políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

STF divulga acórdão do julgamento do mensalão

Posted by Pax em 19/04/2013

STF divulga acórdão do julgamento do mensalão

Débora Zampier – Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou hoje (19), no Diário da Justiça Eletrônico, o resumo do acórdão do julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão. O documento reúne os votos dos ministros e as principais decisões do julgamento, além de servir de referência para apresentação de recursos pelos condenados.

O texto foi divulgado nesta sexta-feira, mas só será publicado na segunda (22). O prazo duplicado de dez dias para apresentação de recursos, autorizado pelo STF esta semana, começa a correr na terça-feira (23). O intervalo é considerado em dias corridos e termina em 2 de maio.

O julgamento da Ação Penal 470 terminou no final do ano passado, com a condenação de 25 dos 37 réus acusados de participar de esquema de corrupção no primeiro mandato do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Embora os advogados de defesa já tenham adiantado que vão recorrer, a Procuradoria-Geral da República (PGR) ainda não decidiu se fará o mesmo para aumentar penas ou evitar absolvições.

Os advogados podem ingressar com dois tipos de recurso neste primeiro momento. Os embargos de declaração são usados para esclarecer pontos da decisão que não foram bem compreendidos. Alguns advogados usam esse recurso para tentar alterar o teor das decisões, mas isso raramente ocorre no STF. Os ministros geralmente entendem que os embargos declaratórios servem apenas para pequenos ajustes.

Outro tipo de recurso possível são os embargos infringentes, que permitem uma reanálise da decisão. Segundo o Regimento Interno do STF, os embargos infringentes só podem ser usados quando existem ao menos quatro votos pela absolvição. Mesmo previsto no Regimento Interno, o uso do recurso não é plenamente aceito entre os ministros, pois alguns acreditam que a ferramenta foi suprimida pela legislação comum.

Os réus não serão presos nem terão que pagar multas enquanto houver recursos pendentes. Somente após o chamado trânsito em julgado, quando não há mais qualquer pedido a ser apreciado, é expedida a carta de sentença e começa a execução da pena.

O link para o acórdão no STF (clique aqui).

Anúncios

211 Respostas to “STF divulga acórdão do julgamento do mensalão”

  1. Otto said

    (Só pro Edu não ficar perdido, aquele rapaz que exala educação e ternura, que é um modelo de self-made-man, reproduzo aqui o comentário que postei no texto anterior.)

    Edu, quer ser direitista, seja, mas seja com classe.

    Mantenha o nível. Se controle. Não dê vexame.

    Vamos lá:

    “Tenha em mente que a Inglaterra é um país cujo índice de desenvolvimento socioeconômico já é bastante grande, e que portanto, esse país não precisa de taxas de crescimento robustas para melhorar as condições de vida da população.”

    Claro, Edu. Tenho em mente isto.

    Mas tenha em mente também que a Inglaterra já foi o maior império do mundo, o império onde o sol nunca se punha.

    E boa parte desse “desenvolvimento socioeconômico” (que está em queda agora, a Inglaterra pós-Thatcher é um dos países europeus mais desiguais) é devido em boa parte (ou em grande parte) a espoliação da Índia, do Paquistão, da China, da África e mesmo do Brasil, pois o nosso ouro das Minas Gerais foi parar nos cofres da Rainha (através de Portugal, sempre endividado com os ingleses).

    Não dá para comparar o Brasil, que era uma colônia rural até 1822 e uma grande senzala até 1888, com a Inglaterra, a toda poderosa rainha dos mares, que abriu os mercados da China à canhão para lhe vender… ópio produzido na Índia.

    Se formos comparar, vamos comparar o nosso PIB per capita com o da China, da Índia…

  2. Otto said

    Hoje os melhores análises não estão na velha mídia, mas na blogosfera.

    E aí vai um post preciso do Miguel do Rosário:

    Abro aspas:

    Só de pensar que todo o esforço monumental da mídia para realizar um julgamento político dos réus do mensalão e condená-los sumariamente à revelia de provas, com base em teorias improvisadas e distorcidas, pode ir por água a baixo, nos dá uma medida de que a luta política na comunicação ainda vale a pena.

    Estamos experimentando uma emocionante reviravolta no caso do mensalão. Se no início do julgamento, havia perplexidade geral sobre o tema, pois raros tinham conhecimento dos autos do processo, e depositavam alguma confiança na imparcialidade dos ministros do STF, hoje este sentimento mudou um bocado. Hoje mais pessoas conhecem os autos, seja por interesse político, seja por interesse acadêmico ou jurídico, seja por pura curiosidade, e formou-se uma massa crítica muito substancial que vem debatendo o julgamento do mensalão em termos totalmente diferentes do que vemos na grande mídia. São juristas, filósofos, jornalistas, intelectuais, ou pessoas comuns, que passaram os últimos meses acumulando, em maior ou menor grau, alguma leitura sobre o processo, e hoje se sentem mais seguros para assumirem uma opinião mais assertiva. E os ministros, por sua vez, perderam totalmente a aura sacra que porventura possuíam. Aliás, num debate sobre o tema do qual participei semana passada, um jurista mencionou que ao menos uma consequência positiva derivou-se do julgamento: a dessacralização do STF. Ele lembrou que, hoje, no Brasil, as pessoas têm grande liberdade para criticar o Executivo e o Legislativo, mas poucos se sentem à vontade para criticar os ministros do Supremo Tribunal Federal.

    A essas reviravoltas no clima no qual se dava debate se somam fatos novos contundentes, que desmoralizam totalmente o julgamento:

    O dinheiro do Visanet não era público, e os recursos foram efetivamente usados em campanhas de publicidade. Com isso, cai a tese do uso de dinheiro publico, que foi essencial para gerar manchetes e fundamentar a lógica das acusações. Lembro-me perfeitamente de Ayres Britto agastando a hipótese de caixa 2 porque haveria uso de “dinheiro público”. Asserção duplamente falsa, porque nem houve uso de dinheiro público, nem se houvesse seria algo que excluisse conceitualmente o crime de caixa 2.
    A contratação, por João Paulo Cunha, de um serviço de assessoria e publicidade foi atestada legalmente pelas instituições que o investigaram, mas o STF procurou simplesmente ignorar esses documentos, atendo-se apenas aos resultados de uma CPI ultrapolitizada.
    A teoria do domínio de fato foi vergonhosamente manipulada e distorcida.
    Enfim, há um entendimento crescente de que o mensalão foi um capítulo vergonhoso na história do Supremo Tribunal Federal, que foi cooptado covardemente por uma publicidade esmagadoramente opressiva.

    As trapalhadas e grosserias dos ministros do STF, nas últimas semanas, não apenas jogam luz sobre o que fizeram durante a Ação Penal 470. Elas são o resultado dela, porque transformou ministros que deveriam agir com reserva, em uma espécie de terceiro parlamento. Para aprovar qualquer iniciativa mais polêmica, é preciso aprovar na Câmara, no Senado, ter o aval da presidência da república e dos ministros do STF.

    Em parte, isso é culpa dos próprios parlamentares, que correm para o STF na primeira dificuldade. É o que acontece agora com a nova lei que procura coibir a bagunça partidária ao determinar que se um parlamentar muda de partido, o seu tempo de TV e os recursos partidários correspondentes a sua participação no Legisltivo ficam com seu partido original, com o qual se elegeu. É uma lei moralizadora, e se há um casuísmo gritante – porque se concedeu tempo e dinheiro ao PSD, isso não tira a virtude da lei. Ela deveria ter sido feita antes do PSD. Antes tarde do que nunca.

    Interessante ver os chiliques do PSDB e mídia contra uma decisão soberana do Congresso. A declaração de Rodrigo Rollemberg, líder do PSB, comparando uma decisão tomada pela maioria esmagadora dos parlamentares (a lei foi aprovada com 240 votos, com apenas 30 contrários), com o Pacote de Abril, conjunto de leis imposto no auge da ditadura, é simplesmente ridícula.

    Entrentanto, nesse jogo de interesses, onde a base governista procura, naturalmente, dar as cartas para as eleições de 2014, duas consequências políticas de monta saltam aos olhos: uma é a união da própria base, em especial PMDB, PT, PSD. De outro lado, o surgimento de um novo bloco de oposição, formado por PSDB e PSB.

    O centro político brasileiro está vivo e se movimentando. Alguns analistas hoje prevêem dificuldades para Dilma em 2014, em função dessa convergência crescente de interesses entre seus principais adversários: Aécio Neves, Eduardo Campos e Marina Silva. Só que não podemos esquecer o seguinte:

    Os três, por mais que se abracem e beijem entre si, tiram votos uns dos outros.
    Os três representam segmentos bem diferentes do eleitorado. Mesmo que se unissem num segundo turno, isso não significaria que os eleitores iriam pelo mesmo caminho.
    Os três terão muito pouco tempo de televisão e enfrentam terríveis dificuldades para encontrar palanques decentes fora de seus estados de origem. A articulação de Campos para fazer de Serra candidato a governador de SP pelo recém-criado MD, e usá-lo como palanque, é um tanto desesperada, e não leva em conta a enorme rejeição de José Serra.
    A maior força da oposição em 2014 não é Eduardo Campos, nem Marina, nem Aécio. O seu maior trunfo continua sendo o apoio da grande mídia, que lidera um bloco de poder formado por legendas de oposição, intelectuais vendidos, banqueiros infelizes com juros baixos e setores reacionários do judiciário e do MP. É um dos blocos de poder mais influentes no país. Raymondo Faoro chamaria tal bloco de “estamento”, e rememoraria o triste papel que esse mesmo “estamento” desempenhou no país nos últimos 60 anos.

    Fecho aspas.

    E ponho o link:

    http://www.ocafezinho.com/

  3. Zbigniew said

    Ótimo o texto do Miguel, Otto.
    Acrescentaria apenas que o “estamento” só tem expressão por causa da velha mídia, Globo e Abril à frente.
    O julgamento do “mensalão” é o exemplo máximo desse arranjo de poder, onde PGR e ministros serviram à causa defendida pela mídia, uns descartando solenemente a sobriedade e a técnica para atuarem como políticos, outros por medo e conveniência, atitude muito comum nos Colegiados, quando se observa o isolamento. Mas quem teria coragem de peitar a mídia e os doutos apavoneados pelas luzes da ribalta? Só o Lewandovski e… ficou isolado.

  4. Jose Mario HRP said

    Que legal
    O cara não tem ética nenhuma, tudo pela fama e dinheiro, agora……

    http://nogueirajr.blogspot.com.br/2013/04/mp-diz-que-cqc-expos-crianca-situacao.html

  5. Patriarca da Paciência said

    “Visivelmente abatido, presidente do Supremo lamentou os atrasos que devem empurrar o desfecho do julgamento do mensalão para além do primeiro semestre; “Eu jamais disse que eles [os condenados] seriam presos. Eu disse que gostaria de terminar o que me cabe neste caso. O Supremo funciona até o dia primeiro de julho, depois ele interrompe seus trabalhos por um mês e retoma em agosto. Se não for possível fazê-lo em junho, será feito em agosto”, disse Joaquim Barbosa, durante visita ao Rio Grande do Norte “.
    (blog 247)

    Sua excelência anda abatido?

    Apenas pela “derrota” de 8 x 1 no caso dos prazos?

    Depois de tentar a todo custo “impor a sua vontade soberana” em condenar políticos do PT, acho que começa a cair a ficha de sua excelência.

    O ministro Joaquim Barbosa chegou a declarar em rede nacional que “não há nada acima do STF e … apontou o dedo para cima”!.

    Acho que, depois do verdadeiro “porre de poder”, por parte de sua excelência, finalmente, há algo de novo no ar.

    Parece que as coisas começam a voltar à normalidade, com serenidade e bom senso.

    Afinal, achar que Joaquim Barbosa tenha razão e a maioria dos juízes e juristas brasileiros estejam errados, é algo para assustar!

    Espero que esse pesadelo termine logo!

  6. Patriarca da Paciência said

    Do link do comentário 4 postado pelo HRP,

    “De acordo com o conselheiro, esta criança pode ser levada a pensar que mentir e dissimular para conseguir um objetivo profissional é uma prática correta. “Mal comparando, é uma situação semelhante aos traficantes de drogas que usam crianças na comercialização”, disse.”

    Por analogia, não seria também o caso dos expedientes usados pelo ministro Fux para obter a vaga para o STF?

  7. Jose Mario HRP said

    Patriarca, é vergonhoso o périplo que trilham alguns pretendentes aos tribunas superiores.
    Tive acesso a reportagens e depoimentos somente sobre o Fux e o JB, mas ao que parece todos pedincham de porta em porta dos gabinetes dos poderosos e possiveis influentes.
    Depois tornam-se esses arrogantes despotas como o JB.
    Primeiro negro a sentar numa cadeira do STF e logo ele, exemplarmente um perfeito tirano mal educado do ano!
    Por fim entre outros, a Rosa tem mostrado ser pouco acostumada a lidar com os outros direitos que não o trabalhista.
    E o saber juridico exigido para ser aprovado pelo senado?

  8. Pax said

    Estadão: Dirceu organizou e controlou o mensalão, diz acórdão do julgamento
    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,dirceu-organizou-e-controlou-o-mensalao-diz-acordao-do-julgamento,1023016,0.htm

    R7: Dirceu organizou e controlou esquema do mensalão, afirma resumo da decisão
    http://noticias.r7.com/brasil/dirceu-organizou-e-controlou-esquema-do-mensalao-afirma-resumo-da-decisao-19042013

    Agora veremos os próximos passos, os embargos de declaração e os embargos infringentes por parte dos réus.

    E as opiniões de todos os lados rolando soltas. O que é muito bom.

  9. Jose Mario HRP said

    Vejam só quem anda dando uma de paladino e nobre vingador:

    http://saraiva13.blogspot.com.br/2013/04/o-poder-embriaga-stf-gasta-r-90-mil-em.html

  10. Patriarca da Paciência said

    “A futura residência do ministro, com cinco quartos, quatro salas, biblioteca e adega, era ocupada até o final do ano passado pelo ministro Ayres Britto, que se aposentou do STF em novembro. ”

    Do link acima postado pelo HRP,

    Pois é, meu caro HRP,

    Não foi mencionado aí os vinhos e champanhes que “merecem” figurar na famosa adega do ministro Barbosa.

    Provavelmente só aqueles “puros de origem”, com selo de qualidade e assinatura autenticada do dono da vinícula… francesa claro!

    Depois o Genoíno é que esbanja dinheiro público!

    É mesmo um processo digno de Kafka.

    Não é à toa que muitos consideram Kafka um verdadeiro Profeta.

  11. Patriarca da Paciência said

    “O documento destaca como provas e indícios que, vistas em conjunto, levaram à condenação dos réus as várias reuniões entre os participantes do esquema na época dos empréstimos fraudulentos tomados no Banco Rural. Os dirigentes dessa instituição, frisa o acórdão, reuniram-se “com o organizador do esquema”, isto é, José Dirceu. O resumo recorda ainda que também participavam desses encontros o então ministro José Dirceu, o publicitário Marcos Valério, o operador do mensalão, e o então tesoureiro do PT, Delúbio Soares, “executor das ordens de pagamento aos parlamentares corrompidos”.

    Então estas são as “provas”?

    Então a coisa, definitivamente, é kafkiana mesmo!

    E os nomes, endereços, CPF, RG e endereços dos parlamentares corrompidos, não tem a menor importância?

    A prova real de que tais parlamentares votaram conforme as propinas recebidas, não tem a menor importâncias?

    Base parlamentar que apoio ao governo, precisa de propina para apoiar o governo?

    Para “provar” corrupção, basta apenas dizer que “fizeram reuniões”?

    Políticos não vivem “fazendo reuniões”?

    Profeta Kafka, dê-nos alguma luz!

  12. Michelle 2 said

    Totó…pediu levou!

    Há sinceridade nisso, Coluna Carlos Brickmann

    Numa cerimônia oficial, dia 16, em Minas Gerais, disse a presidente Dilma Rousseff: “A inflação foi uma conquista desses dez últimos anos do presidente Lula e do meu governo.”
    Esta reveladora frase está gravada em vídeo, em http://youtu.be/AZz51sKG-2o

    Quando o ex-presidente Fernando Henrique fez 80 anos, em junho de 2011, disse a presidente Dilma Rousseff, por escrito, sobre ele e sua obra: “(…) o ministro-arquiteto de um plano duradouro de saída da hiperinflação e o presidente que contribuiu decisivamente para a consolidação da estabilidade econômica”.

    Faz sentido: para quem condena severamente, e há tantos anos, a “herança maldita” de Fernando Henrique, nada mais justo do que se orgulhar da luta de dez anos do ex-presidente Lula e dela própria pelo retorno triunfal da inflação. É uma questão de coragem – que começa pela ousadia de nomear e manter um ministro como Guido Mantega num posto-chave, o Ministério da Fazenda.

    Dilma Rousseff tem uma qualidade rara entre os políticos: fala aquilo em que acredita, não se preocupando em agradar quem quer que seja, nem em ser politicamente correta. Na Conferência Internacional sobre Mudanças Climáticas, em Copenhague, Dinamarca, disse: “O meio-ambiente é, sem dúvida nenhuma, uma ameaça ao desenvolvimento sustentável e isso significa que é uma ameaça para o futuro do nosso planeta e do nosso país”. Sim, é bobagem; mas é opinião dela.

    Dilma Rousseff é sincera quando fala bobagens.
    E quem fala o que pensa não merece castigo.

  13. Patriarca da Paciência said

    Coisas curiosas que eu não sabia, o cantor e compositor Odair José teve mais músicas proibidas que Caetano Veloso e Chico Buarque, conforme documentário que está passando neste horário da TV Educativa.

    Muito interessante mesmo.

    A música “pare de tomar a pílula” coincidiu com um programa dos governos militares de distribuir pílula de graça nos postos de saúde, foi tomada como uma provocação e censurada.

    Depois disso o cantor foi severamente censurado, tendo que apresentar para a censura toda e qualquer composição, sendo que cama, sexo, declarações de amor muito explícitas, etc. eram censurados.

    Conta o cantor que uma música, “a primeira noite de um homem”, que nada tem a ver com o filme do mesmo nome, foi censurada. O compositor foi até o “grande censor”, que era um militar de alta patente e peguntou o que poderia mudar para a música passar. O militar de “alta patente”, disse simplesmente que não adiantava mudar nada, era o conceito que estava censurado. Pegunta o Odair, “então o conceito de fazer sexo está censurado?” O militar o chamou de atrevido e não deu nenhuma resposta.

    Pois é, e ainda tem gente que tem saudades da ditadura militar!

  14. Jose Mario HRP said

    Errei também?
    http://amoralnato.blogspot.com.br/2013/04/desculpas-erramos-mas-talvez-nao.html

  15. Jose Mario HRP said

    A coisa não era bem assim: “XÔ” Satanas!

    http://tvuol.uol.com.br/assistir.htm?&tagIds=590118&time=all&orderBy=mais-recentes&edFilter=editorial&video=escuta-envolve-feliciano-em-esquema-de-fraude-deputado-nega-0402CD193868C4A14326

  16. Pax said

    Complicado… Um tal de Otoniel, Marco Feliciano, Aldo Rebelo e o falastrão Vaccarezza..

    Tem que investigar tudo, este tipo de denúncia não pode ficar no barato.

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2013/04/21/escuta-envolve-feliciano-em-esquema-de-fraude/

  17. Pax said

    O PSDB não desiste de acabar com o próprio PSDB, impressionante.

    http://colunistas.ig.com.br/poderonline/2013/04/21/acenderam-a-luz-amarela-no-psdb-diz-andrea-matarazzo/

  18. Pax said

    Segundo Gaspari, há chances de Dirceu não ir em cana.

    http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2013/04/21/fortes-emocoes-por-elio-gaspari-492493.asp

  19. Jose Mario HRP said

    Sobre essas novas denúncias sobre alguns deputados pairam as mesmas suspeitas que me vieram a mente quando das denúcias quanto ao ministro do esporte anterior e sobre Gabriel Chalita:
    puro “disquemediz”!
    Morreram as denúncias, nada de apuração e a honra dos caras manchada !

  20. Jose Mario HRP said

    Sobre o texto do Gaspari uma objeção:
    JB pra presidente é soda limonada demais para mim!

  21. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    tentei abrir o link do comentário li e deu “site fora do ar”. Mas fui no blog do Noblat e abriu normalmente. Cola aqui a notícia:

    “Elio Gaspari, O Globo

    Ao contrário do que foi publicado aqui no domingo passado, é razoável a chance de reversão da sentença que condenou José Dirceu por formação de quadrilha, levando-o a penar em regime fechado.

    Basta que o ministro Teori Zavascki, que não estava no Tribunal em novembro, vote a favor do recurso.

    O jogo empata, com Celso de Mello, Gilmar Mendes, Luiz Fux, Marco Aurélio e Joaquim Barbosa de um lado, e Rosa Weber, Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Zavaski, do outro. Zerado o placar, cai a decisão que levaria Dirceu ao presídio do Tremembé.

    Indo-se para o campo da fantasia, em seguida pode acontecer o seguinte:

    Barbosa fala dois minutos contra a reversão do resultado do julgamento do ano passado, joga a toga sobre a bancada, deixa o Supremo e vai disputar a Presidência da República.

    Dias emocionantes virão.”

  22. Patriarca da Paciência said

    Correção, link do comentário l8

  23. Patriarca da Paciência said

    Sinceramente, sinceramente mesmo, acho que o Barbosa não tem a menor chance de se eleger presidente, governador ou senador, mas tem imensas chances de se eleger deputado. Ele não tem o menor talento político!

    Seria bem interessante ver uma pessoas tão radical, fundamentalista mesmo, defender suas idéias abertamente.

    Seria um ótimo lugar para Barbosa!

  24. Patriarca da Paciência said

    Comentário bem interessante do blog 247:

    RB TOLEDO 21.04.2013 às 12:40
    Sou jornalista e prestem MUITA atenção ao que vou dizer aqui e agora sobre este asunto: A IMPRENSA MAQUIAVELICA BRASILEIRA E SEUS BARÕES JÁ ESTAO EM CAMPANHA PARA COLOCAR NA DILMA A PECHA DE “INCOMPETENTE PARA GOVERNAR O BRASIL”, FIZERAM SEU BIOTIPO E QUEREM PASSAR PARA A NAÇÃO A IDEIA DE QUE ELA É “PREPOTENTE, ARROGANTE E SE ACHA A MAIORAL” (TUDO O QUE NA VERDADE ELES É QUEM SÃO) E ISTO (ESTA CAMPANHA) ESTÁ ACONTECENDO PORQUE OS INTERESSES DESSES BARÕES MIDIATICOS NÃO ESTÃO SENDO ATENDIDOS NO BNDES COMO ERAM DESDE A ÉPOCA DE FHC (QUANDO AS PORTAS E AS TORNEIRAS DO TESOURO ESTAVAM SEMPRE ABERTAS PARA ELES). O PRINCIPAL MOTIVO É PORQUE AS SUAS EMPRESAS ESTÃO QUEBRANDO, FALINDO E ELES ESTÃO DESESPERADOS ACHANDO QUE A CULPA É DO GOVERNO QUE NÃO OS SOCORREM. É BOM REFLETIRMOS TODOS SOBRE ISSO… A IMPRENSA NAZISTA NO BRASIL SEMPRE FOI INTOLERANTE E AUTORITÁRIA COM O POVO (DEFENDEU A DITADURA LEMBRAM?), E AGORA, ACHAM QUE O GOVERNO E SEU PRESIDENTE DEVEM SALVÁ-LOS DA DERROCADA E DA FALÊNCIA. CULPAM EXCESSIVAMENTE A DILMA PELOS SEUS PRÓPRIOS PROBLEMAS PORQUE, HISTORICAMENTE, SE ACOSTUMARAM A VIVER ÀS CUSTAS DO DINHEIRO PUBLICO DO ERÁRIO NO BRASIL E NUNCA (PRESTEM ATENÇÃO AQUI: NUNCA!) DEVOLVERAM OS EMPRESTIMOS. SONEGAM E SONEGARAM IMPOSTOS E ESTÃO VICIADOS NESSA ROTINA. O BRASIL (O BRASIL DO BEM) NÃO PODEM MAIS TOLERAR ESTES MARGINAIS DISFARÇADOS DE JORNALISTAS NESTA NAÇÃO. É PRECISO TOMAR UMA PROVIDENCIA FIRME CONTRA NADA MAIS NADA MENOS QUE O ÓDIO EMBUTIDO E DISFARÇADO DESSES SENHORES NESTES EDITORIAIS…

  25. Michelle 2 said

    Nós pagávamos o motel para LULA meter a vara na vagabunda!

    http://avaranda.blogspot.com/2013/04/que-rainha-sou-eu-revista-veja.html

  26. Chesterton said

    Por insistencia do pax estou de volta

    Por Jorge Serrão – serrao@alertatotal.net

    O Palhaço do Planalto vai chorar de tanto rir. O Presidente paralelo do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e sua marionete nervosa, Dilma Rousseff, são classificados por investidores internacionais e pelo pessoal da área de comércio exterior, nos Estados Unidos e na Europa, como “os ditadores da face obscura da Lua”. A mesma turma reclama que toda a América Latina – exceto o Paraguai – sofre hoje na mão dos “ditadores populistas da Unasul”.

    Dilma tem a delicadeza de um elefante pisando em copinhos de cristais em suas ações e palavras no campo diplomático. Seu antecessor, que ainda não deu provas de que desencarnou do trono do Palácio do Planalto, se assemelha a um macaco desastrado dentro de um armário cheio de louças finas. O pior é que a política externa tupiniquim é manipulada, na base do top-top, pelo mago Marco Aurélio Garcia – um dos principais dirigentes do Foro de São Paulo – entidade que reúne os radicalóides de canhota do continente.

    No ar, paira uma grave crise com os EUA. As relações de Lula com regimes anti-norte-americanos, como o Irã e muitos países da África, tornam inviável que o Tio Sam libere os brasileiros dos vistos de entrada e todo um rigor de fiscalização alfandegária. O ataque de Boston bostejou ainda mais a questão, porque a guerra ao terror tende a se ampliar na “terra do homem livre e na casa do bravo” – como está definido no hino da “Bandeira Estrelada” (The Star-spangled Banner).

    A bronca da Águia com o terrorismo todo mundo já conhece. Mas a ave símbolo norte-americano quer mesmo é acertar contas com os corruptos – principalmente os do Brasil. A turma do Governo do Crime Organizado daqui anda de muito teretetê (como diria Zeca Diabo) com os patrocinadores do terror transnacional.

    Nossos bandidos, inclusive, andam fazendo negociatas muito escusas e muitas parcerias de politicagem com os inimigos dos EUA. Do jeito que a coisa vai, muita blackwater tende a rolar para cima de nossos corruptos vagabundos que fazem os indolentes brasileiros de bobos da corte dos mais variados tipos de “mensalão”.
    Eis por que a previsão política para 2014 é de clara tendência de mudança de um ciclo – nem que seja com a troca de nomes, na disfarçada alteração de seis por meia dúzia.

    Dilma Rousseff, com índices manipuladíssimos de apoio nas pesquisas de opinião pública, nunca esteve com sua reeleição tão ameaçada. Culpa do previsível retorno da inflação em um desgoverno que nunca fez o dever de casa, baixando impostos, mexendo na usura bancária, investindo em infraestrutura e logística, reduzindo os gastos federais inúteis e combatendo a corrupção sistêmica (coisa impossível para a índole petralha). Dilma vai pro brejo levando junto o “Boi” (não era com este bovino codinome que o falecido delegado Romeu Tuma o chamava, carinhosamente, na década de 70, o fiscal secreto do DOPS que dedurava os inimigos do meio sindical?).

    Alguém acha que a petralhada vai aceitar, pacificamente, desaparelhar a máquina capimunista tupiniquim? Pode esquecer de tal possibilidade. Os sujeitos não admitem perder a boquinha. Até porque uma das fontes de arrecadação legal de dinheiro para o PT é a ocupação de cargos de confiança muito bem remunerados. Vide a tabelinha de contribuições ao Partido dos Trabalhadores. O aparelhamento do Estado Capimunista rende alto para o caixa partidário.

    Hoje, no Brasil, temos outra piada para provocar muitos prantos entre os bobos da corte – nós, os cidadãos-eleitores-contribuintes. Quem tem a ideologia petista parece ter um cérebro privilegiado. Muitos dos filiados ao partido, além das boquinhas com os “DASs” (cargos de direção de Assessoramento Superior) conseguiram a façanha intelectual de passarem em concursos públicos.

    Caia para trás com o número levantado por um senador de oposição. Atualmente, 135 mil funcionários concursados – a maioria, que coincidência, petistas – não tem qualquer função no governo. Nas repartições, não há sequer mesa, cadeira, equipamentos ou espaço para eles trabalharem. Logo, ganham sem fazer nada! E, claro, contribuem, religiosamente, com o partido…

    A eleição presidencial de 2014 deve bater o recorde de baixaria – matando de inveja até a recente disputa venezuelana. A primeira ação brutal dos petralhas será contra seu aliado até ontem, o governador socialista pernambucano Eduardo Campos. O netinho de Miguel Arraes é o franco favorito a reinar no Planalto. Antes, só terá de sobreviver à onda de ataques covardes do nazipetralhismo, principalmente nos bastidores dos podres poderes.

    Outro que vem na disputa é o senador e ex-governador de Minas Gerais. O probleminha – para sorte da petralhada – é que o caminho do Planalto parece trancado para o netinho do Tancredo. Aécio Neves está com muita dificuldade de decolar. José Serra ainda vai fazer um estrago enorme no ninho tucano porque também deseja a Presidência. Tudo para ira do ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso – quase imortal da nossa Academia Brasileira de Letras, seguindo os passos do onipotente José Sarney…

    A vaidade pessoal e obsessão de Serra pelo poder, além de não levá-lo à sonhada Presidência da República, vai implodir o PSDB. A salvação para o partido – e ainda dá tempo para isto – seria Aécio ter a humildade de fechar, depressa, uma aliança com Eduardo Campos, para tentar uma vaguinha de vice do Pernambucano. Se isto acontecer, aí sim a eleição se complica para o PT – já que o eterno governista PMDB vai pular no colo de quem tiver mais chances reais de faturar a eleição.

    Voltando às questiúnculas internas de nosso Reino de Avilã, a primeira-dama da Operação Porto Seguro, Rosemary Nóvoa de Noronha, retorna, triunfalmente, à proa do Titanic petralha. Reportagem da Veja confirma pelo menos uma das muitas viagens internacionais de negócios feitas pela “Doutora Rose”, extra-agenda-presidencial, enquanto ocupou o cargo de chefe de gabinete do “escritório” da Presidência da República em São Paulo.

    Como Rose tinha passaporte diplomático – e nada consta que tenha perdido o documento ou entregue para a Justiça até agora -, a melhor amiga de Lula ía para onde quisesse, levando e trazendo o que bem desejasse. Todos graças à imunidade diplomática na bagagem – sempre inviolável e isenta de fiscalização em aduanas.

    Se Rosemary transportava bugingangas, dinheiro ou diamantes só o 007 seria capaz de descobrir. O Pior é que juram que o MI-6 andou monitorando-a. Bem que a Rose daria uma interessante e intrigante Bond Girl… Mas, se bobearem, ano que vem ela se candidata e vira deputada federal pelo PT…

    A hospedagenzinha gratuita no Palazzo Pamphili, sede suntuosa da Embaixada Brasileira em Roma, em 2010, foi apenas um pequeno pecado de quem se acostumou a usar e abusar da máquina capimunista do Brasil. Rose merece perdão porque seria a perfeita soberana paralela, com poderes maiores que o de uma primeira-dama, para reinar na Suprema Corte dos Ditadores Mensaleiros.

    Se é assim, que deus salve a Rainha! Mas um deus, com letrinha bem minúscula… O Diabo é que tem petralha maldoso fofocando que Rose corre risco de ser traída. Ela pode terminar como a grande e única culpada de tudo que foi feito de errado e apurado na Operação Porto Seguro – cuja investigação anda tão rápida quanto a conclusão da ferrovia Norte-Sul…

    Quem não é Bobo nesta Corte passa por um momento sombrio, de incertezas, correndo até certo risco de abandono e desprestígio. Nem por isso, mesmo sabendo que não vai pegar os 10 anos e 10 meses de cadeia a que foi condenado como o “organizador” do Mensalão, José Dirceu de Oliveira e Silva não se abate publicamente. Desde quinta-feira passada até esta segunda-feira, o blogueiro, advogado e consultor viajará pela região da Amazônia Legal e adjacências.

    Dirceu combinou passeios rápidos, compromissos políticos e de negócios em várias capitais: Teresina, Macapá, Belém e São Luiz. Ele curte as mordomias de viajar em um luxuoso jatinho fretado em São Paulo. Voar em um Citation CJ2, prefixo PT-LLU, com seis lugares, não custa barato.Toda a turnê de Dirceu deve sair por uns R$ 150 mil.
    Isso fora a hospedagem padrão dele, em hotéis 5 estrelas. Afinal, ninguém merece passar uma temporada em um hotel-presídio tipo Tremembé (onde não deixam o preso sequer usar um computador ou um smartphone)… Antecipando-se aos intrigantes de plantão, Dirceu já mandou amigos dele avisarem à mídia amestrada que quem paga a conta é ele mesmo – e não alguma empreiteira amiga. Parabéns pela honestidade…

    Um dos maiores investimentos atuais de José Dirceu é uma sociedade com portugueses em uma mina de ouro no Amapá. Especula-se até que a mina do Condenado no Mensalão produza até nióbio e outros minerais raros e de alto valor… No Senado, circulava na sexta-feira uma informação valiosa. Dirceu teria hoje uma fortuna estimada em R$ 1 bilhão e 200 mil reais. Só falta ser citado na Forbes…

    Por tudo isso, cabe uma pergunta que demanda uma profunda resposta. Será que Dirceu merece a fortuna de acabar preso e sem direitos políticos, sem antes realizar seu sonho (sepultado pela briga com Roberto Jefferson e pela persistência condenatória de Joaquim Barbosa) de ter sido Presidente do Reino do Brasil, sucedendo a Lula?

    Muito amigo de longa data da Rose, Dirceu Borboleta jura que não roubou nem matou a Dulcinéia Cajazeira, porém não pode jogar a culpa em “Odorico”. Por isso, o negócio mais seguro para ele seria pegar o primeiro jatinho para Cuba, antes que seja tarde demais.

    Basta o Zé do Blog pedir um asilo político aos sócios-irmãos Castro, e aguardar, em segurança, que a Corte Interamericana de Direitos Humanos, na Costa Rica, julgue que o nosso Supremo Tribunal Federal cometeu a máxima das injustiças condenando um homem tão rico, preparado e digno para ser um símbolo ideológico do Capimunismo que temos no Brasil.

    Enquanto isso, os bobos na corte dos ditadores mensaleiros ficam com os deles bem na reta… Tudo por causa do nada triunfal retorno da inflação – fruto da permanente ganância e falta de estrutura produtiva, educacional e cultural do passivo brasileiro.
    Por tudo isso, junto com muitos cabeças de papel, e sob os olhares atentos de reprovação da Águia, os bobos já perguntam com maldade: Onde está a Honestidade?

    Na Rua dos Bobos, número 13, é que não está…

  27. Chesterton said

    Maldição da Ilusão

    Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net
    Por Cristovam Buarque

    Foi Celso Furtado quem primeiro chamou atenção para a ideia da “maldição do petróleo”, a fim de explicar o atraso de países, um deles a Venezuela, cuja riqueza natural fez abandonar sua capacidade tecnológica e produtiva.

    O Brasil, mesmo sem ser exportador de petróleo, tem sofrido desta maldição ao longo de nossa história. Acostumamos-nos com orgulho, de sermos uma terra onde “em se plantando tudo nela dá”, sem a necessidade de inventar produtos, tecnologias, aumentar produtividade, nem competitividade industrial.

    Para crescer, bastava ampliar a fronteira agrícola, substituindo florestas por plantações de cana, algodão, café e soja, ou explorar ouro e prata. Não havia necessidade de inovação tecnológica e de poupança porque podíamos explorar a terra, como outros países faziam com o petróleo.

    Esta é a principal razão que explica porque somos a 6ª economia mundial, mesmo sendo um país tão atrasado em educação, ciência e tecnologia. Por quase 400 anos de nossa história bastava colocar enxadas nas mãos dos escravos, depois bastava treinar operários no manuseio de máquinas.

    Não precisávamos criar nem inventar máquinas e produtos de nossa indústria porque eles eram inventados e criados no exterior. Não foi necessário gastar dinheiro em educação, usávamos a educação dos países que por falta de recursos naturais eram obrigados a desenvolver conhecimento.
    Chegado o século XXI, quando a grande riqueza já não é a terra, mas os cérebros, percebemos o desastre dessa opção de nossa história. Temos uma sociedade violenta, ineficiente, dependente como nunca antes, sobretudo, por falta do capital conhecimento.

    Mas ao invés de despertarmos para a necessidade de assegurarmos educação de qualidade, e qualidade igual para todos, estamos caindo na ideia de que faremos isto quando o petróleo do Pré-Sal nos oferecer os recursos necessários.

    Para reservar cem por cento dos royalties do petróleo para a educação de base, sou autor, junto com o ex-senador Tasso Jereissati, do primeiro projeto de lei com esta ideia. O projeto foi arquivado e agora reapresentado com o senador Aloysio Nunes. Mas esta alternativa acomoda a opinião pública e as lideranças a espera de uma renda futura, insuficiente para provocar o salto educacional que precisamos.

    A revolução científica e tecnológica que ocorre no mundo exige que o Brasil rompa com a ideia do “em se plantando tudo nela dá” para a ideia de que “em se aprendendo nela tudo se cria”. Isto exige iniciar, desde já, a necessária revolução educacional que o país precisa.

    Mesmo assim, ouve-se o acomodamento geral de que é preciso esperar pelo Pré-Sal. Pior do que outros países, que caíram na maldição do petróleo. Estamos caindo na maldição da ilusão de um petróleo ainda escondido nas profundezas do mar como a solução para a nossa crítica e vergonhosa situação educacional. Até aqui fomos vítimas da maldição dos recursos abundantes, agora estamos sendo vítimas da maldição de uma ilusão.

    Cristovam Buarque

  28. Chesterton said

    Temos uma sociedade violenta, ineficiente, dependente como nunca antes, sobretudo, por falta do capital conhecimento.

    chest- burrice, em resumo.

  29. Patriarca da Paciência said

    “Barbosa vai a palanque de Aécio em MG e aumenta rumores sobre ‘mosca azul’
    Tags: aécio neves, eleições 2014, mensalão, blog da helena, joaquim barbosa
    Por: Helena Sthephanowitz, especial para a Rede Brasil Atual

    Aécio, Barbosa e Anastasia, em Ouro Preto: presidente do STF marca presença em evento que o bom senso indicaria evitar (Marcelo Prates/Folhapress)

    O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, participou hoje (21) de uma cerimônia oficial pelo feriado de Tiradentes, organizada pelo governo de Minas Gerais, em Ouro Preto. Convidado como orador do evento, Barbosa recebeu o Grande Colar, homenagem máxima oferecida a personalidades que, segundo o governo estadual, ajudaram no desenvolvimento de Minas e do Brasil, além de acompanhar e ser acompanhado o tempo todo pelo senador Aécio Neves, candidato do PSDB às eleições presidenciais do ano que vem.

    Mas, se oficialmente o presidente da instância máxima do Judiciário do país honrou com sua presença um evento institucional, por outro lado é evidente que aquilo é também um palanque político (todo mundo sabe disso), e o espectro da exploração política do julgamento do mensalão recomendaria que Barbosa mantivesse distância de tal cerimônia.

    A delicadeza da situação é constatada pela ausência em Ouro Preto de outro senador mineiro, o aecista Clésio Andrade, réu no processo do mensalão tucano em Minas, ex-sócio do publicitário Marcos Valério, e vice-governador de Aécio Neves entre 2003 e 2006. Também não deu as caras outro ex-governador, o deputado Eduardo Azeredo (PSDB), um dos pivôs do esquema que o STF ainda não se dispôs a julgar.

    Ganhou a esperteza política de Aécio, que marca território entre os eleitores que acreditam que Barbosa seja um arauto do combate à corrupção. Mas em se tratando do próprio Barbosa, que frequentemente tem sido protagonista de sucessivos episódios de conflitos entre outras instâncias do Judiciário e com veículos da velha mídia, que apesar de tudo ainda o apóia, o desgaste pode ser grande e uma nova saraivada de críticas pode estar a caminho.

    Sabe-se lá se é a famosa picada da mosca azul, que leva pessoas a desejarem mais e mais poder, ou se é a esperteza dos tucanos mineiros que plantam notinhas pela imprensa espalhada pelo país, para depois checar os resultados junto à opinião pública, mas depois desse ato, corre a notícia de que Barbosa seria vice de Aécio. Melhor não duvidar.”

    http://www.redebrasilatual.com.br/blog/helena/barbosa-vai-a-palanque-de-aecio-e-aumenta-rumores-sobre-mosca-azul

  30. Jose Mario HRP said

    Nosso time sub 18 está jogando com os argentinos.
    Jogo duro, e não quero perder!
    Sport TV.
    Mas a Aretha “Send Me”!


    JB, essa negra é o que há!

  31. Otto said

    A teoria do domínio do fato não valeu então para o Fleury, governador da época do Carandiru?

    http://www.estadao.com.br/noticias/geral,ong-anistia-internacional-elogia-com-ressalvas-condenacao-de-pms,1023801,0.htm

  32. Jose Mario HRP said

    Além de “matar no peito” Fux também foi “Paquito” no show da Xuxa!
    Foi ele que julgou o caso do filme Amor estranhoa amor em que Xuxa pratica sexo com um menino de 10 anos.
    O advogado de Xuxa era Sérgio Bermudes!
    Tá tudo dominado no STF!

  33. Jose Mario HRP said

    Que Xou!

    http://novobloglimpinhoecheiroso.files.wordpress.com/2013/04/luiz_fux15_sergio_bermudes_xuxa.jpg?w=450&h=615

  34. Otto said

    Agora sabemos que o julgamento do “Mensalão” foi um julgamento de exceção, que a justiça no Brasil só vai continuar condenando pobres, pretos e (agora) petistas.

    Passaram as estações. Nada mudou.

    Quem pertence à Casa Grande, ou está a seu serviço, não terá problemas com a justiça.

    Agora, quem ousar abrir as portas da senzala, aí o bicho vai pegar. Nem que tenham que contratar uma capitão-do-mato.

    http://www.blogdacidadania.com.br/2013/04/envergonhe-se-da-justica-do-pais/

  35. Otto said

    Há muitas lacunas sobre os atentados em Boston. Mas uma certeza: o FBI pisou na bola.

    “São compreensíveis as manifestações de patriotismo dos estadunidenses depois que dois patifes explodiram bombas de fabricação caseira na maratona de Boston. Ao fim e ao cabo destes dias trágicos, os irmãos deixaram um rastro de dor e destruição: 4 mortos e quase 200 feridos.

    A capa da revista direitista Época, das Organizações Globo, demonstra que o lobby para que o Brasil compre serviços de segurança dos Estados Unidos para “proteger” a Copa será intenso — e, provavelmente, bem sucedido.

    Teremos todos aqueles escudos, armas que dão choques elétricos e lançadores de gases que couberem em nosso complexo de inferioridade.

    Na Segunda Guerra Mundial, quando os soldados brasileiros chegaram à Itália no inverno, os pracinhas vestiam roupas de verão, me contou em uma entrevista em Bonn, então capital da Alemanha, o embaixador dos Estados Unidos Vernon Walters.

    Walters, um homem de inteligência, durante a guerra fez a ponte entre militares brasileiros e estadunidenses estacionados na Itália. Mais tarde, nos anos 60, como adido militar no Brasil, ajudou a planejar o golpe de 1964. Entre outros que Walters conheceu na Itália estava Castelo Branco, que viria a ser mais tarde o primeiro ditador do ciclo militar.

    A maior dificuldade dele com os pracinhas, segundo Walters, foi encontrar botas de inverno quer servissem no pé dos mirrados mas valorosos combatentes brasileiros.

    Espera-se que, em 2014, ao menos nos sejam vendidos trajes que sirvam nos policiais brasileiros.

    Os fatos, no entanto, indicam que o Brasil pode comprar gato por lebre.

    Os atentados do 11 de setembro de 2001 deixaram evidente, entre outras coisas, um tremendo fracasso da inteligência dos Estados Unidos, nas quais o país sempre investiu uma fortuna, quantia mais que triplicada depois da tragédia.

    De Kurt Einchenweald, no New York Times: “Em 6 de agosto de 2001, o presidente George W. Bush recebeu um relatório secreto das ameaças representadas por Osama bin Laden e sua rede terrorista, a Al Qaeda. O ‘relatório diário presidencial’ daquela manhã — o documento altamente secreto preparado pelas agências de inteligência dos Estados Unidos — tinha o agora infame título: Bin Laden determinado a atacar nos Estados Unidos. Algumas semanas depois, em 11 de setembro, a Al Qaeda atingiu aquele objetivo”.

    Várias pistas sobre a presença dos terroristas sauditas em solo estadunidense foram simplesmente desprezadas ou pelo menos não levadas suficientemente a sério.

    Nos dias seguintes aos atentados, o governo Bush permitiu que parentes de bin Laden e outros sauditas deixassem os Estados Unidos às pressas e, meses depois, começou a planejar a invasão do Iraque.

    Entenderam os grifos? Os terroristas de 11 de setembro eram sauditas e, provavelmente, ligados a uma das vertentes mais fundamentalistas do islã, o wahabismo da Arábia Saudita, cujo dinheiro financia madrassas e universidades islâmicas em todo o mundo, inclusive a universidade de Darul Uloom, em Deoband, na Índia, que tive o prazer de visitar com o cinegrafista Sherman Costa nos anos 2000, para uma reportagem.

    O movimento deobandi formou muitos dos professores/religiosos/militantes que deram cimento ideológico ao talibã no Afeganistão. Hoje, os deobandi têm grande influência na população pashtun que vive na região fronteiriça entre o Paquistão e o Afeganistão.

    Meu ponto é que terroristas sauditas foram os responsáveis pelo 11 de setembro mas os Estados Unidos invadiram… o Iraque (no caso, com inteligência forjada, como em “armas de destruição em massa”).

    Em Boston, desde já é óbvio que houve novo fracasso de inteligência.

    Em janeiro de 2011, agentes do FBI entrevistaram Tamerlan, o irmão mais velho dos dois acusados de plantar as bombas de fabricação caseira na maratona de Boston.

    A checagem foi feita a pedido do governo russo.

    Numa entrevista na Rússia, a mãe de Tamerlan, Zubeidat, afirmou que os agentes disseram a ela que o filho era “um menino excelente”, mas que ao mesmo tempo ele estava se informando “através de sites realmente extremistas e que tinham medo dele”, de acordo com o New York Times, que reproduziu informações da agência estatal russa RIA Novosti.

    Ao Russia Today, ela disse: “Eles [agentes do FBI] vinham até minha casa, conversavam comigo… eles me diziam que ele [Tamerlan] era um líder extremista e que tinham medo dele. Eles me diziam que toda informação que Tamerlan recebia era através de sites extremistas… eles o controlavam, controlavam cada passo dele… e agora dizem que isso é um ato terrorista! De jeito nenhum isso é verdade, meus filhos são inocentes!”

    Reproduzindo entrevista do Wall Street Journal com o pai dos dois acusados, o diário britânico Independent publicou:

    “O pai disse que estava presente [durante visita do FBI], mas não se preocupou: “Eles diziam ‘sabemos os sites que você frequenta, sabemos para quem você liga, sabemos tudo sobre você. Tudo’. Eles disseram ‘estamos checando e de olho’– foi isso o que disseram”.

    Ou seja, pela descrição dos pais a vigilância sobre a família foi mais extensa e profunda do que revelou o próprio FBI, que em nota oficial disse nada ter encontrado contra Tamerlan.

    Depois do interrogatório, o irmão mais velho viajou para a Rússia, onde passou seis meses no Daguestão. Ao voltar, aparentemente criou uma página no You Tube e incorporou vários vídeos jihadistas, conforme descrição do New York Times.

    A essa altura, onde andava o FBI, que abertamente acompanhava a navegação de Tamerlan na internet?

    Isso me parece mais surreal que o irmão mais novo, Dzhokhar, escapar a pé de um cerco policial, com ferimentos no pescoço e na perna.

    Mais surreal que o dono da casa, desarmado, ter encontrado Dzhokhar escondido no barco que ficava no quintal, sem que houvesse reação; chamou a polícia, que chegou… atirando.

    Mais surreal que o New York Times ter escondido o pedido da Rússia para que Tamerlan fosse investigado pelo FBI… no meio do texto.

    Mais surreal que os Estados Unidos venderem “inteligência” ao Brasil na Copa de 2014.”

    Luiz Carlos Azenha

    http://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/os-eua-ainda-pretendem-vender-inteligencia-ao-brasil.html

  36. Jose Mario HRP said

    Ao favorecer Xuxa o Fuxxa favoreceu seu “adevo amigo” e com muita hipocrisia protegeu alguém que abusara sexualmente de um menino.
    Hoje Xuxa seria condenada por estupro!

  37. Jose Mario HRP said

    Quanta ética na primeira democracia do mundo!
    Jovem checheno será enquadrado num tipo de crime federal que o obriga a falar e não usar a emenda constitucional norte americana que permite a réus se manter em silencio.
    Para obrigar alguém a falar o que se usa normalmente?
    TORTURA!
    Os EUA viraram uma pocilga mesmo!

  38. Pax said

    Off topic.

    No Facebook do Idelber Avelar.

    Idelber Avelar Guarani Kaiowá
    Este debate entre André Singer e Marcos Nobre (http://www.youtube.com/watch?v=BUl6oX7ny-c) tem duas horas de duração, mas vale a pena. Para quem leu o livro de Singer, “Os sentidos do lulismo”, é imperdível. Não concordo com algumas das críticas do Nobre ao livro do Singer, mas coincido com ele no diagnóstico do presente.

    Pra quem não leu o livro: o Singer define o lulismo como um pacto de classes que tem algo de bonapartista, na medida em que o líder é capaz de redistribuir algo aos mais pobres sem incomodar o andar de cima. É um pacto de classes que entende o caráter conservador do subproletariado, que tinha horror a Lula em 1989, e até em 2002, e migra massivamente na sua direção em 2006. Claro, redistribuir algo para os mais pobres sem tirar dos de cima só foi possível fazendo crescer o bolo — o que aconteceu graças ao boom das commodities durante os anos 2000. Singer não discorda disso, mas daí não tira a conclusão que o Nobre, e eu, e muitos outros, já tiramos: esgotou-se o período em que o pacto de classes lulista podia representar algum ganho real para os mais pobres. O governista que ainda se acredita de esquerda e não está pensando na possibilidade de que esta hipótese esteja correta não está, na minha opinião, pensando nada.

    O Nobre tem uma definição interessante de lulismo: é a ocupação à esquerda do peemedebismo. O conceito chave aqui é o peemedebismo, não o lulismo. O peemedebismo é a incapacidade da sociedade brasileira se democratizar plenamente, através de um embate de projetos distintos à luz do dia. É a democracia do veto e do conchavo. O Singer discorda e vê o embate entre PT x PSDB como chave, definidor. Nessa, estou com o Nobre de novo. Vejo o PSDB muito mais como espantalho do que qualquer outra coisa. Claro, na época da eleição, o PT poderá dizer que o PSDB vai privatizar o Banco do Brasil e o PSDB vai enfiar um bonezinho da Caixa Econômica Federal na cabeça do Aécio, ou do Alckmin, ou de quem seja. Mas isso não quer dizer que exista um embate de projetos distintos. Para o Nobre, e eu concordo, o lulismo representa o momento em que a oposição passa a ser uma vertente do governismo (vide PSB e PSD). Nesse sentido, e em que pesem os inegáveis ganhos dos mais pobres, o lulismo teria representado também uma intensificação do caráter conservador do pacto de classes brasileiro, um aggiornamento do peemedebismo.

    Eu precisaria de mais umas 40 páginas para detalhar onde estou de acordo com cada um, mas digamos que vou uns 30% com o Singer (especialmente no dignóstico do período 2005-10), uns 30% com o Nobre (no diagnóstico dos períodos 2003-05 e 2010-13) e uns 40% com outras fontes, particularmente as que estão pensando a variante ecológica, que nessa escola paulista não entra de jeito nenhum MESMO.

    É isso aí. Recomendo o debate.

  39. Pax said

    Saiu reportagem no Fantástico (só dá pra ver 1/10 do que rola nesta porcaria) sobre a Ferrovia Norte Sul que está há quase 30 anos sem sair do lugar.

    Bilhões jogados fora.

    E ninguém sabe? Claro que sabe.

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2013/04/22/nao-penso-em-me-aposentar-nunca-diz-sarney/

    E é esse um que, em nome da governabilidade, Lula e DIlma beijam os pés. (*** Corrigido)

    Pois é.

  40. Michelle 2 said

    Pax
    Ao invés de BEIJÃO (beijo grande) sugiro beijaram, beijam e beijarão os pés deste FDP! e concordo ..o beijo não é pequeno.

    hrpman

    Mais um episódio da série: Apressado come cru ou melhor ainda:
    Peidei mas não fui eu!

  41. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    O Fantástico nunca foi, não é e nunca será uma fonte confiável. Formar opinião com base em dados do Fantástico, na verdade, é fantasia!

    Veja os dados corretos:

    Nota à imprensa

    Ferrovia Norte-Sul e Porto de Santos

    Brasília, 22/04/2013 – A respeito da matéria “Deficiência estrutural nas ferrovias e portos faz Brasil desperdiçar bilhões”, exibida no programa Fantástico de 21/04/13, os Ministérios do Planejamento e Transportes, Secretaria de Portos e Valec Engenharia, Construções e Ferrovias SA esclarecem:

    1. A ferrovia Norte-Sul, com 2.255 quilômetros de extensão, se encontra em três diferentes estágios:
    a. Trecho Palmas/Açailândia: 719 quilômetros em operação
    b. Trecho Palmas/Anápolis: 855 quilômetros em finalização de obras (90% de execução)
    c. Trecho Anápolis/Estrela d’Oeste: 681 em obras (35% de execução)

    2. A reportagem se concentrou no trecho entre as cidades de Palmas (TO) e Anápolis (GO) cujas obras estão sendo finalizadas e, de fato, não estão concluídas.

    3. Quatro novos contratos, realizados pelo Regime Diferenciado de Contratação Pública (RDC), farão os serviços necessários para colocar o trecho entre Palmas (TO) e Anápolis (GO), em operação, tais como: taludes, brita para sustentação dos dormentes, desvios e pátios de manobra. Esses contratos somam R$ 400 milhões: dois já estão com contratos assinados e dois em fase final de licitação.

    4. Os 10% restantes de obras, entre o trecho entre Palmas (TO) e Anápolis (GO), serão realizados até o final de 2013 e o segmento entrará em operação em 2014.

    5. Em relação ao trecho Anápolis/Estrela d’Oeste, não é verdadeira a informação de que não há projeto para pontes e passagens. Todos os projetos executivos das 69 pontes ou passagens estão finalizados. 60 deles estão aprovados e os nove restantes, em fase final de análise. A previsão de conclusão de obras nesse trecho é julho de 2014.

    6. Não é verdadeira também a informação sobre a dragagem do Porto de Santos. Ao contrário do que diz a matéria, recentemente foi concluída a primeira fase da dragagem de aprofundamento do canal de acesso e bacias de evolução do Porto. Essa dragagem amplia o acesso de grandes navios e eleva a capacidade de transporte de carga. Também foi concluída a implosão das pedras de Itapema e Teffé, além da retirada do navio Ais Georgis, que contribui para melhorar a movimentação de grandes embarcações.

    7. No Porto de Santos, de 2002 a 2012, a movimentação de cargas aumentou em 97% e a quantidade de navios atracados, em 40%.

    8. A reportagem não aborda os benefícios já gerados pelos trechos em operação da Ferrovia Norte-Sul e omite parte de sua história:

    a. De 1987 a 2002 foram realizados 215 quilômetros da Ferrovia Norte-Sul. A partir de 2003, foram concluídos 504 quilômetros entre Aguiarnópolis (TO) e Palmas (TO).
    b. De 2008 até junho de 2012 já foram transportados quase 9 milhões de toneladas de grãos, minério de ferro e areia na Ferrovia Norte-Sul.
    c. Em 2014, a Ferrovia Norte-Sul terá 2.255 quilômetro em operação: de Açailândia (MA) até Estrela D´Oeste (SP).
    d. Em complemento, serão leiloados no segundo semestre de 2013 a concessão para construção e operação dos segmentos entre Açailândia (MA) e Vila do Conde (PA), fazendo a ligação da ferrovia ao norte para o Porto de Vila do Conde (PA); e entre Estrela D´Oeste (SP) – Panorama (SP) – Maracaju (MS) – Paranaguá (PR), complementando a ligação da ferrovia com portos do sul do país.
    e. O PAC marca a retomada do modal ferroviário no transporte de cargas no Brasil, que manteve sua malha estagnada até meados de 1996.
    f. O PAC representará uma ampliação da malha ferroviária de 5.050 quilômetros até 2016, muito superior aos 719 quilômetros de expansão da malha nos 20 anos que o antecederam. Além da Norte-Sul, destacam-se grandes obras como:
    114 quilômetros em operação da Ferronorte, entre Alto Araguaia (MT) e Itiquira (MT).
    146 quilômetros da Ferronorte, em fase final de obras: Itiquira (MT) e Rondonópolis (MT)
    Ferrovia Transnordestina – 1.728 km
    Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL) – Ilhéus (BA) – Barreiras (BA) – 1.022 km
    g. Além disso, o Governo Federal lançou em agosto de 2012 o Plano de Investimentos em Logística (PIL), que prevê a ampliação da malha ferroviária nacional em mais de 10 mil km. Os leilões de concessão desses novos segmentos ferroviários estão previstos para o 2º semestre de 2013.
    h. O planejamento de expansão da malha ferroviária pelo Governo Federal, somando PAC e as concessões permitirão a sua ampliação em mais de 15 mil km, mais de 50% da malha hoje existente, 28.700.

    Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
    Ministério dos Transportes
    Secretaria de Portos
    Valec Engenharia, Construções e Ferrovias SA

  42. Otto said

    O BRASIL DE VERDADE NÃO PASSA NA TELA DA GLOBO.

  43. Pax said

    Confesso que fico espantado, caros Otto e Patricarca,

    Esta tal ferrovia Norte Sul teve início em 1987. Isso mesmo, 1987, ou seja, 26 anos atrás. Vou repetir de novo, VINTE E SEIS ANOS ATRÁS.

    Por coincidência no governo do bigodão.

    E vocês dois acham que está tudo bem, que a reportagem é falsa e que o Brasil é composto por imbecis mesmo que não conseguem terminar uma obra em 26 anos.

    Realmente é espantoso o que a torcida partidária faz com a cabeça das pessoas.

  44. Pedro said

    Nesta ferrovia é uma cagada atras da outra:

    Alguns links:

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/04/1266158-trilho-chines-ruim-reduz-capacidade-da-ferrovia-norte-sul.shtml

    http://edukatorbr.blogspot.com.br/2013/04/valec-e-seus-dormentes.html#!/2013/04/valec-e-seus-dormentes.html

    http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/obras-da-ferrovia-norte-sul-estao-abandonadas/

    Aqui um vídeo:

    http://www.valor.com.br/video/3085220/problemas-em-serie-adiam-conclusao-da-ferrovia-norte-sul

    Não é só o fantastico que demonstra, tem muito mais fontes, para todos os gostos, é só procurar.

  45. Otto said

    Não, Pax, apenas acho que tomar o Fantástico como fonte é no mínimo temerário.

  46. Pax said

    Caro Otto,

    Aponte um único erro na reportagem do Fantástico. Um só que seja.

  47. Otto said

    Pax, só um exemplo, pinçado do texto postado pelo sábio Patriarca:

    “Não é verdadeira também a informação sobre a dragagem do Porto de Santos. Ao contrário do que diz a matéria, recentemente foi concluída a primeira fase da dragagem de aprofundamento do canal de acesso e bacias de evolução do Porto. Essa dragagem amplia o acesso de grandes navios e eleva a capacidade de transporte de carga. Também foi concluída a implosão das pedras de Itapema e Teffé, além da retirada do navio Ais Georgis, que contribui para melhorar a movimentação de grandes embarcações.

    No Porto de Santos, de 2002 a 2012, a movimentação de cargas aumentou em 97% e a quantidade de navios atracados, em 40%.”

  48. Otto said

    Voltando ao objeto do post, trago aqui comentário do sempre certeiro Eduardo Guimarães:

    Como o previsto, reviravolta no mensalão vai ganhando forma

    No fim da tarde da última sexta-feira, na Globo News, no programa Conta Corrente, a apresentadora Leilane Neubarth teve como que um ataque de pânico ao ser instruída por um professor de Direito Penal sobre o que vai se tornando cada vez mais provável que ocorra na fase dos embargos do Julgamento da Ação Penal 470, vulgo mensalão.

    Ao ser informada pelo jurista de que os réus do dito “núcleo político” daquele processo – sobretudo o ex-ministro José Dirceu – não só podem escapar do regime fechado como, até, virem a ser absolvidos, a mulher chegou à beira do descontrole.

    Gesticulando muito, com o cenho sobressaltado e aos berros, dizia que “a sociedade não iria entender” e que “iria se indignar” se tal fato se materializasse. O professor em questão, porém, ponderou com ela que alguns resultados “apertados” como o de Dirceu no tópico “formação de quadrilha” tornam absolutamente justa uma eventual absolvição.

    Dirceu foi condenado por 6 votos a 4. Dois dos ministros que o condenaram – Cezar Peluso e Carlos Ayres Britto – não estão mais no STF. A rigor, o sucessor de Peluso, Teori Zavascki, bastaria para absolver Dirceu nesse tópico. A votação estaria empatada e o empate favorece o réu.

    Aliás, vale dizer que, caso a presidente Dilma Rousseff nomeie a tempo o sucessor de Britto, Dirceu pode ser absolvido por 6 votos a 4, invertendo o resultado que o condenou por “formação de quadrilha”. E mais: 12 dos 25 condenados poderão ser beneficiados, muitos dos quais seriam totalmente absolvidos.

    Tal cenário foi descrito neste Blog por várias vezes. Abaixo, os posts em que foi previsto o cenário que a mídia agora admite que pode se concretizar.

    18 de dezembro de 2012 – Golpe do STF: trunfo jurídico da direita midiática é precário

    27 de dezembro de 2012 – 2013, o ano do golpe

    1 de março de 2013 – Barbosa não pode garantir prisão dos réus do mensalão até julho

    7 de abril de 2013 – Mídia teme que novos membros do STF absolvam “mensaleiros”

    Como se vê, não foi por falta de aviso que Globos, Folhas, Vejas e Estadões agora estão em pânico com a possibilidade de reversões no julgamento do mensalão que aumentarão ainda mais a possibilidade de as condenações que não forem revertidas aqui no Brasil terminem sendo revertidas em Cortes Internacionais às quais os linchados pelo STF fatalmente recorrerão.

    Seja como for, a ficha da mídia tucana está caindo.

    Na Folha, por exemplo, um daqueles seus “especialistas” de plantão que sempre dizem o que ela quer já admite a reviravolta no julgamento, apesar de pôr em dúvida que os embargos infringentes dos réus possam ser apreciados, o que, segundo fontes fidedignas consultadas pelo Blog, não passa de “torcida”, pois os recursos dos réus poderão ser opostos, sim.

    Abaixo, um dos vários textos que estão saindo nos jornalões reconhecendo a possível reviravolta.

    —–

    FOLHA DE SÃO PAULO

    23 de abril de 2013

    Novos integrantes da corte podem fazer a diferença daqui em diante

    JOAQUIM FALCÃO ESPECIAL PARA A FOLHA

    Embargo quer dizer obstáculo. Infringente é o que infringe, contraria uma norma. Entrar com embargos infringentes é colocar um obstáculo à execução da condenação dos réus. Alegar que ao condenar, o Supremo Tribunal Federal teria contrariado uma norma. Dado passo em falso.

    Se deu passo em falso, o julgamento ou parte dele pode ser revisto. Que passo foi esse? Não sabemos. É cedo. Primeiro o Supremo tem que decidir se podem colocar obstáculos. Se sim, julga então se deu ou não passo em falso.

    Depois de tanto cuidado, dos ministros, defesa e acusação, é pouco provável que os ministros com votos vencedores no Supremo digam que a corte deu passo em falso. Mesmo assim, o esforço da defesa é assegurar a possibilidade desta pouca probabilidade. Vai conseguir? Não sabemos.

    Um dos fatores que pode influenciar esta batalha é que a composição do tribunal está mudando. É menos provável que os mesmos ministros digam que eles próprios deram um passo em falso do que novos ministros digam que os anteriores deram passo em falso.

    No sistema de votos individuais, composições diferentes do Supremo seriam mais prováveis de gerar decisões diferentes. Isto é, rever condenações.

    Sabemos como César Peluso votou e sua linha de argumentação. Mas não sabemos como Teori Zavascki votará. Sabemos como Ayres Britto votou e sua linha de argumentação. Não sabemos nem quem é o futuro ministro nem como votará. Sabemos como Roberto Gurgel acusou. Não sabemos como o futuro procurador-geral da República agirá diante dos obstáculos infringentes, se aceitos.

    A presidente Dilma Rousseff até agora se manteve equidistante do mensalão. Mas agora, complicou.

    Se não indicar um novo ministro a tempo de julgar os embargos, torna o empate mais provável. Em alguns casos, como na condenação de José Dirceu por quadrilha, basta o voto de Teori Zavascki a favor do réu e a manutenção dos votos dos demais. O que favorece os réus.

    Se a presidente da República indica um novo ministro, interfere do mesmo modo. Como ele votará?

    De qualquer modo, o simples fato de estarmos discutindo embargos já é vitória da defesa. A outra hipótese era que os réus estariam em breve cumprindo pena.

    JOAQUIM FALCÃO é professor de direito constitucional da FGV Direito Rio

    —–

    Para quem acha que se trata de uma análise isolada, até Merval Pereira reconheceu a mesma coisa em sua coluna em O Globo.

    Há ainda, porém, duas possibilidades (pequenas) de até mesmo José Dirceu ser absolvido das duas acusações pelas quais foi condenado.

    O ministro Celso de Mello se comprometeu com a direita midiática a adiar sua aposentadoria, que havia anunciado, para que Dilma não possa nomear um terceiro substituto para o grupo que fez as condenações absurdas que se viu no ano passado. Mas ele ainda pode pedir para sair. Além disso, algum ministro que votou errado no ano passado pode decidir salvar sua biografia e mudar de voto.

    No caso de Dirceu, se um só ministro entre os que o condenaram no ano passado mudar seu voto e se os dois novos ministros votarem a seu favor, estará livre de qualquer condenação. Como se vê, a única vitória política que a direita midiática obteve nos últimos dez anos pode virar pó. Assim como foi previsto aqui.

    Mas a cereja do bolo da reviravolta no julgamento foi deixada para o fim. A publicação do acórdão do mensalão sofreu uma imensa mutilação de trechos do processo que só fazem reforçar a defesa.

    Ao todo, foram 1336 supressões de diálogos entre os ministros, muitos deles verdadeiros bate-bocas. Os jornais O Estado de Minas e Correio Brasiliense foram os que deram manchetes mais precisas sobre o significado desse fato.

    Abaixo, trechos das matérias

    —–

    O Estado de Minas

    23 de abril de 2013

    Sumiço de bate-bocas abre brecha para defesa

    Brasília – Quatro meses após a conclusão do julgamento do mensalão, o Supremo Tribunal Federal (STF) publicou nessa segunda-feira o acórdão do processo. A aguardada divulgação dos votos dos ministros da Corte manteve a série de polêmicas que envolveu o caso: alguns magistrados suprimiram trechos dos debates travados em plenário durante o julgamento, o que gerou críticas de réus e até de magistrados do próprio STF.

    O ministro Luiz Fux retirou do acórdão todos os 520 comentários e colocações feitos ao longo dos quase cinco meses do processo. Com isso, o acórdão traz trechos sem sentido, em que ministros respondem questionamentos feitos por Fux, por exemplo, sem que a fala dele com a pergunta apareça no documento. O ministro Celso de Mello excluiu boa parte de suas participações em debates. Advogados de condenados reclamam da supressão e garantem que vão recorrer contra o cancelamento de trechos dos votos de ministros.

    O acórdão do mensalão, que tem 8.405 páginas, foi divulgado pelo Supremo na manhã dessa segunda-feira. O relator do processo, presidente Joaquim Barbosa, e o revisor, ministro Ricardo Lewandowski, mantiveram a íntegra de suas polêmicas e acaloradas discussões no plenário. Os constantes bate-bocas entre esses ministros foram transcritos e incluídos no acórdão.

    O regimento interno do STF determina que as notas taquigráficas ou transcrições de áudio do julgamento devem fazer parte do acórdão. Por isso, para o ministro Marco Aurélio Mello, a supressão de trechos de discussões e votos do acórdão contraria a legislação. “Se um ministro não quer que um determinado comentário não entre no acórdão, então que se policie para não falar”, critica Marco Aurélio. Ele acredita que essa supressão poderá dar brecha para que condenados recorram da decisão. “A defesa se vale de qualquer aspecto que entenda válido para socorrer os interesses do defendido”, justificou.

    (…)

    Na tarde dessa segunda-feira, os advogados dos réus já se debruçavam sobre o documento. Alguns esperavam a publicação do acórdão para definir a estratégia para rebater o resultado e outros apenas pretendiam reforçar apontamentos já feitos. “Eu transcrevi as sessões transmitidas pela tevê e comecei a redigir o embargo sobre os pontos relevantes de omissões que identifiquei, agora falta checar os possíveis pontos de contradição”, comentou Marcelo Leal, advogado do ex-deputado Pedro Corrêa.

    Um item que chamou a atenção da maioria dos defensores foi a ausência de frases ditas por alguns ministros em plenário. “O fato de o ministro Fux ter tirado do acórdão o que disse me parece ser uma omissão e nós podemos pedir que ele declare o que foi retirado. Isso pode vir a ser considerado contraditório”, adiantou Luiz Fernando Pacheco, advogado do deputado José Genoino (PT-SP). “Se esses cancelamentos sugerirem alguma supressão de pontos relevantes, pode-se ensejar em embargo de declaração por omissão”, concorda Luiz Francisco Corrêa Barbosa, que defende Roberto Jefferson. O prazo para a apresentação de recursos vai de hoje até 2 de maio. (Colaborou Edson Luiz)

    *

    Correio Brasiliense

    23 de abril de 2013

    Chance para a defesa

    Ministros excluem partes dos votos no acórdão e advogados garantem que vão recorrer contra a supressão de trechos do julgamento

    HELENA MADER

    DIEGO ABREU

    ADRIANA CAITANO

    Quatro meses após a conclusão do julgamento do mensalão, o Supremo Tribunal Federal publicou ontem o acórdão do processo. A aguardada divulgação dos votos dos ministros da Corte manteve a série de polêmicas que envolveu o caso: alguns magistrados suprimiram trechos dos debates travados em plenário durante o julgamento, o que gerou críticas de réus e até de magistrados do próprio STF. O ministro Luiz Fux retirou do acórdão todos os 520 comentários e colocações feitos ao longo dos quase cinco meses do processo.

    Com isso, o acórdão traz trechos sem sentido, em que ministros respondem a questionamentos feitos por Fux, por exemplo, sem que a fala dele com a pergunta apareça no documento. O ministro Celso de Mello também excluiu do acórdão boa parte de suas participações em debates. Advogados de condenados reclamam da supressão e garantem que vão recorrer contra o cancelamento de trechos dos votos de ministros.

    (…)

    O regimento interno do STF determina que as notas taquigráficas ou transcrições de áudio do julgamento devem fazer parte do acórdão. “Em cada julgamento, as notas taquigráficas registrarão o relatório, a discussão, os votos fundamentados, bem como as perguntas feitas aos advogados e suas respostas, e serão juntas aos autos, com o acórdão, depois de revistas e rubricadas”, diz o regimento do Supremo.

    Para o ministro Marco Aurélio Mello, a supressão de trechos de discussões e de votos do acórdão contraria a legislação. “Sempre fui radicalmente contra esse cancelamento. O regimento é claro e diz em bom português que as discussões travadas serão degravadas e comporão o acórdão. Se um ministro não quer que um determinado comentário não entre no acórdão, então que se policie para não falar”, critica Marco Aurélio. O ministro acredita que essa supressão de votos poderá dar brecha para que condenados recorram da decisão. “A defesa se vale de qualquer aspecto que entenda válido para socorrer os interesses do defendido”, justificou. “O que nós falamos ali no plenário não mais nos pertence. Depois que abrimos a boca e verbalizamos, isso pertence às partes interessadas”, concluiu Marco Aurélio.

    (…)

    O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, também tentou minimizar os efeitos da supressão de trechos dos debates travados durante o julgamento. “O que é importante é que os argumentos essenciais e as discussões principais constem no acórdão. E pelo que tenho notícia, algumas supressões feitas não eram substanciais, não tinham importância fundamental. E isso possibilitou a publicação do acórdão em um menor tempo”, justificou Gurgel.

    Na tarde de ontem, os advogados dos réus já se debruçavam sobre as mais de 8 mil páginas do documento. Alguns esperavam a publicação do acórdão para definir a estratégia para rebater o resultado e outros apenas pretendiam reforçar apontamentos já feitos. “Eu transcrevi as sessões transmitidas pela tevê e comecei a redigir o embargo sobre os pontos relevantes de omissões que identifiquei, agora falta checar os possíveis pontos de contradição”, comentou Marcelo Leal, advogado do ex-deputado Pedro Corrêa.

    Um item que chamou a atenção da maioria dos defensores foi a ausência de frases ditas por alguns ministros em plenário. “O fato de o ministro Fux ter tirado do acórdão o que disse me parece ser uma omissão, e nós podemos pedir que ele declare o que foi retirado. Isso pode vir a ser considerado contraditório”, adiantou Luiz Fernando Pacheco, advogado do deputado José Genoino (PT-SP). “Se esses cancelamentos sugerirem alguma supressão de pontos relevantes, pode-se ensejar em embargo de declaração por omissão”, concorda Luiz Francisco Corrêa Barbosa, que defende Roberto Jefferson.

    Colaborou Edson Luiz

    —–

    Qual o significado de tudo isso? Basicamente, a Justiça brasileira tenta escapar da desmoralização. O julgamento do mensalão foi tão atentatório ao Estado de Direito que os próprios juízes que o conduziram retiraram do processo os maiores excessos que cometeram. Mas não todos. Falta retirar as condenações nazistas que perpetraram.

    http://www.blogdacidadania.com.br/2013/04/como-o-previsto-reviravolta-no-mensalao-vai-ganhando-forma/

  49. Pax said

    É, caro Otto,

    Cada um escolhe suas fontes.

    Tenho admiração pela tua capacidade de acreditar na Valec, Juquinha e quetais.

    Parabéns.

  50. Otto said

    Pax, boa maneira de sair pela tangente.

    Mas voltando ao mensalão, leu o Edu?

  51. Pax said

    Sim, Otto, li.

    E discordo. Por acaso eu vi o programa e acho que o Edu, mais uma vez, exagera um bocado. A apresentadora não teve o xilique que o Edu fala.

  52. Pax said

    Sair pela tangente?

    Você jura que acha que os portos brasileiros funcionam bem, que o Porto de Santos está ótimo, que os dados apresentados “No Porto de Santos, de 2002 a 2012, a movimentação de cargas aumentou em 97% e a quantidade de navios atracados, em 40%. nos permitem dizer que aquelas filas de caminhões que vimos no escoamento dos grãos é são truques de imagens produzidas para enganar os telespectadores etc etc?

    Ou, melhor ainda, você acredita que a Secretaria dos Portos, sob domínio do Valdemar da Costa Neto, é um exemplo de administração pública?

    É, caro Otto, cada um acredita na fonte que quer.

  53. Otto said

    Caro Pax, quanto a economia cresceu de 2002 a 2012?

    O Brasil dobrou de PIB.

    Agora, se não houvesse tido nenhuma melhora, teríamos parado em 2005.

    Pax, pra mim, a Globo é fonte só de golpe.

  54. Pax said

    Caro Otto,

    Eu citei uma reportagem da Globo. UMA. Sobre problemas na Ferrovia Norte Sul, no Porto de Santos etc. Afirmei que não dá pra assistir, que menos de 10% é aproveitável.

    Neste caso em específico é uma notícia pertinente. O Min dos Transportes, a Secretaria dos Portos, o DNIT etc etc são campeões de audiência neste blog.

    Mas você acha que não, que está tudo ok.

    O que posso fazer? Respeitar teu direito de ter uma opinião completamente diferente da minha.

    Só isso, porque aceitar que a notícia correta, pertinente, apontando toda roubalheira que houve na Norte Sul e nossos problemas nos portos, não é verdadeira, só na cabeça de quem torce, de quem coloca o coração àcima da razão.

    26 anos de roubalheira para fazer uma única ferrovia, como se fôssemos o país mais incompetente do mundo para contruir qualquer coisa? Não somos não, nossa engenharia é avançada pra caramba. Em concreto protendido somos mestres, como um de vários exemplos.

    Mas não, você teima que eu devo aceitar que a Norte Sul, com 26 anos de obras, bilhões de desvios, é a coisa mais normal do mundo.

    Roubaram durante o governo Sarney, durante o governo Collor, durante o governo Itamar, durante os governos FHC, durante os governos Lula e agora no governo Dilma.

    O próprio PT era useiro e vezeiro em apontar estes desvios.

    Só que, agora? Agora não, como os governos são do PT qualquer notícia é falsa, é golpe, é isso ou aquilo.

    Ok, caro Otto, repito, eu respeito o teu direito de ter a opinião que tiveres.

    Mas me permita ter o mesmo direito.

  55. Edu said

    Pax,

    Eu tenho que ser mais educado… comparado ao quê, Pax? À educação do Elias, por exemplo, a quem vc nunca nem sequer repreendeu?

    Dois pesos e duas medidas Pax, e nesse aspecto, infelizmente, eu concordo com a Michelle: você não enxerga, ou pior, enxerga e faz questão de não se pronunciar….

    Nesse ponto eu cobro uma posição de vc: ou vc atua como moderador das discussões, ou vc definitivamente se abstém de se pronunciar a respeito das discussões em que não está envolvido. Da maneira como vc fez, não está seguindo o seu próprio padrão.

  56. Edu said

    Otto,

    Sério mesmo que vc quer retomar ao período de colonização para justificar a economia da Inglaterra hoje?

    Se fosse assim, qual seria a realidade dos EUA hoje?

    Se fosse assim, qual seria a realidade da Austrália hoje?

    Se fosse assim, qual seria a realidade da Itália hoje?

    E da Holanda? E da França?

    Todos esses países tiveram suas colônias, como muitos outros foram colonizados.

    Desculpe-me, vc desvia totalmente do foco que vc mesmo traz!

    Tentando deixar ainda mais claro: quanto mais voltamos no tempo, Otto, mais fatores externos impactam ou “sujam” a análise histórica da economia dos países, isto é: voltar 30 anos no tempo para analisar, ok, voltar 200 anos para analisar não faz o menor sentido!

  57. Pax said

    Caro Edu (em #55),

    Não entendi nada. A que vc se refere?

    E, por favor, várias vezes falei diretamente ao Elias para ele moderar suas colocações.

  58. Pax said

    No Facebook do Idelber, conhecido (ex?)petista

    Idelber Avelar Guarani Kaiowá
    Uma polaroid da “coerência” de José Dirceu:

    Abril de 2012. Ante a notificação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA sobre violações aos direitos dos índios na construção da usina de Belo Monte, ele escreve: “indevida e inaceitável intromissão da CIDH da OEA na questão […] Suas exigências são pura demagogia e intervenção em assuntos internos da soberania do Brasil. . Não há o que discutir aqui”.

    Abril de 2013. Condenado na ação penal 470, julgada no STF, ele escreve, sobre a mesma CIDH e a mesma OEA: “o Ministro Celso de Mello […] disse que o Brasil se submete, sim, por vontade própria, às decisões da Corte Interamericana de Direitos Humanos. O Conjur resume: ‘Trocando em miúdos, o Brasil, tem, sim, de cumprir as determinações da corte internacional’.”

    Ao tentar impugnar a construção da Usina de Belo Monte por violações aos direitos humanos, a CIDH e a OEA estão “intervindo em assuntos internos da soberania do Brasil”. Na hora de pedir que a CIDH e a OEA contestem o julgamento do mensalão, “o Brasil tem, sim, que cumprir as determinações da corte internacional” (Fotografias dos textos aqui: http://bit.ly/15FL52p).

    Para Zé Dirceu, existem duas OEAs e duas CIDHs: uma que lhe convém e outra que não lhe convém. Essa é a coerência governista.

  59. Otto said

    Pô, Edu, a Índia tornou-se independente só em 1947.

    Outras colônias britânicas prolongaram-se até bem mais tarde.

    Isto não são 200 anos e sem dúvida têm efeitos até hoje.

  60. Edu said

    Otto,

    Escolha a sua base de comparação então: vc quer comparar o Brasil com a Índia ou com a Inglaterra?

  61. Otto said

    Tanto com uma quanto com outra. Mas essas comparações não devem ser estáticas. Servem apenas como um parâmetro. E devem ser vistas dentro de uma perspectiva temporal.

  62. Edu said

    Otto,

    Vc quer concluir o que: que hoje o Brasil é muito melhor que a Inglaterra porque a Inglaterra “ganhou dinheiro desonestamente”, enquanto que o Brasil ganhou todo o seu dinheiro honestamente?

    E que o Brasil é melhor que a índia porque a Índia deixou de ser colônia mais tarde que o Brasil?

    Pô Otto…

    Vc começa a discussão dizendo: o Brasil está melhor que a Inglaterra.

    A informação por si só é super genérica.

    Quando eu coloco outras perspectivas para tentar tornar a comparação mais específica, vc traz as colônias, a índia, chega a falar até do ouro de Minas Gerais…

    Cara! Como é que vc quer que eu leve a sério uma afirmação como essa se vc mesmo não consegue definir a base de comparação?

    Resultado: vc não prova nada… aliás, só prova q não pensou antes de dizer uma palavra.

    Responda essa pergunta, daí recomeçamos a discussão, pq já desviou do foco faz tempo: O que vc quer me provar, Otto?

  63. Chesterton said

    my God, isto aqui está lastimável…

  64. Michelle 2 said

    O maior saco é o wordpress engolir comentários sem motivo.

  65. Michelle 2 said

    A Guerra ao Terror resultou em mais terrorismo?

    Recomendo a leitura do excelente Guga Chacra que comenta a politica americana e questões do mundo árabe:

    http://blogs.estadao.com.br/gustavo-chacra/a-guerra-ao-terror-resultou-em-mais-terrorismo/

  66. Michelle 2 said

    Mais do Guga Chacra:

    Justiça, e não Drone, será usada contra Dzhokhar

    Um trecho pra aguçar a leitura:

    Naturalmente, muitos começaram a questionar sobre as diferenças entre Dzokhar e os suspeitos de terrorismo no Yemen. Ninguém usou um Drone para bombardear o barco onde ele estava escondido em Watertown, nos subúrbios de Boston. Muito menos contra a Universidade de Massachusetts, onde ele vivia em um dormitório estudantil. Afinal, o jovem terá direito a um julgamento na justiça civil. Além disso, no bombardeio, talvez os moradores das casas vizinhas ou seu roommate no dorm também morressem.

    leia completo aqui:

    http://blogs.estadao.com.br/gustavo-chacra/por-que-nao-usaram-um-drone-contra-dzhokhar/

    ………..
    Edu.gov rsrsrs vc anda perdendo tempo! hehehe

  67. Michelle 2 said

    Outro trecho da matéria do Guga acima que eu tive o cuidado de verter para o inglês, em homenagem ao Chesterton, o filho pródigo do Pax,rsrsrs

    When the United States suspect someone is involved with terrorism in Yemen or Pakistan, a drone is sent to a selective attack against this person allegedly linked to Al Qaeda or similar organizations. There is a process nor guarantee that this individual or individuals are really involved with plans of a terrorist attack and a threat to Americans.
    ____
    Michelle 2 também é cultura !

  68. Patriarca da Paciência said

    “Alô, alô, FHC: o grand monde da política global acaba de ganhar um colunista de assuntos internacionais; no mais importante jornal do mundo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa a assinar coluna mensal sobre temas mundiais; com remuneração; The New York Times, orgulhosamente, por seu diretor Michael Greenspon, anunciou nesta terça-feira 23 a nova contratação; em retribuição, Lula enterrou o bonezinho do NYT na cabeça; sorry, periferia… ”

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/99674/Deu-no-New-York-Times-Lula-%C3%A9-colunista-Deu-New-York-Times-Lula-colunista.htm

    Desta vez o reinaldinho rola-bosta 100% idiota corta os pulsos!

    Então o “apedeuta” vai ter coluna, com direito a remuneração, no mais importante jornal do mundo, enquanto o dito cujo “trabáia” na “óia”?

    Caramba! Se ele já escrevia com fel, agora vai escrever com quê?

  69. Michelle 2 said

    Ah! …eu já ia esquecendo…homenagem ao lula que passará a publicar artigos mensais no NY Times…hehehe

    http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2013/04/23/ex-presidente-lula-tera-coluna-mensal-no-the-new-york-times.htm
    ————
    Deve ser na página 9 e traduzirei as palavras do novo jornalista “americano” quando for publicada que, contratualmente, proibiu que seus artigos sejam reproduzidos em veiculos brasileiros.( Segundo o UOL apurou, a coluna não deve ser publicada em veículos brasileiros por exigência do próprio Lula)

    ———
    lula de bonezinho de beisebol do NYT é imperdível !!!

    FHC deve estar morrendo de rir à socapa. Eu também!

  70. Patriarca da Paciência said

    “26 anos de roubalheira para fazer uma única ferrovia, como se fôssemos o país mais incompetente do mundo para contruir qualquer coisa? Não somos não, nossa engenharia é avançada pra caramba. Em concreto protendido somos mestres, como um de vários exemplos.”

    Caro Pax,

    vários trechos da norte-sul já estão prontos faz décadas. O minério da Serra de Carajás é exportado via transporte ferroviário já faz mais de 20 anos.

    O trecho Maranhão Brasília também já funciona faz um bom tempo.

    O que acontece é que a ferrovia é muito longa e tem que ser construída por etapas.

    Generalizar que nada foi feito, que tudo é roubalheira, realmente, é uma simples generalização que nada diz.

  71. Michelle 2 said

    Pergunta freudiano-filosófica:

    Se o Reinaldo Azevedo não conhece e nunca ouviu falar do Totó…por que será que Totó odeia tanto o Reinaldo Azevedo, mas tanto, que não consegue passar uma semana sem criticar, aqui no blog, o pensamento e opiniões de seu inimigo íntimo???
    ______________
    Deve ter sido rejeição braba…mulheres desprezadas sempre agem assim!
    O Totó seria …bem deixa pra lá…O Pax pode ficar descabriado e fechar o blog…,temporariamente, até receber um tuíte maneiro do Alckimim rsrsrs

  72. Michelle 2 said

    Totó explicando seu pensamento:

    1. O que acontece é que a ferrovia é muito longa e tem que ser construída por etapas.

    Pergunto: E ferrovias menores não tão longas construídas numa única etapa?
    Pá bum! Ta pronta!

    Totó anda construindo “ferrovias menores” financiadas pelo Governo Federal no quintal de casa.
    Tem experiência:
    Pá bum! Ta pronta!

    2.Generalizar que nada foi feito, que tudo é roubalheira, realmente, é uma simples generalização que nada diz.

    ou

    Generalizar que TUDO foi feito, que NADA é roubalheira, realmente, é uma COMPLEXA generalização que TUDO diz.
    _______
    Como discordar… Hey Hey Hey…Totó é meu rey! hehehe

  73. Michelle 2 said

    Lula e o NYT:

    A relação entre o ex-presidente e o jornal norte-americano já teve um capítulo vergonhoso. Em 2004, causou muita raiva no lula (governo brasileiro) a reportagem “Hábito de beber do presidente vira preocupação nacional”, do então correspondente da publicação no Brasil, Larry Rother. O visto do jornalista chegou a ser temporariamente cancelado, quando lula acordou da ressaca, mas a decisão foi revogada depois de uma retratação por escrito do repórter (devidamente negociada pelo Itamaraty).
    – Lula não é bebum e ponto final. Mea culpa.

    Hoje lula vestiu o boné NYT orgulhosamente – mas sem beber é claro, pra não levantar novas suspeitas…hehehe

  74. Patriarca da Paciência said

    Acho que sua excelência, ministro Joaquim Barbosa, já pode se considerar um homem plenamente realizado, ou seja, fez discurso em bom inglês, nos Estados Unidos, sendo homenageado pela revista Time, ao lado de outro brasileiro, também homenageado, grande entendedor de comidas chiques, vinhos e champanhes caríssimos. Se pedissem para sua excelência tocar uma peça ao piano, aí seria o próprio céu!

    Então é isso!

  75. Jose Mario HRP said

    Advogados de Lula tiveram pedido de vistas ao inquerito da PF negado..
    Eles não vão insistir na justiça porque sentiram hostilidade por parte da “autoridade” responsável pelo não.
    Começou……

  76. Jose Mario HRP said

    Patriarca e Zbigniew, vejam só o novo curso rápido de administração que a direita disponibiliza a seus asseclas:

  77. Patriarca da Paciência said

    Pois é, claro HRP,

    sua excelência, ministro Barbosa, claramente escolheu seu lado.

    Ele tem todo o direito de fazer isso, assim como todas as pessoas também todo o direito escolherem o seu. Então, ele que fique com os seus 7%!

    Falar que ele representa a “opinião pública”, é puro delírio da “grande” mídia!

  78. Edu said

    Michelle,

    Perda de tempo mesmo… mas não deixa de ser uma distração tbm… pra desestressar…

  79. Pax said

    No Brasil o crime compensa…

    http://oglobo.globo.com/pais/conselho-do-mp-decide-que-nao-pode-tirar-demostenes-de-cargo-vitalicio-8200151

  80. Jose Mario HRP said

    A noitinha e a luz da madrugada é da direita, basta ver o horário que surgem os direitistas!
    Entre a escuridão da noite e o indispor da luz!
    Norrmal……Só falta dizer que são trabalhadores sem tempo para postar….KKKK..

  81. Jose Mario HRP said

    Diga não a isso sempre!

    Quadrilheiro Demóstenes é condenado a receber 22 mil por mês sem trabalhar pelo resto da vida

    brasil247.com
    Pena de Demóstenes será aposentadoria de R$ 22 mil

    Goiás247 – O procurador de Justiça Demóstenes Torres obteve uma vitória no início da tarde desta quarta-feira, 24, com o decisão do Plenário do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) de que ele é membro vitalício do Ministério Público. Segundo juristas consultados pelo Goiás247, com o entendimento, a pena máxima que o órgão pode aplicar a ele, acusado de envolvimento nos esquemas criminosos do bicheiro Carlinhos Cachoeira, é a aposentadoria compulsória, se condenado. Uma possível demissão aconteceria apenas em caso de condenação judicial transitada em julgado e esgotados todos os recursos.
    Nos corredores do CNMP é dada como certa a condenação de Demóstenes pelo órgão regulador da atividade do parquet. Como membro vitalício, porém, a pena máxima que pode ser aplicada ao ex-senador é a aposentadoria compulsória, com a manutenção dos vencimentos proporcionais. Atualmente, o procurador tem salário de mais de R$ 22 mil.
    Durante o julgamento, que referendou o afastamento de Demóstenes por mais 60 dias (contados a partir de 1º de abril), o Plenário analisou questão de ordem proposta pela relatora Claudia Chagas para discutir a vitaliciedade de Demóstenes, já que ele entrou no MP-GO antes de 1988 e optou pelo regime anterior. Claudia considerou que o procurador de Justiça não teria a garantia da vitaliciedade, considerando sua opção pelo regime jurídico anterior ao da Constituição.
    Por sete votos a cinco, entretanto, o Plenário decidiu que Demóstenes Torres é vitalício. O Plenário considerou que a vitaliciedade é garantia da sociedade brasileira, e não prerrogativa do membro individual do Ministério Público. Segundo o entendimento, a vitaliciedade possibilita o exercício da atividade do membro do Ministério Público.
    Votaram com a divergência os conselheiros Jarbas Soares, Alessandro Tramujas, Lázaro Guimarães, Jeferson Coelho, Maria Ester, Mario Bonsalgia e Roberto Gurgel. Seguiram o voto da relatora os conselheiros Luiz Moreira, Taís Ferraz, Almino Afonso e Adilson Gurgel. Os conselheiros Tito Amaral e Fabiano Silveira se declararam impedidos e não votaram.
    Afastamento
    Plenário do CNMP também referendou o afastamento por mais 60 dias do ex-senador. A decisão por maioria seguiu voto da conselheira-relatora do processo administrativo disciplinar que investiga o suposto envolvimento do ex-senador com Cachoeira. A prorrogação do afastamento foi decidida de forma monocrática pela conselheira no dia 26/3. O prazo começou a contar da data de intimação de Demóstenes (1º/4).
    No voto, a conselheira argumentou que o afastamento é medida necessária, dada a gravidade dos fatos investigados. Além disso, segundo ela, a presença do ex-senador no Ministério Público de Goiás pode prejudicar andamento do trabalho na instituição. “Há grande constrangimento e desconforto na instituição, comprometendo inclusive o exercício normal das atribuições ministeriais, o que até chegou a justificar solicitação de 82 (oitenta e dois) membros para a atuação do CNMP no caso”, afirma.
    Em caso de processo administrativo disciplinar, o CNMP pode afastar o membro investigado pelos prazos previstos na respectiva lei orgânica. Como o Plenário considerou que Demóstenes Torres é vitalício, ele pode ser afastado por 60 dias, prorrogáveis uma única vez (Lei Orgânica do MP/GO – Lei Complementar 25/1998).
    No entanto, o Plenário acatou voto da relatora sobre o caso. Segundo ela, há necessidade de prorrogar o afastamento excepcionalmente. A medida é prevista na Lei Orgânica do Ministério Público da União (LC n. 45/93), que se aplica subsidiariamente aos estados, no que couber. “Aos processos administrativos disciplinares aplicam-se, ainda, as normas do Código de Processo Penal e sabe-se que, no curso do processo penal, até mesmo os prazos de prisão cautelar, medida muito mais drástica, são muitas vezes prorrogados diante das peculiaridades do caso e da complexidade das investigações”, lembrou a conselheira no voto.
    A decisão foi por maioria, com voto divergente dos conselheiros Adilson Gurgel e Luiz Moreira. Tito Amaral e Fabiano Silveira estavam impedidos.

    (Com informações do CNMP)

  82. Jose Mario HRP said

    http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2013/04/24/para-ministros-pec-que-submete-supremo-a-congresso-e-perniciosa-e-tenebrosa.htm
    Faz aqui , paga aqui!

  83. Olá!

    Alguns breves comentários:

    Edu.

    “Sério mesmo que vc quer retomar ao período de colonização para justificar a economia da Inglaterra hoje?”

    É necessário ter em mente como é a visão da esquerda sobre como um país se desenvolve. Para a esquerda, um país só chega ao desenvolvimento explorando, pilhando e roubando as nações mais pobres. Essa é a razão da riqueza das nações para o típico esquerdista, desconsiderando completamente que um país se torna rico através dos valores e instituições que sua população cultiva e implanta.

    Vejam dois casos bastante curiosos, separados no tempo por mais de 100 anos, mas que servem para demonstrar o abismo que há entre as instituições de dois países que já foram colônias de potências europeias.

    1o Caso: A Corrida do Ouro na Califórnia do Século XIX

    Logo após os americanos terem conquistado belicamente a Califórnia, encontrou-se por lá uma quantidade grande de ouro. Com isso, houve a corrida ao ouro, um empreendimento de risco levado a cabo pela livre iniciativa de mineiros e garimpeiros que para lá se deslocavam bancados pelos seus próprios recursos. Não havia interferência estatal e coisas tais.

    Esse ouro, mais tarde, viria a financiar escolas, universidades, hospitais, novos negócios e etc.

    O ouro retirado da Califórnia ajudou a construir um dos lugares que hoje está entre os mais civilizados do mundo inteiro e no qual pode-se encontrar empresas que são o ápice do desenvolvimento tecnológico, como Google, Apple, Microsoft e afins. O Vale do Silício fica lá.

    2o Caso: Serra Pelada

    Em Serra Pelada, talvez tenha sido retirada uma quantidade consideravelmente maior de ouro do que aquela encontrada na Califórnia do século XIX e, no entanto, esse ouro não se converteu em benefícios para a população de um modo geral, bem menos para as cidades nas cercanias da Serra.

    Tal ouro não virou escolas, universidades, hospitais, capital de risco e etc.

    O único legado de Serra Pelada foi uma cratera meteórica bem no meio da selva.

    Duas situações semelhantes (envolvem até o mesmo minério em questão — o ouro), mas com resultados muito diferentes. A razão disso são as instituições e valores que há nos EUA e no Brasil. De um lado, há instituições e valores fortemente influenciados pelo liberalismo; do outro, a velha e tosca ladainha latino-americana do patrimonialismo, da hostilidade ao livre mercado, ao sistema de livre iniciativa e etc.

    Há um ponto interessante sobre as potências coloniais europeias: Apenas uma dessas potências legou ao mundo colônias que, mais tarde, viriam a se tornar países desenvolvidos: A Inglaterra.

    Até!

    Marcelo

  84. Pax said

    hum…

    Seatle, onde fica a sede da Microsoft, na verdade não é na Califórnia nem no vale do silício. Fica no estado de Washington.

    Em Serra Pelada também eram aventureiros, bancados com recursos próprios.

    Não entendi, no meio de tanta desinformação.

  85. Zbigniew said

    E essa agora?!!! (rsrsrsrs)

    No Blog de André Lux:Pessoas de esquerda são mais inteligentes que as de direita, afirma estudo.
    Um polêmico estudo canadense que inclui dados coletados por mais de 50 anos, diz que as pessoas com opiniões políticas de direita, tendem a ser menos inteligentes do que as de esquerda. Ao mesmo tempo, adverte que as crianças de menor inteligência tendem a desenvolver pensamentos racistas e homofóbicas na idade adulta.A pesquisa foi realizada por acadêmicos da Universidade Brock, em Ontário, e coletou a informação em mais de 15 mil pessoas, comparando o seu nível de inteligência encontrado na infância com os seus pensamentos políticos como adultos.Os dados analisados são dois estudos no Reino Unido em 1958 e 1970. Eles mediram a inteligência das crianças com idade entre 10 e 11 anos. Em seguida, são monitorados para descobrir suas posições políticas após 33 anos de idade.“As habilidades cognitivas são fundamentais na formação de impressões de outras pessoas e ter a mente aberta. Indivíduos com menores capacidades cognitivas gravitar em torno de ideologias conservadoras que mantêm as coisas como elas são, porque isso as fornece um senso de ordem”, dizem no estudo publicado no Journal of Psychological Science.Segundo as conclusões da equipe, as pessoas com menor nível de inteligência gravitam em torno de pensamentos de direita, porque esse os faz sentir mais seguros no poder, o que pode se relaciona com o seu nível educacional, inclui o jornal britânico.Mas esta não é a única conclusão a que chegou o estudo. Analisados dados de um estudo de 1986 nos Estados Unidos sobre o preconceito contra os homossexuais, descobriu-se que pessoas com baixa inteligência detectado na infância tendem a desenvolver pensamentos ligados ao racismo e homofobia.“As ideologias conservadoras representam um elo crítico através do qual a inteligência na infância pode prever o racismo na fase adulta. Em termos psicológicos, a relação entre inteligência e preconceitos podem ser derivadas de qual a probabilidade de indivíduos com baixas habilidades cognitivas apoiarem com ideologias de direita, conservadoras, porque eles oferecem uma sensação de estabilidade e ordem “, acrescentou.“No entanto, é claro que nem todas as pessoas prejudicadas são conservadoras”, disse a equipe de pesquisa..Quem quiser conferir a entrevista na revista Psychology Today pode acessar o link (em inglês).
    http://m.psychologytoday.com/blog/the-scientific-fundamentalist/201003/why-liberals-are-more-intelligent-conservatives

  86. Pax said

    D Marisa deve estar de orelhas em pé

    http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/defesa-de-rosemary-deve-apresentar-defesa-na-cgu-nesta-quinta,fd8155faf7e3e310VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

  87. Chesterton said

    Aí, pax, o congresso quer cassar o STF.

  88. Pax said

    Ok, o Brown não está roubando. Só se associou com uma empresa americana pra vender o brinquedinho na Copa. Até aí morreu Brown de quem nunca admirei.

    Problema é a Dilma fazer propaganda dessa esperteza.

    http://blogdojuca.uol.com.br/2013/04/essa-nao-presidenta/

  89. Pax said

    Caro Chesterton,

    Difícil que esse estrupício de lei passe. Seria quase a mesma coisa que dizer que não queremos mais democracia e independência dos poderes.

    Ao mesmo tempo que o Judiciário não pode legislar o Legislativo não pode julgar.

    Ou então fecha a bagaça toda de uma vez e taca fogo em Roma.

  90. Chesterton said

    acho que o objetivo é esse mesmo.

  91. Jose Mario HRP said

    Zbigniew, aqui no Viomundo a matéria:

    http://www.viomundo.com.br/humor/sorria-voce-e-mais-inteligente.html

  92. Jose Mario HRP said

    A PEC sobre o supremo não é bicho de sete cabeças.
    Seu objetivo é bem de foco restrito a algumas decisões do supremo sem lhe tirar independencia.
    Mas impedindo a diária legislatura do Supremo, que passou a ser ele sim o legislativo postiço e ilegitimo, pois não foi criado para legislar e sim zelar pela constituição.
    Palavras podem ter vários sentidos, e Marco Aurélio sabem usá-las bem ao sabor de suas idéias e opiniões, e de sua habitual verve.

  93. Jose Mario HRP said

    É de dar dor no coração a maldade humana:
    http://saraiva13.blogspot.com.br/2013/04/ex-delegado-folha-financiava-operacoes.html

  94. Pax said

    Pra quem acha que está tudo certo, que a reportagem do Fantástico sobre desvios e incompetência foi uma farsa montada pela Globo…

    http://noticias.terra.com.br/brasil/filas-no-porto-de-santos-irritam-caminhoneiros-e-evidenciam-gargalo,6737166e4f73e310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

  95. Pax said

    Brasil… em muitos casos temos que temer e polícia.

    http://maringa.odiario.com/policia/noticia/740264/pf-cumpre-mandados-em-maringa-e-desarticula-rede-de-corrupcao/

  96. Pax said

    Que maravilha está se tornando o partido (tudo em nome da governabilidade…)

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2013/4/25/pt-proibe-criticas-ao-governo-roseana-no-ma

    Chega a dar nojo.

    O que é pior que isso? A oposição.

  97. Pax said

    Sobre a questão de submeter o STF ao Legislativo

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,comissao-aprova-proposta-que-submete-decisoes-do-stf-ao-congresso,1024977,0.htm

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,ministros-do-stf-criticam-proposta-de-submeter-decisoes-da-corte-ao-congresso,1025075,0.htm

    Parece a situação do brasileiro comum…

    Se você é assaltado, chama a polícia. Aí você fica desconfiado que passa a ser alvo da quadrilha que o assaltou e da quadrilha que o policial pode fazer parte e passou a conhecer tua casa.

  98. Jose Mario HRP said

    Momento humor:

  99. Zbigniew said

    É isso, HRP. Obrigado pelo link.

    Claro que o artigo tem que ser levado para o lado do humor. O que conta é que toda e qualquer cristalização de pensamento que não permita evolução de idéias ou conceitos, mantém a inteligência estática. Pois tudo se move, nada está parado, exceto o que perece. Mesmo assim vai de um estado para outro. Isto se aplica, tanto para a esquerda (mal traduzida do artigo em sua referência a “liberals”), quanto para a direita (conservatives).

    Valeu pelo humor.

    Pax.

    O PT “centrou” de vez. Escancarou o jogo para se manter no poder. A sua sorte é que a oposição é ruim que dá dó. E, tanto Marina quanto o Eduardo, estão jogando à direita com discurso à esquerda (bem misturado). Pra população vai parecer “mais do mesmo” ou não vai parecer nada. Só a inflação e o desemprego derrubam a Dilma. Não é à toa que o discurso da Globo (velha mídia) e do mercado passa por esses pontos e ainda, a incompetência da “ornintorrinca” – como gostam de nomear a Michelle e o Edu – em face dos gargalos e das obras que não saem do lugar. Aí estão levantando a bola pro Aécio (embora não se possa dizer que tais problemas não existam, mas sabendo que jamais falarão dos pontos positivos do governo, que também existem).

  100. Otto said

    Edu, vou desenhar pra você entender (como gosta de dizer o ídolo de vocês):

    Numa análise sincrônica é claro que o Brasil está pior do que a Inglaterra, ao se analisar os indicadores econômicos e sociais.

    Mas numa análise diacrônica, quando se olham as tendências desses indicadores a médio e longo prazo, o Brasil está melhorando e a Inglaterra piorando, sobretudo depois de 2008.

    E o que vale não é a fotografia, mas filme todo.

  101. Jose Mario HRP said

    É….Aébrio N….(ooops) Aécio Neves está mesmo desesperado para botar Dilma de escanteio!
    Quer acabar com a reeleição, numa clara demonstração de medo e consciência de que está muito difícil tirar de Dilma a reeleição em 2014!

    http://atarde.uol.com.br/politica/materias/1499329-aecio-apresentara-projeto-que-acaba-com-a-reeleicao

  102. Patriarca da Paciência said

    “Copom prevê risco maior de aumento da inflação no país em 2014
    Na semana passada, colegiado decidiu elevar Selic de 7,25% para 7,50%.
    Ata da reunião do Copom foi divulgada nesta quinta-feira (25).”

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2013/04/copom-preve-risco-maior-de-aumento-da-inflacao-no-pais-em-2014.html

    É impressionante!

    Carne de boi, carne de frango, óleo de soja, tomate etc.etc.etc. todos estão caindo de preços.

    Não tem mais como aterrorizar as pessoas em 2013 com o dragão da inflação, principalmente o dragão tomate que vai engolir o Brasil? Também continua chovendo em abril e é capaz que chova até em maio, portando o risco de apagão foi totalmente afastado ?

    Aí a grande mídia passa para as profecias sobre 2014.

    O que o Banco Central anunciou é que não correrá nenhum risco de perder o controle da inflação.

    Mas o que a “grande” mídia entende é que o dragão adormeceu em 2013 mas em 2014 acordará com tudo.

    Está ficando profundamente ridículo!!!

  103. Otto said

    Edu, só um exemplo tirado da Carta Maior de hoje, comparando EUA e Brasil:

    “Entre 2009 e 2011, o patrimônio líquido de 7% das famílias mais ricas dos EUA cresceu 28%; o dos restantes 93% encolheu em 4%. Em plena desordem neoliberal, as 8 milhões de famílias mais ricas dos EUA viram sua riqueza média saltar de US$2,5 milhões para US$ 3,5 milhões. As restantes 111 milhões tiveram queda de patrimônio: de US$140 mil para US$ 134 mil. No Brasil na última década, a renda dos 10% mais pobres cresceu 91%. A dos 10% mais ricos aumentou 16%. Acúmulo de patrimônio não é o mesmo que fluxo de renda, mas um interfere no outro. Uma das pontes é a taxa de juro real. O juro real no país hoje, mesmo com o recente aumento da Selic, é de 2,3%. Ainda um dos maiores do mundo. Mas está precisamente 10 vezes abaixo dos 23% que atingiu em meados de 2002.”

  104. Jose Mario HRP said

    Um pouco de humor, e como puxa s……. de patrão tem consciência do que faz:

  105. Jose Mario HRP said

    Pax escreveu sobre a policia paranaense. e Aí encontro isso daqui de São Paulo:

  106. Patriarca da Paciência said

    “Do joguinho de aliado e opositor, de sugar proveito dos dois lados, o que resulta é simples: embuste como aliado e embuste como oposição, ou, vá lá, “crítico”.

    A mesma evidência ressalta deste ridículo: “Nós não temos um projeto de poder, nós temos um projeto de país”. Até em nome do pudor alheio, se não puder ser do próprio, quem deixa lá o seu governo e sai pelo país em óbvia pré-campanha pelo poder –na qual ainda não ofereceu nem uma só ideia nova para o país– deve apresentar um engodo melhorzinho. ”
    (Janio de Freitas)

    Eduardo Campos tem mais cabelos que o Serra, em juízo, opinião e atitudes, são uma e a mesma coisa.

    O que me admira é que o dito cujo teima em trilhar um caminho que já foi testado e reprovado!

    Vai ficar na história como o neo Serra.

    Ou… mais um Roberto Freire. Pelo jeito, o clima de Pernambuco não está fazendo bem à saúde mental dos políticos.

  107. Patriarca da Paciência said

    “General Carlos Alberto dos Santos Cruz deve chefiar missão que enfrentará grupos rebeldes no país africano – entre eles o notório Exército de Resistência do Senhor, de Joseph Kony.”

    A experiência prévia à frente de operações militares no Haiti fez o general de divisão brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz ser convidado pela ONU para comandar sua maior missão de paz: a Monusco, na República Democrática do Congo.
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/04/130424_general_rdc_lk.shtml

    Por que será que apenas a “grande mídia” e a direitona não não enxergam os pontos positivos do Brasil?

    Acho que é paranóia mesmo!

  108. Chesterton said

    http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2013/04/golpe-bolivariano-no-brasil-projeto-do.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+BlogDoAluizioAmorim+(BLOG+DO+ALUIZIO+AMORIM)

  109. Pax said

    Caro Chesterton,

    Me dei o trabalho de ir ao link que você colocou acima. O texto do cara é sofrível. Mas o pior, mais assustador, são os comentários.

    Os três primeiros que li todos falando em um novo golpe, uma nova ditadura.

    É isso mesmo que vc lê e que faz tua cabeça?

  110. Jose Mario HRP said

    http://saraiva13.blogspot.com.br/2013/04/o-que-pinochet-disse-alexandre-garcia.html

    Mais um pouco de humor.
    Pois é Pax, o blog sugerido pelo Chest é demais!
    Heil Hitler!

  111. Jose Mario HRP said

    Uma visão mais abrangente da PEC sobre o STF:
    http://caduamaral.blogspot.com.br/2013/04/pec-332011-e-togas.html

  112. Chesterton said

    a ditadura bolivariana…

    http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2013/04/bateu-o-desespero-e-o-pt-chama-o-vice.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+BlogDoAluizioAmorim+(BLOG+DO+ALUIZIO+AMORIM)

  113. Otto said

    Acachapante:

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-autodesmoralizacao-do-supremo/

  114. Patriarca da Paciência said

    “* Que não cabe Mandado de Segurança no caso, mas sim uma Ação Direita de Inconstitucionalidade.

    * Diz que o estado democrático de Direito pressupõe um corpo legislativo legitimado a tomar decisões políticas em nome da comunidade. E que os juízes não são eleitos democraticamente.

    * Fala que a decisão assemelha-se à do Fundo de Participação dos Estados e que ministros do STF não podem substituir as deliberações amplamente pluralizadas do parlamento.

    * Alega que, se aceita a decisão de Mendes, o STF vai virar um suprapoder, desnaturando o pacto constituinte.

    * Diz que a decisão coloca em risco as instituições democráticas. Fala também que só depois de concluído o processo legislativo poderia se ingressar na Justiça, pois falar em casuísmo, nesse momento, seria pura especulação.

    * Alega que a decisão tira do Senado a possibilidade de ser casa revisora.

    * Por fim, diz que a liminar, sob o pretexto de defender a Constituição, está a ofendendo.
    (Argumentos de Renan Calheiros)

    O primeiro então, é de doer!

    Então sua excelência, ministro do STF, aceita gato por lebre?

    Ele não sabe que ” não cabe Mandado de Segurança no caso, mas sim uma Ação Direita de Inconstitucionalidade. “?

    Onde está o “notável saber jurídico” de sua excelência?

    E é ele que se propõe a tutelar 600 parlamentares, todos forjados nas lutas diárias do contato direto com o povo?

    Já está mais que na hora de dar um basta nisso tudo!!!

    Bem que Kafka nos alertou!!!

  115. Chesterton said

    http://www.independent.co.uk/arts-entertainment/hitler-and-the-socialist-dream-1186455.html

  116. Chesterton said

    It is now clear beyond all reasonable doubt that Hitler and his associates believed they were socialists, and that others, including democratic socialists, thought so too.

  117. Chesterton said

    A foto acima é oficial. É a foto distribuída aos jornais pela Equipe CFK, com a legenda “Rousseff pediu “diálogo” com das autoridades argentinas com a petroleira Vale”. A foto é um acinte. Mostra a presidente brasileira de costas, em posição ridícula, sendo recebida quase que com bondade por Cristina Kirchner. A foto é um acinte, mas é merecida. O governo argentino vem roubando o Brasil de todas as formas. Quando ameaça nacionalizar uma planta que a Vale não quer mais construir, porque a inflação passa de 30%, quando o Kirchner diz que está em 9%. Ora, a Vale é do Brasil, por mais que os petistas tenham mentido sobre isso. Cerca de 54% do capital da empresa pertence ao Tesouro ou a estatais. A ameaça argentina é contra o bolso de todos nós. O governo argentino também nos assalta no comércio exterior,imponto taxas absurdas que o Brasil reverente da Dilma, essa figura ridícula aí da foto, engole. Ontem, Dilma foi à Argentina pedir “diálogo”. Deveria exigir o cumprimento da lei e dos tratados internacionais. Trouxe nada de volta, a não ser promessas. E mais um pedido. Cristina Kirchner quer dinheiro do BNDES para construir duas hidrelétricas, obras que seriam tocadas por empreiteiras brasileiras. Dilma ficou de estudar. Talvez Lula desembarque por lá na semana que vem para bater o martelo.coronel)

  118. Patriarca da Paciência said

    O Chesterton com sua velha paranóia de sempre – Hitler era socialista!

    Claro que sim, Chesterton, mas um socialismo aplicado apenas entre os “arianos puros de origem”.

    Entre alemães, saudáveis e robustos, todos deveriam ser iguais. Já os doentes, deficientes, homossexuais, judeus, mestiços, ciganos etc. mesmo que alemães, seriam considerados inferiores.

    Abaixo dos alemães doentes, homossexuais, judeus, mestiços, ciganos etc. alemães, estariam as outras “raças”, sem qualquer direito.

    Ou seja, o que Hitler pregava era um “socialismo particular”, apenas para os alemães “puros de origem”.

    O que Marx e outros socialistas pregam é um socialismo universal, reconhecendo o direitos de todos, sem qualquer distinção, seja de que natureza for.

    Na verdade, Hitler falou várias vezes em “restaurar o Império Romano” e que esse império restaurado iria também durar mil anos.

    Os romanos também eram socialistas, apenas entre eles, é claro.

    É isso aí, ou seja, para nós tudo, para “os outros”, os rigores da lei, uma lei muito particular, elaborada para manter os privilégios de certo grupo.

  119. Chesterton said

    exatamente Patriarca, o socialismo de Hitler era diferente do de Lenin.
    Mas era socialismo. De modo que sempre que me acusarem de nazista, lembrem disso.
    Eu sou anti-socialista. De qualquer tipo.

  120. Jose Mario HRP said

    Chest, voce sempre defendeu Israel, mas saiba que o socialismo é o cerne dos assentamentos israelenses nas terras palestinas.
    KKKK….
    Pergunta pro Doria!

  121. Patriarca da Paciência said

    É isso aí, caro HRP,,

    David Ben-Gurion, um dos fundadores do Estado de Israel, era socialista. Durante bom tempo, desde sua fundação, Israel foi um Estado social-democrata. A direita governa Israel faz pouco tempo.

    “Em 1953, Ben-Gurion anunciou a sua intenção de se retirar do governo e instalar-se no Kibbutz Sde-Boker, no deserto do Negev. Não deixando inteiramente os seus afazeres governamentais, ele residiu ali em 1954.”
    (wikipédia).

    Kibbutz é uma aplicação direta do socialismo.

  122. Chesterton said

    Os kibutz eram socialistas, até que chegou a primeira conta de luz altíssima. Aí viram que ninguem se dava ao trabalho de economizar a rcondicionado e o socialismo acabou.

  123. Chesterton said

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Kibutz

  124. Chesterton said

    Enquanto alguns kibutzim perdem dinheiro, os kibutzim são uma parte integrante do aparato defensivo de Israel, particularmente aqueles kibutzim que ficam nas áreas fronteiriças. É provável que o governo de Israel continue a apoiá-los para fins militares assim como por razões políticas e históricas. Os kibutzniks defendem subsídios apontando que todas as nações desenvolvidas subsidiam sua agricultura.

  125. Chesterton said

    Em sua história da Palestina sob o Mandato Britânico, One Palestine, Complete, o pós-sionista Tom Segev escreveu do movimento kibutz:
    O kibutz foi uma criação social original, ainda que sempre um fenômeno marginal. Ao final dos anos 1920 não mais que 4 000 pessoas, crianças incluídas, viveram em algo em torno de trinta kibutzim, e eles somavam meros 2,5 por cento da população judaica da Palestina. O serviço mais importante que os kibutzim forneceram à luta nacional foi militar, não econômica ou social. Eles eram guardiões da terra sionista, e seus padrões de assentamento iriam a uma grande extensão determinar as fronteiras do país. Os kibutzim também tinham um poderoso efeito na imagem própria sionista. (Segev, 252)

  126. Michelle 2 said

    Putz

    lula chutou de novo o “irrevogável” Mercadante.
    Esse cara não tem vergonha. lula está certo. Ele é ruim!

  127. Patriarca da Paciência said

    “Como de costume, mais uma vez, a revista semanal da Abril distorce a realidade, para fazer prevalecer seus propósitos políticos; na semana em que o ministro Gilmar Mendes invadiu a competência do Congresso Nacional, impedindo a tramitação de um projeto sobre fidelidade partidária, e foi desafiado pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL), Veja trata da “República Bolivariana do Brasil”, que estaria amordaçando o Judiciário, e ainda coloca a faca no pescoço do ministro Teori Zavascki, avisando que se ele decidir revisar o julgamento da Ação Penal 470 terá a reputação arruinada para sempre; jovem amordaçada e com os olhos vendados contra uma estrela do PT é o momento “Cinquenta Tons de Vermelho” da Abril.”

    Será que os ministros Gilmar Mendes e Luiz Fux tem reputações imaculadas?

    Será mesmo?

    Só nas páginas da “óia”, ou seja, 4% dos brasileiros!

  128. Patriarca da Paciência said

    A notícia acima é do blog 247

  129. Jose Mario HRP said

    Patriarca,a midia a direita vai continuar a exigir cabeças esquerdistas custe o que custar.
    Mas há seres que vestem essa camisa fajuta com mais rapidez, geralmente mentes pouco capazes tipo o comentarista da Band,e ex jogador conhecido pelo belo futebol e pelas bebedeiras, Neto!
    Em recente jogo ele comentava que havia em campo um jogador muito bom , polones, de nome Lewandowiski, que para ele era o “dobem” enquanto, para ele, o nosso era o “do mal”!
    Como se ve as cabeças e os cérebros lavado se juntam a reconhecido mentalmente limítrofes.
    Hilário ver esse povinho babando seus ódios de perdedores!
    Já são 13 anos de lombo ardido de tanta chicotada.
    Sorry, pelos termos mas é isso aí.

  130. Chesterton said

    http://www.implicante.org/artigos/a-esquerda-e-a-criminalidade-dois-pesos-duas-medidas-um-metodo/

  131. Zbigniew said

    Gostaria de saber por que tanta gente teme a Abril e a Globo? E por que entra governo e sai governo e esses mesmos grupos continuam tão influentes?

  132. Patriarca da Paciência said

    Meu caro Zbigniew,

    eu também fico pasmo!

    Acho que já está mais que na hora do governo tomar atitudes contra a abril e globo.

    Uma coisa que não entra na cabeça, é o governo continuar destinando verbas de propagando para tais inimigos declarados!

    É uma coisa quase incompreensível!

  133. Chesterton said

    131 leitores.

    http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2013/04/reportagem-bomba-da-revista-denuncia.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+BlogDoAluizioAmorim+(BLOG+DO+ALUIZIO+AMORIM)

  134. Pax said

    Atacar a Abril e a Globo me parece dar tiro no pé.

    Melhor é produzir uma agenda positiva, economia em alta, emprego em alta etc etc. No final das contas o que ganha é o noticiário que o povo sabe que é verdade.

    Estas ações do Legislativo em cima do Judiciário e vice-versa é conversa pra boi dormir.

    E a atuação do PT nesta questão me parece outro enorme tiro no pé. Pode até lançar o cipó, mas ele vai voltar com mais força contra o próprio PT (e seus comprados/aliados).

  135. Jose Mario HRP said

    Na verdade Veja tem público cativo, que quer ler essa coisa toda que a revista cultiva.
    Onde mais um sujeito com Diogo Mainardi poderia fazer seu papel de cretino?
    Onde jornalistas poderiam fazer o tipo de reportagem meias verdades senão num tabloide inglês, bom no Brasil não há tabloides, então Veja é a solução!
    Veja nem na mesinha do consultório do dentista, mas se voce quer se enganar, então tá.

  136. Jose Mario HRP said

    Desculpe-me o Pax o OFF TOPICmas…..
    Vejam só:
    http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/04/1269733-angola-proibe-operacao-de-igrejas-evangelicas-do-brasil.shtml

  137. Pax said

    Não precisa se desculpar, caro HRP.

    Aqui, diferente de outros que arrotam democracia e fecham suas caixas de comentários, é livre mesmo.

    Interessante a notícia.

  138. Pax said

    Política não é coisa pra amadores…

    Sem fazer juízo de valor algum (se torço à favor ou contra, se acho certo ou errado) o PT está dando de 10 a zero na “concorrência”.

    – Abafando os entrantes (o novo do Roberto Freire e a tal REDE da Marina)
    – Derrubando já na largada o Eduardo Campos

    Enfim, coisa de profissional.

  139. Chesterton said

    profissional do crime. Coisa de gangster bolivariano.

  140. Pax said

    Mas, caro Chesterton, são profissionais do crime para todos os lados.

    Tem a quadrilha do DEM (teu querido e insepulto DEM)
    Tem a quadrilha do PT
    Tem a quadrilha do PSDB
    Tem as quadrilhas do PP, PR, PDR etc etc etc.

    É esse o jogo.

  141. Michelle 2 said

    Albero Dines dando nome aos bois.

    http://avaranda.blogspot.com/2013/04/a-republica-corporativa-do-brasil.html

  142. Zbigniew said

    Democracia é controle. Serve para manter o vulgo em seu lugar. O Poder é o jogo verdadeiro. Hoje, ele corrompe e destrói. Porque é da natureza de quem o exerce. Assim é o ser humano. Vai querer mantê-lo a qualquer custo. Outros vão querer conquistá-lo. A diferença é o que sobra para o vulgo.

    O que vemos hoje, nesse imbroglio entre o parlamento e o STF, é a briga surda do poder, onde Abril e Globo se alinham ao STF por interesses próprios. Digo e repito, são parte do jogo e têm que aguentar as consequências. Vai chegar uma hora que essas instituições vão se ver atacadas nos seus interesses e não vai ter essa história de “liberdade de expressão”. Poderão até ganhar, mas vai ter confronto. O Presidente da Câmara recuou, mas faz parte. Esse confronto já vem se desenhando há algum tempo.

    Na Argentina a Kichner confrontou e ganhou contra o Clarín (a Globo de lá). Falta um conjunto de forças aqui que peite esses grupos. Não para impedí-los de criticar. Para impedí-los de fomentar. Nesse ponto as indicações para as Cortes foram extremamente equivocadas. O PGR idem. No nosso sistema esses atores são extremamente importantes para garantir a estabilidade do poder nas mãos de um grupo. E o PT vacilou feio. Não soube ser ou exercer o poder de fato.

    Quer quebrar o poder da Globo? A manutenção do futebol como propriedade exclusiva da emissora é uma das pernas que deve ser extirpada pelo governo. Não para impedí-la de explorar o filão, mas para impedí-la de explorar exclusivamente. A outra perna são os bônus de veiculação, o jabá que a Globo cobra para manter o mercado publicitário em rédeas curtas e garantir seu monopólio. Disciplina essa joça e não vamos nem precisar de uma Ley de Medios. A Abril sem o JN para reverberar suas matérias vira um panfleto de vez.

    Falta sim um poder político capaz de colocar ordem nessa bagunça. Não para virar um PRI mexicano, que o brasileiro não dá cheque em branco pra ninguém..

  143. Michelle 2 said

    A crise que afronta – ZUENIR VENTURA
    O GLOBO – 27/04

    Há muito eu não via num dia só tanta gente conhecida preocupada com a perspectiva de uma crise institucional no país. A causa seria a emenda parlamentar que pretende submeter ao Congresso decisões do Supremo Tribunal Federal, usurpando-lhe o poder constitucional de dar a “última palavra”. Saindo de uma sessão especial do belo e comovente filme “Flores raras”, de Bruno Barreto, encontro Cacá Diegues que, como se sabe, filma e pensa o Brasil com igual lucidez. Estava chocado com a declaração de Renan Calheiros, acusando o STF de “invasão” por ter barrado a tramitação do projeto que limita a criação de novos partidos. É curioso porque o presidente do Senado carrega nas costas pesadas denúncias de “invasão”, só que do terreno da ética e dos bons costumes morais.

    À tarde, eu já recebera de Ziraldo um telefonema indignado, dizendo que preferiria deixar o país se a ameaça se consumasse. Nem quando foi preso pela ditadura militar umas quatro vezes manifestou essa disposição de agora. “Isso é uma afronta à democracia.” À noite, em casa, vi na TV Arnaldo Jabor revoltado, afirmando que se o “vexame” de fato acontecesse seria melhor fechar o Supremo. Ou então mantê-lo aberto, tendo na presidência José Dirceu e na Procuradoria-Geral da República, Valdemar da Costa Neto.

    Sem ironia, a mesma hipótese tinha sido levantada pelo ministro Gilmar Mendes: “Se algum dia essa emenda vier a ser aprovada, é melhor que se feche o Supremo.” Seu colega Marco Aurélio não acredita na possibilidade de o Congresso “virar a mesa”, mas admite que a medida seja uma “retaliação” ao julgamento do mensalão pelo STF. Não por acaso, na Comissão de Constituição e Justiça, que aprovou a emenda, estão homiziados dois mensaleiros condenados na ação penal 470, José Genoino e João Paulo Cunha, e um procurado pela Interpol por causa dos milhões de dólares que tem em contas bancárias no exterior: Paulo Maluf.

    Finalmente, resta o personagem que criou toda essa confusão, um obscuro deputado pelo PT do Piauí, Nazareno Fonteles, que diz falar em nome do povo: “Nos submetemos ao crivo popular.” Suplente que deve o cargo não ao “crivo popular”, mas ao titular da vaga, Átila Lira (PSB), que se afastou para ser secretário de governo, esse Nazareno é um daqueles tipos do baixo clero prontos para os serviços sujos. Insignificante, sim, mas capaz de pôr em risco com uma proposta irresponsável o que o país custou tanto a conquistar: o equilíbrio entre os poderes constituídos e a harmonia institucional.

  144. Michelle 2 said

    Jogar xadrez com um pombo. Do Gabeira

    (…)
    “Discutir com esse governo é o mesmo que jogar xadrez com um pombo. Ele sapateia no tabuleiro, desarranja todas as peças e sai com o peito estufado, proclamando vitória.” A frase fez-me pensar e os fatos foram se desenrolando dentro dela, como se ganhassem um novo trilho e nova luz.

    Dilma Rousseff debatendo a inflação, por exemplo. Os índices ultrapassaram as metas e, levemente, o nível de tolerância fixado pelo próprio governo. Muitos, naturalmente, se inquietaram com a inflação. Numa de suas entrevistas, Dilma declarou que a ênfase no aumento de preços é algo de quem torce contra o Brasil, transformando o tema num jogo em que se defrontam torcedores pró e contra o Brasil. E com isso fez o País e ela se tornarem uma coisa só, numa amálgama verde-amarela que não nos deixa nenhuma chance de vitória. Saiu como um pombo proclamando vitória.
    (…)
    _____________

    Dilma é uma lastima!

  145. Patriarca da Paciência said

    DAVIS: GILMAR QUER GOVERNAR
    O BRASIL COM A CANETA
    “Prefiro o barulho do Congresso ao silêncio sorrateiro do STF”. Carlos Frank, amigo navegante do Conversa Afiada

  146. Patriarca da Paciência said

    Não haverá inflação!
    Não haverá apagão!
    Ou seja,

    A direitona vai ficar mão!

  147. Chesterton said

    Não haverá inflação!
    Não haverá apagão!
    Ou seja,

    A direitona vai ficar mão!

    chest- se assim for, para mim está bom. Tendo energia e inflação zero, o resto eu me viro. Não sou dependente de favores do estado.

  148. Michelle 2 said

    Totó

    A minha mãe é direitona.
    A sua não? Costura pra fora?
    Eu lamento.

  149. Patriarca da Paciência said

    É isso aí, Chesterton,

    Eu também nunca recebi, nem recebo, quaisquer favores do Estado.

    Mas me sinto bastante confortável em pagar meus impostos e viver num país mais seguro, organizado e com pessoas menos infelizes.

    Espero que mais e mais pessoas possam morar em casa própria, comprar suas geladeiras e carros, ter bons estudos e tudo o mais.

    Não tenho o menor problema em sentar no avião ao lado do porteiro do prédio.

    Também não tenho o menor problema em ver meus filhos estudando ao lado de pessoas mais humildes.

    Felizmente, como diz o Lula, a sociedade brasileira atingiu um patamar de onde não é mais possível retroceder.

  150. Michelle 2 said

    Ei, Totó pode me emprestar seu Senso de Ridículo?
    Não? Por que?
    Ah, você perdeu? Faz tempo? Nem lembra quando tinha?
    Tá bom, deixa para lá.
    Fica pra próxima.

  151. Otto said

    Você dirige seu carro por ruas cujo traçado e asfalto não foi feito por geração espontânea. Há semáforos nessas ruas e iluminação pública.

    Chegando em casa, você aperta o interruptor e a luz aparece, e, ainda que seja de uma empresa privada, há alguém que fez uma licitação e outro que controla.

    Você está apertado e dá uma cagada. Tua merda não desaparece por encanto na privada. Nem a água aparece por mágica do teu chuveiro para lavar teu corpo.

    De manhã você põe o lixo na rua e ele não desaparece de lá por milagre. Alguém o apanha e o leva para algum lugar, de preferência bem longa da tua cheirosa residência.

    Acidente no trânsito? Briga com o vizinho? Teu cunhado te ameaçou de morte? Eles podem não ser simpáticos, mas o delegado, o policial e o juiz irão dar conta disso.

    Teu filho estuda em escola particular? Que bom. Mas está escola segue orientações e não pode simplesmente negar o evolucionismo e ensinar o criacionismo. Ah, e garanto que você prefere que o teu filho passe numa Federal. Ainda mais se ele quiser fazer medicina…

    Pode não ser perfeito — e não é. Pode ser melhorado. Mas é melhor que a selva e sua lei do mais forte.

    Você pode não ver, mas o Estado está presente e te presta “favores” o tempo todo. Sobretudo se você mora num bairro central, com calçadas bem postas e postes de luz.

    Você pode não precisar de cota mas o teu filho também não precisa catar papel enquanto estuda.

    Então cala a tua boca e vê se põe um pouco de solidariedade no teu coração, ó típico representante de nossa elite de extração colonial!

  152. Zbigniew said

    Elite provinciana que se rejubila em pronunciar “êm-ái-ti” e chamar shopping center de “north way”, pra dar credibilidade.

  153. Chesterton said

    Otto, (tomei as dores da Michelle) meu caro, eu paguei e pago por isso. pago muito mais do que vale. O asfalto esburacado foi pago 8 vezes mais caro do que deveria, porque a diferença foi para o bolso do petista de plantão (petista=político corrupto, já é sinônimo). A luz que acende custa 3 vezes mais que o gringo na Flórida paga, porque as outras partes ficam na mão de outros petistas.
    E assim vai, meu filho estuda na particular sim, e não é para estudar criacionismo e filosofia (isto ele estuda extra-curricularmente). Estuda “hard-sciences” para poder fazer alguma coisa de útil e não estudar humanas para fiscalizar eternamente a natureza. Sim, vai ganhar a vida com o próprio esforço, com a propria cabeça, e não arrumar um empreguinho público de barnabé das 8 as 5 da tarde, medianamente. A escola nãos egue “orientações” porra nenhuma, que já expulsei 2 professores de geografia da escola dele por pregar socialo-comunismo. Fui lá e botei a boca no trombone, ele teve que procurar emprego no cafundó do judas.
    Se meu filho passar na federal problema dele, vai ter que aguentar greves, professores funcionarios públicos revoltadinhos com o salário meia-boca, porque a grana para fazer a faculdade mais cara já tem. Eu me esfolo para dar a ele a melhor educação possível, para não resultar num indivíduo como você, um sujeito que desperdiçou seu tempo em um doutorado em algo que não tem a menor relevãncia (sic- era você ou o Zig?).
    Sabe porque isso tudo? Porque em qualquer sistema eu sobrevivo. Sempre haverá a necessidade de pessoas como eu ( e futuramente meus filhos), porque se depender da petralhada essa josta emperra. É, nada substitui cérebro humano bem equipado.
    Solidariedade eu tenho com quem sofre, não com essa corja petista que comanda e abocanhou o estado. No mínimo vão quebrar o estado, e deixar o país no caos econômico por ganância e falta de vocação ao trabalho. Tenho solidariedade com vítimas de crimes cometidos por bandidos que agem sob a garantia da impunidade, já que o PT crê sinceramente que o crime é justo, é revolucionario e culpa da vítima. tenho solidariedade com os que ficam jogados nos corredores dos hospitais porque o PT roubou o dinheiro do salário dos médicos. tenho pena das inúmeras babás que estão perdendo os empregos diariamente com leis que as prejudicam mais que qualquer outra pessoa.
    Vocês? Vocês apaniguados vão ver a lagoa secar. Vão ver a grana acabar. Vão ver o povo correr atrás de vocês com chicote na mão (lembram da Romenia? Viram a vaia que Dilma recebeu no Maracanâ?).
    Ah, chique não é mais inglês, mas francês, s’il te plaît.

    Cansei de tentar orientar, dar uma educação para vocês.

  154. Otto said

    Chesterton: tua catilinária é um amontoado de chavões e ignorância.

    A luz, caríssima no Brasil, foi privatizada no governo de quem mesmo?

    E ainda por cima teu filho estuda criacionismo extra-curricularmente…

    Pausa para rir.

    Jura que o mundo foi criado em sete dias e a serpente no paraíso falava?

    Outra pausa.

  155. Jose Mario HRP said

    Sobre a PEC 33/2011, é curiosa a reação negativa que ela despertou na imensa maioria dos juristas que, em peso, nela identificam uma ofensa à “separação de poderes” e à “democracia”.

    Em primeiro lugar, o objetivo essencial da PEC é retirar parte do imenso poder político que o STF possui atualmente, um poder que em parte foi ampliado pelo próprio tribunal, pela via de interpretações “construtivas”, “evolutivas” etc., com “fundamentações” sempre acompanhadas de citações de autores “autorizados” (você-sabe-com-quem-está-falando?), sem que isso despertasse reações da maioria dos agora defensores da “separação de poderes”. Ora, na prática o tribunal muitas vezes ampliou suas competências, as quais só poderiam ser ampliadas pelo Congresso, por EC.

    Em segundo lugar, o que é realmente incompatível com qualquer concepção razoável de democracia é um tribunal cujos membros, não raras vezes, “interpretam” a CF afirmando que “a constituição é aquilo que o STF diz que ela é”, um bordão que explicita os anseios aristocráticos de parte dos profissionais do ramo, o de viver numa “juristocracia”: o governo dos juízes, pelos juízes, para os juízes.

    Bem, talvez seja o caso lembrar que o tal do “Congresso Nacional” é aquele órgão composto por representantes eleitos pelo povo, onde a CF/88 foi aprovada e que, nos termos desta mesma constituição, é a única instituição competente para alterá-la. Sim, exatamente, o Congresso é aquele órgão repleto de problemas, todos eles originados no fato de que é uma instituição composta por seres humanos, um problema que atinge todas as instituições, inclusive o judiciário, o ministério público, as universidades (públicas e privadas) e a zaga do Flamengo. Bem, no caso do judiciário e do ministério público, são duas instituições que, sobretudo na estrutura de sua cúpula, ainda carecem de uma profunda democratização para torná-las plenamente compatíveis com a ordem inaugurada pela Constituição democrática de 1988, mas isso é outro assunto.

    Naturalmente a PEC 33 merece uma profunda discussão, não se trata de matéria simples, admitindo-se a existência de inúmeros arranjos institucionais que oferecem alternativas reais, plausíveis e funcionais ao “tudo ou nada” do “ou nenhum controle judicial ou o STF pode tudo, como agora”. Mas é justamente esse cuidado que não está presente em grande parte dos juristas que agora se apressam em gritar: “separação dos poderes! Montesquieu! Liminares! Honorários!”. Uma leitura do texto da PEC 33/2011 poderia ajudar bastante. Alguns pontos importantes:

    1) As limitações à “súmula de efeito vinculante” (SEV): qual seria o problema se o Congresso simplesmente abolisse as SEV por emenda? Elas foram criadas por emenda!! O congresso mantém as SEV, apenas limitando a possibilidade de sua edição, o que é algo no mínimo necessário para garantir a verdadeira “separação de poderes” e “democracia” que os críticos da PEC tanto conclamam. O Congresso não interfere no mérito da decisão do STF (as decisões particulares que motivaram a edição de uma súmula), mas apenas na possibilidade de atribuir a ela o efeito vinculante, isto é, na obrigação de todo o restante do judiciário a seguir , em outros casos, a mesma tese do STF. Em português bem claro, a PEC amplia a independência de todo o restante do judiciário para julgar conforme sua própria opinião! Mas: “A súmula deverá guardar estrita identidade com as decisões precedentes, não podendo exceder às situações que deram ensejo à sua criação” . Como alguém pode ser contra isso sob o argumento de que tal exigência fere a “separação dos poderes”? Neste ponto a PEC simplesmente impede que o STF se transforme num poder legislativo unicameral, sem controle judicial de constitucionalidade. “Separação de poderes”, né?

    2) A exigência de 4/5 de votos do tribunal para declarar a inconstitucionalidade de lei: corretíssimo. Em muitos casos a “inconstitucionalidade” apontada é o resultado de um apelo a princípios altamente subjetivos (“dignidade humana”), cujo sentido não pode ser fixado sem que o tribunal imponha sua opinião particular. Assim, quando se trata de uma “controvérsia moral razoável e duradoura”, o local mais adequado para tratar do tema é o Congresso, onde quase 600 pessoas eleitas representam as divisões de opinião e crença, e não um tribunal composto por apenas 11 pessoas, não eleitas e sem mandato. O que a PEC faz, neste caso, exigindo um quórum mais elevado, é manter o controle judicial de constitucionalidade, mas limitando sua ocorrência aos casos de violação flagrante da Constituição. Ainda assim, fica mantida a possibilidade de que o STF realize um juízo subjetivo controvertido contrário ao do Congresso! Neste caso, porém, sua opinião não prevalecerá obrigatoriamente, ela poderá ser revista, mas seguindo um procedimento bem complexo (ponto 3 abaixo). Isso garante a possibilidade de um efetivo “diálogo institucional” entre Congresso e STF, um diálogo inviabilizado no atual sistema, em que o STF goza de amplos poderes políticos, praticamente sem controle algum.

    3) A parte mais complicada, e a meu ver correta, altera o art. 102, inserindo os §§ 2A, 2B e 2C. Uma decisão do STF não será o suficiente para declarar uma lei materialmente inconstitucional. Caso o faça, a decisão será submetida ao Congresso. Mas percebam: a única possibilidade desta decisão ser revista será se, simultaneamente, (i) o Congresso, mediante 3/5 dos seus membros rejeitar o juízo do STF E ALÉM DISSO (ii) a decisão do congresso for mantida num plebiscito popular. Enfim, mesmo se 55% do congresso for contrário, prevalece a decisão do STF. Ou então, se o Congresso é contra, mas o povo, de quem “emana todo o poder” (CF, art. 1º), estiver de acordo, prevalecerá a decisão do STF.

    Indo direto ao ponto: os críticos da PEC se esquecem de que o controle judicial de constitucionalidade é político por natureza, é atividade bem distinta da prática de interpretação e aplicação da lei a casos particulares (e por isso também os críticos estão equivocados quando acusam a PEC de intervir no “poder judiciário”, como se as decisões do poder judiciário em geral não pudessem ser revistas!). Mesmo quando o controle de constitucionalidade é “judicial”, na prática ele assume a forma de um debate essencialmente político, sobre matérias sujeitas a controvérsias nada “técnicas”. E, nestas matérias, a resposta sempre será política, ainda que disfarçada com rococós jurídicos.

    Daí que se justifique um tipo de decisão judicial muito comum nos tribunais constitucionais mundo afora: decidir adotando uma postura de “auto-restrição”. Se a lei, cuja constitucionalidade é criticada, não fere explicitamente o texto, para além de qualquer dúvida razoável, deve prevalecer a opinião do Congresso. Ao menos em muitos casos importantes, nos quais o STF deliberou sobre a constitucionalidade de Emenda à Constituição, esta era a opinião do ex min. Sepúlveda Pertence, um dos grandes da história do tribunal. De uns tempos para cá tal opinião se tornou rara na corte. Acho que a PEC 33 é uma reação a isso. Embora (ao contrário do que sugerem críticos) sua eventual aprovação ainda seja coisa distante, se ela servir para promover uma boa discussão sobre o tema já terá sido útil.

    Claudio Ladeira de Oliveira
    Jurista.

  156. Jose Mario HRP said

    Mais um pouco de PEC para desmascarar essa farsa da PIG e do Gilmar:

    Do blog do Kadu.

    PEC 33/2011 e a togas

    Começaram novas ladainhas com discussão e aprovação em comissão da PEC 33/2011. Essa PEC submete ao Congresso Nacional a decisão final sobre posicionamentos tomados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas apenas em casos onde a corte der parecer de inconstitucionalidade em decisões do próprio Congresso. Há um trecho da Proposta de Emenda Constitucional que a mídia não fala:

    § 2º-A As decisões definitivas de mérito proferidas
    pelo Supremo Tribunal Federal nas ações diretas de
    inconstitucionalidade que declarem a
    inconstitucionalidade material de emendas à Constituição
    Federal não produzem imediato efeito vinculante e
    eficácia contra todos, e serão encaminhadas à apreciação do Congresso Nacional que, manifestando-se
    contrariamente à decisão judicial, deverá submeter a
    controvérsia à consulta popular.

    O trecho acima se refere ao artigo 102 da Constituição Federal. Por favor leiam as últimas duas palavras: CONSULTA POPULAR. Vem daí toda a polêmica. Texto integral da PEC 33/2011 aqui

    A “grande imprensa” que não consegue esconder seu caráter manipulador. Já vinculam a PEC ao julgamento da Ação Penal 470 que aconteceu em 2012. de repente pensam que calendário é artigo de luxo ou que o povo não tem a menor noção do que seja tempo. A PEC é de 2011!

    Não existe retaliação prévia. Bola de cristal não funciona.

    É evidente que há uma disputa entre os poderes. Parte – a maior – por culpa do próprio Legislativo que só não cumpre sua função como deveria, mas também seus pares que sempre que perdem alguma votação recorrem ao Poder Judiciário. Esse por sua vez, por ser um universo onde todos têm – não um rei, mas reinados na barriga.

    Não é à toa que, em conjunto com a mídia, está se consolidando a judicialização da vida cotidiana. Vale apenas o que vem das togas. Afinal, estão ali o suprassumo da espécie humana no Brasil, regojizam-se os magistrados, ou boa parte deles.

    Assim o povo, que já participa pouco das decisões políticas, fica mais afastado ainda. E nossa jovem democracia luta contra inimigos poderosos para se consolidar. E sob o falso debate de que os algozes sãos os verdadeiros democratas (não confundir com o partido Democratas. Esses tem seu gene na ditadura civil-militar de 1964!).

    Também é evidente que para os estudiosos da ciência jurídica rende bons debates. Aqui não é esse tipo de espaço, o do juridiquês. Mas é sim um espaço de discussão de democracia com caráter popular. É ao povo que o Estado deve atender e o único status quo que esse mesmo Estado deve lutar para manter é quando a classe dominante por o povo e não o que temos aí.

    Das esferas do Estado, o Poder Judiciário é a que menos espelha o povo brasileiro. Seus membros não passam pelo crivo popular direto. Deveria ser, portanto, o poder menos influente. Mas por questões de interesses das elites dominante, a realidade é outra.

    A PEC 33/2011 não diminui o Poder Judiciário no tocante ao seu papel constituído. Talvez lhe tire o papel que ele quer ter sem a participação popular. Não há nessa PEC nada que se relacione a ações penais, para provocar bico tronchos nos adoradores do STF pós AP 470. Essa tese de retaliação é mais furada que uma peneira.
    Postado por Cadu Amaral às 09:56

  157. Patriarca da Paciência said

    Meu caro Otto,

    muito bom seu comentário 151,

    Parabéns, ótimo mesmo!

    Mas temos que nos preparar para conviver com pessoas que nunca entenderão verdades tão evidentes!

    Fazer o quê?

    Ser paciente e tolerá-los!

  158. Pax said

    Sobre a tal PEC, divertido ler o que o Idelber postou no Facebook:

    Idelber Avelar Guarani Kaiowá
    Algum dos mui doutos dirigentes do PT que me leem aqui poderia dar um telefonema para Teresina ou Brasília e pedir que o Deputado Nazareno Fonteles (PT-PI) leia a À la recherche du temps perdu em francês, o Velho Testamento em hebraico, o Novo Testamento em grego, as obras completas de Lukács em alemão, que aprenda todos estes idiomas para fazê-lo caso não os saiba, e só volte a abrir a boca quando tiver terminado?

    Porque o hômi beira o inacreditável. Bem, vocês já sabem que é ele o autor da PEC 33, que basicamente abole o Supremo Tribunal Federal, transformando-o numa espécie de casa consultiva do Congresso. Em 2011, ele havia dito que a união civil gay, aprovada pelo STF, era um “golpe” (http://bit.ly/ZsrNdq). Em 2004, ele escreveu um dos mais bizarros projetos de lei da história do Brasil, chamado “Poupança Fraterna”, que estabelece um teto de gastos para todas as famíias, e OBRIGA POR LEI que estas famílias guardem o resto na poupança (aqui a pérola: http://bit.ly/ZsumvV). E hoje, eis que o Nazareno sugere … a prisão de Ministros do STF! (http://glo.bo/ZsrTla).

    Tá valendo: eu mando um exemplar assinado de qualquer um dos meus livros, incluindo o esgotado “Alegorias da Derrota”, a qualquer um que consiga encontrar no tio gúgol um parlamentar nacional sugerindo, em regime de democracia, em qualquer país, a prisão de três Ministros de Suprema Corte. Tá valendo.

  159. Pax said

    Tem um descompasso entre parte da militância do PT e Dilma. Chama-se Mercadante.

    Mas Dilma conseguiu o que queria, Mercadante desiste de se candidatar ao governo de SP e vai integrar seu comité na campanha de reeleição (ganharia no primeiro turno se fosse hoje) e provavelmente terá importante papel articulador no segundo mandado (quase absolutamente certo que haverá).

    De outro lado a militância, ao menos a mais estrondosa e blogueira, quer a caveira de Mercadante.

    Onde isso vai dar, não sei.

  160. Patriarca da Paciência said

    De minha parte, acho o Mercadante um ótimo político!

    Dizem que foi ele que passou à Previ a informação de que seria um ótimo negócio comprar a Vale do Rio Doce.

    De minha parte, nada tenho contra o Mercadante!

    Muito pelo contrário!

  161. Patriarca da Paciência said

    Quanto ao problema do STF com o Parlamento Brasileiro, considero uma questão de alta complexidade.

    É uma verdadeira calamidade que um ministro como o Fux, o qual chegou ao STF por expedientes bastante controvertidos, possa dar uma liminar e paralisar todo o trabalho de mais de 600 parlamentares.

    É algo kafkiano!

    Por outro lado, há que respeitar-se a harmonia entre os poderes!

    Espero que os dois lados apresentem comportamento à altura que o Brasil merece!

  162. Patriarca da Paciência said

    “Em segundo lugar, o que é realmente incompatível com qualquer concepção razoável de democracia é um tribunal cujos membros, não raras vezes, “interpretam” a CF afirmando que “a constituição é aquilo que o STF diz que ela é”, um bordão que explicita os anseios aristocráticos de parte dos profissionais do ramo, o de viver numa “juristocracia”: o governo dos juízes, pelos juízes, para os juízes.”

    Do post do HRP,

    Lembro de sua excelência, ministro Joaquim Barbosa, apontando para cima e dizendo que ” não há nada acima do STF”.

    Sua excelência, ministro Joaquim Barbosa, não captou bem a lição de cidadania, ministrada ainda no primeiro primeiro grau a todos os jovens brasileiros, de que “os três poderes são iguais, harmônicos e independentes”.

    Também acho que foi por aí que se embrenhou, e se perdeu, o famoso Big Bem de Propriá, (marcou o julgamento do “mensalão” de forma que coincidisse exatamente com os primeiros e segundos turnos das eleições) e, ainda, promissor filósofo juridiquês quântico, Ayres Brito.

  163. Jose Mario HRP said

    Pax , por favor, dá um desconto, porque o Idelber é ultra radical de esquerda.
    Tudo que houver , passar ou for feito pelo PT , em tese, ele vai criticar.
    O mundo do Idelber nunca existira, só na cabeça dele.
    Como Gabeira, é um rancoroso, mas……

  164. Otto said

    Valeu, Patriarca.

    Nossa elite ainda pensa como na casa Grande.

    Jose Mario HRP:

    O Idelber já foi um petista roxo. Depois do ataque despropositado ao Nassif, ele queimou o filme na blogosfera progressista e se reposicionou mais à esquerda.

  165. Jose Mario HRP said

    Patriarca, o que voce destacou é o óbvio ululante, mas alguns teimam em dar ao STF carta branca!
    Quem faz e fez a constituição foram os representantes do povo, e é no Congresso que se deve dar a última palavra, mas isso só está acontecendo pela imensa interferencia do tribunal nas lides e prerrogativas do Congresso.
    E para quem quer saber se a PEC vai passar, aviso que com esse presidente da camara a PEC jamais será votada.
    Se estivessemos na década de 70 ele estaria na Arena.
    KKK…
    AH!, mas o congresso é um ninho de corruptos!
    Bom, qual a sugestão?
    Golpe, ditadura judicial?
    Seria bom analisar o atual grupo do STF, verdadeiras galinhas histéricas e mau comportadas, fazendo daquilo um ninho de politicagem.
    Então…..

  166. Jose Mario HRP said

    Ministro aposentado do STF Carlos Velloso declarou estar espantado com a liminar de Gilmar Mendes quanto a lei dos partidos.
    Hummm….De Gilmar espero tudo, afinal continua sendo o bom garoto de recados do FHC.

  167. Pax said

    Caro HRP,

    O Idelber foi do PT. Não é mais.

    Mas o que realmente importa é o tal cidadão, Nazareno Fonteles e sua proposta de lei.

    Se eu fosse petista promoveria o Nazareno, com certeza. Para o PSDB ou algum outro partido da oposição.

  168. Otto said

    Por J. Carlos de Assis*

    É violação de direitos do povo impedir que o Congresso regule o Judiciário

    O Congresso Nacional tem todas as prerrogativas constitucionais, funcionais e democráticas necessárias para criar leis que estabeleçam objetivos e prerrogativas específicas para o Poder Judiciário, aí incluído o Supremo Tribunal Federal. O STF, por sua vez, é um corpo burocrático do Estado, não eleito democraticamente, que pode, sim, estabelecer suas regras internas de funcionamento, porém dentro dos parâmetros estabelecidos na Constituição pelo Congresso enquanto poder constituinte. Se violar esses parâmetros, ministro do STF pode ser cassado pelo Senado.

    Propor uma emenda constitucional para alterar objetivos e limitar prerrogativas do Supremo é, portanto, absolutamente legítimo e democrático. É o equivalente de qualquer outra emenda constitucional: todas alteram a Constituição vigente no sentido de uma nova ordem. Como essa alteração fere direitos corporativos, aqueles que se sentem atingidos vão apelar de todas as formas para evitar sua aprovação, aí incluída a balela demagógica de que se trata de uma iniciativa contra a democracia.

    De fato, alguns ministros do STF vêem na proposta de emenda um atentado à democracia. Ao contrário, trata-se de impedir o poder absoluto do STF. Isso, sim, é que é uma violação da democracia já que confrontaria princípios constitucionais basilares. Diz a Constituição: “Art. 1o. Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”. Isso deixa claro que, constitucionalmente, o poder político máximo é o Congresso eleito, não o Judiciário burocrático.

    Somos um país que, à margem de superar um regime autoritário, tivemos a experiência de alterar profundamente as bases de funcionamento do Executivo e do Legislativo com a instalação da democracia. E esses poderes às vezes cortaram na própria carne no combate à corrupção. O Judiciário não passou por nenhuma reforma relevante, embora tendo sido a grande âncora do autoritarismo. Em muitos aspectos, continuamos a ter a Justiça da ditadura. Quando se postulou legitimamente o princípio do controle externo do Judiciário, a reação contrária se traduziu numa verdadeira avalanche corporativa, que se refletiu num Conselho Superior de Justiça que não passa de um órgão interno presidido estranhamente pelo próprio presidente do STF.

    Talvez algumas das propostas da PEC em discussão extrapolem os limites de definição de prerrogativas do Judiciário, o que está constitucionalmente ao alcance do Congresso, para invadir normas internas de funcionamento, que é prerrogativa indiscutível do Judiciário. Contudo, a decisão sobre essa distinção deverá aparecer na própria tramitação. O que é vergonhoso é a iniciativa de parlamentares que querem a intervenção do STF na tramitação de matéria no Congresso. É a confissão de incompetência para resolver questões complexas dentro do próprio Parlamento, invocando um poder externo para compensar a situação de minoria parlamentar.

    Note-se que o STF está violando, sim, prerrogativas não só do Congresso mas do povo com suas sucessivas cassações de mandatos por supostos crimes eleitorais só julgados muito tempo depois das eleições. Entendo que eleger corruptos condenados seria um absurdo, algo que justifica plenamente a Lei da Ficha Limpa. Mas acho um absurdo deixar que supostos corruptos sejam candidatos, tendo em vista o retardamento, por incompetência ou má fé, do julgamento das ações que os incriminam, para, depois de eleitos, entrarem no jogo do poder junto ao Judiciário a fim de ter uma sentença favorável. Isso é fonte de corrupção do Judiciário, e uma forma de violar o direito de escolha do povo manifesto nas urnas.

    Já essa outra interferência no trabalho do Congresso, em relação à PEC que tenta suspender a tramitação do projeto que limita recursos oficiais e tempo de televisão subsidiado para novos partidos, é simplesmente absurda. O princípio de isonomia se aplica à liberdade de organização partidária, não à regra de distribuição de recursos e de tempo de TV, que obedece necessariamente a um princípio discricionário. Do contrario, os recursos e o tempo de TV teriam de ser divididos em partes iguais para tantos partidos quanto os que aparecessem na vida política brasileira. Note-se que, em países como a Alemanha, a discriminação se aplica não a recursos, mas ao próprio direito de representação: partido com menos de 5% dos votos não têm direito a representação no Parlamento. Acaso não seria democrático?

    *Economista, professor de Economia Internacional da UEPB, autor, entre outros livros, de “A Razão de Deus”, ed. Civilização Brasileira.

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/e-violacao-de-direitos-impedir-a-regulacao-do-judiciario

  169. Otto said

    Pax, você sabia que o relator da PEC 33 é Deputado Nelson Marchezan Jr.?

    Agora advinha de que partido é ele!

    Ah, a PEC é de 2011.

  170. Patriarca da Paciência said

    Acredito que todo os juristas bem informados e que mantenham sério compromisso com a lógica do bom direito, tenham esta linha de raciocínio:

    “Zenkner afirma que, “na verdade, a teoria do domínio do fato é muito simples”. Ele conta que ela foi desenvolvida pelo penalista alemão Klaus Roxin num momento em que os crimes do nazismo começavam a ser julgados. A intenção dele, lembra o advogado, era evitar que os dirigentes do partido, os que estavam no comando, fossem condenados como partícipes, “uma responsabilização menor dentro da esfera penal”, disse Zenkner.

    Portanto, continuou, a teoria do domínio do fato foi a forma encontrada pela academia para tratar o mandante que não faz parte da execução de uma forma diferente da exposta pelo Direito Penal clássico. “Mas isso não quer dizer que se exclui a necessidade de prova. A teoria diz de forma bem clara que é preciso encontrar alguma prova concreta de que houve o mando, como uma assinatura, uma troca de e-mails, uma conversa telefônica grampeada etc. Hoje em dia os meios de prova estão muito diversificados.”

    No entendimento de Zenkner, o que o Supremo fez durante o mensalão foi se apropriar da teoria e distorcê-la para dizer que “o simples fato de alguém estar lá e ter um posto de comando e poder decisão é suficiente para a condenação”. A teoria foi usada pelo STF, no caso da AP 470, para o advogado, como uma forma de “acabar com o processo penal para se chegar a um resultado pretendido”. “Essa é a forma grotesca com que ela foi aplicada pelo mensalão.”
    (blog 247)

  171. Otto said

    Pax, corrigindo informação acima:

    O Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 33/2011, que só visa conter o ímpeto do STF de usurpar o poder de legislar, é de autoria do Deputado Nazareno Fonteles do PT, mas o relator que deu parecer para aprovação na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) foi o tucano João Campos (PSDB-GO).

    Além disso, a PEC reuniu assinatura de 219 deputados, de todos os partidos, e foi apresentada em 2011, muito antes do julgamento midiático do “mensalão”.

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2013/04/relatorio-de-tucano-desmente-capa-da.html

  172. Michelle 2 said

    Meu caro Chesterton

    grato pela menção acima, mas o alvo era você. Eu me mudei do Brasil em 2003 – eu já previa esta bosta que os governos petistas estão fazendono poder. E o que é pior …em nome do povo. Quem discorda do governo está contra o Brasil, como se eles fossem os donos do país.
    Dilma é uma lástima. Só perde pra lula, sarney e collor.

  173. Michelle 2 said

    Chesterton, Pax e Edu

    Pra iluminar um pouco esta “canto sombrio” sugiro 2 blogs interessantes (caso não conheçam):

    http://opiniaoenoticia.com.br/
    e
    http://reaconaria.org/

    vale conferir…

  174. Michelle 2 said

    Eu admiro o compromisso do Pax em divulgar todos os lados, apenas para o caso de um deles estar correto.
    hehehe

  175. Michelle 2 said

    O Brasil pintado de rosa
    28 de abril de 2013 | 2h 07
    O Estado de S.Paulo

    Com produção em alta, inflação em queda, finanças públicas em ordem e contas externas bem sólidas, o Brasil vai bem, no mundo imaginário do Ministério da Fazenda, retratado na edição de março do boletim Economia Brasileira em Perspectiva. Nesse universo de fantasia, o único fator de perturbação é a crise internacional.

    Sem ela, a situação do País seria ainda mais brilhante. Mas essa história feliz se desfaz quando se examinam com alguma atenção os números divulgados pelas próprias fontes oficiais. Exemplo: com um buraco de US$ 67 bilhões, o Brasil exibiu nos 12 meses terminados em março o pior resultado das contas externas desde 2002. O rombo acumulado nas transações correntes com o exterior chegou a 2,93% do PIB. As transações correntes englobam a balança comercial, a conta de serviços e as transferências unilaterais. No boletim da vida cor-de-rosa, os resultados são “estáveis” e facilmente financiáveis com investimentos estrangeiros diretos.

    Os fatos desmentiram essa última afirmação nos 12 meses terminados em março, quando aqueles investimentos somaram US$ 63,6 bilhões. Foi necessário, portanto, completar com outros recursos, provavelmente mais especulativos, a cobertura do buraco.

    A realidade conflita com a avaliação do Ministério da Fazenda em muitos outros pontos. O comércio vai mal, as importações têm crescido bem mais que as exportações e o País continua muito dependente das exportações de commodities para a China e outros mercados emergentes – uma tendência resultante dos erros cometidos pela diplomacia comercial petista a partir de 2003.

    No mundo imaginário do Ministério da Fazenda, a economia brasileira retomou com firmeza o crescimento, depois de dois anos de fiasco. O fracasso de 2011 e 2012 é atribuído, naturalmente, às más condições internacionais. Como de costume, evita-se um tema delicado e incômodo: o desempenho muito melhor de outras economias em desenvolvimento. A nova fase de prosperidade brasileira, segundo o boletim, será sustentada por investimentos crescentes. Em 2012, o governo e o setor privado investiram o equivalente a 18,1% do PIB. A proporção havia chegado a 19,5% em 2010.

    Para 2013 o Ministério projeta um número maior que o de 2012, sem bater, no entanto, em 20% do valor do produto interno. A projeção indica uma trajetória de alta contínua até 24% do PIB em 2018. Nesse momento, o País estará investindo, talvez, o necessário para um crescimento sustentável de uns 5% ao ano ou pouco mais. A aplicação de recursos em máquinas, equipamentos, construções privadas e infraestrutura continuará, portanto, muito abaixo do volume necessário por vários anos. Isso é uma confissão de impotência feita com palavras de otimismo e de confiança.

    A embromação fica mais evidente quando se apresentam detalhes das grandes vitórias da política econômica. Segundo o relatório, já se aplicaram R$ 328,2 bilhões nos projetos do PAC 2, tendo sido concluídos 46,4% das ações previstas. Como de costume, a realização mais vistosa foi a destinação de dinheiro ao programa Minha Casa, Minha Vida – R$ 188,1 bilhões, ou 57,3% do total empregado.

    Estimular a construção habitacional pode ser muito bom, mas investimentos planejados para aumentar a produtividade e a competitividade da economia nacional pertencem a categorias muito diferentes. Em energia, por exemplo, foram gastos apenas R$ 108,1 bilhões. Em transportes, míseros R$ 27,7 bilhões, apenas 8,4% dos R$ 328,2 bilhões aplicados no PAC 2. Nada mais natural, portanto, que as dificuldades para levar aos portos a soja destinada à exportação.

    Quanto às contas públicas, aparecem no boletim como em ótimas condições. Não há uma palavra, é claro, sobre a contabilidade criativa para o fechamento das contas fiscais nem sobre o mal disfarçado endividamento do Tesouro para apoiar os bancos públicos. Muito menos uma palavra sobre o uso desse dinheiro para financiar empresas escolhidas para ser campeãs nacionais nem sobre a quebra de várias dessas favoritas da corte.

  176. Michelle 2 said

    A arte de Antonio Lucena

  177. Michelle 2 said

    A caxirola da dilma:

  178. Jose Mario HRP said

    Ler só quem tiver estômago forte!

    http://saraiva13.blogspot.com.br/2013/04/a-controversa-carreira-de-gilmar.html

  179. Pax said

    Pelo menos quatro presos em operação da PF – Zero Hora – Porto Alegre…

    29 de abril de 2013

    Foram presos na madrugada de hoje pela Polícia Federal o secretário estadual do Meio Ambiente, Carlos Niedersberg, o secretário municipal do Meio Ambiente, Luiz Fernando Záchia, o vereador Nelcir Tessaro e o ex-secretário do Meio Ambiente Berfran Rosado.

    O prefeito José Fortunati afastou temporariamente o secretário Záchia.

    Detalhes em seguida no Gaúcha Atualidade.

    INÍCIO
    Postado por rosane_oliveira, às 8:01

  180. Pax said

    Off topic… a visão estratégica da China.

    http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/mundo/noticia/2013/04/estudo-aponta-china-como-lider-frente-as-mudancas-climaticas-4121361.html

    Os EUA também apontaram para este caminho mas, como estão quebrados, não conseguiram sair na frente.

    Hoje se você quiser placas fotovoltaicas para gerar energia, vai encontrar alemãs, espanholas, japonesas etc. Só que vai encontrar mesmo, quase 80% dos fornecedores, placas chinesas.

    E o Brasil?

    Começa a discutir, investiu um pouco em energia eólica, alguns parques instalados (CE e RS principalmente), agora definiu a regra do net metering (você gera na sua casa, joga na rede e recebe desconto na sua conta do que você gerou) confusas, complicadas pra caramba.

    Pra instalar energia solar em casa, se você quiser conectar na rede, o governo conseguiu produzir só complicação.

    Resumo da prosa: é lógico que os países que se adiantarem em energias alternativas vão colher um futuro interessante, vender tecnologia. E a gente marcando passo…

  181. Jose Mario HRP said

    STF blindará o orgão e não permitirá qualquer mudança no stf, a partir do e de inciativa do congresso.
    Ou seja, o congresso vai ter uma perna decepada e suas prerrogativas irão pras cucuias!
    Virou ditadura!
    Como disse o Gilmar, “È melhor fechar o congresso e entregar as chaves para o JB!
    KKKK..

    http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=189020&idDepartamento=8&idCategoria=0

  182. Pax said

    Ditadura já virou faz muito tempo, caro HRP.

    Ditadura da Corrupção.

    Basta ler o blog. Entra governo e sai governo e a coisa só piora.

  183. Jose Mario HRP said

    Bom se faz , implanta, ditaduras por muitos motivos, principalmente moralistas!
    Depois vem o cacete!
    Já vi essas histórias algumas vezes.
    KKKK..

    Diante desse circo ridículo e de suas galinhas histéricas, que chamamos de stf, o que será que pensam de nós nossos hermanos de América ?

  184. Pax said

    Não só está piorando a situação, como, também, estão prendendo mais gente (funcionário público) metendo a mão no nosso dinheiro (peculato). É impressionante como o troço não para de crescer.

    http://blog.estadaodados.com/presos-por-crimes-contra-a-administracao-publica-crescem-130-desde-2008/

    – os petistas vão dizer que nunca se prendeu tanto neste país.
    – os oposicionistas vão dizer que nunca se roubou tanto neste país.

    Cá do meu ponto só afirmo: a Ditadura da Corrupção está se consolidando. O tecido social brasileiro está laceado. Tudo pode.

    E aí volta a velha discussão, a culpa é do povo que elege os governos ou a culpa é dos governos que dão o tom para o povo?

    Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Tostines vende mais porque é mais fresquinho ou é mais fresquinho porque vende mais?

    É uma discussão sem fim. (pena que o velho Elias esteja aposentado por aqui).

    O que sei é: a direita e a ditadura roubaram a rodo, o PSDB que se moveu para a centro-direita roubou a rodo, o PT (que se moveu ao centro – alguns chegam a dizer que se moveu a centro-direita) entrou no jogo. E aí temos a discussão se piorou o jogo jogado ou não.

    Só não dá pra aceitar, me desculpem os amigos, que o PT não roubou a rodo. Roubou e roubou com gosto. E continua.

  185. Pax said

    Sinceramente, caro HRP?

    Pouco me importa o que acham de nós os hermanos da américa.

    O que me importa é que tipo de vida estamos vivando no Brasil e que tipo de vida PODERÍAMOS estar vivendo no Brasil.

    Antes que me ataquem com pedras: é lógico que prefiro ver todos tendo seus carros, motos, casas, supermercados, todo mundo podendo comprar comida, geladeira, roupa, sapato etc etc. Nisso o Brasil melhorou e não é pouco.

    Mas ainda é um passo que:

    – precisa aprofundar… nossa sociedade ainda tem PIB/capita baixo.
    – precisa educar, educar, educar, educar, educar…

    Precisa mesmo é parar de roubar e pensar estratégicamente.

    Esse papo de situação e oposição, ambos incompetentes de marca, não nos tira do lugar. Neste aspecto estamos nos aproximando dos americanos que patinam por conta dos Democratas versus Republicanos. Caminho pra lá de ruim.

    Esse papo de STF versus Congresso é uma conversa tão frutífera, mas tão frutífera, quanto tentar colocar o Maluf numa programa de reabilitação e esperar que ele mude.

    O papo é olhar o Brasil daqui 10, 20, 30, 50 anos à frente. Onde queremos estar?

    Vamos vender minério de ferro ou produtos industrializados?

    Vamos vender grão de soja ou ração?

    Vamos importar engenheiros e técnicos ou vamos ganhar prêmio Nobel em desenvolvimento de energia alternativa?

  186. Jose Mario HRP said

    Sinceramente, sim, pois nesses outros países não há essa deformidade dum tribunal enquadrar o poder que é o único e legítimo representante dos interesses do povo.
    O Congresso Nacional.
    Nossas instituições estão sendo vítimas de grupos politicos que não medem esforços para retomar o poder.
    Justamente aqueles que fizeram o país passar a vergonha das décadas perdidas.
    Futuro?
    Só Deus pode saber.
    Presente, bem, hoje o país passa por uma fase que em todo o resto e passado da minha vida vi.
    Vagas sobrando , salário minimo sem par. e os menores indices de pobreza em mais de 50 anos.Quanto a corrupção, ela está aí, mas não é um tema ideologico, se está sendo tratada com atenção devida ou não cabe as autoridades competentes informar e trabalhar nisso..
    Mas sermos motivo de chacota por termos um tribunal ridículo como esse da, sim, vergonha.
    Recente o caso de Cesare Battisti, é exemplo cínico de como o STF se mete onde não deve, e faz uso politico de prerrogativas que não tem para desgastar governos e outros poderes.
    Merecia sim um enquadramento, pois está passando de seus limites, e não estou falando de mensalão não, há dezenas de casos a confirmarem os excessos do STF!
    ( Raposa Serra do Sol é um entre tantos).
    Sorry se houver discordancia, mas é preciso resolver essa coisa.

  187. Patriarca da Paciência said

    “Está feia a coisa em termos de mentirada na revista Veja desta semana.

    O “rola-bosta” de lá pegou uma emenda do deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) e quis inventar que foi cria da base governista. Mas o site da Câmara comprova que não é verdade.”

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2013/04/emenda-de-deputado-do-dem-tambem.html

    Agora a coisa engrossou mesmo!

    Além de tudo, o pessoal da direitona é mal-informado, quem sabe, até mentiroso mesmo!

    Quem tiver a paciência de ler o artigo, verá todas as comprovações que a tal emenda é mesmo do Ronaldo Caiado.

    Onde é que o Noblat vai botar a cara agora?

    E a veja?

    E o ministro Gilmar Mendes?

  188. Patriarca da Paciência said

    “A mesa do Senado, entrou com uma queixa chamada “Agravo Regimental” no STF. O presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que era para dar chance ao Tribunal de “rever seus próprios excessos”.

    Quando se refere a “dar chance” é porque a alternativa seria abrir processo de impeachment no Senado contra o ministro do STF por crime de responsabilidade, ao atentar contra o livre exercício do Poder Legislativo e contra a Constituição Federal.”

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2013/04/o-dia-em-que-gilmar-mendes-quis-ser-tom.html#more

  189. Zbigniew said

    E o ministro Gilmar Mendes concede uma liminar que inibe a tramitação de uma lei que limita a criação de partidos. Independentemente de ser a lei ruim ou não, pode um poder se intrometer dessa forma em outro poder? E essa história da PEC está muito mal contada. A Inês Nassif tem uma versão bem interessante:

    “(…)
    A emenda tramita desde 2011. Foi proposta pelo deputado Nazareno Fontelenes (PT-PI) em 25 de maio do ano passado e encaminhada à Comissão de Constituição e Justiça em 06 de junho. O relator da matéria é o deputado João Campos (PSDB-GO) – um parlamentar da oposição. E estava na agenda da CCJ desde fevereiro deste ano.

    O fato de terem incluído José Genoíno (PT-SP) e João Paulo Cunha (PT-SP) no episódio comprovaria seu uso político, diz Inês. “No ano passado, quando a emenda foi apresentada, Genoino sequer tinha mandato parlamentar. Ele e Cunha não pediram a palavra, não defenderam a aprovação, nada. Apenas votaram a favor de um parecer de um parlamentar da oposição”.

    ***

    Não compete à CCJ apreciar o mérito de qualquer proposta. Seu papel é apenas analisar se a proposta cumpre os requisitos de constitucionalidade. Se cumprir, segue a tramitação até chegar ao plenário da Câmara. Aí sim, explica ela, a proposta será analisada em dois turnos, para depois cumprir dois turnos no Senado. “O primeiro passo da tramitação da PEC 33 foi dado na quarta-feira. Daí, dizer que o Congresso estava prestes a aprovar a proposta para retaliar o STF só pode ser piada, ou manipulação da informação”.

    ***

    A proposta tem respaldo na Constituição. O artigo 52 fala da competência exclusiva do Senado Federal, diz, em seu inciso X, que o Senado pode “suspender a execução, no todo ou em parte, de lei declarada inconstitucional por decisão definitiva do Supremo Tribunal Federal”. No artigo 49, determina que é da competência do Congresso Nacional “zelar pela preservação de sua competência legislativa em face da atribuição normativa dos outros Poderes”.

    Conclui ela: “Diante dessas evidências constitucionais e da história da tramitação da PEC na Câmara, fica a pergunta: quem está ameaçando quem? É o Congresso que investiu contra o STF, ou o contrário?”
    (…)”
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-stf-esta-promovendo-agitacao-politica

  190. Zbigniew said

    Não custa lembrar da indicação do Gilmar Mendes para o STF e de como o Dalmo Dallari retratou o fato (Obs.: quem indicou foi o FHC e todo mundo ficou no pianinho):

    “(…)
    Segundo vem sendo divulgado por vários órgãos da imprensa, estaria sendo montada uma grande operação para anular o Supremo Tribunal Federal, tornando-o completamente submisso ao atual chefe do Executivo, mesmo depois do término de seu mandato. Um sinal dessa investida seria a indicação, agora concretizada, do atual advogado-geral da União, Gilmar Mendes, alto funcionário subordinado ao presidente da República, para a próxima vaga na Suprema Corte. Além da estranha afoiteza do presidente -pois a indicação foi noticiada antes que se formalizasse a abertura da vaga-, o nome indicado está longe de preencher os requisitos necessários para que alguém seja membro da mais alta corte do país.

    É oportuno lembrar que o STF dá a última palavra sobre a constitucionalidade das leis e dos atos das autoridades públicas e terá papel fundamental na promoção da responsabilidade do presidente da República pela prática de ilegalidades e corrupção.

    É importante assinalar que aquele alto funcionário do Executivo especializou-se em “inventar” soluções jurídicas no interesse do governo. Ele foi assessor muito próximo do ex-presidente Collor, que nunca se notabilizou pelo respeito ao direito. Já no governo Fernando Henrique, o mesmo dr. Gilmar Mendes, que pertence ao Ministério Público da União, aparece assessorando o ministro da Justiça Nelson Jobim, na tentativa de anular a demarcação de áreas indígenas. Alegando inconstitucionalidade, duas vezes negada pelo STF, “inventaram” uma tese jurídica, que serviu de base para um decreto do presidente Fernando Henrique revogando o decreto em que se baseavam as demarcações. Mais recentemente, o advogado-geral da União, derrotado no Judiciário em outro caso, recomendou aos órgãos da administração que não cumprissem decisões judiciais.
    (…)”

    Do comentário do LP para o texto em http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-stf-esta-promovendo-agitacao-politica

  191. Pax said

    Não custa lembrar, também, a quem mais interessa desmoralizar por completo o STF neste momento.

    E a quem seria?

  192. Jose Mario HRP said

    Não vou negar que haja “interesse” do PT/governo em espetar o STF.
    Mas quem precisa fazer força para desmoralizar um orgão onde Gilmar ,Barbosa,, Marco Aurélio e outros menos votados dão show de arrogancia, falta de educação e destempero?
    O que dizer do uso “pouco usual” duma teoria altamente polêmica?
    Aliás, usado politicamente. o STF (por quem ehin?): vem fazendo desgastante papel para com o governo de longa data, vide o caso do Cesare Battisti, em que Gilmar Mendes empeitou o presidente da república ao arrepio da Constituição
    Ou não foi assim?
    Se um orgão, um coletivo que presta serviço ao povo está exacerbando de seus poderes, tem que ser contido e enquadrado, ou não queremos o equlibrio dos tres poderes?

  193. Zbigniew said

    Não é desmoralizar, caro Pax. E o universo não gira em torno do mensalão, acredite.

    É apontar a politização dos julgados do STF. Um poder não legitimado pelo voto popular, dos mais herméticos e refratário a mudanças e que se arvora intrometer nas prerrogativas de outro poder. Então, que arque com as consequências. Este jogo é perigoso e não é para amadores. E ali não tem amadores, nem ninguém quer perder poder. É assim que as coisas funcionam aqui e alhures e desde que gente é gente.

    Se há interesses em desmoralizar o STF? Acho que há interesses em enquadrá-lo. E digo que, quando o “check and balances” já não funciona, alguém vai ter que perder. E numa relação de quinhentos e tantos, legitimados pelo voto, contra onze, nomeados por listas elaboradas de acordo com interesses corporativistas, ainda que apoiados pelo velha mídia, acho que a luta vai ser bem desigual, em favor dos primeiros. Vai terminar o STF conseguindo unir os parlamentares numa grande frente contra sua arrogância e prepotência. Aí, meu caro Pax, o caldo entorna e o leite azeda. Pode acreditar.

  194. Jose Mario HRP said

    Cedo ou tarde iria acontecer:
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/04/1270314-camara-discute-regras-para-limitar-acao-do-judiciario.shtml

  195. Pax said

    Caro Zbigniew,

    O maior problema brasileiro é o Judiciário? Este problema é maior que o problema do Congresso acabrestado?

    Ou, ainda mais longe, os problemas do Judiciário e do Congresso são ainda maiores que os problemas da corrupção que tomou conta de todo o tecido social laceado brasileiro?

    Ou, ainda mais chato, se ficarmos discutindo essa lei desse deputado (você leu o histórico de propostas deste tal Nazareno Fonteles?) o Brasil vai realmente acertar o passo, aprofundar o rumo de desenvolvimento economico e social?

    Vamos, enfim, dedicar todos nossos esforços para termos um país educado que venda tecnologia ao invés de matéria prima no futuro?

    Vamos, enfim, investir em conhecimento, produção de conhecimento, energia limpa, desenvolvimento agrário, desenvolvimento industrial, geração de empregos, segurança pública, saúde decente etc etc etc se ficarmos dando trela pra gente como Nazareno Fonteles?

    Ora bolas, me desculpem, mas esse papo é conversa pra boi dormir, não leva a absolutamente nada de nada.

    Perda de tempo, jogada política, eleitoreira, do pior nível possível.

  196. Pedro said

    Pax # 195, concordo.
    O tal Nazareno quer jogar e apitar ao mesmo tempo.

    Talvez o humor faça enxergar, o quão ridícula é, esta proposta

    “Ainda que o ex-deputado Eurico Miranda não tenha prosperado na Câmara, a prática política em curso no Congresso está cada vez mais parecida com os antigos métodos da velha guarda da cartolagem no futebol brasileiro.

    Se bem que nem na era dos campeonatos decididos no “tapetão” tentou-se, como agora em Brasília, tirar do juiz a prerrogativa do apito final de qualquer partida.

    O jogo só termina, bravateiam no parlamento, quando o legislativo arbitrar o resultado. O STF que vá apitar noutra freguesia!

    O próprio Eurico Miranda, que ameaça voltar ao futebol para “tomar o Vasco de assalto”, não se atreveria a propor nada do gênero no meio esportivo, que sob este aspecto até que evoluiu para melhor.

    No futebol, como disse dia desses o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, “muita democracia atrapalha”, mas já não há entre os cartolas ninguém com a cara de pau dos políticos para tentar virar a mesa desse jeito, no grito!”

  197. Zbigniew said

    Caro Pax,

    você fala como se o país estivesse parado, destruído, acabado!!! Como se o Brasil fosse apenas corrupção, perdas, política de baixo nível, analfabetismo (funcional ou total), Judiciária corrupto, etc.

    O Brasil é mais que isso! Não fiquemos estanques achando que o Gilmar Mendes, o tal do Fonteles, ou qualquer outro ator é capaz de destruir ou inviabilizar o país.

    Somos mais que tudo isso. Apesar de tudo produzimos, criamos, vivemos. Temos grandes problemas, sim. A corrupção é uma droga que lamentavelmente está entranhada na nossa cultura, mas o país segue adiante.

    Ou você acha que se a maioria das pessoas fossem corruptas este país ainda estaria de pé?
    O que você faz aqui é apontar os desvios. Isto é muito importante. Você dá sua parcela para que o país melhore, informando e debatendo. Ótimo!

    E nós trazemos para cá nossas impressões e aquilo que nos é importante discutir. Ou você acha que um conflito entre poderes não é importante e não traz em si o germe de toda essa corrupção que aí está? Não há santos, tampouco poderes imaculados nesta história toda. Vamos constatar, criticar e exercer nossa cidadania, negando voto a quem não atendeu nossos anseios e exigindo uma mudança de postura. Respeito sua opção em não querer discutir o assunto por você citado, mas acho muito oportuno e interessante conhecermos esses jogos para evitarmos posições simplistas que mais servem para enganar do que para esclarecer.

  198. Edu said

    Pessoal, boa tarde,

    Marcelo, em #83

    Obrigado pela ideia de comparação, apesar de ressalvas, acho que descreve bem a distância entre as coisas.

    Otto, em #100

    Fale isso para o Totó, ele que não entende de filme! Acho que ele gosta mesmo é de propaganda partidária, que demora no máximo 10 minutos! hahahahaha

    Falando nisso, dê uma olhada no histórico de Transações Correntes (se não me engano é essa a conta) do BC. Vc encontrará um Brasil que andou gastando mais do que devia, e que provavelmente terá que:

    1 – Tirar dinheiro das reservas (e enviará um sinal de alerta ao mercado)
    2 – Fazer alguns cortes de gastos, talvez aumentos de impostos

    Mau sinal, quando se trata do futuro dos próximos capítulos desse filme que vc diz.

    Otto, em #103

    Novamente, não entendi o que vc quer me mostrar.

    Deixa eu desenhar para vc: quando medimos as variações em porcentagem, as informações podem ser distorcidas quando a ordem de grandeza dos números comparados é distinto. Vc consegue entender isso?

    Concorda que aumentar de zero para 1 é fácil?

    Concorda que de zero para 1 o aumento percentual é infinito?

    Concorda que aumentar de 100.000 para 101.000 é difícil?

    Concorda que aumentar de 100.000 para 101.000 se refere ao aumento de apenas 1%?

    Pois é….

  199. Pax said

    Caríssimo Zbigniew,

    Me mostra onde eu desconsidero que houve havanços no Brasil? Um único comentário meu que diz: O país piorou. Me mostra, por favor.

    Eu não digo isso. Eu digo, sim, que o Brasil tem um problema impeditivo de corrupção que tomou conta de todo tecido social brasileiro.

    Melhorou, sim, mas se não investirmos nossas energias no que dá resultado, ficaremos neste mesmo passo que demos. E precisamos dar mais e mais passos à frente.

    Ficar discutindo emenda de Nazareno Fonteles não me parece nenhuma atitude neste sentido. É uma jogada contra o STF movida pelos condenados. Vamos na real? É isso e pronto.

    Se eu gosto do STF? Se eu gosto do ministro tal ou ministro qual? Não. NÃo gosto. Acho que a corrupção no Judiciário é tão danosa quanto é no Legislativo e no Executivo. E existe em tamanho com mesmas dimensões, sim senhor.

    Mas Nazareno Fonteles é um boi de piranha. Alguém do PT desencavou uma emenda vagabunda de um deputado zé ninguém para discutir os resultados do mensalão.

    E isso, meu caro, não me interessa. Que os condenados tenham todos os direitos de requererem as revisões, que façam os embargos, que contratem os melhores advogados do mundo, que recorram a todas as cortes do mundo etc etc. Eu acho, sim, que se pedirem mais prazo tem que dar etc etc etc.

    Mas não acho, de novo, que a emenda do Fonteles seja pauta nem pra ser considerada. Deveria ser jogada no lixo que nem pra limpar o traseiro serve.

    Meu ponto: vamos andar pra frente ou vamos pautar o país por causa de meia dúzia de condenados?

    Eu quero pensar como aplicar todo dinheiro do pré-sal, pós-sal, meio-sal, dos impostos federais, estaduais, municipais e colocar nesta ordem de prioridade:

    1 – ESCOLA boa, pra todo mundo.
    2 – Saúde razoável, pra todo mundo. Ao menos Pronto Atendimento e consultas básicas.
    3 – Segurança pra todo mundo. Tem que ser feliz, passear de noite sem medo etc etc. Porque mesmo não podemos?
    4 – Infraestrutura para o país funcionar: Estradas, Comunicação, Energia, Portos, Aeroportos etc etc.

    Depois disso resolvido, daqui uns 32 anos, a gente discute se o STF deve se ajoelhar para o Congresso, se fulana deve fazer cafuné em beltrano, se a vaca tomou o caminho certo do bebedouro ou foi pro brejo etc etc.

  200. Patriarca da Paciência said

    “Concorda que aumentar de zero para 1 é fácil?

    Concorda que de zero para 1 o aumento percentual é infinito?

    Concorda que aumentar de 100.000 para 101.000 é difícil?

    Concorda que aumentar de 100.000 para 101.000 se refere ao aumento de apenas 1%?

    Pois é….”

    Meu caro Otto,

    Aguentar um cretino, que não entende sequer de aritimética, se arvorar em dar aula de relatividade, é uma experiência e tanto!

    Mas é isso aí, meu caro Otto.

    Bem aventurado os pobres de espírito!

    Eles são felizes porque se acham!

  201. Patriarca da Paciência said

    ONU: BRASIL VAI ACABAR COM A MISÉRIA EXTREMA

    “Representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento diz no Brasil que principal promessa da presidente Dilma Rousseff será cumprida; “A desigualdade, aqui, teve uma queda espetacular”, reconheceu Jorge Chediak; “O que mais melhorou a situação do País foi a criação de empregos”, acrescentou, admirado: “Os números são impressionantes”

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/100250/ONU-Brasil-vai-acabar-com-a-mis%C3%A9ria-extrema.htm

  202. Michelle 2 said

    Imagine Totó cantando todo dia pela manhã:

    Escola…
    Marche…
    As praias do brasil ensolaradas
    Lá lá lá lá…

    O chão onde país se elevou
    A mão de Deus abençoou
    Mulher que nasce aqui
    Tem muito mais amor

    O Céu do meu Brasil tem mais estrelas
    O sol do meu país, mais esplendor
    A mão de Deus abençoou
    Em terras brasileiras vou plantar amor

    Eu te amo, meu Brasil, eu te amo
    Meu coração é verde, amarelo, branco, azul-anil
    Eu te amo, meu Brasil, eu te amo
    Ninguém segura a juventude do Brasil

    As tardes do Brasil são mais douradas
    Mulatas brotam cheias de calor
    A mão de Deus abençoou
    Eu vou ficar aqui, porque existe amor

    No carnaval, os gringos querem vê-las
    Num colossal desfile multicor
    A mão de Deus abençoou
    Em terras brasileiras vou plantar amor

    Adoro meu Brasil de madrugada, lá, lá, lá, lá.
    Nas horas que eu estou com meu amor,lá,lá,lá,lá.
    A mão de Deus abençoou.
    A minha amada vai comigo aonde eu for.

    As noites do Brasil tem mais beleza, lá, lá, lá, lá.
    A hora chora de tristeza e dor, lá, lá, lá, lá.
    Porque a natureza sopra e ela vai-se embora enquanto eu planto amor.

    Eu te amo meu Brasil, eu te amo.
    Meu coração é verde, amarelo, branco, azul anil.
    Eu te amo meu Brasil, eu te amo.

    Ninguém segura a juventude do Brasil. 2 x

    ———-
    hehehe
    A loucura é a mesma. Só trocou a polaridade…hehehe

    Depois ajoelha e reza 5x com a bunda voltada pra SBC …

    Lulahla Akhbar!

  203. Jose Mario HRP said

    Talves meio off topic, mas ……
    O Neoliberalismo em ação.
    LIZ ALDERMAN
    DO “NEW YORK TIMES”

    ATENAS – Como diretor de uma escola primária, Leonidas Nikas está vendo o que ele pensava que fosse impossível acontecer na Grécia: crianças procurando comida nas latas de lixo, jovens necessitados pedindo sobras de comida aos colegas e um menino de 11 anos, Pantelis Petrakis, com o corpo crispado pela fome.

    “Ele não tinha comido quase nada em casa”, disse Nikas, sentado em seu escritório perto do porto de Pireus, um subúrbio da classe trabalhadora em Atenas. Ele consultou os pais de Pantelis, que disseram que não conseguem trabalho há meses.
    Sua poupança acabou e eles estão vivendo de macarrão com ketchup. “Nem em meus sonhos mais loucos eu esperava ver a situação em que estamos”, disse Nikas. “Chegamos a um ponto em que as crianças da Grécia vêm para a escola famintas. Hoje as famílias têm dificuldade não apenas para encontrar emprego, mas para sobreviver.”
    A economia grega encolheu 20% nos últimos cinco anos. O índice de desemprego supera 27%, o mais alto da Europa, e seis em cada dez pessoas que buscam emprego dizem que não trabalham há mais de um ano. Essas estatísticas estão reformulando a vida das famílias gregas. As crianças chegam em número cada vez maior às escolas famintas, subalimentadas ou até desnutridas, segundo grupos privados e o governo.

    The New York Times

    A geladeira quase vazia de Michalis Petrakis; a fome na Grécia está aumentando
    Estima-se que 10% dos estudantes gregos da escola básica e média, no ano passado, tenham sofrido o que os profissionais de saúde pública chamam de “insegurança alimentar”, o que significa que eles enfrentaram a fome ou o risco dela, segundo a doutora Athena Linos, da Prolepsis, um grupo não governamental de saúde pública.

    “Quando se trata de insegurança alimentar, a Grécia hoje caiu ao nível de alguns países africanos”, disse. Os estudantes gregos trazem sua própria comida ou compram produtos em uma cantina. O custo se tornou impraticável para alguns. “Ao meu redor eu ouço crianças dizendo: ‘Meus pais não têm dinheiro. Não sabemos o que vamos fazer'”, disse Evangelia Karakaxa, 15, aluna do colégio Número 9 em Acharnes.
    Acharnes fervia com atividades ligadas às importações até que a crise econômica eliminou milhares de empregos no setor. “Nossos sonhos foram esmagados”, acrescentou Evangelia.
    “Eles dizem que quando você se afoga sua vida passa em um ‘flash’ diante de seus olhos. Minha sensação é de que na Grécia estamos nos afogando em terra seca.”
    Alexandra Perri, que trabalha na escola, disse que pelo menos 60 dos 280 alunos sofrem de desnutrição. “Há um ano, não era assim”, disse. “O que é assustador é a velocidade com que isso está acontecendo.”
    O governo reconheceu que precisa enfrentar a questão da desnutrição nas escolas. Nikas disse que sabe que o governo está trabalhando para consertar a economia. Agora que acabou a conversa sobre a Grécia sair da zona do euro, as coisas parecem melhores, ao menos para o mundo exterior.
    “Mas diga isso à família de Pantelis”, disse Nikas. “Ela não sente melhoras em sua vida.”
    Themelina Petrakis, a mãe de Pantelis, abriu sua geladeira. Lá dentro havia ketchup e outros condimentos, um pouco de macarrão e sobras de uma refeição que ela ganhou da prefeitura.
    Seu marido, Michalis, 41, foi demitido em dezembro. Ela disse que a companhia em que ele trabalhava não pagou seu salário durante cinco meses antes da demissão e que, em fevereiro, eles ficaram sem dinheiro. Quando a fome chega, Petrakis tem uma solução.
    “É simples”, disse ela. “Você sente fome, fica tonto e dorme.”
    Um relatório da Unicef de 2012 mostrou que, entre as famílias gregas mais pobres com crianças, mais de 26% tinham uma “dieta economicamente fraca”.
    No ano passado, a Prolepsis começou a fornecer sanduíches, frutas e leite em 34 escolas públicas onde mais da metade das 6.400 famílias participantes diziam sentir “fome média a grave”. Financiada por uma verba de US$ 8 milhões da Fundação Stavros Niarchos, uma organização filantrópica internacional, o programa foi expandido neste ano para atender 20 mil crianças.
    Konstantinos Arvanitopoulos, o ministro da Educação da Grécia, disse que o governo conseguiu financiamento da União Europeia para fornecer frutas e leite nas escolas e cupons para pão e queijo. Também está trabalhando com a Igreja Ortodoxa Grega para fornecer milhares de pacotes de ajuda.
    Mas Nikas está revoltado com o que ele considera uma ampla negligência da Europa pelos problemas da Grécia.
    Ele disse: “A menos que a União Europeia aja como essa escola, onde as famílias ajudam outras famílias porque somos uma grande família, estaremos acabados”.
    Colaborou Dimitris Bounias
    …………

  204. Pax said

    Essa aqui dói. É o tal capitalismo selvagem.

    http://oglobo.globo.com/rio/nove-lojistas-da-rua-da-carioca-recebem-ordem-de-despejo-8246595

    Não tenho nada contra o capitalismo. Tenho, sim, contra o selvagem, como esse.

  205. Pax said

    Buenas, aqui temos uma polêmica que parece interessante. A tal PEC 37 que limita os poderes de investigação do MP. Na Agencia Brasil há material suficiente para entender as posições dos dois lados. Para quem interessar possa:

    A polêmica: o MP deve investigar ou não?
    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-04-30/investigacao-criminal-do-ministerio-publico-polemiza-pauta-do-congresso

    Os que acham que o MP não devem investigar
    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-04-30/favoraveis-pec-37-apontam-descontrole-do-ministerio-publico

    Os que acham que o MP deve investigar
    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-04-30/ministerio-publico-diz-que-limite-para-investigacao-aumentara-impunidade

    A polêmica entre policiais e promotores
    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-04-30/pec-37-provoca-divergencias-internas-entre-policiais-e-integrantes-do-mp

    (a primeira notícia diz que a Agencia Brasil tem 5 notícias.. só achei 4… mas já dá o tom da discussão, que me parece importante)

    (A priori acho que o MP deve investigar, sim. Só que ficamos com a questão: quem controla isso? E quando o MP atua políticamente? Basta nos lembrarmos que Demóstenes Torres era promotor…)

  206. Pedro said

    Hoje morre mais uma vítima do capitalismo selvagem……..o messenger. :-)

  207. Pax said

    Caro Pedro,

    Troquei o Messenger pelo Skype já faz um bom tempo.

  208. Pax said

    Canalhice do Paulo Bernardo, do Min das Comunicações, da ANATEL e das operadoras.

    Que pouca vergonha.

    http://www.cartacapital.com.br/tecnologia/vale-a-pena-comprar-um-celular-com-internet-4g/

  209. Pax said

    Os recursos do José Dirceu

    http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2013/05/dirceu-recorre-ao-stf-e-pede-pena-menor-por-condenacao-no-mensalao.html

  210. Pax said

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/05/1271857-prazo-para-recursos-do-mensalao-termina-nesta-quinta-leia-os-argumentos.shtml

  211. Carline said

    this really superb, free coins s with virtually no endeavour

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: