políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Brasil: é preciso desmontar para remontar

Posted by Pax em 05/07/2013

O Brasil precisa ser desmontado para ser remontado.

Significa tirar Dilma à força do poder? Tirar o PT à força do poder? Não. De forma nenhuma. Mesmo porque a atual oposição (o PSDB com o DEM) seria um caminho ainda mais à direita, ainda mais corrupto. O DEM garante a afirmação (Demóstenes, José Roberto Arruda, Efrain Moraes etc) e o próprio PSDB idem (Eduardo Azeredo pai dos mensalões que, segundo o noticiário, atinge Aécio, Alckmin e Serra com, também, seus pedágios, obras obscuras em SP, contratos com a Alston, publicidade absurda da Sabesp etc). É muita inocência achar que trocar seis por meia dúzia mudaria alguma coisa. Sem falar do mais corrupto de todos, o enorme PMDB (Sarney, Renan, Henrique Alves, Jucá, Temer etc) que vai onde o poder estiver, para onde a teta farta aponta. É tão canalha que nem lança candidato à presidência, fica à espreita para o novo assalto.

Significa mostrar a Dilma e principalmente ao próprio PT que precisam se renovar. Ou que, continuando o caminho em que estão, seguem o rumo de seus suicídios políticos inevitáveis e à vista. Basta ver a fraqueza da atual oposição. Idem ibidem para o Congresso, para a Justiça e para a própria oposição – que é absolutamente necessária para uma Democracia plena. Ou todos entendem a necessidade de mudança ou a mudança ocorrerá com outros atores. Mais cedo ou mais tarde. Como todos sabemos, não existem vácuos no poder. Talvez as mudanças aconteçam mais cedo que tarde, mas não é possível medir o tamanho da insatisfação e a agenda imprevisível da sociedade como um todo que está absolutamente consciente que o império da corrupção se estabeleceu em todos os âmbitos do poder, dos partidos, municípios, estados e federação. Os que tentam posar de vestal hoje em dia têm sua máscara retirada pelo farto noticiário disponível sobre o tema.

Os extremistas mais à direita não causam grande preocupação. São patéticos, perigosos, sim, mas patéticos. Alguém realmente quer um general na presidência da república novamente? Uma ditadura militar? A maioria quer? Parece claro que não.

Os extremistas à esquerda são criativos (ex: Movimento Passe Livre). Só que, desde os tempos da última ditadura brasileira, a principal característica dos movimentos mais esquerdistas é o racha político, um gosta de laranja, o outro de maçã, e nunca se juntam. A maior parcela da sociedade brasileira não quer um regime absoluto, socialista puro.

Até mesmo os mais perigosos, os movimentos travestidos de religiosos não se sustentarão, haja vista o plantel de corruptos que hoje habita o Congresso. Basta uma investigação mais forte que a maioria destes deputados e senadores vai morar em presídios. A lista e os crimes são fartos e documentados. Mas reside uma ameaça. Até mesmo o PT, como exemplo, se rende e não enfrenta o problema, preferindo cooptar (Marcelo Crivella como ministro de Dilma é um bom exemplo).

Há sempre o risco da velha e viciada grande mídia escolher um novo “salvador da pátria”, um novo Collor “caçador de marajás”, como um Joaquim Barbosa ou algo similar. Nesta ameaça mora algum receio, sim. Mesmo que pequeno é bom estar atento aos movimentos.

O sonho de construção de uma social democracia parece crescer, onde liberdades individuais e econômicas são preservadas, impostos são altos e voltam in totum, sem desvios, em Educação, Saúde e Segurança, principalmente. Há inúmeros exemplos já estabelecidos e comprovados que nos provam ser caminho bem melhor que o que temos.

Corrupção não acaba, mas é possível reduzir muito. Muito mais que muito.

A interpretação do que rola hoje é coisa para profissionais, mas fica evidente que a sociedade quer ver os impostos que paga transparentemente gerenciados para o país e não para o bolso de corruptos e projetos de prioridade duvidosa, ambientalmente irresponsáveis e, ainda mais, o mais comum, para honrar compromissos dos grandes e corruptores financiadores privados de partidos e campanhas políticas.

Anúncios

179 Respostas to “Brasil: é preciso desmontar para remontar”

  1. Edu said

    Algumas observações, Pax, observado o direito à discordância:

    “O sonho de construção de uma social democracia parece crescer, onde liberdades individuais e econômicas são preservadas, impostos são altos e voltam in totum, sem desvios, em Educação, Saúde e Segurança, principalmente. Há inúmeros exemplos já estabelecidos e comprovados que nos provam ser caminho bem melhor que o que temos.”

    Seu sonho, fale por si só.

    “A interpretação do que rola hoje é coisa para profissionais, mas fica evidente que a sociedade quer ver os impostos que paga transparentemente gerenciados para o país e não para o bolso de corruptos e projetos de prioridade duvidosa, ambientalmente irresponsáveis e, ainda mais, o mais comum, para honrar compromissos dos grandes e corruptores financiadores privados de partidos e campanhas políticas.”

    Obrigado por me considerar profissional, Pax. Eu venho apertando a tecla da transparência e da aplicação responsável dos impostos há tempos.

    Sobre o financiamento privado ser corrupto, eu não vejo onde o financiamento público seria menos corrupto. Sem a dita transparência, para qualquer tipo de financiamento haverá corruptores.

  2. Edu said

    Pax,

    De acordo com o “sobre o blog”:

    “Este blog procura, de toda forma, não privilegiar nenhum partido político, ou seja, as notícias que são dadas pela mídia, no tempo que disponho de olhá-las pela internet, são colecionadas sem isentar qualquer entidade ou cidadão. Aqui admito reclamações ou alertas pertinentes que porventura possam surgir. Mais que isso, sinceramente ficarei agradecido sobre qualquer observação que venha a contribuir para que o blog se mantenha nessa posição de isenção.”

    Vc está falhando em não privilegiar nenhum partido nesse texto.

    Além disso, uma pergunta:

    Não privilegiar nenhum partido é diferente de privilegiar ideologia?

    Se for diferente, ok, se não for, vc também está falhando nesse aspecto.

  3. Pax said

    Edu:

    “Seu sonho, fale por si só.”. –> O blog tem autor.

    “Vc está falhando em não privilegiar nenhum partido nesse texto.” –> Aponte.

  4. Edu said

    Pax,

    “Vc está falhando em não privilegiar nenhum partido nesse texto.” –> Aponte.

    Pois aqui está:

    “Significa tirar Dilma à força do poder? Tirar o PT à força do poder? Não. De forma nenhuma. Mesmo porque a atual oposição (o PSDB com o DEM) seria um caminho ainda mais à direita, ainda mais

    Nesse trecho o seu texto deixa bem claro, Pax, que a substituição do PT por um partido de oposição resulta em corrupção maior do que a que está instalada.

    Mas veja que interessante: o mensalão, que foi o maior escândalo de corrupção dos últimos 11 anos, inclusive cujos réus foram condenados, foi de alguma forma esquecido nesse post em específico.

    Contrastando suposta corrupção do PSDB paulista, em que não há réu nenhum, apenas notícias comentando o fato.

    E mais, além de dar clara preferência à continuidade do PT, ainda é incoerente, já que vc admite que o PMDB, que é parte da base aliada, seria o mais corrupto de todos.

    Aqui:

    “Sem falar do mais corrupto de todos, o enorme PMDB (Sarney, Renan, Henrique Alves, Jucá, Temer etc) que vai onde o poder estiver, para onde a teta farta aponta. É tão canalha que nem lança candidato à presidência, fica à espreita para o novo assalto.”

    Responda-me Pax: se o PMDB, que é parte da base aliada, é o mais corrupto de todos, por que substituir o PT pela oposição torna o Brasil mais corrupto?

  5. Pax said

    Edu,

    Ou você teve uma escola ruim, ou não dá atenção à interpretação de texto.

    Falei que a atual oposição (PSDB+DEM) é mais corrupta que a situação. Basta olhar o blog para saber, basta conhecer a história para reconhecer. Não disse “um partido de oposição” como você quer forçar a barra.

    O PMDB, se é que você não tenha conhecimento, foi da base do governo do FHC, caro Edu. Talvez você não estivesse nascido àquela época.

    O que afirmei é que o PMDB irá para onde o poder foi, como sempre fez.

  6. Pax said

    O cabeça de, mais conhecido como Vaccarezza, dá mais uma das suas:

    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,pt-monta-operacao-para-abafar-o-volta-lula,1050390,0.htm

    Aqui, em especial:

    “Só ditadura tem voto aberto. Os Estados Unidos, com 200 anos de democracia, têm voto secreto. Por que o Brasil vai querer o aberto? É preciso que haja bom senso”, protestou Vaccarezza.

    O cara, além de desinformado (nos EUA o voto no parlamento é aberto), é pau mandado da cúpula do PT que afunda cada vez mais.

    (dica do Idelber)

  7. Edu said

    Como quiser, Pax.

    O blog é seu.

  8. Patriarca da Paciência said

    “A interpretação do que rola hoje é coisa para profissionais, mas fica evidente que a sociedade quer ver os impostos que paga transparentemente gerenciados para o país e não para o bolso de corruptos e projetos de prioridade duvidosa, ambientalmente irresponsáveis e, ainda mais, o mais comum, para honrar compromissos dos grandes e corruptores financiadores privados de partidos e campanhas políticas.”

    É bem isso aí, caro Pax e acrescento, com a vigilância constante e permanente do povo brasileiro.

    E fazem parte do povo brasileiro – advogados, contadores, juízes, promotores, médicos, engenheiros, professores, milhões de universitários, milhões de jovens inteligentes, milhões de aposentados super-experientes e também milhões de agricultores, operários, empresários, etc.etc.etc.

    Quando vejo esse pessoal simplista falar que “o povo não sabem o que quer” eu sempre fico pensando – mas de qual “povo” esse gajo está falando?

    As pessoas precisam mesmo é se conscientizarem de que TODOS fazem parte do povo brasileiro e que apenas o povo faz a diferença, para que possamos obter alguma mudança.

  9. Jose Mario HRP said

    Esse video dá o que pensar:

  10. Ches said

    Meu Deus, pax continua petista!!!

  11. Jose Mario HRP said

    Chesterton, aqui voce vai se sentir em casa:
    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/

  12. Jose Mario HRP said

    O Quinzim vai devolver também?
    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2013/07/joaquim-barbosa-voa-para-ver-jogo-com.html

  13. Patriarca da Paciência said

    “Ex-diretor da Globo, jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, entrou no debate sobre a distribuição de recursos da publicidade oficial; segundo ele, o modelo atual “mantém um exército jornalístico que vai de Arnaldo Jabor a Merval Pereira – e que é inteiramente dedicado a perpetuar um Brasil injusto, desigual, iníquo com uma pregação cotidiana enviesada, tendenciosa e desonesta”

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/107794/Nogueira-defende-novo-crit%C3%A9rio-na-publicidade-oficial.htm

  14. Patriarca da Paciência said

    Eu concordo totalmente com o Paulo Nogueira – chega de fornecer munição ao inimigo!

  15. Jose Mario HRP said

    Finalmente alguém tomando providencias:

    http://correiodobrasil.com.br/noticias/politica/oab-vai-pedir-a-cassacao-de-marco-feliciano-e-jair-bolsonaro/625692/

  16. Jose Mario HRP said

    http://amoralnato.blogspot.com.br/2012/11/blog-post_16.html

    Um dia inesquecivel!

  17. Edu said

    O PT se deparou com a realidade e está em estado de negação.

    – A Dilma nega q vai mudar o ministério
    – O Lula nega q vai se candidatar
    – PerseGuido, o Mantega nega q a economia vai crescer pouco

    É tanta negação que o mercado está confuso: quem está mentindo?

  18. Edu said

    Como eu havia dito: o problema do Partido dos Trabalhadores daqui pra frente será o aumento do desemprego.

    .http://www.valor.com.br/brasil/3189966/ritmo-de-contratacoes-deve-desacelerar-aponta-pesquisa-da-fgv

  19. Pedro said

    José Mario #12, Ué, fui ler a reportagem, e consta na mesma que o Barbosa viajou em aviões de carreira.
    …………..

    Falando em nisso, o Renan está organizando o movimento FABLivre.

  20. Jose Mario HRP said

    ~Pedro, pagos via STF!

  21. Jose Mario HRP said

    .http://www.youtube.com/watch?v=rwsgznR_T-g&feature=player_detailpage
    E a direita vai continuar a ser um bando de losers!

  22. Jose Mario HRP said

    Sampa destruction new age:

    http://flitparalisante.wordpress.com/2013/07/03/recado-ao-dr-caex-horario-de-almoco-o-ministerio-publico-nao-aprova-negros-mulheres-gordas-mulheres-feias-muito-menos-policiais-civistodos-vocacionados-para-a-corrupcao/

  23. Jose Mario HRP said

    http://br.noticias.yahoo.com/curso-medicina-passar%C3%A1-6-8-anos-2015-184900909.html

    A classe média pirando!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  24. Pedro said

    José Mario, esquece um pouco esta coisa de esquerda e direita. Existem pessoas boas e pessoas ruins em qualquer ideologia.
    ………
    Lição de vida. O mundo dá voltas.

  25. Otto said

    O bicho está pegando pra Globo!

    Não sei se vocês estão ao par, mas eis as cenas do último capítulo:

    http://www.tijolaco.com.br/index.php/so-a-corrupta-cade-a-globo-corruptora-nao-vai-parar-ai-desta-vez/

  26. Otto said

    Mais:

    “Exclusivo: Funcionária da Receita Federal foi condenada por sumir com processo da Globopar; câmera flagrou a retirada.”

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/funcionaria-da-receita-foi-condenada-por-sumir-com-processo-da-globopar-cameras-flagraram-a-retirada.html

  27. Jose Mario HRP said

    UM BLOG PARA O CHEST COLOCAR NOS “FAVORITOS”!

    http://www.patrialatina.com.br/

  28. Otto said

    Esta também não vai sair no Jornal Nacional:

    Globo usou doleiros para pagar direitos da Copa

    Processos contra a Globo podem reaparecer no Congresso

    Amaury Ribeiro Jr. e Rodrigo Lopes – Hoje em Dia

    Jurado de morte, um auditor aposentado promete entregar, nos próximos dias, ao Congresso Nacional, os mais de 10 mil volumes originais dos processos (criminal e civil) contra a Rede Globo por sonegação, lavagem de dinheiro e crime contra o sistema financeiro. Os processos sumiram dos prédios da Receita Federal às vésperas do segundo turno das eleições presidenciais de 2006.

    Atentado

    O desaparecimento do processo também foi confirmado por um auditor fiscal, que participou das investigações contra a Globo. Após tentar obter vantagem financeira com os processos, um auditor encarregado de fazer a operação limpeza, teria sofrido, meses depois, um atentado e passado a viver escondido. Agora aguarda de seu esconderijo o momento certo de finalizar a vingança contra TV Globo.

    Manobra

    Para abafar o sumiço do processo a cúpula da Receita, de acordo com a mesma fonte, teria montado às pressas outros dois processos clonados, com numeração diferente dos processos iniciais que receberam da receita a numeração 18.470011261/2006-14. Uma alta fonte da Receita garante que as cópias sumiram após o auditor fiscal Alberto Zile ter solicitado, além do civil, a abertura de um processo criminal contra os irmãos Marinho. A manobra tinha como principal objetivo a prescrição dos crimes, o que ocorre em cinco anos. Além do mais, o processo civil teria sido construído com inúmeras falhas, visando a nulidade processual.

    Pânico

    Ninguém na Receita sabe informar o destino desses processos que até hoje não foram encaminhados à Justiça. A mesma fonte dessa alta cúpula do Leão disse que os processos clonados não diminuem o pânico na Receita. Isso porque basta uma consulta ao site do Ministério da Fazenda – aberto para a consulta de qualquer cidadão – para se chegar à conclusão de que os processos originais deixaram suas digitais e mais: estão parados desde 2006 na Delegacia Fazendária do Rio. A Globo sequer chegou a recorrer ao Conselho Nacional de Contribuintes. Se tivesse recorrido, constaria nas consultas de processos (Comprot).

    Paraísos Fiscais

    A família Marinho tem mais um motivo para se preocupar. O processo também acaba revelando o submundo da emissora nos Paraísos Fiscais. Nesse processo, por exemplo, é acusada de utilizar empresas nas Ilhas Virgens Britânicas para pagar à Fifa pelos direitos de transmissão da Copa de 2002.

    Doleiro

    Em outras palavras, em vez de mandar legalmente a bolada por meio do Banco Central, a emissora recorreu a uma rede de doleiros comandada por Dario Messer, aquele mesmo que lavava o dinheiro de Rodrigo Silveirinha e líder da máfia dos fiscais do Rio de Janeiro que foi preso em 2003, depois de enviar milhões para o exterior.

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/amaury-ribeiro-jr-globo-usou-doleiros-para-pagar-direitos-da-copa.html

  29. Otto said

    A sentença que condena a ladra da Globo condena o país do medo

    Fernando Britto

    O jornalismo independente fez, com méritos e sacrifícios, a sua parte.
    Desde que, há duas semanas, O Cafezinho, blog de Miguel do Rosário, levantou o caso da sonegação de impostos da Rede Globo, estamos trabalhando sozinhos para descerrar o véu de silêncio e cumplicidade que se formou em torno de um escândalo que, em qualquer país do mundo, teria repercussão semelhante à que teve o caso Murdoch na Inglaterra.
    Qualquer país do mundo, menos o Brasil, onde todos se vergam ao poder imperial da Rede Globo.
    Onde estão os senhores deputados, os senhores senadores, a Polícia Federal, o Ministério Público do Dr. Roberto Gurgel, com todos os seus poderes garantidos pela derrota da PEC 37, pela qual fizeram tanto alarde?
    Onde está a imprensa brasileira, os profissionais que enchem a boca para falar que é o Estado e não o interesse patronal quem os quer censurar?
    Desapareceram, como o processo da Globo?
    Aí está o caso, nu e cru: uma funcionária da Receita Federal condenada por furtar um processo de sonegação de mais de R$ 600 milhões da mais importante empresa de comunicação do país.
    Agora estão explicados os sete anos no limbo do “em trânsito” com que o processo constava no protocolo da Receita.
    Aí está a resposta do “onde está o Darf?” que a Globo se negava a mostrar.
    Aí está a vergonha de um país onde o poder do Império é maior do que o da República e torna legítimo que uma empresa concessionária de serviços públicos corrompa com uns trocados uma servidora desonesta e, assim, faça sumir R$ 600 milhões de dinheiro que deveria estar nos cofres públicos, pagando a saúde, a educação, o transporte que este câncer da comunicação alardeia defender e mostra mocinhas de rosto sorridente a exibir o pedido, nos estádios de futebol.
    Todos têm medo.
    Quase todos.
    Nós, os blogueiros ditos “sujos”, não.
    E estamos entregando ao país os documentos que provam o que todos sabiam e só nós dissemos.
    Aí está, abaixo, a sentença.
    A esta altura, numa democracia, dezenas de jornais e emissoras de televisão estariam postadas à porta da casa da corrupta condenada e à porta da corruptora que a fez delinquir, com câmara e microfones ávidos por desvendar o caso até o fim.
    Aqui, não.
    Porque o Brasil será sempre uma subdemocracia enquanto a coluna de nossas instituições e de nossos homens públicos estiverem vergadas ao poder do Império.
    Enquanto frequentarem os seus camarotes em lugar de faze-los frequentar os tribunais, pelos crimes que cometem.
    Derrubamos a Ditadura, é certo. Mas não o Império.
    Ainda não somos uma República, portanto, onde todos somos iguais perante a lei.

    Para ver o documento:

    http://www.tijolaco.com.br/index.php/a-sentenca-que-condena-a-ladra-daglobo-condena-o-pais-do-medo/

  30. Zbigniew said

    Realmente,
    é impressionante como as organizações de mídia no país causam espécie nas nossas instituições. Alguém, algum dia, irá, quem sabe num estudo aprofundado, desvendar como se formou tal poder, capaz de influenciar na eleição de presidentes, indicação de ministros de Estado, destruir reputações, construir heróis e destruí-los sem nenhum pudor, sonegar impostos e corromper autoridades e funcionários públicos, agir como partidos políticos e um poder à margem dos poderes constituídos, ter ascendência sobre os legislativos e Judiciário, e, lógico, os executivos nas três esferas político-administrativas. Verdade que, hoje, já não exercem tais poderes com tanta desenvoltura ou certeza de resultados, mas ainda são muito poderosos (ver o caso do sumiço do processo de sonegação da Globo na Receita Federal – e poucos se escandalizam ou se indignam com tal despautério. Até nas redes sociais, em especial no facebook – reduto do pensamento político raso da classe média politizada pelo Jornal Nacional, revista Veja e os jornalões paulistas – o assunto é meio que tabu).

    Não é pouco. Duas coisas, hoje, ameçam tal poder: a internet e suas redes sociais (em especial os blogs independentes) e os movimentos populares. Porque as instituições que deveriam defender a sociedade de tais abusos estão sob o domínio do fascínio e da cooptação fácil pela vaidade. É incrível, mas é a verdade. E o pior é que os governos petistas do Lula e da Dilma Roussef sucumbiram ou não quiseram enfrentar o problema. Tudo sob os auspícios do pragmatismo lulista que já deu o que tinha que dar. Se permanecer no poder é porque não haverá uma alternativa válida que represente uma mudança mais acentuada à esquerda, ou o discurso direitista reacionário não foi capaz de seduzir a maior parte dos eleitores de que poderiam fazer melhor.

    Enfim, nossas instituições, sem exceção, têm medo e se acovardam perante o poder da velha mídia, representada pelas Organizações Globo, Abril, Grupo Folha e Estado de São Paulo. Quem será capaz de enfrentá-los?

  31. Patriarca da Paciência said

    “Blog que denunciou sonegação da Globo aponta agora que presidente do STF manteve em sigilo absoluto inquérito 2424, derivado do chamado mensalão, que investiga empresa Tom Brasil por receber R$ 2,5 milhões de Marcos Valério. Os documentos envolveriam Felipe Barbosa que, antes de ir trabalhar na TV Globo com Luciano Huck, era assessor de imprensa da casa de shows Vivo Rio. “Quem autorizou este pagamento foi Cláudio de Castro Vasconcelos, gerente-executivo de Propaganda e Marketing do Banco do Brasil, desde o governo FHC. Estranhamente não foi denunciado na AP-470 junto com Henrique Pizzolato”, afirma o site”

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/108033/O-Cafezinho-Barbosa-escondeu-laudo-por-filho.htm

  32. Patriarca da Paciência said

    A besta desvairada anda sumida. Será que o Pax recebeu a grande graça de se livrar daquele encosto?

  33. Jose Mario HRP said

    Sem mascaras ou disfarces o presidente da Camara faz campanha explicita contra o plebiscito.
    Esse sujeito é a maior pedra no sapato do PT atualmente.
    Fisiologista de 04 gerações não esconde seu modo predador de fazer politica.
    Está na casa há mais tempo que qualquer um outro deputado.
    Mas tudo tem fim nesse mundo material, e Lula já anda montando estratagema para contê-lo.( ou colocá-lo a Knock down
    Quem viver verá….

  34. Jose Mario HRP said

    É o feriado Patriarca.
    Graças a Deus sessou o aparelhamento do blog!
    KKKK..

  35. Jose Mario HRP said

    Off Topic:
    .http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=YuIO4Cyni-w

  36. Patriarca da Paciência said

    É isso aí, caro HRP,

    vamos rezar para que a besta desvairada tenha tomado um pouquinho de semancol e vá ser feliz ficando de quatro para os gringos penetrarem!

  37. Zbigniew said

    Uma coisa é certa: os movimentos de rua no Brasil, difusos nas suas demandas, apesar de terem a capacidade de incomodar a classe política a ponto de forçar algumas mudanças, justamente pela sua característica difusa, tendem a se dispersar e voltar ao subterrâneo e a uma inatividade, sobrevivendo apenas da latência refletida nas indignações represadas nas redes sociais.

    Não haveria, então, a necessidade de um mínimo de organização de ordem política, como uma pauta clara e um engajamento permanente, quem sabe até uma associação com partidos (ou tendências de partidos, como no caso as esquecidas pelo próprio PT), sindicatos e outros movimentos mais específicos e politizados, para que se consiga uma permanência das demandas da sociedade, para que estas não saiam da ordem do dia, e para que a iniciativa das reformas (principalmente a política) não fique exclusivamente nas mãos de uma classe política encerrada num universo próprio, dissociado da realidade da população?

    De fato, sem a politização desses movimentos, nesses termos, a tendência é o enfraquecimento, como ocorreu nos diversos “ocuppies” nos EUA, até que, quem sabe, uma nova onda de indignação tome conta das ruas, forçando novas mudanças pontuais ou sendo debeladas com maior violência, principalmente se o governo da vez for de direita.

  38. Pax said

    Caro Zbigniew: exatamente o que penso.

    Cairemos na mesma coisa de sempre, a FUNASA desviando bilhões e o povo dividido entre pros e contras a importação de médicos, o Senado barrando a lei que inibe suplentes parentes, o PMDB articulando e esperando para ver se camba para o lado do PSDB se este tiver mais chance de vencer em 2014 etc etc.

    O establishment está ganhando o jogo, como sempre. Maquiavel nunca esteve tão atual. “Dividir para reinar”.

    Tudo vai aparentar mudar para que nada efetivamente se altere.

  39. Pax said

    O Carlão/Michelle/ etc está de molho. Resolveu adotar outras personalidades para suas barbaridades e decidi que passa a ser moderada. Só vou liberar se tiver alguma coisa a dizer adotando uma única personalidade. No meu julgamento, neste blog, passa a ser tratado como troll. Se quiser reclamar que reclame no blog do titio, o democrata.

  40. Zbigniew said

    Pax,
    esta questão dos médicos é bastante polêmica. O governo tem suas razões em querer importá-los face a insuficiência de profissionais, principalmente nas cidades do interior do país. Isto porque, em regra, são direcionados para o mercado com a contrapartida social apenas por esse viés.

    Por outro lado os médicos têm razão em reclamar das condições de trabalho nestas localidades, da ingerência política e do atraso de salários em algumas cidades. E ainda da necessidade de se aplicar o Revalida no caso da admissão de profissionais estrangeiros. Estes pontos devem ser enfrentados mas não podem ser impeditivos da iniciativa do Governo. Uma coisa não exclui a outra (tudo bem, temos que ter paciência pois não estávamos acostumados a discutir temas mais complexos que foram sempre simplificados pelo pensamento padrão imposto pela velha mídia).

    Destaco a sensibilidade e inteligência política da Presidente em estabelecer para os formandos a necessidade de dois anos de trabalho no SUS (idéia já defendida pelo Adib Jatene), como uma contrapartida social dissociada da lógica do mercado (o que deveria ser extendido para outras profissões). Com isso quebrou a força do corporativismo da classe, que em alguns Estados está ameaçando realizar greves contra essa política.

    Destaco ainda algumas imbecilidades que foram divulgadas nas redes sociais de que o Governo queria importar médicos cubanos para “doutrinar” os mais pobres. Embora seja uma bobagem o Governo parece ter se incomodado com o fato e resolveu, pelo menos num primeiro momento, importar médicos europeus.

  41. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax, 39,

    apoio totalmente sua atitude. Também desconfio que o tal Carlão/Michelle, bi ou homo, ou sei lá o quê, seja mesmo um troll ! Sempre fui e continuo sendo totalmente a favor da livre expressão, mas no caso do dito cujo é quase uma questão de higiene! O cara, a cara, ou sei lá o quê, ficava o tempo todo enchendo o blog de lixo!

    Espero que possamos continuar nossas trocas de idéias com mais tranquilidade!

  42. Patriarca da Paciência said

    Caro Zbigniew,

    sobre a polêmica dos médicos cubanos, finalmente estão aparecendo algumas luzes. Veja só que matéria!

    “Filhos do presidente do Sindicato dos Médicos do RS formaram-se em Cuba. Se o dr. Argollo tem o direito legítimo de manter em sua casa dois filhos que são formados em Cuba, por que o povo brasileiro não teria o direito de usufruir do atendimento de médicos cubanos?”

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/07/filhos-do-presidente-do-sindicato-dos-medicos-se-formaram-em-cuba-2.html

  43. Patriarca da Paciência said

    Vejam também este texto do mesmo blog:

    “Acho estranho o governo ter falado em atrair médicos cubanos, portugueses e espanhóis, e a gritaria ser somente em relação aos médicos cubanos. Será que somente os médicos cubanos precisam revalidar diploma? Sou médico e vivo em Portugal, posso garantir que nos últimos anos conheci médicos portugueses e espanhóis que tinham nível técnico de sofrível para terrível. E olha que segundo a OMS, Espanha e Portugal têm, respectivamente, o 6º e o 11º melhores sistemas de saúde do mundo (não tarda a Troika dar um jeito nesse excesso de qualidade). Profissional ruim há em todos os lugares e profissões. Do jeito que o discurso está focado nos médicos de Cuba, parece que o problema real não é bem a revalidação do diploma, mas sim puro preconceito.
    – Portugal já importa médicos cubanos desde 2009. Aqui também há dificuldade de convencer os médicos a ir trabalhar em regiões mais longínquos, afastadas dos grandes centros. Os cubanos vieram estimulados pelo governo, fizeram prova e foram aprovados em grande maioria (mais à frente vou dar maiores detalhes deste fato). A população aprovou a vinda dos cubanos, e em 2012, sob pressão popular, o governo português renovou a parceria, com amplo apoio dos pacientes. Portanto, um dos países com melhores resultados na área de saúde do mundo importa médicos cubanos e a população aprova o seu trabalho.”

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/05/medico-brasileiro-comenta-gritaria-da-midia-sobre-medicos-cubanos.html

  44. Zbigniew said

    Patriarca,
    a imbecilidade não tem limites para algumas mentes tacanhas. Vi essas baboseiras serem defendidas nas redes sociais, o que, com toda certeza, tem o DNA da Veja e do rola-bostas.

  45. Otto said

    Patriarca, Zbig:

    tenho parentes e amigos médicos mas, sinceramente, é difícil, você achar uma categoria mais corporativista que esta.

  46. Otto said

    Pax, você faz bem em dar uma dedetizada por aqui.

  47. Edu said

    Pax,

    Vc se transformou no que mais odeia moderando a Michelle.

    Já nos conhecemos aqui neste ambiente virtual há muito tempo.

    Todos sabemos quem é quem pelo estilo de escrita, isso garante a identidade virtual de cada um, não sendo necessária a identidade real. Você mesmo, Pax, mantém sua vida particular e seu nome bastante reservados. Portanto, o simples fato de a pessoa se identificar de maneiras diferentes não pode ser julgado (nas suas palavras) como troll.

    Além disso, devo lembrá-lo, Pax, de três valores comuns à esquerda que compartilhamos:

    1 – Liberdade de expressão e manifestação.
    Imagine que a maneira que a Michelle se manifesta é equivalente à parar o trânsito na Av. Paulista. Porque este comportamento é aceito e aquele não pode ser?

    2 – Respeito à diversidade.
    Cada um tem uma forma de se expressar, Pax, uns gritam, outros xingam, outros argumentam. Ninguém é obrigado a ouvir, porém cada representa o que é.

    3 – Respeito às minorias.
    A direita, nesse blog sempre foi minoria, Pax, ser minoria, como vc sabe ou deveria saber, não é fácil. Às vezes é preciso gritar e brigar mesmo. Vc acaba de enjaular um índio.

    Em todos os casos acima você não observa esses valores, e assim, mesmo fazendo uma crítica severa à moderação do RA, vc se iguala a ele. Triste fim.

    —X—

    Além disso,

    O seu blog deixou de ser sobre política e passou a ser sobre ideologia e partido:

    1 – Uma ideologia social-democrata que só vc defende, o resto quer mesmo socialismo.
    2 – O PT, partido que se traveste de social-democrata, mas que vc sabe muito bem o objetivo final dele.

    Assim, o processo de transformação do seu blog em uma espécie de torcida organizada foi concluído:

    De agora em diante a discussão sobre a corrupção, que contava com visões diferentes, se encerra em um clubinho de pessoas que olham na mesma direção, disposta ficar propagando os pontos-de-vista unidirecionais colecionadas de blogs de qualidade duvidosa, sobre uma realidade que está longe de existir.

    —X—

    É uma pena, Pax, mas seu blog não serve mais como espaço de discussão. Vc já vinha dando sinais disso há algum tempo, devia ter percebido há uns dois posts atrás.

    —X—

    Como última colocação no Blog:

    Lembram-se do que falei sobre emprego ser a nêmesis do PT?

    Aí está:

    .http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/07/10/emprego-na-industria-tem-maior-recuo-desde-dezembro-de-2009-diz-ibge.htm

    É apenas um sinal, ainda não é o apocalipse.

    Que fique claro: eu não torço pelo apocalipse. Até porque eu não ganho nada com isso, na verdade, minha atividade econômica é uma das que mais sofre com isso. Torço muito para que o Brasil se recupere o mais rápido possível. E, efetivamente, há muita coisa que pode ser feita ainda.

    Só que eu não acho que a Dilma ou o Mantega consigam fazê-lo. Até lá, nada de viagens, nada de gastos extras, nada de investimentos de risco médio para alto.

    Um abraço a todos.

  48. Pedro said

    Mais uma vez o humor colocando os pingos nos is.

    SUS obrigatório para políticos já!

    Trabalhar no SUS não é exatamente a pior coisa do mundo – se tratar no SUS é muito pior! –, mas ninguém pode ser obrigado a dar uma passadinha no inferno para aprender a ser médico.

    Mal comparando, lembra um pouco uma brincadeira politicamente incorreta que os meninos de antigamente faziam uns com os outros dizendo que para ser homem de verdade era preciso brincar três vezes de médico com um coleguinha mais experiente.

    Fala sério! Se a ideia é acabar com a pouca vergonha no serviço público apresentando jovens profissionais à dura realidade da Saúde no Brasil, muito mais eficaz seria instituir o SUS obrigatório para políticos em início de carreira.

    Funcionaria mais ou menos assim: antes de assumir qualquer mandato conferido pelo voto, todo homem público aspirante teria que passar por um procedimento cirúrgico – amígdalas, catarata, verruga ou fimose, que seja! – na rede pública hospitalar para ver o que é bom pra tosse.

    Mais verbas para a Saúde, não há outro remédio!

  49. Zbigniew said

    A idéia é dar mais possibilidades de atendimento àqueles que usam o SUS. Mas esta é apenas uma das iniciativas. O gerenciamento dos hospitais, a fiscalização na aplicação de verbas para o setor (porque verba tem e, nos cortes orçamentários que o Governo elaborou não atingiram a saúde e educação), política de cargos e salários, o fim das máfias de laboratórios no fornecimento de medicamentos, ambulâncias, entre tantas outras medidas que passam muito longe da idéia de só se fazer políticos utilizarem obrigatoriamente do serviço público. Isto é mais um daqueles diversionismos que só servem para desacreditar qualquer iniciativa política por ter, exatamente, esta natureza, a de ser política ou para se fazer acreditar que todos os problemas do país são culpa de um único ator, nos caso o chefe do Executivo Federal. Isto é de um reducionismo impressionante. Tem que exigir, e também das prefeituras e dos Estados.

    O Brasil é um país todo calcado num individualismo que não admite nada que chegue perto da prestação social por parte da própria sociedade, fora dos ditames do mercado, exceto as iniciativas maquiadas como um Criança Esperança, ou um Lata Velha, ou outros espetáculos circenses para enganar os incautos. Vamos melhorar o SUS! Porque não?! E porque não introduzir na grade curricular de diversas profissões a prestação social obrigatória? Que mal há nisto? Desde que venha acompanhada de providências para acabar com os vícios de cada setor, é uma iniciativa salutar. O que não dá é para continuar aplicando verbas que vão escorrer pelos diversos ralos da corrupção e do mal gerenciamento nos âmbitos federal, estadual e municipal, tampouco esperar que os políticos, por iniciativa própria, se forcem a utilizar os serviços públicos para começar a melhorá-los. Até porque estamos numa democracia e todos devem se submeter à lei. E quem faz as leis?

  50. Zbigniew said

    Boa essa:

    “(…)
    Betinho uma vez falou que a fome não pode esperar. E a apendicite supurada, a eclâmpsia, a pneumonia dupla, etc…. Essas podem?

    Com toda a brigalhada que a MP Mais Médicos produziu, quanta coisa veio à tona! Discutiu-se o modelo de saúde pública da Inglaterra e o de Cuba; descobriu-se que na Inglaterra o formando de Medicina é “obrigado”, tadinho, a trabalhar no National Health Service; compararam-se números de médicos por habitante, investimento percentual do PIB, ou em dólar per capita, no Brasil, nos países desenvolvidos, e em desenvolvimento. Divulgou-se que um em cada cinco municípios brasileiros, aproximadamente, tem zero médico para atender seus doentes. Verificou-se que há menos médicos estrangeiros atendendo no Brasil que em todos os outros países do mundo, exceto talvez a Coreia do Norte. Aventou-se a hipótese de que haja muitos desvios de recursos públicos que o Governo Federal destina a Estados e Municípios. Circularam inúmeros depoimentos sobre a penúria extrema de recursos dos hospitais e postos de saúde pública nos grotões, e até nos grandes centros. Alguém lembrou a extinção da CPMF. Ah, e descobrimos que os médicos brasileiros são visceralmente contrários à contratação de médicos estrangeiros, nem que seja para trabalhar onde eles próprios não querem ir.

    Algumas reflexões dispersas:

    1 – Médicos brasileiros dificilmente irão trabalhar de livre e espontânea vontade em Conceição do Deusmelivre, cidade imaginária de 5 mil habitantes situada a 600 quilômetros da metrópole mais próxima. Isso, mesmo que lá exista um hospital de primeiro mundo com todo o equipamento possível. Conceição do Deusmelivre, recapitulemos, não tem shopping, não tem bons restaurantes, não tem Internet, nem cinema, nem teatro, nem salão de beleza. Os médicos brasileiros só irão trabalhar lá se puderem ficar por no máximo uns 2 anos, ganhando muuuuito bem, e de quebra recebendo bônus suculentos para concursos públicos disputadíssimos.

    2 – Médicos estrangeiros talvez simplesmente não queiram ficar, também. Alguém já pensou nisso? Os cubanos, pode ser que topem. Portugueses e espanhóis… duvido.

    3 – Se os formandos brasileiros forem obrigados a completar sua graduação trabalhando em Conceição do Deusmelivre (dois anos! ou quem sabe só um ano! a negociação está aberta…), eles poderão: a) fazer a clínica possível nas condições existentes por lá; b) aprender alguma coisa de Medicina preventiva e de Família; c) relatar, como parte de sua rotina de trabalho, à CGU e outros órgãos competentes, as condições do equipamento de saúde pública disponíveis em Conceição do Deusmelivre, bem como sinais de desvios de verbas (facilmente perceptíveis nos sinais exteriores de riqueza ostentados por políticos locais). Pode ser interessante; d) tecer algum laço de solidariedade com os moradores de Conceição do Deusmelivre – brasileiros que esses estudantes, por sua posição social, muito provavelmente desconhecem: não fazem a menor ideia de como vivem, ou se fazem, não estão nem aí…”

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/mp-do-programa-mais-medicos-trouxe-muita-coisa-a-tona

  51. jesus da silva said

    Pax,
    Sobre a sua atitude de defenestrar certa pessoa do blog
    apesar de ser, praticamente, apenas leitor do mesmo, tem
    todo meu apoio.

  52. Pax said

    Situação complicada para a situação

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2013/07/11/bloco-de-dilma-entra-em-colapso-no-congresso/

    difícil de entender.

    Mas a tal trairagem está alta. Quem casa com jararaca acaba mordido de cobra.

  53. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    se dessa embrulhada toda resultar uma “dissolução consensual” com o PMDB, acho que já será um grande lucro para o Brasil.

    Espero que aconteça isso!

  54. Patriarca da Paciência said

    “Mais verbas para a Saúde, não há outro remédio!”

    Pedro,

    eu concordo totalmente. O problema é “arranjar mais verbas”, cortando impostos e reduzindo gastos, como querem a oposição.

    Ah, vamos acabar com a corrupção!

    Eu também tenho uma grande curiosidade em conhecer essa fórmula milagroso de acabar com a corrupção. E principalmente, como cortar as mordomias de todos e não apenas dos “outros”, como sonham grande parte dos brasileiros.

    Como disse a presidenta ontem, “não existe milagre”.

    Se alguém sabe como fazer milagres, que se apresente!

  55. Elias said

    Dando uma rapidinha…

    Faz um tempo, eu defendi, aqui, a importação de médicos. É que os frequentadores do boteco do Pax estavam falando do déficit de médicos que o Brasil trambolha: déficit de 100 mil médicos, ou algo parecido, se a vista não me falha e a memória não me pisca…

    Chesterton ficou brabo, em causa própria… Importar!? Médicos!?

    Aumentar rapidamente a quantidade de médicos no Brasil é algo necessário e urgente. E isso ajudaria a melhorar o sistema de proteção à saúde no país.

    Mas não custa alertar: importação de médicos ajuda um pouco, mas não resolve.

    Os maiores coeficientes de morbidade e mortalidade no Brasil, pertencem às doenças diarreicas, infecto-contagiosas e parasitárias. Se o caso for morbidade e mortalidade infantil, então, nem se fala! É o que se vê nas tabelas do IBGE…

    São coisas relacionadas às condições estruturais de vida. Isso não se resolve com extensão de tecnologia médica. Não adianta o pediatra administrar vermífugo à criança, se essa criança, ao retornar à sua casa, vai continuar a beber água de má qualidade, vai continuar a morar numa rua sem pavimentação e sem esgoto sanitário, vai continuar a andar descalça, vai continuar subnutrida, etc. Essa criança também continuar tão infestada de vermes quanto sempre foi…

    Pra reduzir as taxas de morbidade e de mortalidade relacionadas à veiculação hídrica (tifo, cólera, etc.), p.ex., melhorar o abastecimento de água é mais eficaz que contratar 20 mil médicos.

    Vai ver que extensão de tecnologia médica talvez nem seja a parcela mais importante da solução do problema. Nos países onde a proteção á saúde avançou, isso aconteceu não apenas porque a população passou a ter acesso a atendimento médico, e sim porque a população passou a adoecer menos…

    E importação de médico é um paliativo. Tem perna curta. Funciona um pouco, por um certo período. Enquanto esse remédio não vence, o correto seria aumentar — e, sobretudo, INTERIORIZAR — a formação de médicos. Evidentemente que com a implantação de novos cursos de qualidade, não aqueles caçaníqueis que foram fechados no ano passado…

  56. Pax said

    Caro Elias,

    Várias destas causas deveriam ser atacadas com o trabalho da FUNASA.

    Aqui as competências a que se propõe, (em seu site):

    “Competências
    A Fundação Nacional de Saúde (Funasa), órgão executivo do Ministério da Saúde, é uma das instituições do Governo Federal responsável em promover a inclusão social por meio de ações de saneamento para prevenção e controle de doenças. É também a instituição responsável por formular e implementar ações de promoção e proteção à saúde relacionadas com as ações estabelecidas pelo Subsistema Nacional de Vigilância em Saúde Ambiental.
    As ações de inclusão social, por meio da saúde, são realizadas com a prevenção e controle de doenças e agravos ocasionados pela falta ou inadequação nas condições de saneamento básico em áreas de interesse especial, como assentamentos, remanescentes de quilombos e reservas extrativistas.
    Na área de Engenharia de Saúde Pública, a Funasa detém a mais antiga e contínua experiência em ações de saneamento no país e atua com base em indicadores sanitários, epidemiológicos, ambientais e sociais.
    A Funasa presta apoio técnico e/ou financeiro no combate, controle e redução da mortalidade infantil e da incidência de doenças de veiculação hídrica ou causadas pela falta de saneamento básico e ambiental.
    Os investimentos visam intervir no meio ambiente, na infra-estrutura dos municípios de até 50 mil habitantes, prioritariamente, e nas condições de vida de populações vulneráveis.”

    E onde vai parar a dinheirama da FUNASA?

  57. Elias said

    Pax,

    A Funasa é um cadáver insepulto.

    O prédio onde ela funciona, em Brasília, é bem o retrato da decadência dessa instituição: imóvel maltratado e sujo; móveis caindo aos pedaços; pilhas de processos “arquivadas” no chão, pelo meio das salas, encostadas nas paredes; luminárias cujas lâmpadas queimaram e jamais foram substituídas (o que torna o ambiente ainda mais lúgubre e deprimente), e assim por diante.

    Há mais de 15 anos que a Funasa não realiza um único concurso para renovação de seu quadro funcional. Não houve o preeenchimento das vagas abertas com as aposentadorias dos antigos servidores, ocorridas ao longo desses anos. A instituição “quebra o galho” contratando empresas terceirizadoras, que custam caro e não internalizam experiência.

    Além disso, há a ineficiência e a corrupção (V. casos Paulo Lustosa & adjacências).

    Dinheirama? A Funasa não consegue aplicar quase nada dos recursos que ela dispõe. Ela própria não tem estrutura pra tocar obras diretamente. Quase tudo o que a Funasa “faz” é por meio de convênios com os Estados e os Municípios, que não se destacam, propriamente, pelo dinamismo.

    Quer ter uma idéia de como as coisas andam? Dá uma olhada no CAUC. Checa quantos municípios estão pendurados.

    É aquela velha história: (a) os projetos são aprovados; (b) como o município está com pendências no CAUC, o dinheiro não pode ser repassado; (c) nada feito!

    Vai daí que, no frigir dos ovos, a Funasa não passa de um monte de papel. Quando consegue avançar em alguma direção, a desordem administrativa e a corrupção velha de guerra estão aí mesmo, pra esculhambar com tudo.

    Exemplo disso? Projeto Alvorada. Procura saber onde e quando isso deu em alguma coisa útil.

    A Funasa não aplicou nem metade dos recursos disponíveis para o Alvorada, e o que aplicou deu em Tomadas de Contas Especiais, obras paralisadas, abandonadas ao sol, à chuva e à ação de vândalos e salteadores (desperdiçando ainda mais recursos públicos), bloqueios do TCU (que já tem idade pra formular soluções mais inteligentes e menos onerosas ao país), e por aí afora.

    Não sei que os governos brasileiros (FHC, Lula e Dilma) pretendem com a Funasa. Só sei que mantê-la do jeito que está é pura demência!

  58. Jose Mario HRP said

    Edu, menos na herança. Seus escritos são nota 10,,,,,,,,,,,

  59. Otto said

    Edo, o troço tá feio. Dê uma olhada:

    Contas públicas: Brasil poderia entrar para a União Européia! – por Marcos Doniseti!

    Dívida Pública Líquida brasileira caiu 41,7% entre 2003-2012, durante os governos Lula-Dilma, passando de 60,4% do PIB em 2002 para 35,2% do PIB em 2012. E o Brasil tem, hoje, uma dívida pública ainda menor, de 34,8% do PIB (dados de Maio de 2013).

    Dívida Líquida do setor público brasileiro despencou durante os governos Lula-Dilma, caindo de 60,4% do PIB em 2002 para 35,3% do PIB em 2012, acumulando uma queda real de 41,7%.

    Quero sugerir aos leitores deste modesto blog que leiam o texto da ‘Agência Brasil’ a respeito das contas públicas brasileiras cujo link postei abaixo. Ele diz que o déficit público nominal do Brasil ficou em 2,87% do PIB no acumulado dos últimos 12 meses. E o mesmo também informa que a dívida líquida do setor público brasileiro é de 34,8% do PIB atualmente.
    E segundo matéria do G1 (ver link abaixo), o déficit público nominal do Brasil nos últimos anos foi o seguinte:
    2011 – 2,61% do PIB;
    2012 – 2,47% do PIB.
    Assim, nos últimos 3 anos, no mesmo período em que a economia mundial enfrentou uma crise gravíssima, principalmente na Zona do Euro, e que provocou uma forte desaceleração da economia mundial (a China, por exemplo, estava crescendo ao ritmo de 11,9% ao ano no 2o. trimestre de 2010 e, agora, em 2013, não consegue sequer atingir os 8% de crescimento anual) o Brasil teve um déficit público nominal (que inclui os gastos com o pagamento dos juros da dívida pública), inferior a 3% do PIB, o que credenciaria o país até a requisitar a sua entrada para União Européia, que tem um teto de 3% do PIB para o déficit público dos países membros.
    E a dívida líquida do setor público brasileiro, que é de 34,8% do PIB (dados de Maio de 2013), também está bem abaixo do teto imposto pela UE aos seus países membros, que é de 65% do PIB.
    Assim, caso desejasse, o Brasil poderia até requisitar a sua entrada para a UE, bloco no qual muitos dos países integrantes estão bem longe de cumprirem com as metas do teto de endividamento (65% do PIB) e de déficit público (3% do PIB), tal como acontece com a França, Itália, Espanha e Portugal, por exemplo.
    Na Espanha o déficit público chegou a 10,2% do PIB em 2012 e a dívida pública bateu novo recorde, chegando aos 84,1% do PIB. Em 2012, o déficit público da França, por sua vez, chegou a 4,8% do PIB e a dívida pública atingiu os 90,2% do PIB. Na Itália, no ano passado, a dívida pública chegou a 127% do PIB e a economia do país acumulou uma forte queda de 2,4%. Em Portugal, a dívida pública ultrapassou os 120% do PIB e o déficit público ficou próximo aos 5% do PIB em 2012.
    E nos EUA, por exemplo, o déficit público fechou o ano fiscal de 2011-2012 com um índice equivalente a 7% do PIB e ultrapassou US$ 1 Trilhão.
    Mas é claro que este fato, a boa situação das contas públicas brasileiras atualmente, não recebe nenhum destaque na Grande Mídia brasileira, que prefere difundir a mentira deslavada de que a economia do país está enfrentando uma crise terrível.
    Porém, quando se trata de analisar os números de forma realista, o quadro que vemos é muito diferente, com o Brasil navegando em mares tranquilos, enquanto as maiores economias do mundo enfrentam a pior crise econômica e social desde a Grande Depressão dos anos 1930.

    Grande Mídia e Você: Nada a Ver!

    http://guerrilheirodoanoitecer.blogspot.com.br/2013/07/contas-publicas-brasil-poderia-entrar.html

  60. Patriarca da Paciência said

    “Publicação de esquerda afirma que no governo tucano, a Booz-Allen, na qual trabalhava o espião Edward Snowden, foi responsável por consultorias estratégicas contratadas pela esfera federal. ‘Incluem-se aí o “Brasil em Ação” (primeiro governo FHC) e o “Avança Brasil” (segundo governo FHC), entre outras, como as dos programas de privatização (saneamento foi uma delas) e a da reestruturação do sistema financeiro nacional’”

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/108303/Carta-Maior-Consultoria-de-Snowden-era-bra%C3%A7o-direito-de-FHC.htm

    É muito estranho!

    Mas quase todas as afirmações do Paulo Henrique Amorim estão sendo confirmadas!

  61. Pax said

    Muito estranho ontem. Mais parecia um Dia de Manifestação de Coxinhas Sindicais, ou, Dia de Manifestação dos Pelegos Reunidos…

    http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2013/07/11/dia-nacional-de-luta-fracassa-e-lembra-um-filme-de-epoca/

  62. Pax said

    O maior aliado de Dilma em 2014? José Serra.

    http://g1.globo.com/platb/blog-do-camarotti/2013/07/12/psdb-reage-ao-movimento-de-serra-para-2014

  63. Chesterton said

    Os maiores coeficientes de morbidade e mortalidade no Brasil, pertencem às doenças diarreicas, infecto-contagiosas e parasitárias. Se o caso for morbidade e mortalidade infantil, então, nem se fala! É o que se vê nas tabelas do IBGE…

    São coisas relacionadas às condições estruturais de vida. Isso não se resolve com extensão de tecnologia médica. Não adianta o pediatra administrar vermífugo à criança, se essa criança, ao retornar à sua casa, vai continuar a beber água de má qualidade, vai continuar a morar numa rua sem pavimentação e sem esgoto sanitário, vai continuar a andar descalça, vai continuar subnutrida, etc. Essa criança também continuar tão infestada de vermes quanto sempre foi…

    Pra reduzir as taxas de morbidade e de mortalidade relacionadas à veiculação hídrica (tifo, cólera, etc.), p.ex., melhorar o abastecimento de água é mais eficaz que contratar 20 mil médicos.

    Vai ver que extensão de tecnologia médica talvez nem seja a parcela mais importante da solução do problema. Nos países onde a proteção á saúde avançou, isso aconteceu não apenas porque a população passou a ter acesso a atendimento médico, e sim porque a população passou a adoecer menos…

    chest- que bela surpresa, caio aqui limpando o Favoritos e leio algo que me impressiona favoravelmente. Elias, finalmente um petista abre os olhos. Saude Publica não é problema de médico. É problema de pobreza. Material e mental. Traga não 6, mas 60 mil médicos de Cuba…e nada adianta, pois além de tudo os cubanos vem para socializar o pobre, isto é, perpetuar a pobreza.
    Só falta concluir que esse papo de médico estrangeiro é eleitoreiro, estadual (SP) e federal. Quem sabe daqui a alguns anos um petista chega a esta conclusão?

    sds

  64. Pax said

    Chesterton e Elias de volta em um post…. sei não. Acho que vou dormir de novo que este casamento me causa espécie!

    =)

  65. Pax said

    Tá mais que na hora de colocar o Cabralzinho Cavendish em cana!

  66. Elias said

    Chesterton,

    1 – Eu e um monte de petistas vimos dizendo isso que eu disse há muito tempo.

    2 – Médicos cubanos não vêm socializar nada no Brasil, cara… Eles vêm pra ganhar dinheiro! Em cada 10 médicos cubanos, entre 15 a 29 sonham em trabalhar num país que pague mais do que a merreca que eles ganham na ilha-presídio do Dr. Castro.

    Pax,

    Foste dormir porque concordas, porque discordas, ou porque, discordando, não tens como contra-argumentar?

    Patriarca,

    A Booz-Allen é velha conhecida dos brasileiros com alguma memória.

    Ela produziu o “Relatório Booz-Allen” dos anos 1960… Aquele encomendado pelo Roberto Campos…

    Segundo o “Relatório Booz-Allen” do Bob Fields, haveria, em todo o planeta, uma interminável superprodução de ferro e aço, que derrubaria os preços internacionais para rés-o-chão. Por isso, o Brasil não deveria investir em extração mineral nem em siderurgia, atividades nas quais o país não teria futuro. Foi aí que o Bob Fields produziu aquele célebre “plano econômico”, no qual ele “projetava” a produção de cachos de bananas, dúzias de ovos, etc.

    O Carlos Lacerda caiu de pau no Bob Fields, chamando-o de “incompetente”, “embusteiro”, e daí pra baixo. Castelo Branco saiu em defesa do seu “ministro do planejamento de ovos e bananas” e Lacerda rompeu com Castelo. Acabou cassado por um problema de física, segundo a qual dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço. O lugar, no caso, era a Presidência da República, que Lacerda queria porque queria… Já os militares — generais de exército, principalmente — nem pensavam em concordar… Eles haviam sentido o gosto do poder, haviam gostado do gosto e faziam gosto de continuar desfrutando o gostinho…

    De qualquer modo, Relatório Booz-Allen, somado à brutal recessão que Campos e Octavio Gouveia de Bulhões meteram o Brasil (pra sair dela, a ditadura teve que gastar as burras — até à raspa do pote! — dos cofres da viúva, em programas habitacionais), acabou fazendo com que os militares nunca mais deixassem o Bob Fields chegar perto da formulação da política econômica. Ele virou um bibelô de luxo da ditadura, sempre pendurado em sinecuras (membro do Conselho de Administração daqui, dali e dacolá), e empregos públicos, como o de embaixador, aqui e ali (embora americanófilo até à raiz do pentelho-mestre, ele adorava as embaixadas européias…). Além disso, Bob apenas se dedicou a macaquear uma simplificação exagerada e bocó da Teoria Econômica Clássica. Também foi um senador e depois deputado — pelo Mato Grosso — medíocre, que nada fez que seja digno de ser lembrado.

    Aliás, já no fim da vida, Bob Fields tentou justificar os cargos de Embaixador para os quais foi nomeado, dizendo que entrara no Itamarati por concurso…

    Outra mentira! Quando Bob entrou para o Itamarati (não como diplomata, mas como servidor auxiliar na área administrativa), o Ministério ainda não fazia concursos públicos. Estes só foram adotados com o surgimento do Instituto Rio Branco, muitos anos depois da admissão do Bob Fields.

    Tempos depois, já nos anos 1990, houve o “Relatório Booz-Allen” do FHC. Esse é que trata da rerforma do sistema financeiro. Caíram de pau no bruto, por causa das centenas de falhas técnica que ele tem. Aí o FHC acabou engavetando (depois, ele deve ter respirado com alívio por ter feito isso; se ele vai nas águas da Booz-Allen teria ferrado o país, ao torná-lo infinitamente mais vulnerável a crises como essa que rola — e mete rola… — no mundo…).

    A Booz-Allen está sempre metida — e metendo seus bate-paus — em gelada. Pelo que sei, não há um único país da América Latina que não tenha pelo menos um ou dois “relatórios Booz-Allen” no meio de alguma grande sujeira…

    Sei não… Acho que a CIA deveria mudar a razão social desses testas…

  67. Pax said

    Caro Elias,

    A priori não sou contra importação de médicos. Na verdade nem me envolvi, nem parei muito para pensar nesta questão. Mas, vamos lá, as Jack, the Ripper:

    1 – todo este movimento começou com a garotada do MPL. Que tinha como base de apoio o PSTU, o PCB e o PSOL, além de várias outras entidades. É um movimento que já tem uns 8 anos, se não me engano. Pegaram uma bandeira ótima, da mobilidade urbana e insistiram nela.

    2 – a coisa bombou quando Alckmin (até um bom momento do andar da carruagem aliado com Haddad, uma aposta do PT que hoje está sub judice) ordenou que o movimento em São Paulo fosse reprimido ao extremo, na porrada mesmo, chamando todos de vândalos e baderneiros. Com a ajuda fenomenal do imbecil do Jabor, ídolo do Chesterton. Dizia que os garotos não valiam 20 centavos etc…

    3 – um monte de gente, eu incluso, ficou muito puto da vida, sabendo das máfias dos transportes que bancam as campanhas de todos estes partidos corruptos do establishment. E esta turma resolveu apoiar a garotada, todos revoltados com a truculência de uma polícia com ares e DNA da ditadura, para proteger os canalhas sentando o dedo na molecada. Até a mídia vagabunda aderiu quando seus jornalistas foram atingidos. E Alckmin insistindo, Haddad apoiando, ministro da Dilma dizendo que ia mandar mais Força Nacional de Segurança… até que….

    4 – caíram na real que a coisa saiu do controle, o povo foi às ruas em peso, o status quo balançou e resolveu se proteger

    5 – às ruas as reclamações eram difusas, mas reais pacas. Saúde está ruim, Educação está ruim, Segurança está ruim, serviços públicos estão ruins de forma geral, ainda mais se comparando com o que temos de carga tributária.

    6 – um monte de gente babaca exigindo liderança, organização de pauta, acusando o movimento às ruas de “massa de manobra fascista” ou “massa de manobra comunista stalinista”, teve de tudo, teve e tem. O establishment (situação e oposição) querendo proteger seus rabos sujos.

    7 – no fundo, no fundo, o que há é uma reclamação do povo brasileiro, que parece ser da classe média mas não é restrita neste conjunto, que o que temos é muito à aquém do que precisamos, e que muito desse “aquém” é porque há desvios monstruosos nos cofres públicos.

    8 – vários destes desvios enormes são na Saúde. E você sabe muito bem disso, já discutimos aqui ad nauseam sobre isso. E é o básico do básico, como o velho e bom Chesterton (nem sempre ele erra) aponta. É água mal tratada, esgoto nas ruas, enfim, questões básicas que resolveriam um bocado.

    9 – fora os desvios lá nas pontas mesmo, equipamentos e suprimentos em postos de saúde nos rincões que não chegam, vão para o bolso, principalmente, da máfia do PMDB que atua na FUNASA e em outras áreas da Saúde.

    10 – se faltam médicos – o assunto que não me aprofundei – que tragam médicos até de Marte se for necessário, o que interessa é prover Saúde, afinal das contas.

    11 – que começa com Saneamento Básico que as prefeituras não conseguem suprir porque vivem de pires às mãos por conta do nosso modelo político tributário fiscal sei lá mais que caralhos, que obriga todos a esmolarem em BSB o que precisam gastar em seus municípios, enfim, mais um assunto que concordamos já de velhas discussões.

    12 – o que importa, o que interessa, é que (a) o povo não está satisfeito e (b) o status quo esperneia, inventa engodos etc para tentar salvar o pescoço. E eu acho ótimo que tudo isso esteja acontecendo, só que com um medo danado de esfriar, coisa que os movimentos pelegos de ontem, a tal paralização pelos Sindicatos Corruptos promoveu e foi um tremendo fracasso.

    13 – por mim que quebrem a banca geral, não vejo a hora de ver um político destes corruptos ser entregue em praça pública para o povão definir seu destino. Confesso que um Cabral Cavendish, um Renan Calheiros ou um Henrique Eduardo Alves já supriria minha sede de justiça popular.

    14 – o que isso tudo vai dar em 2014, 2016, 2018, pouco me importa, o que importa é que mude o rumo. Se isso acontecer, confesso que estarei satisfeito.

    15 – e se o povo errar, se conseguirem iludir o povo, o que vai acontecer de tão grave? Vai entrar um ditador armado no governo? Acho impossível que isso aconteça. Vai entrar a oposição no lugar da situação? Ora, você acha que hoje existe oposição? Vai perturbar a situação? Opa, eu quero muito que sim. Se a situação (seja a real como a política) fosse boa, o povo não estava em peso às ruas.

    16 – quero mais é que não pare, que as manifestações tenham uma segunda leva ainda mais forte que a primeira.

  68. Pax said

    Prefiro ver o país errando ao tentar mudar que errando por não mudar nada.

  69. Olá!

    Hehehehehehe. . . O primeiro parágrafo deste post é completamente ridículo, ei-lo:

    “Significa tirar Dilma à força do poder? Tirar o PT à força do poder? Não. De forma nenhuma. Mesmo porque a atual oposição (o PSDB com o DEM) seria um caminho ainda mais à direita, ainda mais corrupto. O DEM garante a afirmação (Demóstenes, José Roberto Arruda, Efrain Moraes etc) e o próprio PSDB idem (Eduardo Azeredo pai dos mensalões que, segundo o noticiário, atinge Aécio, Alckmin e Serra com, também, seus pedágios, obras obscuras em SP, contratos com a Alston, publicidade absurda da Sabesp etc). [. . .]”

    No Brasil de hoje, falar de corrupção política sem tocar no maior e mais grave esquema de corrupção já perpetrado por um partido, o Mensalão, é como fazer um omelete sem ovos.

    Não há dúvidas de que todos os personagens acima citados estão, em maior ou menor grau, envolvidos em esquemas de corrupção. Mas, até onde se sabe, nenhum deles sequer chega aos pés do que foi o Mensalão.

    É triste constatar que um blog/site supostamente comprometido em relatar, coletar e apresentar informações sobre corrupção deixe de lado tal esquema para fazer uma crítica intelectualmente bolivariana àqueles que, hoje, sequer teriam condições de chegar ao poder.

    O Pax afirma que partidos como DEM e PSDB seriam “[. . .] um caminho ainda mais à direita, ainda mais corrupto”, mas (convenientemente?) se esquece de que, nos últimos 10 anos, é a esquerda que mais tem assaltado os cofres públicos e desviado recursos de áreas fundamentais, como educação, saúde e segurança pública.

    A atual esquerda brasileira que está no poder ficou tão sem vergonha na arte de roubar que os próprios esquerdistas foram ao extremo de até mesmo deixar de lado seus antigos valores para aderir a ideias que, antes, eles hostilizavam. Foi exatamente isso que aconteceu no caso dos mensaleiros que chegaram a vislumbrar a criação de um banco para financiar as suas falcatruas. Logo um banco, que os esquerdistas tanto afirmam ser a gênese das grandes desgraças e misérias deste mundo.

    No mais, Pax, pode ficar calmo, pois, no Brasil, a “direita” não tem a menor chance de chegar ao poder, apesar dela governar ao lado do PT e ser o seu principal aliado no Congresso.

    Até!

    Marcelo

  70. Patriarca da Paciência said

    Muito interessante, Pax, mas você notou que depois que o Carlão/Michelle ou sei lá o quê… deixou de encher o blog de lixo, vários comentaristas que andavam sumidos repareceram, inclusive o caro Elias?

    Aquilo realmente era um encosto e… dos brabos!

    Elias, é sempre uma satisfação revê-lo!

    Eu sempre fui de esquerda, mas confesso que muitas vezes duvidei de “coisas” que falavam que o governo norte-americano fazia. Digo governo, porque eu tenho uma grande admiração pelo povo norte-americano. É um povo admirável, apesar dos seus muitos defeitos, como o são todos os povos da nossa boa e velha Terra.

    Por exemplo, eu sempre duvidei um pouco que o governo norte-americanos tenha enviado a “Sexta Frota” para apoia o golpe militar. Hoje sabe-se que é um fato inquestionavelmente comprovado.

    A “vigilância” sobre os brasileiros, eu também duvidava um pouco. Agora está inquestionavelmente comprovada.

    Que coisa! E ainda tem gente que vive dizendo que as esquerdas é que deliravam!

    Os “relatórios” os “assessores”, os “compradores de mentes”, tudo foi comprovado!

    Realmente é algo pra lá de espantoso!

  71. Jose Mario HRP said

    AO ABRIR ESTEJA SENTADO!

  72. Pax said

    Não é uma análise de toda imprecisa… ou Dilma, Lula e o PT voltam a achar um caminho, ou perdem o caminho, sim.

    O PSDB ganha com isso? Acho que não, esses já se perderam faz tempo.

    Marina? Também acho que não, suas questões religiosas são impeditivas.

    Eduardo Campos? Menos ainda, esse ainda é um ilustre desconhecido.

    Então quem?

    Sei lá, algo novo vai surgir disso tudo. Essa certeza eu tenho. Se é um PT renovado, um PSDB renovado ou algo por aí eu não tenho como saber.

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/fernandorodrigues/2013/07/1310490-povo-sem-dono.shtml

    (ah, sim, o blog melhorou, e o Marcelo Augusto, jovem iludido que adora planilhas e mais planilhas, poderia nos mostrar como ele mede que partido A é mais corrupto que partido B… eu tenho cá meus métodos, se ele mostrar o dele eu mostro o meu)

    =)

  73. Patriarca da Paciência said

    Estou cada vez mais acreditando que Campos será o vice da Dilma e que a “dissolução consensual” com o PMDB acontecerá.

    Vou fazer o maior pensamento positivo!

    “Desgaste na relação da presidente Dilma Rousseff com o PMDB pode levá-la a um pacto com o governador Eduardo Campos, do PSB; no Globo, colunista Jorge Bastos Moreno afirma que a candidatura do governador pernambucano esfriou; em outra nota, Moreno afirma que a ministra Gleisi Hoffmann defende uma aliança preferencial com o PSB, e não com o PMDB, para a reeleição de Dilma; no entanto, Campos dizia que só sairia do jogo se Lula fosse o candidato; o fato é que o quadro político atual valoriza ainda mais a posição do PSB”

    Mas que fique bem claro, é uma “dissolução consensual”, não uma “separação litigiosa”.

    Acho que todos ganharão!

    Temos que reconhecer que o PMDB ainda representa grande parte do povo brasileiro!

    E que essa grande parte merece todo o respeito!

    http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/108438/Contra-o-PMDB-Planalto-tenta-acordo-com-Campos.htm

  74. Ches said

    Eu fico cada vez mais impressionado com as “interpretações” do Pax…

    Risco de Dilma é acabar de cabeça para baixo como esta daqui

    https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQXGUC63j1cLHgOldvqs7Vlc-iZFN17n6zXoZDPtK66p9TIlv5N5Q

  75. Otto said

    Será por isto que os médicos brasileiros estão com medos dos médicos cubanos?

    “Em 2012, 884 pessoas de várias partes do mundo se inscreveram para o Revalida, e apenas 77 (menos de 9%) conseguiram a aprovação no exame.

    O Brasil respondeu pela grande maioria dos inscritos (560), mas apenas 7% dos candidatos foram aprovados. O país ficou na sexta colocação no ranking de índices de aprovação. Os países que obtiveram o maior êxito neste quesito foram Venezuela (27%) e Cuba (25%).”

    http://g1.globo.com/educacao/noticia/2013/07/revalida-sera-aplicado-cerca-3-mil-alunos-do-brasil-em-agosto.html

  76. Patriarca da Paciência said

    Mais uma denúncia que o Paulo Henrique Amorim vem fazendo faz muito tempo e que agora foi confirmada pela própria Siemens:

    “DENÚNCIA DA SIEMENS COLOCA PRESSÃO EM ALCKMIN

    Multinacional alemã denuncia formação de cartel nas obras do metrô de São Paulo; preços eram combinados e chegavam a ficar 20% acima do valor normal; esquema envolveria ainda outras empresas polêmicas, como a Alstom, que já foi investigada por atos de corrupção em países como o Brasil; governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, promete conduzir investigação própria sobre o caso.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/sp247/108489/Den%C3%BAncia-da-Siemens-coloca-press%C3%A3o-em-Alckmin.htm

  77. Patriarca da Paciência said

    14 de julho, queda da Bastilha!

    Também tivemos a nossa queda da Bastilha:

    .http://www.youtube.com/watch?v=R7xRtSUunEY

  78. Jose Mario HRP said

    Relembrando o Vale das Maçãs!

    http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/2013/07/psdb-alston-propina-iria-para-partido.html?view=classic

  79. Zbigniew said

    Fico me perguntando como uma situação como essa da sonegação da Rede Globo (ou grupo Globo) não teve (ou tem) uma atenção especial do MPF e de outras instituições responsáveis pela apuração do possível delito, como no caso, a Receita Federal em relação ao sumiço do processo, envolvendo valores de mais de meio bilhão de reais?!
    Enquanto isso o mensalão petista é apresentado como o maior escândalo de corrupção da face da terra, com direito a tribunal “especial” para um julgamento “rápido e rigoroso”.
    Observo a covardia do Governo em ter desperdiçado colocar o pé no pescoço de uma empresa que há muito empareda outros poderes na busca de seus próprios interesses.

  80. Zbigniew said

    Teremos o mesmo destino das denúncias com base no livro “A Privataria Tucana”? Cheio de provas consideradas “insuficientes” pelas instituições de fiscalização e vigilância? Sem a necessidade de se utilizar do “Domínio do Fato”? Ou seja, nada?!!
    Parafraseando o Martin Luther King, “o problema não é o barulho dos maus, mas o silêncio dos bons”. Parece que não fomos treinados para pensar nesses termos.

    .http://youtu.be/dJNYUqk7ICY

  81. Pedro said

    Movimento FAB livre ganha força.

    http://cangarubim.blogspot.com.br/2013/07/a-dama-do-learjet.html

  82. Abir said

    Ai jesuis
    A denúncia é gravíssima e escandalosa! E obviamente não está sendo vinculado nada na mídia! Vamos ajudar a divulgar, já repassei o vídeo para todos os meus amigos!

  83. Abir said

    sou tiete da Fernandinha Torres:

    O mercador de Veneza

    DE SÃO PAULO
    Cruzei com Barbara Heliodora em uma estreia de teatro. Barbara declamou para mim um trecho da cena um do quarto ato de “O Mercador de Veneza”, onde Pórcia reflete sobre a cobrança de uma libra da carne do devedor, feita pelo judeu agiota Shylock: “A graça do perdão não é forçada; / Desce dos céus como uma chuva fina / Sobre o solo; abençoada duplamente, / Abençoa quem dá e quem recebe”.

    “Vou mandar para o Joaquim Barbosa”, concluiu a crítica com ironia. Barbosa anda mesmo impiedoso na sua dosimetria.

    É difícil acreditar que José Dirceu vá entrar para a história como o maior corrupto que esse país já conheceu. Não é. Talvez, Dirceu seja o mais heroico dos revolucionários, ao aceitar a culpa para salvar o partido. Ou o mais perigoso dos políticos, ao conduzir um esquema para perpetuar o PT no poder pelas próximas décadas.

    A alegação de que o caixa dois não é corrupção demonstra o quanto o PT operou dentro das controversas regras monetárias que imperam na política. Caso permanecesse fiel à retidão acusatória dos tempos de oposição, o partido enfrentaria o paradoxo do inflexível delegado de “Medida por Medida”, do mesmo W. Shakespeare, que descobre ser impossível governar sem violar a lei.

    É melhor fazer cumprir um mandamento que a sociedade não respeita, ou compactuar com o malfeito que não se pode erradicar?

    O valerioduto mineiro do tucano Eduardo Azeredo, tudo indica, serviu de modelo para uma estratégia de âmbito nacional. É grave. Mas por que o PT encara o paredão enquanto as acusações ao PSDB correm o risco de prescrever? Estaria certo Dirceu, ao defender a teoria conspiratória? Ou foi obra do soberano acaso?

    Como em “Édipo Rei”, aquele que mais procura a justiça descobre ser ele mesmo o culpado.

    Perguntei a amigos informados o porquê de o mensalinho mineiro ter morrido no tempo, enquanto o mensalão enfrenta a fúria exemplar. Os analistas de quintal apontam para mais de uma razão.

    O PSDB foi obrigado a seguir o moroso caminho da Justiça comum, enquanto o PT foi julgado pelo Supremo. Parte dos magistrados assumiu o cargo durante o governo Lula e, presumivelmente, as chances dos processados, ali, seriam maiores.

    A indignação de Gilmar Mendes com o ex-presidente, provocada pela insinuação de que o ministro teria visitado a Alemanha na companhia de Demóstenes Torres, envolvido no caso Cachoeira, teria contribuído para o endurecimento do STF. E, também, a desastrosa defesa do caixa dois.

    A sequência lógica, repartida em núcleos, imposta pelo relator do processo, tornou difícil a contestação dos fatos e o resultado foi o derramamento de penas.

    Dirceu insiste que o tribunal agiu sob pressão da opinião pública atiçada pela imprensa. Mas quem soltou as feras no Coliseu romano foi Roberto Jefferson, de olho roxo, cantando vingança, depois de dar com a língua nos dentes em cadeia nacional. O tom de escândalo não partiu das Redações. O termo mensalão é de autoria do deputado.

    A crítica mais pertinente sobre o comportamento dos meios de comunicação eu ouvi de Jânio de Freitas, no “Roda Viva”. Segundo o oráculo, um veículo pode e deve tomar posição, mas não tem o direito de fingir neutralidade.

    Dirceu e Genoino foram enredados porque soava absurda a explicação de que Delúbio Soares teria sido, à revelia do partido, o arquiteto solitário dos empréstimos milionários e da negociação com a bancada. Mesmo sem provas irrefutáveis, foi preciso responsabilizar o alto escalão. Os autos levaram a isso.

    O Partido dos Trabalhadores sempre se viu como o partido do povo brasileiro. Para o PT, o PT é o povo, nascido dos sindicatos e da mão de obra que ergueu o país. Havia uma simbiose entre a vontade do partido e a da nação que legitimava, para alguns envolvidos, as transações criminosas.

    Nos últimos dez anos, o PT sofreu o linchamento de quadros do calibre de Palocci, Gushiken, Erenice Guerra e sempre se manteve coeso. Se serve de consolo, o mesmo não se pode dizer do PSDB.

    A herança guerrilheira de muitos de seus fundadores sabe que o projeto comum está acima do indivíduo, mesmo quando o custo é uma libra da carne em torno do coração.

    “Data venia”.

    Fernanda Torres
    Fernanda Torres é atriz e colunista da Folha desde 2010. Escreve aos sábados, a cada duas semanas, na versão impressa do caderno “Ilustrada”.

  84. Abir said

    Meu comentário não entrou ???

    O mercador de Veneza

    DE SÃO PAULO
    Cruzei com Barbara Heliodora em uma estreia de teatro. Barbara declamou para mim um trecho da cena um do quarto ato de “O Mercador de Veneza”, onde Pórcia reflete sobre a cobrança de uma libra da carne do devedor, feita pelo judeu agiota Shylock: “A graça do perdão não é forçada; / Desce dos céus como uma chuva fina / Sobre o solo; abençoada duplamente, / Abençoa quem dá e quem recebe”.

    “Vou mandar para o Joaquim Barbosa”, concluiu a crítica com ironia. Barbosa anda mesmo impiedoso na sua dosimetria.

    É difícil acreditar que José Dirceu vá entrar para a história como o maior corrupto que esse país já conheceu. Não é. Talvez, Dirceu seja o mais heroico dos revolucionários, ao aceitar a culpa para salvar o partido. Ou o mais perigoso dos políticos, ao conduzir um esquema para perpetuar o PT no poder pelas próximas décadas.

    A alegação de que o caixa dois não é corrupção demonstra o quanto o PT operou dentro das controversas regras monetárias que imperam na política. Caso permanecesse fiel à retidão acusatória dos tempos de oposição, o partido enfrentaria o paradoxo do inflexível delegado de “Medida por Medida”, do mesmo W. Shakespeare, que descobre ser impossível governar sem violar a lei.

    É melhor fazer cumprir um mandamento que a sociedade não respeita, ou compactuar com o malfeito que não se pode erradicar?

    O valerioduto mineiro do tucano Eduardo Azeredo, tudo indica, serviu de modelo para uma estratégia de âmbito nacional. É grave. Mas por que o PT encara o paredão enquanto as acusações ao PSDB correm o risco de prescrever? Estaria certo Dirceu, ao defender a teoria conspiratória? Ou foi obra do soberano acaso?

    Como em “Édipo Rei”, aquele que mais procura a justiça descobre ser ele mesmo o culpado.

    Perguntei a amigos informados o porquê de o mensalinho mineiro ter morrido no tempo, enquanto o mensalão enfrenta a fúria exemplar. Os analistas de quintal apontam para mais de uma razão.

    O PSDB foi obrigado a seguir o moroso caminho da Justiça comum, enquanto o PT foi julgado pelo Supremo. Parte dos magistrados assumiu o cargo durante o governo Lula e, presumivelmente, as chances dos processados, ali, seriam maiores.

    A indignação de Gilmar Mendes com o ex-presidente, provocada pela insinuação de que o ministro teria visitado a Alemanha na companhia de Demóstenes Torres, envolvido no caso Cachoeira, teria contribuído para o endurecimento do STF. E, também, a desastrosa defesa do caixa dois.

    A sequência lógica, repartida em núcleos, imposta pelo relator do processo, tornou difícil a contestação dos fatos e o resultado foi o derramamento de penas.

    Dirceu insiste que o tribunal agiu sob pressão da opinião pública atiçada pela imprensa. Mas quem soltou as feras no Coliseu romano foi Roberto Jefferson, de olho roxo, cantando vingança, depois de dar com a língua nos dentes em cadeia nacional. O tom de escândalo não partiu das Redações. O termo mensalão é de autoria do deputado.

    A crítica mais pertinente sobre o comportamento dos meios de comunicação eu ouvi de Jânio de Freitas, no “Roda Viva”. Segundo o oráculo, um veículo pode e deve tomar posição, mas não tem o direito de fingir neutralidade.

    Dirceu e Genoino foram enredados porque soava absurda a explicação de que Delúbio Soares teria sido, à revelia do partido, o arquiteto solitário dos empréstimos milionários e da negociação com a bancada. Mesmo sem provas irrefutáveis, foi preciso responsabilizar o alto escalão. Os autos levaram a isso.

    O Partido dos Trabalhadores sempre se viu como o partido do povo brasileiro. Para o PT, o PT é o povo, nascido dos sindicatos e da mão de obra que ergueu o país. Havia uma simbiose entre a vontade do partido e a da nação que legitimava, para alguns envolvidos, as transações criminosas.

    Nos últimos dez anos, o PT sofreu o linchamento de quadros do calibre de Palocci, Gushiken, Erenice Guerra e sempre se manteve coeso. Se serve de consolo, o mesmo não se pode dizer do PSDB.

    A herança guerrilheira de muitos de seus fundadores sabe que o projeto comum está acima do indivíduo, mesmo quando o custo é uma libra da carne em torno do coração.

    “Data venia”.

    Fernanda Torres
    Fernanda Torres é atriz e colunista da Folha desde 2010. Escreve aos sábados, a cada duas semanas, na versão impressa do caderno “Ilustrada”.

  85. Pax said

    Caro Abir, bem-vindo ao blog.

    O texto que transcreveste acima está neste link (um cacoete do blog, colecionar links do que trazemos nas discussões)

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrada/79491-o-mercador-de-veneza.shtml

    E é interessante a opinião, apesar de esquecer de apontar que o PT descambou para a direita ao aprovar todas as alianças que conseguiu, com corruptos de todos os lados, em especial a direita mais tradicional (DEM, PP, PR). Sim, são estes os três partidos mais à direita. O DEM hoje se chama PSD, do Kassab, abrigando a Kátia Abreu, como exemplo. São os partidos apontados como da direita brasileira. Aqui você vê: http://pt.wikipedia.org/wiki/Direita_pol%C3%ADtica

    Enfim, o PT escolheu seus rumos. E merece suas críticas.

  86. Zbigniew said

    Entendo apenas que o julgamento do mensalão no STF foi influenciado pelos interesses políticos de um PGR suspeito e por uma Corte conservadora, convenientemente sensível aos apelos da mídia e das diversas opiniões publicadas. O PT pode até ter confiado (ingenuamente – ressaltando que é difícil de acreditar em tal tese) que no STF as coisas seriam diferentes, mas a verdade é que, independentemente das relações do Tribunal com o Governo, o alinhamento com os anseios dos grandes grupos de comunicação que pressionaram muito para que a decisão fosse prolatada em coincidência com as eleições para prefeito, conspiraram para que houvesse uma condenação sem provas. Exatamentena do José Dirceu. Dizer que ele se sacrificou pelo partido é desconhecer a natureza do acórdão na parte que diz respeito à sua participação no caso.

    Repita-se mil vezes que o PT abraçou o pragmatismo aceitando desavergonhadamente os esquemas que reinam em todas as esferas da vida republicana do país, mas nada vai mudar o fato de que uma Corte Constitucional condenou sem provas. E usou de dois pesos, duas medidas: é só acompanhar o julgamento do mensalão tucano. E em outras esferas a questão das privatizações fartamente documentada e vindo à público através do livro do jornalista Amaury Jr., e agora o caso da Rede Globo.

    Que se cassem os corruptos, mas todos os corruptos! E os corruptores também, pelamordedeus!

  87. Jose Mario HRP said

    E o DENARC hein?
    Vira e mexe, todo mundo preso por concussão!
    Desde o Abadia já são mais de 30 policiais presos naquela especializada!

  88. Elias said

    Pax,
    O que eu disse foi exatamente isso: (a) o Brasil tem um déficit de dezenas de milhares de médicos; (b) a curto prazo, a melhor estratégia é importar; (c) a importação de médicos é um tampão datado, tem pernas curtas; (d) o problema do déficit só se resolverá formando-se mais médicos, o que implica a instalação de novos cursos de medicina, de preferência interiorizados; (e) o nível geral de saúde do país não é uma questão de extensão de tecnologia médica; é, antes, um problema relacionado às condições estruturais de vida; ou se reduz a miséria, ou nada feito.

    Não é de hoje que digo isso. Há algum tempo, tivemos aqui mesmo, no teu blog, um debate sobre isso. Um dos comentaristas parecia acreditar que “prevenção em saúde” se faz nos hospitais e postos de saúde… (tirando as campanhas de vacinação — que, aliás, nem precisam tanto de médicos… — os postos de saúde e hospitais pouco podem fazer pela prevenção em saúde).

    Pelo modo como o país está (des)organizado, atualmente, a saúde pública se tornou, essencialmente, um problema dos Estados e dos Municípios. A União funciona quase que exclusivamente como uma repassadora de recursos, para execução de projetos propostos pelos Estados e Municípios.

    O repasse de recursos da União aos Estados e Municípios é feito em duas modalidades: (a) convênios (repasses voluntários, a fundo perdido); (b) operações de crédito (empréstimos).

    Por absurdo, os programas de saneamento de áreas urbanas degradadas (ou seja, favelas, baixadas, etc), são financiados quase que exclusivamente por meio de operações de crédito, em geral com recursos do FGTS (se esses programas fossem considerados prioritários, seriam contemplados nos esquemas de repasses voluntários).

    Pior: os juros do FGTS são muito mais elevados — mais que o dobro! — dos juros cobrados por multilaterais como o BID e o Banco Mundial. Lembro que, quando o BID cobrava 4,3% a.a., para financiamento de projetos de saneamento, a Caixa Econômica aloprava com 9% a.a. ou mais, com recursos do FGTS para o mesmo fim. Sabe-se que o FGTS não consegue cobrar juros mais baixos porque precisa remunerar as contas vinculadas e, principalmente, porque tem que pagar a absurdamente alta remuneração da CEF, como administradora do fundo. De qualquer modo…

    …Para Estados e Municípios, muito melhor, portanto, meter os peitos numa operação de crédito EXTERNA (que leva pelo menos um ano pra ser negociada), do que embarcar nas linhas de crédito oferecidas pela União. Enquanto isso, barata voa nas áreas degradadas. E tome de doenças… E mortes!

    O financiamento de uma política DE ESTADO (e não de governo) para saneamento, está no centro da questão da saúde pública no Brasil. O país trata o saneamento como se ele não fosse um de seus mais graves problemas. Praticamente todas as capitais brasileiras têm sérios problemas de abastecimento de água e tratamento de esgoto. Isso nas capitais… Se partir pro interior, sai de baixo…!

    Não creio que isso esteja sendo seriamente debatido na sociedade brasileira, no Congresso Nacional, nas manifestações populares ou onde quer que seja…

    Falar nelas, as manifestações populares são necessárias e, por isso, bem vindas, mas…

    …Mas é preciso não confundir pato no tucupi com entupir o cu do pato… Do ponto de vista político, essas manifestações têm a profundidade de um pires. Elas não conduzem ao enfrentamento de um único problema estrutural do país. No máximo, levam a algumas medidas paliativas, que serão devidamente transformadas em votos, no momento oportuno…

    Quem quiser se iludir, achando que essas manifestações representam meio milímetro a mais de maturidade política do brasileiro, que fique à vontade… Isso é recorrente em certas pessoas… Se a gente for conferir de perto, são as mesmas pessoas que tratavam a CPI do Cachoeira como um divisor de águas, inaugurando um novo momento no processo político brasileiro… E etc, etc, etc…

    Pessoalmente, não gabo o gosto…

  89. Elias said

    No plano federal o PMDB, tá rachando com o PT. Nos Estados, tá rachando com o PSDB…

    Ainda não consegui entender…

    Será que esse pessoal tá com uma carta nas mangas?

    (Pelo histórico — deveria ser folha corrida… — dos anjinhos, deve ser um baralho inteiro…).

  90. Pax said

    O PMDB está mesmo, caro Elias, afundando o PT.

    Agora mais esta, colocaram o Vaccarezza para pilotar o grupo de reforma política na Câmara.

    Ou seja, não vai sair nada, a não ser declarações de amor ao Cabralzinho Cavendish.

    Quiuspa, PT, vocês não se cansam de afundar cada vez mais?

  91. Pax said

    Não consegue mexer nas forças corruptas que a cercam, está embalada ladeira abaixo:

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-07-16/pesquisa-da-cnt-aponta-queda-na-aprovacao-do-governo-dilma-rousseff

    uma pena.

  92. Otto said

    ESTRA! EXTRA!

    Exclusivo! Barbosa recebeu R$ 700 mil da UERJ sem trabalhar

    Miguel do Rosário

    Primeiro ele pagou, com dinheiro público, as passagens de avião da repórter da Globo que foi à Costa Rica cobrir a sua palestra. Depois pagou, de novo com verba pública, passagens para vir ao Rio assistir o jogo entre Brasil e Inglaterra. Não precisou pagar ingresso porque ficou no camarote do Luciano Huck. Logo em seguida descobriu-se que seu filho arrumou um emprego na Globo, no programa de… Luciano Huck.

    Henrique Alves e Renan Calheiros, apanhados usando jatinho da FAB pra ver jogo de futebol, devolveram o dinheiro usado. No caso de Barbosa, a imprensa continua quieta. Ninguém quer decepcionar o “gigante” que, segundo o Datafolha, idolatra o Barbosão.

    Ninguém quer arranhar a imagem do “menino que mudou o Brasil”, criada pela grande mídia para endeusar o homem que se vendeu ao sistema, que rasgou a Constituição para acusar e condenar, mesmo sem provas, os réus da Ação Penal 470.

    A coisa não pára por aí. O laudo 2424, que investiga a relação entre o fundo Visanet, funcionários do Banco do Brasil e as empresas de Marcos Valério, traz uma denúncia séria: o filho de Barbosa teria trabalhado numa empresa que recebeu milhões da DNA Propaganda. Barbosa manteve o laudo em sigilo absoluto, apesar do mesmo trazer documentos que poderiam provar a inocência de Pizzolato – e prejudicar toda a denúncia do mensalão.

    E agora, uma outra novidade: desde 2008, Barbosa usufrui de uma bela sinecura da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ): ganha sem trabalhar. O Estado do Rio já gastou mais de R$ 700 mil em salários para um cidadão que ganha muito bem no Supremo Tribunal Federal.

    O Cafezinho, como de praxe, mata a cobra e mostra o pau. Estão aí os documentos que comprovam a situação de Barbosa. Ele deu aula na Uerj normalmente de 1998 a 2002. Em 2003, pede licença-prêmio e permanece até 2008 em licença não-remunerada. A partir desta data, porém, a vida sorri para Joaquim. Além do empregão no STF, da paixão súbita da mídia por sua pessoa, o reitor da UERJ lhe oferece uma invejável situação: passar a receber salários e benefícios mesmo sem dar aulas ou fazer pesquisas.

    Consta ainda que Barbosa estaria brigando para receber reatroativamente pelos anos que permaneceu de licença não remunerada, de 2003 a 2008. Para quem acabou de receber R$ 580 mil em benefícios atrasados, não seria nada surpreendente se também conseguisse isso.

    Ah, que vida boa!

    Os meninos do Movimento Passe Livre estão certos: definitivamente, não são apenas 20 centavos!

    Os documentos que comprovam a situação de Joaquim Barbosa:

    (VEJAM OS DOCUMENTOS NO LINK:)

    http://www.ocafezinho.com/2013/07/16/exclusivo-barbosa-recebeu-r-700-mil-da-uerj-sem-trabalhar/

  93. Luciano said

    Denúncia grave contra a Rede Globo: http://www.youtube.com/watch?v=dJNYUqk7ICY

  94. Abir said

    Incrível!

    Este Augusto Nunes é um “vejeiro” sem noção.
    Veja o que ele escreveu hoje:

    Para a Bolívia, o Brasil é um grandalhão medroso que reage a afrontas com outro gesto de carinho e o sorriso dos palermas.

    Disfarçado de Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Defesa, o polivalente Celso Amorim divulgou nesta tarde os seguintes ─ aspas obrigatórias ─ “esclarecimentos”.

    A propósito de informações veiculadas na edição de hoje (16/07) do jornal Valor Econômico, na matéria intitulada “Bolívia revistou avião de Amorim em busca de opositor”, o Ministério da Defesa esclarece o seguinte:

    1 ─ Não procede a informação de que o avião da FAB utilizado nesta viagem oficial, no dia 3 de outubro de 2012, foi vistoriado por autoridades bolivianas no aeroporto de Santa Cruz de La Sierra;

    2 ─ Houve, no segundo semestre de 2011, ações por parte de autoridades bolivianas que configuraram violações de imunidade de aeronaves da FAB, uma delas envolvendo o avião que levou o ministro da Defesa em viagem oficial a La Paz no final de outubro de 2011;

    3 ─ O ministro da Defesa brasileiro nunca autorizou tal vistoria;

    4 ─ Os episódios ocorridos em 2011 foram objeto de nota de reclamação encaminhada pela embaixada do Brasil em La Paz à chancelaria boliviana;

    5 ─ No documento, a embaixada informou que a repetição de tais procedimentos abusivos levaria à aplicação, pelo Brasil, do princípio da reciprocidade;

    6 ─ Desde o envio da nota, a FAB não registrou novos episódios de vistorias em suas aeronaves por autoridades bolivianas.

    Tradução:
    Amorim jura que não foi agora que o governo de Evo Morales ordenou à polícia que desse uma geral no avião que o transportava.
    A humilhação ocorreu em 2011, garante.
    Num rasgo de bravura, o Pintassilgo do Planalto deixou claro que não foi ele quem determinou a revista (nem a entrada de cães farejadores estrangeiros no jato da FAB). De volta ao lar, o ministro que comanda as Forças Armadas pediu que o embaixador em La Paz comunicasse ao presidente Morales que ficara muito triste com a vistoria.

    (Lula vivia dizendo que seus ministros jamais tirariam os sapatos na alfândega americana. Esqueceu de recomendar-lhes que não ficassem de quatro em aeroportos de países vizinhos).

    A notícia confirmada pelo jornal Valor (e detalhada pelo próprio Amorim) acrescentou mais um andor vergonhoso à procissão de afrontas iniciada em maio de 2006, quando os bolivarianos do leste expropriaram os ativos da Petrobras e sugeriram ao Planalto que se queixasse ao bispo.

    De lá para cá, entre outros abusos, o companheiro Morales elevou unilateralmente o preço do gás fixado no contrato com o Brasil, trancafiou numa cela 12 torcedores corintianos, soltou sete depois de 100 dias, mantém cinco presos sem acusação formal, ignora sistematicamente as cláusulas dos acordos para a proteção das fronteiras, vive amedrontando investidores brasileiros e se recusa a permitir que o senador oposicionista Roger Pinto Molina, asilado há mais de um ano na embaixada em La Paz, embarque rumo a Brasília.

    Desde a chegada de Evo Morales ao poder, o Brasil é tratado como um grandalhão medroso que se ajoelha ao som do primeiro grito. “Devemos ser generosos com a Bolívia, é um país muito sofrido”, recitava Lula a cada insulto. Dilma prefere ser humilhada em silêncio. Com Antonio Patriota no comando do Itamaraty, o Planalto decidiu que é melhor apanhar sem contar a ninguém. A cada pancada desferida pelo Lhama-de-Franja, o governo lulopetista revida com mais um gesto de carinho e o sorriso inconfundível dos palermas.

    http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/para-a-bolivia-o-brasil-e-um-grandalhao-medroso-que-reage-a-afrontas-com-gestos-de-carinho-e-o-sorriso-dos-palermas/

  95. Pax said

    Cai a máscara paulista … e respinga também

    http://oglobo.globo.com/opiniao/a-caixinha-dos-trens-dos-metros-9060676

  96. Patriarca da Paciência said

    Abir,

    é claro que o Brasil é um covardão, afinal ele podia muito bem ter invadido a Bolívia e “acabado com a raça deles”, não é mesmo?

    Quem os bolivianos pensam que são para afrontarem brasileiros, onde já se viu?

    Desse jeito, daqui a pouco, “qualquer um vai falar grosso com o Brasil”.

    Os bolivianos tem mais é que reconhecerem a sua insignificância, baixarem a cabeça e darem graças a Deus por não terem recebido um castigo maior, onde já se viu?

    E a hierarquia, onde fica?

    Lembram do comandante do porta-aviões norte-americano mandando que o farol desviasse sua rota que “ele pertencia às forças armadas mais poderosas da Terra” e estava ordenando ?

    Pois é, então?

    Será que ainda vamos conviver muito tempos com essas “teorias” de tentar macaquear norte-americanos?

    De minha parte, deixo isso totalmente para o augusto boçal.

  97. Elias said

    Se bem que, quando se trata de Alstom e Siemens, vale a regra: têm toda a razão quando se acusam, e nenhuma quando se defendem.

    A Siemens, aliás, é um prodígio!

    No fim da II Guerra Mundial, quase que os Dassler perderam a Adidas e a própria mansão em que moravam as famílias do pai e dos dois irmãos, Adolf e Rudolf. Motivo: a acusação, jamais provada, de que Rudolf era membro da Gestapo. (Aliás, parece que Rudolf morreu achando que a acusação teria sido feita pelo próprio irmão, Adolf, louco pra tirar o próprio fiofó da reta e achando que, com Rudolf preso, a Adidas ficaria toda pra ele. Era mais um passo no racha que resultaria no surgimento da Puma).

    Para os americanos, a regra era expropriar sumariamente os bens de quem enriquecera à sombra das atividades criminosas dos nazistas.

    A Siemens nunca nem tentou negar que usou (e abusou) de trabalho escravo, em sua criminosa participação no “esforço de guerra” alemão, diretamente associada a Himler. Nem poderia. Ainda estão lá, anexas a vários campos de extermínio, as ruínas das instalações industriais da empresa. Os sujeitos — prisioneiros americanos, inclusive — trabalhavam, subalimentados, até à exaustão, nas fábricas da Siemens. Quando praticamente não conseguiam se manter de pé, eram removidos para “tratamento final” nas instalações dos campos de extermínio…

    Pois não é que a Siemens escapou, incólume, das rigorosas medidas punitivas aplicadas a outras empresas, menos poderosas? (Imagino a grana que rolou nessa história…).

    Agora ela está aí, fardada de dedoduro, caguetando a Alstom, velha companheira de grandes roubalheiras ao redor do mundo…

    De qualquer modo, pelo que já se sabe, o histórico de bandalheiras no Metrô tucano é extenso, e coloca na cena do crime o próprio governador.

    A gente odeia o traidor, mas, no fundo, no fundo, adora uma traição…

    Eles, que são marginais, que se danem!

  98. Elias said

    Ah, sim, e o Barbosão?

    Desde o ano passado, eu venho avisando: não precisa fazer nada contra ele. É só deixar o Barbosão solto no mundo, que ele vai acabar ferrando com ele mesmo, e com quem estiver em torno dele.

    E lá vai o Barbosão, descendo a ladeira e colecionando episódios pouco edificantes à sua biografia: espancamento da ex-mulher (crime tipificado no CPB); campeão de faltas ao trabalho e embargo de gaveta em processos, no supremo; uso ilegal de recursos públicos para autopromoção (que também é crime tipificado no CPB); recebimento ilegal de rendas pagas com recursos públicos (também crime tipificado no CPB); tráfico de influência para conseguir emprego para o filho… E a lista só aumenta…

    O cara tem uma irresistível tendência à autodestruição…

  99. Patriarca da Paciência said

    Pois é, Elias, agora tem mais novidades do Barbosão!

    “Exclusivo! Barbosa recebeu R$ 700 mil da UERJ sem trabalhar
    Enviado por Miguel do Rosário on 16/07/2013 – 6:13 pm 35 comentários
    Primeiro ele pagou, com dinheiro público, as passagens de avião da repórter da Globo que foi à Costa Rica cobrir a sua palestra. Depois pagou, de novo com verba pública, passagens para vir ao Rio assistir o jogo entre Brasil e Inglaterra. Não precisou pagar ingresso porque ficou no camarote do Luciano Huck. Logo em seguida descobriu-se que seu filho arrumou um emprego na Globo, no programa de… Luciano Huck.

    Henrique Alves e Renan Calheiros, apanhados usando jatinho da FAB pra ver jogo de futebol, devolveram o dinheiro usado. No caso de Barbosa, a imprensa continua quieta. Ninguém quer decepcionar o “gigante” que, segundo o Datafolha, idolatra o Barbosão. ”

    http://www.ocafezinho.com/2013/07/16/exclusivo-barbosa-recebeu-r-700-mil-da-uerj-sem-trabalhar/

  100. Pax said

    Caro Elias,

    Lá em cima falastes que nada mudou nem mudará no Brasil por conta das atuais manifestações.

    Pode ser. Não sei dizer. Acho que não concordo muito. Amornou-se, sim, mas o fogo está ali e o gosto pelo angu também.

    Nos tempos de Robespierre a coisa durou um século, mas mudou. O povo gostou de reclamar e embalou… tem coisas que demoram para cozinhar.

    No franquista valle de los caídos há inúmeras sepultura políticas já produzidas… e muitas outras a serem produzidas…

    Joaquim Barbosa? Pois bem, agora mesmo estava na rua, de moto, e vi um adesivo num vidro traseiro de um carro: Joaquim Barbosa para presidente em 2014.

    A grande mídia fez mais um destes salvadores da pátria e a turma mais desinformada cai na esparrela. Só que tem coisas com pernas curtas, centopéias, vira-latas, porquinhos da índia etc. Já vi por aí – até mesmo jornalista que serve para empresa que deve centenas de bilhões em impostos – que Joaquim Barbosa seria um caos. Assim como vi criarem caçadores de marajás – hoje adorado por uma horda de petistas mais entusiasmados – vi, também, noticiarem ad nauseam os caras pintados. Quando a maré vira, os leões marinhos também mudam de rumo para caçar recompensas em outros mares.

  101. Pax said

    Provocação para o blog:

    Vaccarezza ganhou. Quem perdeu?

  102. Zbigniew said

    Provocação pro blog: e os seiscentos milhões da Globo?

  103. Pax said

    Taí uma boa pauta, caro Zbigniew. Solicito que me abasteçam de links – dos utilizados no blog – para eu fazer um post.

    Agora à tarde vou numa feira de energia em Sampa, quem sabe à noite ou amanhã de manhã produza um. Acho um excelente ponto para abordarmos, incluindo a lei Luciano Huck, os empregos do filho do Barbosa, as candidaturas `a desembargadoras dos outros ministros etc etc.

    Mas preciso dos links, ando, realmente, enrolado.

    (Estadão, Folha, Globo, Agencia Brasil etc etc, podem me prover? Confesso agradecimento antecipado)

  104. Otto said

    Olha aí, Pax, umas dicas de links sobre o escândalo da Globo:

    (A ordem cronológica é de baixo pra cima.)

    http://www.tijolaco.com.br/index.php/o-cafezinho-de-miguel-forte-e-fervendo/

    http://www.ocafezinho.com/2013/07/11/a-historia-da-bomba/

    http://www.ocafezinho.com/2013/07/10/nao-existe-crime-perfeito/

    http://www.ocafezinho.com/2013/07/10/dominio-do-fato-pega-familia-marinho/

    http://www.ocafezinho.com/2013/07/09/mensalao-da-globo-primeiras-paginas-da-bomba-atomica/

    http://www.ocafezinho.com/2013/07/08/sumico-de-documento-da-globo-motivou-processo-sigiloso-contra-funcionaria/

    http://www.ocafezinho.com/2013/07/05/mensalao-da-globo-chega-a-tv-aberta/

  105. Otto said

    Saiu na Folha, e no Terra também.

  106. Zbigniew said

    Pax,
    tudo começou aqui:
    http://www.ocafezinho.com/2013/06/27/bomba-o-mensalao-da-globo/

    Esse aqui também é interessante
    http://www.ocafezinho.com/2013/07/13/globogate-e-uma-aula-do-azenha/

    Não se trata de um blog da grande mídia (nem poderia ser). Mas os fatos levantados mereceram nota da própria Globo e, ao que parece, o MP vai investigar mais a fundo o fato. É desanimador observar que um caso de tal dimensão mal repercute fora das redes sociais, e em especial, da blogosfera progressista.

  107. Jose Mario HRP said

    Patriarca, o que dá medo é o silincio da mídia para com esse acúmulo de denúncias contra o “etico” J. Barbosa!

    Tudo muito parecido com o início do “desastre” Collor em 1989!
    E o Cabralzinho?
    Verdadeiro inferno astral!

  108. Jose Mario HRP said

    Comentário 97:
    Muito esclarecedor!

  109. Pax said

    Caro Otto e Zbigniew,

    Se puderem me indicar os links da Folha e do Terra eu prefiro. Nada contra Miguel do Rosário, mas sim com o compromisso do blog.

    Ontem, mais uma vez, in loco, constatei que a China veio pra ficar. Numa feira com uns 150 estandes, uns 100 de produtos chineses, alguns europeus (italianos, alemães, espanhóis etc – vários destes parceiros dos chineses) e nenhum, absolutamente nenhum, estande de produtos ou serviços americanos.

    Hoje e amanhã volto para lá.

    Cabralzinho Cavendish

    Ou cai, ou caímos na real que nada de nada vai mudar. E aí o povo vai se aquietar? Acho que não.

  110. Zbigniew said

    Pax,
    não entendi. Contra o compromisso do blog linkado? Não consegui encontrar tal informação (não sei se porque estou acessando de um dispositivo móvel). Ou do teu próprio blog?

  111. Elias said

    Pax,
    Com relação às manifestações populares recentemente ocorridas no país, eu disse que:

    a – do ponto de vista político, elas têm a profundidade de um pires;
    b – elas não conduzem ao enfrentamento de um único problema estrutural do país.

    Esse negócio de “vão mudar o país” ou “não vão mudar o país” é coisa tua.

    Mudar? Podem mudar, sim. Mas lembra que nem toda mudança é pra melhor. Pode-se mudar pra pior. Ou muito pior.

    Certo?

  112. Patriarca da Paciência said

    “Vice-presidente da Câmara dos Deputados, o deputado André Vargas (PT-PR), que promulgou a PEC que criou quatro novos tribunais regionais federais, reage com indignação à liminar concedida pelo presidente do STF, Joaquim Barbosa, sustando a decisão do Congresso Nacional; “ele se aproveitou do recesso para dar uma liminar que mostra seu desapreço pelo parlamento e pela democracia”; guerra entre poderes ganha novo capítulo”

    http://www.brasil247.com/pt/247/parana247/108920/Vargas-ao-247-Barbosa-age-como-um-imperador.htm

    Mais uma do Barbosão! Como disse uma vez o Marco Aurélio Mello ao Gilmar Mendes, “Vossa Excelência quer abrir guerra total aos parlamentares?”

    Vamos ver até aonde isso vai! Um magistrado, ou melhor, um promotor, totalmente inexperiente em assuntos políticos, tentando tutelar 600 velhas raposas felpudas! Estou pagando para ver!

    HRP, 107, acho que hoje não corremos mais tanto risco de sermos enganados pela velha mídia corporativista, com seus salvadores da pátria ou caçadores de marajás. A internet cada vez mais ganha influência.

  113. Pax said

    Caro Zbigniew,

    O Sobre o Blog assume o compromisso de colecionar notícias dos principais veículos de comunicação. Até uso alguns blogs, destes veículos, por exemplo o Josias, o Fernando Rodrigues etc.

    Caro Elias,

    Mudanças à vista, profundidade etc…. vamos lá antes que saia para falar com chineses que falam inglês como os brasileiros falam espanhol…

    a – até agora a profundidade da discussão é, sim, concordo contigo, da fundura de um pires, dos rasos mesmo.
    b – mas eu nunca tinha visto, desde muito tempo, todo mundo falando de política
    c – estive em algumas passeatas, incluindo interior… e gostei muito de ver o povo à rua, reclamando, protestando
    d – acho isso política com P
    e – melhor que essa hoje praticada pelos partidos brasileiros, congresso (com c mesmo) etc.
    f – até uma coisa melhorar a outra, se é que o povo vai continuar reclamando, o que espero, torço e boto ajuda, vai demorar muito
    g – mas é um bom começo
    h – sim, podemos ter percalços neste caminho
    i – por exemplo trocando 6 por meia dúzia menor
    j – um exemplo é achar que o PSB será muito melhor que o PMDB, na aliança com o PT. O PSB é forjado no coronelato, também. Muda vírgula pequena.
    k – outro exemplo é achar que o PSDB com o DEM farão um governo mais limpo, que é uma burrice fenomenal, basta ver o histórico
    l – outra coisa é o PT (viu o artigo do Lula no NYT?) ouvir o líder e fingir que vai mudar
    m – ao mesmo tempo que coloca o Vaccarezza à frente da “pseudo” reforma política
    n – no mesmo instante que Cabralzinho Cavendish está pra entrar de pescoço numa guilhotina
    o – só mesmo o PT pra continuar com essas e achar que engana todo mundo, que todos esqueceram do “nós somos teu”.

    enfim, tem muito tempero neste caldeirão

    mas té melhor que a mornice mesmicenta de antes.

  114. Elias said

    Patriarca,
    Nessa, salvo engano, o Joaquinzão está correto.

    Pelo ordenamento jurídico brasileiro, que deve propor a criação de novos TRFs é o Judiciário.

    Evidentemente que isso é um absurdo… Acontece que foi assim que Suas Excrecências decidiram, quando escreveram esse quasímodo, misto de literatura pornográfica com coletânea de humor negro involuntário, que atende pelo vulgo de “Constituição da República”.

    Salvo engano, pra se aprovar uma EC de iniciativa parlamentar, criando novos tribunais regionais federais (que são absolutamente necessários), deve-se, antes, aprovar uma EC extinguindo o absurdo (e imoral) monopólio do Poder Judiciário.

    As Excrecências do Congresso Nacional fazem m… até quando acertam.

    Já o Joaqjuinzão — quem diria!? — acertou ao errar…

    Ou talvez tenha errado, ao fazer, finalmente, uma coisa certa…

  115. Zbigniew said

    Pax,
    permita-me expor uma opinião, com todo o respeito.

    Acredito que teu blog ao colacionar, de preferência, notícias dos grandes portais em detrimento de blogs menores, repete o comportamento cartorário típico das relações sócio-jurídicas brasileiras. Todo e qualquer contrato ou declaração tem que ter a chancela e o selo de autenticidade fornecidos pelo Estado, ainda que por delegação. O que retrata a cultura da tutela estatal das relações privadas, que, curiosamente, enriquecia alguns privilegiados atribuindo-lhes a capacidade de inferir autenticidade a tais relações, através daquilo que se chama “fé de ofício”. Hoje, pelo menos, isso é feito por concurso público.

    As grandes empresas de comunicação são como os cartórios; as notícias como os contratos e as declarações, precisam da chancela desses grupos para que tenham alguma credibilidade, ainda que os blogs menores tragam documentos do próprio Estado que comprovem suspeitas o suficiente para, pelo menos, iniciar uma investigação; e ainda que esses mesmos grandes meios de comunicação tenham comprovadas relações suspeitas ou irregulares com o Estado. Poderíamos até dizer que a frase “se não passou no Jornal Nacional…” é o exemplo máximo dessa fé de ofício.

    Considero, com todo o respeito, repito, que desta forma mantém-se a cultura da concentração dos meios de comunicação e da sua não democratização, isso numa época em que a internet traz novas possibilidades, como a capacidade de desmentir notícias inverídicas ou plantadas, veiculadas pelos grandes ou pequenos meios, em tempo real.

  116. Zbigniew said

    Ainda sobre o caso do sumiço do processo da Globo:

    “E como a funcionária [nível médio] arrumou grana para contratar CINCO advogados [dos mais caros do Brasil]? A “Folha” não quis saber.”

    http://democraciapolitica.blogspot.com.br/2013/07/fraude-da-globo-folha-protege-gilmar.html?m=1

  117. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    eu concordo que, burocraticamente, o Barbosão pode até estar certo, mas politicamente é um erro colossal. Eu também acho que, entre os parlamentares, há muitas pessoas desqualificadas, como por exemplo, o Coutão, do PSDB do Pará, mas também há muitas pessoas de alto nível, grande cultura e notável experiência política. Sempre vejo a TV Senado e TV Câmara e tenho visto vários políticos de alto nível entre os parlamentares.

    O Barbosão vem tentando tutelar os parlamentares faz muito tempo. As coisa já estão começando a ficar feias para o lado dele e, creio, daqui para a frente, ficarão bem piores.

    No parlamento brasileiro há muitas pessoas de cultura, inteligência, experiência política e traquejo social bem acima do que sonha a vã filosofia do Barbosão e, também, bem acima do nível do Barbosão.

  118. Pax said

    Caríssimo Zbigniew,

    Claro que aceito tua crítica, mas tenho algumas observações a fazer.

    Eu não uso somente a tal mídia que chamamos de viciada, cartorial, pertencente a meia dúzia de famílias. Uso, também, outros veículos, como Agência Brasil, Terra (que é outro cartório, mas outro poder econômico) etc. Este é um primeiro ponto.

    O segundo, me permito refletir, é tentar separar o joio do trigo. Nem todos que trabalham nesta tal grande e viciada mídia são venais, são maus profissionais, são dirigidos. Há grandes jornalistas brasileiros, sim, que trabalham nestes veículos. Gente briosa. E desta tal mídia há notícias importantes, claro. Se não não as líamos. E todos nós lemos, assistimos, ouvimos.

    Um terceiro ponto é a questão deste blog que teve um início e se manteve nele. Decidi fazer a pescaria dentro de um parâmetro, uma determinada “regra” que as notícias seriam colecionadas nestes veículos. Poderia mudar? Claro que sim. O blog, vocês e eu não devemos nada a ninguém, que eu saiba. Aqui se é livre para a discussão, seja ela qual for – com raríssima exceção para trollagem que nem vale a pena discutirmos.

    Um quarto ponto seria determinarmos quais regras deveríamos adotar para termos “regras” diferentes das estabelecidas. Por exemplo, o blog declara que não isenta ou favorece ninguém ou partido e pesca notícias de corrupção e desvios seja lá de quem for. E tento seguir este padrão, sim.

    Tem notícia sobre o PT, o PSDB, o PMDB, o DEM etc etc. Pois bem.

    Se eu quiser, por exemplo, adotar o blog do Miguel do Rosário, ou do Paulo Henrique Amoris, ou do Eduardo Guimarães etc, claro que poderia fazê-lo. Mas, ou mudo de novo a regra, ou teria que escolher do outro lado da moeda, com Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes e por aí afora. Caso contrário já estaria criando regras para fugir das regras etc etc. Não sei se me fiz entender.

    Para seguir com minha cabeça tranquila, com meu coração em paz, as regras que adotei desde o início não me parecem tão ruins assim.

    Claro que a questão da sonegação de O Globo se encaixa no mote deste blog. E há onde achar fora destes blogs que tem lados declarados, como vcs mesmo disseram e vi de soslaio, saiu no Terra, acho que saiu na Folha, a própria Globo soltou nota desmentindo etc etc. O que quer dizer é que dá, sim, pra fazer um post sem usar blogs com tarja partidária.

    O que eu tenho que pedir desculpas e peço mesmo, é que o blog não tem conseguido acompanhar a pauta mais amiúde. Os tempos aqui estão um pouco mais curtos, algumas chateações no blog tiram um pouco o ânimo – mas já passaram rapidinho – etc. A culpa é minha, muito mais que das regras do blog.

    Espero ter te respondido e, por favor, critique qualquer coisa em cima deste nosso espaço. Qualquer coisa mesmo. Não há ponto que exista impedimento. Talvez peça para não entrarmos em questões familiares ou coisas que não vem ao caso, mas deste mal você e os habitués não sofrem, desta falta de elegância não tenho uma vírgula a reclamar.

    E me desculpem não ter feito o post, é que esses dias estou vendo tudo chinês na minha frente. Impressionante. Acho que temos que aprender mandarim e cantonês – e bem rápido.

    — Ainda neste fim de semana terei que trabalhar direto e semana que vem viajo, mas prometo que sai este post sobre O Globo, pedindo um pouco de paciência.

    — outro ponto é que não tenho me atrevido a opinar demais sobre as manifestações, o momento. Já fiz este post arriscando um bocado de erro porque cada dia tudo muda. Mas, enfim, não acho que tenho mais competência ou o quê dizer do que todos nós vimos discutindo esses dois meses todos os santos dias.

  119. Zbigniew said

    Caro Pax,
    agradeço seus esclarecimentos.

    Observo que você procura prestigiar as notícias estáticas, não opinativas, oferecidas sem tarja partidária. E o faz, na minha opinião, de forma correta.
    No entanto vou ousar algumas observações:

    Essas fontes que vocé citou não são, de forma alguma, apartidárias ou não ideológicas (o que seria impossível). Elas têm sim lado, apenas não declaram as suas posições. Claro que em primeiro, segundo, terceiro e por aí vai (lugares) estão os interesses empresariais, e depois vem a corrente político-partidária que melhor se encaixa na instrumentalização que permita alcançar tais interesses. Mas a isenção, principalmente em questões político-econômicas, passa bem longe. Quanto mais em questões de cunho de crime fiscal de uma co-irmã?.

    Quanto aos blogs que se declaram (e convenhamos que você só terá isso mais claro nos ditos progressistas), na minha opinião, não haveria mal algum em veicular uma informação dessa natureza, ainda que opinativa, mas desde que bem fundamentada e documentada (como no caso da série levantada pelo Miguel do Rosário). Se o rola-bostas conseguisse trazer uma informação corretamente fundamentada e documentada (sei que isso é utopia mas estou apenas forçando um exemplo extremo), não haveria mal algum, na minha opinião, em dar publicidade à mesma em face de sua relevância. Talvez você pudesse ressaltar que o texto não expressa necessariamente a opinião do blog.

    Mas veja, são apenas opiniões minhas. Respeito sua escolha e mais uma vez agradeço seus esclarecimentos.

  120. Jose Mario HRP said

    Bem, não há mal que sempre dure, nem bem que para sempre perdure…….
    Chegou a vez dele:

    http://correiodobrasil.com.br/noticias/politica/gurgel-sofre-novo-reves-e-precisara-explicar-licitacao-para-tablets-da-apple/628584/

  121. Zbigniew said

    É HRP, o Gurgel não é a Globo.
    Sobre isenções e isenções:

    “Viomundo
    O mau jornalismo da Folha no caso dos médicos “desistentes”

    publicado em 18 de julho de 2013 às 23:42

    O dr. Thomaz Srougi e Cesar Camara na frente da clínica médica particular na favela do Heliópolis. Cesar atende lá com jaleco do Sírio-Libanês, onde também trabalha

    por Luiz Carlos Azenha e Conceição Lemes, a partir de leitora indignada da Folha

    Há muitas críticas sinceras aos programas do governo Dilma no setor da Saúde, dentre os quais o Mais Médicos. O próprio Viomundo já publicou várias delas, aqui, aqui e aqui.

    Porém, causa-nos estarrecimento ler nas redes sociais manifestações de xenofobia, racismo e desrespeito aos médicos estrangeiros, para não falar da completa piração direitista de que os médicos cubanos viriam ao Brasil promover uma revolução comunista.

    As entidades médicas, por razões corporativistas, dizem que não faltam médicos no Brasil e que o problema seria a má distribuição. Não é verdade. Faltam profissionais nas regiões mais distantes e nas periferias das grandes cidades e eles também estão mal distribuídos. Nas regiões Sul e Sudeste do País há maior concentração de médicos, enquanto no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, ela é menor.

    A leitora indignada que nos procurou protestou contra a cobertura distorcida que, segundo ela, é dada pelaFolha de S. Paulo ao assunto, especialmente no caso do programa Mais Médicos.

    Ela aponta para a seguinte sequência de eventos:

    O dr. Miguel Srougi (professor titular de urologia da Faculdade de Medicina da USP) escreveu um artigo de opinião no jornal detonando as ações do governo Dilma no setor de saúde:

    Senhora presidente, mais um clamor, respeitoso. Assuma a determinação política de priorizar recursos para as áreas sociais. Atue na saúde com competência e sensatez, não com respostas transloucadas aos gritos indignados da nação. Para que os brasileiros possam vislumbrar o alvorecer com esperança. E combata com arrojo o grupo de ímprobos e incompetentes instalados no teu entorno. Sem esquecer o arcebispo Desmond Tutu: “Se ficarmos neutros numa situação de injustiça, teremos escolhido o lado do opressor”.

    O dr. Miguel Srougi é o mesmo que, em 2010, havia rasgado elogios ao então candidato ao Planalto José Serra, do PSDB, adversário de Dilma:

    Difícil conseguir isso? Não, se reconhecermos entre nossos dirigentes aqueles dotados de sabedoria e integridade, capazes de transformar a sociedade, tornando-a mais justa para seus filhos. Com esses sentimentos, coloco-me ao lado de José Serra.Pode-se concordar ou não com sua forma de se relacionar, muitas vezes difícil, mas não há como ignorar algumas marcas incomparáveis da sua atuação política. Nos cargos públicos que ocupou, suas ações beneficiaram não apenas os mais desprotegidos, mas todos os estratos da nação. Na saúde, Serra opôs resistência quase solitária aos interesses indevidos que, com uma frequência além do razoável, rondam o setor.

    Até aí, normal. Ter opinião é necessário e importante, diz a leitora.

    Porém, hoje, a Folha deu na capa do caderno Cotidiano: “Médicos alegam falta de direitos e desistem de programa de Dilma”.

    Leiam o subtítulo: “Profissionais recuam de inscrição ao saber que não há décimo-terceiro e FGTS” (grifo nosso).

    É fato que este é um dos aspectos mais criticados do programa: a falta de garantias trabalhistas para os profissionais. Bolsistas ou contratados? É um debate justo e necessário.

    Porém, dos 11.701 médicos inscritos no programa, a Folha só ouviu dois, ambos apresentados como desistentes.

    Ambos disseram ter se inscrito e desistido do Mais Médicos por deficiência do programa.

    Porém, é importante destacar que houve um movimento de doutores no sentido de sabotar o programa. Como? Fazendo a inscrição e desistindo posteriormente ”para atrapalhar o cronograma e o recrutamento dos médicos estrangeiros”, segundo a própria Folha explicou.

    Impossível dizer se os dois médicos ouvidos pela Folha pretendiam desde o início participar do protesto. Eles se manifestaram como se tivessem sinceramente desistido por objeções à iniciativa posteriores à inscrição.

    O fato é que a reportagem que motivou o protesto da leitora traz uma imensa foto do dr. Cesar Camara, com a frase:

    “Não há direito algum. Fica complicado aceitar um trabalho nessas condições”, diz o urologista Cesar Camara, 38, de São Paulo, que fez a inscrição e desistiu de efetivá-la.

    E quem é o dr. Camara?

    Assistente do dr. Miguel Srougi, conforme ele próprio escreve em sua página no Facebook:

    Na terça-feira que precedeu a reportagem (publicada quinta) ele pede ajuda para encontrar médicos que tenham se inscrito e posteriormente desistido do Mais Médicos.

    Cesar faz parte do corpo clínico do setor de Urologia do Hospital Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, cujo professor titular é o dr. Miguel Srougi. As áreas dele são litíase (cálculo renal) e endourologia (área endocrinológica da urologia).

    As relações do dr. Cesar Camara com a família do chefe vão além. Ele trabalha na clínica médica do dr. Thomaz Srougi, filho do dr. Miguel, que fica na entrada da favela de Heliópolis e só realiza consultas particulares, que custam de R$ 40 (clínica-geral) a R$ 60 (especialidades). Não vale convênio, tampouco cartão do SUS.

    César também trabalha no Hospital Sírio-Libanês. Aliás, ele usa na clínica de Heliópolis o jaleco que tem costurado o nome do Sírio-Libanês. Segundo matéria publicada no Estadão, a sua consulta particular custa R$ 450.

    César iria largar tudo isto — carreira promissora na Urologia da USP, trabalho no Sírio-Libanês, um dos mais prestigiados hospitais do Brasil, consultas de R$ 450 no seu consultório e a clínica com o filho do chefe — para participar do programa Mais Médicos, para atender pacientes do SUS?

    O programa Mais Médicos, vale lembrar, pagará uma bolsa de R$ 10 mil por mês, mas os médicos terão de cumprir 40 horas semanais de trabalho. Supondo que Cesar tivesse escolhido ir para a periferia da cidade de São Paulo, onde encontraria tempo para as suas outras atividades?

    O jornal não sabia disso? Não questionou o médico para saber se ele se inscreveu apenas para desistir e atrapalhar a implantação do programa, cujo objetivo é atender de graça nas periferias, através do SUS, pacientes como os que ele atende cobrando em Heliópolis?

    Independentemente das respostas do doutor Cesar, de uma coisa estamos certos: a leitora indignada tem razão.

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/indignada-os-medicos-e-a-cobertura-da-folha.html

  122. Elias said

    Patriarca,

    I
    Não é uma questão burocrática. É uma questão CONSTITUCIONAL.

    O juiz tem que cumprir as leis, a começar pela maior deles: a Constituição. Mesmo que a Constituição não passe de uma pilha de m…, como a do Brasil. Nesse caso, tem mais é que reformar a Constituição, e isso não é trabalho pra juiz. Mexer na Constituição — aí, sim! — é matéria política (tão política, e tão séria que, a bem da verdade, nem deveria ser tratada por políticos profissionais).

    Cumprir a Constituição, foi o que o Barbosão não fez no julgamento dos mensaleiros. Fez agora.

    Nessas circunstãncias, deve-se criticá-lo por só cumprir a Constituição quando isso convém aos misteriosos propósitos dele.

    Erro político? Isso DEVE SER matéria estranha ao membro de um tribunal superior. O membro do tribunal superior NÃO DEVE ter projeto político pessoal. Seu projeto e proposito único é CUMPRIR E FAZER CUMPRIR AS LEIS, APLICANDO-AS AOS PROCESSOS SOB SEU JUÍZO.

    Juiz existe pra isso, não pra fazer política.

    II
    Senadores de alto nível?

    Claro, devem existir, sim… Não consigo lembrar de nenhum, agora, mas deve existir, sim…

    Não é a eles a quem me refiro. Eu me refiro ao Congresso como um todo. As leis que saem do Congresso brasileiro, na maior parte dos casos, são grandes porcarias.

    Vou te dar um exemplo: a Lei 8.666 (vulgarmente conhecida como “a lei das licitações”). Já foi emendada e remendada um porrilhão de vezes e continua cheia de erros técnicos grosseiros, que qualquer estudante de direito, contábeis, economia ou administração não tem nenhuma dificuldade em encontrar.

    Quer que cite alguns? La vai:

    1 – Art. 27, inciso V: a Lei 8.666 exige prova direta de fato negativo, algo humanamente impossível.

    2 – O artigo 38, inciso VI e o artigo 43, inciso VI, dispõem de forma diferente sobre o mesmo assunto.

    E assim por diante. Poderia ficar até o fim do dia apontando cocozinhos nessa lei.

    É o que acontece com uma das leis mais conhecidas e, por suposto, mais aplicadas, no dia-a-dia do país. Imagina nas demais…

    Os senadores e deputados de alto nível devem ter se esforçado em esconder muito bem escondido o alto nível deles, pra produzir tantas e tamanhas porcarias.

    A EC dos novos TRFs é só mais outra. Eles “esqueceram” de, antes, aprovar uma EC extinguindo o monopólio dos Tribunais Superiores.

    Vai ver que, mais uma vez, na hora de fazer o trabalho, o pessoal de alto nível saiu pra fazer cocô, propriamente dito, e não voltou…

    Aí o pessoal que ficou, fez m…

  123. Patriarca da Paciência said

    Meu caro Elias,

    já dizia o velho e bom Shakespeare, “a tragédia do ser humano é ser um projeto inacabado, o qual vai sendo construído aos poucos, desde o nascimento, até a hora da morte” (tradução livre).

    O que torna um ato criminosa é a intenção de pratica o crime!

    Como dizia São Francisco de Assis, “é errando que se aprende”.

    E como disse Einstein, “só não erra, quem nunca tentou acertar”.

    É nisso que temos que nos focar, aprender sempre ao longo de toda a vida e sempre tentar acertar.

    Aprender com os erros.

    Ter tranquilidade e bom sendo para reconhecer os erros.

    Por incrível que pareça, vejo tudo isso em muitas das entrevistas dos parlamentares, inclusive do Renan Calheiros e Henrique Alves.

    Pode-se dizer o que quiser dos presidentes da Câmara e do Senado, mas que são dois políticos que entendem a fundo de política, ninguém pode negar!

    Coisa que o Barbosão não entende lhufas!

  124. Jose Mario HRP said

    http://correiodobrasil.com.br/ultimas/guerrilha-de-indenizacoes/628528/

  125. Jose Mario HRP said

    Srs. do blog, uma dica de leitura:

    http://www.conversaafiada.com.br/politica/2013/07/18/lula-sobre-o-ira-obama-traiu/

  126. Elias said

    Patriarca,
    No lugar onde o Barbosa está, pouca diferença faz se ele entende ou não de política.

    Vamos olhar as coisas de 3 pontos de vista:

    PONTO DE VISTA 1: JOSÉ DIRCEU & ADJACÊNCIAS
    Se tu fosses o Dirceu ou a direção do PT, qual seria uma das tuas metas pessoais?

    Ferrar com o Barbosa, certo?

    Qual seria o modo mais simples, rápido e fácil de fazer isso?

    Seria tirar o Barbosa de dentro da capa blindada onde ele vive, e que atende pela alcunha de STF, certo?

    Ou seja: seria atrair o Barbosa pra arena política, fazendo com que ele se candidatasse a presidente da República.

    Em pouco tempo, Barbosa seria triturado. Não seria o bandido; nem o cavalo do bandido, nem o cocô do cavalo do bandido, nem mesmo a mosca que sobrevoa o cavalo do bandido. Barbosa seria transformado no protozoário que infesta o intestino da mosca que sobrevoa o cavalo do bandido…

    Isso mataria dois coelhos com uma só caixa d´água: primeiro, faria com que a oposição pensasse que estava com um bom jogo na mão. Quando ela percebesse o mico, seria tarde.

    Qual a chance disso acontecer?

    Nenhuma! Pelo simples e bom motivo de que nem a oposição nem o Barbosão são trouxas…

    PONTO DE VISTA 2: BARBOSÃO
    Ele é doidim, com episódios de doidão… Mas burro a gente sabe que ele não é…

    Barbosa sabe que não tem um telhado de vidro: tem um hangar de vidro!

    Sabe que a única proteção que ele tem é o STF. Enquanto ele estiver lá, estará seguro.

    Barbosa sabe que a única coisa que poderia derrubá-lo, dentro do STF, seria ele continuar arrumando brigas com o pessoal de lá.

    Mas isso ele parou de fazer, né? Porque de trouxa ele não tem nada…

    Vai continuar a fazer cocô no tapete persa da sala de visitas… E deixar o Dirceu e o PT esperando sentados…

    PONTO DE VISTA 3: EXCRECÊNCIAS SENATORIAIS E DE-PUTARIA-IS
    Têm mais o que fazer do que ficar brigando com Barbosão & quejandos.

    A esta altura da vida — 2º semestre de 2013 — a maior preocupação de um terço dos senadores e 100% dos deputados é manter a cabeça em cima dos respectivos pescocinhos.

    Leia-se: faturar uma reeleição no ano que vem.

    Considerando as coisas a partir desse ponto de vista, a conclusão é óbvia e evidente: uma briga com Barbosão não ajuda em nada, e pode até atrapalhar.

    Não custa lembrar que, de norte a sul, de leste a oeste, em todo o Brasil, o que não falta é otário acreditando, de boa fé, que Barbosão tem alguma coisa a ver com a moralização de alguma coisa…

    Pra quê investir num papel que, com certeza, não vai render nada e ainda pode dar prejuízo?

    Nada disso! Melhor continuar dando corda pro Barbosão se enforcar… E esperar que ele cometa um erro tamanho família.

    Aí é quando ele pagará o novo e o velho…

    Como dizia o velho escroque Peter Kelleman, o Brasil não é pra amadores…

  127. Patriarca da Paciência said

    “De forma “sorrateira”, conforme seu próprio vocabulário, o presidente do Supremo Tribunal Federal feriu a Lei Orgânica da Magistratura, a Lomam (LC 35/1979), ao manifestar sua opinião sobre um processo pendente de julgamento; foi o que aconteceu com a proposta de instalação de quatro novos tribunais regionais federais no País, medida suspensa por Joaquim Barbosa durante seu plantão no Judiciário e contra a qual ele já havia dado claramente sua opinião; de acordo com a lei, entre as penas para o “excesso de linguagem” dos magistrados estão advertência, aposentadoria compulsória e até demissão.”

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/109052/Barbosa-afrontou-Lei-Org%C3%A2nica-da-Magistratura.htm

    Caramba, Elias, será que o Barbosão já cometeu o erro tamanho família?

    Chega a ser impressionante que ele ainda se mantenha como presidente do STF!

  128. Patriarca da Paciência said

    “Em nota, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) afirmou que causa estranheza e perplexidade a decisão do ministro Joaquim Barbosa pois não havia urgência para a apreciação da matéria. Assinada pelo presidente da associação, Nino Toldo, a nota diz que a análise poderia ter acontecido em agosto, pois os novos tribunais devem ser instalados somente em dezembro.

    A entidade estranhou também o modo como a liminar foi concedida. A ADI foi ajuizada na tarde de quarta-feira, dia 17, e poucas horas depois o ministro concedeu a liminar. “É de se estranhar, também, o fato de que, embora a EC 73 tenha sido promulgada há mais de um mês, somente ontem, no último dia de trabalho ordinário do Congresso Nacional, a ação tenha sido ajuizada, tendo sido despachada em poucas horas, quando estava em plantão o ministro Joaquim Barbosa, que publicamente se manifestara contrário aos novos tribunais, inclusive em reunião com os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado”, diz a Ajufe.”

    http://novobloglimpinhoecheiroso.wordpress.com/2013/07/19/oab-vai-ao-stf-para-derrubar-liminar-do-proprio-stf/

  129. Pax said

    Pois, então… mais uma que fico devendo de imediato …mas já já nos posts de políticAérica

    http://www.istoe.com.br/reportagens/315089_O+ESQUEMA+QUE+SAIU+DOS+TRILHOS?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

    tá saindo pena de tucano pra todo lado…

  130. Pax said

    Dilma não suporta o Vaccarezza.

    Cesta de três pontos para Dilma.

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2013/07/20/dilma-cancela-ida-a-diretorio-e-abre-crise-com-pt/

    Tem cesta de seis pontos? De dezoito pontos? De vinte e um pontos? Se tiver, marca aí, Dilma fez um arremesso inesquecível.

  131. Pax said

    Nem tudo no PT está perdido… o líder, José Guimarães, diz que Vaccarezza não representa o partido…. enfim, algo assim.

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,lider-do-pt-na-camara-diz-que-vaccarezza-nao-representa-o-partido,1055211,0.htm

    Se fosse petista proporia para o partido promover o Vaccarezza. Para o DEM.

  132. Jose Mario HRP said

    Pax, a ARTESP admitiu dois dias atrás que as concessionarias das rodovias pedagiadas paulistas lucraram 02 bilhões de reais a mais do que deveriam pelos contratos iniciais assinados, pois o Sr. governador em exercicio sabe-se lá quando, Claudio Lembo , assinou adendo a todos eles, garantindo o lucrinho extra!
    KKKKKKKKK…..e ninguém reclamou, nem nada foi divulgado na mídia!
    Um grande golpe fantasma, feito na surdina, como esse esquema dos metros e trens metropolitanos.
    Covas/Alck/Serra, todos ladrões?
    Quem sabe algum dia saberemos……….

  133. Pax said

    Cabralzinho Dantas Cavendish em ação…

    http://coletivodar.org/2013/07/rio-policiais-civis-ameacam-manifestantes-com-arma-de-fogo-veja-video/

  134. Pax said

    Caramba, caro HRP!

    Essa história dos pedágios paulistas a gente já vem falando aqui faz um tempo… mas a imprensa vendida não dá nada. Tá fogo.

    Autobam tem Camargo Correa na participação, que ganha a nova marginal Tietê, que constrói bons pedaços do Rodoanel que …. que…, que…. sustentam o tucanato paulista faz décadas.

    E todo o esquemão parece ter se aprofundado ou criado pelo ídolo morto, o Covas.

    Enfim, nada como um dia após o outro e uma verdade no meio.

  135. Jose Mario HRP said

    E vem mais por aí, agora do presidente da câmara dos deputados e maletas de dinheiro, e um rolo muito mal cheiroso.
    Pesquisem nos blogs sujos da vida!

  136. Ches said

  137. Jose Mario HRP said

    Chestinho com medo de baratas?

  138. Ches said

    Fala H Romeu Pinto C. Bento, não canso de rir. Agora, baratas são horríveis.

  139. Jose Mario HRP said

    Diz a lenda que o Chest tem uma foto da Dilma no consultório , que serve de alvo para o jogo de dardos dele!
    KKKK…

  140. Ches said

    Intelijumência.

  141. Pax said

    Vaccarezza detonando… o próprio PT

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,cupula-do-pt-mantem-vaccarezza-a-frente-do-debate-da-reforma-politica,1055469,0.htm

  142. Zbigniew said

    Ato público pacífico contra as Organizações Globo no RJ. Há latência na sociedade pela descartelização dos meios de comunicação e sua democratização.

    “Diante do término iminente do ato público, sem nenhuma confirmação das previsões catastróficas, discretamente, o aparato militar começava a ser desfeito e o sorriso nos semblantes dos soldados, armados até os dentes, demonstrava a incredulidade diante do ato público que, de acordo com os organizadores, foi “a mais bem sucedida ação pública contra o gigante midiático que lidera a concentração dos meios de comunicação do país”, segundo o jornalista Marcos Pereira, também coordenador do Barão de Itararé.

    – Mais importante do que o número de pessoas na manifestação foi o seu peso simbólico. Hoje, as Organizações Globo temem a população. Mais do que nunca, sabem que já não são mais capazes de manipular as notícias, na tentativa de enganar os brasileiros. Hoje, vamos às ruas para mostrar que os tempos mudaram e é preciso acabar com o cartel que tenta impedir a democratização da comunicação no país – afirmou, enquanto um grupo puxava slogans como “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo” e “a verdade é dura, a Rede Globo apoiou a ditadura”.

    “E ainda apoia”.”
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-pacifica-manifestacao-no-rio-contra-a-globo

  143. Zbigniew said

    Olha o Barbosão de novo aí:

    “BARBOSA COMPRA APÊ DE R$ 1 MI EM MIAMI E FOGE DO LEÃO

    O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, surpreende mais uma vez; depois da reforma de R$ 90 mil do banheiro, da relação questionável com Luciano Huck e da liminar sorrateira que suspendeu uma decisão do Congresso, a bomba: ele comprou um imóvel avaliado em R$ 1 milhão na Meca dos endinheirados latinos e usou de um artifício fiscal para obter benefícios fiscais; comprou o apartamento em nome de uma empresa criada nos Estados Unidos, a Assas JB Corp.; em nota, Barbosa disse que a estrutura da operação foi a recomendada por um advogado; “tenho meios de sobra para adquirir imóvel desse porte”, disse ele.

    20 DE JULHO DE 2013 ÀS 20:08″
    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/109166/Barbosa-compra-apê-de-R$-1-mi-em-Miami-e-foge-do-Leão.htm

  144. Patriarca da Paciência said

    Zbigniew,

    pois não é, assim fica fácil demais detonar o Barbosão!

    Como disse o Elias, o cara parece ter uma irresistível atração pelo suicídio!

    Ou será que ele está apenas planejando se aposentar e ir morar no lugar dos seus sonhos, visto que, como já demonstrou várias vezes, o Barbosão fala um bom inglês!

    Dizem que o último czar, Nicolau II, dominava a língua inglesa tão bem quanto os lords ingleses!

  145. Jose Mario HRP said

    Barbosão acumulador, de grana, amigos estranhos, e de empregos aos quais já não se dedica, mas ainda lhe rende polpuda remuneração!
    Muita ética mesmo, do nosso paladino vingador!
    Dá vontade de vomitar…….

  146. Zbigniew said

    Aí fica fácil, Patriarca.
    E, voltando à Globo, agora incluindo o MPF, será que existe um MP tucano a proteger os interesses da emissora?

    “por Conceição Lemes

    Nessa quinta-feira 18, a Folha de S. Paulo publicou reportagem assinada por Cátia Seabra e Fernando Mellode, afirmando que:

    O Ministério Público denunciou o jornalista Amaury Ribeiro e outras quatro pessoas acusadas de quebras pelo sigilo de pessoas ligadas a José Serra em 2009. A Procuradoria pediu ainda a abertura de inquérito para identificar mentores da ação.

    Em 2010, quando Serra enfrentou Dilma Rousseff na corrida pela Presidência, dados sigilosos do ex-ministro tucano Eduardo Jorge foram encontrados num dossiê em posse da equipe da pré-campanha petista. Segundo investigação da PF, o sigilo de Veronica Serra, filha do ex-governador, também foi quebrado.

    “Eu não quebrei sigilo de quem quer que seja”, rebate o jornalista Amaury Ribeiro Jr. “Este processo está quatro anos no Ministério Público Federal. Agora, justamente no dia em que recebo do exterior a documentação sobre o processo contra a Rede Globo por sonegação, lavagem de dinheiro, crime contra o sistema financeiro, utilização de empresas nas Ilhas Virgens Britânicas para pagar à Fifa pelos direitos de transmissão da Copa de 2002, o Ministério Público Federal decide me denunciar.””
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-reacao-de-amaury-jr-contra-robalinho

    “Aliás, essa mesma documentação já havia sido encaminhada ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel”, observa Amaury. “Acho uma coincidência absurda, porque os documentos, que acabo de receber das Ilhas Virgens sobre as movimentações da Globo e da Fifa, comprovam que a cúpula do Ministério Público tucano, ligada a Robalinho, prevaricou feio.””

  147. Jose Mario HRP said

    Ministério Público Federal aparelhado pela direita é mais que “Soda”!
    E depois aquelas óperas bufas do Gurgel e JB , no julgamento da 470!
    Credibilidade ZERO!

  148. Jose Mario HRP said

    A história toda, com detalhes:
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/07/1314299-barbosa-cria-empresa-para-comprar-imovel-em-miami.shtml

  149. Otto said

    Após denúncia contra PSDB de SP, site da IstoÉ sofre ataque:

    http://www.blogdacidadania.com.br/2013/07/apos-denuncia-contra-psdb-de-sp-site-da-istoe-sofre-ataque/

  150. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    com o link postado pelo HRP no comentário 148, acho que você já poderá fazer um post sobre o Barbosão!

  151. Elias said

    Patriarca,

    Aos poucos, o Barbosão vai perdendo a utilidade que teve para a direita brasileira… Que, hoje, já começa a fazer cara de paisagem, todas as vezes que o moço deixa um repolhão marrom na sala de visitas (ou seja, numa semana sim, noutra também…).

    Das últimas cocozadas dele, a que me parece pior é a desse imóvel em Miami. Não se trata dele ter ou não dinheiro pra comprar, que isso a gente sabe que ele tem (só não teria se usassse dinheiro pra acender fogo em churrasqueira, mas só acredito que ele faz isso se vê-lo comer, em rede nacional, aquilo que ele costuma deixar cair na sala de visitas…).

    O problema não é esse… O problema é ele ter usado artifícios pra não pagar impostos.

    Isso num juiz é — pelo menos, deveria ser… — lápide! Como ele poderá julgar um indivíduo acusado de acumular “sorrateiramente” patrimônio no exterior? A defesa desse indivíduo poderia ser simples, concisa e cândida: “…Meretríssimo, eu apenas segui o exemplo de Vossa Execelência…”. (O “r” aí foi acidentalmente proposital).

  152. Zbigniew said

    Pois é: o Presidente da maior Corte do país e a maior emissora do país, utilizando de expedientes para fugir da Receita. E o MPF fazendo cara de paisagem.

  153. Patriarca da Paciência said

  154. Pax said

    Caraminguá é caraminguá. A Vale não lida com caraminguá. Lida com volume grosso. Muito grosso. E usa artifícios de estado para suas práticas nem sempre ortodoxas.

    Lúcio Flávio Pinto é do tipo de jornalista que todo jornalista gostaria de ser. Nem sempre é.

    Pois, então…

    http://br.noticias.yahoo.com/blogs/cartas-amazonia/espionagem-da-vale-221026270.html

  155. Patriarca da Paciência said

    Ontem o telejornal da Globo mostrou vários bairros da cidade de Detroit, Estados Unidos, em ruínas e que a cidade pediu oficialmente falência. Estranhei nunca ter visto qualquer notícia sobre o assunto e efetuei uma pequena pesquisa. Encontrei uma notinha na BBC Brasil:

    Cidade americana terá administrador emergencial

    Atualizado em 14 de março, 2013 – 20:32 (Brasília) 23:32 GMT

    Um gerente financeiro emergencial foi apontado para assumir a administração da cidade de Detroit, que passa por uma grave crise financeira.

    Um gerente financeiro emergencial foi apontado para assumir a administração da cidade de Detroit, que passa por uma grave crise financeira.
    Kevyn Orr, um advogado que trabalhou na reestruturação da montadora Chrysler, após processo de falência.
    As finanças de Detroit se deterioraram devido ao declínio da indústria automobilística, erros administrativos e corrupção.

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/ultimas_noticias/2013/03/130313_detroit_administrador_lk_rn.shtml

  156. Patriarca da Paciência said

    Mas a notinha fala sobre os motivos da falência de Detroit: As finanças de Detroit se deterioraram devido ao declínio da indústria automobilística, erros administrativos e CORRUPÇÃO.

    Pois é, onde andam os defensores da imacularidade dos políticos norte-americanos?

  157. Otto said

    Para quem se interessa em social-democracia, olha aqui informações sobre a “bola-família” britânica:

    Vejam o que o sociólogo Alberto Carlos Almeida escreveu em seu artigo ‘O Bolsa Família e outras bolsas’ (ver link abaixo):

    “O Brasil adotaria políticas sociais que resultariam na dependência, ao passo que, por exemplo, o Reino Unido pós-Thatcher seria o exemplo de dinamismo e de alocação eficiente de recursos. A maioria dos críticos do Bolsa Família também idealiza o que acontece em outros países. Nada mais distante da realidade do que achar que somente no Brasil os mais pobres recebem algum tipo de auxilio do governo para sobreviver. Na verdade, o Brasil é um dos países que menos auxílio presta aos mais pobres. Mais uma vez, o exemplo do Reino Unido é paradigmático: lá existe até mesmo o bolsa funeral.”.

    No texto de Almeida, ficamos sabendo que entre alguns dos principais benefícios sociais (Bolsas) oferecidos pelo governo britânico aos pobres, estão:
    – Bolsa Funeral (R$ 2100 para ajudar no enterro de seu familiar, incluindo pagar flores, caixão, uma viagem de algum parente para o velório, etc);
    – Bolsa Aquecimento no Inverno (média de R$ 2400 por mês para ajudar as pessoas a se aquecerem no inverno);
    – Bolsa Necessidades Especiais (para deficientes ou idosos, no valor de até R$ 1500 mensais);
    – Bolsa Cuidados de quem tem necessidades especiais ( R$ 720 mensais);
    – Bolsa Aquecimento por painéis solares (até R$ 3600 mensais);
    – Seguro-Desemprego (R$ 720 mensais).

    E vejam que isso acontece mesmo com o Reino Unido sendo um país muito mais rico do que o Brasil.
    A renda per capita britânica é de US$ 38.600 anuais (2012), contra cerca de US$ 12.800 anuais do Brasil (dados do FMI).
    E a distribuição de renda no Reino Unido também é muito melhor do que a brasileira, pois enquanto o índice de Gini do Brasil é de 0,519 (dado de 2012), o do Reino Unido é de 0,36.
    Obs: É bom lembrar que o índice de Gini vai de 0 a 1 e quanto mais próximo de 1, maior é a desigualdade existente em um país .
    E o IDH britânico é de 0,85, bem maior que o brasileiro, que é de 0,73. Com isso, enquanto o Reino Unido está na 26a. posição no IDH da ONU, o Brasil se encontra na posição 85.
    Mesmo assim, o governo britânico mantém uma série de benefícios que visam ajudar a população mais pobre em momentos de dificuldade ou de necessidade, como pudemos constatar .

    E agora, neoliberais, o que é que vocês irão dizer a respeito disso, hein?

    http://guerrilheirodoanoitecer.blogspot.com.br/

  158. Ches said

    Que eles ficaram velhos DEPOIS que ficaram ricos, e estão gastando a poupança. Nós só fazemos dívidas.

    Mas vocês pediram? E vão levar!

  159. Otto said

    Tem gente que não acredita no PIG. Tem gente que não acredita que eles trabalhem em conjunto, na base do um por todos, todos por um. Vou falar exatamente pra esse pessoal.

    – Vocês leram reportagem da IstoÉ desta semana em que a multinacional alemã Siemens confessa esquema de corrupção em São Paulo, que atravessa todos os governos tucanos, de Mauro Covas a Alckmin, passando por José Serra?

    Ao assinar um acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a multinacional alemã Siemens lançou luz sobre um milionário propinoduto mantido há quase 20 anos por sucessivos governos do PSDB em São Paulo para desviar dinheiro das obras do Metrô e dos trens metropolitanos. Em troca de imunidade civil e criminal para si e seus executivos, a empresa revelou como ela e outras companhias se articularam na formação de cartéis para avançar sobre licitações públicas na área de transporte sobre trilhos. Para vencerem concorrências, com preços superfaturados, para manutenção, aquisição de trens, construção de linhas férreas e metrôs durante os governos tucanos em São Paulo – confessaram os executivos da multinacional alemã –, os empresários manipularam licitações e corromperam políticos e autoridades ligadas ao PSDB e servidores públicos de alto escalão. O problema é que a prática criminosa, que trafegou sem restrições pelas administrações de Mario Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, já era alvo de investigações, no Brasil e no Exterior, desde 2008 e nenhuma providência foi tomada por nenhum governo tucano para que ela parasse. Pelo contrário. Desde que foram feitas as primeras investigações, tanto na Europa quanto no Brasil, as empresas envolvidas continuaram a vencer licitações e a assinar contratos com o governo do PSDB em São Paulo. O Ministério Público da Suíça identificou pagamentos a personagens relacionados ao PSDB realizados pela francesa Alstom – que compete com a Siemens na área de maquinários de transporte e energia – em contrapartida a contratos obtidos. Somente o MP de São Paulo abriu 15 inquéritos sobre o tema. Agora, diante deste novo fato, é possível detalhar como age esta rede criminosa com conexões em paraísos fiscais e que teria drenado, pelo menos, US$ 50 milhões do erário paulista para abastecer o propinoduto tucano, segundo as investigações concluídas na Europa. [íntegra da reportagem aqui]

    Pois Jornal Nacional, O Globo e a Folha não acharam que seu público necessitasse dessa informação. Um escândalo de corrupção, denunciado por uma multinacional alemã ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), para os brimos piguentos não é notícia.

    O Estadão ainda tentou salvar a pele, com uma notinha de título melífluo e conteúdo ralo, com apenas 1500 caracteres, com espaço [confira aqui].

    Uma entrevista com Alckmin, ou Serra, nada.

    Pergunto a você que é fã desses veículos: E se fosse São Paulo governado esse tempo todo pelo PT e não pelo PSDB, o comportamento seria o mesmo?

    http://blogdomello.blogspot.com.br/

  160. Olá!

    Eita que as viúvas mensaleiras continuam com o chororô! Só uma coisa: As dirceuzettes nunca irão parar com o choro de viúva inconformada?

    O único e principal problema dos petistas com o ministro Joaquim Barbosa reside no fato dele ter dado uma contribuição decisiva para que petistas do alto escalão fossem mandados para a prisão.

    Essas coisas que falam dele (bateu na mulher, tráfico de influência para empregar o filho na Globo, a casa que ele comprou em Miami, e etc.) têm lá o seu fundo de verdade e merecem críticas. O que espanta é que na ala do PT há crimes de verdade, com evidências e tudo, mas nunca que a militância petista mostrou indignação e rigor para cobrar as falcatruas nas quais o partido deles se envolveu. É a típica indignação seletiva.

    Apenas para refrescar a memória do pessoal, eis alguns casos.

    01. O Lula, quando presidente, modificou uma lei do setor de telecomunicações que, posteriormente, veio a beneficiar um dos filhos dele, o Lulinha, que, do dia para a noite, deixou de ser zelador de zoológico e virou um empresário mega-milionário, tendo como investimento inicial 10 milhões de reais.

    Nunca que a militância petista demonstrou indignação perante um troço desses, que remete ao que há de pior na política nacional, o tipo de coisa que remete à politicagem dos rincões mais primitivos deste miserável país. Muito pelo contrário, em vez de indignação, o que não faltaram foram palermas entusiasmados, chamando o Lula de “Meu Lula!! Meu Começo!! Meu Meio!! Meu Fim!!” e coisas tais.

    02. O mesmo Lula, durante os seus dois mandatos, chegou ao extremo de colocar a sua amante em um cargo de considerável importância naquele escritório da presidência localizado em São Paulo. Até mesmo para os seus excessos sexuais e luxuriosos, o Lula não dispensa de utilizar dinheiro público para tal. Não houve um pio dos petistas nesse caso.

    03. Há também o Caso Celso Daniel no qual um petista foi brutalmente torturado e assassinado quando, nos idos de 2002, deu a entender que poderia tornar públicas informações sobre esquemas de corrupção cujo dinheiro alimentou a campanha presidencial do Lula em 2002. Houve indignação dos petistas perante tudo isso? Não, não houve. . . Ao contrário da indignação que nunca veio, o que aconteceu, de fato, foi a implementação de um esquema feito por notórios petistas, como Gilberto Carvalho, para acobertar, desinformar e jogar esse caso no esquecimento.

    Aliás, sobre Gilberto Carvalho, procurem nos governos dos países decentes/civilizados e tentem encontrar algum funcionário/secretário de alto escalão que tenha um passado do mesmo naipe desse cidadão.

    04. E para finalizar, o PT tem a desonra de ser o único partido a ter planejado, implementado e executado o maior e mais grave esquema de corrupção que o Brasil já teve em toda a sua história: O Mensalão.

    O Mensalão foi um esquema no qual um dos poderes da república, o executivo, subornava e corrompia um outro poder, o legislativo, para que este agisse de acordo com os caprichos da presidência, fazendo com que um dos pilares fundamentais de qualquer país que é ou queira ser civilizado, a separação entre os poderes, seja mandado pelos ares.

    Nos últimos 100 anos da história do Brasil, houve três grandes ataques à democracia: O Golpe de 1930; O Golpe de 1964; e o Mensalão. Isso é inegável.

    E no Mensalão, houve indignação da militância do PT? Ora, ora. . . É óbvio que não. Em vez de utilizarem tal episódio para expurgar do partido os corruptos, o que os petistas fizeram, de fato, foi uma campanha nacional para que os mensaleiros nunca viessem a julgamento. Nessa campanha, os petistas buscaram desmoralizar pessoas que representam importantes instituições democráticas, como o Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, e os ministros do STF que votaram pela condenação dos mensaleiros, sobretudo o Gilmar Mendes e o Joaquim Barbosa, este foi vítima de racismo de alguns petistas que o chamaram de coisas singelas como “Capitão do Mato”, “Negro de Alma Branca”, “Nazista”, “Negro Vadio” e coisas tais.

    Aliás, se alguém quiser ver um sumário do racismo petista/governista contra o ministro Joaquim Barbosa, é só clicar aqui; e para uma coletânea mais completa, aqui.

    Dentre esses tweets racistas da galera governista/petista contra o Joaquim Barbosa, destaco este daqui.

    Vejam lá que o petista/governista manda o Joaquim Barbosa voltar a ser pedreiro, já que, por ser negro, o energúmeno considera a toga do STF status demais para o ministro. Viram o que o pulha usa na imagem do seu avatar no twitter? Ele usa Mexeu Com LULA, Mexeu Comigo. Mais petista do que isso não dá!

    Eis, portanto, os petistas/governistas utilizando as piores expressões racistas para atacar uma pessoa negra que nada demais fez a eles. São expressões que remetem ao que há de pior no racismo, coisas como “Negro só serve para ser pedreiro!“, “Negro só serve para cagar no recinto!” e coisas tais.

    Triste, triste isso. E essa é a mesma esquerda que afirma defender os negros das classes brancas, elitistas e racistas do Brasil. Aliás, os homossexuais não perdem por esperar, pois, um dia, será a vez deles de serem vitimas da homofobia desses mesmos pulhas que, hoje, atacam o ministro Joaquim Barbosa.

    É muito lamentável que algumas pessoas joguem na lata de lixo a sua própria auto-estima e o seu próprio auto-respeito para defender ladrões do dinheiro público, sem medir esforços nem limites para tanto.

    Até!

    Marcelo

  161. Zbigniew said

    Peraí,
    tu esqueceste do maior escândalo de todos, acima de todo e qualquer edcândalo porventura praticado na face da terra desde tempos imemoriais. Esse que será lembrado daqui a milhares de anos: a privataria tucana. Nisso os tucanos são mestres e temos que reconhecer o know-how e a competência. Deixou os mensaleiros no chinelo. Por falar nisso, como vai a Alstom?

  162. Olá!

    Zbigniew, você poderia, por gentileza, fornecer qual é o número da Ação Penal (AP) dessa tal de privataria tucana?

    O número da AP do mensalão é 470.

    Até!

    Marcelo

  163. Pax said

    tem post novo, sobre o propinoduto tucano…

    que ninguém dá… Globo, Folha e Estadão calados… diria omissos… diria “domínio do fato”?

  164. Zbigniew said

    Marcelo,
    Vai na AP 536 que terá uma idéia do que estou falando.

  165. Olá!

    Zbigniew, encontrei isto daqui sobre a AP-536. Em nenhum trecho do texto há a mais vaga referência às privatizações do Governo FHC. O que há de fato é o esquema de caixa 2 do corrupto Eduardo Azeredo.

    Cadê a AP da “privataria tucana”, Zbigniew?

    Até!

    Marcelo

  166. Zbigniew said

    Leia direitinho, Marcelo.
    Você chega lá.

  167. Olá!

    Zbigniew, se você quiser, podemos fazer um paralelo entre o Mensalão e a tal da “privataria tucana”. Veja:

    Quem seria o José Dirceu da “privataria tucana”?

    Quem seria o João Paulo Cunha da “privataria tucana”?

    Quem seria o José Genoíno da “privataria tucana”?

    Quem seria o Delúbio Soares da “privataria tucana”?

    Quem seria o Silvinho Land Rover da “privataria tucana”?

    Quem seria o Marcos Valério da “privataria tucana”?

    E o mais importante: Quem seria o Lula da “privataria tucana”?

    Respoda, aí, Zibgniew.

    Até!

    Marcelo

  168. Zbigniew said

    Marcelo,
    Leia o livro primeiro. Está tudo lá. Sem ler, sem estudar, sem se informar, fica difícil.
    E aguarde o julgamento da AP 536.

  169. Patriarca da Paciência said

    “Quem seria o Marcos Valério da “privataria tucana”?”

    Incrível! Acredito que todos que tem conhecimento da privataria tucana sabem!

    José Dirceu, José Genoíno, João Paulo Cunha na privataria tucana? Na privataria tucana ainda não houve a aplicação da “teoria do domínio do fato”, logo, simplesmente não existem!

    Quando o Barbosão aplicar a “teoria do domínio do fato” ( reza a lenda que é totalmente improvável e impossível que isso aconteça), talvez haja um novo culpado, porque “não tinha como não saber”, repetindo as palavras do notável filósofo juridiquês quântico, Ayres Britto.

    É isso aí, talvez o tal de mensalão entre para a história como o primeiro julgamento fundamentado na teoria juridiquês quântica!

  170. Olá!

    Zbigniew, você poderia deixar de enrolar e demonstrar por “A+B = C” como o Mensalão e a tal da “privataria tucana” podem ser comparados.

    No meu último comentário, deixei uma maneira de você fazer isso, mas, como de hábito, você preferiu fugir pela tangente.

    Até!

    Marcelo

  171. Zbigniew said

    Marcelo,

    são coisas distintas, meu caro. Você ainda não percebeu? É o que dá não estudar, ler e se informar sobre os casos.

    Mensalão foi uma forma de pegar o PT e defenestrá-lo, sob as suas próprias barbas.

    Privataria, não. Privataria foi uma forma de enriquecer os tucanos emplumados e sua turma, ROUBANDO do patrimônio público.

    Só que no primeiro caso houve uma chancela política de uma Corte viciada, que julgou por provas frágeis ou sem provas. No segundo as provas existem mas não se julga ou denuncia.

    Quer saber por quê? Comece pelo escândalo do propinoduto tucano que tunga a população paulista já há uns vinte anos. Ou pelo apartamento que o Barbosão ganh… oops!… comprou lá em Miami. Ou pelos sumiços dos processos de sonegação da Globopar na Receita e por aí vai. Leia meu fiu, ô!

    Há, e aguarde a AP 536.

  172. Pax said

    Caro Zbigniew, vou me intrometer na conversa para uma discordância, com todo respeito.

    Escreveste: Mensalão foi uma forma de pegar o PT e defenestrá-lo, sob as suas próprias barbas.

    Desculpe-me, mas tenho que discordar. O Mensalão foi a forma do PT dizer a todos que não iria mudar nada do modelão corrupto da política nacional. E, ao mesmo tempo, o jeito do PT informar que virava à direita com decisão.

    Assim vejo.

  173. Zbigniew said

    E isto também, caro Pax. Embora discorde em alguns pontos.

    O problema é que para a velha classe média impregnada pelo discurso da velha mídia, de que o maior escândalo de todos os tempos foi provocado pelo partido mais corrupto de todos os tempos, para mim perde-se na unilateralidade utilitária, que impede as devidas investigações e julgamentos, como no caso da AP 536, na privataria tucana, no caso da Globopar, e, vejam só, nas denúncias do proprinoduto veiculadas pela IstoÉ.

    Além do quê, ao contrário da tua opinião, como já discutido à exaustão aqui neste espaço, um caso de caixa 2 transformou-se em lavagem de dinheiro e formação de quadrilha através do Domínio do Fato. Que tal aplicarmos isto lá no Congresso Nacional. Por que o MPF não começa, através de seu tão zeloso comandante, a investigar tais casos. Vai lá na gaveta do homem e você vai entender o que estou dizendo.

    Pax, você já leu o livro do Amaury Jr? Tem documento suficiente para trazer a casa a baixo. Mas…

  174. Pax said

    Não li o livro do Amaury Jr, carao Zbigniew.

    E nem preciso, se for pra saber que houve uma montanha de desvios.

  175. Zbigniew said

    Pax,
    o livro é todo documentado. Tenho ele em PDF.
    Por quê até agora ninguém do PSDB ousou processar o Amaury ou contestar qualquer um dos documentos? E mais, onde está o MP ou os órgãos que deveriam zelar pela coisa pública que não se pronunciaram sobre tais acusações? E mais, por que o próprio PT não se encarregou de forçar uma investigação séria sobre o caso. Será que é por causa da tal “governabilidade”?

    Que o PT errou, errou! “Endireitou-se”. Conciliou e dormiu com o inimigo. Mas, e porque os outros não são investigados, não por que o PT está sendo investigado, mas, principalmente, por que existem provas contra eles?! Taí o mensalão do PSDB, desmembrado e mal amado pela Corte Superior sob os auspícios e bençãos da velha mídia.

    Por isso que escrevi que “… foi uma forma de pegar o PT e defenestrá-lo, sob as suas próprias barbas.”

  176. Zbigniew said

    Sabe o que matou o PT, Pax? (e aí eu me alinho à sua indignação). Vou tomar emprestado uma síntese exposta por um dos comentaristas do Nassif que bem retrata a atual situação do partido no poder e sua necessidade de mudança:

    “(…)
    O que é insustentável?

    Suas alianças políticas a bem da governabilidade, que o obriga a defender ou se omitir diante de quadros qualificados tais como Renan Calheiros, Pastor Feliciano, José Sarney, Collor de Mello, entre outros (incluso, pasmem, Paulo Salim Maluf!); seus próprios quadros partidários, já reconhecidos por boa parte da população como integrantes do PT da B, ou seja, PT da Boquinha (deem uma olhada no que houve em Nova Iguaçú sob Lindberg Farias e saibam porque sua eleição ao governo do RJ é completamente inviável); seu distanciamento dos movimentos sociais; o descompromisso com demandas que não encontram expressão nos programas do governo e, se encontram, não se realizam; seu descaso com a austeridade expressa no refestelamento da própria presidente em viagem de posse do papa que ora está no Brasil; os inúmeros casos de corrupção que levaram a demissão de miunistros e secretários de governo, sem que houvesse restituição de valores ao patrimônio público; a postura por demais satisfeita do governo com suas realizações como se o já feito bastasse para manter seu status; a divulgação, semana sim outra também, de um novo programa governamental que resolverá todos mos problemas de determinada área, logo sepultado por inconsistências técnicas e resistências corporativas, levando ao abandono de um programa após outro.

    A lista pode encher muitas linhas, mas paro por aqui.

    O governo, na tentativa de freiar o ímpeto de massas em um segundo momento ensandecidas (tanto que delas o MPL abdicou), pôs em marcha o plano Panos Quentes, de escassos ou simplesmente nenhum resultado.

    Assim as coisas vão mal; o deixa como está para ver como é que fica tem agora o olhar de ódio da velha classe média, que vê decrescer sua importância política e econômica, por não reconhecer os avanços de sua classe em meio às políticas de governo, aí tachadas de populistas, assistencialistas e que tais.

    E quando cobramos mais decisão e coragem, vem a militância petista dizer que se não temos como mudar, não carece de opinar. Assim, com esse tipo de arrogância o ódio só cresce, agrupando aqueles que ainda, talvez até por ingenuidade, ainda acredita que o PT pode dar a volta por cima, se distanciar do fisiologismo e conseguir se impor às classes dominantes, contando com participação mais ativa da população e dos movimentos sociais mais consequentes e, assim, corresponder aos anseios de todos: inclusive o da classe média realmente existente, e hoje a se sentir exilada dentro do próprio país.”

    Por m.n. em comentário ao post http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-classe-media-a-esquerda-e-a-politizacao-do-cotidiano

  177. Pax said

    Excelente esse comentário acima, caro Zbigniew.

    Só que o PT que está mandando no PT é o PT que não quer mudar nada.

    Aí a coisa complica um bocado. Está empatando com o PMDB (pode ser forte demais essa afirmação, mas o caminho é o mesmíssimo) e querendo ultrapassar já já.

    Triste ver esse caminho adotado pela cúpula do PT.

    O outro PT, o que diverge da cúpula, é um risco, uma parcela muito insignificativa. Acho que não chega nos 30% do todo.

  178. Pax said

    Caramba, que afronta! Joaquim Barbosa cumprimenta o Chicão e passa batido por Dilma. Porque?

    .http://www.youtube.com/watch?v=R0v5Jn4FcMg

  179. Zbigniew said

    Bem que o Elias vaticinou. O Barbosão se enforca por si próprio.
    Dois pesos, duas medidas?

    “No julgamento da AP 470, o presidente do STF, Joaquim Barbosa, acolheu tese do procurador-geral, Roberto Gurgel, pela condenação do deputado João Paulo Cunha (PT-SP), numa segunda acusação de peculato. Motivo: o parlamentar havia autorizado a contratação de uma empresa real, mas considerada de fachada, do jornalista Luís Costa Pinto, porque funcionava em seu endereço residencial. Importante: a Assas JB Corp, empresa criada por Barbosa para obter benefícios fiscais relacionados à compra de um imóvel de R$ 1 milhão em Miami, tem como sede o endereço residencial do presidente do STF no Brasil”

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/109369/Juiz-Barbosa-condenaria-eventual-réu-Barbosa.htm

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: