políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

João Magalhães e o banditismo continuado

Posted by Pax em 26/03/2013

O Congresso com as presidências de Renan Calheiros e Henrique Eduardo Alves não decepciona. É um absurdo atrás de outro.

Quem estava incomodado com Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias na Câmara e Blairo Maggi na presidência da Comissão Permanente de Meio Ambiente, Fiscalização e Controle no Senado tem mais o que reclamar.

A presidência da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara está com João Magalhães (deputado PMDB-MG).

O cidadão é acusado de comandar uma quadrilha de assaltantes de emendas parlamentares. O Brasil adotou o banditismo como método político. Já faz um tempo que este rumo não muda.

(obs.: o blog já conhecia João Magalhães, o tinha em seu catálogo desde 2009)

Deputado João Magalhães é denunciado por desvios em emendas parlamentares

Débora Zampier – Repórter da Agência Brasil

Brasília – O presidente da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara, deputado João Magalhães (PMDB-MG), terá que responder a novo inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele é acusado de corrupção e fraude em licitações decorrentes de apurações feitas durante a Operação João de Barro, deflagrada pela Polícia Federal em 2008.

A denúncia foi apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em fevereiro, com novas informações além das contidas em outro processo que tramita no STF. Em março, o relator do inquérito, ministro Gilmar Mendes, pediu que os envolvidos apresentassem defesa prévia e depois ouvirá testemunhas.

A Operação João de Barro apurou desvio de verbas por meio de emendas parlamentares. João Magalhães é acusado de liderar o esquema que viabilizava cobrança de propina entre 10% e 12% de prefeituras mineiras para fazer o repasse de verbas da União. Ele também atuaria com outros parlamentares, que cediam emendas para receber 5% de comissão.

As emendas vinham dos ministérios das Cidades, Integração Social, Turismo e Esportes, e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). A PGR ainda aponta que o parlamentar articulou fraudes em licitações por meio de construtoras de fachada que não faziam o serviço conforme contratado, além de pertencerem ao próprio parlamentar.

Anúncios

10 Respostas to “João Magalhães e o banditismo continuado”

  1. Pedro said

    1) Lalau é preso novamente.
    2) João Magalhães é premiado c/ a presidência da comissão.

    Assim caminhamos no combate a corrupção:

    Um passo para frente, dois passos para trás.

  2. Pax said

    Tem mais, caro Pedro,

    Agora discutimos ferrenhamente:

    1 – meu corrupto é melhor que o teu

    2 – você comprou o Congresso antes que eu

    3 – meu mensalão é mais leve que o teu

    Dá no que estamos vendo.

  3. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    você esqueceu do “El Bigodon” patrocinando a entrada de FHC para a imortalidade!

  4. Patriarca da Paciência said

    Vamos combinar assim: “El Bigodon” patrocina a entrada de FHC para a imortalidade, FHC patrocina a candidatura de Aécio para Presidência da República, Aécio patrocina a candidatura de Campos para a Vice-Presidência da República e, então, temos o arranjo completo e acabado.

  5. Patriarca da Paciência said

    Um grande escritor, não me lembro qual, falou certa vez que preferia o inferno ao céu… pelas companhias. Pessoas santas são muito chatas, já as pecadoras… são companheiras formidáveis!

  6. Pax said

    O problema é pecar com dinheiro público… aí fica chato. É a merenda do moleque que está precisando comer, o remédio do velho aposentado, a água do nordestino passando fome, essas coisas.

    A esperança que tenho é que a ditadura da corrupção acabe como a ditadura militar. Em fadiga de material.

    Uma hora a casa cai. Ainda vamos piorar um bocado, mas a tal fadiga é maravilhosamente inevitável, indefectível.

  7. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    o que eu acho mesmo é que antes a corrupção era bem maior e os pobres não recebiam nada.

    Hoje em dia a corrupção é bem menor e os pobres já recebem alguma coisa.

    Negar que a maioria das escolas brasileiras fornecem alimentação e até, uniformes escolares, é querer negar a realidade.

    Negar que atualmente 97% das crianças brasileiras estão na escola, é querer negar a realidade.

    Negar que a mendicância sofreu uma drástica diminuição, é querer negar a realidade.

    Negar que a remuneração dos assalariados tem melhorado bastante, é querer negar a realidade.

    Negar que a qualidade de vida de todos os brasileiros tem melhorado bastante, é querer negar a realidade.

    Se continua havendo corrupção?

    Nenhum país do mundo conseguiu exterminar a corrupção.

    O que devemos fazer é lutar para manter a corrupção em níveis baixos, é isso que os países civilizados fazem.

    Agora, ficar com essa história de que todo político brasileiro é ladrão, acho não só errado como até perigoso.

    Um país sem governo seria o caos total, um retorno à lei das selvas.

  8. Pax said

    Caríssimo Patriarca,

    Não estou negando nada. Só estou afirmando que o nível atual de corrupção é insuportável.

    E insustentável.

    Faz-nos perder um tempo precioso pacas.

  9. Pax said

    Off topic:

    Muito bom artigo do Eugenio Bucci

    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed739_o_pt_contra_o_ministro_do_pt

    O PT contra… o PT.

  10. Patriarca da Paciência said

    Curioso mesmo é como, da primeira à última linha, o Bucci não faz a mínima referência ao marco regulatório do Reino Unido!

    É o que se chama de “a imprensa brasileira é refém da verdade”.

    E aí, O Reino Unido ter criado seu marco regulatório não merece uma única linha?

    O que a “grande” mídia quer mesmo é continuar irresponsável e inimpútável.

    O resto é conversa para boi dormir!

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: