políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

André Vargas cassado pelos pares

Posted by Pax em 11/12/2014

André Vargas, agora ex-deputado federal, teve seu pedido de cassação aprovado pela Câmara ontem, por maioria esmagadora, 359 votos a favor, 1 contra e 6 abstenções.

O ex-deputado teve carreira no PT chegando a secretário de comunicação do partido e vice-presidente da Câmara. Até seu comportamento e relacionamento com Alberto Youssef serem revelados na Operação Lava Jato, que apontou inicialmente desvios de mais de R$ 10 bilhões. O deputado petista à ocasião gostava de andar em jatinhos fretados e outros luxos que o poder lhe conferiu.

Ontem seus pares o cassaram. Muitos deles, segundo noticiário, envolvidos em crimes com o mesmo processo de recebimento de propinas, através de doleiros que formam uma verdadeira lavanderia de dinheiro público roubado a granel.

O modelo político brasileiro está em adiantado processo de colapso. Mas há muita água para rolar por debaixo dessa ponte antes que tenhamos um novo modelo que mitigue um pouco a degeneração geral.

A cada dia que passa a corrupção entra na agenda da sociedade. É uma pequena luz no fim do túnel.

Câmara aprova cassação do deputado André Vargas

Carolina Gonçalves – Repórter da Agência Brasil Edição: Marcos Chagas

Depois de mais de duas horas de confusão, a Câmara aprovou hoje (10) o pedido de cassação do mandato do deputado André Vargas (sem partido-PR), por 359 votos a favor, 1 contra e 6 abstenções.

No plenário, último estágio para a perda de mandato, os parlamentares decidiram condenar Vargas por envolvimento em negócios com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato por participação em um esquema de lavagem de dinheiro.

O parlamentar é acusado de ter intermediado, no Ministério da Saúde, contratos com o doleiro.

Vargas não participou da sessão, nem indicou representante legal para fazer sua defesa. Em uma última tentativa de adiar a votação, ele apresentou, na noite de ontem (9), um pedido à Mesa da Casa alegando que está se recuperando de uma cirurgia odontológica. Como o recurso não passou pela perícia da junta médica da Câmara, a orientação foi pela rejeição do pedido. “Não tem validade regimental. Também foi facultada a indicação de um advogado e também não foi feito”, explicou o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

O deputado Eurico Júnior (PV-RJ), indicado advogado ad hoc em uma das fases do processo contra Vargas, ofereceu-se para ler a justificativa que Vargas apresentou no recurso à Comissão de Constituição e Justiça de Cidadania (CCJ). Na ocasião, ele disse que houve cerceamento de defesa no processo do Conselho de Ética. “Fui indicado a contragosto”, explicou Eurico Júnior, enfatizando que só leria a carta para que a votação ocorresse.

O pedido de cassação contra Vargas foi aprovado no início de agosto no Conselho de Ética. “Por 11 a 0. [O parecer] deixa de ser um parecer do Júlio Delgado [PSB-MG, relator do caso no Conselho de Ética]. Não tenho nada contra o deputado André Vargas não fosse o desvio que atenta contra a ética e o decoro parlamentar”, explicou o parlamentar mineiro.

A sessão para analisar a representação começou às 11h e foi cancelada, quase duas horas depois, por falta de quórum, o que tumultuou o plenário da Câmara. Delgado protestou e lembrou que o quórum estava quase composto. Para a votação, seriam necessários, no mínimo, 257 votos.

Ele criticou a demora na apreciação do processo, mas lembrou que, desde que a representação contra Vargas foi apresentada, os prazos foram diversas vezes esticados. “Estamos aqui, oito meses depois, [em um ano] com Copa do Mundo, recesso branco e eleições. A notificação só conseguiu ser feita no dia 13 de maio. O deputado André Vargas ainda solicitou mais dois dias para entrega de sua defesa. A instrução iniciou-se apenas no dia 28 de maio”, destacou.

Outra estratégia da defesa acabou fracassada na manhã de hoje (10). O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, escolhido como relator do mandado de segurança apresentado na semana passada por Vargas, contra decisão da CCJ, negou o pedido de liminar do parlamentar.

Além dos protestos de Delgado, outros parlamentares da oposição, como Vanderlei Macris (PSDB-SP), chegaram a acusar o deputado José Mentor (PT-SP) de golpe. “Faço apelo para voltar a discussão”, disse. O tucano José Aníbal (SP) fez coro à decisão. “Eu estou aqui há 22 anos e nunca vi isso de [encerrar uma sessão] pular da cadeira”, criticou, ao relatar a postura de Mentor que assinou o encerramento da reunião e saiu imediatamente da Mesa.

Anúncios

297 Respostas to “André Vargas cassado pelos pares”

  1. Guatambu said

    Elias,

    Vc tem razão: barata vai voar!

    Hora de testar os conhecimentos de teoria dos jogos! hehehe

    Na verdade eu acho que a OPEP está meio que num beco sem saída:

    – economia mundial rateando, com exceção dos EUA
    – mas os EUA agora são produtores
    – se não produzem, não vendem
    – se não vendem, nem possibilidade de lucro operacional eles têm

    Minha opinião: eles vão ter que continuar produzindo, talvez reduzam um pouco a produção para tentar minimizar os problemas.

    Resta saber: se essa queda na produção pode reverter o rumo do preço do petróleo no longo-prazo, pq no curto prazo, sabemos que pode dar uma variada pra cima, mas pode ser temporária.

  2. Patriarca da Paciência said

    Minha opinião, caro Pax, é que essa história do André Vargas já não desperta interesse.

    Ele já havia saído do PT e sua cassação era dada como certa.

    É mais uma prova de que o PT não compactua com malfeitos.

    Caro Elias,

    dessa vez a vitória foi um pouco mais suada mas, no fim, o PSDB terminou perdendo feio.

    O aecim do aeroportim, mesmo tendo todo o PIG a seu lado, a Marina, herdado o espólio do Eduardo Campos com direito a viúva e filhos do “de cujos” fazendo campanha para ele, mesmo assim, o aecim do aeroportim perdeu.

    E o Alckmin vai ficar um bom tempo enrolado com suas contas rejeitadas.

    E esses caras ainda se julgam muito inteligentes !

  3. Patriarca da Paciência said

    “Da Agência Lusa

    Um grupo de intelectuais chineses concedeu a Fidel Castro o “Prêmio da Paz”, uma distinção alternativa ao Nobel, pelos esforços do ex-presidente cubano para resolver crises internacionais.

    “Castro, quando esteve no poder, não recorreu à força ou à violência para resolver as crises e os conflitos de âmbito internacional, em particular com os Estados Unidos”, disse Liu Zhiqin, um dos organizadores do “Prêmio da Paz Confúcio”.

    O pai da revolução cubana, que deixou o poder em 2008, “tem trabalhado de forma incansável para se reunir com dirigentes e organizações estrangeiras e dedicou-se à causa da eliminação das armas nucleares”, acrescentou.

    Para a edição de 2014 do Prêmio Confúcio, Fidel Castro foi escolhido juntamente com a presidenta sul-coreana, Park Geun-Hye, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e a Organização de Cooperação de Xangai.”
    (247)

    E aí ? Dessa eu gostei .

  4. Patriarca da Paciência said

    Eu continuo considerando o Lula o nosso Machado de Assis da política. Sem dúvida nenhuma é o nosso maior talento político. Mas o Lula também tem falhas. Ele realmente não soube escolher ministros para o STF. Que o digam o Dias Toffoli e o Joaquim Barbosa.

    Dias Toffoli, no julgamento da contas da Dilma, arengando de que a presidenta “demorou para escolher um novo ministro”, realmente, é o fim da picada ! Só foi superado pelo Gilmar Kiko Mendes, com sua “aula magna” sobre prestação de contas de campanhas políticas, a qual deixou os colegas tão entediados que precisaram sair um pouco para respirar ar puro.

  5. Elias said

    Guatambu,
    Acho que a Opep ainda dá as cartas.

    Mantendo o atual nível de produção, o preço do barril cai, certo? Então, volta pro teu gráfico, e vê quem tem condições de continuar lucrando (e muito!) com o preço em queda…

    E mais: todos os países que têm condições de continuar lucrando com o preço em queda, também têm gordura de sobra pra queimar. Ou seja, mesmo diante de um improvável prejuízo, eles teriam condições de manter o córner por um tempo que eu não tenho a menor ideia de como estimar.

    Conclusão: pode ser que o que vem por aí seja o célebre “deslocamento de concorrência”. Um monte de gente vai se associar aos grandes pra continuar vivendo. E, engulindo essa gente desesperada, quem já é grande vai ficar maior…

    Nisso, pra mim, terá consistido a revoada de baratas…

  6. Elias said

    Patriarca,
    Minha leitura é que o Aécio está desesperado.

    Ele sabe que o briocão dele tá na reta… A partir de janeiro do próximo ano, vai se passar um pente fino em tudo o que aconteceu no governo mineiro, ao longo de um porradal de anos. Ele sabe o que fez e o que deixou de fazer. Sabe que tem um hangar de vidro e que tem pela proa uma avalanche de matacões…

    Então, ele apela pro que pode e o que acha que pode. Foi uma corrida contra o relógio. Agora, tem só mais 4 ou 5 dias. Aí o Legislativo entra em clima de recesso natalino, com um monte de gente dando adeus ao papagaio e à boa vida, porque não conseguiu se reeleger… Aí entra 2015, e começa, para o Aécio, o tempo da dor…

    Esse lance da prestação de contas da Dilma foi patético! No fim, acabaram deixando os tais técnicos sem pai nem mãe.

    A meu pensar, o PT não deve deixar barato. Os técnicos se manifestaram pela rejeição das contas? Ótimo! Vamos proporcionar a eles a oportunidade de provar, na Justiça, que suas alegações têm fundamento. Se não provarem, que arquem com as consequências. A coisa iria bater no STF, e a representação tucana no tribunal teria que mostrar serviço, pra manter os técnicos em liberdade e nos respectivos empregos (se não fizessem isso, quem sabe o que poderia acontecer, né?).

    Claro que os técnicos acabariam em liberdade e no emprego, né? Mas, se a coisa fosse a esse ponto, duvido que eles ou outros, no futuro, ainda concordariam em participar desse tipo de presepada…

    Pra mim, o pior que o PT pode fazer é se limitar à defesa. Se fizer isso, todo mundo vai achar que pode tirar uma lasquinha, e isso nunca acaba bem, se e quando acaba…

    Toda recompensa deve ter um custo. Quer ferrar com o PT? Então, mete os peitos… Mas tem que saber que o PT também vai tentar te ferrar. Quem for quebre que se podre!

    Estou, p.ex., aguardando a emissão da fatura/duplicata para o Dr. Joaquim Barbosa, de preferência com vencimento à vista… Dia desses, ouvi de alguém que o PT não deve pegar pesado, porque o homem não tem equilíbrio e pode até se matar, e… Blá, blá, blá, blá, blá…

    Nem argumentei com esse alguém. Disse, apenas, que, pelo menos aparentemente, o honrado causídico não faz o perfil de quem se mata, seja lá pelo que for. Em todo caso, isso acontecendo, eu recomendaria mandar uma flor pra viúva…

    É o máximo que eu concordaria em fazer por ele…

  7. Elias said

    Prêmio pro Fidel?

    Sei lá…

    Que tal “Outono do Patriarca”?

    Não?

    E “Matusalém Sanguinário”, vai bem?

    Também não?

    Então… Eu passo!

  8. Elias said

    “Castro, quando esteve no poder, não recorreu à força ou à violência para resolver as crises e os conflitos de âmbito internacional, em particular com os Estados Unidos”. (Liu Zhiqin)

    É mesmo? E o que Castro poderia fazer? Invadir os EUA?

    Com as forças armadas cubanas, dá pra endurecer o jogo contra o Haiti… Passando daí, melhor disputar na porrinha…

    Pensando bem, Castro acabou invadindo os EUA… Ele mandou pra Miami toda sorte de bandido e vigarista que havia na ilha…

    O melhor retrato disso foi feito pelo Al Pacino, com os olhos esbugalhados e um sorriso de dentes, berrando: “Eu sou um exilado político, porra!”

  9. Guatambu said

    Elias,

    Mais um gráficuzinho interessante. hehehe

    http://www.businessinsider.com/oil-cash-costs-2014-12

    No curto-prazo, a brincadeira vai continuar igual.

    No médio-prazo, é uma brincadeira de quem quebra primeiro.

  10. Daise said

    JOÃO VACCARI NETO,/b>

  11. Pedro said

    Guatambu, se alguns destes países, que se ferram com o preço do petróleo baixo, financiarem grupos, pra tocar o terror básico, em oleodutos, refinarias, etc, etc…
    Até mesmo ensaiarem uma guerrinha.

    Vc acredita que este tipo de ação pode elevar o preço?

  12. Guatambu said

    Pedro,

    Acho que até pode, mas não me parece fazer mto sentido, já que os países que sofrem com o preço baixo são justamente aqueles que estão fora da OPEP (EUA, China, Canadá, Brasil, etc).

    Aliás, pensando agora no que vc disse: o petróleo deve ser uma importante fonte de despesa para uma máquina militar.

    Não sei qual é a % do custo logístico em uma guerra, mas dado o peso e a necessidade de alcance, imagino que não seja pequena.

    Com o preço baixo do barril, imagino que deva ficar mto mais fácil de países não-produtores financiarem guerras.

    Não havia considerado essa variável no cenário. Não consigo nem imaginar as consequências político-econômicas disso…

  13. Guatambu said

    Patriarca,

    Uma série de acontecimentos interessantes sobre a liberdade, transparência, poder público e poder privado.

    O Google está sendo ameaçado publicamente pelo Estado em diversos países:

    – Google News está saindo da Espanha: a Espanha decidiu cobrar o Google News por linkar as matérias de jornalistas no seu site.

    – O parlamento Europeu quer quebrar o Google em dois ou mais pedaços, sob a premissa de que o Google é monopolista.

    – Google não opera na China, por conta da censura.

    – Google está saindo da Rússia, porque a Rússia também resolveu censurar alguns links.

    Sabemos que o controle sobre informação é uma das maiores fontes de poder, e parece que os Estados pelo mundo afora estão com muito medo da transparência.

    Eu venho defendendo a bandeira da transparência aqui no blog do Pax, desde que comecei a postar.

    Acho que deveríamos ficar atentos a essa série de informações. Aparentemente os Estados estão com medo, e a maior prova disso é que assuntos não são de segurança, ou relevância nacional, mas de exposição do lado mais sujo dos Estados. Snowden que o diga.

    Realmente tem informações que são confidenciais, mas quando as informações são sobre Estado, eu não acho que deveriam ser, elas deveriam ser públicas.

  14. Guatambu said

    Elias,

    Agora veja esses 2 artigos:

    http://www.businessinsider.com/gdp-growth-heat-map-2014-12

    http://www.businessinsider.com/economic-policy-to-boost-growth-in-2015-2014-12

    O primeiro aponta para um crescimento mundial menor em 2015.

    O segundo argumenta o contrário.

    O Brasil, aparentemente, está se preparando para o cenário 1. O que particularmente me agrada, porque o país efetivamente tem contas a pagar, e se alavancar com a taxa de juros no nível que está, e com viés de alta, não compensa.

    Mas será que a equipe econômica da Dilma conta com o cenário 2? Se esse cenário se estabelece, poderemos ter uma reversão no rumo dos preços de commodities e o Brasil pode viver uma recuperação mais rápida. O problema do cenário 2 é que ele é inflacionário… o que nos traz fantasmas antigos à mesa, novamente.

  15. Guatambu said

    Elias e Pedro,

    Ainda sobre petróleo.

    Vejam isso:

    http://www.businessinsider.com/iraq-is-running-out-of-cash-2014-12

    Aparentemente, um dos países com o menor custo de exploração de petróleo está sofrendo com a queda do preço. Motivos:

    – Pagamento da dívida de guerra, ainda pendente entre Iraque e Kwait.
    – Esforço militar contra o Estado Islâmico no Norte do País.
    – Esforço político/econômico para conter forças revolucionárias internamente.

    Pelo que entendi, o Iraque precisa de dinheiro, muito dinheiro. Dá a entender que o Iraque não pode simplesmente “cortar a produção” para fazer com que os preços subam, tem que continuar produzindo, e usar o pouco que ganham para honrar suas dívidas.

    Rússia: o valor do rublo tá despencando. A Rússia também não parece fazer questão de diminuir sua produção.

    Arábia Saudita e Irã: o custo não justifica diminuir a produção.

    Eu começo a achar que o valor baixo do petróleo tende a durar mais tempo do que eu imaginava.

  16. Daise said

    PETROBRAS: GRAÇA CAI EM DESGRAÇA

    Diretoria da Petrobras foi alertada de desvios

    Defendida pela presidente Dilma Rousseff, a atual diretoria da Petrobras recebeu diversos alertas de irregularidades em contratos da estatal muito antes do início da Operação Lava-Jato, em março deste ano, e não apenas deixou de agir para conter desvios que ultrapassaram bilhões de reais como destituiu os cargos daqueles que trabalharam para investigar as ilicitudes e chegou a mandar uma denunciante para fora do país.

    As irregularidades foram comprovadas através de centenas de documentos internos da estatal obtidos pelo Valor PRO, serviço de informação em tempo real do Valor.

    http://www.valor.com.br/politica/3814406/diretoria-da-petrobras-foi-alertada-de-desvios

  17. Daise said

  18. Daise said

    PETROLÃO: DELÚBIO TENTA AJUDAR DILMA”

    O presidiário Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT e do mensalão do governo Lula, agora em prisão domiciliar, aproveita seu “emprego” na CUT para se reunir com sindicalistas e exortá-los a apoiar o governo Dilma em razão do escândalo de corrupção na Petrobras.

    Delúbio adverte que “está para acontecer algo muito grande com o PT no plano nacional”, e apela aos sindicalistas para que não “pulem do barco”.

    …do jeito que a vaca, “tussindo”, ruma para o brejo, certamente será o caso de se desejar um Feliz 2016.

  19. Jose Mario HRP said

    http://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/justi%c3%a7a-bloqueia-rdollar-6143-milh%c3%b5es-de-empresas-denunciadas-no-cartel-de-trens-de-sp/ar-BBgImIb?ocid=U218DHP

  20. Daise said

    petistas desesperados…

    O pt roubou mas a oposição tambëm poderia ter roubado? !!
    A lava-jato está aí e nada!

    heheheh

  21. Daise said

    Denúncias de corrupção levam Petrobras a adiar balanço

    LUCAS VETTORAZZO
    SAMANTHA LIMA
    DO RIO

    12/12/2014 21h22
    Após 28 dias de atraso, a Petrobras decidiu adiar mais uma vez a divulgação de seu balanço do terceiro trimestre deste ano, segundo nota divulgada ao mercado na noite desta sexta-feira (12) pela empresa. Nova data não foi marcada, mas estatal negociou novo limite, até o dia 31 de janeiro, para apresentar balanço não auditado aos credores.

    A empresa lista cinco episódios que contribuíram para a decisão tomada na reunião do Conselho de Administração da companhia, ocorrida na noite desta sexta.

    A estatal cita como motivos para a postergação: renegociação de cláusulas de contratos de dívida com vencimento para o dia 31 de janeiro, que possibilitariam a empresa apresentar o balanço até esta data; uma intimação, em 21 de novembro, pela SEC (Securities and Exchange Commission), a CVM americana, requerendo novos documentos sobre as denúncias de corrupção; os depoimentos, em 3 de dezembro de dois diretores de empresas do grupo Toyo Setal no escopo da operação Lava Jato; a citação da empresa em ação coletiva, movida por minoritários na Justiça de Nova York; e o ajuizamento, no último dia 11, das ações criminais de 36 suspeitos de envolvimento em esquemas de desvios pelo Ministério Público Federal.

    A empresa soltou nesta sexta-feira apenas um relatório com alguns indicadores operacionais-financeiros, tais como receita de vendas e endividamento. O lucro líquido e a geração de caixa, dois importantes indicadores que mostram a saúde financeira da companhia, não foram divulgados.

    A receita de vendas da petrolífera no terceiro trimestre somou R$ 77,7 bilhões, alta de 7% em relação ao verificado no trimestre anterior. No período de janeiro a setembro, a receita atingiu R$ 252,2 bilhões, alta de 13% em relação a igual período.

    A dívida líquida ficou no terceiro trimestre em R$ 261,4 bilhões, alta de 8% frente ao apurado no segundo trimestre (R$ 241,3 bilhões). No ano, a dívida líquida acumulada subiu 35% em relação a igual período do ano passado, quando esteve em R$ 192,9 bilhões.

    NÚMEROS NÃO AUDITADOS

    Os números não foram auditados pela auditora independente PricewaterhouseCoopers, que se recusou a aprovar as contas da companhia após as denúncias de corrupção pelo ex-diretor de abastecimento Paulo Roberto Costa no âmbito da Operação Lava Jato, deflagrada em março. O parecer de auditores independentes é uma exigência da legislação para empresas que negociam ações em Bolsa.

    A Petrobras terá que apresentar o balanço em até um ano, sob risco de perder o registro de companhia aberta, o que a tornaria inapta a ter ações negociadas em Bolsa. A divulgação do balanço sem aval da auditoria externa atende a exigências de alguns contratos de credores de títulos da empresa, para o que a companhia teria até o dia 31 de dezembro para atendê-las, conforme explicou recentemente o diretor de finanças e relações com investidores da Petrobras, Almir Barbassa.

    Na ocasião, Barbassa disse que a divulgação sem aval dos auditores em razão de “dever de transparência” por parte dos gestores da companhia.

    O PREÇO DA CORRUPÇÃO

    A Petrobras reconheceu ao mercado que não conseguiria divulgar o balanço do terceiro trimestre no prazo exigido pela legislação no dia 13 de novembro.

    A empresa admitiu, na época, que precisaria rever o valor contábil de seus ativos e descontar deles os valores atribuídos ao pagamento de corrupção.

    Em outubro, uma semana depois de o ex-diretor da Petrobras e delator da Lava Jato, Paulo Roberto Costa, ter dado detalhes do funcionamento do suposto esquema de desvio de propinas, a PwC alertou a Petrobras de que era “absolutamente necessário” aprofundar as investigações e indicou que não seria possível dar o parecer às contas do terceiro trimestre, conforme exigido pela legislação.

    Depois disso, a Petrobras contratou dois escritórios, no Brasil e nos Estados Unidos, para aprofundar as investigações. A Petrobras tem ações negociadas na NYSE, a Bolsa de Valores de Nova York.

    As denúncias já levaram investidores americanos a entrar com pelo menos seis ações contra a empresa, pedindo ressarcimento de perdas no valor dos papéis.

    ….

    Dilma vai decidir demitir Graça?

    Eu duvido!.

  22. Daise said

    GRAÇA NA CAPA DA PLAYBOY….

  23. Daise said

  24. Daise said

  25. Daise said

  26. Daise said

  27. Daise said

    PETROLÃO; ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

  28. Daise said

    Igor Gielow

    Fim da linha

    BRASÍLIA – Esgotaram-se as condições políticas para a manutenção de Graça Foster à frente da Petrobras, e quaisquer protelações adicionais por parte do Planalto só trarão o escândalo para a mesa de Dilma Rousseff –circulando por seu gabinete ele já se encontra.

    O fato de a Petrobras não negar o conteúdo das denúncias da ex-gerente Venina da Fonseca sobre falcatruas na famigerada Diretoria de Abastecimento, ainda que seja omissa sobre os alertas que ela diz ter feito a Graça, é revelador.

    A estatal, em soberba típica dos tempos em que se achava o farol do futuro, disse que apurou e “encaminhou às autoridades competentes” seus achados. Mesmo? Enquanto isso, por exemplo, a refinaria de Abreu e Lima viu seu custo explodir.

    A questão é que até o procurador-geral da República, nem de longe um quadro antipetista, já pediu a cabeça de Graça e dos diretores da estatal. Com Venina e seus e-mails, naturalmente a depender de apuração judicial, parece ser o fim da linha para a presidente da Petrobras.

    É um pesadelo dentro de um sonho ruim para o governo. Graça é a última linha de defesa de Dilma. Presidente, a ex-ministra colocou a executiva como um “doppelgänger”, seu duplo no comando da megaestatal na qual mandava e desmandava.

    Graça encarnava o mito Rousseff, a gerente dura e implacável.

    Simbolicamente, ela era Dilma.

    A maré da crise é implacável. No começo da Lava Jato, ministros enchiam a boca para dizer que Graça havia “limpado” diretorias da Petrobras sob ordens dilmistas. Era enfim uma má explicação, já que tudo indica que, se ocorreu, foi uma faxina interna e ineficaz. O Ministério Público demonstrou que a roubalheira estava em curso até o mês passado.

    Nada disso é inédito.
    Lula escapou do mensalão com a cabeça de José Dirceu na algibeira.
    Irão ele e Dilma sobreviver agora ao caso Petrobras?

    Corta para o próximo capítulo.

  29. Patriarca da Paciência said

  30. Patriarca da Paciência said

    Dilma Rousseff, uma mulher forte, guerreira, sábia, orgulho dos verdadeiros brasileiros.

    Muito ao contrária da lamentável Carlão Michele Cu !

  31. Daise said

    FSP Editorial:

    No limbo
    13/12/2014 02h00

    Desde a vitória no segundo turno, e apesar do acerto que representou a nomeação da nova equipe econômica, o comportamento de Dilma Rousseff parece marcado por uma preocupante passividade.

    Os desmandos na Petrobras se agravam sobremaneira com a revelação de denúncias internas desde 2009, conforme noticiou ontem (12) o jornal “Valor Econômico”. Mas é como se a presidente abdicasse de dar conformação política clara ao deprimente espetáculo diante de seus olhos.

    Não parece ter havido maior exemplo disto do que a patética reação do governo federal às declarações do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a respeito do escândalo na Petrobras.

    Este não mediu suas palavras, na terça-feira (9), durante evento sobre o combate à corrupção. Que Janot tenha qualificado de desastrosa a gestão na Petrobras parece que não chegou a provocar grande desconforto no Planalto.

    O mal-estar surgiu, porém, quando o procurador-geral adiantou a expectativa de que, “sem expiar ou imputar previamente culpa”, se proceda à “eventual substituição” da diretoria da empresa.

    Janot terá dado, talvez, um passo além do que caberia a seu papel –que não é o de um magistrado, mas o de quem vocaliza suspeitas fundadas como defensor do interesse público. Suspeitas que, desde então, só fizeram solidificar-se.

    Foi o bastante para que o Planalto articulasse uma reação. A presidente Dilma Rousseff convocou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para que saísse em defesa temerária da atual presidente da Petrobras, Graça Foster.

    É verdade que, como disse Cardozo, não haviam transparecido até então fatos e circunstâncias envolvendo diretamente Graça Foster. Também é verdade que existem, como reconheceu de modo algo desenxabido o ministro da Justiça, “fortes indícios de corrupção”, que no momento chegam mais perto da dirigente.

    Outra verdade, contudo, tende a aparecer nas entrelinhas.

    Se se trata de afirmar um combate sem tréguas à corrupção, e ao mesmo tempo de defender a inocência da atual diretoria da Petrobras, é forçoso que, no plano do discurso e da ação, se dissipem os laços de continuidade entre o governo de Dilma e o de Lula.

    Obviamente, nada seria mais irônico do que ver o atual governo recaindo na famosa tese da “herança maldita” –agora, contra Lula.

    O dilema se repete, em ponto menor, na passagem do comando econômico: se Joaquim Levy substitui Guido Mantega, em que medida poderá Dilma Rousseff tirar de si mesma a responsabilidade por decisões que agora reverte?

    Num tipo de limbo, a Presidência mantém atitude de observação atônita, sem saber transfigurar um quadro a que sempre aquiesceu.

  32. Elias said

    Guatambu,
    A meu pensar, a chave para o aumento do preço do petróleo não está na Opep.

    Embora a decisão final seja dela, vejo a Opep como uma organização cujo perfil político é marcadamente reativo.

    Até onde minha miopia me permite, creio que a chave pra essa charada está no comportamento da economia mundial. Quando a dita cuja começar a andar pra frente, o preço do petróleo vai subir.

    E não há muitas razões pra acreditar que a economia mundial vai iniciar sua recuperação em 2015. No próximo ano, o mundo todo — Brasil incluso, aliás, principalmente — vai continuar andando de lado, na melhor das hipóteses.

    Vai daí que o retorno do preço do barril aos níveis de 2013, p.ex., é, também na melhor da hipóteses, uma miragem. Um delírio!

    Focalizando esse cenário no Brasil, o melhor que eu posso dizer é que dona Dilma pode se preparar pra sapatear descalça em caco de vidro…

    Focalizando ainda mais a coisa na política, eu diria que o melhor que o PT pode fazer é baixar a porrada na oposição, de qualquer maneira (mas dando preferência pra chute nos ovos)… Ou, então, preparar o lombo pra apanhar mais do que boi ladrão!

    Pra meu consumo, estou me preparando para um biênio 2015-16 infernal. Na minha conta, o Brasil só vai começar a tirar o pé da m… em 2017. E no segundo semestre!

  33. Elias said

    “O Brasil, aparentemente, está se preparando para o cenário 1. O que particularmente me agrada…” (Guatambu)

    Pois a mim não agrada nem um pouco! Sei que é necessário, mas nem de longe me agrada.

  34. Daise said

    A ZORRA E A TONTA

    https://media.rbl.ms/image?u=%2F-86FbQlYLPTk%2FVIw7pYz8sfI%2FAAAAAAAAcKg%2F_3m-KuLeVHE%2Fs1600%2FGra%25C3%25A7a%252Be%252BDilma.jpg&ho=http%3A%2F%2F3.bp.blogspot.com&s=47&h=a4c8ef1a6ce0d2cea2542e13a526afde31c25167935707beaed188f96307d161&size=980x&c=601251989

  35. Guatambu said

    Elias,

    Só me agrada pq eh necessário.

    Agora, sabe quem eh que vai sofrer mais com essa presepada?

    O Patriarca acha q tá tudo bem…

    E eu acho q a Dilma vai cada vez mais ser pressionada. Se ela se aproveitar da fragilidade da oposição, pode ser que ela sobreviva, se não…

  36. Daise said

    DILMA + PT= PETROLÃO

    Ex-diretor ligado ao PT capta R$ 650 milhões em propina em 8 anos, avalia força-tarefa

    Cálculo tem como base documentos e depoimentos como o de executivo que contou como Renato Duque determinava pagamentos

    A força-tarefa do Ministério Público Federal avalia que já dispõe de elementos suficientes para afirmar que a Diretoria de Serviços da Petrobrás, na gestão do ex-diretor Renato Duque – nome indicado pelo PT -, captou cerca de R$ 650 milhões em propinas sobre contratos fechados de 2004 a 2012 com as seis empreiteiras que são alvo do primeiro pacote de denúncias criminais da Operação Lava Jato.

    Segundo o executivo Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, um dos delatores do esquema de corrupção na estatal, às vezes o dinheiro de propinas era tão volumoso que precisava ser transportado em carro-forte, por orientação de Duque. O ex-diretor chegou a ser preso pela Polícia Federal, mas foi solto por liminar do Supremo Tribunal Federal. Mendonça agia em nome da Setal Óleo e Gás, empreiteira do cartel que negocia acordo de leniência com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão antitruste do governo federal.

    No acordo que firmou com a Procuradoria da República, documento que compreende 19 anexos, o executivo dedicou um capítulo inteiro a Duque e ao “pagamento de propinas”. Nesse trecho, ele se compromete a revelar “todos os fatos relacionados aos acordos voltados à redução/supressão da competitividade, com prévio acerto do vencedor, de preços, condições, divisão de lotes nas licitações e contratações da Petrobrás”.

    O acordo de colaboração é um contrato. Ao assinar o termo, em setembro, o executivo se dispôs a apontar as formas como se concretizava a entrega de propinas. Ele se compromete a devolver R$ 10 milhões a título de multa compensatória por danos causados contra a administração pública – a primeira parcela de R$ 2,5 milhões foi quitada em 10 de novembro. O restante será quitado em sete parcelas até 20 de julho de 2015.

    Contato. Segundo Mendonça, o então diretor de Serviços “orientava três coisas” – pagamentos em dinheiro, depósitos em contas no exterior e repasses para o PT. “O contato com o partido era o Vaccari”, diz o delator, em referência a João Vaccari, tesoureiro do PT. Para “mascarar” os desvios de parte dos contratos, Duque, segundo o delator, mandava fazer uso de notas frias de empresas de fachada ligadas ao Grupo Delta.

    Após longa investigação, que reuniu documentos e outros depoimentos, os procuradores se convenceram do envolvimento direto de Duque e vão acusa-lo por corrupção passiva, organização criminosa e outros crimes. “Os corruptores que mantinham contratos com a estatal ofereceram e prometeram vantagens indevidas, notadamente aos então diretores de Abastecimento e de Serviços, Paulo Roberto Costa e Duque.”

    O cálculo da Lava Jato para chegar aos R$ 650 milhões destinados à diretoria de Duque é feito a partir do montante global de propinas até aqui apurado, R$ 971 milhões – valor que se quer recuperar para os cofres públicos e relativo ao total desviado na área de Abastecimento em contratos das seis empreiteiras citadas nas primeiras denúncias.

    Cerca de R$ 270 milhões ficaram com a diretoria de Costa. O restante foi canalizado para a Diretoria de Duque, que arrecadava 2% em contratos das demais áreas – Abastecimento (cota do PP), Internacional (do PMDB), Exploração e Produção; e Óleo e Gás, ambas da cota petista. “O valor de quase R$ 1 bilhão corresponde aos 3% de propina paga em função dos contratos da área de Abastecimento”, disse o procurador Deltan Dallagnol.
    A Lava Jato apurou que as comissões pagas nessa área, sob controle do PP, alcançaram 3% sobre contratos com 16 empresas do cartel – 2% teriam sido destinados à Diretoria de Serviços, que cuida dos processos de contratação, concorrência e fiscalização, e 1% para Abastecimento.

  37. Daise said

  38. Daise said

  39. Daise said

    PETROLÃO: O DISQUE PROPINA

    Políticos recebiam a propina em domicílio

    Depois de tantas revelações sobre engenharias corruptas complexas de sobrepreços, aditivos, aceleração de obras e manobras cambiais engenhosas, a Operação Lava-Jato produziu agora uma história simples e de fácil entendimento. Ela se refere ao que ocorre na etapa final do esquema de corrupção, quando dinheiro vivo é entregue em domicílio aos participantes. Durante quase uma década, Rafael Ângulo Lopez, esse senhor de cabelos grisalhos e aparência frágil da fotografia acima, executou esse trabalho. Ele era o distribuidor da propina que a quadrilha desviou dos cofres da Petrobras. Era o responsável pelo atendimento das demandas financeiras de clientes especiais, como deputados, senadores, governadores e ministros. Braço-direito do doleiro Alberto Youssef, o caixa da organização, Rafael era “o homem das boas notícias”. Ele passou os últimos anos cruzando o país de Norte a Sul em vôos comerciais com fortunas em cédulas amarradas ao próprio corpo sem nunca ter sido apanhado. Em cada cidade, um ou mais destinatários desse Papai Noel da corrupção o aguardavam ansiosamente.

    Os vôos da alegria sempre começavam em São Paulo, onde funcionava o escritório central do grupo. As entregas de dinheiro em domicílio eram feitas em endereços elegantes de figurões de Brasília, Recife, Porto Alegre, Curitiba, Maceió, São Luís. Eventualmente ele levava remessas para destinatários no Peru, na Bolívia e no Panamá. Discreto, falando só o estritamente necessário ao telefone, não deixou pistas de suas atividades em mensagens ou diálogos eletrônicos. Isso o manteve distante dos olhos e ouvidos da Polícia Federal nas primeiras etapas da operação Lava-Jato. Graças à dupla cidadania — espanhola e brasileira —, Rafael usava o passaporte europeu e ar naturalmente formal para transitar pelos aeroportos sem despertar suspeitas. Ele cumpria suas missões mais delicadas com praticamente todo o corpo coberto por camadas de notas fixadas com fita adesiva e filme plástico, daqueles usados para embalar alimentos. A muamba, segundo ele disse à polícia, era mais fácil e confortável de ser acomodada nas pernas. Quando os volumes era muito altos, Rafael contava com a ajuda de dois ou três comparsas.

    A rotina do trabalho permitiu que o entregador soubesse mais do que o recomendável sobre a vida paralela e criminosa de seus clientes famosos, o que pode ser prenúncio de um grande pesadelo. É que Rafael tinha uma outra característica que poucos sabiam: a organização. Ele anotava e guardava comprovantes de todas as suas operações clandestinas. É considerado, por isso, uma testemunha capaz de ajudar a fisgar em definitivo alguns figurões envolvidos no escândalo da Petrobras. VEJA apurou que o entregador já se ofereceu para fazer um acordo de delação premiada, a exemplo do seu ex-patrão.

    Entre os políticos que recebiam a grana em mãos estão João Vaccari Neto, tesoureiro do PT; o senador Fernando Collor (PTB-AL); Roseana Sarney (PMDB), que acaba de renunciar ao governo do Maranhão; o ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP); o deputado Luiz Argôlo (SD-BA); o deputado Nelson Meurer (PP-PR) e o deputado cassado André Vargas (PR), chefão do PT até outro dia.

    ___________

  40. Daise said

    PT + DILMA = PETROLÃO

  41. Daise said

    “TERMO DE COLABORAÇÃO PREMIADA”

    Leia completo…

    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/wp-content/uploads/sites/41/2014/12/1_DECL68-contrato-dela%C3%A7%C3%A3o-augusto.pdf

  42. Daise said

    O DUQUE JÁ ESTÁ INDICIADO…agora faltam os barões, os arquiduques, o rainha e lula, o cappo di tuti cappi…rsrsrs

  43. Patriarca da Paciência said

    Elias e Guatambu,

    minha opinião é que esse catastrofismo barato vai arrefecer aos poucos. Nunca acreditei, nem acreditarei, que “O Brasil vai acabar”.Eu sempre lembro a minha mãe. Meu avô era proprietário de um armazém de secos e molhados e minha mãe, ainda criança, gostava de ficar lá “ouvindo conversas”. E ela conta que sempre ouvia muitos pessoas reclamarem de que, “está tudo pela hora da morte” “daqui a pouco ninguém vai poder comprar mais nada” “Políticos são todos ladrões, só pensam em roubar” . “É o fim do mundo”. “todo mundo vai morrer de fome” etc.etc.etc.. E minha mãe completava, ” e o mundo não acabou e a vida hoje é bem melhor que antigamente”.

    Então é isso aí.

    Quando o Fernando Henrique “Caridoso” vendeu algumas estatais a preço de banana, principalmente a Vale do Rio Doce, o Aloísio Mercadante aconselhou os fundos de pensão a comprar. E foi um ótimo negócio.

    Acho que os fundos de pensão deveriam fazer a mesmo coisa agora – aproveitar que as ações da Petrobrás estão super baratas e comprá-las todas. Será um negócio melhor ainda do que a compra da Vale do Rio Doce.

  44. Daise said

    Qualquer “ser menor da zoologia” sabe que o Brasil não vai acabar…rsrsrs

    o que vai acabar é o PT de lula…

    simples assim!

  45. Daise said

    Uma bandeira coberta de vergonha
    Foi Lula quem afundou o PT

    13/12/2014 – 02h12
    Ricardo Noblat

    Tem cabimento tamanha desfaçatez?

    Vejam o que disse Lula, na última quarta-feira, em Brasília, ao falar para uma plateia de militantes do seu partido:

    – Cadê os intelectuais do PT? Eram tantos. Eles estavam no PT porque acreditavam nos discursos que fazíamos.

    Se estiveram no PT e agora não estão mais…

    Por que Lula não vai fundo na autocrítica apenas esboçada de leve, quase de passagem?

    Ninguém mais do que ele poderá fazê-lo. Tem autoridade para tal. E conhecimento de sobra.

    De pouco, contudo, adiantará se não for capaz de bater no peito três vezes e confessar seus próprios pecados.

    O mais original deles foi quando chamou José Dirceu à sua presença, e cansado de ter perdido a terceira eleição presidencial consecutiva, avisou:

    – Só disputarei novamente se deixaremos a vergonha de lado e usarmos as mesmas armas dos nossos adversários.

    Se a frase não foi exatamente essa, o sentido foi o mesmo.

    Valendo-se das armas dos adversários, Lula se elegeu em 2012. Para governar, socorreu-se do mensalão inventado por seus comparsas da mais sofisticada organização criminosa que já tentou se apoderar do aparelho de Estado.

    Para realizar o projeto do PT de permanecer no poder o maior tempo possível, azeitou as engrenagens da máquina de corrupção que corroía a Petrobras pelo menos desde meados do governo Sarney. E foi assim que chegamos até aqui.

    Cadê os intelectuais do PT?

    Ora, eles não recepcionaram Dilma em um teatro do Rio de Janeiro para alimentar o programa de propaganda eleitoral dela?

    Tudo bem: os nomes ali reunidos não eram todos do primeiro time. Mas fazer o quê? Vai longe o tempo em que artistas e intelectuais cantavam “Lula-lá”…

    Lula poderia ter perguntado também pelos jovens do PT, pelos militantes que vendiam lembranças do partido para arrecadar dinheiro, e pelos líderes autênticos dos movimentos sociais que suavam a camisa à caça de votos sem esperar empregos em troca.

    O PT, hoje, é um quadro velho pendurado na parede, uma estrelinha guardada no fundo de uma gaveta, uma camiseta descolorida pela ação do tempo, uma bandeira vermelha coberta de vergonha.

    Foi Lula que o afundou. Não será Lula que irá refunda-lo.

  46. Daise said

    DILMA: ROUBALHEIRA GENERALIZADA

    Relatórios internos da Petrobras revelam indícios de que os ex-diretores Paulo Roberto Costa e Renato Duque interferiam na escolha das empresas que iriam participar da construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e tomaram decisões que aumentaram os custos da construção da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

    As informações são do Jornal Nacional.

    http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2014/12/relatorios-internos-da-petrobras-apontam-interferencia-de-ex-diretores-em-licitacoes.html

  47. Daise said

    E por falar em cu…

    https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRDzZtTMZoUCFs0pzO0PT3v7e_RArPdlXnBOQ31HJItO7IGLV7Vlw

  48. Daise said

    E por falar em cu…

    O ex-presidente cu!

    http://www.gazetadopovo.com.br/amazon/s3/lula_2602treze.jpg?w=620&h=600

  49. Daise said

    PT COMANDANDO A PETROBRÁS !

  50. Daise said

    LULA E SUA AMANTE

  51. Daise said

    DILMA: O DESASTRE

    Números estarrecedores

    Para usar uma palavra cara a Dilma, é de estarrecer: enquanto as maiores petrolíferas do mundo tiveram um crescimento médio acima de 20% nos últimos quatro anos, a Petrobras desvalorizou-se 80,4% entre dezembro de 2010 e dezembro deste ano.

    A ExxonMobil, por exemplo, valia 313 bilhões de dólares; hoje, vale 388 bilhões de dólares – 24% a mais. O crescimento da Chevron foi de 26,2% no período e o da Shell, 17,5%.

  52. Daise said

    PT: FRACASSO EM SÃO PAULO

    Ato em defesa da presidente Dilma Rousseff reúne 70 pessoas em São Paulo
    Manifestação durou vinte minutos e contou com a participação de membros do diretório estadual do PT
    POR RENATO ONOFRE

    SÃO PAULO — Em meio a maior crise do primeiro governo, a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) recebeu na tarde deste sábado o apoio de militantes petista na Avenida Paulista, no Centro de São Paulo. Cerca de 70 pessoas se reuniram no vão livre do Masp e por 20 minutos discursaram a favor da presidente. O grupo também levou faixa em apoio a deputado federal Maria do Rosário (PT-RS) que na semana foi atacada verbalmente pelo também parlamentar Jair Bolsonoro (PP-RJ).

    Os primeiros manifestantes chegaram por volta das 14, mas só às 15h30 ocorreram os discursos. Eles reafirmaram as bandeiras petistas a favor de uma constituinte exclusiva para a reforma política e repudiaram declarações recentes de Bolsonaro. Em discurso na Câmara, o deputado afirmou que não estupraria a parlamentar e ex-ministra Maria do Rosário porque ela “não merece”.

    O ato contou com a participação de membros do diretório paulista que tentam organizar uma grande caravana para ir a posse da presidente Dilma, em janeiro. De acordo com a Polícia Militar, o grupo não chegou a fechar a Avenida Paulista.

    http://oglobo.globo.com/brasil/ato-em-defesa-da-presidente-dilma-rousseff-reune-70-pessoas-em-sao-paulo-14829100#ixzz3LtX3RRYZ

  53. Daise said

    Apertem os cintos, a presidenta do Brasil sumiu

    A dezoito dias do recomeço, o governo enfrenta um enorme problema. A encrenca tem nome e sobrenome. Muitos chamam de Graça Foster. Se estivessem corretos, a solução exigiria um simples movimento de mão. E custaria a tinta da esferográfica e a folha do ato de exoneração. Mas estão enganados. Chama-se Dilma Rousseff o problema do governo.

    Acaba de ser reconduzida à poltrona de presidente da República como solução dos 54 milhões de brasileiros que a elegeram. Porém, quando se imaginava que fosse dirigir os rumos do país nesta ou naquela direção, a Dilma resoluta da campanha, 100% feita de João Santana, sumiu. Por pressão, não por opção, Graça logo passará. O problema, não.

    No futuro, quando puder falar sobre os dias atuais sem uma camada de óleo a turvar-lhe a vista, a história dirá que o Brasil atravessou mais um desses momentos de transição que fazem a nação evoluir, ainda que aos trancos. Pouca gente notou, mas estão em curso transformações profundas.

    A Petrobras, como se sabe, afunda. E junto com ela podem ir a pique:

    1. O presidencialismo de cooptação, que submete estatais e repartições públicas à pirataria partidária.

    2. O modelo de contratação de serviços e obras públicas, baseado no critério único do ‘quanto eu levo nisso?’

    3. As velhas desculpas esfarrapadas —como “eu não sabia”, “doa a quem doer” e “cortar na própria carne”.

    Com dezenas de parlamentares imersos em óleo queimado, o Legislativo está prestes a virar delegacia de política. O Judiciário, já entupido de processos, se manterá ocupado tentando converter crimes em castigos. Se sua capacidade de liderança não fosse invisível a olho nu, Dilma poderia governar o processo de mudanças. Inerte, é desgovernada pelos acontecimentos.

    Em 26 de outubro, depois de contados os votos do segundo turno, Dilma leu seu último discurso sob a supervisão de João Santana. “Algumas vezes na história, os resultados apertados produziram mudanças mais fortes e rápidas do que as vitórias amplas”, disse a reeleita. Hoje, Dilma conspira contra a mudança. Faz isso ao renegociar a partilha dos cofres do seu governo com os partidos de sempre. Que imaginam ser possível manter o melado escorrendo por mais quatro anos.

    Aquela Dilma do dia da vitória também disse: “Essa presidente está disposta ao diálogo, e esse é meu primeiro compromisso no segundo mandato: o diálogo.” A Dilma de hoje não conversa nem com o espelho. Só fala com Lula, que já foi recebido no Alvorada três vezes em menos de dois meses. É muito mais do que os ministros, alguns há mais um ano sem uma audiência com a chefa.

    “Quero ser uma presidenta muito melhor do que fui até agora”, declarou ainda a Dilma de 48 dias atrás. “Quero ser uma pessoa muito melhor. Esse sentimento de superação não deve apenas impulsionar o governo e a minha pessoa, mas toda a nação.” Na bica de tomar posse, a Dilma atual nunca foi tão Dilma. Foge da conjuntura à maneira do avestruz. Enfia a cabeça nos baixios de sua autoestima. E vira a página. Para trás.

    A contragosto, Dilma cede nacos do seu poder declinante para Joaquim Levy. E reza para que a lama não impeça a ortodoxia do novo ministro da Fazenda de consertar os erros do primeiro mandato e recriar aquele ambiente de rigor fiscal de 2003, primeiro ano de Lula.

    Em condições normais, o segundo reinado de Dilma seria duro. Sob atmosfera de derretimento moral, com os delatores suando o dedo; com jovens procuradores procurando; com o juiz Sérgio Moro julgando; com os aliados na fila do cadafalso; com tudo isso,

    Dilma 2ª tormou-se um caso único: reeleita, ficou menor do que era. Tão pequena que some no meio da crise.

  54. Patriarca da Paciência said

    A carlão michele deise cu, como sempre, enchendo o blog do Pax de baboseiras. Como dizem os caipiras, quantos mais a carroça faz barulho, mais ela está vazia. Por não ter a mínima ideia sobre nada, ela apenas posta as baboseiras dos outros.

    O problema dela mesmo é ter ódio do PT, da Dilma e do Lula. É isso que preenche a vida da carlão michele deise cu.

    Essa turma de babacas que se igualam com a carlão michele deise cu, viviam proclamando que “pobre é burro. Pobre não tem memória. Pobre é ingrato e por isso tem que ser tratado no chicote e no cabresto curto.” E de repente essa turma de babacas não conseguem mais enganar os pobres e estão completamente desesperados. É aquela história que o Elias fala, do cachorro velho que não consegue aprender truques novos.

    Aliás, eu tenho a desconfiança de que, se carlão michele deise cu não for o Chesterton, é a sua alma gêmea. O Modus operandi é o mesmo.

  55. Daise said

    ‘Brasileiros e brasileiras’ Somos todos idiotas

    O brasileiro é um idiota. Para não parecer uma ofensa, é claro que me incluo nessa fauna.

    Ofensa mesmo é assistir todos os telejornais do sábado e ver até cansar a falência anunciada da maior estatal deste país de bananas. Se justiça houvesse neste país, ela teria essa carinha de cachorro escondido atrás de alguma criancinha?

    Tenha paciência. Não sei quantos barris de provas uma investigação tem que produzir dessa lama fétida para configurar um crime deste tamanho.

    Não basta que o mensalão tenha virado um crime organizado sem criminosos e com os culpados todos soltos. Temos agora de aturar no lombo os presidentes que nada presidem, a dupla de velcros colada em nossa folha de pagamentos – fossinha e russefinha. É o preço a pagar por uma eleição visivelmente fraudada. Confesso que temo pela sanidade do país quando cada brasileirinho ou brasileirinha finalmente entender as dimensões e o significado dessa roubalheira impune.

    A pétubrais vai quebrar; vocês já se deram conta disso? Capaz até de melhorar sensivelmente a vida do cidadão urbano, dispensado de pagar a gasolina mais cara e indecorosa do mundo só para carregar nas costas essa verdadeira camorra que ora nos rapina com tanta intensidade e volúpia. Se vocês querem saber mesmo, até o momento eu só temo pelo pior.

    Talvez este seja o mote da maior investigação já levada à cabo nesta terrinha bananeira, que não viu um político preso com a barafunda, até o momento.

    Soma-se a isto o agachar pusilânime de gente cuja teoria na prática é outra coisa, mandando soltar só os bandidos mais próximos do grupelho. Só aqueles que tenham título de nobreza, como Duques e Arqueduques. Só os que tem grana na cueca e o que contar para incriminar seus comparsas de crime.

    E assim vamos ficando, com aquela sensação de que o dia do macarrão não foi instituído por acaso.

    Ele é parte integrante do show de empulhação e vigarismo explícito a que somos expostos diariamente por aqui, para nos iludir. Para dissimular. Para riscar a superfície sem perfurar o centro da coisa podre. Um escárnio. A cada nova denúncia, eu me lembro bem daquela seita que orava para as coisas piorarem, pois é quando elas pioram que eles recebem mais dízimos e donativos.

    Esse pode ser o mote, por incrível que pareça. Reparem que Cuba também tem lá seus embargos para acobertar sua própria pusilanimidade e incompetência. Um país sem pétubrais é um mote e tanto para culpar pelo insucesso da economia turva, não é mesmo? E são os norte americanos, justo aqueles mesmos que andam se associando com os mesmos fundos de pensão agiotados pela quadrilha, que decretarão nossa falência. Meigo, não? Vindo dessa gente eu não duvido nada.

    Aposto que torcem pelo pior, pois essa é a natureza desses ladrões de galinhas. Torcem pelo pior para vender soluções superfaturadas. Conheço bem essa patranha. Com ela os caras esperam celebrar seus “regimes de exceção” e companhia. Num país limpo e saneado não dá para roubar escancaradamente, meus caros. É num país falido e rapinado que essa gente prolifera como baratas cascudas num esgoto imundo. É parindo comissões das meias verdades tão somente para avaliar o quanto a sociedade aguenta de injúria para ser feita de besta.

    Estes são os verdeiros “agentes provocadores”, meus caros.

    Eles nos provocam brandindo o dia do macarrão.
    Cuba não se tornou aquele lixo por acaso.

    A múmia ditadora de lá, sócia da daqui no tal de Foro de São Paulo vive do inimigo imaginário. Vive da prestidigitação e do engodo coletivo. Isso só funciona quando a classe média já tiver se atirado nágua em botes infláveis para chegar à civilização.

    Não custa dormir com um olho na porta e outro na janela, em casos assim, como bem aprendeu a fazer o cumpanheiro Cerveró.

    Um verdadeiro camaleão. Uma dia eu aprendo.

  56. Jose Mario HRP said

    http://www.conversaafiada.com.br/economia/2014/12/14/dilma-recompra-acoes-da-petrobras-em-ny/

  57. Daise said

    LULA FANTASIADO DE PAPAI NOEL

  58. Daise said

    BESSINHA: O “BOLSONARO” do pha , do p. da papuda etc…

    O cara baba amarelo…

  59. Daise said

    ACIONISTAS DA PETROBRAS x POLÍTICOS DO PT

  60. Daise said

    e POR FALAR EM CU…

  61. Daise said

    E por falar em cu…

    PT: lula O ESTARRECEDOR

    Lula quer gabinete no PT para gerir crises (de corrupção “estarrecedora” )

    ANDRÉIA SADI
    NATUZA NERY
    DE BRASÍLIA

    14/12/2014 02h00

    Preocupado com o reflexo dos desdobramentos da Operação Lava Jato no PT, o ex-presidente Lula articula com petistas um gabinete de crise para reforçar o comando da legenda a partir de 2015.

    Ele quer uma espécie de grupo de notáveis para auxiliar o presidente da sigla, Rui Falcão, nos momentos em que este requisitar.

    A atribuição inicial do grupo é enfrentar o estarrecedor impacto das denúncias de desvios envolvendo a Petrobras e sua ligação com o governo federal e dirigentes de partidos.

    A avaliação é que parte da executiva nacional é “fraca”, integrada por alguns dirigentes sem expressão e, portanto, com poucas condições de ajudar a cúpula na fase mais dramática do partido desde o escândalo do mensalão.

    Para um ministro de Dilma Rousseff, o PT será o ”governo paralelo” de Lula nos próximos quatro anos. Portanto, precisa se fortalecer para ter condições de disputar 2018, sendo ele candidato ou não.

    O ex-presidente quer que petistas como o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral), o assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia, o ex-ministro Luiz Dulci, o tesoureiro da campanha de Dilma, Edinho Silva e o senador Humberto Costa (PE) integrem essa espécie de ”executiva auxiliar”.

    A ideia é criar um plano de reorganização do PT e resgatar a interlocução com movimentos da base do partido.

    Desde a eleição, o partido sentiu na carne a disseminação da imagem de corrupto.

    O desgaste não impediu a reeleição de Dilma, mas levou Rui Falcão a encomendar uma pesquisa para identificar a origem desse estarrecedor sentimento e tentar desmobilizá-lo.

    No último encontro do PT, realizado no final de novembro no Ceará, correligionários relataram a Lula que a Executiva da sigla parecia fragilizada, com poucos quadros capazes de ajudar Falcão a reagir às denúncias.

    O Palácio do Planalto também se queixa do silêncio de petistas quando a oposição acusa o governo de praticar ilícitos na Petrobras.

    hehehehe…

    ESTARRECEDOR!

    Dilma precisou escalar o estarrecedor ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) como porta-voz para enfrentar as acusações vindas do Congresso, onde o Planalto conta com uma ampla base de sustentação.

    Dirigentes afirmam que Lula pressiona o campo majoritário do PT para mudar as regras de composição da direção para que a Executiva seja reformulada.

    A atual “diretoria estarrecedora” tem mandato até 2017.

  62. Daise said

    LULA: CORRUPÇÃO ESTARRECEDORA

    HEHEHEHE

    Petrobras pagou US$ 25 milhões extras à SBM para Lula inaugurar navio-plataforma

    Em 2010, ex-presidente estava fazendo campanha para eleger Dilma

    POR JOSÉ CASADO, RAMONA ORDOÑEZ, BRUNO ROSA E KARLA MENDES

    RIO — A primavera transforma Amsterdã num festivo e multicolorido jardim de tulipas, mas naquela noite Peter van Leusden estava mais atento ao tráfego na sua caixa postal eletrônica do que às celebrações na cidade. Às 21h33m, o investigador do serviço de informações da Receita holandesa recebeu o e-mail que aguardava, enviado por Jonathan Taylor, um ex-executivo da SBM, fornecedora da Petrobras.

    Três semanas antes, a SBM confessara à Receita e ao Ministério Público da Holanda ter repassado US$ 102,2 milhões ao seu representante no Rio, Julio Faerman, em pagamentos de propinas a dirigentes da empresa estatal sobre contratos de navios e plataformas marítimas.

    O e-mail de Taylor era incisivo: “Caro Peter, funcionários da Petrobras que estão claramente conectados a Julio Faerman, predominantemente como aparentes fornecedores de informações que não deveriam estar fornecendo a ele, e /ou indivíduos de influência dentro da Petrobras (…)” Seguiu listando 13 nomes.

    Um dos citados foi Renato Duque, ex-diretor de Engenharia e Serviços da estatal, que chegou a ser preso no mês passado sob acusações de corrupção, lavagem de dinheiro e tráfico de influência com políticos do Partido dos Trabalhadores.

    UMA LISTA MANUSCRITA

    Também foram relacionados: José Miranda Formigli Filho, José Antônio de Figueiredo, Paulo Carneiro, Cleison Pinto, Mauro Mendes, Osmond Coelho; Ricardo Serro, Tuerte Armaral Rolim, Alexandre Valladares Quintino dos Santos, Gilvan D’ Amorim, Nilton Oliveira e Roberto Gonçalves.

    Dias antes, o investigador holandês recebera de Taylor uma lista manuscrita com sete nomes. Não conseguiu entender a tortuosa caligrafia — “talvez, nossos pobres olhos ou sua escrita”, ironizou, ao pedir para o informante decifrá-la.

    Taylor, que estava em Atyrau, onde o rio Ural separa a Europa da Ásia, então respondeu: “Depois de um par de horas pesquisando o disco rígido, posso confirmar que os nomes na lista são os seguintes funcionários da Petrobras: José Miranda Formigli Filho, José Antonio de Figueiredo, Paulo Carneiro; Marco Antonio Maddalena, Leonardo Vilain, Ricardo Serro e Mario Nigri Klein.”

    Em e-mail a Peter Leusden, investigador da Receita da Holanda, o ex-executivo da SBM Jonathan Taylor fornece uma lista de nomes de funcionários da Petrobras “claramente conectados” com Julio Faerman, representante da empresa holandesa no Brasil e acusado de intermediar o pagamento de propinas – Reprodução
    O fisco holandês passou a dispor de uma coletânea de nomes. Quatro dirigentes da Petrobras (Formigli, Figueiredo, Carneiro e Serro) figuravam em duas listas de “conectados” ao agente da SBM no Rio. Esses documentos integram o processo local e foram divulgados recentemente pelo Correctiv, organização mantida por jornalistas da Europa e dos Estados Unidos.

    A empresa da Holanda alega não poder comentar “gravações e/ou dados obtidos ou retidos de forma ilegal por um ex-funcionário que esteve envolvido nas etapas iniciais das nossas investigações internas”. Informações como as listas “não representam os fatos da maneira que a empresa os entendia na ocasião ou como os entende agora”. O executivo, acrescentou, “tenta extorquir a SBM”. Já a Petrobras informou que encaminhou “imediatamente às autoridades públicas” todas as informações que recebeu da Holanda “para que aprofundassem as apurações.”

    Julio Faerman, o representante carioca da SBM, era reconhecido na Petrobras por gravitar em torno deles. Movia-se na sede da avenida Chile, também, em visitas a Jorge Zelada, diretor Internacional, e ao principal subordinado de Renato Duque na Engenharia e Serviços, o gerente-executivo Pedro Barusco. Mês passado, Barusco se apresentou ao Ministério Público Federal no Rio. Entregou arquivos, contas bancárias e se comprometeu a fazer uma confissão completa em troca de atenuação de penalidades. Surpreendeu ao dizer que possuía US$ 97 milhões no exterior, dos quais US$ 20 milhões na Suíça — já bloqueados.

    As relações de Barusco e Duque com Faerman eram mais densas desde 2009, quando recorreram a ele para realizar uma operação mais coerente com a política partidária do que com a natureza da Petrobras, a produção de petróleo e gás.

    Na época, o governo preparava a candidatura de Dilma Roussef, então na chefia da Casa Civil, para disputar sucessão presidencial de 2010. Desfrutando de popularidade recorde, numa conjuntura de inflação baixa (4,3%) e crescimento acelerado (7,5%), Lula planejava capitalizar o impulso da Petrobras na exploração do pré-sal.

    Acionado, José Sérgio Gabrielli, presidente da estatal que frequentava a propaganda televisiva do PT com estrela vermelha na lapela do paletó, formatou um calendário de eventos para o ano seguinte. Escolheu o período entre o primeiro e o segundo turnos eleitorais para o “batismo” do navio-plataforma P-57. Tudo legitimável como parte da comemoração dos 57 anos da Petrobras. Só havia um problema: faltava combinar com a SBM a entrega antecipada da plataforma.

    Naquele outubro de 2009, enquanto Gabrielli e a bancada do PT se ocupavam no desmonte de uma CPI no Congresso, Duque e Barusco formalizaram o pedido a Faerman. A Petrobras queria a P-57 no outubro seguinte, “de forma a possibilitar o início da produção em 2010″ — justificou-se.

    Faerman não demorou com a resposta da SBM: possível era, mas a custos extras. Começou o balé da negociação com os funcionários Mario Nigri Klein, Ricardo Amador Serro, Antonio Francisco Fernandes Filho e Carlos José do Nascimento Travassos. Terminou em abril de 2010, seis meses antes do prazo de entrega, quando o diretor Renato Duque aprovou o gasto extraordinário, sob recomendação de José Antônio de Figueiredo e Barusco.

    Como previsto, Lula comandou o “batismo” da P-57 em Angra dos Reis na quinta-feira 7 de outubro de 2010. Talvez não soubesse, mas esse evento no calendário eleitoral custou à Petrobras US$ 25 milhões extras no orçamento.

    Nessa época, a Petrobras estava sob pressão do Tribunal de Contas da União que insistia em fiscalizar os gastos com plataformas marítimas. O TCU via urgência em casos como o da P-57, cuja aquisição acontecera sem que a estatal tivesse “ao menos, uma ideia ou conceito acerca do objeto (do contrato) ou seu valor”. Para o tribunal, a direção da estatal comprou uma plataforma marítima no valor de US$ 1,2 bilhão sem ter sequer “um projeto básico ou orçamento detalhado”.

    Durante 20 meses, os auditores federais solicitaram estimativas, planilhas eletrônicas e memórias de cálculo dos custos das plataformas P-57, da SBM, e P-55, do consórcio Queiroz Galvão, UTC e IESA. Gabrielli negava, alegando sigilo. Um dia, mandou ao TCU caixas com planilhas impressas. Era só papel. Sem as memórias de cálculo eletrônicas, não haveria auditoria. Até sair da presidência da Petrobras, em 2012, Gabrielli conseguiu evitar a abertura dos custos das plataformas ao tribunal de contas.

    AS PRINCIPAIS COMISSÕES PAGAS PELA SBM:

    P-57

    Localização: Opera no campo de Jubarte, na Bacia de Campos. Valor do contrato: US$ 1,22 bilhão. Prazo de execução: 6 anos. Contrato assinado em 02/2008. Propina: US$ 36,3 milhões

    Marlim Sul

    Localização: Opera no campo de Marlim Sul, em Campos. Valor do contrato: US$ 799, 5 milhões. Contrato assinado em 03/2003. Prazo de execução: 10,5 anos. Propina: US$ 18,1 milhões

    Capixaba

    Localização: Opera no campo de Baleia Franca, em Campos. Valor do contrato: US$ 1,769 bilhão. Prazo de execução: 15,7 anos. Contrato assinado em 04/2005. Propina: US$ 15,8 milhões

    Brasil

    Localização: Desmobilizada. Estava em Roncador (Campos). Valor do contrato: US$ 719,5 milhões Prazo de execução: 11,3 anos. Contrato assinado em 06/2001. Propina : US$ 14,5 milhões

    Anchieta

    Localização: Opera no campo de Baleia Azul, em Campos. Valor do contrato: US$ 2,606 bilhões. Prazo de execução: 30 anos. Contrato assinado em 01/99. Propina: US$ 9,9 milhões.

  63. Patriarca da Paciência said

  64. Daise said

    Por uma cabeça! (Ou o escudo de Dilma)
    Foi o PT que corrompeu a Petrobras

    15/12/2014 – 03h00
    Ricardo Noblat

    O que o PT tem a dizer sobre a roubalheira na Petrobras?

    Afinal, ele sempre disse que a Petrobras seria privatizada se o PSDB, um dia, conseguisse voltar ao poder.

    Pois a empresa foi corrompida pelo PT, desmoralizada pelo PT e empurrada buraco a baixo pelo PT.

    Hoje, o PT é uma camiseta puída com cheiro de suor, uma estrela guardada no fundo de uma gaveta, uma bandeira vermelha coberta de vergonha.

    Na Petrobras, é fato, o roubo existe desde meados do governo José Sarney nos anos 80 do século passado.

    Atravessou os governos Fernando Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso. Mas foi no governo Luiz Inácio Lula da Silva que alcançou uma escala gigantesca, segundo investigação da Polícia Federal.

    Surpreso com a herança maldita, caberia ao governo Dilma livrar-se dela. Certo? Errado.

    Você é ingênuo o bastante a ponto de acreditar que Dilma ignorasse o que se passava com a Petrobras?

    Dilma foi ministra das Minas e Energia. A Petrobras era subordinada a ela.

    Foi chefe da Casa Civil da presidência da República, o segundo posto mais importante do governo. Acumulou o cargo com a presidência do Conselho de Administração da Petrobras.

    Nada se fez ou se faz na Petrobras sem a aprovação do Conselho. Da compra de uma refinaria, como a de Pasadena, por exemplo, a aditivos a contratos bilionários.

    A Petrobras é a empresa campeã no Brasil em contratos firmados sem licitação.

    Comprada a um grupo belga, Pasadena representou um prejuízo enorme para a Petrobras. Para os belgas foi o “negócio do século”. Encheram as burras de dinheiro.

    Uma vez eleita para suceder Lula, Dilma nomeou para o Ministério das Minas e Energia um nome indicado por Sarney – o do senador Edison Lobão. E para a presidência da Petrobras uma de suas amigas de fé, irmãs, camaradas, Graça Foster.

    Lobão foi ministro de faz de conta – quem mandava no ministério era Dilma. Quanto a Graça… Mandou na Petrobras consultando Dilma para tudo.

    Em depoimento à CPI da Petrobras em junho último, Graça afirmou que jamais ouvira falar antes de corrupção na empresa.

    “Só com a suspeita, nós ficamos muito envergonhados”, disse, e em seguida choramingou. Comovente! Mas pura lorota como se sabe hoje.

    Graça ouvira falar de corrupção, sim. E, no mínimo, três vezes. Vamos a elas.

    Pouco antes de comparecer à CPI, Graça fora informada pelo Ministério Público Holandês sobre propinas pagas pela empresa holandesa SBM na venda à Petrobras de um navio-plataforma.

    A SBM ainda recebeu US$ 25 milhões extras pela antecipação da entrega do navio.l Lula queria inaugurá-lo às vésperas da possível eleição de Dilma para presidente em 2010. E assim foi.

    No final de 2009, em e-mail enviado a Graça, Venina Fonseca, então gerente da Petrobras, alertou-a sobre o aumento de gastos com a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

    De US$ 4 bilhões, o negócio passara a custar US$ 18 bilhões.

    Em outro e-mail de 2011, Venina confessou a Graça que o “imenso orgulho” que tinha de trabalhar na Petrobras dera lugar à “vergonha”. Ofereceu-se para lhe contar o que sabia. Não obteve resposta.

    Demitir ou não demitir Graça?

    Eis a questão que tira o sono de Dilma desde que o Procurador Geral da República cobrou a demissão da diretoria da Petrobras.

    A empresa perdeu 80% do seu valor entre dezembro de 2004 e dezembro deste ano.

    Graça serve à Dilma de escudo contra o mar de lama que se acumula ao pé da rampa do Palácio do Planalto. Se ele sair do meio, Dilma ficará face a face com a lama.

    Lula entregou a cabeça de José Dirceu e salvou a sua, ameaçada em 2005 pelo escândalo do mensalão. Deu certo.

    Dilma acabará entregando a cabeça de Graça. Resta ver se dará certo.

  65. Daise said

    DILMA A “DESGOVERNANTA” DE LULA

    Vítima nada

    Depoimentos de executivos de empreiteiras pegas na Lava Jato revelaram que elas formaram um grupo para pagar propina na Petrobras em troca de contratos que eram divididos entre si.

    Integrantes do governo apressaram-se em dizer que a Petrobras foi vítima desse cartel. Mas, se tudo aconteceu como contam os delatores, não pode ter havido cartel, pois a estatal foi parte do esquema montado que assaltou os acionistas.

    Cartéis são grupos de empresas concorrentes que se juntam para combinar preços, acertar volume de produção ou dividir mercado. O resultado é o aumento dos preços e do lucro.

    Ao que parece, tudo isso ocorreu entre as empreiteiras.

    Mas um cartel só pode existir se os integrantes do clube exercem poder –eles precisam ser os donos do mercado para decidir o que fazer e como fazer.

    Que poder tiveram essas empresas se o mercado está inteiramente nas mãos da Petrobras? Graças a uma mudança na legislação, feita em 1998, a companhia ganhou o direito de fazer suas compras sem recorrer às licitações, exigência que vale no setor.

    De marmitex a parafuso, passando por tubos, equipamentos até chegar às plataformas, quase tudo foi contratado por meio de convite. A Petrobras decidiu quem prestaria serviços. Ou seja: ela exerce o poder.

    As obras e os serviços prestados ficaram mais caros não por causa da atuação desse grupo, mas devido à corrupção na própria Petrobras –simples assim.

    Tratá-la como vítima é desperdiçar a oportunidade de, pelo menos, fazer um exame de corpo de delito na companhia. Somente quatro executivos da empresa foram capazes de criar e manter um esquema de desvios bilionários? Onde estavam os funcionários que viram o dinheiro escoar por esse duto? O que aconteceu com aqueles que denunciaram o esquema, como a geóloga Venina Velosa da Fonseca?

    Denúncias de irregularidades na Petrobras foram investigadas pelo Congresso desde a década de 1950, o que mostra que as estruturas para malfeitos sempre encontraram espaço na empresa.

    Na CPI da Petrobras encerrada em 1993 se apurou a suposta existência de um esquema parecido com o atual. Deu em nada. No relatório final, os parlamentares disseram ter preferido “a apuração das eventuais responsabilidades por atos lesivos e menos a avaliação da política da empresa”.

    Hoje investidores estrangeiros já entram com ações pedindo não só explicações, mas reparações. Os papéis da estatal despencaram, e o escândalo pode afetar a própria economia do país.

    A vítima, portanto, não é a Petrobras.

    São os acionistas da companhia e todos os brasileiros que, direta ou indiretamente, pagarão essa conta.

    JULIO WIZIACK (FSP)

  66. Daise said

    PETROLÃO: O FEDOR PETISTA SÓ AUMENTA

    Delator diz que trocou ‘crédito’ de propina com tesoureiro do PT

    FAUSTO MACEDO
    14 Dezembro 2014 | 23:59

    Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobrás, diz que procurou João Vaccari para que ele recebesse valores da Schahin; em troca ele ficaria com propina que petista tinha a receber de outra empresa
    Por Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba, e Fausto Macedo

    O ex-gerente executivo de Engenharia da Petrobrás Pedro Barusco Filho disse em delação premiada à força-tarefa da Operação Lava Jato que fez uma “troca de propinas” com o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto.
    Barusco afirmou que possuía um “crédito” da empreiteira Schahin Engenharia, gigante que atua também nas áreas de petróleo e gás, mas estava encontrando dificuldades em receber o dinheiro, segundo ele, relativo ao empreendimento de reforma e ampliação do Centro de Pesquisas da Petrobrás (Cenpes), no Rio de Janeiro, complexo de laboratórios na Ilha do Fundão.

    O ex-gerente disse que procurou Vaccari porque, conforme diz, o petista “tem uma boa relação com a Schahin”. A diretoria de Serviços da Petrobrás, unidade estratégica da estatal, era cota do PT. Por ela passam todos os procedimentos de licitações e contratação da estatal.
    Vaccari, segundo afirmou Barusco, também era credor de uma propina de uma outra empresa, que atua no ramo de óleo e gás , de módulos para o Pré- Sal. e que participou da montagem de Angra I e Angra II. O delator não citou valores.

    Barusco e o tesoureiro do partido teriam feito, então, uma permuta. Segundo o ex-gerente, Vaccari também era credor de uma outra empresa. No cruzamento de propinas, o “crédito” do petista ficou para Barusco e Vaccari “herdou” a propina da Schahin.

    A delação de Barusco foi homologada pela Justiça Federal no Paraná há uma semana. Em uma cláusula do contrato que firmou com a força tarefa do Ministério Público Federal, o ex-gerente comprometeu-se a devolver ao Tesouro US$ 97 milhões que mantêm no exterior e mais R$ 6 milhões no Brasil. Ele confessou que essa fortuna teve origem em atos “ilícitos”.

    O grau de colaboração do ex-gerente impressiona os investigadores. Ele demonstrou grande senso de organização e disciplina ao fazer uma metódica contabilidade dos repasses de propinas, apontando todos os negócios onde correu dinheiro por fora. Tudo registrava em um arquivo pessoal.
    Barusco passou números de contas bancárias e nomes de beneficiários de comissões. Afirmou que ele e Renato Duque, ex-diretor de Serviços da estatal petrolífera, dividiram propinas em “mais de 70 contratos” da Petrobrás entre 2005 e 2010.

    Ele declarou que fornecedores e empreiteiros não desembolsavam recursos por “exigência”, mas porque o pagamento de propinas na Petrobrás era “algo endêmico, institucionalizado”.
    Antes de atuar na gerência, subordinado a Duque, ele ocupou os cargos de gerente de tecnologia na Diretoria de Exploração e Produção e de diretor de Operações da empresa Sete Brasil, que tem na Petrobrás um de seus investidores.

    Pedro Barusco afirmou que “na divisão de propinas” Duque ficava “com a maior parte”, na margem de 60% para o ex-diretor de Serviços e de 40% para ele.’

    Entregou uma planilha de contratos onde teria corrido suborno e os valores que o esquema girou. Os contratos são de praticamente todas as áreas estratégicas da Petrobrás. Ele citou Gás e Energia, Exploração e Produção e Serviços. Revelou outros operadores da trama de corrupção na Petrobrás. Além do doleiro Alberto Youssef e do lobista do PMDB, Fernando Soares, o Fernando Baiano, Barusco apontou outros nomes.
    Falou sobre o suposto pagamento de propinas envolvendo a Schahin no âmbito do Cenps/RJ e a troca que teria realizado com o tesoureiro do PT.

    A Schahin não está entre as empreiteiras acusadas no primeiro lote de denúncias que o Ministério Público Federal apresentou à Justiça Federal na semana passada.
    Mas a Schahin já havia sido citada em interceptações telefônicas da Polícia Federal. A máquina de grampos da Operação Lava Jato interceptou telefonemas do doleiro Youssef em que ele e um empresário que fornece materiais para a Petrobrás conversam sobre quem “pagou em dia” e “quem estava atrasado” no repasse de dinheiro.
    Trecho delação Pedro Barusco

    COM A PALAVRA, A DEFESA
    João Vaccari Neto
    A Secretaria Nacional de Finanças do PT informou em nota que João Vaccari Neto “desconhece a suposta operação citada em delação premiada pelo sr. (Pedro) Barusco”. O partido reafirmou que “todas as doações recebidas pelo PT são feitas na forma da lei e declaradas aos órgãos competentes”. O partido tem rechaçado categoricamente todas as suspeitas lançadas sobre a origem de valores em seu caixa, desde que a Operação Lava Jato foi desencadeada.
    Schahin Engenharia
    A Schahin Engenharia, citada na delação de Pedro Barusco, refutou veementemente o que classificou de “fantasiosa afirmação”. Por meio de sua assessoria de imprensa, a empresa destacou que “não tem qualquer vínculo com a Operação Lava Jato”.
    Renato Duque
    O ex-diretor da Petrobrás Renato Duque nega atos ilícitos e recebimento de propinas.
    Petrobrás
    A Petrobrás não respondeu aos questionamentos da reportagem sobre quantos contratos mantém com a Schahin e quais os valores globais de pagamentos realizados. Também não se manifestou sobre o critério adotado para contratação do consórcio do qual fez parte a Schahin para as obras do Cenpes e se o ex-gerente Pedro Barusco teve alguma participação efetiva nesse empreendimento.
    Pedro Barusco
    A criminalista Beatriz Catta Preta, constituída por Pedro Barusco, não se manifestou sobre os termos da delação do ex-gerente da Petrobrás.

  67. Daise said

    E por falar em cu…

    chico buarque fotografado em Paris…

  68. Daise said

    LULA SEM PRIVILÉGIO DE FORO,

    LULA SERÁ CHAMADO PARA DEPOR NA LAVA JATO
    Publicado: 15 de dezembro de 2014 às 0:00 – Atualizado às 0:01

    A força-tarefa que desmantelou a roubalheira na Petrobras, no âmbito da Operação Lava Jato, considera inescapável o depoimento do ex-presidente Lula sobre fatos investigados, reforçados em depoimentos sob delação premiada.

    Discute-se a maneira mais adequada de ouvir o depoimento de Lula, que em princípio ainda não é um investigado.

    O esquema corrupto começou em 2005, durante seu primeiro governo.

  69. Daise said

    DILMA NÃO SABIA…. mas foi informada

    Em nota, Petrobras diz ter ‘se empenhado’ para apurar pagamento de propina feito pela SBM

    ‘Mesmo sem encontrar evidências de suborno’, estatal diz que investigações foram encaminhadas às autoridades (Globo)

  70. Jose Mario HRP said

    http://jornalggn.com.br/noticia/empreiteira-da-lava-jato-admite-vinculo-entre-contratos-com-alckmin-e-doacoes-a-tucanos

  71. Jose Mario HRP said

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-triplex-de-lula-no-guaruja-e-os-boatos-usados-como-noticia-pelas-sheherazades/

  72. Daise said

    Auditoria interna na Petrobras vê cartel e descontrole em refinaria

    FLÁVIO FERREIRA – FSP
    ENVIADO ESPECIAL A CURITIBA

    15/12/2014 02h00
    Auditoria interna da Petrobras indica descontrole nas obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, investigada na Operação Lava Jato. A apuração da própria estatal revela licitações feitas com base em projetos precários e concorrências repletas de irregularidades graves.

    A investigação interna também apontou indícios de formação de cartel por empreiteiras acusadas na Lava Jato.

    Entre as empreiteiras participantes das licitações consideradas irregulares no relatório estão OAS, Camargo Corrêa, Odebrecht, Queiroz Galvão, Engevix e Iesa.

    A auditoria foi determinada em abril, após o surgimento do escândalo, concluída em novembro e anexada à Lava Jato na sexta-feira (12).

    Em entrevista à Folha em abril, o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, hoje delator, afirmou que o custo inicial de Abreu e Lima foi calculado numa “conta de padeiro”, sem projeto definido.

    O relatório mostra que o mesmo ocorreu em fases avançadas da obra. Licitações da refinaria entre julho de 2007 e maio de 2011 ocorreram “com baixo grau de definição do projeto básico”, diz.

    “Uma vez que os projetos não estavam suficientemente desenvolvidos, ocorreram questionamentos de licitantes quanto ao escopo dos objetos a serem contratados, necessidade de ajustes de quantitativos e de especificações”.

    Essas deficiências levaram a problemas na execução até julho de 2014, encarecendo a obra em cerca de R$ 4 bilhões, diz o texto, que aponta que empresas foram favorecidas com reajustes indevidos.

    “Historicamente, a Petrobras utiliza o percentual de 55% referente à composição de mão de obra nas fórmulas de reajuste”, segundo a auditoria. Porém, em quatro licitações o percentual subiu para 80%, “o que onerou em cerca de R$ 353 milhões o valor desembolsado, sem que isso representasse […] o custo real”.

    Outra irregularidade encontrada foi a de que “dentre os 23 processos licitatórios analisados, em quatro deles houve fragilidade na seleção das empresas, devido à inclusão, durante os certames, de 13 licitantes que não atendiam aos critérios definidos”.

    Em contratos de serviços de construção e montagem, licitações foram refeitas após as firmas apresentarem propostas com preços excessivos.

    “Tais contratos totalizaram R$ 10,8 bilhões. A comissão identificou, analisando o comportamento dos resultados […], que o valor das propostas aproximou-se do ‘teto’ [valor de referência mais 20%] das estimativas elaboradas pela engenharia.”

    “Estes fatos, associados às declarações do Sr. Paulo Roberto Costa, indicam a possibilidade da existência de um processo de cartelização relativo às empresas indicadas nos processos”, diz o texto.

    Foram responsabilizados pelas irregularidades Costa e os também ex-diretores Renato Duque e Pedro Barusco.

    Procurada, a Petrobras informou que a estatal não iria se manifestar sobre o teor dos relatórios internos. A Folha não localizou as defesas de Costa, Duque e Barusco.

  73. Daise said

    ZORRA E TONTA

  74. Jose Mario HRP said

    http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/santayana-5.html

  75. Patriarca da Paciência said

  76. Jose Mario HRP said

  77. Patriarca da Paciência said

    “Sem querer, o jornal O Globo desta quarta-feira (10) deu uma excelente ideia ao governo em relação à Petrobrás: na página 25, no quadro “perguntas e respostas”, traz a opinião de um especialista da FGV para quem o governo “pode injetar mais dinheiro e chegar a estatizar totalmente a empresa”.

    Na verdade, “injetar mais dinheiro” deve ser substituído por “recomprar ações”, principalmente aquelas negociadas em Nova Iorque, já que outro jornal, o Brasil Econômico, destaca que “Risco faz estrangeiros venderem Petrobrás”. Ou seja, já que os estrangeiros querem vender, o governo deveria aproveitar as ações em baixa para recuperar o máximo possível da maior empresa do País para o controle do povo brasileiro.

    A AEPET há muito vem sugerindo que caminhemos nessa direção, que reforçaria o papel da Petrobrás no desenvolvimento do Brasil. Ainda no mandato de Lula, contatamos o então presidente do BNDES, Carlos Lessa, pedindo que iniciasse movimento de recompra de ações da Petrobrás. Lessa, que já tinha feito o mesmo com a Vale, impedindo que a Mitsubishi passasse a controlar a mineradora, gostou da ideia, mas logo em seguida foi substituído na presidência do banco de desenvolvimento.”
    (Da Associação dos Engenheiros da Petrobrás (AEPET): )

    Eu não sabia desse comunicado, mas lembram que eu comentei sobre o assunto apenas a alguns dias ?

    Pois então ?

    Parece que mais gente pode estar achando uma boa ideia reestatizar a Petrobrás.

    Com o preço que as ações estão, será um negócio melhor ainda do que a compra da Vale do Rio Doce no tempo de Fernando Henrique Caridoso, aquele que vendia as estatais a preço de banana.

  78. Elias said

    Patriarca,

    I
    Não é catastrofismo.

    O problema é que a economia vai continuar andando de lado em 2015 e 2016. Sou lojista. Com a economia assim, as vendas caem. Eu havia previsto abrir pelo menos uma filial em 2014. Desisti. Amigos meus meteram a cara e estão fechando o ano no vermelho.

    II
    “Quando o Fernando Henrique “Caridoso” vendeu algumas estatais a preço de banana, principalmente a Vale do Rio Doce, o Aloísio Mercadante aconselhou os fundos de pensão a comprar. E foi um ótimo negócio.”

    Infelizmente não foi assim que aconteceu. A verdade é muito pior.

    FHC precisava desesperadamente de dinheiro pra fechar as contas (e também ficar rico, que ninguém é de ferro, né?). Ele privatizou pra fazer caixa e tocar o orçamento.

    Os fundos de pensão (entre os quais o dos funcionários da Petrobras), que eram (como ainda são) controlados pelo governo federal (até porque a União é a principal contribuinte desses fundos), surgiram como ótima alternativa para FHC. Ele não podia meter a mão diretamente no dinheiro dos fundos, porque a legislação não permite isso. Acontece que, quando os fundos compram ações, o dinheiro deles vai parar nas mãos de quem vendeu ações. Como se tratava de ações de estatais, o dinheiro dos fundos foi parar nas mãozinhas cobiçosas, espertas e blindadas de FHC.

    Foi assim que FHC meteu a mão no dinheiro dos fundos, pra pagar dívidas da União e fechar o orçamento com superávit primário, o que lhe permitiu solver compromissos com os credores externos. Observa que a dinheirama arrecadada na privatização não repercutiu no nível de investimentos da União. A grana foi totalmente sugada pra pagar dívidas antigas e vencidas.

    Falar nisso, em 2002 a fonte havia secado e ele teve que pedir empréstimo no exterior pra fechar as contas, em episódio que ficou famoso porque o empréstimo só saiu depois que o Lula — já eleito — formalizou uma declaração se comprometendo a honrar os compromissos de apagar das luzes de FHC, que, tecnicamente, nos termos da LRF, não poderia contratar empréstimo no 2º semestre do último ano de mandato (né nenéns que, agora, reclamam da mudança de metodologia de cálculo nas contas nacionais?).

    III
    Mas seria uma boa, mesmo, o fundo de pensão da Petrobras comprar ações a dita cuja agora, com o valor de mercado mais baixo que poleiro de pato…

    Com os funcionários aumentando sua participação na composição acionária da empresa — principalmente ações ordinárias — a privatização ficaria ainda mais difícil.

    Como se sabe, o atual e animado bundalelê da direita em torno da Petrobras tem uma causa: o pré-sal. E um objetivo: a privatização.

  79. Elias said

    Patriarca,

    Do noticiário de sábado, da ADVFN: depois do fechamento do mercado, na sexta, a Petrobras informou que não divulgaria os balanços do 3º Tri (que já estão em atraso). Mas divulgou alguns dados do dito cujo: (a) a receita de vendas bateu R$ 88,3 bilhões (crescimento de 13,7% na comparação anual); (b) o caixa e equivalentes de caixa fecharam setembro/2014 em R$ 62,4 bilhões (crescimento de 58,6% em um ano).

    Parece que o Petrossauro está fazendo a célebre “antecipação de recebíveis”, procedimento típico de quem sabe que tem pela proa um ano ruim ou péssimo, e não quer depender do mercado, pra captar recursos…
    Ou seja: a Petrobras também está se preparando para um 2015 ainda pior do que 2014 (que já vai tarde…).

    Falar nisso, já estou de saco cheio de ler matérias jornalísticas sobre esse linguarudo do MPF — que não para de falar bobagens — fazendo juízo de valor sobre a competência técnica da Graça Foster (como diz um cara que trabalha comigo: “ela é mais feia do que palavra de `teje preso!`”)

    Esse boquirroto deveria parar de falar bosteiras e se concentrar no trabalho dele, coisa que, até hoje, nem ele nem os antecessores dele souberam fazer. A maior parte das investigações da PF dá em nada no MPF. O MPF passa anos investigando um assunto, e acaba fechando o processo com acusações sem provas. Um show de desídia.

    Nada mais impróprio que juízos de valor sobre a competência alheia, sendo feitos pela autoridade máxima de uma instituição cuja principal característica é, exatamente, a incompetência, apesar de contar com poderes extraordinários, dentre os quais o de investigar quem quer que seja sem dar ciência da investigação ao investigado, que, de quebra, tem desrespeitado seu direito de defesa. Estou me referindo à excrescência jurídica chamada “Inquérito Civil”, que faz inveja à Gestapo. Mesmo contando com os excepcionais poderes que essa excrescência confere, o MPF só faz m…

  80. Elias said

    Não que eu seja a favor da permanência de Graça Foster no cargo. Ao contrário, acho que ela já deveria ter pedido pra sair.

    Só que isso não é assunto pra MPF.

    O MPF que cuide do próprio rabo, que, aliás, é extenso, vive em cima de trilhos, e só não foi torado por alguma locomotiva por causa da proteção que lhe é garantida pelos direitopatas do andar de cima, que, para isso, contam com os bons ofícios das famiglias midiáticas.

  81. Elias said

    Do MSN Notícias:

    “A ex-ministra e candidata derrotada à Presidência, Marina Silva, afirmou ser a favor de uma mudança na diretoria da Petrobrás, após escândalos deflagrados pela operação Lava Jato mostrarem esquema de corrupção na estatal. “É preciso mudar a diretoria da Petrobrás. Essa diretoria foi nomeada, foi mantida durante todos esses anos e não teve a competência e o compromisso para evitar o que foi feito”, disse, em entrevista a Roberto D’ávila, exibida na Globo News na madrugada deste domingo, 14. “É preciso e de uma forma urgente que seja feita essa mudança. Em nome do interesse público”, afirmou.”

    “Durante a entrevista, Marina ressaltou o fato de a empresa ter perdido valor no mercado nos últimos anos e disse que algumas pessoas assumiram cargos na diretoria “para se servir e não servir aos brasileiros”. “É isso que precisa acabar”, completou.”

    “A ex-ministra disse que o processo eleitoral vivido este ano foi difícil, mas ao mesmo tempo gratificante e que o fato de ter escolhido debater a verdade “custou um preço muito alto”, que foi a sua “desconstrução”. “Mesmo assim me sinto agradecida pelos mais de 22 milhões de brasileiros terem acreditado que é possível fazer política de forma diferente”, afirmou.”

    Alguém precisa avisar pra Marina que a Petrobrás NÃO PERDEU valor no mercado nos últimos anos. Ela GANHOU valor de mercado, chegando a quase R$ 400 bilhões. A Petrobras perdeu valor de mercado em 2014, pelo mesmo motivo que ganhou: oscilação no preço internacional do barril de petróleo.

    Pra quem queria e quer ser Presidente da República, vai bem conhecer um mínimo do assunto sobre o qual está falando…

    Tem o resto da entrevista da Marina, mas, no resto, ela só consegue papagaiar lugares comuns…

    Ainda não saiu da “desconstrução”. Tempo desses, li um ensaio do Noam Chomsky sobre a “fabricação do consentimento” e o recurso a palavras que, supostamente, encerram um significado de maior profundidade, quando, na realidade, nada significam.

    O que significa “desconstruir” Marina? Significa explorar as debilidades dela. Significa expor o despreparo dela. A incapacidade de formular propostas. E etc.

    Isso é o feijão com arroz de qualquer campanha eleitoral. Todos os candidatos tentam fazer isso, uns com os outros.

    Com a Marina o resultado só foi mais drástico, porque ela tem debilidades demais, é despreparada demais, é burra demais, é frágil demais.

    Acabou, no 1º turno de 2014, do mesmo tamanho que era em 2010. Em termos absolutos, inclusive. Com o agravante de que, em 2014 ela se desesperou, e acabou assumindo escancaradamente o papel de linha auxiliar do PSDB (em 2010, numa concessão ao pudor, Marina se esquivou de sair do lado escuro da lua, onde se escondera).

    Meses depois de derrotada nas urnas, Marina teima em continuar a fazer cocô pela boca, dando mais uma colher de chá pra quem gosta de “desconstruí-la”.

    Uma pessoa que tem vergonha de seu próprio nome (Maria Osmarina), e o manipula, numa atitude conformista e subserviente ao gosto estético dominante (e, aliás, altamente questionável) não tem mesmo nada de aproveitável a dizer a um país que já tem desgraças demais… E nulidades demais…

  82. Pax said

    segundo o noticiário parece mesmo que instauraram uma quadrilha inteira na diretoria da BR

    até onde chega no topo?

  83. Pedro said

    Googlias # 78, Um judeu comerciante? Que absurdo e esse?
    Isto é praticamente uma heresia cristã. ;-)

    Calma Googlias,……… mestre da escrita criativa, e trollagen intelectual. È brincadeirinha.

    Vire suas baterias para o Pax. Ele merece.
    Quem mandou criar um blog sobre corrupção.
    É tiro de tudo que é lado.

    Só falta agora, ele morar numa serra, e querer plantar milho de espingarda, e colher de laço.
    E ainda por cima competir com o Blairo Maggi.

  84. Pedro said

    Pax # 82. Como eu sou um débil mental, e só leio veja.
    Acho, que o objetivo sempre foi esse, pelo menos da maioria. 90% dos cumpanheiros só queriam “enricar”.

    E esta conversa de ganhar dinheiro, por livre iniciativa, criatividade, trabalho, estudo, dedicação, etc.
    É papagaiada reaça,

    O caminho natural é, enriquecer com “consultorias”, “contratos de interesse público”, etc.
    Afinal, o “meu” telefonema é “o telefonema”. Já dizia Zé Subiu”.

    O petróleo é nosso. Eu acredito…….A empresa Sete Brasil, é guerreiro, herói do povo brasileiro.

  85. Pax said

    Falando em enricar, caro Pedro, uma notinha que nem explica nem justifica…

    e que envolve, por coincidência, claro, a OAS

    http://www.institutolula.org/nota-sobre-suposto-apartamento-de-lula-no-guaruja

    direto da fonte

  86. Pax said

    também por acaso o presidente da Bancoop era o — João Vaccari — mas, claro, tudo é coincidência

    se quiserem ficar mais curiosos, a Bancoop tá no blog, sim

    https://politicaetica.com/category/bancoop/

  87. Jose Mario HRP said

    http://www.zedirceu.com.br/cartel-tucano-bloqueio-de-r-600-milhoes-deixa-verdade-mais-proxima/

  88. Jose Mario HRP said

    http://jornalggn.com.br/noticia/a-volta-improvavel-de-maria-do-rosario

  89. Patriarca da Paciência said

    Como dizem os chineses, “crise também é oportunidade”. Acho que já está mais que na hora do Brasil gastar um pouco das suas reservas e recomprar TODAS, mas, TODAS mesmo, as ações da Petrobrás. É uma questão de segurança nacional e justifica plenamente o uso das reservas.

    O ataque especulativo e político é selvagem, então, o negócio mesmo é dar um ataque fulminante. Acabaria com toda essa palhaçada !

  90. Guatambu said

    Patriarca,

    Pode apostar que o Elias está torcendo que a sua sugestão se concretize!

  91. Patriarca da Paciência said

    Guatambu,

    mas o Elias não vai querer vender as ações dele, muito pelo contrário ! Quem ficar com suas ações, quando acabar o tal “ataque especulativo político”, vai sair ganhando de qualquer jeito !

  92. Guatambu said

    Patriarca,

    Vc é um gênio!

    Pq vc acha que eu disse o que disse?

  93. Patriarca da Paciência said

    Guatambu,

    eu sei apenas o que eu disse, ou seja, mesmo que o governo acabe não comprando as ações da Petrobrás, o Elias provavelmente não venderá as ações dele, pois sabe que quando acabar o ataque político especulativo, a Petrobrás voltará a ser o que sempre foi, ou seja, um grande e rentável empresa.

  94. Guatambu said

    Patriarca,

    Quem está longo na Petrobras, tem que permanecer longo, não tem estratégia de saída, ainda mais quando a empresa atinge valores de 9 anos atrás.

    Aliás, as melhores notícias que qualquer um poderia ter da Petrobras, seriam:

    1. O governo estatiza de uma vez, comprando todas as ações. Essa seria linda.

    2. Privatizam. Essa seria triplamente linda, porque representaria não só a assunção das falhas de gestão da empresa, mas também a assunção da promiscuidade maléfica entre a política e as empresas públicas, além disso, uma aceitação de que o privado faria muito melhor que o público em termos de gestão e governança.

    Agora, caindo na real, nenhuma das 2 vai acontecer. Tem muita água até que os problemas da Petrobras atinjam o terceiro volume morto.

  95. Guatambu said

    Inclusive, tá quase na hora de comprar Petrobras… na minha modesta opinião.

  96. Guatambu said

    Se o sucesso da Copa foi duvidoso, aguardem as Olimpíadas.

    http://www.businessinsider.com/superbug-found-in-brazilian-waters-of-2016-olympics-2014-12

    Já descobriram uma bactéria resistente a medicamentos onde serão realizadas as provas aquáticas das Olimpíadas Rio-2016.

  97. Guatambu said

    …. e Israel encontra mais reservas de petróleo.

    2015 será um ano animado.

    http://www.businessinsider.com/israel-just-found-another-massive-offshore-gas-field-2014-12

  98. Elias said

    Ihhh!!! A Rússia se fundel!

    Da carta de hoje da ADVFN:

    “O governo russo entrou em pânico com a desvalorização abrupta em quase 10% na cotação do Rublo, moeda oficial do país, no mercado internacional ontem. Em medida emergencial, o banco central do país elevou a taxa básica de juros dos 10,5 pontos percentuais anuais para 17% ao ano nesta madrugada, tentando recuperar a confiança do investidores. A situação é complicada no país, com a queda do barril de petróleo (a commodity corresponde a praticamente 80% das exportações do país) e as sanções internacionais após a anexação da Crimeia. O principal índice acionário da Rússia (RTS:RTSI) abriu em queda de mais de 12% nesta manhã.”

    Queda do preço do petróleo? Desvalorização da moeda?

    Já sei! É culpa do Lula! E a Dilma sabia, e não fez nada!

    Patriarca e Guatambu,
    Claro que não vou vender meus mirrados gragromilos petrossáuricos, até porque o rendimento proporcionado pela ação não é afetado pelas oscilações do mercado.

    É o inverso!

    De mais a mais, é bom lembrar que só está perdendo dinheiro com petroações quem comprou de 2009 pra cá, e teve que vender agora (porque precisou fazer caixa, p.ex.). Quem comprou antes de 2009, mesmo que venda agora, na superbaixa, ainda está ganhando algum. Bem menos do que ganharia se houvesse vendido em até dezembro de 2003, mas, ainda assim, ganhando.

    Quem não está pressionado por liquidez, tem mais é que comprar ações petrossáuricas, porque elas vão subir. Mais cedo ou mais tarde, vão subir.

    Aliás, hoje mesmo, consultoria financeira recomendando aplicar sobrantes em petroações é coisa que não falta…

  99. Elias said

    “2015 será um ano animado.” (Guatambu)

    Tu estás querendo dizer: mirrado, pobre, miserável, merdolento e remelento, né?

  100. Pax said

    quando chegar a lista das Vossas Excrescências vai ser um barata voa danado…

    http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2014/12/juiz-aceita-denuncia-contra-mais-11-acusados-na-lava-jato.html

  101. Elias said

    Saiu a nova Súmula 37 do STF!

    “Não cabe ao Poder Judiciário, que não tem função legislativa, aumentar vencimentos de servidores públicos sob o fundamento de isonomia”.

    Maravilha! O STF acaba de descobrir que o Poder Judiciário não tem função legislativa!

    Beleza!

    De tanto o Judiciário brasileiro bedelhar em textos legislativos (e até se louvar em textos legislativos que só existem em outros países), por muito tempo deu pra se pensar que o Judiciário brasileiro pensava ter função legislativa.

    Mas tudo bem… Neste ano da graça de 2014, o STF finalmente descobriu que o Judiciário não pode legislar.

    Antes tarde do que nunca, pra quem, por tradição, tarda, mas, em compensação, falha pra caramba!

    Agora, só falta o Judiciário lembrar dessa notável descoberta nos momentos em que, tomado de intensa e incontrolável tentação político-partidária, se põe a mudar as regras do jogo eleitoral a cada eleição.

    Sugestão da planície aos elevados cumes do saber jurídico pátrio: Que a nova Súmula 37 seja gravada em placas de granito, e que um exemplar dessa placa seja fixado no gabinete de trabalho de cada ministro do STF, do TSE, e assim por diante.

    Desse jeito, pode ser que eles não esqueçam que o Judiciário tem função JUDICANTE, mas não legislativa.

    É minha sugestão civilizada, porque, por minha vontade, mesmo, deveríamos contratar um desses peso pesados atletas de MMA. Sempre que um juiz brasileiro se inxirisse em inovar à lei, o peso pesado daria três porradas com a placa de granito no cocoruto fosfórico da excelência. Se a excelência insistisse, mais três porradas… E assim sucessivamente, até o lóbulo das orelhas do péssimo encostarem nos ombros. Aí o imprestável seria demitido por inservibilidade e desuso…

    Como complemento, o pobre diabo seria condenado a viver com o FHC, até se transformar de vez num cocô…

  102. Daise said

  103. Patriarca da Paciência said

    Assine a petição para cassar o boçal ignaro:

    https://secure.avaaz.org/po/petition/Conselho_de_Etica_da_Camara_dos_Deputados_Cassacao_do_Deputado_Jair_Bolsonaro_PPRJ/?dzGuXeb&pv=23

  104. Daise said

    “Bolsonaro da Papuda”, rsrsrsrs

    …esse “causo de amor” entre esses, na minha opinião, idiotas começou em 2003.

    Minha sugestão:

    “Solução salomônica”…cassa os 2 e não se fala mais nisso.

    A Maria do Rosário e o Bolsonaro são apenas e tão somente 2 espertalhões usando esses “causos de amor” para interesses próprios.Notícias e admiradores.

    Veja o vídeo de 2003 onde tudo começou:

    O ódio é mais fiel que o amor…

    veja o caso do badass, que não podendo elogiar lula critica FHC, que saiu do governo ha longos 12 anos…,

    para aliviar seu ódio diante da tremenda incompetência.

    É muito cinismo.

  105. Daise said

    QUEDA DOS PREÇOS DO PETRÓLEO…rsrsrs>

    Para inteligentes… GloboNews Painel William Waack

    http://globosatplay.globo.com/globonews/v/3830911/

    Após assistir eu fiquei mais pessimista sobre as chances do Brasil.
    Anos de chumbo….

    Infelizmente! Muito infelizmente !!!

  106. Daise said

    “ESGOTOSFERA”

    “Com teu amo não jogues as peras, porque ele come as maduras e deixa-te as verdes”. Provérbio português

    hehehehe…

    Luis Nassif e Paulo Henrique Amorim já embolsaram R$ 8,3 milhões com anúncios do governo
    por: Brasília.doc | 17/12/2014

    Os jornalistas Luis Nassif e Paulo Henrique Amorim embolsaram, entre 2000 e 2013, R$ 8,3 milhões vendendo anúncios de seus sites, o GGN e o Conversa Afiada, às empresas controladas pelo governo federal.

    A editora da revista Caros Amigos recebeu R$ 4,7 milhões.
    A Carta Capital, R$ 44,3 milhões.

    Os números constam nos relatórios da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

  107. Daise said

    Agora veja o quadro completo….cliique na imagem par aumentar

    A Abril falindo ? Com a palavra o Badass…meu mentiroso preferido

  108. Jose Mario HRP said

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/baseada-no-relatorio-da-comissao-da-verdade-prefeitura-remove-estatua-de-costa-e-silva/

  109. Guatambu said

    Elias,

    Eu tinha achado que o ponto de compra da Petrobras, e de várias outras ações aconteceria em 2014, mas pelo jeito, ele foi retardado para 2015.

    Estou pensando em começar alguns investimentos internacionais, envolvendo petrolíferas e companhias aéreas…

    Esse é o motivo pelo qual eu acho que 2015 será animado, um bom ponto de partida para investimentos.

    De resto, a lesma lerda, como vc gosta de dizer.

    Para quem paga uma bala de imposto e não recebe nada em troca, não muda nada.

  110. Patriarca da Paciência said

    A mídia nada fala sobre a cassação do prefeito do PSDB.

    ” O motivo é simples: o prefeito Diego De Nadai, do PSDB, foi cassado por graves denúncias de corrupção. Na sua seletividade, a chamada grande imprensa, sempre tão “neutra e imparcial”, prefere encobrir escândalos envolvendo caciques tucanos. As manchetes são garrafais apenas para os políticos de esquerda. Desta forma, a mídia hegemônica estimula na sociedade o ódio doentio, quase fascista, ao PT e ao chamado “lulopetismo”.
    (Carta Maior)

  111. Guatambu said

    Daise,

    Na realidade, todas as empresas de mídia impressa estão com problemas.

    Mas a origem dos problemas envolve não só as questões políticas – que são parte dele -, também envolve o esgotamento do modelo de negócio.

    A maior ameaça para estas empresas é a própria internet:

    O formato deles simplesmente transferido para o digital é pesado, chato, pouco interativo, gerando dificuldade para vender:

    Vc não pode comprar 1 “jornal” na internet, e se pode, não compra, pq acha que na internet as coisas têm que ser mais baratas ou de graça.

    Assinar é uma decisão de compra de longo-prazo, internautas não gostam de longo-prazo.

    Publicidade é uma das coisas mais odiadas da internet. Se não souber fazer direito, gera tráfego negativo.

    Então é necessário buscar outro formato.

    Essas empresas não parecem estar preparadas para fazer essa mudança.

    O Valor já conseguiu antecipar um pouco, mas sites como o Infomoney estão mais avançados.

    O UOL ainda é líder de mercado nesse ambiente, porque gera mais conteúdo, no entanto o formato visual dele já está defasando.

    O Terra, nesse ponto, sai na frente, mas o conteúdo é fraco e desorganizado.

    Essa é minha modesta leitura disso.

  112. Pax said

    Pagar muito imposto e não receber nada de volta. Sina brasileira, caro Guatambu.

    Internet e mídia: tua leitura me parece boa. Segundo amigos algumas das “famiglias” estão investindo um bocado comprando outros negócios. Que envolvem internet mas não envolvem notícias.

    Enviada do meu iPhone

    >

  113. Patriarca da Paciência said

    “247 – Militantes petistas têm incentivado, nas redes sociais, a compra das ações da Petrobras, que registraram queda em seis pregões consecutivos nos últimos dias, destacou a Folha de S. Paulo em reportagem nesta quarta-feira 17.

    “Vamos poupar o valor das cervejas que beberíamos do fim de senana, ou o valor das despesas com o salão, adquirindo ações da NOSSA Petrobras?”, convidou um dos incentivadores na última segunda-feira 15, dia em que os papéis da estatal fecharam com queda de quase 10% na Bovespa, atingindo o menor valor em dez anos.

    Entre os nomes que incentivam a aquisição das ações estão o de internautas que militaram pela campanha da presidente Dilma Rousseff esse ano. O ator José de Abreu, um dos maiores ativistas do partido no Twitter, é um deles. Eles pedem também que o governo adquira os papéis, a fim de “reestatizar” a Petrobras.

    A queda da estatal na Bolsa foi influenciada principalmente pelo novo adiamento, na noite de sexta-feira 12, do resultado do balanço não auditado da empresa. A expectativa, agora, é que ele seja divulgado em janeiro. As denúncias de corrupção também prejudicam a imagem da empresa.

    “Quem comprar ações da Petrobras agora, no médio e longo prazos vai ter muito lucro. Tem que ter paciência. Ações (sic) é assim”, escreveu um dos militantes, no Twitter. “Ontem compramos Petrobras, deu certo. Hoje vamo (sic) ter q expandir a Operação e ir de Rublo”, disse outra internauta nesta manhã.”

    Vejam só, a ideia de recomprar a Petrobrás cada vez ganha mais força.

    Eu, que nunca apliquei nada em bolsa, a não ser quando era bem jovem e alguns bancos me obrigaram a comprar ações nas tais “operações casadas”, estou pensando em economizar com alguns supérfluos e fazer algumas aplicaçõezinhas !

  114. Pedro said

    Vem aí: O socialismo especulativo. :-)

    O clube do bilhão agradece, devem estar pensando: Oba vai entrar dinheiro na NOSSA Petrobrás.

  115. Patriarca da Paciência said

    Pedro,

    minha opinião é que é mais um clube antiespeculativo !

    A ação predadora, selvagem, irracional, contra a Petrobrás, vai acabar sendo um tiro pela culatra !

  116. Patriarca da Paciência said

    “Pagar muito imposto e não receber nada de volta. Sina brasileira,”

    Caro Pax, você assistiu o telejornal da Globo esta manhã ? Pois então, apareceu uma longa reportagem sobre pacientes de planos de saúde que estão migrando para o SUS. Depois de passarem por inúmeros constrangimentos com embromações e exigências descabidas, várias pessoas procuraram o SUS e, todas, declararam que foram bem atendidas.

    E o “fenômeno” está crescendo de modo robusto e concreto !

    Logo teremos o SUS fazendo séria concorrência com os planos de saúde particulares.

    Uma boa coisa é que o SUS atende aos pacientes e depois cobra a conta dos planos particulares, no que é também aprovado por todos os que foram atendidos.

    Então você acha que o atendimento universal dos brasileiros não é nada ?

    E os milhões de alunos das escolas públicas ? Também nada significam ?

    E a garantia de propriedade e todas as demais, também nada significam ?

    É claro que temos problemas, mas generalizar que “os brasileiros nada recebem em troca dos impostos”, chega a ser uma frase totalmente vazia de significado.

    o Brasil nunca esteve tão bem, seja politicamente, economicamente, socialmente etc.etc.etc.

    Para quem tem apenas 26 anos de verdadeira democracia, sob todos os aspectos, o Brasil está muito bem !

  117. Patriarca da Paciência said

    Esse verdadeiro carnaval que estão fazendo na tentativa de destruir a Petrobrás e com isso prejudicar o governo do PT, atenta contra a segurança nacional, portanto, é algo criminoso !

    Ninguém é contra a investigação e punição de corruptos, mas deveria, no caso da Petrobrás, ser feito de modo discreto, cauteloso, até em segredo de justiça. Aliás, no começo, falaram que era “segredo de justiça”, mas de uma maneira totalmente surrealista, a “óia” publicava, SELETIVAMENTE, no dia seguinte, os depoimentos que interessavam à campanha do Aécio. .

    Mas esse golpe também está caminhando para ser apenas mais um tiro pela culatra !

  118. Zbigniew said

    Mas a culpa é do governo, Patriarca.

    Neste caso está nas cordas há um bom tempo.

    Não sem razões. O PT, no caso da Petrobrás, dormiu com a corrupção, ou será que não era de conhecimento do partido as falcatruas que ocorriam sob as “barbas” da Graça Foster? Fica muito difícil acreditar que não. Até porque era um esquema que irrigava vários partidos e interesses.

    Olha, até que se admite que o pragmatismo no presidencialismo de coalizões tenha um preço tenebroso a ser pago. Mas na Petrobrás era para o PT ter sido intransigente. A Graça tinha que ter implodido tudo isso. Lógico que com a artilharia, amparo e suporte do próprio governo.

    O que dá a entender que o pragmatismo desvirtuou de tal maneira o PT e seus líderes que a manutenção de alianças espúrias e projeto de poder tornaram-se o fim mais importante da agremiação.

    Obviamente que devemos aguardar o resultado de toda esta investigação, mas, o mais triste de tudo isso é que, nesta seara, o PT é cada vez mais como o PSDB e quejandos.

  119. Guatambu said

    E o protecionismo brasileiro ganhando notoriedade.

    http://www.valor.com.br/internacional/3826692/potencias-comerciais-participarao-de-queixa-da-ue-contra-o-brasil

    No artigo do Valor, haverá uma reunião da OMC para discutir as medidas que o Brasil anda tomando em diversos setores, que impactam setores automotivo, tecnologia e outros, em que há isenção fiscal para empresas locais e taxa cheia para importações.

    Qual é a direção?

    Em termos trabalhistas o Brasil não é competitivo…

    Em termos tecnológicos também não…

    Em termos de capital humano… não. (o Pronatec pelo jeito não tá dando resultado)

    E dá-lhe impostos, e dá-lhe falta de competição, e dá-lhe incompetência.

    Assim que eu gosto do Brasil!

  120. Daise said

    OUTRA MENTIRA DE LULA

    http://oglobo.globo.com/brasil/mulher-de-lula-pegou-as-chaves-de-triplex-no-guaruja-em-junho-14853360

  121. Daise said

    O suicídio dos dinossauros – ELIO GASPARI

    17/12/2014 02h00

    Primeiro a má notícia: desde 2008, o valor de mercado da Petrobras caiu de R$ 737 bilhões para R$ 115 bilhões. Virou pó uma quantia equivalente a todos os investimentos previstos para a área de infraestrutura do Brasil no segundo mandato da doutora Dilma.

    Agora, a péssima: a sangria vai continuar. Investidores internacionais fogem do papel da empresa e o contubérnio em que ela vivia com seus fornecedores abalou também as contas das grandes empreiteiras nacionais.

    A Petrobras nunca mais será a mesma e pode-se supor que alguns de seus grandes fornecedores nacionais deixarão de existir.

    Desde o início do ano, quando apareceram as primeiras pontas do escândalo, todos acreditavam que podiam assar a pizza jogando com um baralho viciado. Essa crença foi resumida numa breve anotação de um diretor da Engevix.
    Certo de que ninguém teria coragem de se meter com as empreiteiras, ele escreveu: “Janot e Teori sabem que não podem tomar a decisão. Pode parar o país”. Errou e seu vice-presidente está na cadeia. O procurador-geral Rodrigo Janot e o ministro Teori Zavascki sabem quais decisões devem tomar.
    A formulação da Engevix embute a ideia segundo a qual grandes empresas não correm o risco de ter diretores na cadeia. É o “too big to jail”, uma variante do conhecido “too big to fail”. Grandes corporações não podem quebrar (“fail”) nem seus diretores acabar na cadeia (“jail”).

    A fé na pizza teve sua razão de ser. A defesa das empresas apanhadas no cartel ferroviário que agia em São Paulo conseguiu empurrar o caso com a barriga por mais de dez anos. A Siemens, que denunciou a quadrilha da qual fazia parte, chegou a ser ameaçada de processo pelo governo paulista. Bola fora, pois a Siemens brasileira denunciou o cartel seguindo uma norma de moralidade adotada por sua matriz alemã.

    Até agora, a equipe do Ministério Público que cuida do caso da Petrobras mostrou-se mais qualificada que as empresas. Se isso fosse pouco, a investigação já tem três pontas no exterior. Uma na Holanda, outra na Suíça e a terceira nos Estados Unidos. Essa foi a que pegou a Siemens, levando-a a se tornar um padrão de nova conduta. O baralho viciado perdeu a eficácia.
    A regulamentação da lei que trata da moralidade empresarial está na Casa Civil há seis meses. Também não adianta.

    No início do escândalo da Petrobras as empreiteiras saíram-se pela declaração de inocência. Veio a colaboração do “amigo Paulinho” e elas tentaram uma negociação pela qual, em conjunto, pagariam uma multa, afastariam o juiz Sergio Moro e iriam em frente. Foram repelidas pelo procurador-geral.
    Desde então a Toyo Setal abandonou o “cartel da leniência” e colabora com o governo. De lá para cá surgiu (e encolheu) a tese da extorsão. No século 19 o regime escravocrata brasileiro teve a espinha quebrada pelas leis inglesas, no 21 a cleptocracia nacional está ameaçada pelo Ministério Público e também pelas leis americanas e europeias.

    Um presente para advogados e diretores de empresas interessados no assunto: está na rede o magnífico livro “Too Big to Jail”, do professor Brandon Garrett. Mostra como o governo americano pega larápios corporativos, e como falha. Para quem paga milhões a grandes advogados, é uma vacina para evitar que acreditem em bobagens. Sai por apenas US$ 19,28.

  122. Elias said

    Michelle, rapaz!

    O negócio é o seguinte: em 2002, o Grupo Abril tinha 20 unidades de negócio. Fecha 2014 com apenas 5 unidades de negócio.

    Se tu achas que isso é estar bem das pernas, vai em frente!

  123. Elias said

    De 2003 pra cá, a Abril perdeu a Direct TV, a ESPN, o Eurochannel, o UOL e a MTV.

    A tevê aberta foi passada ao grupo Spring (que edita a revista Rolling Stone).

    Além disso, a Abril anunciou que não mais publicaria as revistas Playboy, Capricho, Contigo, Gloss, Bravo, Alfa e Lola.

    Em fevereiro deste ano, a Abril anunciou que estava estudando propostas de compra da Abril Educação. Pra quem não sabe, a Abril Educação é um polvo paralelo, que envolve: (a) as editoras Alfa e Scipione; (b) os sistemas de ensino Anglo, Ser, Max, Geo e Siga; (c) o curso e colégio PH; (d) o Grupo ETB (Escolas Técnicas Brasil); (e) a Escola Satélite; (f) as redes de idiomas Red Balloon e Livemocha.

    A Abril Educação ficou inviabilizada economicamente, depois que perdeu a boquinha do governo federal, que comprava toneladas de livros da dita cuja, para distribuição gratuita em todo o Brasil. Nos anos FHC, a Abril Educação bamburrou. Acho que chegou a faturar mais do que a Editora Abril. Agora, não se sustenta em pé. Todos os anos ela solta uma imensa lista de demissões.

    A Abril também perdeu o negócio de discos, DVDs & afins (aliás, também teve que sair da parceria com a Sony). Perdeu o negócio de frangos (que exportava os tubos para o Oriente Médio), e um monte de etc.

    Enfim, os Civita têm bilhõe$ de razõe$ pra detestar o PT. É uma situação para a qual não há retorno possível.

    Por isso mesmo, uma das principais tarefas do PT, nos próximos 4 anos, é colocar a Abril de joelhos… Tem que acabar de fazer o que o Lula começou.

    Se não fizer isso, o PT vai pagar ainda mais caro do que já está pagando.

  124. Elias said

    “Primeiro a má notícia: desde 2008, o valor de mercado da Petrobras caiu de R$ 737 bilhões para R$ 115 bilhões. Virou pó uma quantia equivalente a todos os investimentos previstos para a área de infraestrutura do Brasil no segundo mandato da doutora Dilma.” (Elio Gaspari)

    Mentira!

    Em 2002, no final do governo FHC, o valor de mercado da Petrobras era R$ 54,45 bilhões. No fim do 1º mandato do Lula (2006), esse valor havia subido pra R$ 228,4 bilhões. Ao fim do 2º mandato, em 2010, o valor de mercado da Petrobrás bateu em R$ 380,28 bilhões.

    A quem queira conferir esses dados, recomendo uma olhada na FSP, caderno “Poder”, edição de 23-03-2014.

    R$ 737 bilhões em 2008? Papo furado! Em 2008 o valor de mercado da Petrobras não era nem metade disso…

    Interessante é que, quando o valor de mercado da Petrobras se elevou aos saltos (durante o governo Lula e nos primeiros anos de Dilma, quando chegou a R$ 540 bilhões), os gurus da oposição diziam que isso se devia à alta do preço do barril de petróleo, que saltou de US$ 40,55 (em 2008) para R$ 112,98 — quase o triplo! — em 2012.

    Agora, com o preço do barril despencando, as mesmas Cassandras fingem ignorar sua influência no valor de mercado do Petrossauro. Assim como fingem ignorar que o mesmo acontece com as demais petroleiras do planeta, estatais ou não…

    E alguém como o Elio Gaspari — que não é coisa pouca, em termos de colunista de jornal! — ainda cede ao dever de batepau, de falsear informações, pra tornar ainda mais dramática o ramerrão com que ele pretende — e consegue! — iludir seus (dele) leitores (na verdade, gente que já tem opinião formada, e precisa apenas de elementos — ainda que fictícios — pra se “respaldar”).

    Putz! Que merdolência, este país…

  125. Elias said

    E os EUA estão restabelecendo relações diplomáticas com a Ilha.

    O Chester deve estar sofrendo horrores… Urticária, etc. e tal. No mínimo, deve estar achando que Obama é um títere do Foro SP…

    E parece que o Vaticano influiu na decisão americana e na recíproca cubana.

    Ironias da História… Em 1961, o Vaticano pediu a interferência do Brasil, para obter a liberdade de padres que Fidel havia encarcerado.

    Jânio pediu e Fidel imediatamente atendeu, dizendo que “Para Cuba, um pedido do Brasil é uma ordem!”.

    É que, no início do ano, os EUA haviam pedido o apoio do Brasil para a invasão da Baía dos Porcos. Atendendo recomendação de seu Chanceler, Afonso Arinos, Jânio não atendeu o pedido americano e ainda avisou discretamente o governo cubano da iminência da invasão.

    Logo a seguir, Jânio pediu a Leonel Brizola que chefiasse a delegação brasileira, na reunião da OEA que expulsou Cuba da organização, a pedido dos EUA e com voto contrário do Brasil.

    Com esses lances, Jânio faturou popularidade junto aos “países não alinhados” (grupo de países do qual o Brasil passou a fazer parte), aos governos europeus, ao Vaticano (no ano seguinte, João XXIII excomungaria Fiel Castro), e, principalmente, junto ao governo cubano, a quem, aproveitando o embalo, Jânio vendeu tratores e caminhões fabricados no Brasil (as matrizes das fábricas, americanas, não podiam vender diretamente à Cuba). Em troca, Cuba passaria a fornecer açúcar ao Brasil.

    Coroando as rodadas de gentilezas, afagos e operações comerciais, Jânio condecorou o Che com a Cruzeiro do Sul.

    Dias depois, teve o lance da renúncia.

    Até hoje eu acho que Jânio quis aproveitar o prestígio internacional que conquistara, pra tentar um minigolpe. Primeiro, ele mandou Jango à China, literalmente. Depois, com o vice longe, bem longe, encenou a renúncia, esperando que os militares o reconduzissem à sala do trono, com mais poderes.

    Esperou sentado…

    No ano anterior, ele usara a renúncia pra se livrar de um vice incômodo, na chapa. Com o candidato a vice devidamente defenestrado, Jânio renunciou à renúncia e voltou a ser candidato…

    Deve ter se convencido que uma encenação de renúncia funcionaria em todas. Os ídolos de Jânio — Fidel e Nasser — eram mestres nesse tipo de encenação. Em Cuba, sempre que as coisas começavam a pegar pro lado dele (como no caso do presidente Oswaldo Dorticós, p.ex.), Fidel fingia uma renúncia. Aí o povo ia às ruas, pedindo pra ele ficar. E ele ficava, cada vez com muito mais poderes… Nasser fez o mesmo, a cada derrota frente a Israel.

    Jânio deve ter tentado imitar seus mestres. Por algum tempo, deu certo pra ele…

    De qualquer modo, é irônico que EUA e Cuba agora troquem de bem, com a ajuda do Vaticano e com o Brasil na plateia… Só aplaudindo, sem ter participado do jogo…

  126. Daise said

    Badass…rsrsrs

    Mas o “embargo econômico” continua…por que?

    Porque quem manda é o Congresso…

    Furou de novo badass?

  127. Jose Mario HRP said

    Popicinio
    Para os próprios cidadãos espanhóis, recairão pesadas multas caso decidam realizar protestos, manifestações e escrachos

    17/12/2014

    Raphael Tsavkko Garcia

    de Bilbao (País Basco)

    O Parlamento espanhol aprovou no último dia 11 de dezembro, por 181 vo­tos a 141 (o neo-Franquista Partido Po­pular ou PP possui maioria absoluta e contou ainda com os votos dos minoritá­rios UPN que representa a Comunidade de Navarra e PAR, de Aragão), a chama­da Lei de Segurança Cidadã (Ley de Se­guridad Ciudadana) que causou imen­sa controvérsia ao longo de seu debate e que poderá ter consequências graves ao criminalizar manifestações populares e permitir a expulsão sumária de imigran­tes ilegais nos enclaves de Ceuta e Melilla (rodeados pelo Marrocos).

    Segundo o texto aprovado, as forças de segurança espanhola podem devolver ao Marrocos imigrantes ilegais pegos ten­tando atravessar a fronteira (as altas gra­des que separam as duas cidades do res­to do continente); e a redação aprovada ainda abre brechas para ações violentas por parte da Espanha contra imigrantes que tentem cruzar a fronteira, pois, re­za o texto, “os estrangeiros que sejam de­tectados na linha fronteiriça […] poderão ser rechaçados a fim de impedir sua en­trada ilegal na Espanha”. Como se dará esse “rechaço” é uma grande incógnita e motivo de muito temor.

    Para os próprios cidadãos espanhóis, recairão pesadas multas caso decidam realizar protestos, manifestações e escra­chos. Multas mais pesadas do que as pa­gas por motoristas bêbados ou membros do PP ou da Casa real envolvidos em ca­sos de corrupção.

    Fotos e filmagens

    De acordo com o texto aprovado, se­rá proibido mesmo gravar ou fotografar policiais atacando ou violentando cida­dãos, seja um caso isolado ou ações co­letivas contra multidões. Além disso, “as denúncias, atestados ou atas formuladas por agentes da autoridade em exercício de suas funções que tenham presenciado os fatos […] constituirão base suficiente para adotar a resolução que proceda, sal­vo prova em contrário”, ou seja, qualquer cidadão acusado falsamente por um po­licial de cometer um crime – ou de desa­catá-lo – terá de provar não ter cometi­do tal infração, o que inverte a lógica bá­sica do direito de que o ônus da prova re­cai sobre quem acusa.

    Na Espanha do Partido Popular a pala­vra de um policial vale mais do que as ba­ses fundamentais do direito. E quem ou­sar registrar casos de abuso policial será culpado e multado – e não o agressor. É a impunidade total chancelada pelo Con­gresso espanhol.

    Há espaço ainda para, na lei, confron­tar a Constituição. Os organizadores de protestos que não tenham comunicado previamente às autoridades poderão pa­gar multas de até 600 mil euros caso o local escolhido para o protesto exerça al­gum “serviço básico para a comunidade”, em outras palavras, qualquer protesto dentro de uma universidade, em frente a um tribunal ou mesmo em frente ao Con­gresso ou governos regionais se enqua­draria na definição de “instalação em que se prestam serviços básicos”. Em apenas uma canetada, os protestos na Espanha foram basicamente proibidos.

    Mas para evitar qualquer problema de interpretação, a lei prevê multa de 30 mil euros para quem protestar em frente ao Congresso. Caso alguém resolva protes­tar e se sentar na calçada de casa contra a medida, também poderá ser multado em 30 mil euros. Protestos pacíficos mui­to comuns na Espanha, como se sentar em locais públicos e se recusar a se mo­ver, são passíveis de multa e se um poli­cial ao te retirar do local o agredir ou fe­rir não incorrerá em qualquer penalida­de. Na Espanha, Gandhi teria ficado po­bre antes de conseguir qualquer um de seus objetivos.

    Despejos

    O PP também pensou nos bancos, seus grandes aliados, e impõe uma multa de 30 mil euros a quem impedir desahu­cios, ou seja, que pessoas sejam expulsas de suas casas e jogadas na rua pela po­lícia por terem contraído dívidas em ge­ral com bancos – muitos deles “resgata­dos” da falência com dinheiro público. A lei também contempla multas de até 30 mil euros para quem for pego com um cigarro de maconha no bolso, já que a nova lei considera a posse e o consumo de drogas – independentemente de qual ou da quantidade – como uma falta mui­to grave. Gravíssimo, porém, é o de levar adiante eventos – como concertos musi­cais, atos políticos, debates públicos, etc – considerados ilegais. A multa sai por até 600 mil euros.

    No País Basco protestos e atividades populares são constantemente suspen­sas pela Justiça como tentativa de inti­midação e, muitas vezes, são realizadas da mesma forma. A lei cai como uma lu­va na ampliação da repressão à popula­ção basca.

    Por fim, para evitar que sobre qualquer espaço para um protesto, nada de se pen­durar também em uma estátua – já que assim você não impede o trânsito, não olha torto para um policial, não o desaca­ta com seu cheiro e nem fica perto de áre­as que prestam serviço público –, a multa pode chegar aos 30 mil euros.

    É bom lembrar que qualquer tipo de desacato a um policial ou qualquer au­toridade também gera pesada multa, ou seja, na Espanha de 2014, é proibi­do protestar e reclamar também des­ta proibição, senão o Estado lhe tomará todos os pertences.

    Lei da Mordaça

    Todos os partidos presentes no Con­gresso espanhol protestaram contra a aprovação da lei, mas o fato de o PP pos­suir a maioria absoluta tornou os pro­testos inócuos. Alguns deputados chega­ram a protestar colocando vendas sobre suas bocas para denunciar o que muitos têm chamado de Lei da Mordaça (Ley da Mordaza, no original), mas pouco pude­ram fazer diante da esmagadora maio­ria que o Partido Popular possui no Con­gresso.

    Segundo o porta-voz do PP na Comis­são de Interior, Conrado Escobar, “as manifestações serão mais livres, por­que estarão protegidas dos mais violen­tos”. Sem dúvida uma verdade, já que, de acordo com a lei, manifestações em geral não terão como acontecer de forma algu­ma sob pena de levar seus organizadores e participantes à falência.

    A lei segue agora para o Senado espa­nhol, onde o PP também possui maioria absoluta.

    Share on facebookShare on twitterShare on printShare on pdfonlineShare on email

  128. Guatambu said

    Eu não entendi….

    Depois de o Brasil ter dado aquela lambida no saco dos fideis durante anos, Cuba vai lá e se abre pros EUA?

    A galera tá comemorando o que? Devia era estar com uma dor de corno horrorosa.

    Se a comemoração é pq o Brasil ajudou a fazer um porto lá, tem alguma coisa que eu não sei.

    Que eu saiba o Brasil não tem uma ação do porto… Só se a militância inteira tem alguma participação nesse porto e esqueceram de comunicar. (dada a falta de transparência que temos presenciado em relação aos investimentos do governo e do BNDES, isso não me surpreenderia)

    A Odebrecht, que usou verba do BNDES para fazer o porto tá mais enrolada que corda de fumo…

    E convenhamos, o mercado consumidor de Cuba não é o mais rico do mundo, a menos que vc venda diretamente para os fideis… os fideis andam comprando o q, com que dinheiro?

  129. Guatambu said

    Petrobras,

    Quantos balanços trimestrais teremos antes do fim do petrolão? A cada balanço trimestral que uma empresa de auditoria se recusar a assinar, a Petrobras derreterá mais.

    Isso porque não sabemos de nada de como anda a investigação americana. Diferente dessa baderna daqui, as coisas por lá funcionam, e as não acho que sejam pequenas as chances da Petrobras ter que ressarcir acionistas gringos.

    2015 será muito animado.

  130. Jose Mario HRP said

    Os principais pontos da nova relação Cuba-EUA
    Postado em 18 de dezembro de 2014 às 8:10 am

    Da bbc:

    Os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e de Cuba, Raúl Castro, deram início a um processo de reaproximação entre os dois países após mais de 50 anos de relações cortadas.

    “O isolamento fracassou. É hora de uma nova abordagem”, disse Obama em um discurso na Casa Branca. “Estou ansioso para engajar o Congresso em um debate sério e honesto (sobre o fim do embargo). Um comércio intensificado é bom para os americanos e para os cubanos.”

    “Através dessas mudanças, queremos criar mais oportunidades para americanos e cubanos e começar um novo capítulo nas Américas”, acrescentou o presidente americano.

    Raúl Castro, por sua vez, disse, em Havana, que “os progressos alcançados demonstram que é possível encontrar solução para muitos problemas…devemos aprender a arte de conviver de forma civilizada com nossas diferenças”.

    “Isso não quer dizer que o principal foi resolvido. O bloqueio econômico, comercial e financeiro que provoca enormes danos humanos e econômicos tem que acabar”.

    O anúncio dos mandatários veio poucas horas após a libertação, em Cuba, do americano Alan Gross, preso há cinco anos no país. Os Estados Unidos disseram que libertarão três cubanos condenados por espionagem, e estudam a abertura de uma embaixada em Havana nos próximos meses.

    Antes dos discursos, Obama e Castro conversaram durante mais de 45 minutos pelo telefone – a primeira conversação substancial entre líderes dos dois países desde 1961.
    Leia mais: Por que o ‘New York Times’ quer fim do embargo a Cuba?

    A Casa Branca divulgou uma lista em que apresenta “os principais elementos do novo enfoque do presidente para o estabelecimento de relações diplomáticas com Cuba”.

    Estes incluem:

    – Início imediato de discussões para o restabelecimento de relações diplomáticas, suspensas em janeiro de 1961.

    – Restabelecimento de uma embaixada em Havana e de intercâmbios e visitas de alto nível entre os dois governos.

    – Fomentar trabalho em conjunto em áreas de “interesse mútuo”, como migração, combate ao tráfico de drogas, proteção ambiental e tráfico de pessoas entre outros.

    – Incrementar o contato entre as populações e melhorar o livre fluxo de informação “para, desde e entre a população cubana”.

    – Facilitar a expansão das viagens com emissão de licenças para pessoas autorizadas.

    – Estabelecer intercâmbios que permitam que americanos ofereçam treinamento empresarial a empresas privadas cubanas e pequenos agricultores.

    – Facilitar o envio de remessas dos EUA para Cuba; o montante máximo que pode ser enviado por trimestre subirá de US$ 500 para US$ 2.000 – e não será mais necessária uma licença especial para o envio de remessas para fundos dedicados ao desenvolvimento de iniciativa privada em Cuba.

    – Ampliação nas licenças comerciais para vendas e exportação de certos produtos e serviços dos Estados Unidos, como material de construção e equipamento agrícola para pequenos agricultores.

    – Autorização para que cidadãos americanos importem produtos de Cuba, como derivados de fumo e bebidas alcoólicas, até o valor limite de US$ 400.

    – Facilitar as transações autorizadas entre EUA e Cuba, como o processamento de transações financeiras e o uso de cartões de crédito para viajantes em Cuba.

    – Dar início a esforços para facilitar acesso dos cubanos a meios de comunicação como internet, tanto dentro de Cuba como de Cuba para os EUA e resto do mundo; para isso, será permitida a exportação comercial de certos dispositivos de comunicação, software, aplicações e hardware.

    – Revisar a forma como se aplicam sanções contra Cuba a países terceiros; outorgar licenças para que possam ser oferecidos serviços e transações financeiras a indivíduos cubanos em outros países e permitir que embarcações estrangeiras entrem nos EUA depois de cooperar com determinados tipos de intercâmbio humanitário em Cuba.

    – Iniciar uma revisão da designação dada a Cuba, em 1982, de “Estado patrocinador de terrorismo”; uma revisão “imediata” será entregue a Obama em seis meses.

    – Participação de Obama na Cúpula das Américas no Panamá em 2015, em que direitos humanos e democracia serão assuntos-chave e onde será permitida a participação da sociedade civil cubana – assim como a de outros países.

    – Um compromisso maior dos EUA por uma melhora nas condições de direitos humanos e reformas democráticas em Cuba.

    Clique aqui e

  131. Patriarca da Paciência said

    Guatambu, sobre o seu comentário,

    “Que eu saiba o Brasil não tem uma ação do porto… Só se a militância inteira tem alguma participação nesse porto e esqueceram de comunicar. (dada a falta de transparência que temos presenciado em relação aos investimentos do governo e do BNDES, isso não me surpreenderia)”

    Veja aí o Diretor da FIESP, um ferrenho militante do PT, em plena ação:

  132. Jose Mario HRP said

    Paranoia anti-golpista coloca setores progressistas na defensiva

    Por Igor Felippe, no Escrevinhador

    A aprovação da prestação de contas de campanha de Dilma Rousseff e do Comitê Financeiro Nacional do PT nas eleições 2014 pelo plenário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), por unanimidade, jogou um balde de água fria nos analistas que “anteviram” uma operação para dar um golpe institucional no país.

    A cristalização da leitura de que a direita se movimenta para dar um golpe e derrubar a presidenta Dilma é um espantalho que tira o foco das forças democráticas, progressistas e populares.

    É evidente que setores minoritários defendem o “Fora Dilma”, tanto por meio do impedimento pela responsabilização nos casos de corrupção na Petrobras como pela deslegitimação das contas da campanha da petista. Uma ala menor ainda advoga por um golpe militar.

    No entanto, as grandes placas tectônicas da política brasileira não se movem para catapultar Dilma do Palácio do Planalto.

    Um golpe é uma operação bastante complexa e perigosa, que vai para além da batalha das ideias, com manchetes de jornais, discursos na tribuna do Congresso, declarações de ministros da Suprema Corte ou protestos isolados na Avenida Paulista.

    A luta política tem diversas esferas, passando pela econômica, social, institucional e ideológica.

    Para acompanhar os movimentos dessa disputa, que se manifesta de forma permanente nas questões cotidianas, é fundamental observar cada uma dessas esferas.

    As avaliações que apontam para um golpe contra a presidenta Dilma Rousseff na esquina da República superestimam a dimensão ideológica da disputa, deixando em segundo plano as outras esferas.

    Um golpe ou um processo de impeachment, mesmo com alguma legitimidade institucional, tem consequências imprevisíveis e inaugura um período de insegurança jurídica, que assusta até mesmo a burguesia.

    Por isso, a tática da classe dominante não passa por um golpe ou pelo impedimento, mas por um sangramento profundo da presidenta Dilma e do PT durante esses quatro anos.

    Dilma não é Fernando Collor de Mello. Se o sinal amarelo do golpismo ascender pra valer, a presidenta tem um partido organizado nacionalmente, movimentos populares, sindicatos, entidades estudantis, grupos de intelectuais reconhecidos, blogueiros comprometidos com a democracia, relações internacionais, articulações com os Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e Unasul (União de Nações Sul-Americanas) para defender a legalidade.

    Até mesmo setores que se identificam com a oposição não necessariamente aceitariam uma ruptura constitucional.

    A classe dominante brasileira não tem nenhum compromisso com a democracia, mas sabe que uma aventura de caráter golpista teria como consequência uma radicalização política em torno de uma polarização entre os setores democráticos e os segmentos golpistas, que teria um desfecho imprevisível.

    Essa tática tumultuaria ainda mais o quadro econômico, que é o maior pesadelo para os diversos segmentos da burguesia.

    O que está em processo não é derrubar o PT com uma paulada, mas aprofundar um processo de rendição do governo, sangramento político e desconstrução moral do partido, dentro de um quadro de crise econômica que intensifica as contradições.

    Por isso, o espantalho do golpismo cria um alarmismo que roda em falso, porque não toca as contradições centrais.

    No curto prazo, a burguesia quer um governo fragilizado, que possa ceder todos os anéis sob a ameaça de perder os dedos.

    Assim, os agentes do mercado têm melhores condições para chantagear o governo, dirigir a política econômica e operar medidas para fortalecer seus interesses.

    Já os partidos e parlamentares fisiologistas aproveitam o quadro para ganhar nacos do Estado, cargos nos ministérios e estatais, além da liberação de emendas.

    Para o longo prazo, os inimigos do projeto neodesenvolvimentista em curso – como as frações da burguesia associadas ao capital internacional, os partidos de oposição de direita e a velha mídia – fazem uma operação desgaste político para arrancar do peito dos brasileiros e brasileiras, especialmente dos mais pobres, o reconhecimento das conquistas sociais e a gratidão com o grande construtor dessas políticas, o ex-presidente Lula.

    A vitória de Dilma em um quadro assustadoramente adverso demonstrou a dimensão do sentimento do povo brasileiro em relação às políticas identificadas com Lula e com o PT, apesar da campanha permanente de oposição da velha mídia e da estratégia de desmoralização do petismo a partir do caso do Mensalão.

    Esse sentimento é considerado pela classe dominante um câncer que não pode ser arrancado de forma brutal, mas precisa ser tratado com sessões diárias e pesadas de “quimioterapia” pelas ondas da televisão e do rádio.

    Desde a crise do Mensalão, a oposição tenta desgastar o governo e, até agora, não conseguiu vencer a eleição presidencial.

    Chegaram muito perto neste ano, mas perderam. Assim, atuam para aprofundar o sangramento para ganhar musculatura em 2016 e vencer em 2018, ainda mais com a perspectiva de enfrentar Lula.

    A deterioração do quadro econômico, a crise do sistema político e a dimensão da Operação Lava Jato apontam para um período extremamente difícil para a presidenta Dilma e abrem uma janela histórica para a oposição partidária de direita.

    Para além de retomar a presidência, os setores conservadores querem destruir os laços de identificação do povo brasileiro com Lula e o PT.

    Os próximos quatro anos serão de guerra permanente da oposição de direita e da velha mídia, que não baixarão a guarda porque não querem correr o risco do governo tomar medidas para recompor as forças sociais e avançar com o projeto de desenvolvimento e distribuição de renda, por meio da intervenção do Estado.

    A oposição partidária ao governo – com suas ramificações no Estado, especialmente no Poder Judiciário – mantém o tom político elevado e trabalha para desgastar ao máximo a presidenta Dilma e o PT.

    Apesar da derrota no 2º turno da eleição presidencial, as lideranças oposicionistas mantêm a ofensiva, tendo como base os mais de 50 milhões de votos recebidos por Aécio Neves.

    Por isso, trabalham noite e dia para corroer a autoridade do governo na sociedade, no mercado, no Congresso Nacional e no Poder Judiciário, enquanto Dilma está preocupada em governar e, o PT, com a sobrevivência dentro do time do segundo mandato. O governo apanha, à espera do fim do round.

    A oposição ataca o governo, a mídia repercute e amplifica, o Poder Judiciário e o Ministério Público investigam, parte dos depoimentos são vazados, a mídia divulga trechos, a oposição ataca o governo, atrai uma parte da “base aliada”, convoca autoridades do governo e instaura CPIs, a mídia faz a cobertura…

    Esse é o círculo vicioso da luta política no país, desde que o PT chegou ao governo federal, em 2003. Esse modus operandi tem mais ou menos êxito a depender da capacidade de coesão da base social e política em torno do projeto em curso.

    Em um quadro de dificuldades econômicas, crise política e radicalização da direita, os impactos são maiores.

    No entanto, não há novidades em relação aos procedimentos dos setores conservadores, mas na intensidade da ação da oposição.

    A direita está raivosa, tem mostrado seus dentes, rosnado e latido. Dessa forma, faz a luta ideológica permanentemente. Assim, é necessário localizar com precisão o lugar do “golpismo” na estratégia global.

    Os rumores golpistas são um tempero para dar um sabor de crise institucional, corroer a legitimidade da presidenta, mostrar a fragilidade do governo, colocá-lo na defensiva e criar um clima de paralisia.

    Assim, o “golpismo” é funcional, mas não está no centro da tática dos opositores do governo Dilma.

    Claro que esse quadro pode mudar, mas não há evidências de que valha a pena para a classe dominante optar por um caminho tão tortuoso.

    O efeito perverso da paranoia anti-golpista é levar ao governismo radical, que neutraliza os setores democráticos e populares, que ficam na defensiva e admitem cada passo atrás do governo.

    Com isso, abrem mão de fazer pressão para puxar o governo para a esquerda, que é a única saída para os setores progressistas.

    O governo Dilma só sairá das cordas se der um passo à frente, que reorganize as forças sociais antineoliberais, para partir para a ofensiva.

    Infelizmente, os primeiros sinais depois da eleição demonstram que a opção foi dar um passo atrás, recompondo com os segmentos neoliberais, o que inviabiliza um salto para um projeto de desenvolvimento nacional.

    No entanto, o impacto no Congresso Nacional da Operação Lava Jato dará contornos dramáticos à batalha da reforma política.

    No quadro de recrudescimento da crise institucional, os setores conservadores lançarão a carta do impeachment de Dilma, que obrigará o governo recuar ainda mais, inviabilizando o projeto em curso.

    A única carta que poderá tirar o governo da defensiva e mudar o quadro é a convocação de uma Assembleia Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político, a partir de um processo de luta social que reorganize os setores progressistas, colocando no centro da crise do conjunto do sistema político para fazer o enfrentamento ao sequestro da política institucional pelo poder econômico

  133. Jose Mario HRP said

  134. Guatambu said

    Patriarca,

    Esse cara é um exemplo clássico de uma pessoa cujo título fala mais alto do que seu conhecimento/ capacidade.

    Mas não me surpreende que vc tenha comprado tão fácil o que ele disse… quando o público não ajuda, qualquer “informação” serve.

    Ele não explicou nada e o Heródoto Barbeiro não fez metade das perguntas que qualquer pessoa com mais de 60 de QI faria para questionar o que é realmente relevante.

    – O porto cubano é brasileiro? – não, logo, não gera receita para o Brasil

    – O porto cubano é administrado por alguma empresa brasileira? não, é administrado por uma empresa asiática, logo, não gera receita para o Brasil

    – O porto cubano abre algum mercado consumidor para o Brasil? – na opinião do boçal, sim, o dos EUA. Mas os EUA não têm seus próprios portos? Sim. O Brasil não tem relações com os EUA? Sim. Então pq o Brasil precisa de um porto em Cuba, ou como um porto em Cuba abre o mercado dos EUA? Não existe porque porque o argumento é inválido, é ridículo, tosco, não faz sentido! É irrelevante! Um porto em Cuba, assim como está, no máximo abre o mercado de Cuba. Que mercado?! Cuba é um país fechado, com todo mundo pobre pobre de marré de si. Cuba não produz nada a não ser charutos e enfermeiros a quem dão o título de médicos. E se não produz nada, não precisa de indústria, de máquina, de metal, de energia, de p. nenhuma. Cuba só compra, como o cara disse: comida. Precisa de um porto desse tamanho para comprar comida? Não! – loco, não gera receita para o Brasil… nesse caso, não gera mais receita. Pq a comida que comprou, vai continuar comprando igual, e agora com a abertura dos EUA, é bem provável que Cuba passe a comprar milho, soja, trigo, laranja, algodão, e outras coisas dos EUA, e não do Brasil! O que representaria uma perda para o Brasil, e não uma receita! Esse povo é muito tonto…

    – O porto cubano contribui para a logística brasileira? – essa pergunta talvez pudesse ajudar a militância a justificar os seus sorrisos amarelos. Contribuiria se, e somente se, houvessem empresas brasileiras produzindo e mantendo estoques em Cuba. Segundo o imbecil tem… mais de 300. O exemplo que o animal traz: a Souza Cruz. A Souza Cruz é uma empresa comprada pela BAT (British American Tobacco), que é inglesa, e não brasileira. Se ela gera receita para alguém, é para a Inglaterra, e não para o Brasil. O cara é muito burro… em rede nacional dá um exemplo ridículo como esse… Gostaria muito de ver as outras 299 empresas, já que a primeira não deveria nem ser considerada…. – logo, não gera receita para o Brasil.

    Mas a tese de que um porto em Cuba pudesse contribuir para a logística brasileira ainda poderia fazer sentido por conta de fluxo de navios. Se o custo de mandar mercadorias brasileiras a um entreposto em Cuba, para navios maiores, e estes seguirem até os mercados consumidores, fosse mais barato. Mas isso eu aposto que ninguém fez a conta… e duvido que barateie, porque os custos portuários são caros. Um porto a mais = um custo inteiro a mais, de parada, descarga, carga, horas técnicas de trabalhadores, etc etc etc… não faz o menor sentido. – logo, não gera receita para o Brasil.

    Ahhh

    Mas quem fez o porto foi uma empresa brasileira.

    Ok, quanto a isso estou de acordo.

    E custou 1,6 bilhões….

    Ok, se Cuba pagar direitinho, poderemos contabilizar 1,6 bilhões no PIB dividido em não sei quantos anos. Não é muito…

    E todos os insumos foram brasileiros…

    Sim, tá na conta dos 1,6 bilhões

    Gerou emprego no Brasil….

    Agora o porto acabou… tem mais algum porto? Não? Então todo mundo vai ser mandado embora… grande m.

    Patriarca… precisa ser mais inteligente, né? Precisa ser mais crítico, né? Não dá pra acreditar num babaca desse aí que tem o título do tamanho da FIESP e não consegue nem lembrar o nome de uma empresa brasileira que tem lá em Cuba…

  135. Pedro said

    E o Putin?
    Que segundo o Patriarca, era o gênio das relações internacionais.
    Atravessou o caminho dos “árabes sauditos” (cacalhada).

    Tomou no rublo.

  136. Daise said

    Guatambu matou a pau…rsrsrs

    e adicionalmente acrescento outra entrevista do Barbeiro descobrindo que “the shit stinks!”

    Não basta ser petista…tem que ser burro para não entender que a equação não fecha!

    Cuba provavelmente, ao criar uma zona capitalista dentro de uma ditadura socialista, acabou de plantar o ovo da serpente, justamente no quintal dos US – Cuba dista 90 mihas de Key West no sul da Flórida!

  137. Patriarca da Paciência said

    “E o Putin?
    Que segundo o Patriarca, era o gênio das relações internacionais.
    Atravessou o caminho dos “árabes sauditos” (cacalhada).

    Tomou no rublo.”

    Pedro,

    foi a revista Forbes, publicação norte-americana, que colocou o Putin como o homem mais poderoso da Terra nos dias atuais. O Obama é apenas o segundo, conforme a Forbes. E pelo segundo ano consecutivo !

    http://oglobo.globo.com/mundo/putin-lidera-ranking-dos-mais-poderosos-da-forbes-obama-fica-em-segundo-lugar-14472987

  138. Patriarca da Paciência said

    Olha só, Guatambu, parece que a maioria dos empresários paulistas tem QI abaixo de 60. Grande parte está muito entusiasmada com o porto de Cuba:

    “Com o fim do embargo norte-americano, o aumento do PIB per capita cubano poderá duplicar nos próximos dez anos”, afirma o presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf; em nota, as entidades dizem apoiar o restabelecimento das relações diplomáticas entre Estados Unidos e Cuba e defendem que este é o momento de o Brasil intensificar sua política, uma vez que novos investimentos “certamente irão estimular a exportação de bens e serviços brasileiros para Cuba e toda a América Latina”; financiado pelo BNDES, Porto de Mariel, próximo à capital Havana, passa a ser estratégico para o Brasil”

    Em comunicado, as entidades afirmam apoiar o reatamento entre os dois países. “Com o fim do embargo norte-americano, o aumento do PIB per capita cubano poderá duplicar nos próximos dez anos”, afirma o presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf. Além do avanço econômico do país governado por Raúl Castro, a reaproximação com os norte-americanos permitirá ainda “o incremento do fluxo comercial do país com seus principais parceiros. O Brasil, entre eles”, segundo a nota das entidades.

    Para o diretor do departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, Thomaz Zanotto, “agora é a hora de o Brasil intensificar essa política ainda mais, uma vez que esses investimentos, certamente, irão estimular a exportação de bens e serviços brasileiros para Cuba e toda a América Latina”. Nesse contexto, o Porto de Mariel, financiado pelo BNDES, passa a ser estratégico no comércio do Brasil com os EUA (leia mais).

    Segundo a Fiesp e a Ciesp, como a ilha caribenha “já possui bons indicadores nas áreas de saúde e educação, os futuros investimentos poderão ser concentrados em outros setores da economia, abrindo uma grande possibilidade para os produtos brasileiros”. As entidades destacam que, em 2013, “o Brasil teve um superávit comercial de US$ 431 milhões com Cuba. Os principais produtos exportados foram alimentos e máquinas. A corrente de comércio bilateral somou US$ 624 milhões”.
    (247)

  139. Patriarca da Paciência said

    “O PSDB protocolou nesta quinta-feira (18) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedido para cassar o registro de candidatura da presidente Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer, e determinar que o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que ficou em segundo lugar nas eleições, assuma a Presidência da República.”
    http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/12/psdb-pede-tse-cassacao-de-dilma-e-posse-de-aecio-como-presidente.html

    Como que um partido político pode ser tão ridículo ?

    Aécio, FHC e essa turma toda do PSDB vão acabar sendo conhecidos como “Os Palhaços da Política”.

  140. Patriarca da Paciência said

    “Sem citar o pedido do partido, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, afirmou, em discurso na cerimônia de diplomação, que “não haverá terceiro turno na Justiça Eleitoral”.

    “As eleições de 2014, para o Poder Judiciário, são uma página virada. Não haverá terceiro turno na Justiça Eleitoral [vaias e aplausos]. Que especuladores se calem. Já conversei com a corte e esta a posição, inclusive do nosso corregedor-geral eleitoral, com quem conversei, e de toda a composição. Não há espaço para, repito, terceiro turno que possa cassar o voto destes 54.501.118 eleitores”, afirmou Toffoli.”
    (do mesmo link acima)

  141. Daise said

    OS DONOS DO BRASIL

    Vaccari tem apartamento no mesmo prédio do tríplex de Lula, aquele da falida (para os pobres-coitados!) Bancoop!

    Por Alexandre Hisayasu, na VEJA.com:

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não é o único sortudo a ter comprado um tríplex no edifício Solaris, no Guarujá (SP), uma das poucas obras iniciadas pela Bancoop que foram concluídas. O atual tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, pagou por um apartamento no mesmo prédio. Seu nome consta de um documento oficial, feito em 2006 pela Bancoop, que lista os “cooperados ativos” do edifício – ou seja, que estavam com os pagamentos das parcelas em dia. Procurada, a assessoria do petista disse que ele não iria comentar o assunto.

    A Bancoop quebrou em 2006, quando era presidida por Vaccari. Deixou 32 obras inacabadas e mais de 3 500 famílias na rua da amargura.

    O edifício Solaris foi uma das oito obras assumidas pela OAS depois disso. À beira da praia e com vista para o mar, o prédio tem três tipos de apartamentos – as coberturas triplex, alguns duplex de 162 metros quadrados e outros de um pavimento, com cerca de 100 metros quadrados. O de Lula, que ficou pronto neste ano, pertence à primeira categoria.

    Fica no 16º andar, tem elevador privativo e 297 metros quadrados. Além de Vaccari, também constam da lista de cooperados do Solaris a mulher de Freud Godoy, o ex-assessor de Lula que ficou famoso no caso dos aloprados, em que militantes petistas foram presos tentando comprar um dossiê com informações falsas contra o tucano José Serra.

    O fato de o edifício onde o ex-presidente tem apartamento ter sido um dos poucos que ficaram prontos irritou cooperados que continuam até hoje sem ver a cor dos imóveis pelos quais passaram anos pagando. “Queremos saber por que há tantas obras inacabadas, enquanto algumas poucas são construídas tão rapidamente”, disse um dos conselheiros da entidade de lesados pela Bancoop, Marcos Sérgio Migliaccio.

    A Bancoop quebrou, segundo o Ministério Público, com um rombo de pelo menos 100 milhões de reais, porque seus dirigentes desviaram dinheiro pago pelos mutuários para “fins escusos”. Segundo o promotor José Carlos Blat, parte do dinheiro foi para financiar campanhas eleitorais do PT.

    Vaccari é um dos cinco réus que respondem na Justiça por estelionato, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

    resumindo um típico tesoureiro do PT

  142. Pedro said

    É lógico Patriarca, logo, logo, o mais poderoso do planeta, joga uma bomba A ou H, na cabeça do Saud chefe, aquele que comanda a Arábia dos Saud.

    Só o que falta, o sujeito ter poder, e não poder usar.
    Mas, será uma bomba progressista.

    Se, o mais poderoso do mundo, usar este poder supremo, possivelmente as ações da Petrobrás, do clube do bilhão, ops quer dizer, do clube anti especulativo do José de Abreu, terá o maior ascensão da historia capitalista.

    Vai lá Putin, mostra pra este Saud FDP, que anda de camisola, quem é que manda neste planetinha……

  143. Pedro said

    Só pra te alegrar Patriarca:

    Lobão desiste de ir morar nos EUA por causa de aproximação com Cuba

    O cantor Lobão disse hoje que o presidente americano, Barack Obama, deveria sofrer um impeachment por ter se reaproximado de Cuba. “Acho que o Obama foi uma grande decepção e, agora, mais ainda. Eu já estou pensando em desistir de ir para os Estados Unidos. Não dá”, afirmou o cantor. No próximo sábado uma manifestação em São Paulo vai pedir a saída do presidente americano do poder.

    O protesto está sendo patrocinado por uma rede de padarias de São Paulo, que já antecipou que vai fornecer coxinhas para o evento.

  144. Pedro said

    Aqui mais uma excelente notícia progressista:

    http://www.laranjasnews.com/mundo/alem-de-brasil-e-eua-cuba-conquista-mais-26-territorios-a-sua-escolha-e-ganha-o-jogo

    Pax, sinto muito, quem mandou ser democrata convicto? Agora atura aí. :-)

  145. Daise said

    Graça Foster se despede da Petrobras. A bola está com Dilma
    A corrupção não pode ser premiada

    18/12/2014 04:04
    Ricardo Noblat

    Por três horas, Graça Foster, presidente da Petrobras, disse, ontem, o que queria dizer à imprensa e respondeu a perguntas sobre a roubalheira dentro da empresa.

    Pareceu sincera ao falar sobre a maioria das coisas. Mas inocente, não.

    Antes que lhe perguntassem por que ainda não pediu demissão do cargo foi logo dizendo que o pôs três vezes à disposição de Dilma. E que ela o recusou.

    Não disse por quê. Compreensível que não tenha dito. Cabe a Dilma dizer se quiser.

    – A coisa mais importante para esta diretoria é a Petrobras, muito mais importante do que meu emprego ou qualquer coisa – comentou.

    Lugar comum. Clichê.

    Se a Petrobras fosse a coisa mais importante para ela, teria sido mais cuidadosa com a empresa. E não cúmplice, no mínimo por omissão, com os desmandos ocorridos ali.

    Somente com a compra da refinaria Pasadena, no Texas, a Petrobras amargou um prejuízo de R$ 1,8 bilhão, segundo a Controladoria Geral da União.

    Que isentou de culpa Graça, Dilma e os demais membros do Conselho de Administração da empresa.

    Nada se faz na Petrobras sem a concordância do Conselho. Nada.

    Dilma presidia o Conselho quando Pasadena foi comprada. Em sua defesa, disse que se baseou num parecer “técnico falho”.

    O tal parecer tinha menos de duas páginas. Dilma poderia ter tido acesso a mais de 100 páginas referentes à compra.

    Não o fez. Nem ela, nem Graça, nem os outros membros do Conselho.

    – Eu preciso ser investigada. Nós, diretores e gerentes, precisamos ser investigados. E isso leva tempo – disse Graça, humilde.

    Para deixar claro, em seguida, que sua saída da Petrobras ou a de algum outro diretor significará a saída de toda a diretoria.

    – Quanto aos diretores, eu não conseguiria trabalhar sem eles. Temos uma convivência dentro da companhia e compartilhamos as dificuldades e preocupações — afirmou Graça.

    Quanto ao futuro da Petrobras, Graça contou que pediu ao governo federal uma posição sobre a situação das empresas envolvidas na corrupção.

    Caso eles sejam proibidas de participar de novas licitações, Graça teme o atraso em obras e o impacto disso nas metas de crescimento da produção de petróleo.

    De alguma forma, Graça saiu em defesa das maiores empreiteiras ao dizer taxativamente:

    – As grandes empresas, nós precisamos delas. Ou então vamos ter de fazer licitações internacionais a toda hora.

    Ora, que se faça. A corrupção é que não pode ser premiada.

    A entrevista de Graça soou dentro da Petrobras como uma despedida dela e dos demais diretores.

    A bola está nos 4 pés de Dilma, redondinha, redondinha.

    Mas ela hesita em chutá-la.
    ………..

    MOTIVO: Como o pt não dispõe de quadros profissionais qualificados e precisa recorrer aos “exitosos liberais conservadores” que comandam as grandes empresas brasileiras …mas o risco é estratosférico e o salário é relativamente baixo.

    Um típico “acordo cuíca”: se der certo a beneficiada é a dilma, mas se der errado a culpa é do presidente nomeado pela dilma.

    custo/benefício negativo pra dedéu.

  146. Daise said

    FORA PT! FORA DILMA E LEVA O LULA JUNTO!

  147. Pedro said

    Questionar o Googlias é soda.

    Este judeu, devoto de santo Expedito, filho de Iemanjá (a rainha dos rios do Pará), torcedor do Remo, oriundo da elite branca de Uganda, apreciador de pato no tucupi, antes da internet, era praticamente uma Barsa, etc, etc, não é fácil.

    Mas, vamos lá.
    Googlias, o Saud chefe, que como sabemos, ama os judeus, também mandou a empresa Sete Brasil, tomar no rublo?

    http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/sete-brasil-perde-socios-e-precisa-de-r-2-3-bi-para-dividas

    Ou, é apenas uma jogada, pra ser chamado pra sócio, com amplas vantagens?

  148. Daise said

    VERSÃO PETISTA SOBRE KATIA ABREU (ministra da agricultura)

    PAX

    Q&A:

    Q: quem forçou dilma a engolir a dita cuja?

    A: Esses caras são uma piada pronta !

  149. Daise said

    A NOVA OPOSIÇÃO: DILMA É UMA VERGONHA!

    Em diplomação, Dilma defende “preservação
    da Petrobras” e “pacto contra corrupção”

    Irá sair às ruas apoiando o PSDB …? rsrsrs

  150. Jose Mario HRP said

    Aécio é diplomado… numa clínica!
    Por Altamiro Borges

    O cambaleante Aécio Neves está com algum problema sério. Nem o bafômetro consegue identificar o transtorno. O senador mineiro-carioca até agora não engoliu a derrota na eleição presidencial – nem a surra que levou em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Ele já pediu recontagem dos votos, deu apoio aos malucos que gritam pelo impeachment da presidenta e pelo retorno da ditadura e pressionou pela rejeição das contas de campanha do PT. Sua última investida, porém, foi a mais patética. Seu partido solicitou que ele fosse diplomado no lugar de Dilma Rousseff. Não é piada! Aécio Neves poderia até ser “diplomado”, mas numa clínica… psiquiátrica!

    Poucos horas antes do Tribunal Superior Eleitoral diplomar a presidenta, na tarde desta quinta-feira (18), o PSDB ingressou no órgão com o pedido de cassação do seu registro e de posse do derrotado tucano. Alegou “abuso do poder econômico” – como se a sua campanha não tivesse recebido milhões dos banqueiros e das empreiteiras – e uso indevido da tevê para pronunciamentos da presidenta – como se os tucanos não tivessem 24 horas diárias de “horário eleitoral gratuito” na mídia golpista.

    Na sua parte mais risível, o documento do PSDB afirma: “Cabe assinalar, contudo, que a despeito de tudo, os requeridos [Dilma Rousseff e Michel Temer] obtiveram pífia vitória nas urnas. A diferença entre as duas chapas em disputa no segundo turno foi de apenas 2,28%, num universo de 105.542.273 votos válidos”. Derrotada, a sigla solicita a cassação do registro da dupla vencedora e reivindica que sejam empossados os tucanos Aécio Neves e Aloysio Nunes Ferreira nos cargos de presidente e vice-presidente da República. É, realmente, caso de internação… com direito a “diploma” de desrespeito à soberania do voto e à democracia.

  151. Jose Mario HRP said

  152. Jose Mario HRP said

    http://jornalggn.com.br/noticia/porque-os-grupos-de-midia-atacam-os-blogs

  153. Jose Mario HRP said

    http://www.cartacapital.com.br/internacional/cuba-uma-jogada-magistral-de-obama-8105.html

  154. Jose Mario HRP said

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/debate-sobre-o-porto-de-mariel-psdb-e-direita-brasileira-demonstraram-ignorancia-desinformacao-atraso-e-preconceito.html

  155. Guatambu said

    Patriarca,

    A maioria dos empresários uma pinóia! A FIESP e seus macaquinhos amestrados do Paulo Skaf…

    Dá licença, a palavra desse cara vale tanto quanto uma nota de R$3.

  156. Patriarca da Paciência said

    “A maioria dos empresários uma pinóia! A FIESP e seus macaquinhos amestrados do Paulo Skaf…”

    Guatambu,

    acho que você pegou a doença do reinaldo rolabosta, ou seja, se julga o onisciente supremo sapiente !

  157. Jose Mario HRP said

    http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/Porto-de-Mariel-o-que-tucanos-e-aliados-tem-a-dizer-sobre-isso-/4/32471

  158. Jose Mario HRP said

    http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Educacao/Alunos-mais-pobres-ampliam-presenca-em-universidades-publicas/13/32459

  159. Patriarca da Paciência said

    Este vídeo aqui está bem melhor, tanto em som como em imagem. Vejam a grande sabedoria e conhecimento de um homem que tem apenas 60 de QI, conforme o Guatambu. Algo realmente espantoso !

  160. Guatambu said

    Como quiser Patriarca, os meus argumentos estão aí, pensados com base em raciocínio próprio.

    Se vc prefere usar o cérebro dos outros pra tomar decisões pra vc, só posso torcer para que tudo dê certo!

  161. Patriarca da Paciência said

    Guatambu,

    vamos discutir um pouco de “sabedorrência” ? Nunca me esqueci desta palavra, que um professor de ginásio gostava de usar.

    Bem, vamos lá.

    O que Sócrates quis dizer com a frase “Só sei que nada sei” ?

    Que o ser humano é incapaz de aprender alguma coisa ? Que ninguém aprende nada ? Ora, mas as pessoas aprendem a capinar roça, fazer comida, curar algumas doenças, fabricar algumas máquinas, construir casas etc.etc.etc.

    Então as pessoas aprendem alguma coisa ! Então porque Sócrates, a quem o Oráculo de Delfos havia declarado ser o homem mais sábio do mundo, dizia nada saber ?

    Minha interpretação é a seguinte. Individualmente, o ser humano sabe muito pouco mesmo, já a humanidade, sabe bastante, embora ainda saiba pouco.

    Todas as invenções, descobertas, construções etc.etc.etc. são frutos de trabalho coletivo.

    A Teoria da Gravidade já vinha sendo desenvolvida desde os gregos antigos, cabendo a Isaac Newton apenas apresentar uma explicação bem fundamentada e coerente. O mesmo aconteceu com a Teoria da Evolução ou qualquer outra teoria.

    Então é isso aí, nosso conhecimento é apenas uma gotinha de um oceano maior que se chama conhecimento humano !

  162. Guatambu said

    Não! Não vamos Patriarca!

    É muito chato conversar contigo aqui, por favor, me poupe.

  163. Daise said

    Tolinho

    Não confunda “sabedorrência”com “sabedurrice” como é o caso

  164. Daise said

    Cuba Is A Kleptocracy, Not Communist

  165. Daise said

    To English readers:

    http://www.thedailybeast.com/articles/2014/12/19/cuba-is-a-kleptocracy-not-communist.html

  166. Daise said

    PIORA A CADA DIA!

    Ex-gerente da Petrobras reafirma que toda a cúpula sabia de desvios

    Em depoimento de cinco horas ao MP Federal em Curitiba, Venina Velosa disse que está sendo ameaçada.

    http://oglobo.globo.com/brasil/ex-gerente-da-petrobras-reafirma-que-toda-cupula-sabia-de-desvios-14880692

    tá na hora de fazer um novo post?

  167. Pedro said

    Devido as circunstancias pessoais, uma olhadinha sexta a noite, só pra provocar:

    “Porteiros da Petrobras fazem caixinha de Natal para ajudar acionistas

    O Natal dos acionistas da Petrobras não será magro esse ano. Porteiros da estatal estão organizando uma caixinha para doar aos minoritários. De acordo com Josevaldo Pereira, o chefe da portaria que organizou a ação, a ideia surgiu depois que um acionista foi visto pedindo dinheiro na porta da empresa. “A gente ficou sensibilizado porque o coitado perdeu tudo”, afirmou o profissional.

    Josevaldo só não contava com um pequeno imprevisto. A vaquinha já tinha arrecadado R$ 2 mil, mas a pequena caixa de papelão que ficava na portaria foi roubada. A suspeita recai sobre um diretor.”

  168. Daise said

    GABRIEL MEDINA >>> WORLD PIPELINE CHAMPION !!!

    agora ao vivo!

  169. Daise said

    Medina conquista primeiro mundial de surfe para o Brasil

    No Havaí, ele ficou à frente de estrelas como Kelly Slater e Mick Fanning

    ….

    Petistas alto lá!

    Essa não é mais uma vitória do pt.!

    (o pt só patrocina corruptores ativos e passivos do PMDB e do PP, principalmente)

    Na verdade, Medina não estava representando o Brasil.

    Seus patrocinadores são internacionais…

    CEF e BB preferem patrocinar blogueiros pogressistas…247(171),CAF e Carta capital (e até a carta maior,rsrsrs) hehehehe!

    Medina é paulista de Maresias ( litoral norte de SP) seria um novo “Guga” do surf?

    “ptBR” desce a ladeira e Medina sobe!

  170. Patriarca da Paciência said

    Por Altamiro Borges

    O cambaleante Aécio Neves está com algum problema sério. Nem o bafômetro consegue identificar o transtorno. O senador mineiro-carioca até agora não engoliu a derrota na eleição presidencial – nem a surra que levou em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Ele já pediu recontagem dos votos, deu apoio aos malucos que gritam pelo impeachment da presidente e pelo retorno da ditadura e pressionou pela rejeição das contas de campanha do PT. Sua última investida, porém, foi a mais patética. Seu partido solicitou que ele fosse diplomado no lugar de Dilma Rousseff. Não é piada! Aécio Neves poderia até ser “diplomado”, mas numa clínica… psiquiátrica!
    Poucos horas antes do Tribunal Superior Eleitoral diplomar a presidenta, na tarde desta quinta-feira (18), o PSDB ingressou no órgão com o pedido de cassação do seu registro e de posse do derrotado tucano. Alegou “abuso do poder econômico” – como se a sua campanha não tivesse recebido milhões de banqueiros e de empreiteiras – e uso indevido da tevê para pronunciamentos da presidenta – como se os tucanos não tivessem 24 horas diárias de “horário eleitoral gratuito” na mídia golpista.
    Na sua parte mais risível, o documento do PSDB afirma: “Cabe assinalar, contudo, que a despeito de tudo, os requeridos [Dilma Rousseff e Michel Temer] obtiveram pífia vitória nas urnas. A diferença entre as duas chapas em disputa no segundo turno foi de apenas 2,28%, num universo de 105.542.273 votos válidos”. Derrotada, a sigla solicita a cassação do registro da dupla vencedora e reivindica que sejam empossados os tucanos Aécio Neves e Aloysio Nunes Ferreira nos cargos de presidente e vice-presidente da República. É, realmente, caso de internação… com direito a “diploma” de desrespeito à soberania do voto e à democracia.

  171. Daise said

    É INCRÍVEL…

    O nosso companheiro pp (patriarca da papuda, o avô do Pax) acaba de vencer o título mundial de Surf M B ( surf na “maionese de buteco”) !

    Quer “derrotar” o Aécio e fingindo-se SÁBIO não mede infrutíferos esforços para tanto. Aécio ja foi derrotado em outubro passado.

    cada comentário ë uma piada pronta , rsrsrs

    _____________________________

    pp : time out!. u’r already dead. plz lay down!

    _____________________________

    *******

    Enquanto isso…curta emocionado GABRIEL MEDINA.

    http://esportes.estadao.com.br/noticias/geral,medina-faz-historia-e-conquista-o-titulo-mundial-de-surfe,1609937

  172. Daise said

    International joke! rsrsrs

    ——————————————-

    pp vai entender??? I’m sorry!…

  173. Daise said

    GABRIEL FUCKING MEDINA

  174. Daise said

    CUBA >>> A REALIDADE

  175. Jose Mario HRP said

  176. Jose Mario HRP said

  177. Jose Mario HRP said

    O Conversa Afiada reproduz artigo do Blog do Zé Dirceu:

    Mídia mistura quebra de sigilo autorizada por juiz com atentado à liberdade de imprensa

    Toda a mídia brasileira começando, é lógico, pelas Organizações Globo da família Marinho, e seu carro-chefe, o Jornal Nacional, dão imenso destaque (e já há uns três dias) à quebra de sigilo de todos os telefones de um jornal do interior de São Paulo – o Diário da Região, de São José do Rio Preto, e de um de seus jornalistas Allan de Abreu.

    A quebra do sigilo foi determinada pelo juiz da 4ª Vara da cidade, Dasser Lettiere Jr. sob a justificativa de que eles divulgaram informações preservadas por segredo de justiça. Em 2011 eles publicaram duas reportagens com dados obtidos por escutas telefônicas pela Polícia Federal (PF) sob um grupo de fiscais do Ministério do Trabalho que teria exigido propina de empresários para livrá-los de multas trabalhistas.

    Em maio deste ano o Ministério Público Federal (MPF) já havia determinado a instauração de inquérito contra jornalistas da TV Tem, afiliada da Rede Globo em São José do Rio Preto, pelo vazamento da mesma informação, mas a denúncia foi rejeitada e arquivada.

    Agora toda a mídia brasileira, como dissemos Rede Globo á frente, sai em defesa do jornal e contra a decisão judicial. Alegam que a quebra do sigilo telefônico do Diário jornal e de seu jornalista fere a Constituição, que protege o sigilo da fonte que passou deu a informação para o jornalista. Recorrem ao velho chavão de que isso, na prática, viola a liberdade de imprensa.

    O que mídia não diz é que ela e seus parceiros desrespeitam a Constituição

    O que nossa imprensa não diz – começando de novo pelo Jornal Nacional da poderosa Rede Globo – é que hoje todos violam o sigilo de processos que tramitam sob segredo de justiça. Quebram com a maior frequência, sem cerimônia e sem nenhum respeito às normas legais e à Constituição o sigilo decretado pelos juízes nas investigações, inquéritos ou processos em tramitação na justiça.

    Fazem-no de forma escancarada e aberta. Particularmente a Globo, os jornais, Folha e Estadão, e as revistas Veja e Época. É o que mais se vê, ouve e lê. Todos eles têm linha direta com delegados, procuradores e mesmo com alguns juízes que de forma seletiva e dirigida violam a lei e a Constituição e vazam informações sigilosas.

    Logo, praticam um ato criminoso – quem vaza, quem publica e quem veicula – com objetivo políticos e eleitorais, como vimos ao longo da última campanha eleitoral e às vésperas da ultima eleição, no caso da Operação Lava Jato. Aqui neste caso, aliás, com o agravante de que houve violação do sigilo na delação premiada, o que pode levar a nulidade de toda operação ou da própria delação.

    Essa defesa que se vê agora nesse caso de São José do Rio Preto, claramente corporativa e encoberta com um discurso pró-respeito à Constituição e ao sigilo, à liberdade de expressão e de imprensa, à liberdade dos profissionais, esconde, na prática, o fato de que todos os dias jornalistas e autoridades violam a lei ao trocar informações sigilosas sobre investigações, inquéritos e processo que correm sob segredo de justiça.

    Vazamentos prejudicam investigações porque alertam criminosos

    Fora o fato de que neste caso do jornal do interior de São Paulo, o vazamento prejudicou as investigações alertando os supostos criminosos. A isso tudo, a esse pseudo exercício jornalístico, a publicação dessas informações sigilosas obtidas de forma ilegal, a mídia brasileira aplaude.

    Já o direito de resposta, também um direito constitucional, na prática não existe hoje no Brasil e nossa mídia faz de tudo para que continue assim, sem existir porque, na prática, ela não o cumpre. A razão é simples: ela quer ser temida para no dia a dia tutelar governos exercendo o monopólio da informação. Como faz agora ao noticiar de forma dirigida e parcial os fatos no caso da quebra do sigilo telefônico do jornalista e do jornal, como forma de pressionar e levar ao servidor publico que cometeu um crime e vazou uma informação sob segredo de justiça.

    Age dessa forma, também porque quer ser temida para continuar a manipular, a distorcer o que quiser a seu bel-prazer e, assim, muitas vezes se impor em troca de favores, obter contratos para imprimir livros didáticos em suas gráficas, abocanhar verbas publicitárias cada vez mais vultosas, e obter isenções fiscais e leis que a favorecem

  178. Daise said

    EM 2009 A VACA JÁ ESTAVA ATOLADA ATÉ O PESCOÇO

  179. Daise said

    Num ótimo conto de ficção científica, algum fenômeno geológico fez sumir o piso dos cofres de Fort Knox, o grande depósito de ouro dos Estados Unidos. O guarda dos cofres, estarrecido, sem saber o que tinha acontecido, preferiu calar a boca. Por muitos anos o ouro foi despejado no buraco sem fundo. Sem problemas: o mundo funcionava do mesmo jeito. Mas, quando descobriram que o ouro tinha desaparecido, a economia internacional entrou em colapso.

    Algo semelhante acontece com a Petrobras: há muitos anos a maior empresa nacional vem sendo roubada, o que não a impediu de crescer, de vender ações na Bolsa de Nova York, de desenvolver tecnologia, de comandar um gigantesco processo internacional de capitalização. Até que descobriram, e temos a crise.

    O que está massacrando a Petrobras não é a roubalheira.
    É a descoberta da roubalheira.
    Se o Governo agir rápido para restabelecer a credibilidade da Petrobras, escolhendo um novo comando competente e inatacável (ao mesmo tempo em que combate a corrupção), estará dando um grande passo para reerguer a majestade da maior empresa do país, motivo de orgulho da capacidade brasileira.

    Quem seria o novo comandante? Dilma é que foi eleita para escolhê-lo, embora hesite em tomar decisões. Mas teria de ser alguém como foi Antônio Ermírio de Morais, alguém cujo nome já mostrasse que as coisas tinham mudado. Bolsa é expectativa, é perspectiva; um nome sério, reconhecido, no mínimo estancaria a queda das ações da Petrobras e trocaria o medo pela esperança.

    Sent from my Nexus 7

  180. Patriarca da Paciência said

    “Megainvestidor vai na contramão de grandes fundos dos Estados Unidos, que reduziram suas apostas em papéis da Petrobras nos últimos meses, e dobra quantidade de ações da estatal do petróleo em sua carteira; George Soros, conhecido por suas apostas ousadas no mercado, fechou o último trimestre com 5,1 milhões de ações e opções de compras da companhia, contra 2,4 milhões que tinha no período anterior pelo fundo Soros Fund Management; coleção de notícias negativas sobre a empresa, como denúncias de corrupção e adiamento da divulgação de balanço, fez com que ações sofressem perdas históricas nos últimos pregões”
    (247)

    Os cães ladram e a caravana passa !

    É o tiro pela culatra se confirmando !

  181. Patriarca da Paciência said

    Apenas um investidor, norte-americano, tem aplicado 50 milhões de reais em ações da Petrobrás !

    Tomara que o pessoal do PSDB e seus apoiadores vendam todas as ações que por acaso tenham da Petrobrás !

  182. Patriarca da Paciência said

    Eleição presidencial de 2014 é página virada. Apenas paranóicos não sabem disso !

  183. Daise said

    Sod em #142 ( Sod é o Tolinho)

    ELEIÇÃO:

    A eleição foi encerrada em Outubro.Dilma ganhou a eleição.
    Mas perdeu!

    Não há dúvidas disso na cabeça de nenhuma pessoa equilibrada.

    Pelo volume de falas dos “grão dirigentes lulo petistas” percebe-se que eles estão inseguros.

    Eles estão com medo de tomarem no grande rabo preso.

    O medo DOMINA a cabeça de petistas entristecidos com o passado e o atual desempenho da pata manca (a super gerenta que ninguém aguenta).

    FATOS:

    Ela nunca tomou providências a respeito de várias denuncias que foram há anos feitas tanto pelos delatores, quanto por assessores jurídicos, pelo TCU e agora também pela ex-gerente Venina …a nova musa do Petrolão

    Por que? ..e no pt sempre tem um porquê…

    existem dúvidas sobre uma, mais que provável, culpabilidade de “prevaricação” (no mínimo) OU “CORRUPÇÃO PASSIVA E ATIVA” das antas governantes e ex-governantes.Lula, o grande embusteiro das massas

    e aí meu caro Sod:

    SE A CULPA DA INCOMPETENTA FOR COMPROVADA, o diploma/ mandato de dilma SERÁ revogado. De acordo com a Lei . A Constituição.

    De acordo com o Estado de Direito. Caso a culpa seja comprovada dilma irá AEI O U.
    __________________________________________________

    ADICIONAL DE PERICULOSIDADE

    Por medo de ser presa que dilma confessou manter 152 mil reais escondidos na “calcinha” para qualquer urgência diária. À noite provavelmente a bufunfa vai pra debaixo do colchão.
    Sempre dá pra comprar advogados chicaneiros de alto coturno e preços idem.

    PS: É claro que “calcinha” e “debaixo do colchão” são apenas figuras de linguagem.

    Ao falar com petistas sempre é necessário desenhar.

  184. Daise said

    A BELA E A NÃO TÃO BELA

    Ela parece a mãe do Sod..né não?

  185. Jose Mario HRP said

    Em medida histórica, Haddad institui tarifa zero para estudantes de baixa renda

    Câmara de São Paulo aprovou ontem (18) projeto de lei do prefeito, que é dirigida a estudantes dos ensinos fundamental, médio e superior, além de matriculados em cursinhos pré-vestibular

    por Redação, do Spresso

    Haddad prometeu e cumpriu. Conforme havia proposto em entrevista concedida ao programa “Gabinete Aberto”, na última segunda-feira (15), o prefeito de São Paulo vai conceder tarifa zero no transporte público para estudantes de baixa renda. A medida foi aprovada ontem (18) na Câmara de São Paulo e segue para sanção de Haddad.

    O Projeto de Lei (PL) 384/2014, que institui o PPI (Programa de Parcelamento Incentivado) para 2015, recebeu o aval da maioria dos parlamentares, incluindo membros do PSDB. Dos 40 vereadores, 36 votaram a favor, um contra e três abstiveram-se.

    As diretrizes que determinam quais estudantes poderão ser beneficiados pelo critério da renda serão determinadas pelo Executivo na regulamentação da lei. O fato é que a lei é dirigida a estudantes dos ensinos fundamental, médio e superior, além de matriculados em cursinhos pré-vestibular.

    De acordo com o vereador Arselino Tatto (PT), “rever a tarifa no transporte para estudantes de baixa renda é uma pauta prioritária. É uma injustiça que estes estudantes tenham que pagar para ir à escola ou à faculdade”, garantiu Tatto.

    Leia também:

    Pesquisa Vox Populi: Para 75% dos entrevistados, nenhum partido está isento de culpa no escândalo da Petrobras

  186. Jose Mario HRP said

    http://tijolaco.com.br/blog/?p=23884

  187. Elias said

    Michelle, rapaz.

    Errei o quê, doidão? Eu só comentei sobre coisas que já aconteceram.

    Tu estás cada vez mais doido. De tanto praticar o copia e cola, desaprendeste a escrever.

    Aí continuaste a fazer cocô pelos dedos, e desaprendeste a ler.

    Pirado é assim: bate o dedão do pé e fica com dor de cabeça…

    Tens que deixar de ser tão possessivo, Michelle. De vez em quando, dá uma coçada no saco e deixa um pouco de espaço pra Carlão, que é uma moça sensível, e mais inteligente do que tu. Pelo menos, ela sabe ler melhor do que tu, rapaz.

    Eu escrevi apenas sobre o restabelecimento das relações diplomáticas entre EUA e Cuba. Foi só isso, malandro. Não escrevi sobre as relações comerciais entre os dois países.

    Agora, se tu achas que a coisa vai ficar só nisso, problema teu, cara. Michelle, rapaz: presta atenção no que eu tô dizendo. Isso é só o começo, cara.

    De mais a mais, os irmãos Castro há muito dobraram o Cabo da Boa Esperança. Desencarnar é só uma questão de tempo. Dadas as circunstâncias, pouco tempo…

    Tão logo eles partam pra 3ª instância — talvez até antes… — a administração do presídio vai começar a mudar.

    Michelle, te orienta rapaz!

  188. Elias said

    De vez em quando, gosto de debater com o Michelle.

    É meio esquisito a gente ficar trocando ideia com um psicótico, mas não deixa de ser divertido.

    O Michelle posta dezenas de vezes por dia, como se não tivesse mais nada pra fazer.

    É que, com o PSDB perdendo eleição a torto e a direito, a lavanderia onde a família do Michelle trabalha deve estar ficando ociosa.

    Aí cada membro da família arranja uma forma de passar o tempo: o avô/pai/namorado da Carlão, gasta as horas ociosas estuprando a filha/namorada e a neta/filha/namorada. A Carlão bem que poderia diversificar, mas o Michelle assume tudo e não deixa espaço pra nada: passa o dia bostando (i.é,, postando bosta) no blog do Pax.

    Acho que o Michelle se sente na obrigação de fazer isso, pra justificar o salário da Carlão…

    Esses doentes mentais são fe duder… (Literalmente, aliás, em se tratando do avô/pai/namorado da Carlão…).

    Mas não há de ser nada. O governo de São Paulo tá aí, cheio de amor pra dar, e a turma de lá detesta dinheiro sujo. 2015 está à porta, e, logo logo, aquela família de pervertidos terá um monte de dinheiro pra lavar…

    Enquanto isso, bem que os doidos poderiam aproveitar a folga pra viajar…

    Afinal, viajam o avô, o pai, o namorado, a mãe, a irmã e a namorada da Carlão, e ainda o namorado da mãe/irmã/namorada da dita cuja, ou seja, 8 pessoas, pagando apenas 3 passagens…

    E o Michelle? Ah, o Michelle viaja na bagagem… Dentro de um peniquinho do qual a Carlão não se separa nem quando vai ao restaurante…

    Acho que é por isso que o Michelle é assim, mais doido e revoltado que o resto… Ele não se conforma em ser uma personalidade secundária da Carlão. Vai daí que ele arranjou uma personalidade secundária pra ele mesmo.

    Coisa de doido, sacumé?

  189. Elias said

    Patriarca,

    Fiquei preocupado com a declaração do Lobão, de que ele está quase desistindo de ir morar nos EUA.

    Será que a notícia já chegou à Bolsa de Nova York? Uma nova crise é tudo o que a economia mundial necessita tanto quanto o Pax quer, porque quer, um tiro no meio da testa.

    E isso quer dizer que o Lobão vai continuar a viver no Brasil?

    Putz! Sacanagem do Obama, restabelecer relações diplomáticas com o presídio da família Castro, exatamente agora, quando a gente já estava dando como certa a transferência definitiva do Lobão pros EUA…

  190. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    estão dizendo até que o Lobão vai promover o Impeachment do Obama. Coitado do Obama, deve estar morrendo de medo !

  191. Elias said

    Patriarca,
    Até que seria uma boa esse Napoleão de hospício tentar algo assim…

    Seria divertido pra caramba! Humor involuntário é sempre mais interessante.

    E a Dilma renunciou!

    Mas foi só a Dilma Pena, da Sabesp. Aquela que recebeu orientação superior pra fazer cara de paisagem com a falta d´água e, depois, foi deixada sem pai nem mãe pelo Alckmim…

    Dia 2 de janeiro ela desinfeta…

    Pelo menos dessa Dilma o PSDB se livrou, né?

  192. Elias said

    Quatro militares argentinos da reserva foram condenados à prisão perpétua.

    É o pessoal do “El Vesubio”, famoso centro de tortura e assassinato durante a ditadura militar miguelita.

    O crime: “privação ilegítima de liberdade, tortura, estupro e homicídio”.

    Vítimas: 204 pessoas.

    É uma pena que países latino americanos esculhambados por ditaduras — Brasil incluso — não tenham tido condições políticas pra fazer um trabalho como a ex-Alemanha Ocidental fez em relação ao nazismo.

    Lá, foi um monumental processo de educação política, do qual resultou uma democracia saudável.

    Na América Latina não se fez isso.

    O resultado é um monte de democracias doentes: de um lado, a corrupção, decorrente do predomínio de políticos criminosos, que ascendem facilmente ao poder, por causa de um eleitorado despolitizado e de uma sociedade civil frágil e omissa; de outro, os meliantes e psicopatas de sempre, que, a pretexto de combater a corrupção, instalam ditaduras corruptas, tanto quanto ou mais que os governos que derrubam, e que, por cima de tudo, ainda cometem toda (má) sorte de arbitrariedades e violências…

  193. Daise said

    RIR FAZ BEM

    https://pbs.twimg.com/media/B5T1mV-IYAENyly.jpg:large

  194. Daise said

    CUBA + EUA

    Não deixe de assistir

    http://globosatplay.globo.com/globonews/v/3846299/

  195. Daise said

    Alter trombenik

    PETRORROUBALHEIRA:

    Uma encenação patética
    O ESTADO DE S.PAULO
    20 Dezembro 2014 | 02h 05

    O escândalo da Petrobrás revela agora sua face patética, protagonizada pela presidente Graça Foster:

    “-A gente não queria que nada disso tivesse acontecido.
    Para não acontecer, teria que ter criado barreiras anteriormente.
    Mais fortes do que as barreiras que foram criadas”.

    Se isso não for uma confissão de incompetência diante de sua obrigação de evitar que “tivesse acontecido”, só pode ser uma mensagem cifrada para quem tinha poder para “não querer” que acontecesse.
    Ou seja, no olho do furacão no qual ninguém mais no governo parece se entender, Graça Foster pode ter-se permitido um singelo ato de penitência… ou o desabafo, na forma de um chute no pau da barraca.
    Ou as duas coisas juntas. A esta altura, não faz muita diferença.

    Esse espetáculo foi oferecido aos jornalistas que, na quarta-feira passada, compareceram a um café da manhã com toda a diretoria da Petrobrás, um encontro de confraternização de fim de ano ao qual faltou, por razões óbvias, o caráter festivo. Graça Foster aproveitou a ocasião para esclarecer que já procurou Dilma Rousseff “três, quatro” vezes para demitir-se.

    A presidente da estatal, em declarações que podem ser definidas também como inacreditáveis, deu a entender que ela e a diretoria da empresa só começaram a desconfiar da farra da propina depois da Operação Lava Jato, deflagrada em março último, que levou para o cotidiano da empresa “outras palavras” como “lavagem de dinheiro, organização criminosa, crime de corrupção,
    peculato”.

    “Tivemos que aprender a viver dessa forma, com tantas palavras tão incomuns na nossa vida. E tudo ficava na expectativa de que podia não ser verdade. Mas no dia 8 de outubro, com o acesso ao depoimento do ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, veio a confirmação dessas palavras que a gente queria negar.” Definitivamente, patético.

    Persistindo nessa linha, Foster defendeu a importância de auditorias internas diante do impasse criado pela hesitação dos auditores externos em avalizar o último balanço trimestral da empresa: “Nós deveremos ter uma sinalização positiva de que a diretoria está em condições, do ponto de vista de suas práticas de governança, de assinar o balanço. Para isso, precisamos dessas auditorias”.

    E acrescentou, nesse contexto: “Eu preciso ser investigada; eu e os diretores precisamos ser investigados”. Os auditores externos que o digam.

    Na área política, a colaboração para enriquecer o repertório do escândalo ficou por conta do deputado Marco Maia (PT-RS), relator da CPI mista da Petrobrás. Na semana passada, Maia apresentou seu relatório se eximindo de recomendar o indiciamento de quem quer que fosse entre os envolvidos na investigação. Pressionado pela repercussão negativa da decisão, reconsiderou os termos do relatório original e decidiu pedir o indiciamento de 52 pessoas, a maior parte delas já transformada em réus em decorrência da Operação Lava Jato. E fez mais: engrossou o coro dos que pedem a demissão de Graça Foster e de toda a diretoria da empresa. O novo relatório foi aprovado pela CPI.

    E para coroar o desempenho petista em dias que contribuíram fartamente para enriquecer, digamos, as excentricidades dessa fase negra da história da Petrobrás, Lula entrou em cena.

    Depois de participar de solenidade no Ministério da Justiça, durante a qual tentou minimizar a importância da Operação Lava Jato fazendo críticas ao “julgamento midiático” e ao “vazamento seletivo” de denúncias, o ex-presidente foi questionado pelos jornalistas sobre a permanência ou não de Graça Foster no comando Petrobrás. “Eu não acho nada. É um problema da presidenta Dilma.” E arrematou, sem corar: “Eu não posso dar palpite”.

    Como a roda do maior escândalo da era petista não para, ainda na quinta-feira o jornal Valor revelou informações contidas em documentos da Petrobrás, de acordo com os quais a diretoria da estatal, da qual Graça Foster fazia parte, ignorou, em 2009, recomendações de áreas técnicas internas e permitiu que o prejuízo nas obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, com contratos de várias naturezas e propostas para licitações, inicialmente previstos em US$ 836 milhões, aumentasse mais de 10 vezes, para US$ 10,5 bilhões.

    Vem mais por aí…

  196. Daise said

    Q: Quem manda no Brasil além do PMDB?

    A: Este bosta!

  197. Daise said

    PETRORROUBALHEIRAS

    A graciosa está enroscada. …

  198. Daise said

    Lula די טריקסטער ( lula o embusteiro)

    SÃO PAULO – Em recado à presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em vídeo veiculado na internet, que sua sucessora deve assimilar que o povo quer mais ética. Para Lula, é preciso haver um forte combate à corrupção e transparência do governo.

    Na gravação com 2min15s de duração, divulgada pelo Instituto Lula neste domingo, o ex-presidente falou sobre a mensagem deixada pela população nas eleições deste ano. “A lição que ficou é a seguinte: o povo quer mais democracia, o povo quer mais participação, mais esperança, mais ética, o povo quer ser mais ouvido. E o povo quer continuar sonhando. Eu acho que são essas as mensagens que a presidenta Dilma deve assimilar do resultado eleitoral e fazer de seu mandato um mandato histórico”, disse o petista.

    http://www.valor.com.br/politica/3832656/dilma-deve-assimilar-que-o-povo-quer-mais-etica-diz-lula

    ______________

    O covarde já procura tirar o seu da reta.

    ë muita hipocrisia e mau-caratice do s.jorge de bordel

  199. Daise said

    DILMA: O BRASIL NÃO VIVE UMA CRISE DE CORRUPÇÃO

    (APENAS O EXECUTIVO)

    https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/10428624_850589548306024_7628437557187262221_n.jpg?oh=8711ca14e3aa96316f25cb2e6061274d&oe=55383A27&__gda__=1430720415_9d8c248b6a2c1512daa4ddfa119aa089

  200. Daise said

    Lula די טריקסטער ( lula o embusteiro)

    Fiquei admirada com o estupefaciente cinismo e hipocrisia do ex-“presidonte” rifando a “presidanta”

    Tá com medo de ser indiciado e virar réu? Deve estar!

    Depois do Fantástico de hoje os “petistas cupertados” entraram em total pânico. hehehe

  201. Patriarca da Paciência said

    “Usada como ponta de lança na estratégia para derrubar a presidente da Petrobras, Graça Foster, a ex-gerente Venina Velosa concedeu uma longa entrevista à jornalista Glória Maria, do Fantástico, em que a principal revelação foi o fato de Venina ter admitido que contratou o então namorado, com quem depois se casou, para a realização de serviços de consultoria por R$ 7,8 milhões; sobre Graça Foster, ela disse que a alertou por email (o que não era novidade) e também pessoalmente (o que não pode ser provado); no ponto lacrimejante da entrevista, Venina disse que perdeu a família e não viu a mãe ficar cega, pois havia sido mandada para Cingapura; no fim, convocou outros funcionários a delatar superiores; “estou convidando você também”
    (247)

    Tudo indica que SURGE MAIS UMA PERUA NA PRAÇA, reclamando os seus 15 (quinze) minutos de fama !

    Guardem esse nome, VENINA VELOSA, nome de perua ela já traz de berço ! A PERUA DA PETROBRÁS !

  202. Patriarca da Paciência said

    Elias, o Michele, como sempre, postando sua diarréia infecta !

  203. Daise said

    Como o mensalão, petrolão é a máfia sem capo
    Josias de Souza 22/12/2014 05:52

    Na noite da chegada do verão carioca, aberto oficialmente às 21h03 de um domingo abafadiço, com picos de 39,1 graus no Rio, Venina Velosa da Fonseca esquentou a pauta do Fantástico. Com os lábios no trombone há dez dias, a ex-gerente da Petrobras falou à repórter Glória Maria. Contou uma novidade: além dos alertas enviados por e-mail, conversou pessoalmente com Graça Foster, em 2008, sobre irregularidades que grassavam na estatal.

    No mais, Venina repetiu o que o repórter Juliano Basile já havia noticiado no diário Valor Econômico. Com uma diferença: a letra fria do jornal foi substituída pela cara compungida da denunciante na tevê. Voz tranquila, pausas adequadas, português correto, raciocínio lógico, tudo em Venina parecia afastá-la do perfil de doidivanas contrariada que a Petrobras tenta traçar nas linhas e, sobretudo, nas entrelinhas de seus comunicados oficiais.

    Num dos trechos mais inquietantes da entrevista, Venina repetiu de viva voz uma passagem que saíra no jornal. Ela foi à sala do seu superior hierárquico, o então diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, para reportar irregularidades que farejara em contratos da área de comunicação. Sugeriu a apuração dos desvios. Paulo Roberto, hoje delator e corrupto confesso, teve uma reação inusitada.

    “… Ele ficou muito irritado comigo. A gente estava sentado na mesa da sala dele, ele apontou para o retrato do presidente Lula, apontou para a direção da sala do Gabrielli [então presidente da Petrobras] e perguntou: você quer derrubar todo mundo? Aí eu fiquei assustada e disse: olha, eu tenho duas filhas, eu tenho que colocar a cabeça na cama e dormir. No outro dia, eu tenho que olhar nos olhos delas e não sentir vergonha.”

    Procurado, Lula não quis comentar as declarações de Venina. Natural. Paulo Roberto tornara-se diretor da Petrobras em 2004, sob Lula. Era da cota do PP, um dos partidos do conglomerado governista. Mas Lula, como sabem todos, não sabia de nada. A propósito, Lula veiculara mais cedo, também no domingo, um vídeo no qual declara que “o povo quer mais ética”. E aconselha Dilma Rousseff a “continuar a política de forte combate à corrupção.”

    Lula nem precisava dizer. Também neste domingo, 11 jornais latino-americanos veicularam uma entrevista da presidente da República. Nela, Dilma declara que não há uma crise de corrupção no Brasil, informa quer não existem pessoas intocáveis no país e sustenta que a petroladroagem só toma de assalto as manchetes porque a Polícia Federal do seu governo é extraordinariamente implacável.

    Considerando-se que Lula não sabia e que Dilma nada enxergara nem no tempo em que presidira o Conselho de Administração da Petrobras, resta concluir o seguinte: a exemplo do que sucedera na época do mensalão, a excentricidade da não-crise atual é a corrupção acéfala, a máfia sem capo.

    Onde estão os chefes? Eis a pergunta que parte da plateia volta a se fazer, sem obter resposta. Enquanto Lula e Dilma reivindicam o papel de cegos atoleimados, Graça Foster, que também não viu coisa nenhuma, pede para ser vista como a mulher menos curiosa do planeta.

    Graça alega que os e-mails que Venina lhe enviou eram confusos. A denunciante lamenta não ter sido procurada para desfazer a confusão. “Nós sempre tivemos muito acesso”, contou Venina. “Eu conhecia a Graça na época que ela era gerente de tecnologia, na área de gás, e eu era gerente do setor, na área de contratos. Éramos próximas. Então, ela teria toda a liberdade de falar: ‘Venina, o que está acontecendo’?”

    Na Petrobras e no Planalto, insinua-se que Venina não é santa. Ainda que seja pecadora, interessa saber se o que ela diz procede. Por sorte, a denunciante já presto depoimento de cinco horas ao Ministério Público Federal. Repassou documentos aos procuradores.

    Tudo a reforçar que a sensação de que a maior estatal do país tornou-se uma Chicago sem Al Capone.

  204. Daise said

    O REI DO WANK

    Enquanto o 247 wank de lá o tolinho da papuda wank de cá…heheheh

  205. Jose Mario HRP said

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-veneno-da-edicao-da-entrevista-de-venina/

  206. Patriarca da Paciência said

    “247 – O senador paraguaio Arnoldo Wiens vinculou o tesoureiro nacional do PSDB e governador eleito de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, como alguém que tem “muita amizade” com o clã liderado pelo ex-prefeito de Ypejhú, no país vizinho, Vilmar “Neneco” Acosta Marques, fugitivo da Justiça.

    De acordo com a imprensa paraguaia, Vilmar “Neneco” Acosta Marques é apontado como o maior contrabandista de maconha e cocaína para o Brasil, principalmente para as regiões Sul e Sudeste do País. Ele também é acusado por diversos homicídios e chacinas no Paraguai.

    O senador disse que a Interpol está investigando o caso. “E eu acho que seria muito interessante também para ver qual a reação da classe política brasileira, no sentido de que eles também querem que investiguem sua classe política, como estamos fazendo no Paraguai”, declarou o parlamentar, que disse já ter uma reunião agendada com o procurador-geral do Brasil, Rodrigo Janot.”

    Finalmente a explicação do enorme interesse do PSDB pelo Golpe Paraguaio !

  207. Pax said

    vamos supor que haja realmente muita corrupção na BR…

    seria razoável pensar que o topo da cadeia alimentar não só soubesse como administrasse a coisa?

    sim, seria.

    claro que sim.

    Enviada do meu iPhone

    >

  208. Pedro said

    É, a roubalheira na Petrobras está mexendo mesmo, com a cabeça do pessoal daqui.

    A notícia sobre o Lobão, que coloquei no #143, é uma piada, do site de humor, Sensacionalista.com.

    Aqui vai outra: http://sensacionalista.com.br/2014/12/15/comercio-ja-da-acoes-da-petrobras-como-troco-no-lugar-de-balas/

  209. Pedro said

    E tem mais:

    http://sensacionalista.com.br/2014/12/16/acoes-da-petrobras-caem-de-novo-e-ja-estao-abaixo-do-pre-sal/

    Aliás tem pra todos os gostos:

    http://sensacionalista.com.br/

    Bom natal a todos.

  210. Pax said

    tá ficando impossível acreditar em qualquer coisa que diz

    http://oglobo.globo.com/brasil/lula-diz-que-povo-quer-mais-etica-na-politica-manda-recado-dilma-14893127

    ainda mais quando fala em …. ética

    podia ter ficado calado

  211. Elias said

    Guatambu,
    Olhaí, a revoada de baratas:

    Do JB:

    “O déficit na balança comercial em 2014 já é de US$ 4,784 bilhões, informou hoje (22) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). As exportações de janeiro até o dia 21 de dezembro totalizam US$ 220,329 bilhões e as importações, US$ 225,113 bilhões.”

    “Só na terceira semana deste mês, a balança comercial registrou déficit de US$ 1,339 bilhão, com exportações no valor de US$ 4,131 bilhões e importações de US$ 5,470 bilhões. Com o resultado, o saldo acumulado no mês é negativo em US$ 561 milhões, com exportações de US$ 12,719 bilhões e as importações, US$ 13,280 bilhões.”

    “De acordo com o MDIC, nas exportações, se comparadas as médias do mês até a terceira semana de dezembro com o mesmo período do ano passado, a balança sofreu influência da diminuição em 14,6% nas vendas de produtos manufaturados, como óleos combustíveis, automóveis de passageiros, motores e geradores, veículos de carga, aviões e motores para veículo.”

    “Nos semimanufaturados, a queda foi de 11,2% pela redução na venda de alumínio em bruto, óleo de soja em bruto, ferro-ligas, celulose, açúcar em bruto e ouro em forma semimanufaturada. Para os básicos, a queda chegou a 10,1% e o destaque é a exportação de minério de ferro, farelo de soja, minério de cobre e carne bovina.”

    “Nas importações, no mesmo período, cresceram os gastos, principalmente em 2014 com combustíveis e lubrificantes (31,3%), plásticos e obras (8,3%), químicos orgânicos/inorgânicos (7,4%), farmacêuticos (7,4%), instrumentos de ótica e precisão (5,0%) e equipamentos eletroeletrônicos (4,7%).”

    ===============================================================

    Com o despencamento do preço do barril de petróleo no mercado internacional, a produção brasileira é brecada. Usar o óleo importado é muito mais econômico.

    Só que o aumento na importação de petróleo afeta negativamente a balança comercial, que já ia mal das pernas por causa da queda nas importações dos maiores clientes do Brasil.

    Aí, o que já era ruim…

  212. Elias said

    Pedro # 208

    Deverias ter citado a fonte.

    O Lobão fala tanta merda que a ninguém surpreenderia se ele houvesse dito exatamente o que tu escreveste, sem citar a fonte,

  213. Patriarca da Paciência said

  214. Elias said

    Patriarca,

    A JBS, uma das maiores processadoras de carne do Brasil, está envolvida na roubalheira petrossáurica.

    Nada não, mas… Analisando distraidamente a prestação de contas do Aécio, não pude deixar de perceber que a dita JBS foi uma das principais doadoras do neto do Tancredo.

    Ao longo da campanha do Aécio, a JBS fez nada menos que 691 doações, que totalizaram R$ 50.241.209,55.

    Nada menos que 22,5% do total de R$ 222.925.853,17 que o tucano diz ter arrecadado.

    Olha só onde foi parar o dinheiro da Petrobras!

  215. Elias said

    No MSN Notícias:

    “BRASÍLIA – A presidente Dilma Rousseff afirmou na manhã desta segunda-feira, 22, que irá consultar o Ministério Público para confirmar a nomeação de novos nomes para seu ministério. Em café da manhã com jornalistas, Dilma disse que quer saber se há algo contra alguns nos nomeados.

    “´Eu vou perguntar: ‘há algo contra fulano que me impeça de nomeá-lo?’ Só isso. Eu não quero saber o que ele não pode me dizer´, afirmou a presidente. ´Eu consultarei o Ministério Público mais uma vez, para qualquer pessoa que eu for indicar´”.

    QUE BABAQUICE!

    Presidente da República não tem que consultar MP, porra nenhuma, antes de nomear ministro.

    E não é função de MP, porra nenhuma, referendar nomeação de ministro.

    MP não referenda nem a ele mesmo (corrupção é coisa que não falta no MP…), quanto mais aos outros.

    O presidente dos EUA tem o Serviço Secreto, que cuida da segurança do Chefe do Executivo e faz investigações de interesse do Gabinete Presidencial. (É bem verdade que, com os recentes episódios de invasão da Casa Branca, o Serviço Secreto está meio desmoralizado. É a piada da moda. Dia desses, num programa de tevê, um apresentador comentou a invasão de um shopping de Nova York. Aí ele tascou: “Vai ver que a segurança do shopping é feita pelo Serviço Secreto…”. Aí engatou mais umas dez ironias, todas baseadas numa suposta incompetência do Serviço Secreto.)

    Mesmo assim, bem que o/a presidente do Brasil deveria dispor de algo no gênero…

    Por pior que fosse o desempenho da equipe, dificilmente chegaria ao baixo nível do MPF…

  216. Patriarca da Paciência said

    E o mais incrível, Elias, é que a tal “grande” imprensa nada fala sobre o assunto. Chega a ser impressionante o descaramento ! Coisas que vem desde o tempo do Deodoro da Fonseca e a “grande” imprensa diz que é coisa do Lula.

    Eu ouvi o Tancredo dizer, numa entrevista para a televisão, que “política é a arte do conchavo”.

    Aliás, a história de que “mineiro trabalha em silêncio”, sempre era lembrada quando alguém se referia a Tancredo Neves, o homem dos conchavos.

    Paulo Roberto Costa foi empossado na época do Geisel, assumiu cargos de direção ainda no tempo de FHC, mas para a tal “grande” imprensa, o Paulo Roberto Costa passou a existir a partir do Lula.

    E o Aécio aí, com toda a cara de pau do mundo, posando aí de campeão da moralidade.

    Ainda bem que hoje temo a internet e, inclusive, algumas revistas digitais, como o site 247.

  217. Patriarca da Paciência said

    Correção: inda bem que hoje temos a internet e, inclusive, algumas revistas digitais, como o site 247.

  218. Patriarca da Paciência said

  219. Patriarca da Paciência said

    “…seria razoável pensar que o topo da cadeia alimentar não só soubesse como administrasse a coisa?

    sim, seria.”

    Caro Pax,

    “Saber”, supor, deduzir é uma coisa. Essa tal de Venina Velosa vai lá na presidente na empresa, faz algumas insinuações vagas e quer que a presidente saia demitindo a torto e a direito ?

    Se por acaso ela tivesse feito isso, teria sido taxada de autoritária, arrogante etc.etc.etc. e também teria levado vários processos nos costados.

    Processo começa com investigação, depois indiciamento, colher provas, apresentar laudos etc.etc.etc. para depois ser julgado pela justiça.

    Essas coisas são bastante demoradas e feitas com bastante cautela. Só ingênuos acreditam que um presidente pode dar uma canetada e resolver tudo como num passe de mágica.

    “Saber”, supor, deduzir, desconfiar etc.etc.etc. é bastante fácil. Difícil é a comprovação. Apresentar provas consistentes e concretas.

    Em pouco mais de dois anos, a presidenta Dilma já começa a apresentar resultados concretos no combate à corrupção dentro da Petrobrás.

    Nenhum outro presidente fez isso ! E a Dilma conseguiu fazer por causa de algumas medidas que já foram tomadas pelo Lula.

    É assim que se faz. É assim que será feito. Todo o resto não passa de rompantes vazios !

  220. Pedro said

    Googlias #212, vc tá certo. Por aqui, se fala, “ratiei”, ao não citar a fonte.

    Apenas pensei ser tão obvio, perceber a brincadeira, que não imaginava alguém levar a sério, um disparate deste.
    Vc, já cantou a bola, o Lobão tá focando numa pequena parcela do eleitorado do país. Se até o Bolsonaro surfa nela, porque não ele? Mas ele não chegaria a um disparate deste.

    Só que o partidarismo de vcs, as vezes, impede de enxergar o obvio. Até uma brincadeira, ou ironia.

    Vc sabe, que esta tática da mídia pró governo, de o carimbar Bolsonaro, Lobão, e mais alguns radicais, como sendo cara da oposição ao PT, é um factoide midiático.

    A oposição ao PT, não é esta.
    A oposição ao atual governo, é dos que sentem que pagam muito, e recebem pouco.
    É dos que percebem que a conta da festa populista está chegando.

    Qualquer país que cresça, sei lá, acima de 5 % ao ano, a oposição não tem chance.

    Vide a China atual, com aquele crescimento, ninguém abre a boca, e os que abrem não são ouvidos.
    Se o gigante ditatorial chinês, parar de crescer, explode.

    Outro exemplo a “ditamole” do Brasil, que chegou a ter crescimento de 10% ao ano.
    Se continuasse assim durante 3 décadas.
    Os “guerrilheiros” não teriam apoio de ninguém.
    A ditadura brasileira caiu, quando a economia despencou.

    O modelo desenvolvimentista milico, durou, sei lá, 16 anos, agonizou mais 4, e entregou a batata quente.
    O modelo desenvolvimentista petista, durou 10 anos, pedalou mais 2, e agora tá com a batata quente na mão.

    Vc sabe, Dom Inácio, não foi pra batalha com o neto do Tancredo, porque ele detesta segurar batata quente.

    Esse Dom Inácio é esperto.

  221. Jose Mario HRP said

    http://tijolaco.com.br/blog/?p=23918

  222. Jose Mario HRP said

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/as-aventuras-de-carlos-sampaio-o-homem-por-tras-das-palhacadas-juridicas-do-psdb/

  223. Jose Mario HRP said

    http://altamiroborges.blogspot.com.br/

  224. Jose Mario HRP said

    O Conversa Afiada reproduz artigo de Fernando Brito, extraído do Tijolaço:

    MP faz “sigilo total” para a Presidente e “bundalelê” com a mídia?

    A presidente Dilma Rousseff, em café da manhã com os jornalistas da imprensa oposicionista, disse que, ao escolher ministros consultará a Procuradoria Geral da República para saber se contra aqueles que pensa indicar pesa alguma acusação.

    Uma atitude, portanto, de evidente respeito pela autoridade do Ministério Público e de zelo pela insuspeição com que deve ser administrada a República.

    Dilma não disse que ia perguntar o que pesa sobre quem, em que circunstâncias. Apenas – e com humilde respeito à instituição – se há algum óbice, mesmo que seja uma simples denúncia.

    Mas Josias de Souza, do UOL, já antecipa o que teria sido a manifestação do procurador Janot: que “a lei proíbe os membros do Ministério Público de prestarem consultoria” e que Rodrigo Janot “não compartilhará informações contidas em processos que correm sob segredo judicial”.

    Esperemos que se trate apenas de uma das muitas intrigas que se procura fazer entre Dilma e Janot.

    Porque estaríamos vivendo o “non-sense” de uma instituição da República, o MP, reagindo desta forma a uma manifestação de apreço de outra – a Presidência da República.

    E agindo com absoluta leniência com os vazamentos a granel de seus integrantes das mesmas “informações contidas em processos que correm sob segredo de justiça”.

    Semana passada, o Estadão publicou uma “lista” de acusados que estaria em poder de Janot.

    Se a lista, montada pelos procuradores da República, é verdadeira, lógico é que foi um ou mais deles quem forneceu à imprensa as “informações contidas em processos que correm sob segredo de justiça”.

    Se é falsa e não partiu, mesmo que sob a forma de vazamento, da PGR, é a monstruosidade de serem acusadas, diante de todo o país, gente que não foi mencionada com um mínimo de indício.

    Não houve indignação, sindicância, apuração, desmentido, seja por uma outra razão.

    Mas quando a Presidenta da República, eleita pela população e em vias de inciar um mandato, com uma nova equipe, diz que se quer prevenir com um “não, não é mencionado” do chefe do Ministério Público isso vira “manifestação de autonomia e independência” do MP.

    Não há violação de sigilo algum se, num telefonema, a Presidente indagar sobre alguém a Janot e este dizer que não tem conhecimento de qualquer denúncia a respeito desta pessoa ou, ao contrário, dizer “não, Presidenta, eu não lhe posso dar tranquilidade sobre esta indicação, embora não esteja acusando fulano”.

    Até porque nomes estão sendo lançados ao linchamento, culpados ou não, sem que haja nenhum “chilique” da Procuradoria.

    Se há segredo de Justiça, hoje, é um segredo de Polichinelo.

    O país tem uma oportunidade ímpar de avançar em matéria de combate à corrupção, com o julgamento de funcionários, executivos de empreiteiras e políticos associados à propinagem.

    Mas é uma evidente distorção tratar tudo o que surge neste caso como protegido por sigilo de Justiça – claro, quando interessa – pois a simples leitura da Lei 12.850, que trata da delação premiada, cuida do sigilo como forma de preservar o delator, tanto quanto as disposições de sigilo do artigo 7º, VIII, da Lei 9.807/99.

    Não, é claro, dos delatados.

    Porque isso ou protege criminosos ou, ao contrário, difama inocentes, porque o “sigilo” é só para a administração pública que está sendo lesada, ou para os acusados, que não podem se defender.

    A população tem o direito de saber quem está sendo acusado e de quê e, como ela, a mais alta mandatária do país.

    Ainda mais quando o Ministério Público toma a estranha e infeliz decisão de “deixar para o fim do recesso” o dever de tomar a peito a denúncia de quem merece responder, já, pelo que fez.

    O país, roubado por malfeitores, funcionários, empreiteiros ou políticos, não pode esperar as férias de suas Excelências.

    Porque senão, além de roubado, fica também sequestrado pela suspeita que paralisa o funcionamento das instituições que, em tese, as ações policiais e judiciais querem proteger.

  225. Elias said

    “A presidente Dilma Rousseff, em café da manhã com os jornalistas da imprensa oposicionista, disse que, ao escolher ministros consultará a Procuradoria Geral da República para saber se contra aqueles que pensa indicar pesa alguma acusação. Uma atitude, portanto, de evidente respeito pela autoridade do Ministério Público e de zelo pela insuspeição com que deve ser administrada a República.” (Tijolaço, citado pelo Conversa Afiada, citado pelo HRP)

    Nada disso. Isso não tem nada a ver com respeito. Tem a ver com cagaço ou jogar (mal) pra galera.

    Nomeação de ministro é ato de exclusiva responsabilidade e competência do/a Presidente da República, Chefe do Executivo.

    Ministério Público é um agregado ao Poder Judiciário.

    Assim como não se admite que o presidente de um Tribunal Superior, ao nomear um subordinado seu, consulte um órgão do Executivo, do mesmo modo é inadmissível que o/a Chefe do Executivo consulte um agregado ao Judiciário (MP, “Essencial à Justiça”), para preencher um cargo de confiança dele, Chefe do Executivo. Cargo definido em lei como “de livre nomeação e exoneração”.

    Se fizer isso, o/a Presidente da República estará abrindo mão de atribuição dele/a, exclusiva e indelegável.

    Se a Dilma disse o que disse, pra jogar pra galera, seria bom que alguém a alertasse de que isso é jogar mal. É desmoralizante e traduz insegurança.

    Se o problema é cagaço, melhor entregar os pontos. Ir embora!

    Na empresa privada, sabemos qual é o nosso produto e quem são os nossos clientes. É tudo muito simples, até onde as coisas podem ser simples na modernidade contemporânea do mundo atual de hoje em dia…

    No Poder Público, não! O cliente é o “povo”, um monstro esquizóide, dividido em centenas de fatias, cada uma delas com interesses próprios, diferentes entre si, e, não raro, conflitantes.

    Impossível agradar a todos.

    O negócio, então, é saber a quem queremos agradar. Isto posto (disse a galinha olhando o ovo), é fazer o que for possível, e tentar o impossível, para agradar a quem se quer agradar.

    O resto que se exploda!

    O último presidente que tentou agradar a todos acabou não agradando ninguém… Foi parar no Uruguai.

  226. Daise said

    O Badass é petista mas não é petralha (e muito menos burro como outros comentaristas do blog do Pax).

    Ainda bem!

  227. Patriarca da Paciência said

    JORNAL DO BRASIL

    “O interesse pela destruição da Petrobras se relaciona com o interesse pela destruição de um país, que cresce pelo povo mais sofrido. Chega a ser revoltante essa campanha, que não é de hoje. Os mesmos, com os mesmos DNAs, trabalharam contra a Petrobras desde a sua fundação. É notória a resistência enfrentada naquela época contra o monopólio da estatal na exploração do petróleo. Foi preciso uma forte mobilização nacional, com a campanha “O petróleo é nosso”, para que o projeto fosse adiante.

    Uma senhora, muito menor em tudo que Graça Foster, fez um chamamento público. Esta senhora, tendo sido sempre inferior em cargos e remuneração, deve ter em compensação um patrimônio muito maior que o de Graça Foster, por entender de economia.

    A mesma mídia que lhe dá espaço hoje teria lhe dado no momento em que supostamente tomou conhecimento de irregularidades. Houve retardo de lucidez, ou ela duvida da mídia?

    Não se conhece caso de pessoa que se diz patriota, mas que permanece pertencendo a um grupo de supostos ladrões. Para os verdadeiramente patriotas, a rejeição à convivência promíscua com este tipo de comportamento é absoluta. Se não for, perde-se o direito de querer ser honesta. ”

    http://www.jb.com.br/opiniao/noticias/2014/12/23/a-campanha-sordida-contra-graca-foster-e-contra-o-brasil/

    Só para reforçar:

    “Não se conhece caso de pessoa que se diz patriota, mas que permanece pertencendo a um grupo de supostos ladrões. Para os verdadeiramente patriotas, a rejeição à convivência promíscua com este tipo de comportamento é absoluta. Se não for, perde-se o direito de querer ser honesta. ”

    Pois então ? Depois de uma longa e estreita convivência com o corrupto mor, Paulo Roberto Costa, de repente, não mais que de repente, Venina Velosa (que nome mais estranho !), se julga a supra-sumo da honestidade.

  228. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    a Dilma estava apenas tentando evitar constrangimentos que algum ministro nomeado aparecesse citado na tal lista do corrupto-mor, Paulo Roberto Costa.

    O mais incrível é que a “óia” teve acesso, no dia seguinte, a todos os depoimentos do corrupto-mor e a Dilma não pode ter acesso. É realmente algo estranho. Será que a “óia” esteve blefando o tempo todo ?

  229. Patriarca da Paciência said

    Pedro,

    realmente o Obama ficar preocupado com o Lobão é algo para ser levado a sério !

    Rapaz ! Quem é que não entende ironia !

  230. Patriarca da Paciência said

    “O jornal canadense Financial Post publicou nesta segunda-feira um artigo em que analisa a repercussão da forte queda nos preços do petróleo, que “chegaram a um nível baixo insustentável”. O jornalista John Kemp escreve que “futuros contratos para Brent e WTI caíram abaixo de US$ 60 e US$ 55 por barril respectivamente mas muitos produtores de petróleo bruto estão recebendo preços bem mais baixos.

    A Plains Marketing, por exemplo, está agora oferecendo apenas US$ 39,69 por barril para o petróleo bruto da Williston Basin Sweet e menos de US$ 50 para um amplo leque de outros petróleos dos Estados Unidos, de acordo com seu último boletim de preços, publicado no dia 15 de dezembro”.

    http://www.jb.com.br/economia/noticias/2014/12/23/precos-do-petroleo-insustentavelmente-baixos-para-onde-vamos/

    Ou seja, essa “estória” de “livre mercado”, “livre concorrência” é pura balela. O petróleo manteve-se com preços exageradamente altos por puro e simples acordo do cartel do petróleo, agora está exageradamente baixo, por puro e simples acordo do cartel do petróleo.

    E ainda tem gente que acredita na tal “mão invisível” que tudo regula !

    Pelo jeito a tal “mão invisível” cansou de não ser notada !

  231. Patriarca da Paciência said

    “O Brasil não tem infra-estrutura para receber Papai Noel.”
    — Urubóloga, segundo Gilmar(PHA)

  232. Daise said

    BRASIL O PAÍS DAS PIADAS PRONTAS E NENHUMA VERGONHA

    GRAÇA FORTES SEGUE “PRESTIGIADA”

    JÁ SABEMOS O QUE ACONTECERÁ DEPOIS…rsrsrs

  233. Daise said

    Badass …está na hora…de desenhar.

    O “avô do Pax” insiste em não entender o que se passa na realidade.

    Ele continua morando na “Terra do Nunca Antes NestiPaís” ( aka Paciência) rsrsrs

    Leio acima 228 e fico estarrecida ( como diria dilma, a pata manca)

    Elias,

    a Dilma estava apenas tentando evitar constrangimentos que algum ministro nomeado aparecesse citado na tal lista do corrupto-mor, Paulo Roberto Costa.

    O mais incrível é que a “óia” teve acesso, no dia seguinte, a todos os depoimentos do corrupto-mor e a Dilma não pode ter acesso. É realmente algo estranho. Será que a “óia” esteve blefando o tempo todo ?

    O remédio foi “malhado”?

  234. Daise said

    O “remédio” foi malhado. Sem dúvida!

    Segundo a teoria acima #228 …

    1.Moro, Janot e Teori Z. chamaram os jornalistas da Veja, (na calada da noite) e äbriram o jogo” Mas para dilma NÃO ! coitadinha

    2.Ou então a VEJA está blefando.

    CONCLUSÃO:

    O “remédio” foi malhado. Sem dúvida!

  235. Daise said

    DILMA.2: >EDUCAÇÃO

    Um estranho no ninho
    A pergunta que se impõe é cristalina: Cid Gomes tem essa dimensão, está à altura da exigência dos novos tempos?

    24/12/2014 – 01h20
    A presidente Dilma Rousseff acaba de anunciar seu novo ministro da Educação. Será o governador do Ceará, Cid Gomes. É um estranho no ninho, o homem errado no lugar errado.

    E, sobretudo, em um momento em que o Brasil não pode mais experimentar em matéria de políticas públicas para a área da educação.

    Desde que o ensino fundamental foi universalizado formou-se um razoável consenso no país de que o passo seguinte seria uma profunda revolução na qualidade do ensino básico. Sem ela, já se dizia no século passado, o Brasil não alcançaria o crescimento sustentado.

    O diagnóstico era mais do que preciso: tornava-se necessário enfrentar o bunker do corporativismo, implantar a meritocracia, um conceito demonizado nas últimas eleições, e principalmente focar na aprendizagem do aluno, no desempenho escolar.

    Pouco, mas muito pouco, se avançou nesta direção neste terceiro milênio. Depois de mais de uma década de políticas educacionais erráticas, descobre-se agora aquilo que estudos internacionais já apontavam na virada do século: na educação não basta apenas mais verbas. É preciso cobrar desempenho, ter planejamento, mirar no longo prazo.

    Resultado: o fosso entre a educação brasileira e a dos países desenvolvidos tornou-se abismal. E mais profundo ainda tornou-se o fosso entre a rede pública de ensino e as escolas de qualidade do setor privado.

    Esse é o lado mais perverso de uma política educacional que anda de lado, quando não vai para trás. Ela contribui enormemente para a perpetuação da desigualdade, condena a maioria da nossa juventude a ficar à margem do progresso e de ter um futuro bem melhor.

    A grande missão, portanto, do novo ministro da Educação seria promover um profundo rearranjo da Educação para a superação desses dois grandes fossos.

    Entender que o ensino cada vez mais se torna interdisciplinar e transversal, que o mercado de trabalho exige um novo profissional, dotado de inteligência emocional, de capacidade de liderança, de conviver em grupo, de interagir e de se conectar com a sociedade e com o mundo.

    A pergunta que se impõe é cristalina: Cid Gomes tem essa dimensão, está à altura da exigência dos novos tempos?

    Claro que não. Está longe, e põe distância nisso, de incorporar o sentido mais nobre da política, de ter capacidade de aglutinar, de promover uma mobilização nacional para que a educação básica pública mude de patamar.

    E como educador é um jejuno, mais precisamente um estranho no ninho.
    _____________________________
    Hubert Alqueres
    é professor e membro do Conselho Estadual de Educação (SP). Lecionou na Escola Politécnica da USP e no Colégio Bandeirantes e foi secretário-adjunto de Educação do Governo do Estado de São Paulo.

  236. Daise said

    Badass aqui vamos nós ( euzinha e Gaspari) em seu auxílo para desenhar a situação par os menos favorecidos ….rsrsrs

    Elio Gaspari

    Cada macaco no seu galho

    O Ministério Público não pode ajudar a doutora Dilma a escolher seus ministros, ela é que deve parar de errar

    A doutora Dilma podia ter a melhor das intenções quando anunciou que pediria ajuda ao Ministério Público na escolha de seus ministros.
    Ou a pior.
    Na hipótese benigna, não queria correr o risco de nomear um larápio.
    Na maligna, queria transferir para o Ministério Público uma responsabilidade que é inteiramente sua.
    Nomearia o sujeito, ele apareceria numa petrorroubalheira e ela tiraria o corpo fora, pois a Procuradoria nada tivera contra o magano.

    O ex-ministro Joaquim Barbosa disse muito bem: “Que degradação institucional!
    Nossa presidente vai consultar um órgão de persecução criminal antes de nomear um membro de seu governo!!! Du jamais vu’.” Barbosa vocalizou em francês a expressão de Nosso Guia: “Nunca na história deste país…”.

    Os “nunca na História…” são muitos, mas nem um oposicionista delirante seria capaz de supor que um comissário do segundo escalão entesourasse US$ 100 milhões.

    Em benefício da doutora, reconheça-se que ela conhece mal o funcionamento das instituições. Só isso explica a insistência com que propõe pactos e plebiscitos.

    Se falasse sério, no caso dos petrocomissários, consultaria a Agência Brasileira de Inteligência, mas esse ectoplasma palaciano do falecido Serviço Nacional de Informações ainda não mostrou a que veio. Se a Abin não colocou sobre sua mesa uma análise das petrorroubalheiras, é melhor fechá-la. Afinal, em 2013 custava R$ 500 milhões. Se a agência acendeu algum tipo de luz amarela e não conseguiu atenção, o problema é da doutora.

    Durante a campanha eleitoral, o comissariado repetia um bordão, segundo o qual não se poderia prejulgar pessoas acusadas de envolvimento nas petrorroubalheiras.

    O próprio ministro da Fazenda despediu-se do “amigo Paulinho” agradecendo os “relevantes serviços” prestados à Petrobras. O líder do governo no Senado considerou “satisfatório” seu primeiro depoimento à CPI, anterior à decisão de colaborar com a Viúva. Era uma coleção de lorotas. Há no Planalto quem saiba bastante sobre a Petrobras. Sabem até mais que os procuradores. O que eles não sabem, e aí está o problema dos comissários, é o caminho das pedras para sair da enrascada.

    Pela blindagem do Ministério Público, pelo silêncio do ministro Teori Zavascki e pelo naufrágio das primeiras patranhas dos maganos, esse caminho das pedras pode não existir.

    De alguma maneira, o comissariado precisa se recompor com a verdade. A doutora já se disse “estarrecida” com os malfeitos e considerou “absurdas” as quantias desviadas.
    É pouco.

    Precisa despir o manto da surpresa. Esse vem sendo o erro do PT desde que estourou o mensalão.

    Noutro dia, num debate na Corte Suprema dos Estados Unidos, o juiz Antonin Scalia foi confrontado por uma colega por ter votado numa posição contrária à que tomara noutro caso. Meter-se com a rapidez de raciocínio de Scalia é arriscado.

    Ele defendeu-se citando o grande juiz Robert Jackson: “Não vejo por que eu deva ficar conscientemente errado hoje porque, inconscientemente, estive errado ontem”.

    Retirando-se o “inconscientemente” da frase de Jackson, a lição pode ser um presente de Natal para o comissariado.

    _________________

    Q: quem mandou ser “aconselhada” por mercadante e josé eduardo cardozo…o Garboso (porquinho da campanha de 2010) ?

  237. Daise said

    VENINA X GRACIOSA (dilma) o caso se complica…

    Ex-gerente da Petrobras pede indenização por assédio moral
    MARIO CESAR CARVALHO
    DE SÃO PAULO

    24/12/2014 02h00
    A ex-gerente da Petrobras Venina Fonseca ingressou com uma ação na Justiça trabalhista na qual acusa a estatal de assédio moral, pede uma indenização sem definir valores e afirma que a companhia promoveu cortes ilegais em seu salário.

    A executiva afirma ter alertado desde 2009 a atual presidente da Petrobras, Graça Foster, de que havia irregularidades na refinaria Abreu e Lima e em serviços de comunicação. Ela relata que comunicou as supostas irregularidades por e-mail e em conversas pessoais.

    Graça nega que tenha sido omissa ou que a executiva tenha falado sobre corrupção nas mensagens.

    Venina trabalhou como diretora-executiva da Petrobras em Cingapura de julho de 2012 até este mês, quando perdeu o cargo após uma comissão interna apontar problemas de “não conformidade” em contratos da refinaria Abreu e Lima, sobre os quais ela teria sido responsável.

    Na ação, os advogados de Venina dizem que é ilegal o corte de salário promovido pela estatal, de R$ 69,1 mil para R$ 24,2 mil brutos.

    Eles alegam que a estatal não pode cortar benefícios que ela recebe há mais de dez anos, segundo casos já julgados no TST (Tribunal Superior do Trabalho). Ela entrou na Petrobras em 1990 como geóloga e ocupou diversos cargos de gerência, nos quais tinha direito a benefícios.

    Graça disse na última segunda (22) à Folha e ao jornal “O Globo” que Venina ganhava mais do que ela quando estava em Cingapura (R$ 167,3 mil mensais, incluindo ajuda de custo para escola e reembolso de aluguel). Em 2013, Graça recebeu uma média mensal de R$ 158,3 mil.

    Venina trabalhou como gerente na diretoria de Abastecimento, subordinada a Paulo Roberto Costa, entre 2005 e 2009. Costa foi preso em março pela Operação Lava Jato, sob acusação de comandar um esquema de desvios em obras da estatal e confessou uma série de irregularidades após fechar um acordo de delação premiada para tentar obter uma pena menor.

    ASSÉDIO MORAL

    No pedido de indenização, os advogados de Venina citam dois casos que caracterizam como assédio moral.

    A geóloga diz ter sido enviada em 2010 pela primeira vez para Cingapura como uma retaliação às acusações que fez, mas que lá teria sido impedida de trabalhar.

    Ela diz ter feito um MBA na filial da Universidade de Chicago em Cingapura.

    O outro episódio descrito na ação como assédio ocorreu, segundo a ação judicial, entre fevereiro e julho de 2012, quando retornara por um período ao Brasil: Venina diz ter ficado por cinco meses numa sala na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, sem telefone nem computador e sem poder trabalhar.

    OUTRO LADO

    A Petrobras disse em nota à Folha que não foi intimada na ação trabalhista movida por Venina.

    Na última segunda-feira (22), Graça rebateu a acusação de que a ex-gerente tenha sofrido assédio moral dentro da petroleira.

    Ela negou também que a executiva tenha sido enviada a Cingapura como retaliação por ter apontado irregularidades em contratos. Segundo a presidente da Petrobras, a executiva foi trabalhar na Ásia por vontade própria.

    _______________

    OPS: Espantei-me com as “diretoras/gerentes com salários médios de quase 160.000 paus por mes…arrahan …putz!

    E pelo visto nem competentes parecem ser?

    PUTZ! badass

    eu também quero! Onde é o caixa?

    É “porressas e prorroutras” que os corruPTos não querem abandonar o puder.

    O “leite das criancinhas” de esquerda.

    LOL!

  238. Daise said

    dilma.2 : edição revista e piorada

    (Josias sempre saboroso!)

    Ministério de Dilma 2 é um museu de novidades

    Considerando-se os nomes já divulgados, o ministério do segundo mandato de Dilma Rousseff segue um conhecido preceito bíblico.

    Está anotado no livro de Eclesiastes, capítulo 1, versículo 9: “O que foi tornará a ser;
o que foi feito se fará novamente;
não há nada novo debaixo do Sol.”

    Dilma chega ao velho percorrendo um caminho original.

    No primeiro mandato, ela havia incorporado ao seu governo escândalos que vieram prontos da gestão Lula. Já no ano inaugural de sua gestão, teve de afastar um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete ministros.

    Reeleita, Dilma esforça-se para produzir suas próprias encrencas. Revelou-se uma grande compositora. Compõe com todo mundo —do herdeiro do Jader ao amigo do Serra; do apadrinhado do Renan ao ex-ministro de FHC; do comunista do ‘B’ ao discípulo da Universal… Encontra-se quase tudo no selecionado de Dilma, exceto um rumo.

    Ao condicionar a nomeação de ministros ao aval do procurador-geral Rodrigo Janot, Dilma dera a entender que aprendera alguma coisa com o escândalo da Petrobras. Engano. Inaugura 2015 com um ministério loteado segundo os mesmos critérios que converteram a maior estatal do país numa megajazida de propinas.

    Janot negou a Dilma, por absurdo, o acesso ao pedaço sigiloso da Operação Lava Jato. Porém, se estivesse realmente interessada em extrair lições da lama, a presidente poderia ter desperdiçado alguns minutos com o depoimento que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa prestou ao juiz Sérgio Moro em audiência pública da Justiça Federal. Deu-se em 8 de outubro.

    Está disponível na web em áudio, vídeo e texto. A alturas tantas, o magistrado quis saber do depoente: por que as maiores empreiteiras do país pagaram propinas de 3% sobre o valor dos contratos celebrados com a Petrobras?

    — Essas empresas, Excelência, tinham interesses não só dentro da Petrobras, mas em vários outros órgãos de governo, a nível de ministério, a nível de secretaria, etc., disse Paulo Roberto.

    O delator recordou ao juiz que os ministérios são comandados por partidos políticos. E prosseguiu:

    — “Então, se a empresa deixasse de contribuir com determinado partido naquele momento, isso ia se refletir em outras obras… Os partidos não iam olhar isso com muito bons olhos.

    Sérgio Moro perguntou a Paulo Roberto se ele já havia testemunhado algum caso de empreiteira que tivesse se negado a pagar as propinas.

    — Não, nunca. Houve alguns atrasos. Mas nunca tive conhecimento que deixaram de pagar, devido a esses interesses maiores a nível de Brasil.

    O juiz perscrutou: e se as empreiteiras fechassem o cofre? Paulo Roberto, “a nível de” didatismo, caprichou:

    — Essas empresas tinham interesses em outros ministérios, capitaneados por partidos. São as mesmas empresas que participam de várias outras obras a nível de Brasil —ferrovias, rodovias, hidrovias, portos, usinas hidrelétricas, saneamento básico, Minha Casa, Minha Vida. Ou seja: todos os programas, a nível de governo, nos ministérios, têm políticos e partidos. Se você cria um problema de um lado, pode-se criar um problema do outro. No meu tempo lá, não lembro de nenhuma empresa que tenha deixado de pagar.”

    Num país em que a restauração da moralidade depende do suor do dedo de personagens como Paulo Roberto, quem consegue segurar o vômito provavelmente está mal informado. Feita essa ressalva, é possível enxergar o lado bom do ministério de Dilma. Mesmo que seja necessário procurar um pouco.

    Por exemplo: num instante em que o brasileiro lamenta que a Petrobras tenha descido ao balcão, é alvissareiro notar que a nova equipe de Dilma não aumenta a taxa de fisiologismo na Esplanada dos Ministérios.
    Continua nos mesmos 100%.
    Algo que torna o lema da campanha do PT —‘Governo novo, ideias novas’— perfeitamente realizável.

    Mediocridade e mesmice não faltam.

    A equipe de Dilma ainda não está completa.

    Até o final do ano, ela trará à luz os nomes de mais duas dezenas de ministros.
    A julgar pela amostra inicial, a presidente fará o pior o melhor que pode.

    Errar qualquer um consegue. É humano.

    Mas Dilma escolhe o erro com raro esmero.

    Parece decidida a demonstrar que, entre o certo e o errado, há sempre lugar para mais equívocos.

  239. Patriarca da Paciência said

    VENINA CAUSOU PREJUÍZOS DE R$ 25 MILHÕES À PETROBRAS

    Comissão interna de sindicância responsabiliza Venina Velosa, que foi tratada como heroína pela Globo, por quatro ‘não conformidades’ na execução da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, que elevaram os custos em R$ 4 bilhões; o ponto que a implica diretamente é a contratação da empresa Alusa, para a construção da casa de máquinas do empreendimento; segundo a empresa, a equipe liderada por Venina desconsiderou descontos de R$ 25 milhões; sem ter conseguido atingir seu objetivo, que era a demissão da presidente Graça Foster, Venina também decidiu processar a empresa, alegando assédio moral

    http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/164597/Venina-causou-preju%C3%ADzos-de-R$-25-milh%C3%B5es-%C3%A0-Petrobras.htm

    E a “moralista de ocasião” pode ainda ser processada por omissão. Onde já se viu conviver anos e anos, em estreita colaboração, com o corrupto-mor e não apresentar uma única denúncia formal ?

    Será que ela vai alegar que “não sabia de nada” ?

  240. Patriarca da Paciência said

  241. Pax said

    matando a mensageira pra ver se livra a cara do pecado, caro Patriarca?

    caramba.

  242. Pax said

    acredito que agora o PT mostrou sua cara de Partido dos Trabalhadores

    Kátia Abreu e Gilberto Kassab que o digam… mais puros representantes da…. classe …. trabalhadora? será mesmo?

    Dá-lhe Dilma, coração valentão mesmo. Matou a cobra (os trabalhadores) e mostrou o pau… (a cara do neo PT).

  243. Patriarca da Paciência said

    “matando a mensageira pra ver se livra a cara do pecado, caro Patriarca?”

    Mensageira, caro Pax,

    a santarrona conviveu anos e anos com o corrupto-mor, em estreita colaboração, nunca apresentou qualquer denúncia, apenas quando o corrupto-mor foi afastado e, por consequência, ela também, a dita cuja se arvora de “honestíssima” ?

  244. Patriarca da Paciência said

    “As duas etapas já anunciadas da reforma ministerial demonstram que a presidente Dilma Rousseff teve uma visão clara dos desafios que rondavam – e ainda rondam – seu segundo mandato; o primeiro movimento, com a chegada de Joaquim Levy e Nelson Barbosa, que se somaram a Alexandre Tombini, visava recuperar a confiança dos agentes econômicos; o segundo, com ministros que têm lealdade, densidade política e capacidade administrativa (Cid Gomes, Jaques Wagner, Eduardo Braga e Gilberto Kassab já governaram estados importantes e a maior cidade do País) garantem estabilidade política; nuvens escuras no horizonte começam a se dissipar; artigo de Leonardo Attuch”

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/164642/Dilma-enxergou-problemas-reais-e-agiu-com-precis%C3%A3o.htm

  245. Patriarca da Paciência said

    Bom político é isso aí. Aprende com os erros e parte para as correções. Não fica se lamentando ou tentando desqualificar os adversários. Acho que o ministério do segundo mandato da Dilma já segue o caminho apontado pelo Lula :

  246. Daise said

    “PAPUDO DA PAPUDA” (que se julga patriarca e mora no morro da Paciencia ( perto de Floripa…mas não muito)

    Acho que o ministério do segundo mandato da Dilma já segue o caminho apontado pelo Lula :

    O FRACASSO E A INCOMPETÊNCIA

    lula já é pré-candidato….usa até gravata brasil varonil !!! rsrsrs

  247. Patriarca da Paciência said

    Uma breve biografia do Bolsonazi, realmente interessante:

    http://bolsonazi.tumblr.com/

  248. Daise said

    ALLIEN: O OITAVO PASSAGEIRO

  249. Daise said

    Il condotieri

    desenhando para o P da Papuda (# 246)

    A cada vez que lula sente seu prestígio (e auto estima) em risco…como no caso, agora, da “distribuição de cargos”…lula resolve gravar um video.
    Para se posicionar como força superior,”liderando e conduzindo” o “povo” ao aperfeiçoamento das instituições.
    Lula tá danado !…como se diz na minha terra (Ceará) !

    Mas e a “grana”. “Mané luiz inácio”? ..vai devolver?

    PS Aguardamos também um video cdo Instituto lula com esclarecimentos sobre
    “La Vie en Rosemary” – a (ex) Primeira Amante…

  250. Pax said

    o ministério da Dilma acaba com o mistério do destino do PT

    foi

    sem volta

  251. Daise said

    A PERUA DE NATAL

  252. Patriarca da Paciência said

  253. Elias said

    I
    “As duas etapas já anunciadas da reforma ministerial demonstram que a presidente Dilma Rousseff teve uma visão clara dos desafios que rondavam – e ainda rondam – seu segundo mandato; o primeiro movimento, com a chegada de Joaquim Levy e Nelson Barbosa, que se somaram a Alexandre Tombini, visava recuperar a confiança dos agentes econômicos;”

    Não sei quem é mais medíocre: o “agente econômico” que “recupera a confiança” no governo, só porque ele nomeou Fulano e/ou Sicrano, ou o governo que se deixa levar nessa onda…

    Num lugar onde a população usasse a cabeça pra algo mais que separar as orelhas, o correto seria confiar ou não no governo, segundo confiasse ou não num plano de ação que o governo apresentasse.

    II
    “Mensageira”?

    Tás cada vez pior, Pax.

    Essa mulher, a tal de Venina, não é mensageira, porra nenhuma! É só uma criminosa. Uma ladra, que resolveu dedurar seus comparsas, pra tirar vantagem disso.

    O fato delas ter se tornado uma alcaguete não a faz melhor que os demais. Ao contrário, ela é pior. Dedo duro nunca é melhor que ninguém. Dedo duro é o que está abaixo do último degrau. A gente usa os dedos duros pra acelerar a pesca de peixes maiores, mas sem perder de vista que dedo duro é a escória dentro da escória. É o rebotalho que já não presta. O resto do resto.

    E aí está o drama do PT. O preço que ele paga por ter se desnaturado, vendendo a alma em troca do poder.

    Agora, qualquer batedor de carteira, ao ser apanhado com a boca na botija, vai propor acordo de leniência, e vai dizer que ele rachava o produto de seus furtos com o PT…

  254. Pax said

    A Venina é ladra, os diretores são santos, Dilma é uma anja e Lula é deus, sim.

    Sei…

  255. Pax said

    lembro que um dia mencionei uma amiga que reclamava que seu trabalho na Petrobras tinha ficado um inferno depois da empresa tomada de assalto pelos meliantes

    e fui absolutamente atacado aqui

    pelo Elias

    que tudo sabe, menos dos podres do seu partido

  256. Patriarca da Paciência said

    “Nunca existiu uma criança alemã criada em uma masmorra, sem contato com seres humanos e alimentada a pão e água. Kaspar Hauser, o jovem selvagem celebrado no filme de Werner Herzog de 1974, realmente existiu no início do século XIX, mas inventou a própria história para conseguir dinheiro, conquistar a generosidade alheia e, quem sabe, alguma fama. Jan Bondeson, professor da faculdade de medicina da Universidade de Gales, na Grã-Bretanha, vasculhou bibliotecas e documentos históricos sobre o caso e, juntado a esses indícios os avanços da ciência moderna, descobriu que, por critérios hoje óbvios para a medicina, o garoto bem desenvolvido física e mentalmente jamais poderia ter um passado tão desolador.”
    (revista Veja)

    Quanta bobagem !

    Se há seres humanos que conseguem sobreviver ao vírus ebola, ao vírus da AIDS etc. por que um ser especial, claro que um entre milhares, não sobreviveria a uma masmorra ?

    Parece até a “ciência” do olavo de carvalho e do reinaldo rolabosta !

  257. Pax said

    A tal JBS, dona da Friboi, da Swifith e outras … veja aqui suas marcas ( http://www2.jbs.com.br/NossasMarcas.aspx ) metida na roubalheira geral…

    Pagou campanha da Dilma, do Aécio por via das dúvidas, tem fofocaiada que o Lulinha, ex-limpador de bosta de macaco que hoje é um gênio dos investimentos, participa etc…

    pois bem

    a tal JBS não iria escapar na Lava Jato, claro que não

    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/policia-federal-descobre-r-800-mil-da-jbs-em-contas-de-fantasma-de-doleiro-da-lava-jato/

    provavelmente só a ponta do iceberg

    com o PT toda corrupção é mégalo!

    (com o PSDB idem ibidem)

  258. Daise said

    PAX BIPOLAR ?

    Cada vez que encontra “algo” contra o pt, o Pax aproveita pra descer o cacete no PSDB.

    Todo dia!
    Um isento…de responsabilidades.Badass sabe e pega no pé. rsrsrs

    deve ser “Síndrome de Patriarca”, aquela que emburrece, mas não mata.

    O principal sintoma é perder a censura.

  259. Patriarca da Paciência said

    Na avaliação da “óia” Aécio Neves é o pior senador brasileiro. Nota zero !

    “É quase surreal que a revista Veja, que sempre foi tucana e rompeu qualquer barreira ética na disputa presidencial de 2014, tenha classificado o senador Aécio Neves (PSDB-MG), em seu ranking dos parlamentares mais atuantes do País, como o pior senador brasileiro, com nota zero; qual será o significado disso?; será que as elites paulistas já começam a definir que ele não será candidato em 2018?; com Aécio fora do jogo, restam dois favoritos: o governador Geraldo Alckmin e o senador José Serra”.
    (247)

    Minha opinião é que o Aécio jogou a toalha. Viu que não tinha qualquer chance de provocar “terceiro turno” e começou a se aquietar. Aí a “óia”, que contava com o aecim para ser o batedor de bumbo, o barulhento mor das suas papagaiadas, ficou desesperada e criou aí essa lista onde o netinho do Tancredo aparece como o pior senador brasileiro.

    A “óia” não “faia”, mas às vezes “atrapaia”, principalmente a ex-aliados !

  260. Patriarca da Paciência said

    A beleza e a simplicidade da música popular brasileira:

  261. Daise said

    C.Q.D.

    “Síndrome de Patriarca”, aquela que emburrece, mas não mata.

    Foi demonstrado…

  262. Daise said

    Por que este cara estava ajudando a pagar a “fiança” do Enivaldo Quadrado,

    USD 15 mil conforme testemunhou a contadora do Youssef?

  263. Daise said

    Meire Poza, a ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, revelou nesta quarta-feira à CPI da Petrobras que foi três vezes, em maio, junho e julho deste ano, pegar dinheiro com um militante do PT a pedido de Enivaldo Quadrado, um dos condenados no escândalo do mensalão. Em duas ocasiões, recebeu um pacote de reais. Em outra, dólares.

    No mês passado, VEJA revelou que o mensaleiro Enivaldo Quadrado estava chantageando o PT. Ele ameaçava revelar que, em 2004, o partido comprara por 6 milhões de reais o silêncio do empresário Ronan Maria Pinto, que — em outra chantagem — ameaçava envolver o ex-presidente Lula, o ministro Gilberto Carvalho e o ex-ministro José Dirceu no assassinato do prefeito Celso Daniel, de Santa André.

    O que assustava os petistas era a possibilidade de Enivaldo desvendar para a Polícia Federal todo o significado de um documento apreendido no escritório do doleiro — um contrato mostrando que os tais 6 milhões de reais exigidos em troca do silêncio foram efetivamente transferidos para Ronan Maria Pinto em 2004.

    Meire Poza contou que foi três vezes à casa do jornalista Breno Altman, militante do PT e amigo do também mensaleiro José Dirceu, buscar “parcelas” equivalentes a 15.000 reais mensais. O dinheiro, de acordo com o depoimento prestado nesta quarta pela contadora, teria sido usado por Quadrado para quitar a multa imposta pela Justiça pelo seu envolvimento no escândalo do mensalão.

    A VEJA, no entanto, Meire Poza disse que Enivaldo Quadrado, seu amigo e parceiro de negócios, revelou que o contrato dos 6 milhões “era seu seguro de vida contra o PT”. Quando a polícia desencadeou a operação Lava Jato e apreendeu o documento com Alberto Youssef, ele viu a chance de ganhar um pouco mais com seu silêncio. A foto do maço de dólares (veja ao lado), dinheiro entregue por Breno Altman a Meire Poza no último encontro entre os dois, foi tirada por um dos envolvidos na transação como garantia de que o compromisso fora de fato cumprido.

    O tesoureiro do PT, João Vaccari, segundo a contadora, era o encarregado de administra o silêncio de Enivaldo Quadrado.

    Na primeira vez que esteve na casa de Breno Altman, Meire Poza conta que nem chegou a entrar.
    O envelope com dinheiro foi repassado ainda no portão. Depois, no segundo encontro, o próprio Breno recebeu a contadora na sala da casa dele para fazer o pagamento. A conversa, segundo a contadora, foi gravada. Nela, preocupado, Breno disse que seria preciso encontrar uma forma de forjar uma operação financeira para esquentar os pagamentos. A sugestão do petista foi simular a venda de um carro. Enivaldo Quadrado tem uma revenda de veículos em Assis (SP).

    As chantagens assombram o PT há tempos. Em 2012, o publicitário Marcos Valério prestou um depoimento à Procuradoria da República, em que revelou que Ronan Maria Pinto chantageou a cúpula do PT. Ele queria, segundo Valério, 6 milhões de reais para não comprometer Lula, o ministro Gilberto Carvalho e José Dirceu na morte do ex-prefeito de Santo André. Valério, então operador do mensalão, contou que foi procurado pelos petistas para providenciar o dinheiro.

    O contrato apreendido com Youssef em 2014 mostra que Marcos Valério ajudou a levantar a quantia e dá veracidade às informações prestadas por ele aos procuradores dois anos antes.

    Malas — Meire Poza também falou sobre o esquema montado pelo doleiro para recolher dinheiro das empreiteiras que tinham contratos com a Petrobras e distribuir a políticos. Na entrevista a VEJA, ela deu detalhes de como funcionava a engrenagem de corrupção. Foram horas de conversas, entrevistas gravadas e mensagens trocadas, nas quais ela confirma que malas e malas de dinheiro circulavam nas mãos de Youssef.

    Indagada por parlamentares sobre essa intensa movimentação de dinheiro, primeiro ela disse que não havia falado isso. Na sequência, porém, confirmou a circulação de grandes quantias e o repasse aos políticos, exatamente como estava descrito na entrevista — e em malas.

    A contadora relatou um episódio em que Youssef a convidou para fazer uma entrega: “Virei para olhar e tinha uma mala no banco do carro.” Na entrevista a VEJA, a contadora calculou que havia algo entre 2 e 3 milhões de reais dentro do carro.

    A contadora disse que o doleiro guardava grandes quantidades de dinheiro em seu escritório, em São Paulo. Relatou, ainda, que aos deputados André Vargas, ex-PT, e Luiz Argôlo, SDD, receberam pagamentos do esquema. Ambos estão respondendo a processo de cassação de mandato na Câmara.

    A seguir, a transcrição do trecho do depoimento de Meire Poza que fala da traficância de dinheiro em malas:

    O SR. MARCO MAIA (PT – RS) – A revista Veja atribuiu a seguinte frase à senhora: “O Beto lavava o dinheiro para as empreiteiras e repassava depois aos políticos e aos partidos. Era mala de dinheiro para lá e para cá o tempo todo”. A senhora disse isso?

    A SRª MEIRE BONFIM DA SILVA POZA – Não.

    O SR. MARCO MAIA (PT – RS) – Se sim, quem eram os políticos envolvidos, quais eram as empreiteiras e de onde viriam os recursos repassados?

    A SRª MEIRE BONFIM DA SILVA POZA – Talvez exista um exagero de colocação na frase. Isso não foi dito. Algumas situações que vi,que presenciei foram, por exemplo, numa determinada situação… Eu sei precisar a data porque existe outro fato ligado a isso, que foi em janeiro de 2014, eu estava indo para a GFD quando o Sr. Alberto estava saindo da empresa de carro e me pediu para que o acompanhasse. Ele falou: “Eu vou só até ali”. Eu falei: “Está bom”. Entrei no carro e falei: “Até ali aonde?” Ele falou: “Vou até ali, na Avenida Angélica”. Nós estávamos no Itaim Bibi, eu falei: “Poxa”. E eu tinha outro compromisso, que é realmente o que me faz recordar disso. Aí falei: “Não, mas não posso ir lá com você. Você vai demorar?” Ele falou: “Não, só vou entregar isso aqui”. Virei para olhar e tinha uma mala no banco do carro. Falei: “O que que é isso?” Ele falou: “É um dinheiro que tenho que levar na OAS, mas é rapidinho. Só vou entrar, entregar o dinheiro e sair”. Na ocasião, não fui com ele, pedi para que ele me deixasse no Conjunto Nacional, na Rua Augusta, em São Paulo, resolvi os meus problemas, ele foi até lá, na volta ele me pegou na Rua Haddock Lobo e retornei com ele. Então, isso é fato. Eu via muita movimentação de dinheiro a partir de 2013, que é quando ele se mudou para a GFD. Antes disso, não. Então, existia movimentação de dinheiro lá dentro da GFD. Era dinheiro que chegava e era colocado no cofre, era dinheiro que saía…

    Duas chantagens — e o elo entre a Lava Jato e o menslão

    Em 2012, Marcos Valério, o operador do mensalão, prestou um depoimento em que revelou que o PT usou a Petrobras para levantar 6 milhões de reais para pagar a um empresário que ameaçava envolver o presidente Lula, o ministro Gilberto Carvalho e o mensaleiro José Dirceu no caso do assassinato do prefeito de Santo André Celso Daniel. Dois anos depois, a Polícia Federal apreendeu o contrato de empréstimo que corrobora a informação.

    A CHANTAGEM DE 2014: O contrato de empréstimo foi apreendido no escritório do doleiro Alberto Youssef. Ele prova que a operação clandestina narrada por Valério de fato ocorreu. Enivaldo Quadrado ameaçava ajudar a PF a ligar esses pontos. Para evitar que isso acontecesse, o PT cedeu à sua chantagem.

    A CHANTAGEM DE 2004: No depoimento prestado ao Ministério Público, Marcos Valério contou que, em 2004, foi chamado por Silvio Pereira, então dirigente do PT, para organizar uma operação clandestina: levantar dinheiro para pagar a Ronan Maria Pinto, que ameaçava o presidente da República

  264. Patriarca da Paciência said

    Não existia combate à corrupção política antes do governo Lula

    A corrupção ainda é um grave problema no Brasil porque o combate à corrupção ainda está em sua infância. Tem pouco mais de 10 anos.
    É a partir do governo Lula que se cria a Controladoria Geral da União; a Polícia Federal multiplica seu efetivo e o número de operações; e as demissões de servidores envolvidos em ilícitos se tornam regra, e não exceção.
    É bem verdade que, antes, já existiam a Polícia Federal, o Ministério Público e uma Corregedoria-Geral da União. Mas alguém conhece alguma estatística relevante dessa época? Não existe. O combate à corrupção no governo FHC é traço.
    A única estatística mais polpuda daquela época é a do ex-procurador-geral da República de FHC, Geraldo Brindeiro, que, até 2001, tinha em suas gavetas mais de 4 mil processos parados – fato que lhe rendeu o apelido de “engavetador-geral da República”.
    De 2003 a 2013, compreendendo os governos de Lula e Dilma, a expulsão de servidores acusados de corrupção quase dobrou, passando de 268, em 2003, para 528, em 2013.

    http://correiodobrasil.com.br/noticias/opiniao/nao-existia-combate-a-corrupcao-politica-antes-do-governo-lula/704846/?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=b20140519

  265. Pax said

    mas…, o PSDB é diferente?

    claro que não, é criador — criador e criatura, PSDB e PT

    tudo farinha do mesmo saco, ajoelhados aos pés dos velhos coronéis, das velhas oligarquias, da velha direita de sempre

    aprenderam direitinho como enfiar a mão nos cofres públicos, aprenderam bem mesmo

  266. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    só existe uma maneira de diminuir a corrupção (a extinção é impossível), é tornar impossível a sua prática. Isto é regra geral, seja aqui, na China, nos “steites” ou em qualquer outro lugar. O combate à corrupção tem apenas 10 (dez) anos no Brasil, então está apenas “quase saindo da infância”. Leia o link do comentário 264. Há várias estatísticas a respeito do assunto.

    O PT é bem diferente do PSDB, visto que começou a combater e a criar mecanismos de combate à corrupção.

    Fernando Henrique Cardos teve sua reeleição comprovadamente comprada. Alguns parlamentares até declararam o quanto receberam, ou seja, 200 mil reais em 1997/1998.

    Generalizar que “todos os políticos sejam corruptos”, acho eu, não ajuda em nada.

    O combate tem que ser realista, consistente e constante. Fiscalizar e se manter fora da corrupção – eis o único remédio.

  267. Pax said

    Caro Patriarca,

    O PT não é nada diferente do PSDB. Esse papo que só começaram a combater a corrupção com o PT é conversa pra boi dormir.

    Há, hoje em dia, uma enorme discussão se o PT é mais corrupto de todos.

    Tenho discutido isso alhures. A questão é que não há um indicador que meça isso consistentemente.

    O que podemos afirmar é: o PT é corrupto pacas. Se é mais ou menos que os outros fica difícil dizer.

    Mas, pelo andar da carruagem, menos corrupto é que não parece ser.

  268. Patriarca da Paciência said

    Olha aí a diferença, caro Pax:

    “A única estatística mais polpuda daquela época é a do ex-procurador-geral da República de FHC, Geraldo Brindeiro, que, até 2001, tinha em suas gavetas mais de 4 mil processos parados – fato que lhe rendeu o apelido de “engavetador-geral da República”.

    De 2003 a 2013, compreendendo os governos de Lula e Dilma, a expulsão de servidores acusados de corrupção quase dobrou, passando de 268, em 2003, para 528, em 2013.”

    “Antes de 2003, se os escândalos envolvessem políticos, aí é que não acontecia nada vezes nada. Apenas dois casos podem ser citados com algum destaque na atuação da PF.

    O primeiro foi a prisão de Hildebrando Pascoal, em 1999. Hildebrando era deputado pelo então PFL (hoje DEM) no estado do Acre e acabou condenado por chefiar um grupo de extermínio. Ficou célebre pela sessão de tortura em que uma pessoa teve os olhos perfurados; as pernas, os braços e o pênis amputados com uma motosserra; e um prego cravado na cabeça.

    O outro foi o caso Lunus, a operação da PF de março de 2002 que vasculhou a sede da construtora Lunus, de propriedade da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, então no PFL. Naquele ano, Roseana era candidata à Presidência da República e estava bem melhor posicionada nas pesquisas do que o candidato do PSDB, José Serra. A operação foi coroada de êxito: criou um escândalo que sepultou a candidatura de Roseana.

    O PSDB, que se diz contra o aparelhamento do Estado para fins partidários, tinha à frente da PF o delegado Agílio Monteiro Filho, que se candidataria a deputado federal pelo PSDB no mesmo ano de 2002.

    Não existia combate à corrupção política antes de 2003. Isso é coisa do Lula e dessa tal Dilma Rousseff, hoje acusados de fazerem pouco justamente por aqueles que não fizeram nada além de aparelharem o Estado para fins partidários.

    (*) Antonio Lassance é cientista político”

    http://www.cartamaior.com.br/?%2FColuna%2FNao-existia-combate-a-corrupcao-politica-antes-do-governo-Lula%2F30955

  269. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    nesse link da carta maior há vários gráficos mostrando a evolução do combate à corrupção.

    As coisas tem que ser feitas por etapas, investigar, indiciar, apresentar relatórios, julgar etc.etc.etc. Coisas que requerem muito tempo

  270. Patriarca da Paciência said

  271. Patriarca da Paciência said

    “Em algum momento do ano, a Veja tinha que publicar alguma coisa verdadeira, pela lei das estatísticas jornalísticas.

    Isso aconteceu em sua última edição do ano, numa lista com o desempenho dos parlamentares brasileiros em 2014.

    É um levantamento que a revista faz desde 2011, e que leva o pomposo nome de “Ranking do Progresso”.

    Segundo a Veja, “critérios objetivos” são usados para a classificação: não se trata apenas de assiduidade, mas da qualidade dos projetos apresentados.

    Na lista de 2014, entre os senadores, Aécio apareceu na última colocação. A nota que ele mereceu da revista foi, simplesmente, zero. A escala ia até dez.

    Ainda ontem, quando a informação viralizou na internet, alguns tentaram explicar a posição de Aécio.

    Um colunista do Globo, no Twitter, sugeriu que a posição de Aécio podia dever-se à campanha presidencial.

    Os internautas não engoliram a justificativa. Alguém lembrou que o senador Lindbergh Farias também esteve em campanha em 2014, e ficou na segunda colocação.”

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-explicacao-da-veja-sobre-aecio-na-lanterna-e-uma-das-piadas-do-ano/

  272. Elias said

    “…lembro que um dia mencionei uma amiga que reclamava que seu trabalho na Petrobras tinha ficado um inferno depois da empresa tomada de assalto pelos meliantesm e fui absolutamente atacado aqui pelo Elias que tudo sabe, menos dos podres do seu partido.” (Pax)

    Tu és bundão, mesmo, Pax. O direitopata mais bronco do Brasil!

    “depois da empresa tomada de assalto por maliantes…”. Tirada típica de cabeça de bagre a serviço da direita.

    Com isso, o cabeça de bagre quer dar a entender que, antes, era tudo certinho. Essas mesmas pessoas que agora foram apanhadas roubando, e que já estavam lá na Petrobrás muitos anos antes do PT chegar ao poder, antes eram honestíssimas. Elas se tornaram desonestas só depois que o PT chegou ao poder.

    Só um cabeça de bagre pode dizer tamanha bosteira… (mistura de besteira com… Vocês sabem!).

    E a amigadalha do cabeça de bagre, faz o quê na Petrobras? Se ela ocupa um cargo importante, a ponto de interferir nas decisões que envolvem corrupção de alto coturno, porque que essa figura, em vez de ficar fofocando com um cabeça de bagre, não faz uma denúncia ao Ministério Público ou ao TCU, ou à CGU?

    “empresa tomada de assalto…”?

    Cabeça de bagre… O PT passou a mandar na Petrobras porque venceu as eleições presidenciais de 2002, 2006, 2010 e de 2014, surrando o partido preferido pelos cabeças de bagre…

  273. Pax said

    Tomada de assalto pelos assaltantes do PT, caro Elias… só tu acha que tua braveza e macheza da internet assusta alguém.

    Tudo vês, menos a quadrilha que te cerca. Saia enquanto é tempo.

    Teu amigo já pulou fora faz tempo…

    http://lucioflaviopinto.wordpress.com/2014/12/28/governo-limpo/

  274. Pax said

    pelo andar da carruagem o PT vai passar o PP no quesito do blog

    mas o Elias, macho ou machucado, vai saber, acha que o blog vai arregar pra verborréia inútil

    o PT, caro Elias, virou um lixo sem tamanho

    com direito a triplex na beira da praia

  275. Elias said

    Patriarca,
    A conduta da Veja em relação ao Aécio era mais que esperada.

    O Aécio tinha até o final do ano pra fazer o jogo dele e ferrar com a Dilma. Caso contrário, iria pra lixeira, porque, em janeiro, o saco de malvadezas será aberto (e os cabeças de bagre vão começar a falar de “descontrução” do Aécio).

    Acontece que o tempo acabou, e Aécio não conseguiu lhufas… Logo, vai pro desdcarte.

    A “Piauí” mais recente, traz laudas de laudações a Alckmim, num extenso perfil escrito por uma jornalista da Veja. Logo a seguir, a dita Veja dá nota zero ao Aécio…

    Simples e claro como água. Pra se manter viva, a Veja precisa da grana pública do Estado de São Paulo. Alckmim não abre ocofre a troco de nada. Ele quer ser candidato em 2018 e, pra isso, precisa de mídia favorável.

    Só que, antes, precisa remover os obstáculos internos, que, na quadrilha tucana. atendem pelas alcunhas de Aecioporto Aeroneves, Fernandinho Bocamole e Bicho Serra (Cara de Cavalo, Praga de Mãe eCoisa Ruim).

    Quem embarcar no bote de Alckmim, vai flutuar com ele. Quem se recusar a isso, ele tentará afundar.

    Os indigitados terão que dançar a dança que se dança… Ou, então… Dançam!

    Quem se recusar a morrer de morte morrida, morrerá de morte matada…

    Deu pro Aécio…

    Venho cantando essas pedras desde novembro…

  276. Elias said

    Pax, meu caro cabeça de bagre,

    1 – O Lúcio Flávio Pinto jamais foi petista. Ao contrário, quase sempre ele esteve às turras com o PT. Lúcio Flávio Pinto é, apenas, um ótimo jornalista — sem dúvida, um dos melhores que este país já teve. Ele baixa a porrada em qualquer partido, principalmente (mas numca apenas) naquele que estiver no poder, fiel à máxima do Millor, de que “jornalismo é oposição; o resto, é armazém de secos e molhados…”. Tem passado o diabo por causa disso, mas é cabra macho e não afrouxa.

    2 – Claro que o PT se desnaturou, se corrompeu, e se tornou um partido igual a todos os demais. Quantas vezes eu já disse isso aqui? Centenas de vezes, talvez. Tu é que finges ignorar isso, porque és desonesto no debate (além de cabeça de bagre).

    3 – Os cabeças de bagre como tu, embora eventualmente reconheçam que o PT apenas se tornou igual aos demais partidos, se esmeram em fazer coro ao cantochão remelento da direita, agindo e falando como se o PT houvesse inventado a corrupção.

    4 – Quando àtua amigadalha, vou arriscar mais uma provocação: ela tá pau da vida, porque melaram o esquema do qual ela participava (pra beneficiar outros, iguais a ela).

  277. Pax said

    minha amiga está passando necessidades, caro Elias, marido desempregado, filhos etc…

    não, ela não faz parte da quadrilha

  278. Pax said

    não acho que o PT tenha inventado a corrupção, ele simplesmente gostou demais dela

    mais que os outros?

    tá se esforçando, sim

    por isso digo e repito, bobear passa o PP do Maluf

    no caminho que tá, não demora

  279. Elias said

    Pax, meu caro cabeça de bagre,

    I
    Se tua amiga está passando necessidades, então ela nunca fez parte da cúpula.

    Se não fez parte da cúpula, não tinha influência em decisões importantes.

    Se não tinha influência em decisões importantes, por que a vida dela ficou tão difícil no Petrossauro, depois que o PT assumiu o poder? Ninuém perde tempo emPTlhando a vida do sub do sub do sub, que, no frigir dos ovos, não influi nem contribui.

    E, se ela sabe de alguma coisa, por que não aproveita a onda e despeja tudo agora, em vez de ficar jogando conversa fora contigo?

    II
    Há algumas décadas, conheci um cara, direitopata até à medula da senhora mãe dele, que era funcionário do Petrossauro, e espalhava aos quatro cantos ter sido perseguido pelo pessoal que mandava no pedaço, antes de 1º abril de 1964.

    Tentei checar a história do cara, com amigos também funcionários da empresa. Descobri que ele era funcionário subalterno, sem nenhuma expressão dentro da companhia. As pessoas mal tomavam conhecimento da existência dele. Ele ele próprio não deixava por menos: não fedia nem cheirava. Vivia com o rabo encostado na parede, não participando dos movimentos políticos que, na época imediatamente anterior ao golpe militar, fervilharam na empresa. Não era contra nem a favor, antes pelo contrário, e, se possível,vice-versa.

    Aí veio o golpe… E ele passou a contar vantagem, criando pra si mesmo um passado heróico que jamais existiu…

  280. Pax said

    minha amiga, petista quase desistindo, é economista, simples pra caramba, trabalha na área financeira, simples analista… e reclamou que entrou uma máfia que se adonou da empresa.

    procura por aí que contei essa história tal e qual tempos atrás

    ela disse que a empresa ficou nojenta com a galera que entrou se dizendo e se achando dona, um bando de arrivista

    claro que vc não vai aceitar que esses caras são, sim, do …. PT

    afora a cúpula Ali Babá

  281. Patriarca da Paciência said

    Eu continuo com a firme convicção de que o combate à corrupção no Brasil teve início com o PT.

    Antes os casos de políticos punidos eram tão raros que até se pode enumerar todos eles, conforme o texto de Antônio Lassance:

    “O primeiro foi a prisão de Hildebrando Pascoal, em 1999. Hildebrando era deputado pelo então PFL (hoje DEM) no estado do Acre e acabou condenado por chefiar um grupo de extermínio. Ficou célebre pela sessão de tortura em que uma pessoa teve os olhos perfurados; as pernas, os braços e o pênis amputados com uma motosserra; e um prego cravado na cabeça.

    O outro foi o caso Lunus, a operação da PF de março de 2002 que vasculhou a sede da construtora Lunus, de propriedade da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, então no PFL. Naquele ano, Roseana era candidata à Presidência da República e estava bem melhor posicionada nas pesquisas do que o candidato do PSDB, José Serra. A operação foi coroada de êxito: criou um escândalo que sepultou a candidatura de Roseana.

    O PSDB, que se diz contra o aparelhamento do Estado para fins partidários, tinha à frente da PF o delegado Agílio Monteiro Filho, que se candidataria a deputado federal pelo PSDB no mesmo ano de 2002.

    Não existia combate à corrupção política antes de 2003. Isso é coisa do Lula e dessa tal Dilma Rousseff, hoje acusados de fazerem pouco justamente por aqueles que não fizeram nada além de aparelharem o Estado para fins partidários.”

    Então é isso aí, investigação, apresentação de provas, autuação de processo, julgamento etc.etc.etc. é um caminho lento e cauteloso.

    O que acontece é que ainda há pessoas que acreditam que presidentes são imperadores, ou seja, uma pessoa só “o rei, ou rainha, sol”, resolve tudo sozinho.

    Concordo também que “achar que o que está acontecendo no governo Dilma poderia acontecer em qualquer governo” é a mais pura ingenuidade.”

  282. Patriarca da Paciência said

    “…minha amiga, petista quase desistindo, é economista, simples pra caramba, trabalha na área financeira, simples analista… e reclamou que entrou uma máfia que se adonou da empresa.”

    Caro Pax,

    eu também não levo a menor fé nessa “sua amiga petista quase desistindo”. Aliás, pior que um ex-comunista, só um ex-petista, reinaldo rolabosta que o diga. Dizem que o dito cujo um dia foi petista, dar para acreditar ?

    Essa história de se fazer de vítima, de virgem em puteiro, como diz o Elias, geralmente é furada !

    Não levo a menor fé mesmo !

  283. Pax said

    acho que o texto ficou ruim, caro Patriarca, o quase desistinto é o petista Elias… o mesmo que fala que seu partido desnaturou, se corrompeu até a medula etc…

    aliás, o governo “Muda Mais”, da “coração valente” corta R$ 18 bilhões em benefícios previdenciários, anuncia volta da CIDE (impostos, taxas etc)…

    pra fazer os trabalhadores pagarem a conta do desgoverno.

    isso é o que o caro Elias chama de “esquerda”.

    e eu sou o “direitopata”.

    sei…

    que decepção… e ainda fatiando a roubalheira, PP na Integração (acho que é isso… com o DNOCS (depart Nacio de Obras Contra as Secas – conhecido por desviar para os coronéis faz décadas), o PSD do Kassab assumindo o Minha Casa Minha Vida, logo o Kassab envolvido até o rabisteco com as imobiliárias, o PR continua nos Transportes disputanto a tapas o DNIT, outro órgão de roubalheiras sem fim…

    que valentia desse governo de “esquerda”.

    chego a ficar impressionado.

  284. DAISE said

    aliás, o governo “Muda Mais”, da “coração valente” corta R$ 18 bilhões em benefícios previdenciários, anuncia volta da CIDE (impostos, taxas etc)…

    Dilma 2 WIRELESS

  285. DAISE said

    2014

  286. Patriarca da Paciência said

    “Deputado federal Silvio Costa (PTB) bateu duro nos oposicionistas ao governo Dilma por serem contrários às novas regras da pensão pós-morte e do seguro desemprego, duas das medidas tomadas pelo Executivo federal que, na prática, fazem parte da Reforma Previdenciária; de acordo com o petebista, “o problema é que a oposição não conseguiu construir um discurso para voltar ao Poder. Não aprendeu a conversar com o Nordeste. O que a oposição tem feito é arengar. Aécio Neves virou um arengueiro”
    (247)

    Assino embaixo !

  287. Patriarca da Paciência said

    “Lula conversou nos últimos dias com senadores e deputados do PT próximos a ele e deu o aval para que, após o anúncio do ministério de Dilma Rousseff, todos sintam-se à vontade para fazer as críticas que julguem necessárias.

    Pediu apenas que nenhuma declaração constranja a presidente.

    Por Lauro Jardim”

    O texto do Lauro Jardim está dentro das normas jornalísticas. Já a manchete da “ópia” (é o ópio dos babacas), é totalmente ridícula. Diz que “Lula AUTORIZOU petistas próximos a criticar o ministério de Dilma.”

    A alquimia da “óia, ópia” é mesmo impressionante !

  288. DAISE said

    LULA O ETERNO FARSANTE

  289. Patriarca da Paciência said

    Vejam só o que o jornal “O Globo” publica lá no meio da matéria sobre a vertiginosa queda da Petrobrás:

    “De acordo com dados da Economatica, a Vale também fechou o ano no vermelho, com queda de 36,82% no valor das ações preferenciais e de 34,55% nas ordinárias. O valor de mercado da mineradora encolheu R$ 70,526 bilhões, passando de R$ 178,163 bilhões em 2013 para R$ 107,637 bilhões neste ano.”

    Ou seja, a Vale, privatizada ainda no tempo do FHC, teve, praticamente, a mesma desvalorização da Petrobrás”

    Agora vejam só a manchete que saiu:

    Ações da Petrobras têm queda de 37% no ano.

  290. Patriarca da Paciência said

    http://g1.globo.com/economia/mercados/noticia/2014/12/acoes-da-petrobras-tem-queda-de-37-no-ano.html

  291. Patriarca da Paciência said

  292. Pax said

    Feliz 2015 rapaziada! Tenham uma boa passagem de ano e que o ano que vem nos traga saúde em primeiro lugar e felicidade pra todos.

    Valeu, mais um ano de PolitiAética feito por nós.

    Abraços gerais.

  293. DAISE said

  294. DAISE said

    https://pbs.twimg.com/media/B6OFaIBIQAAzQT3.jpg:small

  295. Patriarca da Paciência said

    Um grande Ano Novo a todos os frequentadores do Blog do Pax.

    Veja só, caro Pax, “A gente mal começou”. O Raul diz que a gente nem começou !

  296. Patriarca da Paciência said

    Reação comovente na posse da Presidenta Dilma:

  297. DAISE said

    OS 40 LADRÕES

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: