políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Eleições_2014: Dilma reeleita promete Reforma Política

Posted by Pax em 27/10/2014

Com o país praticamente dividido ao meio, Dilma Rousseff vence as eleições por 3,2% de diferença de Aécio Neves.

51,64% contra 48,36% – com 99% das urnas apuradas, em números absolutos 54.500.287 de votos contra 54.500.287 de votos em Aécio.

Brancos, Nulos e Abstenções somaram por volta de 37.000.000.

Reeleita, Dilma destaca união e reforma política em primeiro discurso

Mariana Jungmann – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli

A presidenta reeleita Dilma Rousseff falou em união e reformas em seu primeiro discurso após o resultado das urnas. Em Brasília, Dilma negou que o país esteja dividido e pediu paz entre todos. “Conclamo, sem exceção, todas as brasileiras e brasileiros a nos unirmos em favor de nossa pátria, de nosso país, do nosso povo. Não creio que essas eleições tenham dividido o país. Entendo que elas tenham mobilizado ideias e emoções, às vezes contraditórias, mas movidas por um sentimento comum: a busca por um futuro melhor para o Brasil”, disse.

A presidenta disse também que entendeu o recado das urnas sobre a necessidade de mudanças. “O caminho é muito claro. Algumas palavras e temas dominaram essa campanha. A palavra mais repetida, mais falada, foi mudança. O tema mais amplamente convocado foi reforma. Sei que estou sendo reconduzida para ser a presidenta que irá fazer as grandes mudanças que a sociedade precisa”, disse.

Segundo a presidenta, a primeira reforma que ela buscará será a política. Dilma disse que vai procurar o Congresso Nacional para conversar, assim como movimentos da sociedade civil. Ela voltou a insistir na necessidade de um plebiscito para “dar força e legitimar” a reforma.

“Entre as reformas, a primeira e mais importante deve ser a reforma política. Deflagrar essa reforma, que é de responsabilidade do Congresso, deve mobilizar a sociedade por meio de um plebiscito, de uma consulta popular. Somente com um plebiscito nós vamos encontrar a força e a legitimidade para levar adiante este tema. Quero discutir isso com o novo Congresso eleito. Quero discutir igualmente com os movimentos sociais e as forças da sociedade civil.”

Em seguida, Dilma voltou a prometer empenho no combate à corrupção. “Terei um compromisso rigoroso com o combate à corrupção, fortalecendo os mecanismos de controle e propondo mudanças na legislação para acabar com a impunidade, que é a protetora da corrupção”, disse Dilma.

Na área econômica, a presidenta disse que vai promover “com urgência” ações localizadas na economia para a recuperação do ritmo de crescimento com a manutenção de empregos e da renda dos trabalhadores. O combate à inflação também será uma prioridade, segundo ela. “Vou estimular, o mais rápido possível, o diálogo e a parceria com todos os setores produtivos do país”, disse. Por fim, Dilma disse que hoje está “muito mais forte, mais serena e mais madura” para a tarefa que lhe foi delegada.

Anúncios

398 Respostas to “Eleições_2014: Dilma reeleita promete Reforma Política”

  1. Patriarca da Paciência said

    Eu também estou totalmente com a Presidenta Dilma, vamos conversar, vamos dialogar, vamos esclarecer e convencer.

    Agora, a “óia”, a revista mais vendida do Brasil e seus jornalistas de programa tem que sofrer os rigores da Lei. Chega de irresponsabilidade e impunidade, mas tudo dentro das mais rigorosas normas legais. .

    Bom mesmo é que o rolabosta e o boçal experimentem um pouco do xilindró. E que a “óia” pague uma multa bilionária, pela ousadia e descaramento que praticou.

    No mais, VIVA O POVO BRASILEIRO.

  2. Patriarca da Paciência said

    “Entre as reformas, a primeira e mais importante deve ser a reforma política. Deflagrar essa reforma, que é de responsabilidade do Congresso, deve mobilizar a sociedade por meio de um plebiscito, de uma consulta popular. Somente com um plebiscito nós vamos encontrar a força e a legitimidade para levar adiante este tema. Quero discutir isso com o novo Congresso eleito. Quero discutir igualmente com os movimentos sociais e as forças da sociedade civil.”

    É o que venho defendendo faz muito tempo. É totalmente impossível fazer os parlamentares votarem uma lei que estanque a maior e mais fácil fonte de enriquecimento dos políticos. Todo político sabe que, se ele tiver um bom potencial de para se eleger, receberá uma verdadeira chuva de “doações”, que na verdade são apenas “investimentos”. Depois a conta vem e, quem paga, é o povo brasileiro. Isto acontece em todos os partidos, sem nenhuma exceção.

    Então, só mesmo através de um plebiscito – não existe outro meio.

  3. Jose Mario HRP said

    sses atores da imprensa e meios de comio jornaleco Global da manhã, o tal Bom dia Brasi(lavadora automatica de cerebros), a Mirian Leitoa , com aquele sotaque mineiro/espirito santista, pronunciou 15 vezes a palavra crise para tentar enquadrar o que a Dilma terá que fazer em 2015……..
    Perderam, apanharam e ainda assim, continua a lavagem cerebral, a cantilena e desconstrução do estado geral da economia do país.
    Enquanto não houver punição severa a Veja, o enquadramento da Globo e a modificação do comportamento das redes de comunicação e da imprensa em mãos dos grupos Folha, Zero Hora, SBR, Globo, Bandeirantes e outros direitistas nada mudará e viveremos em eterna crise virtual e televisiva.

  4. Jose Mario HRP said

    Como o Elias vem mostrando, em mais 04 anos o Grupo Abril se esfacelará.

    Quem viver verá.

  5. Jose Mario HRP said

    Teclado ruim….sorry.

  6. Jose Mario HRP said

    https://www.google.com.br/search?q=fotos+dos+tucanos+chorando+pela+derrota+do+aecio&biw=1280&bih=616&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=ciVOVMb0Ipe7ggTHqoHoDQ&ved=0CBwQsAQ

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK………….

  7. Jose Mario HRP said

    Lamentavel o que foi feito no Rio com as Igrejas do Edir Macedo.
    Carros e material de campanha encontrados proximos ou dentro de igrejas da Universal foram apreendidos , e ou lacrados,OK, mas lacrar as igrejas ultrapassou os limites da lei.
    E logo no Brasil, país que prima pela liberdade de expressar fé e convicções religiosas.
    O TRE carioca esqueceu o ensinamento básico que Deus enviou atraves de Jesus:
    Onde dois se reunirem para rezar pelo pai , alí será a casa do Senhor, e eu digo, independente se casa do Edir, do Francisco I, ou templo de Ubanda.

  8. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    você colocou a Dilma e o Aécio com a mesma quantidade de votos. Caso tivesse sido assim, a eleição teria terminado rigorosamente empatada.

  9. Patriarca da Paciência said

    A “óia” profetizando que Dilma terá muito problemas pela frente. Ora, quem está e terá grandes problemas pela frente é o Alckmin, caso São Pedro não se compadeça dele.

    A coisa em São Paulo já está ficando preocupante.

  10. Jose Mario HRP said

    Mesmo no jornalismo puxa saco de patrão da Globonews já se pretende analisar e estudar esse fenomeno estranhissimo que é a ferrenha adesão ao modorrento governo de 20 anos do PSDB em Sampa!

    O fenomeno tem paralelo menos intenso no Paraná, mas é algo de dar medo aqui na minha terra.
    O PT ficou nos 36% de novo, como lá nos idos anos 80 e 90.
    E o regionalismo patetico daqui encontrou um responsavel por todos os seus medos e males, o comunismo petista!
    Pode parecer ridiculo, mas nas ruas parecia que estavamos nos anos 80.
    Teve até palerma gritando nas ruas para “os petistas voltarem para a URSS”!!!!
    Fora as redes sociais com seus demonios preconceiruosos, e tudo iso no estado com a maior “colonia” de nordestinos fora do nordeste.
    Quem esxplica isso?
    E dizer que em 2012 Haddad foi eleito facilmente em São Paulo capital!

  11. Zbigniew said

    Bom, o Brasil (a maioria) deu mais quatro anos ao PT. Deu, mas com um quê de “má-vontade”, reflexo da diferença de votos para o candidato oposicionista.

    Cabe ao partido se reinventar no poder.
    Principalmente naquilo que o Pax vem realçando nos seus posts e comentários: a questão da ética e da corrupção.

    O petismo distanciou-se de suas bases, de suas tendências que faziam a diferença para os que apostavam numa nova maneira de governar. Encastelou-se e enclausurou-se na figura da Presidenta, centralizadora pelo cacoete do controle, o que demonstrou não servir para nada. Obras ficaram paralisadas, ministérios não funcionaram a contento, a política econômica está cheia de furos e deficiências. Dilma não pode ser o ouvido que tudo ouve e os olhos que tudo vêem. É sobre-humano. É impossível.

    O PT sujou-se em nome de uma governabilidade que lhe garantisse as reformas necessárias, mas também a manutenção de seu projeto de poder.
    Justificou-se na impossibilidade de mudar o sistema e ter que jogar conforme tais regras, mas não ficou tão claro se queria realmente lutar por regras mais justas ou mudar o sistema. O que passou a impressão de que até gostou de jogar o jogo jogado. A arrogância e falta de humildade de muitas lideranças não ajudaram em nada e afastaram o partido dos movimentos mais puros nos que se referem aos ideais sociais-democratas.

    E agora?
    Os sinais foram dados.
    A população saiu às ruas nas jornadas de junho do ano passado. Com todas as incongruências que possam ser apontadas o inconformismo com esse “estado de coisas” é uma realidade que não pode ser menosprezada.

    O antipetismo é outra realidade incontestável e deve ser admitida como evidência de que o partido não soube politizar seu discurso de favorecimento aos mais necessitados da população sem apelar para a luta de classes (que é uma verdade também incontestável) e a divisão pobres-ricos, eles e nós, os bons e os maus. Criou-se uma fratura na sociedade que bem se expressou nestas eleições, e que descambou para extremismos e preconceitos injustificáveis.

    A questão da corrupção é incontestável. Não cabe mais a justificativa da imutabilidade atual do sistema sempre na dependência de que uma geração bem instruída e moralmente elevada desponte em algum momento do nosso porvir com moto contínuo e necessário para o início de alguma coisa. O que o PT e a Dilma farão com isso agora é o que importa. Não dá mais pra ficar só lembrando de FHC, PSDB e outros partidos ou instituições da república e suas estripulias.

    O que a Dilma fará com uma refinaria que começou custando R$ 4 bilhões e já vai em 26?! Lembremos que o Ceará também quer uma, assim como o Maranhão (e são necessárias). O que fará com todos os aditivos e suspensões em obras federais que atravancam e impedem o desenvolvimento do país? O que fará com o ensino básico além das providências adotadas com a implementação do FUNDEB, mesmo sabendo que a responsabilidade recai sobre os Estados e municípios? O que fará com a carga tributária e esse sistema que mais penaliza quem menos ganha? Porque furos existem e quem pode pagar uma boa banca paga menos impostos.

    Como vemos os desafios são muito grandes e, hoje, mesmo depois do discurso da vitória, tendo a não acreditar que ela será capaz de superar todos eles. Mas alguma coisa deve ser feita e caberá a ela a responsabilidade por essa modificação. Estaremos vigilantes e rigorosos na cobrança.

  12. Pedrlo said

    Zbigniew, concordo, muito bom comentário.

  13. Pedrlo said

    Aqui na região, clima de velório e alguns revoltados.
    Sempre tem uns abobados falando de separação do sul, o que é uma grande bobagem, não é por aí.
    Estamos todo no mesmo barco.

    Mas, como o seguro morreu de velho, já estou providenciando uns coletes salva vidas. :-)

  14. Pedrlo said

    Previsões do Patriarca:

    Antes da Eleição: “E a bolsa desistiu de fazer terrorismo eleitoral. Hoje está em alta. Também, o melhor´ negócio que pode existir no momento é comprar ações da Petrobrás Se eu tivesse um bom dinheiro disponível, investiria todo em ações da Petrobrás.”

    Hoje as ações da Petrobras despencaram mais de 10%.

    E a verdadeira aula de como rasgar dinheiro.

  15. Daise said

    lula o mau caráter sem vergonha

    Um mandato inédito – ELIO GASPARI
    FOLHA DE SP – 27/10

    Em 2002, na versão 1.0, Romanée-Conti; em 2014, na 2.0, a suíte do Copa, com direito a mordomo

    Os eleitores deram ao PT um mandato inédito na história nacional. Um mesmo partido ficará no poder nacional por 16 anos sucessivos. A doutora Dilma reelegeu-se num cenário de dificuldades econômicas e políticas igualmente inéditas. Lula recebeu de Fernando Henrique Cardoso um país onde se restabelecera o valor da moeda. Ela recebe dela mesma uma economia travada. Tendo percebido o tamanho da encrenca, em setembro anunciou a substituição do ministro Guido Mantega. Por quem, não disse. Para quê, muito menos.

    A dificuldade política será maior. As petrorroubalheiras devolveram o PT ao pesadelo do mensalão. Em 2005 o comissariado blindou-se e desde então fabrica teorias mistificadoras, como a do caixa dois, ou propostas diversionistas como a da necessidade de uma reforma política. Pode-se precisar de todas as reformas do mundo, mas o que resolve mesmo é a remessa dos ladrões para a cadeia. O Supremo Tribunal Federal deu esse passo, formando a bancada da Papuda. Foi a presença de Marcos Valério na prisão que levou o “amigo Paulinho” a preferir a colaboração à omertà mafiosa.

    Dilma teve uma atitude dissonante em relação às condenações do mensalão. Protegeu-se sob o manto do respeito constitucional às decisões do Judiciário. No debate da TV Globo, quando Aécio Neves perguntou-lhe se achou “adequada” e pena imposta ao comissário José Dirceu, tergiversou. Poderia ter seguido na mesma linha: a decisão da Justiça não deve ser discutida. Emitiu um péssimo sinal para quem sabe que as petrorroubalheiras tomarão conta da agenda política por muito tempo.

    Será muito difícil, e sobretudo arriscado, tentar jogar o que vem por aí para baixo do tapete. Ou a doutora parte para a faxina, cortando na carne, ou seu governo vai se transformar num amestrador de pulgas, de crise em crise, de vazamento em vazamento, até desembocar nas inevitáveis condenações.

    O comissariado acreditou na mágica e tolerou o contubérnio do PT com o PP paranaense do deputado José Janene. A proteção dada aos mensaleiros amparou o doutor e ele patrocinou a indicação do “amigo Paulinho” para uma diretoria da Petrobras. Ligando-se ao operador Alberto Youssef, herdeiro dos contatos de Janene depois que ele morreu, juntaram-se aos petropetistas e a grandes empresas. O resultado está aí.

    Em 2002, depois do debate da TV Globo, Lula foi para um restaurante do Rio e comemorou seu desempenho tomando de uma garrafa de vinho Romanée-Conti que custava R$ 9.600. A conta ficou para Duda Mendonça, o marqueteiro da ocasião. Quem achou a cena esquisita pareceu um elitista que não queria dar a um ex-metalúrgico emergente o direito de tomar vinho caro. Duda confessou que fazia suas mágicas com o ervanário do mensalão. Passaram-se doze anos e os repórteres Cleo Guimarães e Marco Grillo mostraram que, na semana passada, Lula esteve em São Gonçalo, onde disse que “a elite brasileira não queria que pobre estudasse”. Seguiu da Baixada Fluminense para a avenida Atlântica e hospedou-se no Copacabana Palace, subindo para a suíte 601, de 300 metros quadrados, com direito a mordomo. Outros sete apartamentos estavam reservados para sua comitiva.

  16. Daise said

    MANTEGA O EX-MINISTRO EM EXERCÍCIO

    Vitória mostra que população aprova política econômica, diz Mantega; ações da Petrobras despencam e dólar sobe

    Dilma foi eleita legitimamente, mas 51.041.155 votaram em Aécio, e 32.277.085 não quiseram votar em ninguém.

    Juntos, eles são 83.100.453, bem mais do que os 54.501.118 que escolheram Dilma.

    E não aprovam a política econômica

  17. Daise said

  18. Daise said

  19. Daise said

    PMDB MANDA E DÁ RECADO PRA DILMA, (a “rainha da Inglaterra”):

    Renan Calheiros discorda de Dilma e sugere referendo para reforma política

    Um dia depois da presidente Dilma Rousseff anunciar o plebiscito da reforma política como prioridade para o seu segundo mandato, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sinalizou nesta segunda-feira (27) ser contrário à sugestão da petista.

    Em nota, Renan defende um referendo como mecanismo para a aprovação da reforma, e não um plebiscito para que os brasileiros decidam o que deve mudar no sistema político do país —como defende Dilma.

    “Entendo que o melhor caminho é o Congresso Nacional aprovar a reforma —caso contrário poderá pagar caro pela omissão— e submetê-la a um referendo popular, como fizemos na proibição de venda de armas e munições”, afirmou em nota.

  20. Daise said

    DILMA SE AUTO-DESCASCANDO

  21. Daise said

    Para o Chesterton

    “A democracy is always temporary in nature; it simply cannot exist as a permanent form of government. A democracy will continue to exist up until the time that voters discover that they can vote themselves generous gifts from the public treasury. From that moment on, the majority always votes for the candidates who promise the most benefits from the public treasury, with the result that every democracy will finally collapse due to loose fiscal policy, which is always followed by a dictatorship.”

    Sir Alex Fraser Tytler (final de século XVIII)

    Vamos aguardar os acontecimentos…. escândalo da Petrobrás mal começou.

  22. Daise said

    DILMA ELEITA INDICA O RUMO A SEGUIR!

  23. Daise said

    Mantega elogia economia e Dilma o chama ao Alvorada ( 247)Tchau?

  24. Daise said

    TOLINHA

    Em entrevista, Dilma diz que terceiro turno é ‘desserviço ao Brasil’

    Prestar serviço ao Brasil é elogiá-la?

    ELA DESEJA QUE TODOS SEJAMOS “PATRIARCAS DA PACIÊNCIA”…rsrsrs

  25. Patriarca da Paciência said

    Antes da Eleição: “E a bolsa desistiu de fazer terrorismo eleitoral. Hoje está em alta. Também, o melhor´ negócio que pode existir no momento é comprar ações da Petrobrás Se eu tivesse um bom dinheiro disponível, investiria todo em ações da Petrobrás.”

    Pedro,

    continuo com a mesma opinião. Em um breve período de 40 dias, as ações da Petrobrás variaram de R$ 14,00 a R$ 23,00 e vice versa e versa e vice. Ora, existe alguma outra explicação para isso a não ser manipulação ? Em 2002, na primeira eleição do Lula, o dólar alcançou R$ 3,94 ! Isto hoje seria o quê ? Dólar , no mínimo, a R$ 6,00 ? . Há alguma outra explicação para isso a não ser manipulação ?

    A situação patrimonial da Petrobrás variou alguma coisa em 40 dias ?

    Eu veja a Petrobrás pela sua situação patrimonial. Os pesados investimentos no Pré-sal fizeram a Petrobrás deficitária por alguma tempo. Mas a fase já passou, agora a Petrobrás está superavitária, produzindo como nunca e há pouco, descobriu uma grande e nova reserva. Então é isso aí, quando as coisas se acalmarem e passar o ressentimento com a Dilma, a tendência da Petrobrás a ter uma forte valorização.

    Se eu tivesse um bom dinheirinho eu o investiria, principalmente agora, em ações da Petrobrás.

  26. Daise said

    DILMA ELEITA E O FUTURO DO BRASIL

  27. Patriarca da Paciência said

    E a Deise Desvairada Desmiolada Destrambelhada Descarada Delirante Derrapante etc.etc.etc. continua enchendo o blog do Pax de baboseiras. Será que ela pensa que alguém gosta dessas bobagens ?

  28. Daise said

    DILMA ELEITA E A ECONOMIA BRASILEIRA !

  29. Daise said

    DILMA MEDUSA PROMETE MAIS DO MESMO NA ECONOMIA

  30. Daise said

    DILMA GUERREIRA DO POVO BRASILEIRO

  31. Jose Mario HRP said

    Saindo cedo para o trampo ew……
    Infestação de derrotados no blog!!!!!!
    E o PT ganhou!
    , imagine se perdesse!
    E com 4,9% de desemprego!
    Quanta choradeira de derrotado e quanto complexo de inferioridade.
    Somos ainda um pais cheio de brancos querendo ser europeus mas morando no quinral dp territorio tupiniquim!
    E mesmno os arrogantes que tem o tal passaporte europeu estão lascados, lá anda ainda pior que aqui, tem até ebola!
    KKKKKKK…..
    O mundo vai acabar por aqui?
    Vai, é só ficar ouvindo a Mirian Leitão, que acaba mesmo, em rivotril e lexotan!
    Jamais vi um país ter 04% de desemprego e estar em “recessão técnica!”
    Peguem suas biblias e vamos ao culto do fim dos tempos……

  32. Jose Mario HRP said

    Antipetismo ou…..gastamoos de mais, entramos na de pegar emprestimo e sair torrando, comprando o desnecesario, carros, viagens, casa nova, sem precisar, e agora a conta chegou, ache-se um bode espiatório!
    +ebulição do preconceito e revolta com a carteira vazia!
    Prova?
    SAão Paulo!Voya no Alckimim, sabendo que nãda vai mudar no quesito o que não está dando certo, mas……exige de Brasilia o que não tem coragem de exigir aqui!, por teimosia em não aceitar que somos um povo cego e orgulhoso( mas de que mesmo?)!!!!
    Paulista tem mais é que apanhar na cara pra deixar de ser tão sem vergonha!

  33. Pax said

    Caro Zbigniew, em #11, muito bom teu texto.

    Parece muito com meu pensamento.

    Não podemos esquecer do item que o Gaspari coloca: Lula foi se hospedar, durante a campanha, no Copacabana Palace, numa suíte com 300 m2 com direito a mordomo. Afirmando que está lutando pelos desfavorecidos. Qual desfavorecido?

    Por fim, um texto muito bom da Eliane Brum, merece leitura:

    http://brasil.elpais.com/brasil/2014/10/27/opinion/1414418707_927989.html

    bom dia

    ps.: sintomas fascistas aparecem em todos os lados, vitorioso e derrotado… perigo.

  34. Jose Mario HRP said

    Muito tem se falado sobre a refinaria de Pernambuco,
    Mas sem querer ofender, aqui , os que falam sobre ela , não tem a noção real do que é planejar e depois implementar refinarias.
    Meu pai trabalhou 40 anos nelas, , veio para Cubatão para ensinar os operadores na construção da Refinaria Pres. Bernardes. e ficou por aqui.
    Bem, lá em Pernambuco começamos um projeto em parceria com Venezuela.
    Não deu certo , refizemos o projeto, mudando dum tipo de petroleo para o nosso, com a saida da Venezuela, ampliamos os modulos de trabalho e produção e concentramos o que se pode , de outros projetos em outros estados , num só grande centro de produção.
    Fora isso, o projeto inicial sempre subestima os gastos, e é natural que haja aditivos.
    Obras grandes como essa sempre tem aditivos.
    E adiante, optou-se por criar a volta do refino básico, uma grande gama de produção de derivados e sub produtos, criando-se um enorme “polo petroquimico”, deixando de ser só uma simples refinaria, tipo Replan, ou Paulinia.
    Não estou defendendo ninguém, mas tentando mostrar que fora corrupção há um grande e oneroso projeto em construção.
    Aqui outro projeto que teve N aditivos e complicações e no entanto é necessario e vai beneficiar milhões:

    http://averdadedorodoanel.blogspot.com.br/

  35. Pax said

    outro bom texto, do Sakamoto

    http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2014/10/27/a-pressao-por-uma-guinada-de-dilma-a-esquerda-comeca-agora/

    Pressão em cima, ou quem fará serão os financiadores, os atuais mandantes.

    E aí? Dilma (PT) vira à esquerda ou descamba de uma vez à direita?

  36. Jose Mario HRP said

    Sorry, Replan same Paulinia, me referia tambem a Henrique Lage

  37. Patriarca da Paciência said

    A tal “aristocracia” brasileira sempre pregou que “o povo é burro, não tem memória, é ingrato e não reconhece oque se faz por ele, então, o povo tem mesmo que ser tratada a chicote, a cabresto curto etc.etc.etc.”.

    E de repente essa mesma “aristocracia” começa a falar que o PT ganha eleições por gratidão do povo ao Bolsa Família !

    O que será que aconteceu ?

    Como será que o PT conseguiu fazer o povo ser inteligente, reconhecer quem está do lado dele, ser grato e reconhecido ?

    É isso que a tal “aristocracia” tem que responder.

  38. Jose Mario HRP said

    Bem legal o texto do Japinha Saka.
    Bem ele mesmo.
    E nada daquilo que se espera no texto , em relação ao governo é dificil de implementar.
    Terras/indigenas/reforma agraria é questão de vontade politica, e as outras pautas são ainda mais fáceis.
    Gostaria que o governo perdesse o medo quanto a economia e focasse mais nas necesidades populares.
    Mas……, pero……hay los valores da classe media, e ela terá que governar para todos., dos ricos nem falo.

  39. Jose Mario HRP said

  40. Elias said

    Patriarca,
    Mantenho o conselho que dei ao PSDB antes da eleição: esse pessoal deve mudar de mascote; em vez de tucano, um burro. Tem mais a ver com essa rapaziada.

    Como amuletos da sorte, recomendo dispensar os bons ofícios dos nossos queridos Zico e Neymar. Se eles continuarem levando ao PSDB a mesma sorte que proporcionaram à seleção brasileira em copas do mundo…

    Falar em sorte, muita atenção ao Anderson Silva…

  41. Elias said

    Lamento que a Dilma tenha dito que a Reforma Política é “responsabilidade do Congresso”.

    Era pra ter sido. Agora, não deve ser.

    O Congresso Nacional brasileiro não tem credenciais morais pra fazer a reforma política.

    Ou essa reforma será feita por uma Comissão Revisora Exclusiva, ou vai sair um Quasímodo ainda mais deformado que o atual.

  42. Jose Mario HRP said

    “Como amuletos da sorte, recomendo dispensar os bons ofícios dos nossos queridos Zico e Neymar. Se eles continuarem levando ao PSDB a mesma sorte que proporcionaram à seleção brasileira em copas do mundo…”

    Sensacional
    Tremendos pés frios!

  43. Elias said

    Já o Grupo Abril, pode esquecer a primavera com que sonhou em 2014…

    O que ele tem pela frente é mais um longo verão, quentíssimo…

    Continuarão fechadas as torneiras que, no passado, mantiveram o Grupo Abril permanentemente irrigado com generosos fluxos de dinheiro público federal.

    (Sobrou pro contribuinte paulista, que terá de sustentar FSP, Estadão e Veja… Haja lombo, macacada!)

    Enquanto isso, começa a contagem regressiva para mais uma “reestruturação empresarial” do Grupo Abril, que tem evoluído feito rabo de cavalo: cada dia mais perto do chão.

    No finalzinho do 2º mandato do FHC, o Grupo Abril tinha 20 unidades de negócio, que iam do mercado editorial à exportação de frango abatido para o Oriente Médio, passando por tevê por assinatura, produção de discos, etc.

    No quesito “livro didático” — que o governo FHC comprava às toneladas — o Grupo Abril era absoluto.

    A partir de 2003, por misteriosas razões, o império Civita começou a se viciar em “reestruturações empresariais”, como na parábola do frango de Jacareí. E, como na parábola do frango de Jacareí, a cada nova “reestruturação empresarial”, o Grupo Abril foi ficando menor… E menor…

    Das 20 unidades de negócio existentes ao final do governo FHC, restam apenas 5.

    Por quanto tempo? É o que vamos ver (brevemente, se dependesse de mim).

    Ou não! A Abril, que tanto defende o liberalismo econômico, bem que podia ter aproveitado os últimos 12 anos pra demonstrar como um grupo empresarial pode e deve prosperar sem a necessidade de vampirizar os cofres públicos.

    Ainda tem mais 4 anos pra fazer isso…

    Huá! Huá! Huá! Huá! Huá! Huá!

  44. Elias said

    E o Pax?

    Tá satisfeitinho, em ter ajudado a reeleição da Dilma?

    Claro que foi por vias tortas, mas… Em se tratando do Pax…

  45. Elias said

    Mais outro bolão: quando vão começar a abrir o saco de malvadezas que o Joaquim Barbosa vai ganhar neste final de ano?

    Ou vão deixar pro ano que vem?

  46. Elias said

    E as ciganas tucanas, já começaram a vaticinar?

    Aquela explosão inflacionária que ia acontecer em 2003 (e que ficou pra 2004,depois pra 2005, 2006, 2007, 2008…), vai ou não ser prevista pra 2015? Ou será que será em 2016? Acuma? 2017…!?

    E o desemprego, volta ou não volta?

    Um vizinho meu diz que esse pessoal das previsões catastrofistas que nunca se realizam são bestas do Apocalipse que, por incompetência, foram expulsas do inferno…

    Já eu acho que elas são filhas adulterinas de Cassandra, a pitonisa troiana. Por serem bastardas, foram amaldiçoadas e condenadas a serem o inverso da mãe.

    Cassandra acertava todas previsões, mas ninguém acreditava nela. Já suas filhas bastardas conseguem convencer um monte de idiotas… Mas não acertam uma única previsão…

  47. Elias said

    HRP,
    O Anderson Silva é pé frio… E quebrado!

  48. Elias said

    Falando sério: uma coisa que me preocupou nas presidenciais de 2014, foi o fato do Aécio não ter reagido com energia quando se levantou a suspeita de seu envolvimento com o narcotráfico.

    O pior que poderia acontecer ao país, seria a eleição presidencial ser vencida por um sujeito ligado a traficantes de drogas.

    Taí um negócio que, realmente, me preocupa.

    O Aécio é um político jovem, e seu desempenho político em 2014 demonstrou seu potencial. Diferentemente de Serra e Alckmim, que foram pouco mais que teleguiados da grande mídia, Aécio realmente liderou sua campanha. A campanha teve a cara dele. Certo ou errado, ele deu o tom. Quando Marina assumiu o segundo lugar, e a cambada tucana começou a fazer xixi pra trás (e a cristianizar o Aécio), ele foi à luta, enquadrou a boiada e acabou virando o jogo.

    Tornou-se o candidato natural da oposição em 2018. Não tenho dúvida de que, mais cedo ou mais tarde, Aécio será eleito Presidente da República. É só uma questão de fazer a coisa certa, nos próximos anos.

    Seria uma pena que tanto potencial político fosse contaminado por suspeita de envolvimento com tráfico de drogas.

  49. Zbigniew said

    O Aécio perdeu a eleição presidencial em Minas e Pernambuco.
    Poder-se-ia falar em ironia do destino, mas prefiro maturidade política.

    Numa disputa tão apertada a “casa” do candidato resolveu pelo PT e Dilma, o que não deixa de ser sintomático.
    Sintomático de que os anos aecistas chegaram a um ponto de saturação, seja pelas políticas públicas adotadas, seja pelas relações viciadas de seu governo, onde o público e o privado se misturaram sob o beneplácito de uma mídia domesticada ante interesses próprios e a rigorosa vigilância da “primeira irmã” poderosa. A maioria entendeu que era hora de mudar.

    Pernambuco também foi outro caso interessante. O povo elegeu um burocrata desconhecido para o governo estadual com a etiqueta do Eduardo Campos, mas não chancelou o Aécio no âmbito nacional. Foi 70 a 30 para o PT, dando uma sobrevida ao partido que sucumbira à vaidade e aos projetos pessoais dos caciques locais. Por lá se diz que pernambucano só se curva para agradecer. Neste ponto Eduardo e Dilma foram contemplados. Aécio? Quem é Aécio? O que ele fez por Pernambuco ou pelo Nordeste? Quem acha que o povo é burro fala sem conhecimento de causa ou do alto de uma empáfia ou pseudo-intelectualidade.

    Isso nos remete às atitudes facistas e preconceituosas de alguns, principalmente do Sul e Sudeste, que creditam ao bolsa família o instrumento viciante dos nordestinos para com o PT. Essa visão reducionista e ignorante não explica o porquê desse mesmo PT ter tido mais votos no sul-sudeste (proporcionalidade pela quantidade de eleitores) do que no norte-nordeste, sem falar do Rio de Janeiro e o próprio estado de Minas.

    Há que se registrar também que o mapa de votações não tem apresentado grandes modificações ao longo dos anos, mantendo uma estabilidade quanto aos estados e eleitores que escolhem o governo ou a oposição. O que realmente se destacou foram as abstenções, talvez um sinal de que nenhum dos dois satisfaziam a uma demanda por verdadeiras mudanças. Entretanto, é importante ressaltar que tratamos de maiorias e não de totalidades, por isso não podemos afirmar que o norte-nordeste é só petista ou o sul-sudeste é só aecista. As maiorias e suas proporcionalidades é que revelam esses aspectos. Sendo assim, parafraseando o Jânio de Freitas, o que está dividido são os votos e não o país.

    Explicar esses resultados não é algo simples porque não se prende a um único fator, em especial num país tão complexo como o nosso. Mas cada um vota de acordo com seus interesse e convicções movidos por ideologias ou apenas pela ocasião influenciados por fatores políticos, sociais e econômicos e seus agentes disseminadores, em maior ou menor grau. Sendo assim, em regra, a maior parte daqueles que menos se beneficiaram com as políticas sociais do governo votaram na oposição e o contrário na situação. É simplista afirmar isto? De certa forma, sim. Mas este é o cerne do raciocínio que indicará a formação da maioria em prol de Dilma. Isto porque caimos na polarização, com dois projetos diametralmente opostos.

    E onde se esperava que o projeto da oposição deveria ter mais chances de ser chancelado e dado o passaporte para o governo federal, ele foi rechaçado. Em Minas, por pouco mais de quinhentos mil votos a favor de Dilma, a terra do Aécio e do avô do Aécio, Tancredo Neves; Pernambuco, terra de Eduardo Campos e Miguel Arraes, por tudo o que representou a aliança PSB e PSDB naquele estado, com o desaparecimento do Eduardo Campos, o ressurgimento do fator Marina Silva, a partir de um enterro que se tornou cerimônia política e que gerou toda uma comoção que terminou por contaminar o cenário político, inclusive nacional, e todo o engajamento das forças políticas locais em favor do Aécio Neves. Lá foram quase dois milhões de votos de diferença.

    Ironia do destino?

  50. Elias said

    Na festa da vitória, Dilma deu enorme destaque à participação de Lula na campanha.

    Realmente, Lula fez por ela o que FHC jamais soube fazer pelo PSDB. No mais das vezes, a participação do ex-presidente tucano se rebaixa ao nível de mexericos que ele dissemina em entrevistas (aos quais a mídia dá enorme repercussão, o que acaba apequenando e amesquinhando a figura do Fernandinho, quando a intenção é engrandecer…). Em contraste, Lula foi à luta, de peito aberto, nos comícios, nos programas de tevê… Na festa da vitória, foi aplaudido tanto quanto a Presidente.

    Mas acho que, na fala da vitória, Dilma foi ingrata.

    A Presidente não destinou uma palavra de agradecimento aos médicos imbecis que, frustrados com a derrota de Aécio no 1º turno, lançaram a bandeira de luta do genocídio nordestino.

    Esses idiotas foram fundamentais para intensificar ainda mais o voto nordestino em Dilma… E não apenas o voto de nordestinos residentes no Nordeste…!

    Por isso, acho que esses asnos mereciam uma referência na fala de Dilma.

    Modestamente, recolhido à minha insignificância, valho-me deste espaço pra corrigir a injustiça, e deixo aqui consignado meus penhorados agradecimentos petelhos a esses otários.

    Continuem assim, e cada vez mais, trouxas!

  51. Jose Mario HRP said

    Pois é Elias, eu que não acompanho lutas , pela violencia das tais, concordo plenamente com voce, frio e quebrado, e mais algo muito problematico:
    Corintiano!
    Blearghhh…

  52. Jose Mario HRP said

    Concordo com todas as analises dos colegas daqui, e não aceito os destaques do noticiario, que anuncia que Dilma perdeu no sudeste.
    Ela até perdeu na totalização dos votos, mas ganhou separadamente no Rio e Minas, dois estados industrializados, com grande classe media e com fatias grandes do PIB.
    A vitória em Pernambuco deve ser creditada ao povo pernambucano que abriu os olhos no final, e mostrou-se grato a LUla e suas batalhas pelo povo nordestino.
    Consagradora virada em PE!

    São Paulo é um grande destoar.
    Algum sociologo, psicologo ou analista poltico ainda vai nos mostrar e explicar o que é que acontece com a cabeça ruim do meu povo.

  53. Daise said

    Dilma quer reforma política via plebiscito. Congresso responde:
    nem que a vaca tussa.

  54. Daise said

    Confusa como sempre, Dilma diz por que perdeu em São Paulo
    Ela ainda não se refez do susto que levou

    28/10/2014 – 05h00
    Ricardo Noblat

    Sabe por que Dilma Rousseff foi impiedosamente derrotada em São Paulo pelo dilatado placar de 64% dos votos contra 25,8%? Porque a imprensa não noticiou direito a crise da falta de água no Estado.

    Abismado com tamanha asneira? Queixe-ser ao bispo.

    A autora da asneira foi a presidente reeleita Dilma Rousseff durante em entrevista, ontem à noite, à TV Record.

    Não, ela não corou quando disse isso. Nem pareceu acanhada. Enfrentou alguma dificuldade para se expressar, mas nada de excepcional. O de costume.

    Há mais de três meses que a falta de água é notícia diária na imprensa paulista. E também fora dali. Certamente não foi disso que Dilma se queixou.

    Ela queria que a imprensa culpasse o governo estadual pela crise com mais ênfase do que ela o fez. Assim, raciocina Dilma, o voto a favor dela poderia ter sido maior.

    A tradução do pensamento de Dilma pode torná-lo mais compreensível, imagino. Nem por isso mais aceitável.

    Dilma é da mesma escola de Lula – ambos gostariam que a imprensa se comportasse como um aliado deles. Uma vez, disse Lula (cito de memória):

    – Não gosto de ver publicada notícia. Gosto de ver publicada publicidade.

    Livre tradução: gosto de ser incensado. Criticado, não.

    É muito simples: Dilma perdeu de lavagem a eleição em São Paulo porque os paulistas jamais gostaram do PT. É por isso que um petista nunca se elegeu governador.

    O candidato de Lula ao governo foi contemplado com a votação humilhante de menos de 20%. No ABC paulista, onde o PT nasceu, o PSDB ganhou outra vez.

    Em São Bernardo do Campo, cidade onde Lula mora, Dilma perdeu para Aécio.

    Dilma ganhou outro mandato, mas parece perdida. Ainda não se refez do susto que levou ontem. Por mais que não queira, será refém de um Congresso conservador e fisiológico.

    Podem me cobrar em um futuro próximo: o PT ainda se arrependerá de ter ganhado com ela. Se tivesse perdido, e por pouco, Lula já estaria em campanha para voltar em 2018.

  55. Zbigniew said

    Em São Paulo o discurso antipetista é mais efetivo e podemos apontar alguns fatores.

    A mídia oligopolizada faz oposição ao PT desde sempre em vista dos valores que cultua (liberalismo e rentismo) e da perda de benefícios que sofreu durante os governos Lula e Dilma (o caso da Veja citado pelo Elias e a distribuição de propaganda estatal em blogs fora do circuito da grande mídia). Por isso a promoção de escândalos (vide as coberturas do mensalão petista e tucano e a última capa da Veja), a potencialização dos erros (vide o manchetômetro nessas eleições) e a cobertura passional em relação ao PSDB (vide a cobertura da crise hídrica na cidade de São Paulo), são exemplos clássicos de como a cobertura é tendenciosa no Estado e do porquê do PSDB ir para 20 anos a frente do Executivo local.

    O Estado é o mais rico da federação, portanto, muito menos dependente dos programas sociais do governo federal, que é o carro-chefe do petismo, do que outros estados da federação, em especial os do norte-nordeste.

    Os erros do PT em não empregar uma estratégia política que contemple os anseios de uma classe média pouco politizada mas erigida sobre os valores do liberalismo econômica e da livre iniciativa em grau maior (até pelo ambiente econômico) do que em outros locais do país. Neste ponto o discurso da luta de classes diminuiu em muito as chances do PT se consolidar no Estado, pelo menos por hora. É aqui também que se explica o porque da intolerância maior aos programas de inclusão social do governo.

  56. Daise said

    MODÉSTIA NO RALO

    A frase de Guido Mantega (Fazenda), ontem, de que a vitória de Dilma mostrou que “o povo aprova a economia”, fez lembrar outra frase melhor, do ex-ministro Nelson Jobim: “Os idiotas perderam a modéstia”.

  57. Elias said

    Zbigniew,
    Arrisco umas observações sobre São Paulo.

    É uma população conservadora. E o conservadorismo é turbinado pelo mito de que o estado é uma “locomotiva” que puxa “vagões vazios”, etc.

    As qualitativas mostram claramente. É um negócio estranho. Um cara ferrado, com pouquíssimas perspectivas à frente, mas que se acha, porque mora em SP. Vê com certo desprezo as pessoas que vivem em outras regiões, notadamente Norte e Nordeste. Aliás, é bastante comum que o pesquisado não estabeleça alguma diferença entre “Norte” e “Nordeste”. Parece que da Bahia pra cima é tudo “norte”. Ele tende a pensar que as pessoas que moram nessas regiões são menos instruídas, menos informadas e menos “cosmopolitas” do que ele. O cara é porteiro de edifício em São Paulo, mas acha que está puxando “vagão vazio”…

    É um comportamento parecido com o racismo. Uma espécie de compensação. O sujeito que está no degrau mais baixo da escada se consola, acreditando que há alguém abaixo dele: no caso dos racistas, o negro, o judeu, etc. No caso do paulista, os “nortistas”.

    Interessante é que esse comportamento é detectado em pessoas que descendem de nordestinos, e até mesmo em nordestinos que se estabelecem em São Paulo. Com frequência algumas pessoas se esforçam bastante, pra perder rapidamente o sotaque, e passar a falar como paulista.

    Pelo que vi nas qualitativas, esse tipo de mentalidade pesa bastante na hora do voto.

    E tão cedo isso não muda…

    No mais, São Paulo depende pra caramba dos programas sociais do governo federal, até porque o que há de miséria lá não é brincadeira… Em vários pontos do estado existe o problema da fome (que não existe em nenhum estado da Região Norte, p.ex.). Além do quê, o Estado é incapaz de resolver, por si mesmo, problemas elementares como abastecimento de água, distribuição de energia elétrica, segurança pública, etc. Sem a muleta do governo federal, São Paulo para.

    Ou seja: a preferência política de SP não tem a ver com as condições objetivas de vida, acho eu. A meu pensar, é uma questão subjetiva. Um treco que transita no terreno do psicossocial.

    Estou querendo dizer, com isso, que, havendo o interesse de incidir sobre esse quadro, a estratégia terá de ser, essencialmente, psicossocial.

  58. Zbigniew said

    Elias,
    acredito que o interior paulista é bem rico, assim como os interiores da região sul. Não que não exista pobreza ou miséria, mas, certamente em níveis bem menores do que nas regiões norte e nordeste. O IDH-M de São Paulo (estado – http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_unidades_federativas_do_Brasil_por_IDH)só perde para o DF, que é uma cidade e é considerado alto pelos critérios de classificação adotados para a mensuração.

    O PT precisa mudar o discurso no Estado para tentar quebrar a “barreira sanitária” erguida pelo conservadorismo turbinado pela atuação dos veículos de mídia oligopolizados.

    Veja o caso do Haddad. Tomou uma série de providências de caráter social e contrariou a paulistéia desvairada que não queria ceder espaço para bicicletas ou ônibus. Pagou um preço alto e, agora, parece que está colhendo os primeiros frutos positivos. Não precisou colocar pobre contra ricos, ou classe média contra povão. Planeja, explica, executa e segue em frente. Boas políticas abrem espaço no vão das incompetência gerenciais que não são poucas na cidade e no Estado. São vinte anos de muitos desmandos e problemas. Tem muito o que fazer. É trabalho e trabalho. Essa é a psicologia.

  59. Guatambu said

    Elias,

    Não pare de se arriscar com São Paulo, vc está errado.

  60. Guatambu said

    Zbigniew,

    Aconselho o mesmo para ti.

    Vcs estão generalizando uma população que é mais plural do que imaginam, e tomando (ou tentando tomar) por base a característica de um grupo de pessoas.

    Isso sim é preconceito.

  61. Guatambu said

    Ops, correção:

    Elias, por favor, pare de se arriscar ao analisar São Paulo, vc está errado.

  62. Pedro said

    #25 Não enrola Patriarca.
    Vc afirmou que era terrorismo eleitoral a queda das ações da Petrobras.

    Na segunda, após as eleições, as ações da Petrobras caíram muito.

    Então é terrorismo eleitoral, DEPOIS das eleições?
    Que espécie de terroristas são estes?

  63. Elias said

    Zbigniew,
    Trabalhei na campanha do Haddad, em 2012. Manuseei, diariamente, pilhas de relatórios de pesquisas, quantitativas e qualitativas.

    Acho que o Haddad vai conseguir algum avanço na capital, sim, mas não muito…

    O conservadorismo paulista vai persistir. Há um monte que coisas que joga pra isso. Estamos falando de uma maneira de pensar, e isso não muda fácil nem muito em pouco tempo. Notadamente se essa maneira de pensar está associada a alguma noção de “superioridade” (insisto: é algo que se parece com o racismo).

    Em todo o Estado, o escore foi: Aécio, 64,3% X Dilma, 35,7%. Na capital: Aécio, 63,8% X Dilma, 36,2%. Ou seja, em termos proporcionais, o resultado foi praticamente o mesmo, na capital e no interior, não obstante a substancial diferença nas condições estruturais de vida.

    Há, em São Paulo, uma mentalidade conservadora, e ela se associa a um sentimento de “superioridade”. E não acho que a grande mídia provoque isso. Ela se aproveita disso, especula politicamente com isso, estimula isso. Enfim, procura tirar o máximo de proveito, o que é perfeitamente compreensível, em se tratando de instituições engajadas numa disputa político-partidária (daí a recorrente, eterna e cansativa referência aos “grotões”, né não?). Mas a mentalidade existe independentemente da mídia.

    Falar em grotões, o Aécio se deu bem em Rondônia (Ahhh, mas se votou no Aécio não é “grotão”, né?). Sempre que eu olho pro mapa da apuração em Rondônia, sei lá por que, logo me vem à mente aquela história do Aécio com o narcotráfico…

    Tomara que seja mentira!

  64. Guatambu said

    Elias,

    Vc já foi mais preciso antes.

    Como o Haddad foi capaz de vencer em SP, se os paulistas são conservadores?

  65. Elias said

    Guatambu,
    Conforme a gente for avançando na discussão, tu vais acabar percebendo que MAIORIA ou PREDOMINÂNCIA, só existe onde há pluralidade.

    Se o universo não for PLURAL, ou seja, se não houver mais de uma corrente de pensamento, ou grupo social ou o diabo que for, interagindo, não poderá haver predominância de uma corrente ou grupo sobre outra corrente ou grupo.

    Logo, não há contradição nenhuma entre falar em pensamento predominante e pluralidade, até porque aquele só pode existir onde existe esta.

  66. Elias said

    Guatambu,
    O Haddad venceu porque: (a) a concorrência era ruim e foi incompetente; (b) Haddad ajustou a campanha dele a essa peculiaridade (em outras palavras: a campanha do Haddad foi mais inteligente).

    Se a concorrência fosse pouquinha coisa mais esperta, Haddad teria dançado (daí porque, mais acima, eu falei no psicossocial…).

  67. Guatambu said

    Discordo Elias,

    Não me lembro do Haddad ter feito uma propaganda eleitoral que tivesse sido menos progressista ou ajustada a valores conservadores.

    Hoje a população de São Paulo capital aprova as ciclofaixas do Haddad, que, na prática, pouco favorecem os trabalhadores, mas agradam muito aos progressistas de classe média.

    Na realidade, não foi o Haddad que ganhou, foi justamente esse conservadorismo, que vc diz ser característica predominante, que perdeu.

  68. Zbigniew said

    Elias,

    as origens históricas têm muito a dizer sobre isto. Certamente tem algo a ver com o baronato cafeicultor, ou seja, uma elite rural que tanto influenciou a formação da identidade paulista, e que tinham manifestações incontestes de racismo ou racialismo (racismo científico) nas suas manifestações políticas.

    A verdade é que São Paulo sempre se constituiu numa posição hegemônica em relação ao conjunto do país, desde a proclamação da República e principalmente durante a República Velha (vide o Convênio de Taubaté de 1906 que praticamente deu ao Estado o status de metrópole e que levou à guerra civil de 1932 quando Getúlio acabou com a farra).

    Talvez a mentalidade do Convênio de Taubaté e dos Bandeirantes construtores do Brasil ainda paire sobre esta sociedade e dificulte realmente o acolhimento de ideias novas ou novos atores no processo político local. Por isso a força do peéssedebismo local em relação ao mineiro, da preferência pelo Alckmin ou Serra em relação ao Aécio até o pleito deste ano.

    Existem motivos mais profundos, é verdade, mas não acredito que sejam imutáveis. Um ranço pode ser afastado. Vamos ver o que acontecerá com o Haddad.

  69. Elias said

    Guatambu,
    Lê com atenção o que escreveste. Não combinaste coisa com coisa.

    Sei muito bem o que foi feito na campanha do Haddad, até porque trabalhei nela. Sei o que foi feito e por que foi feito.

  70. Guatambu said

    Para fazer uma análise mais precisa com o caso a caso, que é a realidade do Brasil, sugiro que vejam esse gráfico.

    http://arte.folha.uol.com.br/poder/2014/10/27/a-economia-do-voto/

    Deixem de lado correlações batidas como: IDH e Bolsa Família

    E vejam os mapas de variação da Dilma e variação do Aécio entre o primeiro e o segundo turnos.

    Vcs verão que o gráfico mostra que a Dilma, na realidade, conquistou, entre o primeiro e o segundo turno, maior variação de votos entre o centro-sul; enquanto que o Aécio fez o caminho inverso, melhorando sua atuação no norte-nordeste.

    Erro de estratégia do PSDB e acerto na estratégia do PT? Talvez…. talvez se o Aécio tivesse se “entrincheirado” no centro-sul, ele pudesse ganhar as eleições.

    Participação do Lula e falta de apoio interno do PSDB ao Aécio? Tavez… sim, podemos ver claramente as cidades em que Lula e Dilma atuaram, variando muito mais em direção à Dilma.

    Falta de água em SP? Essa eu acho que é uma resposta bem razoável. A atuação do Alckmin na campanha do Aécio foi tímida, e o ataque do PT sobre a questão da água foi feroz.

    Mas o que isso diz sobre o “conservadorismo” do voto? Nada.

    Simplesmente não há estatística que permita essa correlação.

    Muito pelo contrário, até. Imaginem: se o povo de SP fosse tão conservador, talvez o povo nem desse bola para o que a propaganda eleitoral do PT fez sobre a questão da água em SP.

    Definitivamente não foi isso que aconteceu: as pessoas realmente se moveram na direção da Dilma. Se esse aspecto foi o único fator, não temos como saber. Eu me arrisco a dizer que esse foi o ponto principal.

  71. Elias said

    Zbigniew # 68,
    Concordo. Há razões históricas (se formos puxar o fio da meada, a coisa vai longe).

    Também não acho que o nível de consciência seja imutável. Mas, pelo que se sabe, ele muda pouco no curto prazo (salvo nos períodos revolucionários, quando o nível de consciência muda aos saltos — e nem sempre para melhor…).

    Estritamente do ponto de vista da luta política, da disputa eleitoral, isso cria grandes sinucas de bico. Numa disputa local, p.ex., fica mais fácil ajustar o discurso de campanha com a expectativa de uma determinada parcela do eleitorado que se deseja conquistar. Já numa disputa nacional, se o PT fizer isso em SP, vai perder muito mais no resto do país.

    Às vezes, pode se revelar mais compensador, eleitoralmente falando, ser vidraça pra estilingue paulista…

  72. Guatambu said

    Elias,

    Vc disse: “O Haddad venceu porque: (a) a concorrência era ruim e foi incompetente; (b) Haddad ajustou a campanha dele a essa peculiaridade (em outras palavras: a campanha do Haddad foi mais inteligente)”

    Quanto a alternativa “a”, total acordo. Em termos de palanque, o PSDB é ruim de jogo que chega a dar dó, em minha modesta opinião.

    Quanto a alternativa “b”: como que o Haddad ajustou a campanha a “essa peculiaridade”?

    Se eu entendi direito, a peculiaridade a que vc se refere significa ao conservadorismo.

    Como é possível ajustar uma campanha ao conservadorismo?

    Ou vc não fala no tema… o que não aconteceu.

    Ou vc se alinha ao conservadorismo… o que não aconteceu.

    Pelo que eu me lembro, o Haddad fez o discurso oposto, do progressismo.

    De trazer o centro da cidade à população de baixa renda, de tornar a cidade mais aberta e mais justa.

    Fora a incompetência do PSDB, e tem algo que pode ser creditado à campanha do Haddad é isso, e que atingiu principalmente a classe média da cidade.

    Mas se vc tem outras informações, gostaria de sabê-las para poder entender.

  73. Guatambu said

    Zbigniew,

    Como o baronato cafeicultor pode ser referência para a população de hoje?!

    Café nem existe por aqui, as terras de São Paulo mudaram de mãos dezenas de vezes.

    Em 1906 não havia mais escravidão, italianos vindo para trabalhar para esses barões de café trabalharam lado a lado com negros para desenvolver todo o interior do estado de São Paulo, sei disso por conhecimento familiar.

    Queria entender mais sobre o que vc quer dizer com racialismo (racismo científico)… para mim não parece fazer sentido.

  74. Elias said

    Patriarca,
    Lê essa: “Se Dilma optar por um caminho diferente, pode conseguir acalmar o mercado. Caso insista em nomes [de ministros da Fazenda] que não são bem aceitos pelo mercado, teremos mais quatro anos extremamente ruins na economia. No primeiro momento, o mercado não irá dar o benefício da dúvida a ela”, disse à Reuters o gestor de um fundo no Rio de Janeiro, pedindo para não ser identificado.

    A entrevista foi feita à propósito da queda brutal do valor da Petrobras, “em reação” à vitória da Dilma.

    Quais os recados? São dois: (a) o “mercado” quer o Mantega fora do Ministério da Fazenda; (b) o “mercado” quer o imediato reajuste nos preços dos combustíveis.

    Exatamente porque é isso que o “mercado” quer, que a Dilma não deve fazer.

    Ainda não li nem vi a Miriam Leitão se manifestando, mas, sabendo como funciona a cabeça desse pessoal, aposto 100 contra 1 que ela vai dizer que a situação atual “prejudica o pequeno e o médio investidor”.

    É sempre assim. Nunca os grandes especuladores e seus porta-vozes falam em causa própria…

    Todos nós sabemos como são os especuladores das Bolsas de Valores do Brasil. São patriotas incorrigíveis, abnegados, desprendidos, sempre dispostos a sacrificar seus próprios interesses pelo bem do nosso país e do nosso povo.

    Por exemplo: agora, eles não estão nem um pouco preocupados consigo mesmos. Eles estão preocupados com o pequeno investidor. Estão preocupados com aquela senhora, idosa e viúva, que colocou suas economias num fundo administrado pelo banco onde ela também mantém uma modesta caderneta de poupança.

    Os especuladores brasileiros não conseguem dormir, angustiados e preocupados que estão com aquela pobre velhinha…

    Comovente, né?

    De minha parte, direi apenas que, no frigir dos ovos, as ações de uma companhia se valorizam em função dos lucros que essa companhia gera e distribui.

    E o balanço de uma companhia raramente são influenciados pela Bolsa de Valores. Ao contrário, a Bolsa de Valores é que sofre influência do balanço da companhia.

    No frigir dos ovos, são os lucros que a empresa gera e distribui que definem os tais pontos “de resistência” (maior preço de mercado de uma ação), e “de suporte” (menor preço).

    As atividades dos especuladores apenas oscilam entre esses dois pontos.

    De mais a mais, todos sabemos com que extrema coragem esses “patriotas” exercitam a igualmente extrema capacidade de remar contra a corrente…

    Tamanha é essa capacidade e essa coragem, que esses heróis da direita já começaram a pedir pra não ter seus nomes revelados.

    Quem tem fiofó, tem medo…

  75. Zbigniew said

    Guatambu,
    uma identidade se forma durante toda uma vida.
    É a mesma coisa com as sociedades.
    Cento e poucos anos não são tantos anos assim, levando-se em conta a história de uma nação e seus elementos constitutivos.

    Os valores são passados de geração em geração, obviamente que se incorporando a outros elementos, próprios de cada época. Mas nem sempre capazes de modificá-los na sua raiz. Por isso que o Elias fala na dificuldade do PT em penetrar na sociedade paulista e que os fatores são de ordem psicossocial.

    Parte-se do princípio de que os paulistas se colocam num patamar superior aos demais brasileiros. Esse pensamento é fruto da identidade de um povo que sempre teve uma posição de proeminência em face das políticas adotadas pelo país desde sua gênese, no que se refere à República.

    Citei o baronato porque constituiu-se na força econômica de São Paulo, sendo o principal produtor de café do país à época. Foi em torno desta cultura que criou-se grande parte da riqueza do Estado. O racismo e racialismo foram ideias que tiveram trânsito na sociedade da época e que encontraram morada nas grandes fortunas e forças políticas. O racialismo tem identidade com a superioridade das raças e que forjou a ideia da raça ariana. O fato de não mais existir escravidão não quer dizer que não existia racismo, como podemos constatar até os dias de hoje.

  76. Elias said

    “E o balanço de uma companhia raramente são influenciados pela Bolsa de Valores. Ao contrário, a Bolsa de Valores é que sofre influência do balanço da companhia.”

    E oS balanços… etc., etc.

  77. Elias said

    Zbigniew,

    Ele sabe… Ele sabe…

    De mais a mais, o racismo foi citado como exemplo do mecanismo compensatório.

    É aquele negócio do cara que está na base da pirâmide se sentir “compensado” ao ver que tem alguém — negro ou judeu — abaixo dele, mesmo que tenha muito mais dinheiro do que ele.

    Pra quem não sabe o que é isso, recomendo a leitura de “Reflexões sobre o Racismo”, de Jean Paul Sartre…

    Esse mecanismo compensatório foi citado ANALOGICAMENTE, a propósito do ferrado paulista que se sente “superior” aos “nortistas” de modo geral.

    Putz!

  78. Guatambu said

    Zbigniew,

    Eu até concordo que uma sociedade demora para mudar.

    Eu não entendi o que significa “fatores de ordem psicossocial”.

    Se puder fazer o favor de me explicar…

  79. Guatambu said

    Elias,

    Não é assim que se argumenta.

    Não pulando para conclusões que não estão escritas.

    Eu disse apenas que as condições para quaisquer pessoas que viessem a trabalhar no em São Paulo, junto dos barões do café, eram as mesmas.

    Antes de 1900 o interior de SP era mato.

    Havia resquício de escravidão na região do Vale do Paraíba, tanto que há relatos de famílias de italianos que foram para aquelas bandas, de que os barões tentavam dar um jeito de “escravizar” os italianos. Porque sabemos que, apesar da lei áurea, na prática a escravidão continuou.

    No resto do estado havia café, mas não havia barões. Era uma classe média alta, que ralava pra sobreviver e desbravar.

    As famílias italianas chegavam e iam até onde a linha do trem permitisse e onde tivesse emprego.

    As famílias italianas tentavam simplesmente economizar o máximo que conseguiam. Algumas prosperaram, algumas compraram terras lá no interiorzão (como chamamos) do estado.

    Tem nada a ver com modelo compensatório.

    Estou simplesmente tentando entender o motivo que leva vcs a dizerem que há um “histórico de conservadorismo”.

    Talvez de uma minoria, lá nas bandas do Vale do Paraíba.

    São Paulo abriu o estado para imigrantes! Onde que isso é conservador?!

    São Paulo permitia que os imigrantes comprassem terras e se desenvolvessem! Onde que isso é conservador?!

  80. Guatambu said

    Elias,

    E em relação à eleição que o Haddad ganhou?

    Em vez de tentar fazer dupla com o Zbigniew, que já é grandinho e talvez consiga responder por si mesmo, que tal vc manter o foco na nossa conversa?

  81. Elias said

    Guatambu,

    Teu comentário # 79 não tem lhufas a ver com que Zbigniew e eu estávamos debatendo.

    Nem vou me dar ao trabalho de dizer algo sobre ele, até porque nada do que eu disse tem a ver com o que tu disseste.

    O “mecanismo compensatório” a que me referi, é algo exaustivamente tratado por pensadores — sociólogos, antropólogos, cientistas políticos, etc. Citei um deles — Jean Paul Sartre — e a obra em que ele trata do assunto, exaustivamente: “Reflexões sobre o racismo”.

    Para ser mais preciso: a análise que Sartre faz desse “mecanismo compensatório” está registrada na primeira parte do livro, “Reflexões sobre a questão judaica”.

    Tu achas que isso não existe? Ótimo! Talvez fosse bom escreveres algo a respeito. Provavelmente isso te tornará uma celebridade…

    Campanha do Haddad? Foi estruturado um discurso especificamente direcionado para conquista da classe média-média e da classe média-baixa, que eram as faixas do eleitorado com maior resistência ao PT. O propósito — atingido — foi “rachar” a preferência do eleitorado nessas faixas. Daí o destaque a ciclovias e ciclofaixas, dentre outras propostas.

    ======================================

    “São Paulo abriu o estado para imigrantes! Onde que isso é conservador?! ”

    Putz!

    – Que horas são?
    – É terça-feira.
    – Então é aqui que eu desembarco.

  82. Elias said

    “Zbigniew. Eu até concordo que uma sociedade demora para mudar. Eu não entendi o que significa “fatores de ordem psicossocial”. Se puder fazer o favor de me explicar…” (Guatambu)

    Quem disse isso fui eu, Guatambu.

  83. Elias said

    Eu usei o termo “psicossocial”, como categoria que se refere, simultaneamente, à dimensão psicológica individual e à interação do indivíduo com a sociedade, como parte de um grupo. É uma referência ao trabalho do psiquiatra alemão Erik Erikson.

    Quem conhece minimamente o trabalho de Erikson sabe a que me refiro: vertentes positivas e negativas, necessidade de que a vertente positiva se sobreponha à negativa, etc., etc.

    Usei essa categoria como elemento orientador de uma estratégia político-partidária, com propósitos eleitorais, tendo como ponto de partida um determinado nível predominante de consciência política, tido como “negativo”, sob o ponto de vista que eu defendo.

    Entendeste agora?

  84. Elias said

    Pax, cadê tu?

    Ainda lambendo as feridas?

    E a reforma política? Viu só como ela é complicadinha? Viu só como não basta falar nela? Ou dela?

    PT e PMDB são aliados, certo? E PSDB é oposição, pois não?

    Mas, quando o assunto é reforma política, PT e PSDB defendem o plebiscito. Já o PMDB é contra.

    E o financiamento de campanha?

    O PT acha que empresas devem ser proibidas de doar. Deve-se permitir apenas doações de pessoas físicas. O honestíssimo PSDB é contra isso, e nisto ele se alinha com o não tão honesto PMDB.

    E foi só um pronunciamento festivo da Dilma, na festa da vitória…

    Imagina se fosse o começo de alguma coisa…

  85. Guatambu said

    Elias,

    C tá nervoso à toa.

    Eu só estou dizendo que acreditar que o paulista é predominantemente conservador é um erro.

    Acreditar que a maioria dos paulistas acha que o nordestino devia mais voltar pro nordeste é outro.

    Acreditar que a maioria dos nordestinos fingem sotaque de paulista pra “se enturmar” é outro. Quanto a isso então… queria ver o tipo de pergunta que foi feito para que uma pesquisa qualitativa chegasse a essa conclusão…

    Não sei como foram feitas as pesquisas que o pessoal do PT fez na campanha do Haddad.

    Acho isso muito estranho.

    Talvez valha só para a cidade de São Paulo, mas não para o estado…

    Estou dizendo também e concordando com vc, que a classe média aprova o discurso progressista do Haddad, e isso já torna a maioria da cidade de São Paulo progressista, e não conservadora.

    Relaxe, eu entendi, finalmente o que vc quis dizer com fatores de ordem psicossocial.

    Deve ter sido por um bom tempo assim mesmo. Hoje acho que isso está mudando, e mudando rapidamente.

    Outras informações de percepção pessoal, que talvez contribuam para a discussão.

    No face há uma intolerância com aqueles que pronunciam qualquer coisa sobre racismo ou “xenofobia” contra nordestinos ou nortistas.

    Quem frequenta o face é classe média para cima, e há uma minoria que faz esse tipo de comentário. Sinal de que os tempos mudam.

    Esse sentimento de que São Paulo “puxa” o Brasil eu não vejo mais. Na realidade tá cheio de gente querendo sair daqui. Aqui é caro, competitivo, difícil. As pessoas querem sossego, conforto, e tem procurado oportunidades em outros estados.

    Isso daria uma estatística interessante, deve sair mais gente de São Paulo do que chegar. E se não está assim, deve ficar em breve.

  86. Daise said

    DILMA: “diuturna e noturnamente” falando asnesiras

  87. Daise said

    2 DIAS APÓS SER REELEITA DILMA COMEÇA A SE AJOELHARrsrsrs

    A represidenta vai apanhar do PMDB no Congresso até ser “impedida” por seu envolvimento no PETROLÃO.

    1.Câmara derruba decreto de conselhos populares e impõe 1ª derrota a Dilma após reeleição (FSP)

    2.Dilma recua de fazer reforma política apenas por plebiscito (FSP)

  88. Daise said

    A Fazenda de Lula
    DE SÃO PAULO

    28/10/2014 14h43
    Eu me pergunto onde Guido Mantega estava com a cabeça para dizer que a maior parte da população aprovou a política econômica do governo.

    Fosse isso, ministro, sua chefe não teria passado um sufoco danado para conquistar a reeleição.

    A fatia majoritária do povo brasileiro não elegeu Dilma Rousseff porque aprovou a política econômica, elegeu a petista APESAR da política econômica. Ou o ministro acha que tem algum eleitor por aí pulando de alegria com a inflação?

    A presidente foi reeleita por diversos fatores, entre eles porque convenceu a maioria, sobretudo a parte que mais precisa, que conquistas na área social poderiam ser perdidas com uma troca de bastão. Convenceu, ainda, que a situação da economia vai melhorar.

    Vale lembrar que nem Lula, no passado fiador político de Mantega, concorda com o devaneio do ministro. Ele é uma das principais vozes internas contra erros armados pela equipe econômica.

    O ex-presidente, aliás, apitará na sucessão do Ministério da Fazenda, sim. Mas não dará a palavra final, como alguns fazem crer. Simplesmente porque Dilma não deixa.

    Lula ainda nem apresentou sugestões de nomes.

    Por ora, o máximo que o ex-presidente fez, segundo apurou a Folha, foi cobrar o PT: “vocês têm de conversar com ela” sobre a escolha.

    Quem faz jogo assim parece ter carta branca para nomear?

    Enquanto a definição não chega, o mercado se apega ao que quer. Desde segunda-feira, está crente que Luiz Trabuco, do Bradesco, ocupará a Fazenda. O Ibovespa agradece, e o governo também.

    Contratar o executivo é o objeto de desejo do Palácio do Planalto, mas até mesmo auxiliares da petista afirmam que dificilmente ele diga “sim” à sondagem.

    Amigos que conversaram com Trabuco nos últimos dias asseguram que seu desejo é mudar de posto, mas seguir no banco. Sua meta seria o comando do conselho de administração do banco quando Lázaro Brandão se aposentar.

    O problema de não decidir logo o futuro ministro da Fazenda é estimular uma decepção no sistema financeiro, hoje em festa com a hipótese de um ministro “market friendly” na vaga de Mantega. Dilma, porém, só age no seu tempo. E ela não dá sinais de que queira correr com o prato quente na mão.

    Ela, aliás, cogitou no passado convidar Fábio Barbosa, presidente da Abril, para o posto. Mas a recente reportagem da revista Veja, com acusação de Alberto Youssef dizendo que Lula e Dilma sabiam de desvios na Petrobras, dinamitou esse caminho.

    Com uma lista de opções enxuta, resta saber quem vai topar o emprego mais difícil do país a partir de janeiro de 2015. Só há uma coisa certa na sucessão da equipe econômica: falta pouco, muito pouco, para o ministro Guido Mantega dar tchau ao cargo.

  89. Daise said

    DILMA A REPRESIDENTA TRAPALHONA

    Nem o PT ele consegue unir…rsrsrs

  90. Daise said

    Nem o PT ela consegue unir…rsrsrs

    O PMDB já mostrou quem manda.

  91. Jose Mario HRP said

    Enterro coletivo dos mortos durante a eleição:
    Marnina, santinha, Aécio , o ébrio, Daise, a trensexual, Chest, o medico /monstro, PSB, o wallking Dead, PSDB, o ramo politico do PCC, Dem, ou lixo ambulante, Arminio Fraga, o nada, Mirian Leitão, ou a chupa cabras de Caratinga1
    Tragédia sem tamanho!

  92. Patriarca da Paciência said

    E o cara de cavalo apareceu no Senado relinchando ainda mais do que o costume. Relinchou que foi atacado “pessoalmente” nas rede sociais. OH senhor cara de cavalo, por acaso a Dilma e o Lula não sofrem ataques nas redes sociais ?

    Mas o choro é livre e… os relinchos também !

  93. Patriarca da Paciência said

  94. Patriarca da Paciência said

  95. Jose Mario HRP said

    Aloysio foi atacado nas redes sociais?
    Não, sujeito tão bonzinho, que não deseja mal para ninguém, sempre do lado do povo e dos trabalhadores!
    Cara de cavalo?
    Pra mim tem é cara de safado!
    KKKKKKKKKK

  96. Jose Mario HRP said

    Segunda feira post morten do Aécio , nos corredores da Grobo!

  97. Zbigniew said

    Olha aí, Pax.

    “A presidente Dilma Rousseff está trabalhando contra a aprovação da PEC 215, que quer transferir a demarcação da área indígena para o Congresso Nacional. As lideranças indígenas são contra o projeto, pois entendem que isso vai travar o processo de demarcação que hoje é de responsabilidade da FUNAI. A presidente pretende tomar o caminho oposto, de fortalecer a FUNAI e a representatividade indígena ao invés de enfraquece-la.”

    Será que isso procede?

    http://jornalggn.com.br/noticia/dilma-luta-contra-pec-dos-ruralistas#comments

  98. Daise said

    O 247 envolvido na Lava Jato.Qual é a novidade?

    Um dos documentos apreendidos pela Polícia Federal mostra a anotação do doleiro Youssef: ‘Leonardo Attuch 6×40.000,00′

  99. Daise said

    O 247 já caiu. Ainda estão faltando PHA e Nasssif para citar apenas 2 dos corruptos blogueiros.

    DILMA SEGURA NA CRUZ DEPOIS DE FINANCIAR A CANALHADA. MENTIROSA!

  100. Daise said

    AULA PRÁTICA DE CIDADANIA – TURMA DA MONICA

  101. Daise said

  102. Daise said

  103. Daise said

    Aprenderam Tolinho e Dilminho?

    O governo ainda não.Corre o risco de não passar de ano.

    Governo velho, ideias idem
    Qual eleitor não gostaria de acreditar, depois de derreter miolos nas pelejas vãs da internet, no slogan da campanha vitoriosa?

    29/10/2014 – 13h03

    Nossa, não foram nem 24 horas de ilusão! Como diria FHC, assim não dá, assim não dá!

    Qual eleitor não gostaria de acreditar, depois de derreter miolos nas pelejas vãs da internet, no slogan da campanha vitoriosa? Como o reeleito não precisa esperar janeiro para passar a faixa para si mesmo, que 2015 venha logo!

    Aposto que muitos de nós, incompreendidos do Facebook, começariam a relaxar: é bom imaginar que, com o governante já a postos, tudo está sob controle.

    Irmãos brigados, amigos afastados, colegas desconfiados, sócios separados, vizinhas magoadas, pais irritados, filhos rebelados, casais dormindo de costas – todos teriam enfim o merecido refresco.

    Já no day after, em rede nacional, veríamos a redentora estreia do governo novo, ideias novas. Não que alguém esperasse um plano inteiro – aquele guardado a sete chaves durante a campanha. Duas ou três novidades alentadoras, colocadas em prática amanhã, já estariam de bom tamanho para ajudar a selar a paz e a confiança.

    Que nada! Depois de semanas de repetição do enredo “nunca antes na história deste país”, rebatizado de “A terra arrasada até 2002”, foi nos apresentada mais uma reprise, essa bem mais recente. Aquele filme da reforma política de 2013, que todo mundo lembra como começa e como termina.

    A presidente propõe com pompa e circunstância o plebiscito, sem sequer apresentar um rascunho escrito, o Congresso se opõe e, no dia seguinte, a mandatária recua para o referendo, na geleia geral do tudo igual, junto e misturado.

    Como e quando a tal reforma, precedida ou finalizada pela consulta popular, será aprovada são outros quinhentos.

    A imprensa ainda tentou arrancar, em vão, algo sobre a equipe econômica. Até o Natal, se Deus quiser e a inflação permitir, saberemos quem será o novo ministro da Fazenda.

    Atingida sem trégua pelas sucessivas delações da Lava-Jato, a Petrobras também segue impávida, sem anúncios de mudanças em sua diretoria.

    Resta mais alguma coisa impertinente a saber? Sim – e é longuíssima a lista do fundamental que sequer foi discutido nesta campanha de 2014, dominada por aqueles que só quiseram nos mostrar os maus bofes dos presidenciáveis.

    Mas não vou enumerar nada porque estamos carecas de saber e sentir o que pega e o que falta na vida real.
    Como diria o mais novo mensaleiro livre, Henrique Pizzolato: “se você adivinhar (a lista), ganha um fusca”. Até 2018!
    Mara Bergamaschi

  104. Daise said

    PUTZ! ATÉ O SARNEY VOTOU CONTRA A INCOMPETENTA

    Cá entre nós acho que até o Badass votou contra, enrustido.
    Uma derrota dela teria sido 1000 vezes melhor para o PT, rsrsrsr
    Agora cabe a ela ( e o PT) saber sair da merda em que nos enfiou.
    Nem Sarney acredita…Lula idem…já tá dando pitacos na Economia, sugerindo nomes.

  105. Daise said

    O PT PROTEGENDO SEUS CORRUPTOS

    Petista pede vista e adia análise de recurso contra cassação de Vargas
    MÁRCIO FALCÃO
    DE BRASÍLIA

    29/10/2014 17h15
    Um pedido de vista adiou nesta quarta-feira (29) a votação, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, do relatório do deputado Sergio Zveiter (PSD-RJ) que mantém a cassação do deputado André Vargas (sem partido- PR). A cassação havia sido aprovada pelo Conselho de Ética da Casa.

    Vargas responde a processo por quebra de decoro parlamentar devido ao seu envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso durante as investigações da Operação Lava Jato, deflagrada pela PF, sendo acusado de participar de um esquema de corrupção na Petrobras que, segundo a PF, movimentou R$ 10 bilhões.

    O deputado, que pertencia ao PT, foi pressionado pelo partido a pedir a sua desfiliação em abril. A pressão para deixar a legenda ocorreu pois o parlamentar havia desistido de renunciar ao mandato depois que suas ligações com Youssef vieram à tona.

    http://veja3.abrilm.com.br/assets/images/2014/2/202156/brasil-politica-andre-vargas-barbosa-pt-20140203-001-size-598.jpg?1400678851

    Vargas responde a processo por dois episódios: um voo em um jatinho emprestado pelo doleiro e o suposto uso de influência do parlamentar junto ao Ministério da Saúde para viabilizar um contrato da Labogen com o órgão para a formalização de um contrato de R$ 35 milhões para produção de medicamentos.

    No recurso apresentado, a defesa de Vargas questionou a dispensa de algumas testemunhas e o fato de que Vargas não foi ouvido pelo colegiado, além da inclusão de alguns conselheiros no dia da votação do relatório final com a recomendação pela cassação do mandato e ilicitude de algumas provas.

    A recomendação pela cassação do mandato de Vargas foi aprovado em 20 de agosto por unanimidade no Conselho de Ética. O parecer havia sido apresentado pelo deputado Júlio Delgado (PSB-MG) no último dia 6 de agosto.

    Além do processo na Câmara, Vargas enfrenta outra batalha judicial. Nesta terça-feira (14), a ministra do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Luciana Lóssio votou para que Vargas perca seu mandato por infidelidade partidária por ele ter saído do PT após as denúncias que ligaram seu nome ao de Youssef. Depois do voto, um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes suspendeu o julgamento, que não tem data para ser retomado.

  106. Daise said

    Dilma viaja para Base Naval de Aratu, onde descansará até domingo (FSP)

    Está cansada de não governar…rsrsrs

  107. Daise said

    DILMA, A REPRESIDENTA E O PETROLÃO

  108. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    daqui a pouco vai ficar difícil encontrar um comentário entre as centenas de bobagens postadas pela Carlão Michele Deise Desvairada Desmiolada Descarada Delirante Desocupada Desmunhecada etc.etc .etc.

    Pessoal do PSDB ‘dialogando”:

  109. Daise said

    É O QUE EU ESTOU FALANDO HÁ VARIOS POSTS.
    RSRSRS

    INFLAÇÃO E AUMENTO DOS JUROS

    Copom vê intensificação de inflação e sobe juros para 11,25%
    FOLHA DE SÃO PAULO

    29/10/2014 20h23

    Em sua primeira reunião após a reeleição da presidente Dilma Rousseff, o Banco Central surpreendeu e elevou a taxa básica de juros da economia de 11% para 11,25% nesta quarta-feira (29).

    A alta do dólar e a piora nas contas públicas foram os motivos que levaram cinco dos oitos integrantes do Copom (Comitê de Política Monetária), incluindo o seu presidente Alexandre Tombini, a decidir elevar a chamada taxa Selic -três diretores votaram pela manutenção do juro.

    As apostas no mercado eram de manutenção de juros neste momento, com possibilidade de alta a partir de dezembro deste ano.

    O aperto monetário, três dias após a reeleição da petista, foi visto no mercado como uma tentativa de reconquistar a credibilidade da política de combate à inflação.

    No comunicado da decisão, o Copom informou que “a intensificação dos ajustes de preços relativos na economia tornou o balanço de riscos para a inflação menos favorável”. Os “preços relativos” que vinham sendo citados pelo BC como responsáveis pela inflação recente eram as tarifas e o câmbio.

    “À vista disso, o Comitê considerou oportuno ajustar as condições monetárias de modo a garantir, a um custo menor, a prevalência de um cenário mais benigno para a inflação em 2015 e 2016”, disse o Copom.

    A taxa Selic estava em 11% ao ano desde abril. Conforme a Folha revelou nesta quarta-feira, assessores presidenciais não descartavam uma alta de juros ainda em 2014, na última reunião do ano.

    O câmbio está entre os principais fatores que podem levar a inflação a ficar acima do limite de 6,5% fixado pelo próprio governo.

    ————–

    ….Dilma quer o Mercadante e lula gostaria de um “Armínio” e no mínimo um “Meirelles” que já foi descartado por ser independente. Lula odeia Mercadante.

    Dilma que saiu em férias ficou muda e foi descansar na Bahia .
    J. Santana foi descansar em Paris!
    Petista chick é outra coisa.

    Alons enfants de la patrie
    Le jours de gloire sont arrivée
    ….

    Nada de pouca porcaria. La Tour d’Argent é o restaurant preferido dos petistas.
    https://www.latourdargent.com/
    Um jantar pra 2 sai por ~500 dólares. Sem vinho.

    Chico prefere bistrôs românticos da rive gauche, a luz de velas para debater Sartre a importância de Raul Castro no futuro de Cuba.

  110. Daise said

    INFLAÇÃO E AUMENTO DOS JUROS

    Copom vê intensificação de inflação e sobe juros para 11,25%

    Atenção, gente, aumentou a taxa de juros!!!
    Mas saibam que foi para o bem dos pobres.
    Se o governo fosse tucano, seria para o bem dos banqueiros e da dona “Zelite”.

  111. Daise said

    247 ESCREVENDO EM DILMÊS!

    Pela primeira vez em seis meses, o Banco Central >não alterou os juros básicos da economia;

    por 5 votos a 3, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu elevar a taxa Selic para 11,25% ao ano. A taxa está no maior nível desde novembro de 2011, quando estava em 11,5% ao ano; desde dezembro de 2011, a taxa passou a ser reduzida sucessivamente pelo Copom até atingir 7,25% ao ano em outubro de 2012, o menor patamar da história; a Selic foi mantida nesse nível até abril do ano passado, quando o Copom iniciou um novo ciclo de alta nos juros básicos para conter a inflação. Desde abril de 2014, a taxa está em 11% ao ano

    Entendeu? não houve alteração mas subiu rsrsrs

  112. Daise said

    Tolinho e Dilminho

    A realidade do “governo petista”

    EROS GRAU, QUE NUNCA FOI DE DIREITA, DESMASCARA O PT

  113. Daise said

    Caro Pax,

    daqui a pouco vai ficar difícil encontrar um comentário entre as centenas de bobagens postadas pela Carlão Michele Deise Desvairada Desmiolada Descarada Delirante Desocupada Desmunhecada etc.etc .etc.

    Isto é um petista rsrsrsrs

  114. Patriarca da Paciência said

    A Carlão Michele Deise Desvairada Desmiolada Descarada Delirante Desocupada Desmunhecada Dissimulada etc.etc .etc. postou um vídeo com o Eros Grau ?

    Patético, o Ezequiel dos Ricos, falando de uma “pequena chácara”, cercado de uma paisagem toda “zen”, com cascatas artificiais, chamas, um jardim maravilhoso, despejando um monte de bobagens sobre o “estado terminal do Brasil”.

    É isso aí, bobalhão ! Esse mundinhos mesquinho, onde dos pobres ficam de quatro diante dos “poderosos” realmente está em estado terminal, graças a Deus.

    É a marcha da Democracia e da Civilização.

    Em todos os países civilizados o “deslumbramento” diante dos “poderosos” já acabou faz muito tempo. Está chegando no Brasil, “ainda que tarde”.

    E essa “coisa” nunca foi o Eros Grau !

  115. Daise said

    MEDO DO DESEMPREGO E PETROLÃO VÃO DERRUBAR A DILMA

    Executivo que fez acordo de delação doou mais de R$ 5 mi para PT e PR

    GABRIELA TERENZI
    MARIO CESAR CARVALHO
    DE SÃO PAULO

    30/10/2014 02h00
    O executivo Julio Camargo, que fez um acordo de delação premiada com procuradores que investigam desvios na Petrobras, doou R$ 6,7 milhões a 13 partidos entre 2006 e 2014. O partido que mais recebeu foi o PT, com R$ 2,56 milhões, o equivalente a 38% do total repassado.

    As doações foram feitas pelo próprio Camargo, executivo da Toyo-Setal, ou por empresas das quais ele é sócio.

    Foram beneficiados os senadores Marta Suplicy (SP), Lindbergh Farias (RJ) e Delcídio do Amaral (MS) e o deputado Adriano Diogo (SP).

    O segundo partido no ranking de doações, o PR, recebeu R$ 2,49 milhões (36,9%), com uma concentração de R$ 2 milhões na campanha de José Roberto Arruda, que foi candidato ao governo do Distrito Federal neste ano, mas desistiu em setembro último, quando foi considerado ficha-suja pela Justiça.

    Os R$ 2 milhões foram doados pela Toyo-Setal.

    O restante das doações são pulverizadas e em valores menores. O PMDB, por exemplo, foi agraciado com R$ 475 mil –7% do total.

    A maioria das doações foi feita a siglas da base aliada do governo, mas há também três partidos da oposição beneficiados –PSDB, PV e PPS. Os repasses foram feitos para a campanha de candidatos desses partidos.

    MULTA DE R$ 40 MI

    Camargo é diretor da Toyo-Setal, empresa que tem contratos de cerca de R$ 4 bilhões com a Petrobras, e é o primeiro executivo das grandes empresas a fazer um acordo de delação para obter uma pena menor. Além de prometer contar o que sabe sobre o esquema de desvios, ele pagará multa de R$ 40 milhões.

    Camargo é investigado sob suspeita de pagar propina para conseguir obras da Petrobras. Três empresas controladas por Camargo (Auguri, Piemonte e Treviso) fizeram depósitos de R$ 13,4 milhões à GFD Investimentos, firma de fachada do doleiro Alberto Youssef. Procuradores consideram que todos os depósitos feitos à GFD eram repasse de propina, já que a empresa não tinha atividade.

    Tanto o doleiro quanto Costa também fizeram acordos de delação. Youssef disse num desses depoimentos que doações legais a partidos eram uma forma que os fornecedores da Petrobras recorriam para obter contratos da estatal sem violar a lei.

    Nos interrogatórios da delação, Camargo contou que Renato Duque, que ocupou a diretoria de serviços da Petrobras entre 2003 e 2012, recebeu propina fora do país. Duque foi indicado ao cargo pelo ex-ministro José Dirceu.

    O nome de Duque já havia sido mencionado pelo ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa em interrogatório à Justiça. O ex-diretor afirmou que o PT ficava com 3% do valor líquido dos contratos da diretoria de Duque.

    O ex-diretor nega que tenha cometidos crimes e informa que processou Costa.

    A assessoria do PT diz que todas as doações ao partido são legais e declaradas à Justiça. O PR não quis se pronunciar. A advogada de Camargo, Beatriz Catta Preta, também não quis se manifestar.

  116. Jose Mario HRP said

    O derrota daise e o terceiro turno do diz que me diz que!!!!!!
    ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ……
    E logo com a declaração categorica de doação de campanha!
    É muia falta de capacidade intelectual do nosso bobimho da corte!

    Aqui a suprema humilhação!

  117. Jose Mario HRP said

    Aos poucos a farsa vai sendo desvendada e agora a ação penal por calunia e difamação vai ficando mais fácil de ser ganha!
    Cuidado Daise que pode sobrar para voce que gosta de acusar sem provas, IP é fácil de identificar e depois o proximo passo é a cana e o arresto de bens, poupança,….etc, etc… e tal
    Barbas de molho….
    http://tijolaco.com.br/blog/?p=22606

  118. Daise said

    Dilma ganhou a eleição!

    Mas eu faço parte da grande maioria 61,8% que não votou nela!

    Dilminho continua com dedos bêbados e pensamentos idem…
    isto é ser petista! Falar bobagem o tempo todo e achar que está abafando….cruizcredo!

    Só faltou o KKKKKKKKK (ou não) final…

  119. Pax said

    Prezados,

    Desculpem-me a ausência. Durante o dia um corre corre inacreditável, mas tá bom. Enquanto todo mundo discute e fica com medo, tô fazendo uns trampos, investindo uns caraminguás bem pequenos, mas gerando empregos.

    Segundo nossa constituição cidadã, no seu maravilhoso artigo 5:

    XXII – é garantido o direito de propriedade;

    XXIII – a propriedade atenderá a sua função social;

    e eu levo isso a sério, sim, sem função social acho que tudo vale muito pouco a pena.

    lucro é simples consequência.

    De outro lado, como disse, sou oposição independente. E quero ver essas questões resolvidas. Dilma nas entrevistas no JN e na Band, segunda e terça, foi bem. Não muito, mas foi bem.

    Prometeu reforma política e combate à corrupção.

    De duas uma. Ou mostra coragem ou covardia. Com coragem pode salvar o que resta do PT. Com covardia enterra o defunto que já está cheirando forte.

    Sim, se ela tiver coragem de peitar o próprio partido, pode fazer algo de bom.

    Em questões como a da BR por exemplo.

    Minha suspeita é que Lula sabia, sim. Claro que sabia. Ela não sei. E se ela não sabia, debaixo da sua presidência no Conselho, fica só como má gestora. Se sabia…. aí são outros quinhentos.

    Pra provocar e pedindo desculpas pela correria (e falta de link, chego em casa e nada… Paulo Bernardo, segundo o noticiário tb envolvido com Youseff, continua ministro…)

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/10/1540515-executivo-e-delator-concentra-doacoes-eleitorais-para-o-pt.shtml

  120. Jose Mario HRP said

    Bem, no momento estão indisponiveis a opção Barbosão Ditador e a opção “Dominio fo fato”!
    Tente mais tarde!!
    e como a “galera pediu:

    KKKKKKKKKKKKKK……..!!!!!!

    PS:
    Assistir novamente o video dos 07 X 01 da reporter da BBC em cima do DM!!!!
    + KKKKKKK…..

  121. Jose Mario HRP said

    Voltando a vida real , com o partido que defende os trabalhadores no poder, sugestão aqueles que pensam e estão do lado do trabalhador:
    http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Cultura/Trabalhadores-uni-vos/39/32112

  122. Elias said

    Guatambu,
    Nervoso? Eu?

    Não, cara… Eu acertei em todas as minhas previsões para as eleições de 2014.

    É sinal de que não perdi o traquejo, apesar de estar fora das campanhas desde 2012.

    Mas não fiquei feliz com os acertos, até porque isso implicou um tiro no coração das pretensões de um monte de gente que eu gosto há décadas. Uns não foram reeleitos… Outros não conseguiram voltar.

    É o tipo da situação em que a gente diz certas coisas torcendo pra estar errado, e, infelizmente, não está…

    Os tais sentimentos paulistas (e paulistanos) predominantes, a que me referi, estão detectados em dezenas de sondagens, feitas por empresas especializadas. Algumas foram contratadas para realizar essas sondagens, estruturadas a partir de questionamentos suscitados em debates políticos. Outras,dispõem de estudos já prontos, que elas colocam à venda. Esses dois tipos de trabalho são analisados por um terceiro tipo de instituição, especializada em analisar cenários políticos. Desse cadinho resultam alguns eixos para a campanha eleitoral, seja em termos de propostas, seja sob a forma de direcionamentos, de linhas de conduta…

    Todos os partidos fazem isso (pelo menos os de grande porte). É daí, p.ex., que saem muitas das charges que pontificam na internet. Essas charges não inventam nada: elas resumem, com humor, um sentimento que existe na população.

    Também não bate essa história de que em São Paulo o ambiente é mais competitivo. É a mesmíssima coisa em todo o país.

    São Paulo sempre se caracterizou por disponibilizar mais oportunidades, razão pela qual se tornou o maior ponto de convergência dos fluxos migratórios.

    Hoje essa realidade está mudando, de uma parte, pela saturação de São Paulo, e, de outra, pela incorporação de outras regiões ao aparelho produtivo brasileiro.

    Hoje, p.ex., é melhor produzir aço, alumina, alumínio, cobre, etc., na Amazônia. Por que? Porque: (a) é na Amazônia que estão as maiores e melhores jazidas de minério de ferro do planeta (que só foram descobertas há menos de 30 anos), de bauxita,de cobre,etc.; (b) é na Amazônia que se localizam as melhores opções de portos para embarcações de grande calado; (c) é na Amazônia que se encontra maior facilidade para produção de energia elétrica emlarga escala (fundamental quando grande parte das exportações do país se baseia em produtos eletrointensivos).

    Por essa razão, os fluxos migratórios internos do Brasil tendem a tomar outras direções. Numa visão prospectiva, daqui a 10 anos, o desenho geral do Brasil, em termos de distribuição demográfica, formação do PIB, etc., será substancialmente diferente do que é hoje.

    Só que uma coisa é o fato e/ou a tendência; outra coisa é a percepção do mesmo fato e/ou tendência.

    Há uns meses, o jornalista Lúcio Flávio Pinto disse que o Pará é o segundo maior ponto de convergência de fluxos migratórios do país. Um monte de gente discordou. Por que? Porque poucas pessoas se dispõem a dedicar uma fração de seu tempo à análise de fluxos migratórios. Aí as coisas acontecem diante de suas janelas, e ninguém se toca. Algumas cidades paraenses decuplicam a população em menos de 5 anos, e o pessoal aqui nem se toca…

    Se aqui, onde isso acontece, as pessoas têm dificuldade de perceber o nexo,imagina em outras regiões…

  123. Jose Mario HRP said

    Pois vejam só colegas, não deixem de ler esta, que bota a abaixo rudo que poderia haver de duvidas nas mentes daqueles que acreditaram na Óia!
    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/158823/Advogado-de-Youssef-confirma-armação-de-Veja.htm

  124. Elias said

    HRP # 123,

    Cá pra nós, o governo federal tem lá sua parcela de culpa nessa história toda. Até hoje, o governo federal ainda não regulamentou a Lei 12.846 (a “Lei Anticorrupção”), de iniciativa da própria Dilma.

    A ausência de definições tem, p.ex., fornecido argumentos a governos estaduais e municipais para que estes não adaptem as disposições da lei às respectivas estruturas de organização. Isso, na prática, impedem que a lei entre em vigor nas esferas estaduais e municipais. Nesse âmbito, a lei existe como letra morta. As exceções são o município de São Paulo e os Estados de São Paulo, Paraná, e, salvo engano, Rio Grande do Sul, que já editaram os respectivos decretos. Nos demais estados e municípios brasileiros, a coisa está, oficialmente, “em exame”, ou “em estudo”.

    Na esfera federal, a Lei 12.846 entrou em vigor, mas as indefinições de que padece dão margem a toda sorte de manipulações, seja por parte do MPF (que, como se sabe, não é flor que se cheire), seja pela parcela mais irresponsável e desonesta da mídia.

    Uma das questões insuficientemente ou inadequadamente reguladas é, exatamente, a divulgação dos acordos de leniência.

    Por lei, os acordos de leniência só podem ser divulgados se o teor da delação houver sido aceito. Para que o teor de uma delação seja aceito, ele tem que estar respaldado em provas.

    Óbvio: independentemente de ter ou não feito acordo de leniência, o comportamento padrão do delinquente é de tentar dividir o cometimento do ilícito com o máximo de cúmplices. Daí porque só a declaração dele não tem valor.

    Nos casos disciplinados pela Lei Federal 12.846, o delinquente só está fazendo acordo de leniência, porque está ferrado. As provas contra ele são irrefutáveis. Nessas circunstâncias, a confissão é meramente acessória no processo. Com ela ou sem ela, diante das provas contra ele, o delinquente será condenado. O acordo de leniência só tem interesse público se agregar fatos novos, que ultrapassem satisfatoriamente os limites da simples confissão. Para que os tais fatos novos sejam aceitos, entretanto, o criminoso delator deve fazer provas. Se não fosse assim, qualquer um poderia acusar qualquer outro, sem provas, no interesse de usufruir da leniência, benefício da delação (redução da multa em até dois terços, e, quando couber, redução da pena de reclusão).

    E o que acontece quando alguém dá como integrante do acordo, uma afirmação que, na verdade, não faz parte dele? A lei é omissa quanto a isso, e sua regulamentação idem.

    A meu pensar, a conduta da revista requer muito mais que o simples direito de resposta. É mais uma questão penal. Numa eleição apertada, como a de 2014, o ato criminoso da revista poderia ter invertido o resultado da eleição. E aí? Ficaria por isso?

    O problema é que, do jeito que as coisas estão, a primeira fase da batalha será, exatamente, enquadrar a revista como incursa em delito penal. Fazer com que a denúncia judicial tenha esse teor, e que este seja aceito no tribunal. Não vai ser fácil!

    A coisa mudaria de figura se o delito fosse tipificado penalmente.

    É muito conveniente, da parte do advogado do criminoso delator, vir agora, depois das eleições, dizer que seu patrocinado não fez as declarações que a revista Veja lhe atribuiu. Por que ele não botou a boca no trombone antes das eleições?

    Não me surpreenderia nem um pouco se fosse agora revelado que alguém, à ordem do criminoso delator e/ou de seus advogados fez a declaração à revista, tendo esta publicado a declaração que recebeu, sem checar junto ao MPF se a dita declaração fazia ou não parte do acordo de leniência.

    Sei não, mas… Acho que esse negócio deveria ser cutucado com mais vigor… No meu bestunto, o advogado do delinquente delator e a revista Veja estão encostando os respectivos fiofós na parede, para evitar que coisas indesejáveis penetrem por ali…

    No frigir dos ovos, o dolo daria lugar à culpa. A intenção criminosa seria fantasiada de burrice… E tudo se resolveria com um singelo — e, agora, inócuo — direito de resposta. E a Veja ficaria livre pra reincidir… Né?

  125. Olá!

    O Elias escreveu:

    “No mais, São Paulo depende pra caramba dos programas sociais do governo federal, até porque o que há de miséria lá não é brincadeira… Em vários pontos do estado existe o problema da fome (que não existe em nenhum estado da Região Norte, p.ex.). Além do quê, o Estado é incapaz de resolver, por si mesmo, problemas elementares como abastecimento de água, distribuição de energia elétrica, segurança pública, etc. Sem a muleta do governo federal, São Paulo para.”

    A primeira pergunta a se fazer é: Qual é a principal fonte dos recursos que bancam os programas sociais do Governo Federal?

    Dei uma pesquisada nos sites da Receita Federal e do Porta da Transparência para obter uma informação curiosa: Quais são os estados brasileiros que mais pagam impostos e quais são os que mais recebem recursos provenientes dessa fonte?

    Os impostos em questão são apenas os federais.

    Os resultados são assustadores e é quase um milagre que um estado como São Paulo aceite ser tributariamente espoliado do jeito que está sendo.

    Ah, sim: Utilizei dados para o ano de 2012, pois esse é o período mais recente com todos os dados completos.

    Vamos aos Números!

    Eis a tabela neste link. Os valores da três primeiras colunas numéricas estão em bilhões de reais e os estados foram ordenados de maneira decrescente segundo a quantidade de impostos pagos, isto é, quem paga mais está no alto da tabela. Os sinais de “+” e “-” na terceira coluna indicam se o estado mais recebe do que paga impostos (+) ou o contrário (-).

    Algumas observações sobre esses dados:

    01. São Paulo é o estado responsável por quase metade da arrecadação tributária de todo o Brasil. Praticamente 40% dessa arrecadação vem de lá.

    02. Ironicamente, São Paulo recebe de volta do Governo Federal apenas 0.11 vezes o valor do que paga em impostos!

    03. Se o “malévolo” estado de São Paulo fosse apagado do mapa brasileiro, o Governo Federal teria de se virar com orçamente oriundo de tributos de apenas R$ 439.4 bilhões. Mas os demais estados da federação consomem nada menos do que R$ 298.5 bilhões. Subtraindo esses dois valores, Brasília ficaria com apenas R$ 140.9 bilhões. Haveria corte de programas sociais e de serviços básicos para todos os lados! Sem o dinheiro de São Paulo, os benefícios sociais estariam em sérios apuros ou simplesmente iriam para o saco mesmo.

    04. Dos 27 estados mais o Distrito Federal, apenas 10 deles apresentam uma performance tributária superavitária, isto é, mais pagam impostos do que recebem. São eles: São Paulo, Rio de Janeiro, DF (não deveria entra na lista), Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Amazonas e Goiás.

    05. Esses estados são responsáveis por 91.49% de toda a arrecadação tributária federal!

    06. No entanto, o mais assustador vem agora: Esses mesmos estados, que são responsáveis por mais de 90% da arrecadação tributária federal, recebem de volta de Brasília apenas 50.69% dos impostos federais distribuídos ao longo da nação.

    07.Em contrapartida, a maioria dos estados brasileiros (17) são tributariamente deficitários, isto é, mais recebem do que pagam impostos federais. São eles (em ordem decrescente): Acre, Amapá, Tocantins, Roraima, Piauí, Alagoas, Paraíba, Maranhão, Pará, Sergipe, Rio Grande do Norte, Rondônia, Ceará, Bahia, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Pernambuco. O Acre chega a receber mais de 10 vezes em impostos federais em relação ao que paga.

    09. Preparem-se, para o que vem agora! Esses 17 estados arrecadam apenas 8.52% dos impostos federais. . .

    10. . . . No entanto, recebem 49.3% dos impostos que Brasília sai distribuindo por aí.

    11. OK! Sabemos que os estados do Sul-Sudeste e o Amazonas são responsáveis por mais de 90% da arrecadação dos tributos federais. Agora, para onde vai esse dinheiro? Para os estados tributariamente deficitários! Mas quais? Em valores absolutos, os estados deficitários que mais recebem impostos federais são (em ordem decrescente): Bahia, Pernambuco, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe, Mato Grosso, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre, Amapá, Roraima.

    12. Tirando Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, todos os demais estão na Região Norte/Nordeste. Nada contra que os impostos federais sejam postos à disposição das pessoas dessas regiões, desde que esses recursos realmente se convertessem em benefícios sociais e serviços públicos para elas. O problema é que isso não ocorre e os impostos federais acabam caindo nas mãos das oligarquias locais, servindo de combustível para as piores práticas do uso do dinheiro público: Coronelismo; nepotismo; desvios; roubo; superfaturamento de obras; apadrinhamentos; conchavos; e corrupção das mais variadas.

    Basta observar os indicadores sociais dessas regiões em termos de IDH, educação, saúde, segurança pública e afins para concluir que toda essa dinheirama que o Governo Federal coloca nesses lugares não chega até a a população e não chega pelo fato de os recursos serem roubados pelo meio do caminho pelas oligarquias locais.

    Em termos de IDH, educação e saúde, essas regiões possuem os piores índices. As piores escolas públicas, infelizmente, se encontram por lá e, em termos de saúde pública, certas áreas ainda são afetadas por doenças de natureza que o mundo civilizado já erradicou há muito tempo e a maior parte do Norte (80%) não tem acesso à rede de esgoto. O curioso sobre esse dado da rede de esgoto do Norte é que tem “desenvolvimentista” de esquerda que se gaba dos “grandes projetos” faraônico-keynesianos que os militares fizeram por lá, a exemplo da hidroelétrica de Tucuruí e do Projeto Grande Carajás, e que, segundo essa galera, foi tudo feito dentro dos mais rigorosos métodos de accountability, mas deixam de lado coisas básicas que a população deveria ter acesso, como vaso sanitário e rede de esgoto.

    Na área de segurança pública, o Norte/Nordeste experimentou uma explosão das suas taxas de homicídio.

    Tudo isso mostra que os recursos provenientes dos impostos federais não estão chegando até as pessoas do Norte/Nordeste do Brasil. Esse dinheiro vem em grande parte dos estados do eixo Sul-Sudeste, sobretudo de São Paulo. Se tirassem São Paulo da jogada, a situação dos estados do Norte/Nordeste iria piorar consideravelmente. Nesse sentido, parece que o Governo Federal depende bem mais de São Paulo do que São Paulo depende do Governo Federal.

    Até!

    Marcelo

  126. Elias said

    Putz!

    Nem vou consultar tabelas… Nem li todo o texto que ele escreveu, porque não é necessário. Fazendo-se o cálculo PER CAPITA, que é o que interessa, dificilmente São Paulo vai liderar o ranking. Vai perder feio pra Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, etc.

    Em termos absolutos, claro que São Paulo ganha fácil dos demais estados, porque é o mais populoso, tem mais estabelecimentos comerciais, industriais, etc.

    Só que, onde tem mais gente, e, principalmente, onde tem muita gente pobre, a despesa pública é muito maior.

    Pra se ter uma noção mais simples, é como comparar uma família de 10 pessoas, cuja renda é de R$ 5,0 mil, com uma família de 2 pessoas, cuja renda é R$ 2,0 mil. Qual a família mais pobre, no frigir dos ovos?

    Uma outra medida: procura saber como é que é a balança comercial de São Paulo. Sabe como ela é? É deficitária. Isso mesmo: deficitária!

    E, no entanto, SP é o estado que mais exporta…

    Só que ele é, também, o que mais importa, e, por isso, sua balança comercial mora e namora no vermelho.

    Já o Pará, citando outro extremo, exporta bem menos, mas tem o 2º maior saldo da balança comercial, abaixo apenas de Minas Gerais. Na realidade, MG e PA é que bancam o superávit comercial do Brasil.

    Mais outra? Desta vez, na área tributária?

    Sabe por que estados como o Pará e Minas Gerais geram muito mais impostos? Porque, sendo estados essencialmente EXPORTADORES, vários de seus produtos são ISENTOS de impostos, a fim de que seus preços se mantenham competitivos no mercado externo.

    Supostamente, essa perda tributária deveria ser compensada pela União (“Lei Kandir”), o que, de fato, nunca aconteceu. Por isso, Minas e Pará sofrem perdas tributárias paquidérmicas, medidas em escala de centenas de milhões de reais por ano. Só o Pará, perde mais de 150 milhões por ano, e recebe em “compensação”, pela Lei Kandir, menos de R$ 20 milhões. Advinha onde é aplicada essa diferença…

    Mais outra? Um dos principais produtos que o Pará exporta para o resto do país é a energia elétrica. Acontece que, num tratamento excepcionalíssimo, a energia elétrica é tributada apenas na distribuição. Assim, quem produz, não “gera” nem recebe um único centavo de imposto sobre energia elétrica. Esse imposto vai todo pros estados consumidores. Vê se é assim com qualquer outro produto…

    Marcelo, rapaz: tu nem sabes onde fica o Brasil…

    Putz!

  127. Elias said

    De mais a mais, procura saber o que significam as siglas FPE e FPM.

    Essas siglas definem a participação dos Estados e dos Municípios na arrecadação tributária FEDERAL realizada nas respectivas áreas geográficas.

    A taxa é a mesma para todos os estados e todos os municípios. Quem gera mais impostos, fica com mais dinheiro.

    Então, não é por aí que se mede a destinação dos impostos.

    A destinação da arrecadação tributária federal deve ser medida pelas TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS da União aos Estados e Municípios. Ou seja: aquilo que o estado recebe além do que já lhe cabe por direito, por ser o ente gerador.

    E a transferência voluntária da União para São Paulo é, de longe, a maior do país.

    O Amazonas é um estado que produz para o MERCADO INTERNO. O Pará é um estado que produz para o MERCADO EXTERNO.

    É um exercício de idiotice comparar a aplicação da política tributária federal nesses dois estados.

    Os produtos gerados no Amazonas estão sujeitos ao regime geral de tributação (salvo os comercializados na Zona Franca — a maior parte dos quais para uso no próprio estado do Amazonas).

    Já os produtos paraenses são ISENTOS de impostos, a fim de reduzir seu preço no mercado externo (e é por isso que o saldo da balança comercial brasileira é o que é…). .

    Lógico que quem tem seus produtos isentados de impostos, só pode gerar menos impostos.

    Marcelo, tu não sabes nem o endereço do Brasil.

    Putz.

  128. Elias said

    Aliás, a competência e a responsabilidade fiscal tucanas se manifestam escancaradamente nas contas do governo paulista em 2013.

    Pra quem quiser dar uma olhada: http://www.fazenda.sp.gov.br/balanco/2013 . Lá chegando, pra não perder muito tempo, é só clicar no quadro “Demonstração da Receita e da Despesa, segundo as Categorias Econômicas”.

    Receita total (corrente e de capital): R$ 196.873.515.667,48
    Despesa total (corrente e de capital): R$ 197.870.171.922,07

    Resultado final: DÉFICIT de R$ 994.656.254,59, equivalente a 0,5% da receita positivada.

    Quase um bilhãozinho de reais que o Governo do Estado de São Paulo gastou sem ter.

    Ou seja: calote nos fornecedores (com a óbvia exceção do$ amigo$ muito querido$, que jamai$ $erão deixado$ ao $ol e à$ chuva$, e, evidentemente, dos não tão queridos que $e di$ponham a pagar módico$ pedágio$ calculado$ $obre o montante a receber.

    É aí que o software tucano mostra seu valor…

    E o eleitorado paulista quis mais…

    Que tenha!

  129. Elias said

    E olha que o governo federal compareceu com mais de R$ 2 bilhões de ajuda ao governo paulista (não incluídas — claro! — as transferências voluntárias. Só para o orçamento de capital, o auxílio da União foi R$ 1,1 bilhão (mais do que o déficit produzido pela competência e responsabilidade fiscal do tucanato paulista).

    Barrabás!

  130. Elias said

    Retificando (é o espanto!):

    E olha que o governo federal compareceu com mais de R$ 2 bilhões de ajuda ao governo paulista (não incluídas — claro! — as transferências OBRIGATÓRIAS). Só para o orçamento de capital, o auxílio da União foi R$ 1,1 bilhão (mais do que o déficit produzido pela competência e responsabilidade fiscal do tucanato paulista).

    Barrabás!

  131. Olá!

    O Elias escreveu:

    “Nem vou consultar tabelas… Nem li todo o texto que ele escreveu, porque não é necessário. Fazendo-se o cálculo PER CAPITA, que é o que interessa, dificilmente São Paulo vai liderar o ranking. Vai perder feio pra Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, etc.”

    Fiz os cálculos per capita e os resultados praticamente não mudaram.

    Nesta tabela, os estados estão ordenados de acordo com a quantidade de impostos pagos per capita. A ordenação é decrescente. O Distrito Federal lidera o ranking, mas ele deveria ser desconsiderado, pois aquilo lá é uma ilha de funcionários do governo, burocratas e afins. O estado que mais paga imposto per capita é o Rio de Janeiro.

    Os estados do Sul perdem de lavada para São Paulo. São Paulo chega a pagar quase o dobro de impostos per capita em relação aos estados sulistas. Os estados do Norte/Nordeste são os que menos pagam impostos per capita.

    Nesta outra tabela, os estados estão ordenados de acordo com a quantidade de impostos recebidos per capita. A ordenação é decrescente. Novamente aparece o DF na liderança, mas isso deveria ser desconsiderado (vide razões acima).

    Nessa segunda tabela, São Paulo aparece na última posição quanto aos impostos recebidos per capita. O estado que lidera, de fato, esse ranking é Roraima sendo seguido pelos demais estados do Norte e do Nordeste.

    Finalmente, a última tabela, que mostra os estados ordenados de acordo com a diferença entre impostos recebidos e impostos pagos.

    O grande injustiçado continua sendo o estado de São Paulo, que chega a pagar quase 10 vezes o que arrecada em relação ao que recebe de volta do Governo Federal, seja em valores per capita ou absolutos.

    Até!

    Marcelo

  132. Elias said

    Mas claro que o investimento público no Pará é uma josta!

    Se a produção não gera impostos, onde o estado vai arranjar dinheiro pra investir em infraestrutura urbanística e sanitária?

    E olha que, ao dizer isso, estou defendendo as administrações tucanas, que mandam no estado desde 1994, com exceção do quadriênio 2007-2010, de gestão petista. Aliás, os tucanos também venceram agora, em 2014, e continuarão no poder até 2018.

    Assim, o que tu queres dizer com “o dinheiro dos impostos não chega ao povo”?

    Tu estás insinuando que os gestores tucanos são ladrões? Que os gestores tucanos roubam o dinheiro dos impostos, que deveria ter sido aplicado em educação, saúde e saneamento?

    Protesto! Isso não é totalmente verdade! É verdade, sim, mas só um bocadinho…

    Os tucanos são ladrões, sim, aqui como aí. Mas o problema, mesmo, é a política tributária que o Brasil adota, em relação aos exportáveis mínero-metalúrgicos principalmente.

    Só o que essa política acarreta de prejuízo, em relação a um único produto, como é o caso do cobre, dá mais prejuízo que 100 tucanos roubando, juntos, no vale-construção…

  133. Olá!

    Elias, eu entendo que existem muitas injustiças no atual sistema tributário brasileiro e admito também que alguns estados, a exemplo do Pará, seriam tributariamente beneficiados se pudessem cobrar impostos que atualmente foram suspensos por causa de isenções e/ou medidas afins (como deve ser o caso da mineração aí no seu estado). No entanto, os dados são esses que aí estão. A culpa desses dados serem o que são não é minha. Apenas os analisei para tirar algumas conclusões.

    Até!

    Marcelo

  134. Olá!

    Elias, cê tá muito neuvorso! :-)

    Elias, os tucanos roubam, assim como os petistas, os pmdebistas, os pedetistas, os psolistas e afins também roubam.

    Você falou que o PSDB governa o seu estado desde 1994, com um breve interregnum de 2007-2010. Parece que a experiência petista no governo daí não foi muito boa, o quê aconteceu? Fatores de ordem psico-social?

    A disputa de 2014 aí no seu estado foi entre um tucano e o filho do Jader. Você votou em algum desses dois?

    Até!

    Marcelo

  135. Olá!

    Elias,

    “Se a produção não gera impostos, onde o estado vai arranjar dinheiro pra investir em infraestrutura urbanística e sanitária?

    [. . .]

    Tu estás insinuando que os gestores tucanos são ladrões? Que os gestores tucanos roubam o dinheiro dos impostos, que deveria ter sido aplicado em educação, saúde e saneamento?

    Protesto! Isso não é totalmente verdade! É verdade, sim, mas só um bocadinho…

    Os tucanos são ladrões, sim, aqui como aí. Mas o problema, mesmo, é a política tributária que o Brasil adota, em relação aos exportáveis mínero-metalúrgicos principalmente.”

    Mas, Elias, por mais benéfica que fosse a estrutura tributária brasileira em relação ao setor minero-metalúrgico, você acha mesmo que esses impostos chegariam até a população local na forma de escolas, hospitais, segurança, saneamento e afins? As cidades que estão nas cercanias do Projeto Grande Carajás se beneficiam de alguma coisa do minério retirado?

    A minha aposta é a de que esses recursos seriam roubados pelas oligarquias locais e pelo grupo político que, no momento, fossem os donos do poder de turno.

    Até!

    Marcelo

  136. Elias said

    Marcelo,
    Tu estás te fingindo de burro… Só pode ser!

    Quando se analisa a GERAÇÃO de impostos, há sentido em se usar o critério “per capita”.

    Já quando se analisa a DESTINAÇÃO final dos impostos, essa análise é completamente despropositada. Tão despropositada que ultrapassa o limite da burrice, invadindo o terreno da demência.

    Vê só a tabela que mostraste (aliás, qual a fonte?). Na demonstração per capita, o Roraima, que seria o estado mais beneficiado pela política de distribuição da arrecadação tributária.

    Nada mais doido!

    Em 2013, a União fez transferências voluntárias de R$ 2 bilhões para o governo de São Paulo. No mesmo ano, a transferência voluntária para o Roraima foi R$ 177,6 milhões.

    Ou seja: num único ano, transferiu-se para São Paulo, o equivalente a mais 11 anos de transferências para o Roraima.

    Fazendo-se o cômputo per capita desses valores, evidentemente que SP apresenta um resultado menor por motivos óbvios.

    Além do mais, há que se considerar o investimento direto da União em cada estado. Quais os investimentos que a União realiza em Roraima. E quanto ela investe em São Paulo.

    Aliás, mesmo esse critério ainda seria insatisfatório. Toma como exemplo as hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau. Ambas estão localizadas em Rondônia. Mas é burrice dizer que Rondônia se beneficia desse investimento. A energia elétrica de Santo Antônio e Jirau vai toda para o Centro Oeste, Sudeste e Sul do país. Uma pequena fração fica em Rondônia. Rondônia se beneficiaria, se o imposto incidente sobre a energia elétrica fosse recolhido no estado. Não é. A totalidade dos impostos é recolhida nos locais de consumo.

    Nessas circunstâncias, é pura burrice, doidice ou má-fé fazer comparações diretas até mesmo os investimentos diretos da União.

  137. Elias said

    Eu me gabei dos investimentos realizados pela ditadura, no Programa Grande Carajás?

    Tu ensandeceste, Marcelo! Deve ser efeito da derrota eleitoral nas eleições presidenciais.

    Há décadas, onde e quando tenho oportunidade, tenho denunciado a roubalheira na construção da hidrelétrica de Tucuruí. Sempre citei as palavras de Eliezer Baptista, ex-presidente da Vale, segundo o qual a roubalheira em Tucuruí foi tamanha, que até hoje ele repercute no preço da energia elétrica em todo o Brasil.

    Mais de uma vez eu disse que tu, Marcelo, quando pagas a tua conta de energia elétrica, estás pagando uma parte do custo dessa roubalheira (não só tu, diga-se: todos nós). Também disse — e reafirmo — que aqui no Pará havia até um bolão, pra apostar quanto tempo teria de sobrevida o jornalista doido o bastante pra investigar o assunto.

    Outra coisa que eu fiz foi rebater uma afirmação tua, no sentido de que a Vale, antes da privatização, dava prejuízo. O que eu disse foi que a Vale nunca deu prejuízo. Na Vale, a discussão sempre foi “lucro alto” ou “lucro mais alto, ainda”. Nunca prejuízo, até mesmo em função dos altíssimos e absurdíssimos favores fiscais de que ela desfruta (aliás, desfruta até hoje, provocando enormes prejuízos aos estados onde ela se acha instalada, com especial destaque para Minas Gerais e Pará).

    Também disse que a participação estatal no Programa Grande Carajás foi uma IMPOSIÇÃO dos investidores estrangeiros. Eles deixaram claro que só entrariam no empreendimento se o parceiro fosse o governo, e não o empreendedor privado brasileiro. Para os japoneses, principalmente, o empreendedor privado brasileiro não era digno de confiança para um projeto de longa maturação. Isso foi noticiado em toda a imprensa brasileira, e o general Ernesto Geisel mais tarde confirmou, em entrevistas. O mesmo foi dito pelo Eliezer Baptista, também em entrevistas.

    Isso é se gabar, rapaz? Tu piraste de vez?

  138. Elias said

    Quanto à GERAÇÃO de impostos per capita, eu tinha certeza de que São Paulo não liderava o ranking.

    Mas não sabia quem estava na frente. Na minha lembrança, era um dos três estados do Sul.

    No quadro que tu mostraste (qual a fonte? qual o critério?), é o Rio de Janeiro. De qualquer maneira, não é São Paulo.

    E, de qualquer maneira, São Paulo é quem lidera a aplicação de recursos públicos.

    No quadro que citei, mais acima, apenas fiz referência aos repasses voluntários da União ao Governo do Estado de São Paulo. Deu R$ 2 bilhões. Mais do que a União repassa voluntariamente ao Roraima em mais de uma década.

    Se formos somar a isso os repasses voluntários às prefeituras municipais de São Paulo, mais os investimentos diretos da União nesse estado, e, ainda, o investimentos que, mesmo realizados em outros estados, têm São Paulo como principal beneficiário, facilmente veremos que esses “auxílios” superam os auxílios a todos os estados da Região Norte em várias décadas.

  139. Olá!

    Elias, coloquei o cálculo per capita em ambos os casos sem levar em consideração esses pontos que você levantou pelo fato de que os dados tributários já estavam organizados em uma planilha. Adicionar os dados populacionais foi fácil. Se fosse para colocar esses outros dados adicionais que você citou, daria um bom trabalho.

    Eu entendo que as informações que postei aqui não são perfeitas, mas pelo menos nos dão uma noção de como os tributos são distribuídos pelo país.

    Os pontos que você levantou são interessantes e quando puder irei incluí-los nos cálculos.

    As fontes que utilizei são a Receita Federal, o Portal da Transparência e o IBGE.

    Elias, você não se gabou dos projetos faraônico-keynesianos dos militares. Mas, em outros lugares e ocasiões, já vi pessoas de esquerda se gabando dessas coisas.

    Aliás, você sabia que apenas o Projeto Grande Carajás foi, no começo dos anos de 1980, orçado em U$ 60 Bilhões? Fazendo um ajuste simplista pela inflação, esse valor, hoje, chega fácil na casa dos R$ 400 bilhões!

    E imaginar que a região em que se localiza tal projeto é tão pouco desenvolvida.

    Até!

    Marcelo

  140. Olá!

    A quem interessar possa, eis aqui algumas matérias e entrevistas curtas com algumas personalidades da época em que o Projeto Grande Carajás estava sendo implantado. Vejam lá na primeira coluna à esquerda, com o título “Endereço Certo”, há a informação das cifras envolvidas no PGC: U$ 62 bilhões!

    O triste de ver nessas matérias são aqueles clichês do nacional-desenvolvimentismo: Domínio do Subsolo Nacional; Uma Questão de Soberania; O Governo está vendendo uma coisa que não é dele; O minério de Carajás pertence à Nação e o governo não pode negociá-lo dessa maneira, sem nenhum sentido econômico. Isso é uma barbaridade!

    É aquela velha história de que os recursos minerais/petrolíferos pertencem ao “povo”, mas que, na realidade, não pertencem a ninguém, pois, assim, fica mais fácil para os políticos e seus asseclas roubarem recursos públicos.

    Até!

    Marcelo

  141. Olá!

    O link acima está errado. Eis o link certo.

    Sorry!

    Até!

    Marcelo

  142. Olá!

    Que saco essa Folha de São Paulo! Antes era fácil compartilhar links e texto do jornal, mas, hoje, nem isso!

    Para quem quiser ler a matéria sobre o PGC, clicar neste link e ir até a página 20 que tem a manchete “Industrial diz que governo ‘não pode negociar minério dessa maneira'”.

    Até!

    Marcelo

  143. Jose Mario HRP said

    A camara entrou com ação no STF para contestar o julgamento do meu deputado Protogenes Queiroz.!!!!!!!!!!!!
    Que Deus o ilumine e que o STF reveja a sentença torpe contra um patriota!!!!
    O dedos bebados vai ficar atento ao desvairos porcos da Deise caluniadora rastaquera….

  144. Daise said

    O 171 foi desmascarado de novo.

    Dedos bêbados vai continuar asneirando, as usual

    VEJA FALOU A VERDADE, GLOBO ERROU!

    Advogado nega retificação de depoimento do doleiro Alberto Youssef
    ‘Não existiu depoimento na quarta, não existiu retificação’, diz Basto
    POR O GLOBO
    30/10/2014 21:24 / ATUALIZADO 30/10/2014 21:27

    BRASÍLIA – O advogado Antonio Figueiredo Basto negou nesta quinta-feira que tenha ocorrido um segundo depoimento de seu cliente, o doleiro Alberto Youssef, no âmbito da delação premiada.

    Segundo Basto, na semana passada ele foi ouvido apenas na terça-feira, dia 21, sem qualquer retificação no dia seguinte, diferentemente do que publicou O GLOBO na edição de quarta-feira.

    Em sua última edição, a revista “Veja” informou que Youssef dissera no depoimento de terça-feira que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula sabiam dos desvios de dinheiro de obras da Petrobras para partidos políticos.

    ….

    “Dedos bêbados e idéias idem” vai reclamar para o Protógenes….sem resultado.
    O povo já o demitiu da “deputância”.

    O “delegado idiota” voltou pra insignificância costumeira….

  145. Daise said

    “LULA E DILMA SABIAM DO PETROLÃO”

    ‘O Globo’ corrige nota que deu origem a boataria na internet

    O doleiro Alberto Youssef: segundo ele, Lula e Dilma sabiam de tudo

    O jornal O Globo corrigiu nesta quinta-feira uma nota que criou dúvidas indevidas sobre o depoimento que Alberto Youssef prestou à Polícia Federal e ao Ministério Público em 21 de outubro, em seu processo de delação premiada.

    O diário havia afirmado que no dia 22 de outubro, uma quarta-feira, um dos advogados do doleiro pediu para que ele fosse ouvido novamente, para retificar suas declarações. Nessa ocasião, instado pelo defensor, Youssef teria feito a afirmação de que a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, sabiam do bilionário esquema de corrupção na Petrobras. Nesta quinta-feira, depois de ouvir o advogado Antonio Figueiredo Basto, O Globo se retratou. “Não existiu depoimento (de Youssef) na quarta, não existiu retificação, e os advogados não se manifestam”, afirmou Basto ao jornal.

    A reportagem de capa de VEJA desta semana revelou o diálogo travado entre Youssef e os investigadores no dia 21.
    Perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção, o doleiro foi taxativo: “O Planalto sabia de tudo!”. “Mas quem no Planalto?”, perguntou o delegado. “Lula e Dilma”, respondeu o doleiro. A informação foi corroborada no dia seguinte por reportagens dos jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, que ouviram fontes próprias.

    A divulgação da nota de O Globo na quarta-feira, postulando a existência do que nunca existiu – o “depoimento de retificação” –, ganhou repercussão na coluna do jornalista Janio de Freitas, da Folha de S.Paulo, e alimentou uma rede de boatos na internet, criando confusão e incerteza em torno das circunstâncias em que Youssef implicou Dilma e Lula no petrolão.
    A confusão foi desfeita agora.
    ….

    ….Jânio de Freitas nunca passou de um picareta!

  146. Jose Mario HRP said

    Falou, falou e nada disse!
    E o depoimento jamais existiu!
    E ….perdeu perdeu perdeu!

    A daise(ou o ) chega na padaria:
    Moço me ve um sonho.
    Resposta do copa da padaria:
    O sonho acanbou Daise.
    O Aébrio se lascou!
    KKKKKKKK…….

    Vai chorar na cama , que é lugar quente!!!!

  147. Jose Mario HRP said

    Mais um ladrão processado:

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/158971/Engavetador-da-corrupção-tucana-é-processado.htm

  148. Daise said

    Piadinha maldosa em Brasília:

    Viu? Foi só o Aécio Neves ganhar a eleição que o Armínio Fraga mandou aumentar os juros!

  149. Guatambu said

    Por enquanto eu estou achando ótimo a sequência do governo da Dilma.

    Elevaçãozinha dos juros fazem bem ao mercado… e a mim!

    =D

  150. Guatambu said

    Elias,

    Fico feliz que vc tenha acertado as suas previsões para 2014. Torci contra, votei no Aécio por questões apresentadas aqui anteriormente.

    Mas não me importo figadalmente com o resultado, nunca fui fanático, ou mesmo filado por partido nenhum, nenhum deles atende o que eu gostaria de sair às ruas para defender.

    Para mim o mais importante é que a consciência política aumente de um lado (da população) e do outro, que os governos se tornem mais eficientes.

    Sobre as pesquisas que citaste, acho interessante, adoraria por as mãos em algumas delas para entender o conteúdo, a maneira como são feitas, etc.

    Sobre a competitividade, eu não tenho como te provar isso, só acredito que seja.

    Sobre a migração, concordamos.

  151. Patriarca da Paciência said

  152. Daise said

    DILMA: A INCOMPETENTA

    No limite da irresponsabilidade
    31/10/2014 11h20
    Não demorou nem uma semana.

    As ” surpresas desagradáveis” que estavam guardadas para depois das eleições, e que já discutimos nesse espaço antes do pleito, começaram a acontecer: aumento de juros, racionamento de água, contas públicas no vermelho. E prepare-se: vem muito mais por ai.

    Hoje ficamos sabendo que o Tesouro Nacional passou a ser deficitário pela primeira vez desde o Plano Real, ou seja, precisou se endividar para pagar suas contas. O rombo é de R$ 15,7 bilhões. Por que será que o governo Dilma atrasou a divulgação desse número para depois das eleições?

    Na última quarta-feira, o Banco Central pegou o mercado de surpresa e deu uma guinada na política monetária, subindo os juros. Não estou criticando a medida. A economia está estagnada, mas com a inflação batendo no teto da meta de 6,5%. Sem a ajuda da política fiscal para reduzir os gastos, não resta alternativa ao BC.

    A questão é o timing. Não teria sido mais correto se a candidata tivesse deixado claro essa possibilidade? Teoricamente a presidente não manda no BC. Mas sua postura na campanha foi criticar seus adversários –Aécio e Marina– quando ambos diziam que o BC precisava de independência e que um ajuste é necessário.

    E, quando digo que vem mais por ai, não é retórica. O conselho da Petrobras está reunido agora e pode reajustar a gasolina. A enorme conta do setor elétrico foi “pendurada” para depois das eleições e daqui a pouco vai chegar nas nossas casas. Com as contas públicas totalmente desajustadas, muitos já falam em aumento da carga tributaria.

    ……

    E aguardemos tranquilos a VEJA de hoje à noite.rsrsrsrs

  153. Daise said

    LULA E AS RAPOSAS DO PT ESPERANDO PARA JANTAR DILMA.

  154. Daise said

    REINALDO AZEVEDO: O Brasil está virando uma piada de mau gosto.

    Mais estelionato: desligadas as urnas, ficamos sabendo que o governo produziu o pior resultado nas contas públicas desde 2001.
    Ou: Dilma I, a grande inimiga da Dilma II

    A herança maldita do governo Dilma começa a cair no colo da presidente reeleita, Dilma. As sandices perpetradas no governo da “presidenta” já perturbam a “represidenta”. As contas públicas ficaram de novo no vermelho em setembro, um vermelho bem petista. E pelo quinto mês consecutivo. O governo central — composto de Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central — registrou déficit primário de R$ 20,4 bilhões, o pior resultado mensal desde que se faz essa medição, em 1997.

    Sabem quanto o governo poupou para o pagamento da dívida? Nada! Os números não são melhores caso se considere o chamado “setor público consolidado”, que inclui União, Estados, Municípios e estatais. Aí o rombo é de R$ 25,5 bilhões. Isto é, esses entes gastaram R$ 25,5 bilhões a mais do que arrecadaram só em setembro. Nesse caso, é o pior resultado desde 2001.

    Querem ver para onde leva a espiral da irresponsabilidade fiscal?
    Agora, Arno Augustin, secretário do Tesouro Nacional — um dos queridinhos de Dilma —, admitiu que o governo vai enviar ao Congresso uma proposta para rever a Lei de Diretrizes Orçamentárias deste ano. É isto mesmo: no último dia de outubro, faltando dois meses para o fim de 2014, o governo vai baixar a meta de superávit primário para não parecer que joga no lixo a Lei de Responsabilidade Fiscal. O superávit fixado era de R$ 80,8 bilhões — ou 1,55% do Produto Interno Bruto. Já foi para o espaço.

    Vejam que governo estupendo: em vez de se comportar dentro das metas que ele mesmo fixou, faz o que bem entende, mete o pé na jaca, e depois as altera retroativamente. O segundo mandato da represidenta não será fácil. O déficit primário acumulado do governo central, no ano, é de R$ 15,7 bilhões, também o pior da história. E, como a gente vê, os cadáveres vieram a público depois das eleições. Então ficamos assim: três dias depois do segundo turno, o Banco Central eleva a Taxa Selic. Cinco dias depois, constatamos que o governo reeleito produziu o pior resultado nas contas públicas desde que existe a devida medição.

    Mas nada muda, tá, gente?, na meta de superávit fixada para o ano que vem, entre 2,0% e 2,5% do PIB. Certo! O governo talvez deixe para rever o número só em outubro de 2015. Como já se sabe que o crescimento do ano que vem será, de novo, sofrível, a administração só conseguiria fazer o que prometeu cortando gastos. Dilma, no entanto, na disputa eleitoral, prometeu é aumentá-los e dizia que esse negócio de diminuir despesas é coisa de neoliberal.

    A Dilma I é a maior inimiga da Dilma II.

    Ah, sim: a represidenta já sabe como resolver os problemas: com uma reforma política, uma reforma tributária, uma reforma fiscal, uma reforma sei lá do quê…
    O Brasil está virando uma piada de mau gosto.

  155. Daise said

    O blog Brasil 247 vai mudar de nome…será Brasil 6×40 rsrsrsrs

    Sem o patrocínio da Caixa e do BB o ano de 2015 será difícil pro Leonardo, o Atuch

  156. Daise said

    DIRETORES DA PETROBRÁS ROUBANDO DESDE 2004 E A GALINHA NÃO SABIA?

  157. Daise said

    DILMA DISCORDANDO DO DICIONÁRIO DE PORTUGUÊS

  158. Daise said

    Dilma discorda do dicionário “DIUTURNA E NOTURNAMENTE”

    O tolinho e o “dedos bêbados e idéias idem” também. rsrsrsrsr

  159. Daise said

    ELEIÇÕES 2014 PODEM TER SIDO FRAUDADAS ?

  160. Daise said

    Pipocam no país relatos de eleitores que não votaram pois já tinham votado por eles

    Mesmo a biometria não foi capaz de impedir que os supostos erros dos mesários fossem cometidos.

    Por Marlos Ápyus
    white 15 Pipocam no país relatos de eleitores que não votaram pois já tinham votado por elesKindle
    dilma 524×338 Pipocam no país relatos de eleitores que não votaram pois já tinham votado por eles

    Neste último domingo, quando a presidente Dilma Rousseff foi reeleita para o cargo que ocupa na disputa mais apertada da história, chamou a atenção o número de pessoas relatando que, ao chegarem às seções, descobriam que alguém já havia votado em seu lugar.

    Um dos casos foi o de Claudia Souza, jornalista de São Paulo que fez um vídeo para denunciar a situação. Segundo ela, ao inserirem o número de seu título de eleitor, o sistema acusou que a votação já havia sido realizada, mas o papel de confirmação ainda estava no caderno sem sua assinatura ao lado. No vídeo, há todo o processo, desde o momento da votação até a tentativa de resolver o problema.

    “Eu vou no cartório eleitoral pra resolver isso, só que já tem um candidato que foi eleito com um voto que não foi meu, assim como deve ter acontecido no Brasil, em vários lugares, erros de urna e que muitas vezes a pessoa desavisada assinou esse rebicinho aqui que tá esse protocolo que comprova que você votou. Então é isso que eu quero saber: essa eleição é válida ou não?”

    O advogado Felipe Delmanto, também de São Paulo e eleitor de Aécio Neves, passou pelo mesmo problema. O comprovante havia sido destacado, mas a sua assinatura não constava no caderno. Delmanto recorreu à Polícia Militar para saber o que havia acontecido.

    “Quero saber quem votou no meu lugar e para quem foi meu voto”, reclamou o advogado, que estava acompanhado da esposa, Marcela. “Nem o TRE sabe dizer o que aconteceu.”

    Em Santos, ocorreu a mesma coisa com o autônomo André Luiz Cabral, que fez um boletim de ocorrência sobre o caso. Ele afirmou que, para resolver a questão, a mesária acabou registrando a sua votação com o número de outra pessoa.

    “Ela tentou por meio de um novo número, que ela não quis me dizer, mas eu vi que foi o número de uma outra pessoa. Ela falou que ia dar no mesmo no final. Isso está errado. Que país é esse que você chega para votar e alguém já votou e a pessoa alguém diz que no final vai dar a mesma coisa? Eu estou indignado”, falou Cabral.

    Até mesmo o ator David Brazil enfrentou o problema. Após tentar votar — sem sucesso –, ele fez uma postagem no Instagram dizendo-se chateado.

    “Então é isso!!! Por ERRO DE ALGUÉM não consegui EXERCER MEU DIREITO DE CIDADÃO!!! Alguém votou no meu lugar, #xateado”.

    Em São Bernardo do Campo, José Roberto dos Santos afirmou que, além de votarem em seu lugar, assinaram o livro com uma firma totalmente diferente da sua. Segundo o TRE, esse problema pode ocorrer quando há pessoas homônimas na mesma seção ou por equívoco do mesário.

    Em Paulínia/SP, a vítima do suposto erro se chama Adriano Farrah Ferraz Aranha. Maria José da Silva, Isabel Cristina Conceição dos Santos, Catia Lima EIbson Freire, todos no Rio de Janeiro, passaram pelo mesmo problema.

    Os erros não se restringiram somente à região sudeste. Em João Pessoa, o estudante Alberto Segundo, de 20 anos, deparou-se com a mesma situação. Para resolver a questão, Segundo foi encaminhado a um juiz do Fórum Eleitoral.

    “Quando cheguei, ele já estava a par da situação e disse que infelizmente eu não poderia votar, porque alguém havia feito isso em meu nome. Depois pediu que eu voltasse na terça-feira para prestar um depoimento e abrir um processo”, relatou, acrescentando que se sentiu prejudicado por não poder exercer seu dever de cidadão.

    Em Arapiraca (AL), ocorreu o caso mais grave, visto que nem mesmo o uso da biometria impediu a ocorrência do suposto erro. O candidato ao senado Elias Barros, do PTC não conseguiu exercer seu direito após descobrirem que seu voto também já havia sido registrado.

    “Não consegui votar. Eu enquanto candidato e como cidadão me senti invadido. Esse com certeza é um registro incontestável de fraude. Na hora de votar descobri que votaram em meu lugar”, afirmou indignado o candidato.

    Com o relato de tantos casos semelhantes, o mínimo seria esperar do TSE algum pronunciamento a respeito do problema o mais rapidamente possível. Mas, como o Tribuno Superior Eleitoral vem sendo tomado por ex-advogados das campanhas do PT, o mais sensato é cobrar dos opositores derrotados que não deixem tantas denúncias passarem em branco.

  161. Patriarca da Paciência said

    “O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro João Otávio de Noronha, afirmou nesta sexta-feira (31) que o pedido do PSDB para uma “auditoria especial” no resultado das eleições não apresenta fatos que possam colocar em xeque o processo eleitoral.

    O ministro classificou a ação protocolada na quinta-feira (30) pelo partido no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de “incabível” e com potencial para arranhar a imagem do país.O texto, assinado pelo coordenador jurídico nacional do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), argumenta que, após anunciada a reeleição da presidente Dilma Rousseff, desconfianças propagadas nas redes sociais têm motivado “descrença quanto à confiabilidade da apuração dos votos e à infalibilidade da urna eletrônica”.

    “O que ele [coordenador jurídico] não apresenta são fatos que possam colocar em xeque o processo eleitoral. Está colocando ampassã. Isso não é sério, então, não me parece razoável”, afirmou o ministro.

    “O problema é que não estão colocando em xeque uma ou duas urnas, mas o processo eleitoral. É incabível. Se você colocar em xeque o sistema eleitoral, aponte o fato concreto que vamos apurar”, completou.”
    (Folha de São Paulo)

    Bom, o choro e ranger de dentes dos babacas ainda vão continuar por algum tempo.

    Como já era norma no Direito Romano, “os condenados tem todo o direito de espernear”.

  162. Patriarca da Paciência said

    Marcelo Salles

    “Essas eleições entram para a História do Brasil como o momento mais nítido em que as corporações de mídia tentaram impor sua vontade ao povo. (Os destaques em verde negritado são do ContrapontoPIG) Mais do que em 1989, com a famosa edição do debate entre Lula e Collor. Mais do que em 2006, quando o foco do debate foi deslocado para pilhas de dinheiro expostas ad nauseam.

    Em 2014 apostaram todas as fichas, e a contrário de outras vezes não o fizeram veladamente.

    Assumiram seu papel de partido político de oposição, conforme conclamou Judith Brito, diretora-superintendente do Grupo Folha, vice-presidente da ANJ e colaboradora do Instituto Millenium.
    Faltando 11 dias para o segundo turno do pleito, os institutos de pesquisa davam empate técnico entre os dois candidatos – Aécio Neves à frente 2 pontos, dentro da margem de erro.

    Como resposta, a militância de esquerda foi às ruas, os movimentos sociais organizados reforçaram sua participação na campanha e a candidata à reeleição partiu para o enfrentamento nos debates. O mote era um só: comparar os governos tucanos e petistas, o que garantiu vantagem a Lula e Dilma em praticamente todos os setores. Se o oponente baixava o nível, a resposta vinha à altura.

    Nos oito dias seguintes, Datafolha e Ibope registraram crescimento de Dilma. No primeiro, de 49% para 53%; no Ibope, de 49% para 54%. Enquanto isso, Aécio caiu de 51% para 46% (Ibope) e 51% a 47% (Datafolha). Dilma encerrou a campanha com vantagem de 6 a 8 pontos de vantagem, cenário praticamente impossível de ser invertido em 48 horas.

    Aí surgiu a capa da revista Veja na sexta-feira, antevéspera do pleito, acusando, sem provas, Lula e Dilma de terem conhecimento de desvios na Petrobrás. De sexta até domingo a Veja atingiria algo entre 500 mil e 1 milhão de pessoas. A maioria das quais, no entanto, já tinham o voto decidido para Aécio. A capa da veja, por si só, merecia o repúdio na medida em que foi dado pela campanha do PT. A própria presidenta Dilma usou parte do tempo de propaganda eleitoral para denunciar a manobra da revista.

    No entanto, foi o Jornal Nacional do sábado, véspera da eleição, o grande responsável pela interferência na vontade popular. No primeiro bloco, Dilma recebeu 5 minutos, com destaque no suposto medo de avião e nos problemas com a voz. Enquanto Aécio teve direito a 5’55’’ a apresentá-lo como alguém incansável, que trabalha durante o voo e aparece com a esposa e os filhos no colo (“um cara família”). Em outro trecho, as imagens saltadas em repetição durante comícios, com a bandeira do Brasil nas costas, revelam, como num filme de ação, um homem destemido que estaria preparado para conduzir o destino da Nação.

    Logo no início do segundo bloco, o JN exibiu extensa reportagem sobre a capa da Veja. Aí, o que era de conhecimento de até 1 milhão de pessoas que já votariam Aécio, alcançou 30-40 milhões de pessoas, entre os quais um sem número de indecisos. Isto na véspera do pleito, sem que houvesse tempo para se organizar a estratégia de enfrentamento desse verdadeiro crime midiático. Como resultado, a vantagem de 6-8 pontos de Dilma caiu drasticamente, e quando terminou a apuração as urnas sacramentaram 51,5% x 48,5%.

    O povo derrotou o golpe midiático e deu a vitória a Dilma. Agora o povo quer a democratização dos meios de comunicação, tarefa prioritária para o próximo governo. Até porque duvido muito que as forças progressistas vençam em 2018 se continuarem perdendo a batalha da comunicação.”

    (*) Marcelo Salles é jornalista.

  163. Patriarca da Paciência said

  164. Jose Mario HRP said

    Plantão extraordinário informa:
    88

    Juca Kfouri
    31/10/2014 14:57

    CompartilheHon220m2,1 mil

    J ImprimirF Comunicar erro

    HUMOR!!!!

    DA NE TV

    Os institutos NonSensus e o Mentirás estão realizando pesquisa eleitoral sobre o resultado da recontagem de votos pedida pelo PSDB ao TSE.

    Primeiras prévias dão boa dianteira para Aécio.

    Aguarda-se para hoje ou amanhã edição extra da revista Zóia.

    Matéria especial com pesquisadores e analistas demonstra que, considerando-se a margem de erro de 2 pontos percentuais, o resultado da eleição (51,6% x 48,3%) configura empate técnico, podendo, num dos cenários, Aécio ter ficado à frente de Dilma.

    A campanha na fase da recontagem agita a avenida Faria Lima, na capital paulista.

    Analistas financeiros montaram enorme painel eletrônico com programa Excel fazendo projeções estatísticas on line: segundo essas projeções, Aécio já tem duas voltas de vantagem sobre Dilma.

    Teve início há pouco evento que reúne em Higienópolis, em São Paulo, colunistas políticos, militares reformados, membros da TFP e senhoras paulistanas.

    Todos rezam de mãos dadas diante de um enorme retrato de FHC, que, modestamente, preferiu não comparecer e acompanhar a recontagem num estúdio de TV montado na rampa do Palácio do Planalto.

    Em tempo: Lionel Messi acaba de assinar contrato por dois anos.

    No primeiro ano defenderá o Corinthians e, no outro, o Flamengo.

    Voltaremos a qualquer momento.

    É com você, Homer.

  165. Zbigniew said

    Terrível isso.

  166. Jose Mario HRP said

    Caramba Zbigniew,aquela loira velha é chocante.
    Como o meu Facebook é só para postar em blogs, e não tenho twiter não sabia da virulencia tipo essa loira monstro!
    Uau…….sem palavras.

  167. Jose Mario HRP said

    Patriarca , esse video / desabafo sensacional!!

  168. Patriarca da Paciência said

    Também achei sensacional, caro HRP.

    “É de indignação e revolta o clima entre os ministros do Tribunal Superior Eleitoral, com a petição apresentada pelo PSDB para auditoria nas urnas eletrônicas, após a vitória da presidente Dilma Rousseff no último domingo; adejtivos variam entre “desrespeitoso” e “antidemocrático”; documento, assinado pelo deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) não apresenta evidências e deve ser rejeitado por ampla maioria; ministro João Otávio Noronha lembrou à direção tucana que o Brasil “não é a Bolívia ou a Venezuela”

    E o panaca não cansa de apresentar ações improcedentes !

  169. Daise said

    HALOWEEN DO PT: AS BRUXAS

    https://pbs.twimg.com/media/B1PfJKUIcAA5lH_.jpg:large

  170. Daise said

    OPERAÇÃO LAVA-JATO

    Efeito Youssef
    Postado:Sat, 01 Nov 2014 09:09:07 +0000

    Renan Filho: encontro com Youssef

    Uma semana antes de ser preso, Alberto Youssef teve um encontro com o governador eleito de Alagoas, Renan Calheiros Filho.

    A propósito, de acordo com quem teve acesso a trechos dos depoimentos de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef, foram encontrados rastros de operações heterodoxas feitas por alguns senadores peemedebistas com fundos de pensão estatais.

    Asas da encrenca
    Postado:Sat, 01 Nov 2014 08:03:38 +0000

    Dirceu usou jatinho de executivo delator

    A delação premiada de Júlio Camargo, o executivo da empreiteira japonesa Toyo Setal que já topou devolver 40 milhões de reais aos cofres públicos, está deixando José Dirceu de cabelo (implantado) em pé.

    Depois que deixou o governo Lula, em 2005, Dirceu pegou emprestado várias vezes o jato Citation de Camargo para cruzar o Brasil.

  171. Daise said

    DILMA A SABIA? NÃO: DILMA SABIA!

    e traiu o povo brasileiro “agasalhando” corruptos para manter o poder em troca de grana para partidos.

  172. Patriarca da Paciência said

    “LÍDER” DO IMPEACHMENT, LOBÃO VIVE SEU TRISTE FIM

    “Primeiro, ele prometeu ir embora do Brasil caso a presidente Dilma Rousseff fosse reeleita; com o resultado das urnas, ele mudou de ideia e disse que ficaria no país em nome de uma “verdadeira oposição” que estaria nascendo; neste sábado, Lobão discursou numa manifestação em São Paulo pedindo o impeachment da presidente reeleita; cerca de 2 mil pessoas participaram do ato; pelo Twitter, Lobão disse que “nada poderá deter” o tal movimento; longe dos palcos, Lobão vive sua decadência sem elegância”
    (247)

    Pois então,

    pelo visto apenas o Lobão, A Desvairada Destrambelhada Delirante e mais dois mil gatos pingados paulistas, acreditam no impeachment da Dilma.

    O choro é livre. Podem espernear à vontade. A lei garante.

  173. Patriarca da Paciência said

    Agora, quem tem esse energúmeno porco como líder, realmente, merece o “líder” que tem.

    A mãe do Lobão praticou suicídio depois de ver o filho, por longos anos, rolando no chão sobre o próprio vômito, igual a um porco, totalmente drogado.

  174. Zbigniew said

    Muito bom. Mais um que colocou a turma do Manhattan Conection no bolso. Análise bem equilibrada.

  175. Daise said

    b>DILMA : A PRESIDENTA ROMBUDA

    http://noblat.oglobo.globo.com/charges/noticia/2014/11/charge-de-chico-caruso-02-11-2014.html

  176. Patriarca da Paciência said

  177. Patriarca da Paciência said

    por Luciano Martins Costa, no OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

    O pedido de auditoria na eleição presidencial, de iniciativa do PSDB, divide o alto da primeira página do jornal O Estado de S. Paulo, nesta sexta-feira, (31) com a principal notícia de economia.

    O Globo registra o assunto também na primeira página, mas em uma nota sem grande destaque, e a Folha de S. Paulo deixa o tema sem menção na primeira página e o coloca em posição secundária na editoria Poder.

    O fato, incomum na rotina de manchetes compartilhadas pelos jornais que dominam a cena da mídia nacional, chama atenção.

    A razão é explicada por um vazamento da redação do Estado: um dirigente do PSDB teria sondado editores sobre qual seria a receptividade do jornal àquela notícia.

    Com a garantia de que a iniciativa poderia sair em manchete, os autores da medida resolveram se arriscar à aventura de questionar o resultado das urnas, sem o risco de serem execrados pela imprensa por sua atitude vexaminosa.

    Agora, imagine-se o contrário: se, derrotado na disputa presidencial, o Partido dos Trabalhadores resolvesse pedir uma investigação sobre a lisura do processo eleitoral.

    Evidentemente, não apenas as manchetes, mas os editoriais, os colunistas, os analistas econômicos, os filósofos, os psicólogos e outros “especialistas” hospedados na mídia tradicional, e até os astrólogos, estariam mobilizados para condenar a insinuação de que o partido governista colocava em dúvida a justeza da decisão popular.

    No mínimo, os descontentes seriam considerados maus perdedores, mas o tom geral seria de condenação a uma suposta tentativa de golpe de Estado.

    E tudo motivado por análises técnicas? Não. O que move os reclamantes é uma série de manifestações de correligionários nas redes sociais.

    O episódio coloca esta sexta-feira no calendário de horrores criado pela simbiose bizarra entre a imprensa hegemônica e a oposição ao Executivo federal.

    Numa escala imaginária de despautérios, fica apenas alguns graus abaixo da manobra consumada no último fim de semana, às vésperas do segundo turno da eleição presidencial, por um panfleto de campanha distribuído sob o logotipo da revista Veja.

    Não por acaso, o assunto é explorado pelo carro-chefe da Editora Abril (leia AQUI) e justificado por um de seus mais dedicados pitbulls.

    A nau dos insensatos

    A iniciativa do PSDB poderia ser considerada uma tolice, não fosse a revelação de que se trata de operação combinada com pelo menos um dos principais jornais do País.

    Qual seria o efeito de tal notícia no ambiente das redes sociais digitais?

    Evidentemente, essa manobra tende a acirrar o radicalismo na parcela mais aloprada do eleitorado, aquela que prega diariamente o golpe militar e até o assassinato de adversários como ação política legítima.

    Sua escalada pode gerar uma crise de governabilidade.

    O fato de um dos principais partidos do País buscar apoio nesse substrato da cidadania, onde se aglomeram os mais insensatos entre os analfabetos políticos, demonstra a falta de espírito democrático de seus dirigentes, entre os quais já se alinharam alguns intelectuais respeitados.

    O fato de um jornal de influência nacional embarcar na aventura golpista revela o baixio a que se dispõe a mídia tradicional.

    Mas a adesão de Veja não surpreende: a revista simboliza há muito tempo a destruição do legado de Victor Civita, processo que pode ser mais bem analisado à luz da psicologia freudiana do que sob as muitas teorias da comunicação.

    Quanto aos observadores da mídia, desponta aqui um tema interessante para ser considerado: carece de fundamento a suposição, bastante difundida a partir da distribuição dos votos na última eleição, de que os mais educados entre os eleitores tendem a votar com mais racionalidade.

    A se julgar pelas manifestações de energúmenos que pregam medidas antidemocráticas como reação à decisão soberana das urnas, pode-se afirmar que é nos estratos com mais anos de escolaridade que se expressam a insensatez, o desatino e a irresponsabilidade.

    Estudo do instituto americano Pew Research Center sobre a polarização política nos Estados Unidos (ler AQUI, em inglês), mostra que conservadores se informam por fontes menos diversificadas – por exemplo, 88% deles confiam na reacionária Fox News – enquanto os cidadãos mais liberais usam uma variedade maior de fontes de informação e opinião.

    Aplicada ao Brasil, a pesquisa provavelmente mostraria como a mídia partidarizada contribui para acirrar os ânimos e coloca em risco a própria democracia.

  178. Jose Mario HRP said

    De armação em armação a “oposição” vai descendo e caindo no ridiculo cada vez maior!
    Capa de Óia, Lobão, esse lance aí de cima, a boataria das urnas recheadas, O Gilmar Mendes e o STF ‘bolivariano”, investigador de policia aposentec clamando pelos militares, o Reinaldinho carequinha uivando no seu bloguinho que a “midia” tenta ridicularizar as manifestações da direita e por aí vamos com essa peça patética dos amigos do Daise……..
    E como ele gosta…..KKKKKKKKKK

  179. Daise said

    DILMA, A REPRESIDENTA ( A RÉ PRESIDENTA?

    Do que é que nos livramos… Já pensaram se Aécio fosse eleito: os juros iriam subir dois dias depois etc etc, não é mesmo?

    E há quem discuta a sabedoria do voto popular.

    Imagine se Aécio Neves tivesse ganho a eleição: a primeira medida, como bem advertiu sua adversária Dilma Rousseff, seria elevar os juros. Na hora, o caro leitor pode ter certeza, obrigaria o Banco Central a aumentar os juros básicos de 11% para 11,25%, com aquela desculpa capenga de sempre: combater a inflação.

    Dilma já dizia que o PSDB planta inflação para colher juros (e, claro, beneficiar os banqueiros).

    E, por falar nessa gente, a equipe de Aécio já estaria caçando banqueiros para botar no governo. A equipe, não ele: como avisou o PT, Aécio é pouco afeito ao trabalho, e já teria viajado de férias com a família, de preferência gastando dinheiro público. Estava em campanha porque quis, para realizar seus sonhos pessoais, mas mesmo assim iria querer descansar por nossa conta, numa praia reservada só para ele e a prole, com a Marinha garantindo seu sossego. Eta, playboy!

    Alguém tem de trabalhar, não é mesmo? Sua equipe estaria, nesse período, começando a desovar o saco de maldades. Imagine o que não faria com a tarifa de eletricidade! Dizem que seu plano era elevá-la em 54%, de um golpe só, usando Roraima como cobaia.

    E, terminado o período de ócio no paraíso tropical estatizado, Aécio ficaria conchavando com um ex-presidente, já que sua preocupação nunca foi atender à população, mas ampliar o período do partido no poder.

    O ex-presidente é meio idoso, mas de repente – pode ser. E qual será sua equipe? Oras! Já festejou, já descansou, está na mordomia, ainda querem que decida?

    Herança maldita

    Não se pode esquecer que o povo dele estaria escarafunchando documentos para botar a culpa de tudo no governo anterior. Seria capaz de dizer, por exemplo, que jamais as contas do governo federal estiveram em tão mau estado.

    Só em setembro, o buraco é de R$ 20,4 bilhões (o pior resultado, antes, tinha sido um pequeno saldo positivo de R$ 3,9 bilhões).

    Deve ser coisa de quem detesta o PT, Lula e Dilma – embora sejam dados oficiais, fornecidos pelo Tesouro.

  180. Pedro said

    Nelson Motta, mandou bem….

  181. Daise said

    PT: VELHO E CORRUPTO

  182. Daise said

    #178

    Dilminho seus costumeiros borborigmos matinais, rsrsrsrs

  183. Daise said

    VEXAME PWC ENSINA DILMA COMO ADMINISTRAR A PETROBRÁS

    Sob suspeita, presidente da Transpetro deve pedir licença

    ANDRÉIA SADI
    DE BRASÍLIA

    03/11/2014 15h49 – Atualizado às 16h02
    Citado na Operação Lava Jato da Polícia Federal, Sergio Machado deve pedir nesta segunda-feira (3) licença da presidência da Transpetro, subsidiária da Petrobras no setor de logística.

    Amigos de Machado afirmaram à Folha que o afastamento ocorre após a consultoria Pricewaterhouse exigir sua demissão para continuar a auditoria na Petrobras. “Ele não tem nada a temer, quer deixar o caminho para que tudo seja investigado”, afirma um peemedebista amigo de Machado.

    No auge da campanha eleitoral, Dilma Rousseff cogitou demitir Machado, indicado por Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, após o seu nome aparecer entre os citados da Lava Jato.

    Deflagrada em março pela PF, a operação descobriu um esquema de desvio de dinheiro da Petrobras que envolveu o ex-diretor Paulo Roberto Costa, doleiros e fornecedores da estatal. Segundo a PF, uma “organização criminosa” atuava dentro da empresa. O esquema teria movimentado R$ 10 bilhões.

    Machado foi citado em depoimento de Costa à Justiça Federal como uma das pessoas que participavam do esquema de irregularidades na Petrobras. Paulo Roberto disse ter recebido R$ 500 mil do presidente da Transpetro. Segundo o ex-diretor, o pagamento foi referente à licitação de navios pela empresa para a área de abastecimento.

    O PMDB, no entanto, barrou a demissão. Caciques da legenda cobraram do Planalto “tratamento isonômico”: se demitissem Machado, João Vaccari, tesoureiro do PT, também deveria ser afastado do conselho de Itaipu.

    Para evitar desgastes com o PMDB durante o processo eleitoral, Dilma recuou e manteve Machado. Entre as reclamações, o PMDB queria uma “saída honrosa” para Machado.

  184. Patriarca da Paciência said

    “Num artigo, FHC recorreu a um lugar-comum que vem sendo utilizado pela oposição, incapaz de analisar os reais motivos que a levaram a mais uma derrota nas urnas.

    FHC falou nas “mentiras” da campanha petista. Na “descontrução” de Aécio.

    Quais serão as mentiras?

    Olhemos para trás.

    O aeroporto de Cláudio, por exemplo. É mentira? É invenção?

    Acabaram as eleições, mas espera-se que o caso não seja esquecido. Aécio tem que ser devidamente cobrado por ter torrado 14 milhões de reais de dinheiro público num aeroporto privado.

    Que o novo governo de Minas tire do armário todos os esqueletos da era Aécio, a começar pelo aeroporto.

    Era mentira que Aécio colocou dinheiro público, na forma de propaganda, em rádios suas? Aliás: essas rádios são uma mentira?

    Como um político pode ter rádios – escondido dos olhares públicos, aliás – e ao mesmo tempo falar em decência e ética?

    Era mentira o nepotismo desenfreado de Aécio, simbolizado em Andrea Neves?

    Agora: mentira, neste capítulo, foi o uso por Aécio, num debate, do irmão de Dilma, o modesto, o discreto Igor.

    Só depois das eleições, aliás, o Estadão mostrou quem é Igor. É uma espécie de Mujica, até no carrinho velho.

    Era mentira que Aécio, aos 17 anos, ganhou do pai deputado um emprego que deveria levá-lo a Brasília ao mesmo tempo em que estudava no Rio?

    Era mentira que aos 25 anos ele foi nomeado diretor da Caixa por um primo que era ministro? Justo Aécio, que não cansou de falar em meritocracia e aparelhamento.

    Vamos ao próprio FHC.

    Era mentira que houve compra de votos no Congresso para a aprovação da emenda que permitiu sua reeleição?

    Mentira é mentira. Não adianta FHC tentar chamar verdades de mentiras.

    Mentira mesmo é dizer, como Aécio fez, que pesquisas mostravam que ele estava dando uma surra em Dilma em Minas com base em números que ele sabia serem enganosos. O dono do instituto revelou que avisou. O estatístico também.

    Mentira também foi a tentativa canhestra de usurpação de programas sociais como o Bolsa Família.

    O PSDB tem um problema dramático. Não tem causa. Virou um grande conglomerado de direita.

    Mesmo com o apoio de todo mundo – mídia, Marina, Eduardo Jorge etc etc – apanhou.

    É um partido que tem muito mais passado que futuro.

    Os tucanos teriam que se reinventar, mas quem poderia fazer isso?

    Aécio? Pausa para gargalhada.

    Alckmin? Pausa para mais gargalhada.

    E então, na falta de ideias novas e líderes novos, aparece a desculpa da mentira.

    Duvido, sinceramente duvido, que FHC, afinal um homem inteligente, acredita de fato que sejam mentiras as verdades que ele diz serem mentiras.

    A isso – tratar verdades como mentiras sabendo que são verdades — se dá o nome de cinismo. Ou, em política, demagogia.”

    Paulo Nogueira
    No DCM
    Postado por z carlos às 15:00 Marcadores: FHC, Paulo Nogueira

  185. Patriarca da Paciência said

    “Juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, negou pedido da Petrobras para ter acesso a investigações em andamento que apuram o desvio de verbas da estatal; empresa queria vista integral de inquéritos, originados pela Operação Lava Jato, que apuram esquemas de corrupção praticados com envolvimento de executivos da Petrobras e de prestadores de serviço da estatal; “Embora legítimo o interesse da empresa requerente, uma vez que tais inquéritos destinam-se a apurar a possível prática de crimes ocorridos em seu âmbito de atuação, o acesso prematuro pode prejudicar as investigações, já que compromete o necessário sigilo”, afirmou o juiz”.

    Alguém pode imaginar uma coisa dessa ?

    Depoimentos feitos em segredo de justiça, criptografados, gravados e guardados em cofres, no dia seguinte, era de total conhecimento da revista Veja, é claro que somente aquilo que interessava ao PSDB e à campanha do Aécio.

    Agora o juiz nega acesso, solicitado de modo totalmente legal, justamente à parte mais interessada.

    Definitivamente, alguma providência precisa ser tomada !

  186. Patriarca da Paciência said

    O primeiro parágrafo do comentário 185 é do blog 247.

  187. Daise said

    ENQUETE

    Depois ter descoberto que Herodes matou Jesus Cristo, qual será próxima revelação histórica de Lula?

  188. Daise said

    RESPOSTAS ( escolha a sua)

    1.o O PETROLÃO nunca existiu.
    2.o O PETROLÃO é uma invenção da imprensa golpista.
    Por isso me senti traído por companheiros aloprados.
    3.o Dilma, a incompetenta é competenta!
    4.o Eu não sabia! Nem Dilma do PETROLÃO.
    5.o Presidentes do PT nunca sabem de nada.Menos ainda do PETROLÃO.
    6.o E o PETROLÃO de Minas? A gênese dos PETROLÕES do pt?

  189. Jose Mario HRP said

    http://altamiroborges.blogspot.com.br/

  190. Patriarca da Paciência said

    “O meu voto ele não vai ter. Vou trabalhar para que a gente [bancada do PR] esteja no campo de oposição ao Eduardo Cunha. Acho que o Congresso precisa ter autonomia, independência e harmonia com o governo federal, mas de maneira alguma devemos ter na Câmara um chantageador-geral da República. Esse é o Eduardo Cunha”, disse Clarissa Garotinho (PR-RJ), eleita com o segundo maior número na disputa para deputado federal do Rio de Janeiro”.
    (247)

    Se esse indivíduo conseguisse ser presidente da Câmara, aí sim, poderíamos falar em uma grande derrota da Dilma. É um dos indivíduos mais nefastos da atual política brasileiro. Representante máximo do que há de pior nas velhas malandragens dos políticos mais corruptos. Ou o PMDB afasta o Cunha ou o Cunha acaba com o PMDB – não há meio termo.

  191. Guatambu said

    Se eu soubesse que o PT ia fazer um governo assim, teria votado nele!

    – Juros já subiram
    – Chove em SP
    – Lucro do Itaú maior da históriau
    – Dilma parece que vai ter que “engolir” o Meirelles

    Tá tudo indo muito bem por aqui!

  192. Patriarca da Paciência said

    SIDÃO

    Vamos por parte pessoal:
    1 – Corta-se a verba total de todas as revistas. Com o dinheiro faz-se hospitais e postos de saúde.
    2 – Depois, corta-se das rádios e aplica o dinheiro na educação.
    3 – Corta-se a cota das Tvs e aplica-se no desenvolvimento do país.
    Pra que gastar bilhões com esses safados?
    Se o governo Dilma der uma barra de 1kg de ouro + um automóvel 0Km para cada pessoa
    desse país, as revistas vão criticar assim mesmo. Então…….pra que?
    Eles não vivem num país capitalista? Então que se virem para arranjar recursos.

    http://www.conversaafiada.com.br/pig/2014/11/04/chega-de-bolsa-pig-nem-precisa-de-ley-de-medios/

  193. Patriarca da Paciência said

    Guatambu,

    essa história de dizer que o PT e o Lula são “comunistas” é coisas de histéricos e esquizofrênicos do PIG e do PSDB. O Meireles foi o presidente do Banco Central durante toda a gestão Lula. E o Lula costuma dizer que, nunca os bancos e os empresários ganharam tanto dinheiro quanto no seu governo.

    Como diz o Lula, “propriedade é uma coisa tão boa que o que eu quero mesmo é que todos os brasileiros sejam proprietários”.

    Então é isso aí.

    Que todos tenham oportunidades iguais.

    Agora, uma pessoa bem educada, bem alimentada e com boa saúde querer competir em “igualdade” com uma pessoa inculta, faminta e doente, não é Democracia, é pura covardia !

  194. Guatambu said

    Patriarca,

    Enquanto as coisas estiverem andando nesse sentido, não tenho objeções.

    A minha preocupação agora é como a Dilma vai fazer com as contas públicas.

  195. Pax said

    Enquanto Paulo Bernardo continuar ministro… Custo a acreditar que teremos algo de novo, algo melhor.

    Esse cara vai afundar a Dilma.

    Bom dia a todos.

    Enviada do meu iPhone

    >

  196. Elias said

    Marcelo,
    O que tu disseste sobre o PGC é a tal questão do “rumo” que o Pax pensa que não existe.

    Esse rumo foi traçado no inícios dos anos 1970, pelo regime militar, e, até hoje, não foi alterado.

    Logo após o “choque do petróleo”, os militares traçaram uma estratégia, da qual destaco: (a) aumento da produção de petróleo no Brasil (que passou a ser economicamente viável, dada a elevação do preço no mercado internacional); (b) expansão da Petrobrás, que passou a atuar nos 10 (hoje são 17) principais mercados do mundo; (c) entrar com tudo na tecnologia do biocombustível (quando o bio virou moda, nos anos 1990, o Brasil já contava com quase 20 anos na estrada, inclusive usando um biocombustível — etanol — simultaneamente como bem substituto e bem complementar; (d) entrar com tudo no mercado de exportação de energia elétrica, sob a forma de commodities eletrointensivas.

    Acho que as linhas básicas eram mais do que claras. Os militares concluíram que a crise energética viera pra ficar. Daí porque sua estratégia tinha dois objetivos essenciais: (i) a curto prazo, minimizar o impacto da crise energética sobre a economia brasileira; (ii) a médio e longo prazos, fazer o país ganhar dinheiro com a crise energética.

    Taí o rumo, bem ou mal, às vezes aos trancos e barrancos, o Brasil está trilhando. Se é o melhor, se vai dar certo, se existem outras alternativas mais interessantes, é outro papo. Mas, que ele existe, existe, ao contrário do que o Pax pensa…

    O PGC não foi pensado pra desenvolver a Amazônia. Nenhum projeto mínero-extrativo no Brasil teve esse propósito, como, aliás, Carlos Drummond de Andrade tão bem — e poeticamente, né? — refletiu.

    Exemplos? Lá vai:

    Exemplo 1: manganês da Serra do Navio, no Amapá. Extraído o manganês, restou o buraco da Serra do Navio, a natureza degradada, o surto de câncer e a miséria de sempre.

    Exemplo 2: ouro da Serra Pelada. Extraídas centenas de milhões de dólares em ouro, não restou uma única rua asfaltada, ou uma única escola pública, ou meio metro de esgoto sanitário, ou meio metro de rede de abastecimento de água. Se, hoje, localidades como Curionópolis tem um pouco dessas coisas (pra lá de precariamente), não é graças ao ouro de Serra Pelada, mas apesar dele. Todos os investimentos públicos foram feitos quando a extração aurífera já estava encerrada há vários anos, e esses investimentos foram feitos, exatamente, para mitigar o miserê que ficou como herança dos barrancos…

    Exemplo 3: bauxita alumínica de Porto Trombetas. Foi dito que a jazida teria 50 anos de vida. Ao longo desse período, seriam implementadas medidas para desenvolver a área de Porto Trombetas/Oriximiná. Com o aumento das importações chinesas, a jazida de Porto Trombetas durou pouco mais de 25 anos. E a área está mais pobre do que era antes.

    A escrita é simples. Durante a implantação de um grande projeto, gera-se 30 mil empregos pra pessoas com baixa e média qualificação profissional. São atraídas para o local 30 mil famílias ou mais (por causa das atividades de apoio). No mínimo, 130 mil pessoas.

    A implantação se dá em 5 anos ou mais. Ao longo desse período, a quantidade de pessoas se elevou para mais de 150 mil. Os filhos das primeiras famílias, que tinham 14 ou 15 anos quando chegaram, agora têm mais de 18 anos, e estão no mercado, demandando emprego.

    O grande projeto entra em operação. Gera mais de 5 mil empregos, o que não é pouco.

    Acontece que ele demanda, predominantemente, mão de obra de alta qualificação. Das mais de 150 mil pessoas que foram atraídas para a área, por causa da implantação do grande projeto, menos de 500 serão aproveitadas na operação. Esta demanda técnicos de alta qualificação, em sua maioria de nível superior.

    Resultado: aumento brutal do desemprego, do subemprego, da prostituição, do tráfico de drogas, da violência urbana, etc.

    É o que sobra para os governos locais.

    A cidade de Barcarena, no Pará, é bem um exemplo disso. Está à ilharga de vários grandes projetos que integram o Programa Grande Carajás: duas das maiores fábricas de alumínio e alumina do planeta (Albrás e Alunorte), de um dos maiores portos de exportação do Brasil, em tonelagem (Vila do Conde), e se prepara para receber a maior planta de alumina do mundo, na ZPE (Zona de Processamento de Exportação), da localidade.

    E sabe quais são os maiores problemas de Barcarena? Desemprego, subemprego, prostituição, tráfico de drogas, violência urbana, habitação, transporte público, pavimentação de ruas, saneamento (a cidade simplesmente não tem esgoto sanitário, nem um sistema minimamente decente de abastecimento de água, nem de coleta e destinação final de resíduos sólidos), e um amplo etc.

    Não se trata, simplesmente, de corrupção (embora isso seja coisa que não falte…).

    O fato do país investir X bilhões num determinado local, não autoriza ninguém a pensar que, por causa disso, esse local vai enriquecer.

    Agora mesmo, a União está investindo várias centenas de milhões de reais em Rondônia, nas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio.

    Mas isso quase nada significa para Rondônia (além do risco de inundação, que, agora, aumentou). A energia elétrica que está sendo gerada em Santo Antônio e Jirau não é para Rondônia, nem para desenvolver Rondônia. Essa energia elétrica, tão logo gerada, entra num linhão de 7 mil quilômetros de extensão, e vai para seus reais destinatários: as regiões Centro Oeste, Sul e Sudeste.

    Para Rondônia, não fica nem o ICMS sobre a produção de energia elétrica. Ele é como que “diferido”, e só será recolhido nos locais de destino da energia elétrica, ou seja, nas regiões Centro Oeste, Sul e Sudeste.

  197. Daise said

    Dilma com durex

    http://mais.uol.com.br/view/15260557

  198. Elias said

    Três coisas que destaco, do noticiário dos últimos dias:

    I
    A Vale apresentou prejuízo no 3º Tri de 2014: R$ 3,4 bilhões. Ela diz que a maior parte do rombo é “prejuízo não-caixa” decorrente de variações cambiais. O resultado acumulado de janeiro a setembro de 2014 é lucro de R$ 5,7 bi. Menos da metade do lucro do mesmo período em 2013. Em tempo: os bam-bam-bans do “mercado” diziam que não havia chance da Vale prejuizar no 3º Tri. Erraram mais feio que nas previsões eleitoreiras presidenciais. Mais incompetente que esse pessoal só o anjo da guarda da família Kennedy…

    II
    Já o Itaú vai logo avisando que não tem do que se queixar: tá bamburrando um lucro de R$ 5,8 bi.

    III
    O Poder Judiciário deu mais um exemplo de patriotismo. Consignou recursos de R$ 1,0 bilhão, para pagamento de auxílio moradia para os juízes, pobrezinhos… Cada juiz(a) brasileiro/a vai ganhar R$ 4,4 mil por mês, a título de auxílio moradia, mesmo que esse/a juiz(a) trabalhe no local de domicílio, tenha casa própria. Aliás, parece que o/a juiz(a) brasileiro/a vai ganhar auxílio moradia mesmo que não esteja trabalhando! (um aposentado, p.ex.).

    Um juiz paulista, aliás desembargador, presidente do TJE/SP (só podia ser…) já saiu em defesa da medida. Ele diz que todo mundo pensa que um juiz brasileiro ganha muito, mas ninguém olha para os encargos que o juiz tem. E segue dizendo que o juiz brasileiro tem de pagar Imposto de Renda, tem de pagar plano de Saúde, tem que comprar terno e gravata…

    Realmente, o cara tem razão! Afinal, só quem paga Imposto de Renda e planos de saúde são os juízes, né? E paletó e gravata, quem é que compra? Só os juízes, claro! Nada mais justo que os pobres explorados recebam esse singelo reforço pecuniário…

    Mais justos e previdentes, ainda, os juízes cariocas também querem um “salário educação”, pra pagar a escola dos filhos, e um “auxílio educação”, pra pagar cursos de atualização profissional para eles mesmos, além daqueles que já são promovidos pelo próprio Poder Judiciário.

    Corretíssimo! Seria um absurdo pretender que os juízes cariocas pagassem, de seu próprio bolso, as anuidades escolares de seus filhos! Quem tem que fazer isso é o contribuinte carioca!

    Isso por enquanto… Logo, logo, o exemplo será seguido pelos demais TJE´s do Brasil adentro…

    Afinal, pra que é que existe otário no mundo?

    P.S.
    Pode até haver quem se preocupe com a legalidade dessas medidas. Afinal, tanto o “auxílio moradia” do judiciário nacional, quanto o “salário educação” e o “auxílio educação” cariocas são ilegais, porque constituem mascaramento de reajuste de remuneração.

    Essa preocupação é ociosa, caros ingênuos. Afinal, que é que julga a legalidade dessas medidas? Não é o próprio judiciário? E vocês acham, mesmo, que o judiciário julgaria ilegal uma medida que ele mesmo concebeu, gestou, pariu e aplicou?

    Que beleza, quando a gente exerce poder originário sem ser eleito (apesar da Constituição Federal afirmar que o poder originário só pode ser exercido por representantes eleitos), e, além do mais, não prestar contas a ninguém.

    Né mesmo?

  199. Patriarca da Paciência said

    Gilmar Mendes, o Lobão do STF
    Laura Capriglione – 22 horas atrás
    Compartilhar15011
    Imprimir
    “Por mais uma dessas descomposturas a que o país parece estar se acostumando, agora é o ministro Gilmar Mendes quem vem apresentar seu soco inglês no corredor polonês pós-eleitoral. Em vez da contenção e do aprumo que esperaria quem não o conhecesse, “avisou e denunciou” que o STF (Supremo Tribunal Federal) corre o risco de se tornar uma “corte bolivariana” com a possibilidade de governos do PT nomearem 10 de seus 11 membros a partir de 2016.
    Trata-se de uma aleivosia. Irresponsabilidade sem fim.
    Quando os 2.500 nostálgicos da Ditadura saíram em passeata por São Paulo, clamando pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, legitimamente eleita pela maioria dos brasileiros, de Gilmar Mendes não saiu um só arrufo em defesa da democracia. Em vez disso, ele agora surge para ajudar a agitar o espantalho de um tal “bolivarianismo”, como se o Brasil estivesse prestes a se converter em uma ditadura de esquerda.
    Está em companhia de gente como Lobão e Eduardo Bolsonaro, deputado federal eleito por São Paulo (PSC), que em discurso disse que se seu pai, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), fosse candidato a presidente, ele teria “fuzilado” a presidente. Preparado para isso o filho já mostrou que está: compareceu ao ato com uma pistola enfiada no cinto, como se no faroeste vivesse.
    Isso pode?
    Entre outras delicadezas, a turma implorou pela “intervenção militar”, mandou “Dilma para a Cuba que a pariu”, ameaçou petistas que encontrou pelo caminho. Nem o CQC, a Rede Globo, a “Folha de S.Paulo” ou “Estadão” escaparam. E, sempre muito bem educadinha, a malta carregou faixa com os dizeres: “Pé na bunda dela. O Brasil não é a Venezuela.” Ela, no caso, é a presidente, uma senhora de 66 anos, diga-se.
    Maus perdedores existem no gamão, no futebol, no bingo. E nas eleições.
    Contê-los é tarefa de quem tem interesse em ver o jogo –no caso, o democrático—prosseguir.
    Eis por que é simplesmente repugnante ver um ministro da mais alta corte do Brasil repetir palavras-de-ordem que são um chamamento à ruptura do Estado Democrático e de Direito.
    Como o ministro Gilmar Mendes sugere que se evite “a possibilidade de governos do PT nomearem 10 dos 11 membros” do STF? Cassando o direito de a presidente fazê-lo é uma das respostas. Cassando a própria presidente é outra. Estendendo a idade-limite para a aposentadoria dos ministros, dos atuais 70 anos para 75 anos, é outra.
    Em todos os casos, o que se pretende é ganhar no tapetão a eleição que se perdeu nas urnas.
    O descalabro da entrevista que o ministro Gilmar Mendes deu à “Folha de S.Paulo” e publicada na segunda-feira (03/11) não fica nisso. Ofendeu os demais membros do STF ao falar sobre os riscos de a mais alta instância do Judiciário se transformar em uma “corte bolivariana”, sugerindo que todos se curvariam mansamente aos ditames do Executivo.
    Convenientemente, ele esqueceu-se de que no julgamento do mensalão foi um tribunal formado em sua maioria por ministros indicados por petistas o que condenou a antiga cúpula do PT…
    Não há nada, contudo, que demova o agitador. Para demonstrar sua tese, Gilmar Mendes sacou a história do ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado no Brasil a 12 anos e 7 meses de prisão por corrupção, peculato e lavagem de dinheiro no processo do mensalão. Pizzolato, como se sabe, ante a condenação, simplesmente fugiu para a Itália, onde por fim foi capturado.
    Segundo Gilmar Mendes, exemplificando o risco do tal “bolivarianismo”, “já tivemos situações constrangedoras. Acabamos de vivenciar esta realidade triste deste caso do Pizzolato” [refere-se ao fato de a Justiça italiana ter negado a extradição dele para cumprir pena no Brasil pela condenação no mensalão].
    Em seu afã de defender o indefensável, o ministro também atacou a Justiça italiana, ao acusá-la de tomar suas decisões movida por interesses alheios ao estrito cumprimento da lei. Seria “bolivariana” também a Justiça de lá? Nem Bolsonaro ousou tanto.
    Se fosse pouco, Gilmar Mendes ainda se deu ao desfrute de comentar um caso que se encontra em fase de investigação, atropelando todos os ritos processuais. “Enquanto estávamos julgando o mensalão já estava em pleno desenvolvimento algo semelhante, talvez até mais intenso e denso, isso que vocês estão chamando de Petrolão. É interessante, se de fato isso ocorreu, o tamanho da coragem, da ousadia.”
    Um apresentador de programa sensacionalista não faria diferente.
    Por fim, como nunca poderia se tivesse o mínimo de apreço pela liturgia do cargo que ocupa, Mendes partiu para o bate-boca mais baixo, acusando o ex-presidente Lula de não ser um abstêmio: Será que ele “passaria no teste do bafômetro?”, indagou. Lula, para quem não sabe, não concorreu a nenhum cargo eletivo, não atropelou ninguém e nem sequer dirige automóveis.
    Convenhamos, o Brasil merecia bem mais do que um ministro Lobão no STF.”

    Apenas um correção ao texto: Convenhamos, o Brasil MERECE bem mais do que um ministro Lobão no STF

  200. Elias said

    Hoje mesmo vou assinar minha ficha de filiação ao PPPVDE (Partido do Pax P… da Vida, Descabelado e Escalavrado).

    Há anos contratei um pacote com a Oi, envolvendo telefone fixo, telefone celular, internet e tevê por assinatura pra 4 endereços: dois na capital e dois no interior.

    A tevê por assinatura funciona conforme o contratado.

    Os telefones fixos funcionam precariamente. Uns costumam ficar surdos. Outros ficam mudos, dia sim, noutro também…

    A internet, na minha casa, na capital, vivia caindo. Veio o pessoal da Oi e me disse que eu havia contratado 10 gigaoumega-não-sei-o-quê, mas o cabeamento da rua só aguenta 5 gigaoumega-não-sei-das-quantas.

    Perguntei a eles: “E a instituição de inutilidade pública que mora ao lado da minha casa, como fica?” Eles responderam: “Ah, para o governador do Estado colocamos um cabeamento especial… Ele não tem problema!”

    E o meu problema, qual a solução? Simples, reduzir minha conexão de 10 gigaoumega-não-sei-o-quê para 5 gigaoumega-não-sei-das-quantas.

    Autorizei a alteração. Por uns meses, funcionou. Agora, não mais.

    Há mais de 3 meses que a porcaria simplesmente travou. Passei a usar, de vez em quando, a conexão do vizinho (não a instituição de inutilidade pública). Acontece que esse vizinho tinha o mesmo problema que eu. E, como na minha casa, a conexão dele também travou, definitivamente. Passamos a usar a conexão de outro vizinho. Deu na mesma. Fizemos uma reunião de indignados, e descobrimos que o mesmo está acontecendo com um porrilhão de gente às proximidades.

    Acho que vou pedir um ato público do PPPVDE, com as seguintes palavras de ordem: (1) Destruição total das instalações da Oi no Pará; (2) Linchamento dos dirigentes da Oi; (3) Imediata demissão e castração à machete do insigne cumpanhêro Paulo Bernardo.

    Se o insigne cumpanhêro Paulo Bernardo realmente ficar no ministério, vou declará-lo insigne… ficante!

  201. Patriarca da Paciência said

    “Apesar de ter negado, em nota oficial, que votou em Aécio Neves no segundo turno, o ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) teria dito, segundo ao coluna Radar On-line: “Foi um voto de gratidão ao Tancredo”; senador faz referência a Tancredo Neves, avô do ex-presidenciável tucano; perito Ricardo Molina já havia confirmado que as imagens da votação feitas pela TV Amapá são autênticas”
    (247)

    Então está confirmado – o Sarney votou mesmo no Aécio !

    Viu aí, Pax, como o Sarney não está do mesmo lado que a Dilma ?

    Quer alguma prova mais irrefutável que essa ?

    Voto de gratidão ! Votou no Aécio em gratidão ao Tancredo !

  202. Elias said

    Publicado no site da Casa Branca:

    ================================================
    “Nós peticionamos o governo Obama para:

    Se posicionar contra a expansão bolivariana comunista no Brasil promovida pelo governo de Dilma Rousseff.

    Em 26/10, Dilma Rousseff foi reeleita e continuará o plano de seu partido de estabelecer u, regime comunista no Brasil — nos moldes bolivarianos propostos pelo Fórum de São Paulo. Nós sabemos que, aos olhos da comunidade internacional, a eleição foi integralmente democrática, mas as urnas usadas não são confiáveis, além do fato de que a cúpula do Judiciário são, em sua maioria, membros do partido vencedor. Políticas sociais também influenciaram a escolha da presidente e as pessoas foram ameaçadas com a perda do benefício de alimentação caso não reelegessem Dilma. Conclamamos uma posição da Casa Branca em relação à expansão comunista na América Latina. O Brasil não quer e não será uma nova Venezuela, e os EUA que (sic) precisam ajudar os promotores da democracia e da liberdade no Brasil”.
    ================================================

    Esse exercício de mediocridade aplicada já foi assinado por mais de 90 mil cretinos, todos defecados no Brasil.

    É a direita brasileira, nostálgica de 1964.

    Incapaz de eleger um Presidente da República, ela implora, abertamente, uma intervenção estrangeira no Brasil.

  203. Daise said

    A SEC de olho na Petrobras
    Postado:Tue, 04 Nov 2014 15:23:20 +0000

    A demissão – pois é disso que se trata; licença é eufemismo – de Sérgio Machado da Transpetro não resolve os problemas da Petrobras com a SEC, a CVM americana. O caso Petrobras, não é trivial sob a ótica da SEC.

    A explicação que a Petrobras dará à PwC, auditora da estatal, que exigiu a saída de Machado, terá que ser muito bem trabalhada para eximi-la de investigações posteriores por parte da SEC.

    De acordo com quem entende (e muito) do riscado, as falhas de controles internos que a SEC considera podem ser classificadas em duas categorias, de acordo com a gravidade:

    * Material weakness: geralmente acompanhadas de investigações e punições, que é o que o caso da Petrobrás sugere até o momento.

    * Significant deficciency: um erro também importante, mas não suficiente para alterar de forma significante as demonstrações financeiras.

    O que terá que ser apurado é: ou os sistemas de controles internos da companhia detectaram as fraudes, mas os administradores não agiram para eliminá-las; ou os sistemas de controles internos não detectaram as fraudes, que parece ser o caso.

  204. Elias said

    Patriarca,
    Já leste alguma coisa sobre a “fabricação do consentimento”?

    É interessante como a direita repete o truque, inclusive no uso de palavras-chave.

    A Osmarina levou ferro mas não porque era uma candidata fraca, sem proposta, sem definição política (nem ideológica), e com uma conduta contraditória.

    A Osmarina levou ferro porque sua candidatura foi “desconstruída”.

    Agora, já se fala na “desconstrução” da candidatura do Aécio, coitadinho…

    Pergunta pro idiota que repete “desconstrução” a todo momento, no que consistiu a “desconstrução” das candidaturas da Osmarina e do Aécio. Se o débil mental conseguir articular alguma coisa com algum nexo, pede pra ele explicar no que aquilo que ele aponta como “desconstrução” das candidaturas da Osmarina e do Aécio difere do que a campanha desses dois tentou fazer com a candidatura da Dilma.

    Não vai sair nada! E o artista finge não perceber que está sendo manipulado por um titereiro…

    Na verdade, ele não se importa. É o que ele quer ser… Rebanho… Fantoche…

    Agora, a palavra de ordem é “bolivarianismo”. Serve pra manter insepulto o cadáver da indústria do medo do Foro SP.

    Como “bolivarianismo” é um termo que não combina muito com o Brasil, a canalha acrescentou a ele outro cadáver: “comunista”.

    Putz! Vai gostar de defunto assim na casa asterisca que os asterisquiu!

    Se o abaixo assinado dos direitopatas em fase terminal chegasse, mesmo, ao conhecimento do Obama, só conseguiria provocar algum riso e um leve sentimento de piedade e desprezo.

    Pensaria Obama: “Esse pessoal é tão cretino que seria perda de tempo tentar ajuda-lo…”

  205. Elias said

    Patriarca,
    O Sarney pode dizer — e, evidentemente, dirá! — o que quiser, sobre o voto dele em Aécio.

    Até as pedras sabem que não foi por gratidão. Foi por vingança.

    Sarney começou a ser “desconstruído” pelo PT, antes das eleições. Daí porque ele não se candidatou… E deu o troco na urna.

    O soba maranhense tá véio demais pra se recuperar, e os herdeiros já demonstraram que, sem ele, não seguram a barra de um jogo bruto, como o que passou a ser jogado a partir de 2014.

    Em bom latim, como diria o comendador paraense (da Venerável Ordem do Macaco Torrado), Raymundo Sobral: bobeatus sunt, enrabatus est!

    2018 já começou…

  206. Pedro said

    Só curiosidade.

    Googlias, vc participava de campanhas eleitorais, profissionalmente ou como voluntário?

    Guatambu, porque o aumento de juros é bom pra vc?

  207. Elias said

    Pedro,
    Participei de algumas campanhas eleitorais como voluntário. E participei de outras profissionalmente, já que, por alguns anos, trabalhei em empresas de publicidade.

  208. Daise said

    A FORÇA DA VERDADE

  209. Elias said

    E, Patriarca,
    O Lobão fracassou, como “artista” e como agitador político.

    E, como tantos fracassados que há por aí, o fracasso do Lobão lhe subiu a cabeça.

    Ele vê tanta nulidade tendo êxito na política, que pensa: por que não eu?

    E já está ciscando no terreiro, tentando atrair as galinhas postas em disponibilidade pelo pessoal descartado nas urnas.

    Tenho pra mim quase certo que Lobão será candidato a alguma coisa, em 2016 ou 2018.

  210. Elias said

    Dou de graça um slogan pro Lobão: “Cretino por cretino, vote em Lobão, que é cretino desde menino”.

  211. Pedro said

    “Lobão por Lobão, vote no bobão”

  212. Pedro said

    O Lobão ladrão já deu…..

  213. Daise said

    Na Bahia o lema do PT era “BOSTA POR BOSTA VOTE EM RUY COSTA”
    e o povo concordou e o elegeu governador…

  214. Daise said

    E agora para agradar aos petistas …REINALDO AZEVEDO:

  215. Elias said

    Eu ia dizer: “Cagão por cagão, vote no Lobão”, mas como tenho sido censurado…

  216. Elias said

    “Na Bahia o lema do PT era ´BOSTA POR BOSTA VOTE EM RUY COSTA´, e o povo concordou e o elegeu governador…” (Daise)

    Isso deixa a concorrência do Ruy Costa em péssimos lençóis.

    Será que eles são mais bostas que o Costa? Se sim, por que perderam, já que é de bosta que o povo gosta? Se não, que bostas são eles, que não conseguem nem ser bostas como o Costa?

    Ou será que os concorrentes são apenas uns bostinhas se achando grandes merdas?

  217. Zbigniew said

    Realmente,
    é o cúmulo da cretinice.

    Imitam o Lacerda que se reportava a Washington, em triunvirato com Adhemar de Barros e Magalhães Pinto.

    Meu Deus! Como se repetem! E da pior maneira possível. Será que não conseguem reconhecer que perderam o bonde da história no país e precisam se reinventar?! Que foram cooptados pelo status quo e deixaram o que sobrou de uma ideia de social democracia se perder nos muxoxos das vivandeiras dos quartéis e dos aloprados hidrofóbicos sem qualquer noção de ridículo?!

    Levaram dois “passa-meninos”: um do próprio EUA e outro do clube militar. Até esses sabem que os tempos são outros. Impressionante!

  218. Elias said

    Esse Rodrigo Constantino é mesmo uma figura…

    Ele quis dar as boas vindas à Miriam Leitão como nova integrante do pelotão hidrófobo que tem como expoentes ele próprio, Constantino e o inefável portador do Mal de Convergência Agudo/Invertido, Reinaldo Azevedo.

    Aí, o que faz o Constantino? Chama a Miriam Leitão de “covarde”.

    Vai acabar espantando a moça, né? Se já não espantou…

    Pior pra ele. Miriam é uma jornalista da melhor qualidade. Inteligentíssima. Muitíssimo bem informada e processa rapidamente as informações, separando o que é essencial do que é dispensável, para as finalidades da comunicação. Quem viu o debate Mantega X Fraga, há de ter percebido que, sem a ajuda dela, Fraga não teria sido apenas almoçado pelo Mantega… Teria sido massacrado!

    E pior do que o Constantino, só o PSDB, que tenta defender, junto ao TSE, a tese de que as eleições presidenciais de 2014 foram fraudadas (embora se esquive de dizer isso claramente, e não apresente um único fato concreto para respaldar a tese).

    O gênio do PSDB que teve a ideia de fazer isso, esqueceu um detalhe minúsculo, do tamanho do cérebro dele: quem organizou, normatizou e dirigiu as eleições foi o…TSE. O gênio do PSDB quer o apoio do TSE para a tese de que o TSE deixou corromper as eleições presidenciais de 2014. Quer que o TSE aponte um revolver para a própria cabeça, e aperte o gatilho…

    Dos 7 ministros do TSE, 5 já esculacharam o PSDB por causa disso. Alguns deixaram escapar a convicção de que o pedido do PSDB é uma jogada que os tucanos tramaram junto com o jornal “O Estado de São Paulo”, coisa que não surpreende ninguém.

    Mas é significativo que nem a FSP nem o Globo embarcaram nessa. Nenhum dos dois deu manchete. Deixaram o Estadão só e nu, com a mão no bolso…

    No extenso besteirol das jogadas políticas mais imbecis do ano, o lance do Constantino, e o do jurista do PSDB, se somam ao dos médicos lobotomizados que radicalizaram o apoio do eleitor nordestino à candidatura da Dilma. Nesse cortejo de bestalhões, o PT está representado por aquele pústula cujo nome esqueci, e que adulterou o perfil internético da mesma Miriam Leitão, agora ofendida pelo desastrado Constantino…

    Se fosse o caso de premiar o idiota político do ano, seria parada dura…

  219. Guatambu said

    Pedro,

    Tenho uma perna longa em títulos públicos.

    =D

  220. Zbigniew said

    A Miriam Leitão, apesar de ser boa jornalista, deixou-se contaminar por uma “competição” com a Presidenta desde a primeira eleição em 2010.

    Lembro-me da entrevista com a Dilma para a Globo News quando a referida jornalista insistiu em não reconhecer que o crescimento da Alemanha estava aquém do que afirmara, mesmo (e aí ela não aceitou) quando corrigida pela Presidenta. Era 0,8% contra 1,2%. A Miriam estava ofegante. Depois provou-se que a Dilma estava correta pelo valor a menor e que a Europa no seu conjunto estava pior que o Brasil. Em 2010 houve a questão da dívida pública líquida e bruta e a então Ministra da Casa Civil apontou um erro de conceito na economista da Globo.

    Outrossim, embora acerte em alguns fundamentos da economia que, venhamos e convenhamos, é facilmente perceptível em relação à condução da política econômica do atual governo, precisa indicar sempre e exclusivamente os erros e os pontos frágeis e negativos, em especial no Bom(?) Dia Brasil. Não que não deva. Mas, como a política do grupo para o qual trabalha é de mostrar o que é ruim e esconder o bom, suas análises tornam-se modorrentas e suspeitas uma vez que por dever de ofício embutiu a ideologia do mercado em contraposição à política dos gastos sociais.

  221. Daise said

    SETOR ELÉTRICO: DILMA A INCOMPETENTA

    Crise do setor elétrico custou R$ 105 bi
    MACHADO DA COSTA
    DE SÃO PAULO

    04/11/2014 02h00
    Desde que o governo federal publicou a medida provisória 579, a fim de reduzir os preços da energia, foram perdidos R$ 105 bilhões, segundo cálculos feitos pelos especialistas Adriano Pires, do CBIE (Centro Brasileiro de Infraestrutura), e Mário Veiga, da consultoria PSR.

    O valor é equivalente a um ano de receitas das distribuidoras de energia.

    A perda bilionária foi causada pelo desequilíbrio entre receitas e despesas das distribuidoras, pela baixa geração de energia por usinas hidrelétricas e pelas indenizações pagas às empresas que aceitaram renovar as concessões de usinas e linhas de transmissão por meio da MP.

    Por causa da medida, a maioria das distribuidoras ficou sem energia suficiente para fornecer a seus clientes. Para contornar o problema, elas foram obrigadas a recorrer ao mercado de curto prazo, segmento no qual a energia é mais cara.

    O pequeno volume de chuvas acentuou a crise. O preço da energia do mercado de curto prazo (o PLD –preço de liquidação das diferenças) é calculado principalmente sobre a expectativa de água afluente nos reservatórios.

    A partir de fevereiro, o PLD esteve próximo do teto permitido em lei, de R$ 822,83 por megawatt-hora.

    Os autores ressaltam que 60% do valor será pago pelos consumidores de energia, por meio de aumentos nas tarifas. Os outros 40% serão arcados pelos contribuintes.

    FEITO ÁGUA

    Segundo os especialistas, em 2013, o governo gastou R$ 20 bilhões entre repasses às distribuidoras (R$ 10 bilhões) e indenizações (outros R$ 10 bilhões) às empresas que aceitaram renovar concessões por meio da medida.

    Em 2014, os gastos subiram para R$ 54,9 bilhões, principalmente pelos efeitos do pequeno volume de chuvas.

    Com o aumento do PLD, os repasses às distribuidoras subiram para R$ 21,8 bilhões.

    Outros R$ 10 bilhões foram gastos com indenizações.

    Além disso, um outro prejuízo, de R$ 23,1 bilhões, apareceu neste ano: o de geradores de energia que não conseguiram gerar eletricidade suficiente para honrar seus contratos.

    Os autores ainda incluem na conta uma projeção de perdas de R$ 30,5 bilhões para o próximo ano.

    O uso permanente de usinas térmicas custarão R$ 8,5 bilhões e outros R$ 22 bilhões precisarão ser gastos em indenizações às empresas.

    Pires afirma que os números mostram que essa é uma das maiores crises vividas pelo setor elétrico na história. “O racionamento em 2001 causou um rombo de R$ 25 bilhões. Essa crise, sem racionamento, já custou quatro vezes mais”, diz.

  222. Elias said

    As “perdas” das distribuidoras foram causadas pela redução das tarifas.

    Foi isso, e pronto. O que mais se diga, é indemonstrável.

    Em 2001, o controle do consumo foi feito cobrando-se um sobrepreço em cima do que ultrapassava o teto fixado para cada UC. A medida beneficiava as distribuidoras, portanto. Sempre que o consumidor ultrapassava o teto, a distribuidora bamburrava.

    Quem não ultrapassou o teto? Quem não pagou esse sobrepreço?

    Pra uma distribuidora reclamar disso, teria que estar completamente doida!

    Feito o Rodrigo Constantino…. Ou o “jurista” do PSDB…

  223. Elias said

    Zbigniew,
    Concordo. A Miriam Leitão está a serviço de uma posição político-partidária… Assim como muitos outros jornalistas da Veja, do Estadão, da Rede Globo, da FSP…

    A diferença é que ela faz isso com inteligência.

    Acontece que ela passou a ser atacada, às vezes grosseiramente, às vezes desonestamente (como no caso do “perfil”). Aí, como costuma ocorrer nessas circunstâncias, ela acabou radicalizando.

    A parcialidade dela no debate Mantega X Fraga, foi ostensiva. E isso é péssimo jornalismo.

    Acho isso tudo uma pena…

    De qualquer modo, não consigo resistir à simpatia que me desperta uma mulher inteligentíssima, como ela.

    Acho o máximo!

  224. Elias said

    E o Estadão deixou o PSDB chupando o dedo!

    Já começou a manchetar as críticas ao pedido de auditoria tucano.

    Eu tô dizendo…! O PSDB tem que mudar de mascote. O mascote do partido deve ser um burro!

  225. Daise said

    PT CONVOCA SUA MILITÂNCIA “ÀS ARMAS CONTRA SANDICES” (6×40, ex 247)

    Amanhã o PT sairá as ruas conttra o aumento da gasolina? rsrsrs

    Governo libera Petrobrás para reajustar gasolina, mas adia anúncio

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,governo-libera-petrobras-para-reajustar-gasolina-mas-adia-anuncio,1587985

    Petrobras recebe aval de Guido Mantega para reajustar combustível
    SAMANTHA LIMA (FSP)
    DO RIO

    04/11/2014 18h47 – Atualizado às 19h51
    A Petrobras recebeu, nesta terça-feira (4), o aval do ministro da Fazenda Guido Mantega, presidente do conselho de administração da empresa, para reajustar os combustíveis, informou uma pessoa próxima aos administradores da companhia.

    Em reunião com os conselheiros, ao longo do dia, Mantega pediu à empresa, no entanto, que o valor não fosse divulgado hoje.

    A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, fez uma apresentação ao grupo, em reunião nesta terça-feira em Brasília, em que mostrava projeções com o percentual de 8% de reajuste.

    Este percentual dificilmente será empregado, diz esta pessoa, e o esperado é que o reajuste seja de 5%. O número não foi fechado na reunião. A decisão final ficará na mão da diretoria.

    Quando concedido, será o primeiro reajuste desde 29 de novembro de 2013.

    AUMENTO NEGOCIADO

    Pelo estatuto da Petrobras, a decisão pelo reajuste dos combustíveis é da diretoria executiva da empresa, liderada pela presidente Maria das Graças Foster.

    Na prática, porém, o aumento é negociado junto ao governo, uma vez que a concessão do aumenta traz impactos inflacionários e depois a proposta é apresentada aos conselheiros.

    A União controla a Petrobras e, nessa condição, nomeia sete dos dez conselheiros.

    Como depende do aval do governo, a Petrobras não reajusta imediatamente os combustíveis conforme as oscilações do mercado internacional.

    Nos últimos quatro anos, as perdas para a Petrobras com a política de não reajuste imediato dos combustíveis é calculada em R$ 60 bilhões, segundo a corretora Gradual.

    PREÇOS

    Neste ano, os combustíveis permaneceram a maior parte do tempo com preço abaixo da cotação internacional, chegando, em alguns casos, a uma defasagem de 20%.

    Com a queda no preço mundial do petróleo, da faixa de US$ 100 para US$ 85 o barril, no último mês, a perda diária da Petrobras praticamente deixou de existir.

    Até a semana passada, último dado disponível, a gasolina estava 1% mais cara no Brasil do que no exterior. Já o diesel, tinha defasagem de 4,5%.

    Apesar da menor defasagem, analistas dizem que o reajuste é necessário para recompor parcialmente as perdas de caixa dos últimos anos.

    A defasagem foi um dos fatores que contribuíram para a dívida líquida da empresa crescer 237% nos últimos cinco anos, de R$ 71,5 bilhões para R$ 241,3 bilhões.

    TRANSPETRO

    A dispensa do presidente da Transpetro, Sérgio Machado, conforme exigência da firma de auditoria PwC (PricewaterhouseCoopers) como condição para avaliar o balanço da Petrobras do terceiro trimestre, não entrou nas discussões da reunião desta terça-feira. A Transpetro é a subsidiária de logística da Petrobras.

    O assunto dominou toda a reunião dos conselheiros realizada na sexta-feira (31). Conselheiros divergiram fortemente quanto à forma como ele deveria ser dispensado. Metade dos conselheiros, todos ligados ao governo, temia o impacto político de uma demissão sumária.

    Optou-se, então, por uma licença, o que precisaria ser negociado politicamente em Brasília. Machado é indicado do senador Renan Calheiros (PMDB).

    A PwC fez tal exigência à Petrobras no dia 16 de outubro. A empresa manifestou, em carta entregue à estatal, preocupação com a extensão das denúncias de corrupção feitas pelo ex-diretor Paulo Roberto na empresa e citou Machado como alvo de preocupação.

    Em depoimento à Justiça, Costa afirmou ter recebido R$ 500 mil de Machado em propina por participar em processo de aluguel de navios, entre 2009 e 2010.

    INVESTIGAÇÕES

    A PwC pediu o aprofundamento das investigações e ameaçou a Petrobras de não auditar seu balanço do terceiro trimestre, caso as providências não fossem tomadas. Disse, ainda, que levaria a omissão da companhia, caso ocorresse, à SEC (Securities Exchange Commission, órgão regulador do mercado de capitais americano).

    A Petrobras está sujeita a tal regulação porque negocia ações na Bolsa de Nova York (NYSE). Depois das exigências da PwC, a empresa acabou contratando dois escritórios de advocacia especializados em corrupção nos Estados Unidos para ajudar nas investigações.

    A PwC pressionou a Petrobras em cumprimento à Securities Exchange Act, lei americana que regula o mercado de capitais nos EUA. No capítulo 10, a lei diz que a auditoria deve informar aos órgãos americanos sobre suspeita de corrupção em empresas auditadas e em que medida os gestores estão envolvidos.

    Machado acabou anunciando na segunda-feira (3) que tiraria licença de 31 dias, dizendo-se alvo de imputações caluniosas feitas por Costa. “Nada devo nem temo em relação a minha trajetória”.

    A coluna “Painel”, publicada pela Folha, informou na edição desta terça-feira (4) que a saída de Machado é tratada como definitiva pelo Planalto.

    No dia 14 de novembro, os conselheiros da Petrobras se reúnem novamente para avaliar as demonstrações financeiras da empresa no terceiro trimestre, que devem ser divulgadas no mesmo dia.

  226. Patriarca da Paciência said

  227. Daise said

    HEHEHEHE

    Até o badass está apavorado com a administração da Dilma.
    Resolveu atacar o RConstantino , o jurista do PSDB e até propõe a substituição da logomarca do PSDB por um burro ( simbolo do Partido Democrata americano)

    O software tem uma estrela na cabeça e o hardware tem estrelas nos lugares não kosher…

    O badass tá perdido porque não vê saída.

    Dilma, comprovadas as acusações dos delatores premiados, será IMPEDIDA e o Temer assumirá!

    Badass sabe e fica “enrolando” os gentios rsrsrsrs!

  228. Daise said

    DILMA NA BOCA DO PMDB

  229. Daise said

    DILMA = SAME OLD SHIT

  230. Daise said

    DILMA PERDIDA ….

    Dilma e Lula discutem medidas para reverter quadro negativo da economia
    VALDO CRUZ
    MARIANA HAUBERT
    DE BRASÍLIA

    04/11/2014 20h34
    A presidente Dilma Rousseff chamou nesta terça-feira (4) o ex-presidente Lula para a primeira reunião de trabalho sobre o futuro governo da petista.

    Segundo a Folha apurou, Dilma e Lula analisaram ações para acalmar a base aliada no Congresso e iniciativas para reverter o quadro negativo da economia, inclusive a escolha do futuro ministro da Fazenda.

    A reunião começou no meio da tarde na Granja do Torto, uma das residências oficiais da Presidência da República, e contou com a participação do ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil).

    O encontro sinaliza que Lula terá maior participação nos rumos do segundo mandato de Dilma, visando sua possível candidatura em 2018.

    Interlocutores de Dilma e de Lula disseram que uma das prioridades do início do segundo governo da petista é montar uma base aliada confiável, já que a presidente terá de aprovar medidas importantes no Congresso para conter o rombo das contas públicas.

    O ex-presidente Lula está preocupado também com a definição do substituto de Guido Mantega na Fazenda. Em sua avaliação, Dilma deveria definir o nome o mais rápido possível para sinalizar ao mercado mudanças de rota na política econômica.

    Um interlocutor de Lula disse à reportagem que ele não vai indicar um nome para Dilma, mas fará sugestões à presidente. A escolha é dela, tem dito o ex-presidente, que não esconde sua preferência pelo ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles.

    Nos últimos dias, amigos de Lula passaram a defender o nome de Meirelles como a “solução” para recuperar a economia brasileira.

    No Palácio do Planalto, assessores presidenciais lembram que Dilma tinha resistências ao nome do ex-presidente do BC, mas que estariam diminuindo nos últimos dias. Motivo: o cenário econômico está pior do que o previsto inicialmente, principalmente nas contas públicas, que registraram déficit até o mês de setembro.

    Além de Meirelles, contam com a simpatia e apoio de Lula o ex-secretário-executivo do Ministério da Fazenda Nelson Barbosa, que trabalhou no governo Dilma, e o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco. Ele, porém, já disse a amigos que não pretende deixar o banco.

    Na política, Dilma e Lula consideram vital unir o PMDB em torno do governo para garantir número suficiente no Congresso para aprovar as medidas do Palácio do Planalto. Para isso, Lula se reuniu um dia antes, na segunda-feira (3), com o vice-presidente Michel Temer.

    Uma das missões de Dilma, na avaliação de Lula, é tentar evitar a eleição do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara no próximo ano. Para isso, precisa primeiro acertar o papel e o espaço do PMDB em seu segundo mandato.

    O problema, segundo assessores, é que a candidatura de Cunha já avançou no Congresso e talvez não seja possível derrotá-lo. Neste caso, será necessário fazer um trabalho de aproximação com o atual líder do PMDB na Câmara para evitar que ele use a presidência da Casa para retaliar o governo. Cunha é visto, hoje, como inimigo do Palácio do Planalto.

    Até o início da noite, a reunião na Granja do Torto ainda não havia terminado. Dilma estava no Palácio da Alvorada até depois do almoço.

    Foi de helicóptero para a granja se reunir com Lula.

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/11/1543367-dilma-e-lula-discutem-medidas-para-reverter-quadro-negativo-da-economia.shtml

  231. Daise said

    GOVERNO DILMA….2014 e 2015 (talvez) rsrsrsr

  232. Daise said

    #230 (continua…)

    Lula quer nomear um novo presidente da república do Palácio do Alvorada e do Planalto…rsrsrs

    Lula quer Henrique Meirelles, o banqueiro tucano ex-presidente do BC, para ser presidente da república e controlar a “loucaekipeconômica” de Mercadante e quetais!

    Meirelles tem amor próprio! E sempre controlou as bobagens econômicas petistas,
    enquanto BC

    Dilma e seu fraco ego…ficarão de lado?
    Eu duvido!….


    O petista que concordar comigo…por favor levante a pata dianteira rsrsrsr

  233. Daise said

    DILMA E BADASS FALAM A MESMA LINGUA: BOBAGENS

    O jurídico do PSDB tava certo!

    TSE acaba de aprovar por unanimidade a auditoria especial nos resultados das eleições solicitada pelo PSDB, abrindo todos os dados para o partido.

    Será um desgaste prolongado e eficaz!

    Jogada de mestre.

  234. Daise said

    TSE NEGA PEDIDO DO PSDB PARA AUDITAR ELEIÇÃO …(4×60)

    A VERDADE!

    TSE libera dados para PSDB fazer auditoria do resultado das eleições
    SEVERINO MOTTA
    DE BRASÍLIA

    04/11/2014 22h41
    O TSE (Tribunal Superior Eleitoral), por unanimidade, decidiu nesta terça-feira (4) liberar dados requisitados pelo PSDB para que o partido possa realizar uma auditoria do resultado das eleições.

    De acordo com o presidente da corte, Dias Toffoli, a maioria dos dados solicitados, como os boletins de votos das urnas e seções eleitorais, já estão disponíveis na internet e outros possuem previsão legal de entrega para partidos quando solicitados.

    Dizendo agir em nome da transparência, e para acabar com qualquer tipo de dúvida na cabeça dos eleitores, Toffoli também permitiu que os sistemas de urnas eletrônicas, de apuração e totalização dos votos sejam auditados, apesar do pedido para tal verificação estar fora do prazo.

    Num longo voto, Toffoli destacou que, desde abril, todos os partidos poderiam auditar os sistemas de votação, mas não o fizeram. Apesar disso, entendeu que a corte deveria permitir que urnas sejam coletadas por amostragem para verificar se os programas que estão dentro delas não foram modificados em relação ao original.

    Sobre o pedido de criação de uma comissão multipartidária para analisar os dados, Toffoli entendeu que o PSDB não podia fazer pedidos em nome dos outros partidos, por isso, decidiu que os dados serão entregues somente para os tucanos.

    Durante o julgamento, o presidente ainda fez uma longa defesa do sistema eletrônico de votação. Ele reiterou que todas as etapas de criação e instalação dos sistemas podiam ser acompanhados por partidos, que muitas vezes não enviaram representantes.

    Logo após Toffoli, o ministro Gilmar Mendes deu seu voto. Segundo ele, as diversas manifestações nas redes sociais questionando o sistema de votação deviam ser ouvidas pelo TSE.

    Para o ministro, a realização de uma auditoria poderá assegurar a credibilidade do sistema. O ministro ainda aproveitou para criticar a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    De acordo com ele, declarações de Dilma, dizendo que “faz o diabo” para vencer uma eleição, ou de Lula, dizendo que “eles” não sabem do que “nós” seremos capazes de fazer pela reeleição ampliam ainda mais a desconfiança dos eleitores.

    “Será que chegariam a fraudar as eleições?”, questionou. Ao fim de seu voto, foi aplaudido por um grupo de que estava no plenário, alguns deles com adesivos de Aécio Neves.

    REPERCUSSÃO

    Ao serem informados do resultado do TSE, deputados do PSDB se abraçaram e comemoram no plenário da Câmara.

    Autor do pedido, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) minimizou o fato de o tribunal não ter autorizado a criação de uma comissão de técnicos indicados por partidos políticos para a auditoria.

    O tucano afirmou que o partido saiu vitorioso da Justiça Eleitoral porque foi autorizado que a indicação de peritos para avaliar todas as fases da eleição, acompanhado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

    “Foi uma medida acertadíssima do tribunal”, disse.

  235. Daise said

    DILMA ESTÁ LENDO A BIOGRAFIA DE GETÚLIO VARGAS

    Segundo a “teoria Lacerda”, que o Z tanto cita …com orgulho da brutal asneira…
    agora só está faltando um suicídio – “um tiro no coração.”

    SAINDO DA VIDA PARA ENTRAR NA HISTÓRIA

    Façam suas apostas!

    lula ou dilma ?

  236. Daise said

    Meus pêsames !

  237. Jose Mario HRP said

    Guatambu, porque o aumento de juros é bom pra vc?
    Sexo anal passivo……
    Same same…….
    Tem sempre alguem que gosta.

  238. Patriarca da Paciência said

    “Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou na noite desta terça (4) pedido do PSDB para a criação de uma comissão a fim de auditar o resultado das eleições presidenciais; o tribunal, no entanto, autorizou o partido a ter acesso aos arquivos eletrônicos e demais documentos referentes à totalização dos votos. O plenário seguiu o voto do presidente do TSE, Dias Toffoli; segundo ele, o PSDB não apresentou indícios de fraude e limitou-se a relatar a descrença de algumas pessoas no resultado da votação; apesar da unanimidade formada no plenário, o ministro Gilmar Mendes defendeu que a Justiça Eleitoral acabe com suspeitas de fraude no resultado nas eleições, mesmo que sejam descabidas e levantadas por meio das redes sociais; segundo o ministro, o pedido do PSDB contribui para a pacificação do assunto”
    (247)

    Vejam aí a “vitória” que a “óia” anda papagueando. Não vai ter “auditoria” coisa nenhuma, simplesmente, quem não deve não teme, por isso o PSDB terá acesso, assim como qualquer partido que quiser, “aos arquivos eletrônicos e demais documentos referentes à totalização dos votos.”

    Então é isso aí, podem escarafunchar à vontade. Garanto que vão encontrar mais falhas a favor do Aécio do que da Dima. Na seção em que votei, havia três pessoas, descaradamente, fazendo boca de urna para o Aécio. Diziam bem alto que a Dilma tinha perdido o debate, que não tinha feito nada em quatro anos e que o destino da Dilma era “pedir esmola”. Aí eu não me aguentei e falei bem alto – Olha aqui, quem vai pedir esmola é o Aécio, que não sabe fazer nada vida e sempre viveu de benesses. Os três botaram o rabo entre as pernas e saíram de fininho.

  239. Elias said

    Patriarca,
    A direita estádesesperada. Já houve “consulta” sobre a legalidade de “intervenção militar”… Tem abaixo assinado pedindo ao Obama uma intervenção americana pra eliminar a “ameaça comunista”… O Aécio faz pronunciamento no Senado ameaçando a Dilma com golpe de Estado…

    A Veja, então… Mas essa tem lá sua$ muita$ razõe$… Ficar mais 4 anos sem acesso aos cofres públicos pode ser mais do que ela consegue suportar… Tá ferrada!

    Acho uma boa ter acesso aos arquivos eletrônicos. O PT deve pedir o mesmo. Pode ser que descubra um monte de coisas interessantes em São Paulo…

    Aqui no Pará houve coisas também interessantíssimas, mas não relacionadas diretamente com as urnas eletrônicas. Das que me despertaram a atenção, destaco o verdadeiro derrame de “cheques moradia”, pelo governo do Estado. O desembolso parece ter sido tão grande que, no fim do mês, o governo atrasou o pagamento da folha (coisa que não acontecia há décadas…).

    Mas isso é problema do tucanato com a concorrência. Que se virem…

    São dois caciques se entestando: Jader Jatene e Simão Barbalho. Jader fala que Barbalho é ladrão. Já Simão diz que ladrão é o Jatene…

    Eu acho que ambos têm toda razão quando se atacam… E nenhuma quando se defendem!

  240. Daise said

    O Tolinho foi enganado…de novo

    TSE aprova auditoria do PSDB sobre sistemas eleitorais de 2014

    http://www.tse.jus.br/noticias-tse/2014/Novembro/tse-aprova-auditoria-do-psdb-sobre-sistemas-eleitorais-de-2014

    É nisso que dá ficar lendo o 6×40 ( ex-247)

  241. Patriarca da Paciência said

    É caro Elias,

    você tem toda a razão. Chegamos a uma situação realmente kafkiana. Os dois adversários se acusam de ladrão e… os dois tem razão. Incrível embate no Pará.

    Em termos de Brasil, continuo com a firme convicção de que Dilma é uma presidenta honesta e honrada, bem ao contrário do ex-candidato “Aócio”, o qual vive defendendo a “meritocracia” e sempre viveu de benesses, até no voto que recebeu do Sarney. Quem diria que o voto do Sarney ao “Aócio” foi mais uma benesse recebida pelo “menino maluquinho”.!

    Acredito que o problema mais sério da Dilma, atualmente, seja impedir que o “Cunha” se torne presidente da Câmara. Para mim, é um dos indivíduos mais nefastos da atual política brasileira. Se tal indivíduo conseguir ser eleito presidente da Câmara, realmente, terá sido uma grande derrota para a Dilma.

  242. Patriarca da Paciência said

    Eu não costumo responder babaquices, mas aí vai, para a Carlão Michele Deise Desvairada Desmiolada Delirante Descarada:

    QUARTA-FEIRA, 5 DE NOVEMBRO DE 2014
    TSE rejeita tapetão do PSDB. Até Gilmar Mendes votou contra os tucanos.
    O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) negou nesta terça-feira (4), por unanimidade, o pedido do PSDB para fazer uma auditoria nos sistemas de votação e totalização do 2o. turno das eleições de 2014.

    Os tucanos sugeriam a criação de um grupo de especialistas indicados pelos partidos. O pedido do PSDB foi visto como choro de perdedor que, como no futebol, perde em campo e quer ganhar no tapetão dos tribunais.

    O TSE aceitou apenas o pedido de acesso aos programas utilizados nas urnas eletrônicas, aos sistemas de totalização de votos e os boletins de urna emitidos depois das eleições, pois estas informações ficam disponíveis a qualquer partido, ao Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil. Boa parte das informações pedidas estão disponíveis para livre consulta na internet por qualquer internauta.

    Com estes dados o PSDB, se quiser, que faça sua própria auditoria que bem entender, com dinheiro de seu fundo partidário.

    O presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, esclareceu que, seis meses antes das eleições, os partidos podem ter acesso a todos os programas usados pela Justiça Eleitoral, inclusive aqueles inseridos na urna eletrônica.

    Dando um “puxão de orelha nos tucanos”, Toffoli lembrou que, pela lei, os partidos podem contratar uma auditoria particular antes da votação para fiscalizar e acompanhar todo o processo eleitoral. “Muito embora o partido não tenha se manifestado em momento exato, esta Corte não se omite em fornecer os dados”, disse Toffoli.

    O voto de Toffoli foi seguido pelos todos os outros ministros, incluindo Gilmar Mendes, para vexame do PSDB.

    O pedido dos tucanos causou irritação tanto no Ministério Público como nos ministros do Tribunal Superior Eleitoral, por colocar em dúvida a própria lisura da Justiça Eleitoral e alimentar teorias de conspiração na opinião pública, sem qualquer denúncia fundamentada.

  243. Elias said

    Michelle, rapaz!

    O “jurídico” do PSDB queria que o TSE instaurasse uma auditoria na eleição presidencial.

    Levou farelo.

    Teve acesso aos arquivos eletrônicos, coisa que qualquer instituição ou cidadão tem direito a obter.

    Sabes o que o PSDB vai fazer com isso, rapaz? Nada!

    Qualquer irregularidade que ele porventura constate na apuração,envolverá sabe quem? O TSE, que é o fiador e garantidor da lisura do pleito. Qualquer irregularidade que tenha ocorrido, terá ocorrido por conivência ou incompetência do TSE.

    E sabes o que acontecerá se o PSDB peitar o TSE? Não? Conheces a expressão “cuspir para o alto”? Não? Então experimenta. Dá uma cuspidinha pra cima, e vê em cima de quem cai o cuspe…

    Agora,é só imaginar uma cuspidona bem porrudona, mesclada com muito catarro…!

    Aí tu entenderás porque o PSDB pediu uma limusine e acabou se contentando com uma mijada na cara e um carro de mão…

    Os teus chefes estão te enrolando, rapaz! E eles vão continuar enrolando, enrolando… Até que os otários esqueçam…

    Michelle, rapaz… Vocês perderam… Ainda não percebeste?

    Era pra ser o melhor ano de vocês, cara… Tão cedo vocês não vão ter tanta coisa a favor de vocês: julgamento do mensalão, maioria do TSE jogando no time de vocês, economia andando de lado, roubalheira na Petrobrás… Tudo de uma só vez, num ano eleitoral.

    E, mesmo assim, vocês perderam…

    Daí o desespero do PSDB, do Aécio, do Gilmar… Daí o desespero do pessoal que implora por uma intervenção militar, ou uma intervenção americana, ou ambas…

    Michelle, rapaz… Melhor vocês partirem pra tentativa de golpe, pura e simples. Quem sabe, assim vocês chegam lá… (O risco é que um monte de vocês acabe pendurado pelo pescoço, num poste, mas… A recompensa vale o risco, não vale? Então, mete os peitos, Michelle! Vai nessa, rapaz!).

    Enquanto isso, repito: melhor o PSDB mudar o mascote. Em vez de tucano, um burro. Tem mais a ver com o partido (pessoalmente, eu acho que o mascote de vocês deveria ser uma queixada de burro, mas… Gosto é gosto, né?).

  244. Daise said

    LULA E DILMA PREOCUPADOS: PETROLÃO

    ZD saiu da cadeia. Mas a cadeia não saiu da vida dele

  245. Jose Mario HRP said

    La vai o daise.~.~.~.~.~.~descendo a ladeira.
    Em Sampa , com o balde vazio———–
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.~.~.~.~.~.~.~

  246. Daise said

    DILMA O VOLUME MORTO

    Dilma tem novo apelido, com a volta ao Palácio do Planalto fragilizada pela maior crise econômica e política em 16 anos: “Volume morto”.

  247. Patriarca da Paciência said

    Um discípulo do Olavão, o qual não é o Chesterton, descobre o motivo da seca em São Paulo:

    “Segundo mais votado da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) neste ano, Pastor Sargento Isidório (PSC) sugeriu, em vídeo, que a homossexualidade seria a causa da estiagem no estado de São Paulo; “Quando o céu cessar e não tiver chuva por ter o povo pecado… Aí estou falando da grande Parada Gay que se dá em São Paulo. […] É o início do cálice se derramando por causa do homossexualismo no nosso Brasil”, diz o parlamentar”
    (247)

  248. Patriarca da Paciência said

  249. Elias said

    Patriarca,
    De qualquer modo, penso que a tendência na política vai ser a predominância do jogo pesado que se estabeleceu em 2014.

    Claro que o Aécio foi o melhor candidato que o PSDB já teve, depois de FHC. Ele sabe disso, e tentará potencializar… A meu pensar, dentre as cartas que estão na mesa ele é o que tem maior chance. Se não cometer muitos erros, vai ser Presidente da República, mais cedo ou mais tarde.

    E claro que o PT vai fazer o possível para que o “mais tarde” seja o mais tarde possível.

    Creio que a melhor estratégia é cobrar um preço alto à oposição, a partir de duas linhas: (1) obter um bom resultado na economia; (2) jogar pesado na política.

    Parece que a estratégia na economia já está montada. Provavelmente a linha será a que Lula vem recomendando, e que ele mesmo adotou: jamais fazer o que o “mercado” espera que se faça; surpreender sempre (mas o reajuste do preços dos combustíveis em dezembro — e não em novembro, como quer o “mercado” — não será, propriamente, uma surpresa, né?).

    Na política, o PSDB vai fazer o que estiver ao seu alcance pra potencializar os danos políticos decorrentes da roubalheira na Petrobras. Ao que parece, a Dilma deverá ir fundo na apuração dessa roubalheira, até porque, com isso, ela vai fisgar um monte de tucanos. Mas também acho que o PT não deve deixar por menos a roubalheira do governo paulista e em outros Estados sob administração tucana.

    Li uma transcrição do discurso do Aécio no Senado. Foi o primeiro erro dele, e não há por que não aproveitar isso. A partir de janeiro, deve-se fazer uma discreta, porém profunda, devassa nas contas dele, em MG. Como Aécio tem um enorme telhado de vidro, antes do final de 2015, ele deve ser posto contra a parede. À medida que a devassa avançar, ele vai começar a meter o rabo entre as pernas e falar fino… O mesmo deve ser feito com qualquer um que se apresente pra liderar a oposição.

    Em todo esse tempo, a Dilma manteria o discurso do “diálogo”, substituto do “Lulinha paz e amor”. Quanto mais brando fosse o discurso presidencial, mais pesada seria a mão, em cima da oposição.

    É o que eu recomendaria, se pudesse.

  250. Patriarca da Paciência said

    Concordo, caro Elias,

    acho que é bem por aí mesmo, mas, agora, com uma maior participação do Lula na área política, que é o ponto fraco da Dilma.

    Acredito que a economia tem tudo para deslanchar daqui para a frente. A Petrobrás já deixou de absorver enormes recursos e está se tornando superavitária. A Petrobrás foi o grande gargalo do governo Dilma.

    A exportações tem tudo para deslanchar também. Então, acredito num ótimo desempenho da Dilma no segundo mandato.

  251. Zbigniew said

    Só não pode fazer muitas concessões a ponto de descaracterizar o seu mandato.

    Tem que imprimir um traço forte que reaproxime o governo das demandas mais à esquerda, principalmente no que se refere às reformas reclamadas: política e tributária. Não pode (e não deve) deixar barato o caso Veja, tem que ir até o fim.

    Joga o milho para o mercado, mas come pelas beiradas. Se admitir uma intervenção muito grande e perder a mão, fica emparedada e vai ser difícil governar. Vide o Obamão lá nos éuas que abusou de se deixar manipular e restou fantoche, com seus últimos anos de governo comandados pelos Republicanos no Congresso. Tem muito de incompetência política também.

    O jogo é pesado e bastante complicado. Para isso coloca o Lula como um vizir, e parece que este vai ser o Walsingham da Presidenta. Quem dera com a mesma perspicácia e astúcia. Vai precisar anular a dissidência peémedebista na figura do Cunha e acomodar as forças que, hoje, vêem-se autorizadas a enfrentar o governo em busca de mais espaços de poder a ponto de sabotá-lo se preciso for.

    Concomitantemente vai ter que melhorar a economia, trazer a inflação pro centro da meta, descontaminar a Petrobrás e, aqui, desconstruir os esquemas de corrupção dentro da empresa, doa em quem doer. Para isso tem que apurar até as últimas consequências.

    E, sim, se comunicar melhor com a sociedade. Pra cada ilação ou acusação uma ação enérgica, seja para chamar os acusadores à responsabilidade, seja para apurar os desmandos ou mal-feitos. Tipificar o caixa-dois e seus desdobramentos como crime já seria um bom começo.

  252. Elias said

    Um outro ponto é a reforma política.

    O debate sobre ela tem de ser deflagrado imediatamente.

    Do jeito que está, até nazista de carteirinha banca o bom moço, dizendo-se a favor da reforma política.

    Com o debate escancarado, vão cair as máscaras, porque ele se dá, necessariamente, em cima de propostas. Aí se vê quem é quem e o que quer…

    Na maior parte dos casos, a reforma política é um prato cheio pra desgastar (e dividir) a oposição. Mesmo as vitórias da oposição no Congresso poderiam ser transformadas em vitórias políticas junto ao eleitorado, porque, com raríssimas exceções, as propostas da oposição tendem apenas a manter o quadro atual…

    Também acho que o governo deveria enxugar mais o discurso.

    As propostas programáticas deveriam focar apenas duas bandeiras: educação e emprego.

    A proposta para educação está estruturada, inclusive com plataforma de recursos já estabelecida, desde o 2º mandato do Lula. Agora, é preciso sair para os finalmente.

    A proposta da geração de emprego, no diálogo com o eleitorado, absorveria esse papo de desenvolvimento industrial, e sei lá mais o quê. O homem da rua tá andando e andando pra essa história de “setor secundário”, “segmento eletroeletrônico”, & papos afins. Ele quer saber como isso chega à porta da casa dele, toca a campainha e entra…

    Além do mais, educação e emprego é o que mais preocupa e mobiliza o eleitorado jovem. O pessoal que está com 14 anos agora, estará, todo, com o título eleitoral na mão em 2018.

    Boa parte do pessoal que voltou no Lula em 2002 já foi chamado a se apresentar à 3ª instância… Agora, em 2014, Osmarina, Aécio e Dilma falavam como se ainda estivessem em 2002. Quase que não dava pra acreditar! Acho que até os marqueteiros congelaram, e não viram o tempo passar… A maior parte do pessoal que votou em 2014, mal sabia andar em 2002… O PSDB tem essa tendência ao congelamento (oito anos depois de encerrado o governo FHC, os tucanos ainda tentavam viver e faturar sob a sombra do Plano Real…). Mas o PT, que sempre se gabou de sua capacidade de “aggiornamento”…

  253. Daise said

  254. Pedro said

    Daise, falar em impeachment agora, é tiro no pé.

    O sujeito do comentário abaixo, foi mais inteligente.

    http://bobagento.com/desabafo-sobre-uma-ocasiao-muito-especial/

    :-)

  255. Daise said

    Pedro eu concordo.
    Mas veja abaixo o Molusco Etílico falando sobre impeachment
    anos atrás:

  256. Daise said

    Pedro

    Parece que Deus atendeu as preces do molusco…contra ele. rsrsrs

  257. Daise said

    Pedro

    Aécio condiciona diálogo com governo à investigação da Petrobrás

    Matou a pau! Este é o ponto.

    Dilma, o “volume morto”, anda muito preocupada.

    Pode ser impedida de permanecer no governo.
    Petrobrás (Refinaria Abreu de Lima) é sim O MAIOR ESCÂNDALO DA REPÚBLICA.

    Aguarde os próximos finais de semana.

    PS Tolinho, Dilminho e Badass podem encomendar LOTES DE RIVORTRIL na farmácia

  258. Elias said

    Depois ainda há quem reclame quando eu digo que o mascote do PSDB deve ser um burro, e não um tucano.

    Então tem gente que acha que a proposta de “diálogo” tem o PSDB como endereço!

    É mesmo? Vocês acham mesmo que é isso? Que o PT querem dialogar com o Aécio?

    Putz!

    Vocês não sabem nem onde moram, garotos.

    Michelle, tu estás completamente enganado, cara!

    O PT não quer dialogar com o Aécio, rapaz. O PT quer ferrar com o Aécio, rapaz!

    Entende, cara…

    Sempre que um presidente ou primeiro ministro topa com um parlamento picotado por um porradal de partidinhos, sabe o que ele faz?

    Não?

    Ele fala em “diálogo” rapaz. É o bate papo com o conjunto de retalhos da colcha que forma maioria.

    Entendeste agora, cara?

  259. Daise said

    BADASS

    CU FUNDO !

    Obrigada por confirmar a minha tese.

    Quem vai querer dialogar com omissos/corruptos na apuração do PETROLÃO? Nem o PSOL, rssrs

    O fantasma do PETROLÃO vai manter qualquer petista inteligente (Tolinho está excluído) desesperado…

    Por que?

    Porque nenhum deles sabe o que aconteceu.E desconfia que pode dar merda.

    Você não acha que a toda poderosa ( hoje “volume morto”) tem que explicar por que não desmontou um possível escandalo de ALTAS PROPORÇÕES em 2011,, ao assumir a bagaça

    Por que não DEMITIU TODO MUNDO ?

    Lamento caro companheiro mas…seu papo frouxo pra apascentar bovinos carece de inteligência e atualização.

    CORONÉ BADASS

    Sua atitude belicosa pode ser eficiente no Pará …mas no mundo real não amedronta ninguém.

    Muito peido…sinal de pouca merda!

  260. Daise said

    DILMA e PAULINHO

  261. Daise said

    Do jeito que as coisas andam complicadas no governo do pt..daqui a pouco diuma ira apelar pra delação premiada, rsrsrsr

    <bMUITA SUJEIRA PRA POUCO CAMINHÃO

    Lembram dos 150 mil embaixo do colchão? Seria pra pagar advogados? Saberemos….

    Nos próximos fins de semana iremos saber.

    Aguardem as emocionantes cenas do próximo capítulo…!

  262. Patriarca da Paciência said

    Olha aí as “condições” do PT para dialogar com o Aécio:

    “Sigla divulga resolução partidária na qual ataca o adversário da petista nas urnas, Aécio Neves, do PSDB; no documento, disponibilizado no site oficial da legenda, além de afirmar que o tucano representa o “retrocesso neoliberal”, o PT atribui ao senador as piores práticas políticas, entre elas, o machismo, o racismo, o preconceito, o ódio, a intolerância e a nostalgia da ditadura militar; O partido ironiza ainda o pedido de auditoria das eleições feito pelo PSDB: “Inconformada com a derrota, a oposição cai no ridículo ao questionar o resultado eleitoral no TSE. Ainda ressentida, insiste na divisão do País e investe contra a normalidade institucional”
    (247)

  263. Jose Mario HRP said

    http://tijolaco.com.br/blog/?p=22784

  264. Zbigniew said

    Requião e os Conselhos dez Participação Popular. Luzes sobre um tema que tornou-se campo para batalhas eleitorais. Disse tudo.

  265. Guatambu said

    Alguém consegue explicar pq a Dilma vai nomear o Ministro da Fazenda só depois do G20?

  266. Guatambu said

    Elias,

    Vc que é o mestre da previsões, podia dar uma palhinha pra gente, né?… sobre as previsões de mudanças nos ministérios e na Petrobras.

    Pelo menos me ajuda a entender os movimentos políticos por trás disso aí!

  267. Elias said

    Patriarca,
    O que o Michelle não entende, é que Aécio fala pra uma platéia de zumbis.

    Boa parte dos senadores de agora, e uma parcela ainda maior de deputados federais também de agora, estão arrumando as malas. Não foram reeleitos. Não farão parte da próxima legislatura.

    O “diálogo” da Dilma será feito com outras pessoas, não com os mortos-vivos que se ferraram nas urnas em 2014…

    Aliás, só um doido varrido ainda não sacou que o tal “diálogo” já começou. A bem da verdade, ele começou quase que concomitantemente à festa da vitória. A contagem de votos ainda nem tinha terminado, e já estavam acontecendo as primeiras reuniões pra compor a maioria no Congresso, a partir de 2015.

    Com a composição do Congresso tão picotada, do jeito que ficou, nem poderia ser diferente.

    O papo do Aécio, é outro. Ele está iniciando a campanha dele pra 2018…

    Quando Aécio fala nos milhões de votos que recebeu, ele está dando um recado ao próprio PSDB. Ele está dizendo: “Eu sou o melhor que vocês tiveram em 12 anos, e estarei ainda melhor daqui a 4 anos”.

    As cobras criadas sacaram isso de bate pronto, e sabem que Aécio fala tanto nos votos dele, porque sabe que os votos não foram nem são dele. Tanto que a candidatura dele só se consolidou depois que o eleitorado sacou que Osmarina era uma fraude, um saco vazio…

    Os votos no Aécio não foram nem são votos do Aécio. Foram e são votos contra o PT.

    Seriam dados a qualquer um que se apresentasse como real alternativa ao PT. Poderia ser Aécio ou qualquer dos parceiros dele: Cara de Cavalo, Praga de Mãe, Coisa Ruim… Tanto faz! Os pastores da Igreja Assembleiana e Evangelhista do Triângulo Retangular Universalizado fariam campanha pra qualquer um deles, ou mesmo pro satanás que os carrega, dentro de um saco cheio de dinheiro… E o rebanho, em sua maioria, irá ao inferno obedecendo docilmente ao pastor, …

    Claro que o PSDB sabe disso. E claro que o PSDB sabe que Aécio pode ter se saído muito bem em São Paulo, no Rio Grande do Sul e no diabo a quatro… Mas perdeu, exatamente, onde não poderia perder, de jeito nenhum: Aécio perdeu em Minas.

    Isso colou nas costas dele não um telhado, mas um hangar de vidro. O que vai ter de pedra chovendo nesse hangar não vai ser fácil! A gestão Aécio vai ser esquadrinhada milimetricamente, e só o próprio Aécio, seus (dele) parceiros — Cara de Cavalo, Praga de Mãe e Coisa Ruim — além do próprio diabo que os carrega também, sabem a podridão que vai boiar nesse charco…

    O tempo dirá se Aécio fez ou não jus à esperteza política do avô, ou se ele errou, expondo-se prematuramente aos bichos bala que vão voar adoidados a partir de 2015.

    A meu pensar, o troféu Esperteza Emérita agora está com Osmarina. Passada a campanha eleitoral ela se recolheu à sombra, e deixa tudo como está pra ver como é que fica.

    Se Aécio vacilar — como acho que vacilou — Osmarina será a candidata do PSDB em 2018. Enquanto o tiroteio explode nos cornos de quem largou antes do tempo, ela pode se cacifar, e corrigir as falhas de 2014…

    Se eu conheço alguma coisa dela, neste momento Osmarina cascavilha nas águas, no ar e na luz dos astros, meios e modos de, discretamente, dar corda pro Aécio se enforcar. Não me surpreenderia nem um pouco se esse tipo de coisa houvesse sido tema da conversa dela com o FHC, que nunca teve fama de bater prego sem estopa…

    “Diálogo”, é?

    Daqui a uns meses, veremos o que significa isso…

    O Brasil não é pra amadores…

  268. Elias said

    Os analistas do “mercado” fingem surpresa pelo fato do reajuste de combustível não ter sido aprovado pra vigorar a partir de novembro…

    Num comentário mais acima, antecipei essa decisão.

    Nada demais: era o óbvio…

    Como é óbvio que o reajuste será aprovado na reunião do final de novembro, para vigência a partir de dezembro.

    A tempo de influenciar o balanço da empresa (e a cotação de suas ações na bolsa)… Mas a destempo de pesar (ou seja, a tempo de não pesar) na inflação de 2014.

    Repito: o Brasil não é pra amadores…

  269. Patriarca da Paciência said

    http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/2014/11/em-sao-paulo-sem-agua-um-bando-de.html

  270. Patriarca da Paciência said

    Concordo, caro Elias, 267

    O Michele é apenas mais um zumbi.

  271. Pedro said

    # 268, Pois é Googlias, pra dar certo, só falta combinar com a inflação de janeiro.

    Eu penso que, a Dilma está apenas atendendo o eleitorado:

    http://wp.clicrbs.com.br/pretinhobasico/2014/11/06/um-pedido-sincero-pra-presidenta/?topo=52,1,1,,224,e224

    :-)

  272. Elias said

    Pedro,
    Pra quem está no governo, um pique de inflação no mês de janeiro do primeiro ano de mandato é coisa que pode ser absorvida nos meses seguintes.

    Lembra que, em janeiro, a demanda desaquece brutalmente, por causa da ressaca das compras de fim de ano (que, em dezembro de 2014, não deverá ser aquele chocolate todo de alguns anos atrás, né?).

    Então, o problema não é janeiro. Dureza serão os meses seguintes. Ter que fazer o PIB andar pra frente — e não de lado, como ultimamente — e, ao mesmo tempo, não deixar que isso inflacione, é madeira de dar em doido…

    Quanto à demora em nomear o Ministro da Fazenda — que o Guatambu estranha — é o de menos. Só jornalista preguiçoso e o pessoal da fulanização é que dá tanta importância a esse ou aquele nome.

    Quem conhece minimamente como funciona o governo federal brasileiro, sabe que as decisões sobre política econômica, taxa básica de juros, etc., não são tomadas solitariamente por um superministro.

    Talvez no tempo do Delfin Netto fosse assim… Nos últimos 20 anos, nem pensar! O Ministro da Fazenda e o Presidente do BC apenas operam decisões tomadas por um colegiado mais amplo, do qual eles participam, têm voz, influem pra caramba… Mas não determinam nada!

    Tanto faz que seja o Mantega, ou o margarina ou o patê de fígado, ou mesmo a geleia de bacuri (a melhor que existe!).

    Provavelmente, a Dilma vai fazer o mesmo que o Lula (a partir do 2º mandato), nomeando um Ministro da Fazenda arrojado e um Presidente do BC cauteloso . Ponto e contraponto. Nas reuniões de copa e cozinha, os dois terão que se entender num meio termo… Ou alguém desembarca!

  273. Elias said

    Eu me divirto quando vejo esses bundões da direita se descabelando nas ruas, implorando por um golpe militar.

    Otários!

    Eles ainda acham que podem manipular as FAs, pra que elas deem a eles o que não conseguem obter nas urnas…

    Quem não tem competência pra ganhar eleição não tem competência pra governar!

    Bando de incapazes! Trouxas!

  274. Daise said

    A imprensa e o segredo – DEMÉTRIO MAGNOLI
    O GLOBO – 06/11

    Dilma e Lula sabiam de tudo sobre o escândalo de corrupção na Petrobras, teria declarado o doleiro Alberto Youssef na moldura da delação premiada. A notícia bombástica, publicada por Veja na antevéspera do segundo turno, não apareceu nos telejornais da Globo daquela sexta, mas ganhou manchete da Folha de S.Paulo no dia seguinte. Você pode interpretar as diferenças de comportamento entre os três veículos sob as lentes da disputa partidária, mas apenas se apreciar teorias conspiratórias ou estiver a serviço de uma agenda política.

    Na Folha, um jornalista enveredou pela trilha minada, atribuindo o silêncio da Globo ao “medo” do governo. A resposta, assinada por Ali Kamel, diretor de Jornalismo da emissora, transferiu a polêmica para o campo da ética jornalística: “A Globo (…) não faz política, faz jornalismo. (…) só repercute denúncias de outros veículos se puder confirmá-las por meios próprios”. O princípio parece ter orientado a própria Folha quando publicou a denúncia de Youssef junto com a explicação de que a confirmara com suas fontes. A revista e o jornal não estavam noticiando que Dilma e Lula sabiam do desvio de somas astronômicas da estatal para o PT, o PMDB e o PP. Contudo, empenhavam a sua reputação na informação de que Youssef declarara isso às autoridades judiciais. Fizeram jornalismo ou política?

    Naquele sábado, véspera da eleição, militantes da União da Juventude Socialista (UJS), um tentáculo do PCdoB, promoveram atos de vandalismo diante da sede da Editora Abril, acusando a revista de conspirar contra a candidatura de Dilma Rousseff. À noite, os telejornais da Globo noticiaram o evento e o contextualizaram. “O ataque ao prédio da Editora Abril, um ataque à liberdade de imprensa, não poderia ser ignorado”, argumentou Kamel, para concluir: “E, ao ser noticiado, era preciso explicar que ele fora motivado por uma reportagem, sem endossá-la”. Na celebração da vitória de Dilma, militantes petistas entoaram palavras de ordem contra a Globo. Dias depois, Lula qualificou a edição de Vejacomo “um panfleto da campanha do Aécio”, mas não se referiu à Folha. É política contra política ou política contra jornalismo?

    A expressão “guerra midiática” alcançou estatuto oficial na Venezuela de Hugo Chávez. O ex-presidente “bolivariano” chegou a promover um encontro latino-americano destinado a consagrar a tese de que a imprensa é um instrumento de potências estrangeiras ou de elites nacionais contra governos “populares”. Na Argentina, no Equador e na Bolívia, a tese sustenta campanhas estatais contra a liberdade de imprensa. No Brasil, desde o escândalo do mensalão, foi abraçada por setores do PT e encampada por Franklin Martins, que trocou a posição de comentarista político da Globo pela de ministro das Comunicações de Lula. Em seu primeiro mandato, Dilma afastou-se do rumo esboçado nos anos anteriores, congelando as propostas de “controle social da mídia” que se articulavam sob o comando do ministro. Hoje, contudo, no rastro dos vazamentos do escândalo na Petrobras, multiplicam-se os indícios de ressurreição do projeto engavetado. O tácito respaldo de Lula às arruaças da UJS não é um raio no céu claro.

    O colunista Janio de Freitas, da Folha, definiu a reportagem de Veja (e, talvez, a confirmação da mesma Folha…) como uma “investida originada na imprensa para interferir na disputa eleitoral”, sugerindo paralelos entre a publicação da denúncia e o golpe militar de 1964. A senha do “golpismo midiático”, utilizada pelo PT na hora do mensalão, disseminou-se pela rede de blogueiros patrocinados pelas estatais. Mas as acusações à revista revelaram-se inconsistentes. O depoimento de Youssef aconteceu na terça, apenas três dias antes da sua publicação: era notícia nova. Veja não operava segundo um critério partidário: como em eleições anteriores, a revista organizara com larga antecedência um programa de circulação antecipada. A imprensa não tem o direito ético de sonegar informações relevantes em função do calendário eleitoral. Nem o de julgar o interesse público de uma notícia na balança de suas hipotéticas consequências políticas.

    Segundo a tese chavista, a “mídia” é uma entidade monolítica, que opera como “partido da burguesia”. O cenário descortinado a partir da reportagem de Veja não se encaixa nessa interpretação caricatural. Na sua réplica ao jornalista da Folha, Kamel esclareceu que, “na sexta”, a Globo “não confirmou com suas fontes o sentido do que fora publicado por Veja” e, ainda, que as fontes da emissora “classificaram de distorcida” a manchete da edição de sábado da Folha”. O “não confirmou” não significa que as fontes da Globo desmentiram as da Veja, mas a palavra “distorcida” sugere algo mais. À primeira vista, a apuração da Globo indicaria que as fontes da emissora interpretam como de segunda mão as informações da Veja e da Folha. A revista e o jornal teriam se baseado em fontes com acesso às gravações, mas não nas próprias gravações.

    O jornalismo livre não produz discursos monocórdicos, como fazem as agências estatais e as assessorias de imprensa. Veja e Folha arriscaram sua credibilidade, pois acreditam nas suas fontes. A Globo, que também acredita nas suas, diferentes, preferiu adotar postura mais cética. Nenhum dos veículos, porém, questionou o princípio jornalístico de que a missão da imprensa é dar notícias de interesse público, mesmo se oriundas de vazamentos judiciais: nas democracias, a proteção do segredo de Justiça não é responsabilidade de jornalistas, mas de policiais e juízes.

    Sob o influxo da tentação autoritária de “controle social da mídia”, o episódio converteu-se em nova plataforma de ataque contra os princípios do jornalismo. Não fosse isso, estaríamos discutindo o que, de fato, interessa: a excessiva amplitude do instituto do segredo de Justiça no sistema judicial brasileiro

  275. Daise said

    Entre Barbosa e Meirelles?

    Até segunda ordem, o Ministério da Fazenda está entre Nelson Barbosa (mais forte) e Henrique Meirelles (chance muito menor).

    Mas como Dilma só anunciará o sucessor de Guido Mantega a partir do dia 20, ainda há tempo de surgir um azarão correndo por fora.

    A propósito da opção Meirelles, um ministro de Dilma Rousseff provoca, com propriedade:

    – O.k., mas o Meirelles é demissível? Ou a presidente acabará refém do prestígio dele junto ao mercado e investidores em geral.

    Radar

  276. Guatambu said

    Elias,

    Mas não é o Min. da Fazenda que escolhe, por exemplo, membros da diretoria do BNDES, do BB, da CEF, da Petrobras, por exemplo?

    Tem aspectos técnicos e políticos também. Não faz diferença nomear alguém com o histórico mais técnico e com o histórico mais político? Isso tem o potencial de mandar mensagens ao mercado… ou de que esse personagem escolha as mensagens enviadas ao mercado corretamente.

    Como vc mesmo disse, em 2015 o Brasil enfrentará um cenário externo ruim, com demanda internacional menos aquecida por commodities (preços mais baixos), dólar subindo, inflação no teto da meta e um PIB andando de lado.

    Se o governo quiser fazer o país crescer, de maneira menos dependente do cenário externo, será necessário “patrocinar o consumo” e realizar investimentos em capital fixo para outras indústrias, que não as primárias.

    Isso depende:

    1. Da disposição de grandes instituições financeiras de bancar esse investimento, particularmente empresas estatais como BNDES, BB, CEF e seus respectivos fundos de pensão.

    2. Investimentos externos (bolsa).

    Acho que o perfil de quem comandará o Ministério da Fazenda, bem como o BC, mandam mensagens relevantes para o mercado. A começar pelo próprio empresário, que deve estar babando pra saber se pode continuar contando com o BNDES ou não, por exemplo.

  277. Daise said

    LULA ENROLANDO

    Nada impede. Passada a eleição, perdeu a validade o argumento do ex-presidente Luiz Inácio da Silva para não atender ao convite da Polícia Federal que, desde fevereiro, tenta ouvi-lo sobre um depoimento de Marcos Valério de Souza apontando a interferência de Lula e de Antônio Palocci em repasse de R$ 7 milhões da empresa Portugal Telecom ao PT.

    O inquérito foi aberto em abril de 2013 e a PF aguarda o depoimento do ex-presidente (como testemunha) para concluí-lo.
    O convite foi feito reiteradas vezes, mas só respondido de forma indireta pelo advogado Márcio Thomaz Bastos dizendo que iria tentar marcar uma data.

    Quando o assunto veio a público, em setembro último, a alegação foi a de que no curso da campanha eleitoral não seria o período mais conveniente.

    DK

  278. Daise said

    DILMA: AO FINAL SERÁ CRUCIFICADA?

    Fim de semana tem novidades…TCU+PETROBRAS (Refinaria Abreu e Lima)

  279. Daise said

    ACHADOS E PERDIDOS

    Badass, Tolinho e Dilminho após a vitória da dilma, o volume morto

  280. Elias said

    Guatambu,

    I
    BNDES, CEF, BB, Petrobras, etc., tudo passa pelo crivo do “Comitê Político” (ou qualquer outro nome que se dê a uma espécie de colegiado, do qual participam apenas o/a Presidente da República e os ministros mais próximos a ele. Eventualmente o vice faz parte (no governo Lula, p.ex., o Alencar estava em todas…). Nenhuma decisão realmente importante é tomada fora desse colegiado.

    No caso das estatais, primeiro define-se o presidente. Depois, nomeia-se o Conselho de Administração, que é quem, de direito, elege o presidente e as diretorias executivas. Só que os membros do Conselho de Administração já chegam para a AGO/AGE com os nomes mais que previamente definidos.

    A ciranda é a mesma nos governos estaduais e municipais. No Brasil, decisão monocrática só no Judiciário, e, assim mesmo, se o tema não tiver muita importância.

    II
    O que tu chamas de “mercado”? É o mercado financeiro? Nenhum presidente de esquerda, ou de centro esquerda, vai se deixar influenciar pelo mercado financeiro. Mesmo um presidente centrista, ou de centro direita, que se dê a respeito, permitirá isso.

    Todo mundo sabe o que o mercado financeiro quer, e o que ele quer nunca é bom pro país.

    O mercado financeiro é formado, em sua maior parte, por indivíduos limítrofes, que, para obter e maximizar lucros, são capazes de degolar a própria mãe (quanto mais a dos outros…).

    Há alguns anos, eu vi na tevê o depoimento de um cara que foi um dos bam-bam-bans da Bolsa de Nova York. Ele deu alguns exemplos de como funciona a cabeça deles (a dele inclusa).

    Ele disse que, quando o Bush pai deflagrou a (primeira) invasão do Iraque, ele e todos os operadores da bolsa torciam para que Saddam Hussein explodisse o máximo de poços de petróleo, porque, assim, os preços quicariam pro alto. Eles torciam tipo: “Vamos lá, Saddam! Faça o que você tem que fazer…!”.

    O mesmo cara também falou que, ao saber do ataque terrorista de 11 de setembro, a primeira coisa que ele pensou foi: “Meu Deus! O preço do ouro vai explodir…!”

    É assim que eles pensam, e não há como mudar isso. O velho Joe Kennedy, que foi um dos inspiradores da Comissão de Valores Mobiliários (que hoje existe em todos os países), e que foi o primeiro presidente da primeira CVM do mundo (a americana), dizia, com todas as letras, que esse pessoal não passava de um bando de parasitas, que tinham que ser controlados com mão de ferro, como quem controla presidiários de alta periculosidade.

    É isso mesmo! É um pessoal que não produz nem lâmpada queimada. Não contribui nada para a formação da riqueza nacional, mas que se enriquece à tripa forra, parasitando o esforço alheio.

    É um tipo de gente que deve ser tolerado, porque é um mal necessário ao funcionamento do sistema capitalista. Por ser necessário, deve ser mantido. Por ser um mal, deve estar sob o mais rígido controle, como recomendava Joe Kennedy, com a inteira concordância de Franklin Roosevelt, que instituiu e e manteve os mais severos sistemas de controle sobre essa canalha.

    III
    Se é melhor um técnico ou um político para o Ministério da Fazenda, é algo que só as circunstâncias determinam. Depende do que está em jogo (medidas de impacto, p.ex.), de quanto tempo se dispõe para implementar as medidas e de mais um porrilhão de coisas.

    FHC não era um técnico no MF. Era um político. Mas, sem ele, dificilmente o Plano Real sairia do papel. Pode até ser que ele seria aprovado ao longo de um processo que o deformaria tanto, que comprometeria sua eficácia.

    De qualquer maneira, o que menos conta para um governo petista, é a opinião do “mercado”, até porque ela é altamente volátil. Observa que o simples fato da Marina subir nas pesquisas movimentou o Ibovespa.

    Qual a racionalidade disso? Ninguém nem sabia qual seria a política econômica de Marina. Nem ela sabia, aliás. O que garante que, Marina eleita, a China voltaria a importar adoidada, os EUA também, idem a UE, e a economia brasileira voltaria a bamburrar?

    Nada, né? Não havia nenhuma racionalidade nisso.

    Havia o quê, então? Especulação, claro! Só isso!

    Para o governo, a confiança desse pessoal vale tanto quanto aquilo que o gato enterra…

    Se o PIB voltar a crescer nos próximos anos, e as empresas industriais começarem a bamburrar, as ações delas no “mercado” vão também subir, independente do que pense ou queira o pessoal do “mercado”.

    Até porque, repito, esse pessoal não produz nem lâmpada queimada. Se depender deles, o PIB não sai do lugar.

    É só um bando de parasitas, especulando e enriquecendo com o resultado do nosso esforço produtivo…

  281. Elias said

    Onde está escrito: “Mesmo um presidente centrista, ou de centro direita, que se dê a respeito, permitirá isso.”

    Leia-se: “NEM mesmo um presidente centrista, ou de centro direita, que se dê a respeito, permitirá isso.”

  282. Daise said

    BADASS CONTINUA PERDIDO!

    Preço da gasolina sobe 3% nas refinarias a partir desta sexta-feira

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,preco-da-gasolina-sobe-3-nas-refinarias-a-partir-desta-sexta-feira,1589130

  283. Elias said

    Michelle # 279

    Gostei, cara!

    Mas parece mais contigo e, mais ainda, com o Aecin, esperando pelo “diálogo”…

    Cego, surdo, doido, e… Rifado!

    Huá! Huá! Huá! Huá! Huá!

  284. Daise said

    AVISO AO POVO BRASILEIRO: vocês foram traídos

    A Petrobrás acaba de informar que reajustará o preço de venda da gasolina A em 3% e do diesel em 5% nas refinarias, a partir da 0h de amanhã (7).
    Segundo o comunicado, os preços da gasolina e do diesel, sobre os quais incide o reajuste anunciado, não incluem os tributos federais Cide e PIS/Cofins e o tributo estadual ICMS.

  285. Daise said

    Badass arrotando esperteza

    06/11/2014 at 14:40

    Desmentido pelos fatos 4 horas depois…

    06/11/2014 at 18:40
    AVISO AO POVO BRASILEIRO: vocês foram traídos

    Mais perdido que cego em tiroteio rsrsrsrs

    Muito peido e pouca merda

    C.Q.D.

  286. Daise said

    LULA E SEUS CÚMPLICES COMEMORANDO O AUMENTO DOS COMBUSTÍVEIS

    https://pbs.twimg.com/media/B1yIFRtIMAEGVnc.png:large

  287. Daise said

    VAMOS FAZER UM DATAFOLHA?

    AVISO AO POVO BRASILEIRO: vocês foram traídos


    Mais: o reajuste está bem abaixo do que o mercado esperava e do que seria razoável para recompor o caixa do Petrobras.

    Como até o Badass(?!) sabe, o governo petista usou a empresa para fazer política econômica rasteira e evitar um aumento da inflação — que estava alta por outros fatores. Assim, vendeu combustível aqui dentro a um preço inferior ao custo de importação — sim, uma parte é importada; a autossuficiência brasileira foi mais uma das bravatas de Lula. A dívida da Petrobras, em cinco anos, saltou de R$ 71,5 bilhões (2009) para R$ 241,3 bilhões. Pelos menos R$ 60 bilhões desse valor se devem à defasagem do preço nos combustíveis. Ocorre que, agora, o preço do barril do petróleo caiu, de US$ 100 para US$ 85, e as perdas deixaram de acontecer. Mas sobrou a dívida, que precisa de uma resposta.

    O pequeno reajuste é insuficiente para recompor o caixa no ritmo necessário. Isso significa que a Petrobras continua a ser usada como mero instrumento de política econômica. Há o risco, vamos ver, de os mercados reagirem mal à medida, em vez de se animarem. Não custa lembrar que Graça Foster, presidente da estatal, defendia um aumento de 8% — era o considerado necessário para diminuir o rombo num prazo aceitável.

    É crescente nas ruas a constatação de que o governo enganou os eleitores sobre a real situação do país. Mais do que isso: medidas corretivas foram postergadas ao máximo e eram urgentes, daí que não puderam esperar nem pelo segundo mandato. Pois é…

    Tão logo o aumento chegue ao bolso do consumidor, seria interessante o Datafolha indagar em quem o eleitorado votaria hoje. O instituto fez isso em São Paulo, quando a crise de água se tornou mais aguda.
    Alckmin ainda venceria no primeiro turno.

    Será que Dilma continuaria a vencer no segundo? É uma curiosidade.

    =============

    Tolinho e Dilminho – aposto- vão tentar exxplicar o inexplicável e culpar o PSDB rsrsrsrs

    Badass vai escrever de próprio punho (ops! rsrsrs) laudas e laudas sobre o glorioso futuro do PT e da “VOLUME MORTO”, como dilma é conhecida em Brasília.

    Tá na hora de parar de tomar VIAGRA – o ministério da saúde petista adverte!

  288. Daise said

    AVISO AO POVO BRASILEIRO: vocês foram traídos!

    Governo segurou o aumento para não prejudicar a reeleição de Dilma

    A Petrobras acaba de anunciar aumento de 3% para a gasolina e 5% para o óleo diesel válidos a partir da 0h desta sexta (7) nas refinarias, mas os consumidores devem ver os preços nos postos aumentarem simultaneamente.

    Ainda não se sabe qual será o percentual repassado ao consumidor final, mas em 2013, o aumento foi de 4% nas refinarias e 3% nas bombas.

    Mesmo sabendo do prejuízo causado pela importação de gasolina mais cara e venda mais barata para não pressionar a inflação, a Petrobras segue as ordens do governo, que é sócio majoritário.

    Outro motivo, senão o principal, para o adiamento do reajuste foi o impacto que uma medida como essa teria nas urnas. Para não prejudicar a reeleição da presidenta Dilma, o governo adiou o reajuste dos combustíveis, assim como fez com dados do Ipea que apontam aumento no número de miseráveis no País e com o aumento das tarifas de energia elétrica.

    ++++++++++++++++++++

    Dilma diminuiu o número de pobres ….transformou os pobres em “miseráveis”

  289. Patriarca da Paciência said

    Meu Deus, vai deteriorar minha situação financeira ! Já pensou ? A gasolina vai ter um reajuste de 3% em todo o ano de 2014.! Que calamidade !

  290. Daise said

    > Cumprimentando ausentes
    Postado:Thu, 06 Nov 2014 08:43:24 +0000

    “Quero comprimentá também o governador de Santa Catarina… embora ele não tenha chegado”.
    Dilma Rousseff, nesta quarta-feira, ao perceber tarde demais que o governador catarinense Raimundo Colombo não estava entre os presentes ao encontro com figurões do PSD, animando a plateia com a suspeita de que, daqui por diante, nem será preciso comparecer aos comícios do neurônio solitário para ser cumprimentado em dilmês castiço pela presidente.

    > Segue o pesadelo
    Postado:Thu, 06 Nov 2014 20:32:31 +0000

    “Para mim, o PSDB… o PSD, aliás, desculpa. Vocês podiam ter ficado sem essa… Eu também. Pelo menos eu não falei isso na campanha, né?”.
    Dilma Rousseff, no encontro com figurões do PSD, ao confundir o partido de Gilberto Kassab com o PSDB, revelando que continua a ter pesadelos em que ouve a voz de Aécio Neves soletrando a palavra “leviana”.

  291. Daise said

    #284 No comments !

  292. Daise said

    PT SEMPRE ROUBANDO ?

    Antes de beijar a mão da Dilma, os senadores do PT foram beijar os pés do Lula, em São Paulo.

    Quem pagou as passagens? O Povo Brasileiro traído pós eleições.

  293. Patriarca da Paciência said

    Elias, o Michele está mesmo inconsolável ! Tadinho do bichinho ! Quem sabe o aecim do aeroportim dá uma cheirada nele e resolve o problema ! Vai lá, aecim do aeroportim, quebra esse galho !

  294. Patriarca da Paciência said

  295. Daise said

    Tolinho, o lapdog do Elias
    sempre fazendo comentários asininos…

    DILMA 2/b>

  296. Daise said

    MERCADEJANTE DANDO SEUS COSTUMEIROS VEXAMES

    IBGE resiste a assédio de Mercadante e não vai rever dados sobre miséria. Ou: Instituto dá uma aula básica, elementar, ao doutor em economia… Chega a ser um vexame!

    O governo Dilma chegou àquela fase em que decide brigar com a régua porque não gosta do que ela aponta. Acha que o mal está no metro, não na coisa medida.

    O IBGE passou a ser alvo do assédio explícito de dois ministros do governo Dilma: Aloizio Mercadante, da Casa Civil, e Tereza Campello, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Muito a seu estilo — gosta de falar antes e ponderar depois —, Mercadante anunciou, tudo indica que por conta própria, que o IBGE iria rever os dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio), que orientaram a síntese feita pelo IPEA, que levaram à conclusão de que houve um aumento da miséria de 2012 para 2013.

    Pois é… Informa João Carlos Magalhães, na Folha Online, que o instituto não vai rever dado nenhum. O ministro não aceita, por exemplo, que tenha subido o número de miseráveis, que passaram de 10,08 milhões, em 2012, para 10,45 milhões em 2013. Esses dados foram represados durante as eleições.

    Mercadante acredita que parte das pessoas que estão entre os sem-renda simplesmente deixaram de declará-la. Segundo ele, essa informação são incongruentes com dados sobre patrimônio. Disse o ministro: “Nós queremos que o IBGE analise com mais profundidade a amostra. Porque todos os outros índices mostram que a pobreza caiu, e esse indicador de renda zero pode ter algum problema metodológico. […] Estamos fazendo essa advertência.”.

    Em nota, o IBGE deu uma pequena aula sobre amostra e estatística para o economista Mercadante — um pouco humilhante, eu diria, mas ele merece:

    “Por [a Pnad] ser amostral, o total de indivíduos sem declaração de rendimentos tem flutuação anual diferenciada. Além disso, uma parcela também anualmente distinta dos informantes se recusa a prestar informação sobre a renda. Os métodos para os cálculos com a variável renda e as demais variáveis devem, portanto, considerar as possíveis flutuações existentes nas variáveis utilizadas. A Pnad 2013 seguiu a sua metodologia de coleta das informações como planejada e seus resultados não serão revisados pelo IBGE”.

    Chego a ficar com um pouco de pena de Mercadante. O IBGE, em síntese, está dizendo quatro coisas óbvias ao doutor em economia:

    1: o método já leva em conta os que decidem omitir a sua renda;

    2: se omissões dessa natureza aconteceram em 2013, dado que o método é o mesmo, também aconteceram em 2012;

    3: só se podem confrontar grandezas dessa natureza empregando-se o mesmo método;

    4: quer dizer que Mercadante aprova o método de 2012 (que chegou a menos miseráveis) — e o de anos anteriores, mas não o de 2013 (que chegou a mais)? Ocorre que o método é o mesmo;

    5: estaria sugerindo o ministro que o método serve quando serve ao proselitismo do governo e não serve quando ele não sai bem na fita?

    Ainda bem que o IBGE decidiu resistir ao assédio. A qualidade da contestação é rasteira.

  297. Daise said

    MERCADEJANTE: REVOGANDO O IRREVOGÁVEL
    e pedindo desculpas à família …

  298. Daise said

    BARATAVOA NO PETISMO: DILMA VAI CORTAR O SEGURO DESEMPREGO

    No ano passado, a despesa com seguro-desemprego e abono totalizou R$ 44,2 bilhões, um crescimento de 13,8% em relação a 2012. De janeiro a setembro deste ano, o gasto já chegou a R$ 39,9 bilhões, uma alta de 14,8% quando comparado ao mesmo período de 2013.

    No Brasil todo, cerca de 62,9 milhões de pessoas em idade de trabalhar (14 anos ou mais) não estavam trabalhando nem procurando emprego no 2º trimestre de 2014. O número representa 38,9% do total da população em idade de trabalhar. A porcentagem é a mesma do trimestre anterior e mais alta que a do 2º trimestre de 2013 (38,5%).

    Os dados são da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (6).

    Para Dilma, o seguro-desemprego “é um grande patrocinador de fraudes”. No caso da pensão por morte, a despesa anual do governo equivale a 3% do Produto Interno Bruto (PIB).

  299. Patriarca da Paciência said

  300. Patriarca da Paciência said

    O reinaldo rolabosta escreveu que a Presidenta Dilma leu o blog dele mas, mesmo assim, não o obedeceu !

    Dr. rolabosta, a suprema sapiência de vossa onisciência cada vez mais ilumina o universo.

    A presidenta Dilma não resistirá a tanta suprema sapiência e acabará por obedecer a vossa onisciência nos mínimos detalhes.

    É só esperar mais alguns milênios !

  301. Jose Mario HRP said

    Recado para Pres. Dilma em relação ao Reinaldinho”Chest”/Daise”:
    Taca-le pau tche!

  302. Pedro said

    # 272 Googlias, não vejo muito sentido em tentar melhorar os números do primeiro mandato, em detrimento do segundo.

    O primeiro mandato já foi avaliado.
    Eu, se fosse governo, tentaria melhorar os números do segundo.
    Pra futuramente dizer:

    “Eu não disse procês, que o segundo mandato ia ser melhor que o primeiro”.
    Agora o presidente Lula, vai pro terceiro mandato, que será melhor do que o primeiro e segundo.”

    Se o segundo mandato da Dilma tiver números muito ruins, a sensação de esgotamento do PT no poder, será geral.

  303. Jose Mario HRP said

    Em falando em “Taca-le pau”, aqui algo de , que mesmo triste, dá uma saudade danada:

  304. Patriarca da Paciência said

    “A suprema infelicidade de se sentir ofendido e injustiçado.

    Parece que o filme “A suprema felicidade” está se tornando a suprema decepção e inconformidade do seu autor Arnaldo Jabor com a crítica especializada.

    A patética pergunta (Quem tem razão? A crítica ou o público?) do subtítulo de seu artigo de hoje em O Globo (Patrulhas ideológicas) dá bem a dimensão da maneira como Jabor reagiu mal à avaliação dos críticos de cinema ao seu trabalho.

    Os críticos da “Folha” e da “Veja” disseram que o filme é “sem foco”, “acaba de repente”, e ainda que Jabor não é mais cineasta. Segundo Jabor, picharam, e falaram mal de seu trabalho.

    E aí, o vivido Jabor não consegue entender, como um filme que já foi assistido por 180 mil pessoas, e algumas delas lhe enviaram até e-mail elogiando, é tratado assim, na base da “porrada”, como lixo, como se não tivesse nada de bom. Será que esse povo que elogia o filme é um bando de idiotas ? Ou será que a razão está com os minguados críticos, e aí, em palavras minhas, uns três ou quatro que cabem dentro de um fusca ?

    E Jabor parte para o ataque aos seus críticos, rotula a eles de patrulheiros ideológicos e os acusa de invejosos, e de exercerem a crítica de forma “desonesta”, por inveja de alguém (dele) que é sucesso, no rádio e nos jornais…….

    Jabor desaprendeu de ser vidraça, faz tempo que ele é pedra, e nas suas análises políticas sobre o governo Lula, ele foi sempre cruel, como ativo membro da patrulha da oposição. Jabor esqueceu que ele sempre rotulou de analfabetos, ignorantes, otários, os 97% dos brasileiros que dão ao governo Lula aprovação entre regular e ótimo, Jabor sempre fez parte dos 3% que se acham os “críticos sabidos e inteligentes”, os que cabem dentro do fusca e são os brasileiros que conhecem o que é bom para o Brasil. Jabor nunca reclamou da Folha nem da Veja, quando elas esculacharam Lula, o PT e Dilma Rousseff, aí Jabor gostou, aplaudiu e ajudou a “bater”.

    Quando Lula reclamou de que parte da Imprensa só criticava seu governo, sem ver nada de bom nele, Jabor enxergou nisso uma “ameaça a liberdade de expressão e de imprensa”. Jabor, a imprensa e os críticos são livres para achar que seu filma é uma droga, é um direito deles dizer isso, respeite a opinião dos que assistiram e não gostaram.

    Quem semeia vento, colhe tempestade. Quem com ódio, preconceito, má vontade, “Folha e Veja” fere, com isso e com muito mais, acabara sendo ferido.”

    http://007bondeblog.blogspot.com.br/2014/11/arnaldo-jabor-vive-seu-momento-dilma.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blogspot/NIKX+(007BONDeblog)

  305. Pedro said

    Pax, tá vivo?

    E o Chesterton? Será que foi embora, no lugar no Lobão? :)

  306. Daise said

    DILMA CONTRA O TRABALHADOR?

    A vaca tussiu e Dilma ameaça os direitos do trabalhador. Na mira: seguro-desemprego, abono salarial e auxílio-doença.

    E agora, o que a pelegada das centrais sindicais que apoiaram Dilma vai fazer?
    Deixar a vaca tussir e ferrar o trabalhador brasileiro?

    Com a palavra os prejudicados de sempre: Tolinho, Dilminho e Badass !

  307. Daise said

    Especial para o Pax…

    Desmatamento da Amazônia dispara;
    Governo segurou dados.
    Crescimento de 122% em agosto e setembro
    era conhecido antes da eleição.

    Dilma é o volume morto!

  308. Daise said

    E aí meu povo…a vaca vai tussir e vai ficar barato?

  309. Elias said

    MICHELLE, RAPAZ!

    Tu ganhaste uma!

    O diabo do Mantega derreteu e abriu as pernas!

    Se eu encontrasse esse josta pelas quebradas, eu lhe daria um chutaço nas bolas. Como é que esse sacana autoriza um aumento de combustível em novembro, só pra eu perder uma discussão com o Michelle?

    Como ele está demissionário, achei que ele faria o mesmo que o Delfiin Netto fez com o Shigeaki Ueki, o japonesinho do Geisel, que queria transferir o aumento do custo do petróleo para o preço dos combustíveis, pra limpar a barra dos primeiros meses do governo seguinte. Em entrevista ao Élio Gaspari, Delfin disse qual a resposta que ele deu ao Ueki: “Mandei-os tomar no rabo!”.

    Pro Mantega, seria mais fácil segurar um pouco mais o preço dos combustíveis, porque o preço do barril do petróleo está em queda livre. Fechou 2013 em US$ 112,21 e caiu pra US$ 86,25 em outubro de 2014. No dia 06-11-2014 estava em US$ 82,86. Acho que hoje está em torno de US$ 83.00. De qualquer forma, são preços inferiores a 2010, quando o barril de petróleo estava em US$ 92,62.

    Ou seja, o Mantega tinha tudo pra segurar a queda de braço com dona Graça…

    Um amigo me diz: “Pô, cara! Ministro demissionário manda tanto quanto coronel da reserva!”

    É… Pode ser. Mas o demissionário já perdeu o que tinha que perder, logo, não tem porque abrir as pernas tão facilmente…

    O Mantega abriu. Dona Graça ganhou (mas não levou o que queria), e minha previsão se revelou mais furada que as profecias do astrólogo da Veja/FSP.

    Mas eu não estou aborrecido. Como eu tenho uns tostõezinhos em papéis do Petrossauro, quanto antes ele se recuperar, melhor pra mim.

    De qualquer modo, acho melhor eu maneirar mais nas minhas previsões. Daqui pra frente, só vou fazer previsão bem óbvias.

    Lá vai uma, bem óbvia: o Aécio vai continuar a fazer papel de besta, agindo como se a Dilma quisesse “dialogar” com ele, e como se ele já não estivesse sendo rifado pelo PSDB, por causa das maracutaias que ele perpetrou no governo de MG, e que vão ser usadas para “desconstruí-lo”.

    Valeu Michelle!

    Hoje eu estou numa roda viva do cacete, sem tempo pra nada. Mas amanhã a gente retoma o papo!

    Te cuida, rapaz!

  310. Daise said

    HeHeHe

    CU FUNDO

    # 309 Badass

    Como sabemos que o Badass nunca erra ( exceto quando erra e muito), a culpa foi do Mantega que agiu “spunte propria” …e pelo que Badass escreve…. a diuma não sabia …e,
    pasmem senhores, ela sabia, tanto que anunciou antes da divulgação oficial e por isso pode ser punida pela CVM ( leia matéria a respeito).

    PESQUISE PREGUIÇOSO!

    …..

    O resto é sempre um constante excesso de peidos pra pouca merda.

    Pelo andar da carruagem, minha opinião é que dilma venceu mas perdeu a iniciativa.

    Nada estranho: Dilma é um ponto fora da curva! Um volume morto!

    DIÁLOGO:

    Aécio: Só haverá dialogo quando o Petrolão for esclarecido e todos os responsáveis punidos. !

    Dilma: ….? Hein? Delação premiada??? Eu ?
    ….

    Irá dilma fazer uma “delação premiada”…. vamos aguardar …

    Tem notícias pintando por aí….

  311. Jose Mario HRP said

    Nossos ratos estão mais parecidos com os ratos estrangeiros, mas…..há sempre os ratos mestres!
    Mas quando essa velha , porca e monstruosa ratazana age é sempre como obra prima…..insuperavel!
    http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Sobre-a-furia-direitista-/6/32194

  312. Patriarca da Paciência said

  313. Patriarca da Paciência said

    Vejam só. encontraram a alcunha perfeita para o Eduardo Cunha – vírus ebola !

  314. Daise said

  315. Daise said

    DILMA: ajustando a economia

  316. Daise said

    O lado Steve Jobs de Dilma – Elio Gaspari

    EREMILDO, O IDIOTA

    Eremildo é um idiota e acha que o ministro Marcelo Nery confundiu-se quando justificou ideia do Ipea de aguardar o resultado da eleição para revelar um estudo que apontava para um pequeno aumento do número de miseráveis em Pindorama.

    Ele disse que “a decisão de não divulgar nada no período eleitoral foi tomada de forma autônoma pela diretoria do Ipea para preservar a instituição”.

    O cretino acha que ele queria dizer o seguinte: “A decisão de não divulgar nada no período eleitoral foi tomada para preservar os diretores da instituição”. (E o doutor Nery.)

    Na sua biografia de Steve Jobs, Walter Isaacson mostra que o gênio da Apple operava com um “campo de distorção da realidade”. Um sujeito trazia uma ideia, ele dizia que era estupidez e dias depois anunciava que tivera uma grande ideia, a mesma. Se uma ideia dele acabava em encrenca, era de outro. Jobs lidava à sua maneira com a verdade.

    A doutora Dilma não é nenhum Jobs, mas confirmou que opera com um campo de distorção da realidade. Ao mesmo tempo em que seu governo anunciava ter aceito o pedido de licença de Sérgio Machado, presidente da Transpetro, soltava a informação de que ele não voltaria ao cargo.

    Claro, o afastamento do doutor fora uma exigência da empresa que audita as contas da Petrobras. Desde setembro sabia-se que ele estava no catálogo de percentagens mostrado pelo “amigo Paulinho” ao Ministério Público. Em áudio, ele informou que recebera de Machado um capilé de R$ 500 mil.

    É comum que se disfarcem os defenestramentos de hierarcas, mas a doutora exagerou. E não foi só nesse caso. Durante os debates da campanha, disse duas vezes que “Paulinho” foi demitido da diretoria da Petrobras. Falso. Ele renunciou e foi elogiado pelo ministro Guido Mantega na ata que registrou seu desligamento.

    Dois outros episódios mostram que a doutora opera temerariamente no campo de distorção da realidade. Em 2009 o repórter Luiz Maklouf Carvalho revelou que, apesar de ser apresentada oficialmente como doutora em economia pela Unicamp, ela nunca recebera o título, pois não concluíra o curso. Em setembro passado ela repetiu que “fui para a cadeia por crime de opinião”.

    A jovem Dilma Rousseff foi para a cadeia por ter pertencido a duas organizações envolvidas em atos terroristas. O Comando de Libertação Nacional, que ajudou a fundar, dizia em seu programa que “o terrorismo, como execução (nas cidades e nos campos) dos esbirros da reação, deverá obedecer a um rígido critério político”. (Com esse cuidado, em 1968, antes do AI-5, mataram um major alemão pensando que fosse um capitão boliviano).

    Steve Jobs adaptava a realidade, mas mexia apenas com os interesses dos acionistas da Apple. A doutora governa um país de 202 milhões de habitantes.

  317. Jose Mario HRP said

    Muitas matérias na net/web sobre os brasileiros em seu exodo para Miami!
    KKKKKKK…..
    Bom programa de humor.

    O velho e sem escrupulos SS, dono do SBT, mora há anos lá, mas nunca deixou seu pasto e gado brasileiros de lado!
    Continua sugando o sangue do nosso povo, e depois descansa na Flórida.
    Um verdadeiro exemplo daqueles que fizeram a ditadura(OBAN) e depois faliram o país N vezes!
    Como diziam os cubanos diante da grande fuga nos anos 80…..”Que se vaiam”!!!!
    Vai daise, “sarta nesse barco”!!!

  318. Jose Mario HRP said

  319. Pax said

    Kátia Abreu será ministra da Dilma? Paulo Bernardo continua ministro da Dilma?

    Ainda bem que votei nulo.

    Esse segundo governo Dilma, salvo engano, promete afundar o PT definitivamente.

    É preciso que surja algo novo à esquerda.

    Enviada do meu iPhone

    >

  320. Patriarca da Paciência said

  321. Patriarca da Paciência said

    “JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO JÁ TERIA COMUNICADO A DEMISSÃO DE REINALDO AZEVEDO. Para não ‘chamar mais atenção’ sobre a crise financeira que tudo indica se abateu sobre a empresa de comunicação, que já demitiu 27 jornalistas, sendo dois de maior destaque, e também para não expor o colunista que ainda trabalha para uma revista, Folha e Reinaldo estão procurando a melhor forma e momento de anunciar o fim do contrato de trabalho.

    Comenta-se no meio que, para os dois, NÃO FOI BOM ENQUANTO O POUCO QUE DUROU.

    O clima de apreensão no meio jornalístico é grande. Demissão de quem quer que seja, não é algo que se comemore, e os boatos de que outras empresas também vão enxugar seus quadros está deixando todos com os nervos à flor da pele.”
    (blog do Saraiva)

  322. Daise said

    1.Dilminho

    Eu e minha familia saimos do Brasil em 2003. Motivo: vitória do lula + carrreira internacional.
    Mas o Brasil não saiu de dentro de nós.

    2. Eremildo, o idiota ( a.k.a Tolinho) vai ter muito trabalho em 2014 e 15 para explicar o “campo de distorção da realidade” da dilma,, o volume morto.

    Se ficar provada a sua possível prevaricação no caso da Petrobras…Eremildo ira ser enterrado em Taubaté junto com a velhina do Veríssimo.

    rsrsrs

  323. Daise said

    Eremildo< o idiota (a.k.a.Tolinho)

    Otavio Frias de Oliveira publisher da FSP demitiu a si próprio.
    Comenta-se no meio que Otavio irá substituir Reinaldo Azevedo na Veja.
    (blog do Saraiva)

    puro besteirol!
    mas Eremildo, o idiota (a.k.a.Tolinho) acredita.

    LOL

  324. Patriarca da Paciência said

    Uai, Deise Destrambelhada Delirante Desocupada, você foi embora do Brasil por causa da eleição de Lula e quer voltar agora, justamente quando a Dilma foi reeleita, com total apoio do Lula ?

    Ora, Carlão Michele, fica por aí mesmo. O que foi, a coisa não está boa por aí ? Diarista não está mais ganhando tão bem ? A turma de imigração está apertando o cerdo ?

    Por aqui a coisa está muito difícil. A gasolina foi reajustada em 3%, metade da inflação anual. Os juros reais, selic, estão em 4,75%, Imagina só, na época do Fernando Henrique Cardoso os juros reais chegaram só a 33% !

    Fica por aí mesmo Carlão Michele, as coisa logo vão melhorar. Tudo indica que o Partido Republicano elegerá o próximo presidente.

  325. Patriarca da Paciência said

  326. Daise said

    Eremildo, o idiota ( A.K.A. Tolinho)

    Quem disse que eu quero voltar?
    Eu sou brasileira de alma e coração mas não sou burra. hehehe

    Você algum dia já morou fora da Paciência? A terra dos patriarcas?

    Disneyland não vale, meu caro pateta. Tudo lé é de mintirinha.

    LOL

  327. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    este link traz uma grande quantidade de fotos da Katia Abreu. Até que é uma coroa simpática.

    https://www.google.com.br/search?q=k%C3%A1tia+abreu&biw=1366&bih=667&tbm=isch&imgil=NeZhidB4w4NGlM%253A%253BDTQwiiKbc5ltvM%253Bhttp%25253A%25252F%25252Fcoturnonoturno.blogspot.com%25252F2013%25252F10%25252Ftraida-por-ex-aliados-no-tocantins.html&source=iu&pf=m&fir=NeZhidB4w4NGlM%253A%252CDTQwiiKbc5ltvM%252C_&usg=__Ay4ykTZCQHXpATeZHzDFk5ctKIo%3D&ved=0CIABEMo3&ei=HexfVMnnOM3bsAT5rYDAAQ#facrc=_&imgdii=_&imgrc=NeZhidB4w4NGlM%253A%3BDTQwiiKbc5ltvM%3Bhttp%253A%252F%252Ffaec.org.br%252Fnovo%252Fwp-content%252Fuploads%252F2013%252F05%252FKatia-Abreu.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fcoturnonoturno.blogspot.com%252F2013%252F10%252Ftraida-por-ex-aliados-no-tocantins.html%3B450%3B300

  328. Patriarca da Paciência said

    Então você não quer voltar ? Ótimo, que susto ! Pensei que você já estava de malas prontas.

    É bem melhor assim, sabe como é, um aumento anual de 3%¨ no preço da gasolina tornou a vida muito difícil por aqui !

  329. Daise said

    DILMA ENROLADA NO PETROLÃO

    Departamento de Justiça dos EUA abre investigação criminal sobre caso Petrobras,
    diz “FT”

    Segundo o jornal britânico, a estatal ou seus representantes podem estar envolvidos em pagamentos de propinas a estrangeiros.

    http://oglobo.globo.com/brasil/departamento-de-justica-dos-eua-abre-investigacao-criminal-sobre-caso-petrobras-diz-ft-14515151

  330. Daise said

    MEIRELLES : O SONHO DE CONSUMO DO PT

    Só aceita se tiver autonomia.Tem espinha dorsal.
    Ele, tucano, tem um currículo de competência internacional.
    Dilma não.

    Se MEIRELLES aceitar, com total autonomia, passará ser o real Presidente da República e
    dilma ficaria inaugurando obras de duvidosos projetos sociais superfaturados.

    Dilma vai topar? Se ela topar, o PT vai apoiar?
    Se ela não topar e fracassar, o PT vai apoiar uma fracassada?

    SIMPLES E COMPLEXO ASSIM!

  331. Daise said

    MEIRELLES : O PESADELO DE CONSUMO DO PT

    Se MEIRELLES aceitar, com total autonomia, passará ser o real Presidente da República e
    dilma ficaria inaugurando obras de duvidosos projetos sociais superfaturados.

    Se Dilma topar e MEIRELLES começar a”botar ordem no galinheiro” com reflexos positivos na Economia e ela topar…como ela, se o PT pressionar, demitir o Meirelles com reflexos negativos na Economia.

    Se ela não topar e fracassar, o PT vai apoiar uma fracassada?

    SIMPLES E COMPLEXO ASSIM!

    PS E Eremildo, o idiota ( A.K.A. Tolinho) vai publicar mais um novo desenho do Bessinha, o cartunista preferido por 9 entre 10 petistas idiotas que admiram PHA, o escroque chantagista..

  332. Daise said

    Melhor ainda…e corrigindo

    Se Dilma topar e MEIRELLES começar a”botar ordem no galinheiro” com
    REFLEXOS MUITO POSITIVOS na Economia …
    mas caso desagrade aos governistas ( e o PT)
    COMO PODERÁ DEMITI-LO com REFLEXOS MUITO NEGATIVOS na Economia?.

    Ou o povo arcará com as consequências, de novo?

  333. Daise said

    Comemorações ficaram para trás

    A conta-petróleo do Brasil (ou seja, a exportação de petróleo e derivados menos importação de petróleo, derivados e gás natural) entre janeiro e setembro registrou um déficit de 12,5 bilhões de dólares. Um estrago e tanto na balança comercial.

    No governo Dilma, esse vermelho já alcança 44 bilhões de dólares – um volume 68% maior que o déficit acumulado nos oito anos do período Lula, aquele em que se festejou a autossuficiência do petróleo.

  334. Daise said

    Do outro lado do espelho (ou o começo do governo Aécio) – RICARDO NOBLAT

    Os adversários de Aécio Neves passaram as últimas semanas de campanha alertando que ele faria no governo o que negava que fosse fazer. Nem por isso Aécio escreveu uma Carta ao Povo Brasileiro. Uma vez eleito, contudo, esqueceu tudo o que disse, mas não escreveu, que não é bobo como foi Fernando Henrique. Ao cabo, avalizou o saco de maldades desembrulhado de imediato por seus auxiliares. Confira.

    ARMÍNIO FRAGA, ministro da Fazenda, aumentou a miséria extrema. Gente que vive com até R$ 70 mensais passou de 3,6% para 4% da população – mais 371 mil pessoas. Agora, os miseráveis são 10,5 milhões de brasileiros e brasileiras. Na campanha, Aécio lembrou que a FAO havia tirado o Brasil do mapa da fome. Bobagem, claro, mas a FAO, órgão da ONU, é comandada por um companheiro dele e deu uma mãozinha.

    NO BANCO CENTRAL, Neca Setúbal, a banqueira de Marina Silva e herdeira do Itaú, subiu a taxa de juro para 11,25% – o maior juro real do mundo. Com isso, a comida sumiu do prato das famílias mais pobres e as letrinhas dos livros escolares.

    A PETROBRAX aumentou os preços da gasolina e do diesel. Considerando que o frete é 30% do custo da comida, os preços no supermercado crescerão mais. Melhor substituir o ovo por alguma promoção de miojo com prazo de validade perto de vencer.

    AÉCIO AFIRMOU que vai “fazer a lição de casa” e combater a inflação – embora na campanha tenha dito que a inflação estava sob controle, mas era mentira só para ganhar a eleição, bobinhos. Armínio mandou cortar gastos do governo: encolher os bancos públicos, conter benefícios sociais e aumentar o desemprego. Sim, porque vocês também lembram que Aécio observou na campanha que, se baixar a inflação, o desemprego aumenta.

    A ANEEL, aparelhada pelo PSDB, autorizou aumentos na conta de luz. Para os ricos do Rio, aumento de 20%; para os pobres do Norte, tipo Roraima, de 54%. Quem mandou acreditar que a adversária é que faria tarifaço, não é? Deviam ter aprendido com o Collor, que disse na eleição de 1989 que Lula confiscaria a poupança. Deu no que deu. Daqui até 2018, tomem memoriol, queridos!

    O OPERADOR NACIONAL do Sistema do governo Aécio avisôôô, avisôôô, avisôôô que vai rolar racionamento de energia no verão, vai rolar! É que seca é seca e mané é mané: não chove na Cantareira do Alckmin, mas também não chove nos reservatórios das hidrelétricas. E reservatórios vazios não movem turbinas. Sim, o desmatamento da Amazônia que Aécio dizia estar sob controle, disparou em agosto e setembro: devastados 1.626 km², aumento de 122%.

    MAIS HERANÇA maldita para azucrinar Aécio: devemos os tubos e conexões. As contas públicas de setembro tiveram o pior resultado da história com rombo de R$ 25,5 bilhões. É muito, mas não é. Na PetrobraX, surrupiaram sem contabilizar uns R$ 10 bilhões. A balança comercial de outubro foi a pior desde 1998. Aécio acha, segundo Armínio, que a culpa é do povo que enricou e pegou mania de fazer as compras do mês em Miami. Por enquanto, era isso. Beijinho no ombro, caros leitores.

    PS: ENGULAM o choro, levianos! Podia ser pior. A vitória deles – aqueles “eles” lá do outro lado – seria um “retrocesso neoliberal”. Inclusive, o chefe da seita deles comanda sessões de “machismo, racismo, preconceito, ódio, intolerância e nostalgia da ditadura militar”, segundo recente resolução partidária. Dizem até que degola bodes, mas aí já acho que é maldade dos nossos blogueiros progressistas.

  335. Patriarca da Paciência said

  336. Patriarca da Paciência said

    http://tudonaoerelativo.blogspot.com.br/2010/07/candidata-deste-blog.html

  337. Elias said

    “…pasmem senhores, ela sabia, tanto que anunciou antes da divulgação oficial e por isso pode ser punida pela CVM ( leia matéria a respeito). ” (Michelle)

    Cara, tu tá doidão! O fracasso eleitoral está te subindo a cabeça.

    A Petrobras declarou que não havia data marcada para o reajustamento de preços dos combustíveis.

    O mercado interpretou que o reajuste não sairia em novembro. Era a conclusão mais óbvia, até porque o preço do barril do petróleo está m queda livre. Eu também achei que seria isso.

    Aí veio o reajuste agora mesmo em novembro (em comentário mais acima, eu disse que, segundo Lula recomendou, Dilma deve adotar a estratégia de nunca fazer o que o mercado espera; deve surpreender sempre).

    Pegos de surpresa pelo reajuste, doidos como a ADVFN passaram a dizer que a Petrobras tinha “mentido ao mercado”.

    Michelle, rapaz, não deixa que a Carlão assuma o controle da tua personalidade, exatamente agora, quando vai ficar divertido debater contigo.

    Cara, presta atenção no que está escrito no comunicado da Petrobras. Em nenhum momento a empresa disse que não haveria reajuste. Muito menos ela disse que não haveria reajuste em novembro. Ela disse, apenas, que não havia data marcada para o reajuste.

    O que isso significava? Que haveria reajuste, e que esse reajuste, e que este poderia sair a qualquer tempo.

    O “MERCADO”, rapaz, é que concluiu que não haveria reajuste em novembro, e passou a operar com essa hipótese.

    Ou seja, o “mercado” errou, rapaz. Concluiu errado. E, por isso, quem apostou dinheiro no que o “mercado” previu, se ferrou.

    Daí porque o “mercado” tá mais pau da vida com Dilma!

    (Falar nisso, parece que a Dilma tá com o cão no couro. Ela não tá a fim de dar vida boa pro “mercado”….)

  338. Elias said

    “Como sabemos que o Badass nunca erra ( exceto quando erra e muito), a culpa foi do Mantega que agiu “spunte propria” …e pelo que Badass escreve…. a diuma não sabia …e…” (Carlão, Michelle, psicografada pelo Michelle)

    É um problema a gente debater com esses pacientes de personalidade múltipla…

    Carlão, tu estás equivocada (pra gente denotativa como tu, nosso idioma deveria ter “sinal de ironia”…)

    “Spunte”´propria??? Mantega????? Tu tá maluca, Carlão?

    Eu disse exatamente o oposto Carlão! Presta atenção, mulher!

    Eu disse que o Mantega “derreteu e abriu as pernas”, perdendo a queda de braço para a presidente da Petrobras (essa, sim, vem querendo reajustar preços dos combustíveis há vários meses!).

    Ou seja, eu disse, exatamente, que NÃO FOI porque o Mantega quis. Que papo é esse de “spunte” propria, mulher?

    “Diuma” não sabia? No comentário em que eu me referi a esse assunto, nem mencionei a “Diuma”…

    Mas, em resposta ao Guatambu, eu disse a ele que, no Brasil, dificilmente uma decisão importante de governo é feita monocraticamente. No governo federal, nos estaduais e nos municipais, independentemente do partido que esteja no poder, há, sempre, uma espécie de “Conselho Político”, ou “Comitê Político”, ou seja lá que nome se dê, etc., etc.

    Tu tá menopáusica, Carlão? Ou ainda é efeito da derrota na eleição?

    (É que tá ficando mais difícil fazer as coisas por aí, né neném…? Farinha pouca, meu pirão primeiro!)

  339. Elias said

    E, Carlão,

    Toma cuidado, mulher, com essas coisas que vocês andam falando do Meirelles…

    Vocês vão acabar queimando o cara!

    Olha que são quatro anos pela frente… E, se as coisas continuarem assim, serão mais quatro…

    Até lá… Barata voa!

  340. Elias said

    A Petrobras necessita do aval do governo federal pra anunciar decisões estratégicas.

    O inverso não é verdade.

    Quem pode o mais, pode o menos…

    Entendeu, menina?

  341. Elias said

    “Departamento de Justiça dos EUA abre investigação criminal sobre caso Petrobras, diz “FT”. Segundo o jornal britânico, a estatal ou seus representantes podem estar envolvidos em pagamentos de propinas a estrangeiros.” (Carlão, usando a Michelle como necromante)

    Na verdade, o que o Departamento de Justiça americano está investigando é o pagamento de propinas a funcionários da Petrobras.

    A base legal é a “Foreign Corrupt Practices Act”, lei americana que trata da corrupção de empresas e envolve responsabilidade civil e criminal.

    Quem está investigando é o Departamento de Justiça e a Securities Exchange Commission – SEC, que equivale à Comissão de Valores Mobiliários – CVM do Brasil.

    Michelle, cara!

    Já pensou uma lei dessa aí, onde tu moras?

    Como a gente gosta de ti, semanalmente a gente te mandaria uma cesta com frutas frescas e doces…

  342. Elias said

    Neste final de semana, li sobre algumas mulheres gaúchas que piraram com o resultado das eleições.

    Elas tiveram um surto psicótico, e deram de sair nuas pelas ruas de Porto Alegre. Em geral, estão sendo detidas e encaminhadas para tratamento médico.

    Quando li a notícia, a primeira pessoa que me veio à mente foi a Carlão…

    Infelizmente a gente não pode fazer nada. A gente nunca sabe quando ela vai assumir o controle, ou quando ela deixa tudo nas mãos do Michelle… Quando a gente toma conhecimento, é tarde demais…

  343. Elias said

    Em retribuição à sensacional votação obtida pelo Aécio em São Paulo, a Sabesp anunciou que vai distribuir água de esgoto aos paulistas.

    Mas já foi logo dizendo que essa água vai custar o dobro…

    Que sina!

  344. Daise said

    Hehehehee!

    O Badass é sempre muito engraçado quando tenta intimidar os outros com seus comentários agressivos.

    Muito peido…e pouca merda

    Por enquanto seguiremos com o problema da definição do novo ministro da fazenda:

    DILMA : CABEÇA PEQUENA E BUNDA GRANDE

  345. Daise said

    hehehehe

    Começou o “diálogo” …

    Em reunião com Dilma, Alckmin apresentou a conta:</b.
    R$ 3,5 bi para crise da água em SP
    DE SÃO PAULO

    10/11/2014 18h24
    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), apresentou à presidente Dilma Rousseff, nesta segunda-feira (10), um plano para a realização de oito obras de infraestrutura, ao custo de R$ 3,5 bilhões, para minimizar o problema de abastecimento hídrico no Estado. No entanto, na avaliação do governo, as obras não resolverão o problema à curto prazo.

    Em uma reunião que durou cerca de uma hora no Palácio do Planalto, Alckmin apresentou as linhas gerais das oito obras que pretende implementar no Estado nos próximos anos. No entanto, de acordo com a ministra Miriam Belchior (Planejamento), que acompanhou a reunião, faltou um detalhamento maior sobre como elas seriam executadas.

    A represidenta ficou de analizar os projetos…mas até o Badass sabe que ela perdeu o direito de dizer NÃO rsrsrs

    Pode sim adiar…mas será culpada por omissão e incompetência.
    Como sempre.

    Eita diálogo bom!

  346. Pax said

    Em Belém a coisa tá feia.

    http://lucioflaviopinto.wordpress.com/2014/11/10/a-guerra-na-periferia/

    Em Belém? Que nada, no Brasil inteiro.

    Ok, estamos no Estado Democrático de Direito.

    Será?

    Quem manda, afinal?

  347. Daise said

    Joyce Hasselman e Pondë n TVeja

    Duvido que o Badass assista e comente mas …em todos os casos
    aqui vai o link:

    http://veja.abril.com.br/multimidia/video/politica-feministas-e-dilma-na-visao-de-ponde

    PS Eremildo, o idiota ( aka Tolinho) e Dilminho (aka agarraomeu) estão dispensados de assistir e comentar, rssrsrs

    Pax continua inerme ?
    Queria que o voto nulo tivesse ganho a eleição? rsrsrs

  348. Daise said

    <bO PETROLÃO CONTINUA: DILMA E LULA NÃO SABIAM ?

    Costa recebeu propina de R$ 3,8 mi por Pasadena, dizem investigadores

    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,costa-recebeu-propina-de-r-3-8-mi-por-pasadena-dizem-investigadores,1590849

  349. Daise said

    #345 SP apresentou a conta $ 3.5 bilhões

    Conforme o Badass previu…rsrsrs o diálogo está dando certo!

    hehehe

    A presidente viu com bons olhos o conjunto das obras mas vamos ter uma conversa mais aprofundada para que ela bata o martelo naquilo que o governo federal ajudará São Paulo. Estamos muito preocupados com São Paulo então o governo federal está disposto a contribuir com as soluções para o problema que a região metropolitana de São Paulo vive”, afirmou Miriam após a reunião.

    Segundo Miriam, Dilma pediu para que o governador detalhasse cada uma das obras indicando, inclusive, quantas pessoas seriam beneficiadas com cada uma delas. Um grupo de trabalho foi criado entre a União e o Estado para continuar discutindo a questão. O grupo se reúne na próxima segunda-feira (17).

    “O governador apresentou um ofício que tem, para cada uma das obras, três linhas. Então, exatamente por isso nos desdobramos nesse grupo para a próxima reunião na segunda-feira para que eles nos tragam o atual estágio de estudo de concepção, se já tem projeto que possa licitar, como estão as licenças ambientais”, afirmou Miriam. A ministra Izabella Teixeira (Meio Ambiente) também participou da reunião.

    Dilma nunca se atreverá dizer NÃO para SP, se quiser continuar represidenta

  350. Daise said

    O badass como sempre brigando com a realidade…

    :Investigação dos EUA sobre Petrobras preocupa Planalto
    VALDO CRUZ
    DE BRASÍLIA

    11/11/2014 02h00
    As investigações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e da SEC, principal agência reguladora do mercado de capitais americano, sobre irregularidades na Petrobras são as que mais preocupam o governo Dilma por causa do potencial de impactos econômico e financeiro negativos no funcionamento da estatal brasileira.

    Segundo um assessor presidencial, as investigações de órgãos brasileiros, como Ministério Público e Polícia Federal, também preocupam, mas as americanas são mais complicadas porque podem interferir em negócios e investimentos da estatal com parceiros estrangeiros.

    Além de multas e indenizações pesadas, com risco de pedido de prisão de executivos, a imagem da governança da Petrobras no exterior pode ficar “muito arranhada” a partir do que for apurado pelos órgãos dos EUA.

    O processo de “depuração” na estatal, segundo o assessor, pode ser mais “profundo” do que o imaginado diante das investigações da SEC e do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

    Na estatal, não está descartada uma nova troca de comando para sinalizar mudanças na empresa, o que pode levar a uma saída de sua atual presidente, Graça Foster.

    Até o início da noite desta segunda-feira (10), porém, o governo brasileiro ainda não havia sido informado da investigação do Departamento de Justiça dos EUA.

    Segundo a Folha apurou, a Petrobras, a Polícia Federal e o Ministério da Justiça não foram notificados sobre a investigação criminal que teria sido aberta pelo órgão americano, revelada pelo jornal britânico “Financial Times”.

    Um auxiliar da presidente disse também à Folha que não necessariamente o governo brasileiro tem de ser notificado, mas isto deve ocorrer pelo menos com a Petrobras porque estaria envolvida diretamente no processo.

    Ele disse que a orientação do Planalto é de colaborar com todas as investigações, sejam no Brasil ou no exterior, porque o objetivo do governo, diz, é punir todos que tenham praticados atos de corrupção feitos com a estatal.

    As investigações sobre corrupção na Petrobras começaram neste ano, depois que a Polícia Federal prendeu, na Operação Lava Jato, o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Yousseff.
    ….

  351. Patriarca da Paciência said

    Fiquei sabendo que o reinaldo rolabosta está apoiando o Cunha para presidente da Câmara. Ótima notícia ! Caso o anticristo Malafaia apoie também o Cunha, a coisa fica melhor ainda, Fica a certeza de que o Cunha não se elege mesmo !

    Esse indivíduo representa o que há de pior na pior na política brasileira. Então, a tendência é mesmo que comece a agregar todas as forças do atraso em torno de si.

    Quanto mais pessoas do tipo reinaldo rolabosta e malafaia o apoiarem, menos riscos o Brasil corre de ter um indivíduo desse na presidência da Câmara.

  352. Jose Mario HRP said

    Aqui um dos trofeus dopovo do Daise!
    Isso é estado de arte!

    https://br.noticias.yahoo.com/pol%C3%ADcia-brasileira-mata-seis-vezes-americana-mostra-estudo-162410407.html

  353. Pax said

    Dilma vai acudir Alckmin na seca de SP… ok.

    Os dois promovendo grandes obras, grandes roubalheiras.

    Nada de reflorestar nascentes, parar desmatamentos. Nada disso.

    Quando o bicho pega, governo burro e ladrão acode governo burro e ladrão.

  354. Elias said

    Já o Michelle…

    É só merda! E nem peida antes, pra avisar…

    Como é um caso psiquiátrico…

  355. Elias said

    A Carlão pensa que “diálogo” tem a ver com obra pública.

    Quem entende de obra, Carlão, é o Michelle, que de vez em quando, assume o controle do psicótico.

    Michelle vive obrando…

    Carlão, “diálogo” é outra coisa, mulher…

    “Diálogo” é isso aí, abaixo (texto do Luiz Flávio Gomes, no JusBrasil):

    =================================
    Cena 1: Aécio Neves (em 5/11/14), na sua estreia como líder da oposição, dono de 51 milhões de votos, pronuncia um retumbante discurso (no Senado) e fala coisas típicas de estadistas: “Vamos fazer uma oposição incansável, inquebrantável e intransigente; temos que exigir exemplares punições àqueles que protagonizaram o maior escândalo de corrupção da história deste país; só vamos dialogar com o governo se houver investigação implacável no petrolão”.

    Cena 2: Seu discurso ainda ecoava dentro do Congresso Nacional (tal como uma potente voz penetra as ondas que atravessam um longínquo horizonte) quando, em outra sala do mesmo local, parlamentares do PSDB fechavam um “acordão” com os “petistas” para livrarem de ser chamados à CPI mista da Petrobrás alguns suspeitos de participação no “petrolão”. Quem? 1) Leonardo Meirelles, que é laranja de Youssef (precisamente quem disse que em 2010 foi dado para Sérgio Guerra, então presidente do PSDB, R$ 10 milhões, para engavetar uma CPI que estava em andamento naquela época); 2) Gleisi Hoffmann (senadora petista) (que teria recebido R$ 1 milhão do esquema Petrobras); 3) João Vaccari Neto (tesoureiro do PT), outro beneficiário de grossas quantias do escândalo (segundo as delações de Paulo Roberto Costa). O deputado Carlos Sampaio, do PSDB (chefe jurídico da campanha de Aécio), que participou do “acordão”, disse que “a comissão apenas definiu um roteiro de investigação ou de procedimentos” (ou seja: “tucanou”).
    ==================================

  356. Patriarca da Paciência said

    post 353 do Pax,

    até parece escrito pela turma da “óia”.

    Caro Elias,

    o caro Pax parece ter sido irremediavelmente contaminado pelos clichês da Imprensa Golpista.

    Ô Pax,

    você também já está acreditando que o Brasil está prestes a se acabar ?

    Incrível ! De minha parte continuo achando que o Brasil nunca esteve tão bem. Estamos no caminho certo e a sociedade já avançou muito, embora ainda tenha muito por conquistar. Agora, ficar acreditando nesse catastrofismo do PIG, é pura perda de tempo.

  357. Elias said

    Patriarca,

    I
    O Pax é o típico neo-direita, com uma diferença. Os “neo” costumam dizer que “direita” e “esquerda” não existem mais. O Pax, diferentemente, continua se dizendo de “esquerda”.

    Então, ficamos assim: o Pax é um cara que tem um discurso de direita, que vota como a direita… Mas é “esquerda”, entende?

    Nem eu!

    II
    Lembra que, mais acima, eu disse que São Paulo não tem cacife nem mesmo pra encarar as funções mais elementares do governo estadual, tipo abastecimento de água, proteção à saúde, segurança pública, distribuição de energia elétrica…?

    Pois é…

    Olhaí o Alckmim…

    III
    Dívida total de MG esbarrando em R$ 80 bilhões. Esbarrando, também, no limite da LRF.

    Deve ser coisa do tal “software tucano”.

    E esses cancros querem governar o Brasil…

  358. Pedro said

    AUMENTOU a inflação.

    AUMENTOU a energia elétrica.

    AUMENTOU a gasolina.

    AUMENTOU o diesel.

    AUMENTOU o numero de miseráveis.

    AUMENTOU os juros.

    E ainda diz que o Brasil nunca esteve tão bem…………. Chama a mãe que o pai tá louco.

  359. Pedro said

    Um pouco de bairrismo, pra animar:

    A edição desta semana da revista Exame destaca Santa Catarina entre os estados que evoluíram na gestão e nos serviços públicos. O trabalho é da consultoria de gestão Macroplan, que analisou dados da última década.

    SC aparece em segundo lugar, atrás de São Paulo, entre os estados classificados pelo bom desempenho, de acordo com o estudo.

    ​ ​
    SC lidera oito dos 17 indicadores selecionados pela consultoria – é o mais bem representado.


    Diz a reportagem: “Santa Catarina se destaca com o conjunto mais próximo do que poderia ser considerado um estado-modelo. Reúne o menor índice de mortalidade infantil, a menor taxa de homicídios, o menor nível de desemprego, a menor proporção de pessoas pobres e também a mais alta expectativa de vida. É um perfil parecido com o de um país desenvolvido”.

  360. Pax said

    Eu sou de direita?

    Kátia Abreu? Sarney? Collor?

    Arrâm, sei…

    Caro Pedro, parabéns por SC. É, o governo aumentou tudo, e vai aumentar mais…

    Bem, o tal governo do PMDB saca? Dos evangélicos, saca?

    Mas a turma se diz de esquerda. Com a Kátia Moto Serra mandando e desmandando…. sei.

  361. Daise said

    Os petistas Badass(aka Elias) , Eremildo ( aka Tolinho) e Dilminho (aka agarromeu) praticando o esporte preferido do PT. Desconstruir quem pensa diferente.

    Como não há nada pra elogiar no governo eles saem atacando pessoas e ainda “se acham” !

    Pombos enxadristas!

    Enquanto isso no Planalto, a represidenta continua rumando para o fracasso:

    Até a Marta Suplicy saiu atirando na rombuda.

  362. Daise said

    A ROMBUDA REPRESIDENTA PERDEU O CONTROLE

    Dilma é surpreendida no Qatar com carta de demissão de Marta (FSP)

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/11/1546384-comitiva-de-dilma-e-surpreendida-no-catar-com-carta-de-demissao-de-marta.shtml

    Enquanto isso…

    ‘The Walking Dead’
    11/11/2014 15h37

    Depois de cobrir este primeiro mandato do começo ao fim, admito que a imagem de Dilma dando posse a Henrique Meirelles no Ministério da Fazenda é quase exótica.

    Até os escaninhos do Palácio do Planalto sabem que a presidente nunca topou o ex-tucano. A birra, que ninguém nunca soube a origem ao certo, vem desde os tempos de Banco Central. Talvez os dois tenham se estranhado aqui e ali nos tempos de Lula; talvez a petista tenha visto algo do qual nunca se esqueceu.

    O certo é que Meirelles, definitivamente, não é nem nunca será sua escolha. Dilma pode até engolir o ministro a pedido do padrinho, mas não vai facilitar a vida dele dentro do governo.

    E é justamente aí onde mora o perigo. No momento em que Dilma aceitar Henrique Meirelles como chefe da equipe econômica, ela simbolicamente abdica de seu segundo mandato antes mesmo de ele começar. Para o bem ou para o mal, será Lula, e não Dilma, o senhor do governo. E o ministro deverá lealdade a, no melhor dos mundos, a dois deuses.

    Lula acha que Meirelles, ou qualquer representante do mercado financeiro com algum estofo, é a saída encontrada em 2002, quando escolheu Antonio Palocci para acalmar o sistema financeiro, à época em chamas com a eleição do petista.

    Quem convive com Dilma há muito tempo espera uma surpresa à lá Gleisi Hoffmann. Naquele momento, nem Lula soube que, a despeito de indicações e especulações, a senadora de primeira viagem pelo Paraná se tornaria a chefe da Casa Civil por escolha pessoal de Dilma.

    Com decisão dentro ou fora da caixinha, não importa, o fato é que a presidente demonstra (demonstrou em conversa com jornalistas na semana passada, por exemplo) que não tem senso de urgência.

    O problema é que, enquanto a presidente não decide, o trivial fica travado. Os demais ministérios dependem da definição da equipe econômica.

    Tem investidor, por exemplo, querendo colocar dinheiro no Brasil, mas espera sinalizações para decidir o que fazer. Com a demora, o país perde potenciais milhões. E, enquanto nada é decidido, o ministro Guido Mantega toda semana concede uma entrevista dizendo, nas entrelinhas, o que seu sucessor tem de fazer. É o “The Walking Dead” ministerial.

    Assim como a água e a energia, o tempo também se tornou um produto escasso. Alguém pode dar este recado à presidente?

    Natuza Nery

  363. Daise said

    Eremildo ( aka Tolinho)

    Tá na hora de pedir auxílo-doença antes que o PT acabe com isso.
    Tratamento psiquiátrico não é coberto pelo plano.

    Acorde rapaz….como diria o belicoso ( pouca merda) badass….o bicho-papão do pedaço,,,rsrsrs

    O PT já rachou Dilma x Lula.

    Eles tem medo do fracasso ficar gritante e as ruas começarem a pedir a substituição da represidenta antes de 2018.

    e gilbertinho, o coveiro</b e marta, a relaxa e goza já deram o recado.

    DILMA A-E-I-O-U já começou devagarinho.
    Os preferem apostar num lula “vitorioso” ao invés de numa dilma fracassada, comprovadamente.

  364. Daise said

    (correção)
    Os petistas preferem apostar num lula “vitorioso” ao invés de numa dilma fracassada, Ou corrupta, comprovadamente.

  365. Daise said

    GOVERNO SEM NOÇÃO DE DIGNIDADE

    Família real do Qatar hospeda Dilma em suíte de R$ 30 mil
    LEANDRO COLON
    ENVIADO ESPECIAL A DOHA

    11/11/2014 15h29
    Convidada especial da família real do Qatar, a presidente Dilma Rousseff recebeu um bom agrado: vai dormir nesta terça-feira (11) numa suíte cuja diária custa, pelo menos, R$ 30 mil.

    Segundo informação do hotel, Dilma vai ficar em uma das duas suítes presidenciais com 700 metros quadros distribuídos em dois andares e vista para o Golfo Pérsico.

    Dilma e sua comitiva (a filha Paula e cerca de outras 15 pessoas) foram instalados no Hotel St. Régis, um dos cinco estrelas mais luxuosos e premiados de Doha, capital do Qatar.

    Todas as despesas da estadia, segundo a assessoria da Presidência da República, estão sendo custeadas pelas autoridades locais. O hotel tem ainda uma espécie de praia particular, à beira de uma piscina olímpica, cabanas, e dez restaurantes de luxo.

    mercadante É UMA MERDA. DILMA IDEM.

    Seria tão fácil agradecer ao ditador sheik do Qatar…

    – Obrigado mas estamos em viagem de trabalho e ficaremos em acomodações menos suntuosas.
    PAGAS DO NOSSO PRÓPRIO BOLSO.

    Representamos o povo brasileiro que conrtinua pobre

    mercadante É UMA MERDA. DILMA IDEM.

    Quem discorda?

  366. Patriarca da Paciência said

    Lembram quando a turma direitopata ficava papagaiando que o “pizzolato vai falar, o pizzolato vai falar “. Pois então, o Pizzolato esta falando e… falando bem pra caramba !

    “Não faltou um só centavo (no Banco do Brasil). Era impossível que alguém pegasse o dinheiro – afirmou.

    Barbosa, segundo Pizzolato, integrou uma tentativa de golpe contra o então presidente da República, urdido por partidos da direita e a mídia conservadora. Na entrevista, o ex-diretor do Banco do Brasil disse, sem subterfúgios, ter sido vítima “da má Justiça do Brasil” e aponta para a cumplicidade da mídia conservadora.

    — A liberdade de imprensa não se pode confundir com a liberdade de calúnia. Depois, com isso, fizeram um processo. Antes de o processo começar, a imprensa já tinha me condenado. E não era algo simples. Me lincharam em praça pública ao ponto de que eu não poderia me mover. Minha família estava sendo molestada. Não leram os documentos. A Folha (de S. Paulo), (O Estado de S. Paulo) Estadão, a (Rede) Globo. Todos tinham os recibos do processo. Uma auditoria foi realizada e (prova que) tudo foi usado em marketing. Não era um banco pequeno. Era o maior da América Latina e com todos os controles. Eu não tinha autonomia para mover um centavo. Tudo era feito por computadores. Mas fizeram uma história. Todas as contas foram aprovadas e não por uma pessoa ou duas. Mas pela auditoria interna, externa, o Tribunal de Contas, a Bolsa de Valores e ainda com ações em Nova Iorque. Ninguém encontrou que faltava algo – lembrou.

    Todo o julgamento, segundo Pizzolato faz questão de frisar, foi baseado em uma farsa. Em um extenso dossiê sobre o caso, apresentado à Justiça Italiana, ele garante ser “impossível que alguém pegasse o dinheiro”.

    — Trabalharam com a fantasia popular. Era como se alguém pudesse sair de um banco com uma mala de dinheiro. Os bancos não trabalham mais assim. Me crucificaram – garante.

    Os partidos representados na oposição ao governo de Lula, com apoio dos veículos de comunicação ligados à extrema direita, tentaram “tomar o poder”, denunciou Pizzolato.

    — Não estavam satisfeitos que um trabalhador, como Lula, estivesse no poder. Há 500 anos o comando do Brasil mudava de mãos entre as elites. Agora, viram a chegada de Lula – afirmou.

    Diante da possibilidade de apresentar seus argumentos diante de uma Corte italiana, sem o assédio das grandes redes de comunicação brasileiras, Pizzolato se sente mais tranquilo e, com isso, tira o sono de muita gente.

    — Talvez, um dia, uma parte da imprensa vai entender que a calúnia não faz parte da liberdade de imprensa. A imprensa precisa trazer informações, e não ficção. Se alguém quer fazer um romance, avise que é um autor de ficção. Eu sou feliz, realizado. Não perco uma noite só de sono. Eu sabia que era inocente. Tínhamos todos os documentos. Eu não achava que se poderia tomar uma decisão sem documentos. Primeiro, fizeram a historia e depois colocaram os personagens – conclui.”
    (Correio do Brasil)

  367. Daise said

    MAIS UM VEXAME; DILMA SABIA… E FOI ALERTADA PELO TCU

    Presidente do TCU diz que alertou governo sobre desvios na Petrobras
    DIMMI AMORA
    DE BRASÍLIA FSP
    11/11/2014 19h33 – Atualizado às 20h12

    O presidente do TCU (Tribunal de Contas da União), ministro Augusto Nardes, disse nesta terça-feira que as apurações de irregularidades na Petrobras são “o maior escândalo da história do TCU”.

    Nardes afirmou em entrevista coletiva que os desvios apurados pelo órgão já passam do R$ 3 bilhões em diversos contratos assinados pela companhia petrolífera estatal para a aquisição de empresas, bens ou a construção de novas unidades.

    Segundo Nardes, que está deixando a presidência do órgão em dezembro, ele pessoalmente avisou ao governo sobre os desvios apurados pelo órgão há alguns anos, mas os alertas do órgão no foram ouvidos. Segundo Nardes, ele informou os problemas à ex-ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. Além disso, as conclusões dos relatórios de auditoria também foram mandadas para outros órgãos de controle.

    Desde 2010 o TCU está alertando o governo sobre contratos problemáticos na estatal, mas os alertas foram ignorados. Em 2010, o tribunal colocou as obras da Refinaria Abreu e Lima (PE) e Comperj (RJ) na lista de obras que não deveriam receber recursos federais por irregularidades. O Congresso aprovou o dispositivo mas o ex-presidente Lula vetou a medida e determinou que as obras prosseguissem. Agora, nas duas construções, o TCU já apontou que os custos dessa obras estão pelo menos R$ 2 bilhões acima do valor que deveria ser pago.

    Outra irregularidade apontada pelo TCU está na compra da Refinaria de Pasadena (EUA), em que o prejuízo passa dos R$ 1,7 bilhões. A estatal não concorda em prejuízo nessas operações e está recorrendo das decisões do tribunal.

    Nardes revelou que pediu ao novo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) que seja resolvido de vez uma questão jurídica entre o TCU e a Petrobras que se arrasta há quase uma década. Segundo ele, a companhia faz concorrências simplificadas por convite, praticamente escolhendo as empresas que vão trabalhar para ela sem disputa, baseada num decreto. Para o TCU, a estatal só poderia fazer isso se uma lei fosse aprovada pelo Congresso. Mas a Petrobras conseguiu 19 liminares permitindo que ela realize as concorrências simplificadas.

    A ex-ministra Gleisi, hoje senadora pelo PT-PR, nega que tenha tratado com o presidente do TCU sobre irregularidades na Petrobras. “Conversamos sobre o programa de concessões do governo, conforme foi divulgado à época.

    Gleise ( e seu maridão) x Nardes ( TCU) prometem cenas sanguinolentas…rsrsr

    vou assistir de camarote…Eremildo ( aka tolinho)…e aguardar as costumeiras idiotices engraçadas…

  368. Jose Mario HRP said

    Santa Catarina também lidera no item crime organizado botando fogo nos onibus diante de autoridades omissas e desorientadas?
    KKKKKKKKKKK…….
    E as pessoas se encolhendo dentro de casa , se auto impondo toque de recolher noturno , com medo dos bandidos do PCC local????
    KKKKKKKKKKKKKKKKK II!

  369. Jose Mario HRP said

    Outra grande qualidade de “Floripa” SC……
    Como se sabe para pesquisar o consumo de drogas e derivados da cocaina basta colher o esgoto inatura de uma determinada cidade ou região e destilar os derivados e afins quimicos que sobram nos dejetos humanos excretados no esgoto.
    Pois bem, em Floripa, no verão maravilha da cidade maravilha os indices de consumo per capita de cocaina colocam a maravilhosa cidade no topo do consumo entre todas as cidades pesquisadas no país, que é o segundo maior consumidor de drogas derivadas da coca no mundo .
    Isso é que é desenvolvimento!

  370. Jose Mario HRP said

    Mas afinal, só o Brasil foi a Doha?
    Não tem lá uma reunião do G20?
    O ditador coisa e tal aí não recepciona outros 19 dirigentes?
    Vai te catar “pelo gasto”!
    Deve comer mortadela de terceira e morre de inveja dos outros que conseguem viver sem olhar o prato alheio!
    Perdeu, apanhou na cara e vive arranhando as paredes de inveja.
    Bom Miami tem muito brasileiro vendendo sapato……sabe como é que é!!!!

  371. Daise said

    Dilminho ( aka Pedro Bó HRP)

    A reunião do G20 é em Brisbane na Austrália.
    Dilma parou em Doha pra dormir, antes de seguir pra Austrália.
    O ditador do Qatar não recepciona outros outros 19 países.
    É melhor se informar antes de escrever asnices tonitruantes

    nem peidos…nem merda.

  372. Jose Mario HRP said

    Bom, essa voce ganhou, mas se não me engano já houve eventos parecidos em Doha, em que desfilaram altos dirigentes de países como EUA e Reino Unido por lá!
    Com o mesmo ditador de agora, portanto sem qualquer problema.
    Assim “pelo gasto” continue com sua pseudo indignação e venda bastante os sapatinhos made in Indonesia aí por Boca Raton…..ou e lá aonde voce tenha se escondido!
    KKKKKKKKK……

  373. Patriarca da Paciência said

    HRP,

    o michele carlão ainda tem o sonho dourado de ser trancado com o Lula num quarto escuro, mas agora um novo sonho entra em sua vida, é ser acunhada pelo Cunha:

  374. Elias said

    Pax,

    A Kátia Abreu é de direita. O Collor e o Sarney, idem.

    E tu também.

    Qual o problema?

  375. Elias said

    Olhaí o chororô do “mercado”.

    O analista da ADVFN reclama, porque tá ficando difícil especular no Brasil.

    Eis o resumo que ele faz, da situação na bolsa brasileira, por setor:

    ==============================================
    Siderurgia e mineração: fadadas à inversão de ciclo das commodities metálicas e incertezas chinesas – aliás, nunca se sabe nada de commodities, pois é impossível, a rigor, entender qual é o momento do ciclo; o barato vira caro rapidinho com uma queda de 30% da matéria-prima subjacente.

    Petróleo: praticamente inexiste na Bolsa brasileira, à exceção de Petrobras, que nem sequer é uma empresa stricto sensu (ingerência política e escândalos de corrupção).

    Setores regulados (elétrico, saneamento, concessões): regulação hoje é sinônimo de risco e de black swan à espreita.

    Agrícola: segue uma lógica perversa, em que uma empresa pode fazer tudo certo e colher os resultados errados – é case de commodity com risco de black swan também.

    Telecom: governança problemática e histórico de desrespeito dos minoritários – não compro quase por hipótese.

    Aviação: completamente refém de variáveis que fogem ao controle da empresa, como volatilidade do câmbio e do preço dos combustíveis. Não compro certamente por hipótese.

    Frigoríficos: histórico de aquisições desenfreadas e alavancagem excessiva. E risco de black swan fitossanitário.

    Indústria: em meio ao maior processo de desindustrialização da história brasileira?

    Imobiliário: no cerne da desaceleração de lançamentos e problemas internos de balanço das empresas

    Tecnologia: salvas raríssimas exceções de ações com restrição de liquidez, praticamente inexiste na Bolsa tupiniquim


    Consumo e seus 25x lucros, com juros para cima e prognóstico de deterioração da renda agregada.
    ==================================================

    Aí, tristinho, ele arrisca elencar as opções que restam:

    ===================================================
    Educação, desde que você esteja disposto a pagar 30x o lucro da empresa por uma ação (caríssimo).

    Bancos em um ambiente de elevação de juros.

    Consumo premium, defensivo e não dependente do crédito.

    A última alternativa é obviamente melhor, mas consumo não dependente de crédito ainda pode dar um caldo.
    ====================================================

    “Bolsa tupiniquim”? Alguém que que avisar pra esse cara que o Brasil não é tupiniquim. É tupinambá. Os tupiniquins foram ferrados. Não sobrou quase nada deles.

    Tupiniquins foram os que perderam. Tupinambás, os que venceram (mas acabaram se ferrando, também, né?).

  376. Elias said

    A Telefonica Brasil divulgou o resultado do 3º Tri de 2014.

    Lucro de R$ 1 bilhão, 34,5% maior que o do 3º Tri de 2013.

    O lucro acumulado até setembro é de R$ 3,6 bilhões. Aumento de 47,9% sobre o lucro jan/set de 2013.

    Os acessos acumulados jan/set somam 95,4 milhões, sendo 15,6 milhões em fixo e 79,8 milhões em móvel (com aumento de 22,8% no pós pago).

    Com diferenças de escala, é a regra no setor.

    Sacanagem desse pessoal não colocar uma antena de R$ 500 mil na área em que o Pax mora, e um cabeamento minimamente decente na área onde eu moro (claro que eu prefiro fibra ótica…).

    Fui me informar a respeito da área onde eu moro. Resposta: “Ah, aquela área não dá retorno. Vocês proibiram a construção de edifícios, a instalação de estabelecimentos comerciais, industriais, etc. Resultado: são uns poucos gatos pingados, morando numa área imensa… Não compensa a gente investir os tubos num cabeamento de fibra ótica, p.ex., pra atender menos de 200 residências. Vocês terão que esperar um pouco mais…”. Perguntei quanto tempo mais. Resposta: “Não sei!”

    É a tal “liberdade de empreender”… Não se pode obrigar uma empresa a fazer um investimento que não lhe dá retorno.

    Acho que vou fazer como o Pax. Vou defender a liberdade de empreender, mas só enquanto ela não me prejudicar. Quando isso acontecer, vou defender a intervenção estatal, pra obrigar a empresa a fazer o que eu quiser… Mesmo que ela não queira, por não lhe ser economicamente interessante…

    Assim fica legal, né? Estilo Maria Osmarina… Mudar de opinião conforme as conveniências…

    Ah, sim! “Governança problemática”? Os caras da Telefonica Brasil parecem ainda não estar preocupados com isso…

  377. Elias said

    “Siderurgia e mineração: fadadas à inversão de ciclo das commodities metálicas e incertezas chinesas – aliás, nunca se sabe nada de commodities, pois é impossível, a rigor, entender qual é o momento do ciclo; o barato vira caro rapidinho com uma queda de 30% da matéria-prima subjacente.” (“Mercado”, pela voz — e pelo teclado — do analista da ADVFN)

    É mesmo né? Vai ver que é culpa do Lula e da Dilma… “Incertezas chinesas…” No fundo, no fundo, aquele pessoal nunca deixou de ser comunista…

    De qualquer modo, não tenho visto os acionistas da Vale reclamando… Por que será?

  378. Jose Mario HRP said

    Foi preso agora o senhor presidente da camara de vereadores de Floripa!
    O Pá!
    + 50 mandados de prisão estão sendo cumpridos pela em toda a Florianópolis pela PF(prato feito) de SC!
    Ôta lugar maravilha!
    Elias, o Pax fala dos méritos da Kátia, que pertence ao pior naipe de gente no lobby do agronegocio.
    Perseguiu fiscais do trabalho e quis processar , mas se fu, o Sakamoto como também empastelar seu blog.
    Não confio nela e não aceito a Dilma afaga-la.
    Mas é politica……..
    Quanto ao Sarney e Collor, cooptação pura, são tudo , menos de direita ou esquerda, são sanguessugas.
    Politica…….
    Patriarca, caro colega, vendedores de sapato estão em baixa lá pelas bandas da Flórida.
    Stress puro!

  379. Daise said

    # 373 Eremildo ( aka Tolinho ) revelando aqui no blog suas secretas
    fantasias auto-eróticas rsrsrsrs

  380. Elias said

    HRP,
    Nosso amigo Michelle parece trabalhar pra outro tipo de gente.

    Ele parece trabalhar pra essa gente laboriosa e honesta, que só usa dinheiro limpo… Razão pela qual manda lavar, bem lavadinho, todo o dinheiro que ganha.

    O Michelle vive e reside numa… Digamos… Lavanderia, entende?

  381. Jose Mario HRP said

    Bom……é bem melhor lavar as coisas dos outros(fora estar sempre com as mãos sujas), do que ficar ajoelhando para calçar sapatos nos outros.
    Progresso…..progresso…..
    Fora as mãos sujas!

  382. Daise said

    PETISTAS : ROUBALHEIRA MONUMENTAL

  383. Daise said

    PT: CORRUPÇÃO E PECULATO

    João Paulo só pode deixar prisão após devolver R$ 536 mil, diz Janot
    SEVERINO MOTTA
    DE BRASÍLIA

    12/11/2014 10h41 – Atualizado às 11h52
    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um parecer contrário à progressão de regime do ex-deputado João Paulo Cunha (PT-SP), que queria cumprir o restante de sua pena de 6 anos e 4 meses em casa.

    De acordo com o procurador, João Paulo já cumpriu um sexto de sua pena pela condenação no processo do mensalão e teve bom comportamento no cárcere, o que lhe daria o direito de deixar o regime semiaberto e ir para o aberto.

    Ele foi preso em fevereiro, e pediu a progressão do regime no final de outubro. Como ele estudou e leu livros na cadeia, abateu 115 dias de sua pena, o que lhe garantiria a antecipação da progressão.

    O problema, apontou Janot, é que ele não comprovou o ressarcimento aos cofres públicos de R$ 536 mil que desviou durante o esquema do mensalão. João Paulo, ao contrário dos membros do núcleo político, que foram condenados somente por corrupção, também foi considerado culpado por peculato (desvio de dinheiro público).

    Com isso, os colegas condenados por corrupção, além do tempo de cadeia e bom comportamento, precisaram somente pagar suas multas para serem liberados. À época, fizeram ‘vaquinhas” para quitar os débitos. João Paulo, também teve de pagar multas.

    Já o ressarcimento aos cofres públicos não está ligado às multas que foram aplicadas a João Paulo, mas sim ao fato de ele ter desviados recursos. Em seu parecer, Janot diz que, nesses casos, a progressão de regime só pode ser concedida se a reparação ao erário for feita.

    “Nesse contexto, em razão de sua condenação pelo crime de peculato, deve o sentenciado comprovar que efetivamente devolveu o montante de R$ 536.440,55, devidamente corrigidos, como condição para a progressão de regime almejada”, diz trecho do parecer.

  384. Pedro said

    Ué, parece que a reportagem da revista exame doeu em alguém.

    Pois é, aqui em SC tá muito ruim. Não inventem de vir morar aqui.

    Mulherada feia, praias ridículas, serra deprimente.

    Qualidade de vida péssima, povo babaca, pobreza endêmica.

    Que merda de estado.

  385. Elias said

    Pedro,
    Nem pensa em vir pra Belém, então.

    Ruas sujas, esburacadas e fétidas. Lixo empilhado pelas principais ruas da cidade. Trânsito caótico (a bem da verdade, Belém é só um imenso engarrafamento de trânsito, numa imensa favela… Miséria — e muita! — pra tudo que é lado).

    Violência pra dar e vender. Há uma semana, num único dia, funeraram 11 pessoas, num único bairro, o Guamá, que tem aproximadamente uns 300 mil habitantes.

    Depois disso, uma gangue resolveu decretar “toque de recolher” no dito bairro do Guamá, a partir das 10 da noite. Diligentemente, membros da gangue patrulham o bairro, armados até os dentes e montados em motocicletas, pra garantir que as determinações da gangue sejam cumpridas. A polícia, corajosamente, não dá as caras (suspeita-se que foram policiais os autores dos 11 assassinatos de uma semana atrás, e que os assassinados eram membros da gangue, que, agora, resolveu assumir o controle da situação).

    Há algum tempo, o então governador Almir Gabriel (falecido em 2013) disse que Belém não era uma cidade insegura. Havia, apenas, uma “sensação de insegurança”, estimulada por uma parte da imprensa, que lhe fazia oposição e noticiava com estardalhaço, qualquer ocorrência de assalto, assassinato, etc.

    No dia seguinte, um auxiliar direto do Almir Gabriel foi assaltado, em plena luz do dia. O assaltado era… Secretário de Segurança!

    Imagina a sensação de insegurança desse segurança, e como a gente se sentiu seguro, sabendo que nossa segurança estava sendo garantida por alguém tão seguro de si, como esse bravo rapaz…

  386. Pax said

    Mas hoje, caro Pedro, deu no jornal do almoço que prenderam uma rapaziada aí em SC e no meu estado. Vi de relance, nem sei o motivo.

  387. Pax said

    Caro Elias, em #376

    A questão fundamental que vc esquece é que há regras estabelecidas, planos divulgados. Mas… como tá na mão de um ministro do PT, o Paulo Bernardo, amiguinho do André Vargas, coleguinha do Youssef e aí dá no que dá…

    Não tem banda larga, tem mentira larga.

    Não tem direito do consumidor, muito menos defesa… tem a ANATEL pra acobertar todos os crimes das operadoras.

    Mas não podemos falar que os petistas histéricos nos acusam de neodireita.

    Tem que dizer que os governos PT são os mais limpinhos, bonitinhos, eficientes, tudo funcionando nos trinques.

    E tem que aplaudir Kátia Abreu e toda a caterva desse naipe.

  388. Pedro said

    #385 Googlias, agora ficou uma conversa de doidos. :-)

    No #384, eu estava sendo irônico com o comentário #368, que por sua vez se referia ao meu comentário #359.

    Ah, deixa pra lá…..

  389. Pedro said

    Pax, deve ter sido isto:

    http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/pf-investiga-empresa-gaucha-por-fraude-contra-prefeitura-de-florianopolis-122346.html

  390. Pedro said

    E ainda tem mais isto:

    http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2014/11/como-funcionava-o-esquema-de-corrupcao-na-administracao-publica-de-florianopolis-4641126.html

    Cadeia neles Barbosão.

  391. Daise said

    PT: POLÍTICA AÉTICA

    O preço do Congresso para aprovar mudanças na LDO

    http://g1.globo.com/politica/blog/blog-do-camarotti/post/o-preco-do-congresso-para-aprovar-mudancas-na-ldo.html

  392. Elias said

    Não sei se entendi direito a notícia do “Diário Catarinense”, linkada pelo Pedro.

    O esquema de corrupção para contratação de monitoramento eletrônico do trânsito era manejado pela Câmara Municipal? Sem a participação de nenhum órgão do Poder Executivo?

    Quem gerencia o transito em Florianópolis? É o governo municipal ou o Legislativo Municipal?

    Estranho…

  393. Elias said

    Pax,
    Tu é que estás histericão há um bom tempo.

    E pioraste depois que a candidatura da Marina virou jerda e a o Aécio virou josta.

    Tu não foste à Justiça, cacilda? E lá, o que aconteceu? Foi culpa do Paulo Bernardo, do André Vargas e do Youssef também?

    Se tu defendes, realmente, a liberdade de empreender, não tens do que te queixar. Teus gurus da direita, sem exceção, vivem dizendo que o Estado não deve interferir no domínio econômico. Que a liberdade de empreender deve ser assegurada.

    Te conforma, então, neo-D!

    Pelas normas em vigor, o governo não pode forçar a empresa a disponibilizar um serviço que não dê lucro. Ela faz isso se quiser, mas não é obrigada. Nenhum ministro tem poderes para impor tal obrigação.

    E tu sabes disso, Pax, porque tu sabes ler…

    Então, porque tu ficas falando em Paulo Bernardo pra cá, André Vargas e Youssef pra lá…? Por que isso?

    Nada, não… É só o teu discursinho neo-D…

  394. Daise said

    PETROBRAS: MAIS CORRUPÇÃO

    CGU abre processo contra SBM por suspeita de propina no caso Petrobras

    AGUIRRE TALENTO
    DE BRASÍLIA

    12/11/2014 17h17
    A CGU (Controladoria-Geral da União) determinou a abertura de um processo punitivo contra a holandesa SBM Offshore pela suspeita da obtenção de vantagens indevidas e pagamento de propina a funcionários da Petrobras para obtenção de contratos.

    A empresa atua na área de construção de plataforma de petróleo e tem contratos de aluguel com a Petrobras.

    Além disso, funcionários, ex-funcionários e ex-diretores da estatal também são alvo de processos punitivos abertos nas últimas semanas referentes ao mesmo caso.

    O órgão informou que concluiu nesta semana o relatório parcial da sindicância, instaurada em abril. Com base nos resultados, o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, determinou nesta quarta-feira (12) a abertura do processo de responsabilização da empresa holandesa, que poderá acarretar no impedimento de firmar novos contratos com a Petrobras.

    A empresa, porém, poderá assinar acordo de leniência com o objetivo de colaborar com as investigações, o que diminuiria suas punições. A CGU afirma que a SBM já procurou o órgão buscando firmar um acordo, mas ressalta que seria necessário o ressarcimento de prejuízos, dentre outras condições.

    Após a publicação da portaria de instauração do processo no “Diário Oficial da União”, a SBM será notificada para apresentar sua defesa.

    Empregados, ex-empregados e ex-diretores da Petrobras também são alvos de seis processos punitivos já abertos pela CGU nas últimas semanas em decorrência dessa sindicância, com o objetivo de responsabilizar os agentes que participaram de atos ilícitos.

    A estatal já havia feito uma apuração interna sobre o caso e, em março, anunciou que “não encontrou fatos ou documentos que evidenciem pagamento de propina a empregados” da empresa.

  395. Daise said

    LUIS CARLOS COUTINHO OU TOMBINI NA FAZENDA

    Aposto: Tô cortando as “joias de madame” do Badass se o ministro for um deles, rsrsrs

    Se diuma topar o Meirelles e caso ele assuma o poder de fato…mandará mais que a represidenta e será indemissível.

    Aí Eremildo ( aka Tolinho) e Dilminho ( aka agarraminhaKK) terão que se “eunucanizar” mais ainda…o que é quase impossível! rsrssr

  396. Daise said

    dilma depois de uma noite nas arábias pagas pelo sheik do Qatar

    Déficit sujeita Dilma a crime de responsabilidade >>> IMPEACHMENT

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2014/11/12/deficit-sujeita-dilma-a-crime-de-responsabilidade/

  397. Daise said

    Senhores

    O que “catzo” passa pela cabeça do Badass desde que dilma VENCEU a eleição?

    Resolveu chutar o balde? Vaca louca ?

    Respostas pra redacão.hehehe

  398. Outstanding story there. What occurred after? Take care!|

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: