políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

A baranga do Brasil

Posted by Pax em 21/05/2013

Rosemary, a baranga do Brasil, não só incomoda como atrapalha. Descortinada na Operação Porto Seguro, Rosemary expôs suas trapalhadas e seus bebês ao noticiário que nenhuma ex-primeira dama gosta de ler.

Segundo denúncia do Ministério Público Federal, a moça, além de viajar pelas asas do avião presidencial, traficava influência, praticava corrupção (e quem sabe mais o quê?) ativa e passiva, enfim, um estrago danado. Além de amamentar seus bebês em agências regulatórias que se tornaram cabides de emprego e antros de corrupção nacional.

Notícia de hoje afirma que a Casa Civil da Presidência da República negou acesso à sindicância aberta para apurar a conduta de Rosemary Noronha, ex-chefe do gabinete da Presidência em São Paulo.

Pois é… parece que a Casa Civil de hoje serve ao senhor de ontem.

MPF diz que Casa Civil negou acesso à sindicância de Rosemary Noronha – Uol – SÃo Paulo

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF), em nota divulgada nesta terça-feira (21), afirma que a Casa Civil da Presidência da República negou acesso à sindicância aberta para apurar a conduta de Rosemary Noronha, ex-chefe do gabinete da Presidência em São Paulo.

Rosemary é investigada pelo MPF, que, segundo reportagem da “Folha de S. Paulo”, já tem elementos para acusá-la por tráfico de influência na área cível. Ela deve ser alvo de uma ação de improbidade administrativa por ter usado o cargo que ocupava para ajudar o ex-senador Gilberto Miranda a obter licenças para usar duas ilhas no litoral de São Paulo, segundo apontam as investigações da Operação Porto Seguro da Polícia Federal e do MPF.

A ex-chefe do gabinete da Presidência também é ré na Justiça criminal, onde responde a um processo por falsidade ideológica, corrupção passiva, formação de quadrilha, enriquecimento ilícito e tráfico de influência.

Na nota divulgada hoje, o MPF afirma que o procurador da República José Roberto Oliveira enviou, em 24 de abril, ofício ao atual chefe de gabinete pedindo uma cópia da sindicância.

Segundo a Procuradoria, a Subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil respondeu ao pedido e argumentou não ter competência para prestar a informação requisitada. O órgão teria dito ainda que o pedido deveria ter sido feito pelo Procurador-Geral da República.

O MPF afirma que a cópia da sindicância deveria ter sido enviada porque a apuração interna teria concluído que Rosemary cometeu ato ilícito, o que estaria previsto no artigo 154 da Lei 8.112/90. (continua no UOL…)

Anúncios

43 Respostas to “A baranga do Brasil”

  1. Jose Mario HRP said

    Se fez vai ter que pagar!
    Vamos ver se ela vai alcaguetar alguém , como quer a oposição.
    Já os linha de frente da oposição tem muito que explicar:

    http://web.archive.org/web/20100724092328/http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090228/not_imp331197,0.php

  2. Patriarca da Paciência said

    Até agora não apareceu um único vídeo, um único recibo de motel, uma única foto, que comprove as “transações” do Lula com a Rosemary. Tudo são apenas especulações da imprensa. É a mesma coisa da tal ação 470, tudo ficou mesmo só nas declarações do Bob Jeff e nas teorias!

    Se ela fez tráfico de influência, ela é adulta e vacinada! Ela que responda por seus atos!

    Já os recibos assinados pelo Randolfe, foram comprovados que são autênticos. Mesmo assim o Gurgel arquivou o processo alegando que “não é crível que um deputado assine recibos”.

    É a palavra do Gurgel contra os exames dos peritos!

    Muito boa essa mesmo!

    Quero ver a cara que o Gurgel vai mostrar em público!

  3. Jose Mario HRP said

    Agora o foco são os dois:
    Gurgel e Barbosa.

  4. Edu said

    Novamente

    Do Terra:

    “SP: bando mata dono de bar após roubar R$ 45 e um Bilhete Único”

    Eu gostaria muito que os esquerdistas que amam o Sakamoto respondessem:

    Não é a falta de trabalho que transformam os pobres em animais?

    Em um regime de “pleno emprego”, por que a cada semana recebemos mais notícias desses “animais”?

    Até hoje não obtive uma resposta. Aliás, a coisa mais próxima que eu li de uma resposta foi a resposta não dada a mim, pelo Otto, em que diz que a culpa é da polícia do Alckmin… é, deve ser mesmo. A polícia do Alckmin só serve para bater em universitários, sem teto e em manifestantes do PSTU mesmo…

  5. Pax said

    Não sei as respostas, caro Edu.

    Mas uma coisa tenho absoluta certeza, por estar envolvido em procurar alguma solução para meu caso particular (4 assaltos em menos de 1 mês na área onde moro…). Da noite para o dia, aqui virou um inferno…

    O Alckmin, esse picolé de Xuxu, é um fracassado em segurança pública.

    Só faz merda. Acordo com a bandidagem aqui, abandono ali, polícia civil criminosa até os esses, polícia militar joguete politico, enfim, são cagadas atrás de cagadas. Na região onde moro tem delegado da civil viciado em cocaína, outro envolvido em caça-níquel e por aí afora.

    Aqui onde moro passou a vigir a lei do “salve-se quem puder”. Inacreditável.

    E este picolé de xuxu, canalha, ainda esteve aqui e propôs uma solução inconstitucional, que a Guarda Municipal faça o papel de patrulhamento.

    O canalha, xuxu sem gosto, retirou toda a PM da região porque perdeu as eleições depois de 20 anos de psdb (em minúsculas mesmo) de roubalheira sem fim no município.

    Pior de tudo é que o canalha, picolé de xuxu, mais insosso que sua mimosa que adora vestidos de graça, frequenta a região. Só que ele, quando vai no SPA ilegal de seu amigo chinês, vai com escolta, carro blindado etc etc. Fdp.

  6. Edu said

    Pax,

    Se eu fosse do PSTU eu diria que vc merece, pq se te assaltam é pq vc tem dinheiro e vc provavelmente mora em uma região de pessoas ricas, e por isso vc tem dinheiro pra pagar sua própria segurança.

    O finado Elias esbravejava nesse blog que a culpa é da miséria, que quando pobre chega no limite, vira bandido mesmo.

    Eu insisto no assunto porque tem um monte de boçal tomando a parte pelo todo e transformando em ideologia barata, e aí o foco do assunto deriva rápido para a ideologia, em vez da resolução do problema.

    Eu sou partidário de tolerância zero mesmo, infelizmente no Brasil isso é impraticável. Só nos resta acreditar que o resultado da equação em algum momento nos seja favorável.

    Ainda bem que eu não sou político, fico muito mais tranquilo em saber não ter que lidar com essa equação na cabeça:

    – Aumentar o policiamento para inibir o crime
    – Dar um monte de bolsa-qualquer-coisa pras famílias ficarem felizes e esquecerem que o crime existe

  7. "You can’t fix stupidity" said

    Edu

    “O sonho do PT é o modelo chinês:
    autoritarismo político e liberalismo econômico”
    (Fernando Gabeira)

  8. Edu said

    Michelle,

    O sonho do PT é permanecer no poder o máximo de tempo que conseguir, nem que para isso tenha q passar por cima dos seus próprios eleitores.

    Me preocupa a economia…

  9. Edu said

    A Dilma foi eleita a segunda mulher mais poderosa do mundo.

    Infelizmente ninguém analisou se ela é a segunda mulher mais inteligente do mundo.

    Todos sabemos que misturar poder com falta de inteligência dá problema.

    É a famosa história da metralhadora na mão do macaco.

  10. "You can’t fix stupidity" said

    Edu eu também estou muito preocupada com a economia.
    Tive o desprazer de ter aulas com este idiota (Mantega) na GV/EASP e sei do que falo.
    Se deixar ele tomando conta de 3 tartarugas…dá problema hehehe

    Mas estou também preocupada com a violência. Estou imaginando como será na Copa. A propósito leia o que ele disse hoje de manhã.

    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta quarta-feira (22) que o governo federal é culpado por parte dos problemas de violência vividos pelos Estados.

    Segundo Alckmin, o país vive uma “epidemia” de consumo de drogas. “Somos os maiores consumidores de crack do mundo. O segundo de cocaína. Não há uma cidade que não tenha uma cracolândia”, disse.

    O governador também destacou que muitos criminosos praticam seus crimes quer seja pela droga quer seja pelo tráfico. “Tráfico de drogas é responsabilidade do governo federal. São Paulo produz cana, laranja, soja, milho, café, não produz cocaína. Isto não é uma questão específica de uma unidade da federação”, disse.

    As críticas foram feitas na manhã de hoje no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado, durante o lançamento do programa São Paulo contra o Crime.

    Entre as medidas anunciadas, está a criação de cargos, restruturação de departamentos da polícia e criação de uma política de meritocracia para segurança pública com o pagamento de bônus a policiais que conseguirem reduzir indicadores de violência.

    Além da questão das drogas, Alckmin reclamou também da entrada de armamento pelas fronteiras e das leis “frouxas”. Ao falar de leis, ele ressaltou que no Brasil a responsabilidade pela legislação criminal é do governo federal, ao contrário dos EUA onde cada Estado tem suas próprias regras. “Não podemos ter lei frouxas. Lei de impunidade, que prende e solta”, disse Alckmin. (ROGÉRIO PAGNAN/FSP)

  11. "You can’t fix stupidity" said

    “Penso, logo existo!” Beleza. Mas que cartesianismo explica a existência desses ministérios todos no Brasil? O bom da lógica governamental é que ela tem cara de lógica, rabo de lógica, patas de lógica, mas é ilógica pura.

    Niemeyer plantou na Esplanada dos Ministério 19 prédios. Em 2002, FHC legou para Lula 24 pastas. Em 2010, Lula deixou para Dilma 37 ministérios. Agora, já são 39. As repórteres Luiza Damé e Catarina Alencastro foram à máquina de calcular.

    Verificaram que, para bancar a apenas a estrutura e a folha das 39 pastas, a Viúva gasta pelo menos R$ 58,4 bilhões por ano. É mais do que o dobro da verba destinada ao programa Bolsa Família, que custará R$ 24,9 bilhões em 2013.

    O que permite a Brasília?PT subverter Descartes é a noção de que o dinheiro público é dinheiro grátis. O governo federal não pensa porque o seu, o meu, o nosso bolso existem. ( Josias de Souza)

  12. Edu said

    Michelle,

    Segundo o professor do MBA que fiz, o último cara que entendia de verdade de economia e possuía articulação política adequada no PT era o Palocci.

    O Mantega ja é um cara marromenos. E pra piorar, os objetivos não estão claros, o que fazer? Se eu fosse ele, pediria demissão, mas máfia é máfia. Como é q vc pede demissão e sai ileso?

    Ele poderia ter dito para a Dilma: “Dilma, esse negócio de taxa real de juros de 2% só serve para países com a economia extremamente estabilizada, isso serve só pra Inglaterra, pra EUA, pra Alemanha, aqui no Brasil isso não serve! Lei da oferta e demanda! País que tem abundância de capital remunera menos o capital, e país que falta capital tem que remunerar mais capital! Assim como país que falta mão-de-obra remunera mais a mão-de-obra e país que sobra mão-de-obra remunera menos a mão-de-obra!!”

    Mas aparentemente ele não falou nada. Desde que ele assumiu ele tá com essa história de política anticíclica, em que ele não acerta um mísero número, e não consegue sustentar. O superávit primário era pra ser de 3,1%, já afrouxaram pra 2%. Era pra ter uma redução de custeio orçamentário da ordem de R$ 55 bi, vai ser de R$ 25 bi. A inflação era pra fechar abaixo dos 6%, a inflação de 12 meses está em 6,4% e mesmo com todas as medidas (corte do IPI, corte da energia e pedido para os governos estaduais não reajustarem os preços, segurando os preços do combustível, etc) não tem dado certo. Tudo isso aponta pra onde?

    Jajá o Mantega vai aparecer dizendo assim: “Por motivos extraordinários a inflação superou a meta além dos 2% estabelecidos, então a meta não vale para esse ano”.

    —X—

    O Alckmin, na minha opinião, patina ao dar uma resposta dessas.

    Concordo que o tráfico de drogas, de armas e as leis são coisas da federação, mas quem manda na polícia é ele.

    Estamos vendo ele tomando algumas atitudes, mas em termos práticos, acho que o que falta mesmo é treinamento da polícia.

    Na ida ao trabalho eu vejo a polícia revistando carros e motoboys, não sei se é a maneira certa de abordar. No interior do estado um amigo disse que o tenente (sei lá qual era a patente do cara, em uma cidade pequena), inventou de implementar a tal do Tolerância Zero. Resultado: um milhão de multas aplicadas e a população super insatisfeita, sem interferência nenhuma nas estatísticas de assaltos, roubos, prisões por tráfico de drogas, etc.

    Falta dinheiro? Talvez. O Alckmin, com essa remuneração variável que ele está implantando contribua alguma coisa, mas para mim, o que falta é bom senso. E eu não sei nem se o Alckmin tem todo esse bom senso que as pessoas acreditam…

  13. "You can’t fix stupidity" said

    Edu

    Vou comentar mais tarde. Agora o WordPress anda censurando meus comentários.
    Já tive 2 comentários sumidos sem motivo.

  14. "You can’t fix stupidity" said

    É muita mas muita $$$$, corrupção e incompetência
    Estou errada?

  15. "You can’t fix stupidity" said

    O wordpress continua me censurando. hehehe
    Volto amanhã.

  16. "You can’t fix stupidity" said

  17. Jose Mario HRP said

    http://correiodobrasil.com.br/noticias/politica/senado-devolve-mandato-historico-de-luiz-carlos-prestes/612107/

    Justiça feita!

  18. Jose Mario HRP said

    http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/2013/05/novamente-o-ministro-joaquim-barbosa.html?view=classic

    Um ótimo artigo sobre JB, considerando que o STF não começou ontem.

  19. Pax said

    Tá triste ver o PT destruir as instituições brasileiras.

    Esse ministro das comunicações é um desastre!

    É o que dá, colocar amante do rei em tudo que é canto da estrutura de governo… acaba nisso. Num lixo só.

  20. Pax said

    Pior que o PT só o PSDB mesmo.

    Agora o Alckmin vai premiar quem matar mais… é o que consigo depreender de sua nova proposta.

    Já tentaram essa bagaça e não funciona, mas o xuxu sem gosto acha que vai dar certo.

    Pensa que a São Paulo que ele enterrou em violência pode ter os mesmos mecanismos que nos países de primeiro mundo.

    — enfim…. Alckmin que é Alckmin não é xuxu por acaso.

    ——–

    E nosso Congresso?

    É tão atual, mais tão atual, que consegue andar para trás….

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-05-22/aprovado-projeto-que-torna-mais-rigorosa-lei-antidrogas

    É simplesmente um absurdo o que fazem neste país. Caramba. Tem horas que desanima.

    Mas esperar o que deste Congresso de Henrique Eduardo Alves e Renan Calheiros? Algo além de lixo?

  21. Jose Mario HRP said

    “Pior que o PT só o PSDB mesmo.

    Agora o Alckmin vai premiar quem matar mais… é o que consigo depreender de sua nova proposta.”

    Pax, essas suas frases podemos interpretar como humor ou terror, mas não tem nada de bom senso nessa ação do Geraldo.
    A poltica de segurança do PSDB paulista é uma pilha de equivocos.

  22. Pax said

    Dilma ladeira abaixo….

    http://www.trabalhoindigenista.org.br/noticia.php?id_noticia=155

  23. Pax said

    Picolé de Xuxu é refém do PCC….

    http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2013-05-23/nada-acontece-nas-prisoes-que-nao-passe-pela-intermediacao-do-pcc-diz-sociologa.html?utm_campaign=social&utm_source=twitter&utm_medium=posts

  24. Pax said

    O canalha protegido do cagalhofante do Vaccarezza….

    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/sergio-cabral-ameaca-nao-apoiar-reeleicao-de-dilma

  25. Edu said

    Pax,

    Vc vê alguma proposta diferente que seja melhor que a do Alckmin sendo realizada no Brasil?

    —X—-

    Michelle,

    Não tenha dúvidas disso!

  26. Pax said

    Proposta melhor que a do Alckmin, caro Edu?

    Ora bolas, basta a proposta do próprio FHC, de descriminalizar as drogas.

    Deixa quem fuma plantar o que fuma e pronto. Mais da metade da polícia ficaria liberada pra trabalhar o que interessa, furto, assalto, latrocínio etc.

    Porque colocar a polícia atrás de quem fuma um baseado? Qual a diferença entre um baseado e uma cerveja?

    Quando se criminaliza você instala uma indústria do crime e precisa cuidar dessa indústria.

    A proposta do Alckmin é um desastre, ainda mais com essa polícia que temos. Vai incentivar um monte de merda:

    1 – matar mais…

    2 – forjar mais…

    Esses caras vão fazer de tudo para mascarar os indicadores e receber seus prêmios. Isto não é política de segurança pública, isto e declaração de falência.l

  27. Edu said

    Pax,

    Não deixe o seu ódio aos militares dominar o seu senso de julgamento, Pax.

    —X—

    Falência? – Falência de que? Se é de dinheiro, como vc fala de falência do estado de SP e ignora a porquice da gestão econômica da Dilma?

    Como é q vc cita a falência por conta de prêmios dados a policiais ao mesmo tempo que cita a descriminalização das drogas?

    E a elevação do consumo que haveria?
    E os gastos públicos para a gestão dessa elevação de consumo: campanhas de conscientização, saúde pública, segurança pública (como a lei seca), aumento da máquina pública para legalizar as atividades, fiscalizar, e consequente aumento da corrupção?

    Mascarar números? – Isso aqui não é a Argentina ou a Venezuela!

    Forjar mais? – Que eu saiba a corregedoria de São Paulo ainda é a mais atuante no Brasil…

    —X—

    Não é que eu seja contra a descriminalização.

    O consumo irresponsável de drogas é um problema social. E como tal o Estado não deveria simplesmente “negar” a existência, concordo que talvez fosse mais interessante o Estado assumir a responsabilidade de ajudar a tratar.

    O que eu sou contra é fazer isso sem metas, sem objetivos.

    Já que para resolver um problema vc terá que conviver com outros, eu definiria um prazo de tempo para a descriminalização: 5 anos? 10 anos?

  28. Edu said

    Aliás,

    Falando em Venezuela, vejam só o que o Madura reservou para maior parceiro comercial do Brasil.

    http://www.valor.com.br/internacional/3135528/falta-de-dolar-faz-venezuela-atrasar-pagamento-exportador-brasileiro

    Viva o Mercosur!

  29. Edu said

    E aqui, já que falei em Argentina, um site que publica os índices de preços reais em contraste com os índices oficiais.

    http://www.inflacionverdadera.com/

    Viva o Mercosur!

  30. Pax said

    Caro Edu,

    Pelo jeito tuas informações sobre criminalização das drogas são um tanto atrasadas…

    Aqui FHC se junta ao Paulo Teixeira (líder do PT na Câmara) e ao Tarso Genro.

    E mais… onde descriminalizaram, não houve aumento do consumo, caro Edu. Houve redução.

    Ao invés de tratar os viciados com porrada e internação compulsória, melhor é dar abrigo, tratar como doença e aí tentar cativar para uma possível e difícil cura.

    Na cadeia é que isso não vai acontecer, caro Edu.

    Atualize-se. Mas, por favor, não através de rola-bostas.

  31. Pax said

    Ah, caro Edu, antes que chegues a qualquer conclusão errônea, não, eu não fumo maconha. Já fumei, quando era moleque. E não virei bandido por conta disso.

    Mas tive que comprar de bandidos..

    Por mim liberava o plantio, quem quiser fumar que plante sua maconha tranquilamente em vasos nas suas casas. E fume à vontade. Problema é do vivente. Não é o estado quem deve controlar o que as pessoas fazem com seus corpos.

    Até parece que os exemplos que tivemos de lei seca deram algum resultado com o álcool…

    Deixa quieto, coloca a policia pra cuidar de assunto mais importante que tirar dinheiro de moleque com um baseado.

  32. Edu said

    Pax,

    A única conclusão que eu quero chegar é qual é a melhor alternativa, já que a descriminalização está extremamente distante da pauta política hoje, mesmo com o crescimento das passeatas sobre a descriminalização, etc. Não faço julgamento teu se vc fumou ou deixou de fumar, só espero que tenha aprendido com a experiência.

    Eu, por ser individualista, também acredito que o responsável pelo seu próprio corpo é o indivíduo, não o Estado. Desde que o indivíduo não prejudique outro indivíduo. Por esse motivo também sou a favor da descriminalização, acho mais útil para a população aprender a conviver com um problema do que fingir que o problema não existe. Trazer essas questões ao nível de consciência, para mim é extremamente importante.

    Só que de um jeito ou de outro o Estado participa, e tenho minhas dúvidas e:

    1 – Hoje isso já é um problema de saúde pública, isso vai melhorar ou piorar? E quem vai pagar a conta? Concorda que eu pagar a conta de um drogado sem nunca ter nem visto um baseado na vida é injusto comigo?

    2 – A violência, um dos problemas, vai diminuir?

    2 – O Estado terá que aumentar em quanto a máquina pública para fiscalizar isso? E, novamente, quem vai pagar a conta?

    Vamos nos lembrar que uma agência regulatória de um serviço básico como telecomunicações já causa uma montanha de problemas de corrupção, moeda política, cabide de empregos, etc, etc. Imagine uma agência que regula, em última análise, o vício e o emocional das pessoas?

    E sobre o “efeito descriminalização”, muito provavelmente estou desatualizado, mas não foi a Holanda, caso mais clássico, que declarou que a descriminalização está com os dias contados? Lá o houve sim um aumento do consumo, e há dependentes de heroína que vivem de pedir esmolas nas ruas.

    O governo simplesmente não sabe o que fazer com essas pessoas. Infelizmente não tenho acesso ao youtube aqui, não posso ver o video agora, depois eu vejo e comento.

  33. Edu said

    Pax,

    Em tempo:

    Sobre a lei seca, só posso dizer por mim. Embora não fume maconha, tomo minha cerveja, e, sinceramente, foi o empurrãozinho que faltava para eu esquecer que eu tenho carro nos fins-de-semana.

    É ótimo entrar num taxi, ir até o bar, não ter que me preocupar com estacionamento, manobrista, trânsito, etc, beber o que eu quiser, tomar outro taxi e voltar pra casa em paz, sem ter que me preocupar com a segurança minha, dos meus amigos, namorada, pedestres e outros motoristas.

    No fim das contas descobri que dirigir em São Paulo nos finais de semana é uma porcaria! hehehe

  34. "You can’t fix stupidity" said

    Edu

    quando tiver um tempo assista este video do Roda Viva e comente.
    Este cara entende do assunto e houve uma tentativa mal sucedida de “grelhar” o entrevistado.
    Na minha opinião os entrevistadores sairam grelhados. Nada como fatos para clarear pensamentos ësfumaçados”.

    Em tempo: Sou usuária de maconha. Fumo maconha todos os dias há 40 anos e não sou viciada! hehehe.Lembra do video famoso?
    Na minha opinião maconha é problema menor. O problema é crack, cocaína e heroína.

  35. "You can’t fix stupidity" said

    segue o video:

  36. "You can’t fix stupidity" said

    Edu: a pergunta que falta fazer:

    O álcool (bebidas alcoólicas) já foi descriminalizado há tempos – várias décadas e o problema social só tem feito piorar.
    POR QUE COM A COCAÍNA, O CRACK E A HEROÍNA, principalmente, seria diferente ?

  37. Pax said

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-05-23/procurador-critica-demora-na-prisao-dos-condenados-do-mensalao

  38. Edu said

    Pax e Michelle,

    Apesar de não ser um estudo específico, aquela série do HBO – Boardwalk Empire – mostra em um país organizado o que pode acontecer quando o Estado busca a proibição do “lazer” humano. A criminalidade simplesmente dispara, o mercado negro desenvolve suas próprias regras e se torna poderoso. Poderoso a ponto de influenciar a polícia e a política. Para mim, isso já bastaria.

    Mas ainda assim há outros vários argumentos: desde mais poéticos (citando A arte da guerra, como gostaria o Totó, melhor deixar os inimigos mais próximos), até outros mais econômicos (a legalização permitiria a pulverização dos fornecedores, diminuindo a força dos mesmos e tornando o controle pelo Estado mais fácil), passando por uma questão básica de saúde (hoje quem fuma maconha provavelmente não faz a menor ideia do que está fumando, a menos que plante em casa; se algum dia a maconha for legalizada, pelo menos haveria uma regulação).

    O fato é que infelizmente o ser humano gosta de se entorpecer.

    E dentro desse contexto, acho que a legalização do álcool foi uma medida benéfica, e que a legalização da maconha poderia ser tão benéfica quanto. E quero falar da maconha porque o resto eu acho que teria que continuar proibido mesmo.

    O grande problema é que as estatísticas sobre o consumo de maconha não estão claras, e às vezes a maconha se parece mais com o álcool (só acaba com a pessoa se o cara exagerar demais na dose), mas às vezes a maconha se parece com o cigarro (que mesmo o uso pequeno, a longo prazo, pode aumentar as chances de desenvolvimento de cânceres, dificulta muito a vida das pessoas a partir da meia-idade, etc).

    Hoje todos nós sabemos que o cigarro mata, as estatísticas sobre o cigarro estão cada vez mais claras. Ainda assim as pessoas fumam, ainda assim há um mercado paralelo de cigarros significativo no Brasil, e, embora o cigarro seja legalizado, há uma campanha vigorosa do Estado para desestimular o seu consumo.

    Se isso ocorre com o cigarro, por que não ocorreria com a maconha? Daí que eu acho que a maconha deve ser legalizada sim, e nesse ponto eu concordo com o FHC: quem é fumante não vai deixar de fumar por que é ilegal. Então o Estado tem que ser capaz de gerenciar os fumantes. A única maneira é legalizando.

    No entanto, a maconha traz problemas para a saúde dos indivíduos, que acaba pesando no bolso dos contribuintes que não são usuários!!!

    Por isso eu acho que deveria ser estabelecido um período para a legalização. Esse período deve ser suficiente para conscientizar as pessoas entre uma ou duas gerações dos males de médio e longo prazo que a maconha gera; suficiente para que o Estado consiga ter o controle sobre a produção, logística, etc etc.

    Aí aos poucos, a exemplo do que vem ocorrendo com o cigarro, o Estado pode ir fechando a torneira, apertando os consumidores. Convenhamos: hoje deve haver muito menos fumantes do que há 3 décadas atrás.

    —X—

    Michelle,

    Não consegui ver tudo. Mas chega a ser engraçado: parece que as pessoas simplesmente não querem tratar os dependentes!!! Por alguma razão? Não! Por pura emoção! Porque alguém resolveu dizer que isso é um problema de dependência, e todo mundo insiste em dizer que isso é um problema de amor! hahaha

  39. Edu said

    Ah

    Só um detalhe: apesar de ser a favor da legalização da maconha, eu não acho que é isso que vai resolver o problema da criminalidade.

    É que custa muito para as pessoas acreditar que existem pessoas que não gostam de cumprir leis.

    Essas pessoas, como PSICOPATAS, como ASSASSINOS, como ESTUPRADORES, como CORRUPTOS, como INVASORES DE TERRA E DE PROPRIEDADES EM GERAL SEMPRE VÃO EXISTIR, independentemente da legalização ou não de drogas.

    E acrescento que a lei-seca (que deriva justamente da legalização do álcool), no final das contas deve ter aumentado a necessidade de policiamento (justamente por conta da necessidade de fiscalização), em vez de provocar o que o Pax espera ao legalizar a maconha: que os policias parem de “tomar conta” de quem fuma para irem prender esses bandidos acima.

  40. Jose Mario HRP said

    Nós falando de rombos por conta dos investimentos brasileiros/gtovernamentais e dou de cara com essa bagunça espanhola, o país vive mesmo um inferno astral!

    http://portuguese.ruvr.ru/news/2013_05_23/novos-submarinos-espanhois-nao-conseguirao-emergir/

  41. "You can’t fix stupidity" said

    Do Gabeira

    (…)
    O episódio da emenda dos portos mostrou mais uma vez o descompasso entre o crescimento econômico e a qualidade política. Acho esse caminho insustentável. Mas posso estar equivocado, aplicando uma visão dinâmica a algo que tende a sobreviver, se essa for mesmo a escolha nacional, por comodismo ou indiferença.

    Confrontado com as expectativas da redemocratização, o processo político brasileiro degradou-se. Se as previsões falharam no passado, de que adianta renová-las? Pensar o futuro, só recorrendo à ficção científica. Que bichos ocuparão as denúncias na tribuna? Antes havia o dinossauro, que se tornou simpático, o veado, que perdeu sua conotação negativa. O porco é o bicho do momento, mas o próximo pode ser a iguana, a barata ou o dromedário? Tudo é possível na enorme fazenda petista, onde os bichos se acalmam só quando sentem o cheiro do dinheiro no ar.

    O drama dos portos ocorre num momento de comemoração do partido dominante, que se orgulha publicamente de elevar milhões de pessoas à classe média. Na festa, a filósofa Marilena Chaui disse que odeia a classe média por suas posições fascistas e conservadoras. Então, elevam a vida das pessoas para melhor conseguirem odiá-las?

    Se a classe média é reacionária e fascista, resta procurar uma classe social democrata e progressista, salvadora. Seriam os operários os portadores da nova moral? Lula, por exemplo, beijando a mão de Jader Barbalho e dizendo que Newton Cardoso é o Pelé da política?

    Com seu talento filosófico, Chaui poderia até nos convencer da tese de Lula de que não existiria poluição se a Terra não fosse redonda. Como a Terra gira e a Lusitana roda, slogan que sempre marcou o negócio das mudanças no Rio, o poluído planeta, pelo menos, está em movimento. Cedo ou tarde essa mistificação que vê o fascismo só nos outros e veste de pureza um partido corrompido até a medula pode ser desmascarada.

    O discurso de Chaui, no entanto, é sintomático. Depois de impor a ideia de que a degradação política é essencial para mover o País, está tudo pronto para tratar as pessoas como se tratam os deputados no plenário. O sadomasoquismo nacional entra em nova fase. Os brasileiros da classe média são roubados de dia e insultados à noite nas tertúlias literárias do PT. Se gostam ou não, é problema deles.

    Desde o início da democratização me bati pela liberdade de escolha em questões delicadas, incluída essa de gostar de apanhar. Se os eleitores preferem um Parlamento cheio de Cunhas e os empresários adoram tratar suas questões com eles, temos somente de nos resignar e esperar que combatam entre si e sejam devorados pela própria cobiça.

    Aos poucos, vamos compondo um novo e inquietante dístico para a Bandeira Nacional: “Barbárie e Progresso”. Salve, salve.

  42. Pax said

    Na boa….

    Qual a diferença entre este ministro das comunicações, Paulo Bernardo, e um zero à esquerda?

    É um bunda mole, entreguista.

    FORA PAULO BERNARDO, vendilhão.

  43. Pax said

    O Brasil de Dilma e Lula….

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: