políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Operação Porto Victoria

Posted by Pax em 12/06/2015

Praticamente todos os dias o noticiário é fartamente recheado. As cifras passam das dezenas e centenas de milhões. Chegam aos bilhões.

Presa pela Polícia Federal quadrilha que lavava dinheiro em seis países

Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil Edição: Beto Coura

O esquema de lavagem de dinheiro desbaratado pela Operação Porto Victoria, deflagrada hoje (11) pela Polícia Federal, contou com apoio de funcionários de instituições financeiras e doleiros. Na ação, foram presas 11 pessoas e apreendidos R$ 1 milhão em dinheiro. De acordo com o Conselho de Controle de Atividades Financeiras, a estimativa é que os envolvidos tenham movimentado R$ 3 bilhões ao longo de três anos.

Segundo a polícia, trata-se de uma quadrilha transnacional que opera no Reino Unido, na Venezuela, nos Estados Unidos, no Brasil e no Japão. Todo o dinheiro era enviado a Hong Kong e de lá distribuído para vários países.

Entre os presos estão três funcionários de instituições financeiras. Segundo o delegado Alberto Ferreira Neto, o grupo usava empresas de fachada para fazer importações e exportações fictícias, que permitiam o envio e recebimento de dinheiro do exterior.

“A organização conseguiu cooptar alguns funcionários, inclusive de alto escalão, de corretoras e outras instituições financeiras. As empresas começaram a fazer operações de abertura de contas e movimentações para essas empresas que não existiam de fato”, destacou o delegado. Ele informou que estão envolvidos empregados de um banco e de duas corretoras de câmbio.

A polícia não forneceu o nome dos suspeitos, mas, de acordo com Ferreira Neto, alguns têm antecedentes de crimes contra o sistema financeiro. “São doleiros que trabalham comissionados, eles são os operadores do esquema”, ressaltou.

Os beneficiários do esquema são pessoas que querem enviar dinheiro ilegalmente para o exterior. “Por trás do operador do esquema, tem alguém que precisa tirar um grande volume de dinheiro da Venezuela ou alguém que está no Brasil e precisa remeter um grande volume de dinheiro para o exterior a fim de pagar comissão, propina ou uma operação de comércio exterior”, explicou.

Ferreira Neto disse que o próximo passo é identificar quem eram os clientes dos criminosos. “A próxima fase é a identificação dos clientes que usavam esse serviço. Porque, se nós temos a estrutura montada para a lavagem de dinheiro, temos que ter alguém interessado na prestação desse serviço.”

Os crimes foram descobertos após investigação iniciada no ano passado, quando a agência norte-americana de Imigração e alfândega pediu a apuração de fatos envolvendo um brasileiro na quadrilha.

De acordo com a polícia, trata-se de uma organização transnacional que opera no Reino Unido, na Venezuela, nos Estados Unidos, no Brasil e Japão. Todo o dinheiro era enviado a Hong Kong e de lá distribuído para vários países.

Ps.: Entre os presos um ex-vice-presidente do Banco do Brasil, Allan Simões Toledo

Anúncios

255 Respostas to “Operação Porto Victoria”

  1. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    a “culpa” disso chama-se internet, câmeras de vigilância, smartphone, câmeras digitais, DEMOCRACIA, povo mais esclarecido, etc.etc.etc.

    Nunca se roubou tão pouco, o que acontece é que nunca se denunciou tanto.

    Está ficando cada vez mais difícil fazer algo escondido.

    As pessoas ficarão mais honestas compulsoriamente, como sempre o foi desde o começo do mundo !

    A Europa sempre foi corrupta a não mais poder, os Estados Unidos idem, Inglaterra nem se fala etc.etc.etc.

    O mundo hoje está bem mais honesto que antigamente e vai continuar sendo cada vez mais honesto – graças à vigilância de todos com todos.

  2. Patriarca da Paciência said

  3. Elias said

    Trazendo pra cá discussão iniciada no post anterior:

    “Elias, Deixariam de existir uma ova! Como se não existissem instituições de ensino particulares ANTES da existência do FIES. Elas diminuiriam de tamanho… sim, como é óbvio. Pode continuar com sua festinha. Não tenho objeção nenhuma contra ela.” (Guatambu)

    Continuas sem saber onde fica o Brasil…

    Vai dizer isso pros donos de um monte de universidades e faculdades isoladas particulares. Eles é que estão dizendo que estão em risco de encolher e algumas até mesmo de fechar, por causa do emburacamento o FIES.

    Sabes quantos alunos estão sendo bancados pelo FIES? Quase 2 milhões!

    Se esse pessoal for obrigado a abandonar os estudos, será um enorme tranco na rede particular.

    É preciso ser muito bronco pra não perceber isso.

    Claro que já existiam IES particulares antes do FIES… Mas não tantas nem tão grandes quanto existem hoje.

    Hoje, quem segura a barra das IES particulares é o FIES. Se ele emburacar, as IES particulares também emburacam.

    É isso que estou dizendo, repetindo o que estão dizendo os proprietários e dirigentes das IES particulares brasileiras.

    Saco!

  4. Elias said

    Patriarca,
    Essa operação da PF não nada a ver com “povo mais esclarecido”.

    A PF entrou na história atendendo pedido da ICE, a alfândega norte-americana, porque esta detectou a participação de um brasileiro no esquema de lavagem. A essa altura, difícil dizer o que realmente foi descoberto pela PF e o que ela recebeu da ICE, já apurado.

    De qualquer modo, como tem instituições norte-americanas envolvidas, vamos torcer pra essa investigação dar em alguma coisa.

    Há alguns anos, foi divulgado com grande estardalhaço uma dessas operações da PF, com nome criativo, envolvendo uma porção de empresários brasileiros, todos ricaços, que estariam remetendo ilegalmente dinheiro para o exterior. Os supostos empresários-delinquentes foram presos pela PF, de madrugada, como de hábito, numa operação “secreta” transmitida ao vivo por várias estações de tevê… As fotos desse pessoal, portando elegantes pulseiras de aço, estamparam primeiras páginas de um porradal de jornais brasileiros.

    Sabes no que deu isso? Em nada.

    Um daqueles supostos empresários-delinquentes até se candidatou a senador…

    E foi eleito! E reeleito! É do PSDB…

  5. Patriarca da Paciência said

    Jornal do Brasil, 08/06/2015

    “Nunca qualquer presidente sofreu tanto massacre de quase toda a mídia, principalmente da televisiva, que conta com 80 milhões de espectadores no Brasil, como Dilma Rousseff.

    Getúlio Vargas sofreu campanha violenta nos idos de 1952, 1953, com quase toda a imprensa brasileira o atacando, precisando que um amigo seu, Samuel Wainer, imaginasse um jornal de defesa do seu governo – o Última Hora, e vindo a se matar em 1954.

    Nem nesse tempo a campanha foi tão forte, porque nos tempos de hoje a TV e a mídia digital não funcionam de 12 em 12 horas, ou de 24 em 24 horas como funcionava no passado. Hoje ela é instantânea tanto no digital como também na televisão.

    Recentes pesquisas feitas na Folha de S. Paulo apontam que, do total de entrevistados, 12% consideram a atuação de Dilma boa, e 23% consideram regular. A soma desses percentuais, 35%, foi exatamente igual ao percentual com o qual ela foi eleita. Portanto, nada a temer porque não significa que os outros 65% estejam contra ela, a favor de algum governo conservador.

    Grande parte desses 65% devem querer uma mudança radical: não pagar impostos, não pagar dívidas, questionar o sistema financeiro, questionar a saúde privada, questionar a educação privada. Ou melhor, pensam como os atuais líderes recém-eleitos de Barcelona e Madri, que pensam também como o líder eleito na Grécia. Eles ganharam suas eleições com o máximo de 30% dos votos e fizeram suas campanhas radicalizando. Tiveram que fazer composições com partidos de ultraesquerda para poder governar.

    Aí reside o perigo. Aqueles que imaginam que, derrubando o atual governo, terão um governo que atendam aos interesses conservadores, é só analisar a mesma pesquisa e ver que 50% dos entrevistados rejeitam o Congresso. Ao negar o Congresso, negam a democracia. Pois só 9% apoiam o Congresso.

    Que tipo de mudança quer o povo? O povo quer um governo popular sem nenhum tipo de controle dos mandatários ungidos pelo povo? O povo não quer democracia. É isso que estão estimulando que o povo queira.

    O país não está sem governo, como a oposição diz que vivemos hoje. Mas os opositores percebem com esses números que, ao estimular a anomia, o país pode chegar realmente a este estado de anomia. Não somos mais um país onde só existia 60 milhões de habitantes, como na época de Getúlio Vargas. Hoje somos um país de 200 milhões de habitantes. Numa convulsão num país como o nosso, só perde quem tem o que perder. Neste caso, uma grande minoria.! ”

    Apenas 9% apoiam o Congresso!

    E o Roberto Freire apareceu ontem “apontando” o “caminho do parlamentarismo”.

    É de “rachar o bico”.

    Imagina sermos governados pelos 400 achacadores, comandados pelo Cunha !

  6. DAISE 2.0 said

  7. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    Eu discordo. É justamente pelo fato do povo está mais esclarecido que as coisas são denunciadas hoje.

    Até bem pouco tempo o povo tinha medo de falar o que quer que fosse.

    Era quase como a “lei da favela”, ou seja, não vi, não sei quem é, cuido apenas da minha vida.

    Hoje em dia não, até as crianças sabem dos seus direitos. Já ouvi várias crianças, ao serem ameaçadas pelos país, berrarem, “vou denunciar vocês para a polícia”.

    E com uma câmera digital, smartphone, internet, grande publicação de números telefônicos para denuncias etc.etc.etc., a vida de malfeitores fica cada vez mais difícil.

    Até bem pouco tempo policiais brancos matavam negros nos Estados Unidos e nada acontecia. Faz pouco tempo, um policial foi filmado matando um jovem negro, aí não teve jeito, o cara foi denunciado mesmo.

    O mundo acabará cada vez mais honesto – COMPULSORIAMENTE – visto que sempre tem alguém que sai perdendo com os malfeitos e, justamente este, é que vai denunciar o malfeito, munido de alguma prova.

  8. Pax said

    É uma boa tese, caro Patriarca.

  9. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    Faz tempo que penso nessa tese e ela vai ficando cada vez mais clara em minha mente.

    Quem sabe eu não consiga até escrever um livro sobre o assunto.

  10. DAISE 2.0 said

    MAIORRAPOIO! AO FEDORENTO

    La vai material para o “livro”

  11. Patriarca da Paciência said

  12. Patriarca da Paciência said

    O imbecil teve ter batido com a cara na parede para fingir que apanhou, tal como mulher que é pega traindo o marido e se machuca toda para dizer que apanhou, arrumando pretexto para sair como vítima.

    Ninguém precisa bater nesse imbecil. Ele se machuca sozinho !

  13. Patriarca da Paciência said

    O imbecil deve ter batido com a cara na parede para fingir que apanhou, tal como mulher que é pega traindo o marido e se machuca toda para parecer que apanhou, arrumando pretexto para sair como vítima.

    Ninguém precisa bater nesse imbecil. Ele se machuca sozinho !

  14. DAISE 2.0 said

    DIA DOS NAMORADOS DA FAMILIA SILVA

  15. DAISE 2.0 said

    Perguntas e Respostas nada engraçadas

    P. Por que Lula quer também Okamotto acima da lei, além de si mesmo?

    R. Porque Okamotto é o homem da Yakusa no PT, oras

  16. DAISE 2.0 said

    Que tal começar com 4,5 milhões?

    Brasil 12.06.15 12:56
    Lula exortou os petistas a que voltem a doar dinheiro ao partido.

    “Não vou dizer quanto vou contribuir, mas serei um contribuinte forte nesse partido, não só fazendo doação que já faço todo mês, mas ajudando e pedindo para as pessoas contribuírem com nosso partido de forma regular e mensal.”

    Lula poderia começar doando 4,5 milhões de reais.

    O.A.

  17. Patriarca da Paciência said

  18. Patriarca da Paciência said

    Resposta do Instituto Lula à Revista Veja

    O Instituto Lula foi procurado hoje (12/06) pela reportagem da revista Veja, a propósito de contribuições de empresas para o Instituto e das palestras realizadas pelo ex-presidente. Além de enviar e-mail com perguntas à assessoria de imprensa, a reportagem falou por telefone com o presidente do Instituto, Paulo Okamotto. A abordagem da revista revelou claro intuito de colocar as atividades do ex-presidente, legais e legítimas, em mais um dos enredos fantasiosos, mistificadores e caluniosos que têm caracterizado aquela publicação.

    A revista Veja tem um histórico de capas e reportagens mentirosas sobre o ex-presidente Lula e o Partido dos Trabalhadores. Já estampou fraudes notórias sobre contas inexistentes em paraísos fiscais, falsas remessas de dinheiro do exterior, calúnias sobre relações com guerrilhas estrangeiras e com o narcotráfico. Por estas e outras mentiras, Veja foi condenada duas vezes pelo Tribunal Superior Eleitoral a publicar direitos de resposta do PT, em 2010 e 2014. Mesmo punida pela Justiça, a revista mantém o padrão de mentir, distorcer e caluniar.

    Diante dos péssimos antecedentes da revista, de seu evidente descompromisso com a verdade e com os fatos e da sórdida campanha de difamação que move contra Lula e o PT, a assessoria do Instituto Lula esclarece publicamente:

    1) O Instituto Lula foi criado pelo ex-presidente em 2011, depois que ele deixou o governo, para trabalhar pela erradicação da fome no mundo, aprofundar a cooperação com os países africanos e promover a integração latino-americana, entre outros objetivos.

    2) Como tantas instituições ligadas a ex-chefes de governo – tanto no Brasil como nos demais países do mundo – o Instituto Lula recebe contribuições de empresas privadas para manter suas atividades. Tais contribuições são registradas e declaradas ao Fisco.

    3) Diferentemente de outras instituições ligadas a ex-presidentes brasileiros, o Instituto Lula não recebe contribuições de empresas públicas, estatais ou de governos nem oferece deduções fiscais sobre as contribuições que recebe, seja por meio da Lei Rouanet, seja por outros mecanismos governamentais de incentivo a patrocínios. Não há dinheiro público, nem direta nem indiretamente, no Instituto Lula.

    4) Para exercer o legítimo direito de trabalhar, o ex-presidente criou a empresa LILS Palestras e Eventos, por meio da qual são contratadas palestras e conferências para empresas e entidades privadas no Brasil e no exterior.

    5) Essa é uma atividade exercida legalmente por ex-chefes de governo, no Brasil e em todo mundo, bem como por pessoas de grande projeção pública, como jornalistas, artistas, cientistas, desportistas etc.

    6) Lula não cobra nada para fazer palestras para entidades sindicais, movimentos sociais, ONGs, governos, partidos políticos e grupos da sociedade civil.

    7) Os contratos da LILS são registrados regularmente e declarados ao Fisco. Não existe relação financeira entre a empresa e o Instituto Lula. São atividades distintas, com contabilidades, fontes de receita e despesas também distintas.

    8) Nem o Instituto Lula nem a LILS prestam qualquer tipo de consultoria, assessoria, intermediação de contatos etc. Nem o Instituto Lula nem a LILS fazem negócios.

    9) Tanto a criação do Instituto Lula e sua forma de manutenção como a criação da empresa LILS são fatos públicos, divulgados pela imprensa e objeto de ampla reportagem, por exemplo, na edição de 3 de abril de 2011 do jornal O Globo.

    10) Também foram divulgadas pela imprensa, há mais de dois anos, em reportagem da Folha de S. Paulo, as contribuições da empresa Camargo Corrêa e outras para o Instituto Lula e a contratação de palestras. Não há novidade no recente noticiário a respeito desse fato já conhecido.

    11) As contribuições recebidas pelo Instituto Lula e as palestras contratadas por meio da LILS não tem relação com contratos da Petrobras, feitos pela Camargo Corrêa ou por qualquer outra empresa.

    12) Os compromissos públicos e a intensa agenda internacional do ex-presidente são divulgados pela assessoria de imprensa e pelo site institutolula.org. Não procedem as alegações, feitas por alguns jornalistas, de falta de transparência. A imprensa brasileira ignora sistematicamente a agenda de Lula, especialmente quando se trata de homenagens prestadas a ele ao redor do mundo e departicipações nos mais importantes fóruns internacionais de debates, sempre em defesa do Brasil.

    13) O Instituto Lula sempre esteve à disposição das autoridades para prestar informações pertinentes a suas atividades – tanto ao Ministério Público como ao Poder Judiciário ou ao Congresso Nacional.

    14) Qualquer tentativa, por parte da revista Veja ou de outros veículos, de associar o Instituto Lula e a LILS a atos ilícitos ou suspeitos com base nestas informações, estará incursa na legislação que protege a honra e a imagem das pessoas e instituições.

    15) Estamos assistindo ao início de uma ofensiva midiática contra a imagem e a honra do ex-presidente Lula, com evidente motivação político-partidária. Como tem se tornado comum, infelizmente, em nosso País, tal ofensiva não poupará pessoas e instituições de reconhecida probidade e seriedade, no intuito de desmoralizar e até criminalizar as atividades do mais importante líder popular do Brasil. A revista Veja é um dos instrumentos dessa ofensiva.

  19. DAISE 2.0 said

    13) O Instituto Lula sempre esteve à disposição das autoridades para prestar informações pertinentes a suas atividades – tanto ao Ministério Público como ao Poder Judiciário ou ao Congresso Nacional.

  20. DAISE 2.0 said

    O Cavaleiro Jed (i)

    Brasil 12.06.15 21:44
    “Prisão é a maior vacina contra a corrupção” disse à BBC Brasil o juiz americano Jed Rakoff, que julgará a ação contra a Petrobras que tramita em Nova York.

    Jed Rakoff é formado em Harvard.

    O.A.
    ——————

    G. Soros que vendeu tudo de Petrobras …e sabe das coisas.

  21. DAISE 2.0 said

    #19 (continuação)

    3) Diferentemente de outras instituições ligadas a ex-presidentes brasileiros, o Instituto Lula não recebe contribuições de empresas públicas, estatais ou de governos nem oferece deduções fiscais sobre as contribuições que recebe, seja por meio da Lei Rouanet, seja por outros mecanismos governamentais de incentivo a patrocínios. Não há dinheiro público, nem direta nem indiretamente, no Instituto Lula.

    PT acusando José Sarney…é duka7 !

  22. Patriarca da Paciência said

  23. DAISE 2.0 said

    PETISTAS EM ESTADO PURO!
    (quando acham que ninguém está olhando) :

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1641243-lula-telefona-para-temer-e-queixa-se-de-convocacao-de-okamotto-por-cpi.shtml

  24. Patriarca da Paciência said

    O 22 parece que foi bloqueado,

    Era uma propaganda para presidente da FIFA, tendo o Aécio na cabeça de chapa e Malafaia e Magno Malta como conselheiros.

    O nome da chapa; QUE BOSTA É ESSA ?

  25. DAISE 2.0 said

    O nome da chapa; QUE BOSTA É ESSA ?

    Itamaraty vai liberar documentos sobre Lula e Odebrecht.

    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,itamaraty-vai-liberar-documentos-sobre-lula-e-odebrecht,1705312

    Vamos aguardar tranquilamente a Veja desta sexta.

    CHUMBO GROSSO? COM DOCUMENTOS? COM DEPOIMENTOS? QUE BOSTA É ESSA ?

  26. DAISE 2.0 said

    AVISO AOS NAVEGANTES

    Daqui por diante, a cada “pedalada moral ” do Partido Trambiqueiro…Indagarei em voz alta:

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA ?

    Faço isto pra ajudar o companheiro Fedorento que tenta sempre identificar a origem, a qualidade e o cheiro das bostas presentes no ambiente petista… e resolve ir ao feicibuqui pra achar besteiras a guisa de explicações partidárias

    Tamo junto: ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA ?

  27. DAISE 2.0 said

    Cana dura para os abaixo da média também

    Brasil 12.06.15 21:19
    Petrolão: o Ministério Público Federal pediu ao menos 30 anos de prisão para os mandachuvas da Mendes Júnior por corrupção e lavagem de dinheiro.

    Uma das justificativas para a pena alta é que “Todos possuem excelente formação acadêmica e qualificação, com discernimento acima do homem médio. Tinham mais condições, portanto, de não apenas perceberem a gravidade de suas condutas como também de recusarem o seu envolvimento em tais práticas ilícitas. Usaram sua formação e conhecimento para produzir males sociais.”

    O Antagonista espera que a falta de formação acadêmica e qualificação não sirva de atenuante para vocês sabem quem.

    O.A.

  28. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA ?

    Ministro da Saúde diz que governo estuda volta da CPMF e depois é desmentido pela própria pasta

    http://oglobo.globo.com/brasil/ministro-da-saude-diz-que-governo-estuda-volta-da-cpmf-depois-desmentido-pela-propria-pasta-16427024

  29. Chesterton said

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/06/1641615-para-vender-concessoes-no-exterior-gestao-dilma-elogia-reformas-de-fhc.shtml

    Para vender concessões no exterior, gestão Dilma elogia reformas de FHC
    GUSTAVO PATU
    DE BRASÍLIA

    Em busca de investidores estrangeiros para o seu recém-lançado programa de concessões em infraestrutura, o governo Dilma Rousseff faz propaganda –em inglês–de reformas promovidas pelos arquirrivais tucanos.

    “Após reformas macroeconômicas nos anos 1990, o Brasil consolidou sua reputação como um país atrativo para investidores internacionais”, afirma, numa tradução livre, um site oficial voltado ao mercado externo.

    Lançado no ano passado pelos ministérios das Relações Exteriores, do Desenvolvimento e da Agricultura, o site Brasil Export (brasilexport.gov.br) agora também promove, na versão em inglês, o pacote de concessões.

    Anuncia-se um seminário, agendado para 29 de junho, em que serão expostas as medidas do ajuste fiscal e as oportunidades criadas em setores como rodovias, ferrovias e portos, com a participação da presidente.

  30. Patriarca da Paciência said

  31. Patriarca da Paciência said

  32. Patriarca da Paciência said

  33. Patriarca da Paciência said

    “14) Qualquer tentativa, por parte da revista Veja ou de outros veículos, de associar o Instituto Lula e a LILS a atos ilícitos ou suspeitos com base nestas informações, estará incursa na legislação que protege a honra e a imagem das pessoas e instituições.”

    Viu aí, Elias ?

    Finalmente o PT vai partir para o ataque, o confronto aberto, aquilo que vínhamos reclamando faz muito tempo.

    Chega de apelar para o bom senso e os adversários ficarem pensando que estão vencendo e atacando cada vez mais.

    Então é isso aí, guerra é guerra e que vença o mais forte.

  34. Patriarca da Paciência said

    Acho que uma boa medida seria também tirar o Zé Cardoso da Justiça e colocar lá alguém que saiba administrar.

  35. Patriarca da Paciência said

    “A imprensa se posicionar contra Lula, Dilma e o PT é um fato da democracia. São empresas privadas e podem ter a posição política que quiserem. Contudo, esse consórcio antipetista é integrado por membros do Ministério Público e da Polícia Federal. Uma dessas autoridades partidarizadas é o delegado Igor Romário de Paula, que acaba de anunciar que ‘muito provavelmente’ as doações da Camargo Correa ao Instituto Lula serão objeto de uma nova investigação da Polícia Federal”, escreve Eduardo Guimarães, no Blog da Cidadania; “Romário de Paula é um dos delegados da Operação Lava Jato citado em matéria do jornal o Estado de São Paulo de 13 de novembro de 2014 que revelou que ‘Delegados da Lava Jato’ exaltaram o candidato Aécio Neves e atacaram o PT durante a última campanha eleitoral para presidente da República”
    (247)

  36. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA ?

    14) Qualquer tentativa, por parte da revista Veja ou de outros veículos, de associar o Instituto Lula e a LILS a atos ilícitos ou suspeitos com base nestas informações, estará incursa na legislação que protege a honra e a imagem das pessoas e instituições.

    LULA NO PETROLÃO

  37. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA ?

    LULA FEDENDO NO PETROLÃO

  38. DAISE 2.0 said

    https://assets-auto.rbl.ms/dbb4b4e509b9dad8c514372ff975c011d2f857972aa5a469b121d6f0dee8549f

    O passivo oculto de Dilma

    O Estadão conta que, segundo o relatório técnico que vai embasar a decisão do TCU sobre as contas da gestão Dilma Rousseff, “37,1 bilhões de reais gerados pelas pedaladas fiscais foram omitidos do balanço de 2014”.

    O TCU tratou essa omissão como “passivo oculto”.

    O total de “distorções no balanço” encontradas pelos técnicos do TCU é, porém, muito maior: 281 bilhões de reais, incluindo os restos a pagar que não foram registrados corretamente pelo governo.

    O relatório aponta que foram feitas “estimativas contábeis inadequadas ou inexistentes” e que os ativos imobilizados da União têm “problemas graves de mensuração, por causa de deficiências na depreciação de bens móveis e imóveis”.

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA ?

  39. Patriarca da Paciência said

    “inacreditável!
    confira abaixo a matéria publicada no Blog da Cidadania

    Não pode passar batido um dos momentos mais ridículos do jornalismo brasileiro. Acredite quem quiser, mas órgãos de imprensa brasileiros como o jornal O Globo mandaram repórteres à França para reclamar com Richard Descoings, diretor do instituto francês Sciences Po, por escolher o ex-presidente Lula para receber o primeiro título Honoris Causa que a instituição concedeu a um latino-americano.

    A informação é do jornal argentino Pagina/12 e do próprio Globo, que, através da repórter Deborah Berlinck, chegou a fazer a Descoings a seguinte pergunta: “Por que Lula e não Fernando Henrique Cardoso, seu antecessor, para receber uma homenagem da instituição?”.

    No relato da própria repórter de O Globo ,que fez essa pergunta constrangedora, havia a insinuação de que o prêmio estaria sendo concedido a Lula porque o grupo de países chamados Bric’s (Brasil, Rússia, Índia e China) estuda ajudar a Europa financeiramente, no âmbito da crise econômica em que está mergulhada a região.

    A jornalista de O Globo não informa de onde tirou a informação. Apenas a colocou no texto. Não informou se “agrados” parecidos estariam sendo feitos aos outros Bric’s. Apenas achou e colocou na matéria que se pretende reportagem e não um texto opinativo. Só esqueceu que o Brasil estar em condição de ajudar a Europa exemplifica perfeitamente a obra de Lula.

    Segundo o relato do jornalista argentino do Pagina/12, Martín Granovsky, não ficou por aí. Perguntas ainda piores seriam feitas.

    Os jornalistas brasileiros perguntaram como o eminente Sciences Po, “por onde passou a nata da elite francesa, como os ex-presidentes Jacques Chirac e François Mitterrand”, pôde oferecer tal honraria a um político que “tolerou a corrupção” e que chamou Muamar Khadafi de “irmão”, e quiseram saber se a concessão do prêmio se inseria na política da instituição francesa de conceder oportunidades a pessoas carentes.

    Descoings se limitou a dizer que o presidente Lula mudou seu país e sua imagem no mundo. Que o Brasil se tornou uma potência emergente sob Lula. E que por ele não ter estudo superior sua trajetória pareceu totalmente “em linha” com a visão do Sciences Po de que o mérito pessoal não deve vir de um diploma universitário.

    O diretor do Science Po ainda disse que a tal “tolerância com corrupção” é opinião, que o julgamento de Lula terá que ser feito pela história levando em conta a dimensão de sua obra (eletrificação de favelas e demais políticas sociais). Já o jornalista argentino perguntou se foi Lula quem armou Khadafi e concluiu para a missão difamadora da “imprensa” tupiniquim: “A elite brasileira está furiosa”.

    http://br29.com.br/pig-vai-a-franca-reclamar-de-titulo-honoris-causa-recebido-por-lula-e-passa-vergonha/

  40. Patriarca da Paciência said

    http://gshow.globo.com/programas/programa-do-jo/videos/t/videos/v/assista-a-entrevista-completa-de-dilma-roussef-no-programa-do-jo/4250014/

  41. DAISE 2.0 said

    No Jô, Dilma atinge nirvana autocongratulatório

    Foi ao ar na madrugada deste sábado (13) uma conversa afável de Dilma Rousseff com Jô Soares. A presidente se divertiu muito. Brincou com os problemas nacionais como quem brinca de roleta russa, com a certeza de que as críticas que seus antagonistas manuseiam estão completamente descarregadas de fundamento.

    Descobriu-se, finalmente, por que a presidente não faz uma autocrítica. Dilma se autoconcedeu uma isenção para exercer seu ineditismo na Presidência, para ser a solução natural de todos os problemas que ela não admite ter criado.

    Dilma alcançou a fase do pós-cinismo. Passou a acreditar piamente em todas as presunções que construiu a seu próprio respeito. Isso inclui aceitar a tese segundo a qual tem uma missão no mundo divina e, portanto, inquestionável. Não deve contas senão à sua própria noção de superioridade.

    Instada a comentar a crítica da oposição de que descumpriu suas promessas, Dilma como que apagou da memória os quatro anos do seu primeiro mandato. “Como eu estou no quinto mês, estou entrando no sexto mês de mandato, é muito difícil dizer que eu não cumpri minhas promessas de campanha”, disse. “Eu tenho um mandato para cumpri-las.”

    Não é o cinismo de Dilma que assusta. O cinismo é usual na política. A presidente poderia dizer que aderiu ao programa dos tucanos como um aceno ao diálogo. Ou que escolheu o Joaquim Levy para a Fazenda porque ele era um espião disfarçado do PT na diretoria do Bradesco. Qualquer coisa seria aceitável. O que assusta mesmo é a percepção de que Dilma não está sendo cínica. Ela acredita que sua missão especial no planeta lhe dá o direito de desafiar a lógica.

    O Brasil precisa de um ajuste, mas “não passa por uma situação em que ele é estruturalmente doente”, disse Dilma. “Pelo contrário, ele está momentaneamente com problemas e dificuldades. Por isso, é importante fazer logo o ajuste para a gente sair mais rápido da situação.”

    Quando terminam as razões cínicas, sobra a licença que Dilma deu a si mesma para não explicar por que deixou de fazer o ajuste em 2011, quando tomou posse pela primeira vez. O país teria desativado a armadilha da economia criativa bem mais rapidamente. E com um custo social muito menor.

    A inflação alta não lhe dá agonia? “Eu fico bastante agoniada, Jô. É das coisas que mais me preocupam. Eu sei que é passageiro, mas eu sei também que, mesmo sendo passageiro, afeta o dia a dia das pessoas. Fico preocupada porque eu acho que nós vamos ter que fazer um imenso esforço. Nós iremos fazer o possível e o impossível para o Brasil voltar a ter uma inflação bem estável, dentro da meta.”

    Quando termina a lógica, sobra o direito que Dilma julga ter de apagar da memória os anos em que tolerou índices de inflação bem acima da meta de 4,5%. Chamou de normais taxas que roçavam o teto da meta, de 6,5%. Hoje, cavalgando uma taxa anualizada de 8,47%, Dilma crê que ela desceu de Marte.

    Todo ser humano cultiva um desejo oculto de ser excepcional. Mas poucas pessoas chegam ao estágio em que se encontra Dilma. No Programa do Jô, a presidente atingiu uma espécie de nirvana autocongratulatório.

    Perto do final da conversa, Dilma lamentou: “No Brasil tem uma coisa que eu não vejo em outros países. Nós somos mais críticos conosco do que nós merecemos. […] Um povo que não tem esperança também não constrói o futuro. Nós precisamos de esperança, precisamos da confiança do povo em si mesmo.”

    É mais fácil cultivar a esperança quando se tem carro com motorista na porta, avião no hangar, um palácio como moradia e toda a mordomia que o dinheiro público é capaz de pagar. A coisa fica mais difícil no instante em que começa a sobrar mês no fim do salário. Piora um pouco mais quando a principal responsável pelo oco na geladeira acha que não deve nada para ninguém. Muito menos um pedido de desculpas.
    J.S.

  42. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA?

  43. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ.QUE BOSTA É ESSA?

    A MAROLA VIROU ONDA

  44. Chesterton said

    http://www.istoe.com.br/reportagens/422434_MODELO+TUCANO+NA+PRIVATIZACAO+?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

    Modelo tucano na privatização
    Pacote de concessões anunciado pelo governo adota padrão criticado pelo PT nos últimos 20 anos. Mas o esforço para sair da agenda negativa corre o risco de virar uma mera peça de marketing

  45. Chesterton said

  46. DAISE 2.0 said

    PERGUNTAS E RESPOSTAS nada engraçadas

    P. Qual será a droga que o governo consome para acreditar nessa fantasia de Programa de Logística?
    R. O nosso dinheiro.

    O.A.

  47. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA?

    Os 7 mil cabos eleitorais de Fernando Pimentel

    Brasil 13.06.15 07:09
    A IstoÉ cruzou os dados sobre os 7 mil cabos eleitorais da campanha de Fernando Pimentel, em Minas Gerais, e descobriu que um terço é composto por beneficiários do Bolsa Família.

    Alcirene Olidia Ferreira, por exemplo, foi contratada na reta final da campanha por 1.200 reais. O valor é similar ao total de 1.232 reais que ela recebeu do Bolsa Família de junho de 2014 a abril deste ano. Já Alcileia Neves de Paiva embolsou da campanha petista 800 reais. Em 11 meses, ela ganhou 1.617 reais em ajuda federal.

    Para Aloysio Nunes Ferreira, do PSDB, os casos se assemelham à compra de voto. Há também outra possibilidade: a de que o cadastro de beneficiários de programas sociais tenha sido utilizado para criar fantasmas e justificar gastos de campanha.

    O PT apostou todas as suas fichas em Minas Gerais, tanto na campanha de Fernando Pimentel quanto na de Dilma Rousseff. Se a campanha para o governo do Estado cometeu ilegalidades, as mesmas devem ter sido cometidas na campanha para presidente da República. Não dá para separar uma da outra.

    O.A.

  48. Patriarca da Paciência said

    Triste, caro Pax,

    ver o teu blog cheio do lixo mais babaca !

  49. Chesterton said

    http://www.infomoney.com.br/petrobras/noticia/4098465/dono-bilhoes-soros-vende-tudo-que-tinha-petrobras-abandona-brasil

    Dono de R$ 24 bilhões, Soros vende tudo que tinha da Petrobras e “abandona” Brasil –

    InfoMoney
    Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/petrobras/noticia/4098465/dono-bilhoes-soros-vende-tudo-que-tinha-petrobras-abandona-brasil

  50. Chesterton said

  51. DAISE 2.0 said

    # 48 Fedorento e viadinho puxa saco.

  52. DAISE 2.0 said

    Elio Gaspari

    O fundo de desenvolvimento de Eremildo

    O idiota levará a Levy um programa que usa recursos do passado: o trem-bala vira Ferrovia Bioceânica

    Eremildo é um idiota e encantou-se pelo plano de investimentos da doutora Dilma. São R$ 198,4 bilhões, dinheiro suficiente para tirar qualquer economia do buraco. O idiota não entendeu as críticas e chocou-se com a reclamação de alguns pessimistas mostrando que 65% dos investimentos serão feitos pelo próximo governo.

    Por idiota, Eremildo acha que passado e futuro são coisas intercambiáveis e assim ocorreu-lhe a ideia que pretende levar amanhã ao ministro Joaquim Levy. Seria o FEP, Fundo Eremildo do Passado.

    Em vez de anunciar planos pendurados no futuro o idiota acha que Levy e a doutora poderiam fazer a manobra inversa: lançar planos com recursos do passado. Em 2012, no Plano de Investimentos em Logística, o PIL 1, a doutora anunciou investimentos de R$ 241,5 bilhões. Realizou R$ 55,4 bilhões. Donde, sobraram R$ 186,1 bilhões. O idiota não acreditava que o PIL 1 fosse um pacote de expectativas, muito menos empulhação marqueteira.

    O FEP e Eremildo promoveriam a felicidade geral. Por exemplo: o PIL 1 previa investimentos de R$ 33,4 bilhões no trem-bala que iria do Rio a São Paulo e o PIL 2 estima que serão colocados R$ 40 bilhões na Ferrovia Bioceânica. Aplicando-se a expectativa do primeiro trem na marquetagem do segundo, a obra sairá por meros R$ 6,6 bilhões.

    Eremildo espera que Joaquim Levy entenda sua lógica e mostrará ao doutor que, apesar de idiota, tem aliados no governo. O repórter José Casado mostrou-lhe que o comissariado das ferrovias considerou o PIL 1 um sucesso. Quando o Tribunal de Contas da União perguntou-lhe onde estavam os estudos de viabilidade dos projetos ferroviários, o Ministério dos Transportes deu a seguinte resposta:

    “Houve diversos estudos e avaliações, o que não houve foi a materialização de tais estudos em relatórios ou documentos. Um estudo não é um relatório! O relatório é somente uma forma de materializar um estudo. Em decisões importantes é comum (em qualquer organização) que os escalões superiores tomem como base apresentações sucintas (como as lâminas de Power Point).” Cadê o estudo? “Por vezes a dinâmica do processo é tal, que registros são olvidados no afã de entregar resultados para a sociedade”. Mais: seria “preocupante” que o TCU criasse “obstáculos” simplesmente porque não apareceram os estudos de viabilidade das ferrovias.

    Eremildo está de acordo. Ele acha que Levy pode criar uma contabilidade de expectativas. Quem quer ferrovias responde às perguntas do TCU. Quem quer felicidade fica com a teoria geral do bem-estar do Ministério dos Transportes e do palácio do Planalto.

  53. DAISE 2.0 said

    Eduardo Cunha se prepara para derrubar o governo

    Brasil 14.06.15 14:30
    Eduardo Cunha, depois de responder ao deputado petista Carlos Zarattini, disparou mais uma vez contra o PT:

    “O PMDB está cansado de ser agredido constantemente pelo PT e é por isso que declarei ao Estadão que essa aliança não se repetirá”.

    Ele anunciou no Twitter que a divisão entre PMDB e PT pode ocorrer mais cedo do que se imagina:

    “Talvez tivesse sido melhor que eles (do PT) aprovassem no congresso o fim da aliança (com o PMDB). Não sei se no congresso do PMDB eles terão a mesma sorte. No momento, temos compromisso com o país e com a estabilidade, mas isso não quer dizer que vamos nos submeter à humilhação do PT”.

    O.A.

  54. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ.QUE BOSTA É ESSA?

    O maluco Eduardo Cunha já avisou!

    PT: encha o meu saco e governe sozinho…se puder.

    #garfaromeuzovo rsrsrsr

  55. Pax said

    O único estado socialista do século XXI

    http://www.lanacion.com.ar/1637298-noruega-el-unico-socialismo-del-siglo-xxi

  56. Pax said

    resultado do Congresso do PT

    PT perdeu para o PT de 0 x 0

    http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2015/06/14/saiba-qual-foi-o-resultado-do-congresso-do-pt/

  57. Patriarca da Paciência said

    EDITORIAL (Folha de São Paulo)

    Submissão

    Num futuro não muito distante, a aliança entre grupos políticos moderados e fundamentalistas religiosos obtém expressiva vitória eleitoral. Logo se estabelece, num país de tradições laicas e liberais, o predomínio da repressão, do obscurantismo e do preconceito.

    Em “Submissão”, polêmico livro de Michel Houellebecq recém-traduzido no Brasil, imagina-se o domínio de certa “Fraternidade Muçulmana” sobre o Estado francês.

    O Brasil por certo não é a França retratada nesse romance, e se o fanatismo de alguns grupos traz perigo à sociedade ocidental, não há sinais de sua atividade em São Paulo, no Rio de Janeiro ou em Brasília.

    Um espírito crescente de fundamentalismo se manifesta, contudo, em setores da sociedade brasileira –e, como nunca, o Congresso Nacional parece empenhado em refleti-lo, intensificá-lo e instrumentalizá-lo com fins demagógicos e de promoção pessoal.

    O ativismo legislativo que se iniciou com a gestão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na Câmara dos Deputados, e que Renan Calheiros (PMDB-AL) não deixou de seguir no Senado, possui o aspecto louvável de recuperar para o Parlamento um padrão de atuação e de debate por muito tempo sufocado.

    Essa aparência de progresso institucional se acompanha, porém, dos mais visíveis sintomas de reacionarismo político, prepotência pessoal e intimidação ideológica.

    Tornou-se rotineiro, nos debates do Congresso, que este ou aquele parlamentar invoque razões bíblicas para decisões que cumpre tratar com racionalidade e informação.

    Condena-se a união homoafetiva, por exemplo, em nome de preceitos religiosos e de textos –não importa se a Bíblia ou o Corão– que podem muito bem ser obedecidos na esfera privada, mas pouco têm a contribuir para a coexistência entre indivíduos numa sociedade civilizada e plural.

    Muitas religiões pregam a submissão da mulher ao homem, abominam o divórcio, estabelecem proibições a determinado tipo de alimento, condenam o consumo do álcool, reprovam o onanismo, legislam sobre o vestuário ou o corte de cabelo.

    Nem por isso se pretende, nas sociedades ocidentais, adaptar o Código Penal a esse tipo de prescrições, dos quais muitos exemplos podem ser encontrados no texto bíblico. Sobretudo, não é função do Estado legislar sobre a vida privada.

    Ainda assim, num evidente aceno a parcelas crescentes do eleitorado, uma verbiagem religiosa toma conta do Congresso.

    Nos tempos de Eduardo Cunha, mais do que nunca a bancada evangélica se associa à bancada da bala para impor um modelo de sociedade mais repressivo, mais intolerante, mais preconceituoso do que tem sido a tradição constitucional brasileira.

    O conservadorismo sem dúvida é forte no Brasil; a pena de morte, a redução da maioridade penal, a rejeição ao aborto e à liberação das drogas têm apoio em larga parcela da população –e diante de tais assuntos, naturalmente, cada pessoa tem o direito de se posicionar como lhe parecer melhor.

    Mas nossa sociedade também é, felizmente, mais complexa do que pretendem os mais conservadores.

    A tradição do sincretismo religioso, da liberalidade sexual, do bom humor, da convivência com pessoas vindas de todos os países e das mais diversas culturas, a prática do respeito, da cortesia e do perdão constituem elementos tão cultivados na identidade brasileira quanto o que possa haver –e indiscutivelmente há– de autoritário e violento em nosso cotidiano.

    O debate entre essas forças contraditórias é constante e, a rigor, interminável. Não combina com o açodamento das decisões que, em campos diversos, têm sido tomadas na Câmara dos Deputados.

    Seria equivocado criticar seu presidente por ter finalmente posto em votação algo que se arrastava há anos nos labirintos da Casa, como a reforma política. É inegável, entretanto, que Eduardo Cunha atropelou as próprias instâncias institucionais ao impor ideias como a do distritão na pauta de votações.

    A toque de caixa, questões intrincadas como a do financiamento às campanhas eleitorais sofreram apreciações seguidas, e nada comprova mais a precipitação do processo do que o fato de que, em cerca de 24 horas, inverteram-se os resultados do plenário.

    Uma espécie de furor sacrossanto, para o qual contribui em grande medida o interesse fisiológico de pressionar o Executivo, alastra-se para o Senado. No susto, acaba-se com a reeleição e se altera a duração dos mandatos políticos. O cidadão assiste a tudo sem sentir que foi consultado.

    No meio dessa febre decisória, há espaço para que o Legislativo comece a transformar-se numa espécie de picadeiro pseudorreligioso, onde se encenam orações e onde se reprime, com gás pimenta, quem protesta contra leis penais duras e sabidamente ineficazes.

    Setores políticos moderados se veem quase compelidos a conciliar-se com a virulência ideológica dos que consideram a defesa dos direitos humanos uma complacência diante do crime; dos que consideram a defesa do Estado laico uma agressão contra a fé; dos que consideram a racionalidade ocidental uma forma de subversão, e as conquistas do iluminismo uma espécie de conspiração diabólica.

    Os inquisidores da irmandade evangélica, os demagogos da bala e da tortura avançam sobre a ordem democrática e sobre a cultura liberal do Estado; que, diante deles, não prevaleça a submissão.

  58. Patriarca da Paciência said

    “Setores políticos moderados se veem quase compelidos a conciliar-se com a virulência ideológica dos que consideram a defesa dos direitos humanos uma complacência diante do crime; dos que consideram a defesa do Estado laico uma agressão contra a fé; dos que consideram a racionalidade ocidental uma forma de subversão, e as conquistas do iluminismo uma espécie de conspiração diabólica.”

    Veja aí, caro Pax,

    análise perfeita.

    Em nome de uma suposta moralidade, parte-se para um retrocesso inacreditável.

    Em nome de uma suposta defesa da família, da honestidade e da religião, tenta-se subverter as grandes conquistas da Democracia.

    Vemos aquele anão moral, Magno Malta, berrar a pleno pulmões, que não tem medo de nada, que é filho da dona Dadá, (sou fio da véia, ôoooo, eu não pego nada, a véia da força, Ôoooo, na encruziada), defendendo os pontos de vista mais retrógrados, mais ridículos !

    Na outra casa da mãe joana, o Cunha berra, “se não fizer o que eu quero vai ter troco”.

    Seria ridículo que esse picadeiro que se transformou o Congresso Nacional vencesse. E não vai vencer.

    O povo brasileiro não é isso.

    Apenas 12%, com o apoio declarado da “grande” imprensa, nome verdadeiro, PIG, estão patrocinando tamanha baderna.

    Os adversários já estão todos identificados. Agora é só agir com cautela e segurança.

  59. Patriarca da Paciência said

    Isto aqui é a cara do Chesterton, pessoa que cultiva grande amor por espermatozoides e óvulos, ao mesmo tempo em que cultiva grande desprezo por menores abandonados e indigentes !

    Ihttps://www.facebook.com/quebrandootabu/photos/a.575920612464330.1073741825.165205036869225/825376774185378/?type=1&theater

  60. Patriarca da Paciência said

  61. Elias said

    Chester,

    “Concessões em infraestrutura” existem no Brasil desde o Século XIX…

    Putz!

  62. Pedro said

    #60
    Nem sou religioso, mas, qual o crime que o bebê cometeu pra ser morto?

    É uma idiotice total esta comparação.

  63. Elias said

    “Meu comentário na véspera da abertura dos trabalhos terminava assim: ´Para o PT, o melhor que pode acontecer em Salvador é não acontecer nada´. E foi exatamente o que se viu nos três dias do 5º Congresso Nacional do PT, em Salvador, na Bahia. Terminou tudo em zero a zero…… No ano em que completou 35 anos de fundação e 12 no poder central, o PT sai de Salvador com os mesmos problemas e sem uma definição sobre os rumos a seguir a partir das eleições municipais do próximo ano…” E etc. (Ricardo Kotscho)

    Estranho que o Kotscho considere que isso é “melhor”…

    Não é! Nem para o PT, nem para o país.

    É péssimo!

    A Executiva Nacional do partido teve o apoio do que (ainda) há de melhor no PT, quando proibiu o recebimento de doações de empresas, seja ao partido, seja a candidatos, individualmente. É a coisa correta a ser feita. Qualquer processo de restabelecimento de padrões morais socialmente desejáveis e necessários ao partido, tem de começar por aí.

    Se o 5º Congresso incluísse essa decisão em suas resoluções, o processo de moralização estaria institucionalizado e deflagrado.

    Não aconteceu. E o pior é que a coisa quase se transformou em discurso dos porraloucas…

    Bem, de qualquer modo, a meu pensar a decisão da Executiva Nacional continua em vigor, já que não foi derrubada em Congresso. Ou seja: o PT continua proibido de aceitar doações de empresas, desde a data de vigência da decisão da Executiva. Quem furar isso torna-se passível de expulsão.

    É de se ver se isso não será derrubado (para alegria também dos adversários…), ou se vai valer para as municipais de 2016.

    Já o silêncio em relação à desastrosa política econômica dilmático-levytica dá a medida do quanto é nefasta a permanência no poder por muito tempo…

    O que se pode esperar de uma plenária com tantos ocupantes de cargos públicos? E “de confiança”?

    Quase todo mundo domesticadinho… Parecem até tucanos…!

    Ah, sim… Havia alguns porraloucas, mas… Não vou falar deles… Nem bem (até porque não há o quê dizer), nem mal… Tô de saco cheio!

  64. Elias said

    Por meio de um contra-exemplo, os EUA estão dando uma lição ao mundo.

    Em menos de 5 anos de governo, Baby Bush reduziu os impostos nos EUA em 25% (os mais ricos tiveram redução de até 50%).

    Aplausos generalizados, sob o troar das trombetas NeoCon…

    Foi um porre!

    Agora é a vez da ressaca…

    A redução tributária foi “bancada” com cortes dos gastos públicos na área social, seguindo a cartilha NeoCon. Acontece que os gastos militares foram pra estratosfera, com as guerras do Afeganistão e do Iraque, e um monte de projetos de novas armas, que torraram bilhões de dólares e não serviram pra nada.

    Com a arrecadação tributária caindo e os gastos públicos aumentando, o jeito foi apelar para o endividamento… E a dívida pública americana também foi pra estratosfera…

    Agora, a coisa tá como tá… O país tem mais de 12 milhões de desempregados. Ao mesmo tempo, não consegue ocupar os postos de trabalho que estão sendo continuamente abertos nos setores que usam tecnologia de ponta. Os EUA estão sendo forçados a apelar para a imigração (o que resolve um problema, mas cria dois…).

    Acontece que as estruturas que poderiam formar essa mão-de-obra foram fechadas pelo Baby Bush.

    O jeito é recriá-las. Só que isso leva pelo menos uns 4 ou 5 anos. E, começar a abastecer o mercado com novas fornadas de profissionais leva pelo menos mais 6 anos.

    Serão necessários pelo menos uns 11 ou 12 anos, pra reconstruir aquilo que o Baby Bush destruiu em menos de 5. E gastando-se muito mais do que teria sido gasto pra manter o que já existia.

    Ou então, não vão reconstruir coisa nenhuma… Mas, se for assim, o desemprego e a miséria vão aumentar.

    Já pensaram os EUA se transformando numa Belíndia, como um certo país abençoado por Deus (imagina se fosse amaldiçoado…) e bonito por natureza?

  65. Elias said

    1 – A miséria só pode ser erradicada por meio de políticas públicas.

    2 – Acontece que o Estado não tem um único centavo pra dar a alguém, que não tenha tirado de outrem (porque não existe almoço grátis).

    3 – Por isso, a carga tributária deve evoluir na razão direta da miséria: muita miséria? Alta carga tributária! Miséria declinante? Carga tributária idem!

    Conforme a miséria vai sendo erradicada, vão se reduzindo os contingentes que, de algum modo, dependem do Estado para sobreviver. Aí, sim, é possível adotar uma política consistente e progressiva de redução dos impostos.

    Sem redução da miséria, é utopia pretender que eventuais reduções na carga tributária se mantenham ao longo do tempo.

    Sem falar no potencial suicida que isso implica. É ingenuidade acreditar que níveis crescentes de miséria não resultem em revolta e violência social generalizada… Até porque o ser humano é um animal como outro qualquer, né? (só que mais violento…).

  66. Elias said

    Falando a uma platéia de ricaços, Bob Kennedy apresentou seu plano para erradicação da miséria nos EUA.

    Um ricaço perguntou: “De onde o Sr. pretende tirar dinheiro, pra fazer isso?”

    E Bob, no estilo seco que lhe era característico: “De vocês…”.

    É isso aí!

  67. Pedro said

    Tá certo Googlias.
    O problema é que os nossos Bobs tiram 2, dão meio pros pobres e ficam com um e meio pra eles.

  68. Elias said

    É…

  69. Chesterton said

    “Por isso, a carga tributária deve evoluir na razão direta da miséria: muita miséria? Alta carga tributária! Miséria declinante? Carga tributária idem!”

    chest- mas não tem jeito. Hilário!.

    (abraços a todos)

  70. Patriarca da Paciência said

    Sobre impostos, eu já falei várias vezes e volto a repetir, quem não paga impostos a governos, paga tributos a bandidos. Não há vácuo de poder.

    A maior bobagem é imaginar um país onde não se pague impostos.

    Dizem que a carga tributária do Brasil é alta, em verdade, deve ser uma das mais baixas do mundo, visto a enorme sonegação reinante. Há todo um PIB subterrâneo.

    A campanha do PIG contra os impostos é apenas mais um meio de atacar o governo, sem contar que a Globo é uma das maiores sonegadoras de impostos do país.

    O imposto do cheque, o único que era realmente justo com todos, devido ao fato de ser também um meio de fiscalizar transações financeiras subterrâneas, os grandes endinheirados deram um jeito de acabar.

    A coisa realmente é complicadíssima. Ninguém gosta de pagar impostos. Mas é uma irmã gêmea da democracia, esta que pode ter todos os defeitos possíveis, mas ainda é o melhor regime governamental inventado pelo seres humanos.

  71. Chesterton said

    Me digam, como se pode acabar com a miséria, cobrando mais impostos de miseráveis?

  72. Pax said

    essa é fácil, Chesterton, velho e bom Chesterton,

    basta trocar imposto sobre consumo por imposto sobre a renda

    precisa é achar alguém com coragem pra liderar um movimento desses

    coisa que Lula mostrou não ter, FHC idem e Dilma…

    bem, Dilma… posso não falar nada?

  73. Pedro said

    Como diria Sherlock.
    Elementar meu caro Pax.
    Se os outros não tiveram culhões pra isso, a Dilma é que não vai ter. :-)

  74. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ.QUE BOSTA É ESSA?

    O PT avermelhou o Brasil

    O Brasil só rende notícias positivas. O Estadão noticia que o endividamento das famílias é o maior em dez anos, segundo o Banco Central. Metade do que elas ganharam nos últimos doze meses está comprometida com o pagamento de dívidas. O Brasil está no vermelho, como o PT sempre quis.

    Endividamento das famílias é o maior em 10 anos, diz Banco Central
    CÉLIA FROUFE – AGÊNCIA ESTADO
    15 Junho 2015 | 12h 43
    Brasileiros comprometeram quase metade do que ganharam nos últimos 12 meses com o total das dívidas; segmento de imóveis foi o responsável pela elevação

  75. DAISE 2.0 said

  76. Chesterton said

    “basta trocar imposto sobre consumo por imposto sobre a renda”

    chest- aí que ninguém mais sai de casa para trabalhar….você acha que eu iria trabalhar para dar, por exemplo, 70% do resultado de meu trabalho para o goiverno?

    Olhe aqui resultado de anos de governos “sociais”:

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/outros/ultimas-noticias/63,37,63,3/2015/06/15/internas_economia,486686/abismo-social-esta-no-pior-nivel-em-decadas-aponta-estudo-do-fmi.shtml

  77. Chesterton said

    Me digam, como se pode acabar com a miséria, cobrando mais impostos de miseráveis?

    chest- Pax, vamos ver se você compreende. Os governos precisam de gente produtiva da mesma maneira que peixe precisa de água. Não só para poder cobrar impostos mas para não cair no caos total (Venezuela). Você só consegue sobretaxar gente produtiva em regimes de força, por isso quando você ouve que o governo vai aumentar os impostos dos ricos você pode escrever: os pobres que se cuidem.
    As pessoas produtivas sabem se defender melhor de governos corruptos que os pobres.

  78. Chesterton said

    Por exemplo. Sabem o quanto isto me afeta?

    Zero. Mas estou vendo gente perdendo emprego, queimando imóveis financiados a preço de banana, enfim, se ferrando por causa disto. Gente que implora que apareça alguem que compre aquele carro de luxo que vai salvar seu emprego.

    Para dizer a verdade posso até me dar muito bem, porque me preparei para este momento e vou comprar certas coisinhas que estou de olho e caíram de preço, na bacia das almas, “if you know what I mean”.

  79. Chesterton said

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,gm-coloca-outros-6-2-mil-metalurgicos-em-ferias-coletivas,1706700

    Claro, os socialistas tem como soluçao para este problema aumentar os impostos dos consumidores de carros.

  80. Chesterton said

    Tem mais, programas de assistência social pioram a situação do pobre no médio prazo, porque tira deles a principal motivação para guardar dinheiro: a preocupação com o futuro: (IChe Guevara dizia que não precisava se preocupar em sustentar sua filha porque era obrigação do estado).
    E mesmo em um regime de força, só se pode tirardo rico uma vez, porque:
    1. elefopge levando tudo
    2. morre defendendo o que é seu
    3. fica pobre

    No ano seguinte, vai tirar de quem, se só sobrou o povo que só aprendeu a mamar nas tetas do estado?

    “Where liberty dwells, there is my country.”

    -Benjamin Franklin

  81. DAISE 2.0 said

    PERGUNTAS E RESPOSTAS nada engraçadas.

    P. Lula já era?

    R. Ainda sobrevive ligado a aparelhos …e falando bobagens.

  82. Chesterton said

    restaurantes clandestinos na Venezuela (como queria demonstrar)

    http://oglobo.globo.com/mundo/crise-da-origem-jeitinho-no-comercio-venezuelano-16435645

    não, não pagam, porra nenhuma de imposto. Mas venezuelano tem mais é que se “fúdel”, né mesu?

  83. DAISE 2.0 said

    PERGUNTAS E RESPOSTAS nada engraçadas.

    P. O Plano Dilma (ajuste + PIL) vai dar certo?

    R. Nem petista sério acredita. Vão penalizar os mais pobres de novo.
    ~26 milhões (numeros do pt ) voltam à classe D.
    Bolsa familia, minha casa miha vida, pronatec, Fies e etc. já estão afundando.
    Desemprego e inadimplência em alta. Indústria enfraquecidfa.Comércio demitindo, Educação e Saude ao “Deus dará” e tremenda incompetência geral.
    Como pode dar certo?

  84. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ.QUE BOSTA É ESSA?

    Luciano Coutinho, presidente do BNDES, teve a cara de pau de dizer que “financiar exportação de serviços é política de Estado”, para justificar os empréstimos secretos, tramados pelo lobista Lula, a empreiteiras como a Odebrecht.

    Política de Estado, Luciano Coutinho, é fazer bom uso do dinheiro dos impostos. E fazer bom uso do dinheiro dos impostos é providenciar serviços dignos aos brasileiros. Um país com infraestrutura inexistente ou obsoleta, com escolas e hospitais caindo aos pedaços, sem saneamento básico universal, repleto de favelas e cochicholos nojentos, com um nível de criminalidade que passou do dramático ao trágico, com pequenas e médias empresas sem crédito barato, com um parque industrial sucateado, pode lá “exportar serviços”, ainda que isso fosse verdade?

    Francamente, não dá. Fôssemos uma nação civilizada, Luciano Coutinho, o senhor já teria sido demitido e estaria, neste momento, enfrentando um belo processo. Mas os seus patrões são ainda piores. Mas o senhor tem amigos em todos os partidos. Mas o senhor é, enfim, produto de uma mentalidade impossível de ser expurgada, extirpada ou exportada para o quinto dos infernos.

  85. Patriarca da Paciência said

    Para quem vive reclamando da “alta carga tributária” do Brasil:

    “Na Suprema Corte sueca, os reajustes salariais também seguem a mesma regra aplicada ao restante da magistratura.

    O salário bruto dos juízes do Supremo, segundo Goran Lambertz, é de 100 mil coroas suecas (cerca de 37 mil reais). Uma vez descontados os impostos, os vencimentos de cada juiz totalizam, in totum, um valor líquido de 55 mil coroas suecas (aproximadamente 20,4 mil reais). Sem nenhum benefício ou penduricalho extra, e sem carros com motorista.

    Neste exótico país, os juízes da Suprema Corte também não têm status de ministro, e nem são chamados de excelências.”

    http://www.claudiawallin.com.br/2015/06/13/o-que-juizes-suecos-acham-das-mordomias-que-seus-colegas-no-brasil-se-autoconcedem/

    Matéria interessantíssima. E note-se que trata-se apenas do Imposto de Renda, 45% dos rendimentos. Lá também deve ter IPTU, Imp. sobre circulação de mercadorias, Imp, sobre produtos industrializados, impostos alfandegários etc.etc.etc.

    A famosa “altíssima carga tributária brasileira” de 37%, abrange todos os impostos.

    Mas a matéria trata mesmo é do espanto dos juízes suecos sobre a espantosa capacidade dos juízes brasileiros de se auto-concederem benefícios !

  86. Patriarca da Paciência said

    E ainda tem panacas por aí acusando o Lula de cachaceiro !

  87. Pedro said

    Patriarca, vc está se contradizendo.
    O judiciário brasileiro só está nesta gastança, porque o contribuinte brasileiro está pagando.

    Sabe o que é a tal da FRJ?

  88. Pax said

    vou repetir o link até que o Chesterton, velho, bom e rabugento Chesterton, leia

    http://www.lanacion.com.ar/1637298-noruega-el-unico-socialismo-del-siglo-xxi

    sim, um país social democrata

    a tal da Noruega

  89. Elias said

    E lá vem o Chester encher o saco, se gabando que inflação, desemprego, e sei lá o quê mais, não o afeta.

    Grande merda!

    Não afeta porque ele é riquinho, filhinho de papai, que gastou os tubos pra que ele tivesse um diploma de uma profissão liberal da qual o país é extremamente carente (embora o filhinho de papai seja nulo em “Introdução à Ciência do Direito”, que, nas universidades sérias, é pré-requisito pra “Medicina Legal”), e que, por isso, cobra os tubos por um atendimento merda de 20 minutos. Não por acaso, nos dias que antecederam a Copa de 2014, jornais e revistas europeus alertavam os torcedores dos respectivos países para que tomassem todas as precauções possíveis, evitando adoecer no Brasil. Com todas as letras, diziam que médico brasileiro cobra caro e atende mal.

    Qual a novidade nisso? Nenhuma. Isso aqui é merda de terceiro mundo. Todo país de terceiro mundo tem uma elite riquinha, bem pequenininha, que não é afetada por crise econômica, desemprego, inflação (quem ganha mais do que precisa gastar em consumo, tende a ganhar ainda mais com inflação).

    Todo país merda tem um punhado de gente assim (embora só uns poucos bundões pernósticos, metidos a besta, se deem ao trabalho de escrever num blog só pra se gabar: “Olha zente, em sou rico… Desemprego não me afeta… Inflação não me afeta…”.

    Tá, tá… Já tamos sabendo! Agora, pra continuar chamando atenção, mete no rabo o cabo de um espanador de pena de pavão, e desfila nu na Av. Rio Branco às 18 horas de sexta feira. Ou dá um show de rebolado na Cinelândia, no mesmo dia e horário… Mas sempre com o espanador de pena de pavão enfiado no rabo…!

    Os países menos merda têm muito mais gente que não é afetada por desemprego e inflação (até porque, nos países menos merda, inflação e desemprego tendem a ser residuais). Talvez por não serem tão “exceção” assim, não é muito comum que apareça entre esse pessoal um bundão vindo a público, se gabar que inflação e desemprego não o afetam…

    Saco!

    Evidentemente que não é dessas pessoas que a gente está falando, nem com elas que a gente se preocupa, quando critica a política econômica desse outro bosta, o Levy…

    Saco!!!

  90. Elias said

    Patriarca,
    Há alguns meses eu antecipei, aqui, essa sacanagem dos juízes cariocas.

    Eles acham que as despesas com instrução dos filhos não devem ser pagas com os salários deles. E aprovaram um “por fora” pra bancar o mimo.

    E não é só isso: eles também querem um “auxílio-educação” pra bancar as despesas com cursos de “atualização e aperfeiçoamento” (fora os programas de “atualização e aperfeiçoamento” que o próprio Judiciário já promove.

    Ou seja: tem o “salário-educação”, pra bancar a escola dos filhos, e o “auxílio-educação”, pra bancar o “aperfeiçoamento” deles (vão “aperfeiçoar” ainda mais a capacidade de tirar dinheiro do nosso bolso…).

    Isso vai se generalizar em todo o Brasil.

    Agora, só falta aparecer o filho de um desses trastes, pra se gabar que inflação e desemprego não o afetam…

    Tá ficando cada vez mais difícil encontrar uma solução não violenta pra essa situação, né?

  91. Elias said

    E Patriarca,

    É perda de tempo comparar Suécia e Noruega com o Brasil.

    Nesses países, a carga tributária é enorme (na Alemanha, na Inglaterra, na Dinamarca, etc., também). Mas a roubalheira é ínfima, se comparada com a roubalheira brasileira. Em contrapartida, a eficiência do serviço público é lá no alto.

    No Brasil, é pura demência colocar mais dinheiro nas mãos de um Estado corrupto até à medula.

    Claro que é necessário cobrar — e muito! — impostos, pra acabar com a miséria.

    Antes, porém, é necessário se certificar que o imposto arrecadado será usado nas finalidades a que se destina, e não pra financiar a boa vida de ladrões e funcionários públicos privilegiados, como é o caso dos membros do Judiciário, que ganham muito, e cada vez mais… E quanto mais ganham, menos produzem.

  92. Patriarca da Paciência said

    Pedro, vamos lá.

    o que eu quis dizer é o seguinte:

    1 – Pessoa física na Suécia paga 45% de imposto de renda sobre os rendimentos, fora os demais impostos embutidos nos preços das mercadorias e serviços.

    2 – Na Suécia os juízes ganham exatamente os próprios salários, sem nenhum benefício ou penduricalho, igual a qualquer pessoa.

    3 – No Brasil, além dos inúmeros penduricalhos que os juízes se autoconcedem, geralmente, os penduricalhos são retroativos e começam a ser pagos bem antes do recebimento, ao tempo em que “houve o direito”, de sorte que, volta e meia, os juízes recebem grande boladas, tipo aquele contra-cheque de 241 mil reais de um desembargado do Rio de Janeiro.

    4 – Se a nossa “elite das elites” age dessa maneira, se o exemplo vem de cima, como fica a situação do povo ?

    5 – Isso não tem nada a ver com o fato de que todo mundo deve pagar impostos. É totalmente impossível um país viver sem arrecadação de impostos. O problema é o comportamento da “elite das elites”.

  93. Elias said

    Outro treco interessante na Noruega, é que o país tem petróleo, ganha os tubos com o petróleo, mas está na vanguarda do desenvolvimento de combustíveis não fósseis. No caso, o hidrogênio.

    Eu vi por lá “postos de hidrogênio”, que abastecem os carros que usam esse combustível. O que me chamou atenção é que o hidrogênio é fabricado no próprio posto (não há “caminhões-tanque” transportando hidrogênio pelas ruas). O próprio posto fabrica, a partir da água fornecida pela rede pública. Água da torneira.

    Energia absolutamente limpa (o principal resíduo do hidrogênio é água pura…).

  94. Patriarca da Paciência said

    Elias,

    eu já postei aqui um texto de Henrik Pontoppidan, escritor dinamarquês ganhador do Prêmio Nobel de Literatura, de 1917, onde fica claramente demonstrado que o “jeca dinamarquês” daquela época era bem semelhante ao nosso jeca brasileiro, da mesma época, descrito por Monteiro Lobato.

    Então não é um problema de genética.

    Nosso problema é apenas uma evolução tardia. Forças do atraso lutam ferozmente para manter o Brasil em atraso. Basta ver a composição da Câmara dos Deputados atual, com Cunha e seus 400 achacadores.

    Mas apesar de tudo o Brasil tem melhorado e muito. A própria ONU já retirou o Brasil do Mapa da Fome.

    Temos uma democracia consolidada. Ainda há muitos jecas no Brasil, mas grande parte da população do campo já está vivendo com um bom conforto.

    As forças do atraso estão jogando sua última cartada com o PIG, PSDB e Congresso atual.

    Acho que, mesmo que o próximo presidente seja o picolé de chuchu, não há mais como o Brasil retornar ao que era antes.

    São as dores do parto. Os solavancos da História.

  95. Pedro said

    #92

    Acho que o Googlias já te respondeu no # 91

    E além disso, mais uma vez vc se contradiz.

    Diz que o exemplo deve vir de cima, e fica defendendo a bandidagem que está lá em cima, roubando a torto e a direito.

  96. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA?

    É O SOCIALISMO PETISTA!

  97. Elias said

    Falando em petróleo… Disse a ADVFN:

    “A Petrobras (PETR4) bateu dois novos recordes de produção com o pré-sal, no mês de maio. A produção que opera, incluindo parceiros, atingiu seu maior nível, alcançando 726 mil barris por dia (bpd). Desse total, a parcela própria atingiu nova marca histórica, de 519 mil bpd, superando em 3,2% o patamar de abril. A produção total de petróleo e gás natural, no Brasil e no exterior, em maio de 2015, foi de 2,766 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), 6,2% superior à produção de maio de 2014 e 0,7% abaixo do volume produzido em abril.”

    Não deixa de ser boa notícia, mas…

    Mas, recentemente, a Petrobras decidiu lançar debêntures no mercado, pra captar recursos.

    Os que mais sabem, discordam. Lembram eles que a Petrobras é a empresa mais endividada do setor. Lançando debêntures, ela aumenta o endividamento. Para esses críticos, a empresa deveria lançar AÇÕES. Ou seja, a Petrobras deveria aumentar capital próprio, em vez de turbinar capital alheio. Essa é a linha de raciocínio daquele indiano, Damodaram, o bam-bam-bam mundial do valuation, no momento…

    É… Pode ser, mas…

    Mas, quem tem ações do Petrossauro, torce pelo lançamento dos debêntures, não pelo lançamento de ações.

    A razão é simples: aumentando a quantidade de ações, sem que o lucro aumente na mesma proporção (ou, de preferência, mais que proporcionalmente…), o lucro por ação diminui. E isso é péssimo, pra quem já tem ações, num momento em que o valor de mercado da dita cuja oscila em torno da metade do valor patrimonial…

    Quem tem ações petrossáuricas, há de preferir que a companhia só lance ações quando o lucro voltar a subir…

    Ou, então, cai fora, como fez o mega-investidor/especulador George Soros. Em 2014 ele tinha US$ 5 milhões em ações da Petrobras. No final do ano passado ele torrou US$ 3 milhões. Agora, em junho, detonou os US$ 2 milhões restantes.

    De qualquer modo, quem comprou no dia 2 de janeiro (a R$ 9,36), e vendeu em 15 de junho (a R$ 13,00), lucrou, bruto, 38,9%. Depois de um monte de oscilações acentuadíssimas nesse período, a tendência de relativa estabilidade parece ter prevalecido a partir de abril. Como é grande a distância entre valor de mercado e valor patrimonial, há uma ampla avenida que pode ser percorrida, caso o lucro aumente (a cabeça bate no teto quando o valor de mercado se aproxima da soma do valor patrimonial com o lucro por ação).

    O problema é o pessoal pegar corda de sabichões como o tal Damodaram, e tacar um aumento de capital próprio nos cornos, com o governo comprando a maior parte das ações lançadas (jeito fácil, curto e grosso, do governo passar dinheiro a fundo perdido).

  98. Elias said

    Patriarca,
    Eu também não acho que seja um problema de genética.

    Mas já me ocorreu — e mais de uma vez! — que certos avanços dificilmente acontecem sem uma certa dose de violência…

    Talvez o Brasil esteja desperdiçando violência, né? Esbanjando violência a troco de nada…

    Tanto porradal e sangueira assim, deveriam ter um sentido… Uma direção… Um propósito…

    No frigir dos ovos, foi o que aconteceu na Europa (mas, se chegasse o momento de frigir os ovos no Brasil, apreciaria que os meus ficassem de fora… Ou melhor, que continuassem dentro da cueca…).

  99. Patriarca da Paciência said

    É isso aí, Elias,

    mas eu também pretendo manter os meus ovos dentro da cueca !

  100. Chesterton said

    “É perda de tempo comparar Suécia e Noruega com o Brasil.

    Nesses países, a carga tributária é enorme (na Alemanha, na Inglaterra, na Dinamarca, etc., também). Mas a roubalheira é ínfima, se comparada com a roubalheira brasileira. Em contrapartida, a eficiência do serviço público é lá no alto.

    No Brasil, é pura demência colocar mais dinheiro nas mãos de um Estado corrupto até à medula.

    Claro que é necessário cobrar — e muito! — impostos, pra acabar com a miséria.”

    chest- assino embaixo. Esse é a falácia do Pax “argumentum ad norwegian wood”.

    Mas vá além, Elias, eles ficaram ricos com políticas econômicas liberais, com liberdade econômica e pode se dar ao luxo de torrar seu tesouro com socialismos. Eles primeiro cozinharam o bolo para depois repartí-lo.

    As vezes me parece que vocês amam a pobreza e detestam o pobre, querem perpetuá-lo.

    Elias , não foi meu pai só que pagou meus estudos, são 5 gerações de uma familia que paga os estudos de seus filhos e assume a responsabilidade de tal tarefa. E eu vou formar meu primeiro filho esse julho.

  101. Chesterton said

    para o Pax

  102. Chesterton said

    Não afeta porque ele é riquinho, filhinho de papai, que gastou os tubos pra que ele tivesse um diploma de uma profissão liberal da qual o país é extremamente carente.

    chest- rico num país de pobres de espírito, pobre se tiver a renda comparada com profissionais dos países avançados. Meu pai e meu avô eram médicos, de herança de meu pai recebi um apartamento para dividir em 3 irmãos com uma mulher dentro (a dele). Mas a mentalidade, a ética do trabalho, “não seguir manadas” foram a herança mais importante.

    Não fique rancoroso Elias, faz mal pro fígado. Não estou me gabando, apenas mostrando que as políticas do PT e da Dilma prejudicam seus próprios eleitores. É inescapável.

    Façam, por seus filhos, o que meus pais fizeram por mim (se é que algum de vocês tem filhos), gastem seu tempo nesta tarefa e não militando no PT!

  103. Chesterton said

    estou agora lendo o artigo do jornal “boludo” sobre a Noruega, Pax.

  104. Chesterton said

    é um panfleto, publicidade, propaganda, nada mais.

  105. Elias said

    “…eles ficaram ricos com políticas econômicas liberais, com liberdade econômica.” (Chester)

    Papo furado!

    Em primeiro lugar, é preciso definir o que tu queres dizer com “liberal”. Na Europa, o sentido desse termo é muito diferente do significado usual aqui no Brasil.

    Se, o teu uso do “liberal” no comentário, tem a ver com a doutrina econômica liberal, “deixar fazer, deixar passar”, estás MENTINDO!

    Na maior parte dos países europeus, a mobilização e capacidade política das classes trabalhadoras inviabilizou a adoção da cartilha liberal. O Estado foi obrigado a assumir responsabilidades progressivamente maiores, seja intervindo no domínio econômico como agente, seja intervindo no domínio econômico como regulador, seja responsabilizando-se por uma monumental política de bem estar social.

    “Liberdade econômica?” Tu estás doido, Chester!

    Nesses países, a economia é fortemente regulamentada. Na França, tu só podes produzir champanhe em uma única região do país. Se produzires fora dessa região, não podes usar o nome “champanhe”. O tamanho das vinícolas, das fazendas, etc., é regulamentado. O fato de comprares a fazenda vizinha não significa que estás autorizado a aumentar a produção até o limite da soma da produção da tua antiga fazenda com a produção da fazenda que tu compraste. E assim por diante.

    Restrições semelhantes vigoram na maioria dos países europeus.

  106. Pedro said

    Sem querer me meter, mas já metendo.

    Googlias, a produção de vinhos e espumantes é altamente regulamentada em qualquer parte do mundo, inclusive no Brasil.

    http://www.ibravin.org.br/identidade-demarcada

    Aqui na região os produtores batalharam uma década pra conseguir a certificação do vinho Goethe.

    http://www.fetaesc.org.br/noticias/vale-da-uva-goethe-ganha-selo-do-governo-do-estado/

  107. Elias said

    Deixa de papo furado, Chester!

    Num dia dizes uma coisa; noutro, outra coisa completamente diferente.

    Se teu pai era médico e bem sucedido, como já disseste antes, por que ele deixou só a porra de um apartamento pra dividir em três (e ainda com uma mulher dentro)?

    Ou ele era um inepto, ou deixou muito mais do que isso!

    (Falar nisso, espero que tu e teus irmãos não tenham posto a mulher do pai de vocês no olho da rua… Já estou com pena dela…).

    Eu banquei os estudos de dois filhos, que já se formaram, e estou bancando os estudos de mais dois. Um deles chegou ao ensino médio agora, em 2015.

    Não é essa a questão, Chester… Não finge ser mais burro do que és…

    Eu ataquei a tua gabolice. O fato de vires a público te gabar que a inflação e o desemprego não te atingem.

    Não tem nada a ver com o PT e a política econômica medíocre e totalmente desprovida de senso de justiça da dupla Dilma/Levy.

    Se tu já fosses médico nos anos 1980/início dos 1990, com a inflação às vezes chegando a 40% ao mês, também não seria afetado por ela. E o que o PT teria a ver com isso?

    No segundo mandato do FHC, também não serias afetado pela inflação de 12% ao ano. E o que o PT teria a ver com isso?

    Não ser afetado pela inflação nem pelo desemprego, não tem a ver com tal ou qual partido político. Tem a ver com a condição econômico-social de cada um.

    E se gabar dessa condição, num país de miseráveis, é cretinice. É fajutice intelectual. É pobreza de espírito.

    Ressentido, eu? Estás é magro…! Sou descendente — 2ª geração — de imigrantes, que chegaram aqui sem nada, porque o que tinham lhes foi roubado no país de origem. Trabalhando pesado, superaram a condição em que chegaram, e, hoje, seus descendentes podem desfrutar de muito mais conforto e segurança econômica.

    Não há nada de mais em se orgulhar disso. Errado é se gabar de estar imune às dificuldades que a crise econômica impõe ao país, porque isso é tripudiar sobre o sofrimento de quem tem esse privilégio. E os que não têm esse privilégio formam a maioria do povo deste país.

    Trata-se, portanto, de uma gabolice cretina, que só um indivíduo socialmente insensível, um pobre de espírito, um completo bundão, consegue perpetrar.

  108. Elias said

    Pedro,
    Estás enganado.

    No Brasil, o que o INPI faz é fornecer um certificado de procedência às vinícolas que cumprirem as condições que a regulamentação da certificação estabelece. É uma espécie de ISO dos vinhos.

    Aqui no Pará, há uma movimentação no sentido de obter algo parecido para o açaí de determinadas regiões.

    Mas isso não implica a proibição do açaizeiro crescer em outras regiões, assim como a certificação do INPI não impede que se produza tal ou qual tipo de vinho — bom ou ruim — em qualquer outro lugar.

    Essa, aliás, é uma das revindicações do pessoal que produz vinho de qualidade no Brasil. Em nosso país, há uma regulamentação CLASSIFICATÓRIA mas não IMPEDITIVA da fabricação de produtos de baixa qualidade. O pessoal que produz bons vinhos, não só no sul do país como no Vale do São Francisco, reclama amargamente disso.

    Na França, a legislação é curta e grossa: a produção é totalmente regulamentada, designando que tipo de vinho pode ser produzido em cada região.

    Na Califórnia, a autorização para que produzas vinho pode levar vários anos. Primeiro, terás que conseguir aprovação para a(s) variedade(s) de uvas que vais plantar. Aí, vão checar se estás obedecendo aos limites de produtividade por hectare plantado, as tuas técnicas de manejo, o teu processo produtivo, etc. Por fim, um “provador” vai checar a qualidade do teu produto. Só então tua vinícola será autorizada.

    Sabes por que isso? Porque os caras que já estão produzindo lá gastaram milhões de dólares para estabelecer um conceito de qualidade para o vinho que é produzido naquela região.

    Só um doido pode imaginar que eles aceitariam que um brasileiro qualquer chegasse lá produzindo vinho de qualidade inferior, em nome de uma “liberdade de empreender” botocuda, e jogasse por terra o trabalho duro que eles fizeram — e a grana que eles torraram — ao longo de décadas…

  109. Elias said

    No comentário # 107.

    Onde está escrito: “Não há nada de mais em se orgulhar disso. Errado é se gabar de estar imune às dificuldades que a crise econômica impõe ao país, porque isso é tripudiar sobre o sofrimento de quem tem esse privilégio. E os que não têm esse privilégio formam a maioria do povo deste país.”

    Leia-se: “Não há nada de mais em se orgulhar disso. Errado é se gabar de estar imune às dificuldades que a crise econômica impõe ao país, porque isso é tripudiar sobre o sofrimento de quem NÃO tem esse privilégio. E os que não têm esse privilégio formam a maioria do povo deste país.”

    Quem tem o privilégio não sofre. Quem tem o privilégio, relaxa e goza… E, se for igual ao Chester, vem pro PolíticAética se gabar…

  110. Elias said

    “Eles primeiro cozinharam o bolo para depois repartí-lo.” (Chester)

    Falácia!

    Simplificação da simplificação da simplificação da teoria de Schumpeter (apud Delfin Netto), conhecida como “Distribuição Prematura da Riqueza”.

    Aliás, Schumpeter não chutou uma única dentro… Pra ele, o socialismo era inevitável…

    As políticas redistributivas da Suécia, Dinamarca, Noruega, Alemanha, Islândia, etc, foram implementadas CONCOMITANTEMENTE ao crescimento econômico desses países.

    Até porque, se não for assim, a coisa trava…

    Putz! Meu saco…

  111. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE BOSTA É ESSA?

    Brasil 16.06.15 13:07
    O Ministério Público de Contas que atua perante o TCU pede ao tribunal para rejeitar as contas de Dilma Rousseff.

    O documento, encaminhado aos nove ministros do tribunal e obtido pelo Estadão, enumera uma série de violações da Lei de Responsabilidade Fiscal, da Constituição e da Lei de Diretrizes Orçamentárias.

    Em seguida, o MP de Contas afirma:

    “O que a Nação assistiu, perplexa, foi a uma verdadeira política de irresponsabilidade fiscal, marcada pela deformação de regras para favorecer os interesses da Chefe do Poder Executivo em ano eleitoral e não os interesses da coletividade no equilíbrio das contas públicas”.

    O verdadeiro estelionato eleitoral

  112. Elias said

    Aliás, não custa lembrar que Schumpeter FALHOU como Ministro da Fazenda da Áustria, e, logo em seguida, FALIU como presidente de banco (o Bidermann Bank, também austríaco).

    Só deu certo como professor, porque, nessa condição, não precisa colocar em prática suas teorizações.

    Parece até que nasceu no Brasil. Aqui, quem sabe faz; quem não sabe, ensina.

    E o Chester continua escolhendo mal os gurus dele…

  113. Chesterton said

    Eu ataquei a tua gabolice. O fato de vires a público te gabar que a inflação e o desemprego não te atingem.

    chest- não julgue os outros por seus sentimentos. Afirmei isto para demonstrar que DILMA e PT ao dizerem fazer as politicas economicas erradas (e que você julgava corretas) dizendo ao eleitorado que prejudicariam os capitalistas, só prejudicou seu próprio eleitorado. Ela diz que vai colocara conta nas costas dos que tem e acaba ferrando os que não tem.

    http://veja.abril.com.br/noticia/economia/nova-regra-de-aposentadoria-torna-previdencia-inviavel-diz-ministro

    e continua

  114. Chesterton said

    Sim, Elias, você tem razão, meu pai deixou um VW Santana 2.0 que a mulher esta deixou apodrecer na frente do edificio. Sim, Elias, em termos financeiros meu pai era um inepto, não sabia juntar grana, mas viveu bem e nos deu vida confortável além de tudo o mais.

  115. Pax said

    propaganda, caro Chesterton, velho, bom e rabugento Chesterton?

    me pareceu reportagem.

    prova que o repórter recebeu pra escrever o que escreveu, se puder.

  116. Chesterton said

    OK,Elias, você venceu , vou me mudar para a Suécia.

  117. Pedro said

    Googlias, a produção de vinhos e espumantes não serve de parâmetro, pra afirmar se uma economia é muito regulamentada ou não.
    É o que eu pensava e continuo pensando.
    Existem muitas peculiaridades nesta atividade.

    E por falar em vinhos, já que o frio chegou, hoje é dia.

    E amanhã vai ser mais ou menos assim. :-)

    Olha aí Chesterton.

  118. Chesterton said

    Pedro, muito bom. Até pequei minha Strato.

  119. Pax said

    abraçado no garrafão….

    boa a do Frampton também

    vcs conhecem o Velhas Virgens?

    é engraçado pacas, a molecada das motos adora os shows – ficam lotados

  120. Chesterton said

    hummm….acho que não vou para a Suécia não:

    http://www.cityam.com/article/1394655511/forget-nordic-socialism-welfare-didnt-make-scandinavia-rich

  121. Elias said

    “chest- não julgue os outros por seus sentimentos. Afirmei isto para demonstrar que DILMA e PT ao dizerem fazer as politicas economicas erradas (e que você julgava corretas) dizendo ao eleitorado que prejudicariam os capitalistas, só prejudicou seu próprio eleitorado. Ela diz que vai colocara conta nas costas dos que tem e acaba ferrando os que não tem.” (Chester)

    Quer dizer, então, que, ao dizer “inflação e desemprego não me afetam”, tu estavas querendo DEMONSTRAR isso aí, acima?

    Interessante, Chester… Muito interessante!

    Infelizmente não sou psiquiatra. Se fosse, acho que, a partir disso aí, daria pra fazer um estudo interessante, a respeito de como a exposição excessiva à propaganda direitopata afeta esculhambativamente os cérebros simplórios.

    Paro por aqui, até porque “dementis convitia nihil facias”.

  122. Elias said

    “OK,Elias, você venceu , vou me mudar para a Suécia.” (Chester)

    Endoidou de vez…

    Essa é pro Pax, rapaz!

  123. Elias said

    Pedro,

    Eu citei mais de um exemplo. TU escolheste o do champanhe.

    Eu disse, p.ex., que a incorporação de fazendas não dá direito à expansão da produção.

    Várias medidas restritivas desse tipo vigoram para a atividade industrial, não só na França, mas também em outros países da Europa.

    Na Inglaterra, até a pintura das fachadas das lojas é regulamentada. A depender do local em que estiveres estabelecido, tu não podes pintar a fachada da tua loja de modo muito chamativo, porque isso é considerado “concorrência desleal”.

    A regulamentação sobre a fabricação de aparelhos de tevê é outra, brabíssima, em praticamente toda a Europa.

    A regulamentação europeia sobre saúde ocupacional, ferocíssima, pode levar a taxa de seguro de acidente do trabalho para até 16% sobre a folha de pagamento (no Brasil, o máximo é 3%). Na Europa, essa taxa é definida POR EMPRESA, segundo o volume de acidentes do trabalho e patologias ocupacionais verificados no ano anterior (no Brasil, a taxa é definida por ATIVIDADE ECONÔMICA, independentemente do volume de infortúnios ocorridos na empresa: risco mínimo, médio e alto).

    Enfim, poderia passar o resto do dia e toda a noite listando regulamentações europeias. Nada a ver com liberalismo econômico.

    A propósito: a regulamentação europeia sobre acidente do trabalho (com a implantação das mútuas e tudo o mais), data do Século XIX. Começou na Alemanha, com Bismarck.

  124. Chesterton said

    Exato Elias, se você precisar eu desenho.

  125. Chesterton said

    Pax, que droga ruim é essa que o Elias anda usando? Já está todo nervosinho e eu ainda nem falei em ações daPetrobras!

  126. Patriarca da Paciência said

    “Na Inglaterra, até a pintura das fachadas das lojas é regulamentada. A depender do local em que estiveres estabelecido, tu não podes pintar a fachada da tua loja de modo muito chamativo, porque isso é considerado “concorrência desleal”..

    Elias,

    consta nos livros de história que houve tempos em que até o ato sexual era regulamentado na Inglaterra. O sujeito para poder transar com a mulher precisava tirar um alvará e, inclusive, colocá-lo na porta da sua casa. ´Dizem que foi daí que nasceu a popular palavra “foda”, que seria “fuck” em inglês, ou seja, as iniciais de “fornicando devidamente autorizado pelo rei”.

  127. Pedro said

    # 126 – kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    E quem é que fiscalizava a foda?

    Isto parece lei de português.

  128. Elias said

    “Exato Elias, se você precisar eu desenho.” (Chester)

    Huá! Huá! Huá! Huá! Huá!

    “Dementis convitia nihil facias”.

    Patriarca,

    É isso aí!

    Lá pela era antigozoica, quando cursei o ensino médio, fiquei impressionado com a multiplicidade de opiniões a respeito de um mesmo assunto, dentro do Iluminismo.

    Até então, eu praticamente colocava um sinal de igualdade entre o Iluminismo e o Liberalismo, tal como o vemos agora (principalmente por causa de Adam Smith e John Locke). Pra mim, as diferenças eram mínimas, exceto na teoria do conhecimento, com Descartes de um lado e Locke de outro…

    Quando comecei a conhecer um pouco mais as diferentes correntes de opinião — dentro do Iluminismo — sobre o papel do Estado, a propriedade privada, etc., passei a ter uma outra noção a respeito dos fundamentos da organização dos Estados europeus de nossos dias. Sobre um monte de coisas que existem hoje, nas modernas democracias europeias, e cujas raízes estão lá no Século XVIII, e no processo de modernização de sociedades que, nos séculos anteriores se estruturavam a partir de clãs.

    Tentar entender aquele pessoal sem levar em conta esse processo é perda de tempo…

  129. Pedro said

    Chesterton, o sujeito ali é meu amigo, primo da minha mulher.

    …………

    Pax, conheço o Velhas Virgens, é o rock “fodástico” :-)

    ………….

    Googlias, recomendo suco de maracujá, chá de alface, etc……tá precisando.

  130. Elias said

    “E quem é que fiscalizava a foda? Isto parece lei de português.” (Pedro)

    Então tá…! Um porrilhão de gente acabou perdendo a cabeça por causa disso. Literalmente. Decapitada!

  131. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE MERDA É ESSA

    TCU: está provado o crime de Dilma Rousseff (1)

    Na peça enviada hoje aos ministros do TCU, pedindo a rejeição das contas de 2014 do governo, o Ministério Público de Contas deixa claro que Dilma Rousseff cometeu intencionalmente crime contra a Lei de Responsabilidade Fiscal.

    Veja-se o caso do contingenciamento porco feito desde o começo de 2014. É uma questão central, porque demonstra o dolo do governo em maquiar as contas públicas para manter e expandir gasto público, sem sustentação na arrecadação, EM ANO ELEITORAL.

    O MP de Contas mostra que, mesmo alertado internamente de que as despesas obrigatórias do seguro-desemprego e abono salarial iriam aumentar em 9 bilhões de reais e a receita do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) cairia 5 bilhões, o governo ignorou esses dados e e fez um contingenciamento menor que o devido, para poder continuar gastando livremente com despesas não obrigatórias, MAS DE APELO ELEITORAL. Um deles é o FIES, que pulou de 5 bilhões de reais para 12 bilhões.

    TCU: está provado o crime de Dilma Rousseff (2)

    Brasil 16.06.15 16:11
    O Ministério Público de Contas, por meio do procurador Júlio Marcelo de Oliveria, não deixa dúvida na peça enviada aos ministros do TCU: as pedaladas foram, mais do que uma forma marota e ilegal de fechar as contas do governo, um instrumento para poder gastar à vontade em áreas com RETORNO ELEITORAL.

    O governo usou os bancos públicos para realizar despesas obrigatórias ou que ele não queria reduzir, como o bolsa-família e o seguro desemprego, entre outras, e ficou com dinheiro em caixa para aumentar outras despesas de formam ELEITOREIRA, como o Pronatec, o Ciência sem Fronteiras, além do já citado FIES. Se não tivesse havido as pedaladas e se o contingenciamento tivesse ocorrido da maneira correta, o governo simplesmente não teria dinheiro para aumentar esses GASTOS QUE IMPULSIONARAM A CAMPANHA DE DILMA ROUSSEFF.

    TCU: está provado o crime de Dilma Rousseff (3)

    Brasil 16.06.15 16:21
    É importante frisar que a questão do contigenciamento é central, PORQUE É ONDE FICA EVIDENTE A RESPONSABILIDADE DIRETA DA PRESIDENTE DA REPÚBLICA. É ela quem edita os decretos de contingenciamento. Dilma Rousseff EDITOU DECRETOS FRAUDULENTOS, MENTINDO PARA A NAÇÃO, MENTINDO PARA OS ÓRGÃOS DE CONTROLE.

    Há ainda no final da peça do Ministério Público de Contas outro flagrante grave de ilegalidade cometida diretamente pela presidente. Dilma Rousseff editou três decretos de abertura de créditos usando fontes não neutras. Ela só poderia ter feito isso por meio de lei. Trata-se de CRIME DE RESPONSABILIDADE E CRIME CONTRA AS FINANÇAS PÚBLICAS.

    O.A.

    fritaromeuzovo?

  132. DAISE 2.0 said

    PARTIDO, PARTIDO É DOS TRABALHA…

  133. Patriarca da Paciência said

    mais negociadas 16/06/2015

    Empresa Variação (%) Cotação (R$)
    D15 |ITAUUNIBANC
    ITUB4.SA
    +3,54% 34,55
    Petrobras
    PETR4.SA
    +2,77% 13,35
    D15 |VALE PNA
    VALE5.SA
    -2,46% 17,02
    D15 |PETROBRAS O
    PETR3.SA
    +3,38% 14,68
    D15 |CIELO ON
    CIEL3.SA
    -0,46% 41,28

    http://g1.globo.com/economia/mercados/cotacoes/bmf-bovespa/index.html

    A Petra4 já está a 13,35 e a Petra3 a 14,68

    Dentro de pouco tempo a ações chegam a R$ 20,00 e o tal “valor de mercado” da Petrobrás estará totalmente recuperado.

    Os urubus estão inconsoláveis !

  134. Chesterton said

    129, gostei da levada.

  135. Chesterton said

    Patriarca, compra então.

  136. Chesterton said

    Elias, dos 4 filhos, tem algum que não é petista?

  137. Patriarca da Paciência said

  138. Patriarca da Paciência said

    Chesterton,

    eu não tenho interesse em comprar ações. Não tenho interesse por qualquer tipo de ‘jogo”, a não ser recreativo. Gosto de jogar canastra com amigos.

    Mas o que ninguém pode negar é que a famigerada “perda de valor de mercado” da Petrobrás, (Valia duzentos e cinquenta bilhões, está valendo 120 bilhões) já está praticamente recuperada. E tende a se valorizar cada vez mais. A famigerada “grande” imprensa, popular PIG, nada fala a respeito !

  139. Chesterton said

    Patriarca, dá uma olhada na dívida. Alguem tem que pagar.

    Parece dificil, mas depois que se pega o jeito não é. Genial Jerry Reed, played by Antonio Manuel.

  140. Chesterton said

    http://revistatrip.uol.com.br/revista/244/paginas-negras/jose-padilha-fala-sobre-hollywood-cinema-a-serie-narcos-e-o-brasil.html

    cérebros em fuga….juros nas alturas por causa das gastanças governamentais para o povo (da casa deles).

  141. Chesterton said

    “Voltando ao Rio de ontem, como você foi parar no mercado financeiro? Durou sete meses, eu entrei em depressão. Sentei numa mesa de open e comecei a olhar pro dia a dia daquilo, tinha oferta de leilão de títulos públicos diariamente, era o overnight, com uma inflação maluca e o banco ganhando dinheiro no depósito à vista. Eu olhava e pensava: “Ah, esse é o mecanismo que transfere renda do pobre pro rico”. O governo está quebrado, tem um puta déficit, precisa ser financiado todo dia, compra e vende títulos com lucro pros bancos, os bancos captam com depósito à vista… Não vou entrar em detalhes, mas é a coisa mais injusta que você pode imaginar, é uma espécie de Bolsa Família ao contrário.”

    chest- exatamente. As dívidas dos governos criam um bolsa familia ao contrario. Sim, governos tem custo fixo em funcionarios e benesses para todo lado que matam a economia real. Sim, populistas usam isto para se elegerem. Sim, quebramos.

  142. Chesterton said

    quem sabe se os gregos fazem um estágio com os noruegueses……

    http://www.dw.de/e-se-a-gr%C3%A9cia-sair-da-zona-do-euro/av-18520624

  143. Chesterton said

    O sistema de informações do PT, uma máquina de espionagem muito azeitada, identificou uma fonte de complô interno para derrubar Dilma Rousseff. Petistas receberam o teor de uma conversa telefônica entre o vice-presidente Michel Temer e um amigo. Abertamente, o vice deixou claro que está pronto para tudo, inclusive assumir o lugar de Dilma, se algo acontecer.

    Essa informação, vazada entre lobistas e jornalistas especializados em negociar informações sujas no mercado político, aumentou ainda mais a tensão na relação de Dilma com a cúpula do PMDB. Já há quem defenda, na cúpula petista, que Temer estaria jogando contra a Presidenta, não fazendo devidamente a articulação política (que Dilma cometeu o pecado mortal de ter “terceirizado” para ele).

    Os petistas também avaliam que os ataques da dupla Renan Calheiros e Eduardo Cunha são demasiadamente tolerados por Temer, sem uma reação contrária mais firme, sobretudo publicamente. Novamente, os petistas reclamam que o governo continua sem articulação política, correndo risco de sofrer novas derrotas no Congresso, desgastando ainda mais a imagem de Dilma com o aumento dos efeitos negativos da crise econômica – gerada pelas burradas cometidas na Era Guido Mantega e que Joaquim Levy não consegue produzir o milagre de resolver no curto prazo…

    alertatotal.net

  144. Chesterton said

    um pouquinho de coragem não faz malo a ninguem

    http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/06/1643009-venezuela-autoriza-pouso-de-aviao-da-fab-com-senadores-brasileiros.shtml

  145. Chesterton said

    Será?

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/aqui-entre-nos-lula-a-morte-do-pt-e-cunha/

  146. Patriarca da Paciência said

    VETO DA VENEZUELA A VOO DE AÉCIO ERA FARSA

    Senador Aécio Neves acaba de reconhecer, em seu Facebook, que o avião da FAB com senadores brasileiros poderá pousar em Caracas, na Venezuela, nesta quinta (18); mais cedo, o jornal O Globo denunciara o veto ao pouso do avião com parlamentares; era mentira, como demonstrou o jornalista Fernando Brito, do Tijolaço; Aécio diz que Venezuela voltou atrás gracas à pressão do Senado; autoridades do país governado por Nicolás Maduro garantem que jamais houve veto.

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/185190/Veto-da-Venezuela-a-voo-de-A%C3%A9cio-era-farsa.htm

  147. Chesterton said

    Olha o FDP, cadê os black boquis?

  148. Chesterton said

    E esse vai chamar o exercito do MST……

    sei não

  149. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE MERDA É ESSA?

    O deputado de R$ 35 milhões

    BRASÍLIA – Quanto vale um deputado influente, com currículo estrelado e livre acesso ao Palácio do Planalto? Se estivermos falando de Antonio Palocci, a resposta é R$ 35 milhões. Essa foi a bolada que ele faturou enquanto exercia seu último mandato na Câmara, de 2007 a 2010.

    O dinheiro foi pago à empresa do ex-ministro por nada menos que 60 clientes. Em quatro anos, ele recebeu de bancos, planos de saúde, empreiteiras, escritórios de advocacia e até fabricantes de telhas. Ao menos uma das contratantes, do setor petroquímico, é investigada na Lava Jato.

    Quando a Folha revelou seus negócios, em 2011, o petista disse que atuava como consultor. Os verdadeiros consultores legislativos, que são servidores concursados, deveriam ter protestado. Depois de Palocci, o termo passou a denominar legisladores que fazem bicos milionários.

    A atividade paralela pode não ser proibida, mas é incompatível com o cargo. Os parlamentares já recebem subsídio de R$ 33,7 mil, fora auxílios e verbas de gabinete. É o bastante para viver bem, sem precisar passar o pires entre empresários que têm interesses a defender em Brasília.

    O petista também alega que declarou seus rendimentos à Receita, o que não resolve o problema. Como sua empresa era protegida pelo sigilo fiscal, o eleitor não ficou sabendo para quem ele trabalhava. Seus clientes só vieram à tona porque ele entrou na mira do Ministério Público.

    Palocci ficou rico, embora não tenha batido os R$ 39 milhões de faturamento da empresa de José Dirceu. A depender dos dois ex-ministros, o PT já poderia ter mudado a sigla para PC: Partido dos Consultores.

    BMF

  150. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE MERDA É ESSA?

    Monica Bergamo

    Visita de senadores à Venezuela será seguida por comitiva de esquerda

    A visita de senadores de oposição à Venezuela será seguida de perto por uma comitiva de notáveis da esquerda brasileira que embarcam para Caracas nesta semana. Devem integrar o grupo, entre outros, o escritor Fernando Morais, o fundador do Fora do Eixo, Pablo Capilé, e o líder do MST, João Pedro Stedile.

    LISTA
    O senador Lindberg Farias (PT-RJ) também pode embarcar para Caracas, na sexta-feira, mas ainda não confirmou a viagem. O PC do B deve enviar um representante para a caravana.

    VAMOS ATRÁS
    De acordo com um dos integrantes do grupo, a ideia é mostrar “as conquistas do Brasil nos últimos anos” e também dizer que o governo de Nicolás Maduro tem simpatizantes no país”.
    O Aécio [Neves, senador tucano que visitará Caracas] vai à Venezuela falar mal do Maduro e nós vamos atrás falar mal dele”, diz o mesmo integrante, em tom de brincadeira.

  151. Patriarca da Paciência said

  152. Patriarca da Paciência said

    Aecim bebê chorão napoleão de hospício, tequila man, pensa que que pode dispor dos aeroportos da Venezuela como se fosse seu aeroporto particular, construído com dinheiro público !

    Quem sabe ele não seria melhor recebido em Guantánamo ou na China ?

    Tanto Guantánamo como a China estão cheios de presos políticos !

  153. Patriarca da Paciência said

    Israel também está cheio de presos políticos.

    Seria bom que o aecim bebê chorão napoleão de hospício, tequila man fosse dar uma forcinha para os palestinos presos por Israel !

  154. Pax said

    resultado de um governo fraco

    http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2015/06/16/ofensiva-de-eduardo-cunha-atropela-aecio-e-alckmin/

    que a direita aproveita, deita e rola, e namora descaradamente

    é esse teu sonho para um próximo governo, caro Chesterton, velho bom e “conservador” Chesterton?

  155. Chesterton said

    Pax, ele é do PMDB, partido aliado de Lula ha mais de uma década. Se Cunha é a direita, Lula é o que?

  156. Chesterton said

    Cid Benjamin no Globo dehoje

    Aqui ele acerta, as políticas de Dilma (Lula nem se fala) não me afetam como afetam os pobres. E nnem dá para ser diferente fora de um regime de força, pois acaba com a economia se acabar com as empresas. Logo, sempre que algum governo diz que vai aumentar impostos dos ricos, o trabalhador que prepare o bolso.

  157. Chesterton said

    queda das taxas de juros- sertia cômico se não fosse trágico, taxa de juros não é causa, é consequência de contas desarrumadas, exatamente o que o imbecil do Mantega fez (sob aplausos da esquerdalhada) e colocou a Dilma na sinuca de bico.

    imposto sobre grandes fortunas- é de chorar de rir, mais um imposto que vai acabar no colo da classe média, e o resultasdo em termos de arrecadação é mínimo.

    heranças: idem, viram doação em vida, viram fundações, nada que um bom advogado não resolva. Só quem não tem conhecimento vai pagar em geral, pobre ou alguem em vias de ficar pobre). Ou haverá fuga de capitais.

    remuneração de executivos: ai, ai, ai, a conta vai direto para o preço dos produtos, para o consumidor, que é quem paga o pato. Ou, fecha a empresa ( A GM está parada). Façam a conta, como compensar a enorme perda de arrecadação com uns caraminguás tirados dos executivos, que aliás, neste ritmo perdem o emprego.

    O governo chegou num “turning poiunt”, quanto mais taxa, menos arrecada.

    Isto é coisa que um contador entende perfeitamente.

  158. Chesterton said

    Ver alguem defendendo um país que tem presos políticos era coisa que nunca esperava ver por aqui.
    Patriarca, Israel tem presos de guerra., não tem presos políticos.

    Que democrata…..

  159. Chesterton said

    Enquanto isso,na escola onde Mantega e Dilma aprenderam matemática, tudo se explica.

  160. Chesterton said

    Dilma Rousseff vai tomar no TCU por causa das tais “pedaladas fiscais” (maquiagem de um rombo de R$ 37,1 bilhões nas contas públicas? Já há sinais de que a agonia dela, para uma provável condenação por crime de responsabilidade fiscal, tende a ser postergada. O Tribunal de Contas da União, indevidamente chamado de “tribunal”, já que não faz parte do judiciário, sendo um mero órgão auxiliar do Poder Legislativo, tende a adiar o julgamento das contas do governo referentes a 2014.

    A grande possibilidade de rejeição das contas gerou uma manobra para prolongar a agonia da Presidenta – como é o desejo estratégico do quinteto fantástico do PMDB que a mantém como refém (Renan Calheiros, Eduardo Cunha, Michel Temer, Nelson Jobim e José Sarney). O plano é adiar o julgamento final, por uns 30 a 45 dias, para alimentar o desgaste. A desculpa esfarrapada é que isto daria um tempo para Dilma se defender pessoalmente no plenário do TCU – o que seria uma massacre.

    Não dá para repetir a manobra costumeira de “aprovar, com ressalvas” as contas da Dilma. Um relatório técnico do TCU já demonstrou muitos problemas de gestão nos números de 2014. Por isso, a tendência é que o relator do caso, ministro Augusto Nardes, recorra a uma manobra chamada “sobrestar”. Em português claro: empurrar com a barriga. O adiamento, de algo programado para ser fatal, interessa à cúpula do PMDB, na complicada manobra para forçar uma renúncia de Dilma, permitindo que Michel Temer assuma o poder.

    O risco de tal plano é que o desgaste tende a se ampliar para toda a classe política. O agravamento do impasse institucional abre caminho para a intervenção constitucional – cada vez mais na boca do povo nas redes sociais. Com mais da metade do parlamento respondendo a algum processo criminal ou administrativo, os políticos ficam automaticamente desqualificados para tomar conta do espólio de prejuízos deixado pela má gestão do PT-PMDB. Não dá para separar a (i)responsabilidade de todos os partidos da base aliada. Da mesma forma como não dá para perdoar a inação da suposta “oposição”. As vaciladas tucanas são explícitas.

    O Alerta Total já antecipou: o sistema de informações do PT, uma máquina de espionagem muito azeitada, identificou uma fonte de complô interno para derrubar Dilma Rousseff. Petistas receberam o teor de uma conversa telefônica entre o vice-presidente Michel Temer e um amigo. Abertamente, o vice deixou claro que está pronto para tudo, inclusive assumir o lugar de Dilma, se algo acontecer.

    O x do problema é se, na guerra pelo impeachment, Michel Temer também acabar impedido junto com a Dilma. A estratégia política dele é para impedir que isto aconteça. A dificuldade será dissociá-lo da Presidenta, já que ambos foram eleitos juntos, e fazem parte de um mesmo time (ao menos em tese). Temer não vê a hora se sentar no trono do Palácio do Planalto. Dilma sabe que a ameaça é concreta, mas tenta fingir que não é com ela…

    O resultado no TCU, a favor ou contra, pode frear ou agravar o já escancarado e irreversível impasse institucional – que tende a redundar em intervenção constitucional, por total falta de credibilidade e legitimidade da corrupta classe política para conduzir os destinos do Brasil. É por isso, nos bastidores do poder se repete uma frase sobre a conjuntura: “Não tem mais jeito”… Tem sim: Intervenção da Sociedade, exercendo seu poder instituinte originário. Esta é a solução. O resto é paliativo…

    Jorge Serrão, Alerta Total

  161. Patriarca da Paciência said

    Chesterton,

    eu não estou defendendo países que tem presos políticos coisa nenhuma. Acho apenas que o aecim bebê chorão napoleão de hospício, tequila man, deveria estender sua eficaz e eficiente ação humanitária a outros necessitados.

    O Chico Pinheiro do jornal da Globo deu também outra sugestão. Por que os senhores senadores não vão aos presídios brasileiros, que não necessitam de autorização para pousar aviões, para verificar as condições sub-humanas dos presos brasileiros ?

  162. Patriarca da Paciência said

    Os golpistas não perdem as esperanças. Ficam martelando, remoendo e requentando velhas “notícias” na esperança de desgastar o governo.

    O fulano vai falar, o beltrano vai falar, o Lula vai ser preso.

    A Dilma está quase caindo. O “impasse institucional” é sério. Contas da Dilma não vão ser aprovadas.

    Tudo profundamento ridículo !

    O Bob Freire, o ex-comunista, (não há nada pior que um ex-comunista), anda apregoando até a implantação do Parlamentarismo no Brasil.

    É u verdadeiro picadeiro com um verdadeiro festival de palhaços !

  163. Patriarca da Paciência said

  164. Pax said

    Chesterton, velho, bom e rabugento Chesterton

    você me pergunta o que é Lula, se direita ou esquerda?

    não sei a resposta, só sei que de esquerda ele não tem mais nada.

    Foi um líder político brasileiro. Foi.

    Hoje é líder de uma massa que ou está mamando, ou acha Aécio e os outros tucanos ainda piores.

    Esses segundos, que acham os tucanos ainda piores que Lula e o PT, tem lá suas razões de pensar assim.

    Problema é que perpetuam esse fla x flu de merda.

    Um lado é ruim, ou outro idem, e aí quem tem nadado de braçadas é o pior dos mundos, bancada evangélica, bancada da bala, bancada ruralista da pior espécie (nem todos ruralistas são ruins…)

  165. Pedro said

    Falando em presídios……

    (Ministro da Justiça diz que presídios são “escolas do crime” e Dilma comemora lugar onde a Educação deu certo.

    O Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo revelou que os presídios são verdadeiras escolas do crime. A crítica social e ao sistema, entretanto, foi rapidamente transformada em elogios ao governo pela equipe de marketing da presidenta Dilma: “Já sabemos como é o modelo de escola que o Brasil precisa, só precisamos, agora, aplicá-lo ao local correto.”

    Segundo o PT, ex-presidiários podem ser ótimos pedagogos: “eles sabem como ensinar, as aulas são dinâmicas, práticas e rápidas. Hoje podemos ter um criminoso rasteiro, mas amanhã poderemos ter um presidente.”)

    ´
    Só rindo mesmo……

  166. Pax said

    nem os petistas aguentam o ministro da Justiça, caro Pedro,,,

  167. DAISE 2.0 said

    TCU ao vivo:

  168. Chesterton said

    não sei a resposta, só sei que de esquerda ele não tem mais nada.

    chest- antigamente era “meu Lulinha”…….

    nem os petistas aguentam o ministro da Justiça, caro Pedro,,,

    chest- os petistas estão batendo em espelho.

  169. Chesterton said

    Dilma Rousseff sancionou nesta quarta-feira, 17, a Medida Provisória 665, que restringe o acesso a direitos trabalhistas como o seguro-desemprego, o abono salarial e o seguro defeso. A MP, aprovada no final de maio pelo Senado Federal, foi agora convertida na Lei 13.134, publicada na edição desta quarta Diário Oficial da União, e sancionada com dois vetos. A presidente reduziu de 18 para 12 meses de trabalho o período de carência para o primeiro pedido de seguro-desemprego, e de 12 para 9 na segunda requisição do auxílio. Um golpe nos direitos trabalhistas em plena crise e crescimento do desemprego no país, que já chega a quase 10%. (FSP)

    chest- como quria demonstrar, ao expandir as benesses e os privilégios trabalhistas além do que aguenta a economia, Dilma acaba tendo que remover direitos trabalhistas. Se não fosse trágico, estaria eu achando graça.

  170. Chesterton said

    nem todos ruralistas são ruins…

    chest- ôpa, Pax, peguei algo diferente aqui. É mesmo?

  171. Pedro said

    Falando em Tribunais de conta, os estaduais são uma merda.

    Do Diário Catarinense:

    “Faz de contas

    O Conselheiro Corregedor do Tribunal de Contas que engavetou o processo das diárias da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, arrumando com isso cargos comissionados para diversos parentes no Órgão, já possui quatro inquéritos no Ministério Público Federal em que é acusado de prevaricação, falsidade ideológica, peculato e outros crimes. Em tempo, a Comissão criada para investigar os fatos é formada por assessores de longa data do próprio investigado, César Filomeno Fontes. Faz de Contas ou não?”

    Acho que o TCU é a mesma bosta, nem perco tempo, assistindo isto aí.
    Vão enrolar, enrolar, pedir umas explicações e no fim ajeitam tudo nas internas.
    Aí o governo abre as pernas e ajeita um monte de bocas para a parentagem dos conselheiros.

    Tem horas que dá um desânimo…..

  172. Pedro said

    chest- os petistas estão batendo em espelho.

    kkkkkkkkk boa

  173. Elias said

    “chest- exatamente. As dívidas dos governos criam um bolsa familia ao contrario. Sim, governos tem custo fixo em funcionarios e benesses para todo lado que matam a economia real. Sim, populistas usam isto para se elegerem. Sim, quebramos.”

    Tu entendes do assunto tanto quanto o teu pai… (Falar nisso, quantos pais tu tiveste? Há algum tempo atrás, tu dizias que teu pai era um bam-bam-bam, que te manteve na França, submetido ao vexame de passar vários anos bebendo vinhos nacionais… Agora, já dizes que ele era um inepto financeiro… Será que havia mais de um?).

    Babaquice do Chester! Frase feita. Repetição de simplicidades simplórias de jornalista de direita, que abastece os cerebrinhos do rebanho com coisas simples, pra que o rebanho pense que pensa que está entendendo alguma coisa.

    O governo passa a conta pra quem ele quiser. É uma questão política. Depende do cacife…

    No Brasil, o déficit orçamentário NÃO É uma bolsa família ao contrário, porque quem paga a conta é a classe média, que é uma classe social que tem algum dinheiro e quase nenhum poder político classista, porque é desorganizada politicamente e atua politicamente a reboque de outras classes sociais.

    (O classe média está sempre defendendo os interesses políticos de outras classes sociais. Se ele é de direita ou centro-direita, defende os interesses dos mais ricos. Se é de esquerda ou de centro-esquerda, defende os interesses dos mais pobres. Como classe social, a classe média brasileira não tem plataforma política própria. Daí porque ela é sempre tratada pelos governos como o pato. Na hora de passar a conta, coloca-se o endereço da classe média).

  174. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE MERDA É ESSA?

    O TCU dá uma pedalada e adia o julgamento em 30 dias

    Brasil 17.06.15 11:30
    O ministro Augusto Nardes acaba de abrir o balcão de negócios no TCU.

    Apesar de todas as ilegalidades cometidas por Dilma Rousseff, ela ganhou mais 30 dias para comprar o tribunal.

    O.A.

  175. Pedro said

    “O TCU dá uma pedalada e adia o julgamento em 30 dias”

    Tão previsível…..

  176. Elias said

    “queda das taxas de juros- sertia cômico se não fosse trágico, taxa de juros não é causa, é consequência de contas desarrumadas, exatamente o que o imbecil do Mantega fez (sob aplausos da esquerdalhada) e colocou a Dilma na sinuca de bico.” (Chester)

    Babaquice…

    A política da taxa de juros QUASE NUNCA tem a ver com contas públicas.

    Tem a ver com INFLAÇÃO, que, por seu turno, pode ANTECEDER a desarrumação das contas públicas, como é o nosso caso.

    No caso brasileiro, o desequilíbrio das contas públicas foi provocado pela redução da receita.

    A receita caiu, em termos reais, porque o PIB passou a crescer a taxas MENORES (muito menores) que a inflação. Como a arrecadação de impostos é diretamente proporcional ao PIB…

    Já a despesa pública, especialmente no curto prazo, nunca pode ser reduzida substancialmente, porque é uma camisa de força.

    O maior item de despesa é o gasto com pessoal, que não dá pra mexer porque a esmagadora maioria dos servidores públicos é estável. Os servidores do Itamarati, p.ex., querem que sua remuneração seja atualizada anualmente, por, no mínimo, a taxa de inflação acumulada nos 12 meses antecedentes. Como não se pode fazer isso só pro Itamarati…

    Além disso tem os gastos “vinculados” cuja participação no orçamento também não pode ser alterada porque decorre de disposições constitucionais. E etc. (já discutimos isso aqui).

    No curto prazo, a despesa pública é “imexível”, para usar o termo imortalizado pelo filósofo Antônio Rogério Magri.

    Com a receita caindo, em termos reais, e a despesa se mantendo, também em termos reais, só havia um resultado a esperar…

    Quando um ministro promete corte de gastos substanciais na despesa pública — como fez o Levy — ele está cometendo um estelionato. Uma vigarice. Está vendendo um produto que ele não pode vender.

    É pura picaretagem. Flatulência. Aí ele “programa” um corte de despesa de R$ 70,1 bilhões, que o Planejamento “ajusta” pra R$ 69,9 bilhões, e o sacana faz vazar pra imprensa a escalafobética conclusão de que a fração de R$ 0,2 bilhão inutilizará a estratégia econômica do Ministério da Fazenda.

    Como se R$ 0,2 bilhão fizesse alguma diferença numa economia como a brasileira…

    E a taxa de juros?

    Presta atenção, pra não dizer besteira demais:

    1 – Quando o orçamento fica descompensado, os governos aumentam a captação de recursos por meio do lançamento de títulos da dívida pública.

    2 – Quanto mais altos os juros, MAIOR a remuneração que os governos têm que pagar, pelos títulos que lançaram no mercado, o que eleva a despesa pública…

    3 – Por isso, com o orçamento em desequilíbrio, os governos operam, mais do que nunca, com a MENOR taxa básica de juros que lhes for possível, a cada momento.

    4 – No Brasil, a taxa básica de juros NÃO PODE ser MUITO BAIXA, porque isso estimula o aumento da demanda, para além do que o aparelho produtivo pode atender. Em outras palavras: INFLAÇÃO, já que equivale a criar renda sem produto (o crédito nada mais é que a possibilidade real de se gastar uma renda que ainda não foi gerada).

    5 – Mas, também, a taxa básica de juros NÃO PODE ser MUITO ALTA, porque, além de impactar negativamente na despesa pública (como já dito no item “1”), isso favorece a EVASÃO de dinheiro para outros países. Exemplo: um investidor pega dinheiro emprestado na Alemanha, onde a taxa de juros é zero, e aplica em outro país, onde a taxa de juros é bem maior. Aí ele manda o rendimento pra Alemanha, no todo ou em parte, e permanece com a baba aplicada no país de juros altos, drenando dinheiro deste último, sem parar.

    Entendeste Chester? Não? Putz!

    Tu achas, mesmo, que entendes de política monetária mais que as cobras criadas do BC?

    Caso clássico de Napoleão de hospício…

  177. DAISE 2.0 said

    Para ler rindo…

    O PT e sua mentalidade do sítio
    O fato de um sujeito ser paranoico não impede que esteja sendo seguido, mas também o fato de ele estar sendo seguido não impede que ele seja paranoico

    17/06/2015 – 11h05
    Elio Gaspari, O Globo

    Deve-se ao repórter Luiz Antonio Novaes o registro de dois episódios ilustrativos da mentalidade do sítio que tomou conta do PT. Primeiro, eles tinham como inimigos os adversários políticos. Depois, a imprensa oligopolizada. Em seguida, a freguesia dessa mesma imprensa. Aos poucos, quase todo mundo.

    Novaes estava no Congresso do PT em Salvador, onde só havia petistas, e narrou duas cenas.

    Quando o governador da Bahia, Rui Costa, começou a falar, ouviram-se alguns gritos: “Cabula! Cabula!”. Costa foi um dos fundadores do partido na Bahia e Cabula é um bairro de Salvador onde, em fevereiro, a PM matou 12 pessoas (todos negros) e feriu outras seis.

    A tropa diz que eram traficantes que reagiram à chegada dos soldados. (Apenas um dos 12 mortos tinha antecedentes criminais.) Falando a uma plateia de PMs, o governador construiu uma metáfora comparando a ação dos policiais diante de malfeitores à do artilheiro na boca do gol, quando tem poucos segundos para decidir o que fazer e bateu o martelo: “Não há indícios de que teve atuação fora da lei nesse caso”. Portanto, os artilheiros da PM baiana fizeram 12 gols.

    Quando Rui Costa começou a discursar, os gritos de “Cabula” pouco significavam para quem viera de outros estados, mas a lembrança da chacina era suficiente para irritar o comissariado do governador. O problema surgiu quando alguém ouviu “Papuda” no lugar de “Cabula”. Haveria petistas gritando o nome da penitenciária para onde foram mandados dois ex-presidentes do PT e seu ex-tesoureiro. Nessa hora, os companheiros estranharam-se, trocaram gritos e alguns empurrões. A confusão durou uma meia hora, exaltando ânimos que tanto podiam estar reagindo aos gritos de “Cabula”, de “Papuda” ou a ambos.

    Pouco depois, como faltassem assentos no salão, vieram gritos de “Cadeira! Cadeira!”. Novamente, uns pediam cadeiras e outros ouviam “cadeia”. Dessa vez o mal-estar foi meramente auditivo.

    Quem já ouviu milhares de pessoas gritando “Papuda” e “cadeia” na Avenida Paulista não tem por que se impressionar com cenas desse tipo. O episódio de Salvador mostrou que há petistas prontos para ouvir “Papuda” em vez de “Cabula” e “cadeia” no lugar de “cadeira” dentro de um congresso do partido.

    O inimigo, poderoso, conspirador e manipulativo, estaria em todos os lugares, inclusive lá. Coisa de quem está mal dos nervos, como o presidente americano George W. Bush quando viu uma deputada na Casa Branca com um botão onde leu “Osama”. Era “Obama”.

    Gritar “Cabula” num evento onde discursava Rui Costa seria uma atitude agressiva, mas razoável para um petista desaparelhado que passa a vida defendendo os direitos do andar de baixo. Ouvir “Papuda” é coisa diversa, reação de alguém capaz de pensar que, a qualquer momento, inclusive durante uma reunião de petistas, poderá ser atazanado pela lembrança do mensalão e das petrorroubalheiras. Vai daí, “cadeira” vira “cadeia”.

    A mentalidade do sítio colocou o PT no cubo de Marcel Marceau. Ele era um grande mímico e seu melhor numero era o de um cubo imaginário. A cada movimento que fazia, o cubo encolhia até que, de tão pequeno, não permitia que se movesse. O fato de um sujeito ser paranoico não impede que esteja sendo seguido, mas também o fato de ele estar sendo seguido não impede que ele seja paranoico.

  178. Chesterton said

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,nova-noticia,1707719

    Será que vai dar cana

  179. Elias said

    “O fato de um sujeito ser paranoico não impede que esteja sendo seguido, mas também o fato de ele estar sendo seguido não impede que ele seja paranoico.” (Elio Gaspari)

    É… Por outro lado:

    O fato do sujeito estar sendo seguido não impede que ele seja paranoico, mas também fato de ele ser ser paranoico não impede que esteja sendo seguido, né?

    É só um caso clássico em que a ordem das parcelas não altera a soma (mas direciona a atenção para a parcela que se pretende seja “mais igual” do que a outra).

    Independentemente da paranoia petelha, Gaspari bem poderia sair do muro, e escrever seriamente sobre a existência ou não de uma estratégia golpista (o fato de ela não ter sensibilizado os fardados não impede que ela exista…).

    Sei que ele não fará isso, até porque o fato de Gaspari ser um ótimo articulista/historiador não impede que ele se guarde, pra continuar garantindo o leite das crianças…

    Ora neném… Esse lance é mais velho que a posição de fazer cocô…

  180. Elias said

    Pedro,

    Duvido que o TCU deixe de aprovar contas da Dilma por causa de “contingenciamentos”.

    “Contingenciamento” é uma medida administrativa que se situa dentro da esfera da governança. Nenhum ordenador de despesa está obrigado, por lei, a “contingenciar” o que quer que seja.

    De mais a mais, a lei de orçamento é uma lei AUTORIZATIVA, e não DETERMINATIVA.

    Ela apenas AUTORIZA o governo a fazer, SE QUISER, as despesas que ela prevê.

    O governo não pode executar nenhuma despesa que não esteja prevista da lei de orçamento, mas não é obrigado a realizar todas as despesas que o orçamento prevê. Ele realiza as despesas que quiser realizar, desde que estejam previstas no orçamento, e que existam recursos — já arrecadados ou que devam ser arrecadados no futuro — para respaldar essas despesas.

    Não li toda a peça do MP, mas o que já vi tem muitos furos. Parece mais coisa de vereador (estreante) da oposição…

    Vou ver se tenho tempo e saco pra uma leitura completa. Pode ser que tenha coisas que ainda não percebi…

  181. Elias said

    ” Ele realiza as despesas que quiser realizar…”.

    É… Mas o governo que deixe de fazer — por não querer — as despesas com pessoal e encargos, as despesas vinculadas, etc., pra saber, rapidinho, com quanto paus se faz uma jangada… Ou com quantas porradas se derruba uma presidente maluquinha…

  182. Pedro said

    # Pois é, acho que não é este o problema.

    Continuo não botando fé nesses tribunais de faz de contas.

    E sobre isto devo dizer, o PT não é o maior culpado. Faz muito tempo que a putaria rola solta nestes tribunais.

  183. Pedro said

    # 177

    O Chester resumiu, os petistas estão brigando com o espelho.

  184. Patriarca da Paciência said

    .https://www.facebook.com/deputadofernandoferro/photos/a.760340787324748.1073741833.358668794158618/1095629567129200/?type=1&theater

  185. Pedro said

    Outra do DC:

    “Pesquisando, verifica-se que no Site do Sistema de Apoio às Leis de Incentivo à Cultura (SALIC), encontra-se 03 (três) PEÇAS a ser dirigidas por Jõ Soares, todas recentes, cujos financiamentos são expressivos e generosos:

    1) Três Dias de Chuva. Valor aprovado: R$ 1.393.001,60.

    2) Histeria. Valor aprovado: R$ 2.260.400,00.

    3) Os Reis do Riso. Valor aprovado: R$ 1.919.400,00.”

    Huuummm

    As pecinhas do Jô

  186. Pedro said

    Tava esquisita aquela entrevista.

  187. Patriarca da Paciência said

    Por falar em Tribunais de Contas, vejam só de que matéria são formados:

  188. DAISE 2.0 said

    Pena que o TCU pediu explicações por escrito. Seria muito mais engraçado se ela tivesse que fazer a defesa oral de sua defesa.

  189. DAISE 2.0 said

    APÓS CONFESSAR FRACASSO, CARDOZO DEVERIA SAIR

    O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, alegou que não se pode colocar adolescentes em prisões por serem hoje “escolas do crime”.
    Ao confessar o próprio fracasso, Cardozo (que chefia o Departamento Penitenciário Nacional), tem o dever de pedir o boné.
    Até porque seu argumento escorrega na desonestidade intelectual: ninguém defende bandidos de menor e maior idade recolhidos a uma mesma instituição.
    DP

  190. Pax said

    caro Patriarca,

    editei teu comentário #184 — coloquei um ponto antes do link.

    travou tudo por aqui.

  191. Pax said

    caro Chesterton, velho e bom Chesterton, “the” rabugento

    claro que há ruralistas bons

    tira fora Kátia Abreu, Ronaldo Caiado, essa turma toda

    tem uma outra que produz, tem até quem evite os agrotóxicos proibidos alhures e permitidos a vontade aqui por conta da ANVISA e essa turma toda da lixeira geral

    petistas brigando com o espelho é a melhor coisa que já te ouvi falar nessa última década

    muito bom

    o pior do pior de tudo é que, mesmo com o PT galopando para seu fim (aliás, patético o Congresso em Salvador), ainda não apareceu qualquer oposição consistente, nenhuma proposta

    por essas e outras que essa turma do lixo está nadando de braçadas

    a merdelança é tão grande que os caras se sentem absolutamente em casa

  192. Patriarca da Paciência said

    A Argentina jamais iria aceitar ficar atrás dos Estados Unidos e estão se preparando para a grande virada. Se os “Steites” tem Obama, “Los Hermanos” terão Obaca, o qual será o primeiro presidente negro da Argentina. O papa Francisco teria comentado com o presidente do Equador que, quando foi eleito papa, por ser argentino, muito pensavam que ele iria adotar o nome de Jesus II. Então, a Argentina terá o seu Obaca, primeiro e único !

    https://www.fwtv.tv/obaca/entrevista-a-omar-obaca-radio-suquia-fm-965-cordoba

  193. Chesterton said

    Pedro, 185…alta cultura hein?

  194. Chesterton said

    Pro Pax

    https://en.wikipedia.org/wiki/Minarchism

  195. Chesterton said

    forró

    Menos direitos, por favor

    O rol dos supostos direitos prometidos é vasto, em quantidade e irresponsabilidade.

    Nas eleições passadas e nos discursos políticos de sempre, “direito” foi e é uma das palavras mais utilizadas por políticos em seus discursos. A estratégia é eficaz, pois nós, eleitores e cidadãos em geral, somos especialmente simpáticos à ideia de receber. Oferecer algo, contudo, é um pouco mais difícil – a não ser que usemos verbas públicas e façamos o “bem” com dinheiro alheio.

    Nestes primeiros meses de novos mandatos, já vemos ações que visam à reeleição em 2018. Governantes e legisladores seguirão prometendo e, de fato, até distribuindo privilégios travestidos de direitos, por puro eleitoralismo, em um projeto egoísta de acúmulo de poder econômico. Todavia, há quem proceda de forma muito mais periculosa, dentro de um projeto de poder político mais amplo. Falo de quem promete e distribui benesses em nome de ideologias – e a humanidade sabe (sobretudo os milhões de russos, ucranianos, chineses, cubanos, alemães etc.) o potencial de devastação das abstrações ideológicas.
    Seguindo a máxima do “dividir para conquistar” (atribuída ora a Júlio César, ora a Napoleão), políticos populistas e demagogos prometem vantagens a determinados grupos (normalmente, organizados e queixosos) e deixam outros grupos insatisfeitos. Com a divisão consolidada e o caos instalado, apresentam-se, então, como arautos da sensatez, dispostos a mediar as tensões, oferecendo colheradas de bondade a gregos e a troianos.

    O rol dos supostos direitos prometidos é vasto, em quantidade e irresponsabilidade, pois ignora-se que cada direito traz consigo uma proporcional carga de deveres e entra em conflito com outros direitos. Trabalhemos com um exemplo prático: se estudantes não pagarem passagens no transporte público, como defenderam alguns candidatos, o serviço acabará sendo pago pelos trabalhadores que utilizam os coletivos e pelos empresários que subsidiam vale-transporte a seus funcionários. Além disso, a concorrência fugirá do processo e a qualidade do serviço, então monopolizado pelo Estado, tenderá à queda. Ou seja, direitos para uns, deveres para outros, com a tensão social devidamente estabelecida, levando todos à solicitação da mediação estatal.

    Outro exemplo: organizações não governamentais pressionam autoridades para que deem proteção especial a homossexuais. Não deixa de ser um pedido justo, mas esse zelo deve ser estendido a todos os outros brasileiros, vítimas de mais de 50 mil assassinatos e de milhões de assaltos, sequestros, estupros e outras violências por ano. Por fim, cito a questão das cotas raciais em vestibulares. Ora, privilegiar vestibulandos em função de sua cor de pele, pressupondo que estão menos capacitados para uma disputa meritocrática, é diferenciação racial; logo, é racismo. Aliás, é racismo de mão-dupla: contra o negro, por pressupor que ele precisa de uma vantagem competitiva; e contra o não negro, por prejudicá-lo na disputa. Novamente, são agraciados estes e depreciados aqueles – e quem possibilita essa tensão é quem detém o remédio.

    Não, não tenho absolutamente nada contra os indivíduos que compõem as [supostas] minorias citadas ou tangenciadas nesses exemplos. O problema é tão somente o ativismo oportunista, que caça vantagens a determinados grupos em função de preferências que deveriam limitar-se à vida íntima das pessoas (no caso das “minorias sexuais” [sic], por exemplo) e de características físicas e naturais que não determinam nada per se (como a cor da pele ou o sexo do indivíduo). Apenas para ilustrar o quão artificiais são essas tensões: a quem alega que cotas são uma política de reparação histórica inegociável, vale lembrar que eram negros os líderes de tribos africanas que capturavam seus conterrâneos e os vendiam aos europeus e que eram brancos os europeus escravizados – oito séculos antes da escravidão nas Américas – por hordas islâmicas, repletas de negros do Norte da África.

    A verdade é que supostas reparações e correções artificiais de aparentes injustiças servem apenas a tensionar a população, a colocar-nos uns contra os outros, a dividir para conquistar, enfim. A atual sanha por privilégios só faz aumentar as tensões sociais, opondo-nos em raças, gêneros, classes etc.; mas geram dividendos eleitorais, enriquecem e cobrem de poderes os pretensos benfeitores. São essas situações claros indícios de por que o Brasil atravessa tamanha crise ética e moral. Quando cada um coloca os direitos de sua preferência à frente do bem comum, o resultado é a guerra de todos contra todos.

    Publicado na revista Voto.

    http://colombomendes.blogspot.com.br/

  196. Chesterton said

    nem as putas aguentam a carga tributária

    http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/bordel-austriaco-oferece-sexo-de-graca-em-protesto-contra-impostos

  197. Patriarca da Paciência said

    “Dinamarca criou lei proibindo sexo com animais !

    “Os políticos que votaram a favor do projeto de lei disseram que a Dinamarca não queria ser o último país do norte da Europa onde o bestialismo fosse permitido. “Há relatos frequentes de shows de sexo com animais organizados em clubes e bordéis na Dinamarca”, afirmou o Conselho de Ética para Animais, em um relatório.”

    Navegando no link do 196.

    Pelo que li Chesterton, mesmo pagando uma alta carga tributária, o cafetão está nadando no dinheiro. Vai oferecer sexo de graça aos clientes e ainda pagar 10 mil euros mensais para cada prostituta… isso até setembro !

    De que o cafetão está reclamando ? Que ficou rico demais ?

  198. Patriarca da Paciência said

    “Em Caracas, para onde viajou a convite da presidência da Venezuela, o blogueiro Miguel do Rosário rechaça a tese de que o país vive uma ditadura; “Nas bancas, há jornais de oposição. Na TV, a maioria dos programas são de oposição. Nas últimas eleições presidenciais, a oposição perdeu por pequeníssima margem de votos. Que ditadura é essa?”, pergunta; ele questiona ainda se Aécio Neves, “não satisfeito em ter se tornado uma espécie de liderança golpista doméstica, pretende se tornar um golpista panamericano”
    (247)

  199. DAISE 2.0 said

    AS 13 PEDALADAS

    1 Não contabilização de dívidas do governo junto Banco do Brasil, BNDES e FGTS (R$ 40,2 bilhões acumulados até 2014)
    Descumprimento da LRF (art. 1)

    2 Adiantamento da Caixa para pagar Bolsa Família, Seguro Desemprego e Abono Salarial (R$ 7 bilhões em 2014)
    Descumprimento da LRF (arts. 1, 32, 36 e 38)

    3 Adiantamentos concedidos pelo FGTS à União para cobertura de despesas no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida (R$ 1,4 bilhão)
    Descumprimento da LRF (art. 32)

    4 Adiantamentos concedidos pelo BNDES à União para cobertura de despesas no âmbito do PSI (Programa de Sustentação do Investimento)
    Descumprimento da LRF (arts. 1, 32, 36)

    5 Ausência de rol de prioridades e metas no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2014
    Descumprimento da Constituição (art. 165)

    6 Pagamento de dívida contratual junto ao FGTS do Minha Casa, Minha Vida sem autorização do Orçamento
    Descumprimento da LRF (arts. 1, 3, 5 e 32) e da Constituição (arts. 167)

    7 Uso de recursos além do aprovado no Orçamento por estatais ligadas à Petrobras, Telebras e Eletrobras
    Inobservância da Constituição (arts. 167)

    8 Execução de despesa de investimento sem dotação no orçamento de estatais ligadas à Petrobras e Eletrobras
    Inobservância da Constituição (arts. 167)

    9 Ausência de contingenciamento de despesas discricionárias da União de pelo menos R$ 28,54 bilhões, quando já se sabia que não haveria dinheiro para gastar
    Descumprimento da LRF (art. 1 e 9)

    10 Condicionamento de aumento de gastos públicos à aprovação de lei no parlamento que mudava meta de superavit
    Inobservância da Constituição (art. 37), da LRF (art. 1) e da Lei Orçamentária (Art. 118)

    11 Inscrição irregular em Restos a Pagar (dívida de curto prazo) de R$ 1,367 bilhão referentes a despesas do Programa Minha Casa Minha Vida no exercício de 2014
    Descumprimento da Constituição (art. 37), da LRF (art. 1) e da Lei que regula os orçamentos (arts. 36, 35 e 67)

    12 Omissão de transações deficitárias da União junto ao Banco do Brasil, ao BNDES e ao FGTS nas estatísticas dos resultados fiscais de 2014
    Descumprimento da LRF (art. 1) e da Constituição (art. 37)

    13 Existência de distorções no Plano Plurianual 2012-2015 tornado-o sem confiabilidade
    Descumprimento da Constituição (art. 37)

    ALTO LÁ: QUE MERDA É ESSA?

  200. Patriarca da Paciência said

    Pax,

    é da página de um deputado. Não entendi o porquê da “travada”.

  201. DAISE 2.0 said

    ALTO LÁ: QUE MERDA É ESSA?

  202. Patriarca da Paciência said

  203. Chesterton said

    http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,fiat-da-ferias-coletivas-a-mais-12-mil-funcionarios,1708206

    chest- claro, aumentando os impostos dos executivos da FIAT a arrecadação vai aumentar.

  204. DAISE 2.0 said

    #102 FEDORENTO INCONFORMADO COM CUNHA

  205. Patriarca da Paciência said

  206. DAISE 2.0 said

    FEDORENTO
    ALTO LÁ: QUE MERDA É ESSA?

    Dirceu, enrolado e canino

    Brasil 17.06.15 18:48
    A Veja.com noticia que a empresa do lobista Milton Pascowitch, um dos operadores do Petrolão, participou da compra da sede da JD Consultoria, de José Dirceu e de seu irmão Luiz Eduardo de Oliveira, e da aquisição de um apartamento no nome da filha do ministro, Camila. Por meio da Jamp, ele pagou 400 000 reais.

    Os dois imóveis, informa o Estadão, foram avaliados em 4,2 milhões de reais pelo Banco do Brasil, mas declarados à Receita por 2,3 milhões de reais. Tudo leva a crer que a entrada de Pascowitch nesses negócios imobiliários fizeram parte do esquema de lavagem de dinheiro e corrupção do ex-ministro — na sua conta, não há traço dos 400 000 reais pagos pelo lobista.

    Apesar dos recados magoados que manda de vez em quando, a fidelidade de José Dirceu a Lula e ao PT permanece canina.

    O.A.

  207. Patriarca da Paciência said

    “A senadora Lúcia Vânia (GO) comunicou em Plenário, nesta quarta-feira (17) sua desfiliação do PSDB, partido no qual está há mais de 20 anos; “Na minha visão, esse confronto que se estabeleceu no Congresso Nacional entre situação e oposição para dar resposta a uma sociedade órfã de lideranças é simplesmente irracional. Nós estamos adubando os caminhos para os extremos, para os radicais se aninharem em todos os espaços da vida nacional. O nosso papel, mais do que nunca, precisa ser de equilíbrio e sensatez sem, contudo, deixar de condenar os desvios, a má gestão, o descompromisso com o dinheiro público”, disse”
    (247)

  208. DAISE 2.0 said

    Faz tempo que ser “petista” não é coisa boa!

  209. DAISE 2.0 said

    O Pax em má companhia:

    Diretor de ministério também postou mensagens vinculando Aécio a drogas

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1644334-diretor-de-ministerio-tambem-postou-mensagens-vinculando-aecio-a-drogas.shtml

    Ma o Pax pode…ele não é empregado do governo.

  210. DAISE 2.0 said

    Operador da Lava Jato pagou R$ 400 mil do imóvel da empresa de Dirceu
    REDAÇÃO
    17 Junho 2015 | 17:57
    Valor saiu da Jamp Engenheiros, de Milton Pascowitch, preso em Curitiba; defesa de ex-ministro diz que dinheiro não pode ser rastreado em sua conta porque foi pago diretamente para o escritório que vendeu o imóvel, em São Paulo

    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/operador-da-lava-jato-pagou-r-400-mil-do-imovel-da-empresa-de-dirceu/

    Milton já está em cana. Agora falta o Zeca (José Adolfo).

    Como judeus ricos não são burros, aguarda-se para breve nova delação premiada.

  211. Patriarca da Paciência said

    Por Fernando Brito

    “O Brasil é um país curioso, porque o passado é lembrado ou esquecido seletivamente.

    Por exemplo: quando Severino Cavalcanti elegeu Augusto Nardes – deputado pela Arena e suas sucessivas reencarnações – para uma vaga destinada à Câmara no Tribunal de Contas, o então presidente do órgão, Adylson Motta escreveu ao presidente Lula pedindo que não sancionasse a nomeação devido “à inobservância do requisito constitucional da reputação ilibada e idoneidade moral”.

    Nardes era processado – respondia ao Inquérito 1827-9 – crime eleitoral, peculato e concussão, doação de campanha eleitoral, segundo a publicação “No banco dos réus”, do site Congresso em Foco – pelos quais alguma alma caridosa le fez um “desconto” para pagar mil reais e fazer palestras em escolas públicas, o que, segundo a “prestigiosa” revista Veja, que publico acima, foi uma “malandragem”.

    Lula o nomeou, porque a vaga pertencia à Câmara e a Câmara o escolheu.

    Curioso é que, nove anos depois, Nardes pegou emprestado os argumentos que usaram contra ele e, já na Presidência do TCU, ameaçou vetar a posse do senador Gim Argelo por falta de “reputação ilibada e idoneidade moral”. De novo, minha fonte é a revista Veja, onde, aliás, o moralíssimo Ricardo Setti o saudou entusiasticamente dizendo que, ainda bem, existem homens como Nardes, “com vergonha na cara”.

    Agora, Nardes – redimido pela mídia – assume uma postura agressiva como jamais se viu no TCU, sob completa cumplicidade dos veículos de comunicação, sem que um único deles aponte e recorde quem é este senhor.

    A Folha chega a dizer que os “Ministros temem desmoralização do TCU ao julgar contas de Dilma“. Ora, quem teme desmoralização tem um presidente da corte que foi acusado de crime eleitoral, peculato e concussão, doação de campanha eleitoral e se acertou com uma multa e algumas palestras como pena alternativa?

    O Brasil virou o país onde o cinismo é virtude, a hipocrisia é a verdade e a imprensa transforma em vestais as figuras mais sombrias, desde que isso ajude a derrubar o governo que – absurdo! – foi eleito pelo voto popular.

    Se para isso precisam esquecer – como disse FHC – que escreveram, pouco se lhes dá.

    Afinal, nessa história de ausência de reputação ilibada e idoneidade moral a mídia brasileira não é melhor que os personagens desta história.”

  212. DAISE 2.0 said

    FEDORENTO:
    ALTO LÁ QUE MERDA É ESSA?

    Arno é o novo Cerveró

    SÃO PAULO – O que dirá Dilma Rousseff na defesa que terá de entregar ao Tribunal de Contas da União, que nesta quarta-feira deu um inédito e vexatório ultimato à presidente da República?

    A versão que aliados da petista têm ventilado, acredite o leitor se quiser, é que Dilma foi enganada pelo ex-secretário do Tesouro Arno Augustin, que teria mandado brasa em desonerações, pedaladas, reduções de tarifa e outras mandracarias fiscais sem comunicar à chefe a real situação das contas do governo.

    Resta saber se Dilma terá coragem de recorrer, mais uma vez, ao expediente do “não sabia de nada” e “fui enganada” para explicar as graves e inúmeras irregularidades apontadas no voto do relator Augusto Nardes.

    Foi por meio dele que a presidente explicou o fato de o Conselho de Administração da Petrobras, presidido por ela à época, ter aprovado a compra da refinaria de Pasadena em 2006. Disse que o então diretor da área internacional, Nestor Cerveró, hoje preso pela Lava Jato, omitiu cláusulas que mostravam que se tratava de um mau negócio.

    Quem ditava a política econômica da dupla Guido Mantega e Arno Augustin –que o governo quer culpar agora pela lambança fiscal flagrada pelo TCU– era a própria Dilma. Foi ela quem urdiu a redução da conta de luz, cantada em prosa, verso e filmes de João Santana como um feito da gestão petista antes de se mostrar um desastre para a economia. O mesmo com as desonerações a granel, o Fies turbinado e outras mágicas com claros propósitos eleitorais.

    Mantega e Arno não eram candidatos à reeleição –pelo contrário, já estavam demitidos antes do pleito.

    Sem esse supertrunfo, restam dois caminhos a Dilma: retocar a maquiagem dos números rejeitados ou admitir os erros e prometer mudar procedimentos daqui para a frente.

    Em ambos os casos, o TCU não tem outro caminho a não ser recomendar a rejeição das contas de 2014, sob risco de se desmoralizar se não o fizer.

  213. Patriarca da Paciência said

    Caro Pax,

    a besta desvairada posta textos do reinaldo rolabosta e outras bostas sem a menor preocupação de citar a fonte. A cada dia fico mais convicto que esse encosto é assalariado para espalhar infâmias contra o governo.

    Faz parte dos robôs digitadores !

  214. DAISE 2.0 said

    FEDORENTO
    ALTO LÁ: QUE MERDA É ESSA

    Primeiro andar do PT ensina como jogar sujo
    É o segundo caso de um servidor federal que atuou nas redes durante a campanha presidencial de 2014 e comprovadamente caluniou e difamou Aécio

    18/06/2015 – 08h04
    Ricardo Noblat

    Lula e o PT são craques em se vitimar. Na semana passada, em Salvador, por exemplo, Lula se apresentou como vítima de uma campanha mediática jamais vista interessada em destruí-lo.

    No ano passado, durante comício de Dilma em Belo Horizonte, Lula ouviu a leitura de uma carta por uma petista que acusava Aécio Neves, então candidato do PSDB a presidente, de gostar de agredir mulheres. E também de se envolver com drogas.

    Dez dias depois, em Porto Alegre, foi a vez de Dilma ouvir acusações semelhantes.

    Nem Lula desautorizou os ataques sórdidos, nem Dilma. No caso de Lula, ele chegou mesmo a sugerir que Aécio gostava, sim, de agredir mulheres.

    Com tais exemplos vindos do andar superior do PT, como a militância se comportaria?

    A repórter Daniela Lima informa que um diretor do Ministério do Desenvolvimento Social “é dono de um perfil em redes sociais que, segundo a Justiça de São Paulo, disseminou mensagens na internet vinculando o senador Aécio Neves (PSDB-MG) a apreensão de drogas”.

    Nome do diretor: Luiz Müller, militante do PT do Rio Grande do Sul. Sua área de atuação no ministério é vinculada à Secretaria Extraordinária de Superação da Extrema Pobreza (SESEP).

    Müller é um dos alvos da ação que Aécio move na Justiça desde o ano passado para ter acesso aos dados de internautas que publicaram mensagens em redes sociais vinculando o nome dele ao consumo ou tráfico de drogas.

    É o segundo caso de um servidor federal que atuou nas redes durante a campanha presidencial de 2014 e comprovadamente caluniou e difamou Aécio : Márcio de Araújo Benedito., o China.

    Para difamar Aécio, ele se valeu das redes do Ministério da Fazenda e do Serpro, estatal responsável pelo sistema de tecnologia da informação de todo o governo federal.

    Benedito é chefe da divisão de “projetos e tecnologias educacionais” do Serpro em Belo Horizonte.

    De volta a Müller. O que ele alegou em sua defesa? Escreveu em seu blog:

    – Reproduzo no perfil do Twitter textos deste e de outros blogs, com conteúdo e argumentos. Nunca fiz nenhuma ‘acusação’ a ninguém e a nenhum candidato. Publico neste blog e repercuto no Twitter ideias e propostas e contesto com argumentos, ideias e propostas das quais eu discordo.

    E escreveu mais:

    – Os representantes do neoliberalismo têm medo dos que professam ideias. Por isto acusam a mim e a outros tuiteiros. Querem calar os que contestam o entreguismo do patrimônio nacional, explícito em seus programas. Não me calarão. Ajudei a construir o PT. E junto com tantos milhões de Brasileiros ajudamos a eleger um operário e uma mulher para a Presidência da República..

  215. Patriarca da Paciência said

    Teoria da Bosta Seca a todo vapor.

    Delator “premiado” chantageia outros corruptos para “delatar” ao gosto dos corruptos.

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/06/veja-imagens-da-prisao-do-delator-da-mafia-do-iss-apos-receber-r-70-mil.html

    Voltaire já mencionava que o ser humano tem tal capacidade de adaptação, o que torna o Inferno uma hipótese fantasiosa. Os seres humanos não sofreriam por muito tempo no Inferno e, logo, encontrariam um jeito de se divertirem por lá !

    Realmente é algo espantoso !

    O “delator premiado” ganhando dinheiro em cima da “delação premiada”.

    E aí, Dr. Moro, vai encarar ?

  216. Patriarca da Paciência said

  217. Elias said

    Patriarca # 200,

    Pelo que eu li, o projeto de Lei do Zé Serra apenas DESOBRIGA a Petrobras de bancar o mínimo de 30% dos investimentos no Pré-Sal.

    Aprovada a lei, a companhia não estaria mais obrigada a investir 30%. Mas nada impede que ela mantenha esse nível de participação, ou até mais que isso, se quiser e tiver com que bancar.

    Não creio que a própria Petrobras fique contra o projeto do Serra.

    Hoje, o mínimo obrigatório de 30% é muito para a Petrobras, que: (i) fechou o 1º Tri de 2015 com geração negativa de caixa; (ii) opera com um nível de endividamento muito alto; e (iii) não está à vontade pra obter dinheiro lançando novas ações no mercado, porque, enquanto não aumentar a geração de lucro, cada aumento de capital próprio resultará na redução do lucro por ação e, consequentemente, na redução do valor de mercado dessa ação (o que seria desastroso para uma empresa cujo valor de mercado é pouco mais de 50% do valor patrimonial…).

    Num quadro assim, se o mínimo obrigatório de 30% for mantido, a Petrobras só terá duas alternativas: (i) adiar investimentos, por falta de recursos pra bancar a participação mínima obrigatória nos novos projetos; (ii) se endividar ainda mais, com o objetivo de conseguir dinheiro pra encarar a participação mínima obrigatória.

    Ora, Patriarca, sem complicar muito, vamos enumerar:

    1 – Pré-Sal é negócio de risco. Até aqui, todos os poços da Petrobras renderam mais que o previsto, mas isso não é garantido, certo? Não falta quem tenha se esborrachado em alguns campos (V. Eike Batista, entre outros…). Antes de contratar dívida pra investir no Pré-Sal, é bom pensar nisso (principalmente quem já está atolado em dívidas, como a Petrobras).

    2 – O Pré-Sal é negócio com um respeitável tempo de maturação. O centavo que se investe nele hoje, só começará a render alguma coisa daqui a alguns anos.

    3 – Acontece que a Petrobras já está com dificuldade pra pagar as parcelas de seu endividamento que estão vencendo agora. Na verdade, está lançando debêntures (ou seja, criando dívida), pra ajudar no pagamento dessas parcelas. Ora, quem está contratando dívida pra pagar dívida, não tem condições de se endividar ainda mais, pra investir num negócio que só começará a render em 3, 4 ou 5 anos.

    A meu pensar, o projeto de lei do Serra dá mais flexibilidade e autonomia à Petrobras. Se ela quiser e tiver com que bancar os 30%, ótimo. Se não puder bancar, terá outras alternativas.

    Hoje, a prioridade da empresa é continuar a gerar lucro e restabelecer uma geração positiva de caixa, pra voltar a distribuir dividendos. O que se opuser a isso é ruim; o que favorecer é bom.

    Tem outras coisas mais em jogo, mas acho que, com relação ao assunto, o essencial é mais ou menos isso aí…

  218. Elias said

    “chest- claro, aumentando os impostos dos executivos da FIAT a arrecadação vai aumentar.”

    Que babaquice…!

    Em casa de ferreiro, tanto bate até que fura.

  219. Elias said

    Patriarca # 215.

    Bastante oportuno, o link.

    É bom nunca perder de vista que o “acordo de leniência” é feito com um marginal, um indivíduo comprovadamente delinquente. Alguém sobre cujo caráter criminoso não mais paira a menor sombra de dúvida.

    O que o acordo de leniência permite é, exatamente, usar o caráter deformado desse indivíduo portador de transtorno de personalidade anti-social (vulgarmente conhecido como sociopata), pra pegar, além dele, outros pervertidos iguais a ele, aos quais ele se associou pra delinquir.

    Lidar com esse tipo de gente é lidar com o que há de mais nojento entre seres humanos. É o rebotalho. O resto do que já não presta. Além de criminoso, dedo duro…

    A lei que institui o acordo de leniência estabelece uma série de cautelas. O delator é um delinquente que está caguetando a delinquência em causa própria. Sua delação acontece em benefício próprio, e não com o propósito de gerar algum benefício social (o benefício social é o propósito de quem celebra o acordo de leniência com o delinquente).

    Por isso mesmo, cada declaração do delinquente em acordo de leniência deve ser considerada, em princípio, falsa ou direcionada à indução de erro de julgamento, já que feita em interesse próprio. Só depois de comprovada, sem sombra de dúvida, é que passa a integrar o acordo.

    É assim em qualquer país civilizado.

    Nesta casa-de-mãe-Joana, as declarações desses delinquentes ganham as ruas como se fossem verdades irrefutáveis. Isso ainda vai acabar numa pilha imensa de processos movidos por pessoas cuja reputação foi injustamente atingida pelas declarações de marginais, em acordos de leniência.

    Além do mais, ainda tem esse lance, do sujeito aproveitar o acordo de leniência para o cometimento de outros atos ilícitos, como esse ex-auditor da prefeitura paulista.

    Se o acordo de leniência desse marginal houvesse sido celebrado via MPF, dificilmente seria apanhado cometendo o novo delito. Imediatamente ele seria considerado aliado político da oposição e, nessa condição, todas as declarações dele seriam declaradas acima de qualquer suspeita…

  220. Patriarca da Paciência said

  221. Patriarca da Paciência said

    “Nesta casa-de-mãe-Joana, as declarações desses delinquentes ganham as ruas como se fossem verdades irrefutáveis. Isso ainda vai acabar numa pilha imensa de processos movidos por pessoas cuja reputação foi injustamente atingida pelas declarações de marginais, em acordos de leniência.

    Além do mais, ainda tem esse lance, do sujeito aproveitar o acordo de leniência para o cometimento de outros atos ilícitos, como esse ex-auditor da prefeitura paulista.

    Se o acordo de leniência desse marginal houvesse sido celebrado via MPF, dificilmente seria apanhado cometendo o novo delito. Imediatamente ele seria considerado aliado político da oposição e, nessa condição, todas as declarações dele seriam declaradas acima de qualquer suspeita…”

    Concordo totalmente, Elias,

    E é bem o que acontece com o Dr. Moro e seus “intocáveis”. ( tem muito gente por aí chamando a equipe do Dr. Moro de “Os Intocáveis”)

    Policiais federais “vazando seletivamente” depoimentos “premiados* com o claro fim de prejudicar o governo !

    Pessoas presas sem qualquer prova, somente com base em “delação premiada”.

    A “flexibilização” dos Direitos e Garantias Individuais” atingiu um nível “nunca visto antes no Brasil”.

    E o ministro Zé Cardoso aí, caladinho, sem nada fazer.

    Realmente é algo pra lá de preocupante !

    Quanto ao projeto do Zé Serra, não acho que seja tão ruim. O Problema é que tem um monte de gente mal intencionada que pode pegar carona, tipo os “enxertos” do Cunha. O dito cujo conseguiu até aprovar o projeto do shopping no meio do ajuste fiscal. Aí é que mora o perigo. Com os parlamentares que temos, tudo é possível.

  222. Patriarca da Paciência said

    “Objetivo é revelar novos “insights” sobre as viagens espaciais e apurar o desaparecimento das imagens originais do pouso que teria levado o homem à Lua, além do destino das pedras lunares que teriam sido coletadas; “Não estamos afirmando que os Estados Unidos não foram à Lua, e apenas feito um filme sobre isso. Mas todos esses artefatos científicos – ou talvez culturais – são legados da humanidade, e seu desaparecimento sem vestígios é uma perda para todos nós”, disse o representante do Comitê de Investigações Vladmir Markin”
    (247)

    Eu não levava muito a sério a história de que a chegada dos norte-americanos à Lua tenha sido uma farsa, até que vi um vídeo, de um cientista norte-americano, no qual ele afirmava que, “pousar na Lua formaria uma grande cratera, visto que o solo do satélite é muito instável, sendo este inclusive, uma das grandes preocupações do pessoal que se dedica ao assunto”. E o mesmo cientista continua afirmando que é muito estranho que o pouso não tenha formado qualquer cratera.

    Aí eu comecei a pensar. Depois de uma grande descoberta, milhões de pessoas conseguem fazer a mesma coisa.

    Depois que Colombo chegou às América, veio levas e levas de pessoas. Depois do primeiro voo de avião, voar tornou-se coisa corriqueira. Depois de alguém curar-se com antibiótico, tornou-se corriqueiro curar-se com antibiótico etc.etc.etc.

    Mas aí alguns norte-americanos vão à Lua e ninguém mais vai ?

    Meio século depois e ninguém mais conseguiu chegar à Lua ?

    Realmente, há algo que não bate nessa história.

  223. Chesterton said

    “O Brasil é um país pacífico e assim continuará”, afirmou a presidenta Dilma Rousseff no final do ano passado, durante uma cerimônia da Comissão Nacional da Verdade. O Índice Global da Paz, lançado nesta quarta-feira pelo Institute of Economics & Peace, no entanto, mostra um cenário diferente. De acordo com o relatório, o Brasil caiu 11 posições no ranking dos países mais pacíficos do mundo, e ocupa a 103a posição de um total de 162 nações – atrás de Haiti, Cuba, Argentina e Serra Leoa. O estudo leva em conta dezenas de variáveis, como acesso a armas, taxa de encarceramento da população, atividade terrorista, crimes violentos, desigualdade de gênero e PIB.

    Os quatro países mais pacíficos do mundo, de acordo com o índice, seriam Islândia, Dinamarca, Áustria e Nova Zelândia, enquanto que no final da tabela estão Síria, Iraque, Afeganistão e Sudão do Sul. Na América do Sul, o Brasil só está à frente de Venezuela e Colômbia, que enfrentam, respectivamente, uma grave crise social e política e um conflito armado que já dura décadas entre o Exército e movimentos guerrilheiros ligados ao tráfico de drogas.

    A alta taxa de homicídios no Brasil – 25,2 por 100.000 habitantes -, a 12amaior do mundo, ajudou a derrubar o país no ranking. Além do impacto humano e social que as mais de 50.000 mortes anuais têm, o estudo faz uma estimativa do custo da violência para os cofres públicos e para a economia brasileira, levando em conta despesas com o sistema de saúde, com aparato de segurança estatal e com o Judiciário. No total, o país gasta 255 bilhões de dólares (765 bilhões de reais) por ano como consequência da violência, o equivalente a 8% do valor do PIB nacional. O Brasil tem o quinto maior gasto global com a violência, atrás apenas dos Estados Unidos, China, Rússia e índia.

    Para termos de comparação, em maio deste ano o ministro do Planejamento Nelson Barbosa anunciou um plano de austeridade que previa corte de 69 milhões no orçamento do Governo. Programas sociais como o Minha Casa Minha Vida e até obras do PAC tiveram verbas reduzidas. O valor gasto com a violência é mais de sete vezes maior do que orçamento da saúde, que é de 109 bilhões de reais. “A violência exige que investimentos sejam redirecionados de áreas produtivas como educação, infraestrutura e saúde para áreas de contenção da violência”, diz o texto, que cita grandes forças de segurança e encarceramento em massa como exemplos.

    O custo total da violência na economia mundial chega a 14,3 trilhões de dólares, equivalente à economia do Brasil, Canadá, França, Alemanha, Espanha e Reino Unido. “A América do Sul é o maior contribuinte com custos provocados por homicídios na região”, diz o estudo, que aponta Brasil e Colômbia como os países sul-americanos onde mais se mata. O relatório afirma que “mesmo tendo experimentado um desenvolvimento econômico em anos recentes”, os dois países não vivenciaram a “queda nos índices de crime esperada”. O carro chefe do custo mundial da violência são os gastos com Exércitos (43%), seguido por crimes e violência interpessoal (18%). Conflitos armados respondem por apenas 11% do valor total.

    Além dos homicídios, “o Brasil tem sido afetado pela estagnação econômica e inflação em alta, o que dispara a insatisfação social”, diz Aubrey Fox, diretor-executivo do Institute for Economics & Peace. Ele aponta ainda que o país passa por um momento de descontentamento com escândalos de corrupção, que se traduzem em “protestos massivos”. (El País).

  224. Chesterton said

    Hilário. Como sempre digo, o PT é a origem de todo mal. Contamina tudo.

    http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2015/06/18/dilma-ja-escolheu-quem-culpar-pelo-proprio-crime/

    Segundo petistas ouvidos por Vera Magalhães, da Folha, Dilma poderá dizer ao TCU que foi enganada pelo ex-secretário do Tesouro Arno Augustin, “que teria mandado brasa em desonerações, pedaladas, reduções de tarifa e outras mandracarias fiscais sem comunicar à chefe a real situação das contas do governo”.

    Dilma já utilizara o mesmo expediente ao culpar Nestor Cerveró pela compra da refinaria de Pasadena, aprovada pelo Conselho de Administração da Petrobras presidido por ela na ocasião, alegando que o então diretor da área internacional, hoje preso pela Lava Jato, omitiu cláusulas que mostravam que se tratava de um mau negócio. (De 792 milhões de dólares de prejuízo.)

  225. Chesterton said

    PQP!!!! Amazing!!!

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/petista-da-fao-orgao-da-onu-da-ao-tirano-maduro-premio-por-seu-combate-a-fome-na-faminta-venezuela-e-a-trupe-dos-admiradores-de-um-assassino/

  226. Chesterton said

    Lulla tá putinho….

    http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/1091/noticias/pode-sobrar-para-ele

  227. Patriarca da Paciência said

    Assista ao vídeo. É simplesmente o fim da picada. É a isso que leva posições extremistas !

  228. Chesterton said

    Não conseguimos sair do aeroporto. Sitiaram o nosso ônibus, bateram, tentaram quebrá-lo. Estou tentando contato com o presidente Renan. Filmei o apedrejamento que fizeram contra nosso ônibus, mas o sinal de internet é ruim. O embaixador do Brasil na Venezuela nos recebeu no aeroporto e foi embora. Agora estamos sendo agredidos e não tem representante do governo. R. Caiado

  229. Pedro said

    Falei isso ontem….

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2015/06/18/tcu-precisa-dizer-de-que-materia-prima-e-feito/

    Pior que o TCU, só os TCEs

  230. Pedro said

    E o Patriarca ainda acha que pagamos poucos impostos pra sustentar estes parasitas.

  231. DAISE 2.0 said

    Danilo Gentili entrevista Dilma Rousseff

  232. Patriarca da Paciência said

    Chesterton,

    agora esses panacas aprenderão um pouco mais a incentivar baderneiros que ficam promovendo quebra-quebra, saqueando lojas, xingando a presidenta de nomes impublicáveis, fazendo barulho, batendo panelas etc.etc.etc. O FHC declarou que as manifestações contra a presidenta Dilma “são legítimas”.

    O senador Roberto Requião se manifestou faz pouco, no Senado, a respeito e lembrou que fizeram o mesmo com a presidenta Dilma em exposições e saídas de aeroportos.

    Como diz o ditado, colhe-se o que se plantou. Vivem plantando ódio, estão colhendo ódio.

    Pedro,

    paga-se impostos para que o país inteiro funcione: exército, marinha, aeronáutica, escolas, hospitais, estradas, energia elétrica, policiamento, garantir direito de propriedade etc.etc.etc.

    Essa ínfima quantia que é gasta indevidamente com pessoas que não merecem tem apenas que sofrer correções.

  233. Patriarca da Paciência said

    229, Pedro,

    e você conhece a matéria-prima de que é feito o ministro Nardes, relator do processo das contas da Dilma. O homem é egresso da antiga Arena, partido de sustentação dos ditadores militares depois transformado no PFL.

    É apadrinhado sabe de quem ? Do Severino Cavalcante.

    Já foi condenado em processo jurídico por fraude eleitoral.

    Gente finíssima !

  234. Patriarca da Paciência said

    “Jornalista destaca “incoerências” na viagem de Aécio Neves (PSDB) e outros senadores de oposição à Venezuela para tentar conversar com opositores do presidente Nicolás Maduro; para Fortes, a FAB não é obrigada a ceder uma aeronave para os congressistas apenas porque receberam um convite de opositores do presidente venezuelano; Leandro Fortes também questiona: “Não é antiético, para não dizer ridículo, senadores brasileiros irem a uma nação estrangeira, amiga, parceira no Mercosul, referendar o golpismo alheio, falar mal do Brasil e, ainda por cima, se arvorar de ser uma ‘missão diplomática’?”
    (247)

  235. Patriarca da Paciência said

  236. Pedro said

    Em primeira lugar não é ínfima .
    É enorme, gigantesco, o desperdício de dinheiro.
    Seja no TCU, TCEs, Tribunais Federais, Estaduais, Assembleias, Câmaras, tvs oficiais, Ministérios inúteis e inchados, agências reguladoras, etc, etc, etc, e mais um monte de etc , e bota etc nisso, e acrescenta bastante etc, e mais um pouco de etc.

    Em segundo o Vasco.

    Em terceiro, é neste balaio de etc, que os governos, federal, estaduais e municipais, devem buscar dinheiro.
    E não querer arrochar ainda mais quem produz, e já tá enfrentando uma crise econômica que só aumenta.

  237. Pedro said

    # 233

    Não adianta fulanizar, é a forma como são nomeados estes conselheiros que está errada.
    Tem gente apadrinhada de tudo que é partido lá.

  238. Chesterton said

    (Portal da Câmara) O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou uma moção de repúdio aos atos de protesto contra a delegação brasileira de senadores que foi à Venezuela para verificar as condições dos opositores ao governo venezuelano presos naquele país.

    Há poucas horas, quando a comitiva de senadores desembarcou em Caracas, o micro-ônibus no qual os senadores se deslocavam parou em um congestionamento e manifestantes venezuelanos atacaram o veículo, protestando contra a presença dos senadores na Venezuela.

    A comissão externa de senadores brasileiros tinha o objetivo de conferir as condições de direitos humanos dos presos de opositores ao governo, como o ex-prefeito de Caracas Antonio Ledezma. O governo venezuelano argumenta que ele foi preso por tentar um golpe de Estado.

    A oposição venezuelana, entretanto, argumenta que o governo de Nicolás Maduro tem perseguido os opositores e cerceado a imprensa.

  239. DAISE 2.0 said

    FEDORENTO
    ALTO LÁ QUE MERDA É ESSA?

    CASO MADURO X SENADORES BRASILEIROS

    Quando um governo é de merda….

    EM PLENO VÔO O URUBU DE BAIXO CAGA NO URUBU VOANDO ACIMA.

  240. Patriarca da Paciência said

    “Fracassa a operação comandada pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG) para “libertar” a Venezuela; tucanos acabam de divulgar novas imagens do quiproquó internacional; “O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, e parlamentares da comissão especial do Senado, em Caracas (Venezuela), após terem sido impedidos de se deslocarem até presídio onde líderes da oposição do país são mantidos presos pelo regime de Nicolás Maduro”, diz texto do PSDB; senadores dizem ter sido “atacados” por manifestantes e o Congresso Nacional, “agredido”; van da comitiva foi alvo de protestos na estrada”
    (247)

    O que será que os panacas vão dizer quando chegarem ?

    Vão reconhecer que são panacas ?

    Será que eles estavam esperando serem recebidos na Venezuela como heróis libertadores ?

    Foi assim que Hitler se deu mal na Rússia, achou que iria ser aclamado como libertador e foi malhado igual a Judas !

  241. Patriarca da Paciência said

    “Avisem ao Aécio que a democracia dá o direito, inclusive aos venezuelanos, de se manifestar”
    — Maria Lara(PHA)

  242. Patriarca da Paciência said

    Paulo Nogueira, extraído do DCM:

    QUE DEU NA CABEÇA DE AÉCIO PARA SE METER NA VIDA DOS VENEZUELANOS?

    “É uma das ideias mais imbecis dos últimos anos na cena política. Tem a mesma quantidade de tolice da viagem que Kim Kataguiri empreendeu a Brasília para derrubar Dilma.

    A diferença é que Kim é mirim, e Aécio já ultrapassou os 50, embora faça força para parecer um garotão.

    Cada país que cuide de seus problemas.

    A direita brasileira é a segunda pior do mundo, no quesito apego a mamatas e privilégios estatais. Só é batida pela direita venezuelana.

    Desde que Chávez chegou ao poder – pelos votos – a direita tenta derrubar a nova ordem que nada mais fez que incluir uma vasta porção de venezuelanos relegados à miséria ao longo dos séculos.

    Até um golpe foi dado. Durou pouco, e Chávez acabou reconduzido pela reação do povo e de seus antigos companheiros militares.

    Neste trabalho de sabotagem contra a inclusão social e contra a democracia, a elite venezuelana tem o amparo permanente dos Estados Unidos.

    Era assim com Bush e continuou assim com Obama, de quem se esperavam, em vão, mudanças.

    Numa de suas grandes frases, Chávez disse que a diferença entre Bush e Obama era a mesma que existe entre seis e meia dúzia.

    Chávez governou para os pobres, e recebeu deles o reconhecimento na forma de um amor irrestrito.

    Ele cansou de ganhar eleições, pelo apoio popular. Mesmo quando a oposição, tradicionalmente fragmentada, se uniu com Capriles Chávez, sozinho, bateu os que queriam o retorno da velha ordem.

    Doente, ele pediu que os venezuelanos votassem em Maduro caso morresse. Já não era Chávez que enfrentaria a oposição reunida, mas um semidesconhecido indicado por ele, Maduro.

    E Maduro venceu, em eleições cuja lisura foi atestada por Jimmy Carter e diversos outros insuspeitos observadores internacionais.

    A oposição começou a tramar contra Maduro imediatamente. O primeiro passo foi a acusação, disparatada e cínica, de fraude eleitoral.

    E a sabotagem não parou mais.

    Querem tirar Maduro? Que vençam nas urnas.

    Mas não. A direita venezuelana, como a brasileira, quer atalhos que prescindam de uma coisa chamada voto.

    O 1% venezuelano não tem nada a mostrar. Governou por séculos a Venezuela e construiu uma das sociedades mais iníquas do mundo.

    Se você acha que a mídia brasileira é canalha, é porque não viu a venezuelana. Até a mãe de Chávez era constantemente xingada nas redes de tevê da Venezuela.

    E é dentro desse quadro tão complicado, de boicote sistemático da plutocracia contra a democracia, que Aécio acha que tem alguma contribuição a dar aos venezuelanos.

    É cômico e é trágico ao mesmo tempo.

    Aécio, definitivamente, não se enxerga.

    Vi, nas redes sociais, reações que contam muito sobre o caso. Várias pessoas perguntaram quanto custaria a viagem aos cofres públicos.

    Até o avião da FAB seria utilizado. Pagar passagens com o próprio bolso não faz parte dos hábitos de Aécio.

    Terminou em piada, claro.

    O jornalista Pedro Alexandre Sanches, no Twitter, pediu a Maduro que aceitasse Aécio na Venezuela.

    Para sempre.

    O que Aécio foi fazer na Venezuela?”

    Ótima ideia o Madura aceitar o Aécio na Venezuela para sempre !

    Fica por lá mesmo, aecim, fica, o povo brasileiro agradece !

  243. Patriarca da Paciência said

  244. DAISE 2.0 said

    Fedorento
    alto lá: que merda é essa?

    O fedorento na sua infantil ideologia (burrice) ainda não percebeu que o resultado – o episódio de hoje – foi muito melhor para a Oposicão (Aécio e outros) do que se eles estivessem estado lá e visitado os presos políticos, sem poblemas.
    Não daria nenhuma manchete de jornal. Apenas uma segunda página.
    Com esta sabotagem burra – estradas interrompidas – o Maduro provou que é quase tão burro como o Fedorento.

    JN, Globo, Estadão e FSP na capa

    Pensar com a bunda dá nisso!

  245. DAISE 2.0 said

    Fedorento
    alto lá: que merda é essa?

    MARTA X REINALDO AZEVEDO

    Imperdível !

    http://jovempan.uol.com.br/programas/os-pingos-nos-is/lula-errou-quando-escolheu-dilma-e-haddad-afirma-marta-suplicy.html

    Giulia (Elias) vai adorar…rsrsrs

  246. DAISE 2.0 said

    ( continuação)

    #245

    é uma entrevista muito boa.Recomendo.

  247. Chesterton said

    Fracassou a missão dos senadores brasileiros que voaram para a Venezuela nesta quinta-feira. Eles não conseguiram visitar o presídio onde está detido o oposicionista venezuelano Leopoldo Lópes. Também não lograram conversar com outro adversário do regime bolivariano de Nicolás Maduro, o prefeito da área metropolitana de Caracas, Antonio Ledezma, mantido em prisão domiciliar. A frustração de todos os planos fez da viagem um retumbante sucesso.

    Foram à Venezuela oito senadores: os tucanos Aécio Neves (MG), Aloysio Nunes Ferreira (SP) e Cássio Cunha Lima (PB); José Agripino (RN) e Ronaldo Caiado (GO), ambos do DEM; Ricardo Ferraço (PMDB-ES); José Medeiros (PPS-MT) e Sérgio Petecão (PSC-AC). Após desembarcar, enfiaram-se numa van. Mal deixaram o aeroporto, foram abalroados por uma manifestação hostil de militantes chavistas.

    Eles gritaram: “Chávez não morreu, se multiplicou”. Bateram na lataria do veículo. Arremessaram pedras. Percebeu-se que, para a infantaria do presidente Maduro, os senadores brasileiros não eram bem-vindos. Ao tentar seguir em direção ao presídio, os visitantes se deram conta de que a via que liga o aeroporto à cidade de Caracas estava bloqueada. Alegou-se que o bloqueio se devia à necessidade de transportar um prisioneiro extraditado da Colômbia. Era lorota!

    Ficou entendido que também para o governo venezuelano os narizes dos senadores brasileiros, além de brilhar e coçar sob o calor de Caracas, metiam-se onde não eram chamados. Do contrário, um mandatário onipresente e centralizador como o companheiro Nicolás Maduro não hesitaria em providenciar para que todos os caminhos dos parlamentares brasileiros estivessem desobstruídos.

    Os senadores decidiram abortar a missão e retornar ao Brasil. Continuam incapazes de reconhecer a democracia que Maduro diz existir na Venezuela. Mas verificaram in loco que Maduro também é incapaz de demonstrá-la. Por isso o fracasso tornou-se o grande sucesso da viagem. Algo assim costuma resultar em consequências políticas. Nos próximos dias, Dilma Rousseff, incapaz de notar que Maduro apodrece, será instada a fazer alguma coisa. Nem que seja uma cara de nojo.

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2015/06/18/fracassada-a-missao-de-senadores-na-venezuela-foi-um-retumbante-sucesso/

  248. Patriarca da Paciência said

    Josias é um duplo babaca.

    A única coisa que interessa ao Brasil na Venezuela é o comércio.

    A Dilma vai prejudicar o comércio brasileiro por causa de alguns panacas que foram se meter onde não eram chamados ?

    O Brasil não tem a menor vocação imperialista. Ao término da Guerra do Paraguai, fez questão de que aquele país continuasse soberano.

    Esse negócio de “impor democracia à força” é problema sexual dos Estados Unidos. Eles que resolvam lá suas taras !

    Aliás, hoje houve mais uma tragédia, daquelas bem corriqueiras por lá, onde um maluco pega uma arma e sai matando gente a torta e a direito. O Maluco ganhou a arma de presente de aniversário do maluco do pai. Essa coisa de maluco lá nos “Steites” é genético !

  249. Patriarca da Paciência said

  250. Patriarca da Paciência said

  251. Patriarca da Paciência said

  252. DAISE 2.0 said

    Pegaram a Odebrecht. Vão pegar também seu principal lobista?

    Brasil 19.06.15 07:32
    Odebrecht e Andrade Gutierrez: as duas maiores empreiteiras do Brasil são os alvos da 14° fase da Lava Jato.

    A operação da PF foi batizada de Erga Omnes. Segundo o Estadão, estão sendo cumpridos 12 mandados de prisões preventivas e temporárias e 38 buscas e apreensões em quatro estados, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

    Um dos locais é a sede da Odebrecht.
    O.A.

    ——–

    E o Instituto Lula?

  253. DAISE 2.0 said

    Erga Omnes significa Para Todos….

  254. DAISE 2.0 said

    Para Todos…

    A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 19, mais uma fase da Operação Lava Jato. Os alvos são a Construtora Norberto Odebrecht e Andrade Gutierrez – duas das maiores empreiteiras do País, suspeitas de corrupção e cartel.

    O presidente Marcelo Odebrecht e os executivos Márcio Farias, Alexandre Alencar e Rogério Araújo, da Odebrecht, da empreiteira, foram presos. O presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, está entre os presos.

    Agora só falta o lula

  255. Elias said

    “(Portal da Câmara) O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou uma moção de repúdio aos atos de protesto contra a delegação brasileira de senadores que foi à Venezuela para verificar as condições dos opositores ao governo venezuelano presos naquele país.” (Citado pelo Chester)

    Bem que o eleitor brasileiro deveria exteriorizar uma moção de repúdio, dando cartão vermelho a esse bando de desocupados bem remunerados com dinheiro público, que ficam metendo o bedelho na vida dos outros países, como se não tivessem nada pra fazer aqui no Brasil.

    Enquanto isso, milhares de projetos de lei mofam nas gavetas desses vagabundos — alguns há mais de 10 anos — sem que entrem em votação.

    Em dezembro de 2014, o STF “descobriu” que são inconstitucionais as disposições legais que fixam a prescrição trintenária para débitos junto ao FGTS.

    Por isso, a partir de dezembro/2014, a prescrição do FGTS passou a ser quinquenária.

    As centenas de f.d.p. que ganham uma remuneração altíssima como deputado federal ou senador, sabem que esse problema existe desde 1988, quando foi promulgada a atual Constituição Federal. O texto do inciso XXIX do artigo 7º bateu de frente com a regulamentação do FGTS. O mesmo se aplica aos incisos I e II do artigo 11 da CLT, que repetem, em estrutura desdobrada, a redação da C.F.

    O que era — e é! — necessário?

    Duas simples emendas aditivas — uma à Constituição e outra à CLT — com a inserção de um parágrafo dizendo:

    a – no caso da C.F.: “O disposto no inciso XXIX deste artigo não se aplica às contribuições devidas pelo empregador ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS”; e,

    b – no caso da CLT: “As disposições dos incisos I e II deste artigo não se aplicam às contribuições devidas pelo empregador ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS”.

    Simples assim!

    As centenas de f.d.p. muitíssimo bem remunerados com dinheiro público tiveram 27 anos pra fazer isso! Quase três décadas! E não fizeram. E não foi por falta de aviso! De todo o país, milhares de mensagens foram encaminhadas a esses bostas, alertando para o problema…

    Por causa disso, também milhares de outros f.d.p., sonegadores, agora estão rindo pras paredes. E dezenas de milhares de trabalhadores em todo o país serão irremediavelmente prejudicados.

    E ainda vem esse bando de f.d.p., vagabundos, encher o saco da gente com viagem de turismo demagógico à Venezuela…

    Que pena que não foram linchados…

    Se o Brasil não fosse habitado predominantemente por índios mansos, bem que alguns magotes desses f.d.p. poderiam ser linchados aqui mesmo…

    Assim, se economizaria o dinheiro da viagem à Venezuela…

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: