políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Marcelo Odebrecht, João Santana, Mônica Moura e mais 9 viram réus da Lava Jato

Posted by Pax em 29/04/2016

Moro aceita denúncia contra Odebrecht, João Santana e mais dez investigados

André Richter – Repórter da Agência Brasil

O juiz federal Sérgio Moro aceitou hoje (29) denúncia contra o empresário Marcelo Odebrecht, o publicitário João Santana e a mulher dele, Mônica Moura, e mais nove investigados na Operação Lava Jato. A denúncia foi formalizada ontem (28) pela força-tarefa de procuradores do Ministério Público Federal (MPF) em Curitiba.

De acordo com o MPF, a Odebrecht criou um departamento estruturado de operações financeiras paralelas para fazer o pagamento de vantagens indevidas a servidores públicos em razão de contratos firmados pela empresa com o Poder Público. Conforme as investigações, o sofisticado esquema foi gerenciado por Marcelo Odebrecht, que está prezo há dez meses em Curitiba.

Segundo a acusação, planilhas apreendidas pela Polícia Federal mostram que, entre outubro de 2014 e maio de 2015, quando a Lava Jato já havia sido deflagrada, a empreiteira pagou R$ 22,5 milhões a alguém com o codinome Feira. Para a investigação, o apelido era usado em referência a João Santana, que nasceu em Tucano, município baiano situado a 150 quilômetros de Feira de Santana.

Na decisão, Moro esclareceu que há provas das transferências bancárias, mediante documentos e por meio da delação premiada de Maria Lúcia Guimarães Tavares , ex-funcionária da Odebrecht.

“Em especial, tem-se o depoimento da acusada colaboradora Maria Lúcia, que descreveu o funcionamento do Setor de Operações Estruturadas, além de documentos que suportam as afirmações e, inclusive, por parte de alguns dos acusados, mesmo sem acordos de colaboração, a admissão da existência das transações, com apresentação de justificativas controvertidas”, argumentou Moro.

A Agência Brasil entrou em contato com a Odebrecht e aguarda retorno. A defesa de João Santana afirmou que não vai se pronunciar.

Anúncios

13 Respostas to “Marcelo Odebrecht, João Santana, Mônica Moura e mais 9 viram réus da Lava Jato”

  1. Pedro said

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2016/05/02/gatunos-em-panico-moro-esvazia-xadrez-da-pf/

    Vem mais por aí.

    Tacale pau Moro

  2. Pax said

    Sinto um cheiro de acordão depois que Dilma for afastada pela tal Comissão do Senado.

    Sei não, tomara que esteja errado, caro Pedro.

    Por mais que Moro tenha cometido, segundo minha avaliação, alguns deslizes sérios, o resultado da Lava Jato até aqui é positivo pacas.

    Por mim que não pare por aqui.

  3. Pedro said

    É, não da pra duvidar de nada.

    Mas, é difícil costurar um acordão.

    Já tem muitas pontas de fio soltas.

  4. Pedro said

    Por outro lado se houver este abafa, vamos lançar campanha:

    CHEGA DE INTERMEDIÁRIOS: ODEBRECHT PRESIDENTE.

  5. Pedro said

    Segundo o Claudio Humberto, o Temer ainda não ganhou o jogo:

    “LULA QUER FORÇAR A RENÚNCIA DE DILMA E DE TEMER
    O ex-presidente Lula é o mais empenhado (e o mais interessado) em forçar a antecipação da eleição presidencial, por isso pressiona a presidente Dilma a propor uma emenda constitucional nesse sentido, renunciando logo em seguida. Nesta sexta (9), de preferência. Lula disse a senadores aliados que nem precisa esperar que Michel Temer também renuncie, porque acha que o vice não vai aguentar a pressão.

    INCENDIANDO O PAÍS
    Lula promete colocar seus black blocs nas ruas, “incendiando o País” e apostando que Michel Temer ficará com medo e renunciará.

    INTIMIDAÇÃO
    Manifestações violentas de rua, para Lula, também serão úteis para intimidar e forçar o Congresso a aprovar a antecipação da eleição.

    ÚLTIMA CHANCE
    Uma eleição em 2016 pode ser a última chance de Lula: investigado na Lava Jato, em 2018 ele poderá estar preso ou ter se tornado inelegível”

  6. Pedro said

    E o jogo é pesado:

    “BANDIDOS INVADEM COMPUTADOR DE MARCELA TEMER
    Bandidos virtuais invadiram o computador pessoal da eventual primeira-dama do País, Marcela Temer, roubando-lhe todo o conteúdo. A Polícia Civil de São Paulo suspeita de crime político, mas, para tentar despistar, os bandidos passaram a fazer chantagem, ameaçando tornar públicas as trocas de mensagens com familiares, além de senhas e até fotografias. Os investigadores já identificaram a origem dos invasores.

    ORIGEM: REGIÃO DO ABC
    Computadores em São Bernardo e Santo André, em São Paulo, são apontados como autores da invasão que vitimou Marcela Temer.

    ESPIONAGEM POLÍTICA
    Nada havia de mais no computador, dizem fontes próximas a Temer, mas o crime pode revelar escândalo de espionagem sem precedentes.

    O QUE FAZIA O SECRETÁRIO
    O secretário de Segurança paulista, Alexandre de Moraes, tem estado com Michel Temer para lhe fazer relatos das investigações em curso.

    FANTASIA PRÉ-POSSE
    A visita de Alexandre de Moraes a Temer desencadeou especulações de “convite” para ele assumir a AGU. Mas o tema era apenas policial”

  7. Pax said

    Buenas, agora a PGR pede para investigar Dilma, Lula e Cardozo.

    Como diz o Boechat, “a coisa tá feita e teu nome tá no meio”

    novo post…

  8. Chesterton said

    As consequências econômicas de Dilma
    04/05/2016 02h00

    Alexandre schwartzman

    O governo Dilma é o pior da República, talvez o pior da história. Não é fácil receber um país crescendo decentemente, contas públicas razoavelmente em ordem (com tarefas a cumprir, registre-se), histórico de inflação ao redor da meta, contas externas controladas e, em meros quatro anos, demolir esse legado, construído ao longo de mais de uma década por vários governos.

    Não é por outro motivo que sua administração, assim como seus cúmplices, tem imensa dificuldade para assumir a responsabilidade pelo desastre. Originalmente a desculpa era a crise externa, convenientemente deixando de lado que o crescimento mundial de 2011 a 2014 foi igual ao registrado nos quatro anos anteriores, enquanto a relação entre os preços das coisas que exportamos e as que importamos (os termos de troca) foi a melhor da história recente, algo como 24% superior à sua média de 38 anos.

    A desculpa agora é a oposição, que não teria compactuado com “as propostas de ajuste das contas públicas”, eufemismo para aumento de impostos, em particular a CPMF. Nas palavras da presidente, os opositores “são responsáveis pela economia brasileira estar passando por uma grande crise”.

    Nada é dito, claro, sobre o aumento dos gastos observado sob seu governo, muito menos sobre seu papel no extermínio (em 2005, ainda no governo Lula) da proposta de ajuste fiscal de longo prazo, formulada pela equipe de Antonio Palocci e fulminada por ela como se fosse uma “proposta rudimentar” sob o argumento de que “gasto corrente é vida”.

    Pelo que me lembro, também não foi a oposição quem baixou, na marra, as tarifas de energia, medida elogiada à época por ninguém menos que Delfim Netto, o mesmo que hoje reconhece o erro da política, apenas se esquecendo de dizer que estava entre os que a aplaudiram.

    Desconheço também qualquer papel da oposição na decisão de aumentar o volume de crédito do BNDES em R$ 212 bilhões (a preços de hoje) entre 2010 e 2014, valor integralmente financiado por créditos do Tesouro Nacional, que se endividou no mesmo montante para beneficiar um punhado de setores e empresas selecionadas por critérios muito pouco transparentes.

    Da mesma forma, a oposição não parece ter sido ouvida quando o governo decidiu segurar artificialmente os preços dos combustíveis, levando não apenas a Petrobras a uma situação delicada do ponto de vista de seu endividamento (limitando assim sua capacidade de investimento) como também, de quebra, desarticulando o setor sucroalcooleiro.

    A lista poderia se estender ainda mais, tendo como fator comum a ausência de deliberação da oposição em decisões que, ao final das contas, caíam todas na esfera governamental. Não deve restar dúvida de que há um único responsável pelo desastre econômico em que o país se encontra: o governo federal, sob comando da presidente Dilma Rousseff.

    E que não se exima o PT, que apoiou entusiasticamente a política econômica (assim como os keynesianos de quermesse que hoje fingem não ter nada a ver com assunto), mas se opõe ferozmente às tentativas de corrigir a Previdência ou atacar vinculações orçamentárias.

    A oposição não é grande coisa, mas há apenas um culpado pela crise: o atual governo, presidente à frente e PT no apoio. O resto é apenas covardia e (mais) mentira para a campanha de 2018.

  9. Chesterton said

    Dilma não tem a menor chance de voltar

    Brasil 04.05.16 10:25
    Os ministros de Dilma Rousseff disseram a Andréia Sadi que o pedido de abertura de inquérito de Rodrigo Janot “sepulta qualquer chance de reverter o cenário nos 180 dias de afastamento do cargo”.

    Ela “não só será afastada do poder como não terá chance de voltar”.

    Os ministros disseram também que o QG que pretendiam montar no Palácio da Alvorada “sofre um baque”. Porque eles próprios são alvos da PGR.

  10. Chesterton said

    http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/augusto-nunes-com-silvio-navarro-no-sem-edicao-a-presidente-se-recusa-a-entender-que-foi-nocauteada/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+augustonunes+%28Augusto+Nunes%29

    chest- na verdade ela não tem capacidade intelectual para compreender nada que preste..

  11. Chesterton said

    textão em inglês para entender a insanidade geral que ameaça a civilização ocidental.

    só 600 páginas

    clique no PDF que baixa automaticamente

    https://mises.org/library/leftism-de-sade-and-marx-hitler-and-marcuse

  12. Chesterton said

    Salve a seleção

    Brasil 04.05.16 09:32
    O fotógrafo de Lula é pago pela CBF.

    Lula sempre encontra alguém que pague suas contas. Em geral, trata-se de algum empreiteiro. No caso de seu fotógrafo oficial, Ricardo Stuckert, ele recebe 35 mil reais mensais da CBF.

    A Folha de S. Paulo diz:

    “Apesar de a CBF, que fica no Rio, bancar a maior parte dos seus rendimentos, o fotógrafo trabalha quase exclusivamente para o Instituto Lula, localizado em São Paulo.

    Nos últimos meses, ele viajou o país com o ex-presidente na campanha contra o impeachment.”

    chest- essa foi foda….

  13. Pax said

    Fora Cunha! Já tem 2 posts novos, Chesterton. Travou aqui?

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: