políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Lula denunciado pelo MP de SP

Posted by Pax em 10/03/2016

A denúncia é por ocultação de bens, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

O clima já está tenso, tende a piorar.

MP paulista denuncia Lula por supostas ocultação de bens e lavagem de dinheiro

Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) apresentou hoje (9) à Justiça paulista denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos supostos crimes de ocultação de bens, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. A denúncia, que será analisada pela 4ª Vara Criminal de São Paulo, é relativa à investigação sobre o apartamento tríplex, de Guarujá (SP).

Caso a denúncia do promotor Cássio Conserino, responsável pelo caso, seja aceita pela Justiça do estado, Lula passará a ser réu na ação. Desde o início das investigações, o ex-presidente nega que seja proprietário do apartamento tríplex, alvo de investigação.

Em nota, o Instituto Lula informou que Lula e a mulher, Marisa Letícia, adquiriram, em 2005, uma cota-parte referente ao antigo condomínio Solaris, então sob responsabilidade da Bancoop [Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo]. A compra foi declarada ao Fisco.

O Ministério Público de São Paulo e a força-tarefa da Lava Jato suspeitam que houve tentativa de ocultar a identidade do dono do tríplex, o que pode caracterizar crime de lavagem de dinheiro.

Segundo as investigações, a construtora OAS, investigada na Lava Jato, gastou mais de R$ 700 mil em uma reforma no tríplex na época em que a família do ex-presidente tinha opção de compra do imóvel.

Anúncios

131 Respostas to “Lula denunciado pelo MP de SP”

  1. Guatambu said

    Eu gostei do Sensacionalista:

    O Lula vai ser convidado a ser Ministro da Fazenda por ter experiência com sítio.

    hehehehehe

  2. Guatambu said

    Elias,

    Estávamos falando sobre a relativização da justiça e as drogas.

    Eu entendo o seu ponto.

    Esses dias fui assaltado na esquina da minha casa por 4 nóias, crias do Haddad. Pelo estado enlouquecido dos assaltantes eu acho que eles eram usuários mesmo… e realmente, eles não fizeram mal a mim, segundo a filosofia de esquerda eles só fizeram mal aos meus bens materiais, porque roubaram 2 celulares e meu dinheiro. Talvez, para os esquerdistas mais empedernidos eles tenham feito até bem pra mim, à medida em que me convidaram ao desapego material…

    Mesmo assim, já fui contra, mas sou a favor da legalização de drogas. Inclusive, se eu fosse a Dilma, tentaria legalizar a maconha o mais rápido possível. Isso salvaria os cofres públicos e faria uma moralzinha com os maconheiros (como o Haddad espertamente fez).

  3. Chesterton said

    Por mais que a máquina tenha se esforçado, está claro que a reação popular ao depoimento de Lula à Lava Jato ficou muito aquém do esperado pelos petistas. Talvez por isso Lula tenha pedido para ser algemado. Comporia melhor o papel de “vítima”.

    As manifestações em apoio ao ex-presidente foram mínimas, se tanto. Intelectuais e artistas, só os poucos de sempre, menos alguns. Chico Buarque não diz nada faz tempo. E o escritor Marcelo Rubens Paiva, esquerdista histórico e de valor, escreveu texto histórico cobrando explicações de Lula sobre seu patrimônio: “É tudo muito estranho e indigno a um ex-presidente da República. Ele deveria ter recusado tais mimos”, escreveu Paiva. Outros, dentro do armário, devem estar pensando o mesmo.

    Diante desse quadro terminal e da total inoperância de Dilma, que não consegue sequer nomear um ministro da Justiça, Lula foi à Brasília assumir o comando das tropas e dos recursos disponíveis à batalha final. Sua primeira foto foi com Renan Calheiros, segurando a Constituição brasileira. Uma imagem que vale mil palavras.

    Lula quer assumir de vez o governo e de lá comandar a contrarrevolução. Ele colocou Dilma para cuidar do Brasil, mas não é bobo de deixar Dilma cuidar da sua defesa.

    E Lula foi direto para a cabeça da Lava Jato, o juiz Sergio Moro. Dentro do pior espírito lulopetista, que um dia perseguiu Joaquim Barbosa pelas ruas de Brasília, a mãe do juiz, a professora Odete Moro, foi hostilizada ao receber homenagem de boa cidadã no Paraná. O Sindicato dos Advogados de São Paulo, um aparelho sindical do PT, pediu ao Conselho Nacional de Justiça a abertura de processo disciplinar contra Moro. Outras ações de constrangimento virão, cada vez mais pesadas. Mas não passarão.

    Sem ter o que dizer diante da avalanche de confissões, provas e condenações de corruptos e corruptores, Dilma e o PT fingiam apoiar as investigações e insinuavam que as permitiam. A máscara caiu. Agora ou é a Lava Jato ou é Lula, Dilma, PT, Renan Calheiros, Eduardo Cunha, Collor —o Antigo Regime brasileiro.

    E é muito mais do que isso. Hoje o que é ruim para Dilma e Lula é bom para o Brasil e vice-versa. Quem mostra isso é o mercado, que sempre se antecipa e é termômetro tão bom ou melhor que qualquer outro para medir o país. Qualquer evento que contribua para o fim deste desgoverno valoriza as empresas brasileiras na Bolsa e a moeda brasileira _ou seja, valoriza o Brasil. Para um banco americano, a Bovespa pode passar dos 70 mil pontos com uma queda ordeira de Dilma, uma valorização de 50%. Essa dinâmica está consolidada e nada parece capaz de mudá-la.

    A perspectiva de mais mil dias de governo Dilma, portanto, é sombria. E parece cada vez menos provável. Ao contrário do que diz a máquina lulopetista, Lula saiu pequeno da condução coercitiva da semana passada e ontem foi indiciado pelo Ministério Público de São Paulo junto com a mulher e um dos filhos.

    A Lava Jato, como diz Moro, só anda para frente. As pesquisas de opinião mostram que a grande maioria dos brasileiros quer caminhar com ela.

    A esquerda brasileira precisa aderir a essa marcha. Que não é de golpistas, de extremistas, de elitistas ou de qualquer outra classificação preconceituosa e malandra que queiram dar. Dois terços da população brasileira apoiam o impeachment, o que significa que a imensa maioria dos brasileiros de baixa renda apoiam o impeachment.

    A esquerda devia ir para a Paulista e outras vias do país no domingo para descobrir a verdade antes que a verdade passe por cima deles.

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/sergiomalbergier/2016/03/1748335-lula-vai-a-guerra-mas-esta-cada-dia-mais-fraco.shtml

  4. Chesterton said

    vai restar só Elias e Patriarca defendendo o Mulla….

  5. Chesterton said

    Guatambu, veja bem como George Orwell foi profético em “Admiravel Mundo Novo”. Seria a maconha o “Soma” administrado pelo estado para tranquilizar os Delta?

  6. Patriarca da Paciência said

    “247 – “Em condições normais, ou em país que já se livrou do autoritarismo, haveria uma investigação para esclarecer o que o juiz Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato intentavam de fato, quando mandaram recolher o ex-presidente Lula e o levaram para o Aeroporto de Congonhas”, diz o colunista Janio de Freitas.

    “Mas quem poderia fazer uma investigação isenta? A Polícia Federal investigando a Polícia Federal, a Procuradoria Geral da República investigando procuradores da Lava Jato por ela designados?”, questiona.

    Ele diz que “é compreensível a proliferação das versões de que o Plano Moro era levar Lula preso para Curitiba. O que foi evitado, ou pela Aeronáutica, à falta de um mandado de prisão e contrária ao uso de dependências suas para tal operação; ou foi sustado por uma ordem curitibana de recuo, à vista dos tumultos de protesto logo iniciados em Congonhas mesmo, em São Bernardo, em São Paulo, no Rio, em Salvador. As versões variam, mas a convicção e os indícios do propósito frustrado não se alteram””

    Ou seja, está acontecendo aquilo que muito gente alertou que poderia acontecer, ou seja, em lugar de uma classe política suspeita, agora temos um Ministério Público suspeito e uma Polícia Federal suspeita.

    É o Estado salve-se quem puder que o Chesterton tanto admira !

  7. Chesterton said

    http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/senado-pede-ao-tcu-que-apure-suspeita-de-desvio-de-bens-da-uniao-por-lula/?cmpid=fb-uolnot

    chest- não passa de um batedor de carteiras….

  8. Chesterton said

    Patriarca, esse bosta em qualquer país decente já estava atrás das grades há uns bons 2 anos…

  9. Guatambu said

    Chest,

    Pode até ser, mas eu estou, aos poucos, me tornando um libertário.

    Então, mesmo sendo ameaçado por usuários de drogas, sou a favor da liberação. O ser humano é um ser dotado de consciência, e a consciência individual deve resultar em uma consciência coletiva, e não o contrário.

  10. Chesterton said

    Guat, um libertário nunca aceitaria drogas oferecidas pelo estado. Para ele o tráfico seria legalizado e privado.

  11. Chesterton said

    Pasadena e o efeito Delcídio

    Brasil 10.03.16 14:59
    O Estadão:

    “O ministro-substituto André Luís de Carvalho, do Tribunal de Contas da União, pediu que a corte inclua a presidente Dilma Rousseff e outros ex-conselheiros da Petrobras entre os responsáveis por prejuízos de US$ 792 milhões na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas. A solicitação foi feita na quarta-feira, com base em trechos recém-divulgados da delação premiada do senador Delcídio Amaral.”

    Ainda não houve homologação da delação, o que veio a público ainda é pouco, mas o efeito Delcídio já tira o sono da malandragem.

  12. Chesterton said

    Essa vaca vai acabar na prisão também.

  13. Chesterton said

    http://selvabrasilis.blogspot.com.br/2016/03/ironia-e-crueldade-ilimitadas-dona.html

    chest- aí é sacanagem…

  14. Chesterton said

    Solicitada prisão preventiva.

  15. Chesterton said

    http://fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/2016/03/10/andrade-gutierrez-entrega-dados-de-doacoes-nao-oficiais-a-dilma-em-2014/

  16. Patriarca da Paciência said

  17. Chesterton said

    http://www.implicante.org/blog/lula-recebeu-o-apoio-de-jose-rainha-condenado-a-31-anos-de-prisao-por-extorsao-estelionato-e-formacao-de-quadrilha/?utm_content=bufferf482e&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

    óbvio

    Lula recebeu o apoio de José Rainha, condenado a 31 anos de prisão por extorsão, estelionato e formação de quadrilha

    Pois é…

  18. Chesterton said

    sei Patty, a culpa é do bush…..

  19. Chesterton said

    depois do video da Jandirão, onde Lulla manda enfiar os processos no orificio furicular (Agamenon), o quem maias restava ao MP para não cometer prevaricação….

    obrigado Laerte…ops, Jandira.

  20. Patriarca da Paciência said

    7 DE MARÇO DE 2015 ÀS 07:54

    BRASÍLIA (Reuters) – O ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki entendeu que não há nada contra a presidentes Dilma Rousseff que motive uma investigação no processo sobre o escândalo de corrupção na Petrobras, informou nesta sexta-feira a assessoria do STF.

    “Em relação a ‘referência a envolvimento indireto’ da campanha da presidente da República, o próprio procurador-geral da República (Rodrigo Janot) já adiantava excluir, dos elementos à vista, conclusão que conduzisse a procedimento voltado à chefe do Poder Executivo”, diz Zavascki, relator do caso no STF, em sua decisão.

    Em pedido encaminhado ao STF para investigar políticos como os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o procurador-geral da República já alegava não ter competência para investigar Dilma.

    O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, delator do caso investigado pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, mencionou em depoimento que teria sido solicitado dinheiro para a campanha presidencial de Dilma.

    “Não há nada que arquivar da presidente Dilma Roussef”, afirmou Zavascki, citando artigo da Constituição Federal que diz que a presidente “não pode ser responsabilizada por atos estranhos ao exercício de suas funções”.

    O ministro do STF retirou nesta sexta-feira o sigilo do processo e autorizou a abertura de 21 inquéritos para investigar 49 pessoas, sendo 47 políticos com ou sem mandato e outros dois envolvidos.

    O envolvimento de parlamentares é investigado com base nos depoimentos de delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef.

    Dilma é citada na mesma petição em que Janot menciona o ex-ministro Antonio Palocci.

    Segundo relato da Procuradoria-Geral da República, Paulo Roberto Costa teria dito que recebeu pedido de liberação de 2 milhões de reais para uma campanha presidencial de Dilma, mas a informação foi negada por Youssef.

    O caso de Palocci foi remetido à instância de origem.

    (Reportagem de Maria Carolina Marcello e Jeferson Ribeiro)

  21. Chesterton said

    troféu Rubinho para você, março de 2015.

  22. Chesterton said

  23. Pedro said

    ‘Troféu Rubinho’ kkkkkkkkkkk

  24. Patriarca da Paciência said

    “O colunista neocon de Veja.com, Reinaldo Azevedo, também condenou o pedido de prisão preventiva contra o ex-presidente Lula, feito pelo MP de São Paulo; “Promotores, procuradores e juízes não pedem para prender pessoas, ou autorizam a prisão, quando lhes dá na telha”, disse; “Esse pedido é despropositado. Se não for recusado pela juíza de primeiro grau, será recusado em seguida”, reforçou.

    A repulsa foi geral. Líder do PSDB, Globo, deputados e senadores etc.etc..

    Parece que só o Chesterton apoia o promotor maluco de “Sum Palo”.

  25. Chesterton said

    SEXTA-FEIRA, 11 DE MARÇO DE 2016

    Leia a Lei!!! Pedido de Prisao Preventiva de Lula foi juridicamente correto!
    Vamos ler a lei. Diz o artigo 312 do Código Penal:

    “Art. 312. A prisão preventiva poderá ser decretada como garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução criminal, ou para assegurar a aplicação da lei penal, quando houver prova da existência do crime e indício suficiente de autoria”.

    Pergunto a vocês:

    1) Lula solto poderia atrapalhar a instrução criminal?
    Resposta) Nao só podia como tentava atrapalhar. Lula usou a estrutura partidária para transformar sua eventual prisão num ato politico. A influencia de Lula nos sindicatos e aparatos ligados ao PT é forte o bastante para lhe permitir influir na instrução criminal. Alguém discorda disso? Se discorda, deveria se lembrar que a presidente da republica mudou a agenda oficial apenas para ir visitar Lula (usando recursos públicos). Quando um presidente da republica muda sua agenda apenas para apoiar um suspeito de crime, resta evidente que tal suspeito tem conexões poderosas. Tao poderosas que são capazes inclusive de substituir ministros de Estados (como aconteceu recentemente na substituição do ministro da justiça). Sim, Lula solto tem poder suficiente para atrapalhar a instrução criminal.

    2) Lula solto colocava em risco a ordem pública?
    Resposta) Os acontecimentos da semana passada falam por si. Os atos de vandalismo gerados por militantes convocados pelo PT deixam claro que Lula solto coloca sim em risco a ordem publica.

    3) Lula solto colocava em risco a aplicação da lei penal?
    Resposta) Os recentes movimentos para transformar Lula em ministro deixam claro que Lula solto colocava sim em risco a capacidade de aplicação da lei penal. Alem do mais, estamos falando de um ex-presidente com conexões politicas fortes.

    4) Quem conhece o Ministério Publico sabe perfeitamente bem que o pedido de prisão preventiva é feito a outros suspeitos bem menos conectados que o ex-presidente Lula. Por que só reclamar da aplicação desse pedido a Lula? O MP agiu de acordo com seu protocolo, aplicando a lei a todos independente de quem seja. Está de parabens!

    Resta evidente então que o pedido de prisao preventiva de Lula foi juridicamente correto!
    POSTADO POR ADOLFO SACHSIDA

  26. Chesterton said

    É verdade que o próprio Lula não confessou nada, mas seu “alter ego”, o ex-ministro Gilberto Carvalho, já disse em alto e bom som que não vê nada de errado em aceitar presentes dessas firmas.

    Hoje talvez seja mesmo normal, mas, se aplicássemos a régua ética usada pelo PT nos anos 80 e 90, teríamos de estar gritando “pega ladrão”. HS

  27. Patriarca da Paciência said

    “Por meio dos colunistas Merval Pereira e Ricardo Noblat, a Globo voltou a contestar a decisão do Ministério Público de São Paulo de pedir a prisão preventiva do ex-presidente; desde o início desse processo, a Globo, como incitadora do ódio, se tornou alvo de diversos protestos populares; Merval reconhece que, ‘mesmo que fossem verdadeiras as alegações dos promotores do estado de São Paulo para pedir a prisão preventiva do ex-presidente Lula, os argumentos levantados têm mais cunho político do que jurídico’; Noblat diz que os “três jovens e tolos promotores públicos de São Paulo estão à procura dos seus 10 minutos de fama de uma nota de rodapé em futuros livros de História”; ontem, durante o jornal de William Waack, foi exibido o cartaz com os dizeres “Globo Golpista” (247)

    Tudo indica que o Chesterton é mesmo portador de ideia fixa !

  28. Guatambu said

    Chest,

    Mas quem disse que o Estado forneceria as drogas?

    Cabe ao Estado taxar as drogas… isso sim, não vejo problema, tal qual tabaco.

  29. Chesterton said

    Essa turma teme o Lulla.

  30. Chesterton said

    28, sim, mas não é o que propõem.

  31. Chesterton said

    Ódio petistaà imprensa
    A maioria dos jornalistas, trabalhadores de classe média, apoiava o PT

    POR RONIE LIMA 10/03/2016 0:00
    PUBLICIDADE

    O PT no poder perdeu a batalha das ideias. Atolado em denúncias de corrupção — algumas já comprovadas —, sem saber para onde correr, criou uma bandeira de ódio contra a imprensa que vem estimulando agressões a jornalistas. Para tentar fugir da responsabilidade de explicar uma avalanche de indícios e dados sobre esquemas de corrupção deslavada, a cúpula petista repete o mantra de que o governo é perseguido por uma imprensa burguesa e golpista. O PT não entendeu que o buraco é mais embaixo. A imprensa não é feita apenas de donos, mas de jornalistas, repórteres, editores, trabalhadores de classe média que, em sua maioria, apoiavam o PT — ou, pelo menos, acreditavam que, no poder, o partido faria diferente do que sempre se fez no Brasil. Mas, para desilusão geral, o PT não fez diferente.

    Nos anos 1980, com o ocaso da ditadura militar e o fortalecimento do Ministério Público e do PT, quando nós, repórteres, apurávamos denúncias contra algum poderoso de plantão, quase sempre recorríamos a promotores, militantes e parlamentares do PT. Conseguimos apurar grandes escândalos, do governo Sarney ao governo FH, em boa parte, devido a informações daqueles que considerávamos como pessoas do bem. Alguns têm memória curta, mas a imprensa — alimentada pela veia investigativa dos repórteres — batia no governo Collor como bate no de Dilma. E só bate mais forte hoje porque tem a alimentá-la uma torrente de delitos que mais parece noticiário policial. A imprensa nada mais faz do que refletir os anseios do pensamento hegemônico no Brasil, de pessoas que se sentiram traídas, em suas esperanças, pelos governos Lula e Dilma. E faz o que é seu dever fazer: fiscalizar o poder — às vezes, é bem verdade, com certo radicalismo pueril, que só enxerga o mal no lado do PT. Mas a culpa desse estado de coisas é, antes de tudo, dos métodos do PT no poder, não da imprensa.

    Em 2009, testemunhei uma cena que simboliza esse desencanto dos jornalistas em relação ao PT, numa concorrida audiência pública na Câmara Federal. O então deputado José Genoino se aproximou, circulando entre os jornalistas. Todos fizeram questão de ignorá-lo. Uma repórter chegou a virar-lhe as costas! Meio sem jeito, Genoino se afastou. Logo ele que, antes do mensalão, era uma das fontes preferidas e mais paparicadas do jornalismo brasiliense e paulista. Esse sentimento de decepção, que tomou conta de boa parte da imprensa, representa, na verdade, o desencanto de parcelas expressivas da sociedade brasileira. Afinal, não somos astronautas, fazemos parte da mesma massa de decepcionados com o PT no poder.

    Não tem jeito. O PT matou nossos sonhos de construção de um sistema político melhor, mais arejado, menos corrupto. Ser de “esquerda”, no Brasil, representou, na fase de redemocratização do país, integrar correntes democráticas de pessoas, socialistas ou não, unidas pelo ideal de um país mais justo, menos desigual, com um Estado aperfeiçoado, um capitalismo menos selvagem. Mas o sonho dessa esquerda já era. Lula matou a esquerda brasileira. Zé Dirceu foi o coveiro.

    Ronie Lima é jornalista e escritor

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/opiniao/odio-petistaa-imprensa-18842076#ixzz42bJfJQRB
    © 1996 – 2016.

  32. Chesterton said

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/nem-o-pior-adversario-do-pt-imaginaria-fim-tao-melancolico/

    chest- êpa, vou ter que discordar do Reinaldão, eu avisei, e acho que ainda vai piorar.

  33. Pax said

    Depois de ler de todos os lados, que bela cagada diarréica desse MP-SP

  34. Pedro said

    Malandro demais se atrapalha.

    Lula quer vender a imagem de pobre, e levar uma vida de rico.
    Não dá certo.
    Se atrapalhou….

  35. Guatambu said

    Pedro,

    Cagada diarréica total…

    Esse MP sim, querendo aparecer… pqp….

  36. Zbigniew said

    Numa situação política em que um MP apresenta um pedido de prisão dessa forma reflete uma total degradação do ambiente por falta de força e de exercício de poder de fato.

    O PT, Dilma e Lula pagam pelo vacilo e pela covardia. A conciliação jamais seria eterna porque no jogo da política o que vale é o poder de fogo e depois a barganha.

    Perdem o Brasil e a sociedade brasileira.

  37. Pedro said

    Guata, esta da diarreia é do Pax (agora vizinho do Mujica)

    Mas, continuando nessa toada, eu diria que o atual governo é uma Dilmarréia….. :-)

  38. Patriarca da Paciência said

    “Ele tem noção dos tumultos que pode estar provocando ao tomar uma medida tão absurda, tão injusta e tão disparada quanto esta?”, questiona Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, sobre o pedido de prisão do ex-presidente Lula; para o jornalista, “se alguém deve ser preso nesta história, por abuso de autoridade e por colocar em risco a segurança de muitos brasileiros, é ele mesmo, o desprezível Cássio Conserino”

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/220647/DCM-aponta-%E2%80%9Ca-m%C3%A1-f%C3%A9-c%C3%ADnica-e-obtusa-de-Conserino%E2%80%9D.htm

  39. Chesterton said

    http://www.elyvidal.com.br/moro-descasca-lula-para-prende-lo/

    chest- um belo dia, Lulla acordará, tomará café e vai pegar um taxi para se entregar ao Moro.

  40. Chesterton said

    Se foi ou não um erro a atuação dos promotores de SP está na dependência do motivo que os levou a esta atitude. Tecnicamente, Lulla deveria estar preso há algum tempo.

  41. Pedro said

    Já dizia um esquerdista em 2012:

  42. Patriarca da Paciência said

    Luiz Carlos Bresser-Pereira

    O Brasil não está apenas em uma crise econômica agravada legitimamente por uma crise moral e, irresponsavelmente, por uma crise política. Enfrenta agora também uma crise judicial, na medida em que setores do Estado usam de forma abusiva seu poder. O último capítulo desta crise judicial foi, hoje, o pedido de prisão preventiva do ex-presidente, Lula, pelo caso do triplex do Guarujá. Estamos em pleno mundo do nonsense. Os procuradores não têm provas; têm desconfianças. Estão persuadidos, que Lula pretendia comprar o apartamento por preço abaixo do valor, porque não pagaria pela reforma realizada pela OAS, que, isto é verdade, queria dar um presente ao ex-presidentes. Mas, para os procuradores, não se trata de um presente, mas de uma propina. Que, diferentemente de um presente, supõe o pagamento de vantagens. Mas até agora não houve qualquer informação dos procuradores as respeitos destas supostas vantagens.

    Sejamos razoáveis. Essas acusações a Lula (o apartamento, o sítio) são uma prova de idoneidade. Se ele fosse corrupto, como se sugere, teria aproveitado as muitas oportunidades para obter propinas elevadíssimas.

    Como tenho afirmado, Lula errou em cogitar aceitar um presente caro demais, mas em hipótese alguma pode ser considerado desonesto com base nas pobres evidências apresentadas.

    O que está havendo no Brasil é uma enorme falta de respeito pelas pessoas. A operação Lava Jato prestou um grande serviço ao Brasil descobrindo, processando e condenando pessoas corruptas, mas vem usando seu poder de forma abusiva nos últimos tempos. E agora os três procuradores de São Paulo, não querendo ficar atrás, vão pelo mesmo caminho. Estamos, portanto, também em plena crise judicial. Lamentável!

  43. Patriarca da Paciência said

    Chico de Oliveira,

    “Ulysses Guimarães liderou as greves do ABC” !

    Mais maluco… impossível !

  44. Chesterton said

    grande manifestação na Bahia em apoio a Lulla…

  45. Patriarca da Paciência said

    PHA- Eu vou conversar com Evanildo Costa, do MST da Bahia. Evanildo, quais estradas vocês fecharam? E por que fecharam essas estradas?
    Evanildo Costa – Nós estamos fechando em torno de dez BRs na Bahia, em várias regiões do Estado. Estamos, nesse exato momento, em uma grande marcha com mais de duas mil pessoas na capital baiana, andando pelo centro da cidade, e denunciando esse descaso que está acontecendo hoje no país.

    O que vocês estão fazendo em Salvador?
    Nós estamos fazendo uma grande marcha no centro da cidade, e fazemos um protesto contra esse terrorismo que está sendo feito por parte da Rede Globo, do Poder Judiciário. Querem absolver os verdadeiros criminosos desse país e condenar os movimentos sociais e as lideranças de esquerda, inclusive o presidente Lula.

    E por que vocês fecharam essas BRs? Qual a importância das BRs?
    Nós fechamos as BRs porque é um instrumento que nós temos para chamar a atenção da população, convidar a população para vir junto conosco para as ruas, defender a Democracia e fazer uma luta contra o Golpe que está sendo tramado na sociedade brasileira.

  46. Patriarca da Paciência said

    Mais maluco do que o Chico de Oliveira só o promotor Conserino (Não seria cancerino ?) ao confundir Hegel com Engels

    As redes sociais estão fervendo com piadas a respeito da delinquencia intelectual (ou seria indigência intelectual ?) do promotor Conserino.

  47. Chesterton said

  48. Pax said

    Sinceramente me parece que a turma do PT resolveu não ir pra rua no dia 13 porque sabe que seria um desastre até perigoso.

    Não sou de arriscar muitos palpites, mas creio que seria uma proporção de uns 10 pra 1 a favor de Dilma, Lula e o PT.

    O país está absolutamente estagnado, esse governo é um desastre absoluto.

    Lula enrolado pacas, independente da cagada do MP-SP, e apelando para argumentos da defesa que só aumentam a ira do povo (Nós contra eles, Todos querem derrubar o único governo que faz bem ao povo, A imprensa que faz a crise, Sou a alma mais santa do planeta etc).

    É outro que não decidiu aceitar o tal ministério porque quer medir o que vai rolar nas ruas no domingo.

    Tá triste demais esse país, o governo esse desastre e a oposição esse porcaria.

  49. Chesterton said

    Atenção! Extra! Extra! Notícia urgente! Lula diz que aceita essa tal de Casa Civil, mas só se a escritura estiver em nome de um amigo.

  50. Chesterton said

    Não sou de arriscar muitos palpites, mas creio que seria uma proporção de uns 10 pra 1 a favor de Dilma, Lula e o PT.

    chest- cumequié?

  51. Pedro said

    Acho melhor vc não arriscar mesmo Pax.
    Vc tá ruim de palpite. :-)

  52. Pax said

    10 fora Dilma pra 1 a favor… ficou confuso mas foi isso que quis dizer

  53. Chesterton said

    Ato falho, a-la Doctor Strangelove.

  54. Chesterton said

    De qualquer modo, seria 100 para 1.

  55. Pax said

    Olha, Chesterton, 100 para 1 não daria mesmo.

    E tem mais, pode até micar.

    Quando aparece um Aécio et caterva convocando, muita gente deixa de aderir pra não entrar nessa outra quadrilha.

  56. Patriarca da Paciência said

    247 – O jornalista Ricardo Noblat, colunista do jornal O Globo, cometeu nesta sexta-feira 11 mais um ato de sincericídio em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

    “Políticos precisam derubar logo Dilma antes q sejam atingidos ainda + pela Lava-Jato e outras operações”, escreveu Noblat em sua conta no Twitter.

    Ou seja, um dos porta-vozes da família Marinho defende que quem sair às ruas contra a corrupção neste domingo estará sendo manipulado por corruptos preocupados com o próprio pescoço.

    Como diria o humorista e escritor Gregório Duvivier, “querem lavar o chão com merda”.

    Confira o tweet e, em seguida, as reações de leitores que ficaram indignados com Noblat:

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/220717/Noblat-abre-o-jogo-golpe-%C3%A9-pr%C3%B3-corrup%C3%A7%C3%A3o.htm

  57. Patriarca da Paciência said

    A indigência intelectual dos promotores de “Sum Palo” é pavorosa !

    “É claro que nós sabemos a diferença entre Engels e Hegel. Numa peça de 200 laudas, falando de crimes essenciais, vão preferir ficar discutindo a filosofia?”
    Quem pergunta é o promotor José Carlos Blat, do Ministério Público de São Paulo, um dos responsáveis pelo pedido de prisão preventiva do ex-presidente Lula, nesta quinta-feira. Ele se refere à confusão, feita no pedido encaminhado ao tribunal, entre Friedrich Engels, coautor do Manifesto Comunista junto a Karl Marx, e Friedrich Hegel, filósofo morto em 1831, 17 anos antes da publicação do Manifesto.
    “Vão caçar o que fazer. Vão catar coquinho”, continua o promotor estadual, questionado pela BBC Brasil sobre a repercussão em torno do erro presente na peça. “Isso é uma tolice, é um erro material que já foi verificado e será retificado. Tudo continua como está, não há qualquer gravidade nisso.”
    A polêmica foi além da citação filosófica e dos comentaristas de redes sociais.
    Juristas e advogados como Carlos Sampaio, coordenador jurídico do PSDB, e Gilson Dipp, ex-ministro do STJ, criticaram a fundamentação técnica da peça jurídica, afirmando que “não é usual fazer a denúncia e pedir a prisão do investigado” e que as chances de Lula fugir do país são pequenas.
    A BBC Brasil levou os questionamentos ao promotor do MP-SP. “São ilustres juristas especulando sem conhecer os nossos autos”, afirma Blat.
    “Nós fizemos todos os pedidos com absoluta convicção de segurança. Entendemos que houve efetiva afronta ao principio da garantia da ordem pública com a incitação (no discurso feito por Lula após depoimento à Polícia Federal), que é totalmente diversa de manifestação política”.

    http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/03/160310_blat_hegel_comentario_rs?ocid=socialflow_twitter

  58. Patriarca da Paciência said

    http://www.revistaforum.com.br/blogdorovai/2016/03/11/mp-a-caminho-do-suidicio/

  59. Chesterton said

    Um governo condenado
    Um governo que se sabia fragilizado passou a ser visto como desenganado. E é natural que isso tenha deflagrado amplo reposicionamento de forças políticas

    11/03/2016 – 17h14
    Rogério Furquim Werneck, O Globo

    A palavra “condenado” deve ser lida aqui com a acepção que lhe é dada em engenharia civil, para designar um edifício prestes a desabar, sem possibilidade de recuperação. É pouco provável que, fragilizado como já estava, o governo consiga se recuperar do desgaste adicional causado pela vertiginosa sequência de eventos adversos a que se viu submetido nas últimas semanas. Antes que os fatos se embaralhem no turbilhão da crise, é bom tê-los em perspectiva e nitidamente diferenciados, para entender com mais clareza as razões do dramático estreitamento de espaço de manobra com que hoje se debate o governo.

    Não é preciso uma lista exaustiva. Basta ter em conta os eventos mais desgastantes, todos ocorridos nos 12 dias compreendidos entre 22 de fevereiro e 4 de março: a prisão de João Santana; as evidências de que, em meio à campanha presidencial de 2014, o marqueteiro teria recebido, em contas de empresas não declaradas no exterior, vultosos pagamentos feitos com recursos provenientes do petrolão; a divulgação do depoimento do senador Delcídio Amaral, no quadro de um acordo de delação premiada, em que acusa a presidente de tentativa de obstrução de Justiça e de ter tido pleno conhecimento prévio das implicações da decisão de aquisição da refinaria de Pasadena; e, para culminar, a condução coercitiva do ex-presidente Lula, para prestar depoimento à Polícia Federal, e o cumprimento de mandados de busca e apreensão em seus apartamentos de São Bernardo, na casa de Atibaia e no Instituto Lula.

    Para avaliar a extensão dos danos que essa saraivada de eventos adversos vem impondo ao governo, é importante ter em conta seus efeitos devastadores sobre narrativas cruciais a que o Planalto e o PT, a duras penas, vinham se agarrando.

    Que nem um real de dinheiro desviado do petrolão havia sido canalizado para o financiamento da campanha presidencial de 2014. Que a presidente se orgulhava de sempre ter assegurado amplo espaço para as investigações da Lava-Jato, sem jamais ter tentado obstruir por qualquer meio o andamento da operação. Que, embora tivesse ocupado diligentemente, por mais de sete anos, a presidência do Conselho de Administração da Petrobras, cinco deles como ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff jamais tivera conhecimento de qualquer malfeito ocorrido na Petrobras. Que, não obstante a escala impressionante da pilhagem de recursos públicos observada em seus dois governos, o ex-presidente Lula sempre esteve totalmente à margem desse processo, sem dele auferir qualquer espécie de ganho.

    O pior, para o governo, é que tudo indica que esse desmoronamento das narrativas que lhe são caras deverá ser reforçado nos próximos meses, por uma onda adicional de acordos de delação premiada, no contexto da Operação Lava-Jato, estimulados pelas condenações em primeira instância e pela nova jurisprudência firmada pelo STF, em fevereiro, que permite que penas de prisão já sejam executadas a partir de decisões de segunda instância.

    Da noite para o dia, um governo que se sabia fragilizado passou a ser visto como desenganado. E é natural que isso tenha deflagrado amplo reposicionamento de forças políticas. Partidos de oposição, que chegaram a alardear que o impeachment estava enterrado, passaram a ver com novo ânimo a possibilidade de abreviar o mandato da presidente Dilma. Já há até sinais de que as facções governistas do grande arquipélago peemedebista andam costeando o alambrado, prontas a abandonar a presidente à própria sorte. E rumores de que o resto da base governista pode saltar do barco a qualquer momento.

    O que esperar da condução da política econômica nesse quadro conturbado, de fim de festa? Na melhor das hipóteses, que os tripulantes se empenhem para, na medida do possível, evitar que a deterioração da situação política se traduza em agravamento da brutal crise econômica que enfrenta o país. Mas não é bem isso que vem sendo esboçado.

  60. Chesterton said

    http://www.diariodapatria.com/2016/03/ato-pro-lula-reune-100-pessoas-nesta.html

    chest- Pax, 100 para 1 é pouco.

  61. Patriarca da Paciência said

    “Os preços de barris de petróleo mantêm alta nesta sexta-feira (11), garantindo a recuperação da semana. O barril de Brent é negociado acima dos US$ 40 no mercado de Londres, enquanto a Agência Internacional de Energia (AIE) destaca que os preços já chegaram ao fundo do poço e que agora o mercado pode contar com a “luz no fim de um longo e escuro túnel”. Para a agência, os barris não devem voltar às mínimas registradas neste ano.

    De acordo com relatório mensal da AIE, a produção de petróleo fora da Opep deve cair em 750 mil barris por dia em 2016 — 150 mil barris a mais do que o anteriormente estimado. O mercado ainda conta com quedas na produção da Nigéria e do Iraque. Além disso, o Irã deve demorar mais do que o previsto para restaurar sua produção.

    Às 8h50, o preço do barril de Brent na International Exchange Futures (ICE) tinha alta de 1,52%, a US$ 40,66; enquanto o preço do barril do West Texas Intermediate, negociado em Nova Iorque, avançava 2,17%, a US$ 38,66.”

    http://www.jb.com.br/economia/noticias/2016/03/11/petroleo-opera-em-alta-e-aie-ve-luz-no-fim-de-longo-e-escuro-tunel/

    Eis aí a verdadeira causa do aquecimento da bolsa.

    Faz bastante tempo que acompanho as tais bolsas e as ações da Petrobrás sobem e descem quase no mesmo percentual do preço do petróleo.

    Relacionar bolsa com fato político é pura alucinação !

  62. Pax said

    Caramba. Tô achando melhor o Lula assumir logo a Casa Civil e deixar essa rainha quieta, sem falar mais nada.

    É impressionante. Como que deixam ela falar assim de improviso? É sempre um desastre absoluto.

  63. Chesterton said

    quase, faltou pouco….

  64. Chesterton said

    Caramba. Tô achando melhor o Lula assumir logo a Casa Civil e deixar essa rainha quieta, sem falar mais nada.

    chest- isso é golpe de estado, motivo deposição imediata.

  65. Chesterton said

    CAIU O ÚNICO MINISTRO DE DILMA
    por Guilherme Fiuza. Artigo publicado em 09.03.2016
    (Publicado originalmente na revista Época)

    O primeiro problema causado pela prisão do marqueteiro João Santana se deu em menos de 24 horas. O programa do PT na TV foi saudado praticamente em todo o território nacional com um panelaço retumbante. O que significou esse panelaço? Aí é a falta que João Santana faz: normalmente, o Partido dos Trabalhadores surgiria prontamente com sua “interpretação” dos fatos – alguma coisa como “as pessoas estão protestando contra a perseguição ao presidente Lula” ou “a elite branca agora deu para frequentar a cozinha”.

    Como todo mundo agora já sabe, pobre que é pobre não se mete em cozinha: manda a empreiteira. E pobre que tem sítio e tríplex não bate panela, porque está feliz da vida. O que será de toda essa narrativa coitada depois da prisão do mago João Santana?

    A queda do ministro mais importante de Dilma e de Lula – ou talvez o único, apesar de não ter cargo no ministério – é a primeira ameaça real à governabilidade petista. O líder do governo no Senado foi preso e o Planalto nem notou. Delcídio do Amaral não fez a menor falta. Tanto que, nesse caso, o PT soltou logo uma nota oficial (com a grife do ministro Santana) jogando o senador às feras, praticamente dizendo que a lambança era problema dele, ele que se virasse.

    Aí a mulher do senador começou a reclamar, dando a entender que Delcídio não ia apodrecer sozinho. Viu-se então como o governo Santana trabalha bem: fica quietinha aí, companheira, que daqui a pouco a opinião pública esquece seu marido irrelevante e o companheiro Teori Zavascki solta ele.

    Não deu outra: passado o Carnaval – cálculo bem feito para não gritarem que Delcídio seria liberado para a folia –, o senador saiu do xadrez. É claro que o Brasil, coitado, curando a ressaca do porre carnavalesco, não se lembra mais por que o eminente parlamentar havia sido preso. Mas a mídia golpista está aqui para ficar martelando esses detalhes desagradáveis: Delcídio do Amaral foi preso pela Lava Jato por ter sido flagrado tentando obstruir a investigação dos crimes do petrolão.

    Vamos recitar direito o samba-enredo, para facilitar a compreensão pelo país do Carnaval: o líder do governo no Senado, isto é, o representante do palácio de Dilma Rousseff no Congresso Nacional, foi surpreendido e gravado planejando a fuga para o exterior do excelentíssimo prisioneiro Nestor Cerveró, condenado no escândalo de corrupção da Petrobras – no qual o próprio Delcídio já era suspeito, assim como o governo por ele representado.

    Fica assim, então, o refrão do samba: Delcídio do Amaral está livre para voltar a trabalhar (sic) no Senado Federal, e livre também, portanto, para dar prosseguimento ao seu patriótico esforço de melar a Operação Lava Jato. O companheiro Teori Zavascki, goleiro inexpugnável do STF que não deixa passar uma bola sequer contra a companheira presidenta – em dupla afinada com o zagueirão Janot, que rebate tudo sem despentear a franja –, achou que não havia mais razão para manter Delcídio preso. Qual terá sido a sua premissa? Provavelmente, apostou que as pilhas do gravador do filho de Cerveró acabaram.

    Realmente, se o rapaz não gravar mais nada, a ameaça cessa: a quadrilha do petrolão poderá voltar a desfalcar o Brasil honestamente, como aconteceu por mais de dez anos sem ninguém se incomodar. Como disse João Santana ao receber a ordem de prisão, o país mergulhou num “clima de perseguição”. Lula teve de interromper sua lua de mel com a Odebrecht, Renato Duque foi caçado e encarcerado gritando “que país é este?”, Delcídio do Amaral foi capturado indagando aos policiais “como assim, um Senador da República?”. Como se vê, o país foi arrancado de seu clima de normalidade venal.

    Nada disso seria problema sem a prisão do ministro João Santana. Antes, se o povo saía às ruas de verde e amarelo, lá vinha a genialidade canalha: “Essa gente está protestando contra a corrupção com a camisa da CBF?”. Agora a pergunta é outra: “Esses malandros estão parindo slogans de vítimas com dinheiro do petrolão?”.

    Vamos ver se o novo samba cai na boca do povo: Dilma Rousseff foi eleita com dinheiro roubado da Petrobras – como sustentam os fundamentos da prisão de seu marqueteiro pago por fora (do país e da lei). Chegou a hora de a mulher sapiens sambar

  66. Chesterton said

    Putz, tá provado,Lulla é ladrão de obras sacras, um reles gatuno, descobriram o cofre.

  67. Chesterton said

    olha aqui, Guatambu, muito libertario…

    Uruguai chega a acordo com farmácias para venda de maconhaCOMENTE
    EFE11/03/201623h01
    Ouvir texto

    0:00
    Imprimir Comunicar erro
    Montevidéu, 11 mar (EFE).- O Instituto de Regulação e Controle de Cannabis (Ircca) do Uruguai e as associações de farmácias do país alcançaram um “acordo de entendimento” sobre as “condições de funcionamento” da venda de maconha em seus estabelecimentos, prevista para meados deste ano, informou nesta sexta-feira o órgão oficial.

    O acordo fornece “um marco de adesão para as farmácias que voluntariamente participem do mesmo” para comercializar esta substância, além de “aspectos do operacional de armazenamento do produto de maneira segura”, explicou o Ircca através de um comunicado.

    Este acordo é uma antecipação antes de passar a uma segunda etapa na qual serão concretizados aspectos como a gestão de pedidos e de entregas das unidades de produção aos pontos de venda, o controle de armazenamento e as condições de qualidade, segundo a informação divulgada.

    Fontes da Junta Nacional de Drogas (JND) consultadas pela Agência Efe afirmaram que se trabalhava há tempos neste acordo e que a segunda instância de trabalho está próxima de ser definida.

    A lei que despenaliza a produção e compra e venda de maconha foi impulsionada pelo governo de José Mujica (2010-2015) e aprovada pelo parlamento em dezembro de 2013 como forma de acabar com o negócio do narcotráfico e transformou o Uruguai em pioneiro neste enfoque da luta antidrogas.

    O país já licitou duas empresas para a produção de cannabis recreativa e, segundo as previsões do governo, entre o final do primeiro semestre de 2016 e o começo do segundo começará a venda legal de produção nacional desta substância nas farmácias.

    Para poder adquirir maconha de forma legal – que será vendida a um preço próximo a R$ 4 a grama – tanto o estabelecimento como o usuário deverão figurar em um registro nacional.

  68. Pax said

    Dilma é um desastre, o outro lado é uma desgraça. Tá foda.

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/03/1749208-gestao-alckmin-tem-gasto-zero-em-acao-para-morador-em-area-de-risco.shtml

  69. Chesterton said

    Se fòssemos eu e você, estaríamos na cadeia, o que falta para colcoar o ladrão e a “ladrona” no xilindró…

  70. Patriarca da Paciência said

  71. Chesterton said

  72. Patriarca da Paciência said

    Editorial da Folha de São Paulo 12/03/2016

    Trio de horrores

    Os três promotores paulistas responsáveis pelo pedido de prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realizaram proeza que ninguém julgaria possível no ambiente político atual.

    Obtiveram um quase absoluto consenso. Foi tamanha a inépcia de suas pretensões que, do governo à oposição, de defensores intransigentes do impeachment a convictos militantes petistas, não houve quem não criticasse a iniciativa.

    O trio de acusadores não terá obtido apoio exceto nas franjas mais rudimentares e fanáticas da internet, que sem dúvida alimentaram, tanto quanto o puro desejo de obter notoriedade, a desastrosa iniciativa.

    Sustentando a necessidade de prender Lula preventivamente, o promotor Cassio Conserino e seus associados referiram-se, por exemplo, a declarações do ex-presidente reproduzidas por inadvertência em vídeo gravado pela deputada Jandira Feghali (PC do B-RJ).

    Depreendeu-se inicialmente que as invectivas de Lula, com tudo o que tinham de chulo, voltavam-se contra o processo da Lava Jato.

    Já seria abusivo tomar tais declarações, proferidas em colóquio privado, como justificativa para a prisão. Aventou-se depois a possibilidade de o palavrão se referir ao destino que deveria ser dado ao acervo de presentes acumulado em sua passagem pela Presidência. Pouco importa; o recurso a expressões grosseiras jamais poderia fundamentar a acusação.

    Decerto não há como sustentar a tese de que Lula é vítima de uma conspiração, quando sobejam os sinais de que empreiteiras o beneficiaram de variadas maneiras.

    Diferentemente do que ocorre na Lava Jato, todavia, o ex-presidente comparece de forma acidental no caso investigado pela Promotoria paulista. Trata-se, aqui, de apurar as irregularidades numa cooperativa imobiliária dos bancários, a Bancoop, acusada de lesar seus mutuários.

    Foi pela Bancoop que Lula manifestou interesse em adquirir o célebre apartamento no Guarujá.

    Se o imóvel seria reformado pela construtora OAS em atenção a suas conveniências pessoais, as suspeitas contra Lula se dão dentro do quadro de interesses que o aliou a empreiteiras envolvidas no petrolão –um assunto para o Ministério Público Federal, portanto.

    Às voltas com um conhecimento gramatical que nem mesmo o investigado invejaria, os promotores tropeçaram em citações risíveis do filósofo Nietzsche –cujo nome grafaram incorretamente e cujo pensamento sem dúvida ignoram– e caíram na já notória esparrela de confundir Hegel com Engels.

    Seria apenas uma patetice, se não fosse um perigo. Com promotores assim, nenhum cidadão está livre de ter sérios problemas na Justiça. Quando a sede de celebridade se junta à ignorância, e esta a uma feroz paixão persecutória, um trio de horrores ganha forma.

  73. Patriarca da Paciência said

    Esta se encaixa perfeitamente com o Chesterton:

    “O trio de acusadores não terá obtido apoio exceto nas franjas mais rudimentares e fanáticas da internet, que sem dúvida alimentaram, tanto quanto o puro desejo de obter notoriedade, a desastrosa iniciativa.”

  74. Chesterton said

    http://noblat.oglobo.globo.com/artigos/noticia/2016/03/lula-moro-e-bastilha.html

    Mas fiquemos com a sequência de delitos praticados por Lula da semana passada para cá: denegriu a imagem das instituições – Judiciário, Ministério Público, imprensa -, ofendeu um magistrado (Sérgio Moro), empresas jornalísticas e conclamou aliados a usar da violência. Nada menos.

    Pior: no quesito incitação à violência, houve consequências, com uma sucessão de invasões a propriedades públicas e privadas e agressão gratuita a pessoas inocentes, por parte de algumas das entidades que nomeou: MST, MTST, CUT etc.

    Incitação à violência é crime – e grave – e o flagrante está devidamente documentado. Lula destacou, por exemplo, sua ira contra a TV Globo, responsabilizando-a pelas mazelas do país.

    No início desta semana, uma das afiliadas da emissora, em Goiânia, foi depredada por gente da CUT, com agressões a funcionários, fazendo-os reféns por horas. O mesmo o fez o MST com dois repórteres da TV Bandeirantes. E não foram apenas esses os casos registrados. A violência foi às ruas, como pediu Lula.

  75. Chesterton said

    No país da impunidade, cumprir o Código Penal é ato revolucionário, que choca até a oposição. É como se o oposicionista de hoje se visse no papel do governista de amanhã e receasse o estabelecimento de uma jurisprudência que lhe venha no futuro a ser adversa.

  76. Patriarca da Paciência said

    subtraído da página do reinaldim morais, o esquálido das montanhas:

    “Da série vá tomar no Hegel: na próxima, os procuradores prometem citar o casal Rosa e Vanderlei Luxemburgo.”

  77. Chesterton said

  78. Chesterton said

    José Guimarães dos Santos Silva – Jornalista
    Se vocês, como eu, se consideram Cidadãos Brasileiros, trabalhadores e, ainda, acreditam que o Brasil pode dar certo, peço alguns minutos de sua atenção para a leitura destas linhas, pois eleição é coisa muito séria!
    – Sou jornalista há 31 anos, fui militante do PT por 15 anos consecutivos e atuei junto ao Diretório Nacional do PT com sede na cidade de São Paulo.
    Por esses motivos, eu conheci e convivi, pessoalmente, com o Presidente Lula. Votei no Lula em todas as eleições das quais ele participou. O Lula era tido como um grande amigo meu e camarada, até o dia em que ele saiu da oposição e começou a governar o Brasil. Todos os princípios e idéias que compartilhávamos pelos quais lutávamos foram traídos e abandonados pelo meu “EX-GRANDE AMIGO” LULA. Então aqui vão minhas justificativas:
    – O Prefeito assassinado de Santo André, Celso Daniel, que também era meu amigo, foi morto a mando do Lula, da cúpula do PT (Zé Dirceu e Genoino) e da “Máfia de Ribeirão Preto” (comandada pelo Antonio Palocci). Celso Daniel era muito teimoso e gostava de fazer as coisas do jeito dele, o que desagradava aos dirigentes do nosso partido (PT). Quando o Celso Daniel interveio no funcionamento da “Máfia dos Transportes de Santo André”, que era controlada pela cúpula Petista, minguou o dinheiro que era desviado para o PT e que era uma das maiores fontes utilizadas para financiar as campanhas; esse dinheiro ia para as mãos do grande coordenador de campanhas do PT, o ex-ministro Antonio Palocci junto com Zé Dirceu. Celso Daniel atrapalhou os planos do PT e pagou com a própria vida por esse “Erro”. O Toninho do PT de Campinas, também, pagou com a vida por se insubordinar ao Lula e ao Zé Dirceu.
    – Quando estava à frente da Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy armou o esquema de contratações de empreiteiras para fazer coleta de lixo sem realizar licitação. Os donos das empreiteiras beneficiadas eram todos amigos da família de Marta e foram todos doadores da campanha dela. Além disso, cada empreiteira tinha que pagar uma quantia mensal para poder continuar trabalhando, sendo que os valores arrecadados eram desviados para “Financiar Campanhas” e, como Lula sempre dizia com certo sarcasmo: “A Marta é rica e não precisa desse dinheiro, vamos usar essas (notas) aqui para outros fins mais agradáveis ao nosso bolso”…
    – Os juros são um assunto que dá arrepios. Nossa taxa de juros reais é a mais alta do mundo! Até o FMI e as Agências de Classificação de Risco Internacionais sinalizaram que o governo brasileiro poderia abaixar os juros mais drasticamente e diminuir o superávit primário (dinheiro reservado para pagar a Divida Externa). Mas meu ex-amigo Lula preferiu manter os juros altos e aumentar o superávit primário, estrangulando a economia brasileira, que por isso praticamente não cresceu durante todo o governo (enquanto os outros países em desenvolvimento cresceram 6% ao ano, em média, o Brasil cresceu 2%).
    – Assim, as indústrias não cresceram e tiveram que demitir empregados, a agricultura que vinha bem ao longo dos últimos 12 anos ajudando o país a fechar as contas “no azul”, também entrou em colapso, e hoje o setor está amplamente endividado, desde os pequenos até os grandes produtores. O custo de vida aumentou. Os impostos aumentaram. As tarifas públicas aumentaram. Com a estagnação e o desemprego, a marginalidade explodiu em todos os grandes centros urbanos. E os bancos? Bem, os bancos brasileiros tiveram os maiores lucros da história do Brasil por quatro anos seguidos (durante todo o governo Lula) e as ações dos três maiores bancos privados do Brasil (Bradesco, Itaú e Unibanco) valorizaram-se mais do que as do Citi Group, que é a maior instituição financeira do mundo, com sede em Nova York, nos E.U.A., e mais do que as ações do Banco Santander, que é o maior banco da Europa da “Zona do Euro”, com Lula no governo, o Brasil se tornou o paraíso nº 1 do capital financeiro especulativo internacional!
    – Enquanto milhares de brasileiros passam fome e não têm emprego, e a frota de ônibus dos nossos grandes centros urbanos está sucateada, Lula mandou o BNDES dar dinheiro ao ditador cubano Fidel Castro para a compra de milhares de ônibus novos produzidos na China para eles! Todos sabemos que nunca mais veremos a cor desse dinheiro e que ele poderia ter sido muito melhor utilizado no financiamento de ônibus para as cidades aqui no Brasil (afinal, o dinheiro é NOSSO), comprando veículos produzidos aqui mesmo, ativando a indústria automobilística nacional (talvez assim não haveria aqui milhares de metalúrgicos sendo demitidos todos os dias), gerando crescimento, emprego e renda, que é o que o povo mais precisa! Mas Lula está enganando o povo com uma esmola chamada Bolsa Família, que não chega à maior parte dos brasileiros necessitados, ficando nas mãos de intermediários corruptos!
    – Lula fez também o BNDES dar dinheiro ao Hugo Chávez da Venezuela, que por sua vez nadou em dólares que obtinha vendendo petróleo aos Estados Unidos. Nós também nunca mais veremos esse dinheiro… E Lula mandou o BNDES dar dinheiro a Evo Morales da Bolívia, que todos sabem que é um narcotraficante, e que por sua vez roubou a nossa Petrobrás (que havia investido mais de 1 bilhão de dólares do dinheiro dos brasileiros naquele país). Evo Morales deu a nossa Petrobrás que está na Bolívia de presente a Hugo Chávez e ainda subiu o preço do gás vendido a nós brasileiros. Ele fez isso em uma reunião a portas fechadas que os dois tiveram com o cubano Fidel Castro. Evo Morales, Hugo Chávez e Fidel Castro colocaram a nação brasileira de joelhos, e Lula com o Chanceler Celso Amorim. Panacas, ainda disseram que eles têm o direito de fazer isso!
    – Esta é liderança de Lula na América do Sul: Lula dá o dinheiro e o patrimônio do povo brasileiro a esses três ladrões, e os três riem e chutam o traseiro de LULA e do povo brasileiro! Mas o que mais me decepcionou foi descobrir que o meu ex-partido, o PT, tem ligações íntimas COM as “GUERRILHAS e os TRAFICANTES de DROGAS” da Colômbia, do Peru e da Bolívia, e que o PT tem ligações com o Tráfico de Armas e com o Crime Organizado do Brasil!
    – Lula e o PT têm vínculos íntimos com os atentados violentos perpetrados pela facção criminosa do PCC (Primeiro Comando da Capital) no Estado de São Paulo. Eu sei porque fui informado por ex-companheiros de partido e, também, porque as táticas utilizadas pelo PCC são típicas de Guerrilha Urbana, exatamente iguais às táticas que o Zé Dirceu e Zé Genoino aprenderam em Cuba, e que eles nos ensinavam nos idos dos anos 80 em algumas fazendas de “amigos do PT”, época essa em que ainda acreditávamos que devíamos fazer guerrilha. Agora meu ex-amigo Lula e meu ex-partido PT estão às voltas com um dossiê falsificado e encomendado de última hora a algumas facções criminosas que têm ligação com o partido!
    – Quando eu estava lá no PT com Lula, Zé Dirceu, Genoino, Aloísio Mercadante, Marta Suplicy, Eduardo Suplicy, Erundina, Mentor, Antonio Palocci, Delúbio Soares, Ricardo Berzoini e tantos outros, eu ouvia que devíamos fazer tudo para conquistar e manter o poder, mas eu não imaginava que esse “tudo” incluía roubo, sequestro, assassinato, dilapidação do patrimônio público, enriquecimento ilícito, envio de dólares para o Caribe e para a Suíça, formação de quadrilha, tráfico de armas e de drogas e tudo o mais que Lula e o PT vêm fazendo nos últimos quatro anos!
    – Por isso tudo (e por muitas outras coisas que não posso nem vou aqui mencionar) e porque os conheço muito bem, volto a pedir: NÃO VOTEM NO LULA! NÃO VOTEM NO PT! O PT já se transformou numa organização criminosa! LULA já se transformou num criminoso sem limites!
    Enviem, pelo amor que temos pelo Brasil, esta mensagem para o maior número de pessoas possível! Salvem o nosso Brasil!
    José Guimarães dos Santos Silva – Jornalista e Ex-Petista

  79. Chesterton said

    Chegou a hora de dizer: basta!
    TAGS: Editorial, Dilma Rousseff, Presidência da República, Brasil, PT, Luiz Inácio Lula da Silva, MST, Palácio do Planalto, CUT, Justiça, Lula, Editorial
    13 Março 2016 | 03h 00
    A maioria dos brasileiros, conforme atestam há tempos as pesquisas de opinião, exige que a petista Dilma Rousseff deixe a Presidência da República. A oportunidade de expressar concretamente essa demanda e, assim, impulsionar a máquina institucional responsável por destituí-la, conforme prevê a Constituição, será oferecida hoje, nas manifestações populares programadas Brasil afora. Chegou a hora de os brasileiros de bem, exaustos diante de uma presidente que não honra o cargo que ocupa e que hoje é o principal entrave para a recuperação nacional, dizerem em uma só voz, em alto e bom som: basta!
    Que as famílias indignadas com a crise moral representada por esse desgoverno não se deixem intimidar pelo rosnar da matilha de petistas e agregados, cujo único interesse na manutenção de Dilma na Presidência é preservar a boquinha à qual se habituaram desde que o PT chegou ao poder.
    Essa turma é hoje minoritária, quase marginal, totalmente destituída da força que um dia teve, quando seduzia a parte ingênua da opinião pública nacional com a promessa de um governo de vestais, empenhado apenas em promover a justiça social. Como essa farsa foi desmascarada pelos fatos – o Brasil se viu mergulhado em escândalos inéditos em sua história e o desastre do governo Dilma transformou o sonho do fim da pobreza no pesadelo da década perdida –, restou aos petistas insinuarem que os cidadãos comuns, aqueles que não se organizam em sindicatos ou “movimentos sociais” destinados, por incrível que pareça, a defender privilégios, correm algum risco se forem às ruas.
    Já faz tempo que, ao farejar o fim dessa era de privilégios, a tigrada lançou no ar suas ameaças, com a pretensão de se impor pela força, já que pela razão não era mais possível. Em fevereiro de 2015, o chefão petista, Luiz Inácio Lula da Silva, se disse pronto para a “briga” e invocou o “exército do Stédile”, em referência ao raivoso líder do MST. Depois, em agosto, em pleno Palácio do Planalto, sob o olhar cúmplice de Dilma, o presidente da CUT, Vagner Freitas, pediu a seus colegas sindicalistas e assemelhados – essa turma de boas-vidas alimentados pelo trabalho alheio – que saíssem às ruas “entrincheirados, com armas na mão, se tentarem derrubar a presidente”. Agora, encurralado pela Justiça, Lula tornou a arrotar suas ameaças, que encontram eco nos ouvidos de um número cada vez mais reduzido de seguidores, desesperados para ter algo em que se agarrar diante do esboroamento do poder petista.
    Já ficou claro, no entanto, que esse punhado de irresponsáveis nada pode contra a maioria dos brasileiros honestos. Suas bravatas destemperadas nada são diante da resolução do povo, agora mais do que nunca convencido de que o País não suporta mais tanta corrupção e tanta incompetência. Já em seu primeiro mandato Dilma havia revelado, para quem quisesse ver, toda a sua incapacidade de governar. Mesmo assim, graças a uma campanha eleitoral baseada no medo e em mentiras de todo tipo, Dilma conseguiu se reeleger – para levar o País a um dos mais calamitosos períodos recessivos de sua história e a uma aguda crise política e moral.
    Sem nenhuma vocação nem para a política nem para a administração, Dilma não teve forças para resistir ao sequestro de seu governo por oportunistas de variados naipes. É a eles que o País está entregue hoje e é contra eles todos – Dilma, Lula e os demais condôminos desse indecente edifício construído à base de corrupção e de mentiras nos últimos 13 anos – que os brasileiros erguerão hoje sua voz nas ruas.
    Tudo isso poderia ter sido evitado se Dilma tivesse tido a grandeza de renunciar ao cargo. Na undécima hora, ela enfim revelaria algum traço da estadista que Lula prometeu para o País. Esse gesto serviria para evitar o sempre traumático impeachment, agora praticamente inevitável, e aceleraria a urgentíssima transição para um governo munido da legitimidade indispensável para reunificar o País e conduzi-lo para longe da tormenta. Mas já ficou reiteradamente claro que Dilma, Lula e os petistas são incapazes de pensar senão em salvar seus mesquinhos interesses, além da própria pele. Diante disso, resta aos cidadãos brasileiros mostrarem seu poder, proclamando, inequivocamente, que não admitem mais que o lulopetismo, desonesto e incompetente, continue encastelado no governo.

  80. Chesterton said

    http://www.papotv.com.br/posts/3845

    chest- como assim, FOI burra….Dilma é jumenta de berço.

  81. Chesterton said

    http://www.bocamaldita.com/1119826645/protesto-contra-a-tv-globo-reune-12-petistas-em-curitiba/

  82. Patriarca da Paciência said

    Jornal do Brasil

    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), foram vaiados neste domingo (13), ao chegarem nas manifestações que ocorrem na Avenida Paulista e que reivindicam, entre outras coisas, o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

    Manifestantes que apoiam os líderes tucanos tentavam abafar os xingamentos com buzinas, enquanto se avolumam, junto aos gritos de “Fora, PT”, xingamentos de corrupto direcionados a Aécio Neves, citado algumas vezes por diferentes delatores da Lava Jato, e de “ladrão de merenda” contra Alckmin, cujo governo foi denunciado em esquema de fraude na compra de refeições para escolas públicas.

    Diante de protestos contrários, os tucanos decidiram que não subiriam no carro de som para se pronunciar. De acordo com a reportagem da Folha de S.Paulo, Aécio ainda tentou cumprimentar um manifestante, mas ouviu a seguinte frase, ao apertar a mão do cidadão: “Você sabe que você também é ladrão”. Aécio e Alckmin deixaram o local depois de 30 minutos da chegada, aos gritos de “bundões” e “oportunistas”.

    Onipresente em manifestações paulistanas na época em que era prefeita da capital, a senadora Marta Suplicy (PMDB-RJ) também foi vaiada ao tentar discursar no microfone.

  83. Chesterton said

    Petistas suspeitam que a ideia brilhante de bater na Globo foi da Jandhira Laertao Fegalli!!!!!

  84. Patriarca da Paciência said

  85. Patriarca da Paciência said

    O ovo da serpente está chocado.

    A Globo foi a chocadeira !

  86. Patriarca da Paciência said

    Blog do Esmael

    O DataEsmael, instituto de pesquisa do Blog do Esmael, contou o número de manifestantes pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff em todo o país.

    Em São Paulo, Datafolha diz que foram 45o mil às ruas. Para o DataEsmael foram 135 mil.

    Em Curitiba, a PM de Beto Richa (PSDB) contou 160 mil. O DataEsmael conferiu apenas 15 mil pessoas.

    No Rio, 200 mil (segundo organizadores) e 20 mil para o DataEsmael.

    Para a Globo, 200 mil protestaram em Vitória (ES). Para o DataEsmael, foram dois mil.

    O DataEsmael anotou 10 mil em Brasília ante 100 mil para a PM.

    Porto Alegre e BH, segundo organizadores, 30 mil cada. Para o DataEsmael, foram 3 mil pessoas às ruas nessas duas capitais.

    Para os organizadores, foram 2,7 milhões de pessoas às ruas em todo o país. Para o DataEsmael, foram 350 mil manifestantes.

    Os números do DataEsmael estão dentro da margem de erro das ruas. A rigor, não há método científico que mensure multidões em espaços abertos.

  87. Guatambu said

    Pax,

    Esse palpite foi o mais legal: “melhor deixar o Lula assumir a Casa Civil”.

    Justo vc, Pax, que preza pela ética política?!

  88. Guatambu said

    Eu gostaria muito que a Folha fizesse uma dessas nas manifestações da mortadela pra ver o que sai!

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1749626-manifestantes-concordam-com-problemas-do-brasil-mas-divergem-de-solucoes.shtml

  89. Chesterton said

    Patriarca, em \São Paulo não tinha mais que 2 mil pessoas.

    Guat, casa civil só se a escritura estiver no nome de um amigo.

  90. Chesterton said

    a folha tentado minimizar e deslegitimar o movimento é risível.

  91. Chesterton said

    Enterro de gala do PT
    13/03/2016 18h03
    Compartilhar3,9 mil
    Mais opções
    Nada nem próximo da manifestação popular e espontânea que cobriu a avenida Paulista neste domingo (13) foi produzida até aqui pelo PT ou apoiadores da presidente Dilma Rousseff.

    Desde que o ex-presidente chamou a militância para apoiá-lo no dia 4, após depor na Polícia Federal, só ocorreram poucos atos isolados e esporádicos, dentro de “ambientes controlados”. Como na sede de sindicatos ligados à CUT ou bem na frente da casa do líder petista, em São Bernardo do Campo.

    Em São Paulo, o que se viu neste domingo foram milhares de manifestantes chegando antes do horário para o evento, vindos a pé ou de metrô. Não havia sinais de “esquemas” oportunistas de transporte de pessoas.

    A exceção foi a van tucana do governador de São Paulo que conduziu Geraldo Alckmin e Aécio Neves para a Paulista. Logo foram chamados exatamente de “oportunistas” e hostilizados por parte dos manifestantes.

    Marta Suplicy (ex-PT e agora PMDB) também não escapou e teve de sair do meio dos manifestantes. Mais prudentes, deputados de oposição do DEM se reuniram no hotel Maksoud Plaza, atrás da avenida, e depois circularam discretamente.

    No próximo dia 18, PT, CUT e outras centrais, sindicatos e movimentos sociais ligados ao partido terão sua vez de demonstrar força. Assim como no último grande evento que fizeram, será em um dia da semana (desta vez véspera de um fim de semana).

    A estratégia, como se viu em outubro, será interromper o dia de trabalho antecipadamente e levar boa parte dos manifestantes e materiais, como bandeiras e balões, em ônibus fretados pela CUT e sindicatos.

    A logística será paga com o dinheiro que centrais e sindicatos recebem todos os anos via descontos compulsórios (feitos em março) dos trabalhadores CLT, sindicalizados ou não. São repasses que não exigem qualquer prestação de contas sobre seu destino ou uso.

    Se ficarem restritas a isso, sem um genuíno apoio popular, as manifestações pró Lula, Dilma e PT serão só mais um exemplo da falta de transparência político-partidária com o dinheiro público.

    Um enterro de gala em plena avenida.

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/fernandocanzian/2016/03/1749537-enterro-de-gala-do-pt.shtml

  92. Patriarca da Paciência said

    Hariovaldo Almeida Prado

    A culpa do Lula está em mim, eu sinto-a mas não posso tocá-la.

    Assim sente o varão que por consciência de ofício labuta com ardor para prender o Mephisto já condenado no plano ideal, cujo corpo não corresponde no mundo físico, ao corpo de prova encontrado além, mas que de maneira apodíptica foi apresentada no inexoravelmente arrebatador pedido de prisão da criatura lulística, esse brilhantemente formulado pelos mui honrados promotores Cássio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Araújo. Groucho Marx estaria se revirando no túmulo diante de tal situação.

    Also sprach Zarathustra, o novo homem bom não poderá surgir enquanto as chagas do comunismo lulístico não for de vez extirpada da face da terra, trazendo o ser a um novo patamar, condicionado ao ovo platinado da serpente que a todos conduz. Somente a demolição de tudo que represente as bandeiras do ser apedeuta, representante mor do lulismo, abrirá espaço para o renascimento pleno da entidade máxima humana, já por nós prefaciada em FHC.

    Alvíssaras!

  93. Chesterton said

    As 4 frases marcantes de estadistas brasileiros

    1. Independencia ou Morte!
    2. Quem for brasileiro que me siga
    3. Saio da vida para entrar na História
    4. Enfiem o processo no cu!

  94. Patriarca da Paciência said

  95. Patriarca da Paciência said

    O Chesterton já falou que um dia foi de esquerda. Quem sabe ele foi preso junto com o Lula na mesma sela o o Lulão enrabou o Chesterton ?

    Tamanho ódio e ressentimento não são normais !

  96. Chesterton said

    normal é você se aliar ao maior ladrão que já ingressou na política brasileira, né Patipati….

  97. Patriarca da Paciência said

    Chesterton,

    mencione uma só prova robusta de que o Lula roubou alguma coisa. Até agora eu só li e ouvi acusações vagas.

    Admitamos que esse tal de triplex fosse mesmo um presente que a Odebrecht quis dar ao Lula. O Lula recusou o tal presente. Onde está o crime ? Só malucos para acreditarem que há algum crime aí

    Porque o Lula frequentava um sítio e o sítio foi beneficiado com alguns melhoramentos, isso é crime ?

    É isso que transforma o Lula no maior ladrão da História ?

    Realmente é algo espantoso !

    E das quatro frases que você citou, apena uma é autêntica, a de Getúlio Vargas.

    Todas as outras já foi provado que foram invenções de historiadores para ilustrar livros escolares de ensino básico !

    Pedro I era um tremendo boçal e o que ele realmente falou foi um monte de palavras chulas !

    Lula realmente falou uma palavra chula, mas não em relação ao processo da lavajato e sim em relação a sua mudança, minuciosamente investigada pela PF.

  98. Chesterton said

    Lula não escapa da cadeia

    Brasil 14.03.16 08:02
    O pedido de prisão preventiva de Lula deverá ser rejeitado, segundo o Valor.

    E também:

    “A acusação por crimes de lavagem de dinheiro e estelionato envolvendo o tríplex do Guarujá dificilmente será aceita”.

    Lula será condenado em São Paulo por ocultação de bens e falsificação ideológica.

    Os crimes de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e corrupção passiva ficarão a cargo da Lava Jato.

    Ele não tem como escapar da cadeia.

  99. Patriarca da Paciência said

    Pode ficar tranquilo Chesterton, se o governo cair mesmo tudo vai voltar a ser maravilhoso como antes. Veja só:

  100. Chesterton said

    a merda que o PT deixou o país nem sei se tem conserto…

    Mas Lula está estudando mitologia grega:

    Sacanagem “homérica”

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1749696-investigacao-e-sacanagem-homerica-criticou-lula-em-depoimento.shtml

  101. Chesterton said

    Do marxismo ao livre mercado
    ESCRITO POR THOMAS SOWELL

    A tentativa de reduzir a desigualdade econômica com o aumento da desigualdade política, que é a essência do marxismo, custou a vida de milhões de pessoas sob o poder de Stalin, Mao, Pol Pot, e muitos outros.

    Como e por que eu larguei o esquerdismo de minha juventude para adotar as opiniões que tenho hoje, as quais são a favor do livre mercado e valores tradicionais? De certa forma, minha visão de como os seres humanos agem mudou mais do que a filosofia subjacente.

    Quando eu era marxista, minha preocupação principal era em relação às pessoas comuns, pois achava que mereciam melhores condições de vida, mas a elite se aproveitava delas. Essa continua sendo minha maior preocupação, mas conforme os anos se passaram, aprendi que a elite cultural e a elite política fazem muito mais danos do que a elite econômica poderia um dia pensar em fazer.

    Há uma explicação: as elites econômicas competem entre si. Se a General Motors não produz um tipo de carro que te agrade, você pode procurar na Ford, Chrysler, Honda, Toyota, etc. Mas se a Agência de Proteção Ambiental (EPA) chega no fundo do poço em relação ao serviço que presta, não há agência alternativa prestando o mesmo serviço ao qual se possa recorrer.

    Mesmo quando uma empresa privada parece deter o monopólio da produção de um bem de consumo, como aconteceu com a Alcoa (Companhia de Alumínio da América), ela competirá com produtos alternativos. Se a Alcoa tivesse aumentado o preço do alumínio para aproveitar seu monopólio, muitas coisas fabricadas com alumínio passariam a ser produzidas com ferro, plástico, e outros tipos de materiais. O resultado final das forças do mercado foi, meio século depois do monopólio da Alcoa, o mercado passar a cobrar mais barato pelo alumínio do que cobrava inicialmente. Isso não se deu por altruísmo dos diretores da empresa, mas porque os competidores não lhes deixaram outra escolha.

    A forma que você olha para o livre-mercado depende de como você enxerga o ser humano. Se todos fossem amáveis e gentis, o socialismo seria o melhor caminho. Em uma família tradicional, por exemplo, os recursos são gastos com as crianças, pois não ganham nenhum centavo sozinhas. Isso é socialismo doméstico, e até os capitalistas mais mesquinhos o praticam. Talvez um dia descobriremos criaturas em uma galáxia distante que conseguem conduzir uma sociedade inteira dessa forma. Mas a história dos seres humanos mostra que é inviável uma nação com milhões de pessoas funcionar dessa maneira.

    O discurso do socialismo é inspirador, mas seus rastros na realidade são sombrios. Países que exportaram comida durante séculos, de repente se viram forçados a importar comida para evitar a fome, depois que a agricultura foi socializada. Isso aconteceu por todo o mundo, com pessoas de todas as raças. Qualquer um que tenha visto o contraste entre Berlim Ocidental e Berlim Oriental, nos tempos em que metade da cidade era controlada por comunistas, não possui dúvidas em relação a qual sistema produz mais benefícios para o povo. As duas partes da cidade eram habitadas por pessoas de mesma raça, cultura e história, mas os que viviam na parte comunista eram muito mais pobres, além de terem menos liberdade.

    Uma história parecida aconteceu na África, quando a Gana dependia de programas socialistas e a Costa do Marfim se baseava no livre-mercado, depois que ambos os países se tornaram independentes, na década de 1960. Gana começou com todas as vantagens. Sua renda per capita era o dobro da Costa do Marfim. Mas após duas décadas, com cada país sob influência de um sistema econômico diferente, 20% dos habitantes mais pobres da Costa do Marfim possuíam renda mais alta do que 60% da população de Gana.

    Ineficiência econômica não é o pior aspecto de um governo socialista. A tentativa de reduzir a desigualdade econômica com o aumento da desigualdade política, que é a essência do marxismo, custou a vida de milhões de pessoas sob o poder de Stalin, Mao, Pol Pot, e muitos outros. Não se deve confiar o monopólio do poder sobre a vida das pessoas à políticos. Temos milhares de exemplos na história.

    A minha vontade de que o povo tenha melhores condições de vida permanece, mas a experiência me mostrou, amargamente, que a maneira de alcançar este objetivo é o oposto do que eu imaginava.

    Thomas Sowell,“From Marxism to the Market”.

  102. Chesterton said

    Lula roubou um crucifixo e um faqueiro do Palacio do Planalto.

  103. Chesterton said

    “Hein?”

    Brasil 14.03.16 13:08
    Lula também se embananou ao falar das “tralhas” que levou da Presidência. Ele admitiu que levou parte da mudança para o sítio de Atibaia e outra parte para “um sindicato”.

    Percebam como Lula não sabe o que responder, pois sabe que a maior parte dos “presentes” recebidos durante os dois mandatos foi enviada ao Sindicato dos Metalúrgicos apenas em janeiro.

    Por cinco anos, o material ficou armazenado num galpão da Granero bancado pela OAS.

    ***

    Declarante:- Eu sei que eles deram sinal, depois pagaram, e foi dividido, e eu fiquei sabendo no dia 13 de janeiro de 2011 e fui conhecer o local dia 15 de janeiro. Sei também, dito pelo companheiro Fernando, pelo Jacó Bittar e pelo Jonas, de que uma das ideias deles era, não só que eu tivesse um lugar pra descansar, mas também que tivesse alguma coisa pra guardar as tralhas de Brasília, que é muita tralha que a gente ganha.

    Delegado da Polícia Federal:- E o senhor conseguiu fazer isso?

    Declarante:- Está lá.

    Delegado da Polícia Federal:- Tudo?

    Declarante:- Uma parte, pequena coisa.

    Delegado da Polícia Federal:- Onde é que está o resto?

    Declarante:- Hein?

    Delegado da Polícia Federal:- Onde está o resto que saiu de Brasília?

    Declarante:- Uma parte deve estar no sindicato, porque tem várias coisas, tem coisas de valor…

    Delegado da Polícia Federal:- Qual sindicato?

    Declarante:- Hein?

    Delegado da Polícia Federal:- Qual sindicato?

    Declarante:- Acho que é no sindicato nosso, dos metalúrgicos. Tem coisa de valor que deve estar guardada em banco, tem coisa… Eu já tomei uma decisão, terminada essa porra desse processo, eu vou entregar isso para o Ministério Público, vou levar lá e vou falar “Janot, está aqui, olha, isso aqui te incomodou? Um picareta de Manaus entrou com um processo pra você investigar as coisas que eu ganhei, então você toma conta”.

  104. Chesterton said

    Ocorre que havia um pouco mais do que isso. Eis que, entre os pertences, sob a guarda de Marisa Letícia e Lulinha, também estava um crucifixo entalhado em madeira, datado do século XVI, que pertence ao estado brasileiro. O valor é inestimável.
    É uma coisa impressionante mesmo. Lula levou consigo dez contêineres quando deixou a Presidência. Esse material está num depósito em Barueri, e quem pagou a hospedagem foi a OAS: R$ 1,3 milhão. O que realmente tem valor, como joias, adagas e moedas, foi parar no banco. Já tinham dado conta do sumiço do Cristo desde que Lula deixou o poder. Mas ninguém ousava perguntar.
    Notem: nas suas viagens quando presidente, certamente Lula ganhou um presente pessoal ou outro. Mas a maioria dos mimos pertence ao estado brasileiro. Os regalos não foram dados ao indivíduo, mas ao chefe de estado. O caso do Cristo é diferente. A obra pertencia ao acervo do país.
    Dizer mais o quê? Evidentemente, isso foi tirado do Palácio do Planalto sem que Lula soubesse, né? E sequestraram o Cristo sem querer. É que o Apedeuta já não sabe distinguir o que lhe pertence do que pertence ao Brasil.
    Nunca soube! (veja)

  105. Chesterton said

    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/lula-diz-a-pf-que-nunca-pediu-dinheiro-para-seu-instituto-e-responsabiliza-okamotto/

    chest- fudeu o japopnes

  106. Chesterton said

  107. Chesterton said

    Se Dilma tivesse vergonha, renunciaria

    Brasil 13.03.16 20:07
    Dilma Rousseff achou que tinha de falar alguma coisa e “enfatizou o caráter pacífico das manifestações”.

    A “cegueira deliberada” é falta de vergonha, nada mais do que isso.

    Se tivesse um mínimo de honradez, Dilma renunciaria e, assim, livraria o país do fardo que ela e a organização criminosa representam para os brasileiros. ANTAGONISTA

  108. Chesterton said

  109. Chesterton said

  110. Patriarca da Paciência said

    Testemunhas afirmam terem visto Sérgio Moro andando sobre as águas em lago de Curitiba

    http://sensacionalista.uol.com.br/2016/03/14/testemunhas-afirmam-terem-visto-sergio-moro-andando-sobre-as-aguas-em-lago-de-curitiba/

  111. Patriarca da Paciência said

  112. Pedro said

    Não sei onde isso vai dar.

    Tá difícil pro país achar um caminho.

    Um desgoverno total, e não tem um líder de oposição confiável.

    Tá na cara que o pessoal que mama nas diversas tetas do Estado, vai partir pra violência.

    As manifestações como as de ontem, em clima familiar, soltando baloes, com irreverencia, paz e amor, não estão botando medo em ninguém.

    O resultado mais plausível, foi o fortalecimento moral de um juiz.

    Talvez por isso a justiça resolva a encrenca, talvez……

  113. Chesterton said

    Não seja ingenuo, Pedro.

  114. Patriarca da Paciência said

  115. Patriarca da Paciência said

    Pedro,

    como no quadro acima, talvez tenha mesmo encerrado o ciclo do PT.

    E como explicado no vídeo, conforme Humberto Eco, o resultado da Operação Mãos Limpas foi o governo Berlusconi.

    Aqui poderemos ter o fabuloso governo Temer !

    Temos muito o que temer mesmo !

  116. Chesterton said

    S[o tem um problema no quadro, Patipati, o PT destruiu a classe média e os mandou para a pobreza.

  117. Pedro said

    Patriarca, o quadro acima é uma bobagem.

  118. Chesterton said

  119. Chesterton said

    Nova bomba atômica: presidente da Andrade Gutierrez entrega todo mundo

    Otávio Azevedo cita senadores, ex-governadores e ministros de Lula e Dilma.

    Por Redação Implicante | Tópicos Agnelo Queiroz, Andrade Gutierrez, Antonio Palocci, Delação Premiada, Eduardo Braga, Erenice Guerra, José Roberto Arruda, Omar Aziz, Operação Lava Jato, Otavio Azevedo, Ricardo Berzoini, Sergio Cabral

    As coisas atualmente andam tão bombásticas que mal dá tempo de respirara e já aparece algum novo fato avassalador. Agora, é a vez da delação de Otávio Azevedo, que até sua prisão foi o presidente da Andrade Gutierrez. Segundo a reportagem veiculada nesta tarde pela Veja, ele entrega geral.

    O novo “listão”, como já é chamado, inclui figuras como: Ricardo Berzoini, ex-ministro de Lula e atualmente Ministro das Comunicações de Dilma; Antonio Palocci, ex-ministro de Lula e de Dilma; Erenice Guerra, ex-ministra de Lula e outrora braço-direito de Dilma; José Roberto Arruda (ex-DEM), ex-governador do DF; Agnelo Queiroz (PT), ex-governador do DF; Sérgio Cabral (PMDB), ex-governador do Rio; Eduardo Braga (PMDB), ex-governador do Amazonas e atualmente ministro de Dilma; Omar Aziz (PSD), Senador. Se há mais nomes, não se sabe por ora.

    E Otávio Azevedo disse ainda que a propina era “regra” em qualquer setor dos governos petistas.

  120. Patriarca da Paciência said

    Maior bobagem do que acreditar em super-herói não existe.

    Dizem que já tem gente até falando que o Moro anda sobre as águas e é a encarnação do super-homem !

    E as idéias de Humberto Eco, Pedro, também são bobagens ?

  121. Patriarca da Paciência said

    No dia seguinte à suposta “maior vitória da oposição contra o governo” a bolsa cai 1,55% e as ações da Petrobrás caem quase 9%.

    Explica esse negócio aí, Chesterton !

  122. Chesterton said

    Lula no governo Paty, Lulla no governo, se informe, virou ministro da Dilma, o PT deu o golpe na Dilma.

  123. Chesterton said

    se informe a[i

    http://www.oantagonista.com/

  124. Patriarca da Paciência said

    STJ nega recurso do ‘Japonês da Federal’, citado em caso de corrupção

    http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2016/03/stj-nega-recurso-do-japones-da-federal-citado-em-caso-de-corrupcao.html

    Olha só !

    O Japa vai para o xilindró !

    O tinha gente já o lançando como candidato a prefeito de Curitiba, ou deputado federal !

    A tal “opinião publicada” é mesmo burra pra cacete !

  125. Patriarca da Paciência said

    “Os preços dos barris de petróleo fecharam em forte queda nesta segunda-feira (14), após o ministro do Petróleo do Irã, Bijan Zanganeh, declarar que seu país pretende manter o aumento da produção até recuperar os níveis anteriores às sanções internacionais. Só depois, afirmou, poderá cogitar um acordo de controle com outros países.

    O barril de Brent para entrega em maio fechou em baixa de 2,01% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 39,53.”

    http://www.jb.com.br/economia/noticias/2016/03/14/petroleos-despencam-com-declaracao-do-ministro-do-petroleo-iraniano/

    Chesterton,

    olha aí a verdadeira causa da queda da bolsa e das ações da Petrobrás.

    Eu acompanho isso faz um bom tempo e nunca falha.

    E acreditar na “opinião publicada” pelo antagonista é simplório demais !

  126. Chesterton said

    Acabou,Patriarca, acabou. Acorda.

  127. Elias said

    Patriarca,
    O japonês-policial-federal-contrabandista é o herói da direita.

  128. Elias said

    O “processo” fabricado pelo MP paulista foi encaminhado ao cabo eleitoral do PSDB, que também atende por juiz Moro.

    Enquanto isso, no mesmo MP paulista, dorme o sono dos justos o “processo” sobre corrupção nas obras do metrô, muito embora exista a confissão pública de empresa estrangeira que participou diretamente do esquema.

    Não obstante as provas, irrefutáveis e de domínio público há mais de um ano, o MP paulista não ofereceu denúncia nem pediu a prisão de ninguém.

    É compreensível: o MP paulista tem andado muito ocupado, investigando a possibilidade de cometimento, pelo Lula, de crime de alçada federal.

    É um trabalho hercúleo! De acordo com o MP paulista, o “processo” tem mais de 5 mil páginas. Nenhuma prova.

    Sendo assim, nada mais justo e certo que o MP tenha pedido a prisão preventiva do Lula. Se,. depois de embromar com mais de 5 mil páginas, ele não conseguiu produzir nenhuma prova, o que mais restaria a ele?

    Mais malandra, a juíza preferiu não dar a cara à tapa. O suposto crime sem prova é de alçada federal. E a Justiça Federal já tem um cabo eleitoral do PSDB em plena atividade há mais de um ano. Ele que se coce com mais essa.

    Espera-se que o juiz Moro mais uma vez interrompa sua campanha eleitoral, pra dar mais uma séria de palestras para o PSDB.

    Afinal, todo mundo sabe que é perfeitamente sério e ético que um juiz que está arbitrando um processo político, em suas horas de folga profira palestras para um partido político.

    Claro! Afinal, o processo é político e, portanto, nada mais compreensível que o juiz seja um político a serviço da política e de políticos in pectore…

    Talvez — quem sabe? — Moro aproveite a oportunidade pra explicar como ele conseguiu turbinar em mais de 100% a remuneração dele, por meio de interpretações heterodoxas da lei, e que providências ele pretende tomar contra a empresa em que a esposa dele trabalha, envolvidíssima na Lava Jato.

    Mas não vale dizer que ele não sabe onde a mulher dele trabalha… Assim como ele disse que não sabia que o Eduardo Cunha havia sido dedurado, razão pela qual só comunicou a deduragem ao STF depois que o governo Suíço botou a boca no trombone…

    Se isso não é golpe…

  129. Elias said

    Patriarca,
    Ao que parece, o processo criminal contra o Newton Hidenori Ishii já prescreveu.

    Em primeira instância, ele foi condenado à prisão. Aí vieram os recursos e as medidas procrastinatórias, que se arrastaram por 10 anos, sem decisão conclusiva. O processo acabou extinto por decurso de prazo.

    Daí porque a decisão de demiti-lo a bem do Serviço Público (decorrente do PAD a que ele respondeu), também foi revogada. Tanto que ele foi reintegrado, depois de mais de 10 anos afastado do serviço ativo.

    Pelo que eu soube, Ishi pediu aposentadoria, mas o tribunal exigiu que ele cumprisse mais 2 anos de serviço ativo, antes de se aposentar.

    Foi parar na Lava Jato e se tornou herói da direita, junto com o juiz Moro…

    Se o passado dele não houvesse sido revelado, Ishi, aposentado, ia acabar prestando consultoria à empresa onde trabalha a esposa do juiz Moro…

    Isso se ele ainda se dispusesse a trabalhar. Na reintegração, ele deve ter embolsado uma baba…

  130. Chesterton said

    Putz, Lula quer foro privilegiado para a familia toda hilário…

    So aceita ministerio de mudar politica economica….deu o deixa-pra-lá na Diuma figa….

    http://extra.globo.com/noticias/rio/o-pobre-que-sofre-diz-angelica-baba-de-foto-polemica-em-manifestacao-18876978.html

  131. Elias said

    Aliás, pra ser mais exato, a empresa (escritório) onde a esposa do Moro trabalha, tem entre seus clientes o PSDB e a Shell.

    Mas todo mundo sabe que Moro e esposa são honestíssimos, Logo, a condição em que vivem não suscita nenhum conflito de interesses.

    Lógico! Todos sabem que o PSDB não tem interesse nenhum em destruir o Lula.

    Assim como todos sabem que a Shell não tem interesse nenhum em garfar a Petrobras.

    Isso torna todas as decisões do Moro absolutamente acima de qualquer suspeita…,

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: