma. Até então, a empreiteira chamava atenção apenas pelo meteórico sucesso na obtenção de contratos durante a gestão do ex-presidente Lula. De uma empresa de porte médio, em 2001, ela se transformou na maior e principal prestadora de serviços ao governo federal, chegando a faturar 1 bilhão de reais por ano.

    Algumas pistas para elucidar o mistério desse incrível sucesso começaram a surgir. A Delta, não por coincidência, mantinha um contrato de consultoria com o ex-ministro José Dirceu, condenado a dez anos de prisão por chefiar a quadrilha do mensalão. A Delta, não por coincidência, fez chegar à CPI informações de que aqueles repasses-fantasma tinham como destino funcionários públicos e campanhas políticas. Ou seja: parte do dinheiro que a empresa faturava do governo era revertido em milionários pagamentos de propina.

    A insistência em apurar os negócios da Delta fatalmente levaria o PT e o governo ao centro das investigações.
    A.A>

  82. Patriarca da Paciência said

    A respeito do rola-bosta 100% idiota e sua claque.

    Minha opinião é que o rola-bosta 100% idiota cometeu a mais extrema baixeza ao insultar um homem digno como Oscar Niemeyer, exatamente no dia da sua morte.

    Não merece clemência!

  83. Patriarca da Paciência said

    Como sempre, a “óia” fundamentando suas “certezas” na teoria do “domínio do fato”.

    “Não poderia ser diferente”, “fundamentou” o jurista “juridiquês quântico”, Ayres Britto!

    E as provas? Onde estão as provas?

    Ora, quem precisa de provas quando temos a teoria do “domínio dos fatos”?

  84. Patriarca da Paciência said

    Desde que emitam declarações escabrosas contra o PT e contra o governo, picaretas e receptadores de cargas roubadas são promovidos, pela “grande” mídia, a empresários.

    Considero um grande desrespeito aos verdadeiros empresários.

  85. Chesterton said

    Lucro, palavra esquecida
    Dilma deveria fazer um pedido para 2013: que os empresários lucrem e invistam

    O mundo não acabou em 2012, mas chegou bem perto disso, com o mensalão, a CPI do caso Cachoeira, a operação Porto Seguro e uma guerra instalada entre os poderes da República. Apesar de tudo isso, a presidenta Dilma Rousseff não se deixou contaminar por crise alguma e atravessou bem o segundo ano do seu mandato, fechando o ano com aprovação recorde, roçando os 80%. Se as eleições de 2014 fossem hoje, ela estaria reeleita em primeiro turno.

    Isso não significa, no entanto, que o jogo já esteja ganho. Começa agora o segundo tempo, com vários adversários – e até mesmo aliados – tentando miná-la. O candidatíssimo Eduardo Campos, do PSB, afirma que os primeiros 90 dias de 2013 serão cruciais para prever como será a segunda metade do governo Dilma – se com ou sem crescimento econômico. O principal nome da oposição, Aécio Neves, também constrói seu discurso pela economia, apontando a incerteza regulatória e lentidão dos investimentos em infraestrutura.

    No Brasil de hoje, não se pode falar em crise econômica com um desemprego tão baixo, na casa dos 5%. O bem-estar acumulado nos últimos anos dá ao governo Dilma uma certa gordura para queimar, mas não será confortável enfrentar uma eleição presidencial com uma média de crescimento medíocre, entre 1% e 2%. É preciso acelerar – e Dilma sabe disso.

    Na viagem à Rússia, onde completou seus 65 anos, ela pediu um presente aos empresários: investimento, pois é justamente a taxa anêmica desse indicador que tem segurado o crescimento brasileiro. Dilma acerta no diagnóstico, mas tem esquecido uma palavrinha mágica e essencial nos seus discursos: lucro. Afinal, os empresários só investem quando a equação risco-retorno oferece a perspectiva de lucros futuros.

    Na cruzada para reduzir o custo Brasil, Dilma já atacou as margens do setor financeiro, das montadoras e das empresas elétricas, ganhando pontos junto à população. Mas talvez seja este o momento de reequilibrar a balança. Até porque, nessa mesma viagem à Europa, o ex-presidente Lula, conselheiro de Dilma e seu eventual substituto em 2014, falou a linguagem que os empresários gostam de ouvir, ao se dirigir a um seleto grupo de pesos-pesados. “Se algum dia eu vier a ser candidato, espero que todos vocês votem em mim, porque nunca ganharam tanto dinheiro como no meu governo”, disse Lula. E ele tem faro político.

    leonardo attuch

  86. Patriarca da Paciência said

    “Principal porta-voz da oposição, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), que chegou a defender a CPI do caso Rosemary, foi condenado por não ter pago pensão a uma filha fruto de relacionamento extraconjugal com uma funcionária pública; ação judicial pede a anulação da venda de cinco casas em Brasília avaliadas em R$ 16 milhões e o acusa ainda de abandono afetivo.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/parana247/88809/Filha-condena-Álvaro-Dias-em-caso-de-R$-16-mi-cachoeira-senador-requerimento.htm

    Eis aí as imacularidades dos imaculados defensores de golpes paraguaios.

  87. Chesterton said

    abandono afetivo é golpe contra o macho. Ele dá 10 salários mínimos de pensão e mais…

  88. Patriarca da Paciência said

    “Poeta maranhense lança ministro do STF à presidência da República em 2014 e o aponta como o “candidato da mudança”; seu panegírico aponta a “firmeza de caráter”, a capacidade de superar obstáculos e as qualidades de “homem lúcido, maduro, que dispensa firulas e salamaleques”; BatBarbosa já tem um cabo eleitoral na intelectualidade brasileira”

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/88797/Para-Ferreira-Gullar-Joaquim-Barbosa-é-o-cara-Ferreira-Gullar-lança-CD-poesias.htm

    Olha, sinceramente eu também gostaria de ver o Joaquim Barbosa como candidato à presidência.

    Aí não teria nem graça ganhar a eleição, como diz o Elias.

    Já pensou o Barbosão no meio de um monte de repórteres provocativos?

    Perguntando, por exemplo, a verdade sobre ele aplicar “corretivos” na cara metade?

    Se o Serra já foi o que foi, imagina o Barbosão!

    Não gente, eu não quero que a eleição seja fácil assim.

    Não tem graça!

  89. Patriarca da Paciência said

    E os 16 milhões de patrimônio, só em propriedades de casas em Brasília?

    Isso não merece investigação?

    É o que consta de processo judicial.

    Não de acusação de picaretas ou receptadores de cargas roubadas!

  90. Otto said

    Patriarca, como foi que senador botox amealhou todo este patrimônio se ele nunca fez nada além de ser político profissional?

  91. Patriarca da Paciência said

    Pior, meu caro Otto,

    é que esta é apenas uma parcela do patrimônio dele.

    Muitas coisas ainda poderão ser reveladas.

  92. Patriarca da Paciência said

    “247 – A expressão ‘rola bosta’, citada pelo pensador Leonardo Boff para descrever o colunista de Veja Reinaldo Azevedo, foi eleita como a palavra do ano pelo blog Diário do Centro do Mundo, do jornalista e ex-diretor da Editora Abril Paulo Nogueira.

    O artigo de Boff, reproduzido pelo 247, teve a intenção de defender o arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, que para Reinaldo, era “metade gênio e metade idiota”. Para Paulo Nogueira, a expressão “simplesmente pegou, porque é leve, divertida e, não obstante, incisiva” num debate político.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/88837/Diário-elege-'rola-bosta'-como-a-palavra-do-ano.htm

  93. Otto said

    O desmascaramento de mais um Catão:

    “Seis anos atrás, quando disputou sua última eleição e se elegeu senador, Álvaro Dias (PSDB-PR) declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 1,9 milhão; hoje sua filha pede na Justiça R$ 16 milhões; líder tucano adota a tática do avestruz e não comenta o assunto, alegando se tratar de caso de família, em segredo de Justiça, mas deixa no ar a dúvida: como será que ele multiplicou tanto seus bens num período tão curto?”

    http://www.brasil247.com/pt/247/parana247/88841/%C3%81lvaro-declarou-R$-19-mi-e-filha-pede-oito-vezes-mais.htm

  94. Michelle 2 said

    Rola Bosta x Patriarca da Paciência

    qual a diferença???

    – Um rola e o outro fala bosta.
    Toda hora, todo dia!
    hehehe!

  95. Otto said

    OUTRO ROLA-BOSTA QUE SE ENROLA:

    Oito perguntas para o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) sobre o aparecimento de sua fortuna de mais de R$ 16 milhões:

    1) Tem cheque da organização de Cachoeira nos R$ 16 milhões da venda das casas, assim como aconteceu com o colega tucano Marconi Perillo? Afinal, por que Álvaro Dias votou contra o indiciamento de Cachoeira na CPI?

    2) A grilagem de terrenos públicos em Brasília para especulação imobiliária sempre foi caso de polícia no Distrito Federal, principalmente nos governos de Joaquim Roriz, mas também há indícios durante o governo de José Roberto Arruda (o do mensalão do DEM). O senador tucano poderia divulgar a escritura pública de aquisição dos terrenos e a certidão no Registro de Imóveis? Ou o jornalismo investigativo terá que fazer buscas nos cartórios?

    3) Qual foi a empreiteira que construiu as casas? E por qual valor por metro quadrado?

    4) Há lobistas ou corruptores atuantes no Senado entre os compradores das casas? O senador tucano poderia divulgar as escrituras públicas de venda das casas? Ou o jornalismo investigativo terá que fazer buscas nos cartórios?

    5) O senador tucano oferece seus sigilos bancários e fiscais para averiguação da origem da fortuna superior à R$ 16 milhões?

    6) O senador tucano vai pedir para Comissão de Ética e Decoro parlamentar abrir uma investigação sobre si, já que votou no passado pela cassação do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), por um problema de pensão semelhante, porém envolvendo valores muito mais baixos.

    7) O senador tucano vai pedir para o Instituto de Criminalística da Polícia Federal fazer uma investigação sobre sua evolução patrimonial, semelhante à que foi solicitada no caso do senador Renan Calheiros?

    8) O senador tucano vai pedir para o Procurador Geral da República abrir um inquérito sobre a origem dos R$ 16 milhões, da mesma forma que exigiu no caso do ex-ministro Palocci?

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2012/12/8-perguntas-para-alvaro-dias-tem-cheque.html

  96. Jose Mario HRP said

    Deixe rolar e depois pratique reflexão.

  97. Jose Mario HRP said

    Alvaro Dias se complicando?
    É, outro paladino em maus lençóis.

    http://nogueirajr.blogspot.com.br/2012/12/alvaro-declarou-r-19-mi-e-filha-pede.html

  98. Patriarca da Paciência said

    .http://www.youtube.com/watch?v=iBXKM8gru4g

    Um feliz Natal e um ótimo Ano Novo a todos,

    .http://www.youtube.com/watch?v=iBXKM8gru4g

  99. Pax said

    No Josias, 5 governadores blindados pelas Assembléias de seus estados. Uma vergonha.

    Link… click aqui

  100. Pax said

    Prezados,

    De um ateu convicto, mas respeitoso, um sincero Feliz Natal a todos.

  101. Pax said

    Caro Patriarca,

    Você me fez uma pergunta em #79, sobre o que eu achava da condenação do ZD. Pois bem. Vamos por partes.

    1 – a discussão sobre a método legal já tivemos aqui e foi longa. Se não me engano no post sobre a Nota do PT. E depois de mais de 300 comentários não lograram sucesso em me convencer que estaríamos vivendo algo inaceitável no processo, no julgamento, no comportamento do plenário, em especial nesta condenação pelo tal domínio da função etc. Reuniões, agendas, Marcos Valério, gente do Banco Rural, gente da Portugal Telecon etc etc. Enfim, sinto muito mas aceitei a decisão do STF. E ainda me propus a entrar numa vaquinha se ZD ou ZG afirmassem que precisariam de melhores advogados para se defender. Não por eles, mas por defender a democracia.

    2 – o caro Zbigniew colocou em #67 uma entrevista do Requião. Não sou nenhum fã dele, mas acho que vale repetir aqui. (o negrito é meu)

    “(…)
    247 – Como o senhor avaliou o julgamento do mensalão?

    Requião – Sou irmão do José Dirceu, mas ele fez besteira. O Lula, com o prestígio que tinha, podia muito bem ter enquadrado o Congresso no começo do seu mandato. Quiseram repetir a fórmula do Sérgio Motta, que comprou o Congresso com a emenda da reeleição. Acharam que era mais fácil, mais simples e deu nisso. Agora é evidente que o julgamento tem um caráter ideológico. Isso ficou claro nas declarações do Celso de Mello e do meu amigo Marco Aurélio, que andou até elogiando a ditadura militar.

    3 – O que me desce dando azia é que ainda não temos o mensalão do PSDB, o do DEM etc definidos. Pode até ser bom para o PT mais à frente, caso caiam perto das eleições de 2014 onde, se a carruagem deles não mudar de estrada, a única “proposta” que terão será falar mal do governo dizendo-se limpos e puros, quando sabemos que não são.

    4 – Quanto ao PT, não me canso de repetir. Ou se renova ou se afunda cada vez mais. O que tenho visto é que parece não ter aprendido nada nestes últimos meses. É Cândido Vaccarezza, Jilmar Tatto, Falcão e um monte falando outro monte de besteiras. E uma militância que chega a amar Collor, Sarney etc. Uma barbaridade na minha opinião. Tão barbaridade que chega a dar ojeriza, sinceramente.

    Pra terminar, só para provocar um pouco nosso velho e bom Chesterton, infalível Chesterton, fazia muito tempo que não via um apelido tão bem colocado como esse de Rola Bosta. Quem sabe nosso Chesterton não tenha uma luz nesta virada do ano e deixe de ser um reverberador de rola bosta, título que, sinceramente, me faria pensar no sentido da própria existência… =)

  102. Patriarca da Paciência said

    http://www.redetv.com.br/jornalismo/enoticia/?310274,Gilberto-Carvalho-ministro-chefe-da-Secretaria-geral-da-Presidencia-da-Republica.

    É isso aí, meu caro Pax, é um depoimente sério e sincero. Concordo totalmente com o Gilberto. E também com o Requião, “Sou irmão do José Dirceu, mas ele fez besteira.” acrescento, “fazer besteira” está bem distante de que o José Dirceu seja o tal “monstruoso criminoso” que a “grande” mídia empurrou de goela abaixo dos brasileiros e que o o STF acatou por pura pressão.

  103. Otto said

    ZD é coroinha perto do Álvaro Botox.

  104. Jose Mario HRP said

    Bom Natal a todos, na lembrança de que o senhor nos deu nesse dia sua mais preciosa joia como exemplo e dádiva.

  105. Michelle 2 said

    Feliz Natal 2012 a todos!

    Em 2013 Dilma já prometeu…

    http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/12/24/a-charge-do-chico-caruso-479894.asp

    Espero que ela não mais essa promessa.Ninguém merece.

  106. Patriarca da Paciência said

    http://novobloglimpinhoecheiroso.wordpress.com/2012/12/24/por-que-rola-bosta-e-a-palavra-do-ano-no-dicionario-politico-brasileiro/

  107. Zbigniew said

    Feliz Natal, Pax!
    Que Deus ilumine sua vida e te dê muita paz (e paciência para continuar administrando esse espaço democrático) bem como a toda sua família.
    Feliz Natal a todos os demais e suas famílias. São meus sinceros votos.

  108. Chesterton said

    Olá, pax, obrigado pelo feliz natal, ainda que de um ateu, sempre sinal que no fundo há um teísta por trás da frase.
    O apelido é bom, principalmente porque injusto. São os que pegam. Vai ser bonito assistir o embate esse 2013, Tio Rei x petistas.
    Mas, o Boff é um idiota convicto, o Niemeyer uma bosta de ideólogo enquanto arquiteto e o Tio Rei é o melhor jornalista do Brasil, desde os tempos de Primeira Leitura, ainda tenho o primeiro número.
    Eu acho que realmente arquitetos deveriam desenhar e padres cuidar do rebanho. Quando “cientista” é solto do laboratório só diz merda.

    Para o Pax, boas festas ( que porra sem graça…), para o ZIG – caracas, Zig não é asteu….há mais esperanças. Aos demais peto-ateus, curtam o dia de folga.

    Para os da direita (isto é, que não são errados), Feliz Natal e próspero Ano Bom.

  109. Chesterton said

    claro que vai dar merda

    http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/12/23/o-pecado-da-gula-por-mary-zaidan-479856.asp

  110. Chesterton said

    SÁBADO, 22 DE DEZEMBRO DE 2012

    Mensagem de Natal do Sachsida
    Certa vez um picareta disse: “Deus não ajuda pois as pessoas não sabem o que pedir, não sabem pedir!”. Por uma época andei pensando nessa frase. Até que certo dia, véspera de Natal, um padre foi dar a benção às casas do quarteirão onde eu morava. No final da benção o padre sugeriu que cada um fizesse um pedido. Parecia concurso de miss universo… era gente pedindo pela paz mundial, outros pelo fim da fome no mundo, e pedidos similares.

    Depois de uma saraivada de pedidos do calibre descrito acima, já começava a pensar que o picareta estava certo. Realmente as pessoas pareciam não saber pedir. Eis porém que chegou a vez do padre. Ele foi direto ao ponto “Está quente, uma chuvinha cairia bem”. Simples, objetivo e direto. Finalmente um pedido factível.

    Essa é a mensagem de Natal do Sachsida. Vocês não estão num concurso de miss universo. Não peçam algo abstrato, não façam elocubrações. Sejam simples, objetivos e diretos. O que querem de Natal? Não peçam pela paz mundial, que tal começar com algo mais simples, como um abraço em casa?

    Que neste Natal seus pedidos bondosos sejam realizados, que suas esperanças se renovem, e que o amor de Cristo nos dê forças para sempre escolhermos o caminho do bem, pouco importando quão difícil este possa parecer.

    Já ia me esquecendo, lembram do pedido do padre? Pois é, no final daquela tarde choveu.

  111. Patriarca da Paciência said

    “Cuidado. Não caia em embromação. A imprensa pode perfeitamente brigar com os anunciantes, sejam eles estatais, governamentais ou privados. Ela pode até perdê-los. O que ela não pode perder é a confiança do leitor, a sua confiança, que vale mais que banco, mais que ouro. A boa imprensa, aquela que realmente conta, é refém apenas da verdade. Não cede ao dinheiro do anunciante nem aos gritos dos políticos.”

    Uma das coisas mais ridículas que li ultimamente. Então a imprensa brasileira é refém da verdade? É mesmo? Exemplos: transformar picaretas e receptadores de cargas roubadas em “empresários”, desde que emitam opiniões escabrosas contra o PT e o governo Dilma.

    Espero que os verdadeiros empresários comecem a reagir contra tais “verdades”.

    Concordo totalmente que é altamente desejável que que a imprensa seja refém da verdade, mas afirmar que a “grande” mídia brasileira seja refém da verdade é profundamente ridículo!

    O rola-bosta 100% idiota e o augusto boçal que o digam o tanto que são “reféns da verdade”!

  112. Patriarca da Paciência said

    O link do artigo onde foi copiado o 1º parágrafo do comentário 111.

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/88924/Bucci-ex-Radiobrás-diz-que-Lula-ultrajou-jornalistas.htm

  113. Pax said

    Buenas, obrigado pelos cumprimentos que me enviaram. Sinceramente obrigado.

    Mas, sinto, não consigo desligar dessas desgraças que nos assolam cotidianamente:

    Jornal O Globo ‏@JornalOGlobo
    Renan Calheiros deve voltar a presidir o Senado, 6 anos após renúncia. http://migre.me/cxQtT

    O que isso quer dizer? Que os mesmos de sempre continuam comandando o país, seja com FHC, com Lula ou com Dilma.

    Desgraça pouca não é bobagem, é desgraça mesmo.

    Renan Calheiros representa o que de pior poderíamos esperar de um político. É dessa mesma categoria em que se encontram Sarney, Collor, Jucá etc.

    Estamos fritos. E o Senado, que a cada dia faz mais e mais para não ter menor sentido sua existência, apesar do desenho republicano ter sentido, o nosso foi para o esgoto e de lá não parece ter a menor chance de sair. Renan que o dia.

    Pagaremos mais e mais boquetes de jornalistas aos nossos políticos e, depois, dos filhos dessas farras com o dinheiro público.

  114. Pax said

    Caro Chesterton, velho e bom Chesterton,

    O cara nem jornalista é. Me mostra alguma reportagem que ele tenha feito.

    É um pitaqueiro, às vezes mentiroso, e de baixíssima qualidade. É tipo um Jin Jones da imprensa.

    Serra que o diga. Basta segui-lo para encontrar o suicídio político. Demóstenes, Serra etc… sempre o mesmo fim.

  115. Chesterton said

    pronto, Bucci, heroi do PT e do Pax, caiu na boca do sapo (expressão do Tio Rei em artigo de hoje).
    mas Patriarca, a verdade não está do lado do PT COMO VOCÊ BEM SABE.!!

  116. Chesterton said

    26/12/2012 às 5:57
    Luiz Fux pode esperar chumbo grosso em 2013; o recado é claro: ou se comporta, ou eles prometem derrubá-lo; resta-nos torcer para que a chantagem não tenha lastro
    Eis-me aqui, leitores, a fazer algumas considerações, conforme disse que poderia acontecer. Depois retomo o meu descanso. O ministro Luiz Fux, do STF, continua na mira dos petistas. E eles não o deixarão tão cedo, a menos que este membro da corte máxima do país pague a fatura na qual figura, segundo os petistas, como devedor. O mensalão já é jogo jogado. Ainda que o tribunal venha a admitir os embargos infringentes, de divergência, é difícil supor que Fux dê um voto oposto àquele que proferiu durante o julgamento. Mas sabem como é: o governo tem muitas demandas no Supremo. A coisa está feia: para o tribunal, para Fux, para as instituições. E o ministro pode se preparar porque vem mais bomba por aí.

    O mais recente ataque a Fux partiu de Gilberto Carvalho, ninguém menos: ele é, por excelência, o braço de Lula no governo Dilma, mas é também homem de confiança da presidente. Quando fala, ele o faz em nome da chefe, a menos que seja desautorizado. E ele não foi. O que fez Carvalho?

    Afirmou num programa de TV que manteve um encontro com Fux antes de este ser nomeado para o Supremo e que o então candidato a ministro lhe havia assegurado que lera o processo do mensalão e não encontrara provas contra os réus. Mais uma vez, os petistas estão afirmando, por palavras nem tão oblíquas, que Fux lhes prometera uma coisa — “matar a bola no peito” — e não entregou o prometido.

    É espantoso! Mais do que sugestão, o conjunto das declarações — de Carvalho, de Dirceu e do próprio Fux, em entrevista — nos autoriza, por indução, a concluir que um dos critérios para a indicação do agora ministro foi a sua opinião de então sobre o mensalão. Depois, tudo indica, ele mudou. Fux já confirmou ter estado com José Dirceu antes de ser indicado por Dilma. Reuniu-se também com João Paulo Cunha. O que um pretendente ao cargo máximo do Judiciário tem a conversar com dois réus daquele calibre? Ninguém sabe. E isso Fux também não conseguiu explicar na entrevista que concedeu.

    Ao anunciar a suposta mudança de opinião de Fux, Carvalho está confessando o que eles lá, ao menos, tinham entendido como uma conspirata a favor dos mensaleiros. Pior: como foi Dilma que indicou o ministro, Carvalho e todos os que insistem nessa linha de argumentação comprometem a presidente com uma óbvia agressão ao Supremo e à independência entre os Poderes: Fux teria sido escolhido para cumprir uma missão — que não seria, por óbvio, fazer justiça.

    Os antecedentes e o que se viu
    O leitor tem o direito de saber que petistas viviam falando pelos cantos, para repórteres, algo mais ou menos assim: “Fux tá no papo; é nosso!” Os mais boquirrotos davam o acordo como celebrado. A metáfora do “matar a bola no peito” já era muito conhecida. Os votos do ministro pegaram, sim, os petistas de surpresa e, em larga medida, os jornalistas. E petistas não o perdoam por isso. Se acham Joaquim Barbosa — o “negro que nós [Eles!!!] nomeamos”, como disse João Paulo — ingrato, eles têm Fux na cota de um traidor.

    E não pensem que já esvaziaram todo o saco de maldades. Pelo cheiro da brilhantina, como se dizia antigamente, vem mais coisa contra o ministro em 2013. Os mais exaltados chegam a prometer que ele terá de deixar o tribunal porque acabaria ficando provado que não tem condições de exercer a função. Até onde pode ir o ódio punitivo? É o que veremos.

    O QUE NÃO ESTÁ CLARO NO TRIBUNAL INFORMAL DO PETISMO É SE HÁ OU NÃO CONDIÇÕES DE FUX SER REABILITADO PELA COMPANHEIRADA — vale dizer: ainda não se decidiu se vão lhe apresentar uma fatura, exigindo, em troca, o bom comportamento ou se a condenação já pode ser considerada transitada em julgado — nessa hipótese, só restaria mesmo o paredão.

    A tropa não brinca em serviço. Nesse momento — é Fux não deve ignorá-lo —, a sua carreira de juiz no Rio está sendo escarafunchada. Não é que os petistas não gostem de uma coisa ou de outra e tenham sido tomados por um surto de moralidade ou de moralismo. Não! Vigora a palavra de ordem de sempre: “Quem está conosco é gente boa; quem não está vai para a boca do sapo”.

    Fux pode se preparar que vem chumbo grosso por aí. Ou, então, se anula como membro da nossa Corte Suprema e se torna mero esbirro de um projeto partidário — nesse caso, tem até modelo a ser seguido. A “máquina” está lhe dizendo algo assim: “Ou se entrega ou nós acabamos com a sua reputação”. A chantagem é asquerosa, e só nos resta torcer para que as ameaças sejam inúteis porque brandidas no vazio.

    Nunca antes na história destepaiz um ministro de estado confessou que um candidato a ministro do Supremo lhe havia feito juízo de mérito sobre um processo em tramitação na Corte para a qual este pretendia ser nomeado.

    Se você acharam 2012 animado, esperem só para ver 2013…

    Por Reinaldo Azevedo

  117. Chesterton said

    26 DE DEZEMBRO DE 2012 ÀS 08:22

    247 – O ex-presidente Lula ultrajou os jornalistas brasileiros, ao apontar supostas influências dos anunciantes no conteúdo editorial. A tese é do professor Eugênio Bucci, ex-presidente da Radiobrás, durante o governo Lula. Leia seu artigo na revista Época:

    A lógica desastrosa de Lula sobre a imprensa – EUGÊNIO BUCCI

    Há coisa de dez dias, em Paris, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reclamou dos jornais. De novo. “Quando político é denunciado, a cara dele sai noite e dia nos jornais”, disse ele. Na sequência, lançou uma acusação baixa contra a imprensa: “Vocês já viram banqueiro nos jornais? São eles que pagam as publicidades da mídia”. Segundo Lula, os anunciantes estão a salvo das reportagens investigativas, pois os repórteres e os editores não têm a dignidade de apurar os fatos e de publicá-los com um grau mínimo de independência crítica.

    Claro: os jornalistas de brio, honrados, foram ultrajados por ele. O interessante é que quase ninguém se deu ao trabalho de responder à ofensa. Por que será?

    Existe uma explicação. Essa história de político falando mal dos jornais e das revistas já se banalizou. Virou uma epidemia. Lula não é o único, embora seja dos mais reincidentes. Há cerca de dois meses, no final da campanha municipal, em São Paulo, o então candidato a prefeito José Serra (PSDB) deu de acusar os repórteres que formulavam perguntas incômodas (na opinião dele) de ser agentes de “pautas petistas”. Ao desqualificar os profissionais que cumpriam seu dever de perguntar, procurava se esquivar das indagações e, em parte, foi bem-sucedido na manobra. Lula, outra vez, lança mão do mesmo truque. Quando lhe cobram explicações sobre os escândalos de seu partido, investe contra a reportagem. Como ele fala isso a toda hora, seus vitupérios já não chamam a atenção. Deixaram de ser notícia. Daí que os próprios jornalistas não se dão ao trabalho de responder.

    Desta vez, porém, uma resposta não pode faltar. O julgamento de Lula está baseado em quatro grandes mentiras, que desinformam a sociedade e podem induzir a enganos desastrosos. Por isso, tratemos de pôr as coisas a limpo.

    Primeira mentira. Não é verdade que a imprensa não publica reportagens que incomodam banqueiros. Você, leitor, há de se lembrar. Edemar Cid Ferreira, do Banco Santos; Luís Octávio índio da Costa, do Banco Cruzeiro do Sul; Salvatore Cacciola, do Banco Marca; Silvio Santos, do Banco Panamericano; Katia Rabello, do Banco Rural; Ricardo Guimarães, do Banco BMG; entre outros, muitos outros, também se lembram muito bem.

    Segunda mentira. Não é verdade que os bancos privados são os maiores anunciantes do Brasil. Segundo um levantamento do anuário Mídia Dados, o Bradesco investiu, em 2011, R$ 905 milhões em publicidade. É muito dinheiro. Mas atenção: a Caixa, que pertence ao governo federal, investiu mais que o Bradesco: R$ 1,092 bilhão. E os dois maiores anunciantes privados do país em 2011 não têm nada a ver com bancos: Casas Bahia (R$ 3,3 bilhões) e Unilever (R$ 2,6 bilhões).

    Terceira mentira. Não é verdade que qualquer acusação contra político vira manchete assim sem mais nem menos. A imprensa erra, claro que erra, deve ser criticada com rigor – mas a imprensa não é uma instituição corrupta, vendida. Nos escândalos recentes (mensalão etc), acertou muito e ajudou a flagrar os bandidos de colarinho branco.

    Quarta mentira. Não é verdade que os anunciantes saem sempre bem na foto. Se assim fosse, nenhuma revista, nenhum jornal, ninguém falaria mal dos governos (federal e estaduais), que anunciam bem mais que os banqueiros privados. Já vimos que a Caixa é um anunciante mastodôntico, assim como o Banco do Brasil (R$ 587 milhões em 2011), e, não obstante, alguns de seus dirigentes andaram frequentando o noticiário. Somente o ministério da educação, segundo estimativas do mesmo Mídia Dados, veiculou anúncios no valor de R$ 298 milhões em 2011 – e nem por isso está a salvo de críticas. Essas quatro grandes mentiras põem em marcha uma lógica desastrosa. Nos dois governos de Lula, os gastos de dinheiro público em publicidade se mantiveram em crescimento. Hoje, o governo federal, com suas estatais, é um dos maiores anunciantes do mercado. Agora que sabemos que, na opinião de Lula, os jornalistas são comprados pelos anunciantes, é o caso de perguntar: com que propósito o governo gasta fortunas em comunicação? Será que pretende comprar jornalistas? Será que os anúncios governamentais são uma tentativa de suborno?

    Cuidado. Não caia em embromação. A imprensa pode perfeitamente brigar com os anunciantes, sejam eles estatais, governamentais ou privados. Ela pode até perdê-los. O que ela não pode perder é a confiança do leitor, a sua confiança, que vale mais que banco, mais que ouro. A boa imprensa, aquela que realmente conta, é refém apenas da verdade. Não cede ao dinheiro do anunciante nem aos gritos dos políticos.

  118. Patriarca da Paciência said

    Outros exemplos de que a “grande” imprensa brasileira é refém da verdade.

    O olavaço fez um artigo de grande destaque “informando” que 99% da imprensa brasileira é de esquerda.

    O mesmo olavaço fez uma outra declaração que, é muito provável, se tornará célebre – “O Plano de Isaac Newton, ao descobrir a Lei da Gravitação Universal era, na verdade, destruir o “Cristianismo Trinitário. Só os sonsos não percebem”.

    O rola-bosta 100% idiota acusou toda a imprensa paulista de fazer campanha eleitoral para o Haddad!

    São apenas ínfimos exemplos de que a “grande” imprensa é refém da verdade.

  119. Chesterton said

    Serra que o diga. Basta segui-lo para encontrar o suicídio político. Demóstenes, Serra etc… sempre o mesmo fim.

    chest- peraí, Serra seguiu o Tio rei?

  120. Chesterton said

    Self Control 25.12.2012 às 20:48
    Bucci hoje em dia é da turma do Policarpo e do Carlinhos Cachoeira. É um vendido aos barões da mídia conservadora. Aliás, deve sempre ter sido um agente duplo, como muitos. Tornou-se um grande reacionário, coisa típica desse povo que diz que “era” de esquerda, mas que na verdade eram oportunistas na esquerda. Precisa-se dizer mais alguma coisa? O corporativismo de gente como esse Bucci dá nojo em quem pensa um pouco e tem o mínimo de integridade moral!
    Valdeci Borges 25.12.2012 às 20:38
    Oh, Bucci, tenha paciência. Você também agora é do PIG?
    paulo 25.12.2012 às 20:20
    Tá insatisfeito! Tá sem receber. Tá querendo ganhar dinheiro fácil. Vai denunciar também. Tá fora do esquema corrupto.
    paulo 25.12.2012 às 20:15
    Que merda é essa! Que bosta é essa. Quem é esse otário. Manda ele lavar a boca.
    zuza do jegue 25.12.2012 às 19:28
    LULA ULTRAJOU O QUE,SEU MERDA? JORNALISTAS NÃO ULTRAJAM LULA DIARIAMENTE,NÃO É PORCO? A IMPRENSA NÃO É REFÉM DA VERDADE.É SENHORA DAS CALÚNIAS E VELHACARIAS.VAI TE FERRAR,SEBOSO…
    Pobre de espirito 25.12.2012 às 18:58
    Como pode alguem ser tao retrogrado, preconceituoso, atrasado, doente e não perceber que já estamos no século 21. Faça como o mainard, vá embora pra veneza e fique lá até que aquilo afunde.

    chest- hilários comentários petistas contra o Bucci.

  121. Patriarca da Paciência said

    Em tempo, o Chesterton achou que era a mais pura verdade a tal declaração do olavaço:

    “O Plano de Isaac Newton, ao descobrir a Lei da Gravitação Universal era, na verdade, destruir o “Cristianismo Trinitário. Só os sonsos não percebem”.

  122. Pax said

    Se esses comentários forem mesmo de petistas, Chesterton (cadê o link?), mostra o que venho dizendo. Que o PT ou muda de rumo ou não sai mais do brejo.

  123. Pax said

    Se o PSOL não tivesse um conteúdo programático tão atrasado seria um partido interessante:

    Chico Alencar ‏@depChicoAlencar
    Renan Calheiros presidente do Senado,de novo? Ñ em nosso nome,ñ c/ o voto do PSOL. Articularemos candidatura alternativa.

  124. Chesterton said

    Patriarca, não li o artigo, não tenho como ter uma opinião formada.
    Pax, o link foi dado pelo patriarca, gentilmente.

    E tem mais:

    SergioBrun 25.12.2012 às 18:52
    Bucci?, o que esse Sr fez pela sociedade brasileira, qual seu legado?, não entendi a importância que o 247 esta dando a esse Sr, digamos que o Lula tenha dito que alguns jornalistas tenham suas linguas alugadas a interesses individuais, mais isso faz parte, a politizaçao das instituições ,
    Carlos 25.12.2012 às 18:45
    Esse Bucci deve ter cheirado muitas carreirinhas antes de escrever tanta bobagem. A imprensa é o verdadeiro partido de oposição no Brasil, satanizando uns e santificando outros sempre a serviço das “Zelites”. A imprensa é composta por empresas privadas, e regida por interesses privados inconfessáveis. Isso já ficou claro para o povo, que não acredita mais em pasquins.

    José Virgulino 25.12.2012 às 17:39
    Esse é mais um que comeu no cocho e agora o vira. Traíragem pura. Esse cara é o nojo em pessoa.
    José Virgulino 25.12.2012 às 17:33
    Por isso que nossos jornalistas são cada vez mais arrivistas, com professores desse naipe sai debaixo.
    José Virgulino 25.12.2012 às 17:31
    O Brazil foi tomado pelos neofascistas, este é mais um reacionário paulista, travestido de neoplego dos patrões da opinião publicada. jornalista vende a pena e quer ficar rico, que ninguém é de ferro. Se a vida real desses jornalistas o povo tivesse conhecimento, o povo iria para a rua pedir a prisão de todos eles.

    Yacov 25.12.2012 às 15:57
    Quando meu homem, um bombeiro lindo, de dois metros, enorme e peludo de olhinhos verdes, foi ultrajado em um barzinho comigo pelo garçon que odiava gays, liguei para a policia e para O Globo pedindo apoio jornalistico e estes PIGUENTOS se recusaram comparecer pq eu namorava um simples BOMBEIRO NEGRO! Moooorram idiotas!! NO PASSARÁN!! VIVA GENOÍNO!! VIVA ZÈ DIRCEU!! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE!! VIVA LULA!! VIVA DILMA!! VIVA O PT!! VIVA O BRASIL!! ABAIXO A DITADURA DO STF, MÍDIA E SEUS LACAIOS & ASSECLAS!! CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ!! LEI DE MÍDIAS, JÁ!! “O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBo – O que passa na gloBO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”
    Rogério 25.12.2012 às 15:54
    É mais um daqueles que frequentam a Globonews, falando besteiras junto com o Waack e a Waldvogel!
    Luciano Prado 25.12.2012 às 15:18
    Todo “homem” tem um peço. “Alguns” estão em promoção.
    Yacov 25.12.2012 às 15:17
    Dizer que a “Imprensa é refém da VERDADE” é que é um insulto à nossa inteligência. CALA A BOCA BUCCI!! NO PASSARÁN!! VIVA GENOÍNO!! VIVA ZÈ DIRCEU!! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE!! VIVA LULA!! VIVA DILMA!! VIVA O PT!! VIVA O BRASIL!! ABAIXO A DITADURA DO STF, MÍDIA E SEUS LACAIOS & ASSECLAS!! CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ!! LEI DE MÍDIAS, JÁ!! “O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBo – O que passa na gloBO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”
    João Farias 25.12.2012 às 15:11
    Desde quando falar a verdade é ULTRAJAR? Desde quando a impressa brasileira é refém da verdade? Antes fosse; só assim o Brasil hoje poderia está em uma posição bem superior a atual. Jornalistas e seus acéfalos gostam de manchetes bombásticas, sensacionalistas, e quando não as tem, as fabrica, e sempre o que prevalece é a questão financeira acima de tudo e todos. Me enganem que eu gosto, mas não me deixo levar. Salve Jorge! Eu acho; que esse povo acha; que só porque tem titulo de PROFESSOR, sua opinião ou comentário vale mais do que os outros. Como estão enganados! Não adianta nada a pessoa ser diplomada, ter títulos disso ou daquilo; se são meros porta vozes do infortúnio, chacais das classes dominantes, que no desespero de verem seu mundo caindo, atiram que nem cachorro doido em tudo e todos a sua frente em busca de salvaguardarem seu mundinho de exploração e usurpação.
    Teresinha Roberta 25.12.2012 às 15:07
    Professor Bucci. Ultrajado está o leitor.

  125. Chesterton said

    Andre Luis 25.12.2012 às 13:47
    Eugenio quem ? Alguém já disse que, hoje em dia, os idiotas perderam a vergonha … Concordo que a mídia deve ser democrática mas, dar pauta pra qualquer um é dar bom dia à cavalo …
    Jaime 25.12.2012 às 13:35
    Eugênio Bucci por si só é um ultraje. Não sei ao certo se o titulo como imbecil ou recomendo psicoterapia, mas estou mais inclinado pela primeira, porque casos como o dele geralmente não evoluem psiquicamente muito bem, para dizer o mínimo.
    Paulão 25.12.2012 às 13:34
    O 247 tem o direito de publicar o que quiser mas deve informar aos seus leitores a condição do citado ou entrevistado. O cara simplesmente é colaborador do Instituto Millenium, sede dos mais destacados reacionários do país.
    Rafael 25.12.2012 às 13:27
    Esse ilustrado e titulado babaca (por que pensa que engana) quer nos fazer crer que os editoriais dos jornais são da lavra de jornalistas e não dos donos de jornal. Só ele que acredita nisso, nem mesmo seus patrões que lhe mandaram escrever isso acreditam. Todos sabem que os EDITORIAIS e a LINHA EDITORIAL de um meio de comunicação SÃO DETERMINADOS PELO DONO DA EMPRESA e não por seus empregados.
    Paulino Pereira 25.12.2012 às 13:19
    Esse Bucci é um imbecil. Em que mundo ele pensa que está? Essa desgrama está falando em prol dos empresários dos meios de comunicação. Que meda!
    Giovanni 25.12.2012 às 13:16
    querem tirar do contexto o q o Lula falou na Europa. De qq forma, o q faz o banqueiro DD ser defendido pela Veja e Istoé?
    Juju ♥ – Viva Dona Marisa 25.12.2012 às 13:11
    Eles querem mentir, caluniar, inventar, distorcer fatos, dar nó na verdade e ainda querem que Lula fique calado. Sabe quando Lula vai se calar? NUNCA. Nem depois de morto, pois sua voz ecoará na mente do povo. Quando começa a falar mal de Lula é porque está querendo emprego no PIG. kkkkkkkkkk
    Juju ♥ – Viva Dona Marisa 25.12.2012 às 13:10
    Chora não sabujo. Cê perdeu a boquinha e agora tá revoltado? A imprensa tem compromisso com a “verdade”. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk —— Quem paga manda, e quem paga sãos os anunciantes, a elite. Otário, vai dar aula no curral. kkkkkkkkkkkkkkkk
    Paulão 25.12.2012 às 13:08
    O nome do Sr. Bucci é citado na CPI do Cachoeira, envolvido com as tramas do Policarpo Junior/Civita. O passado de liberal parece que ficou para trás. http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=186506&id_secao=6

  126. Chesterton said

    Se o PSOL não tivesse um conteúdo programático tão atrasado seria um partido interessante:

    chest- estás virando neo-liberal?

    Semana passada atendi um engenheiro-revoltado, que frequenta círculos “nacionalistas”. Nascido pobre e “de cor” me relatou toda sua trajetória do partico comunista até hoje. Xingou todos que não gostava de neo-liberais, e o palavrório de costume. Eu dando corda.
    Até que ele acabou se definindo como um nacionalista social, ou social nacionalista, e eu não pude deixar de reparar que isso significava NAZI. No que ele começou a considerar a hipótese anti-semita. Não aguentei e caí na gargalhada.

  127. Chesterton said

    PT acha que
    Joaquim ‘amarelou’,
    e vai ao ataque
    A cúpula do PT celebrou a decisão que manteve fora das grades os condenados do mensalão, mas avalia que o ministro Joaquim Barbosa “amarelou”, temendo “revoltar” seus militantes. Aos gritos de “com o PT ninguém pode”, dirigentes comemoraram com champanhe, em São Paulo, a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal. Agora, o PT pretende “botar o bloco na rua” em manifestações pró-mensaleiros.

    26/12/2012 | 00:00
    Contra a Justiça
    José Dirceu pediu para Lula liderar um grande ato pró-condenados e contra a “Justiça conservadora”, em fevereiro. Lula ficou de pensar.

    26/12/2012 | 00:00
    Pressão contra o STF
    As manifestações de fevereiro coincidiriam com a publicação do acórdão do STF e do possível recolhimento dos sentenciados à prisão.

    26/12/2012 | 00:00
    Preço elevado
    José Dirceu sonha com o PT cobrando de Dilma uma retribuição por sua eleição: sua presença no ato pró-mensaleiros, em São Paulo.

    26/12/2012 | 00:00
    Comício pela impunidade
    A intenção da direção do PT é reunir ao menos 150 mil pessoas no ato público de fevereiro, em defesa da impunidade para os mensaleiros.

    CH, agora redimido pelo pax uma vez que Collor petetizou……

  128. Pax said

    CH? É aquele listado na CPMI que recebeu umas boladas?

    CHesterton, procure qualquer jornalista que você confie e pergunte o que acha dessa tua fonte.

    Vai, Chesterton, faça o dever de casa cara. Não seja um preguiçoso mental, desses que nem faz questão de saber da fonte, desde que ela fale as asneiras que você quer ouvir.

    Vai, Chesterton, dê a você mesmo um perfil melhor, meu caro. Acredite, você tem salvação, sim.

    =)

    (mas é sério, procure mais infos sobre o CH com gente que vc acredita)

  129. Patriarca da Paciência said

    Do link postado pelo Pax:

    “Dilma nunca escondeu seu mal-estar com a possibilidade de Renan presidir o Senado no lugar de Sarney. Nos bastidores, chegou a articular o nome do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), para o cargo. Ao próprio Renan, Dilma chegou a dizer que ele teria seu apoio para disputar o governo de Alagoas, o que o afastaria da presidência do Senado.”

    Esta é mais uma demonstração de que a “grande imprensa” é refém da verdade. Em qual entrevista, em qual vídeo, em qual nota oficial O Globo se fundamentou para fazer uma afirmação desta?

    Sempre tenho visto a Dilma declarar que não é seu papel se intrometer nos outros poderes, sejam Legislativo ou Judiciário.

    Pelo que tenho ouvido da Dilma, minha opinião é que, se perguntarem a ela “qual o seu plano”, acho que ela responderá isto:

    “Compete ao Senado escolher o seu presidente”

    Eu, como simples comentarista, um cidadão que expressa suas opiniões, também não costumo fazer profecias, mas pergunto.

    Se o próprio Renan Calheiros declarou que não deseja concorrer à presidência do Senado, por que o jornal não mostra o fundamento de onde retirou tal afirmação?

    É isso aí, meu caro Pax. Depois que o tal “domínio do fato” entrou em ação, ninguém precisa mais provar nada. Afinal, como já bem explicou o ex-ministro, filósofo juridiquês quântico, Ayres Britto, “não poderia ser diferente”.

  130. Patriarca da Paciência said

    “247 – Micarla de Souza, eleita prefeita de Natal em 2008, pelo PV, era acusada de comprar jóias com recursos do município. Foi afastada pela Justiça. Depois dela, o vice Paulinho Freire decidiu renunciar ao cargo, após ser diplomado vereador. O presidente da Câmara, Edivan Martins, também do PV, renunciou. E o vice da casa legislativa, Ney Lopes Júnior, foi também afastado por ordem judicial.

    Resultado: Natal, capital do Rio Grande do Norte e uma das mais importantes cidades do Nordeste, hoje não tem prefeito. Está sem comando e ao deus-dará.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/88983/Natal-a-cidade-sem-prefeito.htm

    Minha modesta opinião é que deve haver alguma coisa errada com a decisão da Justiça que cassou o mandato de uma pessoa que desperta tamanha solidariedade.

    Uma solidariedade realmente limpa e digna.

  131. Patriarca da Paciência said

    No artigo do rola-bosta 100% sobre o Fux, o que podemos observar?

    O rola-bosta 100% idiota não dá mínima importância ao modo de como o ministro Fux se comportou para obter o posto de ministro do STF. Ao contráirio, a culpa foi única e exclusivamente da Dilma e do PT.

    É mais uma prova de que a “grande mídia” é refém da verdade!

  132. Chesterton said

    CHesterton, procure qualquer jornalista que você confie e pergunte o que acha dessa tua fonte.

    chest- não me interessa o carater da fonte, nem o sapato do carteiro, me interessa a mensagem. A última coisa que quero saber é a vida particular das pessoas (desde que o cara não coloque a amante para gerir o caixa 2 de propinas lesa-estado, como o ……… (fill in the blanks).

  133. Chesterton said

    Uma solidariedade realmente limpa e digna.

    chest- eu não sei se acho graça ou choro…de rir.

  134. Chesterton said

    O rola-bosta 100% idiota não dá mínima importância ao modo de como o ministro Fux se comportou para obter o posto de ministro do STF.

    chest- acho que o que interessa é realmente como ele se comporta enquanto ministro do STF…

  135. Patriarca da Paciência said

    “chest- acho que o que interessa é realmente como ele se comporta enquanto ministro do STF…”

    Podemos aplicar o mesmo raciocínio ao Renan Calheiros, “o que interessa é como ele vai se comportar como presidente do Senado”.

  136. Patriarca da Paciência said

    “Uma solidariedade realmente limpa e digna.

    chest- eu não sei se acho graça ou choro…de rir.”

    Hilário mesmo é achar que alguém vai dispensar o cargo de prefeito, de uma das mais importantes cidades do país, simplesmente “largando o osso”.

  137. Chesterton said

    Então me explica melhor esse caso.

  138. Chesterton said

    Link

  139. Chesterton said

    mas a Micarla é foda!!!!!

    http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2012/11/micarla-de-sousa-prefeita-de-natal-afastada-recebia-propina-afirma-mp.html

  140. Chesterton said

    Hilário mesmo é achar que alguém vai dispensar o cargo de prefeito, de uma das mais importantes cidades do país, simplesmente “largando o osso”.

    chest- exatamente, o MP viu que o osso era fruto de desvio (roubo)

  141. Chesterton said

    A unanimidade é burra, dizia o Nelson Rodrigues, e Millôr Fernandes adicionava que jornalismo é oposição. (Mr X)

    .http://www.youtube.com/watch?v=KQ2xrnyH2wQ

  142. Patriarca da Paciência said

    “Então me explica melhor esse caso.”
    (Comentário 137)

    Simples. O processo tem que seguir o seu trâmite normal com a Micarla tendo o direito de apresentar contraditório. A sentença transitar em julgado após as diversas instâncias e as provas serem comprovadas por documentos idôneos não por simples reportagens.

  143. Chesterton said

    Bom, ela não está na cadeia, o lugar certo se as acuações se confirmarem.

  144. Chesterton said

    nos EUA parece que um senador foi preso por passar o sinal vermelho..

    http://abcnews.go.com/Politics/video/sen-michael-crapo-arrested-dui-18055036

  145. Olá!

    Nada como um dia após o outro! Assim as coisas são, pois.

    Em um outro post, o Pax afirmou que políticos como ACM, Arruda e Demóstenes Torres seriam minhas influências intelectuais e, agora, no comentário #101, é o Pax que busca nas palavras do Requião — um político da mesma estirpe de gente como ACM, Arruda e Demóstenes — uma base de sustentação para aquilo que ele, o Pax, acredita.

    Até!

    Marcelo

  146. Otto said

    Botar o Requião na mesma laia de ACM, Arruda e Demóstenes é dose pra cavalo!

  147. Chesterton said

    Pax, o 141 é uma série engraçada feita por um pesquisador norueguês, 7 capitulkos, quando a conexão melhorar.

  148. Pax said

    Vai tentando, Marcelo Augusto…

  149. Pax said

    Enquanto isso … cá eu tento, mais uma vez, instalar um novo modem da Vivo…. tá funcionando como pisca pisca defeituoso. Acende, apaga, acende, apaga, apaga, apaga, quase acende, apaga, apaga…

  150. Jose Mario HRP said

    Esse artigo tem uma certa lógica:
    http://esquerdopata.blogspot.com.br/2012/12/senado-deve-votar-impeachment-de-fux.html

  151. Chesterton said

    http://selvabrasilis.blogspot.com.br/2012/12/financial-times-ridiculariza-dilma-e.html

  152. Pax said

    Muito boa leitura, do Celso (NPTO. Resenha do livro biográfico do Gabeira. Tem que ter calma pra ler, se quiser ler.

    http://www.amalgama.blog.br/12/2012/onde-esta-tudo-aquilo-agora-fernando-gabeira/

  153. Patriarca da Paciência said

    “Em entrevista sem razão de ser -entrevista-vitrine, digamos- entre o pedido de prisão dos condenados e sua decisão a respeito, o ministro Joaquim Barbosa encaixou uma revelação perturbadora: é contrário ao sistema de promoção de juízes por mérito. O fundamento dessa originalidade: “A politicagem que os juízes de primeiro grau são forçados a exercer para conseguir uma promoção é excruciante”.

    http://esquerdopata.blogspot.com.br/

  154. Patriarca da Paciência said

    Se sua excelência, ministro Joaquim Barbosa, considera “A politicagem que os juízes de primeiro grau são forçados a exercer para conseguir uma promoção é excruciante”, o que dizer dos expedientes usados pelos ministros do STF, em particular do ministro Fux?

    Há que observar-se que a política de promoção do Judiciário é competência exclusiva do próprio judiciário.

    Não há qualquer interferência externa!

  155. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    o artigo é bom mas é excessivamente generoso com o Gabeira. Nada diz sobre a arrogância e presunção do dito cujo. Gostei expecialmente desta afirmação:

    “Se Gabeira tivesse ganho, hoje já teria tido que fazer acordos com os vereadores, teria que lidar com a ineficiência da máquina burocrática, teria que conviver com aliados corruptos, e suspeito que não estaria desiludido: pois acredito que seu governo teria boas realizações, que lhe dariam o sentimento de que, ao fim da guerra, valeu a pena.”

    É isso que considero realismo, meu caro Pax. Poucas pessoas acreditam em imacularidades, entre elas, o ministro Joaquim Barbosa, sendo que o que o ministro não sabe é que pouquíssimas pessoas acreditam que ele seja realmente imaculado.

    Essa história de colocar o José Dirceu, Genoino, João Paulo entre “monstruosos criminosos”, não convence ninguém.

    Que praticaram alguns erros, tudo bem, agora, “monstruosos criminosos”?

    É uma monstruosa aberração.

    A teoria do domínio do fato também não convence ninguém.

    Que exista pessoas imaculadas, também não convence ninguém.

  156. Pax said

    Prezados,

    Notícia excelente para meu lado. O tal modem/roteador wifi da Vivo funcionou! É um Huawei B260a. Este aqui do link abaixo:

    http://www.huaweidevice.com/worldwide/technicaIndex.do?method=gotoProductSupport&productId=3155

    Ainda não está uma maravilha porque não achei o cabo para a antena externa. Consegui sinal num dos quartos da casa, o que fica mais em direção de uma antena da Vivo que está a 4 km daqui. Tem morros e matos no meio do caminho. Mas está funcionando, sim. Quase 1 MB de velocidade e vocês não tem ideia do que seja isso. Poder abrir as páginas, ver as fotos e até os vídeos com certa lentidão para carregar, mas dá, sim.

    Meu vizinho (800 metros daqui) instalou um igual e colocou antena externa e conseguiu 2 MB de velocidade, mesmo modem, mesma operadora. Só não estou achando o cabo que liga a antena amplificadora de sinal celular para o modem. Já procurei nas lojas da cidade e está em falta. E não estou conseguindo tempo de dar um pulo na famosa Sta Ifigência, a rua dos eletrônicos em Sampa.

    Bem, o que isso quer dizer? Que a vida vai ficar bem mais fácil. Hoje em dia diria até que passa a existir vida de tão importante que a internet se tornou para todos.

    Enfim, passo para contar dessa novidade excelente para nós aqui de casa. Foi exato 1 ano sem internet e vocês podem imaginar o sufoco.

    Tenham um bom dia por aí.

    =)

  157. Pax said

    Caro Patriarca,

    Agora que vi teu comentário acima.

    Vamos devagar nas pedras, olhando o assunto com separação e isenção, se possível.

    Ponto 1 – o artigo, do Celso, o NPTO dos tempos do Weblog do Pedro Doria.

    Este cara é um mestre em Sociologia pela Unicamp e doutor por Oxford. Votou no PT, acho que desde sempre. E tal como muitos anda cabreiro com os rumos do partido.

    Ponto 2 – a questão da corrupção

    Meu caro, aqui mora uma enorme discussão. Uma coisa é o alardeado pragmatismo que poderíamos chamar de Realpolitik. Aliás o Celso fala disso na questão alemã onde o governo se aliou com os verdes.

    Aqui:

    Gabeira sabia disso, como mostra sua oscilação posterior entre o PT e o PV, dois partidos que ele sempre imaginou atuando juntos, na chamada coligação “verde-vermelha”, o PT entrando como a socialdemocracia alemã entrou em aliança semelhante.

    Aliás, se quer saber, sempre foi o meu sonho, também.

    Outra coisa é adotar a corrupção como método. E aí a coisa complica um bocado. O Celso também coloca isso muito bem.

    Aqui:

    Os capítulos sobre o governo Lula também são bons. Gabeira denunciou a corrupção do governo petista com competência, e ele estava certo. Errou quem achou que as vitórias eleitorais e os bons resultados dos governos nos absolviam. Nas eleições, a população tinha que decidir se o PT era mais corrupto do que a oposição, e decidiu que não. Mas esse padrão de comparação é muito pouco exigente. Quando o Supremo teve que decidir, não em termos comparativos, mas em termos absolutos, se o PT tinha praticado corrupção, decidiu que sim. E, embora se possa criticar alguns aspectos do julgamento, acho que ninguém duvida que, quando o PT fez negócio com Marcos Valério, era o mesmo negócio que o Marcos Valério sempre fazia.

    O problema é que uma análise equilibrada do governo Lula não pode ser feita apenas limpando a baba dos argumentos da Veja e discutindo só corrupção. Gabeira não é o PPS: faz oposição entusiasmada ao governo, mas reconhece as qualidades de Lula, reconhece as realizações do governo. Mas as referências a isso são passageiras, e, embora se possa argumentar que a função de Gabeira é chamar atenção para outros valores que não os da esquerda tradicional, devemos lembrar que a esquerda tradicional tinha uns bons valores: o bolchevismo era um lixo, mas combate à pobreza é uma boa ideia.

    O negrito é meu.

    Ponto 3 – A questão do julgamento do mensalão do PT

    Aqui, meu caro, temos enormes discussões. Um primeiro ponto é meu total desconforto que o mensalão tucano ainda está pendente, que o mensalão do DEM ainda não apareceu, e, ainda pior, é que os mensalões estaduais e municipais nem apareceram como devem aparecer nos jornais e nas Procuradorias. Esta chaga é nacional, capilarizada em todos os recantos.

    E o que o PT fez? Adotou o modelo. Esse foi seu enorme erro. Foi direto ao pote se lambuzar e sem fazer esforço para mudar. Deu no que deu. Uma lambança generalizada. A começar, depois de decidir ir para o brejo, para a vala comum, pela burrice de adotar o mesmíssimo esquema tucano com Marcos Valério et caterva.

    Tem mais é que pagar pelos seus erros, sim.

    Ponto 4 – A situação atual.

    Aqui meu caro, todos sabem muito bem minha opinião. O PT deveria expiar suas culpas. Não faz porque não quer. Resolveu atacar a mídia, a Procuradoria, os ministros do STF etc etc. Tem esse direito? Claro que tem. Essas entidades tem seus defeitos? Claro que têm.

    Mas o que vemos? É uma militância ensandecida defendendo a corrupção, adorando Collor, Sarney e toda essa categoria de políticos que são o que de pior temos. E com um discurso igual ou pior ao da militância da direita, um discurso rábico, surreal, agressivo. Basta olharmos o que falaram no artigo do Eugenio Bucci. É daí para pior.

    E aí, caro Patriarca, eu te afirmo com a consciência super tranquila: dessa turma eu quero tanta distância quanto quero da turma da direita.

    Já disse e repito: se o PT quiser se salvar, na minha opinião, tem que mudar e mudar muito. Este caminho que adotou é o caminho do fim de qualquer coisa que muita gente pode simpatizar.

    Como fazer isso? Não sei exatamente como. Só sei, e tenho certeza absoluta, que não é da forma que estão fazendo.

    Desculpe-me, ainda teria muito mais para falar, mas preciso resolver coisas por aqui. Volto logo mais.

  158. Patriarca da Paciência said

    Meu caro Pax, veja o primeiro comentário ao artigo:

    “Swamoro Songhay
    25/12/2012 em 11:42 am Ou seja, Gabeira foi muito coerente e inteligente para ser petista. E isso também pode ter dificultado o aumento da envergadura do PV.
    Por exemplo, quando confrontou a mesa da Câmara, contra Severino, mostrou o quanto estava sozinho, isolado, na empreitada. E o quanto não se importariam muito, outras correntes, quer Severino ficasse ou saísse.
    Já o apoio ao Serra, pelo contrário, não o desmerece em nada. Pelo contrário, mostra largamente quem poderia ser seu aliado de verdade, num cenário em que tivesse vencido no Rio de Janeiro.”

    “O que é isso, companheiro ?”

    O comentário é longo, mas não sai da mesma linha, ou seja, arrogância, preconceito, prepotência, elitismo etc.etc.etc.

    Eu gostaria que o Celso Barro tivesse, pelo menos, tentado comentar a declaração do Gabeira ” vocês são apenas suburbanos”.

    Eu reconhecço que o artigo é bom, mas conservo minha opinião de que é excessivamente generoso com o Gabeira. Como se o Gabeira fosse a fina flor da cultura! Minha opinião é que o Florestan Fernandes, sim, era um grande intelectual e nunca demonstrou a arrogância de julgar-se “acima do PT, em nenhum momento”.

    Enfim é isso, acho que o Gabeira é alguém que não tem convicções profundas, o mesmo casso do Ferreira Gullar.

    Eu já comentei antes que Dostoiewski já descreveu muito bem tais pessoas em seus livros. São aqueles que falam coisas como, “vejam como eu sou merecedor de homenagens, eu até falo com pobres””

  159. Otto said

    Sobre o Gabeira:

    arvorar-se em paladino contra a corrupção é nobre, justo e digno, mas… alia-ar-se ao Serra, o rei da privataria tucana, é dose pra leão. Ó hipocrisia! Ó tempos, ó costumes!

    Sem falar que ele abandonou todo o discurso pró-maconha para agradar o seu novo púbico conservador.

    Este aí é o político-camaleão, pior que os Sarneys e Collors, que estes daí a gente sempre soube de que lado estão.

  160. Patriarca da Paciência said

    Vejam o que diz quase um decano do nornalismo da Globo:

    “247 – O título da nota que abre a coluna de Ancelmo Gois, no Globo desta sexta-feira, é emblemático: “Desembarque”. Depois do “tiro ao Lula”, o esporte principal dos editores do jornal, a partir de agora, passará a ser o “tiro à Dilma”. Mesmo que, para isso, seja o caso de ofender seus eleitores, que, eventualmente, podem ser também leitores do Globo. Ancelmo relata um suposto protesto feito por um passageiro ao embarcar no Galeão rumo a Nova York. “Se alguém aqui votar no Lula ou na Dilma é um filho da puta!”. Segundo Ancelmo, teria sido aplaudido.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/89169/Ancelmo-Se-alguém-votar-no-Lula-ou-na-Dilma-é-fdp.htm

    Isto está muito longe das insanidades e dos histerismos do rola-bosta 100% idiota e do augusto boçal?

  161. Patriarca da Paciência said

    Os argumentos dos ministros Joaquim Barbosa e Celso de Mello contra o PT me lembram muito a “resposta” de Israel aos palestinos.

    Os palestinos atiram paus e pedras contras soldados israelenses e as forças armadas de Israel realizam borbardeios com jatos de última geração, atirando bombas de última geração, contra populações indefesas.

  162. Chesterton said

    A técnica da “solução agravante”, que já mencionei em artigo anterior, é uma das constantes históricas mais salientes do movimento revolucionário. Os casos são tantos e tão evidentes que chega a ser espantosa a ingenuidade com que liberais e conservadores continuam discutindo (e não raro aceitando) as propostas sociais esquerdistas pelo sentido literal dos seus objetivos proclamados, sem atinar com o astuto mecanismo gerador de crises que elas sempre trazem embutido.

    A dificuldade, nesse caso, vem do descompasso entre a mentalidade científico-positivista dominante na prática do capitalismo e a visão histórico-dialética que orienta o movimento revolucionário. Aquela segue uma lógica linear em que, definido um objetivo, os meios se encadeiam racionalmente para produzir um efeito que, uma vez alcançado, pode ser medido e avaliado objetivamente em termos de sucesso ou fracasso.

    A lógica revolucionária opera sempre com dois objetivos simultâneos e antagônicos, um declarado e provisório, o outro implícito e constante. O primeiro é a solução de algum problema social ou de alguma crise. O segundo é a desorganização sistemática da sociedade e o aumento do poder do grupo revolucionário.

    Entre o problema apontado e a solução proposta há sempre um “non sequitur”, um hiato lógico, camuflado sob forte apelo emocional. Mas entre os meios adotados e o objetivo verdadeiro a conexão é sempre de uma lógica perfeita, inexorável. O problema sai intacto ou agravado. O movimento revolucionário sai fortalecido.

    Em seu já clássico The Vision of the Annointed (New York, Basic Books, 1995), Thomas Sowell fornece, entre outros exemplos, o da educação sexual, proposta nos anos 60 como remédio infalível contra a proliferação dos casos de gravidez e de doenças venéreas entre meninas de escola.

    Contra a advertência óbvia de que quanto mais ouvissem falar de sexo mais as garotas se interessariam em praticá-lo, a medida foi adotada em metade das escolas americanas. Resultado: a incidência de doenças venéreas entre as estudantes aumentou em 350% em quinze anos, e os casos de gravidez passaram de 68 por mil em 1970 para 96 por mil em 1985, enquanto o número de abortos ultrapassava o de nascimentos. Diante do fato consumado, os promotores da ideia genial passaram à etapa seguinte: promover o livre acesso às clínicas de aborto para as menores de idade.

    Outro exemplo, mais claro ainda – que não está no livro –, é a conhecida estratégia Cloward-Piven . Concebida por dois discípulos do revolucionário profissional Saul Alinsky, Richard A. Cloward e Frances Fox Piven, seu objetivo nominal era “acabar com a pobreza”. O verdadeiro objetivo só transparecia obscuramente na exposição dos meios. “Se esta estratégia for implementada – prometiam os autores –, o resultado será uma crise política que poderá levar a uma legislação que garanta uma renda anual e portanto acabe com a pobreza.”

    O plano não explicava como extrair da tal crise a legislação pretendida, nem de onde proviriam os recursos para garantir a cada cidadão americano uma renda anual; detalhava apenas os meios de produzir a crise (subentendendo, sem a mais mínima razão, que esta geraria por si o fim da pobreza). Esses meios consistiam em recrutar o maior número de pessoas e convencê-las a exigir da Previdência Social todos os benefícios a que legalmente tinham direito, quer precisassem deles ou não.

    É evidente que nenhum sistema de previdência social do mundo tem meios de fornecer todos os benefícios a todo mundo ao mesmo tempo. Em suma: não se tratava de eliminar a pobreza, mas de quebrar a Previdência e, junto com ela, os bancos, espalhando a pobreza em vez de eliminá-la e impondo quase que automaticamente a maior intervenção do Estado na economia.

    O resultado foi atingido em 2008, favorecendo a eleição de Barack Hussein Obama, o qual, não por coincidência, tivera como seu único emprego na vida o de “organizador comunitário” incumbido de por em ação… a estratégia Cloward-Piven.

    Mas o exemplo mais lindo de todos é a política do mesmo Barack Hussein Obama no Oriente Médio. Objetivo nominal: implantar a democracia moderna nos países islâmicos. Meio adotado: espalhar dinheiro e armas entre os movimentos de resistência às ditaduras locais, fingindo ignorar que esses movimentos são orientados principalmente pela Fraternidade Muçulmana e estão repletos de agentes da Al-Qaeda. Resultado obtido: elevar ao poder a Fraternidade Muçulmana, trocando ditaduras pró-americanas ou neutras por ditaduras fundamentalistas islâmicas ferozmente anti-americanas. Passagem à etapa seguinte: campanhas de propaganda destinadas a intimidar os americanos para que não digam uma palavra contra o Islã.

    Nesses casos e numa infinidade de outros, os críticos liberais e conservadores falam de “fracasso” das políticas adotadas, fazendo de conta que os objetivos dos revolucionários são os mesmos deles próprios e recusando-se a enxergar o cálculo subjacente planejado para fazer de cada um desses fracassos da nação ou da sociedade um sucesso espetacular do movimento revolucionário.

    Se o leitor entendeu como a coisa funciona, sugiro-lhe agora um exercício: a esquerda americana, aproveitando-se do impacto da tragédia de Sandy Hook, está clamando por maior controle governamental das armas em poder dos civis. Objetivo nominal: prevenir novas matanças de inocentes. De quanto tempo você precisa para descobrir qual será o resultado efetivo?

  163. Pax said

    Este texto não é teu, Chesterton, velho e bom Chesterton.

    Que feio.

  164. Chesterton said

    Pô, claro que não. É o Olavão.

  165. Pax said

    Artigo que dá um nó na cabeça. Só por isso, é bom.

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2012/12/27/mal-estar-na-democracia-brasileira

  166. Pax said

    Uma visão mais otimista que a média… cá entre nós, apesar de tudo que falam, não tenho tanto pessimismo assim com a economia.

    E confesso que o que vejo na tal grande mídia, que muitas das vezes é um porcaria mesmo, mais parece campanha eleitoral que análise da situação da política econômica.

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2012/12/28/apesar-de-voce-o-brasil-vai-crescer

  167. Pax said

    Um contraponto a um dos pontos acima. Merece, também, ser lido. É o contraditório da questão das concessões. Escrito pelo presidente da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR)

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2012/12/28/futuro-e-presente-das-concessoes

  168. Jose Mario HRP said

    Cai o rei de ouro , cai o rei de copas……
    Demostenes, Alvaro Dias…….e depois quem vai ser flagrado com a boca na botija?
    Alvaro, a receita vem aí!

  169. Otto said

    A oposição deveria buscar pelo menos pessoas ilibadas pra esse papel de varões de Plutraco… Mas será que existem? O esporte preferido da direta tupiniquim sempre foi defraudar o Brasil…

  170. Jose Mario HRP said

    Um video altamente educativo.

  171. Otto said

    Quem vai de Aécio em 2014?

    Favor ler o que segue:

    O senador Aécio Neves (PSDB-MG) tenta tirar a vaca do brejo, no atoleiro em que o PSDB se meteu, mas quando ele está sóbrio, suas ideias são tão ou mais retrógradas do que as de José Serra (PSDB-SP).

    Vendo que o discurso da ética se voltará contra o PSDB em 2013 com o julgamento do mensalão tucano, da Lista de Furnas, da “demostenização” de Alvaro Dias, Aécio quer mudar a pauta para a economia, repetindo o erro de José Serra em 2008/2009 ao apostar suas fichas na crise internacional.

    Mas começa muito mal. Ele retoma a agenda do fracasso da Privataria Tucana praticada no governo FHC, onde imperaram os banqueiros.

    Encontrou-se com 3 ex-membros da equipe econômica do governo FHC, responsáveis pela quebra e decadência do Brasil nos anos 90. Se o Brasil foi mal naquela época, os 3 se deram muito bem, tornando-se banqueiros.

    Malan é presidente do Conselho Consultivo Internacional do Banco Itaú. Edmar Bacha também está no Itaú BBA, no Conselho de Administração. O Banco Itaú é o campeão de demissões de bancários, mesmo tendo lucros exorbitantes, e patrocina o “Jornal da Globo”. Armínio Fraga gere cerca de R$ 14 bilhões em Fundos de Investimentos na Gávea Investimentos em parceria com o banco J.P.Morgam. A empresa tem como membros do Conselho Consultivo, FHC e o CEO da Abril S.A.. Tudo “em família” do demotucanato.

    Todos os 3 que Aécio procurou para “fazer sua cabeça” são ferrenhos críticos da política de redução de juros da presidenta Dilma, por motivos óbvios: é bom para o Brasil e para os brasileiros, mas é ruim para seus lucros. É a cara do PSDB de FHC, e é com essa cara que Aécio vai às urnas em 2014. É a oposição dos sonhos de Dilma e Lula.

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2012/12/aecio-chama-tropa-de-choque-da.html

  172. Otto said

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-cobertura-do-casamento-de-cachoeira

    A Folha voltou a chamar o bicheiro Cachoeira de “empresário”. Dirceu, sem uma prova material sequer, é “chefe de quadrilha”. Cachoeira, com provas saindo pelo ladrão, é empresário.

    Se você quer e dar bem no mundo do crime, seja sócio de tucanos.

  173. Chesterton said

    Como jogar dinheiro público fora ( ou no próprio bolso) ?

    Como gastar 600 mil reais num amontoado de terra suja de construção?
    As caixas de números foram preenchidas com pedras brancas. E o relógio não tem ponteiro de segundos. Tudo isso por 600 mil!
    O prefeito petista de Campo Grande ensina como!

  174. Pax said

    Já que tudo está uma grande sacanagem…

    O blog da putaria voltou à atividade.

    http://paxajax.blogspot.com.br/

    Depois de hibernar por uns 4 anos, acho eu.

    =)

    (agora com um colaborador também postando)

  175. Otto said

    por Leandro Fortes, no Facebook

    O que é mais incrível não é a Folha de S.Paulo mandar uma repórter “enviada especial” a Goiânia para cobrir o casamento de um mafioso com uma mulher indiciada por chantagear um juiz federal para tirá-lo da prisão, e sequer citar esse fato.

    Carlinhos Cachoeira, vocês sabem, tem trânsito livre na imprensa brasileira.Dava ordens na redação da Veja, em Brasília, e sua turma de arapongas abastecia boa parte das demais coirmãs da mídia na capital federal.

    Andressa, a noiva, foi indiciada por corrupção ativa pela Polícia Federal por ter tentado chantagear o juiz Alderico Rocha Santos.

    Ela ameaçou o juiz, responsável pela condução da Operação Monte Carlo, com a publicação de um dossiê contra ele. O autor do dossiê, segundo a própria? Policarpo Jr., diretor da Veja em Brasília.

    Mas nada disso foi sequer perguntado aos pombinhos. Para quê incomodar o casal com essas firulas, depois de um ano tão estressante?

    O destaque da notícia foi o mafioso se postar de quatro e beijar os pés da noiva, duas vezes, a pedido dos fotógrafos.

    No final, contudo, descobre-se a razão de tanto interesse da mídia neste sinistro matrimônio no seio do crime organizado nacional.

    Assim, nos informa a Folha:

    “Durante o casamento, o noivo recusou-se a falar sobre munição que afirma ter contra o PT: ‘Nada de política. Hoje, só falo de casamento. De política, só com orientação dos meus advogados’.”

    É um gentleman, esse Cachoeira.

    http://www.viomundo.com.br/politica/leandro-fortes-casamento-de-cachoeira-jornalismo-a-moda-de-al-capone.html

  176. Chesterton said

    Uma fábula alcoólica.
    Célio Pezza
    Era uma vez, um país que disse ter conquistado a independência energética com o uso do álcool feito a partir da cana de açúcar.

    Seu presidente falou ao mundo todo sobre a sua conquista e foi muito aplaudido por todos. Na época, este país lendário começou a exportar álcool até para outros países mais desenvolvidos.

    Alguns anos se passaram e este mesmo país assombrou novamente o mundo quando anunciou que tinha tanto petróleo que seria um dos maiores produtores do mundo e seu futuro como exportador estava garantido.

    A cada discurso de seu presidente, os aplausos eram tantos que confundiram a capacidade de pensar de seu povo. O tempo foi passando e o mundo colocou algumas barreiras para evitar que o grande produtor invadisse seu mercado. Ao mesmo tempo adotaram uma política de comprar as usinas do lendário país, para serem os donos do negócio.

    Em 2011, o fabuloso país grande produtor de combustíveis, apesar dos alardes publicitários e dos discursos inflamados de seus governantes, começou a importar álcool e gasolina.

    Primeiro começou com o álcool, e já importou mais de 400 milhões de litros e deve trazer de fora neste ano 2012 um recorde de 1,5 bilhão de litros, segundo o presidente de sua maior empresa do setor, chamada Petrobras Bio-combustíveis.

    Como o álcool do exterior é inferior, um órgão chamado ANP (Agência Nacional do Petróleo) mudou a especificação do álcool, aumentando de 0,4% para 1,0% a quantidade da água, para permitir a importação. Ao mesmo tempo, este país exporta o álcool de boa qualidade a um preço mais baixo, para honrar contratos firmados.

    Como o álcool começou a ser matéria rara, foi mudada a quantidade de álcool adicionada à gasolina, de 25% para 20%, o que fez com que a grande empresa produtora de gasolina deste país precisasse importar gasolina, para não faltar no mercado interno. Da mesma forma, ela exporta gasolina mais barata e compra mais cara, por força de contratos.

    A fábula conta ainda que grandes empresas estrangeiras, como a BP (British Petroleum), compraram no último ano várias grandes usinas produtoras de álcool neste país imaginário, como a Companhia Nacional de Álcool e Açúcar, e já são donas de 25% do setor. (SHELL-COSAN)

    A verdade é que hoje este país exótico exporta o álcool e a gasolina a preços mais baixos um produto com 0,4% de água, importa a preços mais altos um produto inferior (1% de água), e seu povo paga por estes produtos um dos mais altos preços do mundo.

    Infelizmente esta fábula é real e o país onde estas coisas irreais acontecem chama-se Brasil cujo ex Presidente, além de ladrão ainda é pinguço.
    CÉLIO PEZZA é escritor.

    __________________________

    chest- Otto, você agora vai ficar pautando jornal dos outros? O que é notícia?

  177. Chesterton said

    Aí, pax, você entende mais de putaria que de política….

  178. Otto said

    “Otto, você agora vai ficar pautando jornal dos outros? O que é notícia?”

    Mas que é estranho é, toda essa deferência com o Al Capone goiano…

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/89268/Casamento-de-Cachoeira-jornalismo-%C3%A0-Al-Capone-Casamento-Cachoeira-jornalismo-Al-Capone.htm

  179. Chesterton said

    Bandido sempre foi noticia.

  180. Patriarca da Paciência said

    Pois é,

    além do Gabeira, mais um rola-bosta 100% idiota entrando para o time dos xingadores do Lula.

    “Infelizmente esta fábula é real e o país onde estas coisas irreais acontecem chama-se Brasil cujo ex Presidente, além de ladrão ainda é pinguço.
    CÉLIO PEZZA é escritor.”

    Esses rola-bostas 100% idiotas podem xingar o Lula à vontade que sequer arranham seu prestígio!

    E Lula continuará “elegendo seus postes que iluminarão o Brasil” e também vai se eleger governador de São Paulo.

  181. Patriarca da Paciência said

    “Seu presidente falou ao mundo todo sobre a sua conquista e foi muito aplaudido por todos. Na época, este país lendário começou a exportar álcool até para outros países mais desenvolvidos.”

    Esse rola-bosta 100% idiota sequer sabe que o programa do alcool foi criado e implantado pelos governos militares!

  182. Patriarca da Paciência said

    “Em 14 de Novembro de 1975 o decreto n° 76.593 cria o Pró álcool, sendo os engenheiros Lamartine Navarro Júnior e Cícero Junqueira Franco considerados “os pais do Pró álcool”, acompanhado pelo empresário Maurílio Biagi. O programa de motores à álcool foi idealizado pelo físico José Walter Bautista Vidal e pelo engenheiro Urbano Ernesto Stumpf este último conhecido como o pai do motor a álcool entre outros.

    Na época, o então governo militar, incentivou a grilagem de terras[carece de fontes?] para o cultivo da cana e fez vista grossa em relação à violações de direitos trabalhistas[carece de fontes?]. Quanto aos usineiros o governo forçou a produção de álcool, ao invés de açúcar, mediante o fornecimento de subsídios.”
    (Wikipédia)

    Esse rola-bosta 100% idiota deveria consultar pelo menos a Wikipédia antes de falar tantas bobagens!

  183. Pax said

    Sei não…

    Conversando com vários amigos. Vários ex eleitores do PT.

    O estrago foi maior que imaginava. Ao menos no meu círculo de relações.

    Enviado via iPhone

  184. Chesterton said

    Mas o patriarca continua firme (rsrsrsrs)

  185. Chesterton said

    Me engana que eu gosto
    DE SÃO PAULO

    Muitos de vocês, como eu também, hão de se perguntar por que, depois de tantos escândalos envolvendo os dois governos petistas, a popularidade de Dilma e Lula se mantém alta e o PT cresceu nas últimas eleições municipais. Seria muita pretensão dizer que sei a resposta a essa pergunta. Não sei, mas, porque me pergunto, tento respondê-la ou, pelo menos, examinar os diversos fatores que influem nela.

    Assim, a primeira coisa a fazer é levar em conta as particularidades do eleitorado do país e o momento histórico em que vivemos. Sem pretender aprofundar-me na matéria, diria que um dos traços marcantes do nosso eleitorado é ser constituído, em grande parte, por pessoas de poucas posses e trabalhadores de baixos salários, sem falar nos que passam fome.

    chest- esse é o problema.

    Isso o distingue, por exemplo, do eleitorado europeu, e se reflete consequentemente no conteúdo das campanhas eleitorais e no resultado das urnas. Lá, o neopopulismo latino-americano não tem vez. Hugo Chávez e Lula nem pensar.

    Historicamente, o neopopulismo é resultante da deterioração do esquerdismo revolucionário que teve seu auge na primeira metade do século 20 e, na América Latina, culminaria com a Revolução Cubana. A queda do Muro de Berlim e o fim da União Soviética deixaram, como herança residual, a exploração da desigualdade social, já não como conflito entre o operariado e a burguesia, mas, sim, entre pobres e ricos. O PT é exemplo disso: nasceu prometendo fazer no Brasil uma revolução equivalente à de Fidel em Cuba e terminou como partido da Bolsa Família e da aliança com Maluf e com os evangélicos.

    chest- e com Sarney.

    Esses são fatos indiscutíveis, que tampouco Lula tentou ocultar: sua aliança com os evangélicos é pública e notória, pois chegou a nomear um integrante da seita do bispo Macedo para um de seus ministérios. A aliança com Paulo Maluf foi difundida pela televisão para todo o país. Mas nada disso alterou o prestígio eleitoral de Lula, tanto que Haddad foi eleito prefeito da cidade de São Paulo folgadamente.

    E o julgamento do mensalão? Nenhum escândalo político foi tão difundido e comprovado quanto esse, que resultou na condenação de figuras do primeiro escalão do PT e do governo Lula. Não obstante, o número de vereadores petistas aumentou em quase todo o país.

    E tem mais. Mal o STF decidiu pela condenação de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, estourava um novo escândalo, envolvendo, entre outros, altos funcionários do governo, Rose Noronha, chefe do gabinete da Presidência da República em São Paulo e pessoa da confiança e da intimidade de Lula.

    chest- o eleitorado petista limpa bunda com jornal, nãos e itnressa pelas “letrinhas”…

    Em seguida, as revelações feitas por Marcos Valério vieram demonstrar a participação direta de Lula no mensalão. Apesar de tudo isso, a última pesquisa de opinião da Datafolha mostrou que Dilma e Lula continuam na preferência de mais de 50 % da opinião pública.

    Como explicá-lo? É que essa gente que os apoia aprova a corrupção? Não creio. Afora os que apoiam Lula por gratidão, já que ele lhes concedeu tantas benesses, há aqueles que o apoiam, digamos, ideologicamente, ainda que essa ideologia quase nada signifique.

    Esse é um ponto que mereceria a análise dos psicólogos sociais. O cara acha que Lula encarna a luta contra a desigualdade, identifica-se com ele e, por isso, não pode acreditar que ele seja corrupto. Consequentemente, a única opção é admitir que o Supremo Tribunal Federal não julgou os mensaleiros com isenção e que a imprensa mente quando divulga os escândalos.

    O que ele não pode é aceitar que errou todos esses anos, confiando no líder. Quando no governo Fernando Henrique surgiu o medicamento genérico, os lulistas propalaram que aquilo era falso remédio, que os compridos continham farinha. E não os compravam, ainda que fossem muito mais baratos. Esse tipo de eleitor mente até para si mesmo.

    Não obstante, uma coisa é inegável: os dirigentes petistas sabem que tudo é verdade. O próprio Lula admitiu que houve o mensalão ao pedir desculpas publicamente em discurso à nação.

    Por isso, só lhes resta, agora, fingirem-se de indignados, apresentarem-se como vítimas inocentes, prometendo ir às ruas para denunciar os caluniadores. Mas quem são os caluniadores, o Supremo Tribunal e a Polícia Federal? Essa é uma comédia que nem graça tem.

    Ferreira Gullar

    chest- a democracia brasileira chegou numa encruzilhada , ou se acaba com a vaca ou se acaba com o brejo….

  186. Pax said

    As pessoas com quem converso neste fim de ano (2 arquiteto , historiadora, poeta, musicista, produtor rural, diretora de escola pública, psicanalista..)

    Estão revoltadas com o PT.

    Mas todos, unânime, gostam da Dilma. Bastante.

  187. Pax said

    E a turma está revoltada com a militância petista que fala essas besteiradas, assim como com Lula e a turma do PT que aparece na mídia. Revoltados com Dirceu, João Paulo Cunha e sem entender direito (meio que perdoando) Genoíno.

    e…

    Não suportam Diogo, titio e outros histéricos.

    Confesso que muito diferente do que imaginava ou esperava.

  188. Otto said

    Pax:

    veja como o STF mudou:

    http://www.blogdodanieldantas.com.br/2012/12/gilmar-mendes-arquiva-processo-contra.html?utm_source=feedburner&utm_medium=twitter&utm_campaign=Feed%3A+DeOlhoNoDiscurso+%28De+olho+no+discurso%29

  189. Otto said

    Pax #137

    este teu círculo de amizades é classe média alta, pelo jeito. São os mais atingidos pelo bombardeio da velha mídia. Experimente conversar com serventes de pedreiros, diaristas, catadores de papel…

    Se a imagem do PT foi afetada, isto não se demonstrou nas eleições municipais. Ou então, de repente, sua vitória seria ainda mais acachapante.

  190. Chesterton said

    2 arquiteto , historiadora, poeta, musicista, produtor rural, diretora de escola pública, psicanalista

    chest- com exceção do tal “produtor rural”, gente que geralmente se acha intelectual….não tem bem idéia de como a riqueza de onde vem seus honorários é criada.

    ———————-

    v~e se com link melhor agora abre

    .http://www.youtube.com/watch?v=KQ2xrnyH2wQ

  191. Chesterton said

    serventes de pedreiros, diaristas, catadores de papel…

    chest- pois é, a opinião deles decide o futuro do país….brejo à vista, ou então a manutençaõ do status quo.

  192. Chesterton said

    …e o Chaves deixará um motorista de caminhão, o vice, como presidente…..ai, ai, ai…

  193. Jose Mario HRP said

    Quando derrubamos o Collor, na TV Cultura, da fundação Padre Anchieta, naqueles idos de ….a TV Cultura colocou no horario em que acontecia a votação que derrubaria Collor esse filme!

    .http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=lMcTKNDB2TM

    O povo derrubaria qualquer um!
    Viva a Liberdade”!”

  194. Pax said

    Prezados,

    Acabo de receber e-mail do wordpress, ferramenta deste blog. Entre outras estatísticas do ano, esta aqui merece meu agradecimento para vocês todos que comentam e contribuem neste humilde pedaço. Obrigado.

    O seu artigo mais comentado em 2012 foi Vaccarezza e o pecado da soberba. Quem paga a conta é Odair Cunha e o PT.

    Os 5 comentadores mais ativos:

    1 Chesterton 1388 COMENTÁRIOS
    2 Patriarca da Paciência 1072 COMENTÁRIOS
    3 Edu 677 COMENTÁRIOS
    4 JOSE MARIO HRP 597 COMENTÁRIOS
    5 Zbigniew 543 COMENTÁRIOS

    Gostaria, muito, que o blog continuasse da mesma forma. Sem propagandas, sem compromissos, completamente aberto e estimulando a pluralidade de opiniões.

    Um abraço a todos.

  195. Chesterton said

    pode contar comigo.

  196. Patriarca da Paciência said

    É isso aí, caro Pax, quer dizer que eu sou o “vice” comentarista?

    Bom. vou fazer o comentário 1073.

    Vejam só esta:

    “2013.

    Até renunciar ao cargo, em novembro de 2011, ele foi o primeiro-ministro que ficou por mais tempo no cargo na Itália no período do pós-guerra.

    Ao mesmo tempo em que faz planos para uma nova campanha eleitoral, o político enfrenta batalhas judiciais. Em outubro de 2012, ele foi condenado a quatro anos de prisão por evasão fiscal, mas recorre da decisão.”

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/12/121228_berlusconi_divorcio_pai.shtml

    Viram aí, o Berlusconi foi condenado a 4 anos de prisão e está concorrendo ao cargo de primeiro ministro da Itália!

    E, segundo a própria “grande” mídia, da qual o Besluconi é um dos maiorais, é um forte candidato!

  197. Patriarca da Paciência said

    “Não obstante, uma coisa é inegável: os dirigentes petistas sabem que tudo é verdade. O próprio Lula admitiu que houve o mensalão ao pedir desculpas publicamente em discurso à nação.”

    Será que o Fereira Gullar lê pensamentos, ou será que ele é o dono da verdade mesmo?

    Bom, tudo é possível. Como diz o ex-ministro e promissor filósofo juridiquês quântico, Ayres Britto, “não poderia ser diferente”.

    E o fato concreto de, em 7 anos, não terem mostrado uma só prova concreta?

    Ora, quem precisa de provas quando temos a “teoria juridiquês quântica”!

  198. Chesterton said

    se ele está recorrendo é porque não foi condenado em última instância, Como Genoíno!!!

    Ferreira Gullar, outro vira-bosta….muda o disco patriarca

  199. Chesterton said

    xiiiii

    http://obamasrealfather.com/frank-marshall-davis/

  200. Patriarca da Paciência said

    “se ele está recorrendo é porque não foi condenado em última instância, Como Genoíno!!!”

    Exatamente, Chesterton, exatamente!

    Mas o rola-bosta 100% idiota e o augusto boçal, juntamente com a “grande'” mídia nacional, agora com as promissoras colaborações do Gabeira e do Gullar, ladram aos quatro cantos do mundo que é o cúmulo dos absurdos o Genoino assumir seu posto de simples deputado, para o qual está legitimamente eleito.

  201. Patriarca da Paciência said

    “Lula alugou a boca de Gilberto ao se ver acuado pelo julgamento do mensalão, pela descoberta da quadrilha da qual fazia parte Rosemary Noronha, sua ex-secretária, e pela delação à procura de um prêmio feita por Marcos Valério.

    Gilberto foi posto na antessala da presidente Dilma para funcionar como principal olheiro de Lula, prestando também ao exigente chefe todo tipo de serviço.”

    O que é isto, companheiro?

    Cabala? Adivinhação? Profecia? Onipresença? Dono da verdade?

    Sinceramente! Acho que essas irresponsabilidades com a maior autoridade da República devem ser combatidas!

    Não é possível continuar aceitando tamanha falta de respeito!

  202. Patriarca da Paciência said

    O link dos dois primeiros parágrafos acima:

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/89355/Noblat-avisa-em-2013-o-bicho-vai-pegar.htm

  203. Patriarca da Paciência said

    Complementando o comentário 200,

    uma pessoa só é realmente “condenada” quando a sentença transita em julgado!

  204. Zbigniew said

    Caríssimos,
    ao Pax e a todos os demais um ano novo repleto de alegrias e boas realizações. Do fundo do coração tudo de bom a vocês que também foram ótimas companhias neste ano que passou.

    E para fechar 2012, um bom artigo do Bresser Pereira, para refletirmos sobre os próximos lances desta renhida luta pelo poder.

    DEPOIS DA RUÍNA NEOLIBEAL, O “MORALISMO LIBERAL”

    Ex-ministro de FHC, Luiz Carlos Bresser Pereira publica duro artigo sobre o comportamento das elites ao longo da Ação Penal 470. “O que significou, afinal, esse julgamento? O início de uma nova era na luta contra a corrupção no Brasil, como afirmaram com tanta ênfase elites conservadoras, ou, antes, um momento em que essas elites lograram afinal impor uma derrota a um partido político que vem governando o país há dez anos com êxito?”

    31 DE DEZEMBRO DE 2012 ÀS 07:32

    247 – A ação penal 470 foi um julgamento político. O momento em que as elites brasileiras, após a rúína neoliberal, decidiram se apegar ao velho moralismo liberal. A tese é do cientista político Luiz Carlos Bresser Pereira, ex-ministro de FHC, que publicou artigo na Folha. Leia abaixo:

    O mensalão, as elites e o povo

    Depois do fracasso da aventura neoliberal, as elites se prendem ao velho moralismo liberal

    O fato político de 2012 foi o julgamento pelo Supremo Tribunal Federal do processo do mensalão e a condenação a longos anos de prisão de três líderes do Partido dos Trabalhadores com um currículo respeitável de contribuições ao país.

    O que significou, afinal, esse julgamento? O início de uma nova era na luta contra a corrupção no Brasil, como afirmaram com tanta ênfase elites conservadoras, ou, antes, um momento em que essas elites lograram afinal impor uma derrota a um partido político que vem governando o país há dez anos com êxito?

    Havia um fato inegável a alimentar o processo e suas consequências políticas. O malfeito, a compra de deputados e o uso indevido do dinheiro público existiram. Mas também é inegável que, em relação aos três principais líderes políticos condenados, não havia provas suficientes -provas que o direito penal brasileiro sempre exigiu para condenar. O STF foi obrigado a se valer de um princípio jurídico novo, o domínio do fato, para chegar às suas conclusões.

    Se, de fato, o julgamento do mensalão representou grande avanço na luta pela moralidade pública, como se afirma, isso significará que a Justiça brasileira passará agora a condenar dirigentes políticos e empresariais cujos subordinados ou gerentes tenham se envolvido em corrupção. Acontecerá isso? Não creio.

    Como explicar que esse julgamento tenha se constituído em um acontecimento midiático que o privou da serenidade pública necessária à justiça? Por que transformou seu relator em um possível candidato à Presidência (aquele, na oposição, com maior intenções de votos segundo o Datafolha)? E por que, não obstante sua repercussão pública, o Datafolha verificou que, se a eleição presidencial fosse hoje, tanto Dilma Rousseff quanto o ex-presidente Lula se elegeriam no primeiro turno?

    Para responder a essas perguntas é preciso considerar que elites e povo têm visão diferente sobre a moralidade pública no capitalismo.

    Enquanto classes dominantes adotam uma permanente retórica moralizante, pobres ou menos educados são mais realistas. Sabem que as sociedades modernas são dominadas pela mercadoria e pelo dinheiro.

    Ou, em outras palavras, que o capitalismo é intrinsecamente uma forma de organização econômica onde a corrupção está em toda parte. O Datafolha nos ajuda novamente: para 76% dos brasileiros existe corrupção nas obras da Copa.

    Hoje, depois do fracasso da aventura neoliberal no mundo, as elites, inclusive a classe média tradicional, estão desprovidas de qualquer projeto político digno desse nome e se prendem ao velho moralismo liberal.

    Já os pobres, pragmáticos, votam em quem acreditam que defende seus interesses. Não acreditam que elites e o país se moralizarão, mas, valendo-se da democracia pela qual tanto lutaram, votam nos candidatos que lhes inspiram mais confiança.

    Não concluo que a luta contra a corrupção seja inglória. Ela é necessária, e sabemos que quanto mais desenvolvido, igualitário e democrático for um país, mais altos serão seus padrões morais. Terem havido condenações no julgamento do mensalão representou avanço nessa direção, mas ele ficou prejudicado porque faltou serenidade para identificar crimes e estabelecer penas.

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/89352/Depois-da-ru%C3%ADna-neolibeal-o-moralismo-liberal.htm

    Feliz 2013!

  205. Patriarca da Paciência said

    “Briga de ministros do STF bate recorde de acessos na ConJur

    O bate-boca e a troca de ofensas entre os ministros do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa e Eros Grau, foi a notícia mais lida da semana na revista Consultor Jurídico. Desde que foi publicado no dia 15 de agosto, o texto teve 6.288 acessos, aponta mediação do Google Analytics. Os ministros se estranharam depois de Eros libertar Humberto Braz, braço direito do banqueiro Daniel Dantas.

    Preocupado com a opinião pública, o ministro Joaquim Barbosa censurou seu colega: “Como é que você solta um cidadão que apareceu no Jornal Nacional oferecendo suborno?”, perguntou Joaquim. Eros respondeu que não havia julgado a ação penal, mas se havia fundamento para manter prisão preventiva. Joaquim retrucou dizendo que “a decisão foi contra o povo brasileiro”.

    Em outro round, depois que Joaquim Barbosa deu habeas corpus para garantir a Daniel Dantas o direito de não se auto-incriminar em uma Comissão Parlamentar de Inquérito, Eros, em tom de gozação, comentou que esse HC repercutira mais que o dele. Joaquim, enfurecido, quase chegou às vias de fato com o colega.

    Joaquim só não agrediu Eros porque foi contido. Ele chamou o colega de velho caquético, colocou sua competência em questão, disse que ele escreve mal “e tem a cara-de-pau de querer entrar na Academia Brasileira de Letras”. Eros retrucou lembrando decisões constrangedoras de Joaquim Barbosa que a Corte teve de corrigir e que ele nem encontrava mais clima entre os colegas. O clima azedou a ponto de se resgatar o desconfortável boletim de ocorrência feito pela então mulher de Barbosa, tempos atrás: “Para quem batia na mulher, não seria nada estranho que batesse em um velho também”, afirmou.

    Depois da confusão, Joaquim Barbosa não voltou ao tribunal e o chá da tarde nunca foi tão caloroso.”

    http://novobloglimpinhoecheiroso.wordpress.com/2012/10/14/bater-em-mulher-e-covardia-quando-joaquim-barbosa-nao-era-heroi-da-midia/

  206. Chesterton said

    200, ele foi condenado em última instância, mas ainda não saiu escrito lá no…(me escapa). Assim que sair , ele terá que ir para a cadeia.Vai ser engraçado, cadeia-congresso, congresso-cadeia…
    Aente que ser julgado pelo supremo apenas sempre foi considerado um privilégio de congressistas.

  207. Chesterton said

    uma pessoa só é realmente “condenada” quando a sentença transita em julgado!

    chest- exatamente por isso bat-barbosa não prendeu os corruptos, que coisa essa lei que favorece os bandidos, né?

  208. Pax said

    Feliz 2013!

    =)

  209. Chesterton said

    Por Jorge Serrão – serrao@alertatotal.net

    Feliz 2013, mas nada custa lembrar que 2012 ainda não terminou. Parece que estamos em uma máquina do tempo movida a vapor ou manivela, de tão lenta para realizar as mudanças urgentes no tempo certo. O mundo não acabou, nem deve acabar, porém teremos de segurar a onda de problemas gerados no passado e que vão comprometer nosso presente-futuro.

    Onde estão as reformas política e tributária sempre prometidas e nunca cumpridas? Como ficou a redução de gastos desnecessários dos governos para que sobre dinheiro para investimentos que nos levarão ao crescimento real? A quantas anda a melhoria na área de ensino, para permitir que o Brasil seja, um dia, uma potência científica-tecnológica e com cidadãos bem capacitados para produzir e empreender?

    Ok, tais perguntas se referem a respostas focadas em um Projeto para o Brasil. Pois bem, onde está tal Projeto? Quem terá a coragem, competência e oportunidade de concebê-lo para anteontem? A ressaca das megafestinhas de ano novo ainda persistem, mas a intenção de mudar o Brasil realmente para melhor fica sempre naquela promessa com jeito de jamais ser cumprida. Sofremos da tal doença do amanhã – um vírus da vanguarda do atraso que promete resolver tudo em um futuro que nunca chega de forma palpável.

    Então vamos a questionamentos mais simples, do mundo político-jurídico-institucional brasileiro. Quando é que o tal julgamento da Ação Penal 470 vai realmente terminar? Mais precisamente: quando é que os semi-deuses togados proclamarão o tal do “transitado em julgado”? Melhor indagando: quando é que as penas dos condenados começam a ser efetivamente cumpridas, após esgotados todos os inúmeros recursos possíveis? Pergunto mais: quando o Supremo Tribunal Federal vai publicar no Diário Oficial o tal “acórdão” com as decisões dos ministros para que os advogados dos mensaleiros ainda possam recorrer?

    É preciso fazer tantas perguntas diante do que se viu nas retrospectivas produzidas por nosso espetaculoso telejornalismo tupiniquim. O enredo principal da retrô da Globo bem que poderia ter sido exibida como um quadro do humorístico Zorra Total. Foi uma piada de péssimo gosto colocar os apresentadores dentro do prédio do velho Tribunal do Juri do Rio de Janeiro, para proclamar que o “o mensalão foi o julgamento do século”.

    A verdade é concreta – como bem prega o alemão Goethe. O espetáculo teatral do mensalão ainda não puniu, efetivamente, nenhum dos atores. As penas de prisão que eles deverão cumprir, efetivamente, são pequenas diante do crime que cometeram. Além disso, a prisão deles nem tem data para ocorrer. Enquanto continuam soltos, em fevereiro, o ilustre condenado José Genoíno (que se proclama um injustiçado) vai tomar posse como deputado federal, assumindo a suplência do PT. Os demais continuam livres, leves e soltos como “consultores”.

    Outra vigarice editorial: Por que a mídia abestada e amestrada pelas verbas oficiais ou das empresas amigas do Governo do Crime Organizado não fala mais sobre o Rosegate? Será que vai mesmo funcionar a operação abafa para impedir que Luiz Inácio Lula da Silva seja poupado em mais um escândalo de corrupção que tem sua apadrinhada e melhor amiga Rosemary Nóvoa Noronha como uma das principais operadoras? Por que será que nem o batom na cueca serve de prova material no Brasil dos corruptos?

    Enquanto 2012 não termina, 2013 deve começar muito esquisito na telinha. Breve, a Rede Globo vai exibir a mais cara produção da história do cinema brasileiro: “Lula, o Filho do Brasil”. Do ponto de vista estético e cinematográfico, o filme de Bruno Barreto é uma obra de grande qualidade, justificável pelos R$ 16 milhões torrados em sua concepção.

    O lamentável é que, nas atuais circunstâncias, a veiculação do filme é mais uma tática de propaganda para preservar a imagem do grande líder – que entra em fase de desgaste pós-Rosegate. E, para piorar, comenta-se que a Globo receberá uma injeção de R$ 6 milhões para passar o filme. A “ajuda” seria uma forma de compensar eventuais perdas com patrocinadores que deixariam de anunciar durante a exibição do “épico petista”, para não ficar com a imagem atrelada ao governismo-partidarismo.

    Pena que o Festival Nacional da Rede Globo não possa exibir outros filmes de sucesso, contando os escândalos do Rosegate, da Petrobrás, da Eletrobrás e alguns outros prestes a estourar no comecinho do ano que termina com a dezena 13.
    Azar nosso ou deles? Eis a questão… Até que o segredo da cueca (ou da calcinha?) seja finalmente desvendado…

    Vida que segue… Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

  210. Chesterton said

    MARCO ANTONIO VILLA – O Estado de S.Paulo
    A eleição de Luiz Inácio Lula da Silva em 2002 foi recebida como um conto de fadas. O País estaria pagando uma dívida social. E o recebedor era um operário.

    Operário que tinha somente uma década de trabalho fabril, pois aos 28 anos de idade deu adeus, para sempre, à fábrica. Virou um burocrata sindical. Mesmo assim, de 1972 a 2002 – entre a entrada na diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e a eleição presidencial -, portanto, durante 30 anos, usou e abusou do figurino do operário, trabalhador, sofrido. E pior, encontrou respaldo e legitimação por parte da intelectualidade tupiniquim, sempre com um sentimento de culpa não resolvido.

    A posse – parte dos gastos paga pelo esquema do pré-mensalão, de acordo com depoimento de Marcos Valério ao Ministério Público – foi uma consagração. Logo a fantasia cedeu lugar à realidade. A mediocridade da gestão era visível. Como a proposta de governo – chamar de projeto seria um exagero – era inexequível, resolveram manter a economia no mesmo rumo, o que foi reforçado no momento da alta internacional no preço das commodities.

    Quando veio a crise internacional, no final de 2008, sem capacidade gerencial e criatividade econômica, abriram o baú da História, procurando encontrar soluções do século 20 para questões do século 21. O velho Estado reapareceu e distribuiu prebendas aos seus favoritos, a sempre voraz burguesia de rapina, tão brasileira como a jabuticaba. Evidentemente que só poderia dar errado. Errado se pensarmos no futuro do País. Quando se esgotou o ciclo de crescimento mundial – como em tantas outras vezes nos últimos três séculos -, o governo ficou, como está até hoje, buscando desesperadamente algum caminho. Sem perder de vista, claro, a eleição de 2014, pois tudo gira em torno da permanência no poder por mais um longo tempo, como profetizou recentemente o sentenciado José Dirceu.

    Os bancos e as empresas estatais foram usados como instrumentos de política partidária, em correias de transmissão, para o que chamou o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, de “projeto criminoso de poder”, quando do julgamento do mensalão. Os cargos de direção foram loteados entre as diferentes tendências do Partido dos Trabalhadores (PT) e o restante foi entregue à saciedade dos partidos da base aliada no Congresso Nacional. O PT transformou o patrimônio nacional, construído durante décadas, em moeda para obter recursos partidários e pessoais, como ficou demonstrado em vários escândalos durante a década.

    O PT era considerado uma novidade na política brasileira. A “novidade” deu vida nova às oligarquias. É muito difícil encontrar nos últimos 50 anos um período tão longo de poder em que os velhos oligarcas tiveram tanto poder como agora. Usaram e abusaram dos recursos públicos e transformaram seus Estados em domínios familiares perpétuos. Esse congelamento da política é o maior obstáculo ao crescimento econômico e ao enfrentamento dos problemas sociais tão conhecidos de todos.

    Não será tarefa fácil retirar o PT do poder. Foi criado um sólido bloco de sustentação que – enquanto a economia permitir – satisfaz o topo e a base da pirâmide. Na base, com os programas assistenciais que petrificam a miséria, mas garantem apoio político e algum tipo de satisfação econômica aos que vivem na pobreza absoluta. No topo, atendendo ao grande capital com uma política de cofres abertos, em que tudo pode, basta ser amigo do rei – a rainha é secundária.

    A incapacidade da oposição de cumprir o seu papel facilitou em muito o domínio petista. Deu até um grau de eficiência política que o PT nunca teve. E o ano de 2005 foi o ponto de inflexão, quando a oposição, em meio ao escândalo do mensalão, e com a popularidade de Lula atingindo seu nível mais baixo, se omitiu, temendo perturbar a “paz social”. Seu principal líder, Fernando Henrique Cardoso, disse que Lula já estava derrotado e bastaria levá-lo nas cordas até o ano seguinte para vencê-lo facilmente nas urnas. Como de hábito, a análise estava absolutamente equivocada. E a tragédia que vivemos é, em grande parte, devida a esse grave erro de 2005. Mas, apesar da oposição digna de uma ópera-bufa, os eleitores nunca deram ao PT, nas eleições presidenciais, uma vitória no primeiro turno.

    O PT não esconde o que deseja. Sua direção partidária já ordenou aos milicianos que devem concentrar os seus ataques na imprensa e no Poder Judiciário. São os únicos obstáculos que ainda encontram pelo caminho. E até com ameaças diretas, como a feita na mensagem natalina – natalina, leitores! – de Gilberto Carvalho – ex-seminarista, registre-se – de que “o bicho vai pegar”. A tarefa para 2013 é impor na agenda política o controle social da mídia e do Judiciário. Sabem que não será tarefa fácil, porém a simples ameaça pode-se transformar em instrumento de coação. O PT tem ódio das liberdades democráticas. Sabe que elas são o único obstáculo para o seu “projeto histórico”. E eles não vão perdoar jamais que a direção petista de 2002 esteja hoje condenada à cadeia.

    A década petista terminou. E nada melhor para ilustrar o fracasso do que o crescimento do produto interno bruto (PIB) de 1%. Foi uma década perdida. Não para os petistas e seus acólitos, claro. Estes enriqueceram, buscaram algum refinamento material e até ficaram “chiques”, como a Rosemary Nóvoa de Noronha, sua melhor tradução. Mas o Brasil perdeu.

    Poderíamos ter avançado melhorando a gestão pública e enfrentado com eficiência os nossos velhos problemas sociais, aqueles que os marqueteiros exploram a cada dois anos nos períodos eleitorais. Quase nada foi feito – basta citar a tragédia do saneamento básico ou os milhões de analfabetos.

    Mas se estagnamos, outros países avançaram. E o Brasil continua a ser, como dizia Monteiro Lobato, “essa coisa inerme e enorme”.

  211. Otto said

    “Pode ser levado a sério um historiador que aponta os últimos dez anos, período em que o Brasil reduziu pela metade seu desemprego, emergiu como ator global e consolidou sua democracia, como uma década perdida? Pois este é Marco Antonio Villa, um dos porta-vozes da oposição no País.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/89353/A-piada-da-d%C3%A9cada-Villa-v%C3%AA-d%C3%A9cada-perdida-no-Brasil-piada-d%C3%A9cada-Villa-v%C3%AA-d%C3%A9cada-perdida-Brasil.htm

  212. Otto said

    Para o Edu, Pax e outros que se interessam pela Escandinávia:

    Estava na Folha, num editorial recente.

    A carga tributária brasileira é alta. Cerca de 35% do PIB. Esta tem sido a base de incessantes campanhas de jornais e revistas sobre o assim chamado “Custo Brasil”.

    Tirada a hipocrisia cínica, a pregação da mídia contra o “Custo Brasil” é uma tentativa de pagar (ainda) menos impostos e achatar direitos trabalhistas.

    Notemos. A maior parte das grandes empresas jornalísticas já se dedica ao chamado ‘planejamento fiscal’. Isto quer dizer: encontrar brechas na legislação tributária para pagar menos do que deveriam.

    A própria Folha já faz tempo adotou a tática de tratar juridicamente muitos jornalistas – em geral os de maior salário – como PJs, pessoas jurídicas. Assim, recolhe menos imposto. Uma amiga minha que foi ombudsman era PJ, e uma vez me fez a lista dos ilustre articulistas da Folha que também eram.

    A Globo faz o mesmo. O ilibado Merval Pereira, um imortal tão empenhado na vida terrena na melhora dos costumes do país, talvez pudesse esclarecer sua situação na Globo – e, transparentemente, dizer quanto paga, em porcentual sobre o que recebe.

    A Receita Federal cobra uma dívida bilionária em impostos das Organizações Globo, mas lamentavelmente a disputa jurídica se trava na mais completa escuridão. Que a Globo esconda a cobrança se entende, mas que a Receita Federal não coloque transparência num caso de alto interesse público para mim é incompreensível.

    A única vez em que vi uma reprovação clara em João Roberto Marinho, acionista e editor da Globo, foi quando chegou a ele que a Época fazia uma reportagem sobre o modelo escandinavo. Como diretor editorial da Editora Globo, a Época respondia a mim. O projeto foi rapidamente abortado.

    Voltemos ao queixume do editorial da Folha.

    Como já vimos, a carga tributária do Brasil é de 35%. Agora olhemos dois opostos. A carga mais baixa, entre os 60 países que compõem a prestigiada OCDE, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, é a do México: 20%. As taxas mais altas são as da Escandinávia: em redor de 50%.

    Queremos ser o que quando crescer: México ou Escandinávia?

    O dinheiro do imposto, lembremos, constrói estradas, portos, aeroportos, hospitais, escolas públicas etc. Permite que a sociedade tenha acesso a saúde pública de bom nível, e as crianças – mesmo as mais humildes — a bom ensino.

    Os herdeiros da Globo – os filhos dos irmãos Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto – estudaram nas melhores escolas privadas e depois, pelas mãos do tutor Jorge Nóbrega, completaram seu preparo com cursos no exterior.

    A Globo fala exaustivamente em meritocracia e em educação. Mas como filhos de famílias simples podem competir com os filhos dos irmãos Marinhos? Não estou falando no dinheiro, em si – mas na educação pública miserável que temos no Brasil.

    Na Escandinávia, a meritocracia é para valer. Acesso a educação de bom nível todos têm. E a taxa de herança é alta o suficiente para mitigar as grandes vantagens dos herdeiros de fortunas. O mérito efetivo é de quem criou a fortuna, não de quem a herdou. A meritocracia deve ser entendida sob uma ótima justa e ampla, ou é apenas uma falácia para perpetuar iniquidades.

    Recentemente o site da Exame publicou um ranking dos 20 países mais prósperos de 2012 elaborado pela instituição inglesa Legatum Institute. Foram usados oito critérios para medir o sucesso das nações: economia, empreendedorismo e oportunidades, governança, educação, saúde, segurança e sensação de segurança pessoa, liberdade pessoal e capital social. A Escandinávia ficou simplesmente com o ouro, a prata e o bronze: Noruega (1ª), Dinamarca (2ª) e Suécia (3ª).

    Se quisermos ser o México, é só atender aos insistentes apelos das grandes companhias de mídia. Se quisermos ser a Escandinávia, o caminho é mais árduo. Lá, em meados do século passado, se estabeleceu um consenso segundo o qual impostos altos são o preço – afinal barato – para que se tenha uma sociedade harmoniosa. E próspera: a qualidade da educação gera mão de obra de alto nível para tocar as empresas e um funcionalismo público excepcional. O final de tudo isso se reflete em felicidade: repare que em todas as listas que medem a satisfação das pessoas de um país a Escandinávia domina as posições no topo.

    O sistema nórdico produz as pessoas mais felizes do mundo.

    A Escandinávia é um sonho muito distante? Olhemos então para a China. À medida que o país foi se desenvolvendo economicamente, a carga tributária também cresceu. Ou não haveria recursos para fazer o extraordinário trabalho na infraestrutura – trens, estradas, portos, aeroportos etc – que a China vem empreendendo para dar suporte ao velocíssimo crescimento econômico.

    Hoje, a taxa tributária da China está na faixa de 35%, a mesma do Brasil. E crescendo. Com sua campanha pelo atraso e pela iniquidade, os donos da empresa de mídia acabam fazendo o papel não de barões – mas de coronéis que se agarram a seus privilégios e mamatas indefensáveis.

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/?p=15782

  213. Chesterton said

    Otto, basicamente é uma questão de crença. Governos podem decidir de modo mais eficaz ou os indívíduos que produziram a riqueza podem decidir de modo mais eficaz o que fazer com essa riqueza. Afora o fato de que o governo tem um custo adicional e segunda hipótese ainda carrega valores morais de responsabilidade, maturidade, mérito e liberdade.

    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,um-calote–de-r-44-bilhoes-,978959,0.htm

  214. Chesterton said

  215. Chesterton said

  216. Pax said

    Será que o PT ensaia expiar suas culpas?

    Sinceramente: acho que não.n Infelizmente.

    http://oglobo.globo.com/pais/para-falcao-pt-errou-ao-seguir-praticas-de-outros-partidos-7175987

  217. Pax said

    Ainda não processou? Está pensando em… hum. Sei não.

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,psdb-quer-processar-autor-de-livro-sobre-privatizacoes-no-governo-fhc,815859,0.htm

  218. Jose Mario HRP said

    Hugo Chavez,ao que parece , está muito mal.
    Para alguns, por ter optado pelos pobres, é um demônio, para outros , como eu, alguém que a pesar de erros, procurou o bem do povo.
    Ao seu modo, é certo, mas com boas intenções.
    Entramos naquele período em que na net vamos ler toda a sorte de desrespeitos para com o doente.
    Mais uma repetida mostra de como ainda somos humanos nas suas piores caracteristicas gerais;
    Bom dia , nesse novo ano.

  219. Pax said

    Moral pública virou farelo
    Por Lúcio Flávio Pinto em 31/12/2012 na edição 727

    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed727_moral_publica_virou_farelo

    O amigo do Elias sentando o pau no PT.

    Cada dia que passo vejo mais dessas colocações. É muita gente decepcionada.

    Só tem uma coisa que não apontam: qual é a solução, ou caminho.

  220. Pax said

    Cristovam Buarque ‏@Sen_Cristovam
    Houve PT puro,hoje PT pragmático,poderá ainda surgir PT progamático.Depende de autocrítica,retomada vigor transformador e novos prefeitos.

  221. Otto said

    Pax: a solução, ou parte dela, é o fim do financiamento privado de campanhas. E o PT é o único grande partido a levantar esta bandeira:

    “Presidente do partido, ele disse que o maior desafio é acabar com o financiamento privado de campanhas eleitorais e anunciou uma iniciativa com coleta de assinaturas nas ruas para promover a reforma política e vedar doações privadas.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/89464/Rui-Falc%C3%A3o-reconhece-erros-cometidos-pelo-PT.htm

  222. Pax said

    Sei não, caro Otto.

    Porque não permitir que pessoas física (CPF) doem?

    Quem sabe nem mesmo financiamento público. Somente doações de pessoas, identificadas e com limites de doação.

    Ou, então, um misto desses dois: Financiamento Público + Doações de CPF

  223. Chesterton said

    Hugo Chavez,ao que parece , está muito mal.

    chest- porra, o cara está mal? O cara está morto, mantido artificialmente “vivo”.

    Para alguns, por ter optado pelos pobres, é um demônio, para outros , como eu, alguém que a pesar de erros, procurou o bem do povo.

    chest- e destruiu a economia venezuelana, que só sabe vender óleo…

    Ao seu modo, é certo, mas com boas intenções.

    chest- achou o mal pelo povo, este não é seu jeito, é o jeito errado. Mais um bem-inbencionado no inferno então.

    Entramos naquele período em que na net vamos ler toda a sorte de desrespeitos para com o doente.

    chest- esse fdp prendeu e matou oposicionistas, transformou o país numa base de cocaína e acabou com a economia…a morte dele é uma esperança.

    Mais uma repetida mostra de como ainda somos humanos nas suas piores

    chest- morte não absolve, nem voto absolve.
    caracteristicas gerais;
    Bom dia , nesse novo ano.

    chest- tomara.

  224. Otto said

    Pax, concordo integralmente com você:

    “Ou, então, um misto desses dois: Financiamento Público + Doações de CPF”

    Apenas uma doação por CPF e com algum teto talvez na faixa de mil reais, senão pessoas como Eike vão continuar fazendo a festa.

  225. Michelle 2 said

    “custo Genoino”…e você paga

    136 mil por mês: o preço da falta de pudor de Genoino
    Condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha, petista assumirá mandato na Câmara. Até que o STF o retire de lá, vai gerar mais prejuízo ao país

    Por Gabriel Castro, de Brasília

    O ex-presidente do PT José Genoino, condenado no Supremo Tribunal Federal por corrupção ativa e formação de quadrilha, vai mesmo reassumir o mandato na Câmara dos Deputados. Em 2010, ele não teve votos suficientes para conquistar uma cadeira na Casa, mas ficou na suplência. A espera terminou: Carlinhos Almeida (PT) renunciou ao mandato para assumir a prefeitura de São José dos Campos (SP) e abriu caminho para Genoino, que perderá uma nova oportunidade de demonstrar ao país um pouco de pudor. A posse deve ocorrer no início de janeiro.

    O Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu que os mensaleiros com mandato na Câmara – três são parlamentares da Casa – perderão o mandato. Mas a determinação só será cumprida após o trânsito em julgado do processo do mensalão, o que depende da análise dos embargos apresentados pelos réus. O ex-presidente do PT foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão, que terá de cumprir em regime semiaberto. Juntamente com o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares, Genoino formava o núcleo político do maior esquema de corrupção da história brasileira.

    Enquanto são julgados os recursos da ação, Genoino, vai poder apresentar projetos de lei, participar de comissões, votar em plenário e discursar na tribuna da Câmara. Terá, também, direito ao auxílio-moradia (3 000 reais), à verba indenizatória para gastos de rotina (27 769 reais) e à contratação de 25 assessores (até 78 000 reais). Receberá, ainda, um generoso salário de 26 723 reais – exatamente o que recebem os ministros do STF que o condenaram. O total do “custo-Genoino” pode chegar a 135 492 reais por

    Considerando que Pedro Henry (PP-MT), João Paulo Cunha (PT-SP) e Valdemar Costa Neto (PR-SP) também foram condenados pelo STF e estão cumprindo hora extra na Câmara, o total desperdiçado pode ultrapassar os 500 000 reais por mês.

    Em janeiro, o Congresso não vai se reunir um dia sequer. Genoino, portanto, tomará posse para receber sem trabalhar. Como mostrou o julgamento do mensalão, o petista certamente contribui mais ao país quando está ocioso.

    ___________________________________

    O povo, o bravo povo brasileiro vai pagar a “vaquinha” do condenado e despudorado corruptor e quadrilheiro.

  226. Patriarca da Paciência said

    “Publicado em 02/01/2013
    Carta reafirma denúncia
    contra tucanos (de MG)
    Marcos Valério informa ter sabido que “a velha cúpula do PSDB”, segundo ele formada por FHC, os ex-senadores Tasso Jereissati (CE) e Arthur Virgílio Neto (AM), além do senador Álvaro Dias (PR), teria convencido alguns ministros do STF “a julgar o processo do mensalão do PT primeiro.”
    (PHA)

    Caramba!

    O que está acontecendo com o cara que ia “falar” contra o Lula?

    Está falando é contra do PSDB!

  227. Michelle 2 said

    Genoino diz que hoje ‘nem no pau de arara’ fala sobre posse
    Petista condenado no mensalão entrega documentos para assumir o mandato de deputado federal

    Evandro Éboli

    BRASÍLIA – O ex-presidente do PT José Genoino (SP), condenado no julgamento do mensalão, está na Câmara na tarde desta quarta-feira onde trata da entrega de seus documentos para assumir amanhã o mandato de deputado federal. Genoino esteve na Secretaria- Geral da Mesa e na Diretoria Geral da Casa. Ele evitou falar com jornalistas, declarando:

    – Só falarei amanhã, depois de empossado deputado. Hoje, nem no pau de arara. E tem o pau de arara antigo e o moderno. Amanhã, depois da posse, vocês me bombardeiam ( com perguntas) – disse o petista.

    Genoino é o primeiro da lista para assumir um posto na coligação formada nas eleições de 2010. Ele foi condenado pelo STF por formação de quadrilha e corrupção ativa no julgamento do mensalão e sua pena soma seis anos e 11 meses de prisão, além de multa no valor R$ 468 mil.

    Novo deputado do PT elogia colega

    Primeiro deputado suplente a comparecer na Câmara nesta quarta-feira para tentar assumir seu mandato, Paulo Fernando dos Santos, conhecido como Paulão (PT-AL), saiu em defesa de seu futuro colega de bancada e ex-presidente do PT José Genoino (SP). Paulão assume a vaga do ex-deputado Joaquim Beltrão (PMDB), que assumiu a prefeitura de Coruripe (AL), e será o primeiro deputado federal efetivo da história do PT de Alagoas.

    http://glo.bo/VBBi4e
    ________________________________________

    Eis a verdadeira face do Jose “nem no pau de arara” Genoino: cinismo e covardia.
    e quem paga?? … o povo, o bravo povo brasileiro. Eita povo rico…pagava até a “namorada” de lula.

    Pax…a notícia do #217 foi publicada no Estado em 27 de dezembro de 2011 | 18h 18
    Já estamos em 2013, meu caro Pax.
    Acerte seu relógio para não se enrolar mais…rsrsrs

    Pax mentindo? Nunca. O Pax não mente…ele não sabia e ponto final.
    que vergonha…

  228. Michelle 2 said

    Estelionato jornalístico…hum…hum…hum… Carta Capital Tudo a ver!

    Carta Capital é acusada de forjar documento em reportagem sobre mensalão tucano

    edação Comunique-se

    A revista Carta Capital é acusada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) de forjar documento reproduzido em reportagens relacionadas ao chamado “mensalão mineiro”, conhecido também como “valerioduto tucano”, “mensalão tucano” e “tucanoduto”. O caso teria acontecido durante a campanha de tentativa de reeleição do então governador mineiro, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998.

    Em nota, a Procuradoria-Geral de Justiça de Minas Gerais informa que, “em 3 de dezembro de 2012, encaminhou à redação da Carta Capital o ofício nº 108/2012-SCI-PGJ, pelo qual esclarece à Chefia de Redação da revista quanto à improcedência da informação veiculada na matéria ‘De volta à origem’, da edição de 14 de novembro”.

    O texto referido é assinado por Leandro Fortes e aponta que o ex-governador e atual deputado federal, Eduardo Azeredo, teria sacado mais de R$ 100 milhões de estatais mineiras e repassado o montante a políticos e personalidades do judiciário, ligados principalmente ao PSDB, além de empresas de comunicação. Na lista, estariam o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

    Segundo a matéria, os desvios praticados pelos peessedebistas são piores que os dos petistas no caso do mensalão. “Para quem assistiu ao julgamento do caso do PT no Supremo Tribunal Federal, ninho de inovadoras teses de domínio de fato e a condenações baseadas em percepções sensoriais, o ‘mensalão tucano’ será ainda mais surpreendente por ter em abundância aquilo que muita falta fez no caso de agora: provas contundentes”.

    O Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Criminais (Caocrim), Joaquim José Miranda Júnior, requisitou instauração de inquérito policial à Delegacia do Departamento de Falsificações e Defraudações de Belo Horizonte, para apurar eventual estelionato jornalístico. Segundo o Ministério Público mineiro, a matéria traria uma assinatura falsificada do promotor de justiça Adriano Estrela, sugerindo que o alicerce da notícia é “absolutamente inidôneo” e “forjado”.

    Em férias, o jornalista Leandro Fortes disse ao Comunique-se não ter conhecimento da acusação por parte do MP-MG.
    ___________________________

    Minimo Carta deve estar cabreiro!

  229. Otto said

    Quem acusa tem de provar

    por Sergio Lirio, em CartaCapital

    Leio por aí que o Ministério Público de Minas Gerais acusa CartaCapital de forjar documentos do processo do “mensalão tucano”. Repito: a revista teria sido acusada pelo MP mineiro de criar e publicar papéis falsos de uma ação judicial, segundo os relatos na internet. O autor de acusação tão grave terá de provar em juízo suas palavras.

    Aos sites que se apressam em reproduzir a “informação” sem ouvir a revista, lembro que CartaCapital não publica fichas policiais nem documentos falsos, não acusa sem provas, não transforma bandidos em heróis da pátria, não se associa a meliantes da estirpe de Carlinhos Cachoeira nem recorre aos serviços de arapongas (que se converteram nos verdadeiros “repórteres investigativos” de Brasília). Não fazemos parte deste clube e é patético o afã de tentar nos misturar a esta gente. O jornalismo de esgoto corre por outras bandas.

    Quanto ao processo do “mensalão tucano”, a exemplo do episódio da famosa Lista de Furnas, mais uma vez fica claro o poder de quem se esforça para desmoralizá-lo. E, desta feita, impressiona a participação do MP mineiro nesta empreitada. A Lista de Furnas também foi descrita como falsa. Até hoje, aliás, o ex-governador e deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB) usa este argumento (a de que a lista foi forjada) para responder a textos que descrevem como o valerioduto funcionava em seu quintal. Parte da mídia “isenta e independente” repete a tese de Azeredo para ver se cola. Mas uma perícia do Instituto de Criminalística da Polícia Federal comprovou que a lista não foi adulterada e que as assinaturas são verdadeiras.

    A reportagem de Leandro Fortes, como de hábito, baseou-se em documentos obtidos com fontes seguras, participantes ativos do esquema que serviu de laboratório para a tecnologia de caixa 2 desenvolvida pelo publicitário Marcos Valério de Souza e mais tarde adotada pelo PT. Estamos absolutamente tranquilos.

    Para refrescar a memória dos leitores, reproduzimos a seguir a reportagem publicada na edição número 723, de 11 de novembro de 2012. Leia clicando AQUI.

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/carta-capital-o-jornalismo-de-esgoto-corre-por-outras-bandas.html

  230. Chesterton said

    CC é o bicho…

  231. Michelle 2 said

    03/01/2013 – 06h10

    PIB dos três primeiros anos de Dilma será o menor da região

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1209277-pib-dos-tres-primeiros-anos-de-dilma-sera-o-menor-da-regiao.shtml


    ——————————————

    Dilma, a presidenta incompetenta

  232. Patriarca da Paciência said

    “A Executiva Nacional do PSDB prometeu entrar com uma ação na Justiça contra o jornalista Amaury Ribeiro Jr., autor do livro A Privataria Tucana, que aponta supostos casos de desvios de recursos durante a presidência de Fernando Henrique Cardoso. Em nota, o partido classifica a obra como “um apanhado de documentos que não provam nada e tenta trazer, novamente, à tona a CPI do Banestado, realizada e encerrada em 2003”.

    Pax, 217

    esta ameaça é do dia 27/12/2011, ou seja, já completa l ano e uma semana e, até agora, nada!

    O Amaury sempre falou que estava na maior torcida para ser processado. Vai ver que foi para não “fazer o gosto” do Amaury, que o PSDB não o processou até agora!

  233. Patriarca da Paciência said

    “Aos sites que se apressam em reproduzir a “informação” sem ouvir a revista, lembro que CartaCapital não publica fichas policiais nem documentos falsos, não acusa sem provas, não transforma bandidos em heróis da pátria, não se associa a meliantes da estirpe de Carlinhos Cachoeira nem recorre aos serviços de arapongas (que se converteram nos verdadeiros “repórteres investigativos” de Brasília). Não fazemos parte deste clube e é patético o afã de tentar nos misturar a esta gente. O jornalismo de esgoto corre por outras bandas.”

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/carta-capital-o-jornalismo-de-esgoto-corre-por-outras-bandas.html

    Pelo jeito, a CartaCapital não tem o menor medo de ser processada também.

    A quem será que a CartaCapital está se referindo quando afirma que, “não publica fichas policiais nem documentos falsos, não acusa sem provas, não transforma bandidos em heróis da pátria, não se associa a meliantes da estirpe de Carlinhos Cachoeira nem recorre aos serviços de arapongas (que se converteram nos verdadeiros “repórteres investigativos” de Brasília). Não fazemos parte deste clube e é patético o afã de tentar nos misturar a esta gente. O jornalismo de esgoto corre por outras bandas.”

  234. Pax said

    A posse do Genoino como suplente faz bem ou mal ao PT?

  235. Jose Mario HRP said

    Ao que parece a CC vai peitar os promotores mineiros, muito provavelmente comprometidos com a turma do herdeiro de Tancredo!
    Taí algo que me motiva para esse ano que entra.
    M.Valério abrindo o bico!
    Justamente contra quem esperava que ele detonasse o Lula!

  236. Patriarca da Paciência said

    “Visto como uma espécie de ET pela mídia tradicional, ex-presidente do PT assume hoje, às 15h00, mandato de deputado federal; absolutamente dentro das regras, José Genoino representa muito mais a comprovação do cumprimento da Constituição do que uma aberração jurídica; avesso à imprensa, ele terá de ser o primeiro a entender seu novo papel, até que uma nova situação se estabeleça no cumprimento das condenações da Ação Penal 470.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/89556/Posse-de-Genoíno-reforça-normalidade-institucional.htm

  237. Edu said

    Bom dia e que 2012 seja uma porcaria perto de 2013!

    Como vão vcs?

    Infelizmente não terei tempo de ler tudo até o momento, ficarei nos últimos comentários só.

    E aí? Gostaram do Genuíno tomando posse?

    Eu to gostando de ver! E já sabemos que ele vai ganhar o equivalente a 60.000 reais por mês e não fará absolutamente nada no primeiro mês!

    Eu invejo os petistas: eles acham bonito não trabalhar e ganhar dinheiro. Eu não consigo achar isso bonito, que inveja!

  238. Zbigniew said

    A direita brasileira se movimenta, inclusive com lances esdrúxulos como esses de tentar pressionar os meios de comunicação que “ousam” exigir apurações sobre os malfeitos enquanto eles (a direita) estavam no poder. A propósito, vocês sabem a quantas anda a AP 536, a do MENSALÃO DO PSDB, lá no STF? Tá tudo tão paradinho, não?

    Aliás, a nossa oposição (fajuta e sem proposição para o país) tem se caracterizado por uma postura de negação da realidade. Ao que parece, de tanto se fiarem no poder da mídia partidarizada, que, em matéria de influência tem visto o seu poder decrescer a cada ano (fenômeno potencializado pelos resultados da economia a despeito do pib do ano que passou), acredita que as pessoas mais esclarecidas e o próprio povão vão comprar essa do judicialização do processo político. Não aprenderam ainda com o que aconteceu em São Paulo, com mensalão e tudo? Os doze anos (a se completarem) fora do poder não lhes ensinou nada?! É esse o problema da falta de renovação. É bem provável que isso seja um problema de ordem espiritual, cujo universo (da direita) encontra-se numa cristalização tal que impede sua inserção nesses novos tempos em que a democracia insiste em se sobrepor ao financismo e outros poderes defendidos por eles.

    Um bom resumo sobre essa situação pode se encontrado neste texto:

    “(…)

    Num ensaio brilhante, publicado em 1945, logo ao fim da Segunda Guerra (‘As raízes psicológicas do nazismo’), Anatol Rosenfeld caracteriza o universo espiritual nazista: um misto de sadomasoquismo. De modo masoquista, o típico nazista se situava como “inferior” dentro de uma hierarquia estabelecida, tendo ao topo o Führer, ou simplesmente uma “Ordem Superior”, à qual este mesmo estaria submetido: no caso, era uma visão fanática de uma superioridade racial associada a uma missão civilizatória no estabelecimento de uma sociedade de eleitos. Auto-eleitos, sublinhemos. Daí, de modo sádico, o nazista típico se voltava para oprimir – negando toda a forma de humanidade – os que vê como inferiores nesta hierarquia que é, ao mesmo tempo, social, cultural, antropológica, espiritual, até religiosa.



    Mutatis mutandis, pois não estamos falando de nazistas, a estrutura espiritual da(s) direita(s) hoje é análoga. A atividade política é algo por natureza reservado a uma casta superior, os “entendidos”, aqueles que carregam consigo não mais uma superioridade racial, pois esse assunto tornou-se proibitivo, mas uma superioridade civilizatória. No caso europeu, por exemplo, isso se manifesta em relação aos “extemporâneos” muçulmanos, norte-africanos, ou até mesmo, por parte dos que se identificam com um “norte saudável e austero”, em relação aos que estes “auto-eleitos” identificam como os “sulistas ineficientes e perdulários”.

    No caso brasileiro (latino-americano, de um modo geral), os arautos dessa apologia da desigualdade se situam (inclusive e sobretudo na mídia) como portadores de uma mensagem civilizatória vinda de uma “ordem superior”, qual seja, a atual ordem capitalista imposta pela financeirização da economia e da política, e como tais, negam qualquer possibilidade de exercício de soberania democrática por parte dos que estão “abaixo” desse círculo de “auto-eleitos”.
    (…)”

    http://www.cartamaior.com.br/templates/colunaMostrar.cfm?coluna_id=5915

    É esse o universo da direita, não só a brasileira, mas em todo o mundo. Elitistas, são incapazes de ver o povo como parceiro no projeto de uma sociedade melhor. São apenas egoístas e cínicos, cuja única preocupação é a redução de impostos para ricos e a maximização de lucros (e de seus próprios interesses).certamente com esses valores vai ser muito difícil voltar ao poder pelas vias democráticas, enquanto as esquerdas estiverem acertando na economia e no social. Esta é a sina da direita no mundo hoje.

  239. Patriarca da Paciência said

    “Eu to gostando de ver! E já sabemos que ele vai ganhar o equivalente a 60.000 reais por mês e não fará absolutamente nada no primeiro mês!”

    Pelo jeito a teoria do “domínio do fato” também denominada, “teoria juridiquês quântica” anda cada vez mais em alta.

    Quem precisa provar concretamente algo quando temos a “teoria juridiquês quântica?”

    Como provar que o José Genoino não trabalhará no mes de janeiro de 2013?

    Ora, “não poderia ser diferente”!

  240. Edu said

    Uma dúvida: é verdade que o Lulinha é um dos maiores acionistas da Oi?

  241. Otto said

    A Carta Capital tem colhões. Vai ser divertido assistir essa liça!

  242. Edu said

    Patriarca,

    A câmara está em recesso…

  243. Otto said

    E voltam a falar em Lula para governador de São Paulo em 2014.

    Algumas pessoas parecem surpresas, mas seria uma candidatura óbvia. Do ponto de vista lógico, faz sentido para o PT ter em São Paulo outro candidato que não seja Lula?

    Considere.

    Dilma não enfrenta concorrência ameaçadora para as eleições presidenciais. Aécio? Hahaha. A única razão para abreviar a administração de Dilma para um só mandato – pela ótica do PT – seria o risco de ela perder. Aí então provavelmente Lula seria convidado, ou convocado, a disputar as eleições, dada sua popularidade.

    Mas não é o caso.

    Hoje, a oposição é um deserto de homens e ideias. É só dentro desse quadro que se pode encarar a menção a Luciano Huck como candidato a jovem estrela do PSDB. Quando você enxerga em Huck seu futuro político é porque as coisas estão realmente complicadas.

    Em suma: Dilma provavelmente ganhe no primeiro turno.

    E Lula, que o PT faz com ele?

    São Paulo é a resposta.

    O PSDB – partido em que tantas vezes votei – acabou se tornando uma espécie de neomalufismo. Está hoje completamente deslocado dos 99% e atrelado ao 1%, numa formidável guinada à direita que lhe rendeu e rende boa mídia mas que custou milhões de votos, várias eleições relevantes e, talvez, o futuro.

    Lula provavelmente se elegesse com facilidade governador de São Paulo em 2014. Ou alguém imagina que Alckmin pode oferecer resistência séria?

    Imagine debates entre os dois.

    De resto, que obra Alckmin tem a mostrar? Que ele fez por São Paulo, estado e capital? Seu cartão de visitas é a destruição de Pinheirinho. Mais recentemente, a polícia de Alckmin tão valente no confronto com os favelados indefesos de Pinheirinho — velhos, mulheres e crianças incluídos — ficou de joelhos no embate com bandidos armados.

    Alckmin tem que cair fora.

    Leio duas coisas curiosas sobre a eventual candidatura de Lula, ambas condenatórias. A primeira é que Lula em 2014 em São Paulo representaria uma tentativa de acabar com o PSDB.

    Licença para rir. Hahaha. Pronto, voltei.

    Se o PSDB acabar, não será por culpa de Lula, mas por méritos próprios e intransferíveis. Raras vezes na história política moderna do Brasil, se é que alguma, se viu um partido de ponta ir tão freneticamente contra o zeitgeist, o espírito do tempo, na palavra alemã.

    Numa era em que o combate à desigualdade está no topo das prioridades dos homens públicos em todo o mundo, o PSDB cultiva suicidamente um tipo de eleitor que despreza a expressão justiça social e faz tudo pela manutenção dos próprios privilégios. Os tucanos se converteram no último reduto do reacionarismo nacional.

    A segunda coisa curiosa que leio é que a candidatura de Lula a governador de São Paulo evidenciaria o projeto de permanência no poder do PT.

    Pausa, mais uma vez, para risadas.

    Nunca ouvi falar de nenhum partido que não almejasse ficar no poder. Numa democracia, isto só é possível se as urnas ajudarem.

    Quem não quer Lula em São Paulo em 2014, e no Brasil nunca mais, tem que conseguir apenas uma coisa: votos.

    Esta é a beleza de uma democracia – o pior regime que existe exceto todos os outros, para usar a grande frase de Churchill.

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/?p=17314

  244. Patriarca da Paciência said

    “A câmara está em recesso…”

    Edu, isso impede o Genoino de trabalhar?

    O Genoino tem tanta coisa para fazer que, só se fosse louco para não aproveitar todos os segundos disponíveis!

  245. Edu said

    Patriarca,

    Que ótimo! Sugiro que ele comece lendo com atenção todos os detalhes da contratação dele.

    Em um trabalho em que o pré-requisito para ser mais útil que um garoto de recados é ler com atenção tudo o que passa em sua mesa, ele deveria começar bem treinado, já que o histórico dele não tem contribuído para uma atuação minimamente competente.

  246. Zbigniew said

    As agências reguladoras deveriam fazer um trabalho simples: regular e fiscalizar o mercado de modo a que todos saiam ganhando. Tanto a iniciativa privada, o empresário, aquele que investe tempo e dinheiro em face do risco do negócio (que ultimamente não tem sido tão arriscado assim, principalmente quando falamos em telefonia); como a sociedade, a população, com o oferecimento de um serviço de qualidade e eficiente, e, por que não, o mais barato possível.

    O que vemos é a total incapacidade das agências reguladoras de fazer o trabalho que a sociedade delas espera, numa situação que beira à desídia, à irresponsabilidade, para não dizer, ao crime. O poder da regulação pública sobre o setor privado encontra obstáculos aparentemente intransponíveis, em face de interesses políticos e pessoais em jogo. É de lascar! E o PT está neste jogo. Pragmatismo tem limites!

    E o que vemos agora com a MP da energia barata? Um embate político-ideológico que impede que alguns importantes Estados produtores reduzam a tarifa, defendendo – impressionante! – a tese da energia mais cara em face da capacidade de investimentos. Sério! Que Estados são esses e quem os governa? São Paulo e Minas. Dá pra acreditar?! E esses caras querem voltar ao poder central! É muita burrice! É muita miopia.

    Invoco Antonio Lassance para tentar entender tamanha estultície:

    “(…)
    A real discussão por trás da MP e de seus fantasmas dos anos 1930 a 1970 é a do poder de regulação pública sobre o setor privado.

    Em países democráticos, após o vendaval da última crise, o papel das agências reguladoras tem se fortalecido na função de “watchdogs” (cães de guarda). Aliás, é assim que muitas delas popularmente se apresentam. Sua função é, quando se percebe algo de errado, latir; morder, se preciso for.

    No Brasil, o setor privado trata como se fossem espantalhos as agências reguladoras que ameaçam cumprir o seu papel. Preferem cães de guarda que miem. Chamam a isso “segurança jurídica”. E preferem energia cara. Chamam a isso “investimento”.”

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/os-defensores-da-energia-cara-por-antonio-lassance

    Só acrescentaria que as agências reguladoras são bastante sensíveis ao poder econômico e politico, o que não permite que elas desempenhem o verdadeiro papel que lhes é atribuído. Tivéssemos um governo mais atuante no que se refere à sua base e, também, partidos mais preocupados com a sociedade e menos com seus próprios interesses, este estado de coisas não perduraria.

  247. Olá!

    Perguntinha para os petistas e os não-petistas daqui do site do Pax: Quantos são os países ao redor do mundo que têm nos seus respectivos congressos/parlamentos um membro condenado à prisão pela instância máxima do poder judiciário?

    Se conseguirem encontrar algum país sério e civilizado que tenha um troço desses, por gentileza, avisem.

    Até!

    Marcelo

  248. Chesterton said

    …é o escárnio….

  249. Pax said

    Na medida que não temos nada de interessante para acompanhar, sugiro dois twitter que vi, um exatamente seguido de outro (dentro da lista que sigo, claro)

    Leonardo Sakamoto ‏@blogdosakamoto
    O filho só come carboidratos e ela acha fofo. E ele é mesmo http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/?p=16389

    G1 ‏@g1
    Inglês que perdeu 285 kg precisa de cirurgia para continuar emagrecendo http://glo.bo/XmQsjG

    Mas, o mais interessante é esse aqui, sobre blogar

    http://andrewsullivan.thedailybeast.com/2013/01/a-declaration-of-independence.html

    Quem tiver paciência, que veja os links.

  250. Pax said

    O caro Zbignire disse acima:

    S acrescentaria que as agncias reguladoras so bastante sensveis ao poder econmico e politico, o que no permite que elas desempenhem o verdadeiro papel que lhes atribudo. Tivssemos um governo mais atuante no que se refere sua base e, tambm, partidos mais preocupados com a sociedade e menos com seus prprios interesses, este estado de coisas no perduraria.

    >

    Eu diria que esta uma excelente oportunidade para Dilma. Assim como um excelente desafio.

    Em outras palavras: se no fez at agora, ou faz ou mostrar incompetncia.

    Independente da aprovao enorme que sua pessoa e seu governo tm.

  251. Edu said

    Pax,

    Mto interessante o modelo de negócio ambicionado pelo Dish.

    Infelizmente, problema de governança sempre haverá:

    De um lado o discurso de ser independente de qualquer instituição, revista, patrocinador, etc, dando uma cara de independência.

    E de outro, seguidores do blog – e pagantes – estarão pagando para obterem a visão de 3 editores, tornando semelhante a qualquer jornal ou revista: pagam pra ler o que gostam.

  252. Patriarca da Paciência said

    Para mim a posse do Genoina provas algumas coisas importantes:

    Os poderes são independentes.

    A única autoridade máxima reconhecida por todos os poderes é a Constituição.

    O PT não abondona companheiros feridos à beira da estrada – isto é coisa do PSDB.

    Enquanto a sentença não transitar em julgado, o processo não pode ser considerado como encerrado.

    O PGR cometeu uma verdadeira ilegalidade ao requerer a prisão imediata dos réus.

    Queremos mais é ver a direitona cada vez mais incomodada.

    E queremos ver provas concretas para que se condene alguém, não apenas afirmações à base de – “não poderia ser diferente”.

    Se o ministro Ayres Britto tivesse alguma noção de física quântica, saberia que esta ciência prova exatamente o contrário, ou seja, tudo pode ser diferente”

  253. Edu said

    Para mim a posse do Genoino prova o seguinte:

    A lei da ficha limpa é uma piada.

    A seleção de pessoas para cargos públicos é uma piada: O Genoíno, que foi condenado porque NÃO LEU o que assinava, tomará posse em um cargo cuja função primordial é LER.

    O PT, justamente por permitir as 2 coisas acima acontecerem, é uma piada.

    E o recesso remunerado no primeiro mês é uma piada.

    E o povo, bravo povo brasileiro, pagará pela piada, novamente.

    Patriarca da Paciência está rindo à toa.

  254. Zbigniew said

    Pax,
    há setores do poder que a Dilma não admite sequer pensar em mexer. Ela só mexe se incitada, ou por meio de denúncias da mídia que torne a situação insustentável, ou das instituições próprias (Judiciário, MP, Controladoria, etc.).

    No primeiro caso é fácil observar que as Teles e Operadoras vão continuar a ser pouco importunadas, vez que grandes anunciantes da mídia partidarizada. No segundo vê-se uma dependência com os sistemas corporativos de poder, de modo que necessita-se de um “trânsito em julgado” que, a depender da legenda, pode demorar muito tempo, ou pouco, para os padrões da justiça brasileira, ou mesmo nem ocorrer. Para isso nada como um dos recursos mais utilizados no nosso sistema jurídico, os famosos “embargos de gaveta”. O Prevaricador é pródigo nesse tipo de expediente. Imagine quantos “prevaricadores” existem por este país a fora.

    A verdade é que a Dilma parece ter sido instruída pelo Lula (e aceitou o papel) de deixar o protagonismo político para o ex-Presidente, evitando o máximo possível pontos de atrito com a base aliada, com a mídia partidarizada e a oposição, ou qualquer instituição da República (o que não a impede de fazer caras e bocas para um Barbozão, por exemplo). Essa postura demonstra que o estado de espírito do Governo é o de se manter o maior tempo possível no poder central com o menor desgaste possível. Acho que isto deriva de uma das posturas do lulismo: a do não-confronto e do pragmatismo. Na conta do Governo do custo-benefício político, observando-se a popularidade mantida em virtude das medidas econômicas e os programas sociais, a postura (para eles) é a mais adequada.

    E aí entramos naquela discussão da corrente pragmática do PT que gerou os Dirceus da vida e assimilou a necessidade das “alianças espúrias” em face do projeto de poder; da peemedebização do partido, e de como isso tem atrasado ou impedido reformas importantes e necessárias para o país (a política e tributária são um dos exemplos). Parece que a Presidenta tem se contentado com reformas pontuais, levando ao extremo a máxima de que política é a arte do possível.

    De fato o PT, o Lula, a Dilma, foram e estão sendo importantes para modificar o Brasil, mas mudanças mais profundas só por pressão da sociedade civil organizada. Não esperemos isso dos políticos. Eles estão jogando e gostam desse jogo.

  255. Patriarca da Paciência said

    Endereço certo – os espalhadores de boatos:

    “Em nota enviada à redação de CartaCapital, o Ministério Público de Minas Gerais esclarece que em nenhum momento acusou a revista de forjar documentos, conforme noticiado pelo site Comunique-se.

    A seguir, a íntegra da nota:

    Prezado senhor Sergio Lirio, redator-chefe da revista Carta Capital,

    Sobre matéria recentemente publicada pelo portal Comunique-se, o Ministério Público de Minas Gerais afirma que em nenhum momento acusou a revista Carta Capital de forjar documentos.

    O objetivo da nota enviada por meio do ofício n.º 108/2012-SCI-PGJ para a revista Carta Capital foi alertar os responsáveis pela publicação sobre a existência de um documento falsificado, no qual foi incluída, de forma inidônea, a assinatura de um dos membros desta Instituição.

    É quanto a essa falsificação que foi solicitada a instauração de inquérito policial. Para o Ministério Público de Minas Gerais, é imprescindível que os fatos sejam apurados e os responsáveis pela divulgação de documentos inverídicos sejam identificados.

    Informamos ainda que estamos enviando para o portal Comunique-se cópia do ofício enviado a Carta Capital em 3 de dezembro de 2012. Esperamos, assim, esclarecer qualquer mal entendido.

    Ficamos à disposição para mais informações, reafirmando o respeito do Ministério Público de Minas Gerais pelo trabalho da imprensa e, em especial, pelo trabalho de tão renomada e respeitável revista como a Carta Capital.

    Atenciosamente,

    Superintendência de Comunicação Integrada

    Ministério Público de Minas Gerais”

    http://www.cartacapital.com.br/politica/nao-acusamos-cartacapital-de-forjar-documentos-diz-mp-mineiro/

  256. Michelle 2 said

    Par os manés transcrevo:


    Sergio Lirio

    “A reportagem de Leandro Fortes, como de hábito, baseou-se em documentos obtidos com fontes seguras,…”

    O objetivo da nota enviada por meio do ofício n.º 108/2012-SCI-PGJ para a revista Carta Capital foi alertar os responsáveis pela publicação sobre a existência de um documento falsificado, no qual foi incluída, de forma inidônea, a assinatura de um dos membros desta Instituição.

    É quanto a essa falsificação que foi solicitada a instauração de inquérito policial. Para o Ministério Público de Minas Gerais, é imprescindível que os fatos sejam apurados e os responsáveis pela divulgação de documentos inverídicos sejam identificados.
    ___________________________________

    carta capital ao não verificar e checar a idoneidade do documento (as tais fontes seguras), mostrou toda a sua seriedade jornalistica. Ou corrupção ideológica.

    Sergio Lirio e Leandro Fortes publicaram um documento falsificado como se fosse autêntico.Foram avisados no começo do més de Dezembro passado e ficaram na moita. Coisa típica de petralhas.

    Minimo Carta deve estar feliz com sua brava equipe de jornalistas amadores e inconsequentes.

  257. Chesterton said

    249, Pax, Sakanomoto vai acabar no hospício…de tão chato. Implicar com a massinha do nenê? Vá ser esquerdopata assim na….

    253, o eleitor brasileiro é uma piada, já acho que merece esse tipo de coisa.

    As Agencias reguladoras foram aparelhadas por quem mesmo?

  258. Chesterton said

    Impsotos mais altos, principalmente sobre “ricos” (os que sabem produzir algo que preste) não melhora o déficit fiscal… que coisa né? Todo esquerdóide sabe que se aumentar os impostos a arrecadação extra vai diminuir o deficit, certo? Errado, tudo errado. Será que nunca vão aprender?

    http://danieljmitchell.wordpress.com/2012/12/31/class-warfare-tax-policy-causes-portugal-to-crash-on-the-laffer-curve-but-will-obama-learn-from-this-mistake/

  259. Chesterton said

    Suiços entendem que dar mais dinheiro para políticos não é a solução para problema alguma…por isso passam ao largo de crises fiscais.

    http://danieljmitchell.wordpress.com/2010/11/29/three-cheers-for-switzerland-voters-reject-class-warfare-tax-hike-in-national-referendum/

  260. Patriarca da Paciência said

    “A revista Carta Capital é acusada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) de forjar documento reproduzido em reportagens relacionadas ao chamado “mensalão mineiro”, conhecido também como “valerioduto tucano”, “mensalão tucano” e “tucanoduto”. O caso teria acontecido durante a campanha de tentativa de reeleição do então governador mineiro, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998.”

    Os boateiros de plantão deixam alguma dúvida sobre as suas reais intenções?

    Vamos repetir: “A revista Carta Capital é acusada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) de forjar documento reproduzido em reportagens relacionadas ao chamado “mensalão mineiro”

    Há algum modo de “interpretar” tal afirmação de modo diferente?

    Talvez com muitos malabarismos e a utilização da teoria do “domínio do fato”, se possa chegar a algo diferente!

    Vamos ver o desmentido do MP de Minas Gerais: “Em nota enviada à redação de CartaCapital, o Ministério Público de Minas Gerais esclarece que em nenhum momento acusou a revista de forjar documentos, conforme noticiado pelo site Comunique-se.”

    Há algum modo de “interpretar” a declaração do MP com algum outro sentido?

    Nem com a “teoria do domínio do fato”!

    Os boateiros de plantão estão mesmo desesperados!

    Se apegam aos boatos mais absurdos!

  261. Patriarca da Paciência said

    Para encerrar, a parte final da nota de esclarecimento do MPMG:

    “Ficamos à disposição para mais informações, reafirmando o respeito do Ministério Público de Minas Gerais pelo trabalho da imprensa e, em especial, pelo trabalho de tão renomada e respeitável revista como a Carta Capital.

    Atenciosamente,

    Superintendência de Comunicação Integrada

    Ministério Público de Minas Gerais”

  262. Patriarca da Paciência said

    “Sobre matéria recentemente publicada pelo portal Comunique-se, o Ministério Público de Minas Gerais afirma que em nenhum momento acusou a revista Carta Capital de forjar documentos.”

  263. Otto said

    Do Paulo Nogueira:

    O ano começou com piada, a não ser que tenha dado a louca nos tucanos.

    E 2013 começou bem humorado, com uma piada política: Luciano Huck e Serra cogitados para concorrer ao governo do Rio pelo PSDB.

    Façamos todos aqui uma pausa para rir. Prontos? Adiante, então.

    Os paulistas seriam crueis demais se exportassem Serra para os cariocas. “Vejam o que fiz em São Paulo”, podemos imaginá-lo dizendo no programa eleitoral gratuito, um certo sotaque acariocado para que o eleitor se sinta mais familiarizado. E então apareceriam enchentes gigantescas, favelas em todos os cantos, congestionamentos épicos. Soninha e Kassab dariam seu testemunho também. Fotos de Serra na praia ou com a camisa do Mengão seriam mandatórias, naturalmente.

    Dada a capacidade destrutiva de Serra, não sei se o Cristo Redentor resistiria a seu falso preparo, a sua engravatada inépcia administrativa.

    “Agora vai” poderia ser o slogan.

    Pergunta: quem poderia pensar numa hipóitese dessas? FHC, Aécio, o próprio Serra?

    Os romanos tinham um provérbio que sempre repeti aos que trabalharam comigo, e para mim mesmo: se você não sabe para onde vai, nenhum vento ajuda. O imperador Otávio (não o da Barão de Limeira) o repetia. Sêneca também. Pensar, ainda que por segundos, em Serra para o Rio sugere que o PSDB, aliás o partido em que mais votei em minha vida antes de escorregar para a direita radical para a qual justiça social é coisa de comunista, simplesmente não tem noção de para onde deve ir.

    Essa possibilidade é reforçada quando partimos para o segundo nome citado, o de Huck, um paulista que, felizmente para São Paulo, a Globo importou. Huck poderia também no programa eleitoral mostrar sua obra aos cariocas: Tiazinha e Feiticeira. Se as duas foram o bastante para a Globo contratá-lo, quem sabe funcionem também para torná-lo governador e, talvez, um pouco adiante, presidente.

    Ou não?

    “Olha o número de seguidores que ele tem no twitter”, talvez um cacique tucano tenha dito numa tempestade de ideias. Transformar seguidores em eleitores é fácil? Então temos a chapa perfeita: Huck e Bonner. A enorme simpatia que a Globo desperta seria um ativo para a dupla. “Merval e Noblat recomendam”, poderia estar escrito nos cartazes da campanha. “Jabor e Míriam também!”, diria um segundo cartaz.

    Talvez até Reinaldo Azevedo pudesse reforçar a campanha, com sua comprovada capacidade de fazer vitoriosos em eleições relevantes. “Estes não são apedeutas!”, diria Reinaldo em um terceiro cartaz.

    Huck gosta de dizer que é um “cabeça pensante”, seja lá o que isso significa. Como Roberto Justus, parece dormir de robe e passar laquê no cabelo, sempre impecavelmente penteado. Aliás, Justus poderia se sentir preterido, e reclamar por não ter sido lembrado para o papel de salvador tucano.

    Para atrair os eleitores, é preciso percorrer um caminho duro, pedregoso e sinuoso. Você tem que convencer o brasileiro da rua de que seu projeto social é melhor do que o que está em curso. Você tem que fazer esse brasileiro confiar que, uma vez no poder, você não vai dar preferência e vantagens a quem ao longo da história sempre foram beneficiados sob a alegação de que o bolo teria que crescer para ser dividido depois, e depois, e depois.

    Ou você faz isso, luta onde a luta tem que ser travada para conquistar o coração e o voto dos brasileiros, ou então faz um golden gol — descobre o nome miraculoso, capaz de atalhar tudo e colocar você de volta no poder.

    Com Serra e Huck, ainda que apenas cogitados, o PSDB parece estar se movendo na segunda alternativa: busca o milagre.

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/?p=20674

  264. Otto said

    Pax, vai aqui uma contribuição a um velho assunto:

    E eis que o mundo todo discute os limites da mídia.

    A discussão mais rica se dá no Reino Unido. O juiz Brian Leveson fez recomendações depois de ficar mais de um ano ouvindo pessoas de alguma forma envolvidas com a mídia. Políticos, jornalistas, donos de empresas de jornalismo, celebridades cuja privacidade desapareceu, cidadãos comuns cuja vida a imprensa transformou num inferno – Leveson teve material para publicar um relatório de 2 000 páginas, divulgado esta semana.

    A recomendação principal: a formação de um órgão regulamentador independente. A auto-regulamentação foi um fracasso, e as provas disso estão no comportamento da própria mídia britânica.

    Para ficar num só caso. A ex-rainha dos tabloides, Rebekah Brooks, a queridinha de Rupert Murdoch, está escrencadíssima na justiça britânica. Rebekah está sendo processada sob duas acusações: a) esconder provas no caso de invasão de caixas postais; b) subornar policiais.

    Fiscais não se auto-fiscalizam. Exclamação.

    Dias depois de divulgado o relatório, o premiê David Cameron se reuniu com editores de jornais.

    Cameron, basicamente, disse a eles que se mexam. Se têm alguma proposta a fazer, eis a hora, porque “o relógio está correndo”.

    Cameron deixou claro seu apoio à essência das recomendações de Leveson.

    1) A independência do novo órgão regulador em relação às empresas de jornalismo. A independência deve ser estendida, naturalmente, a outros centros de poder. O órgão não pode estar sob a tutela nem do Parlamento e nem do governo. Mas de novo: também não pode estar sob o controle das empresas de mídia.

    2) Multas na “casa do milhão de libras”, quando for o caso.

    3) Retificações rápidas e em lugar de grande destaque.

    É mais ou menos o que se tem na Dinamarca, conforme já escrevi neste Diário. As reparações são feitas na primeira página dos jornais.

    A opinião pública britânica apoia maciçamente o Relatório Leveson. Os ingleses já estavam enojados dos excessos da mídia. Cameron esboçou fazer reparos a Leveson e a voz rouca das ruas se levantou: o senhor tem que defender o povo da mídia, e não a mídia do povo. Cameron então deixou claro que está com Leveson.

    No Brasil, vigora a auto-regulamentação.

    Funciona?

    As próprias empresas colocam freios? Discutem, debatem, prestam contas para a sociedade? Num caso particularmente rumoroso, um repórter tentou invadir o quarto de um político em Brasília. Pode? Não pode? O assunto foi ao menos discutido pela mídia, ainda que fosse para aprovar a conduta do repórter e da publicação?

    Liberdade de expressão não é algo que possa ser invocado para garantir que a mídia esteja acima da sociedade – e da lei.

    Um juiz americano, numa comparação que ficaria célebre, escreveu que alguém que gritasse fogo num ambiente lotado e fechado não poderia depois invocar a liberdade de expressão para escapar das consequências da tragédia que possivelmente provocaria.

    Depois de ver o debate britânico, é lastimável ouvir platitudes como as pronunciadas – sob ampla cobertura – dias atrás pelo juiz Ayres Britto.

    Britto, que acaba de se aposentar do STF aos 70 anos, fez a defesa da liberdade de imprensa, mas com uma superficialidade que é chocante, primária, infantil quando contrastada com a mesma defesa da liberdade de imprensa feita pelo seu colega britânico Brian Leveson. “É um direito pleno”, afirmou ele.

    Sob Pinochet, ou mesmo sob Geisel, Britto mereceria aplausos. Mas, numa democracia em que uma imprensa livre é um fato da vida, eis uma frase superiormente tola, e que esconde a real pergunta: qual o padrão ético da mídia tradicional brasileira, se é que existe algum?

    No Reino Unido, Leveson não caiu na falácia de que liberdade de imprensa significa licença para matar. A sociedade tem que ser protegida dos excessos da mídia. Ou então a mídia presta um formidável desserviço ao interesse público.

    O que leva Britto a fugir do real debate – não a liberdade de imprensa, a favor da qual somos todos, vertebrados e invertebrados, mas a melhor maneira de evitar seus excessos?

    Britto tem uma história complicada na família.

    Em 2009, um genro seu foi flagrado numa conversa comprometedora com um político corrupto. Britto seria um dos juízes no julgamento do político, e o genro usou seu nome.

    O caso virou manchete, justificadamente. E Britto, também justificadamente, disse que não podia responder pelo genro.

    Britto teria ficado intimidado?

    É uma possibilidade. Ele foi o principal responsável pelo fim da Lei da Imprensa, editada na era militar, e diz que aquela é sua maior contribuição ao país. Um instante: ao país? Que Leveson diga mais ou menos o mesmo na Inglaterra — não fará por modéstia e decoro — se compreenderia. Ele enfrentou a ira e o poder de Murdoch, por exemplo.

    Britto não é Leveson.

    Com o fim da ditadura, a Lei da Imprensa já não causava cócegas a nenhuma empresa jornalística, e também a nenhum jornalista, Era um cadáver jurídico.

    Para lembrar: a Lei da Imprensa vigorava quando Paulo Francis caluniou diretores da Petrobras. Mas estes, sabendo o quanto ela era inoperante, foram processar Francis na justiça americana, uma vez que ele fizera as acusações em solo dos Estados Unidos. Francis ficou desesperado ao lidar com uma justiça que exigia provas para assassinato de caráter, e que cobrava pesado pela ausência delas. Morreu disso, segundo os amigos.

    A morte de uma lei já morta trouxe um efeito colateral nocivo à sociedade. Sumiu, com a Lei da Imprensa, o direito de resposta. O que significa que a sociedade ficou desprotegida.

    Britto se despediu da ativa com esse passivo enorme no currículo, e repetindo lugares-comuns que não reforçam a imagem da justiça brasileira e de seus mais elevados expoentes – a despeito do espaço generoso que os jornais dedicam a seu palavrório oco.

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/?p=18206

  265. Pax said

    Ainda estou em dúvida sobre os benefícios para o PT com a posse do Genoino.

    Não consigo parar de pensar que esta posse só deixa o assunto mensalão no topo da pauta.

    Que é, segundo minha opinião, o contrário de expiar.

  266. Zbigniew said

    Falando em o PT expiar ou não suas culpas, voltemos à perguntinha que não quer calar: há quantas anda a AP 536, a do MENSALÃO DO PSDB no STF?

    Mensalão mineiro, 5 anos mais antigo, não será julgado em 2013
    Da Folha.uol

    O caso do chamado mensalão mineiro, que envolve políticos do PSDB, não deverá ser julgado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) em 2013. A acusação aponta desvio de recursos públicos e financiamento ilegal na fracassada campanha pela reeleição do então governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998.

    As operações contaram com a participação das empresas de Marcos Valério Fernandes de Souza, apontado como o operador do mensalão petista, que ocorreu entre 2003 e 2004, segundo o Ministério Público Federal.

    A denúncia do caso mineiro foi apresentada ao STF pela Procuradoria-Geral da República em 2007. O tribunal abriu ação penal em 2009.

    A causa não está pronta para ir a julgamento porque ainda há etapas processuais a serem concluídas. Atualmente o caso está na fase de depoimento de testemunhas.

    Além disso, o relator do processo, o ministro Joaquim Barbosa, não poderá continuar na condução da causa, já que assumiu a presidência do tribunal em novembro.

    A tarefa de relator será entregue ao novo ministro do Supremo a ser escolhido pela presidente Dilma Rousseff. Não há prazo para a indicação, que preencherá a vaga aberta após a aposentadoria de Carlos Ayres Britto.

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/1208595-mensalao-mineiro-5-anos-mais-antigo-nao-sera-julgado-em-2013.shtml

  267. Zbigniew said

    Olha o risco da prescrição aí, gente!

  268. Zbigniew said

    Cadê as Lo Pretes, os Jabores, os Noblats, a Globo News, o JN, as entradas ao vivo, em prol da moralidade e da expiação das corrupções no país?! Tá tudo caladinho porque o que importa para o futuro do país é se o Genoíno está moralmente apto para assumir um cargo legitimado pelo VOTO POPULAR.

  269. Pax said

    Obrigado, caro Zbigniew, pelo comentrio acima. Acabo de fazer um post sobre o mensalo tucano.

    Tava faltando assunto…

  270. Zbigniew said

    Perfeito, caro Pax.
    Não podemos deixar passar nada.

  271. Pax said

    Essa é a vantagem de:

    1 – não receber pelo que fazemos aqui, ninguém nos paga, ninguém nos compra.

    2 – ter leitores que ajudam um bocado

    Mais uma vez, obrigado, caro Zbigniew. Escrevi acima o que realmente penso, ajudado pelo teu alerta preciso.

  272. Zbigniew said

    Excelente o artigo do Otto #264.

    Pela leitura e meditação chegamos à conclusão de quão distantes estamos de uma verdadeira democracia dos meios de comunicação no país. Imaginem se aqui fosse obrigatório a reparação na primeira página, e em destaque, como na Dinamarca. Será que os barões teriam mais cuidado com aquilo que seus “watchdogs” escreveriam?

  273. Zbigniew said

    Por nada, Pax.
    Essa nova mídia que é a blogosfera, esse sim, espaço democrático de verdade, faz um excelente contraponto à mídia partidarizada.
    Não era à toa que o Azeredo tinha um projeto de controle da internet. Disciplina, diriam eles. Sei!

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: