políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Alckmin: sigilo suspeito

Posted by Pax em 06/10/2015

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acaba de apertar o gatilho com a arma apontada para seu próprio pé.

Ao tornar sigilosos os documentos do transporte público metropolitano ele confere um atestado de absoluta desonestidade com a transparência de seu governo e levanta muitas outras suspeições além das que já existiam.

Afinal é público e notório o noticiário dos desvios na área, a incompetência na gestão, a pouca entrega, afora o que ainda não foi apurado.

Alckmin impõe sigilo e só vai expor falhas no metrô de SP após 25 anos – Folha de São Paulo

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) tornou sigilosos por 25 anos centenas de documentos do transporte público metropolitano de São Paulo –que inclui os trens do Metrô e da CPTM e os ônibus intermunicipais da EMTU.

Devido ao carimbo de ultrassecreto no material, os paulistas só poderão saber os motivos exatos de atrasos em obras de linhas e estações, por exemplo, um quarto de século após a elaboração de relatórios sobre os problemas.

Quase todas as obras do governo Alckmin estão atrasadas. A promessa de deixar a rede de metrô com 100 km, até 2014, feita no mandato passado, só deve ser atingida no final desta nova gestão –atualmente há só 78 km.

O carimbo de ultrassecreto se refere ao grau máximo de sigilo previsto na Lei de Acesso à Informação, que entrou em vigor em 2012 e permite a qualquer cidadão requisitar documentos do setor público. Os demais são secreto (dez anos) e reservado (por cinco anos) –os prazos de sigilo ainda podem ser prorrogados.

A restrição às informações foi feita sem alarde pelo governo, que publicou uma resolução em 2014, a menos de quatro meses da eleição que reelegeria Alckmin e em meio às investigações sobre um cartel para fornecer obras e equipamentos ao Metrô e à CPTM em gestões tucanas.

A medida tornou sigilosos 157 conjuntos de documentos –cada um deles pode conter até milhares de páginas. (continua na Folha...)

Anúncios

3 Respostas to “Alckmin: sigilo suspeito”

  1. Guatambu said

    Já que não dá pra confiar nem no PT, nem no PSDB, resolvi ir a uma palestra do Partido Novo hoje.

    Gostei muito da proposta deles… quer só ver como é que eles vão fazer para colocar em prática o que estão pensando.

  2. Pedro said

    Que papagaiada do Alckmin.
    Parece que já voltou atrás na tramoia…

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/10/alckmin-diz-que-mandou-revogar-rapidamente-sigilo-sobre-o-metro.html

    Como diz o Cirurgião Sem Coração: “esperteza demais é burrice”.

  3. Chesterton said

    Ao tornar sigilosos os documentos do transporte público metropolitano ele confere um atestado de absoluta desonestidade com a transparência de seu governo e levanta muitas outras suspeições além das que já existiam.

    chest- então tem que colocar o Lulla na cadeia hoje.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: