políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Cunha fora momentaneamente

Posted by Pax em 05/05/2016

O ministro Teori Zavascki determinou o afastamento do deputado Eduardo Cunha de suas funções parlamentares.

Ministro do STF determina afastamento de Cunha do mandato de deputado

Da Agência Brasil

O ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, determinou hoje (5) o afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato de deputado federal e, em consequência, da presidência da Câmara.

O ministro atendeu a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que apresentou denúncia acusando Cunha de tentar interferir na condução das investigações da Operação Lava Jato. A decisão é liminar.

A assessoria do deputado Eduardo confirmou que ele recebeu, há pouco, a notificação da Corte. Quem assume a presidência da Câmara é o primeiro vice-presidente Waldir Maranhão (PP-MA), que também é investigado na Lava Jato.

Lava Jato

Cunha é réu em ação penal que tramita no STF sobre o suposto recebimento de U$S 5 milhões de propina em contratos de navios-sonda da Petrobras. Cunha está na linha sucessória da Presidência da República, cargo que não pode, de acordo com a Constituição, ser exercido por um réu.

A Operação Lava Jato investiga esquema de corrupção e pagamento de propinas na Petrobras.

Julgamento

Independentemente da decisão do ministro Teori Zavascki, o STF julga hoje à tarde o pedido da Rede Sustentabilidade de afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. A ação foi protocolada terça-feira (3) na Corte e está sob a relatoria do ministro Marco Aurélio Mello.

Edição: Graça Adjuto

Anúncios

62 Respostas to “Cunha fora momentaneamente”

  1. Chesterton said

    Fora Cunha!!! Obrigado Cunha.

  2. Chesterton said

    chest- não acredito que alguem seja estúpido a este ponto…

  3. Pedro said

    Esta frase é verídica?
    ……..

    Se for:

    Vai tomar no Cunha Dona Vanessa…..

  4. Pax said

    Temer tá plantando um inferno pra ele mesmo. É aguardar pra ver.

    Um pastor da Igreja Universal como min das Ciências e Tecnologia?

    Vamos trocar 6 por meia dúzia.

    Zavascki mexeu no cronograma Ia ser: Dilma fora, Cunha fora e Temer fora.

    Agora é Cunha fora, Dilma fora e Temer fora,

  5. Pedro said

    Nem fala.

    Eu tenho uma pequena esperança que o Temer vá diminuir o nr de ministérios, cortar 90% dos cargos comissionados, montar um ministério de notáveis, etc.

    Com isso dar uma injeção de otimismo no país, melhorar a imagem no exterior, …….

    Parece que é só ilusão.

    Que merda :-(

  6. Pedro said

    http://www.sensacionalista.com.br/2016/05/03/novo-ministro-da-ciencia-e-tecnologia-vai-justificar-tomada-de-3-pinos-um-pro-pai-pro-filho-e-pro-espirito-santo/

    Depois do choro, umas risadas, se não a gente não aguenta.

  7. Pedro said

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2016/05/05/aliado-de-cunha-encerra-sessao-erundina-abre/

    Virou bagunça mesmo…

  8. Chesterton said

    chest- e quem diz que não?

  9. Chesterton said

    Agora só falta o casal Nardoni ser indultado no dia da criança e o Bruno, goleiro do Flamengo, ser indultado no dia dos namorados….

  10. Chesterton said

    amazing!!! ou ????

    http://m.oantagonista.com/posts/teori-desarmou-golpe-no-stf

    TEORI DESARMOU GOLPE NO STF

    Brasil 05.05.16 14:00
    Não se tratou apenas de evitar uma “estranheza jurídica”. A antecipação da suspensão de mandato de Eduardo Cunha foi, segundo Eliane Cantanhêde, uma forma de Teori Zavascki evitar um golpe de Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello contra o impeachment.

    Leiam o que escreveu a colunista do Estadão:

    “A decisão do ministro Teori Zavascki de afastar o deputado Eduardo Cunha foi amadurecida durante a madrugada e teve o objetivo de desativar uma bomba preparada pelos ministros Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello que, segundo análises de juristas, poderia implodir o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e a posse do vice Michel Temer.

    Lewandowski e Mello puseram em votação hoje à tarde a ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental), de autoria da Rede de Sustentabilidade, que, além de pedir o afastamento de Eduardo Cunha, determinava simultaneamente, segundo interpretação de outros ministros, a anulação de todos os seus atos no cargo – e, por conseguinte, o acatamento do pedido de impeachment de Dilma.

    Zavascki se irritou e outros ministros estranharam que Mello tenha aceitado relatar a ADPF da Rede, quando o natural seria que a enviasse para ele, que relata o caso Cunha desde dezembro. E as suspeitas pioraram quando Mello acertou com o presidente Lewandowski para suspender toda a pauta de hoje no plenário para se concentrar nessa ação.”

    Ao decidir pelo afastamento de Cunha com base no processo aberto pelo PGR, Teori tirou o objeto da ação da Rede. Como explica Eliane Cantanhêde, se Cunha não é mais deputado, não há como julgá-lo como tal.

    Ricardo Lewandowski é Ricardo Lewandowski.

    Marco Aurélio Mello, por sua vez, demonstra ser o Renan Calheiros do STF.

  11. Chesterton said

    vocês são minhas testemunhas, eu sempre disse que tinha que colocar esses 2 FDPs na cadeia

    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .

  12. Pedro said

    Chester a estoria da frase é sacanagem, aprontaram pra senadora.

    Mas, a do fotografo do Lula é verdadeira, até o Juca Kfouri tá dizendo.

    “O fotógrafo do presidente

    Juca Kfouri

    O repórter Sérgio Rangel revelou ontem na “Folha de S.Paulo” que a CBF paga R$ 35 mil por mês ao fotógrafo Ricardo Stuckert que trabalha também para o Instituto Lula.

    A reportagem revela que o fotógrafo, que dá período integral para acompanhar o ex-presidente da República, apareceu apenas uma vez na CBF neste ano.

    Fontes da CBF informam que o salário de Stuckert é ainda maior, de R$ 40 mil, além de plano de saúde.

    Consta, ainda, que a Ernest&Young, que faz auditoria na CBF, quis saber por que um fotógrafo que não aparecia para trabalhar recebia salário de diretor.

    A resposta que recebeu foi seca, direta e definitiva: “Questão do presidente”.

    E não se fala mais nisso.

    Sim, o presidente em questão é Marco Polo Del Nero.”

  13. Zbigniew said

    Pax #4,

    e novas eleições?

    Só que não.

    A queda do Cunha já estava no script. Ele, inclusive, sabia que terminaria assim. O que estava tentando era se cacifar. E o fez ao abrir o processo de impeachment e enviá-lo para o Senado. Essa era sua tarefa e cumpriu-a.

    Essa estória de que o STF precisava de mais tempo pela fragilidade dos argumentos do PGR contra o Cunha é conversa pra boi dormir. Principalmente num julgamento de um provimento de urgência com pedido liminar. Desde o ano passado?! Sei.

    O afastamento era inevitável. Num governo Temer que já começa enfraquecido pela pecha da ilegitimidade e do golpe, Cunha na posição de substituto do presidente em caso de ausência era demais. Por isso foi pro sacrifício.

    Agora só falta a saída da Dilma e aí a gente substitui a queda do Temer pela prisão do Lula. Depois é enquadrar as forças “reformistas” do Ministério Público, Polícia Federal e STF, para acalmar os ânimos. Os paneleiros que vestiram a camisa da CBF nos protestos vão aceitar tranquilamente. Os movimentos sociais vão espernear, mas aí tem as Polícia Militares.

    No atual caos político e econômico brasileiro cabe bem aqui citar Lampedusa no Leopardo: “Algo deve mudar para que tudo continue como está”.

  14. Pax said

    Concordo plenamente, caro Zbigniew. Só que a obra do Lampedusa é il Gattopardo. =)

    Eu acho mesmo que a solução seriam novas eleições.

    Mas o país está cansado pacas. Estagnado e cansado.

    Sem esquecer que também sonho com o impedimento do Calheiros.

  15. Pedro said

    Diz o Chester que vai escrever o livro: Lampelula il gattorosso.

    ………….

    Tracadalho do carilho :-/

  16. Chesterton said

    O que me espanta é o próprio STF admitir que deu um golpe no Legislativo…estarão abrindo as portas do inferno?

  17. Chesterton said

    Padrinho mentiroso
    Dilma confessa que Lula é o campeão da vigarice
    Por: Augusto Nunes 05/05/2016 às 22:37

    “Tem um processo mais corrupto do que a crise financeira de 2008, 2009? Se a pergunta vale para mim, algum presidente, primeiro-ministro, ignorava a existência da bolha? A existência de instrumentos financeiros que são fundamentalmente formas corrompidas de usar o sistema financeiro para prover rendas indevidas, à custa da sociedade?” (Dilma Rousseff, na entrevista divulgada nesta quinta-feira pela BBC, confessando que nenhuma das mentiras que contou foi maior que aquela em que Lula fez de conta que o tsunami econômico chegaria ao Brasil com o tamanho de uma marolinha)

  18. Chesterton said

    http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/funcionarios-do-planalto-choram.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=LauroJardim

  19. Chesterton said

    http://folhacentrosul.com.br/brasil/10787/premio-nobel-de-literatura-fala-ao-mundo-lula-e-a-fonte-de-toda-a-corrupcao-no-brasil

    chest= hummm…, este cara anda lendo este blog….

  20. Chesterton said

    https://cesarweis.com/2016/05/06/nova-ofensiva-da-lava-jato-pode-ligar-lula-a-morte-do-prefeito-petista-celso-daniel/

    chest- mas alguem tem duvida….tsc, tsc, tsc,.

  21. Chesterton said

    http://www.implicante.org/tempo-real/fundos-de-pensao-r-3-bilhoes-de-rombo-no-suado-dinheiro-dos-aposentados?utm_content=bufferc7304&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

    Fundos de Pensão: R$ 3 bilhões de rombo no suado dinheiro dos aposentados
    É preciso uma canalhice até mesmo sádica para fazer isso.

    A CPI dos Fundos de Pensão aponta fraude de R$ 3 bilhões nas previdências dos Correios, BB, Caixa e Petrobrás. Esse dinheiro, como se sabe, é referente à aposentadoria complementar dos funcionários.

    Sim, meteram a mão no dinheiro da APOSENTADORIA.

    Isso que é defender a classe trabalhadora, hein? Que coisa terrível…

  22. Chesterton said

    MO confirma ação de Dilma para libertá-lo

    Brasil 07.05.16 20:05
    Marcelo Odebrecht, segundo matéria do Globo citando a Folha, confirmou a versão de Delcídio do Amaral de que Dilma Rousseff nomeou Ribeiro Dantas para o STJ com o objetivo de tentar libertá-lo.

    Dilma já disse que as acusações de Delcídio são “leviadas e mentirosas”. Vai falar o mesmo de MO?

    chest- esta mulher deveria ser presa.

  23. Chesterton said

    http://www.brasilempauta.org/2016/05/06/lula-e-a-fonte-de-uma-corrupcao-sem-precedentes-na-historia-diz-nobel-de-literatura/

    chest- como venho dizendo há 2 décadas…

    Aliás, cadê aqueles 2 bobalhóes, o Patriarca e o Elias….

  24. Elias said

    O Chester tem razão: a maior parte dos deputados que votou pelo impeachment é gente honesta.

    Tão honesta quanto o Chester e a família dele.

    Como prêmio, o Chester vai ganhar outra temporada na Europa, paga com dinheiro público.

    A banda familiar do Itamarati já tá se mexendo, neguinho? Quem sabe, com o Temer lá vocês conseguem uma lasquinha, né?

  25. Pedro said

    Mais uma consequência da lava jato:

    http://www.valor.com.br/politica/4553711/andrade-gutierrez-tem-delacao-homologada-e-devolvera-r-1-bilhao

    Taca le pau Moro…..

  26. Pedro said

    Se adotarmos este tipo raciocínio:

    “Ah não vamos tirar o titular ladrão, porque o substituto também é”

    Então o Cunha deveria ficar lá também?

    http://painel.blogfolha.uol.com.br/2016/05/09/presidente-da-camara-tem-filho-lotado-em-gabinete-de-aliado-no-maranhao-mas-trabalha-em-sao-paulo/

    Nada disso.

    Primeiro, é fora Cunha.

    E depois é pau neste substituto também

  27. Chesterton said

    Apareceu um dos bobalhões…falta o outro.

    Mantega em cana…..esse era um dos “quadros” de excelencia do PT.

  28. Chesterton said

    Tão honesta quanto o Chester e a família dele.

    chest- não bota a familia no meio que boto no meio da tua.

  29. Chesterton said

    Fracos e medíocres
    09/05/2016 01h54
    Compartilhar21
    Mais opções
    Até que enfim a neurociência brasileira passa por uma polêmica que não foi deslanchada por Miguel Nicolelis. Já estava ficando monótono.

    Suzana Herculano-Houzel, neurocientista e colunista desta Folha, vai trocar de emprego. Deixa a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e parte para a Vanderbilt, no Tennessee, Estados Unidos.

    Faz muito bem. Embora a Vanderbilt não apareça entre as cem mais prestigiadas no ranking de reputação compilado pela Times Higher Education (THE), na classificação de universidades globais ela está em 87º lugar.

    A UFRJ figura no grupo colocado entre a 501ª e a 600ª posição.

    A mudança de endereço, no entanto, deflagrou controvérsia fratricida numa rede social. Suzana estaria “capitulando”, apontou-lhe o dedo Roberto Lent, da mesma universidade fluminense.

    Num de seus posts, o neurocientista relaciona uma lista de apoios e oportunidades que teria dado à colega, como se dissesse que, sem ele, ela não seria o que é. Não sei se era essa a intenção de Lent, mas foi o que transpareceu.

    A pesquisadora está sob ataque porque resolveu sair atirando. Escreveu na revista “piauí” narrando fatos e razões que a levaram a tomar uma decisão que “maximiza possibilidades futuras” –sua definição favorita de inteligência, oferecida pelo físico norte-americano Alex Wissner-Gross.

    Leia aqui reportagem de Bernardo Esteves na “piauí” sobre o episódio.

    Boa comunicadora, Suzana vai à jugular do establishment científico nacional. Critica sua acomodação ao sistema “isonômico” (leia-se: não meritocrático) de remuneração do professor de universidade pública no Brasil.

    Em resumo: se você produzir e publicar muito, ganha x; se não produzir, ganha o mesmo x. Na Vanderbilt, como em qualquer instituição americana de pesquisa, o esquema é outro –publicar ou perecer.

    Não soa como capitulação, para mim, mas como prova de coragem.

    Suzana conta que um comitê externo certa vez usou termos francos na avaliação da unidade em que trabalhava na UFRJ e qualificou a maioria dos pesquisadores como fracos e medíocres. Poucos poderiam ser considerados excelentes.

    Ingênua, a cientista que ora dá “bye-bye, Brasil” levantou a mão e disse que era preciso investir nos mais capazes. Uma colega rebateu dizendo que, não, o certo seria investir nos fracos e medíocres.

    Desconfio que Suzana não estaria sendo alvejada se, empregada numa universidade pública paulista, saísse criticando o governo Geraldo Alckmin (PSDB). Teria motivo para fazê-lo, se não já, em breve, porque o tucano já andou falando bobagem sobre financiamento de pesquisas sem aplicação prática.

    Meu palpite é que suas críticas se tornaram condenáveis, para muitos, porque ela atacou a mediocridade das instituições federais, que sofreram grande expansão nos governos do PT. Da ótica corporativista que predomina entre professores e funcionários, seu ataque deve ser considerado “de direita”.

    A opção de Suzana Herculano-Houzel é tão boa quanto a dos que acham que correto é “ficar e resistir”. A diferença é que ela a justifica com fatos e razões, enquanto outros preferem o falso moralismo

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/marceloleite/2016/05/1769149-fracos-e-mediocres.shtml

  30. Chesterton said

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/2016/05/1768827-nao-adianta-aumentar-imposto-diz-ex-diretor-do-banco-central.shtml

    chest- salario minimo virar índice é uma estupidez de décadas.

  31. Pedro said

    E essa agora.

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/05/1769301-presidente-interino-da-camara-anula-tramitacao-do-impeachment.shtml

    Huuuummmmm

  32. Pedro said

    http://www.sensacionalista.com.br/2016/05/06/13-coisas-sobre-waldir-maranhao-novo-presidente-da-camara-que-parecem-do-sensacionalista/

  33. Chesterton said

    seroa o “desimpeachment”?

  34. Pedro said

    Pois é, não sei, agora a oposição tenta impedir que o Maranhão impeça o impedimento.

  35. Chesterton said

    Flávio Dino também participou do encontro de ontem entre JEC e Waldir Maranhão

    chest- olha o amigo do Elias aí…..

  36. Chesterton said

  37. Chesterton said

    http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/congresso/flavio-dino-orientou-decisao-de-waldir-maranhao-de-anular-sessao/

    chest- deve ter sido ideia do Elias….

  38. Chesterton said

    http://www.istoe.com.br/reportagens/452881_E+GOLPE

    chest- essa mulher quer acabar como a Clara Petacci

  39. Chesterton said

    Rodrigo C Santos
    2 min ·
    Ver a senadora comunista Vanessa Grazziotin falando que a democracia corre risco ao se ignorar o presidente (interino) da Câmara é como ver Suzane von Richthofen falando da importância do Dia das Mães.

  40. Pax said

    Um Brasil com Cunha e Maranhão merece mesmo um Renan.

    Que país destruído…

    Imaginem o nível do que rola nos municípios e estados.

  41. Pax said

    o site da Agência Brasil não funciona desde ontem…

  42. Elias said

    Ihh, Chester!

    Parece que tua viagem à Europa novamente bancada com dinheiro público vai ter que esperar um pouco mais…

    Mas procura ver as coisas pelo lado positivo. Se fosse o Aécio poderia ser muito pior. Já pensou ter que carregar aquele pó branco na mala diplomática?

    A direita vendeu a própria mãe… mas não entregou! Agora, o Eduardo Cunha quer o dinheiro de volta.

    Os senadores já avisaram: se for necessário repetir tudo desde o início, os dois lados terão que pagar dobrado.

  43. Chesterton said

    Elias, o dinheiro público que gastei era frances. Esqueceu?

    Agora, quando eu dizia que Lula era oprigem de todo mal, parece que havia um Nobel Laureate lendo o blog do Pax….

    http://www.saibamais.net.br/premio-nobel-dispara-lula-e-fonte-de-uma-corrupcao-sem-precedentes-na-historia/

  44. Chesterton said

    Grande jornalista e escritor portugues

    Donald Trump prepara-se para ser o candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, e o meu telefone toca a horas impróprias (antes das 11 da manhã). É uma jornalista –competente, experiente, educada– que pretende saber a minha opinião sobre o apocalipse em curso.

    Ainda com sono, respondo um “pode perguntar o que quiser”, e ela começa a perguntar o que quer.

    – Como você explica o sucesso de Trump?

    – Bom –suspiro eu–, penso que esse fenômeno se deve ao fato de os americanos, em geral, e de os republicanos, em particular, terem votado nele.

    Silêncio do outro lado da linha. Passam-se cinco segundos, e a jovem continua:

    – Mas como explicar essa preferência por Donald Trump?

    Já em posição vertical, ou pelo menos oblíqua, dou um gole no café frio da última noite:

    – Bom –respondo eu–, creio que votaram nele porque se identificaram com as coisas que ele diz.

    Novo silêncio do outro lado da linha. Os cinco segundos de pausa são agora dez:

    – Mas como você explica o fato de alguém se identificar com as coisas que ele diz?

    – Bom –continuo eu, esticando as pernas–, um populista não é necessariamente um débil mental. Ele estuda primeiro os temas que causam medo no eleitorado. Depois, promete respostas simples para todos eles.

    – Quer dar exemplos? –pergunta ela, ansiosa.

    – Bom –respondo eu–, você já escreveu textos contra a globalização, certo?

    – Certo –responde ela, orgulhosa.

    – Bom –concluo eu–, Donald Trump provavelmente concordaria com esses textos. A retórica de Trump promete fechar fronteiras –a mexicanos, muçulmanos, produtores chineses– para fazer da América um país isolado e grande novamente. É a velha nostalgia da extrema-direita e da extrema-esquerda de que uma “sociedade fechada” está protegida do “mundo” –sejam imigrantes, seja o capitalismo, sejam os extraterrestres, seja qualquer coisa.

    – E você acredita nisso?

    – Bom –respondo eu, abrindo as cortinas do quarto–, eu não. Mas há americanos que acreditam –a classe média trabalhadora que empobreceu nos últimos anos e teme que a competição internacional seja fatal para ela. Nunca devemos subestimar a força dos temerosos e ressentidos. Será deles o reino da Terra.

    Com tom exasperado, ela acusa:

    – Você não tem grande respeito pela democracia, certo?

    – Bom –defendo-me eu, entrando no banheiro–, você é que não tem. Eu aceito o resultado das prévias com espírito democrático.

    Nova pausa do outro lado da linha. Quinze segundos de limbo.

    – E que conselho você daria a Hillary Clinton para vencer as eleições?

    – Bom –respondo eu, escovando os dentes–, creio que Hillary não precisa de conselhos. Ela, ao contrário dos outros republicanos, leu Maquiavel na idade certa. O importante é que ela use a mentira e a dissimulação para conquistar os americanos com as palavras que eles querem escutar. Como normalmente acontece em qualquer eleição democrática, ganha quem mentir melhor. E, nesse quesito, estamos salvos: ninguém mente melhor do que Hillary.

    – Mas você não acha que nós, enquanto jornalistas, devemos denunciar essas mentiras e manipulações?

    – Bom –respondo eu, entrando na ducha–, obviamente que sim. Mas não foi isso que eu vi nessas prévias americanas. Como escrevia o “The Wall Street Journal” recentemente, parece que o jornalismo “respeitável”, em busca do melhor ibope, deu mais espaço a Donald Trump do que a qualquer outro candidato. Antigamente, o jornalismo de referência servia para separar o lixo da qualidade. Hoje, o jornalismo acredita que tem de seguir a selva das “redes sociais”, amplificando as proclamações incendiárias de qualquer palhaço, porque isso é economicamente rentável. Deu no que deu.

    Risos do outro lado da linha. Nervosos.

    – Só falta você dizer que foram os jornalistas que elegeram Trump.

    – Bom –concluo eu–, se falta dizer isso, então pode escrever: foram os jornalistas que também elegeram Donald Trump.

    A chamada é desligada sem um adeus sequer. Suspeito que a entrevista não será publicada.

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/joaopereiracoutinho/2016/05/1769551-amanhecer-com-donald-trump.shtml

  45. Chesterton said

    Ja está na hora de botar o JEC numa jaula.

  46. Chesterton said

    Egora dizem que o JEC embebedou o Maranhão para fazer merda por ele….mas que idiotas.

  47. Chesterton said

    “Ela (Dilma) teve quatro meses para conseguir 172 votos na Câmara (número suficiente para barrar o impeachment), e não conseguiu. Não sou eu quem vai resolver isso”, disse o senador, segundo relato de dois dos presentes ao encontro.

    renan para petistas

  48. Chesterton said

    isto é o que sobrou para Dilma.

  49. Chesterton said

    Isto é no que virou o Brasil

  50. Chesterton said

    http://www.oantagonista.com/posts/dilma-e-um-pneu-queimado

    chest- vai morrer um atropelado.

  51. Chesterton said

    Dilma será esmagada no Senado

    Brasil 10.05.16 06:37
    A patetice de José Eduardo Cardozo, que armou um golpe desesperado com Waldir Maranhão, o herói do Golden Tulip, deu meia dúzia de votos a mais para o impeachment.

    Dilma Rousseff será esmagada no Senado.

    Como uma galinha decapitada, ela ainda poderá caminhar alguns metros, jorrando sangue, num espetáculo grotesco, mas o fato é que ela acabou.

    Os senadores deveriam aproveitar para julgá-la rapidamente, antes do prazo previsto de 180 dias.

    É preciso eliminar o quanto antes essa figura vergonhosa.

  52. Pedro said

    E o Tiririca cover mijou pra trás.

    (comentário no mesmo nível dos acontecimentos) :-/

  53. Pedro said

    # 46

    O Cardoso e o Flavio Dino colocaram o “chá do santo dai-me” na carteir…(oops, )no copo dele.
    Só pode.

    Que mico histórico.

  54. Chesterton said

    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/filho-de-maranhao-e-exonerado-de-tribunal-de-contas

    chest- aí, Elias, que si fudel.

  55. Chesterton said

  56. Chesterton said

    sentaram na mandioca

  57. Chesterton said

    Em jogo, a cabeça de Dilma (29/6/2015)
    Dilma não é inocente no caso da Petrobras. Quem foi ministra das Minas e Energia, presidente do Conselho de Administração da Petrobras não pode ser inocente

    10/05/2016 – 08h02
    Ricardo Noblat

    O escândalo em torno da roubalheira na Petrobras subiu a rampa do Palácio do Planalto onde despacham o ministro da Secretaria de Comunicação Social Edinho da Silva, o ministro-chefe da Casa Civil da presidência da República Aloizio Mercadante, e a presidente da República Dilma Rousseff.

    Em outro front, bateu à porta do Instituto Lula, na capital paulista, onde costuma ser encontrado o ex-presidente.

    De duas, uma. Ou o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC, chefe do cartel de empreiteiras que roubou a Petrobras, é um delirante formidável ou fala a verdade.

    Sua delação premiada contém detalhes capazes de causar inveja a bons romancistas. O que um delator conta à Justiça só vale se for provado. Se mentir, perderá o direito a uma pena menor. Qual a vantagem de mentir, portanto?

    Pessoa disse que pagou propina a políticos de vários partidos e ao PT com dinheiro desviado de contratos superfaturados para a prestação de serviços à Petrobras.

    Edinho, tesoureiro da campanha de Dilma no ano passado, tomou dinheiro de Pessoa. Bem como Mercadante, candidato ao governo de São Paulo em 2010. Bem como Lula, naturalmente, para a campanha que o reelegeu em 2006.

    Dilma viajou de cabeça quente ao encontro de Barack Obama. Por sinal, sempre que o então presidente José Sarney viajava, Fernando Henrique Cardoso repetia: “A crise viajou”.

    O comentário não se aplica a Dilma. A crise não é somente ela. A crise tem mais a cara de Lula e do PT. De Lula que inventou Dilma. Dele e do PT que protagonizaram até aqui os maiores escândalos da história do país.

    O mensalão é a mais ruidosa obra do primeiro governo Lula. Virou trocado a se comparar com a roubalheira na Petrobras. Dilma não é inocente no caso da Petrobras.

    Quem foi ministra das Minas e Energia, presidente do Conselho de Administração da Petrobras, e sempre fez questão de cuidar dela, não pode ser inocente. Lula, porém, por obra, graça ou omissão é o responsável por tudo.

    Dilma não passa de uma gerentona sem talento, arrogante, refratária a pessoas em geral e dona de ideias econômicas ultrapassadas. Está sobrando na espaçosa cadeira que ocupa.

    Para agravar a desdita dela – ou melhor: a nossa – é vítima de algo tão nativo como a jabuticaba. Pois Lula inverteu a ordem natural das coisas e age como o criador que tenta agora destruir a criatura.

    Lula elegeu Dilma para mandar no governo dela e sucedê-la depois de quatro anos. Dilma nem deixou que ele mandasse tanto, nem renunciou ao direito de concorrer ao segundo mandato.

    Há mais de um ano, Lula só faz criticá-la – ultimamente, porque teme ser preso e acha que Dilma nada faz para defendê-lo. Até que há 15 dias, Lula ultrapassou todos os limites. Declarou guerra a Dilma. Ele e o PT.

    Procede como um implacável adversário dela, enfraquecendo-a – e ao seu governo – por toda parte. Emite sinais de que, no limite, poderá entregar a cabeça de Dilma para preservar a sua.

    Não duvidem. Lula é amoral, e dá provas disso com frequência. Se necessário, negociará com o PMDB e outros partidos aliados do PT a substituição de Dilma por Michel Temer, o vice-presidente.

    Em 2018, se quiser ou se puder, tentaria voltar ao lugar de onde jamais gostaria de ter saído. (Saudades do sanduíche de ovo servido a qualquer hora da madrugada!) Afinal, foi nele ou a partir dele que descobriu os luxos que só as grandes fortunas proporcionam.

  58. Chesterton said

  59. Chesterton said

    O bobalhão do Elias já apareceu, cadê o bobalhão do patriarca?

    Aliás, Elias, o tem amigo Dino (sauro) só faz merda.

  60. Pedro said

    # 56

    Mais um mico gigante…..

    http://www.sensacionalista.com.br/2016/05/10/nextel-processa-senadores-que-comemoraram-anulacao-do-impeachment-em-video-por-mau-uso-do-formato/

  61. Chesterton said

    O Comunista do Brasil, governador Flavio Dino, vai colocar Waldir Maranhao na Secretaria de CULTURA, CIENCIA e TECNOLOGIA para salva-lo da cassacao.

    chest- deve ter sido ideia do Elias…..

  62. Chesterton said

    Um serviço das Organizações Tabajara
    As piores trapalhadas cometidas pelo governo e o PT

    11/05/2016 – 09h01
    Ricardo Noblat

    Se arrependimento matasse, a presidente Dilma estaria morta a essa altura. Afinal, sob a supervisão dela, tudo fora acertado em sucessivas rodadas de conversas entre Jaques Wagner, ministro-chefe da Casa Civil da presidência da República, e Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados.

    O PSOL havia entrado na Câmara com um pedido de cassação do mandato de Cunha, acusado de ter mentido aos seus pares ao dizer que jamais escondera dinheiro no exterior Cunha precisava de três votos do PT para derrotar no Conselho de Ética a admissibilidade do pedido. Em troca, arquivaria qualquer pedido de impeachment contra Dilma.

    Na tarde do último dia dois de dezembro, diante da resistência do PT ao acordo, Dilma desistiu dele. Disse a Wagner que não gostava de Cunha e nem confiava nele. Ela nunca se conformara com a derrota do candidato que apoiara contra Cunha na disputa pela presidência da Câmara. Achava que dessa vez poderia se dar bem e ele, mal.

    Na noite do mesmo dia, Cunha anunciou que aceitara o pedido de impeachment de Dilma subscrito pelos juristas Hélio Bicudo, fundador do PT, Miguel Reale Jr., ex-ministro do governo Fernando Henrique, e Janaína Pascoal. Foi a maior trapalhada do que viria a ser batizado pelo ministro Gilmar Mendes de “Organizações Tabajara”.

    Marca registrada do programa “Casseta & Planeta”, da Rede Globo, as Organizações Tabajara, ali, serviram ao humor inteligente. Aplicada à vida política nacional, a expressão passou a designar as piores trapalhadas cometidas pelo governo e o PT. Foram muitas. E é possível que ainda ocorram outras antes do fim da Era da Estrela Vermelha.

    A própria escolha de Dilma para ser candidata a presidente em 2010 foi coisa das Organizações Tabajaras, comandadas, na época, por Lula. Ele a escolheu porque não queria um homem, nem um nome de São Paulo, nem ninguém mais inteligente do que ele, nem quem fosse do PT, e nem quem pudesse ambicionar a reeleição. Deu errado.

    O PT engoliu Dilma de má vontade, e lhe criou sérios problemas. Como filha legítima do brizolismo, onde militou, Dilma apenas tolerou o PT à falta de outro jeito. Ela pode ser menos inteligente do que Lula, nada carismática, e analfabeta quando se trata de fazer política partidária. Mas é mais corajosa do que ele. Bateu o pé e foi candidata à reeleição.

    E o que dizer do discurso de que impeachment é golpe? Golpe avalizado por Dilma, Lula e o PT que participaram de todas as fases do processo? E o que dizer do lance a serviço do governo estrelado pelo deputado Waldir Maranhão, que anulou a votação do impeachment na Câmara para depois anular sua própria decisão? Realizações das Organizações Tajabara.

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: