políticAética

Notícias da Corrupção, Desvios, Anomalias, Eleições e Meio Ambiente

  • Sobre o blog

    Uma coletânea das notícias da corrupção, desvios, anomalias, eleições e meio ambiente que aparecem na mídia todos os dias a partir de agosto de 2008.
  • Categorias

  • Arquivos

  • Páginas

  • Meta

Pedro Doria: “O impeachment de um presidente da República é um fracasso nacional”

Posted by Pax em 31/08/2016

(Opinião do jornalista Pedro Doria em seu Facebook)

Hoje é um dia de fracasso. O impeachment de um presidente da República é um fracasso nacional.

Mas é importante entendermos o que aconteceu. Como chegamos a este fracasso.

Dilma Rousseff está sofrendo o impeachment por parte de um Congresso fisiológico. O que motiva boa parte dos parlamentares pró-impeachment tem mais a ver com sua própria sobrevivência e a de suas práticas do que o futuro do Brasil. Entregam Dilma à turba de brasileiros que marcham pelas ruas contra a corrupção na esperança de que sacie sua fome. Vão-se os anéis, ficam os dedos.

Com alguma sorte, a turma volta para casa e o Congresso segue a vida como ela era.

As pedaladas fiscais são uma desculpa. Elas aconteceram. Aconteceram, entre 2014 e 2015, em níveis muito superiores à prática de todos os presidentes anteriores. Principalmente no caso de 2014, ocorreram por populismo eleitoral. Interessava a Dilma disfarçar as reais condições da economia brasileira para se reeleger. As pedaladas de 2014 e 15 não são equivalentes às outras em volume ou no tempo. É bastante razoável considera-las operações de crédito. Mas também é fato que o Tribunal de Contas jamais as censurara antes.

As pedaladas são uma desculpa. Dilma sofre o impeachment por causa da Operação Lava Jato que expôs os brutais níveis de corrupção dentro de seu governo e no de seu antecessor e padrinho, Lula. Sofre o impeachment por sua inépcia na gestão econômica do país. As causas da crise podem estar lá fora, mas nenhum país emburacou como aquele governado por Dilma. Sofre o impeachment, também, porque a nova classe média, gestada durante o governo Lula, virou-lhe as costas. Virou porque está ameaçada de perder tudo o que ganhou pela crise.

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha chantageou Dilma ameaçando abrir o processo de impeachment caso o Planalto não o auxiliasse na luta por manter seu mandato. O Planalto quis ajuda-lo. Tentou. Se esforçou. Os deputados federais do PT é que se recusaram a ouvir os apelos do Planalto. Dilma estava plenamente disposta a ser chantageada. Parlamentares petistas é que decidiram, ali, impor um limite. Um raro gesto de dignidade que lhes custou caro, talvez. E a abertura do processo veio. E mais de dois terços do plenário da Câmara achou por bem apresentar a denúncia de impeachment ao Senado.

Não se trata de uma luta de fisiológicos contra honrados.

O PT, ao chegar no Planalto, acreditou que poderia jogar o mesmo jogo. Tornou-se tão fisiológico quanto os velhos coronéis, tão corrupto quanto os antigos barnabés, tão capaz de distribuir cargos, verbas e propinas quanto quaisquer outros políticos que já estiveram no mando brasileiro.

Lula e seu governo são investigados por práticas de corrupção em níveis nunca documentados. O prejuízo oficial da Petrobras, aquele cravado em planilha, provocado pela corrupção de diretores que se tornaram réus confessos, causado por negócios terríveis nos quais há inúmeros sinais de ampla distribuição de propinas como a compra improvável de Pasadena, equivale a 1% do PIB brasileiro. Os efeitos da brusca queda da Petrobras sentem-se com violência em toda economia brasileira, em particular no estado do Rio de Janeiro. Dilma Rousseff, a administradora capaz que se gabava de microgerenciar cada casa decimal de cada planilha, presidia o Conselho da Petrobras.

Ela é responsável pelo que ocorreu na empresa. Ela é responsável pelo que aconteceu no Brasil nos últimos cinco anos e meio.

Assim como Lula é responsável. Um político extraordinário, brilhante, de um carisma ímpar. Não há hoje, no Brasil, um político mais hábil do que Lula. Ele poderia ter comandado uma ong internacional de combate à fome, poderia ter presidido a ONU, poderia ter sido Nelson Mandela. Preferiu ser lobista de empreiteiras. É incrível como um homem tão grande pode ser tão pequeno. Com suas palestras e seu nome, poderia ter pago quantas reformas quisesse em quanto sítios de Atibaia desejasse, teria os tríplex com os quais sonhasse. E ainda, pela pura força de seu carisma e de seu nome, pela habilidade nata de costurar acordos, teria chegado ao Nobel da Paz e melhorado a vida de um bom bilhão de homens, mulheres e crianças.

Lula preferiu ser lobista de empreiteiras brasileiras na África e América Latina. Preferiu exportar o fisiologismo pátrio.

O fracasso dele é o nosso fracasso. É o fracasso cultural do Brasil. Porque Lula é o reflexo do que o Brasil é.

Os antipetistas mais rábicos podem acreditar que tiveram uma grande vitória e que afastaram do poder alguma espécie de mal fundamental.

Os petistas mais irracionais acreditarão que as possibilidades de um governo justo e social foram derrubadas pelas camadas mais reacionárias da sociedade.

O que aconteceu foi muito menor.

Só substituímos um governo fisiológico por outro. O governo Michel Temer não tem uma política econômica particularmente distinta daquela que Dilma tentou implementar a partir de 2015. A diferença é que Temer é um político hábil e Dilma não o foi. A diferença é que Michel Temer completa as frases que inicia. Com alguma sorte, estabilidade econômica virá.

Mas Michel Temer é também o Brasil velho. Como, aliás, o PT.

O impeachment é legal. Se é legal, não é Golpe. Não é consolo.

Mas há a Lava Jato.

O fisiologismo brasileiro se ancora na propina de grandes empresários que detém os mais vultuosos contratos públicos. É esta propina que, lentamente, vai financiando as campanhas eleitorais que ampliam a base fisiológica nas Câmaras Municipais, Assembleias Legislativas e Congresso Nacional.

O fisiologismo abraçado por tucanos e petistas, assim como por peemedebistas e todos os outros.

Se alguém quer entender por que o Congresso Nacional piora a cada ciclo eleitoral é por causa disso. Porque, desde a redemocratização, a máquina do fisiologismo trabalhou para produzir dinheiro de campanha e se procriar. Este tipo de vereador, deputado e senador encontrou o caldo de cultura perfeito. A fonte da eterna caixa 2.

Mas há a Lava Jato.

E empresários, hoje, têm medo de pagar propinas. Para eles, corromper ficou caro. O dinheiro de campanha que alavancava a candidatura de parlamentares fisiológicos está desaparecendo. Será um soluço inédito na história do Brasil para tudo voltar a ser como antes? A política brasileira pode ter piorado, mas o Estado melhorou por dentro. Talvez o Estado democrático tenha criado a vacina para este fisiologismo patrimonialista que nos condena ao passado.

Essa é a esperança que nos resta.

Anúncios

32 Respostas to “Pedro Doria: “O impeachment de um presidente da República é um fracasso nacional””

  1. Pax said

    Excelente análise do Pedro Doria publicada em seu Facebook. Concordo bastante.

  2. Pedro said

    É, penso assim também.

  3. Chesterton said

    Como assim, “tornou-se” fisiológico? Essa porra do PT tem a fisiologia em seu DNA, como todo partido de esquerda.

  4. Chesterton said

    Editorial HISTÓRICO (Estadão – 31/08/2016); “O fim do torpor” (o fim da era Lula). Imperdível, tem que ser lido:

    O impeachment da presidente Dilma Rousseff será visto como o ponto final de um período iniciado com a chegada ao poder de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2003, em que a consciência crítica da Nação ficou anestesiada. A partir de agora, será preciso entender como foi possível que tantos tenham se deixado enganar por um político que jamais se preocupou senão consigo mesmo, com sua imagem e com seu projeto de poder; por um demagogo que explorou de forma inescrupulosa a imensa pobreza nacional para se colocar moralmente acima das instituições republicanas; por um líder cuja aversão à democracia implodiu seu próprio partido, transformando-o em sinônimo de corrupção e de inépcia. De alguém, enfim, cuja arrogância chegou a ponto de humilhar os brasileiros honestos, elegendo o que ele mesmo chamava de “postes” – nulidades políticas e administrativas que ele alçava aos mais altos cargos eletivos apenas para demonstrar o tamanho, e a estupidez, de seu carisma.
    Muito antes de Dilma ser apeada da Presidência já estava claro o mal que o lulopetismo causou ao País. Com exceção dos que ou perderam a capacidade de pensar ou tinham alguma boquinha estatal, os cidadãos reservaram ao PT e a Lula o mais profundo desprezo e indignação. Mas o fato é que a maioria dos brasileiros passou uma década a acreditar nas lorotas que o ex-metalúrgico contou para os eleitores daqui. Fomos acompanhados por incautos no exterior.
    Raros foram os que se deram conta de seus planos para sequestrar a democracia e desmoralizar o debate político, bem ao estilo do gangsterismo sindical que ele tão bem representa. Lula construiu meticulosamente a fraude segundo a qual seu partido tinha vindo à luz para moralizar os costumes políticos e liderar uma revolução social contra a miséria no País.
    Quando o ex-retirante nordestino chegou ao poder, criou-se uma atmosfera de otimismo no País. Lá estava um autêntico representante da classe trabalhadora, um político capaz de falar e entender a linguagem popular e, portanto, de interpretar as verdadeiras aspirações da gente simples. Lula alimentava a fábula de que era a encarnação do próprio povo, e sua vontade seria a vontade das massas.
    O mundo estendeu um tapete vermelho para Lula. Era o homem que garantia ter encontrado a fórmula mágica para acabar com a fome no Brasil e, por que não?, no mundo: bastava, como ele mesmo dizia, ter “vontade política”. Simples assim. Nem o fracasso de seu programa Fome Zero nem as óbvias limitações do Bolsa Família arranharam o mito. Em cada viagem ao exterior, o chefão petista foi recebido como grande líder do mundo emergente, mesmo que seus grandiosos projetos fossem apenas expressão de megalomania, mesmo que os sintomas da corrupção endêmica de seu governo já estivessem suficientemente claros, mesmo diante da retórica debochada que menosprezava qualquer manifestação de oposição. Embalados pela onda de simpatia internacional, seus acólitos chegaram a lançar seu nome para o Nobel da Paz e para a Secretaria-Geral da ONU.
    Nunca antes na história deste país um charlatão foi tão longe. Quando tinha influência real e podia liderar a tão desejada mudança de paradigma na política e na administração pública, preferiu os truques populistas. Enquanto isso, seus comparsas tentavam reduzir o Congresso a um mero puxadinho do gabinete presidencial, por meio da cooptação de parlamentares, convidados a participar do assalto aos cofres de estatais. A intenção era óbvia: deixar o caminho livre para a perpetuação do PT no poder.
    O processo de destruição da democracia foi interrompido por um erro de Lula: julgando-se um kingmaker, escolheu a desconhecida Dilma Rousseff para suceder-lhe na Presidência e esquentar o lugar para sua volta triunfal quatro anos depois. Pois Dilma não apenas contrariou seu criador, ao insistir em concorrer à reeleição, como o enterrou de vez, ao provar-se a maior incompetente que já passou pelo Palácio do Planalto.
    Assim, embora a história já tenha reservado a Dilma um lugar de destaque por ser a responsável pela mais profunda crise econômica que este país já enfrentou, será justo lembrar dela no futuro porque, com seu fracasso retumbante, ajudou a desmascarar Lula e o PT. Eis seu grande legado, pelo qual todo brasileiro de bem será eternamente grato.

  5. Chesterton said

    http://br.rfi.fr/brasil/20160831-pela-saude-nacional-era-preciso-afastar-o-pt-do-governo-diz-gabeira

    chest- olha que Gabeira será sempre terrorista-guerrilheiro, eu não perdôo marxistas, nem arrependidos.

  6. Chesterton said

  7. Mona, a das antigas said

    Ai, que saudades do blog do Pedro Doria… foi nele que conheci vcs, meus caros. Também morro de saudade do “Na Prática a Teoria é Outra”. Apesar dos muitos esquerdistas que os frequentavam, o espaço aberto às contribuições das muitas correntes ideológicas que esgrimavam opiniões muito bem apresentadas e fundamentadas não tinha preço. Aqui alguns deles se encontraram… todos deveriam ter migrado para cá… snif.

  8. Chesterton said

    Paulo Eduardo Martins
    22 min ·
    Estou no plenário do Senado. Para salvar os direitos políticos de Dilma, aliados da presidente fazem manobra para destacar o Impeachment da inelegibilidade, diferente do que diz a Constituição e a Lei do Impeachment, ou seja, há uma tentativa de golpe no Senado.

  9. Chesterton said

    ISSO SIM É QUE É GOLPE!
    Em um impeachment o presidente(a) fica inabilitdo para exercer funções públicas políticos por oito anos. Os Petralhas querem descumprir o artigo 52 da Constituição que estabelece a punição.
    É G O L P E !

  10. Pedro said

    É óbvio que impeachment é um exagero.
    Bastaria um psicotecnico.

  11. Chesterton said

  12. Chesterton said

  13. Chesterton said

    *VAZOU O DISCURSO DE DESPEDIDA*
    Prezados brasileiros e venezuelanos:
    É com tristeza que venho me despedir de vocês. Se por um lado estou triste, pelo outro lado também estou. Na verdade eu estou completamente triste. A gente sabe que nada é eterno porque tudo tem um fim, a não ser que dure para sempre. E se tem alguma coisa que acaba com o meu dia é quando chega a noite. O povo brasileiro vive reclamando da vida, mas não vive sem ela. Daqui para frente o futuro para mim não importa. Daqui pra frente o que passou ficou para trás. Para mim o que importa mesmo é o presente porque é nele que vivemos. Fui presidenta deste país e posso dizer que não é só o Brasil que precisa mudar, mas o país inteiro. Para meus rivais eu deixo um aviso: a mão que atira a pedra é a mesma que apedreja. Um senador que não respeita a si próprio não vai saber respeitar ele mesmo.
    Para finalizar eu só digo uma coisa: é melhor não dizer nada. E digo mais: só digo isso. Para aqui ninguém dizer que eu não disse nada. Existe uma frase que eu costumo aplicar no meu dia-a-dia: Quando cair levante ! Porque não dá para andar deitado. E tem mais: andar para trás é como andar para frente só que de costas. Vamos em frente, mesmo que lá na frente vocês percebam que o Brasil ficou para trás. Mas aí é tarde demais, porque o futuro já era.
    DILMA VANA ROUSSEFF

  14. Chesterton said

    se um dia foi vermelho nem lembram mais quando é que foi…

  15. Pedro said

    Aos 45 do segundo tempo o Lewandowski não se aguentou.
    Entrou na dança do PT com o Renan.

    Este sim o golpe perfeito, penso eu.
    Se pedirem a anulação desta votação, a votação da cassação também será anulada.

    É, house of cards perde feio………..

  16. Elias said

    Muito bom o artigo do Doria.

    Mas a pedalada de 2014 não encaixa. Se fosse por ela, seria crime eleitoral. Nesse caso, ela e Temer perderiam o mandato. A de 2015 não ficou caracterizada como operação de crédito (aliás, quem fez operação de crédito — e externa! — no último semestre do segundo mandato foi o FHC, e, pela LRF que o próprio FHC sancionou, isso deve ser punido com prisão… 3 anos). Enfim, tá na cara que foi golpe.

    Fui contra o impeachment da Dilma, porque sou contra golpes. Pra mim, quem quiser exercer o poder que se capacitar pra vencer eleição. Até onde minha memória alcança, sempre tive nojo desse cacoete udenista…

    Mas sou contra o golpe, não a favor da Dilma. Ela foi, de longe, o ser humano mais medíocre que já exerceu o cargo de Presidente da República neste país. Foi medíocre até o fim, confraternizando com seus (dela) algozes, os mesmos a quem ela denunciou como golpistas durante meses. Collor saiu com muito mais dignidade, deixando o Palácio do Planalto pela porta da frente, sob uma chuva de moedas que lhe atiravam pelo caminho.

    Foi golpe, sim, mas Dilma já vai tarde.

  17. Guatambu said

    Elias,

    Eu não te entendo. Vc vota no PT, mas até onde eu pude contar:

    – Zé Dirceu é ruim
    – Palocci é ruim
    – Genoíno é ruim
    – Mercadante é ruim
    – Dilma é ruim

    Tem alguém do PT além do Lula que vc goste?

  18. Elias said

    Tem.

    Eu!

  19. fcmont said

    E eu achando que no final as almas do purgatório se salvariam mas eis que Renan toma as rédeas das mãos do capeta e juntamente com o apoio de Lewandowski (juro que até então achava a postura dele elegante) faz aqueles gestos de prestidigitação empunhando a Constituição Federal e “engana” os crentes, desatentos e ingênuos senadores de nossa republiqueta e… passamos do purgatório ao inferno sem direito a escalas no paraíso.

  20. Chesterton said

    http://diegoemir.com/index.php/2016/09/deu-na-globo-news-provavelmente-dilma-deve-ser-secretaria-no-maranhao-com-o-flavio-dino/

    chest- Dilma cai no colo de Elias!

  21. Olá!

    Hehehehehehehe. . .

    A origem da queda da Dilma e da destruição do PT (ainda que em menor escala) está em um lugar que deu ao Brasil algumas das suas maiores atrocidades econômicas e industriais, tais como:

    01. Plano Cruzado I
    02. Plano Cruzado II
    03. Plano Bresser
    04. Plano Verão
    05. Plano Collor I
    06. Plano Collor II
    07. Lei de Reserva de Mercado na Informática

    Todas essas maluquices saíram do Departamento de Economia da UNICAMP e foram ferozmente defendidas pelos pupilos que se formaram por lá, de Aloízio Mercadante, passando por Guido Mantega e Luciano Coutinho, indo desaguar nos mares profundos e sem fim da ignorância econômica de luminares como Maria da Conceição Tavares, Luiz Gonzaga Belluzzo e Bresser Pereira.

    Agora, mais um feito que essa gente pode se gabar é o ter destruído o PT, ainda que a um custo altíssimo para o país e o futuro da nação.

    Aos que gritam “Golpe!“, só posso dizer uma coisa: O choro é livre! :-) :-)

    Até!

    Marcelo

  22. Chesterton said

    Dilma teve muita sorte até agora…

  23. Chesterton said

  24. Pedro said

    Mas que diabos!
    É vero isso Chester?

    Perderam a noção.

  25. Pedro said

    Ah, as crianças e sua sinceridade, desmascarando a hipocrisia dos adultos não sinceros

  26. Chesterton said

    Leandro Ruschel
    A ESQUERDA É CRIMINOSA E SEMPRE SERÁ

    Os “movimentos sociais” que fazem arruaça e terrorismo nas ruas sempre serão violentos e criminosos porque esse comportamento está no DNA deles.

    Tal DNA é formado pela forte crença que o o mundo está organizado da forma errada e injusta.

    O sistema de leis e costumes que nos governam seriam opressivos e não devem ser respeitados.

    Todo esquerdista mantém esse desejo manifesto ou secreto de destruição completa do ordenamento natural e milenar da sociedade para imposição de uma nova ordem, da construção do “novo homem”.

    Chegam ao ponto de questionar até mesmo a biologia que define o masculino e o feminino!

    Para alcançar esse objetivo de remodelar a sociedade radicalmente, a esquerda aceita QUALQUER meio de ação. Não só aceita, como romantiza o crime como um ato de rebeldia. TODOS os movimentos comunistas/socialistas que chegaram ao poder em diversos países ou épocas, utilizaram alguma atividade criminosa para gerar receita e mesmo no poder continuaram a manter essas atividades para ter acesso a recursos “não contabilizados”, longe do escrutínio popular.

    Stálin e Mao assaltavam trens, Cuba é um dos maiores hubs do mundo para tráfico de drogas e armas, assim como a Venezuela de Chávez e Maduro. Dilma era uma terrorista. As FARC foram os grandes financiadores da esquerda nas últimas décadas, inclusive do próprio PT. O MST e o MTST tem ligações profundas com o tráfico de drogas, recentemente a Polícia de São Paulo prendeu dezenas de líderes do movimento responsáveis pela venda de crack na Cracolândia.

    Guilherme Boulos, o líder do MSTS, dizer em entrevista a Folha que o movimento é contra a violência é uma piada sem graça. O modus operandis deles é a violência e o crime.

    Nessa busca para recriar radicalmente a sociedade, a esquerda produziu a morte de mais de cem milhões de mortos num século, sem contar um número muito maior de vítimas que não morreram mas passaram por sofrimentos terríveis.

    Somente entendendo o nível de psicopatia da esquerda é possível combatê-la.

    Já os conservadores acreditam que existem sim muitos problemas no mundo, mas eles devem ser resolvidos sem a ruptura com a base moral e legal da sociedade, construída tijolo a tijolo por milênios. O sistema deve ser reformado ao longo do tempo, não destruído e recriado do zero.

    Por isso que um protesto que reuniu milhões de conservadores em todas as grandes cidades do país não registrou sequer um ato de violência ou depredação, enquanto dezenas de esquerdistas “protestando” produzem o caos.

    Qualquer pessoa normal perceberia isso em poucos segundos. Mas no Brasil, onde a esquerda dominou as escolas, boa parte das igrejas, universidades, a imprensa, os sindicatos, o governo, entre outras esferas da organização política, fica mais difícil perceber a deterioração da sociedade.

    O fato de ser impossível andar nas ruas do Brasil hoje em dia, sem o grande risco de sofrer algum tipo de violência e até mesmo de ser assassinado, não representa a falência completa do projeto socialista, impresso fielmente na Constituição de 88, mas sim o seu SUCESSO ABSOLUTO, pois esse sempre foi o objetivo: o caos.

    Para recriar a nova sociedade, a antiga precisa ser destruída. Isso está conscientemente ou inconscientemente na cabeça de todo esquerdista.

    Qualquer pessoa inteligente sabe que a reconstrução dessa nova sociedade é impossível, mas o movimento cria uma boa desculpa para os líderes socialistas arregimentarem as massas e manter o poder absoluto, esse sim o verdadeiro objetivo dessa porcaria toda.

    A ÚNICA postura que pode reverter a falência da sociedade brasileira é a completa INTRANSIGÊNCIA com essa turma de psicopatas. Eles são os inimigos das pessoas de bem e os responsáveis pela nossa tragédia e devem enfrentar a sistemática oposição em todos os momentos, e a LEI quando ultrapassarem os limites.

    Quando as pessoas de bem entenderem isso, teremos uma chance.

  27. Elias said

    “A política brasileira pode ter piorado, mas o Estado melhorou por dentro.” (Pedro Dória)

    Ingenuidade…

  28. Chesterton said

    E estado foi saqueado, suas instituições sobrevivem por um fio, graças ao Nine Fingers e sua gangue.

    https://jornalivre.com/2016/09/04/violencia-de-milicias-esta-danificando-ainda-mais-a-imagem-do-pt/

  29. Chesterton said

    http://redebrasildeativismo.com.br/lula-dilma-e-cia-ltda-roubaram-5-bilhoes-do-fundo-da-marinha-mercante-e-agora/

  30. Chesterton said

    Agora os fundos de pensão das empresas onde os funcionarios votaram no PT…quer dizer, além de tudo vão ficar sem aposentadoria, aqui faz, aqui paga….

  31. Chesterton said

    BUSCAS NA RIO BRAVO
    Brasil 05.09.16 13:53
    A Polícia Federal também esteve na Rio Bravo Investimentos, de Gustavo Franco, em busca de documentos sobre o fundo imobiliário criado para financiar o Estaleiro Rio Grande…

    Índio na linha
    O Financista 05.09.16 14:30
    O Ministério Público Federal recomendou que a Vale suspenda a ampliação de um trecho da Estrada de Ferro Carajás. A obra deve ficar parada até que haja uma consulta pública aos indígenas da região…

    Ofinancista

    CHEGARAM NO SÉRGIO ROSA
    Brasil 05.09.16 13:30
    Sérgio Rosa, ex-presidente da Previ, foi conduzido coercitivamente para prestar depoimento na Polícia Federal.

    Rosa terá de explicar a sociedade da Previ com a OAS na Invepar e os R$ 600 mil que recebeu de Léo Pinheiro por ‘consultorias’.

    FESTA NA FUNCEF
    Brasil 05.09.16 13:15
    Os aposentados da Funcef estão em êxtase com a prisão do ex-presidente da Funcef Carlos Alberto Caser, além do diretor Maurício Marcellini Pereira e dos ex-diretores Carlos Augusto Borges e Demósthenes Marques.

    Antagonistas na eleição
    Internet 05.09.16 13:12
    Nossa campanha eleitoral já começou. Queremos conhecer os problemas mais urgentes dos nossos leitores, em seus respectivos municípios…

    E assim vamos destruindo um país
    Economia 05.09.16 13:11
    O Painel da Folha noticia que a PEC do teto de gastos públicos já está cheia de pedidos de “flexibilização”…

    Alerta amarelo na Petrobras
    Brasil 05.09.16 13:07
    O grupo Brookfield, que finaliza as negociações para a compra da rede de gasodutos da Petrobras, também é alvo da Operação Greenfield.

    Bradesco e Santander na PF
    Brasil 05.09.16 12:58
    Bradesco e Santander estão entre os investigados da operação Greenfield, informa o Valor.

    ​Léo Pinheiro, um “criminoso habitual”
    Brasil 05.09.16 12:55
    Foi assim que os procuradores da Lava Jato descreveram o ex-presidente da OAS, no pedido de prisão aceito por Sérgio Moro, segundo o site da Veja:

    Só tinha gente de bem
    Brasil 05.09.16 12:26
    Bateram a carteira de Eduardo Suplicy na manifestação contra o impeachment de ontem.

    COQUETEL MOLOTOV CONTRA VIZINHA DE TEMER
    Brasil 05.09.16 11:55
    Ontem à noite, uma vizinha de Michel Temer, em São Paulo, teve o carro incendiado por um coquetel molotov lançado contra a sua casa.

    É preciso dar um basta nessa escumalha.

    A MÁGICA DOS FUNDOS DE PENSÃO
    Brasil 05.09.16 11:48
    Um dos alvos da Operação Greenfield, o fundo Global Equity Properties obteve junto a diversos fundos de pensão cerca de R$ 800 milhões. Da noite para o dia, toda essa dinheirama desapareceu.

    PF busca o ex-chefão da Petros
    Brasil 05.09.16 11:41
    Lauro Jardim informa que a PF também está no encalço do ex-presidente da Petros Carlos Fernando Costa, um companheiro dos tempos petistas.

    Ele deve ser levado coercitivamente para dizer o que sabe.

    chest- o estrago de Dilma, Lulla e os petistas nunca será recuperado.

  32. JMhrp said

    Pedro doria despeitado jornalista Oesp!
    Mais que amou sempre o lula!
    Doria….nao foi golpe, e Ditadura!
    Vive nos purismos se wonderland….

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: