políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

PT: US$ 200 milhões, em viés de alta

Posted by Pax em 06/02/2015

A Operação Lava Jato descortina, segundo farto noticiário, um modelo corrupto com três grupos evidentes de criminosos. O primeiro grupo é interno, gerentes, diretores e sabe-se lá quem mais na “cadeia alimentar”. O segundo grupo de dirigentes das empresas fornecedoras, que pagavam propina para receberem contratos irregulares, superfaturados ou nem mesmo realizados. O terceiro grupo é de criminosos políticos. Partidos e políticos que nomeavam gerentes e diretores e recebiam parte dessas propinas.

Difícil, quase impossível, acreditar que o partido do atual governo não tenha atuação determinante nesse esquema. Ontem o tesoureiro do PT teve que ser levado à força para depor.

“O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco disse, em depoimento de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal  (MPF), em novembro do ano passado, que o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, recebeu propina em nome do partido em 90 contratos da Petrobras, num total entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões”.

Ainda há quadrilheiros e militantes que defendem o indefensável. Que assumam suas responsabilidades os que se beneficiaram. E as vergonhas, os que sustentam infantilmente o esquema dos criminosos em atuação.

Muita água deve rolar debaixo desta ponte. Cabeças também.

Delator diz que PT recebeu propina de até US$ 200 milhões; partido nega

André Richter – Enviado Especial da Agência Brasil/EBC Edição: Jorge Wamburg

O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco disse, em depoimento de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal  (MPF), em novembro do ano passado, que o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, recebeu propina em nome do partido em 90 contratos da Petrobras, num total entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões.  Em nota oficial, o partido reiterou que recebe apenas doações legais, que são declaradas à Justiça Eleitoral, e prometeu processar seus acusadores “pelas mentiras proferidas contra o PT”.

As declarações de Barusco foram divulgadas após decisão do juiz federal Sérgio Moro, que retirou o sigilo das investigações da nona fase da Operação Lava Jato, iniciada hoje (5). Para estimar a quantia, o ex-gerente se baseou no valor que recebeu, US$ 50 milhões. Segundo ele, Vaccari começou a operar o esquema a partir do momento em que assumiu o cargo de tesoureiro do partido. Desde então, disse Barusco, o tesoureiro foi responsável por operar os recebimentos por parte do PT.

Barusco  confirmou no depoimento que ele e  Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras entre 2003 e 2013, recebiam propina para facilitar que empresas assinassem contratos de grande porte com a estatal, como os da Refinaria Abreu e Lima e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).

Sobre o depoimento de Barusco, a assessoria de imprensa do PT divulgou nota oficial em que reitera que o partido recebe apenas doações legais e que são declaradas à Justiça Eleitoral.

“As novas declarações de um ex-gerente da Petrobras, divulgadas hoje, seguem a mesma linha de outras feitas em processos de ‘delação premiada’, que têm como principal característica a tentativa de envolver o partido em acusações, mas não apresentam provas ou sequer indícios de irregularidades e, portanto, não merecem crédito. Os acusadores serão obrigados a responder na Justiça pelas mentiras proferidas contra o PT”, diz ainda a nota.

Em nota, oO advogado de João Vaccari Neto, Luiz Flávio Borges D’Urso, também contestou as acusações de Barusco. Segundo a nota, Vaccari “há muito ansiava pela oportunidade de prestar os esclarecimentos que nesta data foram apresentados à Polícia Federal, para, de forma cabal, demonstrar as inúmeras impropriedades publicadas pela imprensa nos últimos meses, envolvendo seu nome”.

A defesa do tesoureiro do PT reitera, na nota, que o partido “não tem caixa 2, nem conta no exterior, não recebe doações em dinheiro – somente recebe contribuições legais ao partido, em absoluta conformidade com a lei, sempre prestando as respectivas contas às autoridades competentes”.

O advogado de Vaccari garante que ele “permanece à disposição das autoridades para prestar todos e quaisquer esclarecimentos, e que sua condução coercitiva, desta data, entendeu-se desnecessária, pois bastaria intimá-lo, que o Sr. Vaccari comparece e presta todas as informações solicitadas, colaborando com as investigações da Operação Lava Jato, como sempre o fez”.

Barusco também  afirmou que a ex-presidenta da Petrobras Graça Foster e Ildo Sauer, ambos ex-diretores de Gás e Energia, não tinham conhecimento dos desvios porque “não havia espaço para conversar isso” com eles.

O tesoureiro foi conduzido hoje de manhã à Superintendência da Polícia Federal em São Paulo para esclarecer a acusação de delatores de que atuava na cobrança de propina e de doações legais para o partido.

Em nota divulgada no site do PT, Vaccari disse que todos os questionamentos dos delegados foram respondidos. “Todas as perguntas feitas pelo delegado foram esclarecidas. Respondi a tudo com transparência, lisura e total tranquilidade.”

Anúncios

294 Respostas to “PT: US$ 200 milhões, em viés de alta”

  1. Patriarca da Paciência said

    O valor foi estimado, não existe a mínima prova a respeito, os valores seriam de 1997 até hoje, mas o Pax já considera uma “verdade absoluta”.

    Essa história de condenação antecipada é um velho hábito dos brasileiros.

    O mais incrível ontem, é que durante todo o telejornal da Globo, praticamente todo destinado a tal “fato”, não se falou uma única vez em corrupções do PMDB (que seria o partido mais implicado) e PSDB, que também deve disputar o primeiro lugar em corrupção.

    Mas é isso aí, a direitona anda polvorosa com os avanços sociais obtidos pelo Partido dos Trabalhadores. O que importa é “a morte do PT”, como já anda apregoando o reinaldo rolabosta !

    Esse pessoal que anda falando em “derrubar” a Dilma, não está nem aí, nesse caso pouco provável, para o fato que o governo iria cair nas s mãos, ou no colo, do Temer e do Cunha. Seria o governo Berlusconi ainda no meio da “Operação Mãos Limpas”.

    Seria o surrealismo do surrealismo !

  2. Jose Mario HRP said

    “Teve que ser levado a força?”
    Total desconhecimento da lei e dos procedimentos legais em casos assim.

    O tesoureiro não tinha sido intimado antes e nem recusara a compareer para ser ouvido.
    Mas mentiras porcas???
    E divertido a falta de vergonhade de certos pesonagens.

    A

    A conduçao coercitiva só cabe quando alguém se recusa comparecer.
    Leigo comentando é soda……

  3. Jose Mario HRP said

    Barbosão ganhou emprego em universidade(sem precisar trabahar)
    eois vai veljar, e gastar os bagos em Maiorca e Palm Beach… e apt.em Miami, pelos bons trabalhos, e o Moro o que levara desse bom e arbitrário “trabalho”?????
    Patriarca, brasileiro classe media gosta assim, primeiro desmoraliza e condena, e ……muito depois, se dê o direito de defesa!!!

    Certos sujeitos não aceitam até hoje que a Princesa Izabel tenha assinado a Lei Áurea…….
    KKKKKKKKKK

    Sem falar dos burregos que se escondem na Flórida…….

  4. Patriarca da Paciência said

    Cara HRP,

    Machado de Assis descreve, nos de livro Memorial de Ayres, o fato de um capitalista da época se mostrar profundamente indignado com o fato do governo se intrometer em assuntos da propriedade privada, ou seja, os escravos .

    Naquela época, ser humano ser mercadoria, era totalmente legal !

    Os saudosistas da escravidão não se conformam com a libertação dos trabalhadores brasileiros !

    E O Juiz Moro, levando à força, para prestar depoimento uma pessoas que não é réu, sequer foi intimada, é o cúmulo do absurdo. Ainda por cima chegou à casa ainda pela madrugada, quando todos ainda estavam dormindo. Sem dúvida nenhuma foi um espetáculo para a Globo. Como a condenação do José Dirceu, são negações do verdadeiro Direito ! É a volta do AI 5

  5. Elias said

    “Ainda há quadrilheiros e militantes que defendem o indefensável. ” (Corrupax-papaco-papaco, sempre papagaiando o que há de mais rasteiro e repetitivo no debate político brasileiro)

    Os marginais que — comprovadamente e confessadamente — recebiam propinas para favorecer empresas desonestas tanto quanto, têm sido pródigos em fazer declarações, vinculando seus atos desonestos a pessoas integrantes do governo e ao PT.

    A imprensa tem sido pródiga em divulgar essas declarações.

    A lei que disciplina o acordo de leniência é clara: só podem ser divulgadas as acusações que tenham sido comprovadas.

    Até aqui, só tenho visto a publicação de declarações dos marginais, acusando um monte de gente — e o PT,claro! — como partícipes dos crimes que eles cometeram.

    Declaração não é prova. Menos, ainda, declaração em acordo de leniência, já que, no caso, o declarante é parte interesssada.

    As declarações em acordo de leniência são objeto de troca: em contrapartida à delação, o declarante passa a fazer jus à leniência do Estado, sob a forma de uma punição menos severa. Nos acordos de leniência, o declarante se manifesta em causa própria. Sendo parte interessada, suas declarações, em princípio, devem ser recebidas com reservas. Dependem, para ser aceitas, de comprovação acima de qualquer dúvida.

    Pergunto: a mídia já divulgou alguma prova? Até agora, não vi nenhuma.

    Minha conclusão: ou o PT está enrolado até o pescoço, ou está sendo muito leniente com o pessoal da leniência.

    Na minha conta, já deveria ter enchido os cornos do MPF e da PF com processos, pelo vazamento de acusações não comprovadas, e os jornais e emissoras de tevê, pela divulgação. Depois disso é que processaria os marginais declarantes.

    Se são falsas as acusações feitas pelos marginais, o quadro atual pressupõe a ocorrência de três ordens de delitos:

    I – o delito do dedo-duro: acusação sem prova, ou seja, calúnia (mas o cagueta não pode ser acusado do vazamento, já que não é responsabilidade sua preservar o sigilo das declarações queem sigilo fez — daí porque é indevido convocá-lo para prestar depoimentos em Comissões Parlamentares de Inquérito));

    II – o delito da autoridade (MPF ou PF) que recepcionou as declarações do marginal e permitiu o vazamento (difamação na área penal, negligência / imperícia / imprudência na esfera civil e desídia na esfera administrativa);

    III – o delito do órgão de imprensa que divulgou a declaração não provada (difamação e afronta a proibição expressa da lei que disciplina o acordo de leniência).

    Os furos nos proceduimentos são mais do que evidentes, pra quem minimamente conhece as leis desta pátria que me pariu. Daí porque a extrema passividade do PT me desperta extrema estranheza.

  6. Elias said

    Patriarca,
    Se o tesoureiro do PT realmente não foi intimado, o partido deve requerer o afastamento do juiz, por ter determinado que o cara fosse conduzido à força.

    Procedendo desse modo, o juiz demonstrou não ter isenção.

    Se for isso mesmo, a ausência de uma reação à altura estimulará a repetição e o agravamento das irregularidades.

    É preciso não esquecer que o Judiciário é o mais corrupto dos poderes de nosso país, e que, com frequência, juízes brasileiros tomam decisões extremas, tendo em vista desfrutar da popularidade proporcionada pela exposição na mídia.

  7. Guatambu said

    Eu acho mesmo que o PT tem que investir contra a investigação.

    Da maneira mais agressiva e declarada que puder.

    Para mostrar ao brasileiro o que é bom pra tosse.

    200 milhões em dinheiro encontrados?!

    Isso não quer dizer nada. Isso não é nada.

    Pode chorar. Pode espernear.

    É assim que se mata o povo: humilhando o estado de direito dele.

  8. Pax said

    Guatambu, meu caro,

    O PT é, segundo o Elias, um coitado perseguido.

    =)

    só rindo mesmo.

    o comando manda, o Elias espalha, como bom escudeiro

    dos quadrilheiros

    os caras roubaram a rodo mesmo, BR é só uma das pontas

  9. Pax said

    A galera perdeu qualquer escrúpulo mesmo. Fosse o Silvinho Land Rover pedia pra voltar…

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/02/1586067-tesoureiro-do-pt-e-aplaudido-em-belo-horizonte-em-encontro-do-partido.shtml?cmpid=%22facefolha%22

  10. DAISE 2.0 said

    PT chega aos 35 com corpinho de US$ 200 mi
    Josias de Souza

    O pior da velhice é a amnésia. O PT, por exemplo, festeja seu aniversário de 35 anos nesta sexta-feira, em Belo Horizonte, como um velho desmemoriado. Já não é tão atraente. Mas conserva certa capacidade de sedução. Aos trancos, acaba de levar Dilma ao poder federal pela segunda vez. Só não consegue lembrar para quê.

    Em maio de 2014, na convenção que aclamou Dilma como recandidata ao Planalto, Lula comparou o PT que ele fundara em fevereiro de 1980 ao ex-PT que ocupa a Presidência da República há 12 anos:

    “Nós criamos um partido político foi para ser diferente de tudo o que existia”, disse o morubixaba petista. “Esse partido não nasceu para fazer tudo o que os outros fazem. Esse partido nasceu para provar que é possível fazer política de forma mais digna, fazer política com ‘P’ maiúsculo.”

    Lula foi ao ponto: “Nós precisamos recuperar o orgulho que foi a razão da existência desse partido em momentos muito difíceis, porque a gente às vezes não tinha panfleto para divulgar uma campanha. Hoje, parece que o dinheiro resolve tudo. Os candidatos a deputado não têm mais cabo eleitoral gratuito. É tudo uma máquina de fazer dinheiro, que está fazendo o partido ser um partido convencional.”

    Haverá novo discurso de Lula na celebração desta sexta. Será divertido ouvir o que tem a dizer sobre a revelação de que o PT mordeu até US$ 200 milhões em dez anos apenas numa das diretorias da Petrobras convertidas em “máquinas de fazer dinheiro”.

    Para alguém que aperta o botão do “não sabia” sempre que estoura uma encrenca, Lula até que dispõe de um bom diagnóstico: dinheiro. O diabo é que ele não consegue aviar uma receita. Não é que não enxergue a solução. O que ele não vê é o problema.

    Para Lula, “não é possível aceitar gratuitamente a tentativa da elite brasileira de destruir a imagem da Petrobras, uma empresa que durante tantos anos é motivo de orgulho para o nosso povo.” Talvez devesse pedir ao companheiro João Vaccari, outro convidado da festa, para deixar em paz as arcas da estatal.

    O mensalão não ensinou nada a Lula. “Precisamos começar a nos preocupar, porque o problema não são apenas os companheiros que estão presos”, disse ele na convençao de 2014. “O problema é que a perseguição é contra o nosso partido. A perseguição é porque eles não admitem […] que a gente consiga provar que é possível fazer nesse país o que eles não fizeram durante tantas décadas.”

    Torça-se para que Lula olhe no espelho antes de seguir para o local da festa do PT nesta sexta-feira. Com sorte, enxergará na imagem refletida o semblante de um culpado. Hoje, rouba-se do erário brasileiro como nunca antes na história desse planeta. E na Petrobras a tinta que nomeou os larápios saiu da caneta de Lula.

    O padrinho de Dilma costuma dizer que o melhor a fazer é “partir pra cima” dos seus adversários, endurecendo o discurso. O diabo é que falar em endurecimento na sua idade passa uma impressão menos política do que freudiana. De resto, um partido como o PT —35 anos, com corpinho de US$ 200 milhões— já perdeu muito da sua capacidade de endurecer.

  11. Patriarca da Paciência said

    Veja aí, Elias:

    Iran Bayma

    “CONDUÇÃO COERCITIVA (de Vaccari Neto, tesoureiro do PT). Quando cabe: Cabe quando uma pessoa a ser ouvida pela autoridade é chamada a prestar esclareimentos espontaneamente e se recusa, ou se não se recusa, simplesmente não atende ao chamado. Vaccari Neto nunca foi chamado a comparecer espontaneamente perante a autoridade, nunca se recusou a comparecer. Por que então ele foi conduzido coercitivamente? 1º porque ele é do PT; 2º porque o Moro assim determinou; 3º porque o Estado de Direito é apenas um detalhe quando o povo é desinformado; 4º preto, pobre e petista na Africa do Sul, digo no Brasil é tratado de qualquer jeito. Aliás os agentes públicos do Estado brasileiro nunca foram tão vassalos do “apartheid” descaradamente assumido pela elite brasileira e pela Rede Globo nos dias atuais.
    POLÍCIA FEDERAL ESCALANDO O MURO DA CASA DO CONDUZIDO COERCITIVAMENTE: Por que coube: 1º porque era de madrugada (dá pra ver nas imagens que a Rede Globo com orgasmos de seus reporteres noticiou); 2º porque o Vaccari, por ser de madrugada, estava dormindo; 3º porque a condução coercitiva foi uma farça para provocar espetáculo e diminuir a imagem do PT no dia do seu aniversário. 4º porque não basta a farça, ela deve ter também um leve sabor de humilhação para escrachar de vez a imagem do inimigo; 4º porque mais uma vez Estado de Direto é conversa pra boi dormir. O que vale é no final disso tudo abocanhar os 2 trilhões de dólares do pré-sal.”

    Mas parece que o governo está reagindo:

    “Ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, classificou como “abuso” o mandado de condução coercitiva contra o tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que foi levado a depor ontem na sede da PF em São Paulo; “Quando a pessoa sequer está indiciada não dá para falar em acusações”, disse ele, em Belo Horizonte ”
    (247)

  12. Patriarca da Paciência said

  13. DAISE 2.0 said

    A empreiteira e o amigão de Lula

    Documento do BC comprova que José Carlos Bumlai contraiu um empréstimo irregular de R$ 12 milhões junto ao banco da construtora Schahin. Em troca, a empreiteira ganhou contratos com a Petrobras. Parte do dinheiro teria sido usada para comprar o silêncio

    Relatório inédito do Banco Central anexado a um inquérito da Polícia Federal, obtido com exclusividade por ISTOÉ, revela que o pecuarista José Carlos Marques Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, obteve em outubro de 2004 um empréstimo de R$ 12 milhões junto ao Banco Schahin. O documento desmonta a versão de Bumlai de que nunca havia contraído financiamento do banco e reforça denúncia do publicitário Marcos Valério feita em 2012. Naquele ano, em depoimento ao Ministério Público Federal, o operador do mensalão afirmou que o pecuarista intermediou uma operação para comprar o silêncio do empresário de transportes Ronan Maria Pinto. Segundo Valério, Ronan ameaçou envolver o ex-presidente Lula, e os ex-ministros José Dirceu e Gilberto Carvalho no assassinato do então prefeito de Santo André Celso Daniel. Valério tentava um acordo de delação premiada e disse ainda que, como contrapartida ao empréstimo a Bumlai, a Schahin foi recompensada com contratos bilionários de arrendamento de sondas para a Petrobras. Os contratos estão na mira da Operação Lava Jato, que incluiu a Schahin no inquérito aberto para apurar o esquema de pagamento de propina e desvios na Petrobras, conforme antecipou ISTOÉ em sua última edição.

    leia mais aqui:
    http://www.istoe.com.br/reportagens/403624_A+EMPREITEIRA+E+O+AMIGAO+DE+LULA?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

  14. Patriarca da Paciência said

  15. Patriarca da Paciência said

    Nova lei no Brasil. Quem for amigo do Lula ou ex-mulher de José Dirceu, não podem obter empréstimos bancários. Revogam-se as disposições em contrários.

  16. Patriarca da Paciência said

    Adendo do AI 5 do juiz Moro:

  17. Jose Mario HRP said

    Patriarca,, aui nesse post/coment, só um alerta ao “grupo” do Pax.
    Isso está acontecendo……..mas quem se importa?????
    Vale tudo “pela moral e os bons costumes’ já dizia o velhaco de pijama do Clube Militar…..

  18. Patriarca da Paciência said

    HRP,,

    eu também estou totalmente de acordo com a tese de que O Zé Cardoso tem que sair. O cara é ou não é ministro da Justiça ? Será que ele vai deixar mesmo que um Policial Federal do Paraná invada um ministério e leve um ministro algemado ? E se for ele próprio ?

    Chega Zé Cardoso ! Você já passou dos limites !

  19. Patriarca da Paciência said

    “Segundo o jornalista Luis Nassif, a presidente Dilma Rousseff deveria substituir o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, em razão de supostos abusos que estariam sendo cometidos pela Polícia Federal; “Dilma vem ultrapassando todos esses limites de desatenção”, diz ele; “Provavelmente irá acordar quando um delegado do Paraná invadir o Palácio do Planalto para levar algum Ministro algemado”
    (247)

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/169340/Nassif-prega-a-demiss%C3%A3o-de-Jos%C3%A9-Eduardo-Cardozo.htm

  20. Jose Mario HRP said

    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/a_matriz_de_todos_os_escandalos

  21. Jose Mario HRP said

    A ORDEM AGORA, NA PIG, É QUANDO FOREM PRONUNCIADAS AS PALAVRAS CRISE HIDRICA LOGO EM
    SEGUIDA SE ACRESCENTARA “E ENERGETICA” assim se atinge também o pt, e livram a cara
    do alckiminho…….
    Vem aí o 04 X 02…….04 dias sem lavar as cuecas.

    viva meu poço !!!!!

  22. Patriarca da Paciência said

    HRP,

    vi uma boa no “Feicebuk”.

    O patriarca paulista fala assim para a sua família:

    “Hoje só pode tomar banho quem tem o final de celular 1,2, e 3, escovar os dentes quem tem final 4,5 e 6, e fazer cocô quem tem final 7,8,9 e 0 !”.

  23. Patriarca da Paciência said

    Nova lei no Brasil. Quem for amigo do Lula ou ex-mulher de José Dirceu, não podem obter empréstimos bancários. Revogam-se as disposições em contrários.

    Já os amigos do Aécio podem transportar meia tonelada de cocaína em helicóptero:

  24. Patriarca da Paciência said

    Disse o Lula (mais claro é impossível !)

    “Nossos adversários não podem dizer qual é o seu projeto; porque é antinacional, contrário ao desenvolvimento, é um projeto que exclui milhões de pessoas do processo econômico e social.

    Eles só podem atacar o PT e o nosso governo com as armas da irracionalidade e do ódio.

    Não têm, nunca tiveram, autoridade para falar em nome da ética, mas é nesse campo que tentam desesperadamente nos atingir. Eles, que jamais investigaram a fundo uma denúncia de corrupção. Eles, que varriam escândalos para debaixo do tapete. Eles, que alienaram o patrimônio da Nação “no limite da irresponsabilidade”.

    Foi o governo do PT que acabou com a impunidade que eles cultivaram por tanto tempo. Nenhum outro governo fez mais para combater a corrupção nesse País, conforme a presidenta Dilma deixou claro na campanha eleitoral.

    Mas vejam o que está ocorrendo em torno da Petrobrás. Desde o início da campanha eleitoral, nossos adversários manipulam uma investigação institucional, com o objetivo de criminalizar o PT.

    Esta investigação, como todas as outras iniciadas em nosso governo, deve ser levada até o fim, esclarecendo os fatos, apontando os responsáveis e levando seja quem fora a julgamento. É isso que a sociedade espera e é isso que vem ocorrendo nos governos do PT – ao contrário do que ocorria no tempo deles.

    Mas estamos assistindo a repetição de um filme com final conhecido. Pessoas são acusadas, por meio da imprensa, com base em vazamentos seletivos de uma investigação à qual somente alguns têm acesso. Não há contraditório, não há direito de defesa. E quando o caso chegar às instâncias finais da Justiça, o pré-julgamento já foi feito pela imprensa, os condenados já foram escolhidos e bastará apenas executar a sentença.

    Nossos adversários não se incomodam que essa campanha já tenha causado enormes prejuízos à Petrobrás e ao País. O que eles querem é paralisar o governo e desgastar o PT, a qualquer custo.

    Mais uma vez eles falharam na tentativa de voltar ao poder pelo voto. Ao que tudo indica, não querem mais esperar outra derrota: partem claramente para a desestabilização, investem na crise, apostam no caos. Na falta de votos, buscam atalhos para o poder, manipulando a opinião pública e constrangendo as instituições.

    Eles vão prestar contas à História sobre a maneira antidemocrática como vêm agindo.”

  25. Jose Mario HRP said

    16 mi pra essa fraude????????
    https://esportes.yahoo.com/noticias/dana-white-bloqueou-mais-r-131512436.html

  26. DAISE 2.0 said

    Tolinho e Bobinho andam indignados com a falta de reaçào dos petistas no governo.

    RA também…rsrsrs

    Dilma e Lula têm de deixar de lado a covardia e defender a roubalheira de peito aberto.
    Ou: Coragem, petistas! Ganhem as ruas em defesa do assalto à Petrobras. Não se esqueçam de pedir o apoio de Marcola, do PCC!

    Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva são dois covardes. Deveriam ter a coragem de defender, de peito aberto, a roubalheira na Petrobras. Deveriam deixar claro que os “nossos (deles) ladrões” são diferentes dos ladrões dos outros. Deveriam ser didáticos e explicar ao povo brasileiro que, quando o PT assalta os cofres públicos, está fazendo um bem ao país e à humanidade. Mas não! Preferem sair atacando inimigos imaginários. Nesta sexta, o partido fez em Belo Horizonte a festa dos seus 35 anos. Estava todo mundo lá, incluindo João Vaccari Neto. Um mínimo de bom senso, só um pouquinho, recomendaria que, durante o discurso da presidente ao menos, o tesoureiro do partido se retirasse do salão. Mas ele ficou. Todos ali, inclusive Dilma, conhecem o trabalho de Vaccari…

    Comento primeiro a fala da presidente. Segundo ela, os que erraram têm de pagar. Não me diga! Mas, em seguida, engatou a ladainha habitual: haveria um movimento golpista no país. É mesmo? Onde ele está? Quais são as forças de que dispõe? A que instrumentos recorreria? A quais armas? Não há golpismo nenhum! A presidente está é com medo.

    Dilma sabe que a Lei 1.079, que define os crimes de responsabilidade — também chamada de Lei do Impeachment —, está à espreita. A esta altura, se ainda faltam, se é que faltam, evidências da atuação dolosa da presidente no escândalo da Petrobras, a atuação culposa está escancarada. Nesta sexta, publiquei um vídeo de 2009, em que Dilma ataca a criação de uma CPI para investigar a Petrobras e assegura a excelência do sistema contábil da empresa. Como chefe da Casa Civil, ministra do PAC e presidente do Conselho da Petrobras, a sua obrigação funcional era mandar investigar as denúncias, parte delas nascida de relatórios do TCU que apontavam, por exemplo, superfaturamento na refinaria Abreu e Lima. Republico o vídeo:

    Não é que Dilma apenas tenha deixado de atuar. Não! Já na Presidência da República, recontratou Nestor Cerveró, que havia deixado a Petrobras. Golpe, minha senhora, foi ter esmagado a CPI em 2009 e, mais duas vezes, em 2014. Para que nada fosse investigado. Golpe é dilapidar o patrimônio do povo brasileiro. Aplicar uma lei democrática é só exercício do estado de direito.

    Lula
    O falastrão, que andava sumido, deu as caras na festança. Contou, como de hábito, uma mentira clamorosa: disse que o PT está ficando igual aos outros partidos. Errado! Nunca houve nada igual na República. Exercitando um cinismo asqueroso, voltou seu dedo acusador contra a oposição e a imprensa. Disparou: “Não se incomodam com o prejuízo que causaram à Petrobras e ao Brasil. Eles vão prestar contas à história”.

    Uau! Viram só? Não é seu amigo “Paulinho” (Paulo Roberto Costa) quem causa prejuízo à Petrobras. Não é José Sérgio Gabrielli. Não é Renato Duque. Não é a quadrilha que se instalou na estatal em sua gestão. Segundo o Babalorixá de Banânia, prejudicam a Petrobras os que pretendem que os ladrões sejam enviados à cadeia.

    E, ora, ora… Ele expressou a sua indignação com a forma como Vaccari foi levado para depor. Lula continua fiel a esta máxima: “Aos amigos tudo, menos a lei; aos inimigos, nada; nem a lei”. E conclamou que os “companheiros” saiam às ruas. É???

    Coragem Tolinhoe Bobinho Organizem uma manifestação na Avenida Paulista em defesa dos assaltantes. Convoquem uma passeata em apoio aos bandidos. Não se esqueçam de pedir apoio ao PCC. Se é que o partido do crime aceita se misturar com o partido do crime.

    …mas antes peçam o apoio do Elias…kkkkk

  27. DAISE 2.0 said

    C.Q.D

  28. Patriarca da Paciência said

    A carlão michele deise desvairada desbundada desmiolada desgarrada desgringolada etc.etc.etc., agora virou simples repetidora do reinaldo rolabosta !

    É papagaio, cópia, ou porta voz do dito cujo “de cujus” ?

    Apenas no governo do PT a corrupção começou a ser combatida no Brasil.

    O reinaldo rolabosta anda em polvorosa é com medo de perder a boquinha, visto que a Abril está desmiliguindo !

    Logo, logo o reinaldo rolabosta vai para a cidade dos ratos, rato que é, fazer companhia ao rato minardi, que já la se encontra !

  29. Jose Mario HRP said

    Mídia continua o massacre: o alvo é depor Dilma e destruir a esquerda

    do Vermelho

    A mídia hegemônica continua com seu festival de absurdos, e não se enganem: o objetivo não é apenas destruir o PT, mas depor Dilma e varrer a esquerda do mapa.

    Baseados em um depoimento dado em novembro de 2013, onde o depoente, em busca da famosa “delação premiada”, estima que o PT tenha recebido uma determinada quantia, estimativa que não conta com nenhuma prova ou sequer indício, os sites da mídia hegemônica fazem a festa nesta quinta-feira (5), festa que será repetida na manhã de sexta-feira (6) pelas manchetes dos jornalões.

    A cruzada imoral levada a cabo por parte do MPF e do judiciário a serviço do sistema oposicionista chegou ao ponto de, para fornecer um espetáculo à mídia hegemônica, conduzir de forma coercitiva o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, para prestar depoimento.

    A coerção não se justifica de nenhuma forma. Vacarri não estava foragido e não havia se negado a cumprir qualquer intimação.

    Portanto, o procedimento normal seria intimá-lo para prestar o depoimento, mas isso não serviria ao intento do circo que foi armado em nome do golpe.

    Escândalo da Operação Golpe a Jato: delações como fruto aberto de barganha

    O jornal Valor Econômico, desta quinta-feira (5), relata, sem nenhum tom crítico, como são escandalosamente barganhadas as “delações”. A matéria com o título “Novas delações premiadas começam a ser negociadas”, revela esta trama verdadeiramente kafkiana.

    Relata o Valor: “Os acusadores insistiam para que os dirigentes da Camargo Corrêa assumissem a prática de corrupção com percentual de 5% sobre os contratos celebrados pela Petrobras com a empreiteira, no período de 2004 a 2014. Mas os executivos estavam dispostos a confessar a culpa até o máximo de 2% dos contratos. Discordavam também do período de tempo em que as irregularidades aconteceram (…) As negociações evoluíram quando as duas partes cederam: os empreiteiros se dispuseram a confessar pagamento de propinas de até 3% nos contratos firmados com a estatal. O MPF teria concordado”.

    Escândalo da Operação Golpe a Jato: delações como fruto aberto de barganha II

    Ou seja, os “delatores” dizem que a propina era de 2%, o MPF quer que eles digam que foi 5%, mas aceita 3%! Nada de investigação, nada de busca pela verdade, apenas uma reles barganha com fim político. Um fim político tão claro que o MPF exige que o período abarcado seja de 2004 até 2014, ou seja, se alguém quiser “delatar” o período FHC já está de antemão avisado que o MPF não o ouvirá, a mídia não divulgará e o prestimoso juiz Sérgio Mora não “premiará”.

    É capaz até de aumentar a pena. Aliás, o PSDB, citado nos primeiros depoimentos “vazados”, simplesmente sumiu da operação Lava Jato, que pode ter tranquilamente seu nome mudado para operação Golpe a Jato.

    Folha defende fascistas ucranianos

    O jornal Folha de S. Paulo defender os fascistas ucranianos era de se esperar. O que espanta são os “argumentos”.

    Na edição desta quinta-feira (5) a Folha, em editorial intitulado “No quintal do Kremlin”, diz que “os fatos falam contra Moscou”. Quais seriam estes fatos? A Folha responde: “Desde o começo do ano centenas de equipamentos militares (enviados pelos russos) cruzaram a fronteira entre a Rússia e a Ucrânia”.

    E quem é a fonte que forneceu estes “fatos”? O próprio jornal revela: a OTAN. Ou seja, para fazer uma análise “isenta” a Folha se apoia e toma como verdade a informação vinda de um organismo com interesses vitais na vitória dos fascistas ucranianos. Mas não para aí o malabarismo da Folha.

    O jornal saudou como tendo sido uma vitória o patético referendo promovido pela Grã Bretanha em 2013, que “aprovou” a usurpação da ilha argentina Malvinas através do voto de 1.500 colonos britânicos. Mas o plebiscito na Criméia, que aprovou a união com a Rússia, e contou com 96,8% dos votos (1,2 milhão de pessoas), sendo que o comparecimento às urnas beirou os 90% dos eleitores inscritos, a Folha trata como “controverso”. Isso é que se chama jornalismo “ideológico”.

  30. Patriarca da Paciência said

    Com esta aqui o reinaldo rolabosta e o FHC vão cortar os pulsos !

    “Pesquisa apurou que 56% dos entrevistados escolheram Lula no quesito ‘o melhor presidente do Brasil em todos os tempos’; segundo lugar, longe, ficou para Fernando Henrique, com 13%, seguido por Getúlio Vargas, com 6%; questão principal do levantamento mostrou que presidente Dilma Rousseff, governador Geraldo Alckmin e prefeito Fernando Haddad estão em baixa; mesmo assim, PT detém a maior perspectiva de poder para 2018”.
    http://www.brasil247.com/…/Lula-vence-quesito-'melhor-presi…

  31. DAISE 2.0 said

    Tolinho, rsrsrs

    Eu já sabia que vc ia censurar o 247

    “Pode-se alegar que há, no resultado, um efeito recall, mas, da mesma geração, o ex-presidente Fernando Henrique ficou em segundo lugar – mas com apenas 13% de menções. Getúlio Vargas teve 6% e Dilma 5% de aprovação. Sarney ficou com índice de 2% e Itamar Franco e Collor 1%.

    Entre os que apontaram Lula como o melhor presidente que o Brasil já teve, 64% são jovens. Segundo a pesquisa, a aprovação de Lula é maior entre os mais pobres, com 61%. Na categoria por regiões, Nordeste e Norte apresentam índice elevado de aprovação a ele.”

    Concluo: O resultado é enviesado.

    Seja honesto, babaca!

  32. Pedro said

    “# 24… Disse o Lula (mais claro é impossível !)”

    “Esta investigação, como todas as outras iniciadas em nosso governo, deve ser levada até o fim, esclarecendo os fatos, apontando os responsáveis e levando seja quem fora a julgamento. É isso que a sociedade espera e é isso que vem ocorrendo nos governos do PT – ao contrário do que ocorria no tempo deles.”

    “Pessoas são acusadas, por meio da imprensa, com base em vazamentos seletivos de uma investigação à qual somente alguns têm acesso. Não há contraditório, não há direito de defesa”

    Quer dizer que foi o PT que começou as investigações?
    E o PT, é vítima de abusos, nas investigações que ele mesmo comanda?
    E ainda por cima são os outros que causam prejuízos a Petrobrás e ao país?

    Nunca li nada mais claro na minha vida.
    Claríssimo.
    Claro como petróleo.

  33. Jose Mario HRP said

    Só há um Deus, e ele sempre inspira os homens bons:
    http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/39436/mais+de+400+rabinos+em+todo+o+mundo+pedem+que+israel+deixe+de+demolir+casas+palestinas.shtml

  34. Patriarca da Paciência said

    Lula foi claríssimo.

    Os órgãos do governo passaram a investigar corrupção apenas a partir do governo do PT. PESSOAS ligadas ao PSDB e à “grande” imprensa fazem vazamentos seletivos.

    Hoje mesmo saiu uma notícia de que a Globo mandou “blindar” o FHC de toda e qualquer notícia que vinculasse FHC ao lavajato.

    “Diretora da Central Globo de Jornalismo, Silvia Faria, determinou a todos os chefes de núcleo em email enviado no fim de semana: “Tirar trecho que menciona FHC nos VTs sobre Lava a Jato (…) revisem os vts com atenção! Não vamos deixar ir ao ar nenhum com citação ao Fernando Henrique”; emissora dirigida por João Roberto Marinho deu o recado depois de reportagem ter procurado o ex-presidente para repercutir as declarações de Pedro Barusco, de que recebia propinas na Petrobras desde 1997, antes do governo Lula; o Jornal Nacional sequer divulgou a acusação de Baruco, mas deu total destaque à resposta de FHC sobre o caso; segundo o tucano, em seu governo, as propinas eram fruto de negociação individual de Barusco com seus fornecedores; no governo Lula, de acerto políticos”.

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/169457/Globo-blinda-FHC-no-notici%C3%A1rio-da-Lava-Jato.htm

    .

  35. Pedro said

    Hoje ele encarnou o bobo da corte.

  36. Elias said

    “O PT é, segundo o Elias, um coitado perseguido.” (Corrupax, cada dia mais cada vez)

    Corrupax, quando um sujeito necessita distorcer o que a gente diz, pra se sustentar numa discussão, é porque a gente já venceu… De goleada!

    O teu caso é típico. Teu raciocínio político é medíocre, como todos os que comentam neste blog estão fartos de saber. Não consegues elaborar nada. Somente repetes o que outras pessoas dizem. Aí, se alguém diz algo que não tenha sido abordado anteriormente pelas fontes das tuas papagaísses, ficas mais perdido que filho de puta em festa do Dia dos Pais. Não sabes o que dizer.

    Aí…

    Mas pode ser outra coisa… Pode ser que, além de completamente idiota, também sejas um completo imbecil.

    Supondo que seja esse o caso, vou tentar ser mais claro, reapresentando minha opinião de modo que ela possa ser entendida facilmente até mesmo por alguém mentalmente prejudicado.

    1 – Não acho que o PT seja “um coitado perseguido”.

    2 – Acho que o PT está sendo muito passivo. Acho que ele deveria ser mais agressivo na defesa.

    3 – Considero o Judiciário o Poder mais corrupto do Brasil. A absoluta ausência de controle externo, o modo espúrio e anti-democrático pelo qual seus membros são escolhidos e a vitaliciedade dos cargos favorecem a impunidade, e, portanto, a facciosidade e a flagrante ilegalidade da conduta de vários dos membros do Judiciário brasileiro — seja no âmbito dos Estados, seja no plano federal — que, não raro, se agem como se estivessem menos interessados em administrar a Justiça do que se tornarem celebridades… Mesmo que sejam celebridades instantâneas e descartáveis.

    4 – Também creio que, num quadro com essas características, adotar uma postura passiva é tão saudável quanto dar um tiro na cabeça.

    Entendeu agora, Corrupax?

    Nada a ver com “coitado” nem com “perseguido”.

  37. Elias said

    Patriarca,
    Se o cara não foi indiciado, nem intimado, nem citado, nem notificado, etc., não há que falar em obstrução à Justiça. Logo, a “condução coercitiva” é mais que desnecessária: é ilegal.

    Se o juiz que determinou a tal “condução coercitiva” não sabe disso, não está tecnicamente credenciado pra exercer o cargo de juiz. Se ele sabe, e, mesmo assim, faz, não está moralmente credenciado para o exercício do cargo.

    Em qualquer hipótese, o prejudicado tem todo o direito de reivindicar, no futuro imediato, a suspeição do juiz e o afastamento do mesmo das funções, tem em vista, a exclusão do dito cujo do qiadro de magistrados.

    Quanto à PF, nenhuma surpresa…

    Claro, ela cumpriu a decisão judicial. Como sempre, ela conduziu a operação com eficiência e discrição. A PF sabe, como poucos, executar uma missão sigilosa, São operações discretíssimas…

    Acontece que cada estação de radio e TV, assim como cada jornal, tem uma equipe formada por cartomantes, pajés, mágicos, etc., que advinham as mais secretas operações da Polícia Federal. Daí porque, mesmo a mais discretas operações, realizadas altas horas da madrugada, contam sempre com a presença de todo um exército de repórteres, cinegrafistas, etc.

    Mas não é que a PF esteja carnavalizando a operação policial, não… Magina…! A PF jamais faria isso É que tudo doi advinhado pelos advinhos das estações de rádio, tevê e jornais.

    Coisas assim me despertam uma vontade irrefreável de elogiar o grau de controle que os Ministros da Justiça brasileiros têm sobre a PF… Vai ter otoridade assim na baixa da égua!

    Nem J. Edgar Hoover, com seu famigerado arquivo que fuçava cada escabroso milímetro da vida dos políticos americanos, gozou de tanta autonomia pra melecar, enxovalhar a reputação das pessoas e, depois, sair incólume.

    Lembro, por exemplo, da imagem do empresáriuo e atual senador Fernando Flexa Ribeiro (PSDB), sendo retirado de sua casa, de madrugada, algemado. Acusação: transferência ilegal de milhões de dólares para o exterior.

    As provas reunidas pela PF eram suficientes para submeter Flexa Ribeiro a tamanha humilhação. Mas foram insuficientes pra sustentar um mísero processo contra ele. Tanto que jamais foi processado, muito menos julgado ou condenado.

    Então, por que ele foi preso?

    Tem alguma coisa errada nisso. Ou não?

    ATENÇÃO CORRUPAX! Não vai pensar, agora, que eu acho que os políticos do PSDB são uns “coitados perseguidos”.

    Antes, pelo contrário, viu Corrupax? (E vice versa…).

  38. Patriarca da Paciência said

    A carlão michele deise desvairada desbundada desmiolada desgarrada desgringolada etc.etc.etc., agora, (ou sempre foi ?) simples repetidora do reinaldo rolabosta !

    Você acha que eu teria alguma dificuldade em apresentar os dados abaixo:

    “Pode-se alegar que há, no resultado, um efeito recall, mas, da mesma geração, o ex-presidente Fernando Henrique ficou em segundo lugar – mas com apenas 13% de menções. Getúlio Vargas teve 6% e Dilma 5% de aprovação. Sarney ficou com índice de 2% e Itamar Franco e Collor 1%.

    Entre os que apontaram Lula como o melhor presidente que o Brasil já teve, 64% são jovens. Segundo a pesquisa, a aprovação de Lula é maior entre os mais pobres, com 61%. Na categoria por regiões, Nordeste e Norte apresentam índice elevado de aprovação a ele.”

    Em que isto diminui o fato de que 56% da população brasileira considera o Lula o melhor presidente de todos os tempos ?

    Aliás, é o mesmo percentual que considerou FHC ruim ou péssimo em 1999, ou seja, em pleno exercício do governo, FHC foi considerado ruim ou péssimo por 56% da população brasileira.

    Você até parece o Pedro, que de tão simplório, acredita em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Boitatá, Mula Sem Cabeça, etc.etc.etc.

    Por falar em Mula Sem Cabeça, pode ser que elas existam, afinal você existe !

  39. Elias said

    O HSBC tá caguetando 8.700 brasileiros, que depositaram US$ 7 bilhões em contas secretas na Suíça.

    Parece que, no HSBC, a coisa começou a ser incrementada nos anos 1970.

    O próprio banco reconhece ter ajudado a evadir impostos.

    Impostos? Iiiihhh, CORRUPAX!

    Será que a tua “mais correta” tá nessa? (Sobre as “menos corretas”, nem precisas dizer nada…).

  40. Pedro said

    # 34…”Lula foi claríssimo.

    Os órgãos do governo passaram a investigar corrupção apenas a partir do governo do PT.”

    É.

    Os órgãos de governo, comandam a investigação.

    Os órgãos de governo, do governo que o PT comanda, comandam a investigação

    Os órgãos de governo, do governo que o PT comanda, comandam a investigação, e vazam apenas informações contra o próprio PT.

    Perderam a noção do ridículo.

    Mentem tanto, que se atrapalham.

    Oras, fiquem no chororô por uma coisa ou outra.

    Se o PT assume que os órgãos de governo, do governo que o PT comanda, estão a frente das investigações. Que parem de chorar com os resultados.

    Ou então, assumam que não investigam porra nenhuma, e chorem porque estão sendo perseguidos.

    As duas coisas não dá. Entendeu, bobo complicador da corte?

  41. Guatambu said

    Enquanto não chegar ao fundo do poço, o povo não vai entender nada.

    Acho bom, e faço votos que o PT endureça a sua posição em relação às investigações e/ou vazamentos realizados.

    O Estado brasileiro está errado, qualquer partido que seja, qualquer poder que seja.

    A reforma política não sai… e como poderia sair sem dinheiro suficiente para bancar?

  42. Guatambu said

    Grécia… e Europa.

    Tova vez que a esquerda faz das suas, sobra tempo pra operar e ganhar um dinheirinho fácil. Isto é… sobraria se eu investisse internacionalmente, não é o caso. Mas que dá vontade, dá.

    Vejam isso.

    http://www.businessinsider.com/greece-europe-showdown-alexis-tsipras-support-poll-2015-2

    A Grécia se recusou a adotar as medidas impostas pela UE para emprestar mais dinheiro para refinanciar a dívida Grega.

    A Grécia só tem dinheiro até fevereiro, depois disso o país colapsa.

    O Primeiro Ministro e seu Ministro das Finanças dizem que não haverá negociação, e que eles acham um erro a política de austeridade fiscal e o superávit primário.

    Para um bom gastador, superávit primário é a coisa mais horrenda do mundo.

    Além disso, o Ministro das Finanças acredita firmemente que se a Grécia cair, outros países da zona do euro cairão, e que o próximo da lista seria ou Portugal ou a Itália, já que estes estão com níveis de endividamento muito acima do razoável.

    Resultado: as ações da Europa caem, e provavelmente seguirão caindo até quarta-feira, momento em que o Primeiro Ministro grego apresentará sua proposta detalhada para resolver o impasse.

    Dos possíveis resultados:

    1. A Europa segura o tranco e engole a Grécia à seco.

    2. A Europa boa a Grécia na fogueira, que corre o risco de ser cortada da zona do Euro.

    Hoje dá pra investir na Grécia e na Europa. Qualquer que seja o resultado, uma das duas apostas subirá, no curto-prazo.

    No longo-prazo, as duas subirão.

    Só gostaria de lembrar que se a Grécia não tivesse torrado sua grana, nada disso teria acontecido. Mas é que políticos adoram trocar welfare state por votos… e quando isso persiste por muito tempo, acontece o que está acontecendo na Europa inteira, não só na Grécia, como em Portugal, Espanha, Itália e França.

    Uma hora a conta vem. Essa é a hora da Grécia.

    O Brasil deveria prestar muita atenção no que está acontecendo na Grécia….

  43. Pedro said

    Primeiro mentem, depois não querem que as próprias mentiras sejam relembradas.

    O desespero pra impedir que a fala da presidente, não fosse ouvida, já diz tudo.

    Tá ficando ridículo.

  44. Pedro said

    Só rindo mesmo…..

    http://sensacionalista.uol.com.br/2015/02/06/antidoping-de-dilma-feito-antes-de-nomeacao-do-presidente-da-petrobras-da-positivo/

  45. DAISE 2.0 said

    Pedro em #40

    não esqueça que para ser “bobo da corte”, o cara teria que ser inteligente.

    tsk,tsk,tsk!..(3 muxoxos)
    Tolinho da Papuda não preenche os requisitos…
    É agressivo e burro.

    Ás Vzs sinto “vergonha alheia” e depois começo a rir.
    Acho que o Tolinho é o “poster silly boy” dos petistas de plantão.
    Né não?

    Z Badass…e o bobinho ZeroCal, (vulgo “hrp, o J.Mario)” adoram fazer escada pro tolinho fanfarrão. rsrsrs

  46. Patriarca da Paciência said

    Carlos Antonio Cavalcante, diretor de energia da FIESP:
    “A primeira malandragem dessa matéria está na avaliação de 510 bilhões de dólares da Petrobrás em 2008. Ao longo daquele ano, o barril do petróleo chegou a ser cotado a 135 dólares, caindo para 48 nos últimos meses. A avaliação de que a empresa custava 510 bilhões de dólares foi feita durante a alta.
    Caso a Globo tivesse usado o preço do barril de petróleo do período de outubro a dezembro, o valor de mercado atribuído à empresa seria muito menor.
    Mas a coisa não para por aí. Os “especialistas” globais comentaram o alto endividamento da empresa, de 261 bilhões de dólares, mas esqueceram de dizer que as reservas estimadas do pré-sal chegam a 27 bilhões de barris de petróleo, de modo que podem valer, ao preço atual do barril, cerca de 1,5 trilhão de reais.”

    Ou seja, ao preço daquela época, só as reservas de petróleo valeriam mais de 4 trilhões de reais !
    É simplesmente deplorável a manipulação que a Globo está tentando fazer !

  47. Jose Mario HRP said

    Para o patriarca ,Elas e quem mais quiser, aulinha sobre CONDUÇÃO COERCITIVA:
    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/no-brasil-prende-se-para-depois-apurar-diz-marco-aurelio-mello/

  48. Jose Mario HRP said

    DE ILEGALIDADE EM ILEGALDADE CHEGAMOS AONDE O PAX SONHAVA, MAS AI ESFRANGALHOU-SE
    O SISTEMA JUDICIAL E O ARBITRIO INSTALOU-SE……PARABENS MORALISTAS!!!!

  49. Guatambu said

    Grécia.

    O nível de desespero está alto mesmo.

    Os gregos pediram que a Alemanha pagasse uma suposta dívida sobre a segunda guerra mundial!

    Só a esquerda pra fazer essas palhaçadas msm…

  50. Patriarca da Paciência said

  51. Jose Mario HRP said

    Pois é…..mas a tal divida existe, e depois do plano Mashall a alemanha “esqueceu”!!!!!
    O sujeito não sabe po**a nenhuma da historia comtemporanea e fica zendo feio na WEB!!!!
    Essa coisa de esquerda direita em algumas mentes perverte os sentidos.
    E asvezes até bom senso.

  52. Elias said

    HRP # 47 e 48

    As arbitrariedades do Judiciário podem causar espanto ao ministro do STF, mas não a mim.

    É só fazer uma compilação do que tem ocorrido nos últimos anos. Tem de tudo! Inclusive o próprio STF condenando sem provas, absolvendo apesar das provas, e daí pra baixo.

    E, como sempre no Brasil, aplauso é que não falta pra essa turma. De uma parte, dos malandros que tentam capitalizar as arbitrariedades do judiciário para finalidades políticas. De outra, dos otários de sempre, sem os quais nenhum malandro se cria…

    Pra mim, nada disso é novidade no Brasil. É coisa tão antiga quanto a posição de fazer cocô.

    A meu pensar, o pior não é isso. A meu pensar o pior é a passsividade com que essas coisas são toleradas, dando margem pára que elas se agravem e se generalizem.

    No ano passado, o STF deu verdadeiros shows de boçalidade, arrogância e desrespeito às leis, com o apoio de uma parte da mídia que tinha interesse em influir na sucessão presidencial, com o propósito de evitar o desmoronamento de seus negócios.

    Até aqui, nenhuma resposta se deu a essas arbitrariedades, em que pesem as seguidas deliberações e compromissos de fazer com que cada um pagasse o devido preço para cada ilegalidade que cometesse.

    A ausência de reações estimula o cometimento de novas arbitrariedades. Agora é um ministro do STF que se diz chocado com a ilegalidade cometida em juízo singular, esquecendo o mau exemplo do colegiado do qual ele faz parte.

    Ora, se o STF pode condenar sem prova, fazendo tábula rasa da lei, por que um juiz não pode determinar uma simples condução coercitiva ilegal?

    Como diria uma filósofa já falecida, que trabalhou como faxineira na casa de meu pai, quando eu era criança: “O que é um peido, pra quem já está cagado?”

    Se o juiz expedisse uma convocação, uma intimação, uma citação, ou o que quer que fosse, o tal tesoureiro compareceria, acompanhado do seu advogado, prestaria declarações, e, em seguida, iria embora.

    Só que isso não produziria escândalo, não daria manchete de jornal. O juiz agora quer dar espetáculo pra mídia, quem sabe, pra ver se alguém começa a dizer que ele está moralizando o país, e lança a candidatura dele a um cargo qualquer. Ele precisa de algo maisteatral que uma simples intimação…

    E lá se vai a PF escalando muros, sob os holofotes da tevê… Pronto! Agora o juiz é uma celebridade!

    É de se ver o que ele fará no próximo carnaval…

    De qualquer modo, não faltarão aplausos pra ele… Dos malandros e dos otários de sempre…

  53. Elias said

    A quem interessar possa…

    Os meus comentários agora são publicados no PoliticAética somente DEPOIS da moderação do Corrupax.

    Huá! Huá! Huá! Huá!

    Cansado de distorcer o que eu digo, o neodireitopata agora me censura…

  54. giulia said

    HRP # 47 e 48

    As arbitrariedades do Judiciário podem causar espanto ao ministro do STF, mas não a mim.

    É só fazer uma compilação do que tem ocorrido nos últimos anos. Tem de tudo! Inclusive o próprio STF condenando sem provas, absolvendo apesar das provas, e daí pra baixo.

    E, como sempre no Brasil, aplauso é que não falta pra essa turma. De uma parte, dos malandros que tentam capitalizar as arbitrariedades do judiciário para finalidades políticas. De outra, dos otários de sempre, sem os quais nenhum malandro se cria…

    Pra mim, nada disso é novidade no Brasil. É coisa tão antiga quanto a posição de fazer cocô.

    A meu pensar, o pior não é isso. A meu pensar o pior é a passsividade com que essas coisas são toleradas, dando margem pára que elas se agravem e se generalizem.

    No ano passado, o STF deu verdadeiros shows de boçalidade, arrogância e desrespeito às leis, com o apoio de uma parte da mídia que tinha interesse em influir na sucessão presidencial, com o propósito de evitar o desmoronamento de seus negócios.

    Até aqui, nenhuma resposta se deu a essas arbitrariedades, em que pesem as seguidas deliberações e compromissos de fazer com que cada um pagasse o devido preço para cada ilegalidade que cometesse.

    A ausência de reações estimula o cometimento de novas arbitrariedades. Agora é um ministro do STF que se diz chocado com a ilegalidade cometida em juízo singular, esquecendo o mau exemplo do colegiado do qual ele faz parte.

    Ora, se o STF pode condenar sem prova, fazendo tábula rasa da lei, por que um juiz não pode determinar uma simples condução coercitiva ilegal?

    Como diria uma filósofa já falecida, que trabalhou como faxineira na casa de meu pai, quando eu era criança: “O que é um peido, pra quem já está cagado?”

    Se o juiz expedisse uma convocação, uma intimação, uma citação, ou o que quer que fosse, o tal tesoureiro compareceria, acompanhado do seu advogado, prestaria declarações, e, em seguida, iria embora.

    Só que isso não produziria escândalo, não daria manchete de jornal. O juiz agora quer dar espetáculo pra mídia, quem sabe, pra ver se alguém começa a dizer que ele está moralizando o país, e lança a candidatura dele a um cargo qualquer. Ele precisa de algo maisteatral que uma simples intimação…

    E lá se vai a PF escalando muros, sob os holofotes da tevê… Pronto! Agora o juiz é uma celebridade!

    É de se ver o que ele fará no próximo carnaval…

    De qualquer modo, não faltarão aplausos pra ele… Dos malandros e dos otários de sempre…

    ==================================
    O comentário acima é do Elias, que passou a ser censurado pelo blogueiro.

    Por esse motivo, o Elias não mais comentará no PolíticAética (que pode ser político, mas nada tem de ético).

    E eu, solidária com o Elias, deixarei de acessar e ler o blog.

  55. Guatambu said

    Não há nada de popular em fazer a coisa certa.

    A Dilma, aos poucos está fazendo a coisa certa: se ajoelhando ao mercado.

    Mas por algum motivo parece que ela quer a popularidade.

    Qual será que vai ser o “pacto” que a Dilma vai anunciar agora?

  56. Patriarca da Paciência said

    Tempos atrás, desde o Nomínimo ao Pedro Doria, havia um comentarista muito bom, pessoa muito culta e de mente arejada, o Surfando na Jaca. O Pax, cometeu o grande erro de censurá-lo. Agora também com o Elias. Caro Pax, isso é um erro monumental.

    Os velhos camaradas de tantos anos vão, aos poucos se desagregando !

    É uma pena.

  57. DAISE 2.0 said

    Putz ( em idiche)

    O Pax censurou comentaristas no blog?

    tsk…tsk…tsk.. (3 muxoxos)

    Muita bobagem?

    Vai ver o saco encheu! rsrsrs

  58. Pedro said

    Também tô P da vida com o Pax.

    Poha Pax, vc me paga uma mixaria como comentarista de blog.

    Enquanto isto, o Googlias ganha tão bem, que tem até uma porta voz.

    Quero isonomia já, ou também não vou comentar mais.

    :)

  59. Pedro said

    Acho que foi por isso que o Chesterton se mandou, vc estava pagando muito pouco pra ele também..

    Se bem que ele fez um bom negócio.

    Vendeu um apto de 2 quartos, localizado em cima de um puteiro, em Copacabana por 5 milhões.
    Com o dinheiro montou uma fabrica de charutos em Cuba.
    Agora vai ficar podre de rico, vendendo charutos caríssimos, para uszamericanus do vale do silício.

  60. Guatambu said

    E os pobres?

    Bom… os pobres estão tomando “só” 2% de inflação na cabeça em janeiro.

    Fonte: Valor Econômico/FGV

    Parabéns esquerda!

    Enquanto isso, vamos ganhar um dinheirinho com a Petrobras! O que acham?!

    Os americanos estão pedindo indenização no valor (por enquanto) de US$ 450 milhões.

    Tá barato… mas a diferença é que a justiça americana funciona.

    Vamos esperar a Petrobras tropeçar denovo para fazer uma grana em cima do partido do povo?

  61. Guatambu said

    Com a Venezuela e a Argentina quebradas, restou à Dilma enfiar o rabo entre as pernas e correr atrás dos EUA.

    Como era de se esperar.

    Segundo o Valor Econômico, o Ministro do Desenvolvimento visita os EUA para reaproximar os países.

    Ahhh PT… como vc é fraco e ignóbil diante do mercado…

    hahahaha

  62. Jose Mario HRP said

    QUE DRAMALHAO !!
    TODO MUNDO RECLAMANDO E A TURMA DO FIM DO MUNDO PARECENDO O MAILSON DA NOBREGA, TODOS COM SOLUÇÕES MÁGICAS!!!!
    mAILSON, AQUELE QUE DEIXOU UMA INFLAÇÃO DE 70% AO MES……COLUNISTA DA VEJA.

  63. Jose Mario HRP said

    E O MORO VAI QUEBRAR O BRASIL? NEM OS ÇABIOS QUE AQUI PULULAM…..
    EUA ? NUNCA DEIXOU DE SER NOSSO MAIORRRRRR COMPRADOR……..
    KKKKKKKKKK…….ESSSEEEES ÇABIOS!!!!!!

  64. Guatambu said

    Grécia.

    Hoje é o dia D para a Grécia: eles precisam de um dinheirinho para sobreviver, senão a grana acaba.

    O Ministro Financeiro Varoufakis é adorado pelo povo, quando diz que quer o fim da austeridade. Fizeram até um cartaz pra ele, como se fosse o heroi de um filme.

    Esses herois de esquerda são muito engraçadinhos.

    Veja o Lula, o nosso maior heroi de esquerda. Quando governou a galera da esquerda dizia que ele ia parar o Banco Mundial.

    Cadê!? Ele se transformou em um recluso eremita, trancado em seu apartamento, de onde solta ordens aos seus cães bravos contra a imprensa e tudo o que questione o PT, e torce para não ser encontrado perto da Dilma, porque não é possível que o homem “mais brasileiro entre os brasileiros” corra o risco de ser destruído pelo próprio povo.

    No entanto, as propostas do ministro não são absurdas: eles não fizeram muito mais do que definir taxas de juros mais baixas e condições mais fáceis para pagamento. Um tanto quanto justo, só que essa não pode ser a toada do ponto de vista de quem empresa. Na sequência há Portugal, Itália e França, doidinhos para ver a UE capitular. Seria a chance para renegociar todas as dívidas e tornar o quadro Europeu, de levemente deflacionário para deflacionário.

    A negociação promete, antes de mais nada, muito dinheiro para quem já tem dinheiro, como eu já disse aqui.

    Para o povo grego, coitado… resta apenas saber se a intenção é verdadeira ou não. O que eu quero dizer com isso: será que esses caras estão realmente pensando no povo, ou pensando em suas próprias carreiras?

    Conhecemos políticos, de qualquer espécie, de qualquer alinhamento ideológico: quando tem dinheiro, conquista a população na base da gastança, quando não tem dinheiro, conquista o povo na base das promessas.

    Aguardemos.

  65. Guatambu said

    Ah, e só para complementar o quadro matinal!

    O Lucro do Banco do Brasil caiu 11% em 2014.

    Reparem que estamos falando de um banco em um cenário inflacionário com alta de juros!

    Daqui já dá pra perceber a agenda com que o Bendine administrava essa instituição pública: não passa de um limpa-trilhos do PT.

    E é esse cara que está indo para a Petrobras.

    Feliz da socialite Val Marchiori: talvez ela possa abastecer seus carros, helicópteros e jatos (se ela tiver tudo isso), de graça, no posto BR mais próximo.

    huá huá huá!!

  66. Guatambu said

    Errata:

    O Lucro do Banco do Brasil não caiu 11%. Caiu para R$ 11 bi.

    Na realidade o lucro caiu 28%.

  67. Jose Mario HRP said

  68. Jose Mario HRP said

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-juiz-moro-convicto-de-praticar-o-bem-e-um-homem-perigoso-o-decano-dos-criminalistas-de-sp-fala-ao-dcm/

  69. DAISE 2.0 said

  70. Pedro said

    “Após explosão de navio-plataforma, novo presidente da Petrobras contrata 1.500 pais-de-santo

    Corrupção, desvios de recursos, presidentes feias e agora a tragédia da explosão de um navio-plataforma.
    É muita uruca em cima da gigante do petróleo nacional, maior empresa brasileira.
    Por causa disso, o novo presidente da estatal já encomendou um banho de sal grosso na sede da companhia, na Avenida Chile, onde serão pendurados 357.927 galhos de arruda, e contratou um exército de pais e mães-de-santo para dar proteção a esta empresa, que é um patrimônio dos brasileiros.

    A contratação, é claro, foi feita sem licitação.

    Em tempo: a mãe do novo presidente não foi convocada. Ela não é mãe de santo.”

  71. Pedro said

    Pax, quem cala consente.
    Já me considero ganhando o mesmo que o Googlias.

    Giulia, aceita ser minha porta-voz, também?

  72. DAISE 2.0 said

    O QUE TODOS JÁ SABIAM!
    e Pax deixou de ignorar…

  73. DAISE 2.0 said

    DIDA & VAL

    Empresa de Marchiori nem sequer tinha endereço
    DE SÃO PAULO

    12/02/2015 02h00
    A empresa usada pela socialite Val Marchiori para obter um financiamento de R$ 2,7 milhões no Banco do Brasil, a Torke Empreendimentos e Participações, nem sequer tinha um endereço formal para informar ao banco. Conforme a Folha revelou no ano passado, o BB concedeu o crédito para Marchiori, a partir de uma linha subsidiada pelo BNDES, driblando um série de regras internas.

    A Torke obteve o financiamento, em 2013, para a compra de cinco caminhões-reboque. Poucos meses antes da liberação dos recursos, a empresa era usada por Marchiori para receber os cachês por suas participações em programas de TV. Já na fase da análise de risco de crédito da operação, ela informou ao BB que a principal fonte de receita da empresa era a pensão alimentícia de seus dois filhos menores. Na época, ela estava afastada do empresário Evaldo Ulinski, pai das crianças, com quem casaria oficialmente no ano passado.

    Dada a fragilidade da empresa, o BB exigiu maior demonstração de sua capacidade financeira. A Torke informou, então, que alugaria os caminhões objetos do financiamento para a Veloz Transportes, pertencente ao irmão da socialite, Adelino Marchiori.

    O contrato entre as empresas dos dois irmãos foi assinado no dia 15 de maio de 2013. No documento, a Torke informa o seguinte endereço de sua sede: São Paulo, Capital, na Rua Estados Unidos, número 346. Trata-se, na verdade, do endereço da agência do Banco do Brasil onde Marchiori tem conta e por onde ela solicitou o crédito.

    Os bens financiados são a principal garantia do tipo de financiamento concedido, com juros de 4% ao ano, abaixo da inflação. Para o agente repassador do crédito –no caso, o BB–, é importante saber onde os bens financiados se encontram, até pela eventual necessidade de uma fiscalização no local. O BB aceitou no processo de concessão do crédito o contrato com o endereço da Torke como sendo o da agência Estados Unidos.

    Há um outro enigma no contrato assinado entre os dois irmãos. No item II, do “Objeto”, informa o texto: “1. A locadora, por força de contrato FINAME – 1863743 por prazo indeterminado [sic], é proprietária de cinco conjuntos cavalo mecânica/carretas marca Scania/Ibiporã…”.

    O contrato entre Val e Adelino foi assinado em 15 de maio de 2013. O financiamento só foi assinado pelo BB, com a consequente liberação dos recursos para a aquisição dos caminhões, em agosto daquele ano. Cabem aí algumas perguntas: a) como a Torke informa no contrato ser proprietária de cinco caminhões, com marca e tudo, cinco meses antes da assinatura do contrato com o BB?; b) quais critérios o BB adotou para aceitar esse contrato de locação?; c) como a Torke já dispunha de um número de contrato FINAME antes da operação ter sido aprovada pelo BNDES?

    Conforme a Folha revelou no ano passado, a Torke não tinha demonstrações contábeis válidas legalmente nem previsão no contrato social para “aluguel de caminhões”, objetivo do financiamento solicitado ao BNDES, quando deu início a solicitação do crédito.

    O BB teve ainda que driblar outras regras para conceder o financiamento, como desconsiderar dívida não paga por Marchiori ao banco, falta de capacidade financeira compatível com o valor e aceitar pensão alimentícia como receita, cuja penhora é inconstitucional.

    A coluna entrou em contato por telefone e por e-mail com o funcionário da agência Estados Unidos que assinou pelo BB o contrato, Alexandre Canizella. Por telefone, ele informou que não estava autorizado a falar da operação. Ele não respondeu ao e-mail encaminhado pela coluna nesta quarta (11).

    A coluna entrou em contato com a assessoria do BB em Brasília. A assessoria informou que a operação está de acordo com as regras do banco e que nenhuma norma foi driblada.

    No ano passado, a coluna entrou em contato com o BNDES. Por meio de sua assessoria, o banco informou na ocasião que as normas do banco haviam sido respeitadas na concessão do empréstimo para a empresa de Val Marchiori.

    Após as sucessivas reportagens publicadas pela Folha sobre como o BB driblou regras internas para conceder o empréstimo, a coluna voltou a procurar o BNDES, questionando se o banco teria realizado algum tipo de auditoria sobre o financiamento. Nesta terça (10), a assessoria informou à coluna que “no momento o BNDES não vai fazer comentários adicionais sobre a operação da Torke”.


    e nóis pagando as trepadas do Dida.

  74. DAISE 2.0 said

    PT, 35 anos, um pesadelo
    O mundo está desabando sobre a cabeça dos petistas, com os níveis de aprovação da presidente indo para o ralo. Mesmo assim Lula faz cara de paisagem

    Três décadas e meia após sua fundação, o Partido dos Trabalhadores, que prometia sonhos e veio a luz para “ser diferente de tudo o que está aí”, passou a entregar pesadelos.

    Aquele militante que vendia estrelinhas, distribuía panfletos na rua e gritava “Lula lá” evaporou-se. Foi substituído por uma massa amorfa e acrítica. Ou foi cooptado, usufruindo hoje das delícias do poder.

    O sonho transformador deu nisso. Em doze anos no Planalto, o PT agarrou-se à máquina do Estado. Tornou-se uma força retrógrada que tudo faz, e fará, para não perder seus privilégios.

    A democracia interna deu lugar a um sistema caudilhesco de poder.

    Até aqui estamos apenas diante de um processo de envelhecimento precoce de quem se pretendia diferente. E é hoje um partido pobre de ideias e com as piores práticas possíveis, que se alimenta do patrimonialismo e do clientelismo.

    O processo de transmutação do Partido dos Trabalhadores foi muito maior do que isto.

    Institucionalizou a corrupção, comprou partidos e parlamentares e se apropriou do patrimônio dos brasileiros. Deu uma interpretação própria ao mote “o petróleo é nosso”.

    Para se perpetuar no poder, os petistas promoveram o maior estelionato eleitoral do país. Como se vivessem num mundo de conto de fadas, fizeram vistas grossas para a tempestade que se formava. Resultado: jogaram o país numa gigantesca crise política, moral e econômica.

    Coletivizaram o pesadelo. A inflação invadiu o lar dos brasileiros que já começam a sofrer as consequências da “quimioterapia” aplicada pelo novo ministro da Fazenda, escalado para tentar consertar os danos causados nos governos Lula e Dilma.

    A crise da Petrobras está longe – e põe distância nisso – de chegar ao fundo do poço.

    O mundo está desabando sobre a cabeça dos petistas, com os níveis de aprovação da presidente indo para o ralo. Mesmo assim Lula faz cara de paisagem, puxa a orelha dos outros e produz novas pérolas, como dizer que, na dúvida, deve se confiar no “companheiro Vacari”. Ou afirmar que o xis do problema foi a transformação do PT “em um partido igual aos demais”.

    São as manjadas táticas do líder petista que procura sempre nivelar todos por baixo. Não, os outros partidos não são iguais ao PT. Não consta, por exemplo, que a Rede de Marina Silva, o PSB de Eduardo Campos ou o PSDB de Aécio Neves, Mário Covas, FHC, Geraldo Alckmin ou José Serra tenham feito da roubalheira um método de governo.

    E generais petistas de dez estrelas oferecem soluções mágicas. Proliferam teorias conspiratórias. De seu blog de legalidade duvidosa, José Dirceu prega a formação de uma frente para “defender a Petrobrás” e combater o “centrão” que estaria se formando no parlamento. E Tarso Genro repete a tese da “refundação do PT”.

    Como diz o pensador italiano Giordano Bruno:

    “Que ingenuidade pedir a quem tem poder para mudar o poder”.

  75. Pax said

    o quadrilheiro Elias diz que eu o censurei?

    caramba, além de quadrilheiro o bicho virou mentiroso mesmo.

    vai quadrilheiro, run…

    tem 7 comentários bloqueados neste blog e este número se mantém estável desde 2013.

    As notícias já chegaram no Dirceu, corre, Elias, corre.

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2015-02/youssef-afirma-que-dinheiro-ia-para-partidos-politicos

    o Pizzolato, o santo Pizzolato, primo de afinidade do santo Vaccari, reapareceu

    pra nos dizer que a BR é somente parte de um todo que, tudo indica, é bem maior — muito maior

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2015-02/pgr-decisao-final-sobre-extradicao-de-pizzolato-sera-politica

    run, quadrilheiro Elias, run!!!

    =)

    —-

    Caro Pedro, você quer renegociar contrato de comentarista bem no momento de crise? Tenha dó, se reclamar muito vai ter redução de tarifa pra você.

    Quer ganhar tanto quanto o Elias? Então que seja tão palhaço quanto. Podes tentar. Acho difícil conseguir, mas tente que o teclado aqui é livre.

  76. Pedro said

    Poha, Pax. Como é que vou pagar a minha porta-voz?

    Tô desconfiado que vc e Googlias brigaram justamente por causa da Giulia.

    E pare de acusar o Zé Desceu.
    Ele só recebe dinheiro destas empresas, porque presta consultoria.
    O fato da empresa dele prestar consultoria, apenas para empresas que tem negócios com o governo, é mera coincidência.

    Eu acredito no Zé Dirceu.

  77. giulia said

    Corrupax,
    Deixa de ser nojento e desonesto.

    Eu tentei postar um comentário, e recebi um aviso de que meu comentário aguardava “moderação”.

    O que significa “moderar” um comentário?

    Daí a a reação da Giulia, que estava ao meu lado quando isso aconteceu. Ela copiou o comentário e transmitiu como se fora dela.

    Quadrilheirom, eu? Só se fosse de quadrilha junina organizada pela tua vó, aquela velha sem vergonha!

  78. Jose Mario HRP said

    Foi so o PT avisar que exigira procedimentos investigativos sobre os delegas federais, e que o Barusco vai ser processado e irá exigir punição a quem praticar arbitrio como autoridade (Moro) e a delação fajutada do Youssef, de outubro, saiu em toda a PIG sobre o Ze Dirceu…….
    KKKKKKKKK tá mais que ridiculo a farsa!!!!!!!

    Por isso não divulgaram que a quebra do sigilo bancario do Zé não deu em nada!!!!!!
    E que a Veninna não sabia de nada, foi dispensada pelo MP e assim mesmo o Moro eigiu ouvi-la , o que restou em bosta nenhuma!!!!!!
    Nem comedia italiana é tão cheia de bufões!!!!

    Perguntinha:
    O Moro tem a chave do gabinete da Rosa Weber?????
    KKKKKKKKKKKKKKKKK

  79. Jose Mario HRP said

    Paraná em chamas?
    O tucao canalha ueria toma direitos trabalhistas dos func. públicos!
    Tuano é bom nisso!

  80. Pedro said

    Ê Googlias, ficou estranho.

    Sei não, parece que a chegada do carnaval, despertou a Giulia que existe dentro de vc. :-)

    Mas…….. continue com sua artilharia virada para o Pax.
    Ele merece, aquele sovina, mesquinho, mão de vaca, me negou um aumento.

  81. Pax said

    Pedro chorão =)

    Tô como o PT, tirando direitos trabalhistas… nem vem, se chorar de novo vai levar advertência trabalhista.

    Se chegar aos pés do Elias, de advogado de defesa de quadrilha organizada, quem sabe a gente conversa de aumento, sim. Claro que sim.

    Em 2018.

    =)

    Mas tem que ser pândego e ridículo à altura, senão nem pensar. Até o ponto de inventar censura em blog livre… tem que ser “bão” na coisa.

  82. Pedro said

    Agora falando sério.
    Eu tinha certeza que teríamos um ano difícil.
    Mas, o que tá se desenhando é preocupante.
    Gzuis!

    Parece que aquele sujeito da Empiricus tinha razão.

  83. Pedro said

    Agora já em ritmo de carnaval.

  84. DAISE 2.0 said

    O PT era uma neurose. Agora é só uma necrose moral.

    Reinaldo Azevedo hoje na FSP

    Badass é, na verdade, Giulia? rsrsrs

  85. Jose Mario HRP said

  86. Jose Mario HRP said


    A PIG APANHANDO NA CARA…..

  87. DAISE 2.0 said

    # 86
    O BURRINHO FINGIU QUE ENTENDEU…..rsrsrs.
    O negócio dele é PHA e olhe lá!

  88. Jose Mario HRP said

    O sorvetinho de xuxu lá de Orlando e seu viomitório……..
    kkkkkkkk………e a surra continua.

  89. Jose Mario HRP said

    http://www.conversaafiada.com.br/pig/2015/02/15/congresso-de-israel-vota-contra-globo/

    o tolinho vai espernear………

  90. Elias said

    Pedro,
    É que eu postei meu comentário no micro que a Giulia usa. E com o e-mail dela, porque, se postasse com o meu, o comentário seria censurado, i.é., sendo “moderado” por um papagaio decrépito.

    A Giulia é minha amiga, trabalha comigo, com carteira assinada, previdência, SAT, FGTS, vale alimentação, plano de saúde, etc. Não tem vale transporte porque é motorizada.

    Bem diferente de gente que sonega impostos indiretos e explora trabalho escravo, tipo um papagaio decrépito, cuja avó adorava organizar quadrilha…

    Aquela velha sacana…!

  91. Elias said

    Totalmente fora do tópico.

    Nova York, que tinha uma das mais altas taxas de violência urbana dos EUA, reduziu a quantidade de assassinatos em mais de 85%, de 1990 pra cá.

    Não satisfeita, há poucos dias completou 10 dias sem um único assassinato.

    O Luiz Flávio Gomes lembra, só pra constar, que, no Brasil, o escore é de um assassinato a cada 10 minutos…

    No PolíticA”ética” (que deve ser grafado assim, com “ética” entre aspas), o Corrupax assassina a vergonha na cara cada vez que escreve alguma bosteira (ou seja,sempre que ele escreve alguma coisa).

  92. Pax said

    quadrilheiro Elias tá atacado ou envolvido?

    Como todos da quadrilha estão caindo…é mais provável que esteja atacado.

    Por ser papagaio de chefe de quadrilha deve ser só um bobão da corte.

    Enviado do meu iPhone

    >

  93. Pax said

    O Elias deve ser a Valdirene de Belém…

    Sabe que seu transatlântico está afundando.

    Run, Elias, run!

    Enviado do meu iPhone

    >

  94. Elias said

    “Anavant meus netinhos… Olha a chuva! Todos pra cá, agasalhando o croquete com a vovozinha…!”

    “Amanhã vou mostrar procês como é que se afoga o ganso e se reanima o pirulito de vocês com respiração boca a boca…”.

    Êta quadrilha arretada!

    Aquela velha pervertida…!

  95. Elias said

    “Anarriê uns tantinhos, netinhos… Aí, assim que a vovozinha anarriá a calçola, anavan com tudo, gurizada…”.

    Aquela velha tarada…!

  96. DAISE 2.0 said

    O virus “Valdirene de Belém corrompu os rootkits do Badass !

    Vai ter que formatar o HD. ou comprar um novo.

    heheh.

  97. DAISE 2.0 said

    Joaquim Barbosa 1, 2, 3

    Brasil 17.02.2015

    Três comentários de Joaquim Barbosa no Twitter enquadram três das mais nefastas categorias do Brasil.

    1 – O aparato petista que sabota a Lava Jato:

    “Sobre as reações aos meus posts recentes sobre a confusão entre Política e Justiça: meus críticos fingem não saber que hoje sou um cidadão livre”.

    2 – Os advogados mancomunados com os ladrões de dinheiro público:

    “Cidadão livre: livre das amarras do cargo público. Cidadão na plenitude dos seus direitos, pronto para opinar sobre as questões da Pólis”.

    3 – Os jornalistas comprados pelo esquema do PT:

    “Às “Plumes-à-gage” furiosas com meus comentários: experimentem ser livres! Sei que isso seria extremamente penoso e “custoso” para vocês”.

    O Carnaval do cidadão livre Joaquim Barbosa

  98. DAISE 2.0 said

    Muito camarão e pouco remédio

    Brasil 17.02.2015
    O petista Agnelo Queiroz deixou um rombo de 5 bilhões de reais em Brasília.

    De acordo com a Veja, os promotores que estão analisando as contas do Distrito Federal encontraram “um cenário perturbador, com pagamentos superfaturados, convênios nebulosos e a existência – acredite – de contratos verbais”.

    O Ministério Público, diz a Veja, já decidiu processar Agnelo Queiroz por improbidade por causa de um superfaturamento de pelo menos 30 milhões de reais no contrato de reforma do autódromo de Brasília, que custou quase 300 milhões de reais. O petista também ordenou uma reforma de 1,5 milhões de reais na residência oficial do governo e abriu licitação para adquirir 40 toneladas de carne, incluindo 800 quilos de camarão.

    Enquanto isso, a rede pública de saúde acumulava “215 itens itens em falta, como medicamentos essenciais, gaze e luvas esterilizadas”.
    É um bom resumo dos desastres do petismo: muito camarão e pouco remédio.

  99. DAISE 2.0 said

    Em resumo…

    http://oglobo.globo.com/blogs/arquivos_upload/2015/02/18_1657-barbosa.jpgO

    Barbosão matou a pau!
    “Plumes à gauge” estão arrepiados, hehehehehe…

  100. DAISE 2.0 said

    O link acima está quebrado.

    Usem este:

    http://oglobo.globo.com/brasil/sou-um-cidadao-livre-diz-joaquim-barbosa-em-reacao-as-criticas-petistas-15361401

  101. DAISE 2.0 said

    https://media.zenfs.com/en/homerun/wp_tumblr_migration_provider_889/ee4dbef8bbe613dfe2cabf8774978913

  102. Guatambu said

    E aí?!

    Como foram de carnaval?

    O meu foi ótimo! Graninha que a Petrobras me deu permitiu que eu fizesse um tour pelo NE. Adoro o carnaval de Olinda e Recife Antigo.

    Mas nem tudo foi maravilhoso: em Pernambuco o pessoal está muito mau humorado. Desde a última vez que estive lá o serviço piorou muito. Turistas, só locais. Diversas obras, aparentemente abandonadas. A infraestrutura não melhorou nada… e as rodovias federais, que antes era perceptível que haviam recebido alguns investimentos, já se degradando rapidamente.

    Desde Porto de Galinhas até Maragogi, os vendedores de passeios digladiando para vender para qualquer coisa que se movesse… mau sinal. Um passeio numa lancha exclusiva, para as galés (piscinas naturais que se formam nos arrecifes distantes da praia) em Maragogi, o cabra inicia a negociação contigo em 85 reais por pessoa, em menos de 10 minutos o cara tava fazendo por 40 reais por pessoa.

    E quando eu descobri que o passeio não era para piscinas naturais, mas para outras praias próximas porque as piscinas não estariam à vista por conta da maré, o cara desistiu e disse: “tá bom, paga quanto vc quiser… eu preciso vender alguma coisa até o final do dia”.

    Aquilo quase estragou meu dia. Eu não fiz o passeio que eu queria, e é muito ruim ver um país onde a economia está fraca a ponto de o turismo em uma das regiões mais bonitas do Brasil, em pleno carnaval, um dos momentos em que esse pessoal faz dinheiro para o resto do ano, tendo que se matar para vender 1 passeio.

    Indo mais para o sul, fui até São José dos Milagres. O que mais me chamou a atenção é a cultura local: muita casa ainda de barro, mas com ar-condicionado, carro do ano na frente (se não for carro do ano, um carro velho com rodas de liga leve), o som do carro é muito importante (o que eles chamam de paredão de som – quanto mais barulhento e alto for, melhor), e, claro, como não poderia deixar de ser, antena parabólica.

    Lixos? Nada… as ruas são uma sujeira só. Não deve existir coleta.

    Escolas? Caindo aos pedaços, sem ar-condicionado, sem carro, sem som, sem nada. Mas em todas as cidades vilas, que não deviam ter mais de 5.000 habitantes, vc encontrava cursos de pós-graduação. Seria o tal Pronatec? Fico imaginando onde os pós-graduados irão trabalhar, do alto dos 5% de desemprego no Brasil… sei. Esses 5% de desemprego parecem um dado muito do falso. Aliás, será que esses vendedores de passeio que eu encontrei antes têm carteira assinada e eles e/ou seus empregadores recolhem todos os impostos? Duvido. Mas para o IBGE isso deve contar como emprego.

    Organização? Pra que? Basta uma rua asfaltada (a estrada). Basta uma casa, como descrito acima.

    O turista? O turista tem que ser enganado: vc começa cobrando o máximo que acha que o turista (especialmente se ele for “rico do sudeste”) pode pagar, e termina choramingando que tem família para criar, quase que pedindo esmola.

    Serviço? Self-service. O turista que se vire. Em Porto de Galinhas tem um centro de informações turísticas. Vc pede informações e o que eles dizem é: vão fazer passeio nos barquinhos e mergulhar ali nas piscinas naturais de Porto. Tem coisas muito mais legais que isso em Porto. Eu que não sou local, mas sou curioso, descobri um monte de coisas interessantes pra fazer. Tem bons restaurantes, tem os blocos mais famosos de carnaval. Tem praias aos arredores, tem resorts interessantes com day-use em conta, tem festas em hostels com varios gringos e gringas loucos para interagir e conhecer gente local.

    O serviço ao turista é mais uma coisa pública extremamente mal gerida, não te traz informação nenhuma, ocupa espaço e deve empregar meia dúzia de preguiçosos e ineficientes funcionários públicos. Imagino a “taxinha” que o serviço de informação ao turista deve cobrar de todos os empreendedores locais.

    Ai ai…

    Mas ainda assim foi muito divertido. Especialmente pq eu sou curioso e vou atrás do que eu acho mais interessante. E as boas notícias são:

    1. Foi tudo muito, mas muito barato. Bastava negociar um pouco. A única coisa “cara” foi a cerveja, que na última vez que eu fui, estava a R$ 1,20 em Olinda, e agora estava R$ 3,00, para mim isso é um forte indício da inflação: mesmo com a demanda menor o valor das coisas mais do que duplicou… e olha que não faz muito tempo que eu fui.

    2. Fez sol o tempo todo.

    3. Adoro o povo nordestino. Eles são um show à parte. Fora o mau humor dos recifenses, ainda tem o calor humano, os sorrisos sinceros e uma alegria comovente pela simplicidade com que se pode aproveitar a vida. Eles são muito mais felizes que nós aqui no Sudeste, me parece que eles têm menos vaidade, ou que a vaidade deles é menos maliciosa, e mesmo passando o perrengue que passam por conta de suas elites políticas, ainda mais agora que ajudaram a eleger a Dilma, basta ficar 10 minutos perto deles para vc se matar de dar risada!

    4. Pulei carnaval e descansei muito com a grana que o PT me deu. Muito bom isso!

  103. Guatambu said

    Aswath Damodaran, o mais influente professor de avaliação (valoração) de empresas do mundo em 1 chart entitulado: “Como destruir uma empresa”

    http://www.businessinsider.com/bi-most-important-charts-in-the-world-2015-2#aswath-damodaran-stern-school-of-business-2

    1. Reinvista muito, e reinvista errado
    2. Aumente as vendas, diminua as margens
    3. Pague dividendos como se não houvesse amanhã
    4. Pegue dinheiro emprestado, pague a diferença
    5. Repita

    Óbvio que o preço das ações da Petrobras caíram significativamente.

  104. Pax said

    os parceiros de quadrilha do ELias estão ganhando muita folga…

    http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2015/02/supremo-autoriza-joao-paulo-cunha-cumprir-pena-em-prisao-domiciliar.html

    assim fica fácil

    mais ainda pros tucanos que nem vão a julgamento…

    hora de passar o rapa nessa turma toda

    uns 30 anos de xilindró pra ficarem longe dos cofres públicos

    simples assim

    essa turma do Elias é gulosa pacas

  105. Pax said

    e… na real, não gosta muito de trabalhar, a não ser com chave de cofre do povo

  106. DAISE 2.0 said

    Salários de marajá na EBC,a fonte de informação preferida do Pax.rsrsrs

    turma gulosa

    A estatal EBC, criada no governo Lula, custa caro e entrega pouco. Ou entrega nada: a TV Brasil, “tevê do Lula”, é traço em audiência, mas, sem compromisso com custos ou resultados, a EBC avança no bolso do contribuinte para manter 2.446 pessoas com salários como os R$ 54.102,81 de um “chefe da assessoria” ou R$ 56.072,05 recebidos por superintendente, superiores ao teto de ministro do Supremo Tribunal. Se fosse uma empresa privada, a EBC teria quebrado há muito tempo.
    Na contabilidade da EBC, salários rondam R$ 30 mil e o chefe ganha 47.683,14. E há jornalista recebendo até R$ 51,5 mil mensais.
    Responsáveis pela programação que ninguém vê, segundo pesquisas de audiência, recebem salários que chegam a R$ 28.253,88.
    A EBC tem ótimos locutores, mas os R$ 43.116,97 pagos a alguns nem de longe se veem em empresas líderes de audiência e faturamento.
    Veja na íntegra a folha de remuneração da Empresa Brasil de Comunicação, em dezembro de 2014.

    http://www.diariodopoder.com.br/wp-content/uploads/2015/02/Folha-Remuneracao-EBC.pdf

  107. Guatambu said

    Montadoras.

    O México vinha quebrando recordes de exportação para o Brasil.

    No México estão as fábricas de carros grandes brasileiros, das montadoras, como o Fusion da Ford, Accord da Honda, Camry da Toyota, Captiva da Chevrolet.

    São carros de alto valor agregado.

    Ao mesmo tempo, no Brasil estão localizadas as fábricas de carros pequenos, como Gol, Ka, Uno, etc. E esses carros são exportados para o resto do mundo a partir do Brasil.

    No entanto, o Brasil vinha importando maior valor do que exportando ao México.

    O que o governo fez?

    Implantou uma cota de exportação ao México: se o México exportasse mais que US$ 1,640 bilhão para o Brasil, o Brasil cobraria uma alíquota de 35% sobre o valor adicional.

    Olha que gracinha!

    Qualquer coisa é desculpa para o governo brasileiro cobrar mais impostos. Se o Brasil fosse competitivo em termos de mão-de-obra, a decisão das montadoras não seria botar uma fábrica no México, e sim no Brasil, para fazer carros de todos os tamanhos.

    Por isso eu reafirmo: onde tem a mão do Estado, tem atraso. Consumidores, ainda que queiram comprar, não pode.

  108. Guatambu said

    A seca de São Paulo alcança o noticiário mundial.

    http://www.businessinsider.com/so-paulo-drought-might-leave-millions-without-water-2015-2#

    Interessante que isso tenha chegado a esse ponto só agora.

  109. Elias said

    Corrupax,
    Os membros da quadrilha da tua vovozinha realmente não gostavam de trabalhar. Preferiam fazer sexo com a velhota dadeira e safada.

    A julgar pelo tempo que passa espalhando bosteira na internet, o netinho dela, papagaio da direita calhorda, também não gosta de trabalhar.

    Aliás, pelo que parece, o netinho da vovó safada não só não gosta, como não precisa trabalhar. Tem a vida boa garantida pelos anos que passou sonegando impostos e explorando trabalho escravo de milhares de infelizes, que ralam pelas ruas do Brasil, expostos a riscos de acidentes, assaltos, etc., sem salário, sem previdência social, sem seguro de acidente do trabalho, sem FGTS, sem férias e sem 13º salário…

    …Ou seja, em condições em tudo análogas às dos “escravos de renda” do Século XIX, antes da Lei Áurea.

    Tudo isso pra proporcionar a vida de nababo de seu propr…, digo, “patrão”, num opulento autoexílio em Londres, e o ócio pleno de conforto classe mérdia de capangas menos credenciados, mas não menos canalhas, como o netinho da vovó safada, que ainda tem a cara de pau de se arvorar palmatória do mundo…

    O que é a natureza…

  110. Elias said

    São Paulo tem eleito e reeleito governos tucanos há um porrilhão de anos.

    Em retribuição, os tucanos farão com que os paulistas passem a beber suco de m…

    Falando sério: duvido que haja outra solução para SP, capital (que, aliás, em 2012 elegeu um petista e não um tucano), senão reprocessar água servida.

    A saída pra quem não tem mananciais subterrâneos, mas tem litoral oceânico, é dessalinizar água do mar.

    O problema da capital paulista é que o custo do transporte da água, do litoral ao local de consumo, faz da dessalinização uma alternativa economicamente inviável (não só pela distância, mas, principalmente, pela diferença de altitude em relação ao nível do mar, que implicaria altíssimos gastos com a implantação e a manutenção de sistemas de bombeamento e de estocagem intermediária). E isso é só um outro modo de dizer que a localização da capital é inadequada ao tamanho da população, e que o problema vai piorar, a menos que se reduza a quantidade de habitantes.

    Um monte de gente sabe disso há décadas. O problema é que falar desse jeito é sempre inconveniente e inoportuno. Melhor ficar calado e cruzar os dedos, esperando que o pior não aconteça.

    Mesmo agora, quando o pior já aconteceu, estão enrolando a população, com providências que, quando muito, contribuirão para amenizar a situação atual, fingindo ignorar que o simples crescimento vegetativo da população tornará essas providências inócuas, em menos de 5 anos.

    “Reprocessar água servida” é a ponta de um processo, que teria de incorporar outras medidas, como a obrigação de grandes consumidores de operar com neutralidade de água (que eu saiba, em todo o Brasil, apenas a Coca Cola opera com neutralidade de água…). Além disso, o Estado teria que implantar sistemas de recaptação (eufemismo para “captação da água servida, parcialmente tratada pelos consumidores”), etc., etc.

    A captação da água servida, tratada, ainda que parcialmente, pelos consumidores, reduziria o custo do reprocessamento. Mas isso envolve pesados investimentos, além de uma legislação severa, e de sistemas de fiscalização e repressão tão agradáveis quanto um furioso chute no saco… (Nem pensar, p.ex., em continuar poluindo rios urbanos, porque eles serão a base do sistema de receptação… E assim por diante).

    Quem tem peito de dar o pontapé inicial? Provavelmente ninguém.

    Em todo caso, se algo assim fosse feito, a capital paulista & arredores teriam fôlego para planejar sua evolução demográfica. Quem sabe, induzir a transferência de excedentes populacionais e/ou de funções produtivas para outros locais… Por aí, sei lá…

    Vou assistir de camarote essa confusão, que tem tudo pra terminar em m… Literalmente!

  111. Guatambu said

    Elias,

    O problema de São Paulo é exatamente o mesmo que o problema do resto do país: o Estado não tem planejamento nenhum.

    Isso não é privilégio de um partido político ou de outro.

    Basta viajar para saber como as coisas funcionam.

    Viajo sempre para o Rio de Janeiro: os mesmos problemas.

    Viajo sempre para Santa Catarina: os mesmos problemas.

    Viajo sempre para o Nordeste: os mesmos problemas.

    E ainda assim, são lugares governados por partidos diferentes.

    O problema não são os partidos, é o Estado.

  112. Guatambu said

    Quando há liberdade adequada, não é necessário que o Estado intervenha para que as pessoas ganhem mais.

    O Wal-Mart aumentou o salário de 500.000 funcionários.

    http://www.businessinsider.com/nrf-wal-mart-proves-we-dont-need-lawmakers-to-raise-minimum-wage-2015-2

    E isso não é tudo.

    Nos EUA, os salários são contados em horas, e pagos semanalmente.

    Os assalariados nos níveis mais baixos não contavam com agendas fixas de trabalho, e estavam sujeitos ao chamado da empresa 24/7. Por que? Eficiência: há uma previsibilidade de aumento da demanda para funcionários semanal, mas que pode flutuar, resultando em um trabalho como se fosse de plantão permanente.

    O Wal-Mart foi além, e agora vai permitir que os seus funcionários saibam com 2,5 semanas de antecedência suas escalas, para que possam se programar.

    http://www.businessinsider.com/wal-marts-fixed-scheduling-promise-2015-2

    O que fez com que o Wal-Mart tomar essas medidas, ainda que a legislação trabalhista americana favoreça a empresa?

    Só tem uma explicação: concorrência.

    O nível de emprego nos EUA está alto, portanto o Wal-Mart passa a concorrer com outras empresas pela sua mão-de-obra, ainda que desqualificada.

    Como o Wal-Mart é um dos maiores empregadores dos EUA, se não for o maior, essa concorrência é basicamente com todos os setores.

    Além disso, outras cadeias varejistas podem mirar em funcionários já treinados pelo Wal-Mart e fazer propostas salarias maiores, reduzindo o custo de treinamento.

    Wal-Mart está se antecipando a um possível cenário de resultado econômico positivo para os EUA, em que, necessariamente, os salários aumentarão.

    Assim, ao mesmo tempo que a empresa no longo-prazo, retém seu funcionário, no curto-prazo, com esse incentivo, torna a empresa mais produtiva, abrindo espaço para conquista de mercado e melhoria nas vendas.

    Muito interessante… e sem a interferência do Estado.

  113. DAISE 2.0 said

    CLIMA PETISTA DEPOIS DO CARNAVAL!

    https://media.zenfs.com/en/homerun/wp_tumblr_migration_provider_889/46ba6c24e5f2efa4f09bdff9ba81b15d

  114. DAISE 2.0 said

    Pax said

    18/02/2015 at 17:25
    e… na real, não gosta muito de trabalhar, a não ser com chave de cofre do povo

    Luciano Coutinho, o tesoureiro paralelo do PT

    Economia 19.02.2015
    Luciano Coutinho aceitou o convite para permanecer na presidência do BNDES. Na verdade, ele está tão associado às lambanças do banco público que não lhe restaria outro caminho — a não ser, quem sabe, integrar formalmente o Conselho de Administração do grupo JBS/Friboi, o maior financiador da campanha presidencial de Dilma Rousseff, do qual o BNDES é credor generoso e zeloso. Tão zeloso que não quer abrir os empréstimos concedidos ao JBS/Friboi para os auditores do Tribunal de Contas da União examinarem, alegando que se trataria de quebra de sigilo bancário. Sigilo bancário com dinheiro público é uma invenção de Luciano Coutinho.

    Um retrato sucinto da transferência maciça de dinheiro dos contribuintes (tecnicamente, créditos da União provenientes do Tesouro Nacional) para os amigos da petizada está no comentário enviado AO BLOG pela Associação Nacional dos Auditores de Controle Externo dos Tribunais de Contas do Brasil. A associação, como noticiamos, entrará com uma ação no Supremo Tribunal Federal para que o BNDES abra as suas contas.

    Eis o comentário da ANTC:

    O saldo dos créditos da União com o BNDES saltou de 10,7 bilhões de reais em 2008 para 514,6 bilhões de reais em 2014 (mais de 4.700% em 6 anos).

    Além dos recursos do Tesouro Nacional, o BNDES também gere recursos provenientes de outros fundos públicos (legais ou constitucionais), dentre os quais merece destaque o Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT (191,3 bilhões de reais). Há, ainda, o Fundo PIS-PASEP (33,6 bilhões de reais) e o Fundo FGTS (9 bilhões de reais). É muito dinheiro para ficar sob o manto sacrossanto do sigilo bancário de dinheiro público.

    No BNDES, Luciano Coutinho se tornou uma espécie de tesoureiro paralelo do PT. Só que, para variar, o dinheiro é nosso.

  115. Elias said

    Do Luís Nassif:

    =====================================
    Some-se a um governo medíocre uma oposição desvairada, uma mídia insensata, que não consegue olhar o país além dos seus próprios interesses, e se terá desenhado o mapa da insensatez, com a destruição de ativos brasileiros preciosos.

    Em geral diz-se que a esquerda é antiempresarial e a direita é liberal. No Brasil, a pesada herança da colonização consolidou um enorme sentimento anti-trabalho, anti-atividade produtiva também na direita, da qual os grupos de mídia são os principais arautos. Das novelas da Globo às seções econômicas dos jornais, o rentismo é atividade nobre; a atividade produtiva, uma excrescência tocada por chorões.”

    Só isso para explicar a inércia com que o país contempla a destruição de ativos relevantes das empreiteiras envolvidas com a operação Lava Jato.

    ***
    Esse sentimento obtuso de “punir” empresas – e não seus controladores – não é de agora.

    Uma empresa não é apenas seus ativos. É a inteligência que juntou, a rede de fornecedores, o quadro de funcionários, a marca, a tecnologia desenvolvida. Fechada, a empresa resume-se a um tanto de máquinas e prédios. É uma perda coletiva, não apenas para seu entorno, mas para o país.

    Por isso mesmo, em qualquer país com um mínimo de racionalidade coletiva, qualquer punição a ilícitos miraria executivos e controladores, não as empresas.

    ***
    Tome-se o caso da Lava Jato.

    Uma empreiteira não prevarica. Quem prevarica são seus executivos e controladores. Que se processem os controladores, exigindo que vendam seus ativos – incluindo as ações da companhia – para pagar as multas e ressarcimentos. Altere-se o controle, mas não destruam os ativos acumulados.
    =========================================

    O primeiro parágrafo é antológico: “…um governo medíocre, uma oposição desvairada e uma mídia insensata, que não consegue olhar o país além dos seus próprios interesses…”. É o preciso retrato do Brasil, em poucas linhas.

    Quanto ao último parágrafo, quem é contador, e participa minimamente dos debates teóricos que têm sido travados na categoria, sabe das muitas restrições que vêm sendo feitas há mais de 20 anos, à lei federal 6404.

    No Brasil, a responsabilidade do acionista, qualquer acionista, é restrita ao valor de sua (dele) participação na formação do capital. O controlador pode fazer o que quiser, porque, na hora do vamos ver, a responsabilidade dele se extinguirá quando se lançar mão de valor equivalente à participação do péssimo na formação do capital. Uma das poucas exceções é quando o artista desvia dinheiro da empresa para seu patrimônio pessoal (como parece ter sido o caso do Eike Batista).

    Em países civilizados, o futebol é outro… A lei é mais severa com os executivos e controladores, pela óbvia razão de que eles podem mais que os demais acionistas, que, a bem da verdade, nada ou quase nada podem. É por isso que em países como os EUA, p.ex., meter um executivo ou controlador de uma grande empresa no xilindró não chega a ser novidade.

    Aqui no Brasil, ainda tem gente que acha que falta “liberdade de empreender”.

    (Aliás, um grupo de executivos americanos construiu um presídio privado, especializado em “atender” o pessoal do colarinho branco. Um dos sócios desse presídio era a família Bin Laden, cujos bens nos EUA foram confiscados depois do 11 de setembro — por causa da porralouquice de um dos rebentos do velho Bin Laden, pagaram os demais 53 filhos. Perguntado como era a bóia nesse presídio de luxo, um dos “hospedes” entregou: “melhor do que no quartel, pior do que na universidade…”).

  116. Elias said

    Também acho que o BNDES deve ser mais controlado.

    O que tem acontecido com o “Fundo da Privatização”, p.ex., é uma loucura!

    Sei de um caso em que milhões de reais desse fundo (no caso, recursos oriundos da privatização da Vale), simplesmente sumiram nas mãos do ex-governador paraense, Almir Gabriel (PSDB).

    Esses milhões foram liberados pelo BNDES — a fundo perdido, já que se trata de grana do “fundo da privatização” — para bancar obras de infraestrutura urbana em 14 municípios localizados na área de influência da empresa privatizada (Vale).

    As obras nunca foram realizadas, mas o dinheiro desapareceu. Sumiu! Escafedeu! Vazou!

    O que aconteceu com o ex-governador Almir Gabriel? Nada! Ou melhor (ou pior): aconteceu algo terrível, mas nada a ver com o BNDES.

    O tempo passou, passou, passou e… Passou!

    Acabou o mandato de Almir Gabriel, que elegeu seu sucessor, Jatene. Acabou o mandato de Jatene, que não elegeu seu sucessor, Almir. Acabou o mandato de Ana Júlia, que sucedeu Jatene, mas não conseguiu se reeleger. Jatene se elegeu de novo. Nesse meio tempo, Almir brigou com Jatene, ficou de mal com ele, depois se reconciliaram, trocando de bem. Mas Almir foi diagnosticado com câncer, e morreu em 2012, quase dez anos depois do sumiço do dinheiro do “fundo de privatização” da Vale.

    E o dinheiro do “fundo de privatização” da Vale?

    Dinheiro do “fundo de privatização” da Vale?

    Que dinheiro do “fundo de privatização” da Vale?

  117. Elias said

    Guatambu,
    É isso mesmo! Falta liberdade!

    As teles, p.ex., são controladas demais pelo Estado brasileiro, né?

    Com mais liberdade, o que elas não fariam?

  118. Guatambu said

    Elias,

    Primeiro que regulação é diferente de concorrência.

    O varejo tem uma concorrência violentíssima, essa concorrência permite que o setor se desenvolva como vem se desenvolvendo, estamos vendo um estágio avançado de desenvolvimento nos EUA.

    Ainda assim o varejo é bem regulado: tem, no mínimo, a ANVISA, para o setor de alimentos de qualquer vendinha de esquina – e olha que a ANVISA já cobra um bom “pedágio” pelos “serviços prestados”, né mesmo?

    Segundo que as teles são outro setor, que tem funcionamento muito mais regulado e cujo modelo de negócio funciona de forma diferente.

    Como vc mesmo diz, e sabe, não dá pra comparar.

    Ainda assim, dá pra tocar na questão da concorrência. O que o Estado está fazendo para elevar a concorrência?

    Autoriza a compra da GVT pela Vivo.

    Agora dizem que o PT está pensando em “ajudar” uma possível fusão da Oi com a TIM.

    E não podemos esquecer que o PT, que criticou a privatização das teles foi lá e fez até o Lulinha adquirir sua cota de participação na Oi. Esse ás dos negócios, acho que o filme Lula, o filho da p.. ops, o filho do Brasil deveria ser feito sobre o Lulinha: de zelador de zoológico a milionário-que-ninguém-sabe-de-onde-vem-seu-dinheiro.

    Eu não estou cagando regra pra ninguém… só acho que o PT está com uma postura incoerente com a que havia adotado anteriormente.

    Depois vc vem falar de discutir sério… não, né?

  119. Elias said

    “Elias, O problema de São Paulo é exatamente o mesmo que o problema do resto do país: o Estado não tem planejamento nenhum.” (Guatambu)

    Ora, Guatambu… Até parece…

    É a porra do lixo ideológico: “Estado”, “Estado”, “Estado”, “Estado”… Como se isso explicasse tudo…

    Parece o avesso das panaceias que os camelôs vendiam no passado: “curavam” malária, lombriga, barriga d´água, impotência, chulé, frieira, bexiga, amarelão, piolho, gonorreia, cancro mole e duro…

    O problema da falta d´água em São Paulo, principalmente na capital, tem a ver com uma porrada de coisas.

    Tem a ver com a concentração do processo de industrialização brasileiro.

    Tem a ver com o processo de urbanização da população brasileira (e a consequente favelização da cidades).

    Tem a ver com o fechamento da fronteira agrícola e o êxodo rural dela decorrente, que agravou o problema da superpopulação em algumas cidades (e a saturação/ou caducidade dos equipamentos de infraestrutura urbana e o consequente agravamento do colapso do saneamento nesses grandes centros urbanos).

    Tem a ver com a ausência de controle estatal sobre a geração de efluentes industriais, notadamente nas indústrias de grande porte (olhaí a “liberdade de empreender…! Vai fazer isso nos EUA, na Alemanha, na Inglaterra, na Holanda, etc., pra ver o que te acontece!), que ferraram com os mananciais superficiais e freáticos.

    Tem a ver com uma legislação ambiental frouxa, que não previne praticamente nada, e, na prática, inviabiliza o poder coercitivo, sem o qual as leis se tornam meras proposições morais.

    Nada disso tem a ver com ausência ou incapacidade de planejar.

    Quem orquestrou isso foi uma burguesia altamente competente e absolutamente consciente daquilo que fez, faz e fará. Ela sabe exatamente onde e como pretende chegar.

    O Estado brasileiro foi milimetricamente pensado e estruturado pra servir aos propósitos de quem realmente manda na gameleira. E que sempre se dá bem, não importa o que aconteça com o resto da população, quanto mais não seja, porque resto é resto…

    Estado nunca é causa de nada, Guatambu, até porque Estado não tem vontade. Estado não tem nem vida.

    O Estado é aquilo que se faz dele (e nele).

    Estado é consequência.

    Já vi e vivi o suficiente pra perceber a quem aproveita o Estado que temos…

    Passei do ponto de me deixar enganar com certos raciocínios simplórios…

  120. DAISE 2.0 said

    As fantasias da Petrobras
    Como se sabe, os estrategistas de comunicação do PT contam com pesadas artilharias que plantam a sua própria fantasia nos diversos canais de que dispõem nas redes sociais

    20/02/2015 – 01h00
    A melhor defesa é o ataque. Essa velha máxima futebolística adaptada à política começou a ser aplicada pela galera petista nas redes sociais e nos outros meios ao seu alcance na estratégia para tentar diminuir os danos do escândalo da Petrobras.

    Os estrategistas do contra-ataque recorreram ao velho truque de balançar o espantalho de um inimigo imaginário em quem colocar a culpa. Sempre tem uma força do mal, da ganância, da usura e da especulação interferindo nos bons propósitos de um governo que só pensa no bem do povo.

    Como se sabe, os estrategistas de comunicação do PT contam com pesadas artilharias, voluntárias ou nem tanto, que para contrabalançar a venalidade da imprensa “corporativa”, como eles dizem, plantam a sua própria fantasia nos diversos canais de que dispõem nas redes sociais.

    A narrativa elaborada para ser distribuída pela rede de apoio voluntário ou remunerado, é a seguinte: a Petrobras está sendo vítima de uma sórdida campanha de difamação que visa desmoralizá-la e diminuir seu preço, para que no final possa ser entregue às pérfidas petroleiras internacionais, ou a alguma coisa equivalente, a “preço de banana”- o bordão preferido dos ativistas de botequim que discutem economia com a mesma desenvoltura com que debatem os milagres ou frangos de Rogério Ceni.

    Toda a Operação Lava Jato, todas as investigações da Polícia Federal, todas as denúncias do Ministério Público, todos os atos do juiz Sergio Moro, todas as delações premiadas, todos os imbróglios que envolveram os balanços da Petrobras, a demissão da sua presidente, Graça Foster, tudo isso é armação para entregar a fortuna do Pré-Sal à cobiça do capital internacional.

    As empreiteiras envolvidas ora são as vilãs, corruptoras de funcionários probos, ora são as vítimas de “vazamentos seletivos”, e que por isso são consoladas pelo ombro amigo do ministro da Justiça, que as aconselha a não se entregaram às torturantes condições da delação premiada, prometendo a elas um futuro mais risonho, quando cabeças novas forem jogadas na fogueira igualando todas as culpas. E onde todos são culpados, na filosofia igualitária ora instalada no poder, ninguém é culpado.

    A frase do senador Jorge Viana, do PT do Acre, a esse respeito, é bastante elucidativa: “O desvio de dinheiro é suprapartidário”. Portanto, podemos dormir tranquilos, já que todos roubam por igual.

    Existe, em tudo isso, porém, um impasse lógico que ninguém se habilita a explicar, porque o script fornecido pelo PT a seus multiplicadores não se preocupa em discutir racionalidades, mas apenas em manipular alguns símbolos que estão bem plantados no inconsciente coletivo; petróleo é nosso, pré-sal, riquezas naturais versus exploradores internacionais, um inimigo sempre à mão.

    A questão lógica é essa: por que os que querem “entregar” a Petrobras não a entregaram quando estavam no poder? Por que esperaram justamente que aqueles que a usam como bandeira a desmoralizassem e provocassem a queda de seu valor de mercado para fazer o que não podem fazer, que é “entregá-la”? Não a venderam quando podiam e querem vendê-la quando não podem?

    Não faz o menor sentido, mas quem se preocupa com sentido nesse tipo de escaramuça ideológica onde o que menos conta é a verdade?

    Como observa agudamente Roger Scruton no final de um dos capítulos do seu livro “Pensadores da Nova Esquerda”, o que nos remete imediatamente à recente campanha eleitoral, “há modo melhor de esconder as intenções de alguém que as descreva como as intenções de seu inimigo?”

  121. Pedro said

    Falando em controle estatal.

    Acho que é este tipo de questão, que aqueles que dizem ser de esquerda deviam levantar:

    Deputado estadual Fernando Coruja critica o governo, que em tempos de crise rateia rombos nas contas públicas, ampliando tributos e tarifas de serviços, enquanto os grandes bancos divulgam lucros recordes.
    Da tribuna, mandou o recado: “Se o sistema financeiro é controlado pelo governo, então alguma coisa está muito errada”.

  122. Elias said

    Guatambu,
    Quem falou em cagar regra?

    Eu é que não! Isso é coisa tua.

    E quem está partidarizando a coisa também és tu, não eu.

    Tô cagando e andando pra partidos políticos, inclusive pro PT, a quem ajudei a fundar, ao qual (ainda) sou filiado, e em quem voto até hoje, à falta de uma porcaria ligeiramente melhor.

    Quem impede concorrência no Brasil? O Estado? O PT? O PSDB? Por que não há mais concorrência?

    Não há mais concorrência porque não há mais interessados em concorrer.

    E não há mais interessados em concorrer, porque o mercado é pequeno.

    O mercado é pequeno, porque o povo é pobre.

    O povo é pobre, porque a riqueza é concentrada.

    A riqueza é concentrada porque o poder também é concentrado.

    O poder também é concentrado, porque, até o momento, ninguém teve peito de virar a mesa e mudar o jogo.

    Ninguém, até o momento, teve peito de virar a mesa e mudar o jogo porque aqui é terra de índio manso.

    O PT faz parte dessa merda porque se desnaturou. Se corrompeu. Ficou igual a todos os demais. E dizer que o PT ficou igual a todos os demais nem de longe significa dizer que os demais são melhores do que o PT. São iguais, com grandes chances de serem piores.

    O plano estratégico do PT era mudar a estrutura do poder. Ele nem tentou fazer isso. Daí porque se desnaturou…

    O PT preferiu se tornar um gerente do sistema, a serviço da mesma estrutura de poder contra a qual ele foi criado. A mesma estrutura de poder que se beneficiou à tripa forra do gerenciamento petista, hoje atira pedras no gerente, e com carradas de razão, porque o gerente é ladrão.

    Tenho certeza de que algumas outras pessoas, além de ti, estão lendo o que escrevi acima, e, dentre elas, pelo menos umas duas ou três estão entendendo o que estou dizendo.

    O que estou dizendo não tem porra nenhuma a ver com tal ou qual partido em particular. Meu corte é mais acima…

  123. Guatambu said

    Elias,

    “O poder também é concentrado, porque, até o momento, ninguém teve peito de virar a mesa e mudar o jogo.”

    Pra vc, virar o jogo significa pegar o poder, que hoje se concentra no Estado e trocar de mãos.

    Vc ajudou a fundar o PT porque queria que o poder do Estado passasse para um grupo “mais responsável”.

    Mas vc viu o que aconteceu quando esse grupo alcançou o poder. Nas suas próprias palavras: se desnaturou.

    A única conclusão possível, Elias, é que não adianta trocar de mãos o poder do Estado. Porque sempre que o poder do Estado troca de mãos, dá no que dá.

    E é essa a minha crítica ao Estado brasileiro. Lá na Suiça, Suécia, Noruega, etc. O Estado poderoso e controlador pode fazer sentido. Aqui não. Não há base cultural para isso, não há homogeneidade social para isso, não há um padrão comportamental para isso.

    Como é que o Estado não tem vontade Elias?! O que está acontecendo com a Petrobras não é o resultado do interesse de particulares sobre o Estado. A dona do dinheiro é a Petrobras, quem manda na Petrobras é o Estado. Quem fez e aprovou o orçamento foram administradores colocados lá pelo Estado. O dono da grana não eram os particulares, os particulares estavam de olho na grana da Petrobras, e quem controla ou não se essa grana vai para esse ou para aquele particular é o Estado.

    E vc vem falar que o Estado não tem vontade Elias?!

    Se o Estado não tivesse vontade, um conselheiro mais cuidadoso teria pensado 2 vezes antes de assinar embaixo a compra de Passadena. E se tivesse assinado, a reputação desse cara seria assassinada em praça pública no mercado. O mesmo para Abreu e Lima. O mesmo para um porrilhão de investimentos furados que a Petrobras fez a título de desenvolver o setor industrial e de óleo e gás do Brasil.

    Fosse o interesse particular, a Petrobras estaria preocupada com o lucro. Com crescer suas operações, fazer dinheiro, olhar para o futuro, pensar na sobrevivência do seu negócio. Mas não… o interesse é do Estado. É a mão do Estado na Petrobras que fez e faz isso.

    Agora, se vc afirma categoricamente que o Estado não tem vontade. Cite exemplos de quem manda no Estado!

    E não vem me falar que o povo manda no Estado. Isso é tão ridículo quanto dizer que a falta de água de São Paulo é por causa de rios aéreos e o escambau.

    O poder do povo é disperso. O poder do Estado é concentrado: tem um presidente que todos conhecemos, tem seus ministros do poder executivo que estão ali para gastar o dinheiro que é do povo. Quem tem dinheiro tem poder, e esses caras têm o dinheiro… logo, têm o poder.

    Como é que o povo, com 1 voto a cada quatro anos pode ter maior poder que isso: uma arrecadação de 38% de um PIB de mais de US$ 1 trilhão para torrar em 4 anos? Só maluco para acreditar nisso.

    Se vc está falando que o Estado não tem vontade, é porque tem algum outro ente, algum outro poder concentrado cantando as jogadas. Queria muito saber quem são esses entes. Por acaso é esse negócio que vc chama de burguesia? Que burguesia? Tem trocentos milhões de empresários no Brasil… mas não deve ser de todos, certo? Deve ser de uns poucos. Quem são?

    Como é que vc pode afirmar tão categoricamente que o Estado não tem vontade e ao mesmo tempo, afirmar tão categoricamente que há “uma burguesia altamente competente e absolutamente consciente daquilo que fez” que orquestrou tudo isso?!

    Vc sabe?! Conta aqui pra gente. Vc se aposenta, eu paro o que estou fazendo agora e vou militar do seu lado.

    Vc pode achar que eu sou estúpido por achar que a culpa é do Estado. Não acho.

    O Estado tem parte da culpa, mas nunca deixou de ser importante. Só que para cada competência, deve haver um papel. O Estado brasileiro excede suas competências, usando de desculpas sociais e outras esfarrapadas. Tão simples quanto isso.

    Por isso que para mim virar o jogo significa diminuir o poder do Estado fazendo com que o Estado concorra – em termos de serviços – com o setor privado. Podem existir empresas estatais, acredito que até deva existir. Só que terão que competir.

    Assim como, pode haver regulação para empresas privadas, mas tem que haver mais competição.

    Competição. Essa é a alma do desenvolvimento.

    Não consigo tirar da cabeça que o que conquista o cliente é um bom serviço.

    Em última análise, o Estado e empresas são gigantescos prestadores de serviço, ainda que possam produzir bens.

    Quando há competição por clientes o resultado final é que a qualidade de qualquer serviço melhora.

  124. Jose Mario HRP said

  125. Jose Mario HRP said

    Elias, para haver suco de merda há que existir merda, basicamente agua e sobras intestinais, se acaba a agua nem merda existirá.
    Tucano é milagreiro……acaba com a agua, com a merda e com o estado do Paraná por inteiro!!!!!
    E a Globo fingindo que o Paraná está uma beleza insiste em não fazer reportagens mostrando todo o funcionalismo do estado em greve!
    O tal Richa cortou até o terço de férias nos pagamentos de quem sai de férias lá!
    Pior só o Quercia em 89/90, que não pagou o decimo terceiro.
    Tucano é milagreiro, seca o rio, limpa a merda e queima o estado!!!!!

    O povo paulista tem mais é que tomar caracu!!!!!
    LLLLLLLLLLKKKKKKKKK

  126. Pedro said

    Tá certo. É sábado, vamos rir um pouco…….

    Exclusivo: Dilma fez cirurgia de redução de popularidade.

    A presidente Dilma Rousseff reapareceu hoje 13 pontos abaixo no Ibope, após passar por uma sério regime de emagrecimento de popularidade. Dilma começou o regime tomando medidas que anunciou que jamais tomaria. Em seguida, veio a fase da negação: ela negou ter tomado conhecimento de qualquer irregularidade na Petrobras.

    De acordo com um colaborador, Dilma tem se esforçado muito e ficado de boca fechada. Há meses ela não dava qualquer entrevista. A Polícia Federal está investigando a engorda das contas bancárias de diretores da Petrobras. A estilista Francisquinha Chiquinha gostou do resultado do regime da presidente : “Ela encolheu o PIB e as ações da Petrobras então está combinando bem”

  127. Pedro said

    No mesmo clima……

    Comercial do PMDB dizendo que é confiável faz ancião em coma há oito anos acordar e gargalhar.

    Um acontecimento incrível surpreendeu a família do aposentado paranaense Astolfo Mendes Braga, de 85 anos, esta semana. Em coma há oito anos num quarto de hospital, ele acordou – e gargalhou!

    Filhos e netos de Astolfo assitiam à TV do quarto na visita de rotina ao hospital. De repente, num intervalo, foi veiculado o comercial do PMDB, em que os auspiciosos congressistas Renan Calheiros e Eduardo Cunha e o vice-presidente Mochel Temer dizem que o partido está “sempre do lado do Brasil” e que neles os brasileiros “podem confiar”.

    Uma gargalhada fez os filhos pularem da cadeira. Era Astolfo. Sob os olhares incrédulos da família, ele riu por cerca de dois minutos e meio, fez gestos obscenos para a televisão – e depois voltou à inconsciência. “Ele riu tanto que enfermeiros e médicos vieram ao quarto para pedir silêncio”, conta Luzia Braga, filha mais velho do enfermo. “Alguns que chegaram depois não acreditaram no nosso relato”, diz.

    Como nova forma de tentar trazer Astolfo de volta à consciência, os médicos que tratam dele ligarão a TV do quarto nos próximos discursos da presidenta Dilma Rousseff.

  128. Pedro said

    Fazendo hora extra aqui no blog.
    Já que o avarento do Pax não me deu aumento.

    Li e reli o regulamento.
    Conclui que o Googlias não infringe as normas, quando xinga a vò do Pax.
    Segundo o artigo 9°, § 3°, não pode xingar mãe, filha ou mulher.
    Não fala nada de avó e bisavó.

    Chamar de viado, japa safado, alemão nazista, taliano fascista, judeu ladrão de terras, também é liberado.

  129. Pedro said

    Falando em hora extra.
    Um blog que fala de corrupção, só fazendo hora extra, pra dar conta.

    É um caso atras do outro. Os caras não dão trégua.

    http://www.conjur.com.br/2015-fev-20/bens-agnelo-queiroz-sao-bloqueados-obras-formula-indy

  130. Pedro said

    Até o ministério público?

    Neste caso, o único que teve peito pra encarar, foi um deputado petista Jailson Lima.
    Escutei uma entrevista dele. Depois que levantou o caso, teve a vida devassada.
    Foi pra imprensa e disse: não precisam perder tempo, eu tenho dois processos, um por isso, e outro por aquilo (assuntos banais).
    Os outros deputados com cara de paisagem, ou embaixo da mesa, com o cu na mão.

    É, ainda existem petistas bons.
    Taca-le pau neles Jailson.

    http://agenciaal.alesc.sc.gov.br/index.php/noticia_single/jailson-questiona-falta-de-parecer-tecnico-sobre-preco-do-terreno-comprado

  131. Jose Mario HRP said

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/02/1593026-justica-manda-prefeitura-de-sp-retirar-ciclovia-da-frente-de-colegio-particular.shtml

    MUNDO COXINHA TREME COM O RESPEITO DOS DOS DIREITOS DO POPULACHO IGNÓBIL!
    A JUIZA BURGUESINHA VETOU O DIREITO DO POPULACHO A DESLOCAR-SE PELA CIDADE DOS COXINHAS EDOS GLOBETROTTERS!
    e O IRMAO DO PAX EM GALAPAGOS OU cANARIAS!
    e O CLUBE MILITAR BOMBANDO!!!!!!!!!!!!!!!!

  132. DAISE 2.0 said

    # 31 O BURRINHO PIROU !!! a coisa tá feia!
    (neguinho tá babando a bile)
    ——
    Sou uma vaca que tosse
    19/02/2015 07h35

    Campanhas existem para beneficiar pessoas, para que vivam melhor e com mais qualidade. Não deveriam ser baseadas em crenças ou experiências pessoais com a finalidade de interferir na vida alheia. Talvez por isso eu tenha ficado tão chocada com uma contra o aborto, lançada no Facebook, que desafiava as mães a postar uma foto da época que estavam grávidas. Tipo o desafio do balde. Mas dessa vez pensando no seu próprio umbigo. Ou na própria barriga.

    Eu entendo que muitas mulheres não fariam um aborto em hipótese alguma, mas não entendo que uma mulher se oponha e entre numa campanha para impedir o direito de outra fazer o que quiser com o próprio corpo. Pior ainda, que apoie a criminalização do aborto, que ache OK que mulheres sejam tratadas como criminosas por isso.

    O que só confirma um pensamento que tenho de que um dos maiores problemas na vida de uma mulher são as outras mulheres. Quanta hipocrisia. Quanta desunião. Quanta gente esfregando foto de barriga – umas bem cafonas e com legendas piegas – e vindo com discursos limpinhos e politicamente corretos. Mais amor, mulheres. Mais compreensão. Mais simpatia pelas dores e infortúnios da próxima.

    A falta de informação dessas defensoras da família, tradição e propriedade é gritante. Elas repetem ladainhas vazias. Emitem opiniões ignorando totalmente as razões que levam uma mulher a interromper uma gravidez.

    Para elas, o aborto é crime e ponto. Para elas, as mulheres que abortam são criminosas e assassinas. Para elas, a questão é simples, há várias formas de prevenir uma gravidez. Para elas, quem engravida sem querer é irresponsável. Para elas, as mulheres que abortam fazem disso um método anticoncepcional.

    Pior. Para elas, as pessoas que apoiam a descriminalização, incentivam o aborto como forma de prevenção. Para elas, se o aborto for legalizado, ninguém mais vai se prevenir. Então, tá.

    Calma, que nem cheguei na parte que mistura religião. Porque, claro, o Deus delas é bom e misericordioso. Apenas com elas, imagino. Mas um Deus malvado e punitivo por dar um filho a uma mulher que não o deseja naquele momento. O que provavelmente elas não saibam, é que a maioria das mulheres que engravida tem um perfil muito diferente da jovem, inconsequente e promíscua que habita suas cabecinhas.

    É óbvio que a mulher que engravida sem querer é vagabunda ou irresponsável. Ou as duas coisas. Certo? Errado. Desculpe destruir seus castelos de uma sociedade cor de rosa e feliz. As estatísticas mostram que o maior número de abortos acontece entre mulheres casadas, com filhos e cristãs. Não sou em quem está dizendo. É a Universidade de Brasília.

    Todas essas ideias propagadas pelas do contra são baseadas em opiniões rasas e crenças individuais.

    A questão é: aborto é uma questão de saúde pública. Defender que o aborto continue sendo crime ou fingir que as mulheres vão parar de fazer só porque é crime não fará com que elas parem de abortar. Só será eficiente para que elas continuem morrendo.

    Legalizar a sua prática seria uma das formas de reforçar as políticas públicas para prevenir uma gravidez indesejada entre mulheres pobres, justamente uma grande parte que precisa de orientação, e certamente o tipo de mulher ignorada por aquelas que ficam desfilando suas barrigas no Facebook, com hashtag ‘sou contra o aborto’.

    O aborto não deveria ser uma questão de opinião, nem de crença ou ideologia. É menos importante o que as pessoas acham individualmente do que o direito coletivo. Essas mulheres deveriam pegar seus achismos e se recolher. Quem sabe serem solidárias e ajudar suas irmãs de fé, que engrossam as estatísticas.

    Apesar dos números prefiro pensar que a mulher que faz aborto não tem cara nem perfil. Pode ser qualquer uma. E por razões diversas. Gente que não tem condição emocional ou financeira de cuidar de uma criança, vítimas de violência doméstica, as que temem perder seu emprego e até mulheres que são obrigada pelos maridos a abortar.

    Apontar o dedo não agrega nada à discussão, até porque quase sempre os argumentos são baseados em conceitos religiosos e moralistas. E aí eu chego num outro ponto, que o Estado, laico na teoria, não poderia pautar suas decisões em crenças pessoais de políticos.

    Na semana passada, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, disse que não vai colocar o tema do aborto em pauta nem que a vaca tussa. Baseado em que? Porque ele é evangélico? E desde quando ele pode misturar sua vida pessoal aos interesses públicos?

    Eu nunca abortei. Não estou escrevendo esse texto em benefício próprio.
    Assim como as leis não deveriam ser feitas sem a independência que exigem.
    Apenas gostaria de ver garantido a todas as mulheres o direito ao aborto, independentemente da razão. Se for necessário, pode me chamar de vaca, porque já comecei a tossir.
    Se precisar, posso latir também. E não vou parar mais.

  133. DAISE 2.0 said

    Ricardo Pessoa na CPI da Petrobras: sim, sim, sim

    Brasil 21.02.2015
    Vamos recapitular, neste final de sabadão, os principais pontos da reportagem da Veja sobre Ricardo Pessoa, o dono da empreiteira que está pronto a explodir.

    São eles:

    a) O ministro ocupador da pasta da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi pego na mentira. Não foi o advogado da UTC a procurá-lo, e sim ele a procurar o advogado da UTC, com quem manteve reunião secreta para implorar que Ricardo Pessoa não entregasse Lula e Dilma em delação premiada. O assunto foi a Lava Jato, ao contrário do que o ministro havia afirmado. Agora, José Eduardo Cardozo diz que vai processar os interlocutores de Ricardo Pessoa. Vai nada…

    b) Ricardo Pessoa deu 30 milhões de reais a campanhas do PT no ano passado, inclusive a de Dilma Rousseff, que recebeu um terço do total. O dinheiro veio de contratos superfaturados da Petrobras

    c) As campanha de Jaques Wagner e Rui Costa ao governo da Bahia foram igualmente financiadas com dinheiro sujo da estatal

    d) José Dirceu recebeu 2,3 milhões de reais de dinheiro do Petrolão, em 2011, a pedido de João Vaccari Neto. A grana foi repassada por meio de contratos simulados de consultoria

    e)) Lula não pode mais fingir que nada tem a ver com a lambança. Ricardo Pessoa, amigo seu até ir preso, afirma que o esquema de corrupção na Petrobras começou em 2003, sob o comando de Delúbio Soares, sucedido depois do mensalão por João Vaccari Neto

    Diante dessas revelações (imagine-se o que Ricardo Pessoa tem ainda a contar, se esse foi só um recado), a oposição quer convocar o empreiteiro para depor na CPI da Petrobras. O melhor resumo é do deputado José Carlos Aleluia, do DEM:
    “Quem com porcos se mistura farelo come. E Lula criou um chiqueiro na Petrobras. Por isso, não tem cabimento estarem soltos o ex-diretor Renato Duque, o tesoureiro João Vaccari Neto e o próprio Lula. Eles estão atrapalhando a investigação.”

  134. DAISE 2.0 said

    <bO advogado-geral da União mente

    Brasil 21.02.2015
    Assim como Luiz Inácio Lula da Silva, o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams é um fanfarrão.

    Depois de escrever, no Palácio do Planalto, uma instrução normativa que coloca o Tribunal de Contas da União a reboque da Controladoria-Geral da União, na assinatura de acordos de leniência indecentes com as empreiteiras do Petrolão, Luís Inácio Adams gravou um vídeo assombroso — para dizer que a tramoia com a cúpula do PT “não tem nenhuma função penal, não isenta o criminoso, não impede a produção de prova”.

    É mentira. Os acordos de leniência, na forma imaginada por Luís Inácio e os seus patrões petistas, foram feitos para:

    a) Permitir às empreiteiras bandidas que passem ao largo da Justiça, no caso do Petrolão, mais especificamente do juiz Sergio Moro e dos procuradores da Operação Lava Jato

    b) Permitir às empreiteiras bandidas que continuem a assinar contratos públicos e a receber empréstimos do BNDES, mediante o pagamento de uma simples multa

    c) Permitir às empreiteiras bandidas que paguem pelo silêncio dos executivos presos em Curitiba

    d) Permitir a Lula e Dilma que se safem do envolvimento no Petrolão, visto que as empreiteiras bandidas, pelos acordos de leniência feitos diretamente com a GGU, não precisarão contar tudo o que sabem, ao contrário do que ocorreria com a delação premiada. Mais impedimento de produção de prova, impossível.

    Luís Inácio Adams precisa explicar:

    1) Por que que foi ele a escrever a instrução normativa assinada por Bruno Dantas, ministro do TCU

    2) Por que ele correu para o TCU, a fim de obter a aprovação da instrução normativa em tempo recorde?

    3) O que ele terá em troca pelo servicinho sujo. Uma vaga no Supremo Tribunal Federal, quem sabe?

    4) Por que a União tem um advogado-geral que trabalha contra a União, em favor de um bando criminoso

  135. DAISE 2.0 said

    # 34 titulo correto

    O advogado-geral da União mente

  136. DAISE 2.0 said

    CELSO ARNALDO ARAÚJO

    Nesses 60 dias de sumiço, Dilma Rousseff afinou um punhado de quilos com a dieta do Dr. Ravenna, mas engrossou sua rombuda ignorância com o tempero de um aparente cinismo, que até aqui lhe faltava por absoluta obtusidade. Dos cínicos competentes, como se sabe, exige-se um tirocínio que passa longe do cérebro mononeuronal de Dilma. A afronta de acusar FHC pelo Petrolão, em dilmês de porta de cadeia, namora o descaramento, o caradurismo e a mais rigorosa incompreensão dos fatos, mas passa longe do “raciocinismo”.

    Até um estafeta do Palácio do Planalto derrubaria o disparate, em linguagem grosseira. De qualquer forma, a estreia de Dilma II – A Comissão nos espantosos 10m23s desta primeira entrevista do segundo mandato talvez mereça uma resenha mais minuciosa, porque peça histórica na crônica da má-fé lulopetista. Má-fé sem requinte, tosca, indecente. Mas, num nível mais rasteiro ainda, celebre-se a volta do fissuroso dilmês oral, inconfundível e indispensável aos “dilmadictos”, como este que vos escreve.

    Quem mais, senão Dilma Vana Rousseff, seria capaz de confirmar que a correção da tabela do IR abaixo da inflação é uma cláusula pétrea de seu governo com uma frase que se tornou antológica no estudo da oratória humana, assim que o “por cento” escafedeu dos lábios presidenciais na tarde desta sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015:

    “Nunca deixamos de esconder que era 4,5%”.

    É o que se ouve aos 6:08 do vídeo oficial do Planalto, sem cortes — e com fortes emoções. Que não se pode deixar de perder.
    Bem-vinda, presidenta.

  137. DAISE 2.0 said

    DILMA: A ANTA QUE NOS PRESIDE…por pouco tempo mais, espero!

  138. DAISE 2.0 said

    Por que ninguém da Odebrecht foi preso até agora?

    Brasil 22.02.2015
    A empreiteira Odebrecht é uma das protagonistas do escândalo da Petrobras, mas não tem nem mesmo um executivo preso. Até dezembro, Marcelo Odebrecht, presidente da empresa, dizia a jornalistas que estava tranquilo porque nada o ligava ao doleiro Alberto Youssef, um dos operadores das negociatas. Mas, de lá para cá, o quadro piorou muito para a empreiteira.

    O colunista Lauro Jardim fez uma boa contabilidade, à qual agregaremos outros fatos:

    a) Dos treze meliantes que fizeram delação premiada, quatro citaram a Odebrecht como pagadora de propinas. São eles Pedro Barusco, Júlio Camargo, Paulo Roberto Costa e, surprise, surprise, Alberto Youssef

    b) Só Pedro Barusco, que recebeu 1 milhão de dólares da Odebrecht no Panamá, citou a empreiteira 16 vezes. Na planilha em que ele anotava a distribuição de propina, a Odebrecht aparece 11 vezes

    c) Paulo Roberto Costa, que recebeu 31,5 milhões de dólares da Odebrecht, só porque era um “bom camarada”, citou a empreiteira 35 vezes

    d) Alberto Youssef, com quem Marcelo Odebrecht afirma não ter operado, citou a empreiteira 9 vezes. Youssef disse que a Odebrecht pagou 10 milhões de dólares ao deputado José Janene, do PP, o morto mais vivo do que nunca

    e) Júlio Camargo, da Toyo Setal, citou a Odebrecht duas vezes. Ele afirmou que a Odebrecht pagou propina a Paulo Roberto Costa, Pedro Barusco e Renato Duque, através do executivo Marcio Farias

    f) O ministro ocupante da pasta da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi solicitado pelos advogados da empreiteira a deter a ação dos procuradores que investigam contas que a Odebrecht abriu na Suíça, a fim de recompensar corruptos da Petrobras

    g) A Polícia Federal está à caça de Bernardo Freiburghaus, o doleiro da Odebrecht que desapareceu antes que a Operação Lava Jato começasse a prender os meliantes. Bernardo Freiburghaus instruiu Paulo Roberto Costa a abrir uma conta no banco suíço Julius Baer, na qual a empreiteira depositou 5,6 milhões de dólares

    h) O fundador da OAS, César Mata Pires, esteve no escritório de Marcelo Odebrecht, para demonstrar espanto pelo fato de ninguém da empreiteira concorrente ter sido preso e dizer que os herdeiros da OAS não pagariam sozinhor por “erros cometidos em equipe”.

    Diante de tudo isso, renovamos a pergunta: Por que não há ninguém preso da empreiteira Odebrecht?

    O Antagonista desconfia de que pegar a Odebrecht significa pegar um ex-presidente. Ou dois.

  139. DAISE 2.0 said

  140. Patriarca da Paciência said

    Uma homenagem ao Chesterton e à Carlão Michele Deise Desvairada, Mula sem Cabeça etc.etc.etc.
    Observem que não consta outra grande revelação do dito cujo, aquela onde ele afirma que a verdadeira intenção de Isaac Newton ao elaborar e publicar a Lei da Gravitação Universal, foi destruir o Cristianismo Trinitário !

  141. Patriarca da Paciência said

    “Entre os três últimos presidentes brasileiros das últimas duas décadas, Fernando Henrique Cardoso, do PSDB, foi o que menos combateu a corrupção no Brasil. Ficou, assim, atrás da presidenta Dilma Rousseff e do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores.

    Pesquisa realizada pelo instituto de opinião Vox Populi coloca Lula como líder do ranking no quesito “presidente que mais combateu a corrupção”, com 31% das manifestações favoráveis. Dilma vem em segundo, com 29%.
    Na lanterna, ficou FHC, com apenas 11% dos votos. O resultado corrobora a impressão geral de que, durante os mandatos do tucano (1995-2002), a corrupção foi colocada para debaixo do tapete, em boa medida por conta do então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro.”

    Confira o artigo original no Portal Metrópole: http://www.portalmetropole.com/2015/02/vox-populi-fhc-foi-o-governo-mais.html#ixzz3SYN1lQK5

  142. Patriarca da Paciência said

  143. Patriarca da Paciência said

    “Presidente da Câmara, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contestou nota publicada na seção Radar, que dizia que ele viajara a Paris no Carnaval e se hospedara num dos hoteis mais luxuosos da Europa; “Primeiro o meu destino do carnaval foi Portugal. Segundo foi aonde, inclusive, estive ontem visitando o Primeiro Ministro Português. Terceiro viajei às minhas custas”, disse ele; “Não é porque um colunista é mentiroso e leviano que tenho de criticar a imprensa. Critico ele e assim desminto a notícia. Se ofender, existe a justiça. Para a má imprensa, mais imprensa. Viva a liberdade de imprensa e viva o nosso livre direito de criticar!”
    (247)

    O Cunha está se saindo melhor que a encomenda – disse que quer ser independente e é mesmo. Muito diferente dos ideológicos, partidários e proselitistas “colonistas” da “óia”.

  144. Pedro said

    O Ministério da Saúde Mental adverte:

    Após consumir o # 142, tome uma dose reforçada do # 139.

  145. DAISE 2.0 said

  146. Guatambu said

    Bom dia galera, feliz ano novo!

    Agora o bicho vai pegar!!

    Alguém aí está afim de ganhar uma graninha com o PT para financiar a próxima viagem?

    Infelizmente a próxima viagem não poderá ser internacional… com o dólar batendo 2,90…

    Mas é justamente sobre o dólar que eu quero falar.

    O câmbio brasileiro vem valorizado artificialmente desde antes de 2013, se não me engano.. eu não sou analista de câmbio, mas acredito que seja isso.

    Nota: eu não sou analista de nada. Mas basta um pouco de bom-senso e reconhecer determinados padrões que fica fácil fazer dinheiro com a esquerda no poder: basta ter dinheiro! Pobre mesmo, com esquerda no poder, ganha bem pouquinho… e depois, quando as políticas sociais acabam, perdem tudo.

    Como eu ia dizendo: o câmbio brasileiro está valorizado artificialmente, princialmente pelo risco inflacionário que isso acarreta.

    O grande problema é que o Brasil, para fazer isso, precisa vender título e financiar a venda de dólares no mercado interno.

    Só que isso aumenta a dívida brasileira… que já está sob os olhares atentos dos investidores.

    Se a bolsa começar a cair, e os investimentos diretos diminuírem, a pressão cambial aumenta ainda mais.

    Resultado: o governo vai ter que arrumar outra solução para segurar o dólar…. e o governo está cada vez com menos opções…

    O dólar vem sofrendo altas sucessivas, mas eu acho que R$ 3 ainda não vai ser o teto, hipótese reforçada pelo fato de que a moeda americana está valorizada também em relação a outras moedas.

    E aí?! Tão afim de comprar dólar? Eu acho que vou botar um dinheirinho nisso… quem sabe…

  147. Elias said

    Tá na rede uma listinha da conexão entre os corrupas da Petrobras e as contas clandestinas do HSBC. Aí está:

    “Raul Henrique Srour (doleiro) US$ 0,00 (?); Júlio Faerman (ex-representante da SBM no Brasil), US$ 20,8 milhões; Pedro José Barusco Filho (ex-gerente de engenharia da Petrobras), US$ 1,98 milhão; Antônio de Queiroz Galvão (presidente do Conselho de Administração da Queiroz Galvão), US$ 12,78 milhões); Maurício Galvão (membro do Conselho de Administração da Queiroz Galvão), US$ 0,00 (?); João Antônio de Queiroz Galvão (ex-vice presidente do Conselho de Administração da Queiroz Galvão), US$ 12,78 milhões; Ricardo de Queiroz Galvão (vice presidente do Conselho de Administração da Queiroz Galvão), US$ 12,78 milhões; Fernando de Queiroz Galvão (um dos controladores da Queiroz Galvão), US$ 0,00 (?); Dário de Queiroz Galvão Filho (presidente da Galvão Engenharia), US$ 18,58 milhões; Eduardo de Queiroz Galvão (membro do Conselho de Administração da Galvão Engenharia), US$ 18,58 milhões; e Mário de Queiroz Galvão (membro do Conselho de Administração da Galvão Engenharia), US$ 12,19 milhões. TOTAL: US$ 110,48 milhões.”

    Os pontos de interrogação, no texto acima, são meus. Se é uma lista de depositantes em contas bancárias clandestinas, e o nome de uma pessoas não pode ser vinculada a nenhum valor, por que incluí-la na lista? Sei lá!

    Na verdade, parece mais uma listinha da Queiroz Galvão (familiazinha operosa, né?).

    De qualquer modo, parece que a divulgação dos correntistas secretos brasileiros está sendo criteriosamente peneirada. Só US$ 110 milhões? Cadê o resto dos US$ 8 bi, depositados por esforçados ladrões do Brasil, esta pátria que me pariu?

    Parece até a lista dos beneficiários de empréstimos “mamãe, quero mais!” do BNDES… Divulgaram uma listinha que só contém os doadores da campanha da Dilma… Cadê a Andrade Gutierrez, beneficiária de centenas de milhões de empréstimos do BNDES, e que compareceu com mais de R$ 24,3 milhões, dos R$ 222,9 milhões que a campanha do Aécio diz ter arrecadado? E a Norberto Odebrecht, outra freguesa farta do BNDES, e que disputou pau a pau com a Andrade Gutierrez, o Bradesco e a JBS, o troféu de maior doadora do Aécio?

    Aliás, dando uma rápida olhada na prestação de contas eleitoral do Aécio, e não sem surpresa, sabem quem encontrei, entre os doadores? A Queiroz Galvão! Ela mesma! A dita Queiroz Galvão da Lava Jato e das contas secretas na Suíça!

    Já é possível, então, estabelecer uma vinculação direta e documentada entre a roubalheira na Petrobras e o financiamento da campanha do Aécio…

    Mas é claro que o Aécio também não sabia de nada. Aliás, eu tenho certeza de que ele nem sabe o que significam expressões como “conta numerada”, “offshore”, etc.

  148. Elias said

    Guatambu,
    “Estado” não tem vontade própria. “Estado” é um ser inerte.

    Quem tem vontade própria são os grupos que estruturam, reestruturam, controlam e operam o Estado.

    E, quando me refiro a “grupos”, não estou me referindo nem mesmo a partidos políticos, que são, apenas, os instrumentos de que se servem os tais “grupos”, para estruturar, reestruturar, controlar e operar o Estado.

    Os “grupos” a que me refiro são classes e/ou frações de classes sociais. É aí que está o poder. O governo, e, consequentemente, o Estado, estão, sempre e inevitavelmente, a serviço de classes ou frações de classes sociais.

    Isso é bê-á-bá da ciência política. É só o início-do-princípio-do-começo, pra quem quer entender alguma coisa desse angu que é a política (ou seja, o processo de luta pela conquista, reconquista, exercício, manutenção e ampliação do poder).

    Sabendo disso, é só dar uma rápida olhada no Estado brasileiro, pra se perceber a serviço de quem ele se encontra… E sacar o monte de burrice (dos otários, evidentemente), ou de má-fé (dos espertíssimos, claro), que cerca e permeia o discurso antiestatista no Brasil.

    Mas, que fique bem claro: não sou contra os otários! Eles fazem parte do equilíbrio natural das coisas. São os estágios mais baixos da cadeia alimentar, sem os quais não há equilíbrio ecológico.

  149. Elias said

    Parece confirmado: o Anderson Silva estava, mesmo, sob o efeito de drogas ilegais.

    É uma pena…

    De qualquer modo, a declaração do Anderson Silva, de que “identifica” com o Aécio, agora pode ser entendida com uma conotação completamente diferente daquela originalmente pretendida por ele…

    …Assim como o empenho com que o ex-candidato tucano se dedicou à construção de aeroportos familiares…

  150. Patriarca da Paciência said

    “Já é possível, então, estabelecer uma vinculação direta e documentada entre a roubalheira na Petrobras e o financiamento da campanha do Aécio…”

    e ainda tem alguns otários achando que estão fazendo ironia com a inclusão do FHC na roubalheira. De qual planeta esses otários vieram ? Bom, se são da nossa terrinha mesmo, como diz você, caro Elias, “são os estágios mais baixos da cadeia alimentar, sem os quais não há equilíbrio ecológico.”

  151. Guatambu said

    Elias,

    E o PT está a serviço que quais grupos então?

    Como fundador, vc deve saber…

  152. Elias said

    O FHC apareceu na TV, pedindo para o Judiciário brasileiro fazer “o que os militares não podem fazer…” (ou seja, depor Dilma).

    E esse rebotalho já foi duas vezes presidente do Brasil, Ministro da Fazenda e Senador… E, já foi, também, considerado um dos mais importantes e celebrados sociólogos do país…

    Qual é o lance? Simples! Vota-se o impedimento de um governante eleito democraticamente, “legitima-se” isso no Judiciário, e ordena-se às Forças Armadas que cumpram a decisão.

    Será meramente proposital qualquer coincidência disso aí com o que foi feito numa certa república de garrotal de mierda desta infeliz América Latrina…

    O rebotalho humano que atende pela alcunha de FH do C frouxo, certamente não percebe que, com o bostejar fétido de sua boca xoxa, ele dá mais um passo na redução do Judiciário a mero campo de batalha política… Como aconteceu com o Mensalão…

    E, como em política não existe espaço vazio, e nela impera feito doida a 3ª Lei de Newton, segue-se que, cada vez mais, o governo, sentindo-se ou dizendo-se ameaçado (com ou sem fundadas razões), vai agir pra manter o Judiciário sob controle, a modo de travar ou desfazer as decisões que lhe forem desfavoráveis.

    Acontece que, não importa sob que pretexto, quando um poder do Estado perde independência, a democracia sifu…

    Já em idade provecta, cada dia mais próximo de tomar a saideira, pedir a conta e ir se encontrar com o diabo que o carregue, o labioso Fernandinho H do C frouxo poderia poupar o país de mais esse desserviço…

  153. Elias said

    “Elias, E o PT está a serviço que quais grupos então? Como fundador, vc deve saber…” (Guatambu)

    Tu não sabes ler?

    Já respondi a essa pergunta, antes dela ser feita (até porque ela é mais do que previsível, pra quem diz o que eu disse). Está em algum lugar, aí acima.

    O PT se reduziu a mero gerente do “status quo”. Daí porque eu tenho afirmado, reiteradamente, que o PT se desnaturou. Acabou se colocando a serviço daquilo contra o qual ele foi criado (e, pra piorar, tornou-se tão corrupto quanto a concorrência)…

    O PT está a serviço das mesmas classes e frações que mandam no país desde que ele existe. É o que estou dizendo, com outras palavras, quando me refiro ao balcão do BNDES.

    A grande mídia precisa ser seletiva ao divulgar listas, porque, caso contrário, cospe pra cima. Pesaram e repesaram antes de divulgar uma lista de correntistas do HSBC e… No que deu? Deu num contribuinte da campanha do Aécio.

    No fim, é só uma disputa entre frações de uma mesma elite…

    Ainda não entendeste?

    Putz! Lento…

  154. Guatambu said

    Não Elias,

    Me refiro ao grupo fundador do PT… de quem eram os interesses?

  155. Guatambu said

    hahahah

    ” Daí porque eu tenho afirmado, reiteradamente, que o PT se desnaturou.”

    Jura Elias?! Tá de brincadeira!

    Se vc não tivesse me contado eu ainda continuaria votando no PT achando que ele é o melhor partido da galáxia! – Igual o coitado do Pax…

    hahahaha

    Larga a mão de ser besta rapaz!

    Qualquer ser inanimado sabe desde que o PT resolveu botar o Lula como líder político, o PT já havia sido desnaturado.

    Tenho curiosidade de saber qual é o interesse econômico de origem por trás do PT: a quem que o PT estava buscando favorecer desde o início.

    Vc sabe… Vc foi fundador.

  156. Guatambu said

    Grécia.

    Pronto! Não tardou e a Grécia arrumou sua Marilena Chauí!

    O nome do gênio?! Slavoj Žižek.

    Filósofo neo-marxista, ele acha que a UE quer destruir a Grécia.

    A Grécia?! Coitadinha! Não tem culpa!

    Adivinhem o que ele quer? Que a Grécia de default!

    Nada como um Marxista para resolver o problema da humanidade, não é mesmo?!

    Como todo filósofo sabe, a resposta depende da pergunta.

    Quais as perguntas que o filósofo fez?

    Quem está ferrando com a Grécia? Resposta: a falta de dinheiro grego.

    Por que? Resposta: porque a Grécia não consegue pagar as dívidas que assumiu.

    Quem a Grécia tem que pagar? Resposta: a UE.

    De quem é a culpa da destruição da economia grega? Resposta: UE

    É um gênio.

    Quais as perguntas que o filósofo não fez?

    Quem quis aderir à UE… e consequentemente seguir as regras escritas e documentadas pela UE? Resposta: a Grécia.

    Quem gastou mais do que poderia? Reposta: a Grécia.

    Quem fingiu que gastar mais do que se pode, por mais tempo que se deve, não tinha problema? Resposta: a Grécia.

    De quem é a culpa da destruição da economia grega? Resposta: a Grécia.

    Isso porque esse senhor é um dos mais respeitados filósofos neo-marxistas…. que dó.

  157. Pax said

    assistam aí…

    gostei

  158. Guatambu said

    Desculpe Pax,

    Não tem a menor possibilidade de eu dar IBOPE para esse cara.

  159. Pax said

    direito seu, caro Guatambu… direito seu que devo respeitar

    e a dialética é sempre um bom método

    exponha teus argumentos ou alguém que os diga com clareza e discutimos

  160. Guatambu said

    Meus argumentos?

    Simples: um sujeito que estimula a invasão de propriedades não merece ser ouvido.

    Até onde eu sei a propriedade é algo garantido por lei, e quem tem o direito de propriedade está protegido pela lei.

    Quem invade uma propriedade cujo direito sobre a mesma pertence a outra pessoa é um invasor, um bandido, um fora da lei.

    Eu não escuto gente que é fora da lei, e muito menos quem estimula alguém que não teve educação a ser fora da lei.

    Se esse cara fosse tão inteligente, ele usaria de meios legais para defender os seus ideais, e não manobrar pessoas em condições desfavoráveis para trazer peso à sua causa.

    Além disso, é por conta da indulgência do povo brasileiro com oportunistas e aproveitadores como esse sujeito ganham destaque na mídia e acabam causando estragos sociais.

    Um excelente exemplo disso é o Lula.

    Vemos aí o legado do sujeito.

  161. Pax said

    Caro Guatambu,

    Leia a Constituição, Artigo 5

    Trago aqui os parágrafos de interesse nessa discussão:

    XXII – é garantido o direito de propriedade;
    XXIII – a propriedade atenderá a sua função social;
    XXIV – a lei estabelecerá o procedimento para desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, mediante justa e prévia indenização em dinheiro, ressalvados os casos previstos nesta Constituição;

    não sou nenhum fã do Guilherme Boulos, mas o que ele diz no vídeo acima é, no meu entender, muito bem colocado

    sinceramente creio que a saída do imbroglio atual é o caminho da esquerda sim, cobrar de quem pode pagar

    o quê o governo Dilma está fazendo? exatamente o mesmo que o Aécio apontou, arrocho, mais imposto, cobrando, enfim, da classe mais baixa o fardo geral.

    vai dar certo?

    minha opinião é que não

    a sua pode ser diferente

    e é ela que estou pedindo, caso queira debater.

  162. Guatambu said

    Pax,

    Sim, “a lei estabelecerá o procedimento para desapropriação”.

    A lei, e não esse sujeito. A menos que em sua opinião ele esteja acima da lei.

    Até que um juiz ou autoridade legal diga que determinada propriedade seja desapropriada, a invasão da propriedade é ilegal.

    Se esse cara invade ou incentiva a invasão de propriedades cujo processo legal não foi finalizado, esse cara é um bandido.

    Eu não vi o video porque eu não escuto bandido, e não escuto bandido pelo argumento colocado acima.

  163. Pedro said

    Quando se falava em aproveitar a maré boa da economia, pra estruturar o país.
    Diziam que era balela dos ditos “4%” que não rezavam na cartilha de Dom Inácio.
    Continuaram com a festa…..

    Agora a conta chegou.
    O cobertor ficou curto, e vai ser o verdadeiro, quem pode mais chora menos.
    E quem é que pode mais neste país?
    As tais elites, é claro.

    Os lideres dos movimentos sociais, como este do vídeo, estão vendo a verba diminuir, e o chororô começou.

    O Brasil que trabalha também tá berrando:

    http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/transito-24-horas/noticia/2015/02/protestos-bloqueiam-transito-para-caminhoes-em-rodovias-do-oeste-catarinense-nesta-segunda-feira-4705506.html

    http://cgn.uol.com.br/noticia/125217/com-gasolina-escassa-litro-chega-a-quase-r-5

    E sabe lá, o que mais vem pela frente.

  164. Guatambu said

    E Pax,

    Para encurtar a discussão.

    Vc quer que eu veja o video, prove-me que esse cara não é bandido, e por não ser bandido entenda como não invadiu e/ou incitou pessoas a invadir propriedades privadas.

    Porque a partir do momento em que ele põe o pezinho dele dentro de uma propriedade privada sem ter sido convidado e/ou incita alguém a fazê-lo, ele imediatamente se torna um bandido.

    Acho que vc não tem tempo e também não vai estar disposto a defender um sujeito como esse. Então podemos parar aqui.

    A menos que eu tenha entendido errado, e que o problema não é de justiça, mas sim de ética. E vc só está usando a palavra errada para se expressar. E vc entenda esse cara ético, ainda que um bandido à luz da lei…. um bandido ético por assim dizer.

    Sim, porque ética e legalidade muitas vezes não caminham juntas, e seu entendimento de como as decisões são tomadas quando a ética enfrenta a justiça pode ser diferente do meu:

    No meu entendimento, quando a justiça fere algo considerado ético, deve-se discutir a justiça dentro do procedimento definido para isso, que, no caso do Brasil, é o processo político legislativo.

    Talvez no seu entendimento, quando a justiça fere algo considerado ético, a justiça deve ser deixada de lado, por qualquer razão que seja.

    Só que eu sou obrigado a dizer que isso não é um direito seu, simplesmente porque não é legal.

    Vc pode até pensar assim, só que agir dessa maneira faz de você um fora-da-lei, assim como Boulos, assim como ZD, assim como Genoíno, assim como Maluf, assim como Demóstenes etc.

    Por isso, Pax, eu não vou assistir, não vou dar IBOPE, e não vou dar crédito, ainda que esse cara esteja debaixo de 7 palmos de razão de qualquer tipo.

  165. DAISE 2.0 said

    A culpa é, sim, de FHC

    Brasil 23.02.2015
    Fernando Henrique Cardoso foi um dos melhores presidentes — se não o melhor — que o Brasil teve ou terá. Com todos os problemas que enfrentou ou possam ser atribuídos a ele na Presidência, o país subiu vários degraus na economia, na organização social, na respeitabilidade internacional e até mesmo no nível da política feita em Brasília quando comparada àquelas anteriores e posteriores aos seus mandatos.

    Dito isso, Fernando Henrique Cardoso é culpado.

    Culpado por ter instituído a reeleição, movido pela vaidade pessoal.

    Culpado por ter torpedeado a primeira tentativa de José Serra eleger-se presidente, tanto por rivalidade pessoal como pelo desejo de passar a faixa a um “operário”, no que enxergava ser o coroamento da transição democrática.

    Culpado por ter preservado Lula durante o auge do mensalão, quando até mesmo os petistas não acreditavam que ele pudesse livrar-se de ser tragado pelas denúncias.

    Culpado por ter acreditado que, preservando Lula, o “operário” se juntaria a ele na formação de um grande partido de centro-esquerda que uniria PSDB e PT, legitimado por movimentos sindicais.

    Nada disso é especulação ou simples análise histórica. Tudo é fato.

    A culpa política de ter chegarmos a este ponto é, sim, de FHC.

    ——–

    De escorregadinha em escorregadinha
    Brasil 23.02.2015

    Depois do “pibinho” de Guido Mantega, Joaquim Levy oferece a “escorregadinha” nas contas públicas.
    Os únicos superlativos do PT continuam sendo o
    MENSALÃO e PETROLÃO

  166. DAISE 2.0 said

    Vá ser incompetente assim lá na China…

    Brasil 23.02.2015

    Com o PT dissolvendo o pouco de país que havia, a tendência é relevar a incompetência, para dizer o mínimo, das administrações comandadas pela oposição. Como O Antagonista não tem rabo preso com ninguém, nem tem medo de patrulha, vamos dar aqui um cascudo no governo do tucano Geraldo Alckmin.

    Geraldo Alckmin seria um desastre ferroviário, houvesse ainda trens dignos desse nome no estado de São Paulo. Veja-se o caso do metrô da capital paulista. A cidade conta com 74 quilômetros de metrô propriamente dito e, apesar de toda a propaganda, o governo não consegue aumentar expressivamente esse número.

    O símbolo maior da lambança administrativa é a Linha Amarela. Ela só não é piada porque a má qualidade da sua engenharia abriu uma cratera que quase engoliu um pedaço de bairro. A linha começou a ser construída em 2004, e a previsão era de que ficaria inteiramente pronta em 2009. Agora se descobriu que as obras estão paradas há anos, e o governo ameaça rescindir o contrato com o consórcio de empreiteiras. Se isso ocorrer, a construção da linha só será retomada em 2016, com prazo de entrega para 2018.

    Sabe quantos quilômetros terá a Linha Amarela no total? Nem treze quilômetros. De 2007 até o ano passado, a chinesa Xangai incorporou 466 quilômetros de trilhos à sua malha metroviária — que começou a ser feita em 1993 e somava até oito anos atrás 101 quilómetros de extensão. Xangai tem hoje 567 quilômetros de metrô, 7,5 vezes a mais do que São Paulo.

    Uma das perguntas do Antagonista sobre o tema: como é que um governo descobre de repente que a construção de uma linha de metrô está parada?

    Vá ser incompetente assim lá na China…e você acaba num campo de reeducação.

  167. DAISE 2.0 said

    DILMA: A GAROTA PROPAGANDA !

    olha o nível a que chegamos…Dilma e Suzana Giménes juntinhas…

  168. DAISE 2.0 said

    Crise no metrô: o que não foi dito
    23/02/2015 02h00

    Desde que começou a operar, em 2011, a linha 4-amarela do metrô de São Paulo tem sido avaliada por muitos como um exemplo de sucesso de parceria público-privada (PPP). O que temos lido na imprensa nas últimas semanas, porém, é motivo para colocar uma pulga atrás da orelha: obras paradas, estações atrasadas, ameaças de rescisão contratual, consórcio culpando o governo, governo culpando o consórcio…

    Se o contrato com o consórcio Isolux Córsan-Corviam for mesmo rescindido e outra licitação tiver que ser realizada, as obras das estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia provavelmente só serão reiniciadas em 2016.

    Afinal, qual o problema dessa PPP? Por que um projeto cujas obras foram iniciadas em 2004, com prazo inicial de entrega em 2009, talvez venha a ser concluído somente em 2018?

    A linha amarela é a primeira experiência de PPP no metrô de São Paulo. Os defensores das parcerias argumentam que elas constituem uma resposta à ineficiência do poder público.

    Desde que começaram a ser inauguradas, porém, as estações da linha 4 chamam a atenção pela péssima qualidade de seus projetos –o ápice é o corredor de baldeação entre as linhas amarela e verde, na estação Paulista/Consolação, que mais parece um corredor de abate de gado– se compararmos, por exemplo, com estações das linhas 1-azul, 2-verde e 3-vermelha que são simples e funcionais, com espaços generosos para os usuários.

    Aliás, justamente a obra da estação Paulista está sob a mira do Ministério Público, que questiona o consórcio ViaQuatro –o mesmo que ganhou a licitação da parceria público-privada para operar a linha– sobre alterações no projeto básico contratado pelo Metrô.

    É importante lembrar que a licitação dessa PPP separou a construção da infraestrutura e a operação da linha. O consórcio ViaQuatro ganhou tanto a operação como parte das obras de infraestrutura.

    Além da questionável qualidade dos projetos e do transtorno causado pelo atraso nas obras e pela provável necessidade de uma nova licitação, caso o contrato com o consórcio Isolux Corsán-Corviam seja mesmo rescindido, há uma questão importantíssima que não vi ninguém ainda mencionar.

    No contrato de concessão de operação da linha está prevista uma remuneração adicional para o consórcio ViaQuatro (já que a tarifa não cobre a totalidade dos custos da operação), projetada no tempo de acordo com o cronograma de inauguração das estações e, consequentemente, da chegada dos novos passageiros que estas agregam ao sistema.

    Só que… se a entrega das novas estações atrasa, o governo é obrigado a cobrir o valor previsto no contrato para aquele ano, ou seja, tem que pagar para os concessionários o que os usuários destas novas estações pagariam –se elas existissem!

    Para o concessionário privado, o risco é zero: sem as novas estações, ganham do mesmo jeito.

    Já para o Estado, ou seja, para os cidadãos, o prejuízo é duplo: além de não termos as estações em funcionamento, melhorando nossa condição de mobilidade, ainda temos que pagar por passageiros inexistentes para garantir o lucro do operador privado.

    Quem se beneficia deste modelo, afinal?

  169. Elias said

    “Elias, E o PT está a serviço que quais grupos então? Como fundador, vc deve saber…” (Guatambu)

    “Me refiro ao grupo fundador do PT… de quem eram os interesses?” (Guatambu)

    “Larga a mão de ser besta rapaz!” (Guatambu)

    Huá! Huá! Huá! Huá! Huá! (Eu)

  170. Elias said

    Daise,

    De quem é o texto do teu comentário # 168. É teu?

    Sendo ou não teu, é interessante destacar que ele critica um determinado contrato, e não um modelo.

    O modelo é o da PPP, copiado da Inglaterra, e que consiste na combinação de recursos públicos com recursos privados, para implantar e/ou operar serviços públicos. É um modelo essencialmente bom.

    A PPP foi introduzida no Brasil pelo governo Lula, mas até agora, infelizmente, não emplacou.

    Pessoalmente, creio que a PPP jamais emplacará no Brasil, enquanto não se eliminar — sei lá de que jeito! — algumas doenças do serviço público brasileiro.

    Uma delas é o calote. O serviço público brasileiro adora contratar ou comprar o que não pode pagar (não importa qual o partido ou associação de partidos que esteja no poder).

    Na codificação do SPC (o Serviço de Proteção ao Crédito), o código “Zero Cinco” significa “Velhaco”. É aquele indivíduo portador de TPA (vulgarmente conhecido como sociopata), que já compra com intenção de não pagar (diferentemente daquele cidadão que atrasa o pagamento por causa de algum infortúnio: demissão, doença, morte de pessoa da família, etc.). O velhaco é o caloteiro incurável. Pra ele, não pagar aquilo que comprou é uma fonte irresistível de prazer.

    Se fosse possível cadastrar o Poder Público brasileiro no SPC, certamente que o código a ser adotado seria o “Zero Cinco”. No Brasil, o governo é o típico velhaco. Compra e não paga. Isso, aliás, cria uma outra fonte de corrupção. O credor, desesperado, acaba se sujeitando ao pagamento de “pedágio” pra receber o que lhe é devido, pelo fornecimento que realizou ou pelo serviço que prestou.

    E aí está um dos principais obstáculos para o sucesso da PPP.

    Na Inglaterra, um contrato com o Poder Público é considerado quase como dinheiro vivo. Garantia de receita firme. Uma empresa contratada pelo Poder Público consegue, sem fazer força, financiamentos mais baratos no sistema bancário. O vencedor de uma concorrência de PPP tem diante de si verdadeiras avenidas de crédito fácil e barato.

    No Brasil, é o exato oposto. A menos que o fulano faça parte de algum esquema de corrupção, um contrato com o Poder Público é um lance de altíssimo risco. Um salto no escuro. Tão certo como a alternância de dias pares e ímpares, é que os pagamentos vão se atrasar. Se o cara não tiver um capital de giro portentoso, ele terá que pedir emprestado a taxas escorchantes, que comerão todo o seu lucro e mais alguma coisa. Em nosso país, uma Nota de Empenho é só uma peça de humor (negro) involuntário.

    Na Inglaterra, o financiamento fácil e barato repercute favoravelmente sobre o custo das PPPs. No Brasil…

    Outro câncer é o projeto mal feito. No Brasil, faz-se concorrência dispondo-se apenas do projeto básico. Já vi casos em que, o que se apresentava como projeto executivo da obra “A”, era, de fato, o projeto executivo da obra “N”. Não batia nada com nada. Ouvidos, os autores da façanha disseram que haviam feito isso pra “agilizar” o início da obra.

    Nos quase 8 anos que passei pelo serviço público, era meu hábito colocar as quatro patas pra trás, sempre que ouvia de uma equipe de engenheiros ou arquitetos, que uma concorrência seria lançada apenas com o projeto básico, pra “agilizar” a execução. Pra mim, nesses casos, a expressão “vamos agilizar” significa: “Vamos fazer tudo errado! A porra desse projeto vai engalicar, travar, parar, e sua conclusão vai demorar mais de cinco vezes o tempo previsto. Por causa dos incontáveis erros, omissões e imprecisões de projeto, das paralisações daí decorrentes, dos acréscimos que se farão necessários, etc., o preço dessa bosta vai também quintuplicar… Ou mais.”

    E por aí, afora.

    Os problemas que a PPP enfrenta no Brasil não são inerentes à PPP (ou seja, ao modelo), e sim ao país. O calote e as falhas de projeto (pra ficar só nesses dois exemplos), prejudicam uma PPP tanto quanto sempre prejudicaram a execução de contratos por empreitada global, de mão-de-obra, etc. Com os mesmíssimos efeitos.

    Agora, essa história do subsídio à operação sem que o equipamento tenha entrado em operação é realmente esquisita. Quanto mais não seja, porque esse tipo de subsídio nunca é “amarrado” a um período de tempo, e sim a um evento. No caso, o evento é a entrada em operação do metrô, em um trecho determinado. Em geral, o subsídio é calculado em função do percurso efetivo (ou seja, a extensão, em quilômetros, percorrida na linha ou trecho de linha que entrou em operação).

    É a primeira vez que vejo alguém se referir ao pagamento de um subsídio à operação sem a ocorrência de operação.

    Aí já não é mais falha técnica. É roubo, pura e simplesmente.

  171. Pax said

    http://m.oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/o-fim-dos-blogs-15419098

    Enviado do meu iPhone

    >

  172. Elias said

    “Os defensores das parcerias (PPPs) argumentam que elas constituem uma resposta à ineficiência do poder público.” (Daise # 168)

    Estranho esse argumento, porque as PPPs não têm esse propósito. A finalidade da PPP é mobilizar recursos privados para a execução ou a operação de projetos de interesse público.

    A presença do setor público na PPP deve ter por objetivo proporcionar parte dos recursos financeiros necessários e também reduzir o risco para o parceiro privado.

    Se a PPP emplacar, a principal consequência será a elevação da capacidade de investimento do aparelho estatal, já que este não necessitará bancar a totalidade desses investimentos.

    Por outras palavras: tem mais a ver com “eficácia” e “efetividade” do que com “eficiência”.

  173. Guatambu said

    Putz, como eu odeio coitadisse.

    Alguém leu a entrevista de um dos sócios da Engevix no Valor?

    O cara da a entender que também é vítima, já que “foi apenas um erro”, e que o grupo como um todo não pode ser penalizado por um erro em uma empresa.

    Além disso, ele dá a entender que o Brasil precisa dessas empresas de engenharia e construção, como se elas ajudassem a viabilizar o Brasil. Como se fosse uma ameaça velada: se nós falirmos, o Brasil vai ficar sem infraestrutura.

    Lembram-se do que eu falei de concorrência?

    Esses negócios de infraestrutura e construção são muito dependentes de financiamento. Sem uma diversificação de fontes de financiamento a barreira à entrada é gigantesca. O que é agravado pela própria legislação, tanto de licitações quanto de PPPs, como o Elias descreve acima, que resultam em um ambiente propício para corrupção.

    Ou seja, quem tá dentro não quer sair do esquema, quem tá fora não quer entrar (para não ter que entrar no esquema).

    E o Brasil sim, acaba dependente de empresários malandros como esse aí: que se acham a última bolacha do pacote.

    Se o o Estado se focasse em diminuir as barreiras à entrada e permitisse novos concorrentes, a balança talvez, eu disse talvez, pudesse ser mais balanceada: com planos de projetos mais bem feitos, com mais denúncias de corrupção, com mais transparência; resultando em maiores benefícios não só para os cofres públicos, como também para os empresários e para a população.

    Mas não… pra que aumentar a concorrência? Dá muito trabalho lidar com muitos concorrentes…

    Agora somos obrigados a ouvir mimimi e ameaças veladas de empresário bilionário, como se fosse coitadinho…

  174. Guatambu said

    Elias,

    Só agora vi o seu comentário #169 (epa!!)

    E aí? Tá afim de responder não?

    Onde é que está a transparência que o PT gosta tanto?!

  175. DAISE 2.0 said

    Quetal um pouco de RA na veia.hehehehe

    Milicianos petistas partem pra porrada. Ou: Lula é um irresponsável. Lula é um aproveitador. Lula é um oportunista. Lula é um vampiro da institucionalidade. Lula é sanguessuga na nacionalidade. Ou: Marilena Chaui sentiu prazer ao ver o povo apanhando?

    Quando petistas resolvem promover um ato “em defesa da Petrobras”, sabendo tudo o que sabemos sobre a roubalheira na estatal, é claro que estão procurando o confronto; é claro que estão provocando o adversário — que, no caso, é o povo brasileiro. O PT, encarnado por Luiz Inácio Lula da Silva, a CUT e a FUP (Federação Única dos Petroleiros) resolveram organizar uma patuscada nesta terça, na sede da Associação Brasileira de Imprensa, no Rio. Os valentes dizem defender a punição dos corruptos — só faltava anunciar o contrário —, mas denunciam uma suposta campanha contra a empresa. O que é, obviamente, mentira.

    Pois bem. Muitos brasileiros, vítimas do assalto institucionalizado, decidiram protestar nas proximidades da ABI. E aí aconteceu o que os trogloditas estão querendo há muito tempo. Vestidos com camisetas vermelhas, com a sigla do partido, demonstrando que estão especialmente treinados para o confronto, os brutamontes partiram pra cima dos que protestavam contra a roubalheira na base da porrada.

    Atenção! Vocês lerão por aí que houve troca de socos e pontapés. Sim! Mas que fique claro: quem partiu pra cima dos opositores foram os petistas, inconformados com as pessoas que gritavam “Fora PT” e que cobravam o impeachment de Dilma.

    Lula é um irresponsável.

    Lula é um aproveitador.

    Lula é um oportunista.

    Lula é um vampiro da institucionalidade.

    Lula é sanguessuga na nacionalidade.

    É claro que um ato com essas características jamais poderia ter sido marcado — não a esta altura dos acontecimentos. Todo mundo sabe ser mentira que existam pessoas interessadas em prejudicar ou em vender a Petrobras.

    Quem destruiu a empresa foi o PT.

    Quem nomeou os ladrões foi o PT.

    Quem está no comando na empresa nos últimos 13 anos é o PT.

    Escrevi aqui anteontem que o partido não está se dando da gravidade dos problemas que se conjugam. Perdeu a leitura da realidade. É impressionante que um ex-presidente da República, líder inconteste do maior partido do país, incentive manifestações que fatalmente terminarão em confronto. E assim é porque o povo está indignado.

    Com a baixaria desta terça-feira, o que Lula e seus tontons macoutes estão fazendo é incentivar as manifestações de protesto marcadas para o dia 15 de março. Dilma deveria chamar o seu antecessor e lhe passar uma descompostura. Mas, ora vejam, para tanto, seria necessário que ela fosse, no momento, a chefe política dele. Ocorre que ele a considera nada menos do que sua subordinada.

    Lula está com inveja da Venezuela.

    Lula está com inveja de Nicolás Maduro.

    Lula acha que chegou a hora de rachar algumas cabeças.

    Se Dilma não tomar cuidado, o seu mentor (ainda é? ) vai ajudar a apeá-la do Palácio. Aos brasileiros indignados, uma dica: não cedam à provocação dos reacionários, aproveitadores e bandidos vestidos de vermelho.

    Ah, sim: Marinela Chaui disse que estaria lá. Estava? Ela, que tanto escreveu sobre democracia, ao ver o povo apanhando dos milicianos petistas, sentiu o quê? Vergonha? Comichão intelectual? Prazer?

    Por Reinaldo Azevedo

  176. DAISE 2.0 said

    O Brasil é para trouxas

    Brasil 24.02.2015
    Enquanto Luiz Inácio Lula da Silva fazia o seu “ato em defesa da Petrobras” na outrora respeitável Associação Brasileira de Imprensa, o mundo real seguia o seu ritmo implacável, como demonstram os caminhoneiros em greve que pararam treze estados hoje.

    Eles protestam contra o aumento do diesel, como noticiaram os jornais, mas também contra o governo do PT, como não noticiaram os jornais. Neste momento, o porto de Santos continua bloqueado e o pau come entre a PM e os grevistas.

    O governo de Dilma Rousseff, no entanto, acredita em Miguel Rossetto para resolver o problema.

    E imaginar que a gente já foi petista…

  177. Pedro said

    Pois é, tempos difíceis….

    O Guatambu tinha razão. Petrobras virou especulação.

    http://economia.ig.com.br/empresas/2015-02-25/agencia-de-risco-rebaixa-nota-e-petrobras-perde-selo-de-bom-investimento.html

    A Deise cantando música do Geraldo Vandré.

    Agora só falta o Patriarca mostrar que é macho, colocar uma camiseta do PT com a foto da Dilma, e ira lá mandar os caminhoneiros desbloquear as rodovias.

  178. Guatambu said

    Pedro,

    Tem horas que eu detesto ter razão…

    Mas a boa notícia é a seguinte: vamos ganhar mais um dinheirinho na Petrobras?!

    hehehe

  179. Guatambu said

    Duas pancadarias.

    O Guido Mantega sendo “expulso” do hospital em que foi tratar do câncer de sua mulher de um lado.

    Os petistas descendo a porrada em quem parasse no meio do caminho deles em seu “protesto a favor” da Petrobras.

    Democracia forjada a ferro e fogo.

    Eu to adorando. Alguém mais?!

  180. Pedro said

    Guatambu, na verdade eu não sei especular.
    E nem concordo muito com esta face do capitalismo.

    Sou daqueles cabeça dura, que teima em ganhar dinheiro produzindo alguma coisa.

    Mas, já estou quase desistindo, e lhe dando razão.
    A burocracia tá beirando a insanidade e só cresce no país, em todos os níveis, federal, estadual e municipal.

    Agora com a economia patinando então. Não tá fácil manter umas duas dúzias de empregos.
    Tem horas que dá vontade de fazer igual ao Jarbas Passaralho, e mandar o idealismo as favas….

    Sei lá, hora de refletir.

  181. Pedro said

    Guatambu, quando da baixa do petróleo no mercado internacional.
    Questionei (não lembro se foi vc ou o Googlias) se algum país produtor, poderia “ensaiar” uma guerrinha pra provocar a alta do preço.

    Seria este o caso?

    http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/02/ira-destroi-replica-de-navio-americano-em-exercicio-militar.html

    Vc avalia que este tipo de artimanha pode realmente afetar o preço do petróleo?

  182. Patriarca da Paciência said

  183. Elias said

    Elias, Só agora vi o seu comentário #169 (epa!!) E aí? Tá afim de responder não? Onde é que está a transparência que o PT gosta tanto?! (Guatambu)

    “Elias, E o PT está a serviço que quais grupos então? Como fundador, vc deve saber…” (Guatambu)

    “Me refiro ao grupo fundador do PT… de quem eram os interesses?” (Guatambu)

    1 – Por que “epa!!” em 169?

    2 – “Afim” também não dá jogo, no caso! Tenta “a fim”…

    3 – Reiterando, para a tua denotativa pessoa:

    3.1 – Hoje, o PT está a serviço dos mesmos grupos — ou seja, classes e frações de classes sociais — que sempre detiveram o poder no Brasil. Os governos petistas favorecem os mesmos interesses econômicos que igualmente se beneficiaram das ações dos governos antecedentes. Ou seja, não houve a “ruptura” que o PT prometeu fazer. Daí o “desnaturou” que eu sempre uso (em política, diz-se que uma organização se “desnatura”, sempre que, em função de objetivos imediatos da luta pelo poder, essa organização rompe com princípios fundantes, em sua prática política, sem que essa ruptura ocorra formalmente no plano ideológico — por outras palavras: a coisa resvala pra vigarice pura e simples). A diferença é que, paralelamente, os governos petistas, paralelamente, executaram políticas inclusivas, de natureza emergencial e/ou compensatória (nisso o Patriarca discorda de mim), das quais não resultaram nem resultarão alterações estruturais, embora proporcionem apoio eleitoral.

    3.2 – “Transparência que o PT gosta tanto”? Do que tu estás falando? Tu tá doido, doido? Qual foi o partido que, no poder, pelo menos tentou ser “transparente”? Em que país? Quando? Neste planeta? A “transparência” como atributo da atividade política (ou seja, como atributo de uma sociedade) nunca se estabelece por obra de um partido, até porque, como a própria designação indica, um “partido” representa apenas uma parte da sociedade (do contrário, não seria “partido”). A transparência só se estabelece como atributo de uma sociedade, quando essa sociedade passa a ter a transparência como valor essencial. Se e quando isso acontece, os partidos políticos ADEREM a esse princípio, porque são forçados a isso (se não aderirem, serão rejeitados pela sociedade, e desaparecerão). No Brasil, nenhum partido é transparente. Nem o PT, nem nenhum outro. “Onde está a transparência?” Sei lá, porra! Pergunta pro Luiz Mário…

  184. Elias said

    Pedro,

    Na boa:

    1 – A maior parte dos especialistas no assunto diz que o preço do petróleo continuará baixo pelo menos até o fim de 2016. As expectativas mais otimistas consideram — cautelosamente! — uma recuperação a partir de 2017.

    2 – Se algum país produtor tentar elevar o preço agora, a única resposta que ele vai conseguir é uma redução nas vendas. Tiro no pé…!

    3 – Há quem adicione um complicador: a China. Para uma quantidade cada vez maior de estrategistas, a China estaria vivendo o esgotamento de um ciclo. Segundo esses terceiros, mesmo quando a China retomar o crescimento (o que já começou a acontecer), ela não emplacará mais as estonteantes taxas que caracterizaram sua evolução econômica no passado recente.

    4 – Se esses caras estiverem certos, a coisa vai ficar ainda mais difícil pro Brasil, cuja estratégia econômica está atrelada à China até à medula. Sem a demanda chinesa, a balança comercial brasileira leva farelo. O efeito dominó faz o resto…

    5 – O rebaixamento da Petrobras já era esperado pelo mercado desde o ano passado. As agências de risco nunca reagem de bate-pronto, até porque isso comprometeria sua credibilidade. Elas precisam de tempo para uma análise minuciosa do material. Só depois disso é que divulgam suas decisões. No caso da Petrobras, a coisa é tanta e tamanha, que ninguém esperava nada menos que um puta rebaixamento…

    6 – Daí porque a divulgação do rebaixamento não produziu grandes impactos, agora, em 2015. Quem tinha de se mandar, se mandou muito antes do anúncio. Quem não se mandou, não vai se mandar agora, por causa de um rebaixamento que a ninguém surpreendeu.

    7 – Também não é automática a relação “rebaixamento = saída dos fundos de pensão”. É preciso lembrar que, diferentemente do que ocorre nos EUA, p.ex., no Brasil a maior parte dos fundos de pensão é controlada pelo governo… São poucos e pequenos os fundos de pensão realmente privados, em nosso país.

    8 – A petro-roubalheira provocou uma queda no lucro líquido da Petrobras, mas isso não significa que a empresa deu prejuízo. Ao contrário, ela continua dando lucro, em escala de bilhões de reais. A bem da verdade, e proporcionalmente ela continua dando mais lucro que a maioria das indústrias privadas brasileiras. Na última comparação que fiz, há alguns anos, o lucro sobre capital próprio da Petrobras era maior do que o da Votorantim.

    9 – Claro que é um bom momento pra comprar PETR, desde que a expectativa não seja de curto prazo… O fato é que o Brasil vai continuar consumindo gasolina, diesel, GLP, etanol, BPF, plástico, PVC, etc., etc., etc., e quem controla isso é o petrossauro. Com ou sem o preço do petróleo se recuperando no mercado internacional, com ou sem a China promovendo “espetáculos de crescimento”, e um monte de etc., a tendência é a Petrobras continuar a dar lucro. Se a petro-roubalheira for estancada, como parece estar acontecendo, a lucratividade pode até aumentar antes da recuperação econômica…

  185. Pedro said

    Tenso….

    http://videos.clicrbs.com.br/sc/diariocatarinense/video/diario-catarinense/2015/02/desocupacao-br-282-xanxere/114986/

  186. DAISE 2.0 said

    Dilma rebaixa o Brasil

    Brasil 25.02.2015
    A Folha de S. Paulo conta o seguinte:

    “Temendo um risco de contágio para a economia brasileira, o governo Dilma Rousseff tentou o quanto pôde demover a Moody’s da decisão de rebaixar a nota da Petrobras. Alertada há um mês da possibilidade de perder o selo de boa pagadora, a presidente da República escalou o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, para tentar convencer a agência a recuar”.

    Para evitar que a Moody’s rebaixasse a nota da Petrobras, Dilma Rousseff tinha outras possibilidades:

    1 – Impedir que o PT roubasse 300 milhões de dólares da companhia.

    2 – Demitir e denunciar os ladrões.

    3 – Rejeitar que o dinheiro roubado pelas empreiteiras financiasse sua campanha eleitoral.

    4 – Desmontar o sistema de partilha e a obrigatoriedade do conteúdo nacional.

    5 – Escolher um presidente melhor do que Val Marchiori.

    O próximo a ter sua nota rebaixada será o Brasil. Vamos perder o grau de investimento simplesmente porque este não é um lugar em que se pode investir.

  187. Elias said

    “O próximo a ter sua nota rebaixada será o Brasil. Vamos perder o grau de investimento simplesmente porque este não é um lugar em que se pode investir.” (FSP)

    É isso mesmo! A ONU vai cassar o alvará de licença pra funcionamento do Brasil, que entrará para a clandestinidade, e passará a atender no Beco do Xunda, s/n, fundos. Recados com a Sra. Noca…

    Antes disso, porém, a FSP e a Editora Abril vão falir, e as Cassandras vão comer capim pela raiz…

    A menos que haja um golpe de Estado, e o dinheiro público que Frias e Civitas tanto amam, volte a fluir farta e gostosamente para dentro das respectivas caixas registradoras.

    Negociata é um negócio do qual Frias & Civitas não participam. O mesmo se aplica a Marinho (que peida molhado e caga molinho, como dizia o Brizola)…

  188. Pedro said

    Ok Googlias, então podemos concluir que com o preço do petróleo neste nível, o “projeto” pré-sal vai pra stand by?
    E a empresa Sete Brasil, criada justamente pra explorar o pré-sal, deve receber sete palmos de terra em cima do caixão? Ou não?

    Coloquei o assunto porque o Irã fez o “exercício militar” justamente ali no estreito de Ormuz.
    Pela sua análise, o mundo olhou e deu uma risadinha com canto da boca.
    Mais ou menos como quem olha, e sabe que o assaltante tem uma arma de brinquedo.

    Acredito que o Irã, logo, logo, fará mais alguns exercícios……..aguardemos.

  189. Pedro said

    Sobre comprar PETR, tenho dúvidas, não é a minha praia.
    Mas, vou começar a prestar atenção, tentar aprender um pouco.

    Quem sabe devagarinho eu vire um especulador, capitalista, sem coração, malvado………. ;-)

  190. Pedro said

    Dei uma pesquisada sobre o assunto, e encontrei isto, da Empiricus:

    “- Petro ladeira abaixo

    O rebaixamento da classificação de risco da Petrobras para grau especulativo provoca o derretimento das ações.

    Dentre os inúmeros problemas de Petro, o maior deles, na minha opinião, é o estrangulamento da estrutura de capital. O alerta é antigo: as contas da estatal simplesmente não fecham.

    A maior dívida corporativa do mundo, 70% em dólar, sem balanço, e, portanto, sem alternativa de captação via tomada de mais dívida, tendo de tocar o maior plano de investimento do mundo e ainda pagar dividendos para alimentar superávit primário do governo… Algo que não encaixa.

    Polilema impossível, cuja saída (talvez única) seja pedir mais dinheiro para o mercado via emissão de novas ações, ainda mais agora que a captação via emissão de mais dívida fica cada vez mais cara.

    A esta altura do campeonato, todos estão cansados de saber do problema. No mercado de dívida, os títulos da Petrobras já pagavam prêmio semelhante aos títulos de empresas de grau especulativo, ou “junk”.

    Portanto, o rebaixamento pela agência de classificação de risco, apesar de ser a segunda vez no ano e de manter Petro sob observação negativa para possível rebaixamento adicional, na verdade é tardio e reativo.

    A presidente Dilma, no entanto, afirmou que o rebaixamento revela “falta de conhecimento sobre Petrobras”.

    Ela precisa decidir se sabe ou se não sabe da Petrobras.”

    Deu nos dedos da Dilma……

  191. Pax said

    a mulher não dá uma dentro…

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2015-02/dima-diz-que-rebaixamento-de-nota-da-petrobras-e-falta-de-conhecimento

    falta de conhecimento do tamanho da roubalheira que seu partido, digo, quadrilha, cometeu

    (dizer que começou antes é desculpa?)

  192. Guatambu said

    Pedro,

    O resultado é o que se vê: vc abre o Infomoney e vê a Petrobras desabando 7% em um dia.

    O Elias está coberto de razão: todos sabiam.

    Então pq a ação cai tanto? Só tem uma explicação: especulação.

    Eu perdi o timming, estava em uma reunião, não pude dar ordem de compra, senão daria mesmo.

    Outra coisa que o Elias tem razão é: a Petrobras dificilmente irá falir.

    Por que? Vários motivos:

    1. Petróleo ainda é um dos negócios mais lucrativos do mundo. Na hora do aperto, até uma gestão pública de um mamute branco como a Petrobras consegue focar em eficiência.

    2. Se a Petrobras piorar, a culpa recairá sobre o PT. O PT não quer isso, já está pagando um preço político bastante salgado, e, como ninguém nasceu ontem, eles sabem que uma eventual capitulação da Petrobras é um dos 3 fatores que pode limar o PT do poder durante muito tempo.

    3. A guerra do petróleo existe, e é uma guerra-fria em busca de melhores posicionamentos econômicos, travada entre EUA, Arábia Saudita, Europa, Japão, China e Rússia. E, como toda guerra afeta a relação oferta x demanda (normalmente afetando mais a oferta), há uma tendência de alta no preço do petróleo, no médio-longo-prazo.

    Mas para isso afetar o preço do petróleo, o mercado tem que realmente ficar preocupado. Para que o mercado fique preocupado, basta que os EUA, Japão e Europa aceitem a pressão do Irã e da Rússia (que são, atualmente, os que mais sofrem com a queda do Petroleo – sem contar, é claro, a Venezuela).

    Nesse aspecto, vc tem razão: se o Irã inventar uma guerrinha e o mercado ficar preocupado, os preços tendem a subir, e os vencedores serão o Irã e a Rússia. Ainda assim, o Irã sairia muito prejudicado, tanto com os prejuízos de guerra, como em apoio político, porque ninguém (que tenha dinheiro no bolso) mais está com paciência de aguentar o Irã ali no Oriente Médio. Como os EUA sabem disso, duvido que eles entraram em conflito direto. Veja, a produção de óleo de xisto nos EUA ainda não parou, embora o petróleo tenha batido 45 dólares o barril…

    O que não sabemos é: até onde os EUA, Arábia Saudita, Europa e Japão querem levar essa guerra, e muito menos a Rússia e Irã.

    Então, não deve haver dúvidas de que o mercado de petróleo tem um futuro lucrativo pela frente, inclusive o pré-sal. Mas não há uma definição de prazos para isso.

    Então, minha recomendação de não-especialista-mas-muito-interessado é: pode comprar. Em algum momento vc vai realizar lucro, o que está em jogo não é a certeza do lucro, mas o prazo em que vc realizará esse lucro. O Elias, conservadoramente, garante isso pra vc no longo-prazo. Eu acho que se vc tivesse comprado hoje, talvez daqui a umas 2 semanas vc terá recuperado o investimento e ganhado uns caraminguás.

    Eu andei especulando mesmo, porque a política brasileira permite isso. O nível de alerta-geral do mercado em relação à Petrobras aumentou tanto por conta da boataria formada que os analistas não estão operando mais dentro do padrão de análise fundamentalista (que seria um pouco melhor do que a atual – não me lembro quanto, mas seria). O mercado passou a operar com base em psicologia, olhando apenas os fatos mais relevantes que eventualmente podem impactar o futuro da empresa, quais sejam: notícias relevantes sobre a administração, intervenções políticas e resultados de processos jurídicos.

    Nesse sentido, qualquer notícia ruim cria um momento de especulação, que é onde eu faço minhas compras.

    Por isso que eu critico tanto a postura do Estado. Eu não sou nenhum milionário, estou ganhando um dinheirinho com o resultado de decisões horríveis tomadas por um partido que coincidentemente é de esquerda e que resolveu colocar os interesses políticos antes dos interesses do mercado.

    Infelizmente, avaliar se o resultado dessa inversão de prioridades foi mais positivo para o povo ainda não é possível, e por quanto tempo, porque os impactos para a população começaram a ser deflagrados somente agora: preços de combustíveis mais altos do que deveriam, contas de luz mais caras, contas de água mais caras, regras de aposentadoria sendo revisadas, diminuição do crédito, etc…

    O Elias diz que prefere tudo isso à falta de emprego. Eu também prefiro. E ele diz isso porque assim como a Petrobras, o emprego é o segundo fator que alijaria o PT do poder durante muito tempo (afinal, um Partido dos Trabalhadores que provoca desemprego é muito questionável, certo?). Ainda assim, o desemprego está à espreita. Imagino que devam estar rolando altas negociações sobre os critérios de avaliação de emprego pelo IBGE e pelo DIEESE, sendo que o primeiro normalmente é o aceito pelos jornalões que incrivelmente os petistas detestam e só apresentam notícias boas, e o segundo, muito poco comentado, nunca ficou abaixo dos 9%.

    Além disso, o tempo de recuperação de uma possível “barrigada” da economia também pode fazer com que o PT seja cortado do poder. Como assim? O Brasil vem tendo anos medíocres do ponto de vista econômico, no entanto, para a população o Brasil ainda está dentro do suportável. As televisões de LCD, máquinas de lavar e carros comprados em 2007/2008 ainda não se acabaram, tá ficando mais caro viver no Brasil, mas pelo menos todo mundo está vivendo com mais bens. Ocorre que se a inflação começar a pegar e se somar ao desemprego, isso tende a deteriorar essa percepção muito rapidamente, e eu diria que ainda assim, se essa “barrigada” social ocorrer durante 1 ano, 1 ano e meio, há chances de recuperação para o PT. Essa é outra tese em que o Elias se apoia. Ele acredita que o PT vai adotar medidas necessárias para contornar a situação. Caso isso se estenda por mais tempo, dificilmente o PT continuará no poder.

    Por que eu digo isso? Porque essa postura política:

    1. Provoca um efeito sanfona social, especialmente nas classes mais humildes, efeito com o qual eu não concordo e que tende a gerar impulsos radicalizadores. Tanto por agremiações políticas alinhadas à direita quanto à esquerda. Veja o Pax, por exemplo, ele acha que vai resolver o problema político do Brasil indo mais ainda à esquerda…. e passa a defender bandidos como o Boulos….

    2. Abre uma janela gigantesca para a especulação. Eu faço isso em proporções miseráveis, em que no máximo me rendem a oportunidade de passar um confortável carnaval no nordeste, por exemplo. Mas que para capitalistas, estes sim dotados de muito mais técnicas, apoio e alternativas, fazem rios de dinheiro, contribuindo, não para a distribuição de renda, como pretende o partido de situação, mas para a acumulação de riquezas… justamente o contrário do seu propósito.

    Daí porque eu brinco com a ideia de que a esquerda ajuda muito os capitalistas.

    Se fosse um governo de direita isso seria diferente? Talvez não.

    Mas enfim… acho que já falei muito, mas muito mais do que devia.

  193. Guatambu said

    Elias,

    Que Mário?!

    hahahahahahahahaahhaahah

    Mas então, eu sei disso que vc disse: hoje o PT se desnaturou.

    Antes, quando era “naturado”, o PT defendia a quem?

  194. DAISE 2.0 said

    O VELHO EMBUSTEIRO

  195. Guatambu said

    Desemprego.

    Eu avisei.

    A expectativa, segundo o IBGE era de 5% de desemprego, chegamos a 5,3%.

    Parece muito pouco, mas vamos nos lembrar que o IBGE tem uma maneira bastante… flexível… digamos assim, de avaliar a taxa de emprego.

  196. Pedro said

    Guatambu, li o seu jornal 192. :-)

    Acho que é por aí.

    ………………………………..
    Um assunto que me interessa: Imóveis.

    Vc, sabe algo sobre preço de imóveis?
    Vão continuar subindo?
    Os preços bateram no teto?
    Vai haver diminuição dos preços?
    Vai haver estouro da bolha imobiliária?
    Ou nem existe bolha?
    Enfim, uma visão sobre o assunto.
    …………………………………

    Googlias, se vc também colocar a sua análise sobre o assunto, agradeço.

  197. DAISE 2.0 said

    Hello, envelope cheio de dinheiro

    Brasil 26.02.2015
    O homem comanda o Banco do Brasil e paga tudo em dinheiro vivo?

    A reportagem publicada hoje no Estadão é verdadeiramente espantosa. O atual presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, para construir sua casa em Conchas, fazia pagamentos superiores a 20 mil reais em espécie.

    A denúncia foi feita pelo pedreiro da obra. Segundo ele, Aldemir Bendine sempre circulava com envelopes cheios de dinheiro. Seu motorista já dissera algo semelhante. Em vez de envelopes cheios de dinheiro, porém, tratava-se de sacolas cheias de dinheiro. Dois comerciantes de Conchas confirmaram ao Estadão que o método de pagamento de Aldemir Bendine era esse mesmo: dinheiro vivo.

    Dilma Rousseff disse que a Moody’s rebaixou a nota da Petrobras por falta de conhecimento. De fato, a Moody’s nunca conheceu alguém como Aldemir Bendine.

  198. DAISE 2.0 said

    LULA AJUDANDO DILMA A ATRAVESSAR A CRISE

    JÁ SABEMOS COMO ESTA HISTÓRIA TERMINA

  199. Guatambu said

    Pedro,

    Não só para imóveis, mas como para qualquer ativo, a melhor resposta será sempre: os preços flutuarão: porque tudo depende do horizonte de tempo ao qual estamos olhando. Além disso, considerando que, para ser positivo, o mercado tem que ser inflacionário, muito provavelmente os preços irão subir.

    Eu não entendo nada de imóveis, mas gostei da pergunta e do desafio de poder pensar um pouco sobre o assunto. Segue o meu raciocínio, exclusivamente baseado em bom-senso. Um detalhe: considerarei imóveis para pessoas físicas.

    Antes de mais nada: desde quando fiz faculdade, o investimento em imóveis é bastante discutido por conta do prazo, do ganho real, do capital imobilizado, etc… Se as taxas de juros sobem, um investimento que paga pouco quando alugado, e cujo valor está meio estacionado, corre o risco de se tornar um mico.

    Feita essa primeira intervenção, se eu fosse analisar levaria em consideração as seguintes variáveis – antes de olhar os prazos:

    Do lado da oferta:

    1. Nível de estoque de imóveis: saiu uma pesquisa, que os estoques de imóveis cresceram muito entre o ano passado e esse ano aqui em SP. Isso provavelmente é um indicador de que a oferta está aumentando. Efetivamente, você vê uma série de imóveis à venda, em qualquer lugar que vc anda em SP há placas de vende-se, dos bairros mais ricos aos bairros mais pobres.

    2. Qualidade da oferta. Eu não acredito que o excesso de oferta (aumento do estoque), por si só, resulte em uma diminuição dos preços. Como sabemos, o preço dos imóveis escalou muito nos últimos 10 anos. Muita gente comprou imóveis como investimento e têm condições de esperar por mais tempo para realizar o lucro. Para que o excesso de oferta leve a uma redução de preço, todos têm que estar querendo vender ao mesmo tempo. Não parece ser o caso. Conectando com o meu jornal acima, a economia andou de lado, ficou mais caro morar no Brasil, mas tá todo mundo sobrevivendo ainda. Então a galera não precisa fazer dinheiro agora, por isso acho que a qualidade da oferta não resulta em uma queda nos preços.

    Do lado da demanda:

    3. Habitação é algo importante (juro!). O sonho da casa própria é algo fundamental para o brasileiro médio, e o déficit habitacional ainda é grande, apesar do paradoxal aumento do nível de estoque, significando que há uma demanda reprimida por lares. Isso, por si só, poderia garantir a manutenção dos preços.

    4. O problema é que o imóvel é um troço que requer financiamento, e o financiamento depende de crédito, que por sua vez depende de taxas de juros. Se as taxas de juros estão ascendendo, como é o caso, provavelmente o crédito está mais restrito, segurando a demanda, ou, pelo menos, restringindo a demanda àquela parcela da população que:

    a. Casou e precisa de um lugar pra morar.
    b. Teve filho, cansou de viver com a mãe ou com a sogra, e resolveu se arriscar e ter sua casa própria.
    c. Quem tem grana e quer esbanjar
    d. Quem mudou de cidade pensando efetivamente em se estabelecer por lá

    Ué… mas então qual é a parcela da população que não quer mais comprar imóveis? Essa:

    c. Aquela parcela que já tinha casa, mas queria uma melhor. Queria fazer aquele upgrade básico de 2 quartos para 3 quartos, com churrasqueira, e se possível piscina… mas que ainda é bem classe média.
    d. Quem compra pra investimento.

    Além disso, acho que vi a notícia em algum lugar, que a CEF vai ter que reajustar as taxas de financiamento de imóveis. Isso sim deve provocar um tremendo impacto sobre a demanda.

    Aqui presenciamos o Estado, novamente, protagonizando o controle de oferta e de demanda em uma indústria… e ferrando com a população. Como a CEF é a fonte de financiamento a juros mais baixos, tanto potenciais compradores como as incorporadoras, dependem da CEF.

    Notamos um desastre parcial do programa Minha Casa Minha Vida, em que a queda nos juros e o excesso de dinheiro disponível para comprar não permitiu a entrada de um vários maus pagadores no sistema, resultando em uma quebra da produção e uma perda significativa da rentabilidade de várias incorporadoras, como por exemplo a Gafisa, a MRV, a Viver, a Tecnisa, etc… Além, é claro, da péssima qualidade das habitações…

    Conclusão:

    Mesmo que ainda haja (não sei onde vc quer investir) um excesso de oferta de imóveis, não parece que o preço dos imóveis vá ceder. Principalmente no curto-prazo.

    Mas isso não define a tomada de decisão de investir ou não. Até porque você pode ter encontrado aquela pessoa que está desesperada para vender um imóvel a um preço bacana, que você sabe que fica numa região muito bem localizada, e que sempre haverá alguém querendo alugar/comprar.

    Mas atenção: tudo pode mudar de uma hora para outra.

    No caso de São Paulo, vamos supor que haja efetivamente uma seca tremenda e a população comece realmente a ficar sem água. Não duvido que se inicie um movimento migratório e que, nesse caso, as pessoas tentarão vender seus imóveis ao mesmo tempo. Nesse caso é bem capaz de os preços caírem rapidamente.

    Outra variável que eu ficaria de olho: emprego. Dívidas de imóveis são de longo prazo. Quando o desemprego aumenta, as pessoas passam a ter que devolver ou vender seus imóveis. Bizarramente, o que deve acontecer não é uma queda no preço de todos os imóveis uniformemente, mas provavelmente aqueles de classe média e média alta, porque essas pessoas terão que se realocar em lares mais humildes. Sabemos que o emprego será a bola da vez esse ano, a questão daí é o prazo. Esse é um dos motivos pelos quais eu acho que se a economia andar de lado por mais de um ano e meio e o desemprego começar a aumentar, as coisas vão ficar feias. Quando isso é somado ao estoque das construtoras, o efeito pode cascatear… e as próprias construtoras quererem rifar seus imóveis para sustentar seu capital de giro, significando mais oferta e mais queda de preços. Acho que essa seria a tempestade perfeita. Até isso acontecer e apesar da seca, acho que tem muita água para passar debaixo da ponte. Há muita coisa que o governo pode fazer para sair dessa tempestade.

    Outra coisa: bolha.

    Eu não acho que há bolha. Acho que ainda há muita demanda, e o que parece estar acontecendo é um ajuste devido à desaceleração dessa demanda, mas isso não parece implicar redução dramática de preços… aqui em São Paulo, pelo menos, não.

    Pra ser sincero, se eu fosse investidor, eu não olharia para o mercado de imóveis agora…

  200. Pedro said

    Valeu Guata, :-)…. esta vida de comentarista de blog, permite apelidos.
    E este muquirana do Pax, que não aumenta os salários, Já estou a fim de organizar um bloqueio de comentários.

    Meu caso é o seguinte: presto serviço pra grandes construtoras/incorporadoras.
    Serviço de escavação principalmente. Com a valorização dos terrenos, quase todos os edifícios vão cada vez mais pra cima, e também mais pra baixo.
    1,2,3 4 e até 5 pavimentos subterrâneos.
    Percebi esta tendencia e me especializei nisto. Escavações em lugares apertados e de difícil acesso.
    Máquinas pequenas, caminhões tocos, etc.
    Fiz muitas permutas, trocando serviços, por futuros imóveis.
    Creio que fiz o certo, recebi estes imóveis e eles valorizaram muito.
    O que consegui de patrimônio, está em imóveis. Até agora vinham valorizando mais do que qualquer investimento.
    A minha dúvida é, tá na hora de vender?

    Como diria o vendedor de cesta: nunca coloque todos os ovos na mesma cesta. :-)

    Hora de refletir.

  201. Patriarca da Paciência said

    Minha homenagem….

  202. Pedro said

    Patriarca sempre homenageando o ídolo dele, o mula.

  203. Pedro said

    Vamos lá Patriarca, coloque a camiseta do PT, com a foto da Dilma, e vai pros braços da galera…

    http://www.engeplus.com.br/noticia/seguranca/2015/caminhoneiros-colocam-fogo-em-pneus-em-protestos-pelo-sul-do-estado/

    http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2015/02/caminhoneiros-fecham-parcialmente-br-101-no-norte-e-sul-de-sc.html

    http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2015/02/populacao-de-sao-miguel-do-oeste-vai-as-ruas-em-apoio-aos-caminhoneiros-4707425.html

  204. Pedro said

    Patriarca, manda esta pro Juiz Moro:

    “Usar o Porsche do Eike é fácil. Difícil é usar o Ray Ban do Cerveró…”

  205. DAISE 2.0 said

    Reinaldo Azevedo, pra animar a “banda petistil” do Sitio do Picapau Vermelho

    Já dá para ouvir o 15 de março

    A pantomima petista chegou ao fim. O custo é imenso. E vai cobrar a fatura de gerações, podem escrever

    “Soc, poft, pow! Coxinha. Golpista!”

    Eis o som presente do mar futuro de gente nas ruas no próximo dia 15. Ali vão as onomatopeias e vitupérios produzidos pelos milicianos petistas contra pessoas comuns, que pagam impostos e estão cansadas de ser roubadas. Pois é… Os companheiros acham que chegou a hora de nos pegar na porrada.

    Na segunda, enquanto Lula e seus “tontons macoute” faziam um ato “em defesa da Petrobras”, no Rio –o que supõe distribuir sopapos didáticos para ensinar a essa brasileirada o valor do patriotismo–, a Moody’s anunciava o rebaixamento da nota da estatal. Bastava que caísse um degrau para passar do azul para o vermelho, do grau de investimento para o especulativo. Mas a agência empurrou a empresa escada abaixo: a queda foi logo de dois –e ainda com viés negativo.

    A presidente Dilma Rousseff, com a clarividência habitual, atribuiu a decisão “à falta de conhecimento”. É verdade. A agência, o mercado e todo mundo desconhecem, por exemplo, o balanço da empresa. O que se dá como certo é que o governo indicou uma diretoria para o exercício da contabilidade criativa, com Aldemir “Hellôôô” Bendine à frente. A crise, no Brasil, também é brega.

    A realidade ganhava, assim, traços de caricatura, de narrativa barata, de roteiro de filme de segunda linha. Enquanto Lula, o grande sacerdote do modelo que levou a Petrobras ao desastre, oficiava na ABI mais uma de suas missas macabras, disparando contra elites imaginárias, a empresa passava a arcar com mais um custo das forças malignas que ele conjurava. Havia pouco, Paulo Okamotto, o sócio do Babalorixá de Banânia, explicara em entrevista como o partido lida com as empreiteiras: “Funciona assim: ‘Você está ganhando dinheiro? Estou. Você pode dar um pouquinho do seu lucro para o PT? Posso, não posso.'”

    Das expressões ou palavras que criei para definir esses seres exóticos, “petralha” é a mais popular, mas não é a de que mais me orgulho. Gosto mesmo é de “burguesia do capital alheio”, que é como chamo os companheiros desde meados da década de 90, antes ainda de sua ascensão, quando fingiam ares de resistência.

    Sempre me impressionou a facilidade com que se insinuavam nas estruturas do Estado e das empresas privadas e passavam a ser beneficiários do esforço de terceiros. Voltem lá a Okamotto. Jamais lhe ocorreria indagar se os empresários podem dar um pouco do seu risco ao PT. O partido se apropria é de uma parte do lucro. A expressão que criei serve para designar o petismo, mas poderia definir a máfia.

    O modelo entrou em colapso. Se Dilma será ou não impichada, não sei. Como escrevi nesta Folha, golpe é rasgar a lei e a Constituição democraticamente pactuadas. O que dá para saber, e isto é certo, é que a pantomima petista chegou ao fim. O custo é imenso. E vai cobrar a fatura de gerações, podem escrever. As ruas vêm aí, e Lula, o irresponsável da segunda-feira, com seus milicianos, nada pode fazer pela governanta. Ao contrário: é ele, hoje, quem a desestabiliza.

    A presidente tem de se escorar no braço de Eduardo Cunha e repetir Blanche DuBois, a doidona de “Um Bonde Chamado Desejo”, quando decide seguir pacificamente para o hospício, em companhia de um alienista: “Seja você quem for, eu sempre dependi da boa vontade de estranhos”.

  206. Patriarca da Paciência said

    Não há mais a mínima dúvida que o PIG pretende mesmo infernizar a vida dos brasileiros a todo custo !

    Fazia toda sorte de papagaiada e a sociedade continuava na maior tranquilidade, tudo operando normalmente, pessoas trabalhando, indo às praias, fazendo compras, estudando etc.etc.etc.

    Agora vem a tal greve dos caminhoneiros. Essa sim, realmente inferniza a vida de todo mundo !

    Alguém ainda tem dúvidas de que o PIG da Venezuela está a todo momento tentando sabotar o governo ?

    É isso aí, realmente, agora, o PIG encontrou um meio de “venezuelizar” o Brasil !

  207. Patriarca da Paciência said

    Já que a Mula Sem Cabeça posta textos do reinaldo rolabosta o tempo todo, vou colocar pelo menos um texto do PHA, muito mais arejado e bem humorado de que os sombrios e asquerosos textos do reinaldo rolabosta:

    “Mossoró (RN), mas lidera o lock-out golpista na região mais sublevada, o Sul do país.

    Ivar não parece ter uma frota muito grande, mas, através de seu facebook e do whatsapp, transformou-se num líder do Golpe.

    Ele não participou da reunião de quarta-feira (25) em que três ministros de Estado, ao fim de treze horas, firmaram um acordo com outras lideranças.

    Os próprios líderes não quiseram deixar o Ivar entrar na sala.

    Alegaram que não tinha cadeira para ele.

    Não teve a menor importância.

    Ivar tinha à sua inteira disposição a GloboNews e depois o detrito sólido de maré baixa que o entrevistou com a subserviência que dedicaria ao juiz Moro, eleito pela Veja e pelo Globo um Herói da Pátria.

    Ivar considera o acordo insuficiente e garantiu que o lock-out continua.

    Ivar é candidato a se transformar em muso do Golpe, assim como a Globo escolheu a Sininho a musa do Golpe das manifestações de 2013.

    A Globo tem anabolizado, difundido e articulado o lock-out como fez com as manifestações de 2013.

    Ao longo de oito dias de lock-out, o jornalismo do Gilberto Freire com “i” administra dois carros de assalto ao Palácio do Planalto: a Lava Jato e o lock-out.

    E a Presidenta Dilma enfrenta o putsch duplo com a inépcia do zé.

    Pinochet tirou a farda do armário.

    Em tempo: o Conversa Afiada tentou entrevistar o Ivar, por telefone. Ele queria a entrevista com vídeo.

    Aprendeu rápido.

    Paulo Henrique Amorim”

  208. Patriarca da Paciência said

    PHA, sempre bem humorado e lúcido:

  209. Pedro said

    PHA mente descaradamente.
    A Globo deu noticia no Jornal Nacional de quarta feira, que greve dos caminhoneiros tinha terminado.
    Eu assisti.

    Só enfureceu ainda mais a categoria.
    E a coisa tá chegando perto. Ontem não assisti, cheguei mais tarde, tive que passar por dois bloqueios.

    Hoje escutei entrevista de petistas, falando cobras e lagartos do governo.
    Por conta do anuncio de abertura do capital da Caixa Econômica Federal.

    O governo perdeu o rumo.

  210. Guatambu said

    Esse é o momento em que a Dilma olha pro Brasil e diz: “vc com tantas curvas e eu sem freio…”

  211. Guatambu said

    Pedro,

    Entendi. Espero que você ganhe seu dinheirinho vendendo as unidades no momento que achar melhor!

  212. Guatambu said

    Grécia.

    A Alemanha aprovou a extensão do financiamento para a Grécia.

    Se eu tivesse dinheiro… ia ganhar mais dinheiro….

    Já teria comprado Grécia.

  213. Elias said

    A Editora Abril tá lançando o “Abril Parceiro”.

    Quem assinar um ano de qualquer revista dos Civita, ganha mais 6 meses.

    Segundo terceiros, a Veja tá na mesa, disponível pra negociações.

    Bateu o desespero…

    Nada a ver com que o que disse acima, mas a Souza Cruz vai sair da bolsa. Tá fechando o capital. Decisão da controladora. Parece que vai fazer uma oferta de recompra na base de R$ 26,00 (ou até mais) por ação.

  214. Guatambu said

    O modelo de negócio offline está ruindo.

  215. Guatambu said

    Sobre a Souza Cruz, fechar capital significa que não vale mais ser financiado por equity…. isso pode querer dizer que:

    1. As ações sofrerão uma valorização muito grande (não parece ser o caso)
    2. Os controladores estão “milkando” a companhia, isto é, vão parar de investir e focar no resultado líquido da companhia

  216. Guatambu said

    Grécia.

    Um fato divertido: a esquerda radical grega está fazendo protestos contra o governo!

    Detalhe: a Grécia é governada por uma esquerda radica.

    Ué… mas por que isso tá acontecendo?

    Porque o partido governante, Syriza, prometeu que não haveria austeridade… e não cumpriu.

    Claro! Os políticos gregos negociaram, sim:

    – pediram para reduzir a taxa de juros… não deu certo
    – pediram um empréstimo para outras fontes de financiamento… não deu certo
    – disseram que não iriam arredar o pé… enfiaram o rabo no meio das pernas
    – tiveram que, às pressas, engolir medidas de austeridade, mesmo enfiando um programa de renda mínima no meio

    Resultado: a esquerda que queria ver a Grécia dar um cano na Europa está frustradinha.

    Como eu sempre disse: uma hora ou outra, o mercado vence.

    Por que eu acho divertido? Porque é muito divertido ver esses marxistas de meia tigela engolindo o mercado com à seco, com farinha.

    huá huá huá!!!

  217. Elias said

    Pedro,
    Claro que o pré-sal vai desacelerar. Já desacelerou, aliás.

    Mas, daí a dizer que o pré-sal já está inviabilizado, é pular uma passagem. Isso é papo de analista da imprensa brasileira, que hoje diz uma coisa, amanhã diz outra completamente diferente e não explica porque nem como mudou de opinião… (Às vezes, foi só porque o patrão mandou…).

    A produção de petróleo no Brasil é viável economicamente com o preço (Brent) do barril no mercado internacional batendo em US$ 46.0, um pouco menos, um pouco mais, e daí pra cima.

    Hoje, a cotação Brent está em US$ 60,65, a mais baixa desde 2009, quando ela caiu para US$ 61,67 (contra US$ 97,20 em 2008).

    As previsões são controvertidas. Tem quem diga que vai cair pra US$ 50, ainda em 2015.

    Mas é bom lembrar que a maioria dos grandes bancos internacionais projetou o preço do barril em US$ 111, para 2014. Deu pouco mais da metade disso, né? Em 2009, os mesmos bancos previram um declínio nos anos subsequentes. Uma vez mais erraram. O preço (Brent) do barril saltou para US$ 79,50 em 2010, US$ 111,26 em 2011, US$ 111,67 em 2012…

    O Delfin Netto costumava dizer que previsão de economista existe pra ser desmoralizada pela realidade…

    Pelo que tenho lido, a maioria dos analistas mais respeitáveis se mostra bastante cautelosa. As previsões mais frequentes são de estabilidade nos níveis atuais, para 2015 e 2016. Ou seja, não cai nem levanta.

    Duvido que Irã tenha cacife pra mexer na escrita. Para o preço subir no curto prazo, a produção teria que ser reduzida drasticamente. Poucos países produtores têm condições de fazer isso, e certamente o Irã não é um deles.

    Isso é um lado do balcão. O outro lado, o da demanda, tem dois componentes essenciais. Um deles, é a crise econômica mundial, que brecou a expansão da demanda. O outro é o “boom” da produção de xisto nos EUA, que reduziu substancialmente as necessidades americanas de importação de petróleo.

    Num quadro assim, só um doido poderia imaginar a possibilidade de recuperação do preço no curto prazo, via redução da produção pelos países produtores. A margem de redução de que esses países dispunham foi engulida de uma porrada só pela crise econômica.

    No Brasil, o quadro da produção interna de petróleo tem elementos recessivos e expansivos.

    Um elemento recessivo, como se sabe, é o preço internacional. O custo direto médio da produção no Brasil é de, aproximadamente, US$ 22/barril. Pra isso dar um lucro razoável, o preço de venda deve ser, no mínimo, uns US$ 46 ou até um pouco mais. Se o preço internacional cair para os US$ 50 previstos por alguns, a produção interna brasileira estaria tecnicamente inviabilizada. Em termos puramente aritméticos, não faria sentido continuar produzindo no Brasil.

    Outro elemento recessivo é o grau de alavancagem (ou seja, do endividamento) da Petrobras. Ninguém espera um “show de investimento” da empresa. O pouco investimento que ela fará, provavelmente será financiamento com a venda de ativos (ou seja, desinvestimento pra bancar investimento), e, em menor grau, com o aporte de mais recursos públicos (que, se e quando acontecer, vai provocar reações políticas fortíssimas, por causa da roubalheira, etc. e tal).

    Acontece que, por outro lado, o mesmo endividamento da Petrobras, a consequente baixa liquidez, o rebaixamento da nota de crédito da empresa, etc., também podem contribuir para a manutenção dos níveis de produção interna…

    Também aqui o raciocínio é simples: quem tem nota de crédito baixa, paga juros mais altos, né? Por causa de sua despencante liquidez, a empresa necessitará de financiamento pra bancar a importação. De repente, o custo financeiro da importação pode elevar o preço do barril importado para um nível tal que preserva a viabilidade econômica da produção interna. E aí?

    É a velha história a que estamos acostumados na gestão de empresas: o remédio que cura, mata; e vice-versa.

    Ninguém sabe ao certo a quantas anda essa história, até porque ninguém é doido de divulgar os dados reais. O que existe atualmente é especulação chutométrica, que se apoia muito mais em desejos políticos do que em constatações da realidade, pela simples e definitiva razão de que poucos sabem o quê essa realidade contém, e os poucos que sabem tão cedo não abrirão o bico…

    A meu pensar, se juntarmos esse troço todo num só caneco, e batermos no liquidificador, teremos como resultado a manutenção dos atuais níveis de produção interna.

    Pra desgosto da oposição, o pré-sal vai continuar produzindo…

  218. Pedro said

    Ok Googlias.
    Agradeço, porém a sua análise só me deixa mais indeciso ainda.

    Devo trocar um imóvel por ações?
    Os imóveis estão com o preço no teto, e as ações parece que estão com os preços no piso.
    É tentador, mas temerário.
    Pausa, pra refletir novamente :-)

    Ps.: só pra esclarecer eu não disse que o pré-sal já está inviabilizado. Disse que ele vai pro modo stand by.

  219. Elias said

    Guatambu,
    Não confunde barafunda com furabunda.

    A Souza Cruz não será mais uma companhia de capital aberto. As ações dela não mais serão negociadas na bolsa. Essa a notícia.

    Por que a empresa está fazendo isso, e o que vai acontecer com as ações dela é outro papo.

    Harry Oppenheimer, p.ex., fechou o capital da De Beers pra mudar a política de comercialização da empresa. Se o valor das ações subiu ou baixou, isso é coisa deles, já que a família voltou a ser proprietária de quase a totalidade da empresa, juntamente com os poucos gatos pingados que continuaram no quadro acionário.

    Em 2014, a Souza Cruz sofreu uma queda em sua participação no mercado.

    A explicação dada aos acionistas bateu em duas teclas: (i) a crise econômica; (ii) a altíssima tributação que o Brasil impõe a produtos danosos à saúde. A união desses dois fatores, segundo a Souza Cruz, teve como resultado a migração do consumidor para produtos ilegais (no caso, cigarros contrabandeados, que são vendidos livremente nas ruas do Brasil), porque são mais baratos que os produtos da Souza Cruz, já que não pagam impostos.

    Ainda segundo a Souza Cruz, tão logo acontecesse a recuperação econômica, haveria o retorno dos consumidores aos seus produtos, por causa da maior qualidade. A impressão que ficou foi que a empresa estava se fechando em copas, à espera do fim da tempestade.

    Esse foi o papo de fim/começo de ano. Só que, agora, a British American Tobacco soltou a lebre do fechamento do capital da Souza Cruz.

    Tem um monte de gente apostando em fusões (com o capital fechado, a Souza Cruz sairia da jurisdição da CVM). Será?

    É aí? Vender já, aproveitando a chamada da companhia, ou segurar a mão e se dar bem mais à frente?

  220. Elias said

    “Ps.: só pra esclarecer eu não disse que o pré-sal já está inviabilizado. Disse que ele vai pro modo stand by.” (Pedro)

    “Stand by” é eufemismo para “suspensão da produção”, ou “adiamento da produção”, ou “paralisação da produção”, ou “redução da produção”, etc., (com a desvantagem de que o uso da expressão “stand by” não deixa claro o quê, realmente se está dizendo).

    Ora, por que a produção seria “suspensa”, “adiada”, “paralisada”, “reduzida”, ou coisa que o valha? Por inviabilidade econômica, certo?

    Quem fala em “viabilidade econômica”, está falando em CAUSA.

    Quem fala em “stand by”, “suspensão da produção”, ou “adiamento da produção”, ou “paralisação da produção”, ou “redução da produção”, etc., está falando em EFEITO.

    São coisas diferentes.

    Meu comentário se concentrou na CAUSA, pra fundamentar uma expectativa de EFEITO. Na prática, eu apenas chamei atenção para duas coisas: (i) que não existem evidências de que o preço internacional do barril do petróleo tenha alguma recuperação no curto prazo; (ii) que, no caso brasileiro, só o preço internacional não determinará a política de produção interna.

    Imóvel ou ações? Putz! Bacalhau à Gomes Sá ou filé mignon ao molho de maracujá? Dar na cabeça ou na cabeça dar?

    Depende: (i) de que imóvel e de que ações; (ii) da localização do imóvel; (iii) da maior ou menor preferência por liquidez; (iv) de uma porrada de outras coisas.

    Em algumas capitais brasileira a bolha imobiliária já estourou. Em outas, não. Onde a bolha já estourou, os imóveis da faixa média começaram a ser negociados com deságio de até 30%. Já os imóveis da faixa alta estão mantendo preço.

    Pra quem não tem pressa de reconverter em dinheiro, imóvel sempre foi e sempre será uma boa opção.

    Já pra quem precisa de alguma liquidez, imóvel nunca foi opção… Pode-se vender metade de um lote de títulos múltiplos, mas não metade de um apartamento.

    Um outro problema do imóvel é: o que fazer com ele, enquanto não vende? Alugar? Certo, é uma opção. Na minha experiência, o que se gasta recuperando o imóvel, ao fim de cada locação, acaba consumindo boa parte do que se arrecadou com o aluguel. Se deduzirmos impostos e despesas com recuperação, veremos que o lucro líquido, se houver, é mínimo.

    Ainda um outro problema do imóvel é a tributação do preço de venda. Agora mesmo, estou pondo a venda dois imóveis que foram comprados há aproximadamente 10 anos. Em ambos os imóveis fizemos um monte de benfeitorias: piso de granito, piscina, paisagismo, etc. Só que o preço deles, na declaração de renda, está parado. A avaliação mais conservadora quintuplicou o preço, em relação ao valor da compra. Se eu conseguir vender por esse preço, vou pagar imposto de renda sobre um lucro que, na realidade, não tive. É que a apuração desse lucro simplesmente ignora, dentre, “otras cositas mas”, o porrilhão de melhorias que fiz ao longo de 10 anos de intensa ralação.

    Vale dizer: mesmo pra quem não está doente por liquidez, o imóvel tem lá suas inconveniências.

    Outra vez eu cito o Delfin Netto. Ele diz que sempre preferiu a caderneta de poupança, porque não entende nada de economia. Segundo o Delfin, quem entende de economia é que pode se dar ao luxo de perder dinheiro em outras opções de investimento.

  221. Pedro said

    Googlias, foi isto que escrevi:

    “…..então podemos concluir que com o preço do petróleo neste nível, o “projeto” pré-sal vai pra stand by?

    Eu questionei se os novos investimentos na exploração do pré-sal, vão para o modo de espera.

    stand by = modo de espera.

    Foi isto que eu quis dizer. Se não fui claro, e vc entendeu outra coisa, fazer o que, paciência.

    ……………………..

    É, o Delfin diz muita coisa. E já fez muita merda na economia também.

    http://www.infomoney.com.br/petrobras/noticia/3888435/delfim-netto-diz-que-quadrilha-apropriou-petrobras-corte-foi-uma

    Pois agora!

  222. Pax said

    já que é sexta feira, vamos dar uma risada com a situação…

  223. DAISE 2.0 said

    Aumento de impostos para o “andar de cima”

    Brasil 27.02.2015
    O governo vai aumentar os impostos do “andar de cima”.

    Foi o que disse o ministro do Planejamento Nelson Barbosa à bancada do PT no Senado, segundo a Folha de S. Paulo:

    “O pacote fiscal preparado pelo governo para tampar o rombo das contas públicas conterá medidas que atingirão os contribuintes mais ricos, provavelmente com aumento de impostos”.

    A senadora petista Gleisi Hoffmann confirmou a notícia:

    “Nós colocamos que seria muito importante que tivéssemos também medidas que atingissem quem tem renda maior na sociedade, seja na área de impostos ou outras medidas. E ele [Barbosa] disse o seguinte: estamos estudando e vai haver medidas que vão atingir o andar de cima””.

    Gleisi Hoffmann foi acusada por Alberto Youssef de receber um milhão de reais em propina, mas isso provavelmente não a coloca no “andar de cima”, porque ela recebeu o dinheiro, em quatro parcelas, do dono do shopping Total, que é frequentado apenas pelo “andar de baixo” de Curitiba.

    ——————–
    França Antártica

    Gleisi Hoffmann defendeu a possibilidade de instituir, no Brasil, uma taxa para grandes fortunas, como aquela francesa, criada pelo governo socialista assim que assumiu o poder.

    Pouca gente notou, mas exatamente 27 dias atrás, os franceses eliminaram a tal taxa. Porque não deu certo. Porque a receita foi menor do que se esperava e o prejuízo para a economia – sobretudo em sua capacidade de atrair capitais – foi brutal.

    Se deu errado lá, por que não experimentar aqui?

  224. Guatambu said

    Elias,

    Partindo da premissa do comerciante: o que tá caro eu vendo, o que tá barato eu compro.

    O único motivo pelo qual faz sentido a controladora querer fechar capital, isto é, recomprar as ações negociadas publicamente, é acreditar que o valor das ações está baixo.

    Daí as hipóteses consideradas:

    1. As ações sofrerão uma valorização muito grande
    2. Os controladores querem os dividendos para si integralmente

    Essa hipótese é corroborada pelo que você mesmo diz aqui:

    “A explicação dada aos acionistas bateu em duas teclas: (i) a crise econômica; (ii) a altíssima tributação que o Brasil impõe a produtos danosos à saúde. A união desses dois fatores, segundo a Souza Cruz, teve como resultado a migração do consumidor para produtos ilegais (no caso, cigarros contrabandeados, que são vendidos livremente nas ruas do Brasil), porque são mais baratos que os produtos da Souza Cruz, já que não pagam impostos.”

    Sim, se menos consumidores compram, o lucro diminui, se o lucro diminui, o valor da empresa cai, e as ações da empresa caem, tornando as ações mais baratas. Sendo que o que tá barato eu compro, esse é um movimento natural dos acionistas.

    E aqui:

    “Ainda segundo a Souza Cruz, tão logo acontecesse a recuperação econômica, haveria o retorno dos consumidores aos seus produtos, por causa da maior qualidade. A impressão que ficou foi que a empresa estava se fechando em copas, à espera do fim da tempestade.”

    Sim, porque quando a economia melhorar a empresa poderá crescer novamente, mas crescer depende de investimentos, e como sabemos, investir sozinho é caro e arriscado, então ela pode reabrir o capital e captar uma grana no mercado para financiar o investimento ao mesmo tempo em que reduz o risco. Se o investimento der errado, ela não fica com o preju todo pra ela.

    Há que se lembrar que, apesar do valor das ações caírem, a empresa continua sendo lucrativa, rendendo dividendos.

    Ou seja: os acionistas recomprarão a empresa a um valor mais baixo, rentabilizarão o investimento auferindo os dividendo. No momento certo, ela abre capital, dentro da perspectiva de crescimento e retoma os investimentos, ao mesmo tempo que reduz risco.

    Há outras hipóteses? Sim, claro. Mas a premissa tem que ser diferente.

    O exemplo que você trouxe da De Beers, de troca de política de comercialização não é uma questão de valorização ou desvalorização das ações, e, portanto, não se aplica à hipótese apresentada. Nesse caso é um problema de conflito de interesse entre os sócios controladores e a gestão e/ou conflito entre a ambição estratégica dos sócios controladores e demais sócios, que, sem maioria votante não poderiam interferir nas políticas comerciais….

    Pode ser o caso da Souza Cruz? Pode… mas acho muito estranho:

    1. Todos sabemos que a indústria fumageira tem estabilidade e previsibilidade muito grandes, com barreiras de entrada significativas (alta regulação, alto nível de investimentos, necessidade de ganhos de escala para ser competitivo, etc), com poucos players e com vendas regulares, ligeiramente decrescentes, porém, com margens estáveis, sendo, normalmente, uma opção de investimento de médio-longo-prazo para investidores, principalmente aqueles interessados em dividendos.

    2. Considerando o número 1, qual seria a mudança no modelo de negócio que a BAT estaria querendo fazer e que outros acionistas, ou a gestão não estariam de acordo? O modelo de negócio é muito estável, com a cadeia produtiva muito madura, e, cuja inovação durante muito tempo foi focada em lançamento de produtos… mas que até isso a legislação acabou interferindo, diminuindo as possibilidades nesse aspecto. Então… por que os acionistas iriam fazer o esforço de comprar as ações da empresa só para mudar uma política?

    2. Além disso, que eu saiba, não há outros sócios significativos que detenham ações da empresa. E ainda que tiverem, por que discordariam de propostas de mudança do modelo de negócio e/ou gestão proposto por uma empresa controladora centenária e com experiência nesse negócio?

    Acho difícil ser esse o motivo.

    Finalmente, sobre fusões.

    1. Pra que? Será que o market share da indústria está tão pulverizado que justifique a compra de um concorrente menor?

    2. Com quem!? Não tem meia dúzia de indústrias, sendo que a maior concorrente é a Philip Morris, também de capital aberto, e com quem, além disso divide o market share. Independentemente da CVM, provavelmente o CADE não deixaria, porque se tornaria praticamente um monopólio. (mas isso partindo do princípio que o Estado está realmente prezando pela concorrência, né? Ultimamente vemos o CADE autorizando fusões ridículas… deve estar rolando alta grana de propina…)

    3. Com que dinheiro?! Fechar capital = torrar uma grana “recomprando” a própria empresa, e depois ainda tem torrar mais grana para comprar outra empresa.

    4. Para ficar fora da regulação da CVM? Mas o que isso traria de benefícios para uma transação dessa? Eu não vejo razão pra isso..

    Conclusão:

    Elias, se fosse eu, manteria o investimento na Souza Cruz, principalmente se o objetivo for de longo-prazo. É um business estável, com bom nível de pagamento de dividendos, com altas barreiras à entrada…

  225. Pedro said

    Pax, hahahahahaha

    ……….

    Encontraram a solução pra economia do país:

    Suspensão do Whatsapp pode aumentar produtividade de empresas e recuperar economia do Brasil

    Com a ordem judicial para uma operadora de telefonia suspender temporariamente o acesso ao aplicativo Whatsapp no Brasil, o Ministério da Fazenda informou que a economia do país pode ser recuperada em menos de uma semana. Isso deve acontecer porque as empresas devem triplicar a produtividade, já que os funcionários não interromperão os trabalhos para compartilhar imagens, piadas e pornografia pelo aplicativo.

    Os empresários já comemoram a decisão. “Não conseguia controlar e proibir de usarem. Depois de demitir 78 por justa causa, desisti e vi que não tinha jeito. Tivemos uma queda grande na produtividade, mas agora vamos recuperar”, acredita Carlos Sampaio.

    Com os resultados para a economia brasileira, o Governo Federal estuda proibir o acesso ao Facebook durante a semana e limitar horários de acesso ao Youtube.

  226. Pax said

    Até o Lula desmerece a Dilma… Segundo o Josias

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2015/02/27/desenvoltura-de-lula-torna-dilma-subpresidente/

    Enviado do meu iPhone

    >

  227. Guatambu said

    Riqueza.

    Para aqueles que ainda acreditam que países alinhados mais à esquerda no espectro político-econômico são melhores distribuidores de renda, aqui está a dura realidade:

    http://www.businessinsider.com/inequality-rising-most-in-china-and-russia-2015-2

    Um reporte do Credit Suisse analisa as várias economias mundiais, e mostra dados demográficos e de evolução de riqueza nesses países.

    Uma das principais conclusões que podem ser tiradas do material é que os países cuja propaganda política e econômica foram orientados à sociedade (programas sociais) paradoxalmente apresentaram maior crescimento de desigualdade social.

    Antes eu tinha uma hipótese: de que quando a esquerda estava no poder, a desigualdade aumentava, porque dava a chance para capitalistas fazerem muito mais dinheiro do que a população ganhar mais dinheiro.

    Esse estudo confirma parcialmente minha hipótese. Por que parcialmente? Porque um governo pode fazer propaganda de esquerda e adotar medidas político-econômicas de direita.

    Mas não deixa de ser interessante, e até divertido, como o povo se deixa levar pela propaganda.

    A China e a Rússia são grandes exemplos disso, com a concentração de renda aumentando incrivelmente.

    Conclusão:

    Seja esquerda ou direita, a concentração de renda aumentará. Pobres marxistas, neo-marxistas e esquerdistas iludidos, de maneira geral.

    Muito mais fácil assumir políticas de direita e conviver com a desigualdade, pelo menos você não está sendo traído.

  228. Pax said

    China e Rússia, caro Guatambu?

    Pegue os nórdicos….

    China e Rússia são exemplos muito ruins de alinhamento ‘a esquerda.

  229. DAISE 2.0 said

    Exclusivo: Renato Duque foi solto a pedido de Lula

    Brasil 27.02.2015
    No contexto da Operação Lava Jato, uma das perguntas que permanecem sem resposta é por que Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, foi solto por ordem do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal — e, depois, teve novo pedido de prisão preventiva negado por obra do mesmo Teori, que convenceu Gilmar Mendes e Carmen Lúcia a segui-lo na decisão. Afinal de contas, está mais do que provado que Renato Duque, homem de José Dirceu e do PT, era um dos principais engenheiros do propinoduto que sangrou a estatal.

    O Antagonista apurou com três fontes diferentes, para chegar à resposta. Renato Duque não está livre por falha de argumentação do juiz Sergio Moro e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, como pensam alguns. Esse foi apenas o pretexto. Renato Duque está livre por causa de Lula.

    A prisão de Renato Duque, em novembro do ano passado, fez com que a sua mulher entrasse em desespero. Sem poder contar com José Dirceu, pato manco depois do mensalão, ela recorreu a Paulo Okamotto, o faz-tudo de Lula. Para acalmá-la, Okamotto afirmou que a situação se arrumaria num curto espaço de tempo, mas ela lhe disse que não cairia nessa conversa. Que, se fosse necessário, teria como reunir provas suficientes para provar que Lula sabia e participara do esquema do petrolão.

    Diante da ameaça, Okamotto disse a Lula que ele deveria encarregar-se da questão pessoalmente. Lula encontrou-se com a mulher de Renato Duque e tentou persuadi-la de que o seu marido ficaria na prisão menos do que se imaginava. Em vão. Ela voltou a afirmar que implicaria o ex-presidente no escândalo, se Renato Duque não fosse libertado rapidamente.

    Acuado, Lula pediu ajuda a um ex-ministro do STF de quem é muito amigo. Ele se prontificou a socorrer o petista. O melhor caminho, disse o ex-ministro do STF a Lula, era procurar Teori Zavascki. Foi o que o amigo de Lula fez: marcou um encontro com Teori Zavascki, para lhe explicar como era urgente que Renato Duque fosse solto, porque, caso contrário, Lula seria envolvido “injustamente” num escândalo de proporções imprevisíveis para a estabilidade institucional. Teori Zavascki aquiesceu. Avisado pelo amigo ex-ministro do STF, Lula comunicou à mulher de Renato Duque que tudo estava resolvido

    Foi assim que Renato Duque, passados pouco mais de quinze dias após a sua prisão, viu-se do lado de fora da carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

  230. Patriarca da Paciência said

    Comentário 229,

    é a coisa mais simplório que eu já vi. Só mesmo a Mula Sem Cabeça para acreditar numa bobagem dessa !

  231. Patriarca da Paciência said

    http://www.conversaafiada.com.br/tv-afiada/2015/02/27/bomba-bomba-cerra-teve-uma-ideia/

  232. DAISE 2.0 said

    Infelizes somos nós

    Brasil 28.02.2015
    Dilma Rousseff, no Uruguai, disse que Joaquim Levy foi “infeliz” ao usar o termo “grosseiro” para definir as trapalhadas econômicas do primeiro mandato, em particular a desoneração na folha de pagamento.

    “O ministro foi infeliz no uso do adjetivo”, ela disse. “Se a desoneração não fosse importantíssima, nós teríamos abandonado”.

    Dois comentários:

    1 – A desoneração foi abandonada.

    2 – Infelizes somos nós.

  233. DAISE 2.0 said

    LEGADO DO PT AOS BRASILEIROS

  234. DAISE 2.0 said

    CONCURSO ESTUDANTIL: QUEM BEBE MAIS SEM MORRER?

    resultado:
    http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,estudante-morre-e-3-sao-internados-por-coma-alcoolico-apos-festa,1641953#

  235. DAISE 2.0 said

    SEM PÉ NEM CABEÇA…rsrsrs
    https://assets-auto.rbl.ms/c0667320cdc8e0d9eac43b156eeb765ae99839b678fb9e8cf1b45efb15375588

  236. DAISE 2.0 said


    SEM PÉ NEM CABEÇA…rsrsrs

  237. DAISE 2.0 said

    SEM CABEÇA NEM PÉ!

  238. DAISE 2.0 said

    AS DÚVIDAS CRUÉIS DE DILMA

    Dilma sai em defesa de Dilma em razão das medidas adotadas pelo governo Dilma contra medidas adotadas pelo governo Dilma.
    Dilma diz que Dilma está errada, mas Dilma jura que errada quem está é Dilma.

    rsrsrsrs

  239. Patriarca da Paciência said

    comentário, 238,

    A desembestamento da Mula Sem Cabeça !

    A presidenta Dilma fala de um modo lógico e coerente. Acontece que uma mente perturbada vê tudo conforme sua imagem e semelhança !

  240. Patriarca da Paciência said

    https://politicaetica.com/2015/02/06/pt-us-200-milhoes-em-vies-de-alta/#comments

    “A Suíça lava mais branco”.

    A Suíça é a grande lavanderia de dinheiro sujo de todo o mundo. Lava não só dinheiro da corrupção, como também das atividades criminosas e até de nazistas, fugitivos da Grande Guerra. Quem afirma é um escritor suíço, auto do livro, “A Suiça Lava Mais Brancos”. Leia a entrevista no Estadão.

  241. Patriarca da Paciência said

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,o-caso-hsbc-e-so-a-ponta-do-iceberg,1641966.

    O link saíu trocado. Este é o link da entrevista.

  242. DAISE 2.0 said

    http://player.mais.uol.com.br/embed_v2.swf?mediaId=15390682&ver=1

  243. DAISE 2.0 said

  244. DAISE 2.0 said

  245. DAISE 2.0 said

  246. DAISE 2.0 said

  247. DAISE 2.0 said

    A alma penada de Dilma Rousseff
    01/03/2015 02h00
    “Um negócio que era muito grosseiro;” “brincadeira que nos custa R$ 25 bilhões por ano”. Foi com esse discurso de réquiem que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, enterrou o defunto que fora um dos planos mais estimados da primeira encarnação da presidente Dilma Rousseff: a redução de impostos que empresas pagam ao INSS.

    O que a presidente sente ou pensa quando assiste à morte inglória e ao enterro infame do seu programa econômico? O que diz a seus botões, durante a noite escura da alma, na solidão esplêndida do Alvorada?

    Ela acredita nas fantasias mal escritas de seus discursos, que atribui a ruína que provocou a conjurações dos azares da economia do mundo?

    Acredita, tal como algumas seitas de seus adeptos restantes, que foi vítima de conjurações de elites, “mídia” ou outro demônio? Vítima dessas elites a quem o governo paga e pagará juros aberrantes pela dívida que fez a fim de financiar uma fantasia caricata e transitória de progresso social, em vez de ao menos tentar cobrar-lhes mais impostos?

    As elites, que tanto amaram o dinheiro de seu governo enquanto durou, que recebiam grana grossa para financiar a criação de oligopólios, ainda engolem meio trilhão de reais a juro quase zero, o “nacional-empresismo”, outro programa que morre pelas mãos de tesoura de Levy.

    Parece agora claro que Dilma não compreendia as consequências das encrencas enormes que criava, tal como endividar demais e levar à pindaíba o Tesouro Nacional e a Petrobras, para ficar nas mais rudimentares e estarrecedoras. Parecia mesmo convicta da eficácia de aplicar ao país uma versão decrépita, colegial e amadora do que imagina ter sido o desenvolvimentismo original, em si mesmo um “equívoco bem-sucedido”, responsável por vários dos nossos horrores, como desigualdade, cidades monstruosas, ignorância de massa e elitismo disfarçado de “nacional e popular”.

    A presidente teria agora dúvidas? Ou balança a cabeça e tenta afastar a lembrança da lambança, tal como fazemos quando mentimos para nós mesmos a respeito dos nossos pecados? A julgar por biografias, histórias e exemplos vivos de poderosos vistos mais de perto, é provável que as perguntas sejam tão ingênuas quanto as ideias de Dilma.

    Um político que chegou ao ápice do poder é quase tão oco quanto o tronco comido por cupins das árvores que desabam nas ventanias de São Paulo. Nesse quase vácuo há menos resistência para torcer seja lá o que tenha restado de ideias ou convicção. Até líderes maiores e melhores foram assim. Roosevelt tomou posse com um programa, começou a governar com outro e ainda mudou de ideia, com o que fez fama e história.

    A alma de Dilma decerto não explica este quadriênio de perversões brasileiras, embora a presidente tenha se valido das oportunidades do governo imperial do país como poucos, encarnando a caricatura da Rainha de Copas. Mas o que explica ao menos o movimento dos seus humores? Dilma ora parece se debater furiosa dentro de uma bolha isolada mesmo das versões da realidade menos antipáticas a sua figura e a seu governo. Seria a fúria de alguém inquieta e ansiosa para voltar a sua vida passada, Dilma 1? Ou de uma alma penada sem rumo?

    Vinicius Torres Freire – FSP

  248. Patriarca da Paciência said

    E uma coisa que eu não sabia. Quem formou a equipe que elaborou o Plano Real foi o Tasso Jereissati e o Ciro Gomes. Fernando Henrique Cardoso foi chamado apenas na última hora para servir de “vaselina”.

  249. Patriarca da Paciência said

  250. DAISE 2.0 said

    Tolinho da Papuda

    parece q vc está perdido.Né!?
    Quer ajuda? Não hesite em pedir…
    (estamos aqui para isso) rsrsrsrs

  251. Patriarca da Paciência said

    Ô Mula Sem Cabeça, sabe como você poderia me ajudar ?

    Tentando adquirir um pouco de bom senso !

    Seria uma(um) abestada(o) a menos no mundo !

  252. Elias said

    Pedro,
    Colocar investimentos em “modo de espera”, é o mesmo que pisar no freio da produção. Algo que se faz com o propósito de reduzir a produção, ou estagnar o nível de produção, ou fazer com que a produção cresça a taxas decrescentes (o que também equivale dizer: “desacelerar a evolução da produção”), etc., etc., etc., etc., etc.

    Tanto faz dar na cabeça, como na cabeça dar. Em qualquer empresa, a política de investimento está, sempre, diretamente ligada à política de produção (e/ou de comercialização). Ninguém intensifica ou breca investimentos sem que seja com vistas a um ou mais propósitos na esfera da produção ou da comercialização.

  253. Elias said

    Guatambu,
    Ninguém sabe qual é o lance da British American Tobacco, com relação à Souza Cruz.

    Pode ser que seja uma fusão, mas também pode ser que ela queira passar a Souza Cruz em frente, ou sei lá o quê (mudar o negócio, p.ex.)…

    É disso que o pessoal tem medo. Manter em carteira (ou em casa), ações de uma companhia de capital fechado, nem sempre é um bom negócio.

    Diferentemente do que acontece com uma companhia de capital aberto, nem sempre o valor de mercado de uma ação de empresa de capital fechado sobe, só porque a empresa está dando lucro. Depois que passa o trem da recompra, será necessário correr atrás de quem queira comprar, já que não se pode mais negociar o título na bolsa.

    Citei a De Beers de propósito. Em nenhum momento a rentabilidade do CP da De Beers foi afetada, antes, durante ou depois da mudança de sua política de comercialização. Mas, nem por isso, quem deixou passar o trem da recompra acabou vendendo ações por preço inferior ao valor contábil.

    A partir do momento em que o controlador passa a dispor da maioria absoluta das ações ordinárias, acaba o interesse pela compra de mais títulos. Entra em vigor a célebre lei da oferta e da procura. Não havendo quem queira comprar, o valor de mercado despenca, independentemente da empresa estar ou não dando lucro.

    Daí porque, ao contrário do que tu recomendarias, acho que a maioria do pessoal vai, mesmo, torrar as ações da Souza Cruz, aproveitando a recompra. Só quem vai ficar com elas é o pessoal “da casa”.

    Ah, sim:

    1 – A evolução das vendas da Souza Cruz não tem nada de “ligeiramente decrescente”. A empresa fala de taxas de 60%. Caiu pra menos da metade…

    2 – Dependendo das circunstâncias, uma mudança na política de comercialização significa muita coisa, sim. Para a De Beers, p.ex., significou. Antes, a empresa vendia diamantes apenas pra quem ela quisesse. Os clientes — geralmente grandes grifes de lapidação e produção de joias — recebiam um convite a se fazer presentes ou representados — com dinheiro na mão, é claro! — na África do Sul, em tal dia, lugar e hora. Quem não recebia convite, estava fora do jogo. Quem não comparecia, era definitivamente eliminado da lista de convidados. Quem recebia o convite e comparecia, seguia o protocolo e, no local, data e hora marcadas, recebia um pacote fechado, contra pagamento à vista. Não se podia nem abrir o pacote, pra ver o que tinha dentro. Só depois que pagasse… A De Beers fechou o capital, mas abriu a empresa. Ela entrou no varejo, e hoje, qualquer pessoa — até tu, Guatambu — pode entrar numa loja da De Beers, e gastar os tubos comprando diamantes, o que é melhor, vendo o que está comprando. Foi uma baita mudança, que só poderia ser feita fechando-se o capital da empresa, já que, por um tempão, o lucro foi substancialmente reduzido (por causa dos gastos paquidérmicos com a instalação da empresa nos maiores mercados do planeta. Se isso acontecesse com o capital aberto, seria um desastre. (Coisas desse tipo fazem os proprietários de ações da Souza Cruz matutar e matutar…).

  254. Pedro said

    ok

  255. Pedro said

    Ô Pax, (explorador de trabalhadores blogais), hora de novo post.

  256. Guatambu said

    Elias,

    Eu nem estou considerando a possibilidade de manter ações de empresas de capital fechado. Não faria isso, a menos que eu tivesse participação significativa no capital da empresa… e ainda assim acharia meio ruim.

    A minha recomendação de manutenção das ações é, caso a empresa não feche o capital.

    O comentário acima foi imaginando qual pode ser a estratégia por trás do fechamento de capital, se a empresa já disse que vai fechar o capital, eu venderia. Principalmente se isso já resultasse em algum lucro.

    Dá pra tirar tudo de ações e colocar tudo em uma NTN-B, corrigido pela inflação, que tende a ser maior, além das taxas de juros..

    Opções de investimento é o que não faltam.

  257. Guatambu said

    O Pax não o link do meu comentário… provavelmente o outro comentário, em que eu coloco o link provando que mesmo a Noruega, Suécia e Dinamarca ainda se enquadram no nível alto de inequalidade, ficou preso.

    Libera aí Pax! Aproveita, leia o relatório do Credit Suisse… quem sabe traga algum insight sobre a mentira da esquerda…

  258. Elias said

    Dizer que as desigualdades sociais não estão sendo reduzidas na China é uma enorme tolice.

    A cada 5 ou 6 anos, a China coloca na classe média mais ou menos o equivalente a metade da população do Brasil. Dá um Brasil na classe média a cada 10 ou 12 anos…

    Dia desses, vi na TV um documentário sobre premiação de vinhos na Europa. Um dos primeiros lugares foi para uma vinícola chinesa, aliás estatal. Meteu no chinelo as concorrentes francesas, de Bordeaux inclusive.

    Pelo que foi dito no documentário, os chineses estão aproveitando as imensas planícies semiáridas da Ásia Central pra produzir vinho. Produção tão regulamentada — ou mais, até — quanto a produção francesa (nem pensar num “Sangue e Areia” ou num “Dom Bosco” chinês).

    Acontece que beber vinho se tornou uma mania da paquidérmica classe média chinesa. Eles importavam da França, aos porrilhões de metros cúbicos. Aí começaram a produzir seu próprio vinho. Resultado 1: reduziram brutalmente as importações de vinho francês. Resultado 2: estão, agora, querendo concorrer com a França, primeiramente na Ásia, e, segundamente, no resto do mundo.

    Um cientista político inglês, cujo nome esqueci, disse, no documentário, que uma das razões para o sucesso da política chinesa de inclusão social, é o compromisso generalizado do chinês médio, com o propósito de melhorar a qualidade de vida da geração seguinte. Parece uma coisa religiosa: centenas de milhões de pessoas focadas no objetivo de melhorar o nível de vida das gerações seguintes.

    Boutade de um chinês, ouvido no documentário: “O que quer que se faça em qualquer país, e que nós decidamos fazer, nós conseguiremos fazer melhor.”

    Não é o que eu diria, olhando para a porra de um grampeador, e a josta de um perfurador, ambos de fabricação chinesa (e supostamente de luxo), que tenho em cima da minha mesa, mas…

  259. Guatambu said

    Qualquer país que cresça a 9,5% em média durante 10 anos… e cuja base de crescimento envolve mão-de-obra terá, sentirá, fatalmente, a classe média do país crescendo.

    Independentemente do alinhamento ideológico do partido governante.

    Ocorre que o fato da classe média ter crescido não significa que a desigualdade tenha diminuído: se os ricos se tornaram mais ricos, os 10% mais ricos continuam contando com a maior participação econômica na economia,como vinha sendo antigamente.

    De fato, o relatório do Credit Suisse mostra que a desigualdade chinesa aumentou nesse período de tempo.

    Eu, sinceramente, acredito mais no estudo do Credit Suisse do que em uma reportagem de TV.

  260. DAISE 2.0 said

    TOLINHO DA PAPUDA fica bravo quando discordam de suas idéias.

  261. DAISE 2.0 said

    Duque indicava, o consultor depositava

    Brasil 02.03.2015
    O Estadão informa que “O consultor Julio Gerin Camargo, um dos delatores da Operação Lava Jato, entregou à Justiça Federal os extratos bancários de suas contas na Suíça e no Uruguai, por onde passaram mais de 10 milhões destinados ao ex-diretor de Serviços Renato Duque e ao seu braço direito, o ex-gerente de Engenharia Pedro Barusco no esquema de corrupção e propina na Petrobras. Ao todo, são 59 depósitos, realizados entre dezembro de 2006 e abril de 2012, que totalizam 10.452.005,53 dólares e 1.410.059,30 euros. Os valores saíram de contas operadas pelo delator, em bancos na Suíça e no Uruguai, e foram parar em sete contas indicadas por Barusco e Duque.”

    Renato Duque está solto.

    Quem lê O Antagonista sabe o porquê.

    Leia. http://www.oantagonista.com/
    ….

    Tolinho da Papuda, agora assumido, vai ficar com aquele olhar aí de cima. (tipo dilma esbravejando com seus ministros) rsrsrs
    e como vingança publicará mais uma charge do bessinha, ou um video do PHA na TVdele, sempre de gosto e veracidade duvidosos.

    Seria engraçado se não fosse ridículo!

  262. DAISE 2.0 said

    “Andar de cima”, “andar de baixo”, arranca-rabo de classes, esquerdistas do privatismo e privatistas do estatismo. O Brasil, em suma, é uma zona!

    Postado:Mon, 02 Mar 2015 22:38:47 +0000

    Desde que Elio Gaspari resolveu resumir a luta de classes no Brasil a um problema de construção civil, as pessoas recorrem a esse “facilitário”, para empregar outro termo do gosto do colunista, para dizer bobagens sobre o arranca-rabo de classes no Brasil. Mesmo eu sendo um liberal, tenho algum respeito pela expressão “luta de classes”, que é algo mais complexa, na teoria esquerdopata, do que a baixaria que se vive por aqui.

    Por que escrevo isso? A senadora petista Gleisi Hoffmann (PT-PR) diz que o governo quer taxar “o andar de cima” — vale dizer, arrecadar mais impostos dos “ricos”. Segundo informa Leonardo Souza, na Folha, “técnicos da Fazenda e do Planejamento ponderam a viabilidade de tributar lucros e dividendos, incluindo remessas para o exterior, e criar impostos sobre heranças e grandes fortunas.”

    É…

    Com a devida vênia, Joaquim Levy está virando o Simão Bacamarte da economia, não é? Conhecem o conto “O Alienista”, de Machado de Assis? Não? Quanto tiverem tempo, está aqui.

    http://www3.universia.com.br/conteudo/literatura/O_alienista_de_machado_de_assis.pdf

    Bacamarte é o alienista, o médico de loucos, que resolve testar suas ideias sobre a doideira na cidade de Itaguaí. Os diagnosticados como malucos eram mandados para a “Casa Verde”, uma referência às janelas do hospício. Tudo parecia muito razoável no começo, não fosse o fato de que Bacamarte praticamente tentou internar a cidade inteira. Até que, bem…, ele se torna vítima de sua própria convicção, ainda que por caminhos machadianos. É preciso ler.

    Levy parece estar fora do controle. Acho louvável o seu esforço para tentar arrumar as contas, mas algo está profundamente errado quando se propõe o fim da desoneração da folha de salários em período de desemprego crescente; quando se propõe tarifaço com a economia já em recessão; quando se propõe elevação de impostos com uma carga tributária já extorsiva, um conjunto que… aprofunda a recessão!!!

    Segundo informa a Folha, “um dos cálculos feitos pelo governo estima em R$ 31 bilhões o potencial de arrecadação anual com a tributação de lucros e dividendos. O foco dessa medida são os empresários e acionistas, na pessoa física, remunerados por meio de distribuição de lucros – isenta de impostos”.

    Quanto à tributação das grandes fortunas, dizer o quê? O PT manteve o controle da economia durante 12 anos e não teve coragem de implementar a medida. Parece que agora conta com o concurso de alguém com fama de liberal para implementar a proposta, né?

    O Brasil é mesmo curioso, e creiam, isto explica parte da nossa pindaíba: esquerdistas adoram recorrer a pistoleiros do capital para privatizar o estado, e liberais adoram recorrer ao estado para arrancar dinheiro da sociedade.

  263. DAISE 2.0 said

    LULA FUGIRÁ PRA CUBA?

    OU SERÁ COZIDO EM FOGO LENTO?

  264. DAISE 2.0 said

    Exclusivo: “Procure Lula”, disse Emílio Odebrecht ao desesperado fundador da OAS

    Brasil 02.03.2015
    César Mata Pires, fundador da OAS, é um homem desesperado. A sua empreiteira está afundando depois de deflagração da Operação Lava Jato. Desesperado e amargurado com a Odebrecht, com quem mantinha, digamos, acordos bastante lucrativos. Ele foi aconselhado a ameaçar Lula, como contaremos a seguir.

    No dia 20 de fevereiro, reproduzimos aqui que César Mata Pires procurou Marcelo Odebrecht, diretor-presidente da dita-cuja, para saber como era possível que a empreiteira comandada pelo menino não tivesse ninguém preso. Na mesma conversa, ele disse que não estava preocupado em salvar a própria pele, mas que não deixaria os seus herdeiros pagarem por “erros cometidos em equipe” — menção a lambanças cometidas pela OAS com a cumplicidade da Odebrecht, que até agora vem se safando. A informação foi tirada de uma reportagem publicada pelo Estadão, cujo tema principal eram os encontros de Lula e Paulo Okamotto com empreiteiros à beira de um ataque de nervos. Ao jornal, a Odebrecht negou o encontro e a OAS saiu-se com uma evasiva.

    O Antagonista resolveu apurar os desdobramentos dessa história e descobriu que César Mata Pires procurou também Emílio Odebrecht, pai de Marcelo e presidente do Conselho de Administração da empresa. O encontro foi na ilha de Kieppe, na baía de Camamu, no sul da Bahia, de propriedade dos Odebrecht. O dono da OAS formulou a mesma pergunta a Emílio: como era possível que a empreiteira dele não tivesse ninguém preso, ao passo que a sua estava com toda a diretoria em cana. E acrescentou: o que eu posso fazer para salvar a OAS?

    A resposta de Emilio Odebrecht foi: “Procure Lula”.

    Emílio contou-lhe então que, temendo pela prisão de Marcelo, foi direto ao ponto com o petista. Emílio Odebrecht disse a Lula o seguinte: “Se for preso, o Marcelo não aguentará a pressão: ele vai abrir a boca e contará tudo o que sabe sobre as suas relações com a Odebrecht.”

    O Antagonista revelou que Lula interferiu para que Renato Duque fosse solto, depois de ser ameaçado pela mulher do ex-diretor da Petrobras, operador do PT na estatal. Não se sabe se Lula moveu um dos seus tentáculos para manter, até o momento, graúdos da Odebrecht fora da prisão. Não se está insinuando, aqui, nada contra a Justiça. O empenho dos procuradores da Lava Jato em incriminar a empreiteira é grande, assim como o do juiz Sergio Moro. A nossa impressão é de que a Odebrecht será pega no momento certo pelos bravos paranaenses.

    O único fato da nossa apuração — e fato assombroso, por mais que conheçamos as relações promíscuas entre a Odebrecht e Lula — é que Emilio Odebrecht ameaçou Lula e recomendou a César Mata Pires que fizesse o mesmo com o petista se quisesse salvar a sua empresa.

    A única certeza da nossa apuração é que, se a Odebrecht cair, Lula também cairá.

  265. Pax said

    Guatambu,

    Não há nenhum comentário em moderação faz meses…

  266. Pax said

    Pedro,

    Sim, tá na hora de um novo post…

    Problema é: tempo!

  267. Patriarca da Paciência said

    “Segundo o Professor de Filosofia da USP Vladimir Safatle, assim como “M, o Vampiro de Dusseldorf”, no ato contra Dilma Rousseff “bandidos querem julgar bandidos para ver se, ao final, tudo volta ao normal e os criminosos travestidos de juízes possam continuar a fazer seus negócios em paz”; “Afinal, quem acusa o governo é, em grande parte, uma oposição envolvida até o pescoço no mesmo mar untuoso de lama”
    (247)

    E a Suíça continua lavando mais branco, oferecendo segurança e bons juros para o rico dinheirinho dos corruptos, ditadores, nazistas, traficantes, mafiosos etc.etc.etc.

    E, é claro, alguns brasileiros são suíços e tiram bons proveitos da situação !

  268. Patriarca da Paciência said

    Pax,

    sugestão para um novo post, “A Suiça Lava Mais Branco”. Eis aí uma discussão realmente sérias ! Queremos chegar à raiz do problema. Como falou o juiz Moro recentemente, “vamos seguir o dinheiro”. O link está no comentário 241. É do Estadão.

  269. Patriarca da Paciência said

    “A melhor resposta ao ódio ao Lula é sua consagração e consolidação como o maior líder popular da historia do Brasil. A força moral das suas palavras – que sempre tentam censurar. Sua trajetória de vida, que por si só é um exemplo concreto de como se pode superar as mais difíceis condições e se tornar um líder nacional e mundial, se se adere a valores sociais, políticos e morais democráticos.

    Quem odeia o Lula, odeia o povo brasileiro, odeia o Brasil, odeia a democracia.

    O Lula é a maior garantia da democracia no Brasil, porque sua vida é um exemplo de prática democrática. O amor do povo ao Lula é a melhor resposta ao ódio que as elites têm por ele.”
    (Emir Sader)

    A Mula Sem Cabeça tem é uma verdadeira paranóia pelo Lulão. O maior sonho da vida dela é ser trancada num quarto escuro na companhia do Lula. Acho que ela sofre do mesmo mal do Bob Jeff pelo José Dirceu !

  270. Pedro said

    A raiz do problema não é quem lava, a raiz é quem suja.
    Lavanderias só existem, porque alguém andou na lama.
    A Suíça é apenas uma delas, existem várias.
    Enquanto houver alguém sujando, vai haver alguém pra lavar.

  271. Pedro said

    Vai lá Patriarca, coloca uma camisa do PT com a foto do Lula, e vai pra fila do posto de gasolina, vc verá como ele é amado.

  272. Patriarca da Paciência said

    “A raiz do problema não é quem lava, a raiz é quem suja.
    Lavanderias só existem, porque alguém andou na lama.
    A Suíça é apenas uma delas, existem várias.
    Enquanto houver alguém sujando, vai haver alguém pra lavar.”

    Pedro,

    Você está invertendo o seu próprio ideário. Não é o mercado que a tudo regula ? Se não houvesse mercado para aplicar o dinheiro sujo da corrupção, não haveria tanta corrupção.

    Por falar nisso, 80% das drogas consumidas no nosso planeta são comercializadas nos mercados europeu e norte-americano.

    O “primeiro mundo” é mesmo um “grande exemplo”.

  273. Patriarca da Paciência said

    Lula foi considerado, por 56% dos brasileiros, o melhor presidente de todos os tempos. Fernando Henrique Cardoso ficou apenas com 13% ! Pesquisa Vox Pupuli.

  274. Patriarca da Paciência said

    “Pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas, divulgada nesta terça-feira no jornal Gazeta do Povo, revela que nada menos que 76% dos paranaenses rejeitam o governo do tucano Beto Richa, que foi reeleito em outubro do ano passado; gestão vem sendo marcada por greves em todo o funcionalismo público, que se intensificaram depois que Richa tentou usar a previdência dos servidores para pagar salários; instituto dirigido por Murilo Hidalgo aponta, ainda, que se eleições fosse hoje, Richa não seria reeleito; situação caótica pesou na decisão de líderes do PSDB, que, na última sexta-feira, desembarcaram, ao menos oficialmente, da tese do impeachment da presidente Dilma Rousseff; texto de Esmael Morais”
    (247)

    Vai lá, Pedro,

    veste uma camisa do PSDB e foto do Beto Richa e vai passear em qualquer cidade do Paraná !

  275. Elias said

    ======================================
    Disse o Guatambu:
    “Qualquer país que cresça a 9,5% em média durante 10 anos… e cuja base de crescimento envolve mão-de-obra terá, sentirá, fatalmente, a classe média do país crescendo.

    “Ocorre que o fato da classe média ter crescido não significa que a desigualdade tenha diminuído: se os ricos se tornaram mais ricos, os 10% mais ricos continuam contando com a maior participação econômica na economia, como vinha sendo antigamente.”

    “De fato, o relatório do Credit Suisse mostra que a desigualdade chinesa aumentou nesse período de tempo.”

    “Eu, sinceramente, acredito mais no estudo do Credit Suisse do que em uma reportagem de TV.”
    =======================================

    Digo eu:

    Os peixinhos responderam: banana não tem caroço!

    Ou melhor: em casa de ferreiro, tanto bate até que fura!

  276. Elias said

    Patriarca,
    Venhamos e convenhamos:

    1 – Claro que a “lava jato” virou um espetáculo carnavalesco, semelhante ao julgamento do mensalão.

    2 – Um exemplo: a divulgação (seletiva, né?) de depoimentos no âmbito de acordos de leniência, em especial de denúncias não acompanhadas de elementos de convicção, é uma afronta a lei que regula a matéria. Mas, em meio à carnavalização do processo, ninguém foi nem será punido por isso.

    3 – Outro exemplo: diz-se que foram recuperados 200 milhões, daquilo que as ratazanas roubaram da Petrobras… Mas não se publicou uma prestação de contas do processo de recuperação, avalizada pelo banco depositário, juntamente com o parecer de uma auditoria independente, contratada por meio de licitação internacional… Nada disso! É só a declaração desse ou daquele Fulano, sem que nenhum respaldo processual ou documental seja trazido a público.

    4 – De minha parte, face às circunstâncias, coloco esse troço todo sob suspeição. Suspeito que os delatores não revelaram a totalidade do valor que eles se apropriaram ilegalmente. Suspeito que eles reservaram para si uma importância capaz de lhes garantir uma existência confortável pelo resto de seus dias. Também suspeito que autoridades brasileiras foram subornadas a peso de ouro por esses delinquentes, a fim de que façam vista grossa, fingindo não saber que eles devolveram somente uma parte do produto de seus roubos.

    5 – E vou manter minha suspeita enquanto os processos de recuperação não forem examinados por uma auditoria independente, contratada para esse fim por meio de licitação internacional, e enquanto a íntegra dessas auditorias não for trazida a público. Vou achar que os procedimentos de recuperação são tão viciados, quanto viciados foram os procedimentos de que se serviu a ditadura, para recuperar dinheiro roubado por grupos da esquerda armada, em assaltos a bancos, cofre do Adhemar de Barros, etc. (o que não faltou foi gente se dando bem com esses lances…).

    6 – É isso aí… Não nasci ontem, não tenho por que ficar bancando o inocente útil, fingindo ser mais idiota do que sou. Deixo isso pros babacas de esquerda, de direita e do centro, mais idiotas do que eu.

    7 – Por isso mesmo, não movo uma única palha, nem digo ou escrevo uma única palavra a favor de quem quer que esteja envolvido nas roubalheiras governamentais, da Administração Direta ou da Indireta. Nada tenho a dizer em defesa de quem meteu a mão nessa m…, seja quem for.

  277. Pedro said

    Patriarca #272.

    Em primeiro lugar, eu nunca disse que é o mercado que a tudo regula.

    Em segundo, Barrichelo ou o Vasco.

    Em terceiro, o mercado é justamente o dinheiro sujo. A lavanderia é uma prestação de serviço.
    A raiz é o dinheiro sujo, seja lá qual for o tipo de sujeira(nazismo, roubo, drogas, armas, sonegação, ou o PT) :-)

    ……………..

    Patriarca # 274, me aponte onde eu defendi o Beto Richa.

  278. Guatambu said

    Elias e Pax,

    Aqui está o link para o relatório do Credit Suisse

    https://www.credit-suisse.com/lu/en/news-and-expertise/research/credit-suisse-research-institute/publications.html

    Se tiverem curiosidade mesmo, façam o download do PDF “Global Wealth Report 2014” e vejam com os próprios olhos.

    Elias,

    Vc não quer linkar o documentário que vc andou assistindo, não? Daí quem sabe podemos comparar fontes…

  279. Pedro said

    Patriarca # 273.

    É mesmo?

    Ó, noticia fresca. Saiu agora uma pesquisa da Vox Populi:

    Dilma é considerada a melhor presidente, por 153%………dos Uruguaios.

    http://noblat.oglobo.globo.com/meus-textos/noticia/2015/03/dilma-dona-de-casa-reaparece-em-montevideu-simpatico-nao.html

  280. Patriarca da Paciência said

    Pedro,

    “Em terceiro, o mercado é justamente o dinheiro sujo. A lavanderia é uma prestação de serviço.
    A raiz é o dinheiro sujo, seja lá qual for o tipo de sujeira(nazismo, roubo, drogas, armas, sonegação, ou o PT) :-)”, acrescento, PSDB, PPS, PMDB, PSD, DEM etc.etc.etc. Entendeu aí onde você defende o Beto Richa ?

    Em segundo lugar, dinheiro sujo é mercadoria, é Commodities, é a “matéria prima”, que os corruptos e criminosos de todo o planeta exportam, porque tem um grande mercado, e a Suiça “industrializa”, transformando tudo em “dinheiro limpo”. Como diz claramente o escritor suíço, , “a matéria prima da Suiça é o dinheiro sujo”.

  281. Pedro said

    Pois é, a raiz é o dinheiro sujo.

    A Suíça Lava, o Uruguai Lava, as ilhas Seychelles lavam, e mais um monte de países lavam.

  282. Pedro said

    E segundo o DataDilma, o Eduardo Paes é considerado o melhor prefeito das galáxias por 88% dos galaxianos.

    http://www.kibeloco.com.br/2015/03/02/dilma-vs-silvio-santos/

  283. Patriarca da Paciência said

    Conforme o escritor suiço, que deve saber o que está falando, a Suíça detém 27% de todo o dinheiro do planeta. Uruguai e Seychelles, se muito, 1% cada um ! Em segundo lugar, na lavanderia, estão os Estados Unidos !

  284. Patriarca da Paciência said

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/171848/Lista-de-Janot-deve-dar-tr%C3%A9gua-a-Dilma-e-ao-PT.htm

  285. Patriarca da Paciência said

    Do link acima:

    “Quando vierem a público os 40 nomes que serão investigados pelo Supremo Tribunal Federal, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o Brasil estará diante de uma realidade distinta daquela que foi traçada pela narrativa dos meios de comunicação tradicionais; ao contrário de uma ‘corrupção sistêmica’, a serviço de um ‘projeto de poder’, o País descobrirá que políticos de todos os partidos, inclusive da oposição, podem ter se beneficiado de doações legais e ilegais das empreiteiras nos últimos anos; revelação de que presidentes de três partidos – Eduardo Campos, do PSB, Sérgio Guerra, do PSDB, e Ciro Nogueira, do PSB – foram citados nas delações premiadas dilui responsabilidades e revela a urgência de se coibir o financiamento privado à política”

  286. Elias said

    Guata,

    O documentário sobre a China a que me referi ainda está em cartaz no canal Globosat HD.

    Salvo engano, foi produzido pela Discovery (ou pela NG, sei lá…), as quais, pelo que sei, não têm nenhuma ligação com o bolivarianismo, o Foro SP ou qualquer partido comunista (em especial comunista do tipo “quanto eu como nisto?”).

    Se eu tiver tempo, vou checar o nome do documentário (um amigo meu, aqui ao lado, está dizendo que esse documentário pode ser alugado em qualquer boa locadora).

    Agora não dá. Vou mergulhar na roda viva e só estarei — se é que estarei… — disponível pra vagabundagens internéticas amanhã.

  287. Elias said

    Antes, porém, um toque:

    Cadê o Michele?

    Michele, rapaz, onde tá tu?

    O debate aí, acima, sobre lavanderias, tá pegando fogo, e, logo agora, o Michele não aparece?

    Lavanderia é a praia do Michele, Patriarca!

    O Michele deve saber como ninguém dessa gente que detesta dinheiro sujo, e, por isso, manda sempre lavar, bem lavadinho, tudo o que ganha (visualmente, a palavra “ganha”, neste caso, deve ser pronunciada enquanto o polegar de uma das mãos, voltado para cima, deve ser encostado na palma da outra mão, voltada para baixo; em seguida, deve-se fazer um ligeiro movimento giratório com a mão que estiver por baixo).

    Mandaí Michelão! Diz pra gente como é que as coisas rolam na lavanderia do teu pedaço…

  288. Pedro said

    Patriarca,

    Tem também as lavanderias internas.
    A mais nova modalidade é “consultoria”. O que tem de consultor na praça é uma barbaridade.
    Segundo o mais famoso deles: “O meu telefonema é o telefonema”.
    Bota consultoria nisso.
    Outras mais antigas, por exemplo, obras de arte, negócios no futebol, empresas de fachada, imóveis, etc….
    Enfim…..a raiz é o dinheiro sujo.

  289. Pedro said

    Da EmpÍricus:

    “TÁ SODA.

    De ontem para hoje:

    queda de 27% das vendas de veículos em fevereiro,
    pior resultado da história da balança comercial em fevereiro,
    nova revisão para baixo nas estimativas para o PIB em 2015,
    retorno da ameaça de (bi)tributação dos dividendos (máteria da Folha de S. Paulo)
    até a produção nacional de cloro – quem diria – recuou 4,3% em janeiro;

    Tá soda…

    – a produção nacional da soda – até tu? – sofreu recuo de 5,4% em janeiro.”

  290. Guatambu said

    Pedro,

    Sabe o que vai rolar?

    Um período de fusões e aquisições. Recessões são ótimas ocasiões para quem tem dinheiro comprar que tá sem, ou tá apertado.

    Ahhh se eu tivesse dinheiro…

    Importante dizer: o Brasil não está em recessão. Tá quase, mas ainda não tá. Ainda assim, a economia brasileira está andando de lado com uma taxa de inflação que começa o ano estourando a meta.

    Só lembrando das minhas “apostas”, que são os 3 problemas que podem apear o PT do poder:

    1. Resultado da operação lava-jato
    2. Desemprego crescente
    3. Prazo de recuperação dessa barrigada da economia

    O que está à prova, na realidade é a habilidade política-econômica do PT, porque o número 2 e o número 3 são quase que incompatíveis quando avaliamos a base econômica brasileira, que é o Estado.

  291. DAISE 2.0 said

    TERROR EM BRASÍLIA:

  292. DAISE 2.0 said

    BRASÍLIA = BANÂNIA

  293. Pax said

    finalmente um novo post, agradando nosso companheiro catarinense, com nome de czar

    — porque, pelo andar da carruagem, aqui no Brasil, devemos agradar os czares…

    =)

  294. Patriarca da Paciência said

    Mula Sem Cabeça,

    Brasil é Banânia, Suiça é Lavanderia, Estados Unidos e Europa são os “Mercados Livres” de toda a sorte de drogas e corrupção.

    Por falar nisso, o Elias perguntou como vão as suas atividades aí na segunda maior lavanderia de dinheiro sujo do mundo ! Você também está “lavando mais branco” ?

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: