políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Roubalheira tucana com a CPTM entra na fila, que andou

Posted by Pax em 05/12/2014

Operação Lava Jato pegou gregos, troianos, petistas e tucanos, além dos velhos partidos de sempre, presentes nas roubalheiras de qualquer governo.

Mas falta muito para que tenhamos um pouco de justiça, um pouco menos de desvios dos cofres públicos. Um dos maiores escândalos que anda parado, escondido, camuflando seus participantes políticos, o escâdalo do cartel que atua na CPTM em SP entra na fila de apurações. Que seja firme, implacável, como deve prosseguir a Lava Jato. E ainda tem o Metrô de SP, os pedágios de SP, o Rodoanel e uma miríade a ser apurada. Sem prejuízo de Minas Gerais, cujos escândalos deveriam estar na fila. Tomara que sim. A mesma vara que bate em Chico deve ser usada para surrar Francisco. E PT e PSDB não se diferenciam nas questões éticas e morais, ou, melhor dizendo, na falta de moralidade que atuam, segundo farto noticiário colecionado aqui neste pequeno blog.

Ministério Público entra com ação contra empresas por suspeita de cartel na CPTM

Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil* Edição: Fábio Massalli

O Ministério Público de São Paulo entrou, na noite de ontem (5), com uma ação civil pública para pedir a anulação de três contratos firmados no período de 2002 a 2007 entre empresas acusadas de participação em cartel e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O promotor Marcelo Milani informou que os contratos já foram cumpridos.

“Os contratos eram referentes às linhas de trem chamadas pela companhia de [séries] S-2.000, S-2.100 e S-3.000. Esses contratos tinham duração de cinco anos e verificavam a possibilidade da manutenção corretiva e preventiva destas linhas de trem”, explicou o promotor. Segundo ele, as empresas faziam simulacros de concorrência que, “em nenhum momento, existiam”.

Os quatro promotores que assinam a ação pedem na Justiça, além da anulação dos contratos, o ressarcimento integral dos valores firmados nos três contratos, acrescidos de 30% referente a uma indenização por dano moral coletivo [que chegaria ao valor de R$ 112,4 milhões]. Com isso, o valor total que seria ressarcido aos cofres públicos alcançaria R$ 418 milhões.

“Ingressamos com uma ação para anular os contratos que já estão cumpridos e, com a anulação, [pedimos] que o dinheiro pago pela companhia de trens seja devolvido aos cofres públicos”, disse Milani. Segundo ele, a população que usa os trens metropolitanos paulistas “vem sendo massacrada pelo péssimo serviço que é oferecido” e, por isso, o Ministério Público decidiu inserir o valor de 30% sobre o valor dos contratos por dano moral coletivo à ação.

Na ação, os promotores também pediram a dissolução de dez das 11 empresas que constam no processo: a Siemens, a Alstom, a CAF brasileira, a TTrans, a Bombardier, a MGE-Manutenção de Motores e Geradores Elétricos, a Mitsui, a Temoinsa, a Tejofran e a MPE – Montagens e Projetos Especiais. Segundo Milani, só a CAF espanhola ficou de fora do pedido de dissolução porque “ela não se afeta à legislação brasileira”. No entanto, disse Milani, a CAF espanhola continuará integrando a ação que pede o ressarcimento do valor do contrato ao governo paulista.

Segundo o promotor, nessa ação não foram incluídos os agentes públicos que são objeto de apuração de recebimento de eventual propina porque, neste momento, um grupo de promotores está no Ministério Público da Suíça para analisar a documentação que se refere a esses agentes públicos, que ainda é desconhecida. De acordo com ele, os documentos existentes na Suíça serão compartilhados com o Ministério Público de São Paulo. “Existem indicativos de que agentes públicos têm contas na Suíça e podem ter relação direta com os contratos que estão colocados aqui. Na semana que vem os promotores estarão de volta”, disse Milani.

Em nota à imprensa, a Siemens respondeu que compartilhou com as autoridades os resultados de sua auditoria interna “que deram origem às atuais investigações quanto à possível existência de um cartel no setor metroferroviário” e que sempre desejou e apoiou o total esclarecimento do episódio.

A Bombardier respondeu que a empresa não vai comentar a ação. A Alstom informou que não foi notificada e reiterou que cumpre a legislação brasileira. A Tejofran disse, por meio de nota, não ter sido notificada sobre a ação, mas colocou à disposição todos os dados sobre sua formação de preços e os resultados alcançados na execução dos contratos.

A Mitsui declarou que não tem conhecimento da ação e não vai comentar o fato. A CAF informou que está colaborando com as autoridades, prestando todas as informações solicitadas, e disse que não vai fazer comentários sobre as denúncias até que as investigações sejam encerradas. As empresas Temoinsa, MGE, TTrans e MPE não foram encontradas.

A CPTM informou desconhecer o teor da ação civil pública e que, por isso, não vai se manifestar sobre o assunto. “A companhia esclarece que está colaborando com todos os níveis de investigação e que a Procuradoria-Geral do Estado [PGE] ingressou com ação judicial de indenização contra as empresas investigadas para exigir ressarcimento”, diz nota da CPTM.

*Colaboraram Camila Boehm e Flávia Albuquerque

Anúncios

149 Respostas to “Roubalheira tucana com a CPTM entra na fila, que andou”

  1. Patriarca da Paciência said

    Volto a repetir, apenas e somente no governo Dilma, está havendo uma investigação séria nessa corrupção generalizada do Brasil.

    Como disse antes, eu trabalhei numa construtora no tempo de General Figueiredo e a corrupção rolava até mais que hoje, apenas ninguém tinha a coragem de abir o bico, pois poderia simplesmente “sumir”.

    Então é isso aí, um pouco de seriedade, “ainda que tarde”.

    Mas também não vamos cair nessa babaquice de que “coisas assim só acontecem no Brasil”.

    Li um artigo de um jornalista norte-americano, no qual ele dizia que, na Coréia do Sul, quarenta anos atrás, pagava-se propina até para tomar um cafezinho. Fazia parte da cultura !

    A Itália faz bem pouco tempo que passou pela “operação mãos limpas”.

    Então é isso aí, vamos encarar e confiar na grande timoneira, a presidenta Dilma.

  2. Pax said

    Respeito tua opinião, caro Patriarca, mas basta olharmos o ministério de Dilma para perceber, na minha opinião, seu passado como presidente do conselho de adm da BR etc, que não é possível, meu entender, chamá-la de grande timoneira.

    A mulher se perdeu faz tempo. Atravessou errado na economia, montou um time péssimo em quase todas as áreas, maior função de quem lidera, fazer time pra jogar bem … isso ela não fez mesmo.

  3. Daise said

  4. Daise said

    É estarrecedor!

    A história de Paulo Roberto é um clássico brasileiro moderno.

    05/12/2014 – 15h02
    Nelson Motta, O Globo

    Não aguento mais falar sobre o escândalo da Petrobras. Mas não consigo parar de procurar notícias, comentários, desdobramentos e consequências desse assunto que domina o país e desperta em mim, e em muita gente, os instintos mais primitivos. Sou por natureza pacífico e tolerante, mas estou envenenado por terríveis desejos de vingança, por sentimentos de fúria e indignação que vão além da sede de justiça e me dão uma certa vergonha.

    É estarrecedor. Em cada caixa que se abre, surgem novas caixas de conspirações para saquear não só a Petrobras, mas todas as grandes estatais brasileiras. Fiquei até emocionado vendo Paulo Roberto Costa afirmar na CPMI que os esquemas da Petrobras se repetem na construção de rodovias, hidrelétricas, aeroportos, portos, usinas, onde quer que haja dinheiro público para ser roubado.

    A história de Paulo Roberto é um clássico brasileiro moderno. O cara que estuda, entra na Petrobras por concurso, trabalha 20 anos com competência, até que, para crescer dentro da empresa, aceita fazer o jogo dos políticos e se torna diretor — e cúmplice. O resto é história, lixo da História. Mas ao menos Paulo Roberto foi um dos poucos entre os denunciados que se disseram muito arrependidos e envergonhados. Entre os que, contra todas as evidências, insistem em negar culpas e responsabilidades, os que ainda se acreditam intocáveis, e os que até se orgulham de sua “missão política”, são poucos os que parecem arrependidos — não do que fizeram, mas porque foram pegos.

    Também se ficou sabendo oficialmente o que sempre só se imaginava: é impossível se tornar diretor de uma estatal sem apoio político. Mérito, eficiência, produtividade e ética são desprezados. É assim que funcionários competentes, mas ambiciosos e de moral fraca, são cooptados para alimentar a voracidade de políticos e partidos. Como um país pode viver assim há tanto tempo?

    Eu me prometi não escrever mais sobre isso, que procuraria temas mais divertidos, ou mais profundos, para os leitores. Mas sucumbi aos baixos instintos e, para horror de meu professor Zuenir Ventura, ainda tasco um ponto de exclamação no título.


    PQP …o Pax continua perdido…o post é mentiroso…

    O Governo de São Paulo (vítima) será o maior beneficiado…

    ————————————————————————–

    A burrice ideológica cega! Pax

    E o “perv socialista masturbador”
    já “contraditou” ??? heheheehe

    Até o deputado Tiririca ( ou seja o povo) entendeu a patranha e
    votou contra dilma…

    hehehe

  5. Daise said

    PRC; O ANJO EXTERMINADOR DO PT

  6. Daise said

    Eremildo o idiota ( aka Tolinho da Papuda) elege
    dilma a grande timoneira da NAU SEM RUMO…

    Esta gente, o Eremildo, está entrando em inépcia esquizofrênica e posterior extinção.

    SE

    FICAR comprovado que foram depositados $$$ em contas do PT no Exterior…o pt será extinto!

  7. Daise said

    MEU COMENTÁRIO

    Pax por falta de opinião própria ….resolve misturar ALHOS COM BUGALHOS e

    “enlamear” tucanos….Por que?

    A frustração deve ser imensa…

    no RS o PT apanha vergonhosamente

    Em SPaulo o PT apanha…( idem ) Pra kct!

    Em resumo:

    Minha opinião de mulher : puro “paumolice”…

    Até o badass já desconfiou e questionou …hehehehe

  8. Patriarca da Paciência said

    Em Minas Gerais o patético perdedor arrogante<, aecim do aeroportim, perde vergonhosamente.

    Vai terminar sendo internado.

  9. Patriarca da Paciência said

  10. Patriarca da Paciência said

    Ricardo Semler
    TENDÊNCIAS/DEBATES
    Nunca se roubou tão pouco
    Não sendo petista, e sim tucano, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país
    Nossa empresa deixou de vender equipamentos para a Petrobras nos anos 70. Era impossível vender diretamente sem propina. Tentamos de novo nos anos 80, 90 e até recentemente. Em 40 anos de persistentes tentativas, nada feito.
    Não há no mundo dos negócios quem não saiba disso. Nem qualquer um dos 86 mil honrados funcionários que nada ganham com a bandalheira da cúpula.
    Os porcentuais caíram, foi só isso que mudou. Até em Paris sabia-se dos “cochons des dix pour cent”, os porquinhos que cobravam 10% por fora sobre a totalidade de importação de barris de petróleo em décadas passadas.
    Agora tem gente fazendo passeata pela volta dos militares ao poder e uma elite escandalizada com os desvios na Petrobras. Santa hipocrisia. Onde estavam os envergonhados do país nas décadas em que houve evasão de R$ 1 trilhão –cem vezes mais do que o caso Petrobras– pelos empresários?
    Virou moda fugir disso tudo para Miami, mas é justamente a turma de Miami que compra lá com dinheiro sonegado daqui. Que fingimento é esse?
    Vejo as pessoas vociferarem contra os nordestinos que garantiram a vitória da presidente Dilma Rousseff. Garantir renda para quem sempre foi preterido no desenvolvimento deveria ser motivo de princípio e de orgulho para um bom brasileiro. Tanto faz o partido.
    Não sendo petista, e sim tucano, com ficha orgulhosamente assinada por Franco Montoro, Mário Covas, José Serra e FHC, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país.
    É ingênuo quem acha que poderia ter acontecido com qualquer presidente. Com bandalheiras vastamente maiores, nunca a Polícia Federal teria tido autonomia para prender corruptos cujos tentáculos levam ao próprio governo.
    Votei pelo fim de um longo ciclo do PT, porque Dilma e o partido dela enfiaram os pés pelas mãos em termos de postura, aceite do sistema corrupto e políticas econômicas.
    Mas Dilma agora lidera a todos nós, e preside o país num momento de muito orgulho e esperança. Deixemos de ser hipócritas e reconheçamos que estamos a andar à frente, e velozmente, neste quesito.
    A coisa não para na Petrobras. Há dezenas de outras estatais com esqueletos parecidos no armário. É raro ganhar uma concessão ou construir uma estrada sem os tentáculos sórdidos das empresas bandidas.
    O que muitos não sabem é que é igualmente difícil vender para muitas montadoras e incontáveis multinacionais sem antes dar propina para o diretor de compras.
    É lógico que a defesa desses executivos presos vão entrar novamente com habeas corpus, vários deles serão soltos, mas o susto e o passo à frente está dado. Daqui não se volta atrás como país.
    A turma global que monitora a corrupção estima que 0,8% do PIB brasileiro é roubado. Esse número já foi de 3,1%, e estimam ter sido na casa de 5% há poucas décadas. O roubo está caindo, mas como a represa da Cantareira, em São Paulo, está a desnudar o volume barrento.
    Boa parte sempre foi gasta com os partidos que se alugam por dinheiro vivo, e votos que são comprados no Congresso há décadas. E são os grandes partidos que os brasileiros reconduzem desde sempre.
    Cada um de nós tem um dedão na lama. Afinal, quem de nós não aceitou um pagamento sem recibo para médico, deu uma cervejinha para um guarda ou passou escritura de casa por um valor menor?
    Deixemos de cinismo. O antídoto contra esse veneno sistêmico é homeopático. Deixemos instalar o processo de cura, que é do país, e não de um partido.
    O lodo desse veneno pode ser diluído, sim, com muita determinação e serenidade, e sem arroubos de vergonha ou repugnância cínicas. Não sejamos o volume morto, não permitamos que o barro triunfe novamente. Ninguém precisa ser alertado, cada de nós sabe o que precisa fazer em vez de resmungar.
    RICARDO SEMLER, 55, empresário, é sócio da Semco Partners. Foi professor visitante da Harvard Law School e professor de MBA no MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA)

    Veja bem, caro Pax: ” É ingênuo quem acha que poderia ter acontecido com qualquer presidente. Com bandalheiras vastamente maiores, nunca a Polícia Federal teria tido autonomia para prender corruptos cujos tentáculos levam ao próprio governo. ”

    ” O lodo desse veneno pode ser diluído, sim, com muita determinação e serenidade, e sem arroubos de vergonha ou repugnância cínicas. Não sejamos o volume morto, não permitamos que o barro triunfe novamente. Ninguém precisa ser alertado, cada de nós sabe o que precisa fazer em vez de resmungar. ”

    “Deixemos de cinismo. O antídoto contra esse veneno sistêmico é homeopático. Deixemos instalar o processo de cura, que é do país, e não de um partido. “

  11. Daise said

    Dilma torrou o seu, o meu, o nosso. Agora, quer que a gente pague a conta
    Depois de promover uma gastança irresponsável nos últimos anos, o governo pretende aumentar impostos para cobrir o rombo que criou nas finanças públicas

    JOSÉ FUCS

    Com o anúncio da nova equipe econômica e a discussão das primeiras medidas que poderão ser adotadas para tirar as contas públicas do vermelho, está ficando claro que o governo não conseguirá obter os resultados desejados apenas com o corte de despesas.

    Diante da gastança irresponsável promovida nos últimos anos, o governo precisará, também, engrossar as receitas, por meio do aumento de impostos, drenando ainda mais recursos da iniciativa privada, que já contribui com quase 40% do Produto Interno Bruto (PIB) para custear as bruxarias de Brasília – um recorde mundial entre os países emergentes.

    Ao final, como já vinham alertando os analistas independentes há algum tempo, a conta da farra oficial sobrará para o contribuinte. Ele – ou seja, todos nós, que trabalhamos duro para gerar riqueza para a turma de Brasília torrar por aí – é quem deverá pagar o custo da “herança maldita” deixada pela Dilma do primeiro mandato para a Dilma do segundo mandato. Depois de reajustar a tabela do imposto de renda é os depósitos do FGTS abaixo da inflação, o governo do PT, que se autointitula como o “legítimo” defensor dos interesses dos trabalhadores, agora pretende passar a fatura de seus descalabros para toda a sociedade.

    Além da volta da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), aplicada aos combustíveis, que pode sugar R$ 14 bilhões adicionais por ano das empresas e dos cidadãos, estuda-se também no Ministério da Fazenda a elevação da alíquota de PIS/Cofins incidente sobre produtos importados e também dos tributos sobre cosméticos. Só essas duas medidas poderão drenar mais R$ 5 bilhões por ano, elevando a fatura a ser paga pela sociedade pelos descalabros do governo para quase R$ 20 bilhões.

    Fora isso, que não é pouca coisa, os governadores eleitos do PT estão se articulando para tentar resgatar a velha CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), o imposto do cheque, que era usado, em tese, para financiar a saúde e amealhou dos contribuintes a bagatela de R$ 200 bilhões em uma década.
    Defenestrada pelo Congresso Nacional em 2007, na maior derrota do governo Lula no Legislativo, depois de uma campanha nacional que envolveu um abaixo assinado com um milhão de assinaturas, a CPMF chegou a “morder” 0,38% de todas as transferências de recursos entre correntistas reralizadas no país.

    Pelo andar da carruagem, como se dizia no passado, tudo indica que Dilma, depois de garantir que estava tudo azul em Brasília, vai acabar tungando “o seu, o meu, o nosso”, como disse certa vez o economista Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central e principal assessor econômica de Aécio Neves durante a campanha eleitoral.

    Sem a repetição do movimento cívico que evitou a volta da CPMF há sete anos,dificilmente será possível evitar que os políticos, em especial aqueles que formam a chamada “base aliada”, joguem mais esse peso nas costas dos brasileiros, cujos bolsos já tem sido tão afetados pela bandalheira instalada pelo PT na Petrobras e em todas as empresas estatais.

  12. Daise said

    O PT ESTÁ BOMBANDO NO PETROLÃO

    + 1 BOMBA rsrsrs

    Barusco entrega documentos contra Renato Duque, o petista que comandava a diretoria de Serviços
    Postado:Sat, 06 Dec 2014 07:53:50 +0000
    Por Daniel Haidar, na VEJA.com:

    O ex-gerente de Serviços da Petrobras Pedro Barusco Filho entregou documentos que comprometem o ex-diretor de Serviços da estatal Renato Duque, libertado por liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) na quarta-feira. As provas foram oferecidas no acordo de delação premiada fechado com o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, em que ele admitiu ter participado do esquema de corrupção e passou a colaborar com as investigações em troca de uma punição mais branda da Justiça.

    Barusco é o mais recente delator da Operação Lava Jato a identificar beneficiários do petrolão. Depois de presos, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef passaram a ajudar nas investigações, principalmente apontando políticos beneficiários do esquema. O empresário Augusto Mendonça Neto e o lobista Júlio Camargo, ambos do grupo Toyo Setal, se anteciparam a uma ação da polícia e também conseguiram acordos de delação premiada. Os executivos descreveram o funcionamento do cartel formado por algumas das maiores empreiteiras do país e entregaram documentos contra Duque e o lobista Fernando Soares, o Baiano, apontado como o operador do PMDB na Diretoria Internacional. Só Mendonça Neto e Camargo descreveram o pagamento de mais de 60 milhões de dólares em propina para Barusco e Duque.

    Por ter sido subordinado a Duque, indicado pelo então ministro José Dirceu para o cargo de diretor da estatal, Barusco colaborou significativamente para apontar provas contra o antigo chefe, mas não apenas contra ele. Foram mencionados, nos depoimentos da delação premiada, novos operadores que atuavam como intermediários dos pagamentos de propina para os executivos da estatal. Barusco confirmou a participação de Shinko Nakandakari como operador do PT na Diretoria de Serviços, como apontou Erton Medeiros da Fonseca, presidente da divisão industrial da Galvão Engenharia. A colaboração de Barusco deve motivar uma nova leva de prisões desses intermediários, de acordo com investigadores.

    “Barusco presenciou muitos anos de corrupção. Tem muito mais gente envolvida”, afirmou uma fonte que acompanha a investigação.

    A insistência da família levou Barusco a se entregar e colaborar. A esposa chegou a acompanhá-lo em depoimentos ao Ministério Público. Ele enfrenta um câncer ósseo e tenta escapar da prisão. Já se comprometeu a devolver 97 milhões de dólares escondidos na Suíça e a devolver outros 6,5 milhões de reais, parte da propina que recebeu em espécie. Barusco disse que vai provar aos investigadores que gastou “apenas” cerca de 1,5 milhão de dólares do dinheiro desviado da Petrobras.
    ___________________

    ATENÇÃO PETISTAS :

    SE FICAR COMPROVADO QUE O PT MANTÉM CONTAS NO EXTERIOR O PARTIDO, SEGUNDO AS LEIS VIGENTES, SERÁ EXTINTO.

  13. Patriarca da Paciência said

    “ATENÇÃO PETISTAS :

    SE FICAR COMPROVADO QUE O PT MANTÉM CONTAS NO EXTERIOR O PARTIDO, SEGUNDO AS LEIS VIGENTES, SERÁ EXTINTO.”

    Caramba ! Como tem gente babaca neste mundo !

  14. Daise said

    Roubalheira do PT vai muito além da Petrobras e atinge 750 obras públicas.

  15. Daise said

    PT: O MAR DE MERDA QUE ASSOLA O BRASIL

  16. Daise said

    EM BRASÍLIA….

    “Levar vocêsà minha líder? Tá louco, ET ? Com que cara eu vou dizer?

    Presidenta, olha o que eu te trouxe!”

  17. Daise said

  18. Daise said

    Ato em São Paulo reúne protestos contra Dilma, os desvios na Petrobras e a votação da meta fiscal

    Segundo a Polícia Militar, 8 mil pessoas caminharam na Avenida Paulista durante a manifestação

  19. Jose Mario HRP said

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/162912/Escândalo-do-petróleo-não-afetou-aprovação-de-Dilma.htm

  20. Jose Mario HRP said

    http://tijolaco.com.br/blog/?p=23535

  21. Jose Mario HRP said

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/quem-disse-que-uma-manifestacao-nao-pode-virar-uma-comedia/

  22. Jose Mario HRP said

    http://www.maurosantayana.com/2014/11/investidor-estrangeiro-nao-da-bola-para.html

  23. Jose Mario HRP said

    http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_12_07/China-coloca-em-rbita-sat-lite-sino-brasileiro-de-monitoramento-da-Terra-1022/

  24. Patriarca da Paciência said

    “A capacidade de mobilização de Serra ficou tão evidente quanto a de Aécio. Fora o fato de que ele pelo menos foi, as estimativas giravam em torno de 800 manifestantes, divididos em dois blocos.

    Um era o dos “militaristas”. Outro, o de “civis” como Serra. Isto quer dizer que Serra levou 399 almas para a rua.

    Não. Aécio tem também sua parte, já que gravou um vídeo. Cada um levou 199,5 almas para a Paulista.

    É uma dura parada. Aécio, Lobão ou Serra? A piedade me leva a excluir Lobão: ele é a única pessoa que acredita nos propósitos de políticos como Aécio e Serra.

    Opto por Aécio como o mentecapto do dia. Serra ao menos compareceu.

    A quem eventualmente o recrimine pelo WO que deu, Aécio poderia dizer uma frase em inglês que não tem tradução: “Get a life! Entrei na política por muitas razões, menos trabalhar.”
    (Paulo Nogueira)

    E a Deise Desvairada Descarada Delirante Desmunhecada etc.etc.etc., falando em 8 mil pessoas! Simplesmente multiplicou por 10.

  25. Jose Mario HRP said

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2014/12/imprensa-esconde-nomes-dos-tucanos.html

  26. Daise said

    800 ??? ou Os cegos que não querem ver

  27. Patriarca da Paciência said

  28. Daise said

    A BURRICE É CEGA


  29. Patriarca da Paciência said

    http://rederecord.r7.com/video/documentos-da-pf-mostram-que-veja-atendia-a-interesses-de-cachoeira-4fa7165c6b71517ecda2e07e/

  30. Daise said

    Cooperativa entrega triplex de Lula, mas três mil ainda esperam imóvel
    Bancoop, que foi presidida por Vaccari e sofre investigação, contratou a OAS

    POR GERMANO OLIVEIRA
    07/12/2014 7:00 / ATUALIZADO 07/12/2014 8:36

    SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já pode passar o “reveilon” na Praia das Astúrias, no Guarujá, área nobre do litoral Sul de São Paulo. De sua ampla sacada, poderá ver a queima de fogos, que acontece na orla bem defronte do seu prédio, feito pela OAS, empresa investigada pela Operação Lava-Jato. É que na semana passada terminaram as obras de reforma do apartamento triplex no Edifício Solaris, que ele e dona Marisa Letícia, sua mulher, compraram por meio da Bancoop — a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo —, ainda na planta, em 2006. Acusada de irregularidades e em crise financeira, a Bancoop deixou três mil famílias sem receber os sonhados apartamentos.

    Por isso, o então presidente da cooperativa, João Vaccari Neto, tesoureiro do PT e investigado na Lava-Jato pela suspeita de operar parte do esquema de corrupção na Petrobras, precisou contratar a OAS para terminar pelo menos cinco prédios da Bancoop. Um deles foi o prédio onde Lula tem o triplex.

    O Edifício Solaris, onde a família Lula da Silva tem apartamento, ficou pronto em dezembro do ano passado. A reforma do apartamento 164 é tocada por seu filho Lulinha, segundo funcionários do edifício, e foi vistoriada por dona Marisa o tempo todo. Ela mesmo providenciou a decoração do local, visitado por Lula apenas três vezes.

    A família Lula construiu um elevador privativo para levá-los do 16º ao 18º, que no projeto original tinha apenas escadas internas. Lulinha usou também parte do quarto de empregada e um canto da sala para fazer um escritório. Mandou também colocar porcelanato em tudo. A cobertura com piscina também recebeu uma boa área gourmet.

    Na declaração de bens do ex-presidente em 2006, quando disputou a reeleição, ele confirmava ter pago naquele ano R$ 47.695,38 à Bancoop pelo apartamento do Guarujá. As obras no prédio de Lula só terminaram porque a empreiteira OAS foi contratada por João Vaccari Neto, ex-presidente da Bancoop até 2010, para concluir o projeto. Para a OAS terminar o prédio de Lula, cada morador teve que pagar um adicional de R$ 120 mil. O apartamento de Lula, de 297 m2, no 16º andar, beira-mar, é avaliado pela Imobiliária Factual, que ainda vende apartamentos no local, por algo entre R$ 1,5 milhão e R$ 1,8 milhão.

    A assessoria de Lula afirma que o imóvel está declarado. “O ex-presidente informou que o imóvel, adquirido ainda na planta, e pago em prestações ao longo de anos, consta na sua declaração pública de bens como candidato em 2006”.

    PUBLICIDADE
    Enquanto Lula já pode desfrutar do triplex, mais de três mil famílias associadas à Bancoop não conseguiram o tão sonhado apartamento comprado no início dos anos 2000. A cooperativa dos bancários levantou 57 empreendimentos, mas 14 estão inacabados. Cinco mil famílias já receberam seus apartamentos.

    — O João Vaccari Neto, que está sendo processado por estelionato, é o responsável por esse pesadelo dos associados da cooperativa dos bancários. O mínimo que pode lhe acontecer é a cadeia — diz Marcos Sérgio Migliaccio, presidente da Associação das Vítimas da Bancoop, que esta semana entregou ao Ministério Público Federal (MPF) um documento relacionando o caso Bancoop com a Lava-Jato.

    A “cooperativa habitacional dos companheiros do PT”, como a Bancoop é chamada por adversários, foi fundada em 1996 tendo o ministro das Relações Institucionais do governo Dilma Rousseff, Ricardo Berzoini, como diretor técnico, e João Vaccari Neto como diretor do conselho fiscal. Nos anos 2000, passou a ter oito mil associados, dos quais três mil ainda não receberam seus apartamentos. Isso levou João Vaccari Neto a ser denunciado por estelionato, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

    Por não ter entregue os apartamentos vendidos, a juíza Cristina Ribeiro Leite Balbone Costa, da 5ª Vara Criminal de São Paulo, aceitou no final de 2010, denúncia contra Vaccari. E mandou quebrar o sigilo bancário e fiscal do tesoureiro do PT nos dez anos anteriores à denúncia. Além de Vaccari, foram acusados outros quatro ex-funcionários da Bancoop, entre eles Edson Botelho Fraga, o primeiro funcionário da cooperativa e que foi contratado pelo ministro Berzoini.

    Vaccari agora é réu na ação criminal. Embora tenha sido denunciado em 2010, Vaccari não foi localizado para ser “citado” judicialmente, o que só aconteceu no dia 6 de fevereiro do ano passado. O processo ainda não teve uma sentença judicial. O promotor do caso, José Carlos Blat, que fez a denúncia contra Vaccari, acha que uma sentença deverá sair por volta de agosto de 2015, porque ainda segue os ritos processuais.

    Na quebra de sigilo de Vaccari e da Bancoop, o promotor conseguiu provas de que, na gestão do ex-tesoureiro do PT, empresas fantasmas foram criadas para interceptar parte dos R$ 460 milhões captados pela cooperativa ao longo dos anos. O promotor Blat estima que a cooperativa deu um prejuízo aos oito mil associados de pelo menos R$ 100 milhões, que teriam ido para o PT e seus dirigentes. Quebrada, a cooperativa deixou uma dívida total no mercado avaliada hoje em R$ 86 milhões. Entre as empresas estavam a Mizu, Germany e Mirante. Quando Vaccari era dirtetor financeiro da Bancoop, a Mizu tinha sede dentro da sede da Bancoop.

    — A Bancoop era um verdadeiro balcão de negócios a serviço de uma organização criminosa. Uma arapuca que deixou mais de 3.100 vítimas (os que não receberam os imóveis já pagos há uma década) — diz Blat.

    Até Freud Godoy, braço direito de Lula e que chegou a ser citado em 2006 na operação em que petistas foram suspeitos de “comprar” um dossiê contra o ex-ministro da Saúde, José Serra (PSDB), aparece nessa investigação. Depois que a cooperativa teve a quebra de sigilo determinada judicialmente, apareceram pagamentos de R$ 1,5 milhão da Bancoop para Freud Godoy, de 2005 a 2007. Na CPI da Assembleia de São Paulo, aberta para investigar os desvios da cooperativa habitacional, Vaccari disse que contratou Godoy para dar segurança a empreendimentos da Bancoop (Godoy tem uma empresa de segurança armada, que já prestou inclusive serviços à sede nacional do PT).

    Nessa CPI da Bancoop, o engenheiro Ricardo Luiz do Carmo disse que, quando as obras da cooperativa começaram, no início dos anos 2000, havia um computo de despesas por empreendimento, mas como a situação começou a sair do controle por volta de 2004, criou-se um “pool” de despesas, unindo os gastos de todos os 57 imóveis em obras, dos quais apenas 20 foram totalmente finalizados.

    — A conta única virou uma bola de neve e tudo virou uma incógnita — disse Carmo à CPI.

    O promotor afirma que entre as despesas pagas pela Bancoop houve pagamentos para um centro espírita, para pesque e pague, para um hotel cinco estrelas onde o PT promovia reuniões, e até compra de convites para a Fórmula 1.

    Vaccari informou, por meio de sua assessoria, que não iria comentar o assunto porque já deixou a Bancoop há quatro anos e que a cooperativa é que deveria responder. Já a Bancoop diz que “a denúncia contra a Bancoop não procede e não tem fundamento. Isso está sendo demonstrado no processo”. (Colaborou Cleide Carvalho)

  31. Daise said

    DILMA: A GERENTA PETROLENTA

  32. Patriarca da Paciência said

    Uma homenagem ao michele carlão deise desvairada desmiolada desbocada desbundada descarada desmunhecada etcetcetc:

  33. Patriarca da Paciência said

    Brasil ganha mundial de natação. Chora, michele carlão deise desvairada desmiolada desbocada desbundada descarada desmunhecada etcetcetc:

    Antes da disputa do revezamento 4x100m medley do Mundial de Natação em piscina curta, em Doha, Cesar Cielo havia dito que o Brasil brigaria para levar o bronze. Mal sabia que ele mesmo apagaria sua previsão. Com uma atuação antológica, ele caiu na água na quarta posição, atrás de Estados Unidos, França e Grã-Bretanha, e conseguiu levar o Brasil à medalha de ouro. Cielo mergulhou 0s85 atrás de Ryan Lochte, que fechava a prova para o time americano. Nos metros finais, após deixar para trás o francês Clement Mignon e o britânico Benjamin Proud, o brasileiro superou também o astro americano para coroar uma participação memorável da natação brasileira: o sétimo ouro, a décima medalha do país, líder geral “.

    http://globoesporte.globo.com/natacao/noticia/2014/12/cielo-voa-brasil-vence-revezamento-e-fecha-em-1-no-quadro-de-medalhas.html

  34. Patriarca da Paciência said

  35. Daise said

    E POR FALAR EM CU FUNDO…

    DILMA REVELA O TAMANHO DO PRÓPRIO APÓS ARROMBADA PELO PMDB DE
    RENAN, O NOVO GUERREIRO DO POVO BRASILEIRO
    NA “APROVAÇÃO” DO CALOTE NA LDO.rsrsrs

  36. Daise said

    VACCARI : DESTINO PAPUDA

    Vale-indigestão

    07/12/2014 02h00
    BRASÍLIA –

    Uma cena chamou a atenção de quem passou pelo encontro da cúpula do PT na última semana, em Fortaleza. No saguão do hotel, o tesoureiro João Vaccari distribuía vales a quem desejava almoçar às custas do partido. A imagem ilustra sua tarefa desde que assumiu o cargo, em 2010. Ele é o principal responsável por arrecadar e repassar o dinheiro que alimenta campanhas petistas em todo o país.

    Investigadores da Polícia Federal acreditam que essa dieta foi vitaminada com recursos desviados da Petrobras. As suspeitas ganham força a cada vez que um preso aceita falar em troca de redução da pena que deverá cumprir na cadeia.

    O ex-diretor Paulo Roberto Costa, que cobrava propina de fornecedores da estatal, e o doleiro Alberto Youssef, que enviava o dinheiro sujo ao exterior, vinculam Vaccari ao esquema. De acordo com eles, o tesoureiro recolhia pedágio de 2% a 3% do valor de cada contrato. Na outra ponta, executivos das empreiteiras corruptoras afirmam que o petista os procurava para pedir contribuições ao caixa da legenda.

    Na última quarta (3), veio à tona uma novidade. O empresário Augusto Ribeiro de Mendonça Neto contou em juízo que era orientado a pagar propina em forma de “doações oficiais ao Partido dos Trabalhadores”. Se o relato for comprovado, estaremos diante de uma solução criativa para o crime de caixa dois: a corrupção no caixa um, com envio de recibo à Justiça Eleitoral.

    Vaccari tem se esquivado de dar explicações. Nega as acusações por escrito, mas foge de entrevistas e conta com a tropa do governo para não ter que depor no Congresso.

    O PT deveria esclarecer a participação de seu secretário de finanças no escândalo –que já ameaça a imagem da presidente, como mostra a nova pesquisa Datafolha. Tratá-lo como vítima e continuar a comer em sua mão, como fizeram seus dirigentes em Fortaleza, pode ser uma escolha mais arriscada.

  37. Daise said

    PROBLEMAS NA VIDA PRIVADA DO PATRIARCA DA PAPUDA

  38. Daise said

    VACCARI : DESTINO PAPUDA

    Em 2012, Vaccari declarou à Receita ter recebido R$ 724 mil

    Na época, tesoureiro petista acumulava quatro fontes de renda, incluindo o cargo em Itaipu

    BRASÍLIA – O secretário nacional de Finanças do PT, João Vaccari Neto, chegou a acumular quatro fontes de renda em 2012 e a receber, em valores brutos, R$ 724,5 mil no ano, dos quais R$ 315,1 mil foram pagos por Itaipu Binacional por conta do exercício do cargo de conselheiro na usina. As informações estão nas declarações de imposto de renda de Vaccari à Receita Federal. Nos documentos, o tesoureiro do PT não declara qualquer remuneração do partido pelo exercício do cargo de chefia na direção nacional da legenda.

    Além da remuneração por integrar o Conselho de Administração de Itaipu, um cargo público, Vaccari informou à Receita ter recebido R$ 348,7 mil do Banco Santander, R$ 31,9 mil do Banesprev — Fundo Banespa de Seguridade Social e R$ 28,7 mil do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em 2012. Ele é sindicalista e ex-bancário, com atuação no Banespa, comprado pelo Santander.

    O tesoureiro nacional do PT foi nomeado em janeiro de 2003, o 1º mês do 1º mandato do presidente Lula, para o cargo de conselheiro de Itaipu, função renovada sucessivamente até agora. Já são 12 anos no exercício da função. A remuneração mensal atual é de R$ 20,8 mil. Os conselheiros se reúnem ordinariamente 6 vezes por ano. Vaccari foi nomeado por Lula e pela então ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff. As declarações de imposto de renda mostram que, entre 2005 e 2013, Vaccari recebeu, em valores brutos, R$ 2,2 milhões de Itaipu Binacional.

    O tesoureiro foi envolvido no escândalo de desvios de recursos da Petrobras pelos dois principais delatores do esquema, o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef. Eles acusaram Vaccari de ter intermediado desvios das obras da empresa para o partido, o que o tesoureiro nega. A três dias do segundo turno das eleições presidenciais, o petista informou que deixaria o cargo de conselheiro de Itaipu. No site da usina, Vaccari ainda aparece como ocupante do cargo.

    Em 2010, o petista ainda recebeu remuneração da Cooperativa Habitacional de São Paulo: R$ 37,3 mil no ano. Ele presidiu a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) e foi investigado por supostos desvios da entidade.

    Pagamentos maiores a cada ano

    Já os pagamentos do Santander aumentaram a partir de 2010. Naquele ano, Vaccari recebeu R$ 107 mil. No ano seguinte, R$ 130,8 mil. E, em 2012, o último ano de remuneração, R$ 348,7 mil. O GLOBO procurou a assessoria de imprensa do Banco Santander no início da noite de sexta-feira, mas não houve resposta até o fechamento desta edição.
    O Banesprev começou a remunerar o tesoureiro do PT em 2012 e prosseguiu em 2013, com pagamento de R$ 64,9 mil.

    O tesoureiro chegou a declarar em 2006 à Receita um patrimônio de R$ 477,2 mil, entre apartamentos, carros e aplicações financeiras. Mas, desde 2009, o único bem declarado são 100 ações ordinárias do Santander no valor de R$ 5 mil. Em 2010, Vaccari declarou uma doação de R$ 14.040 ao PT.

    O GLOBO tentou obter a posição do tesoureiro do PT sobre as fontes de renda e sobre o patrimônio declarado à Receita, na noite de sexta, mas não obteve sucesso. A reportagem ligou na casa de Vaccari em São Paulo e ninguém atendeu. O advogado Luiz Flávio D’Urso informou que só defende o tesoureiro nos processos sobre o Bancoop. A assessoria de imprensa do PT não deu retorno às ligações. O presidente do partido, Rui Falcão, também não retornou às chamadas.

  39. Daise said

    MÁFIA DAS EMPREITEIRAS: IL CAPO DI TUTTI CAPI

    Empreiteiro relata lobby para fazer obra no porto do Rio

    ESTELITA HASS CARAZZAI
    DE CURITIBA
    MARIO CESAR CARVALHO
    DE SÃO PAULO
    07/12/2014 02h00

    Um bilhete escrito pelo presidente de uma empreiteira relata o lobby feito para pôr de pé um negócio de R$ 8 bilhões, a revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro.

    Léo Pinheiro, presidente da Construtora OAS, conta no texto de abril de 2007 que “o presidente da República e o governador não só tomaram conhecimento como já desencadearam ações de apoio ao projeto”. O presidente à época era Lula (PT), e o governador, Sérgio Cabral (PMDB).

    O projeto, conhecido como Porto Maravilha, começou a ser executado em 2010 por um consórcio com OAS, Odebrecht e Carioca. Está previsto para ficar pronto em 2016.

    O autor do bilhete foi preso no dia 14 pela Operação Lava Jato da Polícia Federal, sob acusação de pagar propina para obter contratos na Petrobras, o que seus advogados negam. Mais três executivos da OAS estão presos.

    Entre outras ações que o presidente teria desencadeado, o executivo da OAS diz que o Ministério das Cidades coordenaria a participação do governo federal e de bancos públicos. Isso de fato ocorreu.

    A coordenação era importante porque a revitalização envolve uma série de órgãos federais, como a SPU (Secretaria do Patrimônio da União), responsável pelos terrenos do governo. O bilhete relata ainda que o governo do Estado apoiaria a revitalização da área, o que também ocorreu.

    DINHEIRO RÁPIDO

    O ingresso da Caixa Econômica Federal no projeto, por determinação de Lula, foi fundamental para desatar um dos nós da revitalização: a prefeitura não tinha os recursos para revitalizar o porto.

    A Caixa desfez o nó ao se dispor a comprar com recursos do FGTS todos os títulos imobiliários da região, emitidos pela Prefeitura do Rio.

    Esses títulos permitem que construtoras levantem prédios com mais andares do que aqueles previstos pela lei. É como se a construtora comprasse o espaço no ar para fazer mais prédios mais altos do que se permite e pagasse ao poder público por isso.

    Como a Caixa se dispôs a comprar todos os títulos de uma vez, a prefeitura não precisou ficar negociando caso a caso, o que poderia levar anos para levantar os R$ 8 bilhões necessários ao projeto. Por vias indiretas, a Caixa acabou se tornando a principal financiadora da obra.

    O texto diz que a OAS estava elaborando o melhor modelo de negócio e sugere que a Companhia Docas do Rio, que administra o porto, precisaria de “novo presidente, com perfil apropriado para gestão da revitalização”.

    A troca de presidente não ocorreu, mas em setembro de 2013 a presidente Dilma Rousseff autorizou que a prefeitura do Rio desapropriasse vários imóveis da região que eram da Companhia Docas.

    O bilhete foi encontrado na casa do presidente da OAS numa caixa de papelão com a inscrição “Dr. Léo”, guardada no closet do empreiteiro.

  40. Daise said

    NÃO SOBRARÁ PEDRA SOBRE PEDRA

    Lava Jato investigará concessões e obras de aeroportos

    Novas etapas da operação buscarão crimes que transcenderam a Petrobrás; Viracopos e outros quatro terminais estão na mira

    Por Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba, Julia Affonso e Fausto Macedo

    As concessões e obras em cinco aeroportos, entre eles o de Viracopos, em Campinas (SP) – parte do primeiro pacote de transferência de infraestrutura para a iniciativa privada no governo Dilma Rousseff, em 2012 – estão na mira das novas etapas de investigação da Operação Lava Jato. A força-tarefa que apura fraudes, desvios, corrupção e propina na Petrobrás vai buscar a partir de janeiro os “crimes transcendentes” do esquema, conforme suspeita o juiz federal Sérgio Moro.

    Lista de 750 contratos alvo dos negócios ilícitos do doleiro Alberto Youssef reforçou, na avaliação dos investigadores, a necessidade de apurações em setores de infraestrutura como o de transportes. Além do Aeroporto de Viracopos, que já aparecia nas investigações, estão sob suspeita as obras de adequações no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, em 2008; do Aeroporto de Confins, em Minas Gerais, em 2011; do Aeroporto Eduardo Costa, em Manaus, e a concessão estadual do Aeroporto de Feira de Santana, na Bahia, em 2012. Três dessas obras (Confins, Galeão e Manaus) estão na lista de 750 contratos apreendida com Youssef.
    A soma dos valores registrados como preço da intermediação chega a R$ 11 bilhões. Só com os três contratos que constam na lista de Youssef (Confins, Galeão e Manaus) ele pode ter recebido R$ 4,4 milhões.

    Na semana passada, ao rejeitar pedido de revogação da prisão de executivos de empreiteiras, Moro escreveu que “embora a investigação deva ser aprofundada” em relação a outras áreas, “é perturbadora” a apreensão da planilha de Youssef, sugerindo que os crimes do esquema “transcenderam a Petrobrás”.

    No caso do leilão de Viracopos, em fevereiro de 2012, o consórcio vencedor tem como uma das sócias o grupo UTC/Constran, alvo da Lava Jato. O leilão foi vencido por R$ 3,2 bilhões. Tanto a UTC como a Constran têm executivos na mira da operação.

    A força-tarefa já havia encontrado elementos para apontar “negócios bilaterais” entre a UTC e Youssef. Já a Constran, incorporada pela UTC, aparece como beneficiária da intermediação de Youssef para liberação de precatórios no governo do Maranhão.
    A colaboração premiada de alguns dos alvos da investigação, entre eles o próprio doleiro e dois executivos que operavam para a Toyo Setal – Augusto Mendonça e Júlio Camargo – reforçou as suspeitas de ligação de parte da sociedade que assumiu Viracopos com o chamado ‘clube’ de empreiteiras que atuava na Petrobrás.

    O monitoramento dos contatos que visitavam o escritório de Youssef em São Paulo, onde eram realizados pagamentos de propina e acertos, segundo ele próprio admitiu, também reforça a suspeita. Sete executivos e funcionários da UTC/Constran – entre eles dois de seus donos, Ricardo Pessoa e João de Teive Argolo, visitaram o prédio entre 2011 e 2012, período em que os consórcios formados por ela vencem as concorrências de Viracopos e também do Aeroporto Regional de Feira de Santana (BA).

    O presidente do Conselho de Administração da Concessionária Brasil Viracopos, João Santana, foi fotografado entrando no local.

    Diretor da Constran e ex-ministro de Infraestrutura do governo Collor, João Santana não foi alvo das buscas da sétima fase da Lava Jato, denominada Juízo Final, mas foi qualificado nos autos.

    “Possui registro de entrada no prédio de Youssef. Seus dois últimos sobrenomes foram omitidos, porém como existe o registro fotográfico compatível, foi possível identificá-lo”, destacou a PF, abaixo da foto de Santana, da sua qualificação e do registro de entrada no prédio.

    O mais assíduo dos visitantes no prédio de Youssef é um funcionário de nome Ednaldo Alves da Silva, que foi mais de 12 vezes nesse período. Augusto Mendonça e Júlio Camargo contaram como funcionava o ‘clube’ de empreiteiras que fatiava obras públicas.

    Para vencer licitações, Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa afirmaram haver esquema de pagamento de propina para PT, PMDB e PP, que abasteceu também PSDB e PSB.

    “Não se pode excluir a possibilidade do mesmo modus operandi ter sido ou estar sendo adotado em outros contratos” com empresas e entidades públicas, explicou Moro ao analisar e negar um pedido de liberdade de um executivo do suposto cartel preso cautelarmente. A planilha dos 750 contratos alvos de Youssef, um verdadeiro portfólio de negócios a serem investigados, relaciona “obra pública, a entidade pública contratante, a proposta, o valor, e o cliente do referido operador, sendo este sempre uma empreiteira, ali também indicado o nome da pessoa de contato na empreiteira”, descreve a Lava Jato.

    No caso das obras dos aeroportos, não necessariamente a “cliente” foi contratada para a concorrência alvo, mas todas são alvo da força-tarefa. Como o modus operando da organização criminosa investigada na Lava Jato era a combinação de contratos e a fraude em licitações, as empreiteiras podem ter sido contratadas diretamente para outra obra ou terem prestado serviços terceirizados.

    Qualificação do presidente da UTC Engenharia, sócia da concessionária de Viracopos, Ricardo Pessoa, qualificado em visita a Youssef.
    Qualificação do presidente da UTC Engenharia, sócia da concessionária
    de Viracopos, Ricardo Pessoa, qualificado em visita a Youssef.

    COM A PALAVRA, A ANAC

    A ANAC informou que não sabe de cartel. “É importante ressaltar que as concessões foram realizadas por meio de leilões públicos, baseados em editais previamente submetidos a audiências públicas e com regras que visavam maximizar a concorrência. Uma dessas regras impedia que a Agência divulgasse os participantes habilitados antes de cada leilão, ou seja, os concorrentes só foram conhecidos no momento de cada leilão.

    O objetivo dessa estratégia foi justamente evitar eventual conluio entre os participantes. Isso pode ser observado nos resultados dos leilões: grande número de participantes e elevados ágios. Leilão de São Gonçalo do Amarante = disputado por quatro grupos e ágio superior a 300%. Leilão de Guarulhos, Brasília e Viracopos = ágio médio de 347%. Leilão de Galeão e Confins = ágio médio de 253%”.”

    Informou ainda desconhecer intermediação do doleiro Alberto Youssef em alguma concessão ou obra. “As regras impostas pela ANAC, previstas nos editais de concessão, foram todas cumpridas, razão pela qual o resultado de todos os certames foram homologados por esta Agência. A lisura dos processos de concessão foi evidenciada publicamente em todos os atos adotados por esta Agência.”

    COM A PALAVRA, A INFRAERO
    A concessão de aeroportos é de responsabilidade da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), não da Infraero. As contratações de obras da Infraero são feitas mediante licitações públicas, não são permitidas intermediações de quem quer que seja. Os contratos são feitos diretamente com as empresas pelo grupo técnico encarregado de cada licitação.
    O Aeroporto de Manaus não foi concedido, é administrado pela Infraero. E o Aeroporto de Feira de Santana não é administrado pela Infraero.

    COM A PALAVRA, A UTC/Constran
    O senhor João Santana não é investigado na referida operação e jamais foi “flagrado” em visita ao escritório de um doleiro. A UTC desconhece a existência de um ‘clube de empresas’ e repudia afirmações que a relacionam um suposto cartel. Ao longo de 40 anos a UTC conquistou contratos sempre seguindo procedimentos legítimos.
    COM A PALAVRA, o Consórcio Aeroportos Brasil Viracopos

    O consórcio Aeroportos Brasil, vencedor do leilão de concessão do Aeroporto Internacional de Viracopos, seguiu todas as regras do edital de licitação e ganhou um Leilão publico na BM&F Bovespa com oferta de R$ 3,821 bilhões, valor 159,75% acima do preço mínimo. Importante ressaltar que o Aeroporto Internacional de Viracopos foi objeto de um disputadíssimo leilão. Diversos consórcios formados por algumas das maiores empresas do país participaram da disputa. Depois de definido o vencedor, grupos perdedores tentaram reverter o resultado, recorrendo inclusive à Justiça, que manteve o vencedor inicial, atestando a lisura do processo.
    COM A PALAVRA, A Construcap

    Informou não ter sido contratada para as obras do Aeroporto do Galeão.
    O governo da Bahia não retornou aos questionamentos.

  41. Daise said

    BASE ALIADA JANTANDO O ABACAXI (dilma)

    http://veja3.abrilm.com.br/assets/images/2014/12/251754/brasil-20141204-56-size-598.jpg?1417697299

  42. Daise said

    BASE ALIADA JANTANDO O ABACAXI (dilma)

  43. Daise said

    LULA: O SANTARRÃO EMBUSTEIRO

    …A Bancoop, cooperativa que deixou milhares de pessoas na mão devido às fraudes de seu diretor, o tesoureiro do PT João Vaccari (investigado na Lava Jato por atuar na quadrilha do petrolão), está entregando o triplex de Lula. A obra, fiscalizada por Lulinha, fica em área nobre do Guarujá e foi tocada pela OAS (envolvida nos escândalos da Petrobras). Então quer dizer que Lula, paladino dos pobres, recebeu triplex da Bancoop de Vaccari, reformado pela OAS, onde as elites paulistanas passam férias? É a própria ‘piada pronta’.”

  44. Guatambu said

    Patriarca,

    Então vc era contador em uma empresa de construção, sabia da corrupção e não falou nada?

  45. Daise said

    Delegado instaura inquérito por estelionato contra Bancoop e OAS
    DE SÃO PAULO

    08/12/2014 02h00

    O delegado titular do 18º Distrito Policial de São Paulo, Sérgio Marino Pereira Passos, instaurou inquérito para apurar acusação de estelionato contra a Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo) e a Construtora OAS, investigada pela Polícia Federal na Operação Lava Jato.

    Em boletim de ocorrência, o engenheiro Cláudio Martins Cabrera acusa a cooperativa habitacional de não ter entregue apartamento comprado em 2008 no bairro da Mooca, na zona sul da capital paulista.

    Ele cita como responsável à época pela Bancoop o atual tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e afirma que a OAS, que assumiu a obra posteriormente, revendeu o imóvel para outra pessoa.

    Procurada pela Folha, a OAS não respondeu até o fechamento desta edição. A Bancoop não foi localizada.

  46. Jose Mario HRP said

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2014/12/producao-petroleo-e-gas-bate-recorde-e.html

  47. Patriarca da Paciência said

    Guatambu, 44,

    é isso aí mesmo, .

    Ou como disse a presidenta Dilma, em resposta exemplar ao Agripino Maia, “eu não tenho nenhum compromisso com a ditadura”.

    Veja o vídeo:

  48. Guatambu said

    Elias,

    Parece que temos cúmplices em série aqui no blog do Pax…

  49. Guatambu said

    E enquanto o Brasil vive esse pastelão de corrupção a China dá um exemplo interessante:

    O Primeiro Ministro chinês: Xi Jingping autorizou processar, prender e banir um dos principais funcionários do governo chinês, o Zhou Yongkang.

    As acusações são um absurdo… e bilhões de dólares roubados.

    E a galera aqui se gabando que a Dilma manda investigar.

    Quanta mediocridade.

  50. Patriarca da Paciência said

    “O Primeiro Ministro chinês: Xi Jingping autorizou processar, prender e banir um dos principais funcionários do governo chinês, o Zhou Yongkang.”

    Guatambu,

    você acha mesmo que um presidente brasileiro tem o mesmo poder de um presidente chinês ?

    Que tal a Dilma simplesmente “banir” o Aécio ?

    É impressionante essa história de como as pessoas admiram a truculência.

    Felizmente, no Brasil, a maioria é democrata e todas as pessoas para serem condenadas precisam antes ser investigadas, julgadas, podendo apresentar contraditório, defesa e, somente após, serem condenadas.

    Acho que mediocridade é acreditar que as coisas podem ser resolvidas na base da canetada.

    Quem é presidente “manda prender e arrebentar” como dizia o “saudoso” “presidente” João Figueiredo e está tudo resolvido !

    Quanta ingenuidade !

  51. Patriarca da Paciência said

    “Colunista Ricardo Kotscho ironiza o desapontamento de Lobão com a ausência do senador Aécio Neves (PSDB-MG) no protesto pelo impeachment da presidente Dilma, quando o músico afirmou estar “pagando de otário”; “Se tivesse lido a coluna de Ancelmo Gois publicada no jornal O Globo, no mesmo dia, Lobão teria a resposta nesta nota: ‘Descanso: Aécio e família descansam em Santa Catarina, onde ele obteve dois terços dos votos’. Ninguém é de ferro”, informa Kotscho”
    (247)

    Como disse Paulo Nogueira: “Aécio entrou na política por vários motivos. Trabalhar não é um deles”.

  52. Guatambu said

    Patriarca,

    A China, inclusive, posta no twitter quem são os políticos investigados e os motivos.

    Acho bem legal a iniciativa.

    Um país hermético como a China parece ser, em muitos aspectos, mais transparente que o Brasil.

    Ingenuidade > mediocridade

    hehe

  53. Patriarca da Paciência said

    Guatambu,

    no Brasil, todos os dias, a imprensa falada, escrita e televisada e a internet publicam diariamente quem são os políticos investigados e quais os motivos. Todos eles, inclusive políticos do governo e o ´próprio governo.

    Na China a coisa é bem mais seletiva. Só vai para o público aquilo que o governo permite. Políticos de projeção, apenas quando caem em desgraça !

    Na China a internet é controlada. Que o diga o Google !

  54. Daise said

    DILMA REJEITADA PELO TSE ?

    Técnicos do TSE querem rejeição de contas de Dilma
    ANDRÉIA SADI
    SEVERINO MOTTA
    DE BRASÍLIA

    08/12/2014 14h28 – Atualizado às 15h18
    Técnicos do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) se manifestaram pela rejeição das contas de campanha da presidente Dilma Rousseff, do PT e do Comitê da sigla. O material será enviado ao ministro Gilmar Mendes, relator do processo de prestação de contas, que poderá acatar ou não a indicação.

    De acordo com os técnicos, 13% das saídas de recursos e 5% das entradas foram irregulares. A íntegra do relatório será enviada a Mendes e também ao procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot.

    A partir dos dados dos técnicos, Mendes avaliará se os erros são de maior ou menor gravidade e redigirá um relatório e voto pela aprovação ou rejeição das contas. O material produzido pelo ministro será submetido ao plenário do TSE.

    De acordo com advogados ouvidos pela Folha, uma eventual rejeição das contas não impede a diplomação da presidente Dilma Rousseff. Pode, no entanto, servir de base para a abertura de investigações.

    Partidos e coligações, até 15 dias após a diplomação, podem enviar representações à Justiça Eleitoral. De acordo com a Lei das Eleições, se a partir da representação forem comprovadas a “captação ou gastos ilícitos de recursos, para fins eleitorais”, há possibilidade de se negar o diploma ou de cassá-lo, caso o mesmo já houver sido expedido.

    SERVIÇOS DE INFORMÁTICA

    Funcionários do tribunal também suspeitam de irregularidades na contratação empresa UMTI, de Florianópolis, que recebeu R$ 874.332,25 da campanha petista. A empresa emitiu notas de R$ 41.268 a R$ 160.328 pela locação de computadores e impressoras e prestação de suporte técnico para o comitê de campanha presidencial.

    O CNPJ da empresa está ativo desde 2003, mas ela só obteve autorização da Prefeitura de Florianópolis -um dos locais onde declara estar instalada- para emitir notas fiscais no início de setembro deste ano, já em plena campanha eleitoral.
    ….

    13% x ~$300 milhões = ~R$40 milhões e 5% x ~300 milhões = R$ 15 milhões é muito dinheiro!

  55. Guatambu said

    Patriarca,

    Qual é o país em que o governo briga mais com a imprensa do que efetivamente faz política para o povo? A galera do PT anda defendendo a regulação da mídia pq mesmo? Pra transformar o Brasil no que vc mesmo diz que é o pior da China?

    Outra: qual a diferença entre o controle da mídia e o financiamento da mídia pelo governo?

    Outra: qual é o país em que um jornalista estrangeiro é expulso por falar uma verdade, por exemplo, que o presidente do país gostava de beber?

    Outra: qual é o país em que uma das peças mais importantes do partido, condenado por corrupção, não é expulso do partido?

    Outra: qual é o país em que o governo corre para dizer que “é intriga da oposição” quando o próprio governo erra suas projeções e a imprensa divulga?

    Outra: qual é o país em que que o governo pede a cabeça de um analista de um banco renomado por não estar alinhado ao governo?

    Outra: qual é o país em que é necessário mudar a regra às pressas, em uma negociação essencialmente financeira, para que o próprio governo possa cumpri-la?

    Outra: qual é o país, que com toda essa abertura e transparência, não consegue crescer nem 1%, e com viés de baixa?

    Mas o brasileiro é feliz e hoje tá com a barriga cheia, né Patriarca?

    É isso que importa!

  56. Daise said

    Em pleno julgamento do Mensalão, José Dirceu assinou um contrato de R$ 75 mil mensais com a Camargo Corrêa. Para quê? Ora, precisa ter para quê?

    https://assets-auto.rbl.ms/e2fd86f9c5c8c989692ad5d1727351c5776d23d957c731e6c5f61ae140ed40e1

  57. Patriarca da Paciência said

    “Qual a diferença entre o controle da mídia e o financiamento da mídia pelo governo?”

    Você deve estar se referindo ao governo de São Paulo e ao governo de Aécio Neves, estes sim, financiaram e financiam a mídia.

    Outra: “qual é o país em que um jornalista estrangeiro é expulso por falar uma verdade, por exemplo, que o presidente do país gostava de beber?”

    O Lula nunca expulsou o Reinaldo de Azevedo e o Augusto Nunes, os quais vivem a chamá-la de cachaceiro desde o tempo em que o Lula ainda era candidato. O Lula sequer se deu ao trabalho de responder a qualquer boçalidades que eles dizem !

    Outra: “qual é o país em que uma das peças mais importantes do partido, condenado por corrupção, não é expulso do partido?”

    Você está se referindo a José Dirceu ? Pelo que me consta, ele foi condenado com base numa teoria, a tal “teoria do domínio do fato”, com a argumentação de que ele tinha “obrigação” de saber que seus subordinados eram corruptos. Até hoje, nada foi provado contra José Dirceu, a não ser que sua ex-esposa financiou um apartamento num banco! Por incrível que pareça, o José Serra e o Alckmin tiveram muitos mais subordinados envolvidos com corrupção e, até hoje, sequer foram processados ! A argumentação de que “parlamentares foram comprados pelo PT”, até hoje, não foi provada também, a contrário da reeleição do Fernmando Henrique Cardoso, o qual realmente “comprou” parlamentares, os quais inclusive se denunciaram.

    “Outra: qual é o país em que o governo corre para dizer que “é intriga da oposição” quando o próprio governo erra suas projeções e a imprensa divulga?”

    Eu acho que esse é o argumento mais usado em todo o mundo e por todos os políticos do mundo !

    “Outra: qual é o país em que que o governo pede a cabeça de um analista de um banco renomado por não estar alinhado ao governo?”
    Em qualquer país do mundo e por qualquer motivo. Se o governo “executa” o analista, aí sim, apenas alguns países o fazem e, o Brasil, não faz isso.

    “Outra: qual é o país em que é necessário mudar a regra às pressas, em uma negociação essencialmente financeira, para que o próprio governo possa cumpri-la?”

    Em qualquer país do mundo, nos Estados Unidos o Obama, faz isso todos os anos. O Bush fez, o CDliton etc.etc.etc.

    “Outra: qual é o país, que com toda essa abertura e transparência, não consegue crescer nem 1%, e com viés de baixa?”

    Poucos países no mundo vão crescer mais que 1% este ano. Na Europa, parece que só o Reino Unido, mas isso depois de uma década de recessão.

    “Mas o brasileiro é feliz e hoje tá com a barriga cheia, né Patriarca?”

    Sem barriga cheia não há felicidade, sequer aprendizagem. Que o digam as crianças que ficavam sonhando com um prato de comida, enquanto a professora falava coisas desconexas, para eles, visto que não tinham atenção nem condições para entender nada.

  58. Daise said

    PETROLÃO
    EMPRESAS DO CARTEL LEVARAM R$ 58,9 BI DO BNDES

    CARTEL DE EMPREITEIRAS DO PETROLÃO RECEBEU QUASE R$ 60 BILHÕES DO BNDES
    Publicado: 8 de dezembro de 2014 às 0:00 – Atualizado às 0:01
    Por: Redação

    Consórcios de empreiteiras enroladas no escândalo do Petrolão receberam, entre 2009 e 2014, quase R$ 59 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), sem contar as obras financiadas no exterior.

    A hidrelétrica de Belo Monte (PA) rendeu mais de R$ 22,5 bilhões à Camargo Corrêa, Queiroz Galvão, OAS, Odebrecht e Andrade Gutierrez, sem nunca ter gerado um só kilowatt.
    As obras de uma refinaria, duas linhas do Metrô e quatro hidrelétricas custaram ao contribuinte brasileiro, via BNDES, R$ 58,95 bilhões.

    A refinaria de Abreu Lima, que nunca produziu uma gota de gasolina, rendeu à Camargo Corrêa, Odebrecht e OAS mais de R$ 10,5 bilhões.

    O cartel do Petrolão também viu o dinheiro farto do BNDES nas obras da linha 6 do metrô paulistano, foram mais de R$ 4,5 bilhões.

  59. Daise said

    O REI DA TOLICE NÃO SE EMENDA. SÓ FALA BOBAGEM !

    Em qualquer país do mundo, nos Estados Unidos o Obama, faz isso todos os anos. O Bush fez, o CDliton etc.etc.etc.

    É MENTIRA DESLAVADA!

    ë nisso que dá ser ideologicamente emburrecido e só ler PHA…rsrsrs

  60. Patriarca da Paciência said

    Para quem não sabe, Os Estados Unidos arrastam um déficit fiscal imenso, faz décadas !

  61. Daise said

    Cinco brasileiros anfíbios geniais venceram o campeonato mundial apesar do Brasil.

    O vencedor do campeonato mundial de natação em piscina curta não foi o Brasil. Foram cinco brasileiros: Etiene Medeiros, Guilherme Guido, Felipe França, Marcos Macedo e Cesar Cielo.

    As dez medalhas (sete de ouro, duas de prata e uma de bronze) conquistadas em Doha, no Catar, pertencem a esses anfíbios geniais. Eles triunfaram apesar do Brasil.

    Além dos maiores nadadores do planeta, os cinco tiveram de derrotar o viveiro de doutores em futebol, um Ministério do Esporte rebaixado a curral do PCdoB, a inexistência de qualquer coisa parecida com política esportiva, cartolas que só descobrem grandes atletas já descobertos por outros países, a crônica escassez de verbas, centros de treinamento em decomposição, uma infraestrutura indigente e tantos outros frutos do casamento da inépcia lucrativa com o oportunismo.

    Dilma Rousseff, para quem piscina curta é aquela em que o neto está aprendendo a nadar, não vai perder a chance de enrolar-se na bandeira do Brasil.

    Ela ainda acha que festejar façanhas alheias fará o povo esquecer que o país do Petrolão logo estará liderando o campeonato mundial da corrupção.

    Augusto Nunes

    —-

    Detalhe importante: Eles estudam ou estudaram em universidades americanas onde realizam regularmente treinamento especializado.

  62. Daise said

    Confundir deficit fiscal com dívida pública (títulos do governo em posse de investidores) é coisa de contador de histórias de botequim.
    Comprou o diploma no CRC local?

    E risível!

  63. Daise said

    José Dirceu recebeu R$ 886 mil de empreiteira investigada na Lava Jato
    RUBENS VALENTE
    DE BRASÍLIA
    MARIO CESAR CARVALHO
    DE SÃO PAULO

    08/12/2014 18h46
    A empresa do ex-ministro José Dirceu (PT) recebeu um total de R$ 886 mil entre maio de 2010 e fevereiro de 2011 da empreiteira Camargo Corrêa para serviços diversos de consultoria, tais como “análise de aspectos sociológicos e políticos do Brasil”, “assessoria na integração dos países da América do Sul” e “palestras e conferências internacionais”.

    A primeira parcela paga foi de R$ 221 mil. As demais, de R$ 73,8 mil.


    Trecho do contrato firmado entre a Camargo Corrêa e empresa do ex-ministro José Dirceu

    Os pagamentos foram divulgados nesta segunda-feira (8) no site da revista “Época”. A Folha também localizou, nos autos da Operação Lava Jato, a cópia do contrato fechado em abril de 2010 entre a Camargo Corrêa e a JD Assessoria e Consultoria, uma pequena empresa do ex-ministro que funciona na avenida República do Líbano, no Ibirapuera, em São Paulo.

    A cópia do contrato e os registros dos pagamentos foram apreendidos pela Polícia Federal na sede da empreiteira Camargo Corrêa, na avenida Brigadeiro Faria Lima, em São Paulo, durante a sétima fase da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal no dia 14 de novembro e que levou à prisão diversos empresários da construção civil.

    Um dos consórcios liderados pela Camargo Corrêa tem um dos maiores contratos para a construção da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, de R$ 4,78 bilhões.

    De acordo com o contrato, a empresa de José Dirceu, além das palestras e consultorias, deveria “permanecer à disposição” da empreiteira para “prestar quaisquer informações, quando solicitada, sobre os serviços para os quais foi contratada”. Também deveria trabalhar para a “divulgação do nome da contratante [Camargo Corrêa] dentro da comunidade internacional e nacional”.

    Pelo contrato, a Camargo Corrêa também ficou responsável por “fornecer todo e qualquer material, elementos e informações, incluindo, mas não limitando, passagens aéreas, hospedagens e informações sobre seus objetivos necessários para instruir e orientar a atuação” da JD Assessoria.

    No mesmo endereço da Camargo Corrêa, a PF apreendeu contratos assinados entre a empreiteira e outras empresas de consultoria, dentre as quais a Treviso Empreendimentos, no valor de R$ 18 milhões, e a Piemonte Empreendimentos, no valor de R$ 6,1 milhões. Essas duas consultorias eram dirigidas pelo empresário Julio Camargo, que também trabalhava com a Toyo Setal. Durante a Operação Lava Jato, Camargo fez uma delação premiada e revelou que fazia pagamentos para o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, e o ex-gerente de engenharia da petroleira Pedro Barusco.

    O ex-ministro disse por meio de sua assessoria que o contrato não tem qualquer relação com a Petrobras e que os serviços foram prestados no exterior.

    À Folha, a Camargo Corrêa confirmou a existência do contrato, mas não quis fazer comentários sobre o negócio.

  64. Daise said

    ZÉ DIRCEU É A COISA QUE NÃO VAI EMBORA.

    patriarca (tolinho) da papuda já chamou um contador/encanador e nada…a coisa volta rsrsrs

  65. Daise said

    PETROLÃO: DILMA DIZ QUE NÃO SABIA(?) MAS O POVO SABE !.

  66. Daise said

    AGORA FALA O “PERV” DE TULANE: IDELBER

    http://www.idelberavelar.com/

    Believe it or not !:

    Ele diz que não provas e põe a culpa nas outras…

    Pax anda triste….

  67. Daise said

    Ele diz que não há provas e põe a culpa nas outras…

    Pax anda triste….envolvidocem novos projetos contra Katia Abreu…rsrssr

  68. Daise said

    CORRUPTOS PETISTAS DESESPERADOS

    Nada de compras com cartão na Macy’s (NY) ou na H.Stern (MIA).rsrsr\]=

  69. Daise said

    ESCANDALOS EM SÉRIE:

    Em carta, ex-amante ameaçou entregar empreiteiro da Lava Jato

    RUBENS VALENTE
    DE BRASÍLIA
    MARIO CESAR CARVALHO
    DE SÃO PAULO

    08/12/2014 16h58 – Atualizado às 18h36

    Uma carta apreendida pela Operação Lava Jato revela ameaças de uma ex-amante ao empreiteiro Ricardo Ribeiro Pessoa, da UTC Engenharia.

    Ela promete “entregar” pessoas ligadas ao doleiro Alberto Youssef e pede, em troca do silêncio, o pagamento de R$ 1,55 milhão para se mudar do Brasil e começar “outra vida” no exterior.

    Ameaças de uma mulher que ele identificou como Mônica Santos haviam sido narradas pelo próprio Pessoa no depoimento que prestou à Polícia Federal após sua prisão, em 14 de novembro.

    Ele disse na ocasião que havia tido um “breve um relacionamento” com Mônica, 22 anos atrás, e que ela passou a “lhe importunar” por volta de 2012.

    Pessoa disse ter pago cerca de R$ 800 mil a Mônica por meio do doleiro Alberto Youssef, embora um advogado o tivesse aconselhado a abrir um boletim de ocorrência policial.

    O que Pessoa não contou à PF é que as “importunações” voltaram a ocorrer depois dos pagamentos e incluíam ameaças de delatar à Polícia Federal que Youssef era amigo do empreiteiro.

    Youssef foi preso em março, na primeira etapa da Operação Lava Jato, e Mônica associou o noticiário à pessoa enviada pelo empreiteiro para fazer tratativas com ela. Na carta, a mulher disse estar “apavorada” com ligações não identificadas.

  70. Jose Mario HRP said

    http://www.brasil247.com/pt/247/sc247/162965/No-dia-do-protesto-em-SP-Aécio-curtiu-a-praia-em-SC.htm

  71. Jose Mario HRP said

    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/lsquo_modelo_rsquo_conteudo_forma

  72. Patriarca da Paciência said

    Déficit fiscal dos EUA é o menor em seis anos
    Déficit do governo em 2014 até setembro foi de US$ 483 bilhões.
    Valor equivale a 2,8% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.
    http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/10/deficit-fiscal-dos-eua-e-o-menor-em-seis-anos.html.

    Os Estados Unidos estão comemorando o “menor” déficit fiscla em 6 (seis) anos, 2,8% do PIB, ou seja, as despesas dos Estados Unidos foram maior que as receitas em 2,8% do PIB ou, R$ 483 bilhões de dólares, ou, 1,2 trilhões de Reais.

    E é o menor dos últimos seis anos. Já chegou a perto de 10%, um verdadeiro escândalo !

  73. Patriarca da Paciência said

    Ou seja, carlão michele desvairada desbundada desbocada despreparada delirante etc.etc.etc.

    Os Estados Unidos não cumprem meta fiscal porra nenhuma faz muito tempo !

  74. Jose Mario HRP said

    http://altamiroborges.blogspot.com.br/2014/12/danuza-leao-nao-vai-paris.html

  75. Patriarca da Paciência said

    Renova minha homenagem a ti, carlão michele desvairada desbundada desbocada despreparada delirante etc.etc.etc.

  76. Daise said

    patriraca da papuda. de cu vc entende..sem dúvida…

    DILMA:CONTAS REJEITADAS? OHHHHH!

    Contas oficiais da campanha eleitoral de Dilma Rousseff são rejeitadas pelos técnicos do TSE. Oposição pode pedir a cassação da diplomação da presidente.

    Técnicos do TSE entregaram para o ministro do STF, Gilmar Mendes, um relatório que analisou movimentações de R$ 700 milhões (sendo R$ 350,4 milhões captados e 350,2 milhões gastos ). Foram identificadas irregularidades em 4,05% do total arrecadado e em 13,88% do total das despesas. Também foram encontradas problemas menos graves, classificados como “impropriedades” pelos técnicos, em 5,22% do total arrecadado.

    Segundo esta matéria do Estadão, técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recomendaram ao ministro-relator Gilmar Mendes a rejeição das contas da presidente Dilma Rousseff, nas prestações da campanha de 2014. O julgamento, inicialmente previsto para esta terça-feira, 9, foi adiado para o dia seguinte, quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) marcou uma sessão extraordinária.

    A mudança ocorre para que a Procuradoria-Geral Eleitoral tenha tempo de emitir seu parecer sobre o pedido de desaprovação das contas elaborado por técnicos do TSE. A PGE recebeu o relatório apenas na tarde desta segunda-feira e tem 48 horas para se manifestar.

    O ministro Gilmar Mendes, que é vice-presidente do TSE e relator da prestação de contas da campanha à reeleição da presidente Dilma e do comitê financeiro do PT, viu a existência de “fortes indícios” de doação acima do limite legal por parte de pelo menos cinco empresas.

    Em despacho na noite de sexta-feira, 5, Mendes pede à Receita Federal com urgência dados sobre o faturamento bruto da Gerdau Aços Especiais e mais quatro empresas: Saepar Serviços e Participações, Solar.BR Participações, Ponto Veículos e Minerações Brasileiras Reunidas. Juntas, as cinco empresas doaram R$ 8,83 milhões, somando a destinação de dinheiro ao Diretório Nacional do PT com doações diretas feitas à Dilma Rousseff e ao Comitê financeiro para a Presidência da República.

    Entre as cinco empresas que tiveram doações contestadas, a Gerdau foi a que enviou o maior montante à candidatura da presidente Dilma, R$ 5,01 milhões, seguida pela Minerações Brasileiras Reunidas, que doou R$ 2,80 milhões. A Solar Participações doou R$ 570 mil, a Ponto Veículos, R$ 450 mil e a Saepar, R$ 250 mil.

    O advogado das contas do PT, Sávio Lobato, disse que, mesmo que as empresas tenham excedido o limite de doações, as punições recairão sob elas, e não ao partido. “Pela legislação, quem faz doação acima do limite é que deve ser punido”, justifica. A resolução do TSE prevê pagamento de multa pela empresa no valor de cinco a dez vezes a quantia extrapolada. Contudo, pode também o candidato responder por abuso do poder econômico. As empresas que ultrapassam o limite de doação ficam sujeitas também à proibição de participar de licitações públicas e de firmar contratos com o poder público por até cinco anos.

    Resolução do TSE em vigor nas eleições de 2014 prevê que as doações a candidatos sejam limitadas a 2% do faturamento bruto da empresa, levando em conta o ano-calendário anterior à eleição. No caso dessas contas, a porcentagem é calculada com base no faturamento de 2013. No início do mês, Mendes havia solicitado à Receita dados contábeis de empresas que fizeram doações à campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff.

    Após a resposta, o ministro pediu informações agora especificamente sobre as cinco empresas. “Considerando as informações contidas no ofício (…), que revelam fortes indícios de descumprimento do limite para doação, oficie-se, com máxima urgência, à Receita Federal para informar, com a brevidade possível, o faturamento bruto das empresas abaixo relacionadas”, decidiu Mendes.

    Em novembro, Mendes requisitou que as contas da presidente fossem analisadas também por técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU), da Receita Federal e do Banco Central. A análise das contas do comitê financeiro nacional do PT e da presidente Dilma está prevista para ser levada ao plenário do TSE nesta segunda, dois dias antes do prazo máximo que o Tribunal tem para julgar as prestações de contas.

    Em nota, a coordenação financeira da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff afirmou que os aspectos questionados pelos técnicos do TSE são de natureza formal e “em nada questionam a lisura da arrecadação e das despesas”. Confira o texto completo:

    pt: Nota para a imprensa

    Em relação à divulgação do parecer da Assessoria Técnica do TSE que opina pela desaprovação das contas de campanha do PT, esclarece-se:

    1) até o presente momento, não tivemos acesso ao parecer técnico elaborado pelo TSE;
    2) os aspectos questionados são de natureza formal. Em nada questionam a lisura da arrecadação e das despesas. A campanha Dilma Rousseff seguiu rigorosamente a legislação vigente, os princípios éticos e a mais absoluta transparência, seja na arrecadação como na ordenação de despesas;
    3) toda a arrecadação e gastos de campanha foram rigorosamente informados à Justiça Eleitoral, não havendo questionamento que subsista a uma verificação atenta dos 245 volumes de documentos apresentados. Grande parte dos questionamentos encontram suas respostas nos documentos apresentados ao próprio TSE;
    4) as questões apontadas no parecer para justificar a desaprovação, conforme divulgadas pela imprensa, são meramente formais e estão relacionadas exclusivamente às datas de lançamento das prestações de contas parciais – gastos realizados em julho informados em agosto; gastos realizados em agosto informados na prestação de contas final – ou seja, questões que não comprometem a verificação integral das contas. Importante ressaltar que a prestação de contas seguiu rigorosamente a legislação em vigor;
    5) deve-se salientar ainda que o rigor da Assessoria Técnica em relação às questões formais apontadas não encontra amparo legal nem na própria jurisprudência do TSE;
    6) por fim, espera o Partido dos Trabalhadores e a Coligação “Com a força do povo” que o Tribunal Superior Eleitoral, em nome da segurança jurídica, não altere deliberada e casuisticamente sua orientação anteriormente firmada.

    Coordenação Financeira da Campanha Dilma Rousseff

  77. Patriarca da Paciência said

    Gilmar Mendes, ferrenho partidário do PSDB que é, vai fazer o mesmo jogo que os deputados de oposição fizeram na última votação do Congresso. Vai tentar todas as chicanas, todos os destemperos e … no fim, vai perder, como sempre !

    Gilmar é apenas um voto !

  78. Daise said

    E por falar em CU FUNDO

    O patriarca da papuda insiste em comparar laranja com banana.

    A legislação americana permite. A oposição republicana aprova ou não a proposta do governo democrata ou vice versa. Não há mudança da Lei.

    A LDO do Brasill não permite…dilma “comprou” a mudança na Lei.(*)
    Por enquanto.
    O STF vai decidir…

    e se não mudasse(?) a LDO( no Congresso, graças a Renan Avacalheiros …

    Dilma incorreria em crime de responsabilidade.

    O patriarca da papuda se finge de burro mas é apenas um energúmeno alfabetizado

  79. Daise said

    PETROBRAS PROCESSADA NA JUSTIÇA AMERICANA

    Escritório americano entra com ação coletiva contra Petrobras
    GIULIANA VALLONE
    DE NOVA YORK

    08/12/2014 21h57 – Atualizado às 22h18
    O escritório de advocacia norte-americano Wolf Popper LLP entrou com uma ação coletiva contra a Petrobras em Nova York em nome de todos os investidores que compraram ADRs (recibos que representam ações de uma empresa na Bolsa de NY) da companhia entre maio de 2010 e 21 de novembro de 2014.

    De acordo com a ação, a Petrobras violou artigos da lei que regula o mercado de capitais dos Estados Unidos, a Securities Exchange Act, ao emitir declaração falsas e enganosas e não revelar “a cultura de corrupção dentro da companhia, com um esquema multibilionário de lavagem de dinheiro e subornos desde 2006.”

    O processo afirma que a companhia exagerou ao declarar o valor de suas propriedades e equipamentos no balanço financeiro em decorrência do superfaturamento de contratos.

    “O preço das ações da Petrobras caiu de cerca de US$ 19,38 em 5 de setembro de 2014 para US$ 10,50 em 24 de novembro de 2014, um declínio de US$ 8,88 por ação, ou 46%”, diz o documento.

    Ao longo de todo o período citado pela ação, o preço dos papéis da Petrobras registrou queda de 69%, passando de US$ 34,30 em 21 de maio de 2010 para US$ 10,84 em 21 de novembro deste ano.

    Embora proponha uma ação em nome de todos os investidores da Petrobras no período, o processo divulgado pelo escritório americano tem, por enquanto, só um queixoso, Peter Kaltman, morador de Nova York.
    O Wolf Popper ainda tenta encontrar outros acionistas interessados em colocar seus nomes na ação, segundo comunicado no site do escritório.

    Qualquer pessoa que tenha ADRs da companhia pode propor uma ação contra a Petrobras para recuperar os prejuízos sofridos.

    Para vencer o processo, os responsáveis por ele terão de provar que os esquemas de corrupção eram conhecidos pelos diretores da companhia e que a perda dos acionistas foi consequência direta do escândalo.

    Na ação, os advogados da Wolf Popper afirmam que “o momento e a magnitude da queda das ações negam qualquer alegação de que as perdas sofridas tenham sido causadas por uma piora nas condições do mercado, fatores macroeconômicos ou da indústria, ou fatos específicos da companhia que não tenham relação com a conduta fraudulenta.”

    Em geral, casos como este terminam em acordo, com a empresa ressarcindo a maior parte dos prejuízos aos acionistas.

  80. Daise said

    Acionistas que processam a Petrobras têm em Graça Foster e Dilma Rousseff as suas principais testemunhas; agonia da empresa parece não ter fim!
    Privatize a estatal, governanta! Salve o patrimônio dos brasileiros!

    Postado:Tue, 09 Dec 2014 03:27:58 +0000

    A agonia da Petrobras parece não ter fim.

    E não terá até que a presidente Dilma Rousseff não tome uma providência drástica, que acene com alguma seriedade no trato da cadeia de descalabros que tomou a empresa. Toda a diretoria — toda, sem exceção — tem de ser demitida.
    É preciso também substituir, com as desculpas antecipadas aos que nada têm a ver com a bandalheira, os cargos executivos de gerência. Não custa lembrar que Pedro Barusco, o homem que fez, até agora, o maior acordo para a devolução de dinheiro, era um mero gerente.
    Ah, sim: estamos falando de US$ 97 milhões.E por que se cobra aqui essa atitude?

    O escritório americano de advocacia Wolf Popper, em parceria com o Almeida Law, no Brasil, entrou na Justiça americana contra a petroleira brasileira. Eles representam um grupo de investidores — já falo a respeito deles — que compraram ações na Bolsa de Nova York (as chamadas ADRs) entre maio de 2010 e novembro de 2014. Pois bem: a alegação é a de que a estatal brasileira mentiu aos acionistas e omitiu dados importantes, ferindo cláusulas da“Securities Exchange Act”, legislação que regula as empresas de capital aberto dos EUA.

    E quais fatos são relacionados para caracterizar a mentira e a omissão?
    As evidências de corrupção. E os escritórios estão com um trunfo nas mãos, dado por Graça Foster, presidente da Petrobras — e podem apresentar outro, dado por Dilma Rousseff, que preside nada menos do que a República.
    Vamos ver. No dia 11 de novembro deste ano, escrevi aqui um texto apontando um absurdo dito por Graça naquela terça-feira, numa conferência com investidores, quando anunciou, então, que adiaria a divulgação do balanço trimestral. E o que afirmou a mulher que preside a estatal?

    Antes de reproduzir a sua fala, tenho de lembrar alguns fatos. Em fevereiro, reportagem de VEJA informou que a empresa holandesa SBM havia pagado propina a funcionários da Petrobras em operação envolvendo plataformas de petróleo.
    No fim de março, Graça concedeu uma entrevista em que negou solenemente que houvesse alguma irregularidade. No mês passado, eis que esta senhora diz o seguinte (reproduzo entre aspas):
    “Passadas algumas semanas, alguns meses [da investigação interna da Petrobras], eu fui informada de que havia, sim, pagamentos de propina para empregado ou ex-empregado de Petrobras. Imediatamente, e imediatamente é ‘imediatamente’, informamos a SBM que ela não participaria de licitação conosco enquanto não fosse identificada a origem, o nome de pessoas que estão se deixando subornar na Petrobras. E é isso que aconteceu, tivemos uma licitação recente, para plataformas nos campos de Libra e Tartaruga Verde, e a SBM não participou.”

    Escrevi naquele dia 11: “É pouco e errado, minha senhora! Quem estava informado sobre tudo isso? A Petrobras não é patrimônio seu, mas do povo brasileiro.” Mas as coisas não param por aí. Graça se esqueceu de que a Petrobras é uma empresa de economia mista, com ações negociadas em bolsas de valores, inclusive nos EUA, onde esse negócio é levado a sério.

    Atenção! Os dois escritórios, por enquanto, representam investidores institucionais, como fundos de pensão, por exemplo. E isso quer dizer que se pode estar a falar de uma montanha de dinheiro.
    Mas fica claro que qualquer investidor pode aderir ao processo. Só para que vocês tenham em mente: os preços das ADRs da companhia caíram de US$ 19,38 em 5 de setembro deste ano para US$ 10,50 em 24 de novembro, uma queda de 46%.

    Os escritórios estão com uma penca de evidências nas mãos. Uma das maiores foi fornecida pela própria Dilma, quando afirmou que, na condição de presidente do Conselho, fora enganada pela diretoria da Petrobras na operação que resultou, por exemplo, na compra da refinaria de Pasadena. Pergunta óbvia: os acionistas foram advertidos? É claro que não!

    Nesta segunda, com queda de mais de 6% na Bolsa, as ações preferenciais da Petrobras tiveram sua menor cotação em quase dez anos: R$ 11,50, pouco acima do piso de R$ 11,39 de janeiro de 2005, antes das descobertas supostamente fabulosas do pré-sal.
    A queda do petróleo no mercado internacional — o que começa a tornar antieconômica a exploração do óleo em águas profundas — foi o principal fator do dia. Ocorre que essa má notícia para a Petrobras colhe a empresa quando ela está no fundo do poço moral. É claro que o processo dos acionistas, nos EUA, não ajuda.

    Num mundo de decisões puramente racionais, Dilma anunciaria a privatização da Petrobras, as ações disparariam, a empresa recuperaria boa parte do seu valor de mercado, e o país sairia ganhando, podendo cobrar os tubos pela exploração do petróleo, sem ter de arcar com essa estrovenga. Afinal, por determinação constitucional, tudo o que está no subsolo pertence à União. Ninguém vai roubar o nosso petróleo de canudinho.

    Mas nem Dilma nem presidente nenhum farão isso.
    Pior para a Petrobras. Pior para o Brasil. Pior para os brasileiros.
    Seguiremos sendo roubados, mas cantando o Hino Nacional, cheios de orgulho.

  81. Daise said

  82. Guatambu said

    Patriarca,

    Vc tem desculpa pra tudo, né?

  83. Daise said

    PT inventa o fantasma do golpe para posar de vítima

    O medo instalou-se no partido. É por isso que ele não consegue celebrar a vitória de Dilma.

    09/12/2014 – 04h00
    Ricardo Noblat

    O PT encontrou um antídoto que julga eficiente para qualquer embaraço grave que a presidente Dilma Rousseff enfrente doravante: a denúncia de golpe.

    Sim, há um golpe em curso contra Dilma, segundo o PT. E tudo haverá de ser feito para evitá-lo.

    Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, foi sorteado para analisar as contas de campanha de Dilma. O lance, ora, faz parte do golpe.

    Um lance que dependeu de sorteio – mas não importa. Até os fados, muitas vezes, favorecem o mau contra o bem.

    Gilmar é ministro graças a Fernando Henrique Cardoso, que o indicou. Lula cabalou o voto dele para absolver os mensaleiros. Gilmar denunciou a cabala e desde então foi promovido pelo PT à condição de seu inimigo.

    Uma equipe de 16 técnicos do Tribunal Superior Eleitoral encontrou irregularidades nas contas de campanha de Dilma.

    Olhe aí! Bem que o PT avisou. É golpe. Mais um lance do golpe!

    Se Gilmar propuser a desaprovação das contas de campanha de Dilma, seu voto será confrontado com os votos de outros seis ministros. Entre eles, o governo tem folgada maioria.

    Mas e daí? Trata-se de um golpe e pronto!

    Digamos que as contas da campanha acabem rejeitadas. Ainda assim Dilma seria empossada. E teria tempo suficiente para corrigi-las. Só perderia o cargo se não as corrigisse. É quase impossível.

    Onde estaria o golpe nesse caso?

    Ora, no ar, nas nuvens, no clima, em qualquer lugar.

    Na verdade, a denúncia de golpe serve para vitimizar Dilma e o PT. E aumentar, se der certo, o apoio popular dos dois.

    Serve, também, para disfarçar o momento delicado que Dilma atravessa. Afinal, a Justiça denunciará empreiteiros envolvidos na roubalheira da Petrobras.

    E no PT se teme que a denúncia aproxime ainda mais o escândalo do gabinete de Dilma. E – quem sabe? – do gabinete do vice Michel Temer.

    O doleiro preso Alberto Yousseff, em troca de delação premiada, contou coisas que até Deus duvida. E comprometeu Lula e Dilma. Disse que eles sabiam da roubalheira.

    Não basta ao delator que delate. Caso minta perderá o benefício de uma pena menor. Delação premiada não se sustenta com mentiras.

    O PT decidiu organizar de última hora uma manifestação contra o golpe a se realizar amanhã, em Brasília. Se tiver certeza de que a manifestação reunirá muita gente, Lula comparecerá. Do contrário, não.

    Sabe o que de fato acontece?

    O PT ganhou mais quatro anos de governo, embora por pouco. Por uma diferença mínima. A menor desde que ele chegou ao poder pela primeira vez em 2002. Ainda não se recuperou do susto.

    Perdeu 18 vagas na Câmara dos Deputados. E meia dúzia no Senado. Para que governe, dependerá do apoio do PMDB. Quase metade dos convencionais do PMDB, em meados deste ano, rejeitou o apoio à reeleição de Dilma.

    Em fevereiro próximo, o PT completará 35 anos de vida. Nasceu à sombra de Lula. Alcançou o poder por meio de Lula. Dependerá de Lula para não ser expurgado do poder em 2018. Não é uma trajetória brilhante.

    O medo instalou-se no partido. É por isso que ele não consegue sequer celebrar a vitória que colheu há coisa de mês e meio.

  84. Patriarca da Paciência said

    “Vc tem desculpa pra tudo, né?”

    Muito pelo contrário, Guatambu, eu não tenho desculpa para nada. Eu apenas argumento o que eu acho lógico e coerente.

  85. Patriarca da Paciência said

    “Gilmar é ministro graças a Fernando Henrique Cardoso, que o indicou. Lula cabalou o voto dele para absolver os mensaleiros. Gilmar denunciou a cabala e desde então foi promovido pelo PT à condição de seu inimigo.”

    Isto é que é uma mentira deslavada ! O próprio Gilmar, em entrevista à revista “óia”, declarou que a famigerada reunião foi solicitada por ele. Ele é que tinha alguns assuntos que queria discutir com o Lula. Deve fazer apenas algumas semanas da tal entrevista para a também famigerada loura da “óia”

  86. Patriarca da Paciência said

    “Uma equipe de 16 técnicos do Tribunal Superior Eleitoral encontrou irregularidades nas contas de campanha de Dilma”.

    “Irregularidades” da campanha da Dilma: Notas Fiscais de um mes que foram contabilizadas no mes seguinte. “Parece” que uma empresa doou mais que 2% do seu capital social. etc.etc.etc. Ora, todos sabem que “capital Social” em empresa é pura formalidade.

    Ou seja, a coisa se aproxima bastante da história do apartamento financiado pela ex-esposa do José Dirceu.

    Parece também que andaram tentando garimpar uma suposta “propina legal” recebida pelo José Dirceu. Acontece que a tal “propina” foi contabilizada normalmente, pago os impostos e, inclusive, declarada na biografia autorizada do José Dirceu.

    Agora o PIG partiu para essa de “propina legal”. É uma verdadeira comédia de malucos !

  87. Patriarca da Paciência said

  88. Jose Mario HRP said

    http://www.valor.com.br/politica/3807686/ministerio-publico-rejeita-impugnacao-das-contas-da-campanha-de-dilma

  89. Daise said

    PETROBRÁS: RESULTADOS DA GESTÃO PETISTA

    Janot fala em gestão desastrosa e sugere substituições na Petrobras
    SEVERINO MOTTA
    DE BRASÍLIA

    09/12/2014 12h05 – Atualizado às 12h41

    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, fez duras críticas nesta terça-feira (9) à gestão da Petrobras e sugeriu a substituição de toda a diretoria da estatal.

    As declarações foram dadas na abertura da Conferência Internacional de Combate à Corrupção, que acontece em Brasília.

    Na opinião de Janot, também é preciso que a companhia amplie sua transparência e atue de maneira colaborativa com o Ministério Público e demais órgãos de controle para tentar evitar novos casos de desvios de recursos públicos.

    “Diante de um cenário tão desastroso na gestão da companhia, o que a sociedade brasileira espera é a mais completa e profunda apuração dos ilícitos perpetrados, com a punição de todos, todos os envolvidos“, disse o procurador-geral.

    “Esperam-se as reformulações cabíveis, inclusive, sem expiar ou imputar previamente culpa, a eventual substituição de sua diretoria”, prosseguiu.

    Para Janot, o Brasil vive um momento de turbulência e está “convulsionado” por um escândalo em sua maior empresa.

    O procurador comentou que, “como um incêndio de largas proporções”, a corrupção está consumindo a Petrobras, corroendo a probidade administrativa e as “riquezas da nação”.

    Por isso, declarou que a “resposta àqueles que assaltaram a Petrobras será firme, na Justiça brasileira e fora do país”, com procuradores da primeira instância do Ministério Público denunciando “aqueles que roubaram o orgulho dos brasileiros pela sua companhia” e com ele mesmo apresentando ações penais contra autoridades que possuem foro privilegiado.

    No evento, Janot lamentou o fato de o país estar na 69ª posição no ranking de percepção sobre corrupção no mundo e disse que criminosos devem ser punidos e obrigados a devolver recursos desviados.

    “O Brasil ainda é um país extremamente corrupto (…) envergonha-nos estar onde estamos”, disse.

    “Corruptos e corruptores precisam conhecer o cárcere e precisam devolver os ganhos espúrios que engordaram suas contas, à custa da esqualidez do tesouro nacional e do bem-estar do povo”, completou.

    Em seu discurso, Janot ainda cobrou do governo a regulamentação da nova Lei Anticorrupção Empresarial, que entrou em vigor no início do ano, mas que ainda não conta com decreto para que tenha maior efetividade e permita a punição de empresas corruptoras.

    ACORDO

    O procurador-geral vem sofrendo pressões de empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato, que investiga esquema de pagamento de propinas na Petrobras, para fechar acordos que abrandariam as penas das empresas.

    Segundo Janot, advogados das firmas o procuraram recentemente. A intenção das empreiteiras era fazer um acordo em que seriam punidas, obrigadas a pagar multas, limitadas por algum período de participar de determinadas licitações e de doar recursos a partidos políticos.

    O procurador frisou que são os representantes da força-tarefa (Polícia Federal e Ministério Público Federal) no Paraná que devem analisar um possível acordo, mas opinou que somente com os diretores e outros envolvidos das empresas assumindo culpa seria possível pensar num acordo de delação.

    No último final de semana, a revista “IstoÉ” publicou reportagem na qual relata que, em reuniões realizadas por Janot com advogados das empreiteiras, vem-se tentando costurar um acordo que, segundo a publicação, impediria que as investigações atinjam a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula.

    Ainda segundo a “IstoÉ”, o procurador não tem a intenção de atrapalhar as investigações, mas a proteção aos petistas seria um “efeito colateral” decorrente dos termos do acordo que o Ministério Público Federal tem oferecido às empreiteiras, que impediriam uma apuração minuciosa da possível participação do Palácio do Planalto no esquema.

    No sábado (6), Janot divulgou nota oficial e um comunicado interno aos membros do Ministério Público Federal dizendo que ele não permitirá que “prosperem tentativas de desacreditar as investigações e os membros da instituição”.

    “Jamais aceitarei qualquer acordo que implique exclusão de condutas criminosas ou impunidade de qualquer delinquente”, escreveu.

  90. Pedro said

    Parece que continua tudo igual por aqui.
    O mesmo contorcionismo de sempre pra defender a roubalheira.

  91. Pedro said

    Já que não dá pra levar a sério:

    Depois de vencer a batalha para aprovar a manobra fiscal que permite alterar a Lei de Diretrizes Orçamentárias, a presidente Dilma Rousseff se empolgou e decidiu enviar um novo projeto de lei para o Congresso Nacional. O PL 37/2014 pretende anular a derrota de 7 a 1 imposta pela Alemanha ao Brasil na Copa do Mundo, em julho. A expectativa é de que ao menos cinco tentos sejam retirados do cômputo final, mudando o resultado para algo mais normal, que não configura tecnicamente uma goleada. “Não vai mudar nada, ninguém precisa se preocupar, é apenas uma burocracia”, diz o presidente do Senado e integrante da base aliada Renan Calheiros (PMDB-AL). De acordo com fontes no Palácio do Planalto, Dilma não quer ter a mancha da maior derrota da história da Seleção Brasileira em seu primeiro mandato. “A presidenta está preocupada que esse déficit gigante de gols deixe uma má impressão nas retrospectivas de 2014 na televisão, então quer que o Congresso vote o projeto o mais rapidamente possível”, disse um ministro que até se identificou, mas esquecemos de anotar o nome. Ele ressalta que a redução do 7 a 1 para algo mais aceitável como uma derrota simples é bom para o país e a população, e que “a oposição quer dar um golpe na memória do futebol brasileiro, além de causar desemprego nos times pequenos”. Líderes da oposição confirmam que os governistas não terão vida fácil para aprovar o projeto. “Eles querem ficar com todos os louros da organização da Copa, mas empurram o ônus com a barriga”, disse o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO). O parlamentar afirma que vai trabalhar para que torcidas organizadas de times alemães possam ter acesso às galerias do Congresso, pressionando para que o PL não seja aceito. “Não precisa nem vir da Alemanha, hoje tem 300 canais a cabo passando a Bundesliga, a juventude brasileira usou o 7 a 1 como exemplo e hoje torce pro Bayern, Borussia, Schalke, Schweinsteiger, essas coisas todas”, completou. A pressão do lado governista, no entanto, já começou. O Diário Oficial desta quinta-feira trouxe o convite para o tradicional churrascão de fim de ano da Granja do Torto, uma das residências oficiais da presidente da República. O evento costuma reunir os poderosos de Brasília com muita carne, samba e futebol, sob o comando do ex-presidente Lula. No final do texto, porém, aparece uma condição: “O uso de picanha no churrasco fica condicionado à publicação da lei resultante da aprovação do projeto de lei 37/2014 em tramitação no Congresso Nacional. Não aprovado o caput do PL, será liberado apenas pão de alho e linguiça”.

  92. Elias said

    “Em fevereiro próximo, o PT completará 35 anos de vida. Nasceu à sombra de Lula. Alcançou o poder por meio de Lula. Dependerá de Lula para não ser expurgado do poder em 2018. Não é uma trajetória brilhante.” (Noblat)

    Tem razão! Trajetória brilhante é a do PSDB, a quem o Noblat brilhantemente apoia.

    Mais brilhante que o PSDB, só mesmo o texto do Noblat…

    (Esse pessoal deveria ser demitido por incompetência. Se depender desses botocudos, a oposição nunca vencerá uma eleição…).

  93. Elias said

    Pedro,

    A picanha do Lula vai ser passada a cabo na Bundesliga da oposição.

  94. Guatambu said

    Há algum partido no Brasil que tenha, efetivamente, uma trajetória brilhante?

  95. Elias said

    “No sábado (6), Janot divulgou nota oficial e um comunicado interno aos membros do Ministério Público Federal dizendo que ele não permitirá que ´prosperem tentativas de desacreditar as investigações e os membros da instituição´.”

    Isso! Todo mundo sabe que o MPF é uma instituição honestíssima, que jamais foi usada para finalidades político-partidárias. Engavetamento de processos? Formalização de acusações sem provas? Nunca! O MPF jamais fez isso. Isso é tão verdadeiro quanto verdade é que ontem à noite eu gastei o lápis fazendo neném com a Sandra Bullock…

    “Jamais aceitarei qualquer acordo que implique exclusão de condutas criminosas ou impunidade de qualquer delinquente”.

    Eu acredito! Tanto que aguardo para breve o aprofundamento das investigações na Petrobrás. Tão a fundo que chegue à participação petroleira na aprovação da EC da reeleição e na privatização.

  96. Guatambu said

    Eu acredito em concorrência.

    Vamos ver quem investiga mais então: a PF ou o MPF.

    Eles não são ligados à mesma fonte de poder, certo?

  97. Elias said

    Em MG, uma frenética operação tapa buraco tenta impedir que a picanha petista ingresse — impávido colosso! — o bundesfile do Aécio.

    Parece que o rapaz não tem dormido bem…

    Tem paciência, Aécio. Afinal, não há bem que sempre duro, nem mal que nunca se acabe…

  98. Pedro said

    Sei não, acho que a linguiça da PF é que entrou na bundesliga do PT. E com bastante óleo.

    E parece que neste churrascolão, o placar é o mesmo. Pra cada 7 petistas participantes 1 tucano.

  99. Elias said

    Testando

  100. Elias said

    Postei 5 vezes um mesmo comentário e ele não foi publicado.

    Há alguma explicação para isso, Pax?

  101. Elias said

    “Sei não, acho que a linguiça da PF é que entrou na bundesliga do PT. E com bastante óleo.”

    É… PF, MPF…

    O que, por si, já significa alguma coisa…

    Falar nisso: lembra das operações “Rêmora”, “Jardins Suspensos”, “Escalafobética”, e sei lá o quê, da PF?

    Todas altamente secretas, mas com ampla cobertura da tevê, no momento das prisões (as estações de tevê advinhavam, né?).

    Nada não, mas… Essas operações deram em quê?

    Em nada?

    Mas… Por que deram em nada?

    Foi falha da PF? Do MPF? Do Judiciário?

    Vamos pra outra piada?

  102. Elias said

    “Vamos ver quem investiga mais então: a PF ou o MPF. Eles não são ligados à mesma fonte de poder, certo?” (Guatambu)

    Acuma?

  103. Zbigniew said

    7 para 1?!
    É isso que dá se informar por Veja e quejandos.
    O cara fica no rabo de arraia dos aloprados de direita acreditando piamente que o mundo é petista e bolivariano e que, por isso, vai afundar logo, logo. Aliás, não dá pra levar a sério quem divide o mundo em bonzinhos e malzinhos, sendo que eles sempre estarão, lógico, no lado do bem.

    Aí surge o novo muso, o Lobão, chateado porque o Aécio convocou manifestação contra a Presidenta e não compareceu. Bem feito! Quem manda acreditar em conto de fadas! E em quem não gosta de trabalhar. Meldels! Esses caras não se emendam!

    Não enxergam que, até para promover a desestabilização eles fogem do povo (ou massa cheirosa, sei lá). São da alcova, dos tribunais, da caserna (essa já não tão disponível), das sombras. Para eles o jogo democrático já deu!

  104. Daise said

    O PT NO VENTILADOR

  105. Guatambu said

    Peraí, deixa eu entender uma coisa:

    A um post atrás a galera que defende o PT estava puxando o saco da Dilma (ehehehe) que nunca antes na história deste país se investigou tanto casos de corrupção como se investiga hoje.

    Agora a galera que defende o PT está reclamando que as investigações estão acontecendo?

    Queiram por favor decidirem-se…

    Minha opinião: se investigarem só PT e mandarem TODOS os corruptos para a cadeia, o resultado ainda será melhor do que investigar TODOS os partidos e mandarem 1 corrupto por partido para a cadeia…

    Agora, um partido que se diz idôneo não pode manter em seus quadros alguém que foi para a cadeia por corrupção.

    É ridículo.

    Eu quero transparência, e continuo achando que a China está mais transparente que o Brasil… os argumentos sólidos como um pudim do Patriarca, infelizmente, não foram suficientes para me convencer.

  106. Daise said

    Heheehehehe

    patriarca do pudim…???

  107. Daise said

    PF indicia cúpula das empreiteiras do cartel da Petrobrás

    OAS, MENDES JUNIOR E GALVÃO ENGENHARIA…

    FALTAM A CAMARGO E A ODEBRECHT , entre outras…

    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pf-indicia-cupula-das-empreiteiras-do-cartel-da-petrobras/#

    MAIS “DELAÇÕES PREMIADAS” ..

    RESULTADO…MAIS “PUDIM MARROM” NO VENTILADOR…DO PT

  108. Daise said

    nuncaantesnestipaiz

    O PT CONSEGUIU “QUEBRAR” A PETROBRÁS!

    Mais um escritório dos EUA entra com ação coletiva contra a Petrobras

    http://www.valor.com.br/empresas/3810140/mais-um-escritorio-dos-eua-entra-com-acao-coletiva-contra-petrobras#ixzz3LRb5xLUl

    SÃO PAULO – O escritório de advocacia americano Rosen Law Firm entrou com uma ação coletiva contra a Petrobras, em nome dos acionistas que compraram recibos de ações (ADR) entre 20 de maio de 2010 e 21 de novembro deste ano.

    Segundo o escritório, a ação tem a finalidade de recuperar as perdas que os investidores tiveram pela companhia ter descumprido leis americanas do mercado de capital.

    Essa é a segunda ação coletiva registrada contra a empresa. Ontem, o escritório Wolf Popper abriu uma ação semelhante. A ação do Rosen Law Firm acusa a Petrobras de ter emitido material falso e enganado os investidores. A estatal é acusada de ter superfaturado equipamentos e propriedades em suas demonstrações financeiras, devido o pagamento de propina em contratos.

    Segundo Michael Klausner, advogado e professor da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, esse tipo de ação coletiva é movido quando as empresas listadas deixam de reportar informações importantes, ou quando suas informações financeiras não estão corretas.

    “Em geral, cerca de 40% desses casos é indeferido e praticamente todos os outros resultam em um acordo em dinheiro antes de chegarem a ser julgados”, afirmou Klausner.

  109. Daise said

    COMENTO # 08

    “Em geral, cerca de 40% desses casos é indeferido e praticamente todos os outros resultam em um acordo em dinheiro antes de chegarem a ser julgados”, afirmou Klausner.

    Mas vai custar bem mais caro do que COMPRAR deputados e senadores do pt e da base aliada

    Alguma dúvida?

  110. Daise said

    O PETRÓLEO ERA NOSSO…agora pertence aos corruptores e corruptos do PT’.

    “Zé do Caroço” de novo na lista….putz!

  111. Daise said

    Editorial:

    O PETRÓLEO ERA NOSSO
    09/12/2014 02h00

    O mercado internacional ainda não se refez do atordoamento com a queda no preço do petróleo de 35% em quatro meses. De cerca de US$ 100 o barril em julho, patamar que vigorava desde 2011, o valor recuou para menos de US$ 70.

    A retração acentuada parece derivar da confluência de redução do ritmo de crescimento do consumo global com o persistente aumento da oferta por fontes não convencionais, em especial nos EUA.

    O consumo perde força pela falta de dinamismo da economia, mas também pela maior eficiência no uso do petróleo, causada, por sua vez, pelos preços elevados.

    A Agência Internacional de Energia estima que a oferta de petróleo e gás natural liquefeito por parte de países não membros da Opep crescerá 10% entre 2013 e 2020, atingindo 56,1 milhões de barris/dia.

    Nos últimos anos o avanço tecnológico nos EUA permitiu a exploração de reservas antes inviáveis, como as de gás de xisto, o que elevou a produção em 4 milhões de barris/dia. Estima-se que o país possa tornar-se autossuficiente em energia dentro de poucos anos.

    Também tem contribuído a produção normalizada em regiões de conturbação, como a Líbia, e a falta de acordo entre os membros da Opep para cortar a oferta. Alguns, como a Arábia Saudita, ao que parece, querem testar os limites de baixa para expulsar do mercado os produtores com custos maiores.

    Analistas já preveem que o preço baixo pode perdurar. Isso contribuiria para conter a inflação mundial e para redistribuir renda em favor de importadores, especialmente Europa e China, com estímulo da atividade nessas regiões.

    Já nações exportadoras passarão por momentos difíceis, em particular as que dependem dessas receitas para financiar gastos do governo, como Irã, Venezuela e Rússia.

    Para o Brasil impõe-se uma análise cuidadosa dos impactos na Petrobras. Os erros estratégicos do governo em sobrecarregá-la com a exploração monopolista do pré-sal podem acarretar graves problemas.

    A Petrobras executa o maior programa de investimentos do mundo, de US$ 220 bilhões entre 2014 e 2018. Está obrigada a operar todos os campos petrolíferos, com uma participação mínima de 30%.

    Quando o pré-sal foi descoberto, na década passada, estimava-se que a extração só seria lucrativa com o preço do barril acima de US$ 70. Qual seria o patamar hoje, depois das explosões de custos?

    A dívida da estatal já chega aos US$ 240 bilhões, equivalente a cerca de quatro vezes o chamado Ebitda (indicador da capacidade de geração de caixa). Não por acaso, as agências de classificação de risco têm reduzido a nota de crédito da Petrobras, que pode perder o grau de investimento em breve.

    Se o preço baixo permanecer, e se o governo não quiser quebrar a empresa, precisará repensar a estratégia. Rever planos de investimento, abrir a exploração para mais parceiros –quem virá, nesta altura?– e elevar preços internos de combustíveis para recompor o caixa são pontos cruciais.
    ———————

    E desde quando o pt mostrou competência…além de discursos e mais discursos sobre a “paternidade” da pobreza eleitoral???

  112. Patriarca da Paciência said

  113. Patriarca da Paciência said

    “E desde quando o pt mostrou competência…além de discursos e mais discursos sobre a “paternidade” da pobreza eleitoral???”

    Quem gosta de assumir paternidade mesmo é o Fernando Henrique Cardoso. Assumiu a paternidade do filho da sua amante com o Ricardão e também assumiu a paternidade do Plano Real, filho do Itamar Franco !

    Isso é que é gostar de assumir paternidade !

  114. Patriarca da Paciência said

    Não posso deixar de homenagear novamente o michele carlão deise desvariada desbocada desbundada despudorada delirante etcetcetc.

  115. Daise said

    O “patriraca do pudim marrom” adora exibir o próprio cu …até agora 3 vezes …e contando.rsrsrsr

    QUESTÃO DE GOSTO….

    ou desgosto…toma no rabo e defende os petistas enrabadores…com gosto!

  116. Daise said

    Patriarca do pudim…vc gosta de levar no rabo?

    Seja sincero…a anonimidade o protege.

    Desde Geisel …tomando no rabo uhuhuhu!

    Seja sincero! Vc gosta!

    A gente entende…rsrsrs

  117. Daise said

    #16 ACOSTUMOU?

    apaixonou? não vive sem?

    patriarca do pudim marrom?

    Com a palavra o badass..que entende de rabos!

    Se masturba dia sim outro também…rsrsrs

  118. Jose Mario HRP said

    “É mais fácil um tucano gordo passar pelo buraco de uma agulha do que pela porta à dentro de uma cadeia!”
    — revenger

  119. Jose Mario HRP said

    Jean Wyllys: PSDB fez ‘um silêncio ensurdecedor’ diante da violência de Bolsonaro

  120. Patriarca da Paciência said

    90% do que o michele carlão deise desvariada desbocada desbundada despudorada delirante etcetcetc posta, ou fala em merda ou é, literalmente, desenho de merda. Quem tem tanta fixação assim com merda, só pode ser mesmo um cu, então, não posso deixar de homenageá-la(o) mais um vez.

  121. Patriarca da Paciência said

    O reinaldo rolabosta andaou escrevendo que o Gilberto de Carvalho usou uma linguagem muito inadequada ao chamar o Aécio Neves de playboyzinho, o que é apenas a mais pura verdade.

    Para a cabeça torta do reinaldo rolabosta, linguagem adequada é chamar um Presidente da República de cachaceiro, bebum, apedeuta, chefe de quadrilha, petralha etc.etc.etc.

  122. Patriarca da Paciência said

  123. Guatambu said

    Pax,

    O Patriarca anda Spamando um video por aqui… isso realmente é desnecessário e incomoda.

    Acho que ele postou o mesmo video (a poesia do cu) umas 5 vezes pelo menos…

    Por favor, tome providências.

  124. Patriarca da Paciência said

    Ô Guatambu,

    eu estou postando esse vídeo justamente porque eu acho que, uma pessoas que posta 90 % coisas sobre merda ou, literalmente, desenho de merda, só pode ser um cú.

    Eu espero que o Pax tome também providências quanto a esse enorme amontoado de baboseiras com merda que o michele Carlão posta.

  125. Guatambu said

    Patriarca,

    Quem vai ver isso é o Pax. Para mim, um erro não justifica outro.

    Mudando de assunto.

    Veja só:

    O ex-diretor da Comissão de Desenvolvimento e Reforma Nacional da China foi preso em prisão perpétua.

    Quando o Xi Jingping assumiu o poder em 2012, esse “ministério” foi o primeiro a ser investigado.

    Descobriram que ele fazia um esquema de aliciação e suborno envolvendo diversas empresas, entre elas a Toyota.

    É claro que há uma discussão sobre qual é o real objetivo do Xi Jingping em relação a esse tipo de medida.

    Eu acho que um corrupto a menos é um corrupto a menos.

  126. Daise said

    Enquanto isso no Palácio do Planalto….

  127. Daise said

    Graça Foster vai cair por excesso de inocência

    Dilma Rousseff irritou-se com a sugestão do procurador-geral Rodrigo Janot de que o governo deveria promover as “reformulações cabíveis” na Petrobras, inclusive “a substituição de sua diretoria.” A presidente ordenou ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que convocasse os jornalistas.

    Após cobrir de elogios a presidente da Petrobras, Graça Foster, o doutor Cardozo pontificou: “A posição do governo é de que não há nenhuma razão objetiva para que os atuais gestores da Petrobras sejam afastados do comando da empresa.” Erro. A ficha de Dilma Rousseff ainda não caiu, mas seu (des)governo fez de Graça Foster uma demissão inevitável, esperando para acontecer.

    A presidente da Petrobras é uma senhora austera. Dilma enxerga nela uma honestidade incrível. E a plateia, impressionada com a petrorroubalheira, passou a ver em Graça Foster uma inocência inacreditável. Incrível e inacreditável são palavras da mesma família. Mas têm significados distintos.

    A honestidade de Graça é incrível porque é difícil de acreditar que, no meio de tanta lama, ainda é possível encontrar algo tão bom quanto uma reputação inatacável. Sua inocência é inacreditável porque não dá para acreditar que uma mulher como Graça, que dedicou a vida à Petrobras, que ocupa postos de direção desde Lula, é ingênua a ponto de se transformar em mais uma nefasta ilustração do lema “eu não sabia”.

    Não adianta brigar com o inevitável. Diante de um pé d’água, a primeira coisa a fazer é encontrar um guardachuva. A segunda, é abrir o guardachuva. A terceira, é tentar se molhar o mínimo possível. Alcançada por um temporal, Graça Foster está ensopada. Ela até dispunha de guardachuva. Mas teve de usá-lo para proteger Dilma.

    Você deve se lembrar: a sujeira da Petrobras começou a vazar pelas bordas do tapete depois que Dilma, numa nota redigida de próprio punho, afirmou que teria reprovado a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, se não lhe tivessem sonegado informações vitais sobre o negócio. Desde então, Graça Foster perambula pelo noticiário como um exemplo de administradora inocente, usando sua respeitabilidade e sua boa reputação para justificar o injustificável.

    As arcas da Petrobras vinham sendo violadas pelo PT, PMDB e PP desde Lula. Dilma, que foi ministra de Minas e Energia, presidente do Conselho de Administração da estatal, chefe da Casa Civil e mãe do PAC fingiu-se de cega e enrolou-se na bandeira da ética. E não soube de nada! Este é um governo que arrenda a Petrobras à tesouraria clandestina dos partidos e à caixa registradora cartelizada das empreiteiras corruptoras. Mas é Graça Foster quem coloca a boa estampa a serviço da preservação do disfarce.

    O Brasil conhecia pouco a diretora de Gás e Energia que Paulo Roberto Costa, Renato Duque e Nestor Cerveró chamavam de colega até fevereiro de 2012, quando Dilma a nomeou presidente da Petrobras. Mas o destino da Graça Foster de 2014 não lhe estranho ao país. Ela construiu uma carreira notável para acabar como uma marionete que não consegue demitir o apadrinhado que Renan Calheiros acomodou no comando da Transpetro.

    As circunstâncias fizeram de Graça Foster administradora de um caos que, até prova em contrário, ela não ajudou a causar. Mas o excesso de inocência, por inacreditável, acabou grudando na presidente da Petrobras não a estampa de uma gestora eficiente, mas a aparência de uma espécie de virgem de Sodoma e Gomorra.

    J.S.

  128. Daise said

    QUEM VAI CAIR PRIMEIRO ? FAÇAM SUAS APOSTAS

    Fundos brasileiros participam de ação contra a Petrobrás nos EUA

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,fundos-brasileiros-participam-de-acao-contra-a-petrobras-nos-eua-imp-,1604685#

    Emprego na indústria cai pela sétima vez consecutiva, aponta IBGE

    http://www.valor.com.br/brasil/3810710/emprego-na-industria-cai-pela-setima-vez-consecutiva-aponta-ibge#ixzz3LVJyhX9L

  129. Daise said

    Dilma ainda não se deu conta da gravidade da ação contra a Petrobras nos EUA e manda seu ministro da Justiça conceder entrevistas patéticas

    A presidente Dilma Rousseff, tudo indica, não está se dando conta de que, como diria o poeta, o dano pode ser maior do que o perigo. Está começando a sapatear à beira do abismo. Nesta terça, o procurador-geral da República prometeu agir com dureza contra os desmandos na Petrobras e cobrou a substituição de toda a diretoria. Estava num seminário, a que comparecera também José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, que assegurou que nada há contra a atual direção da empresa.

    A presidente achou sua defesa tímida e o fez, pateticamente, convocar uma entrevista coletiva para reiterar que Graça Foster e equipe gozam da sua confiança. É evidente que isso não é tarefa para o titular da Justiça — afinal, existem, para tanto, um ministro das Minas e Energia e um chefe da Casa Civil. Ao mandar Cardozo pagar o mico, Dilma queria emprestar certa gravidade, digamos, “judicial” à prova de confiança. Há o risco de ninguém ter explicado a ela que ministro da Justiça não é… Poder Judiciário. Adiante!

    O processo movido nos EUA por investidores que detêm ações da Petrobras tem potencial para levar a empresa à lona — a uma lona pior do que aquela em que está hoje. E notem: qualquer um que tenha os papéis, negociados entre 10 de maio de 2010 a 21 de novembro deste ano pode se juntar aos reclamantes até o dia 6 de fevereiro do ano que vem.

    Sim, os fundos de pensão brasileiros que compraram papéis da Petrobras — Petros, Previ e Funcef — podem aderir. O governo fará de tudo para impedi-lo, mas eles têm autonomia para fazê-lo. É possível que eles tomem a decisão política de não agir contra a Petrobras. Mas aí as respectivas direções terão de prestar contar a seus sócios. E se os demais forem bem-sucedidos?

    Dois escritórios movem as ações: o americano Wolf Popper, com sede em Nova York, e o brasileiro Almeida Law Advogados. Em entrevista a Geraldo Samor, da VEJA.com, o advogado André Almeida faz uma conta simples e, ao mesmo tempo, aterradora para a estatal brasileira. O valor de mercado da Petrobras caiu R$ 104 bilhões no período compreendido pela ação. Admitindo-se que 30% do capital da Petrobras esteja na forma de ADRs (as ações), o prejuízo a ser ressarcido poderia chegar a R$ 31 bilhões. Ocorre que, nos EUA, isso não é tudo: também há uma multa pelos chamados “danos punitivos”.

    Sim, investimento em ações comporta riscos. A questão é o que fazer quando os exemplos de má governança se tornam tão escandalosamente evidentes e quando fica claro que uma quadrilha operava dentro da empresa. Faltaram advertências? Ao contrário. Não nos esqueçamos. Em 2009, foi instalada uma CPI para apurar lambanças na estatal. Entre os fatos apontados no requerimento, podia-se ler:
    “a) indícios de fraudes nas licitações para reforma de plataformas de exploração de petróleo, apontadas pela operação ‘Águas Profundas’ da Polícia Federal; b) graves irregularidades nos contratos de construção de plataformas, apontadas pelo Tribunal de Contas da União; c) indícios de superfaturamento na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, apontados por relatório do Tribunal de Contas da União”

    O governo e o comando da empresa, presidida, então, pelo petista José Sérgio Gabrielli, fizeram questão de enterrar a investigação, afirmando que se tratava apenas de “guerra política”. Foi também em 2009 que o TCU recomendou a suspensão de repasses para obras da Petrobras, medida aprovada pelo Congresso. Mas Lula vetou e mandou soltar a dinheirama. Antes ainda, em 2007, o então advogado da estatal junto ao tribunal, Claudismar Zupiroli, enviou um e-mail à então secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, advertindo para o fato de que a empresa abusava do expediente de dispensar a Lei de Licitações.

    Vale dizer: advertências e razões para investigar não faltaram. Com alguma competência e bom propósito, a roubalheira teria sido estancada. A chance de a Petrobras se meter numa encalacrada bilionária é gigantesca.

    Mas Dilma prefere fazer de conta que nada está acontecendo e manda seu ministro da Justiça conceder entrevistas patéticas. “Ah, mas a atual diretoria da Petrobras não tem nada com isso!” Não importa! Ninguém está pedindo que seus integrantes sejam presos. Apenas se cobra que o comando da empresa seja entregue a técnicos, sem quaisquer vinculações políticas. Ou a sangria vai continuar.

    Como se tem lembrado com propriedade, a Enron e a WordCom quebraram justamente na esteira de uma ação dessa natureza. Cuidado, Dilma!

  130. Pedro said

    Para o bem informado, dono da certeza que a roubalheira na Petrobrás é culpa da veja.

    “Deu no New York Times.

    Acabou de sair no NYT , o caso Petrobras é o maior caso de corrupção em um país democrático na história do mundo moderno.”

    É uma goleada de 14 a 2.

  131. Guatambu said

    Elias,

    Esses gráficos sobre a economia mundial são muito interessantes.

    O link vai fazer cair no slide 36, em que marca o breakeven dos preços de petróleo para países produtores. Em relação a esse tema, especificamente, a dúvida é: quanto tempo esses países vão aguentar.

    Mas vale a pena ver os demais slides.

    http://www.businessinsider.com/gundlach-webcast-presentation-december-9-2014-12#doubleline-funds-this-time-its-different-36

  132. Daise said

    e por falar em cu, a obsessão predileta do patriarca do pudim marrom…

    DILMA “GOVERNANDO” O BRASIL

  133. Elias said

    Guatambu,
    Não conhecia o gráfico.

    Fiquei impressionado com o break da Líbia e do Irã. Achei que fosse mais baixo. Do Iraque eu já desconfiava. pelas razões óbvias…

    Acho que alguma coisa vai acontecer. Provavelmente, um monte de países vai pressionar e o preço do barril vai reverter.

    O problema é que, até lá, barata voa!

    No caso do minério de ferro a crise beneficia o Brasil (no mínimo, prejudica menos). Como o minério brasileiro é o melhor do mundo, quem se ferra são os concorrentes.

    Já na área de petróleo, a situação é inversa. O Brasil faz parte do grupo de países que tomam na tarraqueta…

  134. Elias said

    E, pelo que vi há pouco, o barril tá batendo hoje em R$ 64,08 (BRENT).

    Bem menos que em 2009. Metade do que era em dezembro de 2013.

    A esse preço, o pré-sal vira pó.

    A Dilma deve estar puxando os cabelos…

    Um prato cheio pra oposição — com as bênçãos da Miriam Leitão — dizer que a despencada do valor de mercado da Petrobras foi causada pela incompetência e pela roubalheira.

    Gente como o Pax — ou seja, trinta porrilhões de cabeças de bagre — imediatamente vai dizer: Béééééé! Ééééé isso mesmooooo! Béééééé! Éééééé!!!!!!!!

    Só depois de um ano de muita paciência e argumentação, é que essa gente vai entender (mas não reconhecer), que, mesmo com a roubalheira comendo solta, o valor de mercado da Petrobras saltou de R$ 8 bi pra R$ 380 bi… Logo…

    De qualquer modo, é muito azar da Dilma…

    Se ela der a volta por cima, o PT vai vencer as próximas três eleições presidenciais.

    O Michelle vai virar vovozinha antes de comemorar uma vitória…

  135. Elias said

    Patriarca,
    Vou te dizer qual é o problema da Carlão (que é uma moça sensível e romântica, de quem eu gosto muito).

    A Carlão me disse que o pai dela era, também, o avô. Ela me perguntou se eu sabia o que isso significava.

    Claro que eu entendi a situação: o avô da Carlão manteve relações sexuais com a própria filha. Desse relacionamento espúrio, nasceu a Carlão.

    Isso significa que a Carlão é neta do próprio pai. Além disso, é irmã e filha da mãe.

    Na verdade, cheguei a suspeitar que o pai/avô da Carlão andava assediando sexualmente a própria filha/neta (aquele velho pervertido!). Mas o fato é que a Carlão nada disse a respeito. Ou não aconteceu ou há o consentimento tácito de quem cala…

    Sei que, por causa dessas coisas, a Carlão é uma mulher angustiada (dai o temperamento firme do Michelle, que, de vez em quanto, assume o controle e alivia a barra da personalidade frágil e delicada da Carlão).

    Pessoalmente, acho que a Carlão deveria encarar a tromba (epa!!!) pelo lado (epa! epa!) positivo. A família dela pode ser um vade mecum da depravação sexual, mas, em compensação, ela pode viajar com o namorado, o avô, o pai, a mãe e a irmã — ou seja, 6 pessoas — pagando apenas 3 passagens!

    Imagina só a economia nas contas de hotel, restaurante, táxi e compras em geral.

  136. Daise said

    Ilegal, e daí?

    A construtora Camargo Corrêa contratou José Dirceu para prestar serviços de análise de “aspectos sociológicos e políticos do Brasil” e dar palestras e conferências internacionais sobre a “integração dos países da América do Sul”, entre maio de 2010 e fevereiro de 2011, conforme revelaram documentos encontrados nas investigações da Operação Lava Jato.

    Há nessa e em outras contratações um aspecto a ser ressaltado: o fato de o contratado como consultor constar como réu de ação penal (470) em tramitação no Supremo Tribunal Federal desde 2007, acusado pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha.
    Qual a razão de empresas contratarem uma pessoa a respeito da qual pesavam tão graves acusações para representá-las em eventos nacionais e intencionais?

    Hipóteses:
    1. Absoluta indiferença aos marcos da legalidade;
    2. Convicta confiança na impunidade;
    3. Contratos de fachada para acobertar “serviços” de tráfico de influência.

    D.K.

  137. Daise said

    PETRORROUBALHEIRAS: PETROBRÁS EM QUEDA

    Já são cinco ações coletivas contra a Petrobras nos EUA
    Por Valor

    SÃO PAULO – A Petrobras enfrenta mais um dia de perdas e desgaste na Bovespa nesta terça-feira. Além das investigações por casos de corrupção e da informação divulgada pelo Valor de que o desvio de recursos pode chegar a R$ 20 bilhões, os investidores repercutem a onda de ações coletivas contra a empresa nos Estados Unidos. As ações PN e ON operam em queda de cerca de 3%

    Já são cinco os escritórios de advocacia que entraram com ação coletiva judicial contra a Petrobras nos EUA em nome dos acionistas que compraram recibos de ações (ADR) entre maio de 2010 e novembro deste ano. Além de Wolf Popper, Rosen Law Firm e Pomerantz Law Firm, os escritórios Brower Piven e Khan Swick & Foti (KSF) querem angariar investidores para processar a estatal brasileira de petróleo.

    O objetivo dos escritórios é recuperar as perdas que os investidores tiveram pela companhia ter descumprido leis americanas do mercado de capital.

    A primeira ação foi noticiada na segunda-feira, movida pela firma Wolf Popper. A segunda ação veio do escritório Rosen Law Firm e os argumentos são parecidos: acusam a Petrobras de ter emitido material falso e enganado os investidores e de ter superfaturado equipamentos e propriedades em suas demonstrações financeiras, devido ao pagamento de propina em contratos.

    Ontem a noite a Petrobras informou ao mercado que recebeu citação sobre a primeira ação coletiva, da firma Wolf Popper. A estatal destacou que foi informada de que os autores da ação alegam que a empresa teria feito declarações enganosas ao mercado.

    “A companhia realizará sua defesa através de escritório de advocacia americano especializado. A Petrobras reitera que está colaborando com as investigações conduzidas pelas autoridades públicas”, informou a petroleira.

  138. Daise said

    Cassação de Vargas inaugura fila da Lava Jato

    Josias de Souza 10/12/2014 16:53

    A 12 dias do término do ano parlamentar, a Câmara praticou o primeiro ato da próxima legislatura, a ser inaugurada em fevereiro de 2015. Os deputados passaram na lâmina o mandato do deputado paranaense André Vargas, o ex-petista que manteve uma amizade monetária com o doleiro Alberto Youssef. Com isso, os parlamentares inauguraram a fila da Operação Lava Jato, que levará ao cadafalso dezenas de deputados e senadores no ano que vem.

    Dos 513 deputados, estavam presentes no prédio da Câmara 418. No plenário, o painel eletrônico registrou 359 votos a favor da cassação, um contra e seis abstenções. Quer dizer: nada menos que 147 deputados não se dignaram a dar as caras. Desse total, 52 estavam na Casa. Mas preferiram o refúgio do gabinete à vitrine do plenário.

    A despeito das omissões, a cassação foi aprovada com folga. Bastariam 257 votos para que André Vargas fosse enquadrado na Lei da Ficha Limpa, ficando inelegível por oito anos. Obtiveram-se 102 votos além do necessário. Deve-se o fenômeno à transparência. Nos processos de cassação, o voto era secreto. Tornou-se aberto no final do ano passado, nas pegadas do ronco das praças de junho. Sob a luz do Sol, a solidariedade com a transgressão passou a ter um custo.

    Supremo constrangimento: até a liderança do PT, partido que manobrou no subsolo para retardar o julgamento de André Vargas por oito meses, recomendou à sua bancada, no microfone, o voto “sim” à cassação do companheiro.

    ———————

    Devia virar filme a saga de um partido que inicia pela via humilde da foice e do martelo e no fim evolui espetacularmente para o pé de cabra.rsrsrsrs

  139. Daise said

    PETRORROUBALHEIRAS: DELAÇÃO NÃO PREMIADA

    Executivo da Petrobras denuncia à PF afilhado de Lobão

    Um funcionário de carreira, cansado do que chamou de “má gestão proposital” da Petrobras, procurou espontaneamente a Polícia Federal para denunciar suspeitas de negociatas e desvios de verbas na estatal.

    Ele deu pistas aos investigadores sobre a venda de ativos da petroleira na África, sobre contratos de afretamento de navios e na compra da refinaria de Pasadena, no Texas. O denunciante apontou até um apadrinhado do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), como envolvido em negócios suspeitos. A identidade do colaborador é mantida em segredo.

    De acordo com o funcionário, o afilhado de Lobão foi responsável pela área de afretamento de navios da Petrobras. No cargo, atuou na contratação de diversas embarcações “a preços superiores aos do mercado internacional”.

    Ele detalhou que o navio Sea Emperor foi afretado “sem real necessidade” para operar como “tancagem flutuante” no litoral do Maranhão, o que gerou “mais desvios” de verbas pelas “comissões de afretamento”.

    As tais comissões de afretamento correspondem a 1,25% do valor do contrato de aluguel da embarcação, que devem ser devolvidos ao contratante, de acordo com a prática usual do mercado. O denunciante disse que os contratos firmados pela estatal preveem esse desconto, mas o abatimento não é repassado para a Petrobras.

    Executivos da estatal se apropriam das comissões, de acordo com o testemunho. A Polícia Federal já tinha provas nesse sentido e investiga se o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa se apropriou de comissões pagas pela Maersk.

    Segundo o delator, essas comissões podem chegar a 200 milhões de reais por mês, considerando o afretamento de 200 navios. Nas palavras do funcionário, “uma grande quantia” está sendo desviada.

    O depoimento do denunciante também destaca negociações controversas da Petrobras de campos de petróleo na África. Ele relatou que houve um prejuízo de 700 milhões de dólares na atuação da estatal em Angola e levantou suspeitas sobre a venda por 1,5 bilhão de dólares de 50% dos campos do continente africano para o banco BTG Pactual.

    O valor foi considerado subdimensionado no mercado, porque outros dois bancos de renome internacional avaliavam os ativos pelo valor mínimo 7 bilhões de dólares, destacou o funcionário.

    O denunciante afirmou ainda aos investigadores que o lobista Fernando Soares, o Baiano, intermediou a negociação com a Astra Oil pela refinaria de Pasadena, no Texas.

    A aquisição deu um prejuízo superior a 1 bilhão de dólares à estatal e é investigada pela Polícia Federal. Para desviar recursos pelo valor excedente da transação, a Astra Oil fechou contratos fraudulentos com uma consultoria espanhola, de acordo com o funcionário.

    A entrevista do executivo foi feita pelos policiais que investigam a Operação Lava Jato em caráter sigiloso para embasar a apuração das denúncias.

  140. Daise said

    Guatambu

    Não se preocupe. Se o pp publicar de novo o famigerado vídeo , Eu publicarei esta foto do lula

  141. Daise said

    Ou esta:

    OBS: QUALQUER SEMELHANÇA NÃO É MERA COINCIDÊNCIA….e se mal lavado fede

  142. Patriarca da Paciência said

    “Num voto de quase duas horas, o ministro Gilmar Mendes se estendeu além do necessário para apresentar sua posição sobre a prestação de contas da campanha da presidente Dilma Rousseff; ele votou pela aprovação das contas com ressalvas, seguindo a posição defendida pelo Ministério Público Eleitoral, mas cobrou que se investigue todas as supostas irregularidades apresentadas pelos técnicos do Supremo Tribunal Eleitoral, que apresentaram parecer pela desaprovação; ao longo do seu voto, Mendes elogiou por diversas vezes os técnicos, como se estivesse se justificando por não acompanhá-los em sua posição final; ministro disse que não teve “maior prazer” por ter julgado as contas de Dilma e atacou “toda essa gentalha que alimenta esse mundo de intrigas”; fim do golpe ”
    (247)

    Pronto ! Nem o Gilmar Mendes conseguiu ver alguma irregularidade séria na prestação de contas da Dilma, apenas meras formalidades sanáveis com explicações.

    Já as contas do Alckmin foram rejeitas mesmo pelo placar de 5 a 1, quase unanimidade !

    E agora, como é que fica ?

    Aécio vai dar o golpe no Alckmin ?

  143. Patriarca da Paciência said

    E o Gimar Mendes Kiko ?

    Gentalha, gentalha, gentalha !

  144. Patriarca da Paciência said

    Sugestão de post novo para o Pax: As contas de Dilma são aprovadas e as contas de Alckmin são rejeitadas !

  145. Daise said

    Na$$if e Paumolenga se phoderam de novo….rsrsrs

    O Tribunal Superior Eleitoral aprovou as contas de campanha de Dilma Rousseff, com ressalvas, por unanimidade. Depois de o vice-procurador-geral da República, Eugênio Aragão, e a defesa desbancarem as teorias dos técnicos da Asepa (Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias), Gilmar Mendes sustentou que foram graves as irregularidades cometidas, criticou o MPE e o jornalista Luis Nassif, e defendeu os técnicos.

    Mas votou a favor da aprovação.Com ressalvas.

    Antes de iniciar o julgamento das contas, ocorreu a discussão sobre o recurso de Aragão contra a redistribuição do processo ao ministro Gilmar Mendes. Neste momento, tanto o presidente do TSE, Dias Toffoli, quanto Gilmar, extrapolaram em críticas às informações de que a distribuição teria sido dirigida. Toffoli também criticou veementemente a falta de um ministro na sessão – uma vez que a presidente ainda não indicou o ministro substituto da Corte.

    “Certamente quem lucrou foram os blogs sujos, que ficaram prestando um tamanho deserviço. Há um caso que foi demitido da Folha de S. Paulo, que criou uma coluna ‘dinheiro vivo’. Chegou a se criar um golpe de impeachment paraguaio. Um blog financiado por dinheiro público, meu, seu e nosso! Precisa ser contado isso para que se envergonhe. Um blog criado para atacar adversários e inimigos políticos! Mereceria do Ministério Público uma açao de improibidade, não solidariedade”, expressou, candente, Gilmar.

    A referência ocorreu depois de o ministro direcionar as críticas a Aragão, sobre a sua iniciativa de entrar com pedido de que a redistribuição do processo a Gilmar fosse revista. “Também, como vossa Excelência, eu raramente vi tamanha propelia em matéria processual. Sem dúvida nenhuma leitura extravagante do regimento interno. Qualquer analfabeto jurídico sabe que há juizo. Falamos tanto em impeachment, deveriamos ter um impeachment contra a burrice”, jogou Gilmar a Aragão.

    Com classe, o vice-procurador, por sua vez, apenas respondeu: “o Ministerio Público vai fazer uma muito breve exposição. Não dirá sobre o agravo regimental, porque foi desistido e, logo, não fará sustentação de um não agravo”, antes de defender seu voto.

    Depois de quase duas horas de explanação, o ministro proferiu o seu voto: aprovou a contas de Dilma, com ressalvas. Como no início de seu discurso, Gilmar frisou a repercussão do noticiário das investigações da Operação Lava Jato.

    “Em conclusão, estou me manifestando pela aprovação com ressalvas, considerando a porcentagem de irregularidades. Isso não confere chancela a eventuais ilícitos ligados a campanha eleitoral. Peço que sinalize bem, dentro dos limites constitucionais desta Corte, que foram verificados irregularidades que devem ser investigadas”, concluiu o ministro no voto.

    Gilmar iniciou o seu voto, por volta das 20 horas da noite desta quarta-feira (10), frisando que a equipe técnica, por conta de sua estrutura, prazo curto e pequena quantidade de funcionários, não seria capaz de comprovar ilícitos, se eles existissem. “Algumas das possíveis fraudes dificilmente poderão ser identificadas, pelo requinte [das operações]”, disse. “Podem surgir falsidade ideológica, estelionato contra a campanha, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. Não estamos falando que houve, mas há o indicativo de irregularidades”.

    Para argumentar, o ministro repassou as informações do pedido de impugnação solicitado pelo PSDB: o gasto que ultrapassou o limite, ainda que o PT tenha solicitado posteriormente para aumentar esse teto – “a Justica Eleitoral não pode transformar esse limite como mera modificacao formal”, disse Gilmar, criticando a manifestação do PGR; os erros para o uso do site Muda Mais; e os gastos com o uso do transporte oficial da aeronave para as campanhas.

    Além disso, ressaltou, em diversos momentos, o trabalho “valorozo” da equipe de técnicos do Tribunal Superior Eleitoral, e retomou os argumentos utilizados pela Asepa, que sugeria a desaprovação contas de Dilma. Entre os pontos levantados no relatório estavam a utilização de gastos antes da primeira prestação de contas, mas com declaração ao final; a não prestação de contas pela presidente de doações dos diretórios regionais do PT e de parte de despesas; a falta de documentação fiscal necessária para parte das doações; divergências entre transferências diretas e o que foi declarado; e problemas referentes à prestação de contas com o transporte aéreo, como ausência de documentação.

    Para Gilmar Mendes, o principal problema nas contas da candidata reeleita do PT foi a divergência entre as declarações feitas nas prestações de contas parciais e na final. “As contas prestadas parcialmente nao refletem o que foi gasto naquele momento”, disse o ministro, que caracterizou essa infração como grave.

    A crítica ao vice-procurador-geral da República se manteve durante todo o voto de Gilmar Mendes. Criticou outros posicionamentos do representante do MPE, informando que o mesmo não seguiu os “princípios da proporcionalidade”.

    Gilmar ainda concluiu: “[É preciso] sair dessa baixeza, dessa teorias conspiratórias, dessa gente atrasada, precisam olhar adiante. O Brasil não começou agora e nem termina agora. É preciso ter uma perspectiva histórica. E eu li horas e horas [os autos do processo], nem vou falar do meu trabalho, mas me reuni aos domingos com os tecnicos, horas e horas, para entender tudo. Essa gentalha que vive alimentando esse mundo de intrigas, usando de poder institucional para atacar essas pessoas”.

    Mas, ao fim, aprovou com ressalvas. O voto foi seguido por vários os ministros.

    Mas os autos foram remetidos ao MPF para aprofundamento.TSE não investiga. É o MPF e a PF
    No caso a LAVA-JATO…

    O caso da Focal…é o pé no pudim marrom, tão ao gosto do patriarca.

    Dinheiro que fingiu que saiu e não saiu…são apenas notas fiscais de serviços…Youssef tinha dezenas de empresas para esse fim.. lavar dinheiro e fraudar a Receita.

    Mas contadores petistas não sabem dessas coisas…hehehe

  146. Daise said

    “ppudim marrom” está orgulhoso pelo fato de Vargas..ter sido cassado?

    Aguarde:
    Ano que vem tem mais…rsrsr

  147. Jose Mario HRP said

    Jovem Pan virou palanque da direita
    Por Paulo Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:

    A Jovem Pan deixou de ser uma rádio. É, hoje, um centro de propaganda de ideias terrivelmente reacionárias.

    Os ouvintes são bombardeados com comentários de extrema direita produzidos por Joseval Peixoto, Reinaldo Azevedo, Rachel Sheherazade e José Neumanne, para citar alguns.

    Por trás disso está o dono, um eterno adolescente conhecido como Tutinha, ao qual se atribui a autoria da infame foto em que um herdeiro do Estadão, numa passeata pró-Aécio, erguia uma placa na qual mandava a Venezuela “se foder”. Se agiram em dupla, Debi e Loide não fariam coisa melhor.

    Rádio é uma concessão pública, assim como tevê. Mas ao longo dos anos, no Brasil, emissoras de rádio e tevê foram sendo usadas para defender as ideias, e sobretudo os interesses econômicos, de seus donos, como é o caso da Jovem Pan.

    Quando falo em concessão pública, entenda: o negócio caiu no colo de amigos do poder. Ganharam de graça a concessão, e com ela anúncios, financiamentos – tudo aquilo, enfim, que deriva do dinheiro do contribuinte.

    O caso clássico é Roberto Marinho.

    Nas memórias da Globo, o atual diretor geral do grupo, Carlos Shroeder, se derrama em bajulações ao companheiro Roberto Marinho. Nas palavras maravilhadas de Schroeder, Marinho construiu a Globo depois dos 60 anos.

    Um dia essa história terá que ser contada direito.

    Até um macaco faria a Globo, com as mamatas que Roberto Marinho recebeu da ditadura militar em troca de, para usar as palavras dele mesmo, ser o “melhor amigo” dela na imprensa.

    Concessão, publicidade federal copiosa, financiamentos a juros maternos, certeza de impunidade em qualquer problema jurídico ou tributário: quem não faria uma emissora nestas condições?

    Enquanto não dispôs de privilégios de ditadores, Roberto Marinho foi o que foi realmente: o dono de um jornal secundário no Rio, uma caricatura diante do líder Jornal do Brasil.

    De volta à Jovem Pan.

    Seus ouvintes são bombardeados por mensagens raivosas ultraconservadoras. Quem anuncia? O dinheiro público marca, como sempre, presença. No site, vi a Sabesp – de bolso raspado para dar água ao paulista, mas com recursos para colocar na Jovem Pan – e a Câmara Municipal de São Paulo.

    Imagino que a publicidade da Câmara seja inercial, e tenha vindo dos dias de Serra e Kassab.

    Mas hoje o presidente é José Américo, do PT. Ele já viu como o PT é tratado na rádio que ajuda a bancar?

    “A gestão de Haddad é uma piada”, peguei ao acaso no site da rádio. O autor é Reinaldo Azevedo.

    Joseval Peixoto, aos 78 anos o decano dos arquidireitistas, lamenta num comentário que não se fale no Congresso em impeachment pelo “crime de responsabilidade fiscal” de Dilma.

    Foi ele que apresentou, num vídeo, Rachel Sheherazade como o grande reforço do jornalismo da Jovem Pan, em novembro passado.

    Sheherazade, na Jovem Pan, logo mostrou a mesma graça que exibia no SBT. Num comentário recente, recriminou os brasileiros por terem perdido a capacidade de se indignar.

    Isso porque uma pesquisa do Datafolha dizia que para os entrevistados Dilma é quem mais combate a corrupção entre os presidentes brasileiros.

    Querida Rachel, ouso discordar de você.

    Foi exatamente pela indignação em massa que Silvio Santos transformou você numa morta viva no SBT depois do histórico apoio aos justiceiros.

    Zumbi no SBT, Sheherazade, para suas viúvas, pode ser ouvida agora na Jovem Pan.

    Como sempre, sob o patrocínio do dinheiro público – e de donos de concessão que usam o presente que receberam para defender os interesses deles, deles e ainda deles.
    Postado por Miro às 05:40

  148. Patriarca da Paciência said

    “Os ‘técnicos’ somaram duas vezes a mesma despesa de R$ 4,4 milhões e, claro, apareceu diferença com o valor declarado”, informa o jornalista Fernando Brito, sobre o parecer que foi manchete da Folha e ameaçou derrubar as contas da presidente Dilma Rousseff; “a ânsia de fazer politicagem expôs os técnicos da Justiça a este vexame primário”
    (247)

    Aguardem que vem mais, muito mais !

    Os “técnicos” encontraram chifre em cabeça de cavalo !

  149. Zbigniew said

    Por falar em placar:

    7 x 0! pela aprovação e 5 x 1! pela rejeição.

    Interessante!

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: