políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Mensalão tucano na gaveta do Judiciário

Posted by Pax em 08/06/2015

Mais antigo, mensalão tucano segue impune

JOSÉ MARQUES – DE BELO HORIZONTE – Folha de São Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1638872-mais-antigo-mensalao-tucano-segue-impune.shtml

Anúncios

113 Respostas to “Mensalão tucano na gaveta do Judiciário”

  1. Elias said

    Qual a novidade?

  2. Pedro said

    Acho que a novidade é esta:

    http://www.jb.com.br/pais/noticias/2015/06/05/apos-11-anos-parado-mensalao-tucano-comeca-a-tramitar-na-justica-de-mg/

  3. Elias said

    I
    “A ação ficou parada, aguardando o julgamento de dois recursos apresentados em 2005 contra a decisão do então relator, o ex-ministro Carlos Ayres Britto, que havia determinado a remessa dos autos à Justiça Estadual de Minas. Só em novembro de 2014, o plenário negou o recurso e remeteu para a primeira instância. No mês passado a justiça mineira recebeu o caso.”

    1 – Os recursos ingressaram em 2005.
    2 – Foram julgados (e negados) em novembro de 2014 (só 9 aninhos depois…).
    3 – Remetido em novembro de 2014 à justiça mineira, o processo foi por esta recebido em maio de 2015 (o estafeta que entregou o processo é um jabuti perneta e cardíaco, que se recusa a usar qualquer meio de transporte…).

    Volto a perguntar: qual a novidade?

    II
    Esse processo me faz lembrar um outro milagre tucano, operado nos labirintos do Judiciário verde-amarelo…

    Em 2002, a Polícia Federal descobriu que o então governador tucano, Almir Gabriel, estava usando avião do Governo do Pará na campanha de seu candidato, o também tucano Simão Jatene. A coisa foi fotografada e filmada, tendo sido amplamente divulgada no Brasil e no exterior. Tornou-se assunto de domínio público. E isso era só a ponta do iceberg…

    Jatene foi eleito, mas o TRE/PA, com base no que foi constatado e comprovado pela PF, o condenou à perda do mandato.

    O processo subiu ao TSE, onde todos os mortais acusados de crime eleitoral têm o prazo legal de 24 horas para se defender. Esse foi prazo que, na mesma época, foi concedido ao senador amapaense João Capiberibe, que, julgado, foi condenado à perda do mandato, em processo cuja principal peça comprobatória foi o testemunho de um eleitor, que declarou ter recebido R$ 50,00 pra votar em Capiberibe… E Capiba sifu!

    Como Simão Jatene não é um mortal comum, o TSE ampliou seu prazo de defesa para 30 dias, baseado em lei nenhuma. Mas isso não é problema, porque, como todos sabem, os mortais incomuns não podem ser submetidos a leis comuns. Além do mais, as únicas provas que havia contra Jatene eram centenas de fotos e quilômetros de filmes feitos pela Polícia Federal, além de cópias de documentos, etc., também recolhidos pela PF, e que demonstravam o uso da máquina estadual na campanha eleitoral… E, como todos sabem, isso não prova nada!

    Jatene se defendeu no prazo fixado, e o processo continuou tramitando no TSE. Quando chegou ao plenário, descobriu-se que haviam cometido erros na tramitação… O que é perfeitamente compreensível, porque, como todos sabem, os juízes dos tribunais superiores do Brasil não sabem ler, sendo, por isso, bastante comum que, diariamente, eles errem de sala, de andar, etc., ao chegar para o trabalho. Nada mais natural, portanto, que juízes do TSE tenham despachado um processo para o Setor “C”, em vez do Setor “B”, como devido. Afinal, se os juízes dos tribunais superiores do Brasil nem sabem ler, como exigir desses pobres homens que eles conheçam e pratiquem os procedimentos internos dos tribunais onde eles trabalham, quando todos sabem que esses procedimentos são extremamente complexos?

    Aí a tramitação teve que começar outra vez, novamente, de novo, desde o princípio do início do começo…

    Acontece que novos erros (e velhos) de tramitação voltaram a ser cometidos, o que implicou a necessidade de reiniciar tudo outra vez de novo, desde o princípio do começo do início, porque, como todos sabem, o TSE é muito cuidadoso e cauteloso quando julga um mortal incomum, como é o caso de um governador tucano.

    Infelizmente a cuidadosa cautela do TSE não impediu que o tempo passasse, até porque, como todos sabem, os juízes dos tribunais superiores do Brasil ainda não controlam a passagem dos dias e das noites (assim como a maré lançante, as fases da lua, o perigeu sizígia, etc.). Ainda! Aí o mandato do Jatene encerrou e o processo teve que ser arquivado por esgotamento do objeto, o que é absolutamente justo: afinal, como todos sabem, não teria sentido condenar um mortal incomum à perda de um mandato que já acabou, né mesmo?

    Então o TSE ficou sem opção: teve que dar o processo por encerrado e arquivá-lo… Mas, com todo o cuidado, porque, como todos sabem, o TSE é extremamente cuidadoso quando encerra e arquiva processos contra mortais incomuns.

    Então a folha corrida do Jatene continuou limpa, e, em 2010, ele pode se candidatar, com o apoio de Jader Barbalho, que momentaneamente se tornou honesto, pra poder ajudar na campanha tucana. Depois de alguns anos, Jader e Jatene se desentenderam, e Jader voltou a ficar desonesto, condição em que se encontrava em 2014, quando seu filho, Helder (com o apoio do PT), foi derrotado pelo Jatene, que, assim, conseguiu a proeza de ser o único mortal a se eleger 3 vezes governador do Pará.

    Isso porque, segundo meus interlocutores petistas de 2002, Jatene era apenas um “poste” que não tinha nenhuma competência política.

    Imagina se tivesse…

  4. Pax said

    a novidade é o tom da Folha de SP no assunto

    se olhar o tom que o Estadão tem utilizado

    por exemplo no seu editorial de hoje e nos artigos sobre a crise hídrica em sp protegendo o governador

  5. DAISE 2.0 said

    MEDO DE MORRER

    Aos 35 anos de idade, o PT está com medo de morrer. Vítima de inanição eleitoral, caso as coisas não melhorem para o lado do partido e o ex-presidente Luiz Inácio da Silva não seja candidato à Presidência em 2018.
    E por “coisas” entendam-se circunstâncias econômicas, políticas, sociais – por consequência, eleitorais – favoráveis a uma possibilidade concreta de vitória. Lula avisou e o partido já entendeu (isso inclui a gama de legendas aliadas à esquerda) que não embarcará em causa perdida nem em bola dividida. Sacrifício inadmissível para quem saiu do poder no auge.
    Nesse clima o PT realiza nesta semana seu 5º congresso nacional, de 11 a 13 de julho, em Salvador (BA), ciente de que vislumbra a aproximação do precipício. É forte o termo? Pois o porta-voz da expressão é parlamentar e dirigente do partido. Legenda cuja trajetória desde 1980 vinha sendo ascendente e agora, pela primeira vez, toma o rumo contrário correndo o risco de entrar por um caminho sem volta.
    A “construção das condições de vitória” em 2018 é o pano de fundo dos embates do partido com o governo da presidente Dilma Rousseff. É também a razão de todas as críticas às medidas de ajuste fiscal e ao “estelionato eleitoral” que não incomodou ao PT quando o que estava em jogo era ganhar a eleição de 2014. Bem como motiva teses e posições a serem debatidas no congresso entre as diversas variantes de petistas.
    Há os ideológicos, que ensaiam um discurso sobre reformulação de conduta tendo como linha a retomada dos princípios éticos a fim de reconquistar o eleitorado “de raiz”. Prevalecem, contudo, os pragmáticos. Estes só pensam na produção de algum ambiente confortável que melhore o humor daquele tipo de eleitor/consumidor.
    Na realidade, a preocupação central é com o efeito politicamente depressivo de uma possível recessão. Basta ver que enquanto a economia ia bem, a direção do PT não se dedicou às questões de conduta. Ao contrário, as ignorou e defendeu os seus que foram réus. Portanto, a questão em foco não é a correção dos erros cometidos. Em aspecto algum.
    O objetivo é, mais uma vez, encontrar uma maneira de criar artifícios pelos quais o governo (para beneficiar o partido) convença as pessoas de que vai tudo bem e que remédios amargos não são fruto da necessidade fática criada pelo próprio governo. Nesta versão, produto da visão “equivocada” de um representante de Satã no ministério da Fazenda.
    O problema em tal equação está no enunciado:
    Se Lula é a solução, foi Lula quem inventou Dilma, a presidente que desestruturou a economia, cujo ‘reconstrutor’ seria Joaquim Levy por indicação de Lula, que posa como se não tivesse nada com isso e ainda é tido por seus seguidores como o salvador da pátria petista.

    D.K.

  6. Patriarca da Paciência said

    A capacidade dos políticos do PSDB de se manterem “fora do alcance da Justiça” é algo que ultrapassa a lógica. O tal “mensalão do PSDB” é bem mais antigo que o “mensalão do PT”, muitos dos envolvidos já foram excluídos do processo por idade ou seja, ultrapassaram os 70 anos e muitos outros estão caminho de escaparem pelo mesmo motivo.

    O Joaquim Barbosa falou e berrou que o grande crime do PT teria sido “comprar parlamentares”, coisa que nunca foi provado.

    Já o FHC “comprou” realmente parlamentares, vários confessaram e, não só confessaram como disseram que muitos outros foram também “comprados”, deram nomes, quantias recebidas etc.etc.etc. tudo gravado, etc.etc.etc. mas nada aconteceu.

    E o FHC ainda teve a cara de pau de vir à televisão dizer que “a corrupção começou com o Lula”.

    Realmente “há algo de podre no país tupiniquim”.

  7. Patriarca da Paciência said

  8. Pax said

    fosse Lula ficava quieto durante um bom tempo

    a economia tá um desastre, o país parado, arrocho, desemprego, inflação disparada, crescimento como rabo de cavalo, pra baixo, muita gente revoltada, muita gente mesmo

    mas o cara chega a ser mais boquirroto que um ex-líder de uma turma que só cresce, os que abandonam o partido ou a simpatia por ele

    falar que o Brasil isso ou aquilo no meio da revolta geral é bom?

    sinceramente questiono um bocado

    mas também confesso que não estou nem aí

    nunca mais votaria em Lula

    nem em qualquer tucano que nunca votei mesmo.

  9. DAISE 2.0 said

    Muito além do jardim (Parte 1)
    CARLOS MELO
    Pedalando sua bicicleta, a presidente tem a ilusória impressão de fazer movimentar o mundo.

    Em “Muito Além do Jardim”, o ator britânico Peter Selles desempenha seu mais extraordinário papel, vivendo a estória de um personagem que passa toda a vida recluso a uma casa, cuidando de seu jardim; não tem existência social, nem política, sequer legal. Seu contato com o mundo se resume à TV, que assiste. Mais, tarde quando descoberto – em virtude da morte do patrão –, responde por meio de lugares-comuns e clichês que retirou da televisão. É, então, inadequadamente, confundido com um gênio. O filme é triste, embora se trate de uma comédia; o alheamento do protagonista é revelador da solidão e também da ignorância de um mundo que carece de inteligência.

    Observando as imagens da presidente Dilma pedalando sua bicicleta ao redor do Palácio, foi inevitável lembrar de Peter Sellers, em “Muito Além do Jardim”. A presidente parece igualmente só, isolada mesmo; sem identidade social e política. Está reclusa, não vai às ruas, mesmo a casamentos chiques não pode ir. Desistiu de aparecer na TV por conta do efeito de panelaços que sua imagem produz. Cercada por seguranças, resta-lhe pedalar sua bicicleta ao redor do Palácio, nos jardins da residência oficial.
    Talvez, nem seja tanto assim o seu alheamento, mas a imagem tem força de uma revelação: Dilma sem ânimo para reagir, incapaz de enfrentar a plateia; pedalando a bike ilude-se na impressão de que faz o mundo rodar sob seus pés. Mas, na verdade, está só e imóvel. Como na poesia de Drummond, “a noite esfriou, o dia não veio (…) não veio a utopia e tudo acabou, e tudo fugiu e tudo mofou”. E a identidade política murchou, e as vacas tossiram, e tudo parece se resumir a essa defensiva prisão política que tem na bicicleta contida aos jardins o símbolo de movimentos apenas ilusoriamente amplos, mas limitados na verdade.

    Não se trata de discutir o justo, o certo ou o errado da situação; se, em resumo, os governos do PT fizeram mais bem ou mais mal ao país. Política nunca é justa. E, ademais, anjos decaídos são anjos mas também decaídos; anjos decaídos e ponto! Feita de versões, a história é a versão que mais emplacou e aquela que constará nos livros. A menos que consiga provar o contrário, a versão corrente hoje é muito ruim para o PT, Dilma e Lula, que vivem o pior momento de suas histórias: a presidente está só; o partido, atabalhoado, busca em desespero a coerência perdida. Ambos vivem a vertigem de um ônibus desgovernado — até por isso a preferência pela bicicleta.

    E Lula, é claro, tampouco está isento disso. Recentemente, revi o filme “Peões”, de Eduardo Coutinho. É ao mesmo tempo emocionante e triste: Lula faz parte da história do Brasil, irremediavelmente. E já o faria mesmo sem a presidência da República. No documentário, emerge do depoimento de seus ex-companheiros como herói, sábio, deus. Traduz a luta dos humildes e também suas esperanças. O filme é de 2004. Mas, é triste perceber que aquele Lula é, como tudo na vida, datado. Aquele tempo, obviamente, também. Tudo mudou e os sonhos, se é que se realizaram, se realizaram apenas parcialmente – ainda que sonhos parciais não possam ser desprezados. A inclusão, de fato promovida, será sustentada e sustentável?

    A cultura política do país não mudou: o mesmo patrimonialismo, a mesma sanha de poder – que faz os anjos decaírem. Sem mudanças estruturais, o ajuste fiscal chegou “impávido que nem Muhammed Ali”, mas de modo algum “tranquilo e infalível como Bruce Lee”.; é um remendo no pano roto que o PT só fez ampliar. Gostemos ou não, ao longo de mais de uma década, a direção do PT se rendeu aos “usos e costumes” da real politique. Muitos de seus quadros parecem ter feito tudo aquilo que um dia imaginaram que os adversários fizessem. Deu no que deu. Se é verdade que os adversários realmente faziam – e é plausível que o fizessem –, o mais condescendente comentário que se pode fazer a respeito do PT é que “malandro é malandro e mané é mané”. Não tem jeito de ficar bem na foto.

    (continua)

  10. DAISE 2.0 said

    Muito além do jardim ( parte 2)

    É doloroso porque nisso tudo tem muita sente séria que não meteu a mão nos estrume, que foi de boa-fé, que deu seus melhores anos. Uns ideologizados, outros nem tanto. Ambos militantes. Mas, a militância não basta. E hoje aquela parcela que não depende dos cofres públicos se afasta ou – alguns — resiste com argumentos frágeis buscando retornar as bombas caídas no seu quintal, para o quintal da oposição. Não parece ser um bom raciocínio apenas admitir que a oposição, no poder, também é assim. Admitindo que fizeram o mesmo, são réus confessos. Só isso.

    Voltando a Lula, o herói de antanho: o antigo metalúrgico e experiente político sabe que está numa enrascada. A massa de humildes sempre foi sua força e sua proteção; o tal e suposto “dispositivo popular” do PT, por muitos anos, foi sua blindagem. “O que fazer quando Lula colocar sua massa na rua?”, perguntavam-se as tais das elites. Mas, depois de 12 de março de 2015, quando o “exército do Stédile” não foi às ruas – ou foram uns gatos pingados, muitos às custas de “quentinhas”–, se percebeu que também Lula começou a ficar só; um tigre banguela? Em tempo de Lava Jato, o pesadelo consiste em sentir a lâmina aproximar-se do pescoço, sem defesa. De volta à poesia de Drummond: essa “Minas não há mais”; a força mingou. E agora, Luís?

    Hoje, o apoio ao governo do PT resume-se a algo ao redor de parcos 10%, os congressos do partido estão esvaziados; prefeitos pedem que seus diretórios municipais os expulsem como forma de se desvencilharem da legenda; os primeiros ratos sentem o cheiro do naufrágio e se retiram. Neste contexto, Lula, o PT e Dilma sentem que precisam recuperar a massa e que necessitam de um discurso de esquerda e de abrigo social para a massa que, somente ela, poderá abriga-los. A força da massa na rua, forçando o recuo dos adversários, o pacto, a conciliação diante da tal “correlação de forças”. Política clássica e manjada: saída pela esquerda.

    Mas, como fazê-lo se, ao corrigir os erros do governo – ajustando também programas e políticas públicas –, retira-se direitos, corta-se recursos, escasseia o colchão de proteção social em que dormiram e sonharam pobres e militantes? Como sinais são um desastre em ano pré-eleitoral: cortar pensões e o seguro desemprego, reduzir verba para educação e saúde?!?!

    Como compensação restaria o surrado discurso ideológico que, defensivo, precisa pelo menos fingir que foi ao ataque. Demonstrar que também houve aperto aos “de cima”: impostos sobre lucros e fortunas. Algo contra-produtivo, quando se quer recuperar credibilidade e investimentos, mas uma necessidade de quem precisa de, pelo menos, uma tangente retórica.

    O ajuste fiscal parece ser, então, tão inevitável quanto fatal. Inevitável para o governo, fatal para o PT. Se não se faz, a economia afunda – e com ela toda a sociedade; se o faz, a sociedade que referendou a experiência petista afunda primeiro. Claro, o ajuste pode trazer, lá na frente, a recuperação geral, a retomada do crescimento econômico e social. Mas, seu tempo político, lento e gradual, é uma tragédia para Lula e para o PT suas centenas de prefeitos e milhares de vereadores. No longo prazo, é possível que estejamos vivos, mas nessa fórmula o PT morrerá antes. A equação contrária consistiria na hipótese de que todos morramos para que o PT sobreviva e agonize por mais tempo.

    Difícil dizer. Uma canção de Lenine, cantor o homônimo do mito de tantos petistas, afirma com precisão: “ninguém faz ideia do que vem lá”. Ninguém faz. Só os charlatães arriscam palpite. Mas, há muitas variáveis sem controle e toda essa turbulência não encontra coordenação central para contê-la. O fato é que Lula, PT e Dilma estão numa cilada lógica: um ajuste tão inevitável quanto fatal.

    Este parece ser o mundo além do jardim de Dilma, que no entorno de seu palácio pedala as angústias remoendo erros ou regurgitando os sapos que tem engolido. Busca encontrar, na bike, o equilíbrio que parece ter-lhe faltado no exercício da presidência, na eleição e no pós eleitoral; procura o movimento sincronizado e constante que perdeu nas incontáveis trapalhadas que patrocinou nesse início de segundo mandato. Será isso mesmo, ou estará tão alheia quanto o personagem de Peter Sellers?
    Só a história dirá o que vem lá!

  11. DAISE 2.0 said

  12. DAISE 2.0 said

    LULA, O MENTIROSO

    Il Padrino (II)
    08/06/2015
    Ricardo Noblat

    Por que Lula, no segundo semestre de 2006, ouviu sem estranhar o senador Delcídio Amaral (PT-MS) dizer que o publicitário mineiro Marcos Valério queria dinheiro para não contar o que sabia sobre o mensalão – esquema de pagamento de propinas a deputados federais para que votassem como mandava o governo?

    E, além de não estranhar, por que ainda perguntou assim a Delcídio: “Você falou com Okamotto?”

    Lula estava no seu gabinete de presidente da República no terceiro andar do Palácio do Planalto. Delcídio respondeu que não falara com Okamoto. Lula mais não disse e nem Delcídio lhe perguntou.

    Paulo Okamotto era uma espécie de tesoureiro informal da família Lula. Hoje, é o presidente do Instituto Lula, local de despacho do ex-presidente em São Paulo.

    Quer saber se Okamotto socorreu Valério, um dos operadores do mensalão junto com Delúbio Soares, na época tesoureiro do PT?

    Okamotto admite que Valério procurou-o mais de uma vez ao longo da crise do mensalão, mas nega que o ajudou.

    Quanto a Lula… Nos últimos 10 anos se acumularam perguntas que nunca lhe fizeram, e outras às quais ele deu um jeito de não responder.

    Hoje, Lula repete que o mensalão jamais existiu. Tudo não passou de uma invenção da direita para destruir seu governo. No máximo, reconhece que o PT cometeu crime de Caixa 2 – o uso de dinheiro ilegal para pagar despesas de campanha.

    Com a maioria dos seus ministros nomeada por Lula, o Supremo Tribunal Federal confirmou que o mensalão existiu, sim. Não foi Caixa 2.

    Deve ter doído em Lula a feliz observação da ministra Cármen Lúcia:

    – Acho estranho e grave que uma pessoa diga ‘houve Caixa 2’. Ora, Caixa 2 é crime, é uma agressão à sociedade brasileira. E isso não é pouco. Parece-me grave, porque parece que ilícito no Brasil pode ser realizado e tudo bem.

    Pensando melhor, retifico: a observação da ministra não deve ter doído em Lula. Doeria em alguém inocente.

    Lula sempre posou de inocente. E para convencer disso os brasileiros, convocou uma cadeia nacional de rádio e de televisão e pediu desculpas pelo o que outros fizeram. Que outros?

    Não os identificou. Limitou-se a chamá-los de “traidores”. Ora, se mais tarde passou a tratar o mensalão como uma “farsa” por que Lula se desculparia por ele? Não faz o menor sentido.

    De resto, estrelas de primeira grandeza do PT sempre comentaram que nada, nada mesmo de relevante que ocorresse dentro do partido escaparia à atenção de Lula, um centralizador por método, um autoritário por temperamento.

    Escaparia logo um esquema ambicioso de compra de votos de deputados federais e de apoios de partidos? Algo que envolveu tanta gente ligada a Lula e que movimentou tanto dinheiro? Absurdo!

    Por diversas vezes, advertiram Lula sobre a compra de votos de deputados. A primeira advertência foi do jornalista Carlos Chagas em sua coluna de 28 de fevereiro de 2004 publicada na “Tribuna da Imprensa”.

    Ex-diretor de “O Estado de S. Paulo” em Brasília, Chagas antecipou quase tudo o que Roberto Jefferson (PTB) só denunciaria dali a 16 meses.

    Entregou a dupla Delúbio-Valério. Entregou a agência de Valério, amparada por contratos com órgãos públicos no valor aproximado de R$ 150 milhões.

    E contou que Belo Horizonte funcionava como “uma espécie de caixa central do PT”, no caso “até servindo a outros partidos como o PP, PL e PTB, cujos emissários não raro deixam o aeroporto da Pampulha com malas recheadas, em espécie”.

    Lula não leu a coluna de Chagas? Ninguém com acesso a Lula leu? Ninguém com acesso a quem tinha acesso a Lula leu?

    Ninguém achou que Lula deveria saber o que Chagas sabia com detalhes? Não era relevante?

    A coluna de Chagas ficou de fora do clipping que a Secretaria de Comunicação da presidência da República produzia diariamente para leitura do primeiro escalão do governo?

    Os órgãos de informação do governo não assinavam a “Tribuna da Imprensa”? Nem o “Jornal do Brasil”?

    Porque em 24 de setembro de 2004, o JB foi o primeiro jornal a falar em “mensalão”. Sim, mensalão com todas as letras.

    Em janeiro de 2005, Jefferson esteve com Lula e também falou. Em março, esteve de novo e voltou a falar.

    O então governador de Goiás, Marcone Perillo (PSDB), avisou a Lula que o PT oferecia dinheiro para parlamentares trocarem de partido. Lula ouviu em silêncio.

    Afinal, em junho, Jefferson detonou o escândalo.

    Por que a inércia de Lula só foi quebrada quando o mensalão se tornou um assunto público?

    Ele tinha esperança de que não se tornasse? Ele avaliou mal?

    Lula foi leniente com os mensaleiros? Ou foi cúmplice?

    Quem mais do que ele se beneficiou com a compra de apoios ao governo?

  13. Pax said

    nosso vice, digo, nosso presidente, Michel Temer…

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1639385-levy-tem-que-ser-tratado-como-cristo-afirma-temer.shtml

  14. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    Você acha que algum dado apresentado no comentário 7 está errado ?

    Qual deles ?

    Apresente o dado correto.

    Você não acha importante que o Brasil apresente esses dados ?

    Minha opinião é que o Lula tem mais é que falar e falar !

    Urubólogos e profetas da desgraça é que deveriam ficar calados !

  15. Pax said

    Caro Patriarca,

    Não contesto os dados, contesto o contexto.

    O país está em crise, boa parte da tal nova classe C está muito pau da vida.

    Do que adianta falar sobre os dados se o que a turma leva no supermercado é menos que levava antes?

    Parece aquele papo do PSDB e FHC só falarem do plano real quando ninguém mais se lembrava do que era e do que ficou.

    Tem horas que ou o discurso muda ou fica patético.

    É o que me parece estar em curso.

    Minha opinião.

    ps.: lembra do Churchill? Herói nacional e mundial… logo depois da guerra perdeu as eleições, o povo estava vivendo uma carestia danada e não quis saber…

  16. Patriarca da Paciência said

    Pode ser, caro Pax, pode ser,

    mas a verdade continuará verdade mesmo que todos a neguem.

    Sempre reconheci que a Dilma não é boa política. Ela deveria ter criado um modo de comunicar os feitos do governo ao povo de modo simpático e claro. Também a Dilma teima com coisas quase incompreensíveis, como manter o José Cardoso na Justiça !

    Mas só de imaginar um governo chefiado pelo aecim bebê chorão napoleão de hospício, sinto arrepios.

    Com Dilma, apesar de alguns problemas, as conquistas sociais estão garantidas.

    Veja mais uma publicação exemplar. Ninguém resumiu tão bem a questão:

  17. DAISE 2.0 said

    A PEDALONA FALANTE

    A presidente Dilma Rousseff concedeu uma entrevista à repórter Tânia Monteiro, do Estadão. Tudo se deu no seu novo estilo: pedalando.
    A metáfora é de apelo fácil. Uma economia estável pra valer é um quadriciclo. Para em pé sozinho e raramente tomba na curva ou capota. Com alguns desajustes aqui e ali, também um triciclo se sustenta, embora com mais riscos numa conversão feita com imperícia. A bicicleta não.
    Haja disposição para pedalar. Parou, pimba! Cai mesmo.
    Assim, Dilma pedala, e fala, e pedala, e fala.

  18. DAISE 2.0 said

    Lula passa a ser questionado internamente no PT
    RICARDO GALHARDO – O ESTADO DE S.PAULO

    O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu não é o único a criticar em conversas privadas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. À medida em que a popularidade de Lula – e seus índices de intenção de votos – são corroídos pelas denúncias de corrupção na Petrobrás, trapalhadas do governo Dilma Rousseff e pelo fraco desempenho da economia, as reclamações em relação ao líder máximo do PT afloram.
    Em privado, petistas reclamam da falta de discurso de Lula durante a crise, o acusam de ter imposto ao partido nomes que levaram a derrotas – como Alexandre Padilha em São Paulo – e da dubiedade de suas ações políticas. Citam, por exemplo, o fato de ele apoiar a indicação de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda e depois bombardear o ajuste econômico nos bastidores.
    Além disso, os críticos apontam sinais visíveis de desgaste. No início de maio, Lula discursou para uma plateia vazia em evento promovido pelo PT justamente para tentar mobilizar suas bases. Duas semanas depois cancelou a participação em outro evento esvaziado da sigla sob a justificativa de que naquele dia comemorava seu aniversário de casamento.
    Outro sinal foi o recuo tanto do PT quanto de seu pupilo Nelson Barbosa, ministro do Planejamento, na ofensiva contra o ajuste fiscal proposto por Levy, ambos com o aval expresso de Lula. Para petistas próximos à presidente, a pressão de Lula contra o ajuste quase levou à uma crise sem precedentes no governo federal.
    Nas últimas semanas virou moda no PT dizer que o grande erro do partido foi ter promovido a ascensão social de milhões de brasileiros sem, no entanto, politizar esta fatia do eleitorado. No passivo de Lula também consta não ter feito a reforma política no momento em que os ventos sopravam a favor.
    Há ainda o fantasma de que Lula seja envolvido em investigações sobre corrupção, embora até hoje não existam provas contra ele.

  19. DAISE 2.0 said

    MANDA QUEM PODE E OBEDECE QUEM TEM JUÍZO

    Gilmar manda TRE-MG reabrir processo eleitoral contra Pimentel
    ANDRÉIA SADI
    DE BRASÍLIA

    O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes determinou nesta segunda-feira (8) que o Tribunal Regional Eleitoral de Minas reabra um processo que investiga o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), e seu vice, Antonio Andrade, por suposto abuso de poder político na eleição de 2014.

    Na decisão, assinada na noite desta segunda, Mendes relembra que Pimentel e Andrade foram acusados pela coligação adversária, liderada pelo PSDB, de auferirem benefícios em eventos do governo federal, com participação da presidente Dilma, entre fevereiro e abril passado, nos quais foram entregues bens e serviços de programas sociais.

    O Tribunal Regional Eleitoral julgou, por unanimidade, improcedente o pedido, alegando inexistirem “até mesmo indícios de noticiado abuso”.

    Mendes anulou o acórdão do TRE e pede em sua decisão que seja instaurada a fase de apuração pelo tribunal ” para esclarecer o que efetivamente ocorreu”.

  20. DAISE 2.0 said

    COMISSÁRIOS DO BEM COMUM

    Crianças, gatinhos e patinhos
    08/06/2015 02h00
    O mundo fica a cada dia mais ridículo. Hoje, para provar essa tese, darei três exemplos de ideias equivocadas que assumem ares de coisa séria.

    Duas delas vêm da pedagogia, das escolas de crianças, um dos campos em que o absurdo tomou conta das pessoas. As escolas viraram laboratórios de “experiências” em muitas áreas. Em vez de ensinar as capitais dos Estados e dos países, querem ensinar as crianças como elas devem se sentir (o que é “correto” sentir) diante das coisas. Muita dessa gente nem tem “moral” para pregar para os outros.
    Não confio em ninguém que posa de “correto”.

    Vamos ao primeiro exemplo. Tenho ouvido falar que em muitas escolas virou costume fazer um dia em que meninos vão vestidos de meninas e meninas vão vestidas de meninos.

    Na cabeça desse povo, esse dia deve ser dedicado ao combate à violência de gênero. O que esses professores não sacam é que um pedido desse para crianças é em si uma violência de gênero e uma covardia, levando-se em conta que são crianças e que não têm como se defender dos delírios de teóricos bobos. E o pior é que pais inteligentinhos acham essa bobagem a última palavra em “ética”. Risadas?

    Outro dia ouvi de um menino de sete anos da classe C que sua professora pensava que ele era uma travesti porque tinha dito na classe que no dia X os meninos deviam ir vestidos de meninas e vice-versa. Mas, como ele não era uma travesti, recusou-se a ir vestido de mulher e me falou: “Eu não fui porque não sou travesti”.

    Veja, isso nada tem a ver com travestis adultos ou o direito de o ser (que julgo inquestionável, do ponto de vista do contrato democrático em que vivemos).
    Isso tem a ver com taras teóricas de professoras autoritárias que infernizam a vida das crianças com suas ideias descabidas.

    Digamos de uma vez por todas: ninguém entende patavina de sexualidade. Mas ficou na moda dizer que entende.

    Imagino que a autoritária de gênero, a professora desse menino (e de outros tantos e tantas), veja preconceito na fala dele. Eu vejo nessa professora a alma totalitária típica desses comissários do bem social. Uma praga que infesta as escolas e o mundo como um todo.

    O mundo está cheio desses comissários, uma espécie de gente mandona que atormenta os outros com suas taras teóricas.

    A verdade é que o mundo sempre foi um poço de loucuras, taras e incoerências. Por que agora passamos a achar que basta se dizer a favor do bem social e essa pessoa está a salvo de ser um obcecado qualquer exercendo suas taras teóricas sobre crianças que não têm como se defender diante dessas bobagens? E o pior é que muitos psicólogos abraçam essa baboseira.

    O segundo exemplo também vem da educação: a decisão de mudar letras de músicas como “atirei o pau no gato” para coisas como “não atirei o pau no gato”, a fim de fazer com que as crianças não maltratem os gatinhos. Crianças, na sua maioria esmagadora, sempre amaram gatinhos. Mas crianças não são anjinhos e, quando o são, são doentes. Por que psicólogos, pedagogos e pais se unem numa prática ridícula como essa? Ninguém mais quer ter filhos, e os poucos que têm os torturam com essas ideias bobas.

    Duvido que músicas assim nos façam amar mais os gatinhos, assim como acredito que existam veganos infames e carnívoros malvados no meio da humanidade. Penso mais que músicas assim visam apenas satisfazer a tara teórica de algum pedagogo ou psicólogo que, em vez de estudar a sério, fica embarcando em modinhas. É mais um exemplo de comissários do bem social.

    Esses caras devem achar que assim não existirão mais guerras no mundo e não precisaremos mais matar seres vivos para viver. Eis os famosos idiotas do bem.

    E, por último, a terceira ideia: os mandões que querem nos proibir de comer foie gras em nome do bem dos patinhos. Adoro patinhos. A forma de produzir foie gras é mesmo feia.
    Mas, pergunto-me: quem ou o que esses santos contra o foie gras torturam por trás das cortinas?

    Aposto que a mesma moçada que chora por gatinhos e patinhos não chora por bebês abortados. Interessante esse cruzamento de (in)sensibilidades, não?

  21. DAISE 2.0 said

    O governo Dilma trata como segredo de estado o cartão corporativo de Rose para esconder a farra criminosa do casal 171

    A justificativa forjada por Dilma Rousseff para manter em segredo a gastança de Rosemary Noronha com o cartão corporativo do governo é tão cafajeste quanto o restante do escândalo. Segundo a turma homiziada no Palácio do Planalto, a quebra do sigilo que envolve a história colocaria em risco “a segurança da sociedade e do Estado”. Conversa de vigarista, constata o comentário de 1 minuto para o site de VEJA. O que se quer evitar é que a imagem de Lula fique em frangalhos de vez.

    Em parceria com o então presidente, Rose estrelou durante mais de cinco anos uma mistura de chanchada pornopolítica e filme policial de quinta categoria. Desempenhou simultaneamente os papéis de chefe do escritório da Presidência em São Paulo, traficante de influência e segunda-dama. O que a Polícia Federal já sabe foi suficiente para enquadrar a companheiríssima do chefão por corrupção passiva e formação de quadrilha.

    É só um cisco na sujeira que cobre o parceiro da cabeça aos pés — e permanece debaixo do tapete federal. Instalada na enorme garçonnière da Avenida Paulista ou infiltrada na comitiva presidencial como passageira clandestina do Aerolula, Rose torrou aqui e no exterior uma bolada de bom tamanho extorquida dos pagadores de impostos, sempre usando o cartão mágico com a sem-cerimônia dos que se acham condenados à perpétua impunidade.

    O governo está obrigado a revelar o tamanho da gastança. E o Brasil decente exige a devolução do dinheiro que financiou a farra do casal 171.
    A. N.

    LULA, O BOQUIRROTO CALADO

  22. DAISE 2.0 said

    A SEXTA FEIRA DA PAIXÃO PETISTA, PROMETE

    Levy não pode ser tratado como Judas, diz Dilma em entrevista
    Levy tem que ser ‘tratado como Cristo’, afirma Temer
    (FSP)

    Segundo a lenda cristã, Judas se enforcou e Cristo foi crucificado.
    Na verdade o judas no PT é o lula ( o covarde traíra, diz ZD) e Levy é o ministro poderoso mas subordinado a dilma, a pedalona falante.

    Fortes emoções!

  23. Patriarca da Paciência said

  24. Pax said

    as críticas do PT ao PT estão fortes

    nesse fim de semana haverá o V Congresso Nacional

    minha expectativa: nenhuma, o rumo não será alterado

    o partido vai sobreviver, apodrecido

    http://valterpomar.blogspot.com/2015/06/manifesto-militancia-petista-as.html

  25. Patriarca da Paciência said

    Esse “surto” de honestidade dos partidos de direita no Brasil sempre foram patrocinados, desde Getúlio Vargas. Lacerda e sua turma que o dissessem !

    Minha esperança é que os brasileiros consigam resistir ao novo golpe.

  26. Elias said

    Patriarca,
    Nos 5 primeiros meses do ano, os depósitos em caderneta de poupança caíram em R$ 32,3 bilhões.

    Sabes o que explica a evolução negativa dos depósitos em poupança?

    1 – Necessidade: o pessoal tá sacando da poupança pra pagar dívidas.

    2 – Desconfiança: o pessoal acha que o governo vai acabar se desesperando, e metendo (epa!) a mão na poupança (!!!) alheia, e, pelo sim, pelo não, melhor manter as barbas de molho e o dinheiro à mão.

    3 – Racionalidade: com os juros despingolando adoidado, o que não falta é opção melhor que a poupança, pra ganhar da inflação que, pelo andar da carroça, dificilmente ficará menor que 8,5%.

    Isso é o que pode explicar o tsunami de saques.

    Se as hipóteses “1” e “2” forem — como acredito que sejam — maiores e mais fortes que a “3”, então a estratégia de Levy simplesmente acabou.

    E sabes o que significa a evolução negativa dos depósitos em poupança?

    Significa que a estratégia do Levy está indo ladeira abaixo, independentemente do que motiva a onda de saques.

  27. Patriarca da Paciência said

    “Segundo o deputado estadual José Américo Dias (PT-SP), secretário nacional de Comunicação da legenda, a ordem agora é reduzir a pressão sobre o ministro Joaquim Levy, também por orientação do ex-presidente Lula: “A maioria do partido não vai fazer isso (transformar Levy em ‘judas’). Temos que preservar o ministro”; em entrevista recente, a presidente Dilma disse: “Eu acho injustas as críticas porque não é responsabilidade exclusiva dele. Não se pode fazer isso, criar um judas. Isso é mais fácil. É bem típico e uma forma errada de resolver o problema”
    (247)

  28. Patriarca da Paciência said

    “Presidente Dilma Rousseff lança nesta terça-feira 9 seu segundo pacote de concessões na área de infraestrutura, quase três anos após ter lançado o Programa de Investimentos em Logística (PIL), visando destravar projetos e investimentos por meio da iniciativa privada; expectativa é que o novo pacote movimente cerca de R$ 190 bilhões em investimentos nos próximos anos”
    (247)

    Elias, os golpistas andam espalhando pelas redes sociais um possível confisco da poupança pelo governo Dilma. Há também a firme determinação dos golpistas em prejudicarem o máximo possível o governo. Faz um bom tempo que estão na base do “quanto pior, melhor”, então, provavelmente o pessoal da oposição pode estar sacando a poupança com esse propósito.

    De qualquer maneira, qual é o montante dos depósitos em poupança no Brasil ? Acho que o percentual ainda não é significativo.

    E hoje o governo lança a “Agenda Positiva”, a qual criará novamente milhares e milhares de empregos.

    Sinceramente, eu a acho que a Dilma vai ganhar o terceiro turno !

  29. Elias said

    E, Patriarca,
    Quem diz que a Dilma “não sabe fazer política” é gente que nunca fez política. Gente que repete o juízo alheio, que, por seu turno, reflete mais um desejo que uma constatação.

    Se não tivesse a habilidade política que tem, Dilma dificilmente teria chegado onde chegou, sobrevivendo e se fortalecendo num ambiente extremamente competitivo — quase antropofágico — como é o ambiente interno do PT.

    Mais, ainda, sendo — como ela é — uma “imigrante”… Alguém que veio de um outro partido político (no caso, o PDT), e não na militância petista em algum movimento social.

    Pra ser crismada candidata em 2010, ela teve que vencer as pretensões de gente como Tarso Genro, Olívio Dutra e todo um porrilhão de macaco velho de cu pelado…

    Ocorre que, agora, ela está fazendo uma aposta. Um lance de risco. Se der errado, ela se ferra. Se der certo, ela vai pro algodão e ferra com um monte de gente.

    Meu problema com ela não passa por questionar competência política. Meu problema com Dilma é que, pra meu juízo, nada, absolutamente nada, justifica mergulhar o país numa recessão.

    Pra mim, a chance do Brasil enfrentar com sucesso os muitos problemas que tem, passa, necessariamente pela ocorrência de um crescimento econômico constante.

    Se, com um crescimento econômico permanente, já é difícil equacionar os problemas brasileiros, imagina sem ele…

    Como, p.ex., continuar a eliminar as desigualdades sociais? Somente redistribuindo a nova riqueza gerada, certo?

    Se não houver crescimento econômico, que riqueza poderá ser redistribuída? Só se for a riqueza já existente. Ou seja, será necessário confiscar de quem tem, pra dar pra quem não tem. O governo petista vai fazer isso?

    Não, né mesmo? Então, abrir mão do crescimento econômico significa abrir mão do combate à miséria.

    É com isso que não posso concordar, seja qual for o partido no governo.

    Sou oposição a isso, seja qual for o partido no governo.

  30. Pax said

    tenho que concordar com o Elias…

    a questão é como?

    só tenho uma certeza: não da forma que está em curso.

    o país parou mesmo, e não sei onde vai parar essa crise de agora, do governo, só sei que quem arvora e cresce não só não me representa como acho uma linha além de perigosa.

  31. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    A Dilma sabe fazer política nos “altos escalões”, mas na comunicação direta com o povo realmente ela é bem fraca. Quando o Lula venceu o seu primeiro ano de governo e começou a subir nas pesquisas, eu não tive mais dúvidas, é o maior político que já apareceu no Brasil. A prova é que o Lula saiu com uma popularidade altíssima.

    Já a Dilma não tem esse dom. Muita gente hostiliza a Dilma sem nenhuma razão, simplesmente porque ela “é antipática”.

    É isso que eu me refiro. A Dilma não soube manter a simpatia do povo. Também, muitos dos seus aliados, não compreendem a permanência do José Cardoso na Justiça, com todo esse total descontrole da Polícia Federal.

    Em programas e obras, nenhum governo brasileiro apresentou tantos !

    O problema é, como disse o Levy, que o dinheiro acabou. E como o Brasil não pode fazer como os Estados Unidos, simplesmente fabricar dólares sem lastro, devido aos “interesses criados”, tem que partir para o ajuste fiscal.

    No que podia aumentar em impostos já foi feito. Retirada dos incentivos via IPI, retirada da desoneração da folha de pagamento, aumento do Imposto de Renda etc.etc.etc..

    Agora vem a “Agenda Positiva”.

    É o que o Brasil pode fazer e muita gente acredita que pode dar certo, inclusive com o Brasil já crescendo no segundo semestre.

  32. Patriarca da Paciência said

  33. Pax said

    Caro Patriarca,

    Admiro teu otimismo… quem dera a questão fosse apenas simpatia, ou falta dela.

    Não é.

    É o rumo torto, que vem desde as políticas anticíclicas de 2009… ou seja, desde Lula.

    Afora outras questões, as mais afetas ao blog.

  34. Patriarca da Paciência said

    “Ele acusou Lula pela “vilania”, mas nas redes sociais circula um texto que mostra que a informação foi publicada pela primeira vez por Jânio de Freitas, na Folha, em 2003. FHC, nestes anos todos, jamais desmentiu Jânio.”

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2015/06/09/apt-de-fhc-em-paris-culpa-do-lula-e-do-janio/

    O corrupto, corno manso, usurpador e senil com a bunda de fora, Fernando Henrique Cardoso, cada vez pior !

    Caro Pax,

    Não é puro otimismo mesmo ! É a constatação da realidade.

    O “purismo” do PSOL não tem a menor chance de vingar no Brasil. o Brasil é o que é, com seus 400 achacadores, Cunha, Gilmar, Renan e tudo o mais. Apesar de tudo, não é pior, nem melhor, que qualquer outro país da Terra ! Veja o que está acontecendo com a cúpula da FIFA, a maioria do membros sendo do suposto “primeiro mundo”.

    E digo mais,

    o “surto de honestidade” que está atingindo a FIFA, é apenas uma questão política com o fim de atingir a Rússia.

  35. Pedro said

    Não sei se é pra rir ou chorar.

    A esperança de salvação do governo petista são as privatizações.

  36. Pax said

    aqui um link que peguei numa discussão que mantenho alhures, uma outra forma de tentar alguma solução da crise sem sentar o relho no lombo do povo

    http://www.cartacapital.com.br/economia/201ca-divida-publica-e-um-mega-esquema-de-corrupcao-institucionalizado201d-9552.html

  37. Pax said

    mas, claro, faltou coragem política,,,

    de Lula e Dilma

  38. Pax said

    dado real, concreto, de agora, de uma amiga dona de uma pequena padaria da esquina de cima de onde estou

    faturamento médio mensal antes de abril: 60 mil
    faturamento de abril e maio: 36 mil

  39. DAISE 2.0 said

  40. Patriarca da Paciência said

  41. Patriarca da Paciência said

    E vejam só quem são os nossos “julgadores”:

    “A obscenidade da bolsa magistratura
    Postado por Juremir em 7 de junho de 2015 – Uncategorized
    Muito se critica o Bolsa-Pobre, conhecido como Bolsa-Família. Pouco se critica o Bolsa-Rico, termo criado por Maria Lúcia Fatorelli, especialista em dívida pública, que transfere recursos de todos os contribuintes para especuladores que lidam com títulos do tesouro nacional. Os empréstimos do BNDES, com juros camaradas, também transferem renda da plebe para a turma dos camarotes.

    O BNDES pega dinheiro caro no mercado e repassa mais barato para amigos.

    Outro escândalo é o das ajudas para quem não precisa. Existe uma falha na autonomia dos poderes. O judiciário julga todo mundo. Mas quem julga o judiciário? O próprio judiciário. Ninguém é suficientemente altivo, ainda mais não sendo eleito, para julgar desinteressadamente em causa própria. A cúpula do judiciário parasita a nação. Sempre se dá ganho de causa.

    Embolsa tudo o que pode. Se é legal, os magistrados querem. Quem julga a legalidade? Eles mesmos.

    Querem tudo. Retroativamente.

    O piso do magistério não é pago. O judiciário dorme tranquilo.

    A plebe faz greve. O judiciário manda voltar ao trabalho.

    Mas o judiciário, que ganha muito bem, concede-se auxílio-moradia, alimentação e transporte. No popular, é obsceno.

    Pornográfico.

    No Rio de Janeiro, o desembargador Siro Darlan protestou contra o auxílio-educação. Foi afastado da função que exercia no TJ-RJ.

    A nova imoralidade do judiciário saiu no Diário da Justiça: “DETERMINA A ESTE TRIBUNAL DE JUSTIÇA O PAGAMENTO

    DE AUXÍLIO-ALIMENTAÇÃO À MAGISTRATURA, BEM ASSIMO PARECER DA ASSESSORIA ESPECIAL ADMINISTRATIVA

    APROVADO POR ESTA PRESIDÊNCIA COM CARÁTER NORMATIVO (EXPEDIENTE Nº 139-13/000439-3)”. Em português?

    Em português, língua que o judiciário pouco pratica para não perder poder e realçar sua legitimação pelo jargão, significa que “FICA INSTITUÍDO O AUXÍLIO- ALIMENTAÇÃO AOS MAGISTRADOS EM ATIVIDADE NO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, CUJOS EFEITOS RETROAGEM À DATA DA PUBLICAÇÃO DA RESOLUÇÃO Nº 133/2011 DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (24 DE JUNHO DE 2011)”. A mamata é retroativa. Por quê? Por “SIMETRIA CONSTITUCIONAL ENTRE MEMBROS DA MAGISTRATURA E DO MINISTÉRIO PÚBLICO, COMUNICANDO-SE AS VANTAGENS ENTRE AS REFERIDAS CARREIRAS”.

    Custo da brincadeira? R$ 33.600,00 para cada beneficiado, além dos R$ 700,00 que vão receber como auxílio-transporte. No total, como são 803 magistrados ativos, a conta fechará em R$ 1.612.800,00 de retroativo e R$ 5.621.100,00 mensais.

    A cúpula do magistratura está descontente com seus salários? Por que não vai às ruas protestar? Por que não convence a opinião pública? Por que não batalha na mídia?

    Auxílio-alimentação para quem ganha trinta mil por mês é indecente.

    A economia gaúcha vai mal? Deputados e secretários de governo ganham aumento.

    É preciso cortar direitos trabalhistas com um ajuste fiscal? Deputados gaúchos criam para eles uma aposentadoria especial inexistente para os seus eleitores.

    Municipários vão receber a inflação parcelada?

    Os vereadores de Porto Alegre vão recebê-la de uma vez só.

    A explicação do judiciário gaúcho é cândida: não podemos ter menos direitos que a magistratura nacional. Isonomia é sinônimo de privilégio. Não se corrige o erro. É mais fácil adotá-lo como medida de correção.

    A explicação dos deputados gaúchos é ardilosa: seguimos a Câmara de Deputados.

    A explicação geral é canalha: o impacto nos cofres públicos não é o mesmo.

    Tradução: poucos podem ganhar muito que não se vai à falência.

    A maioria que se rale.

    Por que não tem manifestação nas ruas contra Bolsa-Magistrado, contra aposentadoria especial de deeputado, contra aumento privilegiado de vereadores e secretários de Estado? Será que os manifestantes de março e abril são beneficiados?

    Entre nós, auxílio-alimentação para magistrado é uma tapa na cara.

    Por causa de coisas assim os franceses tomaram a Bastilha em 1789.

    O Brasil está refém das suas elites, que só pensam em termos de legalidade, autojulgada, e jamais em moralidade, razoabilidade e respeito à maioria. Ferrou. Faz tempo que a vaca foi para o brejo de toga.

    Regras trabalhistas devem ser as mesmas para o serviço público e para empresas privadas.

    Tudo igual.

    Nenhum privilégio é moral.”

    http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=7262

  42. Patriarca da Paciência said

    E confirmando mais uma vez Luigi Pirandello, ” a verdade mais pura, mais cristalina, pode sair da boca de quem menos a merece”:

  43. Pax said

    mais imposto no lombo do povo?

    caramba, os caras parecem que miram seus tiros nos próprios pés

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1639828-chapa-majoritaria-do-pt-quer-volta-da-cpmf-o-imposto-do-cheque.shtml

  44. DAISE 2.0 said

    Programa não tem força para levantar o PIB neste mandato

    O esforço do governo em impulsionar as concessões é válido não só porque esse é um grande gargalo da economia, mas também porque é uma das poucas formas de tentar impulsionar o crescimento do país.

    Como os investimentos demoram a se consolidar, seus principais efeitos não serão sentidos nos próximos quatro anos, nem mesmo que o plano dê certo.

    Segundo o próprio ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, dos R$ 198,4 bilhões de investimentos previstos, apenas R$ 69 bilhões devem acontecer até 2018. O resto fica para depois.

    Uma conta simples dá uma melhor dimensão do que esse investimento corresponde em relação ao nosso PIB, que chegou a R$ 5,5 trilhões no ano passado, segundo o IBGE.

    Os R$ 69 bilhões previstos até 2018 correspondem a cerca de 1,2% do PIB. Se esse valor for diluído pelos próximos três anos, serão R$ 23 bilhões por ano. Ou seja o impulso do programa seria de 0,4 ponto do PIB por ano.

    O principal efeito do programa é tentar reverter a confiança, principalmente dos empresários. Mas ele sozinho não resolve nosso problema do baixo crescimento.

  45. DAISE 2.0 said

    CONFISSÃO DE INCOMPETÊNCIA

    O PIL-2 ( alguém se lembra do PIL1 ?) copiou a “privataria tucana” nos modelos de licitação/forma de pagamento e ressarcimento do valor investido pelo concessionária.
    O pedágio.
    O modelo petista foi pro saco…por que não funcionou. Vide rodovias federais que continuam uma merda. Sem excessões.

  46. DAISE 2.0 said

    CONFISSÃO DE INCOMPETÊNCIA 2

    O tal ajuste fiscal da Dilma fez um corte de 69 bilhões de reais no orçamento de 2015.
    Agora o governo projeta investir os mesmos 69 bilhões ao longo de 4 anos. (vide acima # 44)

    Isto SE conseguir realizar os objetivos do PIL -2….Haja vista a experiência negativa dos últimos 12 anos.
    (o trem bala? sumiu,ninguem sabe, ninguem viu).

    Atenção “piratas internacionais” agora é a hora de tomar conta da infraestrutura e da nossa economia. Na bacia das almas.

    ***
    Hello! China….vamos construir (?) uma rodovia Brasil – Perú pra importar manufaturados chineses em troca de nossas commodities com preços decrescentes no comércio mundial.

  47. DAISE 2.0 said

    Pegaram Lula!

    Brasil 09.06.15 21:26
    Leiam o que o Estadão acaba de publicar:

    “A Camargo Corrêa pagou R$ 3 milhões para o Instituto Lula e mais R$ 1,5 milhão para a LILS Palestras Eventos e Publicidade, de Luiz Inácio Lula da Silva, entre os anos de 2011 e 2013. É a primeira vez que os negócios do ex-presidente aparecem nas investigações da Operação Lava Jato, que apura um esquema de cartel e corrupção na Petrobrás com prejuízo de R$ 6 bilhões já reconhecidos pela estatal.

    “São três pagamentos de R$ 1 milhão cada registrados como “Contribuições e Doações” e “Bônus Eleitoral” para o Instituto, aberto por Lula após ele deixar a Presidência da República, em 2011. A revelação sobre o elo da empreiteira – uma das líderes do cartel alvo da Lava Jato – com Lula consta do laudo 1047/2015, da Polícia Federal, anexado nesta terça-feira, 9, nos autos da investigação.”

    Finalmente.

    O.A.

  48. DAISE 2.0 said

    Lula e os 3 milhões para “erradicar a pobreza e a fome no mundo”

    Brasil 09.06.15 21:58
    Leia como o Instituto Lula justificou ao Estadão o dinheiro recebido da Camargo Corrêa:

    “Os valores citados no seu contato foram doados para o Instituto Lula para a manutenção e desenvolvimentos de atividades institucionais, conforme objeto social do seu estatuto, que estabelece, entre outras finalidades, o estudo e compartilhamento de políticas públicas dedicadas à erradicação da pobreza e da fome no mundo.”

    Você leu certo: Lula afirma ter recebido 3 milhões de uma das empreiteiras do petrolão para erradicar a pobreza e a fome no mundo.

    O.A.

    Até o Fedorento dve ter achado meio despudorado. 3 milhões para o Instituto Lula e mais 1,5 milhão pra abastecer a geladeira da molecada (LILS Palestras Eventos e Publicidade).

    é uma piada de mau gosto!

  49. Pedro said

    Poha Daise, tem hora que enche o saco.
    Então VC pensa que o pessoal do instituto não sente fome.
    Vive como? Vendendo estrelinha?

    A camisa do Tchê vende bem, mas a concorrência é grande…… Este capitalismo selvagem complica tudo…até o socialismo

  50. Patriarca da Paciência said

  51. Patriarca da Paciência said

    Operação Onipresença09/06/2015 | 12h58Atualizada em 09/06/2015 | 18h00

    “Não faltam médicos no HU, eles precisam apenas ir trabalhar”, diz delegado da PF
    Delegado Allan Dias, da PF, fala sobre operação deflagrada nesta terça-feira no Hospital Universitário da UFSC
    Na manhã desta terça-feira, a Polícia Federal deflagrou a operação Onipresença, que investiga o não cumprimento de horas de trabalho por médicos do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC). Serão cumpridos 52 mandados de busca e apreensão em clínicas e hospitais públicos e privados de quatro municípios do Estado: Florianópolis, Itajaí, Criciúma e Tubarão. Ao menos 27 médicos devem ser indiciados pela PF.

    Operação da PF cumpre mandados de busca no Hospital Universitário

    Segundo a PF, alguns médicos trabalhavam em clínicas particulares no mesmo horário que deveriam estar prestando serviços no HU. Por isso, a operação foi batizada de Onipresença, pois, segundo o delegado Allan Dias, “apenas Deus pode estar em vários lugares ao mesmo tempo”.

    Veja parte da entrevista coletiva concedida pela delegado que comandou a operação:

    O que a operação Onipresença investiga?

    Delegado – A operação analisa casos de médicos que possuem o que chamamos de multiemprego, tendo de 40 a 60 horas de trabalho contratuais com o Hospital Universitário, no entanto exercendo vínculo com outros empregos, como clínicas e consultórios particulares e universidades privadas. Eles exerciam estes cargos negligenciando o emprego público no HU. Há um prejuízo social e financeiro para a sociedade. Nossa investigação demonstra que não faltam médicos no HU, eles precisam apenas ir trabalhar.

    Como funcionava a irregularidade?

    Delegado – Resumidamente, estes 27 profissionais trabalham por oferta, não por demanda. O que isso significa? Ao invés da demanda, da população carente ser atendida prontamente, ou seja, pela demanda. No entanto, os médicos só atendiam em horários marcados, por oferta.
    Como a operação começou?

    Delegado – Recebemos uma denúncia em outubro de 2013 e desde então acompanhamos a atividade de 32 médicos, sendo encontradas ausência no serviço prestado por 27 profissionais, que serão indiciados futuramente.

    Quais crimes foram praticados?

    Delegado – Há casos de médicos que não foram trabalhar nenhum dia e receberam R$ 15 mil por mês. De 848 consultas que deveriam ser ofertadas em média por dia, foram efetivamente realizadas 226, cerca de 25%. Essas provas da investigação configuram a prática de diversos crimes, incluindo falsidade ideológica, prevaricação, abandono de função pública e estelionato contra a União.

    A PF cumpre 52 mandados de busca e apreensão. Com essas provas de não cumprimento da função médica, por que não foram expedidos mandados de prisão?

    Delegado – Fizemos a solicitação para a Justiça Federal, que entendeu, com base na legislação penal, que não era o caso de prisão preventiva.

    Quando o inquérito deve ser concluído?

    Delegado – Vamos ouvir cerca de 120 médicos e servidores do HU, então calculo que a operação deve ser concluída em quatro meses.

    http://horadesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/noticia/2015/06/nao-faltam-medicos-no-hu-eles-precisam-apenas-ir-trabalhar-diz-delegado-da-pf-4777847.html.

    Ora vejam o que a turminha do ronaldo cagado e do Chesterton anda aprontando !

    É esse pessoal aí que “combate” o programa Mais Médicos !

  52. Patriarca da Paciência said

  53. Patriarca da Paciência said

    “Doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa serão colocados frente a frente em um interrogatório conjunto, no dia 22 de junho, para esclarecer as “discrepâncias” entre os depoimentos dos dois sobre o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci; sugestão de acareação partiu do próprio doleiro, mas foi descartada, a princípio, em audiência entre procuradores da República e delegados da Polícia Federal que atuam na Lava Jato; defensor de Youssef, Luiz Gustavo Flores sugeriu que proposta poderia trazer complicações: “É a teoria bosta seca: mexeu, fede”; as contradições são exploradas nas defesas de políticos, na tentativa de enfraquecer as acusações do Ministério Público e também podem beneficiar senadora Gleisi Hoffmann ”
    Compartilhe no Facebook
    (247)

    A teoria da bosta seca vai continuar.

    Vai acarear o corrupto-mor e o doleiro-mor frente a frente para descobrir quem mente mais !

    Façam suas apostas !

  54. Patriarca da Paciência said

  55. DAISE 2.0 said

    A exaustão do PT
    O maior partido do país tem o poder em Brasília e 1,7 milhão de filiados, mas não sabe o que fazer com eles

    Começa amanhã e vai até dia 14 o V Congresso do Partido dos Trabalhadores. Ele junta um cacique, uma dúzia de tendencias e três grandes grupos: a turma dos eventos, que poderão ser apreciados no show da cerimônia de instalação do encontro; a turma que se aninhou no aparelho do Estado e pessoas que procuram pensar o que esse partido é ou o que poderá ser. O que foi, ou quis ser, esqueça-se. As três turmas se superpõem, pois todos gostam de eventos, poucos se expressam sem blá-blá-blá e dezenas de milhares aninharam-se (um petista que foi levado para a administração da prefeitura de São Paulo em 1989 e pulou de cargo em cargo já completou 26 anos de carteira assinada.)

    O presidente do partido, Rui Falcão, garante que não há crise e mostra um número: o PT tem 1,7 milhão de filiados, só neste ano abrigou 171 mil novos inscritos e há 47 mil pessoas na fila. O significado desses números é indiscutível. A qualidade das adesões é bem outra coisa. Outra estatística informa o seguinte: dois presidentes do partido e dois dos seus tesoureiros foram para a cadeia.

    A maior crise do PT está na sua exaustão intelectual e a prova disso é o reerguimento da sua bandeira pela criação de um imposto sobre grandes fortunas. Deixe-se de lado a questão técnica. Pode ser uma boa ideia, até porque a imensa maioria dos milionários brasileiros é mão de vaca. O PT defende esse imposto desde sua criação, está no poder desde 2003 e fez rigorosamente nada. Pelo contrário. Lula corre o mundo em jatinhos de milionários, a consultoria José Dirceu assessorou a empresa de três bilionários (em dólares) da lista da revista “Forbes”. Já a firma do ex-ministro Antonio Palocci assessorou outro. O PT pode não ter descoberto a maneira de arrecadar impostos dos afortunados, mas mostrou-lhes como mimar petistas. A consequência perversa desse contubérnio já foi vista nos episódios em que ex-ministros foram vaiados em restaurantes onde raramente iam antes da vitória eleitoral de 2002. Depois veio o prazer do poder e mudaram costumes e gostos. O casal Lula achou razoável fazer um canteiro de flores vermelhas com forma de estrela nos jardins do Palácio da Alvorada.

    Quando o PT estava na oposição e levantava a bandeira do imposto sobre grandes fortunas, isso poderia ser um projeto, ou mesmo demagogia. Hoje, é simples hipocrisia política de um partido que governa com a receita econômica defendida pelo candidato Aécio Neves. Petista gritando “fora Levy” faria melhor se murmurasse “fora eu”.

    A rendição petista ao programa de Levy é um reflexo da exaustão intelectual do partido. Fernando Henrique Cardoso fez um arrocho para consertar estragos de governos anteriores. Roberto Campos, 30 anos antes, também. Levy tenta consertar estragos do mandarinato petista, potencializados no primeiro mandato da doutora Dilma. Ela pedalava as contas públicas, agora pedala uma bicicleta americana.

    Numa das suas recentes propagandas de televisão, o PT informou: “Vamos para as ruas defender nossas bandeiras e nossas ideias.”
    Noves fora a bandeira vermelha, não se sabe de outras. Ideias novas e boas, nenhuma.

    Elio Gaspari é jornalista

  56. DAISE 2.0 said

    #55

    Fedorento fez “selfie” mostrando orgulhosamentea sua atividade predileta e única: defecar.

  57. DAISE 2.0 said

    Com R$ 3 milhões, Lula erradicou a fome… da ética, da moral, da dignidade
    Posted:Wed, 10 Jun 2015 02:39:43 +0000
    Dos três pagamentos de 1 milhão de reais da Camargo Corrêa para o Instituto Lula, “o que chamou a atenção dos investigadores”, segundo o Estadão, “foi o lançamento de 2 de julho de 2012, sob a rubrica ‘Bônus Eleitoral’”.

    Claro. Que eleição terá havido em julho de 2012? Que instituto é esse que recebe como partido?

    O Instituto Lula então alegou ao jornal:

    1) Que os valores registrados na contabilidade da Camargo Corrêa foram doados legalmente.

    Sim: era o que dizia o tesoureiro petista João Vaccari Neto sobre doações eleitorais de dinheiro sujo no caixa um… até ser preso.

    2) Que não existe relação entre a entidade e questões eleitorais.

    “O Instituto Lula não prestou nenhum serviço eleitoral, tampouco emite bônus eleitorais, o que é uma prerrogativa de partidos políticos, portanto deve ser algum equívoco.”

    Aham. Sei. Mas a emenda saiu pior do que o soneto:

    “Os valores citados no seu contato foram doados para o Instituto Lula para a manutenção e desenvolvimentos de atividades institucionais, conforme objeto social do seu estatuto, que estabelece, entre outras finalidades, o estudo e compartilhamento de políticas públicas dedicadas à erradicação da pobreza e da fome no mundo.”

    Erradicação da pobreza e da fome no mundo? Aquelas cujos números Lula já confessou que mentia?*

    Como diriam os MAVs do PT: kkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    Com 3 milhões de reais, Lula só erradicou a fome da ética, da moral e da dignidade.

    Com 3 milhões de reais, Lula só não erradicou a pobreza, porque o PT há muito tempo é a elite dos cofres públicos.

    FBM

  58. Patriarca da Paciência said

    “A estranha nota publicada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ontem, em seu Facebook, acendeu holofotes sobre um misterioso personagem: o empresário Jovelino Mineiro; seria ele o verdadeiro proprietário do luxuoso imóvel na Avenue Foch, uma das mais caras de Paris, onde FHC se hospeda na capital francesa; o problema é que as relações entre Jovelino e a família de FHC são bem mais intrincadas; Jovelino também é sócio da fazenda em Buritis (MG), que pertenceu a FHC e Sérgio Motta; foi também ele quem, no final do governo FHC, passou o chapéu entre grandes empresas, como Odebrecht, Suzano e Camargo, e levantou R$ 7 milhões para a montagem do Instituto FHC; “uma noite de gala”, noticiou à época, a revista Época, da Globo, sem se escandalizar com o fato de que um presidente e seu melhor amigo rodavam a sacolinha, em pleno Palácio da Alvorada, durante o mandato”.
    (247)

    FHC cada vez mais enrolado !

  59. Elias said

    Patriarca,
    Brasil crescendo no 2º trimestre?

    Só se for feito rabo de cavalo: crescendo em direção ao chão!

    Há alguns dias, apareceu por aqui aquela delegação chinesa… O governo soltou foguetes a torto e a direito.

    Mesmo com a economia crescendo mais devagar, o Estado chinês está investindo os tubos. Pequim enfrenta uma seca que já dura perto de 50 anos. A maior cidade do mundo poderia morrer de sede ou soterrada pela poeira (aquela “névoa” que se vê em noticiários com imagens de Pequim não é vapor d´água, não: é poeira, mesmo). Ao mesmo tempo, o Rio Amarelo concentra quase 10% de toda a água potável do mundo.

    Acontece que o Rio Amarelo fica no sul da China… Já Pequim, fica no norte.

    Solução, os chineses estão construindo o maior rio artificial do mundo, com 1.400 quilômetros de extensão, pra levar água do Rio Amarelo pra Pequim. A trajetória desse rio artificial corta o caminho de centenas de outros rios, de centenas de cidades e de milhares de rodovias.

    Além disso, eles estão elevando uma barragem no Rio Amarelo, que já é a maior barragem do mundo, e ficará ainda maior: sua altura, que atualmente, equivale a um prédio de 40 andares, passará a equivaler à altura de um prédio de 50 andares. O lago resultante dessa barreira exige o remanejamento de dezenas de cidades com mais de um milhão de habitantes, e de centenas de outras cidades, de menor porte. O Estado chinês está aproveitando a oportunidade pra dar um tranco no problema habitacional do país…

    Essas obras estão mantendo a demanda chinesa de ferro e alumínio lá em cima. Acontece que o Brasil tem o melhor minério de ferro do mundo (na Serra dos Carajás), além de alumínio de altíssima qualidade, a preços convidativos (até porque são subsidiados por um delta na conta de luz de todos os brasileiros…).

    Daí o foguetório do governo brasileiro, que espera vender US$ 56 bilhões a mais pra China, por ano.

    Esse é o lado festivo. O lado realista é:

    1 – Os chineses nunca cumprem o que prometem. Eles prometeram comprar US$ 56 bilhões? Pois pode ficar satisfeito se as compras chegarem à terça parte disso…

    2 – Os chineses ferram com parceiros, sócios, concorrentes ou colaboradores, sem a menor cerimônia. Sabendo que o Brasil está com a faca no pescoço, vão tirar o maior e o melhor proveito disso.

    Exemplo de como operam os chineses? Basta lembrar como eles ferraram com o Roger Agnelli, a quem a direita brasileira considerava um gênio dos negócios.

    Os chineses fizeram o Agnelli comprar, na China, um monte de mega-navios de transporte de minério. Em seguida, proibiram esses navios de operar em portos chineses, por motivos “ambientais”. Agnelli ficou a ver navios, literalmente. Aí os chineses compraram os navios a preço de banana, e, em seguida, eliminaram as proibições de operação em seus portos. Com eles dominando a área de transporte de minérios, elevaram o preço do frete. Hoje, o transporte da tonelada de minério custa mais caro que a própria tonelada de minério…

    É com esses “anjinhos” que a Dilma conta pra restabelecer o crescimento do PIB brasileiro…

    Em tempo: os direitopas que comentavam no Weblog (e, depois, no PolíticAética), festejaram a compra dos navios chineses pelo Agnelli. O Lula ficou pau da vida com o então presidente da Vale (que, a partir de então, passou a ostentar uma cruz na testa, pronto pra ser abatido na primeira oportunidade). É que, àquela altura, o Brasil estava fazendo das tripas caldeirão, pra segurar o nível de emprego, e, assim, manter o queixo fora da linha d´água da crise econômica. Nesse contexto, o pior que um presidente da Vale poderia fazer, foi o que o Agnelli fez: direcionar para o estrangeiro a maior compra da companhia nos últimos 10 anos. A direita brasileira adorou, e cobriu Agnelli de elogios, pelo “tirocínio”. Depois, como de hábito, deixou o péssimo morrer só…

  60. Elias said

    Disse a ADVFN:
    =================================
    “O banco britânico HSBC (LSE:HSBA) anunciou hoje que vai deixar as operações de varejo no Brasil e Turquia e demitirá cerca de 50 mil funcionários em todo o mundo, num plano de elevar sua rentabilidade. Ainda não é claro o que acontecerá com os correntistas brasileiros do HSBC, mas rumores apontam que três grandes bancos nacionais, o Itaú Unibanco (ITUB4), o Bradesco (BBDC4) e o Santander Brasil (SANB11) teriam feito ofertas de compra pela operações brasileiras do banco. O Bradesco estaria na liderança, com uma oferta de até R$ 14 bilhões pela carteira de clientes do HSBC.”
    ==================================

    Bem, parece que o HSBC não acredita muito que há uma recuperação brasileira no fim do túnel…

    Tanto que, no momento em que tenta elevar sua rentabilidade, prefere abrir mão do varejo brasileiro (e turco, também…)

  61. Elias said

    “Fernando Henrique Cardoso fez um arrocho para consertar estragos de governos anteriores.” (Elio Gaspari)

    Mentira!

    FHC não arrochou. Ele despatrimonializou o Estado brasileiro, vendendo estatais a preço de banana, e usou o dinheiro pra cobrir a diferença entre receita e despesa pública.

    FHC pegou o dinheiro da privatização e torrou em custeio. Não investiu em nada. Os investimentos mais urgentes em energia, p.ex. — Belo Monte, Santo Antônio, Jirau, e linhão levando energia elétrica de Tucuruí-PA, para o Amazonas — só saíram do papel no governo Lula.

    FHC passou ao Lula um apagão e a inflação de 12% a.a. (quase uma vez e meia a inflação da dupla-doida, Dilma/Levy…)… E o dólar a quase R$ 4,00.

    FHC bancou o Plano Real (o que não é pouco, né?).

    Creditar a ele algo além disso é pura vigarice…

  62. Elias said

    E tem mais!

    Mesmo tendo acabado o dinheiro da privataria, FHC continuou não querendo arrochar o orçamento da União.

    Ele retirou o gasto assistencial da pensão dos idosos do Orçamento do Tesouro para o Orçamento da Seguridade Social, e ainda retirou deste a participação na arrecadação da CPMF, totalmente transferida para o Orçamento do Tesouro (ferrando com o Orçamento da Seguridade Social).

    Como o buraco ainda persistiu, FHC acabou tendo que tomar um empréstimo externo no apagar das trevas de se 2º mandato. Empréstimo que ficou famoso porque só foi liberado depois que Lula deu uma declaração — assinada! — garantindo que honraria esse compromisso do FHC.

    Por que isso?

    Simples: pela letra da Lei de Responsabilidade Fiscal que ele próprio patrocinara, FHC não poderia contrair esse empréstimo. A Lei Complementar nº 101 (LRF) proíbe que o governante contraia empréstimo no último semestre de seu mandato.

    O empréstimo contraído por FHC no 2º semestre de 2002 foi ilegal, portanto. Uma vez empossado, Lula poderia, simplesmente, se negar a pagar esse empréstimo, alegando ilegalidade. Mas Lula avalizou a ilegalidade, provavelmente, pra não receber um DEA monumental e também pra ficar com o FHC no bolsinho do paletó. Sempre que o Fernandinho Bocamole expelir pela boca alguma flatulência sobre responsabilidade fiscal, será possível lembrá-lo — e à desmemoriada pátria dos índios mansos — desse evento nada edificante.

  63. DAISE 2.0 said

    APOSENTADOS

  64. Pax said

    o artigo que o caro Elias se refere, tá bombando alhures, em outro fórum que participo

    aqui está o Elio Gaspari de hoje

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/2015/06/1640050-a-exaustao-do-pt.shtml#_=_ (só entrar com o Facebook que abre)

    —-

    com relação a China, bem, tentei falar pro caro Patriarca que era roubada…

    quem sabe ouve o Elias…

    o país parou.

    parou!

    Esse Levy é um desastre.

  65. Pax said

    (Elias conhece o Marcus Pessoa do poder Judiciário do Pará? Faz parte do outro fórum que comento…)

  66. Guatambu said

    Eu acho engraçado que vocês falam do Levy como se a culpa fosse dele.

    Não é.

    A culpa vem de anos de gastança sem o mínimo de cuidado com determinados fundamentos…

    Fundamentos matemáticos e não econômicos.

    Sim, conta de mais e de menos.

    Se vc gasta mais do que arrecada, você fica no negativo.

    Pois é, ficamos no negativo.

    Quem topou resolver a equação foi o Levy.

    Se é a melhor maneira de resolver a equação, isso é discutível, mas a culpa não é dele.

  67. Pax said

    Caro Guatambu

    não estou discutindo a causa da doença

    estou discutindo a conduta do médico frente a doença

    a causa da doença foi o que vc aponta: irresponsabilidade – gastança desenfreada

    afora as questões afetas ao blog

  68. Guatambu said

    Pax,

    Além disso, fazendo uma avaliação dos ministros da Dilma. Tem algum bom? Teve algum bom?

    Me parece que o problema não é da gerência, mas da liderança.

    Mais uma pergunta: se você fosse uma pessoa que manjasse muito de determinado assunto, você toparia trabalhar pra Dilma?

    Eu tenho certeza absoluta que muitos disseram não.

    Quando um líder é conhecido por ser um mau líder, fica difícil atrair bons seguidores…

  69. Pax said

    Guatambu,

    Mantenho respeito pelo Renato Janine, sim.

    E aproveitando a resposta, fosse eu Janine, não iria para o ministério.

  70. Patriarca da Paciência said

    “com relação a China, bem, tentei falar pro caro Patriarca que era roubada…”

    Roubada, caro Pax ?

    Como assim ? A coisa nem começou e já deu errada ?

    Realmente o seu “pessimismo de estimação” , alimentado pela “grande” imprensa vai muito bem, obrigado. Cresceu e ficou forte !

    Ora, Pax, são todos projetos de médio e longo prazo. Não se trata de pãezinhos feitos em padarias.

    Por acaso vai faltar dinheiro para a China ?

    O que pode sair errado ?

    A China tem dinheiro sobrando para investir e tem o máximo interesses nos produtos brasileiros, o que pode sair errado ?

    O importante é a perspectiva, a visão de futuro, isto é o que provoca investimentos !

  71. Guatambu said

    Pax,

    Eu acho o Janine muito fraco… como todos os outros.

    Ele mal chegou e começou a fazer proselitismo… depois recuou e disse que “tinha muito o que aprender”.

    Eu sinceramente não sei onde ele quer chegar aumentando as taxas e diminuindo o prazo de carência do FIES. Aliás, o FIES é mais um reconhecimento de que, se não for a iniciativa privada, o Estado não dá conta do recado. Se fôssemos seguir a cartilha da esquerda, as universidades particulares nem sequer deveriam existir… mas já que tá aí, né?

    Enfim…

  72. Elias said

    Guatambu,

    Alguém precisa te dar o endereço do Brasil…

    O FIES é que vem sustentando dezenas de universidades particulares, em todo o país.

    Num evento que aconteceu recentemente em Brasília, cerca de 50 dirigentes de universidades particulares foram taxativos: se um FIES emburacar, vários cursos serão desativados. Algumas universidades particulares vão encolher ou fechar as portas e milhares de docentes e funcionários de apoio vão ser demitidos.

    Por que? Simples… Porque, com o FIES emburacando, dezenas de milhares de pessoas não vão poder continuar a estudar. E sem alunos, nenhum universidade particular se sustenta.

    Que “cartilha da esquerda” diz que as universidades particulares sequer deveriam existir? Essa cartilha não existe. Tu estás inventando essa simplificação simplória de contra discurso…

    O que as organizações de esquerda dizem, e sempre disseram, é que o ensino deve ser PÚBLICO. O ENSINO, Guatambu.

    Há uma enorme diferença entre ENSINO e INSTITUIÇÃO DE ENSINO.

    Quem criou o FIES não foi nenhum governo de direita, né não? (Não por acaso, foi a organização política que, no governo, criou mais Instituições de Ensino Superior que pelo menos uns cinco governantes antecessores, juntos).

    Putz! Eu tava bem, esculhambando a porra do PT por motivos que ele deve ser esculhambado (além da corrupção, claro…). Mas, nem bem começo, já aparece alguém pra estragar a minha festa.

    Saco!!!

  73. Elias said

    Patriarca,
    Queres saber o que pode dar errado?

    Vou dar uma sugestão: pode dar errado o que já vem dando errado, por exemplo.

    Sabe a Serra dos Carajás? É (ainda) o maior depósito ferrífero do melhor minério de ferro do planeta. Concentração de quase 80%!

    Os depósitos do Carajás estão distribuídos em dois platôs: o Platô Norte e o Platô Sul.

    Quando o Platô Norte começou a ser explorado, no início dos anos 1980, dizia-se que a jazida seria exaurida em aproximadamente 70 anos. Ao longo desse período, seria implantada a estrutura de verticalização, de modo que, ao se iniciar a exploração do Platô Sul, isso já aconteceria para abastecer a estrutura verticalizada, e, então, o que o Brasil exportaria não seria minério de ferro e ferro gusa, mas sim aço perfilado, aço laminado a quente e a frio, etc.

    Agora, em 2015, pouco mais de 30 anos depois, a jazida do Platô Norte já se exauriu. A Vale já deu início à mineração no Platô Sul.

    E, cadê a estrutura de verticalização? Não existe, Patriarca. Não saiu do papel. O Brasil vai continuar a extrair e exportar minério. No máximo, vai continuar a exportar ferro gusa, que, pra ser produzido, devasta florestas a dar com os pés (precisa do carvão vegetal como fonte de calor e como agregante de partículas…).

    Sabe quem ganha com isso, Patriarca? Os poucos acionistas da Vale. A imensa maioria da população não só não ganha nada, como ainda paga, nas suas contas de luz, o subsídio que o Brasil concede à Vale, para que esta tenha os lucros que tem…

    Depois, sabe o que sobra? Um imenso buraco no solo… O vazio e a natureza devastada…

    Queres ver como é que isso funciona? Dá uma olhada na Serra do Navio, no Amapá, de onde tiraram manganês do mesmo modo como hoje se tira ferro na Serra dos Carajás…

    Se tu achas que isso é “dar certo”…

  74. Guatambu said

    Elias,

    Deixariam de existir uma ova! Como se não existissem instituições de ensino particulares ANTES da existência do FIES.

    Elas diminuiriam de tamanho… sim, como é óbvio.

    Pode continuar com sua festinha.

    Não tenho objeção nenhuma contra ela.

  75. DAISE 2.0 said

    Lula, o palestrante milionário, certamente terá a chance de explicar como é que o Brasil do petismo, no 13º ano de governo, consegue conciliar a taxa de juros mais alta do mundo com uma inflação que chegou a 8,47% em maio, no acumulado de 12 meses, e 5,34% nos cinco primeiros. As duas taxas são recordes desde 2003. Ah, sim: tudo isso no quadro de uma recessão que deve chegar perto de 2%.

    É a isso que chamo incompetência metódica. Não pensem que se chega a essa equação da noite para o dia. É preciso que um erro vá se somando a outro; que cada um desses erros seja corrigido com um novo erro. E a tudo isso se deve acrescentar o molho da arrogância, salpicando a estupidez com a discurseira da justiça social. E pronto!

    Um governo obtém esse resultado quando incentiva o consumo, forçando a mão, por exemplo, para que os salários cresçam acima da produtividade, de sorte que haverá mais vontade de comprar e contratar serviços do que a capacidade que tem o país de oferecer as duas coisas. Quando alguém acender o sinal vermelho e disser que isso vai acabar em crise, basta adornar a barba com os perdigotos da baba populista e proclamar, ciciando, enquanto espanca a gramática:

    “Eles num gosta quando a classe trabalhadora começa a consumir; eles num gosta quando a classe trabalhadora anda de avião; eles num gosta quando a classe trabalhadora vai ao cabeleireiro”.

    Não! Eles “gosta”, sim! Ocorre que eles também acham que é preciso criar as condições para que esse acesso ao consumo seja permanente; eles acham que é preciso fazer com que o poder de compra seja mantido. E isso se consegue criando os marcos para que o país aumente a produtividade, seja mais competitivo, cresça, em suma, de forma sustentável e sustentada.
    Para tanto, é preciso atrair investimento; é preciso que não se veja o Tesouro como um saco sem fundo. É preciso que os gastos não cresçam a uma taxa muito superior à arrecadação. É preciso que uma guia genial dos povos não tenha a ideia iluminada pelas trevas de baixar, no porrete, a tarifa de energia sob o pretexto de que vai incentivar a economia.

    Ah, sim, presidente Dilma: segundo o IBGE, o brasileiro está pagando, em média, neste ano, 41,94% a mais de energia do que no ano passado.

    Pior de tudo: houve, sim, uma tolerância descarada com a inflação. Ora, meus caros, não precisamos ir muito longe. Nos debates do dia 15 de outubro (Jovem Pan-UOL-SBT) e do dia 20 do mesmo mês (Band-UOL), a então candidata à reeleição afirmou com todas as letras que seu adversário, Aécio Neves, pretendia levar a inflação a 3%, sim, mas só o faria triplicando o desemprego e com um choque de juros… Pois é… Dilma escolheu outro caminho: já deu um choque de juros, vai ao menos dobrar o desemprego, e a inflação está muito longe dos 3%.

    R.A.

  76. DAISE 2.0 said

    HELLO! SURPRISE!

    De repente…a “instituição” lula , o maior presidente que o Brasil já teve, segundo os petistas, se transformou no:

    L.I.L.S.Palestras Eventos e Publicidade.

    O próximo passo será acender uma “luz vermelha na porta da casa” para melhor identificar a atividade.

    Fedorento está em crise e pra economizar uns trocados, parou de comprar as fraldas *Depends*, logo o fedor tende aumentar.

    E aí Giulia (a.k.a. Elias) tu “gosta” de comer bosta ciciando de felicidade
    ao criticar FHC ? rsrsrs

  77. DAISE 2.0 said

    TSE fecha cerco em torno de Pimentel do PT.

    Dia 14 de fevereiro de 2014, Fernando Pimentel foi lançado pré-candidato ao governo de Minas.

    Dia 6 de março participou da entrega de unidades do Minha Casa, Minha Vida.
    É crime eleitoral.

    (Maria Lima, O Globo) O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, disse nesta quarta-feira que o processo da denúncia de uso da máquina pública contra o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, está recheado de fotos e indícios fortes que precisam ser examinados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas.
    Ele lembrou que governadores já foram cassados por abuso de poder e uso da máquina pública, como o tucano Cássio Cunha Lima (PSDB-PB).

    Em uma ação impetrada pela coligação do PSDB em Minas Gerais, Pimentel e seu vice, Antônio Andrade, são acusados de usar programas sociais do governo federal como o Pronatec e outros, para promover suas candidaturas no estado. Pimentel era ex-ministro da Indústria e Comércio e seu vice, Toninho Andrade, da Agricultura.

    — Isso vai ter que ser examinado. O TRE vai ter que reabrir lá. É só ver o processo, está cheio de fotos. Em alguns eventos chegaram a dizer: foram os ministros que trouxeram esses benefícios. Dizem que eles não eram candidatos, mas já eram pré-candidatos nesses eventos políticos — observou Gilmar Mendes.

    ONDE TEM FRAUDE, TEM PT

  78. DAISE 2.0 said

    Breaking News !

    “CORRUPAX” E “PORTEIRO DE QUADRILHA” forem flagrados aos beijos na porta do Sitio do Picapau Vermeho ( a.k.a. “políticaetica” de vez em quando).
    Amancebaram-se?

    É por isso a “amansada geral”?
    É por isso que o Fedorento anda se cagando de medo?

    O Manoel adora ser apenas um mané apaixonado..por Giulia.
    Sob o ollhar erotizado/complacente do Fedorento.

  79. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    minha opinião é que chinês gosta mesmo é de soja. Eles são doidos por soja. Soja para chinês vira carne, queijo, leite, molho e uma infinidade de produtos. E o Brasil é o único país que pode suprir a fome do chinês por soja. Parece que este ano o Brasil já se tornará o maior produtor de soja do mundo, superando os Estados Unidos e o Brasil ainda tem muito como multiplicar a sua produção de soja. Acho que é aí que está o grande interesse dos chineses !

  80. Patriarca da Paciência said

  81. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    uma boa mesmo é que, em lugar do Brasil exportar soja, começar a exportar queijo de soja, leite de soja, carne de soja, molhos de soja, ração de soja para animais e tudo o mais. São indústrias baratas e que não precisam de intervenção do governo para se estabelecerem.

    Grandes empresas processadoras de minérios exigem um capital fabuloso, empréstimos gigantescos, logo, atraem os espertalhões e a corrupção aparece.

    Já empresas para processar alimentos podem ser bancadas por empresários em sua totalidade.

    Então é isso aí. O Futuro do Brasil está em se tornar um grande exportador de alimentos processados.

  82. DAISE 2.0 said

    A BURRICE DO FEDORENTO

    Então é isso aí. O Futuro do Brasil está em se tornar um grande exportador de alimentos processados.

    AGORA SÓ FALTA COMBINAR COM OS RUSSOS , como diria Garrincha na sua simplicidade inteligente .

    Pra todo problema complexo existe uma solução simples e errada, já foi dito antes.
    Mas a burrice do fedorento supera tudo.

  83. DAISE 2.0 said

    O esquerdista é antes de tudo um crente
    11/06/2015 07h26

    Ter tratado o povo como burro, mentindo antes, durante e depois da campanha, vencendo assim a eleição.

    Ter levado o país a uma dolorosa recessão aplicando as políticas econômicas que a esquerda sempre pregou e nunca teve a coragem e o poder de fazer.

    Ter metido o país ainda mais fundo na lama da corrupção, mostrando que, nessa área, no Brasil, não há limites.

    Nada abala a fé do autoproclamado progressista. É como se nada disso tudo tivesse acontecido. A esquerda segue o lugar desses reacionários, aconteça o que acontecer, doa a quem doer.

    É uma religião. A fé que cega. Transcende a realidade. O socialismo fracassou. Viva o socialismo. O capitalismo é o melhor regime para criar e distribuir riqueza. Abaixo o capitalismo.

    Que pensem assim, é uma questão só deles. Precisam disso para viver. O problema começa quando quem está no poder leva isso a sério, como Dilma levou, ou se aproveita disso para outros fins, como o chavismo e outros.

    Defender o governo petista ainda não é defender o natimorto “socialismo do século 21”. Mas nossos bolivarianos não se cansam de tentar.

    O Congresso do PT que começa em Salvador revive teses anacrônicas com ataques diretos ao lucro das empresas e à liberdade de imprensa. E revela como o partido que governa o país há 13 anos perdeu o rumo.

    Abatido no ápice do poder pela incompetência brutal de Dilma 1 e pela competência brutal da Lava-Jato, só vê saída pela esquerda. Não deixa de ser um reconhecimento de seu encolhimento. O PT só governou quando foi para o centro. O povo brasileiro, que a esquerda diz defender, não é de esquerda. É mais inteligente que isso, apesar de a esquerda subestimá-lo.

    Aliás, quem explora mais o povo? O empresário que enfrenta um dos piores ambientes de negócio do mundo e mesmo assim gera emprego e renda com seus funcionários ou um político corrupto?

    Vamos ver que lugar a corrupção terá nas deliberações petistas nesta semana. Não há pauta mais relevante e urgente para o partido hoje. Dilma convocou um economista ortodoxo para salvar seu governo (e o país) na economia. Mas para salvar o partido da corrupção, só o partido mesmo. E a Justiça, claro.

    S.M.

  84. DAISE 2.0 said

    CALAMAR EN SU TINTA (*)

    Lula na frigideira
    POR ILIMAR FRANCO11/06/2015 09:15
    Em política não importa se é verdade ou não. O ministro da Educação de Vargas, Gustavo Capanema, até cunhou a frase: “O que vale é a versão, não o fato”. A relação do Instituto Lula com empresas investigadas pela Lava-Jato colocou Lula no bolo. Petistas sempre disseram que o alvo da oposição era ele. A imagem do grande líder do PT será afetada. A crise, o governo e a Lava-Jato são pedras no seu sapato.

    (*) Definitions of calamar
    Molusco marino de cuerpo alargado y oval, con una lámina interna en forma de pluma de ave y diez tentáculos, dos de ellos más largos que el resto; se mueve lanzando un chorro de agua con fuerza, y para ocultarse segrega un líquido negro con el que enturbia el agua; vive en las zonas litorales formando bancos y su carne es comestible.

  85. Patriarca da Paciência said

    GOVERNO DO PT EM MINAS SOFRE ‘ ARMAÇÃO ‘ DO DEM E VEJA. PRECÍSA-SE DE UM MINISTRO DA JUSTIÇA NO BRASIL

    No mesmo dia em que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, admite erros da Polícia Federal na condução da Operação Acrônimo , uma reportagem do jornalista Felipe Castanheira, publicada no jornal O Tempo, traz informações surpreendentes. A prestação de contas da enfermeira Helena Ventura, que concorreu ao cargo de deputada estadual pelo PT, tinha um erro de nada menos que R$ 36,2 milhões.

    Helena, neste fim de semana, foi apontada como ‘laranja’ do PT em Minas Gerais, depois que a Operação Acrônimo, da Polícia Federal, divulgou que ela teria pago este montante às gráficas do empresário Benedito Rodrigues, que é o principal investigado.

    Na verdade, Helena gastou apenas R$ 725 e quem inflou sua prestação de contas de maneira absurda foi a contadora Rosilene Alves Marcelino, que é filiada ao DEM e posta ataques ao PT nas redes sociais. Por exemplo, ao compartilhar posts do movimento vemprarua, ela afirma que o PT prepara um “golpe comunista” no Brasil.

    No fim de semana, Helena foi retratada como criminosa em Veja, ao lado do governador Fernando Pimentel e da primeira-dama Carolina Oliveira. Hoje, o jornal O Tempo corrige a lambança.

    Leia, abaixo, os principais trechos da reportagem do jornal O Tempo:

    Contadora filiada ao DEM errou prestação de enfermeira

    http://www.plantaobrasil.com.br/news.asp?nID=90948

  86. Patriarca da Paciência said

    Definitivamente, o José Eduardo Cardoso, não serve para ser ministro da Justiça.

    A Polícia Federal se transformou numa ferrenha “oposição” ao governo e aliada do PSDB. Isso já passou dos limites.

    A Dilma tem que tomar uma decisão.

  87. Pedro said

    Contadora do DEM fazendo prestação de conta do PT?

    É uma piada?

  88. Patriarca da Paciência said

  89. Patriarca da Paciência said

  90. Patriarca da Paciência said

    PUBLICADO EM 11/06/15 – 03h00

    FELIPE CASTANHEIRA
    Filiada ao DEM e ferrenha opositora do PT nas redes sociais, a contadora Rosilene Alves Marcelino admite ter errado a prestação de contas da enfermeira Helena Ventura, candidata a deputada estadual pelo PT, e incluído, indevidamente, o montante de R$ 36,2 milhões em um pagamento feito durante as eleições do ano passado. O valor correto, de R$ 725, foi pago à empresa de propriedade de Benedito Rodrigues, o Bené, preso pela Polícia Federal na operação Acrônimo. Porém, com o equívoco de digitação, foram contabilizados os R$ 36,6 milhões, transformando a enfermeira, que é servidora efetiva do Estado há mais de 30 anos e recebe cerca de R$ 2.000 por mês, em uma milionária do dia para a noite. Helena passou a ser abordada por equipes de reportagens de todo o país, e as matérias, segundo ela, aprisionaram-na em sua própria casa. “Foi um valor muito específico para ser confundido por uma pessoa que tem facilidade com números” Mais

    O erro gerou a suspeita de que a candidata teria sido usada como laranja para alguma operação ilícita na campanha. Em entrevista exclusiva a O TEMPO Rosilene, responsável pela Contabilidade Shalon, localizada em Betim, cidade onde a enfermeira reside, reconheceu a gafe. Por meio de uma declaração escrita de próprio punho e registrada em cartório ontem, ela retificou a informação, explicando que o valor correto do pagamento era mesmo os R$ 725 (veja abaixo).
    “Foi um erro de digitação. Eu disse para ela: ‘Nem você, nem eu vimos’. Ela veio faltando uma hora (para acabar o prazo), querendo que eu fizesse a prestação de contas dela, que tinha que ser feita naquele dia”, justificou, minimizando o problema. “É a coisa mais simples de resolver. É só entrar e fazer a retificação”, completou.

    A justificativa, porém, não foi totalmente aceita pela enfermeira, que diz se sentir ameaçada com a repercussão que o caso tomou, após matérias serem publicadas em revistas de circulação nacional. “Foi um valor muito específico para ser confundido por uma pessoa que tem facilidade com números”, lamentou Ventura.

    Quando a prestação de contas foi entregue, em novembro do ano passado, Bené já tinha ganhado as manchetes, após o episódio em que um avião de sua propriedade foi apreendido com R$ 113 mil em dinheiro no aeroporto de Brasília. A ação deu origem à investigação da Acrônimo, que apura suposta lavagem de dinheiro.

    Com 20 anos de experiência, a contadora Rosilene fez a prestação de contas de diversos candidatos, mas Helena Ventura foi a única do PT. A profissional foi escolhida por acaso, segundo Helena, após sua contadora habitual recusar o serviço.

    De acordo com Helena Ventura, que afirma desconhecer Bené ou a Gráfica Brasil, o gasto se referia a santinhos de campanha, encomendados pelo PT e rateados entre os candidatos na disputa.

    http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/contadora-filiada-ao-dem-errou-presta%C3%A7%C3%A3o-de-enfermeira-1.1053189

  91. Patriarca da Paciência said

  92. DAISE 2.0 said

    Pedro

    R$ 36.200.000,00 é muito parecido com R$ 725,00, dai o “erro de digitação”.

    Todos somos otários, segundo os petistas do TRE-MG que aprovou as contas.

    O politicaetica anda cheia de “contadores” de histórias fabulosas…

  93. DAISE 2.0 said

    A cassação de Fernando Pimentel

    Está aberto o caminho para a cassação do mandato do governador petista Fernando Pimentel.

    O TRE de Minas Gerais e o Ministério Público Eleitoral decidiram investigar o pagamento de 36 milhões de reais da enfermeira Helena Ventura à Gráfica e Editora Brasil, de Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, o Bené, por meio do fundo partidário.

    Helena Ventura disse ao jornal Hoje Em Dia:

    “Tive realmente alguns santinhos e banners, mas nunca procurei essa gráfica, nem sei quem é esse senhor (Bené). Todo o material foi providenciado por um assessor da campanha de Fernando Pimentel”.

  94. DAISE 2.0 said

    ONDE TEM PT, TEM FRAUDE
    Ex-vice do BB é preso pela PF

    Os agentes apreenderam 1 milhão de reais e euros, em espécie, lingotes de ouro e um diamante na operação

    Por Fausto Macedo e Andreza Matais
    O ex-vice-presidente do Banco do Brasil Allan Simões Toledo foi preso temporariamente pela Polícia Federal nesta quinta-feira, 11, em São Paulo, por ordem da Justiça Federal. O executivo trabalha hoje no Banco Banif. Ele foi alvo da Operação Porto Victoria, deflagrada hoje, para desarticular uma organização criminosa transnacional especializada em evasão de divisas e lavagem de dinheiro em São Paulo, no Paraná e no Rio de Janeiro.
    A prisão temporária de Allan Toledo tem validade por 5 dias. No BB, o executivo dirigiu até 2012 uma das áreas mais importantes da instituição, a vice-presidência de Atacado, Negócios Internacionais e Private Banking. Ele foi exonerado por ser identificado pelo governo como participante de um movimento cujo objetivo seria desestabilizar o então presidente do banco, Aldemir Bendine, e ficar com seu cargo.

    O BB também chegou a instaurar uma sindicância interna contra ele para investigar movimentação atípica identificada pelo Coaf, órgão de inteligência financeira do Ministério da Fazenda, de R$ 1 milhão. O dinheiro foi depositado numa conta corrente aberta por Toledo no BB apenas para a entrada do valor. Toledo sempre alegou que o dinheiro era fruto da venda de uma casa de uma aposentada que ele considera uma segunda mãe e da qual era representante.

    Durante as investigações, foram detectadas transações por meio de um esquema conhecido como “dólar cabo”, realizadas no Brasil e no exterior, à margem do sistema oficial de remessa de divisas. Segundo estimativas do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), há movimentações, como indicativo de lavagem de dinheiro, de cerca de R$ 3 bilhões em três anos de atuação das empresas envolvidas.

    A investigação teve início em 2014 após solicitação da Agência Norte Americana de Imigração e Alfândega – ICE, para apuração de fatos envolvendo um brasileiro que atuaria junto a uma organização criminosa especializada em evasão de divisas e lavagem de dinheiro no Reino Unido, na Venezuela, nos Estados Unidos, Brasil e Hong Kong. A PF identificou a atuação do grupo em diversas frentes.

    Um dos esquemas baseou-se na especialização da retirada ilegal de de divisas da Venezuela por meio de importações fictícias promovidas por empresas brasileiras que tinham como fim somente a movimentação financeira. Os produtos brasileiros eram superfaturados em até 5.000% para justificar a remessa dos valores vindos da Venezuela. Em seguida, empréstimos e importações simuladas justificavam o envio dos recursos para Hong Kong, de onde então era encaminhados para outras contas ao redor do mundo.
    Outro modo de ação – realizado no Brasil – era feito com importações fictícias por empresas brasileiras valendo-se da colaboração de operadores do sistema financeiro com bancos e corretoras de valores, que faziam vista grossa em relação à veracidade de transações comerciais que tinham como fim único o envio de dólares para o exterior, com aparências de legalidade.
    A assessoria de imprensa do Banco Banif informou que a instituição não vai se pronunciar. O Banco Banif, alvo central da Operação Porto Victória, se apresenta no site da instituição como ‘um banco comercial de longa tradição e expertise no mercado financeiro doméstico e internacional que serve a clientes institucionais, corporativos, governos e indivíduos de alto poder aquisitivo’.

  95. DAISE 2.0 said

    A reação vigorosa da Ocrim (Organização Criminosa)

    Brasil 11.06.15 15:45
    Na abertura do Congresso da Ocrim, Rui Falcão dirá o seguinte, antecipa o G1:

    “Para sair da defensiva e retomar a iniciativa política, devemos desencadear uma reação vigorosa em todo o território nacional, mobilizando a militância contra os que tentam nos destruir. Não dá para ficarmos passivos, de cabeça baixa, enquanto nossos inimigos, valendo-se de grandes recursos midiáticos, transformam o boato em notícia, a suspeita em denúncia, a calúnia em verdade.”

    Mínimo para mobilizar dirigentes: 1% a 2% de grandes contratos com estatais.

    Mínimo para mobilizar militância: 50 reais, mais pão com mortadela.

    O.A.

  96. Patriarca da Paciência said

  97. Patriarca da Paciência said

  98. Patriarca da Paciência said

  99. Patriarca da Paciência said

    Cunha e seus 400 achacadores estão a todo vapor !

    “A fim de desgastar o PT, deputados fecham os olhos para determinados requerimentos, que podem comprometer partidos como o PMDB, PSDB e DEM, e agem como gângsteres ao pressionar a família do doleiro Alberto Youssef, critica o deputado federal Jorge Solla (PT-BA), ao comentar os requerimentos aprovados hoje; “A técnica de coagir familiares para conseguir algo é utilizada pelo crime organizado, só gangsteres agem assim. Não há nenhum elemento para convocar elas, nenhuma investigação séria no mundo utilizaria deste expediente. E o curioso é que foram em cima logo do delator que disse ter pago propina pra Aécio Neves em Furnas, que envolveu Eduardo Cunha, que pagou propina a Sérgio Guerra, do PSDB”, disse”
    (247)

  100. DAISE 2.0 said

    O PT não aprendeu a tomar banho

    Brasil 11.06.15 16:25
    O petista José Américo disse ao Estadão que, se fosse Paulo Okamotto, diria na CPI da Petrobras que o Instituto FHC recebeu mais dinheiro da Camargo Corrêa do que o Instituto Lula.

    Ainda que pudesse ser verdade, essa declaração só mostra que essa gente não aprendeu que dois erros não fazem um acerto.

    É o tipo de lição que se recebe na infância, juntamente com as regras de higiene pessoal.

    FEDORENTO : VA TOMAR BANHO, PORCO!?

  101. Patriarca da Paciência said

  102. DAISE 2.0 said

    # 97 e a burrice de sempre

    Petrobras: quem está na contramão?

    George Soros se desfez de todas as suas ações e opções de ações da Petrobras. Os sites dizem que ele vai na contramão de muitos fundos que resolveram comprar papéis da empresa.

    Como George Soros tem 24 bilhões de dólares e opera no mercado americano nós achamos que na contramão estão os fundos que apostam na Petrobras.

  103. DAISE 2.0 said

    Quanto vale o desagravo a Lula?

    Brasil 11.06.15 18:51
    De acordo com o Estadão, o Congresso do PT fará um desagravo a Lula, porque “criminalizaram” os 4,5 milhões de reais que ele recebeu da Camargo Corrêa.

    O Antagonista quer saber em quantas parcelas de 1 milhão de reais será feito o desagravo a Lula.
    O.A.

  104. DAISE 2.0 said

    SOCORRO: CHAMEM OS BLACK BLOCKS!

    Assistam ao vídeo em que o ator Sérgio Mamberti ataca os manifestantes da Paulista, convoca black blocs e solidariza-se com João Vaccari Neto.
    O “bom ladrão” preso pela Justiça.

  105. DAISE 2.0 said

    LULA CHAMADO DE CORRUPTO e CACAHACEIRO !

    lula, o covardão…mandou dizer pela sua assessoria que não iria responder e nem abrir processo por difamação contra o Senador. Tá com medo!

  106. DAISE 2.0 said

  107. DAISE 2.0 said

    Richa, the Rich?

    Oba!

    Delação premiada é uma beleza. Graças a ela, um salafrário está revelando a extensão da corrupção na Receita Estadual do Paraná.

    De acordo com o salafrário, 4,3 milhões de reais provenientes de propinas foram para a campanha do tucano Beto Richa.
    O.A.

  108. Patriarca da Paciência said

  109. DAISE 2.0 said

    Fedorento en el Facebook

    En este momento, estoy probando hacer amigos fuera de Facebook

    aplicando los mismos principios del coño de mi madrecita querida

    ​Así, todos los días salgo a la calle y explico a los que pasan lo que
    ​ ​
    he comido, cómo me siento, lo que hice ayer, lo que estoy haciendo, lo
    ​ ​
    que voy a hacer inmediatamente.

    – Ahora voy al baño my cagar todo.Me gusta el perfume de mi mierda. Soy petista di corazón podrido por Lula.
    ​ ​
    Les doy fotos de mi mujer, de mi hija, de mi perro, mías en el jardín, en la pileta

    Escucho las conversaciones de la gente y les digo “Soy cagón, me gusta!”

    Y hasta las comento; es más, las comparto.
    ​​
    Y funciona.

    Ya tengo 3 personas que me siguen: dos ñoñocas y un psiquiatra.

  110. DAISE 2.0 said

    CABULA! CABULA! CHACINA DO CABULA!

    Governador da Bahia é vaiado em congresso do PT

    JOÃO PEDRO PITOMBO
    DE SALVADOR
    CATIA SEABRA
    ENVIADA ESPECIAL A SALVADOR

    11/06/2015 23h08
    O governador da Bahia, Rui Costa (PT) foi vaiado na abertura do encontro do congresso do partido nesta quinta-feira (11) em Salvador.

    Ao discursar, o governador foi interrompido por militantes que gritavam “Cabula” –bairro de salvador onde nove jovens foram mortos pela Polícia Militar em fevereiro– e “não ao extermínio da juventude negra”.

    Na ocasião, o governador afirmou eu não havia elementos para afastar os policiais e comparou os mesmos a um “artilheiro em frente ao gol”.

    Os crimes foram denunciados pelo Ministério Público da Bahia, que considerou que houve uma chacina e que os jovens teriam sido assassinados. A polícia fala que houve troca de tiros. A denúncia do MP-BA foi acatada pela Justiça nesta quarta-feira (10).

    O caso, que ficou conhecido como “chacina do Cabula”, foi tema do caderno de teses do PT no congresso. A tendência Articulação de Esquerda criticou a ação da polícia e a postura do governador no caso.

    Durante o discurso de Rui Costa, houve um princípio de discussão e empurra-empurra entre os próprios militantes petistas na plateia.

    “Encontro de partido também é momento de lavar roupa suja”, afirmou Jeberson José, militante da juventude do PT de Ilhéus (BA).

    Além de Rui Costa, o ex-governador e ministro da Defesa Jaques Wagner, o presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, e o vice-governador da Bahia, João Leão (PP) também foram vaiados.

  111. DAISE 2.0 said

    CORRUPTOS PETISTAS “APOSENTADOS” PELA JUSTIÇA

  112. DAISE 2.0 said

    PT: O ÚLTIMO BAILE DO IMPÉRIO

    5o. Congresso do PT 2015 ou o “último baile do império” (sempre patrocinado por empresas “cumpanheiras” (cumplices, mas por um bom preço)).

    A “presidenta-imperatriz”(só que não) compareceu apenas pra amansar os cornos da tigrada ensandecida pelo fracasso dos governos petistas.
    Ela a maior culpada.Só que não!
    A culpa é da crise internacional ….e das insensíveis elites estrangeiras. que querem ferrar a AL e a Venezuela, em particular.

    E recitou “batatinha quando nasce”, em búlkgaro antigo, defendendo o arrocho fiscal sobre os trabalhadores e prometendo que o paraíso virá apenas quando ela sair do governo (PIL-2).

    Até lá cada um que se vire.

    Resultado: ~36 milhões (?) de brasileiros “saíram” da pobreza (PT) e agora 200 milhões enfrentam a “incerteza”.

    ~36 milhões (?) de brasileiros permenecerão “saídos” ou voltarão à miséria do fracasso?

    A esperança petista foi morta pela incompetência e corrupção arraigada,ao governar.

    Eis o triste resultado.Só sobrou a desilusão e a incerteza.

    ****************

    O PT morreu e o cadáver de lula já fede muito na sala.
    Hora de incinerar ou enterrar pra não haver contaminação

    Chamem o Fedorento…ele sabe lidar com a putrefação avançada.

    É só se encharcar de desodorante mental (anti-perspirant) de baunilha e negar a realidade.

  113. Patriarca da Paciência said

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: